Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Novas experiêncas e frustrações...

em 24/7/2017, 21:08
Cavalheiros, sou grato pelos conselhos e pelos votos de superação.

Meu novo record: 29 dias em HARD MODE.

Eu tive uma nova experiência com a garota, eu propus que ela viesse em meu Apto e pudesse passar de sábado para domingo e ela concordou. No momento a sós, eu propus que dormíssemos juntos e ela consentiu. Estávamos assistindo tv abraçados e conversando sobre trabalho. Não rolou nada que pudesse ultrapassar ou invadir o campo de "intimidade" dela não restando nada a ser reclamado, algo que pudesse levar a algum constrangimento, ou arrependimento conforme eu havia planejado.

Eu fiz isso como tentativa de aprofundar a nossa sintonia, o sincronismo de nossa relação. Apesar dela ter até "gostado", restou infrutífero. De noite saí com ela e na volta ficamos conversando e ela novamente passou a relatar o passado de outros relacionamentos que ela teve e que com a experiência que obteve ela evita de me apresentar para os pais dela por não saber se dará certo. Ainda relatou que se ela se deixar levar pela consciência dela terminaria o relacionamento. Quando eu questionei se ela sente vontade de permanecer comigo disse que não tem nada conclusivo e não prefere concluir ainda.

Eu confesso que diante destes derradeiros relatos fiquei bastante contrariado e frustrado. Não esperaria que namorar alguém tão madura, inteligente, independente fosse tão problemático e delicado. Por conta disso, neste exato momento, sinto-me revoltado por ter feito a proposta em me relacionar com ela e cogito em tomar iniciativa para terminar com ela via WhatsApp mesmo, antes que a dor aumente conforme eu continue a me envolver com ela.

Aos que possuem experiência com esses fatores se puderem me fornecer algum conselho, serei extremamente grato.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 24/7/2017, 21:52
Fala Henrique G,

Parabéns pelo reboot mano! Muito bom chegar nesta fase que não sente falta do vício. Importante apenas se preocupar com gatilho.

Sobre seu relacionamento cara, poderia falar muitas coisas mas você tem uma base religiosa forte, isto pode confundir as coisas, postei anteriormente e nem sei se ajudei de verdade, aí não sinto motivação para ajudar-lhe, talvez a minha opinião pode te impactar e frustar mais ainda, então prefiro me limitar.

O que posso lhe dizer é ser forte, frustrações é foda e recorrer o vício é um caminho curto, então seja forte man que todos nós queremos o seu bem.


_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Primeiro Término de relacionamento

em 25/7/2017, 11:23
Obrigado pela força, Budista Rebooter !

Não senti perspectivas de deixar prolongar o relacionamento e ontem à noite comuniquei via WhatsApp o término do relacionamento bem como a interrupção do investimento para o desenvolvimento afetivo-amoroso com ela que eu havia proposto.

Tenho que lidar agora com os problemas advindos da idealização, ela é uma pessoa incrível, fantástica e aparentemente singular. Eu me utilizei da razão pra terminar, se eu me deixasse levar pelo lado emotivo eu aos poucos me transformaria em um fantoche apaixonado dela. Digo fantoche pois, ela deixa claro o lado dominador que aos poucos começou a ser manifestado e se desenvolvia conforme o tempo.

O único problema que comecei a enfrentar esta manhã é o fluxo de pensamentos que me limitou até de tomar meu café da manhã. Este fluxo de pensamentos me causa uma acentuada queda em minha autoestima ( que por natureza já é baixa ) e consequente enfraquecimento físico dado a drástica perda de apetite, mesmo que minha decisão tenha sido calculada de forma a não me trazer arrependimentos.

Eis alguns motivos pelos quais eu tento exercer um esforço hercúleo para ser racional tanto na escrita, como nas relações interpessoais. Mas, tudo tem o seu tempo. O importante é meu progresso e o amor próprio que decidi cultivar.

Eu sou o responsável pelo meu sucesso, ou meu fracasso, acredito na autonomia do indivíduo. Não posso controlar tudo, mas entre a vida e a morte posso mudar e fazer, ou deixar de fazer muita coisa.

Hoje alcançarei 30 dias de reboot em Hard Mode.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Mensagens : 236
Data de inscrição : 12/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 25/7/2017, 11:39
Cara, você tem que parar de intelectualizar a vida se vc quiser se dar bem com as mulheres. Se quiser posso discorrer sobre, mas esse é o meu conselho principal.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 362
Data de inscrição : 21/12/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 25/7/2017, 18:43
Acredito que você tenha feito o certo. No fundo ser homem é isso, se esforçar pra tudo.

Você notou o problema e fez força pra sair da inércia que talvez se manteria se não tomasse uma atitude.

Eu gosto muito do jeito que você relata as coisas, por vezes me sinto lendo um livro quando leio seus textos. Você tem o hábito de ler?

No mais que ótimo que vem mantendo seu reboot, e lembre-se que nenhum esforço é feito em vão, o errado é continuar deixando os sentimentos te guiarem, portanto continue se esforçando, não cesse!
A razão serve justamente pra não deixar-nos agir como animais, eu por muitas vezes tenho dificuldades em agir assim por causa da confusão mental que a P me causa, é terrível.

Abraços Henrique.
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 25/7/2017, 19:32
Prezado, Sr. Arjuna, grato pelo conselho inicial e sinta-se à vontade para discorrer sobre o assunto em meu diário.

Meu nobre Dangelo, grato pelas suas contribuições de apoio ! Respondendo ao seu questionamento leio moderadamente principalmente obras jurídicas, de filosofia e teologia também, rs.

E é claro sempre ajo pensando no melhor, ou no menos pior. Não sinto-me arrependido pela forma que resolvi já que esta é minha essência de lidar com as coisas.

Neste momento, apoio é o que mais precisamos. Fiquei próximo de uma pessoa que em menos de 1 mês escutei mais críticas do que escutaria de uma pessoa comum em 5 anos. Projeções externas de admiração e apoio é terapêutico. E o exercício para não confundir fato com opinião alheia é imprescindível.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 26/7/2017, 11:32
Henrique G,

Você fez uma sábia decisão. É comum estarmos apaixonados e colocar a mulher em uma padrão acima de você,

Isso acontece pela falta de experiência com as mulheres, onde quando encontramos uma de valor que vai de encontro com nossa realidade, é comum exaltarmos as suas características a ponto de nos tornar submissos, isso a longo prazo é um prato cheio para um término.

Ou

Pela auto-estima, falta de amor próprio, onde nos qualificamos como seres sem graça de pouca experiência e assim encontramos sexo oposto que "está disposta em nos ajudar" (colo aspas, pois todo envolvimento social é provido de interesse) e acabamos a nos sujeitar em situações que nós não queríamos, só com o medo de perdê-la.

O seu emocional falava pra continuar e sua razão não. Nós homens somos seres racionais e as mulheres emocionais, é extremamente importante entender isto e saber convivê-las com isto aproveitando da melhor forma pra ti.

Você a considera como madura, mas pelas descrições dos seus relatos, sinceramente!? Como pode uma mulher madura ter medo de que contem seu estado civil (divorciada) com medo da pressão social? E esta relação onde ela quer as escondidas!? E se ela é madura, sistemática, independente, porque ficou este tempo contigo e não tem a certeza de um relacionamento sério?

Use sempre como regra: quando a mulher quer algo, ela vai atrás, não tem como impedir isto!

Se ela quer te trair, ela vai te trair. Se ela quer namorar com você, vai usar toda linguagem indireta ou direta pra que você assuma o compromisso.

A sua falta de experiência fica evidente nas relações sociais e infelizmente há pessoas que possam aproveitar da sua inocência para fazer o mal mesmo. Felizmente você tomou sábia decisão e aprenda agir como espelho, se ela é fria, seja frio, sela é quente, recompense-a.

Não sei se a falta de experiência² ou a própria religião que nos conduzem a agir de tal maneira,

mas se uma mulher adentra na sua casa e você tem relações mais íntimas com ela, não espere a aprovação dela para agir, tome atitude, seja mais enérgico, faça as coisas com o que tem vontade, SEJA VOCÊ,

está a fim de falar sacanagens? Fale! Importante é vc ser autêntico e ser você! Isso se aprende na prática, se aprende com a experiência.

Você que gosta de ler,

eu sugiro nessahan alita - como lidar com as mulheres,

Eu acredito de verdade que sua mente vai explodir lendo isto, o livro se encaixa perfeitamente o momento que está lendo.

Não acredito que a pessoa com que relacionastes possui totais características, mas entender as características biológicas da mulher nos fazem ter atitudes melhores, vai por mim, procure pdf na internet, é fácil e a leitura é corrida.

Abraços.

_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 26/7/2017, 13:09
Prezado, Budista Rebooter !

Eu acho que eu precisava ouvir exatamente o que você escreveu, e precisava muito mesmo, dado as novas circunstâncias emocionais negativas na qual me encontro.

E você disse a verdade: sou inexperiente e até imaturo nas relações sociais. Talvez por conta da forma de criação religiosa do passado que me limitou a interagir socialmente e por consequência me atrasou a atingir a maturidade e responsabilidade que eu já deveria ter.

Espero que esta experiência afetiva possa ter me somado em algo para desenvolver um novo relacionamento com maior sobriedade no futuro.

Registro sua recomendação da obra indicada e irei procurar lê-lo.

Muito grato pelos conselhos.

Forte abraço.


Status: 30 dias em HARD MODE

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Mensagens : 868
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 26/7/2017, 13:19
Fala, Henrique!

Acompanhei esse seu lance com essa garota e lamento que não tenha dado certo.

O lado bom disso tudo é que você ganhou experiência e isso irá ajudá-lo muito da próxima vez que for se relacionar com alguma garota.

Se eu fosse dar algum conselho, seria para você tentar simplificar mais a vida. Principalmente no que diz respeito ao relacionamento com o sexo oposto. Digo isso porque já fui um pouco parecido com você. Essas coisas funcionam assim: quanto mais você tenta acertar e se esforça para o relacionamento ser perfeito, mais ele será problemático. Agora, por outro lado, se deixamos as coisas fluírem e acontecerem naturalmente, sem expectativas ridiculamente exageradas, coisas boas acontecem.

Há bem pouco tempo atrás, eu pensava o seguinte:

"Eu quero me relacionar com uma mulher que seja ao mesmo tempo bonita, inteligente (de preferência que seja da minha área e que também estude para concursos), seja simpática, educada, seja fiel, madura, interessante e por aí vai..."

Depois dos meus dois últimos relacionamentos, que foram um grande fracassado, com duas garotas que eu achava que tivesse pelo menos a metade dessas qualidades, eu finalmente caí na real de que as minhas expectativas e os meus critérios de escolha eram absurdamente exagerados.

Hoje tenho consciência de que o maior culpado pelo fracasso dos meus relacionamentos fui eu mesmo. Com minhas expectativas exageradas e com toda a obsessão de construir um relacionamento perfeito com uma mulher quase perfeita.  

Atualmente estou descontruindo algumas crenças. Hoje não sou tão exagerado quanto aos meus critérios de escolha. No caso, tenho apenas critérios mínimos, que são: a mulher ter uma boa índole e termos compatibilidade nos níveis que realmente importam.

Cara, não importa se a mulher é religiosa, se é madura, uma grande profissional ou qualquer outra qualidade. Ela sempre terá defeitos e esteja preparado para lidar com eles. A única diferença que vejo de uma mulher para outra é a quantidade e a natureza dos defeitos e qualidades. Umas têm qualidades que outra não tem, assim como possui defeitos que outra já não tem. Você só precisa ver se pode conviver com os defeitos dela sem que isso possa afetá-lo de algum modo.

Isso é apenas a minha opinião. Não sou o dono da verdade e muito menos o que escrevi pode ser tomado como algo conclusivo, já que estamos em constante desenvolvimento e aprendizado.

Grande abraço e sucesso na sua jornada.

_______________________________________

avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 26/7/2017, 14:07
Sábias palavras do Wolverine.

Poderia explanar bem mais, mas vai muito de encontro com a filosofia religiosa.

Sobre suas atitudes, eu estou gostando de ver e posso afirmar que estás no caminho certo.

Só uma amostra do que estou falando é isto:

https://www.youtube.com/watch?v=L-UPDDoPOd0

Apliquei isto sem ter conhecido o livro/vídeo e minha vida mudou bastante: pra melhor.

_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

O PESO DA PERDA...

em 27/7/2017, 09:41
Acho que só agora que estou sentindo o peso da perda, mesmo que tenha sido por minha iniciativa.

Fluxo de pensamentos estão sabotando a convicção que eu formei para tomar a decisão. Digo isso pois, depois de 2 dias eu comecei a cogitar se eu não deveria ter esperado mais um pouco, pois fui muito impulsivo/precipitado para não deixar as coisas piorarem. E também quando eu acordo, ou durante o dia fico tendo "flashs" de eventos bons que passei com ela, desejando estender os eventos, mas aí percepciono que eu terminei, eu que interrompi o prosseguimento destes eventos.

Talvez o lado bom de ter contato com ela só aos finais de semana limitou o desenvolvimento de uma paixão avassaladora por ela. Ou talvez, essa consternação seja porque foi meu primeiro relacionamento amoroso (nem deu tempo de ser tão amoroso assim ) em contrapartida o dela foi o 5º. No momento não desejo conhecer nenhuma garota por um bom tempo.

Enfim, é uma sensação dissaborosa. Quero mudar minha forma de viver a vida preciso tirar esse excessivo "medo" ( ou prudência ? ) de experenciar a vida que formei desde minha adolescência e camuflei no início da fase adulta. Minha idade emotiva parece não estar sincronizada com minha idade cronológica.

Meu novo record: 31 DIAS EM HARD MODE

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Mensagens : 1782
Data de inscrição : 09/01/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 27/7/2017, 14:36
Wolverine escreveu:


Se eu fosse dar algum conselho, seria para você tentar simplificar mais a vida. Principalmente no que diz respeito ao relacionamento com o sexo oposto. Digo isso porque já fui um pouco parecido com você. Essas coisas funcionam assim: quanto mais você tenta acertar e se esforça para o relacionamento ser perfeito, mais ele será problemático. Agora, por outro lado, se deixamos as coisas fluírem e acontecerem naturalmente, sem expectativas ridiculamente exageradas, coisas boas acontecem.

Cara, não importa se a mulher é religiosa, se é madura, uma grande profissional ou qualquer outra qualidade. Ela sempre terá defeitos e esteja preparado para lidar com eles. A única diferença que vejo de uma mulher para outra é a quantidade e a natureza dos defeitos e qualidades. Umas têm qualidades que outra não tem, assim como possui defeitos que outra já não tem. Você só precisa ver se pode conviver com os defeitos dela sem que isso possa afetá-lo de algum modo.


Henrique G escreveu:

Enfim, é uma sensação dissaborosa. Quero mudar minha forma de viver a vida preciso tirar esse excessivo "medo" ( ou prudência ? ) de experenciar a vida que formei desde minha adolescência e camuflei no início da fase adulta. Minha idade emotiva parece não estar sincronizada com minha idade cronológica.

Meu novo record: 31 DIAS EM HARD MODE

Grande Henrique, parabéns pelo record.

Dado o fato de você estar sentido o peso da perda sugiro atenção redobrada pois nosso cérebro viciado pode bem servir-se dessa situação para fomentar uma queda.

Pela maneira como vc lidou com esse relacionamento você me parece bastante racional. Se erro peço desculpas. Já fui como você. Em minha opinião você deve abandonar esse racionalismo/esquematismo. O controle racional sobre as experiências de vida é limitado.

Esse seu último parágrafo diz muito sobre você mas sobre mim também. Este "excessivo medo ou prudência" de que você fala não é racional embora queiramos pensar que sim. Se você quiser "experenciar a vida" você tem que adotar não o irracionalismo, mas pelo menos o minimalismo exposto pelo Wolverine.

Por fim peço que considere isso: você realmente tomou uma decisão racional a respeito dessa garota ou uma decisão racionalizada? Pois racionalizações são justificativas a posteriori, pós-facto, que mascaram os motivos irracionais (medo/prudência) de nossas ações.

Parabéns novamente pelo seu reboot. Desejo-lhe sucesso e felicidades.

_______________________________________
Crux Sacra sit mihi lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana!

avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 27/7/2017, 21:17
Fala Henrique G,

Tenho certeza que você agiu corretamente,

Não quero alongar o texto, mas estes pensamentos que vocÊ está tendo é normal, sugiro ver, rever, rever novamente este vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=AtbtOdAlI6Q

Ele é verdadeiro, todos nós passamos por isto,

alguns passam por alguns dias, outros por meses, outras pessoas por ano ou anos...

Só depende de nós!

_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 29/7/2017, 19:17
É comum ouvir-se que as mulheres querem segurança mas quase
ninguém sabe precisar que tipo de segurança é essa. Alguns homens,
desesperados, pensam que se trata de segurança a respeito dos sentimentos
que èles possuem pela mulher e se apressam em lhes entregar flores, muitas
vezes até de joelhos. São uns infelizes.

A segurança masculina buscada não é a segurança dos sentimentos do
homem pela mulher mas sim do homem por si mesmo. O homem seguro ao
qual as damas tanto se referem é o homem que não teme e não precisa de
ninguém, que não se arrasta e não se apressa em agradar, que agrada pela
sua simples existência. É também aquele que está seguro com relação a seus
objetivos de vida, que não abre mão de suas metas e que está ciente do tipo
de amor e do perfil da mulher que procura, não fazendo concessões. É um
homem especial que não se curva ao encanto de nenhuma fêmea, que resiste
a todos os feitiços, inclusive às tentativas de conflitos, de geração de
climas inamistosos e aos infernais testes. Este perfil proporciona à fêmea
intensa segurança. O homem seguro de si transmite a sensação de proteção a
quem o acompanha.


Paradoxalmente, tal homem deverá temperar esta segurança acerca de
si mesmo inserindo na mente feminina uma insegurança a respeito do que
sente por ela, fazendo-a oscilar entre a esperança e o desespero, entre ser
acolhida e o medo de perdê-lo, tal como ela faz, ou tenta fazer, com ele. Se
deixá-la se polarizar, a perderá.
Esta segurança nada tem a ver com entregar flores, bilhetinhos ou
chocolates. Embora possamos fazer isso de vez em quando, não é
recomendável que o façamos sempre para evitar comunicação subliminar de
fraqueza emocional.


_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
avatar
Mensagens : 236
Data de inscrição : 12/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 30/7/2017, 12:49
Budista Rebooter escreveu:É comum ouvir-se que as mulheres querem segurança mas quase
ninguém sabe precisar que tipo de segurança é essa. Alguns homens,
desesperados, pensam que se trata de segurança a respeito dos sentimentos
que èles possuem pela mulher e se apressam em lhes entregar flores, muitas
vezes até de joelhos. São uns infelizes.

A segurança masculina buscada não é a segurança dos sentimentos do
homem pela mulher mas sim do homem por si mesmo. O homem seguro ao
qual as damas tanto se referem é o homem que não teme e não precisa de
ninguém, que não se arrasta e não se apressa em agradar, que agrada pela
sua simples existência. É também aquele que está seguro com relação a seus
objetivos de vida, que não abre mão de suas metas e que está ciente do tipo
de amor e do perfil da mulher que procura, não fazendo concessões. É um
homem especial que não se curva ao encanto de nenhuma fêmea, que resiste
a todos os feitiços, inclusive às tentativas de conflitos, de geração de
climas inamistosos e aos infernais testes. Este perfil proporciona à fêmea
intensa segurança. O homem seguro de si transmite a sensação de proteção a
quem o acompanha.


Paradoxalmente, tal homem deverá temperar esta segurança acerca de
si mesmo inserindo na mente feminina uma insegurança a respeito do que
sente por ela, fazendo-a oscilar entre a esperança e o desespero, entre ser
acolhida e o medo de perdê-lo, tal como ela faz, ou tenta fazer, com ele. Se
deixá-la se polarizar, a perderá.
Esta segurança nada tem a ver com entregar flores, bilhetinhos ou
chocolates. Embora possamos fazer isso de vez em quando, não é
recomendável que o façamos sempre para evitar comunicação subliminar de
fraqueza emocional.


Excelente post, Budista! Eu não conseguiria colocar em melhores palavras. Vou até salvar aqui o seu texto.
Enfim, é isso mesmo: quem mantém essa ideia romantizada da mulher e do relacionamento tende a se dar muito mal.
Sobre o homem seguro de si, que não muda por pressão alheia e que não teme, tem um livro totalmente relacionado chamado "A nascente" (The Foutainhead). O livro deu origem a um filme também. Fica a recomendação, abs!

_______________________________________
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 2/8/2017, 23:10
Grato pelas palavras, Budista Rebooter.


Considero que eu não estou com um grau elevado de dificuldade para superar este término pois, conforme eu visualizava o excesso do senso crítico da garota isso esfriava meu interesse por ela.



Meu novo record: 38 dias em HARD MODE.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 3/8/2017, 23:27
Se algo está incômodo, o modus operandi não pode ser o mesmo.

Ter namorado mesmo por um curto período de tempo pode ter ajudado na minha religação, em novas criações sinápticas psíquico-emocionais. porém a manutenção do meu atual reboot tem partido de mim mesmo.

Tenho abandonado a ideia da hiperssexualização tão disseminada culturalmente na sociedade.Tenho desconfigurado a ideia de que sexo é uma necessidade biológica, segundo as "pressões sociais".

Quando eu afirmei para mim mesmo que não preciso alcançar satisfação sexual, ou afetiva de forma obsessiva em minha vida, as fissuras desapareceram. E para que não voltem, irei manter este padrão mental.

Venho fortalecendo minha própria identidade interna, me desfazendo de tudo aquilo que não pertence à minha essência, que me atrasa e na medida do possível invisto em mim.

Criei relatórios do que tenho que fazer diariamente e deixo explícito neles as horríveis recordações quando eu recaía e tento ler diariamente.

Assim sigo.


Meu novo record: 39 DIAS EM HARD MODE.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1099
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 29
Localização : RJ
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 3/8/2017, 23:48
Henrique, semana passada conclui a leitura do diário do Mario Vieira e um assunto em que ele sempre batia na tecla era a importância da inteligência emocional no reboot e na vida em todos os aspectos...
Enfim, tu é um cara que manja nesse assunto, recomendo que você use em seu favor brother.

Sobre escrever as situações horríveis que você passou após as quedas, é uma estratégia valida mano... Mas não foque apenas nisso; também se rebele contra o vicio e contra comportamentos (hábitos) repetitivos que possam oferecer algum risco.

Você tem um potencial fora de série Henrique, use-o em seu favor!!
Parabéns pelo recorde!

Segue firme.

_______________________________________
" Nunca estagne, sempre procure crescer, mesmo que seja aos poucos... ."



                    Meta  29/12/2018
avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 8/8/2017, 09:10
Curioso Henrique, pois faço o mesmo, mas não anoto, apenas lembro os momentos que eu poderia fazer diferente e óbvio, nas mudanças sentidas quando fiquei em 30 dias.

_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
avatar
Mensagens : 362
Data de inscrição : 21/12/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 8/8/2017, 19:27
Certíssimo Henrique. Nada a acrescentar. Parabéns pelos 39 dias.

Acredito que você faz bem em não seguir as tendências, afinal, os poucos que se salvaram dessa epidemia de pornografia foram os que se mantiveram longe disso, seja pela criação, seja por esforço próprio.. Enfim, seguir o povão sempre dá merda,rsrs.

Abração!
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Imaturidade emocional ?

em 10/8/2017, 10:28
Prezados, me vejo em um grande desconforto psico-emocional.

Não é só pelo fato do rompimento do relacionamento, mas também de estar iniciando em uma nova profissão sozinho como autônomo e ter pouco rendimento neste início de carreira.

Eu fiquei tão transtornado e ansioso que cometi alguns erros nos quais gostaria de expor. Julgo que se trata de imaturidade emocional de minha parte e necessito de sanar esta deficiência.

Fiquei sabendo que semana passada a moça que namorei se encontrou com minha mãe em um banco e lá conversaram. Disse que ficou sem entender porque eu terminei, já que estava tudo bem entre nós, que sou muito ansioso, etc.

Eu confesso que eu não queria terminar, mas raciocinando que a médio prazo isso seria problemático tomei a decisão. Estava gostando dela. Aprendendo coisas, me soltando... enfim. Mas, mesmo sabendo o porque o fiz 1 semana depois começaram aparecer gatilhos de dúvidas ( tipo, e se eu investisse mais, esperasse um pouco mais ? ) e de culpa, me transtornando e até cogitando em retomar o relacionamento.

Das minhas fraquezas:

Na minha profissão é válido eu usar redes sociais para fazer notório meu trabalho, o principal é o Facebook e LinkedIn. Ela havia me excluído, mas depois mandou solicitação de amizade pra mim novamente e eu aceitei.

O aniversário dela foi no domingo e pela primeira vez na vida fiz uma coisa inusitada. Na segunda-feira fui a uma floricultura e encomendei flores de chocolate, escrevi um bilhete manuscrito (inseri somente felicitações e votos de sucesso, expressei admiração profissional e pessoal), pedi para embrulharem como presente, porém NÃO coloquei remetente, NÃO me identifiquei e pedi para entregarem no escritório dela.

De tarde ela começou a me enviar mensagens questionando-me se fora meu o presente deixado em seu escritório. Eu revelei que sim. Ela quis questionar o motivo de não ter colocado remetente, se isso era um teste, disse que foi desnecessário o anonimato e que a fiz ficar muito feliz pela surpresa, me agradeceu pelas palavras de carinho e pela lembrança.

Ressalto que não fiz proposta de retorno para ela.

Como eu disse, a junção de adversidades está me deixando emocionalmente instável. Principalmente no quesito trabalho.

Do meu Reboot
O transtorno era tanto que pensei que se eu conseguisse uma dose de dopamina com a masturbação sem recursos artificiais eu melhoraria, mas não surtiu efeito, era como se minha mente não se importasse mais com excitação artificial e solitária depois de 43 dias e depois que tive contato físico com uma mulher.

Status atual:

Sem Pornografia: 45 dias
Em HARD MODE: 1 dia

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1099
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 29
Localização : RJ
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 10/8/2017, 11:42
Gostei da sua história Henrique.

Primeiramente você deve parar de potencializar as dificuldades do seu novo negocio e focar no que pode dar certo, todo começo gera um pouco de dificuldade porém com o tempo você vai adquirir experiência e autonomia nesse negocio Henrique.

Te indico os vidoes de um cara chamado Paulo Vieira, ele fez 28 vídeos curtos, no intuito de ajudar e incentivar  as pessoas a tomarem uma direção nos seus projetos de vida.
Se te interessar, dê uma olhada;
https://www.youtube.com/watch?v=z_R5LHBeR20&list=PLqhCb-FgTbjlQRZRZ0yIPIdJAdOY6q_UR

Brother, não tenho autonomia para opinar sobre seu relacionamento com essa mulher, mas recomendo que você tenha cautela, já que você disse que não via futuro no relacionamento então porque você não deixa um pouco de mão.
Evite gerar expectativa em relação a ela, e governe suas emoções, pois se deixar levar pela M por causa dela não vai ser útil em seu reboot

Siga Firme Henrique.


Última edição por Eder em 10/8/2017, 16:19, editado 6 vez(es)

_______________________________________
" Nunca estagne, sempre procure crescer, mesmo que seja aos poucos... ."



                    Meta  29/12/2018
avatar
Mensagens : 558
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 10/8/2017, 12:49
Henrique G,

Você tomou a postura e terminou, ficaste por cima.

A muito tempo atrás eu não ligava para estas coisas, pois alimenta o EGO, mas infelizmente nas relações sociais elas são importantes caso você queria ser importante e o que aconteceu foi exatamente isto aí.

Você terminou e se fechou. Isto simplesmente gerou uma dúvida na cabeça dela e umas das formas dela tentar ver se você ainda está sob domínio dela é pesquisar e começou conversando com sua mãe plantando algumas ideias que provavelmente vão chegar a você e por algum canal ela vai saber a sua reação, seja por outras pessoas ou diretamente a você.

Mulheres não gostam de ficar por baixo e quando isto ocorre elas fazem questão de inverter as regras do jogo, tomar atitude em terminar desperta em algumas mulheres maior interesse, porém tal interesse pode ser no gostar ou virar o jogo pra te dominar e após um tempo, quitar. (Recomendo ler o livro que falei pra entender melhor).

Sua atitude foi bonita mas estranha pela atitude em ter terminado. É fato que você está mexido, principalmente porque você não se relaciona com nenhuma mulher interessante, então é óbvio que uma um pouco acima do normal vai te encantar.

Agora imagine se relacionar com 2~3~4 mulheres em poucos meses? Tenha certeza que tal experiência vai te deixar maduro na hora de escolher as mulheres, onde não vai se deixar levar pelos encantos femininos mas sim com aquela que se adeque aos valores idealizados por você.

Você mesmo sentiu que apesar de algumas qualidades, o relacionamento não é o que você quer, mas como não tens nenhuma mulher, ela acaba sendo alguém que lhe agrade, mesmo te desagradando. É bem normal isto ocorrer quando relacionamos com poucas pessoas.

Não sei o que vocÊ faz, mas saia pra socializar, conheça outras pessoas pois seu mundo acabará sendo apenas esta mulher.

_______________________________________






Acompanhe meu diário


Vamos lá debater, serei eternamente grato!
http://www.comoparar.com/t5410-diario-do-budista

Valeu pelo apoio!
Mensagens : 191
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Relatos e desabafos

em 18/9/2017, 13:19
Saudações, prezados.

Sinto de relatar como foram meus últimos dias, minhas dificuldades e também para fazer algo que naturalmente eu não fazia, que é desabafar.

Após fazer o melhor reboot , meus últimos dias após o término do meu primeiro relacionamento foram um dos mais angustiantes de minha vida e está sendo.

Descrevo:
TÉRMINO DE RELACIONAMENTO
Após de 2 semanas aprox. que terminei com ela eu acordava de madrugada com picos ansiedade latente pensando nela. Voltava a dormir e sonhava com ela.
Quando estou acordado é mais fácil eu controlar estes pensamentos, mas de repente sou assaltado por pensamentos de arrependimento por ter terminado, por não ter feito diferente, por não ter aproveitado mais...gatilhos associados com o vício em "excitação" nos momentos que passei com ela me torturam...

Eu socializei razoavelmente neste período e procurei desabafar com pessoas que eu achava que poderia.

Algumas delas que conheceram ela bem antes do que eu me recomendaram a me afastar definitivamente da moça, pois em que pese ela frequentar a igreja tem a fama de ser "danada" e "rodada" e de ter eventualmente casado mais de 1 vez fora outros relacionamentos após o término. Taxaram ela de "espiritualmente leviana" e autoritária. Revelaram portanto, que os motivos dela não querer que seu estado civil de divorciada fosse revelado na verdade oculta coisas erradas que ela fez.

Eu meio que não quis acreditar neste perfil obscuro dela até que chegou ao meu conhecimento que ela casou ( informação do perfil público dela do Facebook). Ou seja, em menos de 2 meses do término ela casou. Isso me auxiliou a desconfigurar as esperanças de uma reaproximação que eu estava intentando fazer.

Neste ínterim, um amigo da igreja me passou o contato de uma outra moça para conversar. Pelo Whats conversamos por duas semanas, até que marquei um encontro ao término do culto para um local próximo. Ela aceitou, o papo ia legal até que ela quis saber do "porquê eu não ter namorada" já que ela visualizou talvez boas características. Entramos no assunto de relacionamento, ela quis saber mais,( porque eu terminei, etc .. ) acabei revelando este meu precedente, que julguei inadequado para a ocasião. Deixei-a em sua casa, mas detectei após estas revelações o desinteresse dela. Mas, para falar a verdade eu também não me interessei por ela.


PROFISSIONAL - ECONÔMICO

Para comprometer minha situação, estou na tentativa de sobreviver financeiramente como autônomo seguindo a minha formação acadêmica e este início o fluxo de serviços está baixíssimo, sem carteira de clientes formada tendo eu que trabalhar de forma híbrida prestando serviços de natureza diversa para haver fluxo de renda e isso bombardeia minha autoestima diariamente por mais que meus esforços sejam reconhecidos.

Isso somou à ansiedade desenvolvida e ao auto fluxo de pensamentos negativos de que eu tenho que ser capaz de sustentar uma casa se quero ter uma família, etc, etc...

Meu cotidiano tem sido bombardeado por ansiedades e erupções emocionais. Me mantive em Hard Mode por 43 dias, mas a ansiedade era tanta, as lembranças da excitação quando eu estava namorando eram tão latentes ( talvez por ser inédito ) que me recorri a MO para ver se a ansiedade diminuiria com a elevação de dopamina, ledo engano.

Depois do meu primeiro relacionamento e do meu último record no reboot muita coisa mudou em mim. Para mim o reboot só tem plena eficácia em Hard Mode.

Comecei a psicossomatizar, a pele de minhas mãos começaram a ficar avermelhadas, aparentemente enrugadas e aparecerem feridas. Comecei a pensar em coisas horríveis a não ver um futuro esperançoso para mim, a não ter perspectivas que eu venha encontrar alguém bacana que venha a dar certo comigo...

Lembro-me de que no início me recomendaram a entrar no relacionamento para adquirir experiência, mesmo que saia machucado, mas não achei que iria passar por esse inferno interno todo.

Porém, todas as pessoas com que conversei falaram/ aconselharam na mesma linha de que eu na verdade, fui liberto.

Eu só gostaria de esquecer isso, de me tranquilizar e voltar a ter paz comigo mesmo. Talvez seja por isso que minha mente me leva a desabafar: para adicionar e reforçar as razões que tomei. É uma espécie de racionalização de justificação.

Só hoje que alcancei um nível de estabilidade emocional razoável para redigir esta postagem.

Meu status do reboot: HARD MODE: 1 dia
Sem pornografia: 84 dias

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Mensagens : 236
Data de inscrição : 12/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Henrique G

em 18/9/2017, 14:02
Acredito que seja normal vc estar nesse estado de euforia e de um sentimento de falta angustiante da moça. Ao meu ver, isso ocorre devido a escassez de mulheres + baixa auto-estima.
Ligo muito o seu estado ao meu quando tinha 12 anos e perdi o BV: vivia idolatrando a garota que beijei e ficava atormentado, sempre pensando nela.
Sei que vai contra as suas crenças, mas a única maneira que conheço para acabar com esse sentimento é ter muitas opções disponíveis e muita experiência com mulher. Isso acaba um pouco com o problema da auto-estima e te deixa menos ansioso com a falsa noção de que alguém algum dia alguém virá a te completar e acabar com sua solidão.

Posso estar errado, mas é essa visão que eu tenho do seu caso
Abs

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum