Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 12/8/2018, 10:02
Dia 3 do reboot (hard mode)

Dias difíceis, amigos. Minha família está desmoronando, o que me deixa profundamente triste, angustiado e temeroso em relação ao futuro. Cada um vai embora pra um lado, porque ninguém é feliz aqui, e ainda por cima com mágoa e ressentimento envolvido. Isso me afeta muito e tem aumentado minha vontade de ver pornografia. É como se a desesperança estivesse tomando conta de mim.

Tenho notado uma baixa na minha energia, não sei se é por causa disso que falei acima ou se é por causa das quedas recentes. Sempre que me sinto assim (e tenho me sentido assim nos últimos 3 dias), é sinal de que a coisa pode desandar e uma queda ocorrer. O remédio pra isso é o velho exercício físico. Foi o que fiz ontem e anteontem. Ontem mesmo depois de ter ido malhar, a angústia subiu muito e tomei uma cerveja no fim do dia. Uma única cerveja, não me afetou muito na hora, mas me afetou agora de manhã, principalmente pra ir malhar. Mas como to sentindo essa baixa energética, e isso é um fator de risco pra queda em pornografia, eu vou do mesmo jeito, mesmo que eu não renda tanto ou que eu não consiga fazer todos os exercícios.

É isso, companheiros. Estou sem perspectiva, vida acadêmica desandou também, de novo. O que posso relatar de bom é que estou conseguindo me dedicar à minha vida espiritual, e noto que isso faz uma grande diferença na minha vida. Me sinto mais forte, a confiança também aumenta. Me sinto guiado e protegido, mesmo no infortúnio, e isso é maravilhoso. É como se eu tivesse a confiança total da vitória em algum momento, apesar das pequenas derrotas diárias. Eu tenho consciência de que isso é um exercício, que quanto mais eu praticar, melhor eu vou ficar, mais esses sentimentos vão crescer e mais eficaz vai ser a coisa toda. Estarei firme e forte nessa prática, esse é um grande diferencial no meu reboot.

Bom, to indo malhar agora. A situação tá difícil, mas estou bastante confiante (é incrível a força que vêm da prática espiritual, realmente muito bom). Retorno aqui depois pra dizer como está meu processo.

Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 14/8/2018, 15:28
Dia 0 de novo.

Tá batendo o desespero. De novo mais uma sessão...a essa altura eu já perdi todos os benefícios que vinha colhendo até aqui. As fantasias vão voltar, de novo minha vida vai ser destruída por essa desgraça chamada pornografia. Parte dos planos pra minha vida tão indo por água abaixo To começando a ficar fissurado que nem eu era no auge do vício, daquele tipo que não descansa nem fica em paz enquanto não bate uma com P. Eu continuo recorrendo às mesmas merdas de sempre (P, álcool), pra lidar com minhas emoções e fraquezas. Até sair de casa tá difícil, é foda. Me pergunto: até quando? Vou mesmo estar sempre condenado à uma recaída? Eu vinha caminhando bem de uns 6 meses pra cá, esse está sendo meu pior período desde então. Não posso de jeito nenhum demorar mais do que isso pra engatar uns 30 ou 40 dias, no mínimo, só assim eu vou experimentar uma vida mais ou menos normal.

To postando aqui porque não tenho a quem recorrer pra falar sobre isso. Vou parar de postar no fórum até completar 21 dias, isso é o mínimo pra retomar a caminhada, que agora vai ser bem mais difícil, pois eu afundei o pé na jaca com força...

A escolha está nas minhas mãos. É retomar a caminhada, todas as medidas que eu tenho conhecimento e minha experiência acumulada até aqui, ou retornar pra vida que eu tinha antes.

Já taquei uma senha no tablet, e tapei a brecha pela qual caí (eu tinha a senha do blok free por acaso num pendrive, tinha esquecido completamente). Não sobrou nada, só o pc de meu irmão, e eu não tenho o que fazer sobre isso.

Agora é 1 dia de cada vez. Deus sabe o que faz.

Até a próxima (com 21 dias, apenas, o resto é perda de tempo).

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1782
Data de inscrição : 09/01/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 15/8/2018, 23:09
Pow Vierkeness , não joga tuas conquistas fora pow. Sempre achei tua luta foda e sei que vc vai se superar muito mais.

O que ta te atingindo é um problema externo que ta enfraquecendo tua vontade contra o vicio. Muito serio, eu sei, mas PMO e álcool te impedem de ajudar a resolverem esse problema. Procura ser útil nessa hora. Ao invés de se esconder na PMO busca ajudar aqueles que tu ama. E outra coisa. Tenta algo diferente dessa vez: Ao invés de postar de século em século, posta aqui todos os dias e todos os dias alguém vai te ajudar. O diário é pra isso. Usa ele ao teu favor. Coloca tuas aflições aqui - todos somos anonimos. Faz desse diário um desdobramento de tua alma, desabafa, ao invés de guardar frustrações amortecendo a dor com a PMO.

Estamos aqui. Força. Tem fé cara de que dias melhores virão. A tempestade vai passar.

_______________________________________
Crux Sacra sit mihi lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana!

avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 17/8/2018, 16:58
Obrigado, Marco. Sua mensagem foi reconfortante.

Vai aqui o post do dia (dia 0, de novo - 17/8 ).

Estou em uma fase de depressão severa (falta total de perspectiva, nenhuma energia, procrastinação a mil, muito álcool, sem tomar banho a 3 dias, sem fazer literalmente nada). Talvez eu sempre tenha sofrido disso, talvez todo o consumo de pornografia que fiz na minha vida, mais o abuso de drogas, também por bastante tempo, tenham realmente afetado essa parte do meu cérebro. Mas eu aprendi aqui no fórum que isso tem cura. Esse método não serve só pra largar a pornografia, mas serve também pra reverter esse quadro e viver uma vida nova.

Uma coisa que reparei (e que falei em um post anterior) é que ainda não consegui me controlar nos momentos de altíssimo estresse. O primeiro impulso é sempre consumir pornografia, e isso de um jeito totalmente irracional, não dá nem pra pensar no que se está fazendo. Posso estar com, digamos, 60 dias, ai eu explodo em um momento, e coloco tudo a perder, esquecendo a batalha, o reboot, o fórum, tudo. É complicado. O bloqueador é o que salva nessas horas, mas se tiver um pc disponível e desbloqueado, aí já era.

A última vez que me masturbei foi hoje de tarde. Eu nem tava com tanta vontade, foi meio que por inércia total e absoluta. Não fez diferença nenhuma, não senti prazer, nem a sensação boa do orgasmo. Se não tivesse me masturbado, não teria feito diferença, ia ficar me sentindo do mesmo jeito. Essa queda se deu através do computador do meu irmão, o que não é algo comum de acontecer - eu fiz um acordo comigo mesmo de nunca tocar no pc dele. Como estou nesse estado de não ligar pra nada, aconteceu.

Eu preciso de pelo menos uns dias limpo, sem me drogar, sem beber e me exercitando diariamente, pra que meu cérebro volte pro estado que tava antes. Meus níveis de dopamina e outras substâncias estão baixíssimos....estou comendo muito chocolate e açúcar, e fumando bem mais do que o normal. Parece que o corpo clama por estimulantes, qualquer um (café, refrigerante, cachaça, sorvete, cerveja, cigarro, maconha, pornografia). Vou suportar tudo isso e me desintoxicar minimamente, pra conseguir retornar pro ponto que tava antes. Cortar o álcool é fundamental e urgente, por isso vou no AA amanhã sem falta, já que to nessa fase de ficar bebendo.

Conversei hoje de manhã com meu pai, o que aliviou um pouco meu lado emocional. Não resolvi o que tinha que resolver, é verdade, mas aliviou. Isso é bom. Um pensamento que tem me ajudado é o seguinte: se eu ficar mal, isso vai afetar negativamente todo mundo. Se eu ficar bem, isso vai afetar positivamente todo mundo. Estou tentando pensar no clima geral da casa, e na minha parte nisso. Se eu fizer a minha parte, me esforçando para estar melhor, isso já vai ser muito.

Ainda hoje pretendo tomar banho, arrumar tudo aqui no quarto, passar no banco pra resolver uma coisa e dar uma corridinha (esse é o passo mais importante de todos, no momento). Vou também pegar minha agenda e fazer uma limpa nela, reler meus "mandamentos" (uma lista de coisas fundamentais pro reboot que eu escrevi) e escrever meus compromissos pra amanhã. Vou dormir com essa agenda do lado da cama ou em um lugar visível, assim a primeira coisa que eu farei pela manhã é olhar a agenda e os compromissos do dia, além dos mandamentos. Irei também retomar minhas orações, ainda estou no início dessa prática, mas fortalece muito, e minha batalha também é espiritual; agradecer pelo dia de hoje e suas lições é o mínimo. Fora isso, não farei mais nada. Preciso entrar na linha de novo, isso é muito mais importante do que amigos, eventos ou qualquer outra coisa social.

Até amanhã!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1782
Data de inscrição : 09/01/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 17/8/2018, 22:32
I ai meu amigo. Viu como o desespero não leva a lugar algum. Seu relato de hoje já tem uma serie de medidas que irão lhe fazer progredir.

Quanto aos estimulantes não procure tirar tudo de uma vez. Tire os mais nocivos: Álcool e PMO claro, e administre os doces em geral.

E sim, meu amigo, passe felicidade aos outros e aproveite da felicidade dos outros. Empatia se passa e se colhe.

Quanto as todas essa medidas, todas muito boas. Mas não se puna se não fizer tudo de uma vez. Procure ser um pouco melhor a cada dia. É uma banalidade dizer isso mas evidente: Não vamos melhorar tudo de uma vez só.

Paciência, mas constancia. Aos poucos seu psicológico entra nos trilhos.

E toma banho todos os dias. Sujeira só combina com PMO cara. É sério. Sujeira é gatilho pra Pmo.

Sucesso!



_______________________________________
Crux Sacra sit mihi lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana!

avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1244
Data de inscrição : 16/06/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 19/8/2018, 17:03
Spoiler:
vierkenes escreveu:Obrigado, Marco. Sua mensagem foi reconfortante.

Vai aqui o post do dia (dia 0, de novo - 17/8 ).

Estou em uma fase de depressão severa (falta total de perspectiva, nenhuma energia, procrastinação a mil, muito álcool, sem tomar banho a 3 dias, sem fazer literalmente nada). Talvez eu sempre tenha sofrido disso, talvez todo o consumo de pornografia que fiz na minha vida, mais o abuso de drogas, também por bastante tempo, tenham realmente afetado essa parte do meu cérebro. Mas eu aprendi aqui no fórum que isso tem cura. Esse método não serve só pra largar a pornografia, mas serve também pra reverter esse quadro e viver uma vida nova.

Uma coisa que reparei (e que falei em um post anterior) é que ainda não consegui me controlar nos momentos de altíssimo estresse. O primeiro impulso é sempre consumir pornografia, e isso de um jeito totalmente irracional, não dá nem pra pensar no que se está fazendo. Posso estar com, digamos, 60 dias, ai eu explodo em um momento, e coloco tudo a perder, esquecendo a batalha, o reboot, o fórum, tudo. É complicado. O bloqueador é o que salva nessas horas, mas se tiver um pc disponível e desbloqueado, aí já era.

A última vez que me masturbei foi hoje de tarde. Eu nem tava com tanta vontade, foi meio que por inércia total e absoluta. Não fez diferença nenhuma, não senti prazer, nem a sensação boa do orgasmo. Se não tivesse me masturbado, não teria feito diferença, ia ficar me sentindo do mesmo jeito. Essa queda se deu através do computador do meu irmão, o que não é algo comum de acontecer - eu fiz um acordo comigo mesmo de nunca tocar no pc dele. Como estou nesse estado de não ligar pra nada, aconteceu.

Eu preciso de pelo menos uns dias limpo, sem me drogar, sem beber e me exercitando diariamente, pra que meu cérebro volte pro estado que tava antes. Meus níveis de dopamina e outras substâncias estão baixíssimos....estou comendo muito chocolate e açúcar, e fumando bem mais do que o normal. Parece que o corpo clama por estimulantes, qualquer um (café, refrigerante, cachaça, sorvete, cerveja, cigarro, maconha, pornografia). Vou suportar tudo isso e me desintoxicar minimamente, pra conseguir retornar pro ponto que tava antes. Cortar o álcool é fundamental e urgente, por isso vou no AA amanhã sem falta, já que to nessa fase de ficar bebendo.

Conversei hoje de manhã com meu pai, o que aliviou um pouco meu lado emocional. Não resolvi o que tinha que resolver, é verdade, mas aliviou. Isso é bom. Um pensamento que tem me ajudado é o seguinte: se eu ficar mal, isso vai afetar negativamente todo mundo. Se eu ficar bem, isso vai afetar positivamente todo mundo. Estou tentando pensar no clima geral da casa, e na minha parte nisso. Se eu fizer a minha parte, me esforçando para estar melhor, isso já vai ser muito.

Ainda hoje pretendo tomar banho, arrumar tudo aqui no quarto, passar no banco pra resolver uma coisa e dar uma corridinha (esse é o passo mais importante de todos, no momento). Vou também pegar minha agenda e fazer uma limpa nela, reler meus "mandamentos" (uma lista de coisas fundamentais pro reboot que eu escrevi) e escrever meus compromissos pra amanhã. Vou dormir com essa agenda do lado da cama ou em um lugar visível, assim a primeira coisa que eu farei pela manhã é olhar a agenda e os compromissos do dia, além dos mandamentos. Irei também retomar minhas orações, ainda estou no início dessa prática, mas fortalece muito, e minha batalha também é espiritual; agradecer pelo dia de hoje e suas lições é o mínimo. Fora isso, não farei mais nada. Preciso entrar na linha de novo, isso é muito mais importante do que amigos, eventos ou qualquer outra coisa social.

Até amanhã!

Olá, vierkenes!

Além do vício em P, eu também tive problemas com certas substâncias químicas. Aprendi da pior maneira possível que deveria largá-las quando quase parti dessa pra melhor devido ao abuso. Então, não espere passar pelo o que eu passei pra finalmente parar de se drogar porque na hora que o corpo paga o preço, muitos não conseguem uma segunda chance.

Foque nas atividades extranet, mas a princípio, não na quantidade e sim na qualidade. Comece aos poucos e vá aumentando a intensidade conforme os dias vão passando.

Não se esqueça da plasticidade neural que nosso cerebro possui e ela é poderosíssima, então dá sim para reverter os danos causados por qualquer vício quando ainda em tempo. Eu consegui reverter graças aos reboot e meus benefícios não troco por nada.

Qualquer pessoa que focar naquilo que quer, se dedicar e nunca procurar pelo caminho mais fácil de "resolver" os problemas, com certeza conseguirá vencer na vida.

Desejo sucesso na sua jornada.

Um abraço e bom reboot!
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 19/8/2018, 23:49
Marco: suas mensagens são sempre muito valiosas. Eu sempre leio o que você escreve nos outros diários, mas agora pela primeira vez resolvi olhar o seu mesmo. E fiquei impressionado com a riqueza de detalhes do seu processo de reboot. Toda a divisão que você fez do seu percusso, isso indica uma grande dedicação pra esse objetivo e uma vontade imensa de ajudar os outros. Vou fazer uma leitura cuidadosa do seu diário, e assim aprimorar meu reboot, muitas são as dicas dadas por você! Obrigado! Você realmente sabe como confortar o coração alheio! E agora eu vou mesmo seguir seu conselho: "Faz desse diário um desdobramento de tua alma, desabafa, ao invés de guardar frustrações amortecendo a dor com a PMO". Eu ia postar ontem e anteontem, mas cheguei em casa tarde e o pc já tava bloqueado.

Ctroy: valeu pela resposta, cara. Esse lance das drogas é algo que está mais ou menos sobre meu controle; ocorre sempre em ciclos. Posso passar 2 meses inteiros sem beber ou então com um uso totalmente normal e saudável (pequenas quantidades, situações específicas, o famoso uso social), mas de tempos em tempos, geralmente quando algo me abala mais fortemente, eu começo a beber com mais frequência, e quanto maior o abalo que eu sofro, mais eu afundo no álcool. E o álcool, mais especificamente, tem um efeito depressor muito forte em mim, com poucos dias de consumo diário eu já fico muito mal, é nesses momentos que eu me desespero, mas na maior parte das vezes consigo sair dessa por conta própria e encaro outro ciclo de abstinência ou uso saudável. Vou ir no AA pelo menos 1 vez por semana, de preferência aos domingos, que é quando a vontade bate mais, ou então quando eu tiver muito angustiado e tiver querendo descontar no álcool.

Isso da plasticidade neural é realmente algo que não deve ser esquecido nunca. É simplesmente a certeza, cientificamente comprovada, de que todos aqui podem sair dessa, de que dá superar coisas bem mais complexas do que o vício em P, graças à nossa própria estrutura orgânica. Isso é fascinante e maravilhoso, só temos a agradecer.

Obrigado pela dica da atividade extranet e pela força. Relatarei aqui como está sendo minha "ida ao mundo".


Dia 2 do reboot.

Cá estou mais uma vez. Hoje de manhã acordei me sentindo um pouco mal - eu não me sinto nada bem aqui onde moro. Por enquanto não tenho alternativa, então vou ter que lidar com isso de qualquer jeito. Se for o caso deu sair daqui em algum momento, primeiro precisaria criar uma estrutura, e essa estrutura envolve largar a pornografia, afinal de contas eu não vou conseguir nada se ficar me masturbando, bebendo e sem me exercitar.

De manhã, fui pra academia, assim como fui ontem. Não corri nesses 2 dias, mas vou amanhã. Se eu entrar mesmo nesse esquema de exercício físico desse jeito, vou ter que me alimentar melhor, senão nem compensa. Vou ajeitando isso aos poucos, tentado pegar leve no ritmo dos exercícios. De qualquer modo, é o que sustenta o reboot, então minha meta final é não passar um único dia sem algum tipo de exercício. Vamos ver como vou me sair.

De tarde me passou pela cabeça consumir pornografia. Não foi uma fissura; estava mais pra uma disposição mental. Algo do tipo: "olha sua situação, tá tudo horrível, sem perspectiva de nada, então não tem problema consumir pornografia, dane-se tudo". Nesse caso, o problema era somente de mentalidade. Eu tenho que perseverar mais na minha situação, ser mais paciente e ativo, mais amoroso. Simplesmente respirar fundo. Mas eu acredito que vai tudo dar certo em algum momento. Como eu ia ficar a tarde toda sozinho em casa, preferi sair do que ficar aqui nesse estado. Fui pra casa de um amigo (era a única opção que tinha, não queria ficar andando pela rua sem rumo), fiquei lá por um tempo. Fumei bastante maconha, o que não é bom pra mim, mas ao mesmo tempo é algo que não foge muito do meu controle - felizmente a erva não faz parte do meu dia a dia nem da minha rotina. Não fui pro AA porque sabia que iria me segurar nesses dois dias, eu ia hoje no domingo, mas como tava na casa de meu amigo e não ia beber de jeito nenhum, não fui. Mas irei algum dia dessa semana, só pra manter o propósito.

Notei que infelizmente as fantasias e os olhares na rua voltaram. Esse é o sintoma que mais me atormenta, em que mais me sinto ferido e humilhado. Mas também não está tão forte quanto esteve um dia (melhorou absurdamente!). E eu sei que, devido ao meu progresso nos últimos meses, não vai demorar muito pra isso desaparecer. Eu vou ter essa paciência, pois o resultado é certo. Com 60 dias eu já tava tranquilo, e isso não faz tanto tempo assim, agora vou desintoxicar ainda mais minha mente.

Preciso me tornar mais produtivo. Minha vida está muito vazia, meio sem propósito. Larguei as atividades acadêmicas. Eu tinha uma meta de conseguir finalizar meu trabalho até o final desse ano, ainda dá pra fazer isso, mas tá difícil retomar. Eu não tenho constância nas coisas que costumo fazer - faço bem por uns dias, ai largo, levo vários dias pra tentar de novo, e por aí vai. É exatamente o que aconteceu com meu trabalho. Vou tentar resolver isso através dos compromissos marcados na agenda.

Essa semana vai ter um evento na federal daqui, que pretendo ir. Como vai ser todo dia de noite, eu vou estar bastante ocupado por esses dias. Isso fora os outros compromissos do dia. Vou postar aqui diariamente, apenas pra relatar se fiz o básico (atividade física, atividade extranet, etc).

Até amanhã!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 20/8/2018, 21:09
Dia 3 do reboot (hard mode).

Acordei me sentindo mal de novo. Fui pro computador, fiz as coisas que tinha que fazer e entrei no modo zumbi. Veio uma vontade de ver pornografia, em parte pela minha mentalidade (não a fissura seguida da justificativa, mas o contrário, a justificativa dando margem pra fissura). Minutos depois percebi uma baixa na dopamina, um desânimo forte bateu. Pensei que sempre vou ter problemas, a vida sempre vai me colocar em situações difíceis e complicadas. Ora, eu não posso de jeito nenhum justificar meus vícios por conta de meus problemas...se for assim, não vou ser livre nunca! Hoje estou aqui morando em um lugar que não sou feliz, amanhã estarei em outra situação (desemprego, problemas no relacionamento, doença), mas e aí? Vou permanecer nesse mal sempre, ser fraco, me deixar levar? Não! Preciso mudar minha forma de pensar urgentemente. Preciso desenvolver melhor minha capacidade de gerenciar problemas, situações difíceis. Buscar outras formas de alívio, de controle da tensão, de fortalecimento do ânimo. Me auto avaliar sempre, ver o que tenho feito, ver qual a minha parcela de responsabilidade nisso tudo. Esse é o caminho que não só vai me levar pra liberdade, como vai me preparar pra desafios ainda maiores, situações ainda mais difíceis, que vão surgir em algum momento no meu futuro. Que fique registrada essa reflexão.

Estava chovendo e não sair pra correr de manhã (uma falha fatal). Eu tinha um compromisso importante de tarde mas não fui, caí em um sono profundo. Senti a ressaca do dia de ontem (ressaca de maconha, eu realmente fumei demais). Esse efeito me deprimiu profundamente. De noite tinha outro compromisso e fui.....beber (outra falha fatal).

Minha conduta e meu reboot estão totalmente desordenados. Se eu permanecer com esse comportamento, minha queda é certa, pode ser amanhã ou daqui a 2 ou 3 dias. Minha mentalidade está a pior possível; estou egoísta, arrogante, pessimista, sem esperança.

Eis onde falhei (e o que tenho que corrigir):

Erro 1: falta de exercício físico. (eu podia ter ido correr em algum momento, mas não fui. Efeito depressor pegando pesado).
Erro 2: ter me permitido ficar no modo zumbi no computador (mesmo perfeitamente bloqueado, não é nada bom)
Erro 3 :ter consumido álcool. (não fui pro AA ontem, porque sabia que ia me segurar por ontem...mas vou amanhã sem falta. Amanhã eu não tenho nenhum compromisso no horário que tem a reunião, então eu vou)
Erro 4: não ter dedicado um tempo pra vida espiritual e pro mindset (esse ponto é extremamente fundamental no momento, sem refletir sobre isso eu sinto que não vou pra lugar nenhum)

Por ora é só. Ter postado aqui hoje ajudou muito na manutenção do meu proposito em largar a a pornografia.

Até amanhã!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 21/8/2018, 18:46
Dia 4 do reboot (hard mode).

Curiosamente, hoje eu acordei com um ânimo bem melhor. Acordei me sentindo fisicamente muito cansado (por ter bebido ontem e todos esses dias), mas totalmente disposto a sair de tudo isso, a fazer diferente e me esforçar. Uma das primeiras coisas que fiz de manhã foi entrar no fórum e ver meu post de ontem; isso me fez refletir e ver o que tenho que corrigir pra fazer a coisa andar. Depois fui pra psicóloga. Uma sessão curta, mas fundamental. Me ajuda a desembaralhar minha vida.

Voltado pra casa, de ônibus, percebi que minha vida está paralisada a muitos anos. O único movimento relevante que fiz em muito tempo foi a relação com a ex namorada...que mudou toda minha percepção sobre tudo. Eu preciso continuar esse movimento - preciso me arriscar, viver minha vida, tentar coisas diferentes. Enfim, preciso planejar os próximos passos. Não quero continuar a levar a vida que levo aqui, uma vida paralisada e inútil, em que não "vivo" realmente. Isso depende somente de mim e de mais ninguém, então eu não tenho que esperar apoio ou auxílio de ninguém, tenho que correr atrás, não tem jeito.

Cheguei em casa, assisti um pouco de tv e decidi dormir, afinal estava de ressaca e me sentindo mal. Acabei dormindo por tempo demais. Tinha coisas pra fazer (incluindo ir no AA), mas percebi uma falta de energia muito grande. Pensei em correr ou malhar, mas não me sentia disposto. Depois pensei em beber, mas nem pra isso eu tava com energia. Sem contar que é justamente o abuso do álcool que tá me deixando nesse estado. Pensei: "se eu for beber, amanhã vou estar me sentindo ainda mais cansado do que hoje, vou zerar minha energia". Aí decidi que não ia mais sair de casa. Pensei em dormir mais, mas poderia ter dificuldade pra dormir de noite, então resolvi ler e ficar assistindo tv (coisa que eu odeio, mas é a única coisa que eu consegui fazer no estado que estou).

Agora vim aqui no fórum só pra fazer esse post. Depois daqui vou assistir mais tv ou então ler, e aguardar a hora de dormir. No máximo 10 da noite to dormindo, espero que eu consiga descansar bem e meu organismo se recupere, é tudo que estou precisando no momento. Um dia meio inútil, mas melhor do que ontem. Não tive nenhuma fissura hoje.

Pontos a considerar:

Erro 1: falta de exercício físico. (energia zerada, sem condições de nada, espero que sem ter bebido hoje e dormindo cedo eu acorde diferente amanhã)
Erro 2: não ter dedicado tempo pra vida espiritual e pro mindset (também não o fiz por estar com a energia zerada. Tentei orar pela tarde, mas não consegui estabelecer nenhuma conexão...talvez seja por causa da fraqueza orgânica mesmo)

Acerto 1: sem álcool hoje. (foi o álcool que me deixou zoado, então finalmente meu corpo vai descansar um pouco. E, claro, não vou beber amanhã - quero ficar no mínimo uns 10 ou 15 dias sem beber. Vou usar todos os recursos que eu eu tiver pra não consumir álcool).

Para amanhã:

Malhar, sem falta (dois dias sem ir pra academia, tem que ir amanhã de qualquer jeito).
Correr pela manhã, se acordar disposto. Se não tiver com disposição, pelo menos uma caminhada de 40-50 minutos.
Se depois de correr e malhar, ainda assim sentir alguma vontade de beber, ir no AA.

Item para implementar no reboot: retornar pro estudo diário, no meu caso, o trabalho final do curso. Nem que seja só 40 minutos por dia. Isso é algo fundamental que preciso acrescentar na minha rotina. Está registrado!

Por hoje é só. Até amanhã!

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1447
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 22/8/2018, 09:47
vierkenes escreveu:Erro 1: falta de exercício físico. (energia zerada, sem condições de nada, espero que sem ter bebido hoje e dormindo cedo eu acorde diferente amanhã)
Erro 2: não ter dedicado tempo pra vida espiritual e pro mindset (também não o fiz por estar com a energia zerada. Tentei orar pela tarde, mas não consegui estabelecer nenhuma conexão...talvez seja por causa da fraqueza orgânica mesmo)

Acerto 1: sem álcool hoje. (foi o álcool que me deixou zoado, então finalmente meu corpo vai descansar um pouco. E, claro, não vou beber amanhã - quero ficar no mínimo uns 10 ou 15 dias sem beber. Vou usar todos os recursos que eu eu tiver pra não consumir álcool).

Muito legal sua estratégia de colocar os erros e acertos.

vierkenes escreveu:Tinha coisas pra fazer (incluindo ir no AA), mas percebi uma falta de energia muito grande. Pensei em correr ou malhar, mas não me sentia disposto. Depois pensei em beber, mas nem pra isso eu tava com energia. Sem contar que é justamente o abuso do álcool que tá me deixando nesse estado. Pensei: "se eu for beber, amanhã vou estar me sentindo ainda mais cansado do que hoje, vou zerar minha energia". Aí decidi que não ia mais sair de casa.

Ainda bem que você tem consciência que o álcool pode atrapalhar e tem procurado ajuda.

vierkenes escreveu:Cheguei em casa, assisti um pouco de tv e decidi dormir, afinal estava de ressaca e me sentindo mal. Acabei dormindo por tempo demais. [...] Agora vim aqui no fórum só pra fazer esse post. Depois daqui vou assistir mais tv [...]

Tenha cuidado com a procrastinação e com o tempo ocioso.

vierkenes escreveu: [...] Isso depende somente de mim e de mais ninguém, então eu não tenho que esperar apoio ou auxílio de ninguém, tenho que correr atrás, não tem jeito.

De fato a tomada de atitude depende de você, mas não pense que sozinho você vai conseguir. Precisamos de ajuda, quer seja espiritual, quer seja da medicina ou até mesmo de um amigo.

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
avatar
Mensagens : 330
Data de inscrição : 05/01/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 22/8/2018, 13:37
Eai cara, obrigado pelo apoio que vc ta me dando, imagino como é foda se sentir paralisado na vida pessoal e profissional mano. Cara no momento só tenho a só tenho a te agradecer pela ajuda e te desejar apoio e perseverança na caminhada mano.
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 23/8/2018, 19:32
Outra queda (23/8 ). De novo muito mal.

Caindo e levantando com a cabeça erguida, mesmo com a cabeça intoxicada.

As medidas são as mesmas. É dormir hoje e tentar fazer tudo de novo amanhã.

Brecha já está fechada. Infelizmente, pelo que estou vendo, nunca mais vou poder ter um computador com acesso ao google ou com outras coisas. Melhor seria se eu me desligasse completamente da internet.

Vou realmente parar de ficar postando diariamente aqui, não tem sentido ficar falando dos meus dias se nem 7 dias eu consigo ficar sem P.

Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 24/8/2018, 21:34
Dia 1 do reboot.

Corri pela manhã, isso me ajudou.

De tarde, bateu a angústia e fui....beber. Na segunda cerveja, eu olhei pro copo, lembrei dos meus problemas, do reboot, e conclui: nada na minha vida vai andar enquanto eu ficar aqui bebendo. Fui pra casa, bebi bastante água, dormi, e depois fui no AA.

Impossível resolver qualquer coisa na minha vida bebendo, incluindo o reboot. Lá no AA, no meu depoimento, eu percebi o quanto o consumo do álcool diminuiu minha fé, enfraqueceu meu corpo e meu espírito, diminuiu minha auto estima e minha confiança em mim mesmo. Um dos membros, em seu depoimento, até deu uma espécie de "indireta" (do bem) pra mim, dizendo que era preciso se firmar, ter a certeza do propósito. Eu estou vacilante nos meus propósitos, e acredito que isso se deve ao álcool.

Bebendo eu não vou conseguir resolver os problemas atuais de minha vida...pelo contrário, só vai embolar tudo ainda mais, vai fazer tudo regredir. Por algum motivo, eu tenho resistência ao AA, eu acho que não preciso, ou acho que tenho o controle da situação....talvez seja verdade, porque eu não sou como a maioria dos membros lá (eu consigo beber socialmente, de verdade, já fiz isso milhares de vezes). Mas por outro lado, é evidente que eu "criei" no meu cérebro o caminho de reagir à angústia bebendo - da mesmíssima forma que eu fiz com pornografia. A diferença é que eu afundei muito mais na pornografia, e minha vida foi destruída por isso. Eu não sinto que o álcool destruiu minha vida. Pode ter prejudicado de alguma forma, mas não destruído.

Bom, de qualquer forma, eu fui lá, me senti bem, recebi apoio e incentivo dos outros membros pra retornar. Muito do que é dito lá se aplica perfeitamente à um viciado em pornografia...lá todos estão tentando se manter sóbrios, assim como todos nesse fórum.

Espero alcançar de novo 30, 40, 60, 90 dias de reboot, dessa vez longe do álcool. O negócio tá atrapalhando muito minha caminhada.

Amanhã vou malhar pela manhã, se der pra ir na reunião, eu vou de novo. Vou ignorar meu lado que diz que eu não preciso, que eu tenho o controle da situação. Vou me abrir naquele grupo, me fortalecer com eles.

Tem mais uma medida que vou tomar em relação ao reboot: a partir de hoje, eu não vou mais usar o computador! Sim, isso mesmo, sem PC! Depois de tantas recaídas com o PC que fica no meu quarto, eu simplesmente peguei nojo dele, ódio e raiva. Então decidi que não vou usar mais internet. Usar mesmo, só 2 sites: o fórum e o facebook. Olho notícias também. Mas a realidade é que nenhuma dessas coisas é realmente importante pra mim. Se eu tiver que usar a internet pra alguma coisa, vou numa lan. Aqui em casa eu não acesso mais e pronto!

Por hoje é só. Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 26/8/2018, 14:23
Dia 3 do reboot (hard mode).

Corri hoje pela manhã. Não fui pra academia porque tava fechada.

Sem fissura, nem desejo por P.

Ter ido pra reunião do AA ajudou muito, parei pra pensar em como é absolutamente ridículo e humilhante ficar recorrendo a drogas pra fugir dos problemas. Vou mandar o álcool pro inferno, nunca mais toco nessa merda (e não posso parar de ir pras reuniões, esse é meu compromisso de agora em diante. Eu sou um membro daquele grupo, e a união daquelas pessoas é de verdade). Incorporando todo o conceito de sobriedade, vou parar de fumar maconha também. Foda-se todas as drogas. Só vou ficar no cigarro. Vou arranjar algum desses livros do AA pra ler, os ensinamentos morais contidos ali são valiosos, e filtrando e adaptando, acaba servindo muito bem pro reboot também.

Infelizmente, estou com pensamentos obsessivos. Um deles tem a ver com o reboot, é por isso que vim aqui, pra desabafar um pouco sobre isso.

Eu não consigo parar de pensar na ex namorada de jeito nenhum. Penso nela todo dia, o tempo todo. A relação durou pouco (uns 5 meses, mais ou menos), mas eu amava ela verdadeiramente, com muita profundidade. E é aí que entra meu maldito vício. Ela era ciumenta, extremamente ciumenta. Jamais poderia suportar uma traição. Eu não trairia mulher nenhuma que estivesse comigo, faz parte de minha natureza, e eu afirmei isso pra ela diversas vezes. Mas meu vício me fez ter um olhar distorcido para as mulheres, os malditos olhares indevidos, eu me sinto sujo e imundo por isso, me sinto realmente um merda. Hoje mesmo eu olhei, mesmo tentando controlar...Fico pensando que não consigo respeitar uma mulher como ser humano, e isso pra mim é a coisa mais humilhante que tem. Como eu amava ela, eu me abri pra ela e contei parte dessas coisas. Eu acho que ela não entendeu tudo. Mas o fato é que frequentemente, quando eu tava com ela, eu olhava, na frente dela, uma mulher ciumenta, olhava pra outras mulheres que estavam passando na rua. Isso foi o que ocasionou o nosso término. Ela não era capaz de suportar isso, na cabeça dela é como se eu fosse trocar ela pela primeira mulher mais atraente que passasse na frente, quando é justamente o contrário, eu jamais trocaria ela por mulher nenhuma. Ou seja: perdi um grande amor por conta do vício. Quando eu penso nisso, eu fico revoltado comigo mesmo, como eu permiti que isso acontecesse. Fico mais revoltado ainda ao pensar que estou a apenas 3 dias sem ver pornografia. Fico pensando que meu "eu pornográfico" venceu. E pra completar, um conhecido amigo dela me disse que ela ainda pensa em mim, mas que não quer saber de nada comigo, porque acha que eu sou isso, um cara que fica secando as mulheres na rua. Mesmo que eu fosse procurar ela, bastaria um olhar meu pra confirmar o que ela pensa e fazer cair por terra todos meus argumentos. Essa é uma ferida que ainda não cicatrizou. Hoje uma menina que eu tenho muito interesse, e com a qual converso de vez em quando, postou algo no facebook sobre uma mulher que terminou com o namorado porque ele consumia pornografia, e ainda disse que ela faria o mesmo. Eu fico atormentando quando penso que essa menina também gosta de mim, poderia até ficar comigo, mas talvez nunca mais olhasse na minha cara quando descobrisse que eu consumo pornografia. Eu fico desesperado só de pensar que eu posso cair, de pensar que posso continuar vivendo na mentira, vivendo algo que é contrário a todas as minhas convicções. É complicado.

Outra coisa que me atormenta muito (e contribui pra uma possível queda) é o ócio. Sou desempregado, apenas estudo (nem isso to fazendo, na verdade), fico muito tempo em casa, muitas vezes sozinho, sem produzir nem fazer nada (só indo malhar e correr). Isso é terrível, o ócio é o aprendizado do inferno, meses no ócio (que é meu caso) fazem você ter um encontro pessoal com o próprio Diabo, e aí vem até suicídio na cabeça. A partir de amanhã eu vou começar a resolver isso. Na sexta eu saí pra distribuir currículos, vou continuar fazendo isso, vou reservar um tempo da semana só pra isso. Ao mesmo tempo, vou arranjar qualquer coisa pra trabalhar (por contra própria), to pensando em fazer algum tipo de comida pra ir vender na federal daqui. Essa minha rotina está impossível, não tenho mais condições de ficar a maior parte do tempo em casa, só indo malhar e correr. Dinheiro não é problema - tenho comida, roupa, minhas necessidades básicas atendidas - mas preciso urgentemente ocupar meu tempo com trabalho.

Hoje vou pra um show só pra distrair a cabeça, ver se diminui essas pensamento obsessivos. Vou passar no shopping também pra fazer um remédio pra isso, essa parte mental está me atormentando profundamente. A partir de amanhã já tenho alguns compromissos, e quando tiver com tempo livre, vou distribuir currículo ou fazer esse esquema pra vender comida na universidade. Não quero ficar em casa o dia todo sem fazer nada e ter que conversar pessoalmente com o diabo.

Por hoje é só. Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 291
Data de inscrição : 17/02/2018
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 26/8/2018, 14:36
É isso ai cara! Vai a luta e não pensa que o seu outro eu ganhou!!! Vc tá ganhando!

Acompanhando
Vlw.

_______________________________________





METAS:
25 DIAS ( )
50 DIAS ( )
75 DIAS ( )

HISTÓRIA DE SUCESSO: 500 DIAS

DIÁRIO

http://www.comoparar.com/t7659-diario-do-king-of-jungle
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 28/8/2018, 14:12
Obrigado pelo incentivo, The King. É bom entrar aqui e ver uma mensagem como essa, dá um ânimo a mais.

Dia 5 do reboot (hard mode).

Cá estou mais uma vez.

Sem fissura nem vontade de P hoje.

Sem álcool a uns dias, mas ainda assim me sinto muito deprimido (com pouca energia, sem vontade de fazer nada).

Infelizmente estou pessimista, pois estou sem perspectivas pra minha vida. Essa fase de terminar a faculdade (quase lá, na verdade) e estar desempregado é muito difícil. Eu passei por isso quando terminei o ensino médio, mas naquela época saia todo dia com os amigos pra encher a cara e ficar chapado. O tempo é outro; não sou mais um adolescente, essa possibilidade não existe mais pra mim. Estou em uma batalha diária contra o tédio, a desmotivação e a desesperança, me perguntando qual vai ser o próximo passo de minha vida, o que vou fazer daqui em diante. Isso tudo dá uma angústia muito grande, as vezes até desespero, já não sei o que fazer. Admito que nesses momentos vem uns pensamentos do tipo "vai lá consumir pornografia, que diferença vai fazer? Você não trabalha, não tem namorada, não precisa de energia, não tem nada pra se dedicar agora, então não faz diferença". É complicado. Percebam, não é a fissura que me faz ter esses pensamentos, mas o contrário, os pensamentos que dão uma possível margem pra fissura.

Minha disciplina também está em baixa. Tem uns 3 dias que não vou malhar, dei uma boa desanimada quanto à isso. Não estou conseguindo cumprir as metas que estabeleço, apenas sou tomado por um torpor e uma baixa de energia grande....de modo que as vezes vou até dormir, apenas por falta do que fazer. Não consegui até hoje começar o trabalho da faculdade, não consigo encontrar a motivação correta, apesar de todos meus amigos ficarem me dizendo que eu tenho que me formar, que vale a pena, que eu vou estar jogando todo o tempo da universidade no lixo, etc.

Não sinto falta nenhuma de sexo (eu sou assim, tenho pouca necessidade de sexo, consigo ficar longos períodos sem tranquilamente), mas por outro lado tenho sentido falta de flertar e de dar uns beijos. Cheguei a instalar o tinder de novo, mas desinstalei no mesmo instante, porque percebi que isso é um poço de insatisfação, só iria encher minha cabeça de necessidades falsas e fantasias. É melhor não usar esse recurso (se um dia eu tiver realmente com uma vontade intensa de ficar com alguém ou de sexo, aí eu posso pensar em usar, mas por enquanto não é o caso). Vida social está muito em baixa, tem tempo que não saio pra lugar nenhum, nem pra nada. Disse no post anterior que ia pra um show, mas nem fui. Estou bastante isolado nesse quesito. Por um lado eu sinto falta, por outro, na hora de ir, me bate uma falta de energia e uma falta de vontade grande, fico em casa lendo e sozinho.

Minha vida está horrível, essa é a verdade. Numa tarde como essa eu estaria tomando uma cerveja, mas estou aqui, sóbrio, vejam só (e vou me manter assim). Vai ser ótimo me manter firme no reboot, desse modo o vazio não vai ficar ainda maior do que está. Por outro lado, eu sinto que preciso preencher esse vazio, pois acredito que esse sentimento, se permanecer por muito mais tempo, pode fatalmente me levar à uma queda.

Mais um dia de luta contra a desesperança.

Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 31/8/2018, 17:23
Dia 8 do reboot (hard mode).

Acredito que dessa vez vou conseguir engatar o reboot. Agora vou me esforçar ao máximo pra honrar esses 8 dias e conseguir muito mais.

Sensação de falta de energia e vontade de fazer nada continua. Depois de vários dias inertes, fui malhar hoje (justamente pra ver se consigo fazer a energia voltar a circular). Me senti melhor depois disso. Vou retornar a rotina de exercícios físicos, só preciso me ligar melhor na alimentação, o que não to conseguindo fazer adequadamente.

Sem fissura nem vontade de P. Libido baixa. Praticamente esqueci que meu pênis existe nesses 8 dias (e é assim mesmo que deve ser, vou continuar exatamente com esse comportamento, isso é fundamental pro sucesso).

Uso do PC: baixíssimo. Não mais do que 30 minutos por dia. Todos os dispositivos bloqueados.

Pensamentos e perspectiva de vida melhorou um pouco, apesar de na prática a situação ser a mesma. Mas isso é um excelente sinal. Lembrei até de uma frase, que nem lembro de quem e: "liberdade não diz respeito a condição em que você se encontra, mas em como você age".

Tenho sentido novamente um desabrochar forte da parte espiritual. Tenho conseguido um fervor maior nas orações (sempre agradeço por mais um dia limpo, e peço força pra continuar no reboot). Essa prática é absolutamente fundamental pro meu processo, é uma arma poderosíssima.

Outra coisa que estou fazendo (e que está sendo fundamental pra mim), é fortalecer cada vez mais e mais minha parte moral. Eu diria, sem nenhuma dúvida, que esse é o principal motivo pelo qual eu faço o reboot. Eu nunca fui misógino, sempre respeitei as mulheres. Toda a dor que a pornografia me causou, apesar de ter me deixado feridas, só fez aumentar a minha empatia com aquelas pessoas que tiveram sua sexualidade destruída, com todos e todas que tem seus corpos usados e objetificados. Eu assumo até o fim de minha vida nunca mais compactuar com nenhum tipo de prática, seja de que natureza for, que enfatize esses valores escrotos e abjetos, que dão margem até pra violência. Quero olhar pra qualquer pessoa, seja lá quem for, de igual pra igual, com as mesmas necessidades que eu. Infelizmente, a prática de consumir pornografia vai na direção contrária...e é por isso que eu quero erradicar isso definitivamente de minha vida. Esse pensamento tem sido meu principal pilar, o mais seguro e firme de todos. Também tenho o desejo de experimentar a sexualidade em sua forma mais plena, experimentar o verdadeiro amor, a conexão profunda com outra pessoa (com uma mulher, no caso) e a pornografia é uma grande mancha, um grande obstáculo para isso. Esse pensamento também é da mais extrema importância pra mim.

Estou realmente grato por estar a 8 dias distante disso tudo, que me causou tanta dor. Sinto que estou me fortalecendo.

Por hoje é só. Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 4/9/2018, 17:37
Dia 12 do reboot (hard mode).

Essa tentativa ainda está bem ruim. Admito que estou procrastinando, não estou cumprindo minhas metas, larguei os exercícios físicos, etc.

Flatline total. Sem fissura nenhuma, nem desejo por P. Tenho que aproveitar essa trégua do vício pra começar a implementar as mesmas medidas de sempre. Se eu não fizer isso logo, a queda mais tarde é certa. A partir de amanhã já começo a colocar em prática o que tenho em mente.

Larguei completamente os exercícios físicos. Tem tempo que não vou pra academia. Percebi que não gosto de malhar. A sensação depois é até boa, mas a atividade em si não me chama a atenção. Contudo, vou continuar indo no mínimo 4x na semana, e também quero fazer corrida no mínimo 3x na semana. Amanhã vou lá, malhar. Sem isso, dificilmente eu vou ter sucesso no reboot. 4 vezes na semana é uma meta que eu consigo cumprir.

Uso da internet continua muito baixo. Não mais do que 30 minutos por dia: vou manter esse comportamento. Passo 90% do dia afastado do computador.

Sem álcool esses dias todos. Fui no AA mais algumas vezes, gosto muito de lá, enriquece bastante. Meu problema com álcool não é tão severo, então é só eu ir nas reuniões com alguma regularidade que já é suficiente pra eu me manter sóbrio.

Vida espiritual anda oscilante. Minha mentalidade está péssima, estou sofrendo com vários sintomas...bate até o desespero as vezes. Qualquer dia desses vou ser forçado a meditar por puro desespero, já que eu não sei a origem desses sintomas. Mindset também está bem ruim (como eu disse, essa tentativa ainda está péssima), o que pode ocasionar quedas em algum momento. O que tá me segurando é a questão moral, que tem se manifestado de forma muito firme e segura. Não é suficiente, é claro, mas vou resolver isso tudo.

No mais, uns dias atrás assisti um documentário sobre a indústria pornográfica, se chama "Hot Girls Wanted", pra quem tiver interesse. Tem alguns potenciais gatilhos (apesar de não ser essa a intenção do filme), mas pra quem tá em um momento mais tranquilo e controlado do reboot, eu recomendo (eu assisti numa boa). Acabou me ajudando bastante, pois dá pra perceber o quanto esse mundo da pornografia é falso, cruel e ilusório - isso reforçou em mim a necessidade de parar de consumir P. Achei sensacional a cena em que uma atriz (bastante conhecida até, eu mesmo já vi vídeos com ela) vai gravar uma cena, e depois aparece ela se lavando, e dizendo como aquilo é horrível, que ela jamais transaria com aquele cara na vida real, etc. No final, aparece no documentário que ela só ficou na indústria por 3 meses....pela quantidade de vídeos dela que tinha na internet, eu achava que ela tinha muito tempo nisso, mas aí fico sabendo que essas mulheres, na maior parte das vezes, não duram mais do que isso. É chocante saber que várias dessas, até algumas bem conhecidas, não duram mais de 3 meses nisso, e que sempre tem centenas de meninas que entram nessa apenas por dinheiro, pra depois descobrir que tudo não passava de uma grande armadilha. Chocante também ver as próprias atrizes, em outro contexto (de suas vidas pessoais, etc), falando sobre pornografia. Ver como elas são mulheres como todas as outras, e como ficam horríveis quando se maquiam pra fazer as cenas. Enfim, eu gostei bastante do filme, pode ter uma função educativa.

Por enquanto é só. Os próximos dias são de implementação da rotina e fortalecimento do reboot. Final do ano tá chegando e vou entrar no embalo também, de finalizar os 90 dias ainda esse ano; isso é um estímulo a mais.

Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 7/9/2018, 14:00
Dia 15 do reboot (hard mode).

Ia postar amanhã, no dia 16, mas como to um pouco ansioso, resolvi postar hoje.

Flatline continua. Desejo por P ou fissura 0.

Consegui encaminhar algumas medidas do reboot, mas ainda falta muita coisa. Falta de energia tá passando, já to voltando a ter disposição pra fazer as coisas.

Fui na academia por esses dias, apesar de realmente não ter estímulo pra ir (gostar da atividade, ou ter algum objetivo claro com isso), fora que eu não gosto do ambiente da academia. Como nos dias que eu malho, a fissura cai a 0, vou manter no esquema que falei. To pensando seriamente em fazer um esporte (poderia ser judô, que é algo que eu já fiz, e que eu gosto muito, mas que larguei tem muitos anos), e manter a academia no segundo plano. Instituir caminhadas pela manhã também é muito bom, cheguei a fazer isso algumas vezes, mas nunca consigo manter a regularidade ideal. Isso é muito difícil pra mim.

Como minha ansiedade subiu, aumentou também o uso da internet (os mesmos 5 ou 6 sites de sempre). Perspectiva em relação à vida anda baixa, tem meses que to levando uma rotina horrível, sem emprego, sem nada na vida, e sem conseguir fazer o trabalho da faculdade. Fico me sentindo vazio, achando que não tenho utilidade, etc. Sai pra distribuir currículos algumas vezes, mas deveria ter feito isso mais. Não tenho a mínima ideia se vou conseguir formar, tem muito tempo que to procrastinando isso. Quanto a internet, é fácil perceber quando eu to a mais tempo do que deveria...a medida óbvia seria desligar o computador e sair de casa. Mas ando tão sem perspectiva que nada me parece atraente. Preciso urgentemente ver uma atividade útil pra me empenhar, esse sentimento é muito ruim.

Bebi ontem pela primeira vez nesses 15 dias, inclusive a mais do que deveria. To com um pouco de ressaca, fumei maconha também. Bom, claro que essa única experiência não me causou dano, o problema é quando eu começo a fazer isso todo dia, aí que atrapalha minha vida inteira. Não sei se vai dar pra ir no AA amanhã, vou ter que escolher entre ir no AA ou na academia, ambos são na parte da manhã. Vou ficar atento nos próximos dias em relação ao álcool.

Ontem eu reencontrei uma amiga que eu não via faz tempo, e ela sempre teve uma queda por mim. Eu sinto desejo por ela - não tanto assim, é verdade. A gente ficou conversando e tal. Eu reparei que em alguns momentos ela ficava muito perto de mim, fisicamente, e isso me deixou levemente excitado. Não sei se ela fez isso de propósito, ou se ela é assim mesmo. Mas o fato é que eu percebi que, mesmo 5 meses depois do término do namoro, eu ainda sinto uma conexão com a ex namorada. Eu nunca tinha passado por isso antes, mas ontem eu percebi que eu não sinto vontade de ficar com ninguém, porque ainda penso nela. Parei pra pensar sobre isso, por um lado me fez mal, mas por outro me fez bem. Eu me sentia culpado, achando que eu que tinha zoado a relação toda, mas ao refletir, talvez ela tenha terminado por algo dela mesmo, por um momento dela, e não por causa de minha conduta. Apesar dela ter feito parecer que foi por minha causa, talvez não tenha sido bem assim. Esse pensamento meu deu um alívio grande. Reparei que está no momento deu começar a me abrir de novo pra outras possibilidades, outras relações. Não que eu vá atrás de ninguém, eu realmente não to sentindo falta de ninguém no momento, mas tenho que estar aberto caso surja alguma menina interessante. Ontem, quando encontrei essa amiga e senti desejo por ela, eu pensei imediatamente na ex. Vou me esforçar pra isso não acontecer. O que eu tive com ela foi bacana (na verdade, foi mais do que isso, foi divino), aprendi muito com ela, mas outras pessoas também tem muito o que me ensinar, e lições diferentes, ainda por cima. Aproximadamente 5 meses de término já, tá na hora de parar de ficar pensando nessa mina toda vez que encontro uma mulher legal e que acho atraente. Não que eu vá me pressionar pra isso, mas vou começar o processo.

Os próximos dias são de atenção. Daqui a pouco fecho 21 dias (acredito que vou conseguir isso e muito mais). No momento, o reboot é sim a prioridade de minha vida.

Por enquanto é só. Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 12/9/2018, 16:14
Dia 20 (ou não?) do reboot.

Aqui estou novamente.

Quebrei o hardmode ontem, em uma fissura por pornografia. Depois de ficar no estágio "adicto", (de procurar pela casa toda por algum meio de acessar pornografia e não encontrar, bem fissurado), acabei me masturbando pensando em...pornografia. Isso é motivo de reset, creio...o que vocês acham? Depois dessa "queda", eu não senti nenhum dos males que normalmente tenho quando me masturbo com pornografia, nem fiquei com fissura querendo fazer de novo. Na verdade, eu só pensei em pornografia no início, depois acelerei o processo, parei com as fantasias e foi bem rápido. Fora os problemas normais de minha vida, estou normal, sem nenhum efeito pós queda. Estou um pouco resistente em resetar, pode parecer besteira, mas acho que teria um efeito contraprodutivo pro meu reboot. E ainda por cima eu posso virar o jogo, pois sei exatamente o que me levou à essa situação.

Logo depois eu pensei sobre o motivo deu ter ficado daquele jeito, e acabei concluindo que foi falta de dopamina (vários dias sem exercício físico, sem sair de casa, sem ter nenhum prazer autêntico). Fiquei pensando que o único jeito deu sair dessa definitivamente é MUDAR DE VIDA, de uma vez por todas e definitivamente, inclusive em vários setores. Tem tempo que eu tento e não consigo, sempre começo as mudanças, mas algum tempo depois retorno pro marasmo e pro não fazer nada. É complicado. Quando fico assim (sem fazer nada) é que caio.

Estou sem nenhuma direção de vida faz muito tempo, talvez seja isso que me deixe assim. Sem estudo, sem trabalho, com uma rotina vazia. Ou seja, até mesmo isso eu teria que mudar se quisesse fazer um reboot bem feito. Teria que arrumar um emprego, teria que chutar essa depressão pro alto. Não sei o que fazer, me sinto perdido. Continuo aqui, mas estou estagnado, imobilizado, sem conseguir mobilizar minha energia, sem uma direção pra minhas energias, sem ter nenhuma ideia do que fazer. Me sinto totalmente inútil.

Bom, por enquanto é isso. Pelo menos eu sei que nunca mais volto pro padrão de antes, onde o vício era irrestrito e eu sentia prazer com aquilo. Depois que se começa o reboot, nunca mais se assiste pornografia com os mesmos olhos ou com o mesmo sentimento. Eu tenho um sentimento mínimo de responsabilidade para comigo mesmo, portanto nunca vou me entregar ou sentir verdadeiro prazer com P.

Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 13/9/2018, 07:42
Uma queda com P hoje, dia 13/9.

Descobri uma brecha que talvez seja impossível bloquear. Vou passar um tempo pesquisando pra ver como faço isso.

Estou vivendo uma situação em casa que, se eu permitir, pode facilmente me levar à ruína mental completa.

Preciso urgentemente de um emprego e sair dessa casa que me adoece a tanto tempo, mas ao mesmo tempo estou em um estado tal que mal consigo sair do quarto, se eu conseguisse caminhar por 50 minutos já seria muito. Não posso mais ficar ouvindo apelo de família dizendo que aqui é minha casa, etc, o fato é que eu só me fodi aqui por anos a fio, preciso conquistar minha liberdade e viver do meu jeito. Isso só é possível exclusivamente com um emprego. Eu tenho distribuído currículo com pouca frequência, a alternativa que vejo é aumentar a frequência, ou fazer algum curso em alguma área específica.

Bebi ontem, dormi chapado.

É, amigos, tudo indica aquele velho mergulho no fundo do poço, talvez a ruína completa, mas estamos aqui.

Medidas:

1) - pesquisar pra fechar a brecha
2) - fazer algum exercício físico (o que for possível no meu estado), o mínimo pra sentir o efeito de substâncias benéficas e me deixar satisfeito. Não me deixar vencer pelo humor depressivo. Estapear meu rosto de manhã se eu ficar pensando na possibilidade de ficar o dia inteiro em casa sem fazer nada.
3) - pesquisar algum curso pra fazer. Qualquer coisa que envolva interação com gente.
4) - ficar mais tempo no quarto e fora de casa. Pesquisar na internet coisas bacanas pra fazer pela cidade.
5) - ir no AA com mais frequência (sim, eu realmente preciso disso!).

Fico me perguntando se um dia vou alcançar os 90 dias. Como quero fazer o percusso completo, sem atalhos, isso envolveria um forte domínio sobre minhas emoções. É tarefa pra uma vida inteira, talvez.

Me desejem boa sorte, pois estou sentindo o fardo pesado.

Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 291
Data de inscrição : 17/02/2018
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 13/9/2018, 09:54
Torcendo aqui por vc!!!


Vlw

_______________________________________





METAS:
25 DIAS ( )
50 DIAS ( )
75 DIAS ( )

HISTÓRIA DE SUCESSO: 500 DIAS

DIÁRIO

http://www.comoparar.com/t7659-diario-do-king-of-jungle
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 14/9/2018, 20:09
Obrigado, The King!

Dia 0 do reboot.

Acho que estou gravemente doente, só pode. Não consigo sair de casa pra nada, só pra comprar cigarro. O dia todo sentado assistindo tv, ou na internet fazendo absolutamente nada. Quando canso de ficar no pc, desligo e fico fazendo nada do mesmo jeito. Leio e só.

Energia quase 0. Dormi hoje a tarde toda, sem nenhuma necessidade, já que tinha dormido normalmente na noite anterior.

Pra piorar, descobri uma brecha aparentemente impossível de fechar, que é na tal da smart tv. Resolveram comprar essa maldita tv com internet, ela fica na sala. Eu fico a manhã toda sozinho aqui. Tentei fechar a internet, mas não consegui.

Não sei porque estou desse jeito. Assim não vai dar pra continuar o reboot, pois é só questão de tempo pra fissura vir com tudo, e aí eu fico naquele estado em que não tenho nenhum controle, como um fissurado em crack ou algo parecido.

Vou sair hoje, sozinho, e ver no que vai dar. Pra uma festa que um amigo me chamou. Não to animado (nada me anima, aparentemente), mas vou mesmo assim.

Bom, vou ver o que faço pra sair desse estado. Do jeito que tá, não pode. O reboot não vai andar nunca enquanto eu permanecer assim.

Por enquanto é só. Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 16/9/2018, 21:39
Sintomas continuam. Parece algo como uma depressão grave; não consigo sair de casa, e em casa não produzo de nenhum modo. Eu disse no post anterior que ia pra uma festa, mas não fui.

Tem vários dias que eu to dizendo que vou sair de casa, ir pra praia tomar sol (sinto que isso me faria muitíssimo bem), ou caminhar um pouco, mas não fiz isso. Em casa, leio muito, e diminui o tempo de pc e televisão, mas mesmo assim é inútil, não to conseguindo fazer o que realmente tenho que fazer.

Hoje de manhã me masturbei pensando nas minhas últimas experiências sexuais. Passou pela minha cabeça que eu queria estar com alguém, mas é muito claro que não é disso que eu preciso agora.

Amanhã de manhã, se Deus quiser, eu vou pra praia pela parte da manhã, tomo banho e me exponho por 20 minutos ao sol, e volto andando pra casa. Isso seria muito restaurador.

Até a próxima.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 244
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 17/9/2018, 13:28
Dia 0 do reboot.

Consumi pornografia hoje de manhã, então hoje é o dia 0.

Sinto dores da alma que parecem não passar. Embora eu venha a um tempo me fortalecendo, essas coisas são lentas e exigem perseverança.

Além das dores da alma, estou também com um forte desequilíbrio químico/físico. Esse estado em que estou não é normal e indica que tem alguma coisa de muito errado comigo.

Vou parar de postar por pelo menos 5 dias, até eu conseguir, no mínimo, colocar a energia pra circular, aos poucos, através de simples caminhadas (já é muito pra minha situação no momento).

Hoje vou no centro espírita assistir uma palestra e tomar passe, isso me ajuda também. Depois que sair de lá, vou direto caminhar por 50 minutos.

Um dia de cada vez. Apesar de ter caído algumas vezes (fiquei 20 dias limpo, é razoável), notei que o tempo total de reboot faz uma diferença grande no processo como um todo.

Por enquanto é só. Até a próxima e não desistam do reboot nunca!

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum