Compartilhe
Ir em baixo
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 10º DIA

em 15/11/2017, 03:31
Boa noite pessoal!

Primeiramente gostaria de dizer que estou muito feliz em conseguir chegar "limpo" até o décimo dia, já havia atingido esta marca anteriormente, mas desta vez sinto que cheguei mais consciente e pisando em solo mais firme por assim dizer. Meu dia hoje não apresentou nada de muito diferente, não senti nenhum impulso forte para nada, ainda estou com dificuldade em dominar outros impulsos que acabam entrando junto pacote, a saber, preguiça em acordar cedo, gula, e falta de foco, mas o banho frio estou conseguindo e até acho que me acostumei mais, hoje consegui tomá-lo até pela manhã, hora que julgo ser mais difícil.

Terminei de ler o capítulo 11 do e-book agora pouco, e destaco trechos que julguei especialmente importantes em particular para mim e para todos que não se ligam tanto na pornografia propriamente dita (sentido estrito), mas ligam-se mais na pornografia no sentido amplo, a qual inclui fantasias e auto estimulação via telefone, chats e quaisquer outros meios de comunicação, de qualquer forma trata-se de pornografia igualmente.

"Buscar por encontros reais e contatos reais, GERADOS NA VIDA REAL  E NÃO A PARTIR DE UM AMBIENTE VIRTUAL, pode ser a solução (tenho certeza que é) para pessoas viciadas em pornografia  que acabaram também se viciando em aplicativos de sexo casual."

Acho que nenhum trecho do ebook que li até agora encaixa-se tão perfeitamente a mim quanto essa.

"Na prática, fazer sexo virtual, isto é, tendo um intermediário (webcam etc.), mesmo que com uma pessoa real do outro lado, constituí o ato de ver pornografia. "

Esta definição de pornografia é a mais exata em relação a forma como vivenciei durante anos a estimulação pornográfica.

"Fazer o reboot e continuar fantasiando com chat, aplicativos de encontros com galerias e variedade infinita de opções e buscas, é o mesmo que continuar alimentando o consumo de pornografia."

Não há jeito, o bloqueio de todo e qualquer tipo de sites, aplicativos e redes sociais que funcionem da foma descrita no trecho acima é a medida de proteção mais básica, sem isso sem chance...Um destes aplicativos para celular quase fez meu cérebro curto circuitar de tanta variedade que eu nunca havia experimentado de garotas que comecei a trocar mensagens, em relação aos antigos chats é como comparar uma Ferrari a uma carroça no sentido negativo.

"Fazer o reboot e continuar se alimentando com fantasias e procurando forçar uma ereção é o mesmo que não fazer o reboot."

"A impaciência em tentar reverter a disfunção erétil induzida pelo vício pode acabar sendo negativa para o reboot, já que a tendência de muitos homens é tentar 'acelerar o processo', 'se testar', ou 'questionar o experimento', atividades que apenas atrasam e dificultam o reboot."

Aí entra a questão da ansiedade e da paciência, o fato de ter dificuldades na ereção é angustiante, e igualmente angustiante é ficar excitado ao conversar com a pessoa, fazer sexo virtual e na hora do encontro real, as vezes já ao combinar o encontro o desejo sumir como que por mágica é terrivelmente frustrante e angustiante. Daí a tentação após poucas semanas de reboot de tentar se testar em uma situação real sem estar pronto, isto é, querer ter uma relação sexual com alguém que talvez normalmente nem quereríamos ter mas por ser a única possibilidade no momento tentamos, e tudo dá errado e terminarmos a noite numa overdose de PMO. Eu já caí neste erro, e foi responsável por um dos meus inúmeros resets. Por tudo que foi lido já compreendi que religação não tem nada a ver com testar-se, e esta vontade de testar-se provavelmente tem muito mais a ver em querer extravasar o vício do que num desejo sexual normal e também em querer ver-se livre da disfunção erétil. No e-book já foi explicado em capítulos anteriores que a religação tem o objetivo primordial de criar ou reavivar antigas rotas de prazer que estão enfraquecidas, as rotas saudáveis, e portanto não serão recuperadas utilizando-se dos mesmos padrões de comportamento que as enfraquecerem.

Estes trechos eu os deveria ter escritos nas paredes da minha casa em letras garrafais se pudesse assim fazê-lo.

Abraços a todos!

_______________________________________
Blpr
Mensagens : 4833
Data de inscrição : 30/05/2015
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 15/11/2017, 08:01
Mad Max escreveu:Boa noite pessoal!

Primeiramente gostaria de dizer que estou muito feliz em conseguir chegar "limpo" até o décimo dia, já havia atingido esta marca anteriormente, mas desta vez sinto que cheguei mais consciente e pisando em solo mais firme por assim dizer. Meu dia hoje não apresentou nada de muito diferente, não senti nenhum impulso forte para nada, ainda estou com dificuldade em dominar outros impulsos que acabam entrando junto pacote, a saber, preguiça em acordar cedo, gula, e falta de foco, mas o banho frio estou conseguindo e até acho que me acostumei mais, hoje consegui tomá-lo até pela manhã, hora que julgo ser mais difícil.

Terminei de ler o capítulo 11 do e-book agora pouco, e destaco trechos que julguei especialmente importantes em particular para mim e para todos que não se ligam tanto na pornografia propriamente dita (sentido estrito), mas ligam-se mais na pornografia no sentido amplo, a qual inclui fantasias e auto estimulação via telefone, chats e quaisquer outros meios de comunicação, de qualquer forma trata-se de pornografia igualmente.

"Buscar por encontros reais e contatos reais, GERADOS NA VIDA REAL  E NÃO A PARTIR DE UM AMBIENTE VIRTUAL, pode ser a solução (tenho certeza que é) para pessoas viciadas em pornografia  que acabaram também se viciando em aplicativos de sexo casual."

Acho que nenhum trecho do ebook que li até agora encaixa-se tão perfeitamente a mim quanto essa.

"Na prática, fazer sexo virtual, isto é, tendo um intermediário (webcam etc.), mesmo que com uma pessoa real do outro lado, constituí o ato de ver pornografia. "

Esta definição de pornografia é a mais exata em relação a forma como vivenciei durante anos a estimulação pornográfica.

"Fazer o reboot e continuar fantasiando com chat, aplicativos de encontros com galerias e variedade infinita de opções e buscas, é o mesmo que continuar alimentando o consumo de pornografia."

Não há jeito, o bloqueio de todo e qualquer tipo de sites, aplicativos e redes sociais que funcionem da foma descrita no trecho acima é a medida de proteção mais básica, sem isso sem chance...Um destes aplicativos para celular quase fez meu cérebro curto circuitar de tanta variedade que eu nunca havia experimentado de garotas que comecei a trocar mensagens, em relação aos antigos chats é como comparar uma Ferrari a uma carroça no sentido negativo.

"Fazer o reboot e continuar se alimentando com fantasias e procurando forçar uma ereção é o mesmo que não fazer o reboot."

"A impaciência em tentar reverter a disfunção erétil induzida pelo vício pode acabar sendo negativa para o reboot, já que a tendência de muitos homens é tentar 'acelerar o processo', 'se testar', ou 'questionar o experimento', atividades que apenas atrasam e dificultam o reboot."

Aí entra a questão da ansiedade e da paciência, o fato de ter dificuldades na ereção é angustiante, e igualmente angustiante é ficar excitado ao conversar com a pessoa, fazer sexo virtual e na hora do encontro real, as vezes já ao combinar o encontro o desejo sumir como que por mágica é terrivelmente frustrante e angustiante. Daí a tentação após poucas semanas de reboot de tentar se testar em uma situação real sem estar pronto, isto é, querer ter uma relação sexual com alguém que talvez normalmente nem quereríamos ter mas por ser a única possibilidade no momento tentamos, e tudo dá errado e terminarmos a noite numa overdose de PMO. Eu já caí neste erro, e foi responsável por um dos meus inúmeros resets. Por tudo que foi lido já compreendi que religação não tem nada a ver com testar-se, e esta vontade de testar-se provavelmente tem muito mais a ver em querer extravasar o vício do que num desejo sexual normal e também em querer ver-se livre da disfunção erétil. No e-book já foi explicado em capítulos anteriores que a religação tem o objetivo primordial de criar ou reavivar antigas rotas de prazer que estão enfraquecidas, as rotas saudáveis, e portanto não serão recuperadas utilizando-se dos mesmos padrões de comportamento que as enfraquecerem.

Estes trechos eu os deveria ter escritos nas paredes da minha casa em letras garrafais se pudesse assim fazê-lo.

Abraços a todos!

Eis um erro da maioria que faz Reboot. Fica a toda hora focado no pinto esperando uma ereção de pedra e como se o Reboot só servisse para isso. Isso a cada dia que passa vai gerando ansiedade e preocupação. A Cura de DE é um efeito da religação bem feita, e não o resultado. O mais importante no Reboot são as atividades de religação para reativar as vias bioquímicas naturais do circuito de recompensa. Para isso banir os estímulos artificiais virtuais de prazer de qualquer tipo é salutar a cura da disfunção.

Outro erro grave é querer buscar sexo para se aliviar de tensões sexuais durante o Reboot. Não estou dizendo que é errado ter sexo, mas é errado a intenção de ver na mulher um objeto de satisfazer o desejo para aliviar a abstinência. A socialização prima em desenvolver laços afetivos com as pessoas, e não só ligações sexuais. Pegar mulher é fácil, difícil é conquistar uma mulher porque a gente deve ter algo a mais que pinto duro para dar para elas..

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 11º DIA

em 16/11/2017, 02:44
Boa noite amigos,

Mais uma vez estou eu aqui, graças a D-us, porque se estou aqui é porque não caí. Hoje foi um dia normal em termos de reboot, sem grandes oscilações, impulsos e sensações. Aproveitei o feriado para dar uma caminhada e ir na praia tomar um sol e dar um mergulho, foi bom. Numa praia é natural que tenham muitas mulheres com pouca ou quase nenhuma roupa, e eu evitei ao máximo não ficar olhando para não começar a fantasiar e me estimular. Mas o engraçado é que estando lá não me senti nada estimulado, nem um pouquinho, pelo contrário, ta parecendo que meu pênis está como um acessório à parte no meu corpo, tenho a impressão que ele está até mais encolhido, talvez eu esteja passando pela flatline. Para ser sincero, ser for este o caso eu até fico feliz, porque é sinal de que estou efetivamente fazendo o reboot e por isso estou tendo essa sensação. Estou me sentido há uns dias, não me lembro quantos, como que quase assexuado, como se mesmo que uma mulher nua dançasse na minha frente "ele" ficaria bem encolhidinho e inerte rs. Espero e desejo que seja a flatline!

Eu não estou tendo nem muita vontade de combinar algo real com um dos meus contatos, mas seria bom por um lado pensando bem , porque seria uma ótima oportunidade  de desenvolver o diálogo sem ficar naquela neura de querer fazer sexo e acabar não fazendo ou fazendo tudo errado e me frustrando. Como o colega Blpr comentou acima deve-se tirar da mente essa obsessão em querer apenas fazer o reboot para ter um "pênis de pedra" e dane-se o resto...eu quero sim ter uma ótima ereção, mas o fundamental é resolver os problemas raiz que levaram-me a essa situação toda, e aí entendo o comentário feito acima de que: " O mais importante no Reboot são as atividades de religação para reativar as vias bioquímicas naturais do circuito de recompensa." . Essa ficha demorou a cair para mim, focar em religação, vias neurais alternativas, naturais, saudáveis, e procurar ver uma mulher não como um objeto sexual, mas como um ser humano lindo e mágico que tem o poder de completar-nos, preciso batalhar para remover qualquer ideia nesse sentido da minha cabeça, porque as vezes mesmo achando que não penso assim inconscientemente mesmo é assim que penso muitas vezes e ajo.

Desconfio também de uma certa sinergia entre o uso exagerado da internet e o vício em PMO, o que andei lendo é que o uso frequente de computadores, celulares e internet deixa a pessoa num certo estado de dormência cerebral, fragmentação mental, baixa concentração, pois a internet foi e é projetada justamente para que o usuário não se foque em nada por muito tempo, mas sim navegue por várias páginas ao mesmo tempo. O efeito disso a médio e longo prazo pode ser bem considerável, e alguém sujeito a esses efeitos é uma presa bem mais fácil à PMO, e o contrário também é verdadeiro, pessoas que sofrem com PMO são muito mais vulneráveis a caírem nas garras de outros vícios e/ou hábitos compulsivos como o uso viciante de sites, aplicativos, chats, vídeos e outras coisas mesmo que não pornográficos, até porque em geral o viciado em PMO é um procrastinador sedento por prazeres instantâneos. Como bem está escrito no e-book, a internet de alta velocidade possibilitou a pornografia tornar-se muito mais poderosa, viciante e presente em nossas vidas. Não estou pregando o não uso das tecnologias modernas, mas acho que nós rebooters principalmente só temos a ganhar nos tornando mais analógicos (na medida do possível).

Abraços a todos!!!

_______________________________________
Pioneer
Mensagens : 186
Data de inscrição : 28/02/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 16/11/2017, 07:32
"Espero e desejo que seja a flatline" HAHAHA

Mesmo quando eu cheguei aos 2 meses mais ou menos não senti isso... espero sentir logo também. Seria muito mais fácil, eu até preferiria não sentir estimulado, me sentir meio morto por um longo tempo pra não ter problemas.

_______________________________________
MEU DIÁRIO !
avatar
Mensagens : 9
Data de inscrição : 16/11/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 16/11/2017, 17:24
Pô cara, li seu relato inteiro e de alguns outros aqui também. Fiz o meu reloginho pra começar também e dar uma força pra vocês. Tamo junto!

5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 2088
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 16/11/2017, 19:08
Oi Mad Max,

Parabéns pelos seus 12 dias limpo! Você vem conseguindo internalizar bem a filosofia do reboot, cara! É isso aí, continue crendo no método e fazendo de tudo para segui-lo à risca. Você verá na prática, com o tempo, que ele funciona realmente. Sucesso, parceiro! Tmj! Very Happy

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


Diário de Mad Max - Página 4 Bms-eb10
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 12º DIA

em 17/11/2017, 04:39
Olá pessoal,

Boa madrugada a todos, completei o 12º dia. Está sendo bom esse processo, acredito que desta vez estou tentando realizá-lo de forma mais consistente, não sei se vou ter sucesso, mas até agora tem sido bem positivo.

Hoje não considero que tenha sido um dos melhores dias, talvez foi dos piores, não que eu tenha chegado perto de fazer alguma bobagem, não foi isso, até porque meu pênis está como que em sono profundo, é engraçado isso. Digo que hoje não foi bom devido à baixa produtividade e falta de disciplina, as quais estão diretamente ligadas ao poder de decisão e auto controle. Por isso digo que não foi um dia bom, apesar de não ter chegado nem perto de me envolver com PMO, eu dei vazão a alguns dos seus efeitos secundários, que são a falta de foco e procrastinação. Pela minha experiência pessoal comigo mesmo quando estas más características estão exacerbadas, mais fortes que o normal, é bom ficar esperto porque pode surgir um impulso que ocasione um reset. Por isso tenho de ficar atento a esses sinais, porque o reboot não um ritual para conseguir ter uma vida sexual ativa apenas, é a tentativa de imprimir na mente e no coração um novo estilo de vida, abafando antigos hábitos negativos e imprimindo na mente (cérebro) novos atos positivos. Então se certos antigos e prejudiciais hábitos estão vivos e atuantes, mesmo que não diretamente classificáveis como PMO, a guarda não permanecer baixa a eles.

Novamente perdi a hora, acordei tarde porque dormi tarde, não fiz direito e com eficiência o que tinha de ser feito, desperdicei tempo e o resultado é que só agora, às 4 da manhã estou aqui escrevendo no diário. Mesmo me afastando de PMO acho que estas outras fraquezas são rachaduras na nossa proteção que podem permitir  que fraquejemos com mais facilidade, é como se uma fraqueza puxasse outra fraqueza e uma fortificação puxasse outra fortificação, e quando se dá conta está-se correndo atrás de algo para se excitar e masturbar. Perigoso isso.

Outra questão que surgiu no dia de hoje, é que ao resolver uma questão de trabalho tive que ir num prédio e conversar com o síndico(a), qual não foi minha surpresa ao encontrar o síndico(a), era uma síndica e linda! Eu fiquei naquela confuso sem saber como agir, porque uma coisa é ler no e-book e escrever aqui mas sem ainda ter prática real de como agir e reagir, outra coisa é na hora do "vamo vê". Minha maior preocupação nessas horas tem sido não burlar e muito menos quebrar o reboot, porque se fosse há uns dias atrás eu poderia ficar olhando da forma que fosse possível obviamente, e quem sabe dar uma xavecada, e talvez dependendo do cenário pegar um celular. Mas como eu conheço esse filme e já sei que as chances de terminar em masturbação ou em algo frustrante, ou então simplesmente em mais do mesmo do que eu fiz ao longo desses anos. Policiei-me , não fiquei olhando de maneira visceral, mas olhei obviamente para o rosto e dialoguei o que tinha de ser dialogado. O e-book incentiva, na parte de religação a importância dos contatos reais e da paquera saudável, mas na minha opinião se eu agisse assim seria um erro, eu ainda me considero muito longe de dar esses passos, segundo estou afim (precisando na verdade) dar um descanso para o cérebro de estímulos desta natureza, e eu desconfio que este desejo tenha muito do desejo contaminado pela PMO. Eu sinto que tenho que dar uma freada na coisas, levá-las num ritmo mais lento e daqui a umas semanas se D-us quiser tentar algo mais concreto. Isso tudo sem falar que tenho uns 5 contatos ainda de whatsapp que estou trabalhando (lentamente pra ser sincero) para ver no que vai dar, e fico grilado com o fato de estarem num ambiente virtual e serem mais de um quando na verdade o ideal é que fosse um único contato e gerado na vida real. Pensei, paquerar para que neste momento, estou no meio do trabalho e mal comecei um reboot... e foi no meio de todas estas dúvidas que me despedi e segui meu rumo. Devo salientar que neste episódio, meu pênis permaneceu tempo todo bem quieto, eu achei a mulher muito atraente por um lado, mas por outro lado lá embaixo nem ouve sinal de resposta...rezando para ser a tal da flatline!

Está bem tarde já e vou ter que ter muita raça para retificar esses meus horários, esses anos de PMO fizeram com que muitas vezes eu dormisse muito tarde, acordasse muito tarde, perdesse muito tempo de vida útil e com que eu me atrasasse em vários aspectos da vida. Por isso vou precisar ter muita raça, todos nós aqui, cada um com suas peculiaridades e dificuldades específicas. Escrever aqui é um desafio como já disse num post anterior, não que eu considere chato, longe disso e pelo contrário tem sido muito bom, mas por ser algo que eu preciso fazer e por precisar necessito me programar e isto implica que não posso procrastinar ou ser mal organizado, e ser disciplinado é algo que tem sido muito difícil para mim, é neste sentido que digo que as vezes é difícil escrever aqui. Hoje por exemplo por ser muito tarde a tentação de não escrever e deixar para "amanhã" foi grande, mas tenho combatido este pensamento com a interiorização do sentimento de que isto aqui é a coisa mais importante da minha vida no momento.

Grato a todos! Fiquem bem!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 17/11/2017, 04:42
Pioneer escreveu:"Espero e desejo que seja a flatline" HAHAHA

Mesmo quando eu cheguei aos 2 meses mais ou menos não senti isso... espero sentir logo também. Seria muito mais fácil, eu até preferiria não sentir estimulado, me sentir meio morto por um longo tempo pra não ter problemas.

Olá Pioneer, também acho engraçada esta situação, mas não sei se você entendeu, eu desejo que seja a flatline não pela suposta facilidade que ela traria ao reboot, mas sim por se um indício de que o reboot está realmente sendo implementado por mim e meu cérebro reagindo a isso.

Abraços!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 17/11/2017, 04:47
5&4 escreveu:Oi Mad Max,

Parabéns pelos seus 12 dias limpo! Você vem conseguindo internalizar bem a filosofia do reboot, cara! É isso aí, continue crendo no método e fazendo de tudo para segui-lo à risca. Você verá na prática, com o tempo, que ele funciona realmente. Sucesso, parceiro! Tmj! Very Happy

Aprendi no capítulo 11 do e-book se não me engano, que o reboot deve ser a prioridade número 1 da pessoa na vida pelo menos nesta fase. Sem esta abnegação não existe chance, estou tentando, minha parte eu faço e o resto nas mãos de D-us está.

Abraços e obrigado pelo comentário!

_______________________________________
Pioneer
Mensagens : 186
Data de inscrição : 28/02/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 17/11/2017, 06:25
Cara, não sei como são seus possíveis horários para acessar o fórum, mas cuidado com essas madrugadas na internet!!! cyclops cyclops cyclops

_______________________________________
MEU DIÁRIO !
Cachorro Monstro
Mensagens : 188
Data de inscrição : 12/10/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 17/11/2017, 06:30
Parabéns pelo Reboot! Esta indo bem!
O foco tem q ser Reboot mesmo. Mas tem que seguir o livro a risca! Reboot mal feito é tiro pela culatra!
Abraço!

_______________________________________


Cachorro monstro! affraid

Primeira tentativa: 51 dias

Segunda tentativa :43 dias

Terceira tentativa e reboot completado: 203 dias
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 13º DIA

em 18/11/2017, 03:31
Boa noite pessoal,

Completei o 13º dia, foi um dia bem normal sem muita coisa para contar. Continuo acredito eu passando pela flatline, acho que seja isso, estou completamente sem ereção (espontânea), mas continuo com desejo de olhar para uma bela e atraente mulher (que bom né). Tem sido mais cômodo realizar o reboot nestes últimos dias devido a essa fase, mas sei também que preciso investir mais em religação e disciplina. Estou pensando no que escrever, mas hoje realmente estou sem ideias ou apenas talvez não tenha acontecido nada de novo mesmo.

Terminei de ler o capítulo 12 do e-book que fala sobre as justificativas e bloqueios mentais que usamos para não fazer ou fazer de maneira errada o reboot. Lendo este capítulo pude perceber que de certa forma todas as minhas tentativas de realizá-lo anteriormente não foram feitas com o devido comprometimento, nestas horas vejo como que os resets foram importantes para que eu chegasse na minha atual fase e fosse mais sincero comigo mesmo, tirasse cargas desnecessárias ou que eu não estava apto a carregar nos ombros. Iniciar um processo como o reboot exige preparação e planejamento, sendo necessário imprimir energia mental e física, a energia do poder da vontade, vontade de sair do buraco e transcender a situação aparentemente intransponível. Energia é um bem limitado e valioso e o sexo a força motriz da vida, se comprometermos boa parte de nossa reserva energética em coisas que não são produtivas, melhor dizendo, não contribuirão direta ou indiretamente para o reboot, então será energia desperdiçada e que  poderá fazer falta durante o processo. Quando digo "coisas não produtivas" me refiro a tudo o que nos desgaste mas que possa ser evitado, não necessariamente coisas ruins em si, mas que exigem um comprometimento que nós no momento não podemos suportar. Há que ter humildade e baixar as cobranças que nos fazemos desnecessariamente, focar no básico e essencial, e retomar o controle de nossas mentes.

Eu espero conseguir ativar este meu poder único e verdadeiro que jaz dentro de todos nós, o poder da força da vontade. Vontade de acertar. Tenho que vivenciar isso e não apenas filosofar a respeito de forma acadêmica. O capítulo 13 fala a respeito das desculpas mais comuns, uma delas eu acho que se não usei, usei inconscientemente, que é a desculpa do "recaio toda hora",  na verdade eu não estava recaindo porque não havia subido de nível, eu apenas resetava várias vezes, e na minha visão foi porque não coloquei o reboot como prioridade número 1. E também porque eu estava me exigindo demais em outros campos, as tais cargas excessivas nos ombros, e acho que me faltava energia para o reboot. Tive que vestir a carapuça do doente, doente não se mete em novos desafios que trarão estresse e gasto excessivo de energia, a menos que seja um desfio positivo ao reboot. A moral que fica é que quem reseta a toda hora não está realizando reboot nenhum. Outra tentação descrita no capítulo é nos julgarmos muito especiais, e tender a achar que devido a estas peculiaridades, que cada um de nós possuímos, não conseguimos completar a restauração. Nada mais falso, pois é justamente no meio de defeitos e qualidades de cada pessoa que o processo de cura deve ser implementado, não existindo um padrão único, por assim dizer, no qual o reboot funcione. Basta ser humano e viciado em PMO, e que bom que seja assim.

Desejo força e sucesso a todos!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 18/11/2017, 03:36
Pioneer escreveu:Cara, não sei como são seus possíveis horários para acessar o fórum, mas cuidado com essas madrugadas na internet!!!   cyclops cyclops cyclops

Olá Pioneer,obrigado pela dica, estou ciente deste meu mau hábito. Eu realmente tenho dormido tarde e tido dificuldade em acordar cedo obviamente, e um dos meus mais difíceis desafios tem sido, como já explicitei nos post acima, domesticar estes maus hábitos "auxiliares" do pior deles que é a PMO. Estou tentando pegar "o touro pelos chifres" e entrar na linha. Graças a D-us meu PC está todo bloqueado e a senha não está acessível, mas mesmo assim é péssimo por vários motivos estes horários trocados.

Abraços!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 18/11/2017, 03:41
Cachorro Monstro escreveu:Parabéns pelo Reboot! Esta indo bem!
O foco tem q ser Reboot mesmo. Mas tem que seguir o livro a risca! Reboot mal feito é tiro pela culatra!
Abraço!

Olá Cachorro Monstro, sinceramente não tenho certeza se estou indo bem, mas sei que estou mais comprometido do que das outras vezes. O que eu sei intelectualmente e estou tentando interiorizar e vivenciar na prática é a extrema importância e necessidade do contato que temos aqui uns com os outros, isto é vital, manter-me conectado aqui com vocês trocando informações e energia positiva.

Abraços!

_______________________________________
Buda
Admin
Admin
Mensagens : 1379
Data de inscrição : 16/06/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 18/11/2017, 12:57
Spoiler:
Mad Max escreveu:Boa noite pessoal,

Completei o 13º dia, foi um dia bem normal sem muita coisa para contar. Continuo acredito eu passando pela flatline, acho que seja isso, estou completamente sem ereção (espontânea), mas continuo com desejo de olhar para uma bela e atraente mulher (que bom né). Tem sido mais cômodo realizar o reboot nestes últimos dias devido a essa fase, mas sei também que preciso investir mais em religação e disciplina. Estou pensando no que escrever, mas hoje realmente estou sem ideias ou apenas talvez não tenha acontecido nada de novo mesmo.

Terminei de ler o capítulo 12 do e-book que fala sobre as justificativas e bloqueios mentais que usamos para não fazer ou fazer de maneira errada o reboot. Lendo este capítulo pude perceber que de certa forma todas as minhas tentativas de realizá-lo anteriormente não foram feitas com o devido comprometimento, nestas horas vejo como que os resets foram importantes para que eu chegasse na minha atual fase e fosse mais sincero comigo mesmo, tirasse cargas desnecessárias ou que eu não estava apto a carregar nos ombros. Iniciar um processo como o reboot exige preparação e planejamento, sendo necessário imprimir energia mental e física, a energia do poder da vontade, vontade de sair do buraco e transcender a situação aparentemente intransponível. Energia é um bem limitado e valioso e o sexo a força motriz da vida, se comprometermos boa parte de nossa reserva energética em coisas que não são produtivas, melhor dizendo, não contribuirão direta ou indiretamente para o reboot, então será energia desperdiçada e que  poderá fazer falta durante o processo. Quando digo "coisas não produtivas" me refiro a tudo o que nos desgaste mas que possa ser evitado, não necessariamente coisas ruins em si, mas que exigem um comprometimento que nós no momento não podemos suportar. Há que ter humildade e baixar as cobranças que nos fazemos desnecessariamente, focar no básico e essencial, e retomar o controle de nossas mentes.

Eu espero conseguir ativar este meu poder único e verdadeiro que jaz dentro de todos nós, o poder da força da vontade. Vontade de acertar. Tenho que vivenciar isso e não apenas filosofar a respeito de forma acadêmica. O capítulo 13 fala a respeito das desculpas mais comuns, uma delas eu acho que se não usei, usei inconscientemente, que é a desculpa do "recaio toda hora",  na verdade eu não estava recaindo porque não havia subido de nível, eu apenas resetava várias vezes, e na minha visão foi porque não coloquei o reboot como prioridade número 1. E também porque eu estava me exigindo demais em outros campos, as tais cargas excessivas nos ombros, e acho que me faltava energia para o reboot. Tive que vestir a carapuça do doente, doente não se mete em novos desafios que trarão estresse e gasto excessivo de energia, a menos que seja um desfio positivo ao reboot. A moral que fica é que quem reseta a toda hora não está realizando reboot nenhum. Outra tentação descrita no capítulo é nos julgarmos muito especiais, e tender a achar que devido a estas peculiaridades, que cada um de nós possuímos, não conseguimos completar a restauração. Nada mais falso, pois é justamente no meio de defeitos e qualidades de cada pessoa que o processo de cura deve ser implementado, não existindo um padrão único, por assim dizer, no qual o reboot funcione. Basta ser humano e viciado em PMO, e que bom que seja assim.

Desejo força e sucesso a todos!

Olá, Mad Max!

Parabéns pela sua determinação e pelo amadurecimento no reboot. Sem dúvidas, ler o e-book faz uma grande diferença e abre nossos olhos para eventuais atitudes antes, durante e pós reboot. Com isso, podemos planejar melhor nossas estratégias de combate ao vício em pornografia.

Desejo sucesso na sua jornada.

Grande abraço.

_______________________________________
Diário de Mad Max - Página 4 Img
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 14º DIA

em 19/11/2017, 04:02
Olá pessoal, boa madrugada!

Estou eu aqui completando o 14º dia, estou feliz por isso, cada dia a mais é uma felicidade, porém sei que estou só no iniciozinho de uma longa jornada, uma jornada para toda a vida. Hoje tenho uma boa desculpa para estar postando a esta hora, cheguei em casa tarde pois saí com um casal de amigos, fomos num bar/ restaurante. Não é a programação dos sonhos, o ideal seriam dois casais, mas foi bem agradável a noite, um bom programa para um rebooter inexperiente, programa light.

Estou atento e procurando aproveitar toda (boa) oportunidade de religar, isto é, realizar atividades prazerosas e saudáveis, então nem pensei duas vezes ao ser convidado, pois ficar em casa após um dia de estudo no computador seria nada recomendável, e se eu ficasse em casa sei que me frustraria e a tendência seria de surgirem impulsos e/ou pensamentos que induzem a um reset, nestas situações por experiencia própria sei que a probabilidade é bem maior.

Ainda estou com um reflexo condicionado de olhar para o corpo de uma mulher que me chame a atenção, estou tentando mudar isto, e o fato é que nem desejo estou sentindo, acho que realmente estou numa flatline, e esses olhares são puro ato reflexo condicionado. Tinha uma mulher que eu me interessei, e de repente quando ela sentou perto me peguei olhando para as pernas dela, quando então me conscientizei que aquilo não era legal, não levaria a nada e se não fosse uma quebra do reboot só ajudaria a uma futura quebra. Isso tudo em poucos segundos, então parei de olhar e foi até bem fácil, até porque como eu disse, estou bastante "desplugado", como que assexuado, sem ereções nenhuma.

Eu pensei na hora que além daquilo não levar a nada, o caminho a ser trilhado de agora em diante é aquele que leve a uma experiência real ao vivo e a cores, mas de forma a não ser calcada excessivamente ou unicamente na imagem que chega aos meus olhos, este caminho tem que ser bem pavimentado por meio de conversas, boas impressões, etc. Não que eu esteja pregando contra o sexo pelo sexo, isso até pode acontecer as vezes, mas com esse histórico meu de PMO é fundamental enfraquecer estas vias pornográficas hipersexualizadas/idealizadas e aguardar com paciência o ressurgimento da minha sensibilidade original.

Eu tenho um contato de uma garota bem legal que conheci quando estava passeando com meu cachorro e ela com o dela, de repente seria hora de chamá-la pra sair, mas eu fico na dúvida, porque estou tão no início do processo ainda, mas como devemos fazer religações desde o primeiro dia então poderia ser positivo, por outro lado estou tão sem desejo sexual que acho estranho chamar uma garota pra sair, mas isso é uma bobagem da minha cabeça, porque não estou chamando-a para transar e sim para caminhar, conversar e beber alguma coisa. Armadilhas da mente...

Abraços a todos!

Ps: meus horários continuam ruins, por isso não comentei no diário de ninguém ainda, a esta hora só deu tempo de postar o dia 14 e se der para ler o ebook já foi muito...desorganização e PMO andam de mãos dadas...pelo menos posso dizer que resisti ao prazer instantâneo e vazio de assistir ufc na tv e deixar para postar aqui mais tarde (coisa que provavelmente acabaria não acontecendo), o reboot e a troca com vocês colegas de fórum vem em primeiro lugar.

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 19/11/2017, 04:05
CTroy escreveu:
Spoiler:

Mad Max escreveu:Boa noite pessoal,

Completei o 13º dia, foi um dia bem normal sem muita coisa para contar. Continuo acredito eu passando pela flatline, acho que seja isso, estou completamente sem ereção (espontânea), mas continuo com desejo de olhar para uma bela e atraente mulher (que bom né). Tem sido mais cômodo realizar o reboot nestes últimos dias devido a essa fase, mas sei também que preciso investir mais em religação e disciplina. Estou pensando no que escrever, mas hoje realmente estou sem ideias ou apenas talvez não tenha acontecido nada de novo mesmo.

Terminei de ler o capítulo 12 do e-book que fala sobre as justificativas e bloqueios mentais que usamos para não fazer ou fazer de maneira errada o reboot. Lendo este capítulo pude perceber que de certa forma todas as minhas tentativas de realizá-lo anteriormente não foram feitas com o devido comprometimento, nestas horas vejo como que os resets foram importantes para que eu chegasse na minha atual fase e fosse mais sincero comigo mesmo, tirasse cargas desnecessárias ou que eu não estava apto a carregar nos ombros. Iniciar um processo como o reboot exige preparação e planejamento, sendo necessário imprimir energia mental e física, a energia do poder da vontade, vontade de sair do buraco e transcender a situação aparentemente intransponível. Energia é um bem limitado e valioso e o sexo a força motriz da vida, se comprometermos boa parte de nossa reserva energética em coisas que não são produtivas, melhor dizendo, não contribuirão direta ou indiretamente para o reboot, então será energia desperdiçada e que  poderá fazer falta durante o processo. Quando digo "coisas não produtivas" me refiro a tudo o que nos desgaste mas que possa ser evitado, não necessariamente coisas ruins em si, mas que exigem um comprometimento que nós no momento não podemos suportar. Há que ter humildade e baixar as cobranças que nos fazemos desnecessariamente, focar no básico e essencial, e retomar o controle de nossas mentes.

Eu espero conseguir ativar este meu poder único e verdadeiro que jaz dentro de todos nós, o poder da força da vontade. Vontade de acertar. Tenho que vivenciar isso e não apenas filosofar a respeito de forma acadêmica. O capítulo 13 fala a respeito das desculpas mais comuns, uma delas eu acho que se não usei, usei inconscientemente, que é a desculpa do "recaio toda hora",  na verdade eu não estava recaindo porque não havia subido de nível, eu apenas resetava várias vezes, e na minha visão foi porque não coloquei o reboot como prioridade número 1. E também porque eu estava me exigindo demais em outros campos, as tais cargas excessivas nos ombros, e acho que me faltava energia para o reboot. Tive que vestir a carapuça do doente, doente não se mete em novos desafios que trarão estresse e gasto excessivo de energia, a menos que seja um desfio positivo ao reboot. A moral que fica é que quem reseta a toda hora não está realizando reboot nenhum. Outra tentação descrita no capítulo é nos julgarmos muito especiais, e tender a achar que devido a estas peculiaridades, que cada um de nós possuímos, não conseguimos completar a restauração. Nada mais falso, pois é justamente no meio de defeitos e qualidades de cada pessoa que o processo de cura deve ser implementado, não existindo um padrão único, por assim dizer, no qual o reboot funcione. Basta ser humano e viciado em PMO, e que bom que seja assim.

Desejo força e sucesso a todos!

Olá, Mad Max!

Parabéns pela sua determinação e pelo amadurecimento no reboot. Sem dúvidas, ler o e-book faz uma grande diferença e abre nossos olhos para eventuais atitudes antes, durante e pós reboot. Com isso, podemos planejar melhor nossas estratégias de combate ao vício em pornografia.

Desejo sucesso na sua jornada.

Grande abraço.

Olá CTroy, obrigado pelas palavras de força, espero desta vez estar mais maduro para empreender um reboot de sucesso e quem sabe compartilhar algo de útil com todos os membros do fórum. Abraços!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 15º DIA

em 20/11/2017, 03:30
Boa noite pessoal,

Nossa, estou escrevendo este relado sobre o 15º dia com muito sono...Bem, completei mais um dia, se por um lado foi mais um dia completo portanto positivo por outro lado não foi tão positivo, porque senti os efeitos da falta de religação, na verdade especificamente a falta de atividades prazerosas, principalmente a companhia feminina pelo menos para conversar.

Acordei tarde hoje pois dormi tarde ontem (outro problema crônico), ia dar um mergulho na praia mas o tempo não colaborou então tentei aproveitar o domingo para colocar as tarefas relativas aos estudos em dia, logo fiquei um bom tempo hoje sentado de frente para o computador. Hoje senti bastante necessidade de sair , fazer uma programação legal, nem que fosse uma caminhada, senti falta de marcar com uma garota uma saída, um bate papo ou um cinema. Eu ainda estou receoso em ligar  e chamar para sair por tratar-se do início do reboot, mas como havia lido no e-book, desde o primeiro dia de reinicialização deve-se realizar a religação através de atividades prazerosas porém saudáveis. No fim das contas acabei passando o dia todo em casa e os estudos que intencionei fazer os fiz com baixa eficiência e a coisa não rendeu muito.

Li agora pouco o capítulo 13 do e-book, e muita coisa boa pode ser tirada deste capítulo, destaco aqui a real importância dos bloqueadores, os quais apesar de não serem suficientes para garantir que não haverá um reset são extremamente necessários à recuperação da força de vontade de quem sofre com PMO. Com o PC todo bloqueado torna-se muito difícil eu conseguir acessar alguns dos sites que eu costumava acessar para fazer bobagem, então isso me tranquiliza neste sentido, porque muitas vezes eu fico em casa sozinho e no computador, pois tudo meu relativo a estudo e trabalho praticamente está no computador.

A opção do K9 de bloquear sites sem necessidade da senha é incrivelmente boa e prática, e finalmente consegui aplicá-la, pois apesar de fácil eu não estava conseguindo colocar o link do k9 na barra de favoritos, agora consegui e qualquer site que eu esbarre só clicar neste link do k9 que o site é bloqueado. A tática de nos proteger de nós mesmo é fundamental, pois como descrito no e-book, não estamos no controle das decisões, e restringindo artificialmente o acesso ao que não é permitido estamos nos obrigando a manter a abstinência mesmo em momentos de fissura, e quem sabe se D-us permitir, recuperar parte ou toda nossa força de vontade podendo assim refutar conscientemente qualquer gatilho que nos surja ao longo do dia.

Apesar do reboot ser bem mais difícil de implementar do que a religação é na religação que tenho tido dificuldade maior até agora. Não tenho muitas ofertas de programações, meu melhor amigo está namorando e eu não suporto baladas por causa do barulho excessivo, além disso estou solteiro então as vezes a falta do que preencher o tempo livre que seria de lazer é frustrante e angustiante, e muitas das vezes que resetei ou antes mesmo de ter acesso ao reboot, muitas das vezes que me senti compelido a fantasiar e me masturbar foram nestes períodos. Portanto estou ciente da seriedade que se deve ter na religação, que apesar de mais fácil não deve ser menosprezada, afinal temos que dar uma alternativa ao cérebro satisfazer seu desejo por prazer, e atividades como esportes, meditação e principalmente socialização são vitais. É  nisso que tenho que investir mais, ficar em casa não dá....

Desejo força e sucesso a todos!

_______________________________________
Cachorro Monstro
Mensagens : 188
Data de inscrição : 12/10/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 20/11/2017, 09:20
Bom dia Mad max !Legal seu relato! Religação e paciência são pra mim as fases mais relevantes do experimento.

Uma dica, não dependa de ninguém pra se religar! Como seu melhor amigo, por exemplo! Puxe assunto na rua, fila do banco, farmacia... comece tranquilo, depois tente puxar assunto com mulheres que vc nao conheça. Sem compromisso, sem se preocupar em ser galanteador... conversa normal, tente ser amigo delas...

Abraço

_______________________________________


Cachorro monstro! affraid

Primeira tentativa: 51 dias

Segunda tentativa :43 dias

Terceira tentativa e reboot completado: 203 dias
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 16º DIA

em 21/11/2017, 04:17
Olá pessoal,

Completei o 16º dia de reboot, mas ainda continuo sem responder aos estímulos, não que eu tenha me testado mas dá para perceber, na verdade tenho achado até bom pois é sinal que estou realmente implementando o reboot desta vez. As vezes na rua me pego querendo olhar para uma mulher ou outra, mas pelo que eu li e entendi do e-book e pela minha experiência pessoal comigo mesmo acho melhor bloquear isso,  olhar apenas quando for para paquerar em uma situação viável, e mesmo assim através de uma boa conversa, olhar por olhar acho que só estimula as fantasias e não leva a nada.

Hoje eu procurei dar uma saída e dei uma caminhada na praia, depois o resto do dia fiquei organizando meus estudos e coisas a serem feitas na semana. A religação por enquanto ainda está devagar, e esta sempre foi uma das minhas maiores dificuldades por vários fatores pessoas e circunstanciais, mas vou tentar aproveitar cada oportunidade de realizar uma atividade prazerosa e saudável e procurar pensar em outras, como entrar na academia e conhecer gente nova, em especial garotas já que estou solteiro.

Neste feriadão como tive tempo livre em casa percebi o perigo e quão negativo é a pessoa não ter atividades de religação, pois realizar o reboot sem religar é pedir para resetar. Muitas pessoas adquirem vícios ou recaem neles em momentos de frustração, tristeza, ansiedade ou angústia, e quando eu paro para pensar percebo que muitas vezes  nas quais me peguei em PMO foram em circunstâncias de falta do que fazer ou após um acontecido frustrante e/ou angustiante. É quase automático e inconsciente buscar alívio em alguma coisa, por isso se diz que a masturbação é o exercício dos solitários e fracassados, pois além dela poder ser consequência da solidão e do fracasso também faz com que a pessoa torne-se ainda mais solitário e fracassado, como num ciclo vicioso e auto destrutivo. Ontem por exemplo, bateu-me um desejo por uma mulher, nem tanto algo de cunho sexual, mas uma companhia talvez, e óbvio que não posso fazer aparecer com um simples estalar de dedos, por alguns instantes em alguns momentos senti-me desejando usar novamente um daqueles aplicativos de conhecer pessoas...e lembrando agora, das vezes que isso aconteceu no passado eu acabei entrando num chat, conversando, fantasiando, falando no telefone e me masturbando...no fim me sentindo um lixo repleto de angústia por sentir-me completamente impotente diante deste ciclo vicioso, então o que é nítido é que estes sites, redes sociais e aplicativos nunca funcionaram para mim, raríssimas vezes conheci alguma destas mulheres ao vivo, e quando aconteceu não foi bom, talvez porque o que eu buscava era uma idealização, talvez porque a pessoa não me agradou mesmo fisicamente, quem sabe por ambos os motivos acrescidos do fato que eu já estava viciado em PMO e mesmo que a pessoa fosse interessante meu corpo/cérebro não responderia a contento.

Tive poucos relacionamentos, não saí tanto como a maioria faz, e talvez devido a essa escassez de relacionamentos e experiências eu tenha acabado indo pelo lado da PMO (que ajudou ajudou), porém o bom disto tudo é que desta vez consigo ver com maior nitidez o papel da reinicialização nesse contexto, que é corrigir todas estas dificuldades que já vem de anos, transformando-me em alguém diferente e melhor, enfim, afastando-me do mal através do reboot e me aproximando do bem via religação.

Posso dizer que estou satisfeito até aqui em ter alcançado esta marca dos 16 dias, pisando mais firme desta vez eu sinto, mas ainda continuo um pouco apreensivo em relação ao rumo que as coisas vão tomar, mas creio que esta ansiedade seja normal e presente na maioria dos rebooters. Sigo caminhando dia após dia, e quem sabe o que virá depois, o fato é que estamos em transformação e vivos, isso que importa!

Agradeço a todos e desejo uma ótima semana!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 21/11/2017, 04:25
Cachorro Monstro escreveu:Bom dia Mad max !Legal seu relato! Religação e paciência são pra mim as fases mais relevantes do experimento.

Uma dica, não dependa de ninguém pra se religar! Como seu melhor amigo, por exemplo! Puxe assunto na rua, fila do banco, farmacia... comece tranquilo, depois tente puxar assunto com mulheres que vc nao conheça. Sem compromisso, sem se preocupar em ser galanteador... conversa normal, tente ser amigo delas...

Abraço

Olá Cachorro Monstro, realmente você disse tudo agora, não depender de ninguém para religar...Eu até considero que consigo conversar com certa facilidade, mas os tempos em que vivemos não favorecem muito este tipo de abordagem mais natural e casual, as pessoas fecharam-se muitos em seus próprios mundos (dos smartphones) e a desconfiança é grande dependendo da cidade em que se vive, isto tudo torna mais difícil. O que acaba acontecendo muitas vezes é que as mulheres que estão mais abertas (sem duplo sentido) ao novo no dia a dia nem sempre são as que valem mais a pena se é que me entende, mas de qualquer forma concordo com você, quando surge a oportunidade não custa nada tentar ser simpático né...

Abraços e obrigado pelo comentário!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 17º DIA

em 22/11/2017, 03:16
Boa noite pessoal,

Hoje completei o 17º dia, andei bastante na rua e resolvi algumas coisas, tive oportunidades de ficar olhando algumas mulheres atraentes que estavam próximas de mim, e lutando contra acabei olhando de relance às vezes e virando a cara depois, mas no geral acho que me controlei. Digo que me controlei porque não foram situações em que caberia uma xavecada, não tinha situação para isso então olhar para quê? Hoje acho que senti um desejo maior em olhar para elas, talvez seja o dia 20, 21 chegando, foram dias em que eu resetei em outras tentativas.

O ponto que merece atenção hoje compartilharei com vocês. Há umas semanas atrás eu estava passeando com meu cachorro quando cruzei com uma mulher que estava também com um cão e começamos a conversar, neste papo que fluía bem peguei o contato dela e ficamos de marcar de sair. Ela tinha me chamado para tomar um vinho num lugar aqui perto e tal, isso tudo antes deste reboot atual. O meu papo com ela via whatsapp e celular já estava mais solto e estava meio subentendido que faríamos algo após esse vinho, não sei onde mas faríamos, porque eu nem tenho carro e isso dificulta tudo. O ponto é que ela é um pouco mais velha que eu, talvez não tão pouco assim, uns 14 anos talvez e também minha vizinha de rua. Eu como não estava em reboot agia da forma que costumava agir até poucos dias atrás, excitava-me conversando pelo celular, pensava sim em encontrá-la mas não tinha nenhuma vontade de ter um relacionamento com ela, se pudesse apertar um botão e nós dois aparecêssemos sozinhos entre 4 paredes e depois apertasse de novo esse botão e cada um estivesse em sua casa seria perfeito. Porque desta forma? Pelo motivo de que eu me sinto envergonhado em andar na rua, no bairro e local que sou muito conhecido com uma mulher  bem mais velha, e além disto, que eu só queria para ter uma relação sexual e nada mais, isso tudo sem falar nos meus problemas devido à PMO que provavelmente impossibilitariam até uma relação sexual real ao vivo e a cores, da mesma forma que impossibilitou outras.

Então ela acabou me bloqueando no whatsapp e eu deixei por isso mesmo, mas hoje  eu estava na rua na porta do meu prédio e ela passou veio falar comigo e tal, fiquei meio travado por estar na porta do meu prédio, mas quando cheguei em casa eu pensei que ela me deu uma abertura por vir falar comigo e liguei para ela, pedi para me readicionar novamente no whatsapp e a partir disto eu já não consegui fazer mais o que eu iria começar a fazer, que seria estudar no computador. Eu fiquei com aquele frio na barriga que eu sinto e muitos devem sentir presumo, o frio da adrenalina, da vontade de fazer algo, em geral sexual, a famosa excitação vindo. Eu queria falar com ela no telefone e marcar alguma coisa quem sabe, quem sabe eu não levaria ela pra cama qualquer dia desses, mas também fiquei pensando que eu deveria tomar muito cuidado para não fazer besteira e resetar. Eu pensei que apenas falar no telefone para tentar remarcar algo não seria resetar,  desde que eu não fantasiasse e não me masturbasse. Acabou que ela ligou nos falamos um pouco eu tomei cuidado para não fazer e falar bobagens, mas as vezes devido ao hábito eu percebi que já queria levar para outro lado a conversa, mas também nem de perto eu tentei me masturbar, só tentei combinar algo mesmo, no fim ela que não quis nada achando que eu deveria ser comprometido. Excluí ela do whatsapp e o número do meu celular.

Concluí algumas coisas:
1) Para quem está em reboot tentando curar-se de PMO um evento leve que seja e insignificante para muitos pode reavivar impulsos fortes e adormecidos ou enfraquecidos. Eu deveria simplesmente tê-la tratado com naturalidade e pronto, se fosse para falar novamente e combinar alguma coisa que fosse outro dia e horário, e não dessa forma acelerada típica de um viciado em sensações.

2 )Esse tipo de contato não é positivo para mim, pelo menos não nessa fase, porque se eu só quero sexo, o que já não é o ideal para não dizer ruim, que seja com alguém então que eu não tenha problemas em andar junto na rua, pelo menos isso, sei que idade não tem nada a ver mas infelizmente eu sou sensível a opinião dos outro também, e na verdade eu não queria nada sério com ela. O tipo de relacionamento que estou buscando e que é mais positivo para mim é um que envolva emoções, diálogo e parceria, tudo o que um cérebro hipersexualizado precisa, porque do contrário sem perceber eu vou estar lidando com a mulher como eu lidaria com uma prostituta, tudo bem que não envolveria dinheiro e seria por desejo de ambos, mas desconfio que para minha mente/cérebro isso talvez não seja tão nítido assim e a impressão que ficaria marcada talvez fosse do mesmo tipo das  que estão nas vias neurais da pornografia.

3) Há de se tomar muito cuidado com o que estamos sentindo, porque no meu caso uma excitação por uma mulher real, que conheci de modo real muito rapidamente pode se transformar e desencadear  excitações por estímulos artificias, porque percebi que após excluí-la dos meus contatos eu tive um pequeno impulso de tentar falar logo com outro contato...para quê? O que eu poderia fazer às 23h e separado por uma tela com qualquer mulher? Então ali se eu desse corda muito facilmente eu poderia ter resetado...quando eu fiquei na fissura de falar com ela depois que a encontrei e cheguei em casa, eu percebi que já tava pensando e querendo falar com ela na cama e falar putaria, foi esse um dos desejos que tive.

4)A boa notícia é que mesmo com essas vontades e sensações todas eu não pensei em nenhum momento em "chutar o balde", lembro que me veio o prazer e a sensação de ter completado estes 17 dias de forma tão diferente das vezes anteriores, de forma tão mais sólida e isso é tão gratificante e eleva a moral que não quis jogar isso fora. Eu falei com ela sim, liguei sim, pensei em fazer besteira rapidamente sim,  senti um frio na barriga de excitação, isso tudo, mas meu intento era recomeçar o contato para quem sabe levá-la para cama um dia desses e usar isso na minha religação, porque sentir tesão e transar por transar não é condenado no reboot pelo que entendi, talvez não seja o ideal. Eu não me masturbei e não fantasiei efetivamente esse é o fato concreto, mas quase me peguei falando algo mais picante, mas não pensei em resetar, isso não. Passei por uma situação perigosa talvez.

5) Os meios de comunicação são perigosos para nós aqui do fórum, eu cheguei a pensar se falar com ela no telefone seria um reset, só se eu fantasiasse, mas obviamente ficar de papo à noite com uma mulher e excitado não é algo que recomendado, não se deve brincar com esses impulsos sexuais, são muito fortes, a lição que me fica é que se for para falar que seja breve e objetivo, e de preferência no dia em que for sair, hoje por mais que eu falasse eu não marcaria nada, logoo que estaria por trás deste desejo? Estou aprendendo a me conhecer melhor e as armadilhas que meu cérebro primitivo prega.

Após isso tudo eu já não conseguia mais me concentrar em minhas tarefas no PC, já estava tudo descoordenado...rs. Eu tive um insight, li outro dia num dos capítulos do e-book que o reboot deve ser a prioridade número 1 na vida, pelo menos nesta fase, li também no capítulo sobre desculpas e bloqueios, que o cara que diz que está fazendo o reboot e não consegue ficar 3 dias, 1 semana sem resetar na verdade não está fazendo de verdade. Então neste momento eu decidi desligar e fechar o computador, o estudo ali já não era o mais importante, dane-se ele, eu tinha que me recuperar de uma excitação que poderia ter colocado tudo a perder, e fui fazer uma coisa que li algumas vezes no e-book e aqui no site, não lembro exatamente em que seção, fui tomar o famoso banho gelado, aliás só tenho tomado banho frio nos últimos dias. Em vez de dormir com o corpo "quente" fiz uso desta técnica e ajudou, baixou a bola das coisas, depois fui jantar recolocar a cabeça no lugar para escrever este post sobre o 17º dia. Parece que estou conseguindo...

Fiquei, na verdade ainda estou um pouco grilado, será que resetei? Em algumas frações de segundos senti que tinha um desejo mal intencionado por trás querendo que eu me masturbasse, tive vontade de fazer isso, mas eu não fiz, e não fiz porque não quis. Tenho que ser sincero comigo e com vocês, meu intuito ao querer falar no telefone em grande parte era para ouvir um sim, vamos remarcar a saída e obviamente misturado com excitação. Tendi em alguns momentos a querer falar mais do que devia, mas não chegou a tanto. Na minha sincera opinião não resetei, mas um ponto também deve ser lembrado e que li agora pouco num outro diário no qual o colega questionava-se se resetou ou não: o contador de dias é apenas um parâmetro, um parâmetro muito importante mas um parâmetro apenas dentre outros. Se for para zerar o contador que assim seja e que diferença faz para a pessoa que está de todo coração comprometida com esta causa? Por acaso só porque o contador foi zerado é motivo para desistir de tudo e fazer uma orgia virtual? Não, claro que não, a pessoa que realmente está interessada em curar-se vai continuar com o mesmo engajamento que tinha antes de resetar depois de resetar, porque o mais importante é a mudança de estilo de vida, e fazendo assim, a cada reset (se for o caso) uma base mais sólida vai sendo estruturada, o resets tornar-se-ão cada vez mais espaçados ou inexistentes.  Após esse aviso de hoje eu tenho que já estar preparado para estas situações, agir com naturalidade e de preferência desconfiar de qualquer desejo que peça para ser satisfeito aqui e agora, porque não deixar para depois? Procrastinação positiva...

O fato é que eu poderia ter feito qualquer coisa após esse episódio, poderia ter tentado burlar o reboot de alguma forma mas eu decidi tomar um banho frio, eu não me masturbei, e eu não cheguei a fantasiar, eu fiquei sim um pouco excitado e em algumas frações de segundo pensei em me masturbar, estimular e fantasiar, mas não o fiz. Parece que estou tentado me convencer, e é...mas isso foi tudo o que aconteceu, o que vocês acham?

Abraços a todos, desejo força, muita força na mente e no coração!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 18º DIA

em 23/11/2017, 03:34
Olá colegas,

Aqui estou eu no 18º dia, estou feliz por isso. Hoje foi um dia normal como todos os outros, estou a cada minuto do dia em guerra comigo mesmo por assim dizer, cada mau hábito, cada pequeno impulso despropositado, não apenas relativo à PMO,  estou a combater. Como eu disse acho que tudo ajuda, cada pequena vitória é fundamental para o crescimento pessoal, e mesmo cedendo muitas vezes à gula ou indolência no fim de um dia uma semana ou um ano nos tornamos mais calejados, e nosso nível de auto controle estará mais elevado.

Estou sem grandes novidades... minha briga tem sido também por regularizar meus horários de sono que não estão nada bons. Tenho achado o reboot até agora relativamente fácil, o que por um lado me alegra mas por outro me preocupa. Passam pensamentos na minha cabeça do tipo: "será que está realmente funcionando, fazendo efeito?". Mas creio que sim, porque no mínimo estou livrando-me de maus hábitos, compulsões que carrego comigo há anos, então só pode ser positivo o saldo.

Existe mais um auto controle importante também a ser trabalhado além do sexual, da comida, da indolência dentre outros, que é o da internet o qual está ligado à procrastinação. Hoje às 22h aproximadamente sentei-me aqui para fazer o que precisava fazer e depois ler um capítulo do e-book e depois postar. O que acabou acontecendo é que comecei a navegar na internet, nada de proibido até porque tudo está bloqueado, fiquei vendo vídeos no youtube sobre política e programas de tv, lendo notícias também nos portais dos grandes jornais, mas eu tinha metas aqui a serem cumpridas, e acabou que nada fiz e só comecei a escrever aqui no fórum às 3h da manhã. Isso é um tremendo mau hábito, procrastinei, não fui objetivo e cedi à tentação da internet, que nos estimula a ficar num estado automático de lerdeza na qual perdemos a noção do tempo e acabamos por fazer nada de útil. Tudo se relaciona, penso que combatendo isso também estarei ajudando na minha guerra maior contra a PMO.

Essa falta de foco e disciplina muito me prejudica em vários aspectos da vida, e me prejudica aqui no fórum também, porque graças a isso eu ainda não li com calma e nem postei no diário de ninguém, e isso é uma coisa que quero muito fazer, e sei que será muito enriquecedor, pois os relatos são o complemento perfeito ao e-book.

Desejo boa noite a todos!

_______________________________________
Mad Max
Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/03/2016
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty 19º DIA

em 24/11/2017, 02:45
Olá pessoal,

Cá estou eu no 19º dia, estou sentindo-me mais realizado e com a moral mais alta, enfim mais feliz. Nem sei no que isso vai dar, espero que dê tudo certo, que me cure e aprenda a me religar de maneira saudável e eficiente. Eu acho que estou diferente desta vez pois pela primeira vez na prática estou tentando ao menos colocar o reboot como prioridade número um, mas por outro lado as vezes fico em dúvida se cheguei até aqui por não ter sido acometido por uma força por enquanto não muito forte para me masturbar, talvez uma mistura das duas explicações. Mas o fato é que estou muito mais engajado e motivado, tomei  e estou tomando algumas decisões corretas e implementando mudanças.

Engraçado voltar atrás aqui no meu diário e olhar as postagens desde a primeira, como pareceram fúteis algumas das minha tentativas, eu tentei sim, e lógico que se dependesse apenas do meu livre arbítrio eu não passaria por tudo isso e consequentemente não pagaria o preço, mas é que comparado a hoje pareceram tão amadoras as tentativas anteriores que me deu vontade até de rir para não chorar. Reboot exige uma grande dose de maturidade e raça da pessoa, espero muito completar os 90 dias, os 9000 e se possível o resto da vida.

Eu tenho achado os banhos frios maravilhosos,  é meio sofrido no início mas me dá a impressão que é um banho mais motivador, sei lá, o banho quente "pede" para ser mais demorado e saímos mais mole dele. Além disso eu acho que ajuda mesmo a baixar as vontades que vêm lá de baixo, e acredito que seja mais saudável também, ainda não procurei ler a respeito. De resto sem novidades, tudo na mesma caminhando, só sei que preciso melhorar a minha religação que está muito fraquinha ainda, o que tenho feito é tentado aproveitar toda e qualquer possibilidade de diversão por mais banal que seja, mas entendo que este modo deve ser temporário já que não se sustenta, terei que investir mais nisso, e por enquanto será via academia mesmo, tentar aproveitar as oportunidades que surgirem para paquerar se for o caso, aproveitar tudo que der para aproveitar, pelo menos não ficando de bobeira em casa ou no computador, caso não tiver nada pra fazer melhor sair ir malhar ou caminhar.

Nas minhas diversas tentativas anteriores eu tive especial dificuldade em torno do vigésimo dia, vamos ver como me saio desta vez. Na verdade não senti que tinha nada de especial para falar hoje, mas tenho achado tão importante escrever aqui diariamente que vim bater o ponto.

Desejo uma ótima sexta feira a todos!

_______________________________________
Blpr
Mensagens : 4833
Data de inscrição : 30/05/2015
Ver perfil do usuário

Diário de Mad Max - Página 4 Empty Re: Diário de Mad Max

em 24/11/2017, 10:00
"Cá estou eu no 19º dia, estou sentindo-me mais realizado e com a moral mais alta, enfim mais feliz. Nem sei no que isso vai dar, espero que dê tudo certo, que me cure e aprenda a me religar de maneira saudável e eficiente. Eu acho que estou diferente desta vez pois pela primeira vez na prática estou tentando ao menos colocar o reboot como prioridade número um, mas por outro lado as vezes fico em dúvida se cheguei até aqui por não ter sido acometido por uma força por enquanto não muito forte para me masturbar, talvez uma mistura das duas explicações. Mas o fato é que estou muito mais engajado e motivado, tomei  e estou tomando algumas decisões corretas e implementando mudanças."

Essas sensações internas de bem estar e segurança pessoal surge muitas vezes durante o Reboot. Creio que faz parte do processo de restauração.

"Engraçado voltar atrás aqui no meu diário e olhar as postagens desde a primeira, como pareceram fúteis algumas das minha tentativas, eu tentei sim, e lógico que se dependesse apenas do meu livre arbítrio eu não passaria por tudo isso e consequentemente não pagaria o preço, mas é que comparado a hoje pareceram tão amadoras as tentativas anteriores que me deu vontade até de rir para não chorar. Reboot exige uma grande dose de maturidade e raça da pessoa, espero muito completar os 90 dias, os 9000 e se possível o resto da vida."

Tentativa e erro faz a gente se superar melhor em batalhas seguintes. Uma recaída ensina a tomar consciência dos limites e como ultrapassar essa barreira.

"Eu tenho achado os banhos frios maravilhosos,  é meio sofrido no início mas me dá a impressão que é um banho mais motivador, sei lá, o banho quente "pede" para ser mais demorado e saímos mais mole dele. Além disso eu acho que ajuda mesmo a baixar as vontades que vêm lá de baixo, e acredito que seja mais saudável também, ainda não procurei ler a respeito. De resto sem novidades, tudo na mesma caminhando, só sei que preciso melhorar a minha religação que está muito fraquinha ainda, o que tenho feito é tentado aproveitar toda e qualquer possibilidade de diversão por mais banal que seja, mas entendo que este modo deve ser temporário já que não se sustenta, terei que investir mais nisso, e por enquanto será via academia mesmo, tentar aproveitar as oportunidades que surgirem para paquerar se for o caso, aproveitar tudo que der para aproveitar, pelo menos não ficando de bobeira em casa ou no computador, caso não tiver nada pra fazer melhor sair ir malhar ou caminhar."

Também comecei a tomar banhos frios a medida que fui aprimorando o Reboot. Realmente, com o tempo se acostuma.

Diminuir o tempo que passamos na internet é muito salutar ao Reboot.


_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum