Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty The Great Spirit - Diário

em 25/1/2015, 18:01
Por algum motivo bem idiota eu havia apagado toda introdução que havia feito de meu Diário, de como tudo começou. Mas, estou reescrevendo o mais próximo possível da escrita original para contextualizar o meu Diário. Que as informações abaixo sirva como a primeira página de meu Diário. Lendo-a, fica tudo mais óbvio nas informações adiante.

"Pois, bem! Eu era apenas uma criança de 5 ou 6 anos quando eu conheci os prazeres da masturbação. Ok, tudo natural. Mais tarde tive amigos que tinham as suas revistas playboy onde eu via aquilo e pensava: "Ok... isso pode me dar algum prazer..." A curiosidade, a novidade daquele mundo erótico havia surgido. Depois, outros amigos me mostravam as revistas de sexo... e eu "descabelava o palhaço" como se aquilo fosse realmente um circo! Isso tudo na época da pré-adolescência e adolescência. E nesse período conheci também o sexo televisivo através dos Canais de Assinatura que meu pai havia colocado em casa. Sexo, sexo e mais sexo na tela da TV. Meus pais saiam e lá ia eu explorar aquele mundo "fascinante"... Mais tarde - e aqui estou tentando resumir ao máximo para não estender demais e cansar quem estiver lendo -  chegou em minha casa a internet discada, e aí com alguns cliques eu fui conhecendo o mundo virtual da pornografia... A partir daqui já podem imaginar o estrago que isso foi gerando sem eu perceber, é claro...

Para mim tudo parecia "normal": Sentir desejo e ir na internet aliviar as tensões... Mas, inexperiente, eu não sabia que estava me viciando... tornando o meu cérebro altamente viciado em pornografia na internet.  E da adolescência para a fase adulta a mesma coisa... e cada vez mais fácil devido a internet estar cada vez mais rápida. Cheguei aos 20 anos, 25... tive minhas primeiras relações sexuais com uma garota neste período... e mesmo assim vi que mesmo fazendo sexo real, isso não me livrava do "sexo" na telinha. Quando fui chegando nos 26, 27 anos por aí eu me dei conta de que algo estava errado... Pensava que um cara que todo dia fica horas vendo pornografia não dever ser muito normal ou saudável... aquele fascínio todo estava me consumindo eu eu comecei a acordar de que eu precisava parar com aquilo...

Passei por todas as fases bizarras que conhecemos desse vício. Fui das coisas mais leves até as coisas mais abjetas como a zoofilia. Veio aquele click que me dizia que eu estava profundamente doente em meu ser, em minha alma. Que aquilo tudo não poderia ser normal, saudável, algo do bem. Continuei vendo muitas coisas, mas sempre agora com um olhar mais crítico e questionando o porquê de eu estar vendo isso... "Preciso mesmo disso? Isso me leva a alguma coisa? Estou crescendo com isso ou me destruindo? O que ganho enchendo minha mente e meu ser com todo esse lixo?" Algo me dizia que nada... eu não ganhava nada a não ser o entendimento de que aquilo tudo estava me desviando de algo muito importante: De mim mesmo e de minha felicidade!

Então, fui amadurecendo. Conheci esse fórum há uns 4 anos; pois eu passei a pesquisar sobre o que ocorria comigo. "Por que eu não consigo parar?", eu pensava. "Por que isso me seduz tanto? Só posso estar viciado! É a única resposta!" E sim, eu estava. Tinha acordado para o meu problema. Agora era buscar a solução. Entre muitas coisas encontrei este fórum, agradeço até hoje o Rafael Rossi por ter criado este fórum e sempre vou agradecer. Através dele conheci o material do Gary Wilson que agora pouco mesmo eu estava relendo algumas coisas. Fui ativo aqui no fórum por um tempo - não me lembro por quanto tempo. Tentei o Reboot. De cara consegui 30 dias em modo "hard"; mas caí em masturbação. Mas, depois segui mesmo assim, fui até quase 90 dias e recaí... pois a masturbação de alguma forma me sabotava. Queria mais, queria ver, "já que vou me masturbar mesmo, por que não com um filminho?", pensava... Recaí. Chorei. Me amaldiçoei. Foi duro. Sofri, mas não desisti. Hoje muito aprendi, mas o aprendizado nunca pára. Depois saí do fórum. Quis me afastar, tentar entender isso tudo. Dar um tempo em tudo. Mas, vi que sem esforço, sem disciplina e sem entendimento de como isso tudo nos afeta, é impossível sair disso. É preciso estudar, conhecer a fundo este vício. O que o gera, o que o causa e compreendendo as causas sair disso. Graças a Deus temos um lugar como esse onde temos muitas respostas. Temos o e-book, temos fontes de informações valiosíssimas que podem nos ajudar. Gratidão. É o que expresso hoje à todos vocês. Nunca completei o Reboot, nunca tive a firmeza necessária, a coragem. Contudo, aqui estou de novo para tentar. Faz alguns dias que não procuro nada na internet, que estou limpo. Mas, em modo "hard"apenas pouco mais de um dia. E a meta agora são 90 dias em Hard Mode! Vamos tentar! Vamos ver o que rola! Desejo à todos força na caminhada!


*** Queria fazer um adendo que poderia ser classificado como incomum. Mas, é a minha experiência. Quem ler isso agora que eu escrevo, entenda, eu não tenho religião, eu não sigo nada nem ninguém a não ser a verdade de meu coração e minhas experiências, mas devo dizer que uma coisa muito importante ocorreu e ainda ocorre e que me fez querer largar de vez qualquer tipo de vício e notadamente este que lutamos que é a PMO. Eu desde criança tenho uma coisa chamada "Mediunidade" e isso fez que quando eu era mais novo, cerca de 19 anos - atualmente tenho 33 anos -, a perceber a alma daqueles que partiam desse mundo. E muitos desses seres que chamamos vulgarmente de "desencarnados", eles aproveitam de nosso vícios para "vampirizar" nossas energias. Então, sempre que nos descambamos para masturbações e orgasmos excessivos e ainda mais assistindo aquela coisa virulenta chamada pornografia e coisas relacionadas, abrimos uma enorme brecha para esses seres que nos solapam as resistências físicas e mentais e se "alimentam" dessas energias retirando grande parte de nossa energia vital que nos deixará depois sem alento para viver, depressivos, prostrados e sem ânimo pra nada; e daí surge ansiedade, ataques de pânico e coisas desse tipo porquê essa galera do "além" fica ali conosco gerando estes desequilíbrios para que não desejemos sair mais e ficarmos apenas ali presos na telinha alimentamos eles. Por que vocês acham que começamos a ter a tal da Agorafobia ou aversão social? A turma não deseja que saiamos para não perderem o "lanchinho" deles que somos nós! Não estou aqui tentando convencer ninguém de nada, mas pensem nisso, pois quer acreditem ou não é um fato que pude constatar e que quem tem a tal da "Mediunidade" poderá comprovar. Tudo isso que estou relatando não é novidade para alguém aqui que me acompanhava na época, mas pode ser para quem não me conhece ainda. E como eu havia deletado esta parte de meu Diário, estou escrevendo de novo, pois é uma informação que julgo de grande importância como arma no combate a este vício, que é estarmos cientes que influências espirituais também existem para nos influenciar; umas para o que chamamos mal e outras para o que chamamos bem. Cabe a nós decidirmos de que lado vamos nos sintonizar, pois eles vem segundo aquela Lei Espiritual: "Semelhante atrai semelhante". Se desejamos as companhias espirituais nobres precisamos também sermos elevados em nossa postura moral, em outras palavras, limpos, sem vícios. E é esta a nossa luta, certo?

Dessa forma, fiquemos alertas, pois embora esse vício comece em nossa mente que se deixa viciar em conteúdos sexuais da internet e mídia em geral e tornando nosso cérebro também viciado, há também a parte espiritual que devemos cuidar e isso cada um deve fazer do jeito que mais gostar. Se você segue alguma religião ou não, mesmo assim cuide também da parte invisível aos nossos olhos de carne, pois há muitas frequências de matéria mais sutil que nossos olhos físicos não percebem, mas que nem por isso deixam de existir. Cuidemos de nosso "Reboot" como um todo: Corpo, mente e espírito! E assim estaremos dando um primeiro e importante passo para a nossa total recuperação que é estarmos em sintonia total com a Plenitude de nosso Ser Interno que é apenas Paz, Pureza, Luz e Amor!

Desejo à todos muita Paz e Luz e mais uma vez ressalto a minha alegria de estar aqui de novo recebendo a força de caminhar através da Fraternidade maravilhosa que é este "Fórum"! Se alguém desejar conversar, se alguém sentir afinidade com o conteúdo de meu Diário, serão todos bem-vindos. A intenção aqui e neste Fórum é que cresçamos juntos, sem julgamentos, sem egos, sem censura ou condenação. Somos uma família e como uma família, nos unamos!"


Por enquanto é isso e vale lembrar que na medida do possível estarei atualizando o meu Diário de novo.


Paz e Luz!


Última edição por The Great Spirit em 9/7/2019, 02:26, editado 3 vez(es)
David Silva
Mensagens : 1856
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 25/1/2015, 19:38
Olá. Eu também sou espírita e médium. Sei bem do que você está falando. E para piorar os obsessores nos tentam tanto que eu tinha vezes que chegava do centro e ia para a pornografia. Bom, amigo, mas como sabemos mediunidade é serviço e a tentação e a provação fazem parte dela. Aliás Jesus disse que veio para os enfermos, pois os sãos não precisam de médicos. Então eu acho que é por aí. Estou com Jesus, Deus Pai Acima de Tudo e a Espiritualidade nos amparando. Tenho mentores amáveis e nobres que trabalham comigo, coordeno uma reunião no centro espírita e não posso decepcioná-los. Sei que eles estão ao meu lado e me ajudam o tempo todo nesta tomada de decisão que tive em 2015 de ficar sem PMO. Bem, quanto a sua proposta do reboot eu optei por fazer os 90 dias direto só que não sem a masturbação. Essa é natural e pode ser praticada. Só que o que o livro explica é que ela pode ser um gatilho para a busca da pornografia. Então reduzi drasticamente e quero ficar o tempo máximo que conseguir sem. Talvez seja uma boa para você. Mas procure ocupar esse tempo ocioso que você tem: mente vazia oficina do diabo. E procure sair de casa quando estiver sozinho, procure amigos, vá para um esporte, sei lá. Temos também que ter uma visão muito reflexiva e de autoamor com a sexualidade. Só assim passaremos a vivê-la sadiamente. Conte conosco.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril


Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: Mais um Guerreiro entra em jogo - 28 anos (H)

em 25/1/2015, 21:41
Fala The Great Spirit! Seja bem vindo!

Olha só, informações realmente úteis que você me passou com esse post, sou espírita, já imaginava (imaginava não, sabia...) da existência de obsessores, mas uma explicação tão específica como essa nunca tinha visto, pelo menos não a respeito DESSE VÍCIO em específico. E como você é médium a situação deve ser bem complicada para o seu lado, você deve sentir mesmo as vibrações negativas.
Posso te dizer que "descobri" a masturbação tão cedo como você apesar que não me lembro de como foi o processo de descobrir esse tipo de prazer.
Bom, você está nos primeiros dias. Vai ser tenso mesmo, você talvez mais do que qualquer um aqui vai perceber. Mas com o tempo você vai aprendendo a, não digo se acostumar, mas lidar com essa energia intensa de querer ir para PMO. Ah uma coisinha:

The Great Spirit escreveu:Minha meta era ficar 31 dias sem PMO e depois me permitir uma masturbação sem pornografia caso eu me sinta muito reprimido. O que vocês acham? Ou eu deveria tentar logo de cara os 90 dias? Lembrando que nunca fiquei mais de 21 dias sem masturbação desde os meus 5 ou 6 anos.
David Silva escreveu: Bem, quanto a sua proposta do reboot eu optei por fazer os 90 dias direto só que não sem a masturbação. Essa é natural e pode ser praticada.

The Great Spirit e David Silva eu já não concordo com vocês. Tentei fazer isso algumas vezes e fracassei miseravelmente. Pergunto a vocês: Quando vocês se masturbam vocês pensam no que? Em sexo comum com pessoas reais, sem tentar distorcer realidade nenhuma? Ou vocês pensam nos vídeos que vocês assistem? Ou então colocam as pessoas reais que estão na sua vida no contexto distorcido de pornografia de algum vídeo? Eu sinceramente não sei até que ponto a masturbação, pelo menos nesse desafio, seria bom. Não sei se ajudaria, principalmente se for alguém com ER ou EP ou DE. Vocês podem não ter nenhum desses problemas, mas ainda assim não sei se será prejudicial. Mas a decisão é de cada um.
Espero progresso na sua jornada The Great Spirit! Qualquer coisa estamos aqui!
Abraço!

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 25/1/2015, 22:28
Millman escreveu:The Great Spirit e David Silva eu já não concordo com vocês. Tentei fazer isso algumas vezes e fracassei miseravelmente. Pergunto a vocês: Quando vocês se masturbam vocês pensam no que? Em sexo comum com pessoas reais, sem tentar distorcer realidade nenhuma? Ou vocês pensam nos vídeos que vocês assistem? Ou então colocam as pessoas reais que estão na sua vida no contexto distorcido de pornografia de algum vídeo? Eu sinceramente não sei até que ponto a masturbação, pelo menos nesse desafio, seria bom. Não sei se ajudaria, principalmente se for alguém com ER ou EP ou DE. Vocês podem não ter nenhum desses problemas, mas ainda assim não sei se será prejudicial. Mas a decisão é de cada um.
Espero progresso na sua jornada The Great Spirit! Qualquer coisa estamos aqui!
Abraço!

Millman, depois de muito me observar eu notei que sempre que eu ia para uma prática de masturbação com pornografia ou era por carência afetiva ou curiosidade. São duas coisas que tenho percebido não valer a pena ceder. Não vale a pena perder a paz perene de espírito para 5 segundos de orgasmo. Pelo menos é isso que estou aprendendo com tudo isso. Ouvi uma frase de alguém uma vez dizendo que não devíamos perder o permanente para o transitório. Ou seja: a paz duradoura das energias em equilíbrio para o tumulto caótico das paixões e desejos em desalinho com a sanidade.

Agora respondendo objetivamente sua pergunta: Quando me masturbo (espero não fazer isso tão cedo kkk!) só consigo ficar excitado se penso em alguma ex-namorada ou se vejo o pornô. Imaginar o pornô não me excita, mas ver sim. Já imaginar namoradas que tive me excita. Mas claro que isso deve variar para cada um. Tudo que quero atualmente é estar por cima das imposições do meu corpo e me ver livre de PMO por um bom tempo.

Eu respondi o David, mas minha resposta não foi; será por quê?


Edit*: Consegui responder o David! Very Happy


Última edição por The Great Spirit em 25/1/2015, 22:36, editado 2 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 25/1/2015, 22:31
David Silva escreveu:Olá. Eu também sou espírita e médium. Sei bem do que você está falando. E para piorar os obsessores nos tentam tanto que eu tinha vezes que chegava do centro e ia para a pornografia. Bom, amigo, mas como sabemos mediunidade é serviço e a tentação e a provação fazem parte dela. Aliás Jesus disse que veio para os enfermos, pois os sãos não precisam de médicos. Então eu acho que é por aí. Estou com Jesus, Deus Pai Acima de Tudo e a Espiritualidade nos amparando. Tenho mentores amáveis e nobres que trabalham comigo, coordeno uma reunião no centro espírita e não posso decepcioná-los. Sei que eles estão ao meu lado e me ajudam o tempo todo nesta tomada de decisão que tive em 2015 de ficar sem PMO. Bem, quanto a sua proposta do reboot eu optei por fazer os 90 dias direto só que não sem a masturbação. Essa é natural e pode ser praticada. Só que o que o livro explica é que ela pode ser um gatilho para a busca da pornografia. Então reduzi drasticamente e quero ficar o tempo máximo que conseguir sem. Talvez seja uma boa para você. Mas procure ocupar esse tempo ocioso que você tem: mente vazia oficina do diabo. E procure sair de casa quando estiver sozinho, procure amigos, vá para um esporte, sei lá. Temos também que ter uma visão muito reflexiva e de autoamor com a sexualidade. Só assim passaremos a vivê-la sadiamente. Conte conosco.


Obrigado, David, pelo posicionamento. Acatei todos seus conselhos e dicas e vamos em frente. Mudei a imagem de meu Avatar para uma Phoenix para simbolizar o renascimento de todos que desejam se refazer das cinzas e destroços que a pornografia nos deixa.

Já instalei o Contador e é incrível como ele ajuda, já que não desejamos chegar aqui no outro dia e ter que zerá-lo! Risos! Em uma Unidade Fraterna ficamos mais fortes para vencer nossos desafios.

Vou instalar agora os Programas bloqueadores.
Acho estimulante esse desafio e não quero perder. Sinto que se eu ficar três meses sem PMO nunca mais serei o mesmo. Sinto que uma grande Luz surgirá em minha Vida.

David, trabalhei e estudei num Centro Espírita por alguns anos. Fiz diversos cursos lá e conheço a fundo a Doutrina Espírita. Li todos os livros básicos o que ajudou quando veio a prática. Tive experiência de Vidência que me provaram a existência do seres que nos obsediam como também dos que nos ajudam (Mentores Espirituais); o que me torna mais culpado ainda diante de mim mesmo quando falho em não preservar minhas energias elevadas. Não frequento mais o Centro Espírita porque achei que não era a hora para mim ocupar certos trabalhos. Eu preciso me preparar mais. Apesar de não seguir Religião alguma eu estudo de tudo que é da Luz e faço minha própria Verdade. No entanto gosto de trabalhos onde eu possa fazer o bem e ser útil em algo. Mas estou num momento que preciso seriamente me conhecer mais fundo e transformar o meu ser. Preciso antes me ajudar para depois poder ajudar. Porque só damos aquilo que temos. E o que tenho é um monte de trabalho a ser feito em mim. Mas sei que no tempo certo tudo se encaixará para mim (e todos nós, claro!) Posso ter perdido muitas batalhas, porém nunca desisti. Li aqui mesmo no Fórum que um Guerreiro está sempre de pé ou se levantando, mas nunca deitado entregue à derrota. (rs)

David, você disse algo que realmente ainda me confunde. Que é se masturbar, às vezes, porém sem a pornografia. Eu já fiz experimentos quanto a isso e posso dizer o seguinte:

Masturbar sem pornografia também é conhecida por muitos como "Masturbação Limpa". Porque a pessoa simplesmente fecha os olhos e se masturba até ejacular, porém sem mentalizar nenhum tipo de fantasia. Claro que não seria todo dia, mas só quando a pessoa não aguenta mesmo. Esse tipo de masturbação seria aconselhável no caso da pessoa estar num momento que ela sabe que não irá resistir depois de muitos dias tentando. Neste caso é muito melhor fazer uma "Masturbação Limpa" do que encher a mente e a Aura de formas-mentais densas e negativas das imagens pornográficas. Essas imagens ficam a dar voltas no Campo Energético da Pessoas o que acaba atraindo os indesejáveis Obsessores Espirituais. Quando a pessoa faz uma "Masturbação Limpa" ela "desoprime" o sistema sem causar tantos danos ou perdas energéticas. A "Masturbação Limpa" seria como ter ao seu lado uma bacia rasa cheia de água pura e você com os pés limpos metesse um dos pé dentro da bacia sem sujar à água. No entanto parte dessa água se esvairá, naturalmente, pela força do impulso. Agora com a "Masturbação Suja", que seria a masturbação com a pornografia e suas diversas variações, seria como meter o pé todo enlameado dentro da bacia rasa de água pura. Além de contaminar toda à água da bacia, você ainda terá a perda de energia.

Sei que é um exemplo deveras simplista, mas acredito que dê para visualizar como funciona nossa Energia Vital armazenada em nós no Chakra Básico (Kundalini).

E para limpar essa energia depois só mesmo a abstinência da PMO pelo tempo maior possível. Quando em meus momentos de total entrega à pornografia somada a obsessão espiritual que eu tinha total consciência de estar ocorrendo, só depois de 3 ou 4 dias para minhas energias começarem a voltar a um estado de maior harmonia. Fiz muitas experiências que me deram certa base, até certo ponto, para poder estar afirmando isso. Leva-se uns 7 dias para estar numa condição de maior equilíbrio (pelo menos no meu caso tende a ser assim). E lá pelo 10º ao 15º dias é que temos o que eu chamo de uma "saúde mais firme e norteadora para maiores graus de aquisições de limpeza energética, espiritual, física e mental." Eu estou muito ansioso para saber o que ocorrerá comigo quando eu atingir 31 dias sem PMO! Pois até hoje só cheguei nos 21º dia e tudo que falei aqui foi baseado nesse período e nas diversas tentativas de passar esse período novamente. Com um espírito de investigação científica e muita Fé e Confiança em Deus e em nós hemos de conseguir os resultados que almejamos.

Aos poucos vou contando minhas experiências para quem desejar saber, como ao mesmo tempo estou lendo à de todos vocês que postaram aqui suas experiências.

Dalai Lama, o grande monge Budista Tibetano, diz em uma de suas entrevistas que "...nunca deveríamos deixar sair a energia sexual...", mas como isso é complicado para a maioria de nós, caso não haja solução, penso que de dois males, deve-se evitar o pior. Melhor uma "Masturbação Limpa", que não gera tanto detrito para repasto de Obsessores e Assédios espirituais, como a perda de vitalidade que é menor; do que masturbação com pornografia que tem efeitos bem piores em nossas energias.

Masturbar sem pornografia (muito eventualmente, claro) é como levar um pequeno escorregão: Rapidinho se levanta e bola pra frente. Já masturbar horas com pornografia e ficar nisso por dias ou num ciclo sem fim, é como tropeçar do lado de um precipício, cair nele, rolar por ele, se esfrangalhar todo e quando cair lá em baixo em migalhas ainda vir centenas de urubus (Assédios Extrafísicos) disputar sua carcaça! (kkkk!)

Pode parecer engraçado, mas é sério! Quem já esteve numa situação assim, como eu já estive, sabe como é.

Bom, vou parar por aqui por enquanto e estou muito feliz por ter encontrado vocês e este Fórum!

Namastê!


Edit***: Mudei o Avatar da Phoenix para este atual; mas o espírito da Phoenix de ressurgirmos das cinzas de nós mesmos continua! Very Happy


Última edição por The Great Spirit em 20/2/2015, 13:47, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 07:14
Olá, meus amigos(as).

Comecei no Fórum ontem e já me apresentei (http://www.comoparar.com/t211-mais-um-guerreiro-entra-em-jogo-28-anos-h).

Estou apenas fazendo um Tópico especifico para meu Diário. Aqui irei procurar atualizar como estou me saindo na minha tentativa de ficar 31 dias sem PMO.

Farei uma ressalva: Eu havia colocado minha Meta para 90 dias direto. Porém pensei muito nesta madrugada enquanto conciliava meu sono e decidi que devo ir mais devagar, considerando meu atuais limites e natureza. Irei paulatinamente. Já consegui ficar até no máximo 21 dias sem PMO; então creio que é mais natural estabelecer uma meta mais realista para mim de 31 dias e, vencendo este período, ir aumentando gradativamente meus períodos de abstinência. Meu objetivo é criar em mim um movimento de resistência à pornografia e masturbação. Penso que vencendo os 31 dias, estarei com mais ferramentas e recursos internos para lidar com um período maior de, por exemplo, 45 dias ou 60 dias. Até que gradualmente, naturalmente e sem me violentar alcançarei a marca de 90 dias. E nesse dia eu sei no fundo de meu ser: será fantástico! Sinto mesmo que ficando 31 dias irei obter tremendo insights que me auxiliará neste caminho. Feito essa ressalva dou início ao meu Diário. Como já estou no 5º Dia farei rápida exposição dos dias precedentes.


Diário



Do dia 1º ao 3º dia de Reboot:
Foi complicado. Devido à minha Mediunidade passei estes três dias sofrendo terríveis ataques espirituais que procuravam me incitar de forma forçada a reincidir na PMO. Pois a energia gerada nas práticas com a PMO alimenta estes seres de energia vital; e sendo um prato cheio para eles, dificilmente eles cedem em nos deixar em paz. Apenas quando seguimos firmes sem a PMO que eles se afastam, já que sem do que se alimentarem, eles não tem porque ficar perto. Lembrando que a prática REAL e saudável do sexo com uma parceira(o) que amamos e temos profunda relação, não atrai estes seres, ou mesmo que eles queiram meter o nariz, são impedidos pelos Amparadores Espirituais. Já que o clima numa relação assim é de amor e sacralidade, seres de nível inferior não encontram brecha para nos atormentar. Apenas o sexo sem compromisso, promíscuo e vazio ou práticas como a PMO dão campo aberto a estes seres sombrios e enfermos. Qualquer dúvida quanto a isso me proponho a elucidar, dentro sempre, do limite do meu conhecimento e experiência sobre o assunto.




4º Dia: Foi mais tranquilo. Melhoras no Campo mental devido a quebra de sintonia com os desencarnados também viciados em sexo ou nas energias geradas na PMO. Sinto mais "espaço mental", mais suavidade, e os pensamentos fluindo sem muitos obstáculos. Vale lembrar que no caso da pessoa que é Médium, seja consciente ou inconsciente deste fato, quando está num processo de "vampirização" muito profunda por parte dos assédios extrafísicos pode ter terríveis sintomas como pressão na cabeça ou mente. Mente ou cabeça pesada. Interferência contínua no processo do pensar, como se ao pensar ou refletir sentíssemos paredes energéticas nos obstaculando o pensamento. Ansiedade, vontade de chorar, desespero, raiva, ódio; revolta, desarmonia física, emocional e mental. Inquietude tremenda. Em resumo: a perda total da paz. Nos três primeiros dias eu estava fortemente com estes sintomas. No quarto dia foi tudo suavizando, a tal ponto que agora sinto os prelúdios da paz e a doce e suave presença dos Amparadores Espirituais. Já que a prática da PMO nos dificulta a sintonia e percepção destes seres de Luz. Very Happy


5º Dia: Em decurso...


Última edição por The Great Spirit em 29/1/2015, 20:06, editado 1 vez(es)
David Silva
Mensagens : 1856
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 08:56
Olá eu também já levei dias e dias para me recuperar da energia despendida com a masturbação suja. As vezes eu ficava até deprimido e custava para me livrar das influencias espirituais inferiores.

Respondendo à pergunta do Milman, antes eu masturbava fantasiando sim. Agora que já estou há mais de 1 mês sem a pornografia eu consigo me masturbar tranquilamente sem fantasiar nada. Só curtindo o momento. Mas eu estou bem controlado quanto a isso.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril


David Silva
Mensagens : 1856
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 08:58
Até concordo com você que ir passo a passo é melhor. Mas considerando este seu pensamento quando completar os 31 dias então você vai ver um pornozinho. E daí de um pornozinho vc pode desandar tudo de novo! Cuidado!

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril


Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Ao The Great Spirit e ao David Silva

em 26/1/2015, 09:10
Haha que ótimo que vocês conseguem se masturbar só curtindo o momento sem pensar em pornografia. Tentei me masturbar uma vez assim no passado e demorei muito para gozar. Não sei como seria hoje em dia mas comigo a história é diferente. Eu já estava me calejando com pornografia muito hard, a ponto de não ter graça nenhuma de me masturbar sem ver porno (apenas se ficasse dias sem masturbação). Até mesmo quando estava transando com minha ex eu ficava me lembrando de vídeos. APENAS no finalzinho de nosso relacionamento que eu comecei a conseguir transar com ela esquecendo de vídeos prestando atenção no momento, prestando muito mais atenção no que estava sentindo. Só que aconteceu algo muito estranho. Derrepente de ER eu passei a ter EP. Não extremamente precoce, mas para o que eu estava acostumado a coisa começou a acontecer muito rápido. Até hoje não sei o que houve porque ainda assistia vídeos as vezes quando namorava com ela, apesar de ter diminuído bem.
Mas voltando ao foco da conversa. Comigo a questão é que quando me masturbava sem ver nada, pensava em vídeos ou ficava fantasiando coisas. Se não faço isso acontece muitas vezes o que o The Great Spirit falou, acabo me desalinhando com pensamentos, vendo um decote ou bunda que gosto e já sinto aquela energia interna muito forte desejando ter orgasmo, de ver pornografia e todo o resto. Ai eu lhes pergunto haha: O que fazer? Se eu vou para pornografia não saio do vício, se me masturbo sem ver nada eu penso no vício... eai?

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 09:30
Verdade seja dita esse desafio de 90 dias foi criado por um fórum internacional de NoFap.
O que o Gary Wilson disse (ao menos aquilo que vi nos seus documentários e vídeos) é para pararmos com a pornografia se isso estiver nos prejudicando de alguma forma. Ele não disse para parar por 30, 60 ou 90 dias. Ele disse simplesmente para parar. Isso significa indefinidamente...
Essa questão de fazer o desafio, ir de pouco em pouco realizando ele até ajuda, nos dá alguma esperança e perspectiva. Mas o ponto central disso é eliminar de vez a pornografia de nossas vidas.
Pelo menos isso foi o que vi e o que penso. Se alguém tiver algo a acrescentar, ou discordar da minha opinião eu estou aberto a ponto de vistas diferentes.

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 10:24
David Silva escreveu:Até concordo com você que ir passo a passo é melhor. Mas considerando este seu pensamento quando completar os 31 dias então você vai ver um pornozinho. E daí de um pornozinho vc pode desandar tudo de novo! Cuidado!

Millman escreveu:Verdade seja dita esse desafio de 90 dias foi criado por um fórum internacional de NoFap.
O que o Gary Wilson disse (ao menos aquilo que vi nos seus documentários e vídeos) é para pararmos com a pornografia se isso estiver nos prejudicando de alguma forma. Ele não disse para parar por 30, 60 ou 90 dias. Ele disse simplesmente para parar. Isso significa indefinidamente...
Essa questão de fazer o desafio, ir de pouco em pouco realizando ele até ajuda, nos dá alguma esperança e perspectiva. Mas o ponto central disso é eliminar de vez a pornografia de nossas vidas.
Pelo menos isso foi o que vi e o que penso. Se alguém tiver algo a acrescentar, ou discordar da minha opinião eu estou aberto a ponto de vistas diferentes.


Então, Millman e David. Eu concordo plenamente que o objetivo é para parar totalmente e de forma definitiva com a pornografia e masturbação. E existem as Escolas Iniciáticas do Tantra Branco que nem mesmo numa relação real com a pessoa amada deve-se ejacular. Mas eu sou a favor da transformação e não da repressão, embora, às vezes, para transformar é necessário um pouco de repressão. Até porque ficar 30, 60 ou 90 dias sem PMO não é de certa forma se reprimir na esperança de se transformar neste processo?

Eu me conheço e sou muito realista comigo. Hoje sei aceitar o que sou e minhas limitações transitórias. Depois de 31 dias eu irei me permitir me masturbar caso eu sinta alguma real necessidade. Mas pretendo fazer isso sem a pornografia. Para ser sincero, atualmente meu problema nem é mais tanto a pornografia, mas o desejo de me masturbar quando bate aquela carência afetiva.

Eu me baseio neste processo inspirado no Mestre DeRose, uns dos maiores Iogues brasileiros. Ele tem um livro chamado "Tantra: Sexualidade Sacralizada". E não sei se vocês sabem, no Tantra não é permitido nem mesmo o orgasmo com uma parceira(o) real. Porque o Tantra considera que ejacular é perder a energia que poderia lhe trazer a famosa Iluminação. Seria a energia sexual, ou Kundalini, que despertaria seus Chakras (Centros de Forças Psíquicos) superiores e lhe proporcionaria o Samádhi ou a experiência da Iluminação.

Então o Mestre DeRose conta neste livro como foi a Iniciação dele no Tantra. No início, por exemplo, no primeiro dia de prática, era permitido o casal ejacular. Então depois eles ficavam um dia sem ejacular, porém podiam ter o orgasmo no segundo dia; depois dois dias sem ejacular e no terceiro dia poderiam ter o orgasmo e assim por diante. Até que o objetivo seria ficar cada vez mais dias sem ejacular e menos dias liberando o orgasmo, criando dessa forma uma sinergia no corpo físico e sutis onde a pessoa passaria a viver sem o orgasmo, porém sentindo um outro tipo de prazer circulando todo o corpo; prazer conhecido nas filosofias orientais de Bem-Aventurança ou Êxtase Interno Perene. Um tipo de orgasmo que não necessita do orgasmo. Claro que eu não tenho esta experiência e não posso dizer que ela é real, mas as pessoas que estudei que falam dela têm conteúdo, seriedade e gabarito. Quem conhece o Mestre DeRose sabe do alto nível do sujeito.

Então eu serei sincero comigo. Chegando aos 31 dias eu avaliarei o que eu estarei sentindo e a partir disso eu tomarei uma decisão. Se eu me sentir muito reprimido a ponto de estar me violentando eu irei afrouxar o laço e me permitir me masturbar; porém o farei da melhor forma possível: sem pornografia e com um sentimento elevado. Mas pode ser que eu chegue aos 31 dias e me sinta tão bem que eu não queira saber de masturbação e nem nada relacionado; apenas curtir minha felicidade e bem-estar. Mas não sei como será. Para mim está tudo sendo um experimento. Lembrando que para pessoas solteiras como eu é um pouco mais complicado ficar tanto tempo sem ao menos a masturbação. E eu não irei à caça de mulher só por sexo; não acho justo. Se for pra pintar alguém na minha Vida que seja de acordo com o tempo de Deus. Deus sabe melhor do que eu quem será melhor para mim. Não me sinto bem em ficar forçando relações. Gosto que aconteçam ou surjam espontânea e naturalmente, como foram todas as minhas relações até hoje com o sexo oposto. Acredito que quem tenha uma parceira(o) ficar sem PMO deve ser muito mais fácil. Pelo menos quando eu estive com minha última namorada com quem tive minhas únicas relações sexuais na Vida, eu não pensava nem desejava pornografia e nem masturbação. Só queria gozar com ela, estar com ela e nada além disso. Depois que terminou, acabei cedendo novamente a PMO. 99% por carência; 1% idiotices nascidas da curiosidade.

Enfim, de qualquer forma eu agradeço todos os comentários. Estou colhendo tudo que eu posso de vocês.
Muito obrigado!
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 10:59
Millman escreveu:...O que fazer? Se eu vou para pornografia não saio do vício, se me masturbo sem ver nada eu penso no vício... eai?...

Millman, o que vou dizer faz sentido para mim, mas não sei se fará para você. Se você vai para a pornografia estrá jogando mais lixo no lixo pornográfico já existente em sua memória consciente e inconsciente. Mas se você se masturba apenas pensando no que já tem na sua memória, você pelo menos não está jogando mais lixo para dentro de si. É melhor se masturbar com memórias do que com novos conteúdos. Porque ao ter orgasmo usando arquivos de sua memória, a tendência é esses arquivos não te estimularem mais depois, pois perderão a força de atração sobre você.

Por exemplo: eu gostava de imaginar certa cena com minha ex-namorada e me masturbar com essa cena. Mas depois que gozava aquela cena já não era tão atraente. Depois se eu tentava me estimular de novo com a mesma cena para ejacular, mas tal cena já não mais me atendia; perdia o poder sobre mim. Então, em tese, se masturbar com seus arquivos de memória sem recorrer a novos arquivos na Internet, acaba que vai purificando seu inconsciente a cada vez que você ejacula com esses arquivos. Porque eles deixam de fasciná-lo pela mesmice.

E aqui surge o ponto onde também entra a pornografia. A mente diz: "Já que eu enjoei de minhas memórias quero outras novas e frescas." E aí recaímos no vício em busca de novos estímulos.

Não sei se eu consegui expressar o que eu queria. Mas se nada do que eu escrevi fez sentido para você, simplesmente esqueça! kkk!

Lembrando que eu também penso que o ideal seria não se masturbar nem ver pornô, mas ter relação real, amorosa e saudável com a pessoa eleita(o). Mas como nem sempre temos o poder para viver o ideal, vale lembrar o que diz a Cosmoética: "Entre dois males, o pior deve ser evitado."




Namastê!
David Silva
Mensagens : 1856
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 11:11
Ok. Dessa forma sim é válido se não tiver contato com a pornografia. Mas como você vai só se masturbar creio que não precise zerar o cronometro pois há a opção de fazer o reboot com a Masturbação sem Pornografia.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril


avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 11:50
David Silva escreveu:Ok. Dessa forma sim é válido se não tiver contato com a pornografia. Mas como você vai só se masturbar creio que não precise zerar o cronometro pois há a opção de fazer o reboot com a Masturbação sem Pornografia.

Entendo. Mas como eu te disse, eu não quero nem mesmo ter que me masturbar. Mas só poderei avaliar a situação ao ter atingido os 31 dias que me propus. Realmente, quando eu era criança e me masturbava, às vezes, sem nem saber o que era isso, sem nunca ter visto pornografia, era algo inocente e tranquilo. Nada de negativo ocorria-me. Mas quando entra a tal pornografia a miséria começa. Quero distancia disso agora! kkkk!
Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 14:01
Entendi perfeitamente o que você disse. Posso relacionar isso com ao que eu fazia com pornografia. Eu via quase sempre um tipo de vídeo que me excitava muito, via ela todas as vezes que ia me masturbar. Só que com o tempo o vídeo ia perdendo a graça e eu ia atrás de outro. Com o passar do tempo simplesmente ir atrás de outro não bastava, o tipo de vídeo tinha que ser um pouco mais pesado. Pensando desse ponto de vista, a melhor maneira seria usar o que se tem na memoria até enjoar e não fazer mais efeito nenhum.

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 15:52
Millman escreveu:...Pensando desse ponto de vista, a melhor maneira seria usar o que se tem na memoria até enjoar e não fazer mais efeito nenhum.

Exatamente, Millman!

Ao esgotar o fascínio por nossos arquivos mnemônicos sobre a sexualidade, a tendência é a mente se libertar de toda imagem ou lembrança que tenha algum poder de nos entreter o suficiente para uma rodada de masturbação ou pornografia. E se o indivíduo esgotar estes arquivos de memória sem buscar novas impressões, logo ele se vê com uma mente purificada e arejada. Já atingi estes estados, mas infelizmente depois recaindo por motivos tolos. rsrsrs
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 20:37
5º Dia: Foi um dia tranquilo. Perto do que já passei hoje foi suave. Meu pensamento esteve em outras atividades do dia-a-dia e não tive nenhum desejo ou pensamento de ver pornografia ou me masturbar. Algumas coisas positivas que notei:
-Humor em alta.
-Brincalhão.
-Melhor disposição.
-Pensamento mais solto e leve.
-Menos angústia e ansiedade.
- Positividade que dura até agora.

Vou dormir agora e que o próximo dia também seja de vitória.
Abraços à todos!
Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 26/1/2015, 22:23
Que felicidade que você está tão bem no início. Se você leu muitos posts aqui e em outros lugares você viu que a situação no início é bem tensa. Que bom que com você foi somente nos primeiros 3 dias, a coisa poderia ser bem pior, acredite. É de passo em passo que se traça o caminho e que se chega a vitória. Tenha fé que você conseguirá passar por esse problema!
Fique com Deus!

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 27/1/2015, 08:04
Millman escreveu:Que felicidade que você está tão bem no início. Se você leu muitos posts aqui e em outros lugares você viu que a situação no início é bem tensa. Que bom que com você foi somente nos primeiros 3 dias, a coisa poderia ser bem pior, acredite. É de passo em passo que se traça o caminho e que se chega a vitória. Tenha fé que você conseguirá passar por esse problema!
Fique com Deus!

Oi, Millman! Bom dia! Estou agora começando meu dia e sempre que posso venho dar um pulinho aqui no Fórum para ganhar força, inspiração e determinação para seguir firme neste caminho de 31 dias sem PMO. Obrigado por responder e estar presente em meus "posts". Sua opinião e a de todos é muito útil para que eu me sinta mais confiante.

Hoje eu acordei e fiz uma Meditação de 20 minutos e embora eu não siga qualquer Religião fiz uma oração de coração para mim e por todos nós para que esse dia fosse de vitória. E então depois me deitei um pouco e senti algo que há muito não sentia: Paz, Contentamento, Serenidade, Amor, e um sentimento suave de Ternura percorrendo todo meu ser. Nenhum sentimento ou energia relacionada a pornografia ou coisas do tipo. Eu sei que é difícil manter estas energias positivas ao longo do dia, mas para mim são sinais de que estou no caminho certo.

Deixa eu te dizer uma coisa para que você possa entender o motivo do porquê tenho sofrido menos depois de ter alguma recaída. É que não é a primeira vez que tento cumprir os 31 dias. Na verdade já tentei centenas de vezes me libertar da PMO nos últimos anos. E a cada derrota ou pequena vitória, eu aprendia algo mais que me servia de defesa e/ou ferramenta contra a PMO.

Então nas minhas últimas tentativas quando eu recaía, eu rapidamente tentava fazer algo para amenizar os terríveis efeitos do "after PMO". Mas eu notei que a recuperação mais rápida em menos dias depois de uma sessão de PMO depende muito da intensidade e duração da pessoa na prática da PMO. Uma pessoa que de repente recai, mas passa apenas uns 15 a 20 minutos vendo pornô e rapidinho ejacula e logo pára iniciando novo Reboot, tende a se sentir melhor em menos dias do que a pessoa que passa 4 horas seguidas na pornografia e se masturbando e ejaculando várias vezes; porque nesse tempo mais prolongado muitas coisas acontecem, como maior perda de energia e vitalidade, nova poluição mental (ou seja, mais lixo sendo adicionado ao lixo pornográfico já existente na mente), estabelecimento de ligação mais profunda com Assédios Espirituais, pois o tempo mais prolongando com o pornô favorece que eles (os Assediadores) imantem a pessoas com suas energias e depois fica difícil se desligar. Eles se acoplam em nós através de nossos Chakras (Centros de Forças Psíquicos) e ali ficam se alimentando de nossas emanações energéticas oriundas da PMO. E como eu disse, se livrar depois desses sujeitos do Além mal-intencionados é bem complicado. Sei bem disso por experiência própria devido à minha Mediundade.

Enfim, Estou no sexto dia e espero chegar pela primeira vez aos 31 dias sem PMO. A cada dia que venço ganho mais ânimo. Mas não sei se conseguiria sem o Fórum e a ajuda de vocês. Depois de muito sofrer parece que tudo está se convergindo para que eu vença essa etapa, que sei que será só a primeira de muitas.

É importante dizer, e sei que muitos têm dito isso, de como o Fórum nos ajuda. Ontem por alguns segundo minha mente começou a tentar me enganar com algumas insinuações ao pornô. Mas cortei o pensamento e juntei: "Não! Além de não querer isso mais para mim, tenho que honrar o Fórum e as pessoas de lá que também estão na luta. Por elas e por mim seguirei resoluto em cumprir minha meta!" E ai, depois foi tudo tranquilo.

Abraços à todos e gratidão a cada um!
E valeu, Millman, pela visita.
Até!
Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 27/1/2015, 15:29
Olá The Great Spirit!

Partes do que vou escrever no meu comentário vai ser pesado, mas faço isso mais para você ter uma noção do que foi o meu passado e entender a minha situação:

The Great Spirit escreveu:Na verdade já tentei centenas de vezes me libertar da PMO nos últimos anos. E a cada derrota ou pequena vitória, eu aprendia algo mais que me servia de defesa e/ou ferramenta contra a PMO.
Também faz anos que tento me libertar da PMO, pelo menos 7 anos. Mas ao contrário de você, eu nunca aprendia ou me preocupava em aprender nada com as vitórias ou derrotas.

The Great Spirit escreveu:Então nas minhas últimas tentativas quando eu recaía, eu rapidamente tentava fazer algo para amenizar os terríveis efeitos do "after PMO". Mas eu notei que a recuperação mais rápida em menos dias depois de uma sessão de PMO depende muito da intensidade e duração da pessoa na prática da PMO. Uma pessoa que de repente recai, mas passa apenas uns 15 a 20 minutos vendo pornô e rapidinho ejacula e logo pára iniciando novo Reboot, tende a se sentir melhor em menos dias do que a pessoa que passa 4 horas seguidas na pornografia e se masturbando e ejaculando várias vezes

ESTÁ AÍ O X DA QUESTÃO. Quando eu recaía, pensava "Já que eu recaí então f#[email protected]$e e vou ver mais". Ficara horas vendo pornografia, me masturbando no mínimo mais uma outra vez. Era sempre assim. Me masturbar apenas uma vez depois da recaída nunca me satisfazia.
Agora vou contar algo particular e na verdade é grande parte do motivo de não me satisfazer tão fácil.

Quando tinha entre 12, 13 anos, era minha época mais tensa de bullying, eu comecei a dar uns amassos numa vizinha mais velha que morava perto de casa. Não achava ela bonita, mas era alguém que queria ficar comigo. Era algo sem compromisso, mas com o tempo os amassos foram ficando mais sérios e ela tinha algumas curiosidades.
Até hoje não sei porque aquela garota pensava dessa forma, mas ela tinha nojo de alguém masturbá-la, fazer sexo oral nela, morria de medo de transar (nessa idade isso eu entendo), mas morria de curiosidade de masturbar um cara. E começou a fazer isso em mim. A coisa acontecia quando meus pais estavam fora de casa e sempre nós vendo algum vídeo. Com o tempo ela passou a me chupar.
A garota começou a ficar muito boa nisso.
Chegou a tal nível de que ela começou a deixar que eu ejaculasse na boca dela. Qualquer um daqui que já tenha tido essas experiências sabe o grau de prazer que isso pode dar e o tanto que deixa um cara sem energia, com o corpo todo mole depois.
The Great Spirit a energia que você perde com alguém te masturbando é uma coisa. De alguém deixando você ejacular na boca é MUITO maior. Se a pessoa resolver elevar o nível, sendo que além de deixar você ejacular na boca dela continuar te chupando, como se estivesse sugando o teu membro, o prazer é ABSURDAMENTE ALTO. A energia que eu pelo menos perdia também era absurdamente alta. Sem brincadeira, para você ter uma noção. Sabe aqueles vídeos de mulheres tendo orgasmos tão fortes que parecem que estão tendo convulsão? O orgasmo que eu tinha e o que acontecia comigo era bem parecido. Eu fiquei com aquela garota durante um tempo considerável, até que ela mudou de cidade. Então, infelizmente eu fiz a cagada de condicionar o meu corpo a ter orgasmos daquela forma assistindo vídeos hardcore.
Daí a situação complicou. A garota não estando mais na mesma cidade, perdi contato, tinha que me virar por conta própria. Só que nunca mais foi a mesma coisa. Apenas quando resolvia ficar sem PMO durante alguns dias, ficava louco de vontade, ia lá e fazia. Mas ainda assim não era a mesma coisa.
A única coisa que encontrei parecida só que EXTREMAMENTE PERIGOSA é ejacular dentro sem camisinha. Ou então a garota se propor a fazer sexo oral em mim e deixar eu ejacular na boca. Só que tem um porém. Eu recebia sexo oral com aquela garota vendo vídeos pornôs e me viciei nisso. Quando ia transar com alguma garota sem vídeo, nem oral, não era a mesma coisa. E não transei com muitas, sempre fui muito tímido e sem autoconfiança. Na verdade tive muito dos males do vício em PMO
Voltando a masturbação. Como eu não me relacionava muito com pessoas em geral por conta de pornografia, eu ficava no computador. Tive experiências extremas no passado e não tinha descoberto ainda uma maneira de ter um prazer tão extremo de forma fácil. Depois de um bom tempo descobri algo.
Há mais ou menos dois anos "descobri" Edging. O ato de masturbar e parar logo pouco antes de ter o orgasmo. Ai eu comecei a fazer isso. A segurar o orgasmo. Fazia Edging 3, 4 vezes antes de realmente ejacular. Quando ejaculava eu tina um prazer tão extremo quanto o prazer que sentia com a garota do meu passado. E a energia que gastava no processo era imensa. Por conta de "brincadeiras" como essa já cheguei a ficar 2 dias seguidos com vontade de ficar na cama, sem vontade de fazer nada, extremamente cansado. Estou falando de dois dias inteiros se sentindo assim.

Ou seja eu me acostumei a sentir prazeres extremos, orgasmos muito fortes. Dificilmente pedia para a pessoa parar quando terminava de ejacular. Isso significa que mesmo quando estava o mais sensível possível eu deixava a pessoa continuar e eu me contorcia de prazer até não aguentar mais. Só pedia para a pessoa parar quando não suportava mais e estava sentindo aflição até. Me viciei em algo extremo, insano e não é o que as pessoas estão acostumadas e não é o que eu vou conseguir ter normalmente.


Desculpa se o que contei foi meio pesado mas senti que era necessário. Agora você consegue entender o quanto para mim é difícil passar por esse caminho?

Abraço

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 27/1/2015, 16:54
Millman!

Comentarei tudo que você disse. Primeiro, na real, eu senti uma puta inveja de você agora com essa sua ex namorada! kkkk Quisera eu que minha ex também tivesse me chupado assim! hahaha!

Você disse que tudo que você disse foi pesado. Relaxa. Pesado era o Faustão no passado... brinks! rs Não acho pesado porque eu considero todos os conflitos humanos de forma natural.

Você disse que quando recaía aproveitava, então, essa brecha para poder continuar se masturbando com o pornô. Acredito que isso ocorra com quase todos, Houve dias que quando eu caía na pornografia depois de tentar um Reboot (mas eu ainda não sabia que existia isso de Reboot, tentava me livrar na Fé mesmo. rs) eu também aproveitava que tinha falhado mesmo e ficava até três ou mais dias sem parar na pornografia. Depois que me saciava até ao limite que eu parava e começava novo Reboot. Atualmente é que estou mais alerta e comedido, mas não foi sempre assim.

Você mencionou o Edging. Eu fazia isso também, porém não sabia que se chamava Edging até conhecer este Fórum. Mas eu praticava isso devido ao meu conhecimento do Tantra, onde sua filosofia principal é evitar o orgasmo visando fins de Autoconhecimento. Isso vale para casais ou solteiros. E eu como era solteiro (e ainda sou) procurava me masturbar sem ejacular, mas sempre acabava não aguentando e ejaculava. Houve dias em que eu fiquei até dez horas seguidas vendo pornografia antes de, em fim, ejacular; só ali, no Edging. Porém o Tantra é totalmente contra a pornografia. Eu estaria fazendo a prática correta se não envolvesse a pornografia, no entanto eu jamais iria conseguir (eu acho) ficar tantas horas excitado sem o pornô.

Não vejo problemas se você praticar o Edging e depois ter grandes e intensos orgasmos desde que não envolva pornografia. Devo dizer algo quanto ao mentalizar alguma pessoa enquanto se masturba: Quando fazemos isso "roubamos" a energia da pessoa, mesmo a distância. Então se for imaginar alguém seria ideal ser uma pessoa que também te deseja para haver um balanceamento nas trocas de energias. E eu já pude comprovar que isso é real. Tenho uma prima bem mais nova do que eu na qual tenho profundo amor e um dia estávamos nuns envolvimentos quentes no sofá da sala de minha casa, porém não rolou nada demais além de ficarmos abraçados o tempo todo em clima de amor e carinho (na verdade até hoje só trocamos uns beijos). Porém isso gerou excitamento em ambos, mais ainda nela porque eu estava sem camisa. Mais tarde ela foi embora e em dado momento eu comecei a sentir a presença dela muito forte e muito nítida, algo muito doce e prazeroso, o que me insuflou a vontade de me masturbar pensando nela. Coisa que fiz. Depois descobri que ela havia na casa dela naquele momento ou um pouco antes dele se masturbado pensando em nós dois. Ou seja: mentalizar uma pessoa enquanto se masturba a evoca. E se a pessoa for sensível o suficiente, ela pode sentir um chamado a masturbação também em relação àquela mesma pessoa que pensou nela, na qual ela pode atender ou não. Se a pessoa em questão também te amar ou desejar, é provável que ela também se masturbe pensando na pessoa que a evocou pela masturbação ao pensar nela.

Mas se nos masturbamos pensando em alguém que não gosta de nós ela pode sentir o chamado ou algo a induzindo a ter algum desejo sexual. Mas como essa pessoa não sente nada por nós ela não irá acatar o chamado; mas ela acaba perdendo alguma energia para nós neste processo. Ou se sentir pressionada por algum desejo que ela não sabe de onde vem e que não deseja ceder. Ou seja: Muito cuidado ao evocar alguém ao se masturbar! Uma pessoa pode estar lá no canto dela tranquila e de repente ela sente algum desejo sexual. Talvez ela nem queira isso e se sente nessa vontade. E o que acontece é que a estamos evocando pela nossa imaginação. Por isso ao se masturbar é muito importante fazer a "masturbação Limpa", isto é, sem pensar em nada ou em sensações neutras que não envolvam ninguém. Por exemplo: procurar lembrar não da pessoa em si, mas das sensações que um ato sexual te provocou. Digo ato sexual e não atos virtuais com a pornografia. Que isso fique claro.

Outra coisa que se pode fazer é: Se você está com alguém numa relação ou alguém que você e essa pessoa tem um clima especial, pergunte a ela se você pode em seus momentos de desejo e carência pensar nela como sua inspiração para sua masturbação. Se ela te ama ou sente também algo especial por você, com certeza ela irá aceitar e até se sentir honrada por ser ela a sua mulher desejada.

No entanto devemos evitar mentalizar alguém em que não sabemos se tal pessoa irá gostar ou não de fazer parte de nossas luxúrias mentais. Isso, por incrível que parece, é uma forma de violência. Uma violência energética. O Assunto é muito sutil, profundo e complexo. Mas creio que já deu para perceber a gravidade da questão.

Eu também gosto de ter intensos e profundo orgasmos, mas quero isso sem ter me recorrer a pornografia. O ideal é ter uma pessoa especial para essa troca. Mas isso todos já sabemos.

Por isso entendo sim sua dificuldade, pois também tenho as minhas e não são muito diferentes. Mas com o tempo e experiência vamos todos nós adquirindo sabedoria e chegará o momento em que saberemos nos dar prazer sem ter que nos destruir.

Espero ter abordado tudo que você escreveu.
Qualquer coisa estarei procurando vir sempre no Fórum pra gente conversar, trocar idéias e crescer em algum sentido.

Muita paz e até, brother!
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 27/1/2015, 20:11
Estarei atualizando o Diário sempre com um dia de atraso para que eu possa considerar também o que tem ocorrido nos momentos de sono, se estou dormindo bem ou mal etc. Então o dia de hoje - 6º dia - irei escrever amanhã e o dia de amanhã escreverei depois de amanhã.

Queria dizer que mesmo que ninguém acompanhe este Diário irei escrever assim mesmo para se tornar arquivo de estudo do Fórum.

Paz à todos.
Até.
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 28/1/2015, 07:28
6º Dia: Meu Deus! Esse dia foi muito tenso para mim, pensei que ia morrer. Motivo: Forte crise de ansiedade! Tive que me ajoelhar e rogar à Deus ajuda. Jesus, espero não ter outra dessas. Mas imagino que isso ocorreu porque meu corpo, mente e cérebro sabe que vão ficar sem PMO por longo tempo. Na verdade a pornografia quero que seja eliminada para sempre! Penso que meu corpo ao "perceber" que não receberá mais dopamina pela pornografia se rebelou num acesso de angustia, inquietação e tremenda ansiedade. Era a hora do almoço quando isso ocorreu. Tinha acabado de almoçar e estava em casa; tentei tirar um cochilo e depois de alguns minutos senti um mal-estar mental, como se uma energia de repente se apossasse de mim e me tirasse a paz. Fiquei muito angustiado e ansioso. Parecia que eu ia morrer! Fiquei, talvez, quase 1 hora sem saber o que fazer. Ajoelhei, rezei e nada... ou talvez tenha ocorrido sim, porque logo depois fui como que puxado para a esteira que tenho aqui num canto e subi nela e comecei a correr; e incrível, como que um milagre fui me acalmando! Depois de meia hora de esteira, alternando corrida e caminhada, me senti mais calmo e equilibrado. Tenho uns alteres e fiz mais alguns exercícios de peso também. Vi claramente o quanto o exercício físico nos ajuda a controlar a ansiedade nas crises de abstinência! Não foi fácil! Depois disso ao longo do dia, ainda me sentia meio ansioso e inquieto. Quando chegou à noite eu estava quase normal, na verdade eu já estava muito bem, porém junto a isso ainda sentia certa inquietude. Um pouco antes de dormir senti algumas sensações estranhas que depois abrandaram. Fui dormir cerca de 21h:30. Não demorou muito e eu dormi. Nem lembro quando apaguei. Só que 2 da manhã eu acordei e não consegui mais dormir. Então fiquei ouvindo músicas e refletindo sobre tudo que me ocorreu. Quando foi chegando perto das 7 da manhã fiz algumas orações e uma meditação de 20 minutos. Foi muito bom! Me senti muito bem! Depois vim para o PC escrever esta atualização do Diário.

No momento estou calmo. No entanto fica aquele medo de ter outra crise de ansiedade. Mas a partir de hoje esteira e exercícios todos os dias! Eu já fazia, mas tinha parado por uma semana. Mas agora vou pegar firme nos exercícios de novo.

Uma coisa que é interessante dizer: Às vezes ficamos tão ligados e acostumados com os mal-estares que o vício da PMO causa que nem percebemos. É como uma pessoa que está acostumada a viver muito no escuro não se importar mais com a escuridão. Então quando surge uma luz ou bem-estar nem mesmo conseguimos acreditar que aquilo está ocorrendo. Junto com essa ansiedade e inquietude também tenho sentido coisas tão boas que nem acredito que estão ocorrendo. Preciso agora me acostumar com as coisas positivas que estou sentindo e esquecer das ruins que estão desaparecendo mais e mais a cada dia. Eu sabia que viria alguma comoção da parte de meu corpo por negar a ele a PMO, mas não sabia que seria tão sinistro! kkkk! Pensei que eu não iria passar desse dia! kkk!

Então gente, este 6º dia foi muito tenso e não foi nada legal. Porém agora estou melhor e espero não ter mais nenhuma surpresa desagradável neste meu 7º dia sem PMO. Mas amanhã eu relato como foi o sétimo dia.

Um abraço à todos e vamos que vamos! Very Happy




Edit***: Ah! Preciso acrescentar outro sintoma da abstinência que me ocorreu. Eu em alguns momentos tossia muito! Muito mesmo e de uma forma violenta! E quando isso ocorria e sentia estar saindo de mim muitas coisas ruins! Era como se um expurgo energético estivesse me ocorrendo. Onde muitos lixos da mente e do corpo estivessem sendo expulsos por esse ato. Era o que eu sentia. Depois foi como a calmaria depois da tempestade. Fiquei bem melhor.

Outra coisa que merece ser mencionado como sintoma da abstinência (claro que para cada pessoa pode ser de um jeito diferente, algumas podem nem ter algum sintoma muito ruim de abstinência, mas não sei...):

Hoje pela manhã, um pouco antes de vir escrever, eu me sentia muito mas muito desvitalizado, mas vi que era uma desvitalização positiva e eu explico o porquê: Penso que a PMO de certa forma me nutria com suas energias, mas claro, uma nutrição pesada, doentia, mórbida... E agora que estas energias estão sumindo me senti como se estivesse oco, sem nada dentro, só que muito mais leve e sensação de limpeza e arejamento. Então comi algo mais forte para me nutrir e fui ficando melhor. Agora sei que minha nutrição virá de energias e coisas positivas. Nesse oco que ficou, irei preencher de alimentos positivos, como viver mais a Natureza, as pessoas, etc; e se for me envolver com a mídia que seja com temas positivos, construtivos e elevados, como um bom filme ou documentário e por aí vai. Sinto que este sétimo dia será melhor, mas ainda terei desafios. Mas como eu disse acima, amanhá relato tudo. Abraços!


Última edição por The Great Spirit em 5/2/2015, 21:53, editado 1 vez(es)
Millman
Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 28/1/2015, 09:42

[quote="The Great Spirit escreveu:
Primeiro, na real, eu senti uma puta inveja de você agora com essa sua ex namorada! kkkk Quisera eu que minha ex também tivesse me chupado assim! hahaha!
Inveja?! Quero ver você ter uma pessoa dessas, que te faz ter um prazer intenso dessa forma e ficar com a pessoa durante um tempo. Depois acontece uma mudança de cidade, a pessoa desaparece, te deixa acostumado com a intensidade desse prazer e você não encontra isso de outra maneira por anos a fio. Aí quero ver você gostar haha
The Great Spirit escreveu:Não vejo problemas se você praticar o Edging e depois ter grandes e intensos orgasmos desde que não envolva pornografia.
Infelizmente é algo muito fácil falar e bem difícil fazer, depois que se acostuma a fazer da maneira errada... eu entendi perfeitamente o que você disse depois sobre a masturbação. Nunca tinha ouvido uma explicação dessa e achei bem interessante.
The Great Spirit escreveu:ou alguém que você e essa pessoa tem um clima especial, pergunte a ela se você pode em seus momentos de desejo e carência pensar nela como sua inspiração para sua masturbação.
Já até imagino uma situação. Você chega em uma garota muita amiga sua e fala:
Tudo bem se eu bater uma pensando em você como minha inspiração??? hahahahaha
Desculpa, mas não me aguentei.  Laughing
Eu entendi o contexto que você colocou a situação, mas acho que isso só seria viável se você realmente estivesse tendo algo a mais do que uma amizade grande e confiável com a outra pessoa.
Então você agora entende as minhas dificuldades e você também as suas dificuldades. Largar o vício não é fácil mas "enfrentar os próprios demônios" aqui é algo diário né...

Bom, eu li o seu sexto dia. Realmente complicado, você mal conseguiu descansar direito. O que que uma crise de ansiedade não faz né?! Você fez algo para tentar solucionar que eu também faço normalmente, que é caminhar. Parei de intercalar com corrida, porque eu coloco um áudio sobre arquétipos para ouvir e gosto de prestar atenção nele. Mas acho que fazer exercício físico numa horar dessas é uma ótima solução.
Você teve um mal-estar no almoço e acordou de madrugada. Isso também já aconteceu comigo e posso dizer que é muito tenso. Já acordei 4 da matina louco de vontade. E teve uma vez que no finalzinho da tarde, que fui dar uma deitada, tive um mal-estar tão grande que inclusive comecei a ter tipo uma crise de abstinência. Meu corpo começou a tremer. Infelizmente a ansiedade nesses dias pode durar o dia todo...
E com relação ao que você falou, de fato é preciso acostumar com as coisas positivas que se sente e esquecer das ruins que estão desaparecendo mais e mais a cada dia. É complicado eliminar as ruins, elas estão tão arraigadas em nosso ser, quando vamos eliminando elas parece vamos sentindo um oco no nosso ser. Mais é nesse momento que temos que começar a preencher esse vazio com coisas positivas e produtivas. Acho que é esse o caminho!
Abraço!

_______________________________________
The Great Spirit - Diário 1bel4yurvuo
avatar
Convidado
Convidado

The Great Spirit - Diário Empty Re: The Great Spirit - Diário

em 28/1/2015, 10:02
Millman escreveu:Inveja?! Quero ver você ter uma pessoa dessas, que te faz ter um prazer intenso dessa forma e ficar com a pessoa durante um tempo. Depois acontece uma mudança de cidade, a pessoa desaparece, te deixa acostumado com a intensidade desse prazer e você não encontra isso de outra maneira por anos a fio. Aí quero ver você gostar haha

Eu vejo por um ângulo um pouco diferente. Na minha visão atual eu não fico pensando no que eu poderia continuar tendo, mas agradeço pelo que eu tive de bom. Com certeza mesmo não tendo mais um alguém assim a me dar esse intenso prazer, eu seria mesmo assim muito grato por ter ocorrido. Nem todos tem uma experiência tão especial assim. É só trabalhar o apego. É o apego que mata a gente. Mas como você bem disse, têm coisas que falar é fácil, mas fazer é meio complicado...

Millman escreveu:Já até imagino uma situação. Você chega em uma garota muita amiga sua e fala:
Tudo bem se eu bater uma pensando em você como minha inspiração??? hahahahaha
Desculpa, mas não me aguentei.

kkkk' Eu disse "..alguém que você e essa pessoa tenham um clima especial..." Entenda "clima especial" como um alguém que você tenha alguma intimidade já neste sentido. Já tive amigas especiais assim, entende? rsrsrs Claro que se você chegar numa amiga que vocês não tenham nenhum laço mais íntimo e falar isso, ela irá te olhar com os olhos daquele tamanho! kkkk' Ou talvez não; talvez ela até já te pegue na hora te jogue na cama e faça "míserias com você", como diz um personagem de um filme ( Um Príncipe em Nova Iorque...). Very Happy

No demais tudo ok. Muito boa suas colocações.
Obrigado mais uma vez, caro Millman!
Tâmo junto.
Até!


Edit***: Ah, em tempo, Millman. Fiquei mais aliviado que saber que estes sintomas de ansiedade e coisas meio loucas ocorrendo seja algo natural no processo do Reboot. Eu fiquei com medo, confesso. Mas o curioso é que quando ocorreu a crise eu não estava com desejo algum por pornografia ou masturbação, mas mesmo assim veio tudo isso assim meio que do nada. Eu sinto que é todo o lixo acumulado pela PMO que ao ir saindo nos provoca essas crises. Às vezes para curar um paciente não temos que primeiro lhe rasgar a carne com um bisturi para curar o mal? É um "mal" necessário que dói, mas que depois cura. Então... penso que é por ai: a energia gerada pela nossa força de vontade em parar com a PMO se acumula dentro de nós e expulsa ou expurga à força tudo de ruim que está dentro de nossa mente, e nessa saída destes elementos deletérios e indesejados entramos ou passamos por essas crises que eu tive e você e muitos outros também.

Abraços!
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum