Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 484
Data de inscrição : 20/01/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 13/5/2017, 16:51
Bem.vindo de volta na luta Mad Max,isso mesmo,essa fase da religaçao nao é so importante é fundamental. Acompanharei seu diario,espero q no começo poste com frequencia pra nos.ajudar e aer ajudado,principalmente nos momentos dificeis. Boa luta

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

1º e 2º dias

em 15/5/2017, 00:09
Olá Caros,

Venho aqui relatar como foram os dois primeiros dias de reboot. Como foram nas demais tentativas os primeiros dias não foram difíceis, foram fáceis. Um ponto é que no início pelo fato de ainda estar desacostumado as novas atitudes a serem implementadas é fácil agir por ato reflexo ou simplesmente esquecer que alguns comportamentos devem ser repelidos. Por exemplo, ao sair na rua olhei para algumas mulheres atraentes quase instantaneamente, mas logo pensei que o reboot não é só cortar a pornografia e masturbação, mas sim cortar toda e qualquer forma de utilização da faculdade mental para fantasiar, ainda mais no meu caso que estou fazendo em hard mode.

Porque olhar se não posso fantasiar? Eu poderia flertar, mas creio que não é o momento, o próprio ebook fala que deve-se dar um descanso completo ao cérebro, e para aqueles que estão com dificuldades de ereção esse descanso deve ser absoluto pelo menos nas primeiras semanas. Outra situação que ocorreu,  uma vizinha bonita e simpática  com a qual surgiu a oportunidade de um papo, e logo veio a vontade de dar uma paquerada, chamar pra dar uma caminhada na praia etc, cheguei a pensar será que eu posso fazer isso? (risos) Pois é algo real, estou interagindo com uma mulher real, mas como disse antes, eu li no e-book e também acho que devo dar uma "zerada" completa no meu cérebro, D-us queira que isso seja possível.

Não sei ainda se fico 40 dias evitando todo e qualquer contato com o sexo feminino, contato no sentido amoroso e sexual, ou se fico todos os 100 dias de reboot, para então iniciar a fase da religação. Não sei..eu tenho uma intuição que devo ser o mais radical que eu conseguir e realizar uma limpeza mais profunda que eu puder, e mesmo a religação não significa sexo em si, mas a redescoberta de todas as sensações e sentimentos tão positivos que podem existir entre um homem e uma mulher. Também estou procurando uma boa academia para fazer musculação ou jiujitsu, esporte este que gosto muito e gasta bastante energia. Estou também bloqueando pensamentos que surgem na mente de situações de cunho erótico, sensual ou pornográfico, pois tudo começa na mente né?

Fantasias e masturbação sei que devo bloquear para o resto da vida, nem todo mundo concorda com o bloqueio da masturbação mas para mim creio ser o melhor, e o orgasmo pretendo ainda ter muitos, porém estando eu curado e com uma mulher de carne e osso, e muito de preferência numa situação que envolva sentimentos (senão bastaria ir a uma prostituta). Uma forma de ver o início/causa de toda esta problemática tratada neste site é a questão do prazer pelo prazer somente, infelizmente a grande maioria de nós não teve uma boa educação e forte transmissão de valores nesse sentido, e atitudes muitas vezes "inocentes" e até aplaudidas pela sociedade e pior, pelos próprios pais e psicólogos mostram-se dramaticamente venenosas para a mente humana.

Enfim, estou caminhando e otimista com o caminho. Abraços a todos!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

3º ao 9º dia

em 22/5/2017, 00:48
Olá meus caros,

Estou eu aqui novamente relatando como anda meu reboot. A boa notícia é que não fiz nada que tornasse necessário resetar (acredito ao menos), o que não foi positivo foi minha ausência aqui. Minha falta de postagem aqui deve-se a outro problema que não está diretamente ligado à PMO mas que provavelmente favorece o vício, que é a questão da preguiça, procrastinação e dificuldade em manter uma rotina com horários saudáveis.

Por que digo isto? Bom, tenho acordado tarde pois tenho dormido tarde, estou terminando minha tese de mestrado e tenho usado o tempo ao máximo para estudar,ler e digitar textos, tudo isso no PC (tudo o que eu faço hoje dia de importante está no PC e na internet, este fórum é uma dessa coisas), e as vezes fico até tarde da noite, madrugada adentro, e o resultado é que não estou conseguindo acordar em um horário razoável. Outra consequência dessa inversão é que mesmo começando os trabalhos acadêmicos tarde e terminando bem tarde, não equivale, não tem a mesma eficiência e nem é saudável como começar cedo e ir dormir num horário adequado. Além disso, estabeleci que postaria aqui, leria relatos dos colegas e comentaria, releria o e-book (estou fazendo isso), tudo isso a noite após as obrigações acadêmicas, não por desdém, mas por considerar tão importante que prefiro fazer com a cabeça tranquila de já ter feito as outras obrigações, só que  tentar começar as 2, 3, 4h da manhã é improdutivo, negativo e acaba ocorrendo que desisto muitas vezes, que foi o que ocorreu esses últimos dias.

Então meu problema agora mais pontual tem sido organizar minha rotina diária e meus horários para algo saudável e eficiente. Uma vida desregrada é sempre uma possível via de acesso para o vício, não convém ficar acordando tarde e dormindo tarde. Outro ponto é a sociabilidade, estou procurando uma atividade, talvez uma academia, e planejando ligar para um grande amigo que não falo a um bom tempo, e também uma amiga, amiga mesmo nada mais que isso, que tem um cabeça ótima e penso que seria uma ótima companhia para dar uma andada.

Não recaí, o que queria acontecer as vezes e consegui repelir foi imaginar coisas, as vezes ao lembrar de algo, outras ao ver uma mulher em especial na rua. Tenho procurado não ficar olhando para mulheres na rua, em filmes, notícias etc, preciso dar esse descanso ao cérebro, por muito pouco não me pegava imaginando situações, que poderiam ir de inocentes possíveis flertadas até algo mais. Imaginar essas coisas é algo que estou bloqueando, definitivamente. O que tiver que acontecer agora será de forma real, e se D-us quiser estando minimamente com o cérebro equilibrado e respondendo bem a estímulos.

Não tem sido difícil o reboot até agora, o bloqueador tem sido fundamental, algumas vezes em que ocorreu um início de impulso para me masturbar foi quando eu sabia que estaria sozinho em casa, mas fiquei forte no que eu estava fazendo, e o principal, saber que o pc está totalmente bloqueado ajuda a esfriar o desejo, pois fica bem mais difícil acessar o que preciso para me excitar artificialmente. É claro que sem um desejo e método para romper com a PMO nenhum bloqueador do mundo seria suficiente, estou convicto do que estou fazendo , é  a única saída se um dia eu quiser ter um relacionamento ou ter minha própria família. Nem me preocupo em religação por enquanto, quero que meu corpo peça e muito para que eu me masturbe e fantasie, e eu possa dizer-lhe na cara um direto não!

Lendo o e-book e relatos, deu para perceber que preguiça e procrastinação andam juntas de PMO, mas também percebi que a cura do vício reflete-se em outras áreas, como uma maior facilidade em adotar hábitos mais saudáveis, sejam na alimentação por exemplo, ou numa rotina melhor com horários bem definidos, exercícios e sociabilização consistente. Porém tenho percebido que um certo site tem me atrapalhado, não pela pornografia que está bloqueada nele, mas pela procrastinação e distração que estimula em mim, desviando-me do meu foco. É  o youtube. Algumas vezes deixei de fazer o que deveria, ou me atrasei muito por estar vendo vídeos no youtube que nada de útil me trariam, mas que têm um certo poder viciante também, ainda que não seja um vício, digamos que seja como tomar Coca-Cola, não é a coisa mais saudável do mundo, não mata e é mais atrativa que uma limonada sem açúcar.

Especificamente o que as vezes me tira do foco e me faz perder tempo e procrastinar são os youtubers, alguns canais que acabamos por conhecer (acidentalmente as vezes), vemos uns vídeos e queremos ver mais, mas no final das contas não passam de Coca-Cola. Então lendo sobre os bloqueadores vi que eles não funcionam com o youtube, o k9 ao menos. Se alguém souber como fazer, eu gostaria de bloquear, assim como fiz para os vídeos impróprios, esses canais de youtube que gosto de ver, nenhum deles contém conteúdo sexual, mas são lixo que fazem perder tempo. Ainda não descobri de que forma bloquear como fiz com os demais sites através do K9. É  bom sempre ter em mente também que navegar a esmo na internet pode ser fatal e é veneno para quem sofre com PMO. Em algum momento na madrugada a navegação pode tomar outras rotas e acabar mal né...

Por enquanto é isso, desejo a todos força e alegria, abraços!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 30/5/2017, 01:44
Eaí brother Mad Max!
Então cara, vc fez umas considerações mto importantes no teu relato "reiniciando 10ª tentativa" e pareceu que estava evoluindo bastante, só que depois parece que vc meio que voltou atrás.
Vou te falar a minha percepção e veja se parece fazer sentido pra vc, te digo com base em como eu mesmo pensava. Eu carregava um peso tão grande em ser viciado em P, que no fundo, eu achava que o reboot tinha que ser difícil, que durante a minha jornada pra me libertar desse vício eu tinha que sofrer o máximo que desse, eu já pensei assim, só que eu percebi que esse é um pensamento auto sabotador. Então, é preciso mudar a mentalidade em achar que vc não merece ou não é digno de coisas boas e que tem mais é que pagar pelos teus pecados, isso não nos leva a lugar nenhum.
Olha aqui as suas próprias palavras:
afastar-se do ato ruim é metade do processo, a outra metade é aproximar-se da coisa boa, e portanto encontrar fontes de prazer saudáveis, fazendo o cérebro aprender que existem opções à pornografia e masturbação
Eu não poderia dizer melhor. Eu mesmo estou nesse processo de aprendizagem, e não é fácil, parece que nada é prazeroso e tudo exige um baita esforço, a resposta pra isso é esforce-se que com o tempo o cérebro vai aprendendo.
Acho que se afastar totalmente de mulheres não é benéfico, vc deve justamente aprender a apreciar estar com elas sem relacionar isso a sexo sempre.
Sobre os bloqueadores, instale mais de um! Eu sugiro o Qustodio, ele ajuda demais nisso do YouTube, é bem fácil de usar, só que ele acabou bloqueando o fórum, então depois eu tive que colocar o fórum na lista de exceção, fora isso é excelente!
Tudo exige um pouco de esforço. Tente participar aqui do fórum minimamente, pois fora desse espaço a nossa luta é muito solitária, aqui renovamos a nossa força para mais um dia em reboot.
Boa sorte! Força aí! Abraço!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Desastre Total ou Quase Total

em 26/7/2017, 21:23
Iniciei a 75 dias atrás mais um reboot, porém caí já no 21º dia, devido a brechas que ainda existem no meu pc junto com a vontade insana e temporária de "chutar o balde". Foi assim, me deu vontade de me masturbar, então entrei no skype e retomei a conversa com um dos contatos que já estavam bloqueados, mas infelizmente o skype não faz desaparecer o nome do contato, ele fica apenas numa lista de bloqueio. O skype não está bloqueado aqui no meu pc pelo k9, este foi um dos erros, senão em engano acho que com o k9 é possível bloqueá-lo. Depois dessa falha foi tudo por água abaixo, pois aí meu instinto só cresceu, e meu vício também.

 Eu não uso smartphone, ainda bem, porque acho que seria mais uma fonte fortíssima de tentações, mas sei que não terei como fugir de comprar um, pois todo mundo pede whatsapp para quase tudo, e eu estou sem. Minha queda continuou depois dessa falha no skype, meu olho cresceu para cima dos chamados aplicativos de paquera, os quais nunca havia utilizado, já que meu celular é dos antiguinhos. Mas encontrei um jeito de usar aplicativos de paquera e o próprio whatsapp pelo computador, olha, vou falar uma coisa para vocês, nunca fiquei tão fissurado como nesse aplicativo, a quantidade e variedade de mulheres, e a possibilidade de conversar, trocar números e encontrar foi tão grandes que logo eu fiquei várias horas durantes esses dias na tela do pc.

 Já estou querendo sair dessa e reiniciar há alguns dias e semanas, mas a força do vício é tão forte que por mais que eu sente na cadeira para escrever aqui, resetar e reiniciar, a tentação de entrar nos aplicativos e conversar tem sido bem grande. Eu cheguei até a ficar em dúvida, pois o experimento enfatiza a importância da socialização porém não via redes sociais, que estimulam os circuitos neurais do vício e a sede pela novidade. Mas eu pensei, "este aplicativo me permitirá conhecer várias garotas, ou uma ao menos e poderei usá-lo como ferramenta de socialização e ressensibilização mais pra frente..". Mas sei que não deixa de ser um engano, pois ao conhecer pessoas dessa forma já estou começando errado e partindo de um julgamento muito visual e imaginativo, mesmo que depois torne-se real, e pode até tornar-se. O fato é que essa ferramenta pode até ser útil para outras pessoas, mas para mim é perigosa como tudo o que é virtual. Ontem desinstalei o aplicativo de paquera, e fiquei com o whatsapp e os contatos que julguei mais interessantes, e que eu até talvez conheceria pessoalmente. Mas o whatsapp também dispara a compulsividade imaginativa e masturbatória em mim, na verdade a questão do bloqueio tornou-se mais complexa agora.

Tenho que refazer o bloqueio clássico com o k9, que já me supre 90%, mas agora tenho também que arrumar um jeito de bloquear emuladores, que é a forma que usei esses aplicativos no pc (nem sei se poderia falar isso aqui), tenho que bloquear também o skype talvez, ou criar outra conta sem os antigos contatos na lista de bloqueados e excluir a antiga, e também se possível bloquear os youtubers, que mesmo não tendo conteúdo erótico, na minha opinião instigam a procrastinação, perda de tempo e isso leva a outras coisas, e são meio viciantes também, para mim são péssimos, assim como joguinhos online também.

Preciso reiniciar novamente, continuar a leitura do e-book (pela 2ª vez), entrar na academia, e voltar a fazer as coisas de maneira mais produtiva. Tenho dúvidas em relação a ressocialização/ressensibilização, principalmente no que refere-se as mulheres, será que eu poderia "aproveitar" os contatos que obtive de modo "não correto" do ponto de vista do reboot, ou devo descartá-los, e contato de verdade é contato conquistado ao vivo e a cores?

A boa notícia é que além do mestrado, que estou me arrastando para terminar e o pessoal da minha família está estranhando e cobrando com razão, é que consegui um emprego, o ambiente é ótimo e me mantém mais longe de casa, do quarto e do computador. Eu sinto que estou com todas as ferramentas na mão para realizar um reboot bem sucedido, mas ainda não consegui. Encontrei uma ótima academia de musculação para matricular-me e fiz algumas boas amizades recentemente, ou melhor reativei antigas amizades que estavam meio esquecidas.

Abraços a todos!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

TENTANDO DE NOVO PELA N-ÉSIMA VEZ

em 24/9/2017, 23:56
Olá pessoal

Fiquei um tempo sem postar aqui pegando coragem para bater de frente com esta situação a ser resolvida, que é o problema com PMO. Muito tempo se passou, masturbei-me, abusei da imaginação e cheguei a um ponto tal que a masturbação tornou-se não prazerosa, chega a um ponto em que se faz apenas pelo vício mesmo, pela compulsão do ato, porque até o prazer torna-se bem reduzido e só piora o problema da disfunção erétil, e o mais louco, quando tenho a oportunidade de um encontro real, seja para tomar uma água de côco e um bate papo, eu não tenho ânimo.

Vou reiniciar, reinstalar o k9 , voltar a ler o ebook de onde eu parei na 2ª leitura, entrar na academia, e os contatos que fiz no aplicativo de paquera irei manter apenas os que parecerem ter futuro de encontro real, e desinstalar o aplicativo, pois não há outro jeito.  O único aplicativo que manterei será o Whatsapp porque preciso para comunicar-me com as pessoas, em especial do trabalho. Não há muito o que falar, reiniciar é reiniciar, não adianta eu continuar a escrever aqui sempre as mesas coisas,  mas tem um ponto que nunca coloquei em prática e já me recomendaram aqui, que é a participação mais ativa no fórum, e lerei mais atentamente os diários de cada um, talvez um por semana.

Por enquanto é o que tenho a relatar, agradeço a ajuda de todos direta e indireta que recebo só pelo fato de vocês existirem.

Abraços!
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Reiniciando Novamente Finalmente

em 9/10/2017, 00:33
Boa noite pessoal,

Após 15 dias do meu último post estou eu aqui realmente reiniciando (novamente), reinstalei o k9 desta vez com um melhor filtro do que deve ser especificamente configurado no programa no meu caso, desinstalei e bloqueei o app de paquera, deletei contatos, exclui conta de email e skype que eram gatilhos, deixando apenas o que tem um uso saudável. Seguindo a orientação do Projeto, deixei no whatsapp apenas alguns contatos pegos do aplicativo que podem vir a tornar-se encontros reais, mas ainda estou na dúvida se deveria mantê-los, pois são contatos que obtive por meios virtuais, penso não é o ideal, pois daqui em diante só posso tentar conhecer pessoas ao vivo em situações reais, é a única alternativa no meu caso, como escrito no ebook, aplicativos e sites de paquera para o cérebro são equivalentes à pornografia, pelo menos para quem sofre com PMO.

Vou baixar um novo contador de dias e jogar fora a senha do k9 e do Smart AppLock( to gostando deste aplicativo), o link gerado na configuração do k9 que possibilita bloquear sites indesejados sem a necessidade de ter a senha e logar o k9 está sendo de grande valia, pois me sinto mais seguro em jogar fora a senha e não temer precisar dela alguns minutos depois, realmente esta possibilidade que o k9 oferece é muito útil e eu não a conhecia antes de ler sobre no ebook. Entrarei finalmente na musculação também, acho que vai ajudar a gastar energia e quem sabe socializar.

Um dos principais erros que tenho cometido reiteradamente é não ser mais ativo e participante aqui no fórum, faço meu mea-culpa e pretendo desta vez corrigir isto. No mais a questão da socialização tão importante na fase da religação é um dos maiores desafios, as pessoas estão tão ensimesmadas, tão individualistas e superficiais, que torna-se difícil encontrar gente, mulheres no caso, legais para tentar alguma coisa, ainda mais nesta era de extrema digitalização dos relacionamentos, das redes sociais e dos aplicativos.

Desejo sorte a todos, abraços!
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

testando contador

em 9/10/2017, 00:48
Teste contador

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Recaída e Resetando

em 4/11/2017, 17:53
Olá boa tarde a todos,

Eu caí há alguns dias, não coloquei quase nada em prática do que escrevi no post anterior, mas excluí contas de email, skype e bloqueei aplicativos danosos conforme havia falado, mas minha queda deu-se além da minha falta de comprometimento devido ao whatsapp que ainda continha contatos que levaram-me a masturbação.  Uma vez tornando a fazer o que não se deve fazer é difícil recuperar um mínimo de força para reiniciar a luta. Como é muito complicado eu ficar sem whatsapp, desta vez eu excluí todos os contatos femininos que eu sei que não me levariam a nada, a não ser a uma eventual recaída. Deixei apenas 4 contatos de mulheres que eu pretendo ver se pode rolar algo real e positivo, e se eu ver que não excluirei logo.

Uma ideia que tive é que ao invés de bloquear o contato eu apenas excluí da lista de contatos e deletei a conversa e quaisquer chamadas que ficaram registadas, fazendo assim é melhor pois não tenho como recuperar o número da pessoa, já que anteriormente ao deixar bloqueado o contato, o nome lá permanecia na lista de bloqueados, então para recuperar era só desbloquear. Excluindo e deletando as conversas eu não tenho como lembrar do número e adicionar novamente, e caso a pessoa me mande uma mensagem eu terei que excluir a conversa instantaneamente, mas considero um risco bem menor do que ficar com o número o tempo todo na lista de bloqueados.

Nestas minhas caídas seguidas e luta desde que entrei neste fórum mais recentemente cheguei a questionar se esse negócio de reboot é real mesmo, ou se existe "cura" para o meu problema, mas ao lembrar-me dos relatos, dos indícios científicos e da seriedade com que o tema é tratado neste site voltei a acreditar no processo e não é porque eu não consegui que não seria válida a técnica do reboot. Tem sido tão difícil ter disciplina e força de vontade, porque em geral eu acredito e o e-book fala disso, quem sofre destes problemas que aqui sofremos também sofre do mal da procrastinação, preguiça, falta de força de vontade, e isso é comprovado pela neurociência que mostrou como o córtex frontal fica "enfraquecido" , logo o poder de decisão, em pessoas adictas em geral. Falei , falei e ainda nem entrei na porcaria da academia, não tenho cumprido minhas obrigações e o tempo passando..

Sinto muita falta e talvez alguns de vocês também de ter alguém real, de carne e osso, próxima para conversar e desabafar sobre, pois aqui apesar de ser uma ajuda única e imprescindível,  ainda assim, é virtual. Cada caída (na verdade nem caída é porque nem cheguei a me reerguer) bate um desespero de achar que nunca vou conseguir sair deste poço se fundo, e no desespero dá uma vontade grande de falar com alguém, um familiar por exemplo, mas a vergonha é muito grande , e se for possível curar-se sem que nenhum parente saiba tanto melhor, é este raciocínio que acaba me prevenindo de contar para alguém próximo. A vergonha é maior do que o medo de ficar preso nas garras do vício eternamente. O fato é que decidi não contar "apenas"  com a ajuda de vocês, da neurociência e da minha religiosidade (D-us).

Vamos lá novamente, abraços!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 249
Data de inscrição : 21/10/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 4/11/2017, 19:25
Ola meu amigo, passei um bom tempo lendo seu depoimento e me identifiquei em muitas situações, por exemplo, o vício em me masturbar ouvindo GP ou travestis e Também os chats que nos leva a uma louca vontade de M. Vi que vc tem ou tinha skype, cara fez muito bem em excluir, aquilo é uma rede de prostituição para uma grande parte das pessoas, diria que 90% das pessoas, especialmente os homens entram no.Skype ou chat Uol afim de sexo virtual. As amizades do Messenger ou whats é um gatilho poderoso, evite os o máximo. Conte comigo sempre, estou a 20 dias sem PMO e ja senti muitos benefícios. Um abraço, dessa vez será diferente!!!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

1º DIA

em 6/11/2017, 03:00
Olá pessoal,

Passaram-se as primeiras 24 horas, comigo os dias iniciais nunca foram os mais difíceis, sendo mais difícil a partir do 20º dia, pelo menos nas minhas tentativas tem sido assim se não me falha a memória. Ao terminar de postar aqui ontem e resetar o contador decidi que não havia motivo para ficar em casa à toa, além do que meu foco e concentração estão enfraquecidos não seria produtivo tentar fazer mais coisas no pc.  Fui tentar espairecer a cabeça dando uma caminhada, e logo ao sair na rua dei-me conta por ato reflexo como vários cacoetes tinham que ser  eliminados, por exemplo, o hábito de olhar quando passa uma mulher, evitar olhar bobagens, principalmente quando se realiza o reboot em hard mode. A meta agora é dar um bom descanso ao cérebro e, se D-us ajudar, recuperar a sensibilidade. Não é tarefa fácil cuidar da visão numa cidade em que as pessoas andam com pouca roupa, mas creio ser possível e assim tenho feito, as vezes dou uma pequena cedida, mas pelo menos nestas últimas 24 h dei uma boa controlada. Uma simples olhada que poderia ser considerada normal para muitos pode ser muito pornográfica para outros.

Não é uma questão de castidade, mas de tentar recriar a forma como a sexualidade desenvolveu-se em mim, reiniciar como o nome já diz. Pelo menos para mim, muitas destas olhadas, nem são um desejo real por uma mulher,  um relacionamento ou uma relação íntima, já faz parte do vício em masturbação e fantasias. O corpo pede o prazer da masturbação pela imaginação ou interação com essas mulheres, interação eu digo até um certo nível e grau, e não uma relação sexual propriamente dita, porque do contrário eu não teria dificuldades em obter ereção e satisfação. O momento agora é de retração, e não demorará muito para que os fortes impulsos apareçam, e serei eu contra mim mesmo. Eu desejo muito sair desta e eu vou sair, simplesmente porque eu preciso.  

Vou me esforçar para me manter forte e cortar tudo o que é excesso, pois um pequeno excesso aqui pode desencadear um grande excesso bem mais prejudicial ali...Por tudo que tenho lido aqui, no ebook e percebido em mim ficou claro para mim que uma vida regrada é vital, e regrada quer dizer principalmente em relação aos instintos mais básicos que temos, que talvez sejam o de autopreservação e prazer, dentre estes os principais talvez sejam a comida, o sono e o sexo. Vou me esforçar também em me manter ativo aqui e postar mais, participar mais nos diários dos demais colegas.

Abraços a todos!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 6/11/2017, 03:37
Buscando a Paz escreveu:Ola meu amigo, passei um bom tempo lendo seu depoimento e me identifiquei em muitas situações, por exemplo, o vício em me masturbar ouvindo GP ou travestis e Também os chats que nos leva a uma louca vontade de M. Vi que vc tem ou tinha skype, cara fez muito bem em excluir, aquilo é uma rede de prostituição para uma grande parte das pessoas, diria que 90% das pessoas, especialmente os homens entram no.Skype ou chat Uol afim de sexo virtual. As amizades do Messenger ou whats é um gatilho poderoso, evite os o máximo. Conte comigo sempre, estou a 20 dias sem PMO e ja senti muitos benefícios. Um abraço, dessa vez será diferente!!!

Então, interessante que você se identificou com meu relato, acredito que muitas pessoas mais devem estar com os mesmos problemas, caíram numa cilada que há poucas  décadas não existia. Realmente hoje em dia temos que levantar barreiras, muros de proteção, eu excluí o email/conta que usava no skype, instalei o bloqueador para pc e para aplicativos, quanto ao whatsapp só deixei o contato de 4 mulheres com as quais poderia vir a rolar algo ao vivo e a cores mais a frente, mas se eu sentir que não vai rolar nada, e quando digo rolar não me refiro a sexo necessariamente, excluirei elas rapidamente. A regra é: só ficou quem eu toparia conhecer pessoalmente e tenha um interesse que não somente sexual e imediato, mas sim que eu possa conversar e desenvolver algo mais. Explicando melhor, eu poderia ter um interesse meramente sexual apesar de não o ideal no meu caso, mas que seja um interesse real e não uma fantasia, um interesse que eu possa e queira concretizá-lo e não ficar fantasiando em casa. Mas antes de qualquer coisa preciso recuperar minha sensibilidade e na verdade nem sei se deveria ter mantido esses contatos, mas penso que em algum momento vou iniciar a fase da ressensibilização e vou querer ter um contato real com uma mulher, mas antes de dar uma zerada no cérebro não dá, eu não tenho como saber ainda o que é um desejo genuíno de um desejo devido ao vício em fantasias. Você citou chat do Uol, eu acho que lá é um dos lugares mais escuros da internet, existe muita gente gravemente doente lá, mas também pessoas boas inocentemente procurando encontrar alguém legal (não que seja impossível), mas para nós principalmente é veneno puro, assim como qualquer chat como bem explicado no ebook. Espero, se D-us ajudar, chegar também aos 20 dias e então você estará  no 40º, que é um número muito significativo. Agradeço a força e darei uma boa olhada no seu diário e tenho certeza que poderei aprender muito. Abraços!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

2º DIA

em 7/11/2017, 01:50
Olá pessoal,

Aqui estou eu com 2 dias completos...e como eu disse no 1º dia, não está sendo difícil (ainda) controlar o desejo, porque pela experiência que tenho do meu corpo é questão de tempo para que o desejo chegue forte, o que é  natural. Hoje andei bastante na rua devido as várias atividades que tive que realizar, e nestas andanças algumas vezes me peguei olhando para uma mulher ou querendo olhar, não um simples olhar, mas um fitar de desejo que nós homens normalmente fazemos quando vemos alguém que nos chama a atenção. Esse autocontrole é bem difícil de se obter porém possível, e creio que cada vez que viro a cara para algo que me chama a atenção mais com a moral alta fico e menos difícil torna-se não olhar na próxima vez, pelo menos mais possível com certeza torna-se,  e é com isso que acredito que temos que trabalhar, com o que é possível fazer e lutar para tornar cada vez mais possível fazer o que deve ser feito.

Não vou mentir que consegui todas as vezes hoje, algumas das vezes eu lutei mas olhei rapidamente, e depois de alguns segundos desviei o olhar, mas com certeza que bem menos do que normalmente faria sem estar em reboot. O problema de olhar é muito óbvio, pois é como uma vitrine de carnes ou doces na frente de um morto de fome ou um comedor compulsivo, é melhor não olhar, e alguém que sofre de PMO ao ficar fitando o corpo de uma mulher obviamente vai alimentar a imaginação e depois muito provavelmente vai querer descontar isso numa masturbação,  o tal do efeito caçador é despertado e uma orgia virtual ou real a depender do caso acontecerá,  no final a pior das sensações, a sensação de desespero por medo de não conseguir sair de um poço escuro. O que os olhos veem o coração sente e as mãos fazem.

Agora, acho que cabe uma observação: não é apenas o vício em PMO que deve ser combatido, porque alguém que chega nesse ponto certamente ou bem possivelmente deve possuir o que poderíamos chamar de vícios secundários ou auxiliares (maus hábitos), por exemplo, alguém que sofre com PMO acredito eu não deve ter muita facilidade de cumprir horários e metas, muitas vezes alimenta-se mal entupindo-se de comidas gordurosas, as quais também viciam o cérebro, pois esses maus hábitos podem ter sido indutores do hábito em PMO e também consequência deste, já que um retroalimenta o outro, e isto também está bem explicado no ebook. Cada vez que eu tenho que levantar numa determinada hora e não consigo, atraso-me ou simplesmente não levanto e sofro as consequências disto estou alimentando também meu lado irracional, lado este em que as forças sexuais mais atuam, logo estou também fortificando os impulsos irracionais e imediatistas em detrimento do que deve ser feito a partir da razão e poder de escolha.

Cada um é cada e devem existir pessoas que são equilibradas em quase tudo menos nas questões sexuais, pois este é o campo de batalha mais difícil de ser domesticado, mas acredito que em geral PMO vem acompanhada de vários outros desequilíbrios/ maus hábitos. Escrevi isso porque eu penso que se eu não for capaz de me controlar ao ter um impulso de comprar um salgadinho na rua, sendo que já almocei muito bem, será que serei capaz de me segurar num momento de fissura em masturbar-me? O impulso sexual é mais forte que um desejo por comida fast food e o hábito de ceder a pequenos desejos deve contribuir para que cedamos também nos desejos maiores, acho que trabalhar todo e qualquer mau hábito é vital. Não to dizendo aqui que precisamos  levar uma vida espartana, mas eu receio que pelo menos nós que sofremos com PMO ter uma vida regrada é fundamental e uma medida profilática para minimizar o risco de recaídas.

Abraços a todos!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

3º DIA

em 8/11/2017, 01:48
Boa noite colegas,

Completei o 3º dia, hoje foi um pouco mais ordenado meu dia, ainda perdi a hora, cedi a preguiça mas pensei da seguinte forma: não é porque fraquejei nisto que preciso fraquejar em tudo, então outros lapsos de qualquer ordem serão combatidos com força mesmo tendo perdido a guerra hoje contra a preguiça e indolência. O resultado creio eu foi que olhei menos para mulheres na rua, procurei ser mais focado e não perder tempo ao longo das atividades diárias, lutando assim contra a falta de foco e procrastinação. Falta muito ainda, muito mesmo, tenho ciência disto, mas já é um começo.

Essa noite estava eu indo dormir quando chega uma mensagem de sms no meu celular, nem sabia de quem era e retornei e uma mulher atendeu, como eu não sabia perguntei quem era e se havia mandado-me uma mensagem, a pessoa disse que não, ok. Apaguei o contato e a mensagem do celular mas fiquei curioso em saber quem era, tive a ideia de ver o whatsapp da pessoa, porque às vezes tem a foto. Adicionei e lembrei que era um contato que havia excluído, tinha conhecido no Tinder mas por algum motivo, falta de interesse talvez excluí. O fato é que essa mulher sempre foi simpática e educada, e não é o estilo de pessoa que fala besteiras  e/ou envia besteiras pela internet ou conversando. Pensei que poderia reavivar o contato com ela, só que dessa vez em outras bases, sem pensar bobagens, sem me fixar em foto ou telefone, mas com o intuito de conhecê-la de verdade , conversar e se rolar algo mais (real!) ótimo, se não tudo bem também, serviria como uma experiência de religação no meu ver.

Conversando agora pelo whatsapp deixei tudo bem claro, que não estou interessado em sexo, que não fico muito na internet porque  estou enrolado com trabalho e estudo, que aceitaria manter um contato moderado e qualquer dia combinar de nos vermos e conversarmos, e que não estou interessado também em nada virtual como redes sociais, chats, aplicativos etc. Logicamente ela topou porque isso deve ser o que toda mulher sonha ouvir quando conhece um cara na internet, mas eu coloquei desta forma porque é assim que me sinto além de ser um imperativo do reboot como todos vocês aqui sabem. Eu só não a excluí porque como o Projeto escreveu num tópico que postei sobre whatsapp na área sobre ferramentas e bloqueadores: "Já o whatsapp não é tão problemático. Basta você bloquear os contatos que lhe enviam pornografia ou que você costuma fantasiar ou então cortar esses papos e optar por encontros reais e presenciais caso sejam potenciais parceiras." . Eu pretendo ter um encontro real sim na fase de ressensibilização, após eu dar uma descanso completo de talvez uns 40 dias ao meu cérebro, e ir então tentando me ressensibilizar aos poucos, não precisa ser uma relação sexual mas apenas um contato com uma mulher e tentar redespertar as emoções da maneira que eram há muito tempo.

Estou errado em minhas colocações? Estou colocando o reboot a perder? Agi corretamente com a moça? O contato com o sexo oposto em algum momento é fundamental, o reboot não prega a castidade, e como eu não curto baladas porque não aproveitar esses poucos contatos que mantive no whatsapp e tentar usá-los (parece feio dizendo assim) na fase de religação?

Agradeço a todos, abraços!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

4º DIA

em 9/11/2017, 00:55
Boa noite amigos,

Hoje  completei o 4º dia sem me masturbar e lutando contra toda e qualquer tentativa do meu cérebro em fantasiar, seja através de lembranças de conversas ou por cenas do cotidiano. Até agora acho que estou indo bem,  tentando gradualmente inserir na minha rotina todas as tarefas que eu devo cumprir e com eficiência. A PMO acredito prejudicou muito da minha capacidade de concentrar-me nas coisas, ter foco, e também minha memória de curto prazo. Então é difícil cumprir metas dentro dos prazos, pois a mente desvia-se facilmente por qualquer coisa, e muitas vezes por pensamentos obscenos, daí umas das maiores importâncias do reboot, fazer com que o cérebro fique regulado.

Hoje consegui acordar cedo, o banho da manhã não foi frio, somente o final, mas o outro banho que tomei foi somente com água fria, no início é um choque mas depois de um tempo acostuma-se mais e no final é uma delícia a sensação. Senti a tarde quando estava no ônibus uma forte vontade de ejacular, às vezes do nada e durante alguns minutos dá uma vontade incrível de ejacular, mas se por algum motivo eu me distraio a vontade quando me dou conta já foi embora, mas ela está lá sempre a espreita. Tem sido difícil não olhar para mulheres que andam com roupas justas de ginástica, roupa de praia, ou simplesmente as que me chamam a atenção por serem bonitas, enfim sempre tem um monte delas com pouquíssima roupa e isso sempre será um desafio, mas prefiro assim, em hard mode e sem dar a menor brecha para fantasiar, porque como sabemos e eu sei como funciona em mim, a cada pequena coisa que cedemos ao desejo mais próximo estamos de fazer tudo o que não queremos fazer.

Só troquei mensagem com a garota do whatsapp agora pouco e tudo com muito respeito, mais pra frente pretendo encontrá-la pessoalmente e ver no que da. Estou exausto hoje, tentei ser produtivo o dia todo e a essa hora foi difícil entrar aqui, escrever e  ler o e-book, mas forcei a barra entrei, escrevi sobre mais um dia e reli mais um capítulo do livro. Lutando para reconquistar minha mente e meu corpo...

Em breve dedicar-me-ei a ler com mais calma os diversos tópicos e relatos e a comentá-los também, tem muita coisa importante e interessante para aprender e trocar informações com todos vocês.

Desejo uma boa noite a todos!

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 4833
Data de inscrição : 30/05/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 9/11/2017, 10:08
"Completei o 3º dia, hoje foi um pouco mais ordenado meu dia, ainda perdi a hora, cedi a preguiça mas pensei da seguinte forma: não é porque fraquejei nisto que preciso fraquejar em tudo, então outros lapsos de qualquer ordem serão combatidos com força mesmo tendo perdido a guerra hoje contra a preguiça e indolência. O resultado creio eu foi que olhei menos para mulheres na rua, procurei ser mais focado e não perder tempo ao longo das atividades diárias, lutando assim contra a falta de foco e procrastinação. Falta muito ainda, muito mesmo, tenho ciência disto, mas já é um começo."

Exatamente, depois que largamos o vício, surge os desafios da abstinência. Aí, a gente meio que encontra insatisfação nas coisas do dia a dia, devido a falta de dopamina natural. Você deve buscar atividades de religação. A gente meio que ficamos focados só no que vai acontecendo com nossa libido e secundarizamos o principal que são as atividades de substituição. Procure fazer coisas novas que reestimule seu circuito de recompensa. Seja jogos, entretenimento criativo, autodesenvolvimento, etc.

"Essa noite estava eu indo dormir quando chega uma mensagem de sms no meu celular, nem sabia de quem era e retornei e uma mulher atendeu, como eu não sabia perguntei quem era e se havia mandado-me uma mensagem, a pessoa disse que não, ok. Apaguei o contato e a mensagem do celular mas fiquei curioso em saber quem era, tive a ideia de ver o whatsapp da pessoa, porque às vezes tem a foto. Adicionei e lembrei que era um contato que havia excluído, tinha conhecido no Tinder mas por algum motivo, falta de interesse talvez excluí. O fato é que essa mulher sempre foi simpática e educada, e não é o estilo de pessoa que fala besteiras  e/ou envia besteiras pela internet ou conversando. Pensei que poderia reavivar o contato com ela, só que dessa vez em outras bases, sem pensar bobagens, sem me fixar em foto ou telefone, mas com o intuito de conhecê-la de verdade , conversar e se rolar algo mais (real!) ótimo, se não tudo bem também, serviria como uma experiência de religação no meu ver."

Socialização é uma das principais atividades do Reboot. Muitos acham que socializar é só querer  pegar mulher para se aliviar no sexo e tornar o Reboot menos tenso. Aí se não conseguem isso, se frustram e descontam em PMO. Busque relacionamentos para criar vínculos afetivos e não crie muita expectativa quanto a conseguir sexo. Vai curtindo o processo, fazendo amizades, crie um círculo de amizades. Depois, caso haja sexo, verá que é um efeito de você ser um cara descolado e não carente e necessitado.
Socializar também serve para desenvolver a inteligência emocional e deixar de objetificar as mulheres.

"Estou errado em minhas colocações? Estou colocando o reboot a perder? Agi corretamente com a moça? O contato com o sexo oposto em algum momento é fundamental, o reboot não prega a castidade, e como eu não curto baladas porque não aproveitar esses poucos contatos que mantive no whatsapp e tentar usá-los (parece feio dizendo assim) na fase de religação?"

No máximo, use o whatsapp para conseguir um contato real. Quanto menos estímulos artificiais de prazer, mais seu cérebro se recupera dos danos da pornografia.

avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 4833
Data de inscrição : 30/05/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 9/11/2017, 10:31

"Aqui estou eu com 2 dias completos...e como eu disse no 1º dia, não está sendo difícil (ainda) controlar o desejo, porque pela experiência que tenho do meu corpo é questão de tempo para que o desejo chegue forte, o que é  natural. Hoje andei bastante na rua devido as várias atividades que tive que realizar, e nestas andanças algumas vezes me peguei olhando para uma mulher ou querendo olhar, não um simples olhar, mas um fitar de desejo que nós homens normalmente fazemos quando vemos alguém que nos chama a atenção. Esse autocontrole é bem difícil de se obter porém possível, e creio que cada vez que viro a cara para algo que me chama a atenção mais com a moral alta fico e menos difícil torna-se não olhar na próxima vez, pelo menos mais possível com certeza torna-se,  e é com isso que acredito que temos que trabalhar, com o que é possível fazer e lutar para tornar cada vez mais possível fazer o que deve ser feito.

Não vou mentir que consegui todas as vezes hoje, algumas das vezes eu lutei mas olhei rapidamente, e depois de alguns segundos desviei o olhar, mas com certeza que bem menos do que normalmente faria sem estar em reboot. O problema de olhar é muito óbvio, pois é como uma vitrine de carnes ou doces na frente de um morto de fome ou um comedor compulsivo, é melhor não olhar, e alguém que sofre de PMO ao ficar fitando o corpo de uma mulher obviamente vai alimentar a imaginação e depois muito provavelmente vai querer descontar isso numa masturbação,  o tal do efeito caçador é despertado e uma orgia virtual ou real a depender do caso acontecerá,  no final a pior das sensações, a sensação de desespero por medo de não conseguir sair de um poço escuro. O que os olhos veem o coração sente e as mãos fazem."

Esse lance de olhar para as mulheres como objetos sexuais é um dos focos de combate do vício, já que a pornografia deturpa a forma natural que observamos as mulheres. Não há nada contra olhar para elas. Faz parte do jogo sexual da natureza. Formas que atraem para satisfação sexual e desejo instintivo de gerar prole.

Porém, o que acontece com nós, viciados em recuperação, é que o mecanismo psicológico está danificado pelo vício. A projeção de imagens mentais ver apenas na mulher um objeto de sexo, como se ela só servisse para isso.

Então, o que a gente deve fazer para desprogramar esses padrões de percepção errônea? A maioria tenta o que você faz: desviar o olhar, para que nosso cérebro não estimule fantasias. É assim que religiosos fazem também quando passa um mulher sensual. Baixa a cabeça, vira o olho. Porém esse método não resolve nada. Isso gera muita tensão porque você reprime uma forma natural de atração. Apenas não estimula a fantasia na hora que não olha, enquanto o padrão de percepção doentio ainda continua na mente.

Então, uma estratégia eficaz é trabalhar na própria estrutura do programa mental de objetificação. Como? Reestruturando-o. Você busca RESIGNIFICAR o conteúdo desses padrões. Assim, você aos poucos vai mudando a forma como você percebe.

Exemplo, olhe a mulher naturalmente. Apenas olhe e nada mais. Isso, incita sua mente a não produzir fantasias. Ou olhe a mulher e apenas a defina com palavras simples como "bonita", "linda", etc. Isso faz seu cérebro a captar que essa é a forma de significar as mulheres do que surgir aquela avalanche de fantasias sexuais. Claro que existe dificuldades no início ao usar essa intervenção porque o cérebro pode reativar fanstaisia. Mas é nessa hora que você deve aplicar a estratégia. Dar comandos conscientes a sua mente para assim manter mais controle.

"Agora, acho que cabe uma observação: não é apenas o vício em PMO que deve ser combatido, porque alguém que chega nesse ponto certamente ou bem possivelmente deve possuir o que poderíamos chamar de vícios secundários ou auxiliares (maus hábitos), por exemplo, alguém que sofre com PMO acredito eu não deve ter muita facilidade de cumprir horários e metas, muitas vezes alimenta-se mal entupindo-se de comidas gordurosas, as quais também viciam o cérebro, pois esses maus hábitos podem ter sido indutores do hábito em PMO e também consequência deste, já que um retroalimenta o outro, e isto também está bem explicado no ebook. Cada vez que eu tenho que levantar numa determinada hora e não consigo, atraso-me ou simplesmente não levanto e sofro as consequências disto estou alimentando também meu lado irracional, lado este em que as forças sexuais mais atuam, logo estou também fortificando os impulsos irracionais e imediatistas em detrimento do que deve ser feito a partir da razão e poder de escolha."

Exato, por isso a importância de implementar novos hábitos durante o Reboot.

"Cada um é cada e devem existir pessoas que são equilibradas em quase tudo menos nas questões sexuais, pois este é o campo de batalha mais difícil de ser domesticado, mas acredito que em geral PMO vem acompanhada de vários outros desequilíbrios/ maus hábitos. Escrevi isso porque eu penso que se eu não for capaz de me controlar ao ter um impulso de comprar um salgadinho na rua, sendo que já almocei muito bem, será que serei capaz de me segurar num momento de fissura em masturbar-me? O impulso sexual é mais forte que um desejo por comida fast food e o hábito de ceder a pequenos desejos deve contribuir para que cedamos também nos desejos maiores, acho que trabalhar todo e qualquer mau hábito é vital. Não to dizendo aqui que precisamos  levar uma vida espartana, mas eu receio que pelo menos nós que sofremos com PMO ter uma vida regrada é fundamental e uma medida profilática para minimizar o risco de recaídas."

Verifique as recompensas que um hábito trás. Substitua por um novo hábito com uma recompensa análoga.

avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

5º DIA

em 10/11/2017, 02:49
Boa noite pessoal, hoje não foi um dia tão bom. Primeiro porque comecei mal, cedendo a preguiça de levantar cedo e perdi a hora acordando tarde, segundo porque me peguei olhando na rua para algumas mulheres, não foi durante muito tempo, foram olhadas rápidas, mas daí para fantasiar é um pulo, aliás quase cheguei a fantasiar também. Num momento durante o trabalho fiquei conversando com uns colegas e em algum momento eles ficaram falando umas bobagens sobre uma ex-colega de trabalho, e quando me dei conta estava no meio de um papo que não era legal principalmente para alguém em recuperação de PMO, e também porque as coisas que eles falaram me levaram a pensar algumas coisas/cenas( rapidamente), que foram após alguns segundos bloqueadas por mim. Fico até com medo e  dúvida as vezes, estaria eu burlando o reboot ou não?

A noite quando cheguei em casa fui levar meu cachorro para passear, e no meio do passeio uma mulher vinha na minha direção com o cachorro dela, começamos a conversar e tal, e seguimos juntos o caminho por algum tempo, ela foi simpática e eu tive uma tendência automática de querer olhar para o corpo dela, mas na hora eu me segurei e pensei tudo o que eu tenho lido, aprendido e vivido aqui nesse fórum, e pensei: "não, eu não vou ficar filmando o corpo dela, mesmo que discretamente, vou focar no seu rosto e no diálogo." Na hora quando me dei conta eu fiquei numa séria dúvida se deveria investir na situação ou não, porque eu to justamente numa situação de dar descanso ao cérebro, mas por outro lado se eu focasse no diálogo quem sabe não poderia conhecer alguém que muito poderá me ajudar com a  religação? E a ideia aqui não é pensar em sexo, primeiro por causa do descanso ao cérebro, segundo porque eu não teria um bom rendimento creio eu e seria frustrante, e terceiro é justamente por não querer associar automaticamente mulher a sexo e sim buscar várias formas de religação até mais importantes como a conexão emocional , o diálogo etc. Fato é que no fim da nossa caminhada pedi o número dela e adicionei no whatsapp...Fico pensando se eu deveria ter esses 5 contatos no whatsapp (3 provenientes do Tinder e 2 em situações reais), ou se deveria excluir 4 e ficar com apenas um. Importante frisar que com nenhum deles eu mantenho nenhum tipo de conversa erótica ou pornográfica.

Enrolei para estudar também o que deveria e perdi tempo comendo mais do que deveria comer , conversando mais do que deveria conversar aqui em casa e vendo notícias na internet que nunca acabam e só fazem perder tempo útil. Tanto é que no momento em que escrevo estas palavras já é madrugada, coisa que deveria ser feita mais cedo. Por tudo isso não considerei um dia legal hoje, mas também não foi ruim, não fantasiei e não me masturbei. Ahhh..e também não consegui tomar os tais banhos gelados hoje...é uma tortura! Mas depois é bom rs.

Rumo ao 6º dia, corrigindo os erros e aprendendo com vocês. Abraços!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 10/11/2017, 03:17
Blpr escreveu:"Completei o 3º dia, hoje foi um pouco mais ordenado meu dia, ainda perdi a hora, cedi a preguiça mas pensei da seguinte forma: não é porque fraquejei nisto que preciso fraquejar em tudo, então outros lapsos de qualquer ordem serão combatidos com força mesmo tendo perdido a guerra hoje contra a preguiça e indolência. O resultado creio eu foi que olhei menos para mulheres na rua, procurei ser mais focado e não perder tempo ao longo das atividades diárias, lutando assim contra a falta de foco e procrastinação. Falta muito ainda, muito mesmo, tenho ciência disto, mas já é um começo."

Exatamente, depois que largamos o vício, surge os desafios da abstinência. Aí, a gente meio que encontra insatisfação nas coisas do dia a dia, devido a falta de dopamina natural. Você deve buscar atividades de religação. A gente meio que ficamos focados só no que vai acontecendo com nossa libido e secundarizamos o principal que são as atividades de substituição. Procure fazer coisas novas que reestimule seu circuito de recompensa. Seja jogos, entretenimento criativo, autodesenvolvimento, etc.

"Essa noite estava eu indo dormir quando chega uma mensagem de sms no meu celular, nem sabia de quem era e retornei e uma mulher atendeu, como eu não sabia perguntei quem era e se havia mandado-me uma mensagem, a pessoa disse que não, ok. Apaguei o contato e a mensagem do celular mas fiquei curioso em saber quem era, tive a ideia de ver o whatsapp da pessoa, porque às vezes tem a foto. Adicionei e lembrei que era um contato que havia excluído, tinha conhecido no Tinder mas por algum motivo, falta de interesse talvez excluí. O fato é que essa mulher sempre foi simpática e educada, e não é o estilo de pessoa que fala besteiras  e/ou envia besteiras pela internet ou conversando. Pensei que poderia reavivar o contato com ela, só que dessa vez em outras bases, sem pensar bobagens, sem me fixar em foto ou telefone, mas com o intuito de conhecê-la de verdade , conversar e se rolar algo mais (real!) ótimo, se não tudo bem também, serviria como uma experiência de religação no meu ver."

Socialização é uma das principais atividades do Reboot. Muitos acham que socializar é só querer  pegar mulher para se aliviar no sexo e tornar o Reboot menos tenso. Aí se não conseguem isso, se frustram e descontam em PMO. Busque relacionamentos para criar vínculos afetivos e não crie muita expectativa quanto a conseguir sexo. Vai curtindo o processo, fazendo amizades, crie um círculo de amizades. Depois, caso haja sexo, verá que é um efeito de você ser um cara descolado e não carente e necessitado.
Socializar também serve para desenvolver a inteligência emocional e deixar de objetificar as mulheres.

"Estou errado em minhas colocações? Estou colocando o reboot a perder? Agi corretamente com a moça? O contato com o sexo oposto em algum momento é fundamental, o reboot não prega a castidade, e como eu não curto baladas porque não aproveitar esses poucos contatos que mantive no whatsapp e tentar usá-los (parece feio dizendo assim) na fase de religação?"

No máximo, use o whatsapp para conseguir um contato real. Quanto menos estímulos artificiais de prazer, mais seu cérebro se recupera dos danos da pornografia.


Olá Blpr,

Obrigado por comentar e me orientar com conselhos preciosos aqui,  realmente eu não deveria ficar tão focado na recuperação da minha libido, isto só gera ansiedade, devo sim como você bem disse  procurar desde já formas de religação, acho que eu sempre erro neste ponto, eu separo muito a separação (das coisas negativas) da religação (com as coisas positivas), como se fosse por exemplo, 40 dias de abstinência e descanso e depois 50 dias de religação, mas a coisa não é matemática assim, e as duas devem ocorrer simultaneamente né, o que confunde talvez seja a questão do sexo e orgasmo, que no meu caso por ser reboot em hard mode e estar tendo dificuldades para ter ereção, deve ser evitado durante um certo tempo para que se dê uma "zerada" no cérebro, por isso foco tanto em não olhar, para não acabar fantasiando de algum jeito.

Você disse tudo: "Muitos acham que socializar é só querer  pegar mulher para se aliviar no sexo e tornar o reboot menos tenso. Aí se não conseguem isso, se frustram e descontam em PMO."  Isso é o que tende a acontecer comigo muitas vezes, a vontade vem a oportunidade surge, mas como eu não to conseguindo, até porque a situação não favorece no sentido de que "caçar" uma mulher só para se aliviar em geral essa mulher não é aquela que escolheríamos de verdade se pudéssemos escolher, e isso acaba dificultando mais ainda o sexo e acaba que não consigo e depois devido a frustração vem a PMO, e o ciclo repete-se...O lance é buscar religações,    a academia será uma destas religações, os contatos que já fiz que estão no whatsapp também, e vou tentar inventar outras coisas, fazer novas amizades, não sei como mas tentarei..

Eu sei que tudo o que é virtual é perigoso para quem sofre de PMO, mas no meu whatsapp eu já excluí tudo o que é contato que eu vi que não eram nada mais do que estimulação artificial para mim, os 5 que deixei eu vejo possibilidade de um encontro real, a depender de como fluir o papo. Mas estou errado em manter estes 5 ou deveria apenas deixar 1? Eu não to usando o whatsapp pra nenhum tipo de estimulação sexual, tenho falado mais com duas delas, e tem sido coisas respeitosas e poucas vezes ao dia.

Abraços Blpr, obrigado pela ajuda!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

6º DIA

em 11/11/2017, 03:47
Olá galera,

Hoje completei o sexto dia de reboot, não foi um dia difícil, não senti vontade nem de me masturbar e nem me senti excitado ao longo do dia. Pela minha experiência com as outras tentativas acredito que a coisa fique mais difícil a partir do 20º dia. Claro que ao longo do dia surgem alguns pensamentos rapidamente e se deixo eles rolarem é por poucos segundos, depois luto para afastá-los, nem sempre é de imediato. Apesar de olhar hoje de relance uma ou outra mulher na rua, rprocurei colocar em prática o que o colega Blpr escreveu mais acima sobre se treinar a olhar com outros olhos uma mulher atraente, na verdade uma mulher qualquer. Mas ainda assim acho que devo lutar para não ficar olhando na rua, pelo menos não daquele jeito como se vê uma carne no açougue, pois não quero estimular o desejo e as fantasias. Por outro lado senti hoje como que com muito pouca capacidade de me excitar, por exemplo, o pênis nem se mexeu ao falar com uma mulher bonita. Talvez seja a flat line ( mas já?) ou talvez resultado da minha dessensibilização mesmo.

Estou bem animado desta vez, mais do que nas outras, estou me sentindo bem mais consciente da necessidade de me manter conectado a vocês e ao fórum, precisamos trocar energia e ajudar uns aos outros, é fundamental. Meu problema principal atualmente desconfio, seja minha falta de força de vontade em vencer a preguiça, a procrastinação e o déficit de concentração. Não sei se tudo isso deve-se à PMO, mas com certeza que tratando a PMO estarei tratando indiretamente todos esses sintomas, e por outro lado, lutar contra estas dificuldades é vital para lutar também contra a PMO. Por exemplo, hoje a noite eu cheguei de um jantar fora, tomei um banho frio e entrei na internet,  eu já era para ter escrito este comentário sobre o 6º dia há horas, mas eu enrolei, fiquei vendo vídeos no youtube e coisas no google que me distraíram e no final algumas horas se passaram e minha falta de coragem em escrever aqui só aumentou. Eu pensei, hoje eu não escrevo, escreverei amanhã pelo 6º e 7º dia, mas eu sei que isso seria uma forma de burlar as coisas, então to aqui esforçando-me contra o sono e escrevendo o sexto post no sexto dia, foi esse o combinado! Escrever aqui é um prazer sem dúvidas, mas tudo que exige disciplina e compromisso tenho tido essa dificuldade, é uma tendência natural do ser humano querer tudo que é fácil né, ainda mais quando se está com o cérebro sofrendo de hipofrontalidade...mas sei que essa é a chave, lutar, lutar e lutar , fazer o certo e fugir do errado/fácil. Como diz um professor meu: máximo esforço com máxima eficiência.

Abraços a todos e obrigado por tudo!

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 4833
Data de inscrição : 30/05/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 11/11/2017, 23:30
"Por outro lado senti hoje como que com muito pouca capacidade de me excitar, por exemplo, o pênis nem se mexeu ao falar com uma mulher bonita. Talvez seja a flat line ( mas já?) ou talvez resultado da minha dessensibilização mesmo."

Flatline geralmente aparece nos primeiros dias de Reboot. Sobre esse fenômeno, ler ebook grátis, página 123.

"Estou bem animado desta vez, mais do que nas outras, estou me sentindo bem mais consciente da necessidade de me manter conectado a vocês e ao fórum, precisamos trocar energia e ajudar uns aos outros, é fundamental."

A importância de grupos de apoio é fundamental na recuperação do vício. Aqui estamos no mesmo barco lutando pelo mesmo desafio de vencer a PMO.

"Meu problema principal atualmente desconfio, seja minha falta de força de vontade em vencer a preguiça, a procrastinação e o déficit de concentração. Não sei se tudo isso deve-se à PMO, mas com certeza que tratando a PMO estarei tratando indiretamente todos esses sintomas, e por outro lado, lutar contra estas dificuldades é vital para lutar também contra a PMO. Por exemplo, hoje a noite eu cheguei de um jantar fora, tomei um banho frio e entrei na internet,  eu já era para ter escrito este comentário sobre o 6º dia há horas, mas eu enrolei, fiquei vendo vídeos no youtube e coisas no google que me distraíram e no final algumas horas se passaram e minha falta de coragem em escrever aqui só aumentou. Eu pensei, hoje eu não escrevo, escreverei amanhã pelo 6º e 7º dia, mas eu sei que isso seria uma forma de burlar as coisas, então to aqui esforçando-me contra o sono e escrevendo o sexto post no sexto dia, foi esse o combinado! Escrever aqui é um prazer sem dúvidas, mas tudo que exige disciplina e compromisso tenho tido essa dificuldade, é uma tendência natural do ser humano querer tudo que é fácil né, ainda mais quando se está com o cérebro sofrendo de hipofrontalidade...mas sei que essa é a chave, lutar, lutar e lutar , fazer o certo e fugir do errado/fácil. Como diz um professor meu: máximo esforço com máxima eficiência."

Um dos efeitos nocivo do vício é a hipofrontalidade. Afeta áreas do córtex pré frontal, associadas às emoções e raciocínio. Somado aos sintomas de abstinência, aí a gente sente um certo desânimo em fazer as coisas. Se você tem o hábito de procrastinar, aí que essa atitude se acentua mais.

Por isso, as atividades de religação são necessárias ao Reboot. Para reativar os receptores de dopamina e assim a dopamina natural seja novamente produzida em níveis normais. Então, se possível, faça alguma atividade física e busque novos entretenimentos. Ou mesmo atividades intelectuais que faça você se manter concentrado. Exemplo, palavras cruzadas, Sudoku, cubo mágico....


_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

7º DIA

em 12/11/2017, 03:26
Boa noite colegas de fórum,

Aqui estou eu no 7º dia completo de reboot, foi um dia produtivo se comparado com os meses anteriores em que eu não estava tentando lutar contra a PMO. Hoje consegui  estudar um pouco, assistir algumas vídeo aulas, ainda que não com a eficiência que eu gostaria, mas já rendeu mais do que normalmente rende, alias normalmente eu ficaria um sábado sem fazer nada, comendo, dormindo e navegando a esmo na internet infelizmente, mas nem sempre foi assim, um dia eu já fui muito mais regrado e proativo.

Terminei de ler o capítulo 9 do ebook e foi muito útil para mim, este capítulo em especial. Ele tocou num ponto que talvez seja um dos que eu mais tinha/tenho dúvidas, e que o colega Blpr tocou no post acima, que é  a questão da religação. Num destes meus post eu disse que faria o reboot em hard mode, e evitaria tudo que pudesse levar-me à fantasia, e então após ter dado uns 40 dias de descanso ao cérebro iniciaria a religação, pois está completamente errado! Eu já havia lido este capítulo, daí a importância de estar sempre relendo. O que deve ser feito é justamente o contrário, a religação deve se feita desde o 1º dia! E religação não significa necessariamente sexo ou algum tipo de contato físico com uma mulher, mas criar situações de prazer que estimulem a liberação dopaminérgica saudável, podendo sim ser até o sexo real dependendo do caso. No meu caso já havia lido que é melhor dar um descanso que inclua abstinência de sexo e orgasmo devido aos vários motivos que já escrevi aqui anteriormente. Mas a paquera saudável é permitida e até incentivada, esportes, o contato com a natureza, meditação, estudo etc, o mais importante aqui é criar caminhos neurais de prazer novos e saudáveis, enquanto simultaneamente as velhas trilhas neurais do vício devem ser "apagadas" pelo reboot.

Outra informação que já havia lido mas esquecido, e que apesar de óbvia eu não tinha dado a devida importância na prática, é o fato de o reboot dever ser considerado nossa prioridade nº1 na vida enquanto o realizarmos, e essa ficha caiu para mim há uns 3 meses atrás quando eu percebi que teria que abrir mão de algumas coisas que eu simplesmente não era capaz de realizar enquanto não encarasse de frente este problema do vício. É  como um edifício que se a fundação não está boa ou pronta não dá para querer construir algum andar acima. Então está mais claro para mim, de maneira mais real (a diferença entre informação e conhecimento), que o reboot deve ser a minha meta mais importante na vida, porque senão já ficou bem óbvio que as demais por mais "glamourosas" que pareçam ser nunca sairão do papel.

Tenho que investir urgente em religação, segunda eu vou procurar a academia de musculação (não é a famosa promessa de 2ª feira se D-us quiser!), este será o primeiro passo, já no que refere-se a um encontro real com uma mulher ainda estou bem em dúvida, dá um medo em estar com uma mulher que se deveria sentir muito atraído e não sentir nada ou muito pouco, porém sair para conversar e caminhar é algo muito positivo e talvez me faça bem, pelo menos atualmente eu to com algumas opções para isso, muitas ocasiões não foi assim.

Sigo firme e forte, preciso regular estes horários doidos de postagem, muito tarde...abraços a todos!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

8º DIA

em 13/11/2017, 04:02
Olá colegas de fórum,

Oito dias completos sem me masturbar e/ou fantasiar, realmente estou feliz! São poucos dias na verdade, mas quando se está levando uma vida mais sob controle, mesmo que tão amadoristicamente ainda, iniciante no reboot, mesmo assim é prazerosa essa sensação de moral mais alta ou menos baixa. Esta minha tentativa está diferindo das demais por algumas razões: primeiro eu estou me sentindo mais comprometido, tanto que mesmo que deixe como última coisa do dia e fique tarde eu tenho me esforçado a escrever o comentário do dia, acho que desta vez estou interiorizando o ensinamento escrito no ebook de que o reboot deve ser a prioridade na vida durante a recuperação.  Segundo, depois de muita teimosia acabei por ceder e entender a importância da religação, e além disso, a importância da religação ser feita desde o 1º dia. Mas eu não posso achar que está tudo bem e que vai ser fácil, já tentei muitas vezes e sei que em algumas horas o desejo vai vir com uma intensidade enorme e a razão ficará nublada (tomara que não), espero estar preparado para quando isto acontecer.

Nunca vou conseguir (eu acho) tirar D-us da equação, as descobertas da neurociência foram a revolução e revelaram um método técnico e confiável, mas para aplicá-lo e passar pelos testes, mesmo sabendo-se de todas as informações envolvidas no processo, na hora da vontade e do desespero clamar por D-us pedir ajuda e força sempre será fundamental também, pois torna mais possível transcender o momento de desespero e para superar é necessário agarrar-se a algo que transcenda a situação. Existem momentos em que tudo que temos que fazer é suportar a dor com esperança, esperar com confiança, mas se alguém não curte esta ideia ela pode e deve clamar por alguém, seja um parente ou amigo, o importante é que seja algo ou alguém que ela confie. Os grupos de ajuda também são fundamentais, o mais importante talvez,  e acho que aqui neste fórum essa necessidade de chamar por alguém é em grande parte atendida também, com a enorme vantagem que todo mundo compreende todo mundo.

Hoje eu não quis correr o risco de ficar em casa somente estudando e realizando tarefas, pois ontem eu já fiquei e adiantei algumas coisas, então para evitar o efeito estilingue, isto é, ficar muito tempo direto só trabalhando, estudando e cumprindo obrigações sem se divertir e acabar não aguentando e depois fica sem fazer nada e pior, acabar descontando em PMO. Fui eu então dar um mergulho no mar, tomar um pouco de sol e caminhar, ainda não é o ideal pois faltou interação social, mas melhor sair de casa e ir a praia relaxar do que ficar em casa direto né, houve interação com a natureza. Hoje não considerei um dia difícil, apenas aqueles problemas de pensamentos fantasiosos que surgem na mente de repente ao ver ou ouvir algo, mas eu os tenho repelido. Amanhã vou ver uma academia. Ainda estou em falta com relação aos diários dos demais colegas, prometo que os lerei com cuidado e comentarei, pelo que já tenho visto é uma fonte riquíssima em ensinamentos!

Boa semana a todos!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 188
Data de inscrição : 12/10/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Mad Max

em 13/11/2017, 08:29
Parabéns amigo, vc esta no caminho certo!

Foco e serenidade nesse começo!

Boa semana!

_______________________________________


Cachorro monstro! affraid

Primeira tentativa: 51 dias

Segunda tentativa :43 dias

Terceira tentativa e reboot completado: 203 dias
avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

9º DIA

em 14/11/2017, 01:23
Boa noite a todos,

Hoje completo 9 dias sem me masturbar e fantasiar, não tem sido muito difícil até agora, mas dois medos me assolam: primeiro de completar o reboot e não me curar de meus problemas de DE , EP e falta de desejo em situações reais. Sei que é infundado isso, pois pelos sintomas descritos eu me encaixo sim no grupo dos que sofrem com PMO, a única variante é que quando eu me masturbava há até 9 dias usava de outros meios que filmes eróticos ou fotos, eu usava o telefone, os chats, portanto muito provavelmente eu devo me beneficiar e muito com o reboot. Segunda preocupação é em cair, ceder a adicção caso surja um desejo muito forte. Enfim, são preocupações que não contribuem no atual momento, eu tenho é que me focar e procurar ter prazeres de outras formas, e enfraquecer o jeito antigo.

Não sei se estou na flatline, mas tenho sentido meu pênis mais encolhido do que nunca, e meu desejo quase zero, nessas horas da vontade de se testar, olhar para uma mulher por exemplo, para ver se acontece alguma coisa, mas considero outra bobagem, e lendo aqui no fórum e no ebook vê-se que isso é totalmente contra producente, testar-se não é legal. Tem que deixar rolar um dia de cada vez, ir consertando pequenos hábitos arraigados negativos, tentar consertar toda uma estrutura corroída pelo vício e para o vício.

Hoje não foi um dia legal no que se refere à força de vontade, graças a D-us não caí, mas não fui produtivo e eficiente no realizar das minhas tarefas diárias. Acordei atrasado, a tarde cedi ao desejo e comprei doces, a noite tinha que estudar no computador umas coisas mas estava com a cabeça confusa, querendo fazer mais de uma coisa por vez e ao mesmo tempo não querendo fazer nada.. Quando a coisa começa a ficar assim já sei que é questão de pouco tempo para que surja como que do nada um desejo de procurar contatos para me excitar e masturbar. Ciente disso fiquei em dúvida se quando estou desse jeito, a saber, desfocado, desejoso por glutonice, querendo fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo e não querendo fazer nada, o estudo rendendo nada, não sei se deveria largar tudo que estava fazendo no momento e tomar uma ducha fria ou sair para caminhar, ou se devo forçar e tentar superar na marra. O PC está bloqueado, não tenho como acessar chats, pornografia, deletei todos os contatos, só deixei uns 4 que já citei e pretendo tentar algo real (principalmente pela religação). Nessas ocasiões ou eu acabava me masturbando ou navegando sem rumo na internet e comendo que nem um porco, em outras palavras, procrastinando...e aí é fácil entender como minha vida acadêmica foi para o saco. Talvez isso seja também fruto do desejo do meu cérebro por dopamina, que está cortada há 9 dias, e ele procura isso na comida e acaba também por diminuir minha concentração. Acho que a academia vai ser de grande ajuda nisso, vou gastar energia e sair de casa um pouco, vai dar um gás maior para os estudos e para minha mente se reciclar um pouco.

No fim das contas uma pequena dificuldade técnica em informática me fez desistir do que estava fazendo, ficou tarde para assistir uma outra vídeo aula, mas eu sabia que uma coisa eu não poderia desistir: ler mais um capítulo do ebook e postar aqui. Eu posso me ferrar na faculdade e no trabalho (na verdade não posso), mas me ferrar aqui é pior ainda, bem pior, a luta contra este mal mental e físico é a base do meu reerguimento como ser humano.

Grato a todos que comentaram aqui e mostraram generosidade, preciso aprender mais isso com vocês, definitivamente! Abraços!

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum