Compartilhe
Ir em baixo
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 975
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 10/4/2019, 19:21
Honrado Vierkenes! Persevere mesmo, todo esforço nessas horas é válido.

Também sei da importância de um bom condicionamento mental para se levar uma vida de verdade. A mente comanda o corpo e trabalhá-la bem rumo a objetivos dignos é uma tarefa e tanto, pelo menos para mim, que sofro de mente agitada e, aguardando diagnóstico oficial, de pensamento acelerado. Deve ser por isso que por vezes tenho até dificuldade (e também sequela do vício, claro) para me expressar, fazendo-o de forma que muitas vezes poucas pessoas entendem ou mesmo só eu. Quer dizer, é um trabalho dos mais pesados, para quem quer que seja, entretanto muito honrado e teoricamente dotado de grandes recompensas para os que nele persistirem.

E também tento não pensar em sexo. Coisa fudamental. Além de me preencher com atividades físicas e outras práticas que acrescentam à vida, busco direcionar minha cabeça para aquilo que realmente vale a pena em cada situação. No fim, percebo felizmente que toda a sincronia físico-mental cotidiana de meus dias entra em considerável harmonia, e luto para que assim continue. Ainda sobre sexo, já andei saindo com GPs, e inclusive tive experiências até agradáveis. No entanto, tenho resistido à vontade de procurar uma para lazer talvez para sempre, não parecem ser a melhor opção para um homem de verdade.

Meu abraço e vamos lá!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 12/4/2019, 12:44
Obrigado pelas mensagens, companheiros. Vou relatar mais detalhes sobre essas coisas no post a seguir.

Dia 5 do reboot

Postar no fórum constantemente ajuda muito a manter o foco no processo. Vou fazer 1 post diário até o dia 10 mais ou menos, ou até estar seguro de que estou no caminho certo.

Eu ainda quero cortar definitivamente a pornografia de minha vida. Isso pra mim é da maior importância. Reparei que os melhores períodos são os que estive afastado de pornografia. E que o efeito depressor do consumo de pornografia é muito pesado, equivalente ou até pior do que o de outras drogas.

Não fiz exercício físico ontem, porém tive um dia ocupado, e até rico de experiências. Hoje estou mais livre e farei sem falta.

Ontem e hoje pela manhã meu sofrimento mental chegou a um limite. Embora houvesse um motivo específico para isso, ficou muito claro meu total descontrole da mente, e também o grau elevado de sofrimento que isso causa. Minha mente não para nunca. As vezes sinto como se estivesse dando um curto circuito no meu cérebro; vários pensamentos ao mesmo tempo, muitas vezes coisas bem ruins (pensamentos misóginos e racistas, por exemplo). Outras vezes um pensamento específico fica por horas em minha mente, como um disco arranhado em loop.

Eu creio sempre ter sido assim. Na verdade, piorou com o tempo, tudo isso é muito mais forte do que era quando eu tinha 16 anos, por exemplo. Me acostumei, pois faz tanto tempo que vivo assim, e de forma constante, que de algum modo a gente se acostuma. Mas na verdade, isso é MUITO RUIM, pois tira a paz, e também diminui absurdamente a concetração. As vezes eu não consigo nem mesmo conversar com uma pessoa normalmente, pois o ruído do meu pensamento é tão alto que atrapalha minha comunicação. Outras vezes me sinto incomodado com o teor dos meus pensamentos (muito negativo). Eu não tenho controle sobre isso, mas tenho consciência de que eu não sou aqueles pensamentos.

Evidentemente tudo isso é muito bizarro. Eu to cansado de viver assim. Acredito que algum tipo de meditação, praticada assiduamente e com constância por algum tempo deve surtir efeitos espetaculares. É o meu remédio. Um remédio muito difícil de "tomar", mas creio ser a melhor opção. Eu poderia recorrer a medicamentos psiquiátricos, mas eu não acredito neles como caminho. Diminuem o sintoma, mas eu ficaria dependente deles para ter paz, e nunca chegaria na raiz do problema. Não me fariam crescer.

Então, vou me esforçar para "parar" minha mente o quanto der, todos os dias, com uma meta inicial de 5 ou 10 minutos diários. Vou observar bem, relaxar, e ser paciente com os resultados.

Se somos o que pensamos - essa é uma frase de algum poeta antigo, e eu concordo com ela - então deve ser por isso que eu me sinto tão mal na maior parte do tempo. Essa questão toda é uma chave pro sucesso, em todos os sentidos.

Como eu disse antes, hoje farei o treino de calistenia. De noite tem uma festa na cidade, eu devo ir nem que seja pra dar uma olhada. Talvez eu me divirta um pouco.

Por hoje é só.

_______________________________________
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 14/4/2019, 14:29
Dia 7 do reboot

7 dias completados em hard mode. Um bom início.

Em relação aos exercícios físicos, por enquanto, estou no esquema de calistenia dia sim, dia não. Se eu conseguir manter isso, vai ser ótimo. Quando eu tiver com o tênis, vou correr também. Percebi que exercícios anaeróbicos possuem um efeito melhor em termos de sensação, interrupção de fissura e bem estar geral do que os aeróbicos. Já os aeróbicos parecem melhorar meu fôlego e resistência pro dia a dia, me sinto menos cansado e mais disposto. Mas não vou voltar pra academia, pois prefiro outros ganhos no momento.

Exercício físico (calistenia + corrida, por enquanto) sempre foi meu pilar no meu reboot, e como dessa vez eu vou vencer, não vou vacilar quanto a isso. Vou voltar a usar a tabela, assim eu tenho controle de como está minha situação. Como ainda me sinto fraco, não consegui fazer uma série realmente decente, mas vou conseguir com o tempo.

Hoje acontece uma situação que mexeu um pouco comigo. Eis o relato.

A um tempo atrás, antes deu conhecer o fórum, eu conheci uma menina muito legal. A química entre a gente foi forte. Um dia, quando eu já tinha consumido bastante pornografia (naquela época eu tinha um notebook com acesso irrestrito, então minha vida era aquela miséria pré reboot que todos aqui lembram), ela apareceu lá em casa me chamando pra sair. Eu gostei dela ter aparecido, e saímos. Eu estava zumbi, como sempre, mas nos divertimos um pouco. Em um momento, rolou o clima novamente. Eu não soube o que fazer, perdi a oportunidade. Mas continuamos juntos. Uma hora ela me chamou pra casa dela....e eu fui, já tremendo e apavorado, imaginando que ela queria ficar comigo. Fomos pro quarto dela. Ela obviamente, me queria muito. Eu também queria, mas como eu já disse várias vezes aqui no fórum, tenho seríssimos problemas com isso, um bloqueio muito forte. Ela se aproximou de mim. Ficou olhando pra mim, obviamente esperando que eu beijasse ela. O desespero tomou conta de mim na ocasião, e eu fiquei olhando pra ela com cara de retardado (foi isso que aconteceu com TODAS as mulheres que desejei, com exceção da única namorada que tive, já relatado aqui no fórum). Bom, em 90% dos casos, as mulheres nunca tomam a iniciativa, essa é a regra geral. Ela não tomou a iniciativa, daí ela desistiu, ficamos conversando um pouco. Eu me senti extremamente constrangido e muito mal, mas ela descontraiu o clima e eu consegui relaxar, ao perceber que ela tinha se afastado de mim. Depois ainda saímos pra dar mais uma volta. Na despedida ela me deu um abraço muito bom, e sorriu pra mim. Depois que ela foi embora, eu me senti um lixo, como eu sempre me sentia, e o que fui fazer? Consumir pornografia, é claro. Doí um pouco lembrar disso, mas isso é passado, eu já não sou mais assim. Ainda não estou 100% recuperado, ainda estou na batalha, mas esses tempos sombrios ficaram pra trás.

Continuamos nos vendo ocasionalmente, pegamos aula juntos, etc. Eu sentia um desejo absurdo por ela, mas como na minha cabeça ficar com uma mulher era impossível pra mim, eu simplesmente desisti de tentar qualquer coisa, e fiquei até com vontade de parar de falar com ela, já que eu não conseguia disfarçar/expressar meu desejo, e nem tinha interesse em ficar só amigo dela. O tempo passou, ela se mudou de cidade e ficou por isso mesmo.

A pouco tempo atrás, eu encontrei ela de novo, depois de muito tempo. Dessa vez eu já estava no processo de reboot, e já não era virgem. Ela estava com o namorado, que por acaso eu conhecia. Quando ela me viu, ela sorriu muito, pareceu ficar realmente feliz de ter me encontrado. Eu fiquei levemente constrangido pela reação dela, por ela estar do lado do namorado. Eu senti algo a mais do que uma simpatia, como se fosse uma "ponta" de desejo ou algo do tipo. Eu também comecei a sorrir muito, ao ver que ela expressava esse bem estar por ter me encontrado de novo. O namorado dela não gostou da situação (eu também não iria gostar, se acontecesse comigo e com minha namorada). Ele apressou ela, disse que tinham que ir ou algo do tipo. Eu me despedi normalmente dos dois e segui meu caminho.

Fiquei curioso pra saber como estava a vida dela e tudo o mais, mas achei que não tinha sentido em procurar ela, depois dessa situação. Deixei pra lá. Depois descobri que eles estavam juntos a quase 1 ano (bastante tempo). Desejei sorte pros dois dentro de mim e tudo certo.

Ontem de noite, eu vejo que ela me adicionou no facebook, e puxou conversa comigo, me perguntando como eu estava. Eu achei muito estranho, ela ter me adicionado do nada e começado uma conversa comigo. Conversamos, perguntei pra ela como tava a vida, falamos um pouco de nossa situação, etc. Ela me perguntou onde eu morava, eu expliquei a ela, e ela disse que iria passar lá em casa um dia desses.

Eu percebi que eu sinto um desejo realmente muito grande por ela, não sei explicar o motivo. Tudo nela me atrai bastante, desde o rosto, o corpo, a voz, o jeito. Eu particularmente fiquei com uma "pulga atrás da orelha", quando ela disse isso, que ia passar lá em casa um dia desses. Minha mente começou a fantasiar um pouco, imaginando que ela tinha terminado o namoro e queria alguma coisa comigo. Não sei se isso aconteceu ou não, olhei no facebook dela e não vi nenhuma referência disso.

Bom, eu particularmente preferia que ela não tivesse falado comigo, pois assim minha cabeça não se encheria de fantasias ou de algum tipo de esperança, sei lá. Seria muito estranho pra mim receber ela na minha casa. Se fosse em outro lugar, eu a trataria normalmente - mas sem conseguir disfarçar direito o que sinto por ela, isso iria transparecer de algum modo. No meu quarto, seria realmente estranho. O desejo que sinto por ela é alto.

Esse é meu relato de hoje.

Tudo isso me fez pensar que a partir de agora, vou colocar como motivação pro meu reboot um novo encontro sexual. Eu estou sentindo realmente muita falta disso. Com 7 dias ainda não dá pra sentir aquela energia potente circulando dentro de mim - eu quero sentir isso de novo, é uma das melhores sensações do mundo estar com 60 dias de reboot ou mais (quando eu começo a sentir essa energia de um modo mais forte e mais marcante). Meu mal estar existencial faz com que eu me sinta constantemente morto por dentro. Mas sexo, sentir desejo por uma mulher, experimentar o contato sexual, é o contrário: faz com que eu me sinta extremamente vivo por dentro. Provavelmente, um dos melhores períodos de minha vida foi quando eu estava namorando, eu me sentia muito potente pra tudo, tinha muito mais motivação pra tudo, conseguia ir mais longe. Eu quero muito experimentar isso de novo. Também pelo fato de que eu perdi minha virgindade absurdamente tarde, de que eu quase não fiquei com ninguém em minha vida, e que eu só experimentei um único orgasmo com penetração, nesse tempo todo. Como aconteceu uma única vez, pra mim ficou uma espécie de sensação mítica, algo realmente transcendental. Só experimentando de novo pra tirar a prova, hehe.

Estou ansioso pra sentir a energia circulando dentro de mim novamente. Isso ainda vai demorar um pouco. Só lá pros 21 dias pra sentir isso. Em hard mode essa sensação se intensifica, então vou levar no hard mode o quanto der.

Novo objetivo com o reboot: arranjar uma parceira para fazer sexo.

Por enquanto é só. Vou continuar postando diariamente, quero muito terminar esse reboot, postar aqui ajuda demais. Espero ficar cada dia mais focado, e não vacilar no que diz respeito aos exercícios físicos, que é o que me salva.

(continuem firme, não importa o que acontecer, esse negócio de reboot é OURO PURO e uma das coisas que mais valem a pena na vida!!!!)

Até a próxima!

_______________________________________
headbanger
Mensagens : 252
Data de inscrição : 06/11/2014
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 14/4/2019, 15:43
Cara essa menina aí que vc falou quer te dar.

Mesmo vc agindo feito um beta um tempo atrás, ela ainda quer vc.
Eu no seu lugar nem pensava 2x, levava pra casa e botava pra quebrar.

Pq se já tem a química boa, só falta agora vc ter a energia de homem necessária pra ter uma ereção. Isso a abstinencia vai te trazer.
Faz assim, fica um tempo sem PMO, daí quando a libido aumentar, vc chama ela pra ir na sua casa, e faz o que deve ser feito.

Sem muita conversa e enrolação, quando ela entrar na sua casa já começa a pegação, vai tirando a roupa e quando vc ver, já vai ter terminado tudo e estará de boas curtindo o pós-coito. Nem pensa muito.

_______________________________________
https://countingdownto.com/create-count-up
headbanger
Mensagens : 252
Data de inscrição : 06/11/2014
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 14/4/2019, 17:14

_______________________________________
https://countingdownto.com/create-count-up
potiguar25
Moderador
Moderador
Mensagens : 475
Data de inscrição : 15/10/2018
Idade : 26
Localização : Natal/RN
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 15/4/2019, 12:42
Fala Vierkenes, cara tente apenas ter uma boa conversa, se ela quer te encontrar é porquê ela gosta muito da sua companhia e isso faz bem a ela. Não se coloque tanta pressão assim, apenas aproveite o momento e tente não sofrer de forma tão antecipada. Continue seu reboot, estou sempre aqui te acompanhando e torcendo.
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 15/4/2019, 19:36
Obrigado pelas mensagens, Potiguar25 e Headbanger.

Eu não ligo a mínima pra essa menina (a gente não chegou a desenvolver uma amizade forte, só simpatia e atração mesmo).

Ela até pode querer se aproximar de mim, pra uma amizade ou algo do tipo, mas eu não tenho interesse nenhum nisso, pois estar com ela me lembra do meu passado, me lembra de meu fracasso sexual, dos momentos que eu perdi, etc. Então eu não tenho interesse nenhum em me aproximar dela. Prefiro que fique como estava antes,  cada um na sua, e a vida segue. Se eu encontrar na rua, cumprimento normalmente, posso até conversar um pouco, mas quero que seja só isso mesmo, e nada mais.

Dia 8 do reboot

Sentimento de frustração sexual batendo forte. Talvez tenha a ver com esse episódio relatado, mas é algo prévio e óbvio. Esse sentimento vai e vem. De qualquer modo, é algo MUITO RUIM, pois deixa a energia muito negativa. Tem que combater isso, não tem jeito. Se entregar a esse sentimento é terrível, é pura auto destruição, ódio, ressentimento, etc.

Estou cansado de alguns comentários dos meus amigos. Hoje eu tava com uma amiga (que me conhece, conhece parte de minha história), e ela ficou falando que eu precisava fazer sexo (uma gênia, ela!). A intenção evidentemente é boa, ela quer me ajudar, pois ela gosta de mim, mas esse tipo de comentário não acrescenta em nada, e pra piorar, ainda tem o modo que a pessoa fala. "Colocar pressão" pode funcionar com alguns, mas pra mim tem o efeito contrário, eu fico bem pior! Outro amigo disse que eu preciso me abrir pro mundo, ficou colocando pressão em mim (ele também me conhece e me quer bem).

Eu acho tudo isso ridículo, uma verdadeira palhaçada. É como dizer pra um deprimido que está na cama: "cara, você tem que sair daí, tá sol lá fora! O que você tá fazendo aí, deitado? Você nem mesmo se esforça pra levantar, cara!".

Eles falam essas coisas como se eu gostasse da minha situação. Eles não conhecem a porra da minha vida, meus motivos, e todas as coisas que passei (conhecem superficialmente). Só eu sei porque eu me tornei assim, só eu sei de minha vida e de meus motivos. Mas ainda assim, eles acham que podem dar pitaco e ficar me enchendo o saco com esse tipo de comentário, que como eu disse, não acrescenta em absolutamente nada. Seria totalmente diferente se tivessem como objetivo descobrir formas de reverter isso, conselhos pra melhoria, soluções. Mas não é isso que eles querem, eles só querem criticar, apontar, e dizer que eu sou fraco, ou algo do tipo.

Essas pessoas são próximas - amigos. Eu sempre ouço eles, pois sei que as intenções são boas, e que algumas coisas que eles dizem é verdade em algum grau (as vezes coisas que eu me recuso a admitir ou que eu mesmo não enxergo, por isso que é importante ouvir eles). Mas não gosto do modo como eles falam, e acho que os comentários raramente acrescentam ou somam.

Acho que não tenho muito a acrescentar por hoje. O principal pros próximos dias é combater firmemente esse sentimento de frustração, pois ele é realmente muito perigoso. Não posso deixar de jeito nenhum que ele me domine. Me manter afastado de álcool também é fundamental, especialmente nesses períodos. Beber com esse sentimento iria me afundar bastante. A vontade é grande...

To com o tênis de volta, e vou usar definitivamente a tabela de exercícios físicos. Minha energia ainda tá baixa, eu preciso subir ela, assim vou ter mais disposição, e maior abertura pro mundo.

Até a próxima!

PS: acabei de pensar que devo levar a calistenia mais a sério. É muito bom, é eficiente, é relativamente simples (tem que corrigir e aprimorar os movimentos), é de graça e pode ser feito em qualquer lugar. Mas preciso de mais disciplina pra entrar nessa, do que uma academia, por exemplo. A academia eu tinha mais estímulo pra ir, eu ia como se fosse um compromisso, mas não gostava tanto da atividade em si (muito mecânico e não gostava do ambiente). Observando bem, a calistenia tem mais a ver comigo, se encaixa mais com meu perfil. Vou pesquisar na internet sobre, ler umas coisas, ver uns vídeos e melhorar a frequência e a qualidade do treino.

_______________________________________
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 16/4/2019, 23:29
Dia 9 do reboot (hard mode até aqui)

Postando no fórum pra fortalecer o propósito. Postar aqui diariamente deixa mais claro e nítido meu objetivo de largar a P.

A cada post aqui, minha vontade se fortalece mais.

Eu bebi hoje, isso não é bom. Mas ao mesmo tempo, é algo que está dando pra lidar hoje. O problema mesmo seria se isso se repetisse nos próximas dias. Aí ia ser ladeira abaixo. De um ponto de vista técnico, esse é um sinal de alerta para o reboot. Continuar com esse comportamento iria ampliar muito minhas chances de queda.

Ainda estou me sentindo frustrado (foi por isso que eu bebi, na verdade; é um sentimento muito difícil de lidar). Desabafei com uma amiga, e isso me fez muito bem.

Hoje eu pensei na ex namorada. É estranho pensar sobre isso - mais de 1 ano depois de vê-la pela última vez. Sinceramente, foi a experiência mais forte e marcante de toda a minha vida. Não sei explicar o que aconteceu ou como eu me sentia; foi uma sensação realmente transcendental. Parecia que eu estava perto do céu, com os anjos (...) É simplesmente bizarro que ela tenha me largado por ciúme, pois eu jamais trocaria essa sensação de estar com ela por nada nesse mundo. É estranho: eu não tenho experiência sexual, eu só fiquei com ela, mas muitas vezes eu acho que eu poderia transar com 10 mulheres diferentes, até mesmo com algumas com quem eu tivesse uma química boa, mas não iria sentir isso de novo tão cedo.

Uma parte disso tudo é mental (se meu pensamento 'fluísse", eu não estaria pensando nela, eu estaria correndo no fluxo da vida, que é sempre presente). Eu estou "preso" a ela de alguma forma, 1 ano depois disso tudo. Isso é realmente impressionante. Jamais imaginei que isso fosse me marcar tanto.

Fora isso, devo dizer que o reboot é absolutamente básico pra minha vida. É tipo respirar, ou comer: tem que se manter nisso até o fim, não importa o que acontecer. Eu não tenho outra opção de vida a não ser combater isso sempre, e chegar aos 1000 dias sem pornografia. Vou continuar com vocês aqui, firme e forte.

Por enquanto é só.

_______________________________________
Ikki De Fênix
Mensagens : 68
Data de inscrição : 04/07/2015
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 17/4/2019, 05:14
Cara, tenta não fantasiar o passado. Mulher é covardemente mais forte que o homem. Não se apegam realmente. Buscam apenas conforto emocional e psicologico. E as vezes ate financeiro. Tipo se botarmos uma como pilar pro reboot. O dia que o pilar se romper tudo cai. Tenho um problema que nao acontecia ate uns anos atras. Que quando perco vou atras igual crackeiro pra boca. Busquei minha ex na casa do marido as 4 da manha. Ficou mais uns 5 dias cmg e vazou denovo. Foram os 5 dias mais humilhantes e inseguros da minha vida. Vendo que ela tava ali obrigada. E minha atual brigou cmg a uns dias e ia ja pra uma festa de beijo estilo carnafacul com bebida liberada, enquanto me remoia de remorso achando q ela tava chorando por mim ela ja tinha ate comprado o ingresso issi um dia so depois do termino. Fui as 2 da manha na casa dela e terminei bem corno indo junto pra tal festa. Hoje to sempre com um pe atras. Tamo a quase um ano e meio e nunca falei que amava ela, nem pretendo. Vo te fala a real mano. Grava isso, mulher é foda. Se o cara nao tiver cumendo direito(no minimo uma ou duas vezes por semana), ou nao tiver estudando(mostrando q pode dar um futuro, ou acompanhar ela) ou tiver planos solidos de casamento ou juntamento.. elas vazam mesmo. E nem olham pra tras. Vao chorar um ou dois dias, ou uma tarde. Dai ja lembram do colega q sorriu pra ela, ja seguem o cara numa rede social e dois dias depois tao dando pra ele. Isso num exemplo bem light hehehehe. Resumindo mano te apaixona so depois de curares. Ate la te blinda ao maximo. Faça o que eu digo, não faça o que eu faço! E ss eu fosse tu nao resetava. Costumava resetar no jnicio ate em poluçao noturna. Hj nao sou tao criterioso. Mas ta em ti! Le meu depoimento nas historias de sucesso. Separa umas duas horas que e um resumo de 25 anos impregnado do vicio! Deus te guie!
Beren Erchamion
Mensagens : 456
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 17/4/2019, 11:38
Discordo de muita coisa que o Ikki disse. Esse "desapego" não é coisa "de mulher", é da pessoas no geral. As pessoas, como um todo, estão "aprendendo" cada vez mais a viver com relações superficiais, descartáveis. Tudo (ou quase tudo) segue a lógica do fast food, do self-service: tem que ser rápido, saciar a vontade e, de preferência, substituível. Afinal, tem uma fila e a outra pessoa é só "mais um" elemento nessa linha. E não adianta dizer que as mulheres são interesseiras, porque todos nós somos. Pode não ser em relação ao dinheiro ou vantagens materiais, mas todos nós temos algum interesse numa relação - e buscamos o melhor, ou o que consideramos como o melhor.

No mais, Vierkenes, concordo com o Ikki: tente não romantizar o que aconteceu entre você e sua ex. Isso só vai aprofundar seu sentimento de vazio interno e de carência. Foi por conta da tal carência que eu acabei aceitando me submeter a várias situações humilhantes com minha ex, coisa que homem nenhum, pessoa nenhuma, deveria aceitar. Eu também era moleque na época e não me vejo como vítima mas, enquanto literalmente não deixe esse passado pra trás, minha vida não andou.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 7/90 (7.7%)

Metas:
- 15 dias (46.6%)

vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 17/4/2019, 23:54
Ikki: eu também discordo muito de sua visão de mundo. Algumas mulheres oportunistas e cruéis já passaram pela minha vida, me prejudicaram até, mas eu nunca atribui isso a algum tipo de "mau caratismo feminino". Sempre atribui a maior parte da culpa a mim mesmo, por não saber ser um homem (do ponto de vista sexual ou afetivo) para uma mulher. De fato, essa parte minha quase nunca se manifestou, então eu realmente não sei ser esse homem, que deseja e é desejado, que joga todo o jogo da sedução. Isso me deixa extremamente frustrado. Mas mesmo com algumas mulheres "bandidas" por aí, essa nunca foi a imagem que eu fiz da mulher de modo geral. Pra mim a mulher é um ser rico, com muitas coisas admiráveis, e lindas por natureza. E isso vale também pras mulheres que eu me envolver sexualmente. Eu acredito que eu posso encontrar uma parceira bacana, uma mulher com caráter e honesta (isso é o mínimo pra mim, pra uma companheira).

Beren: eu entendo perfeitamente o que você diz. Mas entra o fator complicador de que eu nunca consegui me abrir com outra pessoa (eu literalmente, só me abri com ela; antes e depois, absolutamente ninguém). E também o fato de que eu me abri demais e de vez com ela (foi uma experiência revolucionária e radical em minha vida). Mas eu reconheço que você tem razão. É realmente complicado (...). Eu to tentando reequilibrar minha vida, que já é bem desajustada. Se eu não cair no reboot já tá bom demais. Me abrir sexualmente com outra mulher seria uma solução pra mim, mas isso é algo extremamente difícil pra mim.

Final do dia 10 do reboot

Sentimento de frustração sexual muito forte. Auto estima no nível mais baixo possível. Estou literalmente, andando olhando pro chão, me achando um lixo enquanto homem (do ponto de vista sexual). Estou me sentindo como eu costumava me sentir quando eu enchia a cabeça de pornografia e saia pra noite, e via todos os meus amigos ficando ou tentando ficar com alguém, vendo meninas lindas na pista, e eu parado, sabendo que aquilo não era pra mim.

Hoje eu participei de um evento, e por acaso, a turma inteira era formada por mulheres. Tinha umas 18 mulheres lá, e só eu de homem. Eu me senti estranho e deslocado (eu não deveria me sentir assim: se eu tivesse com 90 dias de reboot, eu ia estar super tranquilo lá). Como esse sentimento de frustração estava absurdamente forte, eu acabei fantasiando um pouco com uma em particular que estava perto de mim. Cheguei a me interessar, de forma mais genuína, por uma outra mulher, olhei ela algumas vezes, ela olhou de volta, mas foi só isso mesmo.

Depois disso, quebrei o hard mode por pura angústia. Eu não tenho problema com masturbação, então isso não faz muita diferença pro meu processo.

Pela manhã, eu corri em jejum. Como fazia tempo que eu não corria, não consegui um desempenho muito bom, mas o suficiente pra suar um pouco. Tomei sol também. Isso foi suficiente pra eu ter uma ótima manhã e um ótimo início de tarde.

Mas no final da tarde, minha depressão pegou pesado. Minha energia foi embora. Me senti um lixo. Fiquei andando por aí, com vontade de morrer. Angústia muito forte. Até dor no peito eu senti. Vontade de chorar, um nó persistente na garganta. Um desespero profundo por dentro. Hoje eu cheguei a me afastar da proteção de uma ponte, pois fiquei com receio de ficar perto e sentir vontade de me jogar (primeira vez que acontece isso).

Essas coisas são relativamente comuns em minha vida. Eu levo uma vida praticamente suicida. Eu já me habituei a viver assim, com um desespero forte dentro de mim. Isso, obviamente, é algo que foge completamente da competência do reboot - embora eu afirme que a pornografia é capaz de deprimir profundamente uma pessoa.

Por me sentir assim, fui beber. O álcool tem a capacidade de me fazer esquecer temporariamente essas coisas, mas o problema é que quando eu bebo, esses mesmos sintomas retornam, piores, no dia seguinte. Fumei muito cigarro e bastante maconha também.

Eu vou começar a tomar um remédio amanhã, que provavelmente vai melhorar meu estado. Estou colocando minha salvação nele, vamos ver no que vai dar.

Vontade de consumir pornografia está muito alta. Se não fosse os bloqueadores, estaria afundado. 0% de chance de cair, aqui em casa, pois o computador está totalmente bloqueado, e não tenho acesso alternativo a internet. Vou confiar totalmente nisso, até uns 20 ou 30 dias ou até eu conseguir me estabilizar melhor.

Amanhã, vou fazer calistenia sem falta. Calistenia é muito mais eficiente pra tirar a fissura de pornografia, ou de drogas, do que a corrida. Então, perto da hora que vier esses sintomas, eu vou fazer meu treino meia boca - não consigo engatar um treino decente porque só vivo maltratando meu corpo, e ele acaba ficando fraco.

Mais uma vez o propósito está fortalecido. Vou postar diariamente até o dia 15, pelo menos.

Até a próxima.

_______________________________________
Ikki De Fênix
Mensagens : 68
Data de inscrição : 04/07/2015
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 18/4/2019, 05:54
Beren e vierkenes tudo é uma questão de interpretação. Estamos aqui nos apoiando e debatendo sob qual ponto de vista? De viciados com possivel, ou total DE. Portanto a minha orientação ao colega se mantém totalmente nesse sentido. Lógico que se eu achasse que ele tivesse condições de pegar uma mina que é exatamente do tipo dele, no estilo que ele curte. Se apaixonar e levar isso adiante, e não parar com o porno. Vai da merda sim. Simples mano! Más como pelo visto ele entendeu, ate confirmou o pq que isso acontece. Pq não agimos como homem. Óbvio que é por isso! Pode ter sido a mais xina que for. Se gostar de ti e não tiveres problemas que viciem a relaçao como ciumes doentio, ser galinha ao nivel xambao, bater nela(tem doente que acha certo isso), vicios extremos como crack e porno. Ela dificilmente vai te fazer de troxa. A menos que tenha um desvio serio de carater. Agora se tu for viciado como nos. Podes procurar até na igreja. Vai da merda. De boa acredita em mim. Nao to falando de traiçao. Ou de sair que nem uma puta chupando pau sujo de quem nem conhece no dia seguinta que terminou. To falando do fato de ta numa relaçao sabendo que tu te tornasse a parte crítica da relação. Mano sei que existem minas perfeitas. Ja peguei mais de Mil mulheres nessa vida. Acredite se quiser! Muitas delas fui o primeiro beijo. E em seguida casaram e hoje ainda algumas tao com esse mesmo. Na real so lembro de uma de cabeça mas tem outras continuam serias. Que se guardam se respeitam. Más pra acompanhar uma mina dessas tem que ta livre do porno. Nao tem misterio! Nao to dizendo que tudo que e mulher e pau no cu. To dizendo que pra rodo o viciado tem chances gigantestas delas serem, ou acabarem se tornando assim. Nao disse que a culpa e dela. Logico que e do cara. Na real nem do cara é. E sim do vicio. Mas falei sob o ponto de vista que to falando com um viciado nao é? E outra, não tem essa de o mundo é assim pq ta assim... Foda-se que ta assim. Eu nao sou assim, nunca fui. Se vejo uma mina na fila que me apaixono ja imagino ela aqui em casa, churrasco de domingo, nos passeando no centro. E foda-se se tao todo mundo uns por cima dos outros como ramsters. E pior que tao mano. Rodo mto por ai e sei o que acontece. Eu nunca vou ser assim. Nao preciso aceitar essa inversão de valores. Mas e isso mano nao da muita moral a menos que tu teja realmente consciente que a tua proxima relaçao pode nao ser a ultima. E que es capaz de reconhecee o teu valor e impressionar outra. Nao uma que tu acha que fica ctg , ou uma prostituta mas uma que tu te agrade de verdade! Sabendo que tens autoconfiança, experiencia e paudurecência pra virar o mundo dela de cabeça pra baixo na primeira noite que rolar. Esse negocio de se matar é TOC. Nao esquenta com isso brow. Tenho uns 300. Nunca tomei medicamento. A nao ser por conta kkkk Mas tem especificos pra isso. Pode botar fe que to ligado que melhoram. Mas tens que parar con o porno! Eu mesmo sou tapado no TOC! Esse de se matar quando ve um bagulho alto e tal e bem fraquinho. Mas tem outros que bah chegam a encher. HOCD so fui ne curar a poucos dias quando estudei mais sobre o assuto e vi que n era nd demais. Mas seguinte ali falasse que achavas quebo reboot nao ccuraria a tendencia suicida. MANO cura sim cara. Ha inclusive relatos aqui. E manos leiam meu diario. Depois vejam se to habilitado ou nao a dar minha opiniao. Abc Que Deus guie voces!
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 19/4/2019, 02:28
Valei ikki, me fez refletir agora!

Antes do comentário do dia, mas algumas observações sobre isso.

Eu realmente tenho que parar de romantizar minha última relação. Mas tem o fato de que eu a via como uma companheira (alguém pra estar junto sempre, nas mais diversas situações, boas ou ruins; alguém que eu sempre ajudaria, e em quem eu realmente confiava). Esse sentimento foi realmente muito forte pra mim, pois eu nunca tinha sentido isso por ninguém. Eu poderia ter me envolvido muito sexualmente com alguém, mas não necessariamente nutrir esse sentimento. Foi algo diferenciado, a meu ver.

Outra coisa que eu estava refletindo é que muito provavelmente, eu errei em revelar pra ela sobre meu vício. Quer dizer, eu digo isso hoje, mais de 1 ano depois, mas na época eu achei que estava fazendo o correto. Eu achei que ela ia me apoiar - me enganei, pois isso não aconteceu, ela se machucou muito com meu vício. Por outro lado, eu não sei se eu conseguiria levar a sério uma relação com quem eu amasse, baseado em uma mentira. Eu diria que não (...). Eu sentia que eu realmente amava ela, então acaba que foi melhor eu ter falado a verdade, eu não queria mentir pra ela de jeito nenhum. Eu fiquei com minha consciência tranquila, e isso é muito importante pra mim.

Isso me faz lembrar que eu prometi a mim mesmo que só entraria de cabeça em um relacionamento depois de conseguir largar a pornografia. Eu fiz a promessa de não machucar mais mulher nenhuma por causa disso.

Lembro também que gozar de um relacionamento saudável, com muito sexo, e totalmente livre da pornografia é provavelmente uma das melhores coisas do mundo. Quem consome pornografia só experimenta 10% disso tudo. Não sabe muito bem o que é estar conectado ao outro, e não tem a mínima ideia da potência de um bom sexo. Essa energia é tão poderosa que eu diria que vale a pena todo o esforço pra fazer com que ela se manifeste de forma plena e bela, sem entraves. O reboot é uma das melhores coisas que um homem viciado em P pode fazer.

Cara, eu vou sim ler seu diário. Fiquei curioso por saber sua história.

Dia 12 do reboot

Um dia interessante. O que me aconteceu de mais valioso foi uma sessão com a psicóloga. Como eu sou atendido pela mesma pessoa a mais de 2 anos, acaba que ela tem conhecimento de toda minha situação, de meu perfil, e assim ela pode me ajudar muito mais.

Ela falou uma coisa interessante, que na verdade eu já tinha reparado antes. Que meu problema maior não é necessariamente em relação a drogas, mas ao meu isolamento.

Tem caras que bebem, fumam maconha, cheiram pó, consomem pornografia e conseguem estabelecer laços, vínculos normalmente. Conseguem chegar em uma mulher e dar em cima dela, tomar um não ou levar pra cama. Que se abrem pros momentos com os amigos, conseguem estar junto.

Sempre que eu uso drogas, eu me isolo. Eu só bebo sozinho - seria muito diferente se eu bebesse acompanhado, poderia até mesmo conhecer uma mulher pra ficar em um esquema desses. Mas não, eu só bebo sozinho.

A cura pros meus vícios - incluindo a pornografia - passa necessariamente pela minha abertura pro mundo. Enquanto eu permanecer fechado, recusando todas as experiências que surgem - inclusive as sexuais - eu não vou muito pra frente. Eu só vou me considerar verdadeiramente curado quando eu sentir a energia circulando em mim (não me sentir morto, como quando consumo pornografia), for capaz de sair, interagir, curtir e gozar. E dar em cima de qualquer mulher que eu ache atraente, tomar muitos nãos, e ocasionalmente transar com alguma.

Talvez esse objetivo leve mais de 90 dias. Ele é extra reboot, digamos assim. Mas acho que se aplica no meu caso, pois não me vejo livre da pornografia e trancado no quarto, com medo do mundo, com medo de tentar arranjar uma parceira pra ter sexo.

Fora todas essas reflexões, eu corri pela manhã (segundo dia seguido de corrida). Esses dias todos eu tenho me drogado bastante, mas correr em jejum dá um alívio pro sintomas, parece que eu me recupero mais rápido. E diminui minha vontade de fumar.

Não fiz treino de calistenia (mas ele é totalmente fundamental, pois é muito eficiente pra tirar qualquer tipo de fissura, seja de pornografia ou de drogas). Amanhã vou fazer um dos dois, mas vou priorizar a calistenia.

Agora de noite eu saí com um amigo (coisa rara ultimamente). Acabei indo parar em um esquema de drogas (não sabia que as pessoas que eu ia sair eram assim). Não foi ruim, mas não me senti muito confortável. Fiquei trocando ideia com uma mina que tava com o namorado, a conversa fluiu bem com ela. Depois de um tempo, fui pra casa.

Eis o resumo do dia.

Mais uma vez: parar de consumir pornografia é o mínimo que posso fazer por mim. Se eu já tenho todas esses problemas com isolamento e tudo o mais, como eu iria ficar consumindo pornografia? Dependendo do nível de vício, essa porra pode isolar muito o cara. Quem consome muita pornografia fica inerte pra vida. Não sente vontade de sair de casa, prefere ficar batendo punheta. Não gosta do sol, pois não é escuro como o quarto de janelas fechadas, onde ele pode se masturbar a vontade. Não transa (ou se transa, transa muito mal, sem gozar, sem ereção, ou viajando na maionese durante o sexo). Não liga a mínima pra sua parceira. Não estabelece vínculos com as pessoas. Se for mulher, nem olhar no olho consegue, que dirá ter uma amiga ou uma namorada.

Enfim caras, o vício em pornografia é muito foda, e eu quero largar essa porra. Estou orgulhoso dos meus 12 dias.

Não sei ao certo o que farei amanhã, mas pretendo incluir o treino de calistenia sem falta. Tenho afazeres acadêmicos, o que é bom, pois ocupa minha cabeça, me deixa mais focado e tal. Tem também uns filmes que eu tinha baixado, pra assistir no meu pc todo bloqueado, que só acessa 5 sites.

Por enquanto é só. Até a próxima. Bom reboot pra todos!

_______________________________________
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 975
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 19/4/2019, 19:00
Honrado Vierkenes, saudações pela disposição em chegar lá. Que seja capaz de manter o foco e conquistar aquilo que busca.

Um abraço e bom reboot!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
Mike
Mensagens : 210
Data de inscrição : 04/04/2016
Idade : 26
Localização : Reprogramação Mental
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 19/4/2019, 20:01
Olá, meu nobre!

De pronto eu posso dizer que me identifiquei com você na questão de evitar conhecer e me relacionar com mulheres. Seu diário me inspirou de alguma forma e vou passar a conhecer mulheres para um relacionamento com toda a certeza. Mesmo me recuperando do vício, eu o farei.

Continue com o mesmo vigor. Vou acompanhá-lo.


FORTE ABRAÇO!

_______________________________________



METAS

NÍVEL 1
[ ] 2 dias
[ ] 5 dias
[ ] 10 dias

NÍVEL 2
[ ] 12 dias
[ ] 15 dias
[ ] 20 dias

"É MELHOR SUPORTAR A DOR DA DISCIPLINA DO QUE A DOR DO ARREPENDIMENTO.''
Ikki De Fênix
Mensagens : 68
Data de inscrição : 04/07/2015
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 19/4/2019, 23:03
Meu bruxo, desculpa a intimidade más tás botando a carroça na frente dos bois. Longe de mim defender as drogas(apesar de eu ta saindo agora pra fumar uma). Sempre saio pra fumar com meus cachorros, ou sozinho. Tbm tenho tendencia ao isolamente. Mas drogas, bad, falta de mina.. nada disso gera isolamento mano. O porno sim! Essa e a variavel chave! Tem que ficar os 90 dias. Nao adianta.
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 21/4/2019, 11:42
Justiceiro: amém! Que assim seja, só depende de mim, hehe. Obrigado pela mensagem.

Mike: uma honra pra mim, saber que minhas palavras te inspiraram! Dei uma olhada rápida no seu diário, mas vou ler mais cuidadosamente por esses dias. Vou continuar com o mesmo vigor sim!

Ikki: que tem que ficar os 90 dias, disso eu não tenho dúvidas. Apesar do reboot me encher de vida, ele por si só não resolve o cerne dos meus problemas, e eu já constatei isso. Mas talvez o desenvolvimento ao longo do processo me dê a força que preciso para alcançar meus objetivos.

Dia 14 do reboot

Angústia fortíssima. Me sinto realmente horrível. Eu consumiria pornografia, se estivesse facilmente disponível agora, se estivesse com um computador desbloqueado.

Alguma coisa ainda está muito errada no meu processo. Minha experiência me diz que a compulsão tende a desaparescer com o tempo, sei até as fases mais perigosas do percusso.

A religação está péssima, apesar de que tenho corrido esses dias todos. Tenho que investir mais na calistenia, pois é o que realmente segura a minha onda.

Sentimento de frustração sexual continua violento. Na verdade, eu sinto que isso está me matando por dentro (...). Vou falar mais disso adiante.

Pensando muito em sexo. Li vários diários esses dias, aprendi bastante com eles. Usei os diários como referência para os meus próprios desafios, buscando ver como companheiros mais experientes reagem em uma situação semelhante a minha.

Não sei ao certo se penso demais em sexo (provavelmente sim). Não sei o quanto isso faz falta ou não. Não sei se minha história de vida justifica tudo isso - creio que sim. Eis um resumo:

Desde os 13 anos sentindo desejo pelas meninas do colégio. Vendo todos os amigos falando disso, a maioria tentando ficar ou ficando com alguém, falando de sexo, etc, e eu o único na roda que não tinha nada pra compartilhar. Isso durou até recentemente, ou seja, minha adolescência e primeira juventude inteira. Beijei 2 mulheres em toda a minha vida, transei com uma delas. Sempre senti muito desejo, sempre senti vontade de ficar com as meninas, mas nunca consegui. Eu sempre senti falta dessas coisas, em todos os períodos, dos 13 anos pra cá.

Sexo não é tudo na vida, é verdade. Mas sentir um desejo bloqueado - sentir sede e não conseguir beber água, por exemplo - pra mim é uma sensação terrível. Essa atitude se enraizou de forma muito firme em mim, eu fico desesperado pra resolver isso, mas nunca consegui. Apenas tive pequenos avanços. Foi muito tempo vivendo desse jeito - e muito tempo consumindo pornografia também, ela esteve comigo esse tempo todo. Muitas vezes penso que não vou conseguir largar a pornografia se eu não resolver isso (e dá pra perceber esse fato de forma muito clara em períodos mais longos, depois de 60 dias).

Vou continuar lendo os outros diários, e absorver as lições dos companheiros. Muito provavelmente eu estou sendo muito imaturo em relação a essas coisas, talvez como uma criança que só faz chorar. Ler como os outros enfrentam questões semelhantes é fortalecer o espírito, enriquecer a perspectiva, ganhar novas forças pra lutar.

Lendo os diários de companheiros mais metódicos, eu percebo que me falta uma melhor organização do processo, estabelecimento de metas, controle dos resultados. Outros são muito motivacionais, fazem com que eu me sinta mais capaz. Gosto muito dos diários católicos - não sou católico, mas me identifico muito com essa visão de mundo, e sempre percebo que ignoro uma das partes mais importantes, que é a espiritual. Alguns companheiros mais afoitos, que só pensam "naquilo" e fazem o reboot por questões meramente sexuais, me fazem pensar que todo homem no fundo é isso, quer mesmo é fazer sexo. Mas aí leio relatos de pessoas mais maduras, que amplia minha percepção de mim mesmo, do reboot e do próprio vício em pornografia.

São muitos caminhos, mas todos vão dar no mesmo lugar. Quando comecei a escrever, eu consumiria pornografia, mas agora não sinto mais.

Nesse exato momento, estou de ressaca, pois bebi ontem. Meu quarto está uma bagunça, a casa toda está assim. Vou tirar o dia hoje pra deixar tudo em ordem. Vou correr hoje sem falta, e fazer o treino de calistenia também. Depois vou colocar no papel o método, ver o que estou fazendo ou deixando de fazer, etc. Eu já to marcando os dias de exercício físico.

Sinto bastante ansiedade, especialmente em relação aos "super poderes" do reboot. Quero muito me sentir como eu me sentia aos 70, 80 dias de reboot. Era maravilhoso, mesmo com todos os problemas de sempre. É indescritível, a sensação.

Vejo que me falta fé e paciência, principalmente. Voltar à lição básica do um dia depois do outro.

14 dias ainda é muito pouco pros meus objetivos. Mas vamos que vamos!

Propósito fortalecido mais uma vez. Permanecerei no alerta máximo até o dia 21, quando a compulsão some um pouco e a mente começa a ficar mais limpa. E vou aprimorar mais o reboot, sem dúvidas!

Até a próxima!

_______________________________________
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 22/4/2019, 21:47
Dia 15 do reboot

Percebi que escrever constantemente no diário fortalece muito o propósito. Estou bem assíduo nessa tentativa, e vou continuar assim, pois quero me ver livre desse demônio que é a pornografia.

Minha vida não anda nada bem. Eu considero que minha saúde é péssima - a parte mental e psicológica, a parte física é ok. Me vejo transtornado com muitos sintomas, compulsões, uma angústia contínua, um mal estar contínuo. É realmente horrível viver desse jeito.

A pornografia teve um papel importante nesse meu estado, pois drenou minhas energias por anos a fio de maneira vigorosa, me jogou em uma ilusão muito louca de mundo, matou minha inocência e boa parte da minha capacidade de amar, me deixou um inerte, um incapaz pra vida. A pornografia deixou uma ferida muito grande na minha alma. Toda a dor e humilhação que eu já passei por causa disso, não é brincadeira.

Eu tenho muitos problemas, mas começo com muito gosto e honra pelo reboot. Esse processo, se feito com uma visão ampla, afeta todos os setores da vida da pessoa.

Portanto, estou aqui, firme e forte. 15 dias já dá pra subir um pouco meu ânimo, me sentir um pouco mais capaz, mais forte.

Ainda tenho muito o que corrigir, na minha vida e no meu processo. Vale a pena uma investigação profunda sobre o que entrava meu propósito de manter uma rotina constante de atividades físicas. Diria que é minha parte mental e psicológica, que é tão doente e débil que me impede de realizar as coisas que eu quero. Minha mente joga contra mim: é uma luta muito difícil de ganhar. Minha parte psicológica enraizou padrões no meu comportamento, nos meus pensamentos e no meu corpo que me impedem de viver. A pornografia é um desses padrões, que estou tentando a mais de 3 anos erradicar. Em 3 anos, ainda não atingi os 90 dias - isso é interessante pra perceber que pode demorar bastante tempo pra quebrar padrões tão profundos, foram mais de 10 anos de vício em grau severo.

Sobre esses dias: ontem fui pra uma festa sozinho, tentei interagir mas não consegui, acabei me isolando como sempre. Essa conduta, outro padrão firmemente enraizado em mim, está me matando, me deixando profundamente doente. Bebi um monte. Fui pra casa e não consegui dormi, mesmo alcoolizado. De manhã eu sai rapidamente pra comprar umas coisas, achei que ia desmaiar na rua, mas era bem perto e eu voltei rápido. O dia hoje foi de mal estar físico intenso, o qual será resolvido com uma boa noite de sono. De tarde fiquei com vontade de me masturbar, mas segurei a onda, pois vi que era desnecessário.

Essa semana toda eu tenho afazeres acadêmicos, então estarei bem ocupado, e isso é bom. Vou continuar insistindo na minha árdua tarefa de virar uma pessoa com bom condicionamento físico, com força muscular, com mais saúde, maltratando menos meu corpo.

Esses são os meus desafios. E por hoje é só.

Bom reboot pra todos!

_______________________________________
potiguar25
Moderador
Moderador
Mensagens : 475
Data de inscrição : 15/10/2018
Idade : 26
Localização : Natal/RN
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 23/4/2019, 08:57
Olá mano, li que você foi a uma festa e tentou socializar, mesmo não obtendo êxico eu vejo isso como uma vitória, você saiu da sua zona de conforto tentou algo novo e esse é grande passo. Como no seu caso, minha mente e meu corpo estão condicionados a padrões de comportamento que estão extremamente enraizados a mim, estou em uma luta para tentar melhorar isso, está sendo muito difícil, mas algumas coisas foram resolvidas graças ao reboot, a compulsão por exemplo PMO se foi.

Mais uma coisa, esse seu problema com álcool é bem preocupante, busque ajuda mano, eu já perdi familiares para o álcool e eu sei bem como essa droga é danosa para a nossa saúde, se cuida brother, estou sempre te acompanhando.

_______________________________________
Os melhores dias estão por vir






Meu diário: http://www.comoparar.com/t8426-diario-de-potiguar25
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 23/4/2019, 18:41
Excelente mensagem, Potiguar! Me deu uma sensação de camaradagem, de que estou unido a você (e a todos os outros que leem ou postam aqui), todos no mesmo propósito.

O problema com álcool, é realmente complicado. Graças a Deus, ainda não chegou em um ponto extremo (isso acontece em algum momento, e aí vira uma escravidão mesmo). Por enquanto, a única coisa que pode me ajudar com isso (e com minha vida de modo geral) é me jogar de cabeça em uma rotina de atividade física. Quando eu malhava, por exemplo, eu não sentia vontade de beber, nem de consumir P. Vou falar disso mais adiante.

Dia 16 do reboot

Vindo aqui pra fortalecer meu propósito, mais uma vez.

Senti uma melhora significativa de ontem pra hoje, não sei ao certo o motivo. Nos dias anteriores, eu estava me sentindo realmente péssimo, atormentado, sem energia. Hoje parece que acordei renovado, mais forte, com mais esperança.

Talvez isso se deva ao reboot mesmo. Eu, que já fiquei 85 dias longe de pornografia, sei bem como isso eleva o cara fisicamente, mentalmente e espiritualmente. Mas ainda é cedo pra colher esses resultados. É preciso se esforçar mais.

Tive um dia normal hoje. A tarde tive alguns pensamentos fantasiosos, mas que provém mais do sentimento de frustração sexual do que pelo efeito da pornografia. Mas esse sentimento de frustração, que estava muito forte nos dias anteriores, parece que diminuiu hoje. Vou aproveitar que estou mais estabilizado e arranjar meu jeito de mandar esse sentimento pro inferno!

Vim aqui estabelecer algumas metas. Como estou bem ativo no meu diário, pretendo vir aqui sempre, conferir o que eu disse, usar meu diário como guia.

Felizmente, o sentimento de que vou vencer já está ativo em mim novamente. Agora só tenho que alimentar ele.

Eis minhas metas - metas possíveis. Não adianta colocar coisas fora das possibilidades.

1 - Não passar mais de 4 dias sem postar no diário, até uma quantidade de dias razoável (50 pra cima, é o mínimo pra mim). Ler constantemente outros diários e refletir sobre isso tudo

2 - Correr no mínimo 3x por semana. Fazer treino de calistena no mínimo 3x na semana. Fazer uma tabela pra ter controle da situação. Vir ao fórum contar se cumpri ou não o que foi estabelecido. Esse passo é muito básico. 3x na semana é um excelente início, e não é uma meta muito puxada ou que exige muito.

3 - Meditar no mínimo 10 minutos por dia, todos os dias, de preferência sempre no mesmo horário (pela manhã cedo). Eu tenho o privilégio de morar muito perto de um lugar muito bom, com natureza, calmo, silencioso. Tenho que aproveitar isso a meu favor (nem todo mundo tem esse privilégio!). Isso é um convite pra que eu comece essa atividade. Eu preciso muito disso, pois é a única saída pro meu severo sofrimento mental, pra mente altamente sabotadora. Com isso, tudo vai mais longe, inclusive o reboot.

Inicialmente, essas 3 metas estão suficientes (mais do que isso seriam promessas falsas). É melhor começar devagar. Eu acho que são coisas perfeitamente possíveis de serem realizadas.

Estou me sentindo grato por não ter consumido pornografia hoje. Estou retornando ao "um dia de cada vez". Esse sentimento é muito bom, e fundamental pra qualquer pessoa que sofra com vícios, seja quais forem.

Por hoje é só. Bom reboot pra todos!

_______________________________________
Kuroro
Mensagens : 409
Data de inscrição : 17/04/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 24/4/2019, 10:26
Parabéns pelos 16 dias, Vierkenes!

Engraçado é que eu vim aqui porque queria motivar alguém, já que a minha seção já está lotada com as minhas mensagens, li teu nome e lembrei de ti. O pensamento na hora foi: será que é aquele Vierkenes? E para minha felicidade realmente é aquele. Você já progrediu muito, cara. Pode não parecer, mas você já consegue ficar 16 dias sem pôr o pé naquele mundo sórdido, num mundo onde todos acham isso natural e até imploram por isso, você já pode se considerar um vencedor.

Vá devagarinho, não se culpe, force o otimismo em ti. Quando pensar em se culpar, lembre-se que é bastante duro lidar com o que você lida todos os dias. Eu sei disso porque sou um viciado e tenho síndrome do pânico. Cada dia pode ser extremamente difícil, e o mundo pode ser extremamente incompreensivo. Por isso, sempre seja teu maior amigo, se você se cuidar e proteger, metade do caminho já estará completo. Não se preocupe em ser forte, nada disso. Se preocupe em ficar saudável, cuidar de si, e proteger-se das adversidades.


Estou muito feliz ao ver que você progrediu BEM MAIS do que eu. Você é incrível, cara, basta se lembrar disso. Forte abraço, cuida-te!

_______________________________________


vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 26/4/2019, 02:24
Poxa, Kuroro, excelente mensagem! Subiu meu ânimo. Eu lembro que uma vez fiquei 4 meses distante do fórum (só fiz isso uma única vez, desde então estou sempre aqui, e e assim vou continuar), e sua mensagem foi a última postada. Um tempo depois eu li, e me marcou, você dizia pra eu voltar logo ou algo do tipo. Foi muito bom ler aquilo, na época. Mas segue o relato.

Dia 19 do reboot

Bom, bebi hoje (de novo). Não foi muito, mas o suficiente pra me deixar alcoolizado. Fiquei frustrado hoje (algo relativamente comum em minha vida). Vi meninas bonitinhas, mas me falta algo pra ir até elas - um bloqueio na ação, falta de energia, sei lá o que é. Muitas vezes penso que não vou conseguir completar a primeira etapa do reboot assim. É fundamental eu botar a cara no sol, dar minha cara a tapa, e arranjar uma mulher pra transar em algum momento, ou então vai tudo por água a baixo. Por enquanto ainda tá dando pra segurar, mas do dia 60 em diante, isso vai ficar bem evidente, eu não vou ter pra onde fugir. Vou ter que enfrentar isso mais adiante.

Conheci uma mulher bem mais velha que eu, ficamos conversando e bebendo. Em um momento da noite, ela tava conversando com o rosto bem próximo do meu. Eu achei ela bonita...e eu fico excitado quando uma mulher que eu acho atraente fica conversando comigo com o rosto bem próximo. Fora que toda hora ela me tocava, meu braço "roçava" no dela, etc. Eu acredito que ela não tava dando em cima de mim (a conversa dela não indicava isso), mas essa proximidade física, esse toque dos corpos, mesmo que involutário ou acidental, acabou me deixando um pouco excitado (e frustrado ao mesmo tempo).

Me despedi dela e fiquei andando pela rua, vendo o movimento, quem sabe eu não conseguia me enturmar em algum lugar, conhecer alguém, sei lá. Mas aí começou a chover e eu fui pra casa.

Cheguei em casa com vontade de estímulos (um risco!). Ainda digitei uns nomes em uns sites que estão liberados aqui - os nomes das atrizes são gatilhos fortíssimos pra mim, gostaria de esquecer de todos eles. Eu tinha consciência que estava fazendo algo arriscado, mesmo com o computador totalmente seguro. Ainda abri uma aba do fórum ao mesmo tempo ("vou ler um pouco o fórum, isso vai me ajudar", foi o que eu pensei). E foi o que eu fiz. Li um pouco de um diário bacana, que me transmitiu uma sensação boa. Pensei em postar e aqui estou. Fechei a outra aba. Ocorreu tudo certo, pois eu não cheguei a me estimular de fato. Mas é uma situação de alerta, digamos assim: indica que estou vulnerável. Agora é voltar às bases de tudo, aproveitar que estou com 19 dias e fazer um belíssimo reboot a partir de agora.

Ainda não consegui meditar (fracassei em uma das metas). Me exercitei esses dias. Ontem fiz um treino de capoeira, mas foi muito puxado, fiquei com dores musculares fortes. Então eu me permiti o dia de hoje pra descansar - não estava em condições de me exercitar, realmente. Eu podia ter feito alguma coisa - umas 4 séries de 10 flexões, por exemplo, o que já é alguma coisa e já contribui pra tirar a fissura e fazer a energia circular melhor. Mas nem isso eu fiz. Amanhã farei treino de calistenia sem falta.

Percebi também que voltei a me sentir culpado por essa questão de ter esse vício. Me lembrei que perdi uma namorada por causa disso, que eu tenho profundo nojo disso, que eu sou um monstro por ainda estar nessa, que eu só minto pra mim mesmo, etc. Embora tudo isso tenha um pouco de verdade, esses sentimentos são altamente antiprodutivos. Eu já tive vários momentos de auto perdão durante todo esse processo - 3 anos. Mas preciso, mais uma vez, me perdoar por todas as coisas que eu fiz de errado, e me focar no presente e no futuro.

Muitas vezes parece que eu carrego comigo a culpa do mundo - eu me sinto o pior dos homens, é como se eu me sentisse culpado por cada ato de violência, como se eu tivesse feito o pior pra ex, como se eu fosse o cara mais cruel e perverso do mundo. Nenhuma dessas coisas é verdade. Eu evidentemente tenho minhas falhas, mas estou realmente muito longe de ser um cara cruel com as mulheres. O carinho, a atenção e o amor que eu dava, era tudo muito genuíno e puro, totalmente distante da P. Hoje mesmo eu ouvi uma pessoa conhecida da cidade falando como fulana chupou mal ele, etc, e que fulana era uma vagabunda das piores, mas muito gostosa. Eu jamais diria uma coisas dessas, de quem quer que fosse, e ainda por cima em público. E olha que esse cara é realmente conhecido aqui, faz até sucesso com as mulheres, por incrível que pareça. Graças a Deus que eu não sou esse tipo de homem.

Eu não sou um cara ruim, ou mal. Tenho que tirar essas coisas da minha cabeça.

Bom, então é isso. Hora de retornar pro início de tudo - sempre bom manter a humildade do dia 0, quando estamos de cabeça baixa, seguindo tudo a risca, apesar do desânimo.

1 dia de cada vez - essa é a lição mais importante que existe pra um viciado. É a base de tudo. Estou mergulhando cada vez mais nesse estado de espírito, pois pra mim essa é uma das chaves de superação disso tudo.

Amanhã, treino. E uma festa na noite, que eu irei.

Confiem no universo - sempre bom confiar no rumo das coisas, que estamos sendo guiados e protegidos, que não estamos sozinhos. Que nada é por acaso, que as coisas vão se arrnjar, e que Deus escreve certo por linhas tortas...

Por hoje é só. Até a próxima e bom reboot pra todos!

[EDIT]

Estou fissurado, agora pela manhã. Já comecei a procurar coisas no facebook (o único site mais "aberto" que tá desbloqueado aqui, os outros são o fórum e um site de notícias).

Parece que só vou ficar bem se consumir pornografia. Acho que vou me masturbar, pelo menos dá uma aliviada. O curioso é que a vontade é especificamente de estímulo visual, não é de me masturbar. Se fosse só M, eu não estaria forçando um jeito de achar P. [só lembrando que eu não tenho problemas com M, meu objetivo mesmo é largar a P e só].

Se eu consumisse P agora, as coisas iriam ficar muito ruins pra mim. Eu ando me culpando muito sobre isso (é um sentimento que leva à queda). Eu to morando com uma menina, e se eu consumisse P, eu já poderia olhar diferente pra ela. Eu sei disso porque é sempre assim, sempre que consumo P, eu olho diferente pras mulheres.

Preciso me desbloquear sexualmente. Eu não acho que eu exagero quando eu falo isso. Com certeza absoluta,eu iria me desprender facilmente da pornografia, se eu ficasse com alguém de vez em quando, se fizesse sexo com mais regularidade. Se eu agisse pra chegar em alguma mulher. Essa minha incapacidade (na minha cabeça, na prática, real ou imaginária, sei lá), também acaba me jogando pra pornografia. Tem mais de 1 ano que eu não fico com ninguém. E só tive uma única experiência, como já disse várias vezes antes.

Bom, vou segurar a onda com P, me masturbar, e arrumar a casa...pra mais tarde fazer algum tipo de exercício. Espero que essa fissura passe logo. Enquanto isso, computador 100% protegido, então é só eu não ir direto em direção a merda, que vou acabar ficando bem...

Deus abençoe a todos nós, e nos dê a direção e a força necessária pra que mudemos de vida.

_______________________________________
headbanger
Mensagens : 252
Data de inscrição : 06/11/2014
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 27/4/2019, 15:14
fala mano. Vim aqui ver como estão as coisas.


Notei que vc anda batendo punheta sem acessar pornô. Minha opinião sobre isso é que é uma coisa errada pq vc ejacula e perde energia sexual desnecessariamente. Esse semen ao meu ver deveria ser depositado no fundo de uma boceta. Cara eu já comi algumas putas sem camisinha (sem querer, claro) e depois quando eu ejaculava nelas dava pra ver que tinha rolado uma química diferente. À parede da buceta delas absorve o semen e cria uma química muito foda cara. Sem falar em outras coisas que não vem ao caso falar agora. Então cara, para de bater bronha e faz o reboot em Hard Mode, garanto que vai te dar animo pra pegar no pescoço da mulherada e meter o beijo. A única vez que tive bolas pra fazer isso estava há 1 mes sem gozar e assistir porn.

Outra coisa é não ficar se cobrando tanto a respeito de mulheres. Acho que o foco deveria ser fazer o reboot em hard mode por pelo menos 90 dias, ou talvez 180 dias. É claro que vc deve tentar alguma coisa sempre que possível com a mulherada, porém sem ficar botando muita expectativa nessas coisas, pq pelo visto vc se frustra facilmente e seu cérebro fica implorando por dopamina, daí vc vai pro computador e tenta acessar pornô pra ter alguma dopamina e estabilizar de novo o seu sistema cerebral.

Uma outra coisa meio legal é não vir muito pra cá. Vai viver a vida e aparece aqui de vez em quando, tipo uma vez por semana ou uma vez a cada quatro dias. Eu já tive algumas recaídas só pelo fato de ficar muito tempo aqui no fórum e ás vezes ler algumas coisas meio picantes nos outros diários e começar a fantasiar coisas.

Percebi também que vc fica triste pelo fato de ter tido apenas uma namorada a vida toda, não ter tido uma vida sexual satisfatória, essas coisas. Infelizmente o tempo não volta mais. Aquele tempo já passou e agora só resta o presente. Eu também não tive namoradas, não sei o que é andar de mãos dadas com alguém, não sei o que é ter uma namorada me chamando pra ir no shopping passear ou assistir um filme, alguém pra me fazer carinho. Só sei o que são prostitutas que abrem as pernas pra mim em troca de algum dinheiro. Mas essa é a vida que tenho, estou lutando pra mudar isso, mas não posso ficar chorando a todo instante pq a vida me fez feio e nerd, essas coisas. Não adianta. É perder tempo ficar martelando nessas questões. Eu estou aceitando cada vez mais minha realidade e tentando encontrar algum equilíbrio nisso.

depois veja esse vídeo, eu tava assistindo agora há pouco e me deu uma motivação, estou com a carteira com algum dinheiro e ia no puteiro, agora não vou mais, pq vejo que isso é simplesmente desperdiçar energia de graça. vlws.


_______________________________________
https://countingdownto.com/create-count-up
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 28/4/2019, 11:05
Valeu pela mensagem, Head.

Sobre isso de masturbação, pra mim realmente não é problema. Nunca tive problema com masturbação, apenas com pornografia. Vou levar no hard mode o quanto der, mas se eu sentir vontade, ou estiver realmente muito excitado, eu vou me masturbar. Eu não tenho perspectiva nenhuma de sexo, então essa ideia de "depositaria no fundo de uma boceta" não existe pra mim. (eu vivi assim minha vida inteira, embora tenha progredido, ainda não foi suficiente pra quebrar um padrão e um sentimento que sempre esteve comigo por pelo menos uns 13 anos). Enfim, geralmente eu fico uns 10 dias no hard mode, 15 se eu me esforçar, não passo disso. Eu poderia fazer esse esforço, mas não vejo sentido no momento. Se eu estiver em uma rotina bem regular de exercícios, consigo ficar mais de 20 dias.

Quanto ao foco no reboot, você está totalmente certo. Eu me frustro porque vivi a vida inteira sentindo desejo e nunca conseguindo realizar esse desejo. Eu poderia não sentir desejo, eu poderia não querer ficar com ninguém, ou qualquer outra coisa, mas passar 13 anos ou mais sentindo um monte de desejo e nunca conseguir realizar, ver isso se repetir 1,5,10, 20 vezes, isso foi foda. Isso me afetou muito, me machucou demais sabe. Mas a partir de agora, eu vou esperar os 90 dias pra ficar realmente preocupado com isso. Eu PRECISO me livrar da pornografia, muito mais do que preciso de sexo. Claro, se surgir a oportunidade, ótimo, se não surgir, não tem problema nenhum porque o foco é COMPLETAR O REBOOT e foda-se o resto.

Você está certo mais uma vez em relação a ficar muito tempo aqui. Nessa tentativa eu to bem assíduo, to postando quase todo dia, e eu sinto que isso me fortalece (é como se desse força, vir aqui escrever o quanto eu quero largar a P, meus planos pra isso, minhas metas, etc), fora o aprendizado com os outros diários. Mas há mesmo um ponto em que começa a ser antiprodutivo, passar tanto no fórum. Agora mesmo eu to sentindo vontade de parar de ver essa palavrinha, P, isso ajuda as vezes. Eu vou seguir seu conselho e diminuir um pouco a frequência aqui no fórum. Mas não o largarei nunca, estarei sempre aqui! Sou um de vocês, com muita honra!

É, eu definitivamente preciso pensar menos no passado, isso é fato. Sabe, agora mesmo eu estou me sentindo "ok", mas as vezes o sentimento de frustração sexual realmente bate. Eu fico pensando que eu preciso experimentar mais sexo, porque eu quase não experimentei isso em minha vida. Várias pessoas que eu conheço ficam falando isso. Mas talvez seja a hora deu parar de ouvir essas pessoas, e tentar descobrir quem eu realmente sou. E daí seu eu for diferente? O mundo é muito variado, tem gente que transa, tem gente que não transa, tem até gente que transa com árvore ou com frutas (kkk), fora todas as outras variações possíveis. Eu tenho que dar uma banana pra tudo isso (minha vontade é ser grosso, mas não teria sentido) e fazer o reboot, pois só livre da P eu vou saber quem eu realmente sou. Quando minha energia estiver regulada e circulando ok, ai sim eu vou ter muitas respostas.

O vídeo é realmente muito bom, gostei bastante. Pode ajudar a segurar a onda em um momento crítico, e fortalecer mais ainda nos dias bons. É isso aí, se manter firme é a melhor coisa, de manhã o sol nasce pra todos e isso é ótimo.

Dia 21 do reboot

Consegui segurar a fissura do dia 19 sem maiores problemas. Bloqueadores a todo vapor, e assim vou manter até depois do dia 90.

Essa fissura foi importante pra eu perceber em que tipo de situação isso fica mais possível de acontecer. É um aprendizado.

Na verdade, eu não tenho muito a acrescentar hoje, vim mais responder a mensagem do Headbanger, pois achei que tinha coisas relevantes que vale a pena registrar.

Vou parar de me preocupar com muitas coisas, e colocar o reboot como única meta. Quero atingir e ir além dos 90 dias. O resto fica pra depois.

Entrei em um grupo de capoeira de novo, vou 3x na semana. É bom porque fortalece de várias formas. Isso também é prioridade, porque eu quero muito ficar bom nisso (pode levar bastante tempo, mas vamos que vamos).

Li ontem um post que valeu muito a pena, que foi a história do Ikki de Fênix. Bom, me ajudou muito, foi uma das melhores coisas que já li no fórum. Teve um impacto grande na minha mente, não sei explicar. Depois de ler o texto, eu fiquei até mesmo orgulhoso de minha condição (um dependente), pois passei a enxergar essa situação como um desafio pessoal, como uma oportunidade pra desenvolver várias coisas, como um teste mesmo. Mesmo passando por vários momentos ruins, acho que o importante mesmo é entender onde tudo isso vai dar, em como estamos nos fortalecendo no percusso. Foi uma leitura fundamental.

Bom, consegui chegar no dia 21. Vou diminuir um pouco a frequência no fórum. A ideia é levar 1 de cada vez, com o vício tem que agir assim. Essa ideia do 1 de cada vez tem me dado serenidade, me sinto bem sabendo que to subindo uma escada de modo bem devagar, mas que to subindo um pouquinho a cada dia (o objetivo: 360 dias sem P, hehe).

Vendo meu histórico, eu caí no dia 12/3 depois de 85 dias (minha maior marca). Essa tentativa atual começou no dia 7/4, menos de 1 mês depois. Nesse intervalo, consegui marcas de 8 e 6 dias, e no resto do tempo fiquei caindo a cada 3 dias, em média.

No mês passado, completei 3 anos de fórum.

Considerando que meu reboot de 85 dias foi um ensaio, e que cheguei na marca dos 21, agora estou para cumprir a meta inicial que é indicada: 90 dias.

Vamos que vamos! Estou animado, estou gostando do desafio!

Por enquanto é isso. Espero que quem leia isso tudo tenha algum aprendizado pro seu processo. Estou aqui com vocês.

Bom reboot pra todos!

_______________________________________
vierkenes
Mensagens : 326
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário - Vierkenes - Página 19 Empty Re: Diário - Vierkenes

em 1/5/2019, 21:28
Dia 24 do reboot

Passando aqui pra comentar uma situação bizarra que acabou de acontecer.

Eu estou em uma fase um pouco delicada, estou tendo que lidar com uma mágoa profunda, algo que me consome, me deixa muito triste. Percebi que isso é algo que me deixa fragilizado.

Estou no meu terceiro treino de capoeira. É uma atividade que eu sinto que me fortalece bastante, não só o corpo, mas a mente e o espírito também. Fora a filosofia de vida, que também é bem bacana. Tenho me dedicado também a orações nos últimos dias, de manhã e antes de dormir. Simplesmente senti uma inclinação natural para isso, e vou aproveitar essa compreensão momentânea do quanto isso é importante para persistir mais nessa prática. Não devo me esquecer da importância disso.

Mas mesmo buscando me fortalecer na medida do possível, essa mágoa e essa angústia não passa. O treino de capoeira tira minha vontade de beber e diminui minha vontade de fumar. Mas não faz passar a angústia.

Tenho orado pra que esse sentimento seja neutralizado, pra que ele não se transforme em algo ruim, e pedindo paciência até que isso esteja resolvido dentro de mim, pra que eu me sinta leve, seja invadido por luz e deixe tudo fluir.

Agora de tarde eu fui pra casa de um amigo fazer um trabalho. Teria que fazer no computador dele, desbloqueado. Eu estava desanimado, pois estava pensando em todas essas coisas que falei acima. Vi que na página que mostra os últimos sites acessados, tinha pornografia lá. Perguntei pra ele se ele assiste pornografia, como é a relação dele com isso. Ele falou que consome com uma certa frequência, e que gosta. Disse também que não interfere em nada na vida sexual dele, e que ele faz sexo regularmente e é muito bom. Não me assustei muito com o relato dele, pois sei que somos bem diferentes, talvez ele nem seja propriamente viciado em P, mas tenho certeza de que é. Isso não tem importância, pois aparentemente isso não atrapalha a vida dele em nada.

Ele saiu e me deixou em casa com o computador. Trabalhei por um tempo, até que parei pra pensar nisso de pornografia. Eu não tava com fissura - apenas passou a ideia de pornografia pela cabeça, não necessariamente uma vontade de consumir. Abri uma aba anônima, digitei o nome de um site. Mas fechei rapidamente, pensando na besteira que estava fazendo. Voltei de novo a trabalhar, mas pensei de novo em P. Fiquei pensando se eu teria que lidar com isso pra sempre - sempre que eu estiver em algum lugar com um computador ou um dispositivo desbloqueado, eu vou estar correndo um risco pessoal, algo que pode me prejudicar muito. Pensei que esse é um fardo pesado pra carregar, essa constante vigilância pra que as coisas deem certo. Sempre uma ponderação, sempre uma reflexão sobre o rumo das coisas. Um auto controle grande, um excelente estado de ânimo - se o viciado estiver mal, se sentindo um lixo, certamente ele vai optar por cair na primeira oportunidade.

Pensei essas coisas todas. Mas mesmo assim abri de novo o site. Olhei por um tempo (cerca de 1 minuto). Não me excitei logo de cara, tava olhando com um pouco de indiferença. Até que vi um vídeo que me excitou - não o vídeo aberto, mas só a caixa com a imagem. Fiquei ereto. Olhei para aqueles vídeos, todos mostrando pessoas transando e pensei que aquilo tudo é muito ridículo. Pensei também que é ridículo que eu não esteja transando - que eu nunca faço isso, enfim. Cheguei a pensar qual é o meu problema, porque eu não faço sexo de vez em quando.

Isso tudo em alguns segundos, enquanto olhava pra página inicial do site P. Depois fechei tudo e resolvi vim aqui postar.

Bom, não vou zerar, esse foi mais um momento de reflexão. Passei longe de me excitar, de me tocar ou qualquer coisa do tipo.

Mas isso me mostrou que estou em pleno dia 24, e absurdamente frágil. Mesmo buscando me fortalecer, eu ainda estou inerte contra isso. Sem bloqueadores pra mim é impossível, eu já teria caído faz tempo. Eu vejo alguns usuários que estão aqui a um tempo, não usam bloqueadores, e raramente passam dos 7 dias. Já ouvi relatos de alguém que conseguiu os 90 dias sem bloqueador, eu nem lembro o nome do usuário, mas gostaria de ler essa história pra ver como foi.

Acho que essa condição de viciado é realmente pesada. É horrível ter que se manter sob constante vigilância, analisando e ponderando cada conduta, cada passo de sua rotina, buscando entender quais podem levar ao vício, etc. Estar constantemente na possibilidade de uma queda, ter que parar escrever esse texto só porque estou usando um computador desbloqueado e sozinho, com um amigo que nem mesmo se importa se eu assistir pornografia aqui.

Bom, por enquanto é isso.

Preciso me fortalecer bem mais, se quiser completar minha meta inicial de 90 dias. 1 dia de cada vez, e vamos indo.

Até a próxima!

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum