Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/09/2015
Ver perfil do usuário

Minha história e meu desejo de mudar meu presente

em 28/9/2015, 20:19
Bom, não é nada fácil falar desse aspecto da minha vida. Nunca falei disso pra ninguém pessoalmente.

Eu tive contatos com conteúdo adulto desde meus 10-11 anos, até onde posso me lembrar, por um impulso que, não sei porque, existe dentro de mim. Sou de uma família equilibrada, meus avós, pais e tios sempre me educaram com todo amor que merece uma crianca, respeito e limites. Esse contato começou quando mudaram o computador da sala pro quarto. Eu procurava algumas fotos, inicialmente, e alguns videos leves no youtube. Mas morria de medo dos "virus" e não entrava nos sites de conteúdo mais explicito por causa disso.

Até que fui ficando um pouco maior, a partir dos 14 anos, e passei a procurar por videos mais explícitos e por aí foi. Hoje tenho 21 anos. Ao contrário de alguns relatos que vi no livro e por aqui, graças a Deus, nunca gostei de assistir aqueles videos todos os dias, nem procurava por conteúdos mais pesados e esquisitos. Em alguns períodos da minha vida, assistia 1 vez no mês, uma vez na semana, no máximo umas 4-5 vezes, quando estava mais estressada, eu acho.

Isso, portanto, nunca foi um grande problema na minha vida, achava eu. Quando começei minha vida sexual, aos 16 anos, sentia muita dificuldade em ter orgasmos com os parceiros, o que sinto até hoje. Porém eu sempre notava que essa dificuldade vinha do fato de eu não ficar exitada o suficiente, o que nunca acontecia com os videos.

Quando fiz 18 anos, entrei pra uma religião que vem me auxiliando em diversos aspectos da vida, e sempre que assistia os videos, a partir daí, sentia como se algo estivesse errado. Sentia isso sempre que pensava no vício (eu não achava que era um vício, até tentar parar). Até que um dia, decidi parar. Consegui diminuir a frequencia com que assistia, mas até agora não consegui ainda parar por completo. Tentei substituir os videos por apenas audios, mas, como era de se esperar, uma coisa levava à outra e, em algum tempo, eu já estava novamente entregue ao vício.

Há alguns meses, tentei ter prazer sozinha, mas não conseguia nem ficar excitada, por mais que tentasse. Foi aí que notei que o que eu tenho é, na verdade, um vício como qualquer outro. Então procurei na internet formas de tratar e encontrei as orientações desse site.

Estou terminando de ler o livro e comecei o reboot há duas semanas, infelizmente tive uma recaída nesse meio tempo, mas conto com a ajuda de vocês, principalmente mulheres, pra encontrarmos uma forma de vencer esse vício!

Se alguma de vocês tiver alguma dica boa de algo pra substituir esse mau costume, vou adorar ouvir!

Abraços!
avatar
Mensagens : 68
Data de inscrição : 09/07/2015
Ver perfil do usuário

Re: Minha história e meu desejo de mudar meu presente

em 28/9/2015, 20:27
cpfmqueroparar escreveu:Bom, não é nada fácil falar desse aspecto da minha vida. Nunca falei disso pra ninguém pessoalmente.

Eu tive contatos com conteúdo adulto desde meus 10-11 anos, até onde posso me lembrar, por um impulso que, não sei porque, existe dentro de mim. Sou de uma família equilibrada, meus avós, pais e tios sempre me educaram com todo amor que merece uma crianca, respeito e limites. Esse contato começou quando mudaram o computador da sala pro quarto. Eu procurava algumas fotos, inicialmente, e alguns videos leves no youtube. Mas morria de medo dos "virus" e não entrava nos sites de conteúdo mais explicito por causa disso.

Até que fui ficando um pouco maior, a partir dos 14 anos, e passei a procurar por videos mais explícitos e por aí foi. Hoje tenho 21 anos. Ao contrário de alguns relatos que vi no livro e por aqui, graças a Deus, nunca gostei de assistir aqueles videos todos os dias,  nem procurava por conteúdos mais pesados e esquisitos.  Em alguns períodos da minha vida, assistia 1 vez no mês, uma vez na semana, no máximo umas 4-5 vezes, quando estava mais estressada, eu acho.

Isso, portanto, nunca foi um grande problema na minha vida, achava eu. Quando começei minha vida sexual, aos 16 anos, sentia muita dificuldade em ter orgasmos com os parceiros, o que sinto até hoje. Porém eu sempre notava que essa dificuldade vinha do fato de eu não ficar exitada o suficiente, o que nunca acontecia com os videos.

Quando fiz 18 anos, entrei pra uma religião que vem me auxiliando em diversos aspectos da vida, e sempre que assistia os videos, a partir daí, sentia como se algo estivesse errado. Sentia isso sempre que pensava no vício (eu não achava que era um vício, até tentar parar).  Até que um dia, decidi parar. Consegui diminuir a frequencia com que assistia, mas até agora não consegui ainda parar por completo. Tentei substituir os videos por apenas audios, mas, como era de se esperar, uma coisa levava à outra e, em algum tempo, eu já estava novamente entregue ao vício.

Há alguns meses, tentei ter prazer sozinha, mas não conseguia nem ficar excitada, por mais que tentasse. Foi aí que notei que o que eu tenho é, na verdade, um vício como qualquer outro. Então procurei na internet formas de tratar e encontrei as orientações desse site.

Estou terminando de ler o livro e comecei o reboot há duas semanas, infelizmente tive uma recaída nesse meio tempo, mas conto com a ajuda de vocês,  principalmente mulheres, pra encontrarmos uma forma de vencer esse vício!

Se alguma de vocês tiver alguma dica boa de algo pra substituir esse mau costume, vou adorar ouvir!

Abraços!

Olá bem vinda!!!
Que alegria em ter mais uma companheira de batalha, parabéns pela sua atitude e coragem.
Postei umas dicas hoje dá uma passada lá. Um abraço Laughing

_______________________________________
Parasitas: Tome cuidado com os parasitas. Um parasita é tudo aquilo que se junta a você e suga  a sua vida. Eles na maioria das vezes, tomam a forma de vício, como drogas, apostas, e  pornográfia. Eles prometem prazer, mas crescem como uma doença e consomem mais e mais seu pensamento, tempo e dinheiro. Eles roubam sua fidelidade e seu coração daqueles que você ama.
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Minha história e meu desejo de mudar meu presente

em 28/9/2015, 20:29
Olá, Malu! Estava lendo seus posts agora mesmo!! Obrigada pelo incentivo! Abraço!
avatar
Mensagens : 68
Data de inscrição : 09/07/2015
Ver perfil do usuário

Re: Minha história e meu desejo de mudar meu presente

em 29/9/2015, 01:34
Mila escreveu:Olá, Malu! Estava lendo seus posts agora mesmo!! Obrigada pelo incentivo! Abraço!

What a Face Laughing bounce bounce

_______________________________________
Parasitas: Tome cuidado com os parasitas. Um parasita é tudo aquilo que se junta a você e suga  a sua vida. Eles na maioria das vezes, tomam a forma de vício, como drogas, apostas, e  pornográfia. Eles prometem prazer, mas crescem como uma doença e consomem mais e mais seu pensamento, tempo e dinheiro. Eles roubam sua fidelidade e seu coração daqueles que você ama.
avatar
Mensagens : 354
Data de inscrição : 30/07/2014
Idade : 32
Ver perfil do usuáriohttp://www.vivasempornografia.blogspot.com.br

Re: Minha história e meu desejo de mudar meu presente

em 31/10/2015, 12:13
Nós ficamos mesmo dessensibilizados ao prazer com sexo real. Com o reboot isso se inverte.

_______________________________________
Meu blog: http://vivasempornografia.blogspot.com.br/



"Se eu desistir agora, logo estarei aonde eu comecei...
...E quando eu comecei, estava desesperado para chegar aonde estou agora."
avatar
Mensagens : 660
Data de inscrição : 21/07/2015
Ver perfil do usuário

magrão

em 3/11/2015, 15:31
magrão que bom ter você para ajudar as meninas aqui ,tenho visto a força que tem dado a elas ,mila e malu não desista vocês é melhor que isso tudo ,se precisar é só me chamar entro todos os dia apesar de não ser viciada me sinto igual ,pois isso também estragou de certa forma com minha vida e o pior com minha familia ,então somos iguais ... força neoii
Mensagens : 23
Data de inscrição : 13/10/2015
Ver perfil do usuário

Danos e mais danos

em 24/12/2015, 09:37
Força meninas!

Temos muitos exemplos de quão prejudicial pode ser quando escolhemos permanecer nesse vício!


Vamos recobrar o ser extraordinário que há dentro de nós!

_______________________________________
LEIA MEU RELATO:  http://www.comoparar.com/t1663-diario-theguerreiro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 16/11/2016
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Força meninas !!

em 16/11/2016, 14:37
Bem minha flor isso não é bom estou tentando a parar com este vicio não é de hoje ,já fiz abstinência por conta própria bem antes dele ser conhecido , isso há uns 5 anos atrás e a recompensa foi boa ! Mas com o passar do tempo e a chegada da internet banda larga aqui em casa ficou difícil parar e pior de tudo que descobri que até a minha mãe está consumindo essa especie de vicio .... Ela anda vendo vídeos pesados só de violência ai que me deu nojo de tudo isso e acabei adquirindo esse PROJETO , pois não aguento mas essa vida de P.O e D.E quero ter um relacionamento normal com uma mulher .Chega desses pornocarias Mad !!! Hoje estou no meu 43º dia de reboot e torço para que todos aqui fiquem firme nesse projeto pois essa pratica não é normal !!
Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/07/2016
Ver perfil do usuário

48 dias sem PMO

em 17/11/2016, 11:24
Boa tarde Mila!
Vê o meu diário, também estou a fazer o reboot e já conto com quase 50 dias sem PMO. Eu nunca acreditei que fosse possivel chegar tão longe mas decidi parar e instalei a vontade dentro de mim. Houve um dia em que senti que a P não era para mim que é errado e que só faz mal especialmente à nossa alma. Sim eu via videos pornográficos do mais hardcore e animalesco que possas imaginar e tinha prazer com isso, mas claro caí fiquei viciada completamente. Isolava-me no quarto tardes a ver horas e horas de P. Nunca pensei bater tão fundo mesmo. Eu uma rapariga normal, com cara de santa mas que por dentro me sentia a pessoa mais horrivel do mundo. Sentia uma culpa enorme, sentia-me reprimida. Não me encontrava nem me enquadrava em nada. Era demasiado tímida e estava sempre triste, nem sei bem o que me deixava assim. Mas hoje após mais de metade do Reboot sinto-me melhor, graças a Deus. Tenho dias em que me apetece acabar com tudo e voltar à P (ainda agora estou sozinha em casa no pc) mas não o faço porque estou a levar este "compromisso" a sério, e estou a dar tudo mesmo!. Muita força e vamos conseguir ultrapassar este vicio que tanto nos tira.. Para a maioria das pessoas é normal ver-se Pornografia mas essas pessoas não sabem de todo o que este vicio nos rouba: dignidade, auto-estima, causa ansiedade, culpa, medo mas temos de ter força para lutar e não olhar mais para trás. O caminho é em frente!

_______________________________________


A maior batalha é comigo mesma é uma guerra entre dois demónios que habitam em mim..
Mensagens : 17
Data de inscrição : 16/11/2016
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Tenha fé que no final tudo irá dar certo !

em 18/11/2016, 06:20
soumulherviciadaemporn escreveu:Boa tarde Mila!
Vê o meu diário, também estou a fazer o reboot e já conto com quase 50 dias sem PMO. Eu nunca acreditei que fosse possivel chegar tão longe mas decidi parar e instalei a vontade dentro de mim. Houve um dia em que senti que a P não era para mim que é errado e que só faz mal especialmente à nossa alma. Sim eu via videos pornográficos do mais hardcore e animalesco que possas imaginar e tinha prazer com isso, mas claro caí fiquei viciada completamente. Isolava-me no quarto tardes a ver horas e horas de P. Nunca pensei bater tão fundo mesmo. Eu uma rapariga normal, com cara de santa mas que por dentro me sentia a pessoa mais horrivel do mundo. Sentia uma culpa enorme, sentia-me reprimida. Não me encontrava nem me enquadrava em nada. Era demasiado tímida e estava sempre triste, nem sei bem o que me deixava assim. Mas hoje após mais de metade do Reboot sinto-me melhor, graças a Deus. Tenho dias em que me apetece acabar com tudo e voltar à P (ainda agora estou sozinha em casa no pc) mas não o faço porque estou a levar este "compromisso" a sério, e estou a dar tudo mesmo!. Muita força e vamos conseguir ultrapassar este vicio que tanto nos tira.. Para a maioria das pessoas é normal ver-se Pornografia mas essas pessoas não sabem de todo o que este vicio nos rouba: dignidade, auto-estima, causa ansiedade, culpa, medo mas temos de ter força para lutar e não olhar mais para trás. O caminho é em frente!
Mensagens : 17
Data de inscrição : 16/11/2016
Idade : 28
Ver perfil do usuário

soumulherviciadaemporno

em 18/11/2016, 06:34
Bem você  prática alguma atividade física ? Se não seria bom se praticar pois ajuda aliviar a ansiedade e distrair o pensamento da atividade P.O , ou  então sair com as amigas(os) ou até então ler um bom livro ! Mas eu acho que qualquer coisa seria melhor que ficar assistindo essa coisa , e depois sentir aquela sensação de culpa horrível ! Eu não imaginava que mulheres poderiam estar passando por esse processo ,caramba, imagino então diversas que estão por ai precisando dessa ajuda !
Mas fique firme mulher te desejo uma boa recuperação e que você  possa encontrar alguém que possa te dar carinho e atenção que você precise para ter uma vida feliz! ( caso não tenha um parceiro).
FIQUE FIRME ! Smile
avatar
Mensagens : 101
Data de inscrição : 07/09/2016
Ver perfil do usuário

Re: Minha história e meu desejo de mudar meu presente

em 27/11/2016, 19:10
Boa sorte na sua caminhada, sera difícil mas com certeza vai valer a pena, foque em atividades extranets, correr, ler, conversar, meditação também é muito bom ajuda a pensar com mais clareza.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum