Compartilhe
Ir em baixo
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 09:21
Perseu escreveu:
moonshine escreveu:
Perseu escreveu:Boa noite Moon.

Qual a causa que te faz acessar a PMO ou a M? Qual o fluxo de pensamento que deixa as coisas em estado de fissura?

Abração.

Cara, eu acho que acessava mais pelo costume mesmo. Como desenvolvi uma fobia social muito forte, a M era uma das poucas formas de prazer que encontrei. Atualmente essas fissuras vem de forma absurdamente repentina.

Nesses últimos meses eu tive uns vacilos grandes procurando sexo casual onde acabei tendo algumas conversas mais quentes com algumas amigas, mas no geral não tenho tido momentos de tentar testar os bloqueadores ou coisas do tipo, de toda forma acredito que essas conversas possam ter colaborado pra esses momentos de fraqueza.

A fobia social foi diagnosticada por algum profissional? Se sim, faz algum tratamento? Sua criação foi tranquila ou superprotegida, com pais autoritários? Houve evento traumático na infância? A pergunta que se faz é: qual relação das perguntas com a questão aqui da PMO?

Tem tudo haver. Descobrindo o que causa, fica fácil tirar os pesos e concentrar a energia na resolução, com o consequente alívio da tensão mental e da ansiedade, principalmente tomando consciência da realidade, espantando a fantasmagoria que se fixa na mente. A PMO serve como alívio imediato dessa tensão. Mas nem sempre é assim, já que a busca da PMO em alguns casos gera um frisson que acaba em desconforto.

Se quiser, estou aqui pra trocar uma ideia, bater um papo.

Obrigado por ter respondido hehe

Brother, sou eu quem agradeço haha Vc fez ótimas perguntas, então vamos lá! Eu nunca consultei um psicólogo de fato, mas minha fobia chegou à um nível de eu chegar a dar a volta na facu só para evitar contato com as pessoas que eram da minha sala no primeiro semestre. É uma coisa boba, mas na época eu tinha muito disso.

Sobre minha criação, eu já cheguei a considerar ela como origem dos meus problemas tbm. Tudo pra mim foi muito limitado e superprotegido, o que pode de fato ter me "castrado" socialmente e ter feito eu virar o que era. Porém, lembro que até meus 14/15 anos eu ainda tinha mais habilidades sociais. Nesses últimos anos que as coisas pioraram.

Acredito que não foi um evento em si que gerou essa necessidade de PMO, mas o fácil acesso aliado às frustrações da vida foram aos poucos alimentando isso.

_______________________________________
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 09:29
Bom dia, pessoal. Nesses últimos dias foquei bastante no trabalho e as fissuras com P praticamente acabaram. Tô me forçando a socializar saindo com a galera do serviço, puxando papo com estranhos, conversando com amigos que não via a um tempo e isso tem me ajudado bastante.

Acho que ainda não estou totalmente recuperado, mas fico feliz por ter passado por esse período. Se não fosse a força de vcs aqui e a proteção de Deus, tenho certeza que teria caído. Nada como viver um dia de cada vez.

_______________________________________
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 10:47
Querido Moon,

Que bom ler tua resposta e ver que estás buscando uma maior socialização. Imaginei que tua criação tivesse sido dessas "presidiárias hehe". Não por culpa dos mais, mas talvez por receio (medo deles) de que o filho pudesse seguir outro caminho. Mas o importante é que você é forte e está conseguindo a dar os passos.

O primeiro deles é socializar, bater aquele papo, falar de coisas comuns com os amigos. Agora, nunca se deixando sequestrar pelo grupo ou qualquer coisa do tipo, de modo que se sinta "en-caixado". Em alguns casos tem gente encaixotada mesmo hehe, e aí fica difícil pois se perde de vista quem se é.

Diria a você que comece a ser você mesmo, sem medos do que os outros vão pensar. Eu bem sei que é um processo, não se preocupe.

Como gostou das minhas perguntas - sim, tenho milhares delas hehe -, queria te perguntar duas coisas: 1. Você teve algum envolvimento com alguma religião de viés restritivo? 2. Você sabe dizer não?

Abração ae cara!
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 11:42
Perseu escreveu:Querido Moon,

Que bom ler tua resposta e ver que estás buscando uma maior socialização. Imaginei que tua criação tivesse sido dessas "presidiárias hehe". Não por culpa dos mais, mas talvez por receio (medo deles) de que o filho pudesse seguir outro caminho. Mas o importante é que você é forte e está conseguindo a dar os passos.

O primeiro deles é socializar, bater aquele papo, falar de coisas comuns com os amigos. Agora, nunca se deixando sequestrar pelo grupo ou qualquer coisa do tipo, de modo que se sinta "en-caixado". Em alguns casos tem gente encaixotada mesmo hehe, e aí fica difícil pois se perde de vista quem se é.

Diria a você que comece a ser você mesmo, sem medos do que os outros vão pensar. Eu bem sei que é um processo, não se preocupe.

Como gostou das minhas perguntas - sim, tenho milhares delas hehe -, queria te perguntar duas coisas: 1. Você teve algum envolvimento com alguma religião de viés restritivo? 2. Você sabe dizer não?

Abração ae cara!

Grande Perseu! Muito obrigado pela atenção e pelos conselhos. Você está conseguindo me ler bem hahaha

Cara, eu estudei muitas (muitas mesmo) religiões, porém não me vi em nenhuma delas. Hoje mantenho uma relação muito forte com minha espiritualidade, mas não coloco nenhum rótulo religioso nisso.

Sobre a segunda pergunta, dizer não era à pouco tempo um grande problema pra mim. Tenho trabalhado bastante nisso principalmente depois que vi uma frase que dizia "você não pode reclamar daquilo que você permite". Isso tem me ajudado bastante atualmente, apesar de que vez ou outro eu acabo deixando as pessoas aproveitarem da boa vontade.

Abraço, meu amigo!

_______________________________________
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 11:55
moonshine escreveu:
Perseu escreveu:Querido Moon,

Que bom ler tua resposta e ver que estás buscando uma maior socialização. Imaginei que tua criação tivesse sido dessas "presidiárias hehe". Não por culpa dos mais, mas talvez por receio (medo deles) de que o filho pudesse seguir outro caminho. Mas o importante é que você é forte e está conseguindo a dar os passos.

O primeiro deles é socializar, bater aquele papo, falar de coisas comuns com os amigos. Agora, nunca se deixando sequestrar pelo grupo ou qualquer coisa do tipo, de modo que se sinta "en-caixado". Em alguns casos tem gente encaixotada mesmo hehe, e aí fica difícil pois se perde de vista quem se é.

Diria a você que comece a ser você mesmo, sem medos do que os outros vão pensar. Eu bem sei que é um processo, não se preocupe.

Como gostou das minhas perguntas - sim, tenho milhares delas hehe -, queria te perguntar duas coisas: 1. Você teve algum envolvimento com alguma religião de viés restritivo? 2. Você sabe dizer não?

Abração ae cara!

Grande Perseu! Muito obrigado pela atenção e pelos conselhos. Você está conseguindo me ler bem hahaha

Cara, eu estudei muitas (muitas mesmo) religiões, porém não me vi em nenhuma delas. Hoje mantenho uma relação muito forte com minha espiritualidade, mas não coloco nenhum rótulo religioso nisso.

Sobre a segunda pergunta, dizer não era à pouco tempo um grande problema pra mim. Tenho trabalhado bastante nisso principalmente depois que vi uma frase que dizia "você não pode reclamar daquilo que você permite". Isso tem me ajudado bastante atualmente, apesar de que vez ou outro eu acabo deixando as pessoas aproveitarem da boa vontade.

Abraço, meu amigo!

Amigo Moon,

que bom ler você e sentir que o ar está mais leve. Sobre religião eu também não tenho, mas vivo minha espiritualidade, me conectando ao amor eterno. Com a pergunta, eu queria saber se poderia haver algum resquício de restrição sexual, originada na religião.

Sobre dizer não, só tenho a te dizer que o pessoal gosta do "sangue doce" hehe. Essa expressão eu aprendi no meu trabalho. Dizia um funcionário de outro setor pra mim: " Não pra ser sangue doce" Hheheh Verdade amigo. Além do que ser doce demais causa diabetes hehe.

Mas voltando, você me parece ser um cara gente boa, sempre pronto a ajudar, daí os abusos da boa vontade. Um exercício simples que pode ajudar é saber dizer não. E como saber se devo dizer sim ou não?

É simples: quando tudo dentro de você for não, a resposta será um claro e sonoro não, em paz. Não fique se culpando depois por ter dito não e ai o remorso. Isso não ajuda. Avalie a proposta e se for não é não.

E quando digo sim? A gente diz sim quando tudo dentro de nós for sim, quando avaliarmos que aquilo será bom também pra nós. Um dos grandes problemas cara, é pensar mais nos outros do que em nós. Aí começamos a nos anular pra beneficiar o outro.

E qualquer coisa que anule o nosso eu (quem eu sou) faz mal pra alma e aí podem decorrer problemas. Portanto, um passo por vez.

Estou aqui acompanhando teu dirário e com felicidade ao ver que as milhares de perguntas tem trazido um pouquinho de reflexão heheh

Se quiser, pode me perguntar alguma coisa. Não é um interrogatório, a princípio hehe

Abraços meu velho, a luz traz paz pois faz o medo perder a essência.
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 12:22
Perseu escreveu:
moonshine escreveu:
Perseu escreveu:Querido Moon,

Que bom ler tua resposta e ver que estás buscando uma maior socialização. Imaginei que tua criação tivesse sido dessas "presidiárias hehe". Não por culpa dos mais, mas talvez por receio (medo deles) de que o filho pudesse seguir outro caminho. Mas o importante é que você é forte e está conseguindo a dar os passos.

O primeiro deles é socializar, bater aquele papo, falar de coisas comuns com os amigos. Agora, nunca se deixando sequestrar pelo grupo ou qualquer coisa do tipo, de modo que se sinta "en-caixado". Em alguns casos tem gente encaixotada mesmo hehe, e aí fica difícil pois se perde de vista quem se é.

Diria a você que comece a ser você mesmo, sem medos do que os outros vão pensar. Eu bem sei que é um processo, não se preocupe.

Como gostou das minhas perguntas - sim, tenho milhares delas hehe -, queria te perguntar duas coisas: 1. Você teve algum envolvimento com alguma religião de viés restritivo? 2. Você sabe dizer não?

Abração ae cara!

Grande Perseu! Muito obrigado pela atenção e pelos conselhos. Você está conseguindo me ler bem hahaha

Cara, eu estudei muitas (muitas mesmo) religiões, porém não me vi em nenhuma delas. Hoje mantenho uma relação muito forte com minha espiritualidade, mas não coloco nenhum rótulo religioso nisso.

Sobre a segunda pergunta, dizer não era à pouco tempo um grande problema pra mim. Tenho trabalhado bastante nisso principalmente depois que vi uma frase que dizia "você não pode reclamar daquilo que você permite". Isso tem me ajudado bastante atualmente, apesar de que vez ou outro eu acabo deixando as pessoas aproveitarem da boa vontade.

Abraço, meu amigo!

Amigo Moon,

que bom ler você e sentir que o ar está mais leve. Sobre religião eu também não tenho, mas vivo minha espiritualidade, me conectando ao amor eterno. Com a pergunta, eu queria saber se poderia haver algum resquício de restrição sexual, originada na religião.

Sobre dizer não, só tenho a te dizer que o pessoal gosta do "sangue doce" hehe. Essa expressão eu aprendi no meu trabalho. Dizia um funcionário de outro setor pra mim: " Não pra ser sangue doce" Hheheh Verdade amigo. Além do que ser doce demais causa diabetes hehe.

Mas voltando, você me parece ser um cara gente boa, sempre pronto a ajudar, daí os abusos da boa vontade. Um exercício simples que pode ajudar é saber dizer não. E como saber se devo dizer sim ou não?

É simples: quando tudo dentro de você for não, a resposta será um claro e sonoro não, em paz. Não fique se culpando depois por ter dito não e ai o remorso. Isso não ajuda. Avalie a proposta e se for não é não.

E quando digo sim? A gente diz sim quando tudo dentro de nós for sim, quando avaliarmos que aquilo será bom também pra nós. Um dos grandes problemas cara, é pensar mais nos outros do que em nós. Aí começamos a nos anular pra beneficiar o outro.

E qualquer coisa que anule o nosso eu (quem eu sou) faz mal pra alma e aí podem decorrer problemas. Portanto, um passo por vez.

Estou aqui acompanhando teu dirário e com felicidade ao ver que as milhares de perguntas tem trazido um pouquinho de reflexão heheh

Se quiser, pode me perguntar alguma coisa. Não é um interrogatório, a princípio hehe

Abraços meu velho, a luz traz paz pois faz o medo perder a essência.

Valeu meu amigo, é sempre bom achar alguém pra trocar uma ideia. Sobre as restrições religiosas sobre sexo eu nunca notei nada. Sou bem tranquilo nesse sentido.

Uma coisa que sempre me prejudicou, e hoje é bem claro pra mim, é que mesmo não sendo o cara mais bonito do mundo eu sempre "exigi" um padrão para as meninas que eu ficava, e isso por que minha primeira namorada era uma pessoa esteticamente muito linda.

Hoje vejo que deixei passar muitas oportunidades de sair com alguém legal por conta disso e não consegui ter uma vida sexual muito saudável. Mais uma causa para a PMO rsrs

Minha primeira pergunta para você é: onde está seu diário? hahahaha Quero conhecer sua história também!

Conversar contigo e ouvir seus conselhos tem me ajudado bastante a ver coisas que eu tinha deixado passar batido haha. Mais uma vez, muito obrigado, bro.

_______________________________________
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 13:01
moonshine escreveu:
Perseu escreveu:
moonshine escreveu:
Perseu escreveu:Querido Moon,

Que bom ler tua resposta e ver que estás buscando uma maior socialização. Imaginei que tua criação tivesse sido dessas "presidiárias hehe". Não por culpa dos mais, mas talvez por receio (medo deles) de que o filho pudesse seguir outro caminho. Mas o importante é que você é forte e está conseguindo a dar os passos.

O primeiro deles é socializar, bater aquele papo, falar de coisas comuns com os amigos. Agora, nunca se deixando sequestrar pelo grupo ou qualquer coisa do tipo, de modo que se sinta "en-caixado". Em alguns casos tem gente encaixotada mesmo hehe, e aí fica difícil pois se perde de vista quem se é.

Diria a você que comece a ser você mesmo, sem medos do que os outros vão pensar. Eu bem sei que é um processo, não se preocupe.

Como gostou das minhas perguntas - sim, tenho milhares delas hehe -, queria te perguntar duas coisas: 1. Você teve algum envolvimento com alguma religião de viés restritivo? 2. Você sabe dizer não?

Abração ae cara!

Grande Perseu! Muito obrigado pela atenção e pelos conselhos. Você está conseguindo me ler bem hahaha

Cara, eu estudei muitas (muitas mesmo) religiões, porém não me vi em nenhuma delas. Hoje mantenho uma relação muito forte com minha espiritualidade, mas não coloco nenhum rótulo religioso nisso.

Sobre a segunda pergunta, dizer não era à pouco tempo um grande problema pra mim. Tenho trabalhado bastante nisso principalmente depois que vi uma frase que dizia "você não pode reclamar daquilo que você permite". Isso tem me ajudado bastante atualmente, apesar de que vez ou outro eu acabo deixando as pessoas aproveitarem da boa vontade.

Abraço, meu amigo!

Amigo Moon,

que bom ler você e sentir que o ar está mais leve. Sobre religião eu também não tenho, mas vivo minha espiritualidade, me conectando ao amor eterno. Com a pergunta, eu queria saber se poderia haver algum resquício de restrição sexual, originada na religião.

Sobre dizer não, só tenho a te dizer que o pessoal gosta do "sangue doce" hehe. Essa expressão eu aprendi no meu trabalho. Dizia um funcionário de outro setor pra mim: " Não pra ser sangue doce" Hheheh Verdade amigo. Além do que ser doce demais causa diabetes hehe.

Mas voltando, você me parece ser um cara gente boa, sempre pronto a ajudar, daí os abusos da boa vontade. Um exercício simples que pode ajudar é saber dizer não. E como saber se devo dizer sim ou não?

É simples: quando tudo dentro de você for não, a resposta será um claro e sonoro não, em paz. Não fique se culpando depois por ter dito não e ai o remorso. Isso não ajuda. Avalie a proposta e se for não é não.

E quando digo sim? A gente diz sim quando tudo dentro de nós for sim, quando avaliarmos que aquilo será bom também pra nós. Um dos grandes problemas cara, é pensar mais nos outros do que em nós. Aí começamos a nos anular pra beneficiar o outro.

E qualquer coisa que anule o nosso eu (quem eu sou) faz mal pra alma e aí podem decorrer problemas. Portanto, um passo por vez.

Estou aqui acompanhando teu dirário e com felicidade ao ver que as milhares de perguntas tem trazido um pouquinho de reflexão heheh

Se quiser, pode me perguntar alguma coisa. Não é um interrogatório, a princípio hehe

Abraços meu velho, a luz traz paz pois faz o medo perder a essência.

Valeu meu amigo, é sempre bom achar alguém pra trocar uma ideia. Sobre as restrições religiosas sobre sexo eu nunca notei nada. Sou bem tranquilo nesse sentido.

Uma coisa que sempre me prejudicou, e hoje é bem claro pra mim, é que mesmo não sendo o cara mais bonito do mundo eu sempre "exigi" um padrão para as meninas que eu ficava, e isso por que minha primeira namorada era uma pessoa esteticamente muito linda.

Hoje vejo que deixei passar muitas oportunidades de sair com alguém legal por conta disso e não consegui ter uma vida sexual muito saudável. Mais uma causa para a PMO rsrs

Minha primeira pergunta para você é: onde está seu diário? hahahaha Quero conhecer sua história também!

Conversar contigo e ouvir seus conselhos tem me ajudado bastante a ver coisas que eu tinha deixado passar batido haha.  Mais uma vez, muito obrigado, bro.

Hahah obrigadão cara! Very Happy

Vamos ao que me perguntou: cadê meu diário? Onde vive? Como surgiu? heheh

Bom, não criei um diário aqui porque não fiz uso do método proposto pelo fórum. Tive receio de ser bloqueado, já que minha ideia era a de conversar com a galera, trocar uma ideia. Vou te contar apenas linhas da minha história: desde pequeno (uns 7 anos), tive "brincadeiras" relacionadas a sexualidade, o que causava culpa e um frisson intenso. Aos 12 conheci a P e ai uma coisa trouxe a outra. Me sentia culpado, um lixo, coisa comum a todos que passam por isso. Tentei várias coisas pra largar a P, mas sem resultado, inclusive a orientação religiosa da qual eu pertencia.

Até que comecei a encarar a causa que me fazia partir pra P e a consequente M. Aliviei o peso e a tensão, pude enxergar melhor. Analisei minha frustração e os meus medos, minha baixa estima. Aí enfrentei e disse: deu. Tive outros acessos, mas com menor intensidade, até que perdeu a razão de ser. Casei - ainda casado acessava P - e minha esposa ficou muito triste quando viu os históricos. Tinha relacionamentos via whatts, várias contas de e-mail, skype, um horror. Ai não acessei mais. Síntese heheh Não que eu não tenha vontade, apenas não acesso, decidi e está decidido, dentro é claro da falibilidade humana. Passei a usar minha esposa como pornografia, quando se casar entenderá hehe (obviamente que não se trata de trocas ou compensações)

Tenho 25 anos, faltou dizer isso também heheh. Mais alguma pergunta? Sou todo ouvidos! Very Happy

Quanto a sair com meninas e beleza: cara, beleza é relativa, mas não deve ser desprezada. A beleza que te colocaram pode ser uma beleza artificial, criada em laboratório. A felicidade e o amor não são criados lá. Você precisa se relacionar com quem seja belo pra você (e não para os outros) e tenha um coração humano, cheio do amor. Não adianta se relacionar com beleza e a pessoa ser vazia de essência. Aí o que manda é o equilíbrio.

Aí te digo que procure cessar os pensamentos da virtualidade (mulher da mídia) e se relacione com a realidade (mulher do seu dia a dia). Você resolverá suas questões internas e se relacionará com alguém legal, gente boa, com um bom humor e um corpo que seja agradável a você, afinal ninguém quer uma coisa no estilo dungeons e dragons heheh

Continuo aqui cara, com muita alegria em poder ajudar! : Very Happy Cool

moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 19:14
Perseu escreveu:
Hahah obrigadão cara! Very Happy

Vamos ao que me perguntou: cadê meu diário? Onde vive? Como surgiu? heheh

Bom, não criei um diário aqui porque não fiz uso do método proposto pelo fórum. Tive receio de ser bloqueado, já que minha ideia era a de conversar com a galera, trocar uma ideia. Vou te contar apenas linhas da minha história: desde pequeno (uns 7 anos), tive "brincadeiras" relacionadas a sexualidade, o que causava culpa e um frisson intenso. Aos 12 conheci a P e ai uma coisa trouxe a outra. Me sentia culpado, um lixo, coisa comum a todos que passam por isso. Tentei várias coisas pra largar a P, mas sem resultado, inclusive a orientação religiosa da qual eu pertencia.

Até que comecei a encarar a causa que me fazia partir pra P e a consequente M. Aliviei o peso e a tensão, pude enxergar melhor. Analisei minha frustração e os meus medos, minha baixa estima. Aí enfrentei e disse: deu. Tive outros acessos, mas com menor intensidade, até que perdeu a razão de ser. Casei - ainda casado acessava P - e minha esposa ficou muito triste quando viu os históricos. Tinha relacionamentos via whatts, várias contas de e-mail, skype, um horror. Ai não acessei mais. Síntese heheh Não que eu não tenha vontade, apenas não acesso, decidi e está decidido, dentro é claro da falibilidade humana. Passei a usar minha esposa como pornografia, quando se casar entenderá hehe (obviamente que não se trata de trocas ou compensações)

Tenho 25 anos, faltou dizer isso também heheh. Mais alguma pergunta? Sou todo ouvidos!  Very Happy

Quanto a sair com meninas e beleza: cara, beleza é relativa, mas não deve ser desprezada. A beleza que te colocaram pode ser uma beleza artificial, criada em laboratório. A felicidade e o amor não são criados lá. Você precisa se relacionar com quem seja belo pra você (e não para os outros) e tenha um coração humano, cheio do amor. Não adianta se relacionar com beleza e a pessoa ser vazia de essência. Aí o que manda é o equilíbrio.

Aí te digo que procure cessar os pensamentos da virtualidade (mulher da mídia) e se relacione com a realidade (mulher do seu dia a dia). Você resolverá suas questões internas e se relacionará com alguém legal, gente boa, com um bom humor e um corpo que seja agradável a você, afinal ninguém quer uma coisa no estilo dungeons e dragons heheh

Continuo aqui cara, com muita alegria em poder ajudar! : Very Happy  Cool



Poxa cara, que bom que está conseguindo manter seu controle e se recuperando da PMO mesmo sem seguir o método do fórum. Bem interessante sua perspectiva em relação aos relacionamentos.

Eu nunca fui muito de buscar ideais impossíveis, apesar de sempre criar expectativas nos relacionamentos, mas uma coisa que de fato vejo hoje é que algumas coisas só vão acontecer se a gente permitir e fazer por onde.

Em alguns posts passados eu tinha relatado a necessidade de sexo pela qual eu estava passando. Na época cheguei a procurar gps mas depois de pensar bem vi que não era bem o que eu precisaria e poderia trazer um efeito mais negativo que o esperado. Hoje eu até sinto as vezes uma carência de ter alguém comigo, porém não sei a que ponto isso pode ser positivo na condição em que estou.

Ainda tenho muito do meu eu do passado em mim e isso as vezes me deixa pra baixo e fico com pensamentos negativos, porém acredito que tenho melhorado muito por conta do reboot, da dieta que tenho feito para melhorar o corpo e do mindset que tenho desenvolvido, além, é claro, da ajuda dos irmãos aqui do fórum e de minha espiritualidade.

Voltando um pouco na questão de eu ter tido uma criação restritiva, acho que a falta de liberdade que tenho aqui na casa dos meus pais é um dos fatores que me fazem acreditar que não posso fornecer um "porto seguro" pra uma mulher bacana. Você já possui sua casa? Como foi sua criação?

_______________________________________
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 2/11/2016, 19:44
Cara, acho que agora a gente precisa levantar a questão da biologia. Você é sangue novo, tem desejo o que é natural. Precisa compreender que isso não passa - e ainda bem que não passa heheh! O que a gente deve distinguir é o desejo natural do desejo fomentado pela PMO.

Sentir vontade de transar é absolutamente normal. O que se torna anormal, a meu ver, é procurar garotas de programa ou sexo casual. E pq penso isso? Penso isso pq o mecanismo de compensação vai agir e em pouco tempo se chega onde se dissolve os sentimentos, de modo que nada mais faz sentido, sexo não tem sentido.

Sexo é bom de mais quando é regado pelo amor, pela paixão, quando é conduzido pelos abraços, beijos e toques de quem gosta da gente de verdade, exalando toda a energia desta natureza, que nos vai renovando. De outra forma, a relação sexual paga ou desinteressada, somente pq eu to "morrendo de vontade, subindo as paredes" fixa em nós o oposto da saúde mental e sexual. Futuramente podem surgir aqueles casos de gente "des-nervada", ou seja, sem sensibilidade nos nervos da alma, alguém que só quer transar e não acredita mais no amor, de modo que vive amargurado, procurando cada vez mais sexo sem se sentir preenchido pela vida. E quando encontrar uma mulher legal poderá ter crises de estar sendo traído, fantasma típico desses casos.

Uma vez que você se encare como normal, saberá distinguir o anormal e aí combater, sem dar ao pensamento plateia. Deixa ele vir, e assim como veio vai embora.

Sobre meu controle com P: resolvi dizer não apenas. óbvio que dava vontade de ver e mesmo assim eu dizia não. Teve vezes que cai, mas como a causa já estava sendo resolvida, foi menos pior. Não instalei bloqueadores pq acho que a repressão em alguns funciona, em outros pode fixar ainda mais o frisson. Pra mim, melhor é compreender a causa e ai tratá-la. A P está aqui, pronta pra ser acessada a vida toda, não será um bloqueador que impedirá. Como pude ver, funciona por um tempo mas depois volta a recaída e todo sentimento de frustração. Por isso, melhor o processo de resolver as coisas do que combater apenas o efeito chamado PMO.

Sobre teu passado: cara, o eu é transformável. O passado não pode se tornar presente. Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida e a mudança começa com pequenos passos, pequenas mudanças na mente. Tu não é mais o mesmo guri do passado, és outro, até as células mudaram, pq não a mente?

Sobre ser porto seguro: Apenas seja você, apenas ame e isso será seguro. E a gente ama quando a porta está aberta para ir embora e mesmo assim a gente não vai pq o amor é o que nos liga. No amor existe liberdade, não libertinagem. Liberdade pra ser quem se é, pra amar quem se ama, pra viver com a alma de quem sabe que o amor precede todas as coisas. Por isso, você pode ser um porto seguro, basta "não correr atrás das borboletas mas cuidar do jardim que elas vem". Cuide do seu jardim do coração e da mente!

Sobre mim, moro com meus pais e minha esposa. A casa é grande e não estou afim de pagar aluguel hahahah Minha criação foi um pouco religiosa e bem cuidadosa. Meus pais são os melhores, apaixonantes demais. Porém fui superprotegido. Ainda bem que não me tornei um babaca mimado heheh

Cool
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 3/11/2016, 21:00
Perseu escreveu:Cara, acho que agora a gente precisa levantar a questão da biologia. Você é sangue novo, tem desejo o que é natural. Precisa compreender que isso não passa - e ainda bem que não passa heheh! O que a gente deve distinguir é o desejo natural do desejo fomentado pela PMO.

Sentir vontade de transar é absolutamente normal. O que se torna anormal, a meu ver, é procurar garotas de programa ou sexo casual. E pq penso isso? Penso isso pq o mecanismo de compensação vai agir e em pouco tempo se chega onde se dissolve os sentimentos, de modo que nada mais faz sentido, sexo não tem sentido.

Sexo é bom de mais quando é regado pelo amor, pela paixão, quando é conduzido pelos abraços, beijos e toques de quem gosta da gente de verdade, exalando toda a energia desta natureza, que nos vai renovando. De outra forma, a relação sexual paga ou desinteressada, somente pq eu to "morrendo de vontade, subindo as paredes" fixa em nós o oposto da saúde mental e sexual. Futuramente podem surgir aqueles casos de gente "des-nervada", ou seja, sem sensibilidade nos nervos da alma, alguém que só quer transar e não acredita mais no amor, de modo que vive amargurado, procurando cada vez mais sexo sem se sentir preenchido pela vida. E quando encontrar uma mulher legal poderá ter crises de estar sendo traído, fantasma típico desses casos.

Uma vez que você se encare como normal, saberá distinguir o anormal e aí combater, sem dar ao pensamento plateia. Deixa ele vir, e assim como veio vai embora.

Sobre meu controle com P: resolvi dizer não apenas. óbvio que dava vontade de ver e mesmo assim eu dizia não. Teve vezes que cai, mas como a causa já estava sendo resolvida, foi menos pior. Não instalei bloqueadores pq acho que a repressão em alguns funciona, em outros pode fixar ainda mais o frisson. Pra mim, melhor é compreender a causa e ai tratá-la. A P está aqui, pronta pra ser acessada a vida toda, não será um bloqueador que impedirá. Como pude ver, funciona por um tempo mas depois volta a recaída e todo sentimento de frustração. Por isso, melhor o processo de resolver as coisas do que combater apenas o efeito chamado PMO.

Sobre teu passado: cara, o eu é transformável. O passado não pode se tornar presente. Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida e a mudança começa com pequenos passos, pequenas mudanças na mente. Tu não é mais o mesmo guri do passado, és outro, até as células mudaram, pq não a mente?

Sobre ser porto seguro: Apenas seja você, apenas ame e isso será seguro. E a gente ama quando a porta está aberta para ir embora e mesmo assim a gente não vai pq o amor é o que nos liga. No amor existe liberdade, não libertinagem. Liberdade pra ser quem se é, pra amar quem se ama, pra viver com a alma de quem sabe que o amor precede todas as coisas. Por isso, você pode ser um porto seguro, basta "não correr atrás das borboletas mas cuidar do jardim que elas vem". Cuide do seu jardim do coração e da mente!

Sobre mim, moro com meus pais e minha esposa. A casa é grande e não estou afim de pagar aluguel hahahah Minha criação foi um pouco religiosa e bem cuidadosa. Meus pais são os melhores, apaixonantes demais. Porém fui superprotegido. Ainda bem que não me tornei um babaca mimado heheh

Cool


Exatamente, bro! Concordo muito com seu ponto de vista, mas o que mais me impede de mudar algum desses pontos hoje é que eu, de fato, não sei muito bem o que preciso haha

O reboot tem me ajudado muito a desenvolver cada vez mais o desapego. Por um lado é bom que ajuda a evitar sofrimentos desnecessários, mas por outro as vezes me sinto um pouco frio, é meio que quase tudo entra no modo de "tanto faz".

Hoje a apatia veio forte. Até a fissura foi bem leve. Apesar de não ser um dos meus melhores dias, acho que não posso reclamar por que nem de longe me incomoda como esses últimos que se passaram.

_______________________________________
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 3/11/2016, 21:39
Fala meu velho!

Seu último post é bem característico do polo. Falar em tanto faz significa conformismo, uma espécie de "preguiça" existencial (me corrija se estiver errado). Você sabe que o equilíbrio é saudável. Ficar demais no modo que você referiu é um tanto ruim, em minha opinião.

Não estou dizendo que és preguiçoso, por favor hehe. Falo naquele sentimento estranho de acomodação com tudo. Depois você refere não saber muito bem o que precisa. Talvez seja apenas o dia, nada com o que se preocupar. Coisas da química cerebral.

Eu por exemplo rendi pouco hoje nos estudos. Durante o dia tive uma reunião com a diretoria ( 5 pessoas) pra explicar um processo de 6 volumes, fora algum atendimento. Mas o que eu queria mesmo era ter rendido mais, mas não deu por hoje.

Tens alguma novidade, alguma pergunta?

Abração!
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 4/11/2016, 22:05
Perseu escreveu:Fala meu velho!

Seu último post é bem característico do polo. Falar em tanto faz significa conformismo, uma espécie de "preguiça" existencial (me corrija se estiver errado). Você sabe que o equilíbrio é saudável. Ficar demais no modo que você referiu é um tanto ruim, em minha opinião.

Não estou dizendo que és preguiçoso, por favor hehe. Falo naquele sentimento estranho de acomodação com tudo. Depois você refere não saber muito bem o que precisa. Talvez seja apenas o dia, nada com o que se preocupar. Coisas da química cerebral.

Eu por exemplo rendi pouco hoje nos estudos. Durante o dia tive uma reunião com a diretoria ( 5 pessoas) pra explicar um processo de 6 volumes, fora algum atendimento. Mas o que eu queria mesmo era ter rendido mais, mas não deu por hoje.

Tens alguma novidade, alguma pergunta?

Abração!

Grande Perseu! Obrigado pelo feedback e mais uma vez agradeço muito por sua atenção e carinho.

Eu entendo seu ponto, mas discordo um pouco haha No inicio do reboot, mesmo eu tentando controlar meu ego, de certa forma eu olhava a galera que caia depois de longos períodos meio que com certa descrença do quão empenhados eles estavam, e hoje sei que não é tão simples assim.

O resultado de anos afogando o cérebro em altas doses de dopamina e outras substancias fortalece muito os gatilhos para as recaídas, e mesmo conscientemente o cara se esforçando para ter o controle total de tudo, inconscientemente existe um anseio muito forte e é ai que a coisa complica durante o reboot. Talvez esse estado de "tanto faz" seja até positivo para que as coisas se acalmem no subconsciente. É claro que não deve existir excessos, mas é bom passar um tempo desligado de tudo, principalmente para pessoas que já foram muito ansiosas e controladoras como é meu caso hahaha.

De ontem pra hoje sinto uma leve melhora. Alguns momentos de fissura, algumas névoas mentais, a apatia continua mas acredito que, no geral, hoje tenha sido um bom dia! E as coisas contigo como estão?

_______________________________________
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 5/11/2016, 22:05
Querido Moon, que bom que as coisas estão melhores hoje! É um prazer pra mim te tratar com carinho e atenção, pq é desta forma que eu gostaria de ser tratado e compreendido (emoções aqui hehe) I love you

Fiquei satisfeito com tua discordância do meu ponto de vista. Discordar é sempre muito bom e é algo que deve ser estimulado. Achei positivas as tuas colocações, foram objetivas e isso é muito bom, pq fica fácil de enxergar o que sentimos.

Com relação às fissuras e pensamentos em fluxo, o que me ajudou e ainda ajuda é não dar plateia ao pensamento. Deixa o pensamento vir e ir embora. Quando o pensamento indesejado vem e é combatido, ele acaba por se fixar ainda mais e aí aumenta a fissura. Já percebeu isso?

Portanto, prefiro não dar plateia, discordo dos meus próprios pensamentos quando é necessário e os coloco no devido lugar, sem contudo deixá-los fixados, pq eles querem é virar fissura, tomar o controle que não tem.

Comigo tudo tranquilo, vivendo um dia por vez. Obrigado por perguntar meu velho. Very Happy

Continuo aqui te acompanhando e conversando sobre qualquer coisa, até aquelas alienígenas heheh

Abração ai cara!
Batman23
Batman23
Mensagens : 306
Data de inscrição : 24/09/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 6/11/2016, 21:57
Grande Moonshine, fico .muito feliz q você continua na ativa e firme meu amigo, espero um dia estar assim. Forte abraço!!
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 8/11/2016, 21:13
Galera, muito obrigado pela força e por toda ajuda que vocês tem me fornecido. Estou prestes a chegar ao fim do segundo mês de reboot. Ainda não me sinto curado, mas sei que tive muitas melhoras em diversos aspectos da minha vida.

Esses últimos dias estive bem apático. Apesar das fissuras terem acabado, as vezes sinto uma forte vontade de M apenas pela ejaculação. Minha socialização tá bem ruim também, apesar de não ter ansiedade eu as vezes apenas sinto vontade de não falar nada com ninguém.

Outra coisa que preciso controlar é o ego. Tenho pessoas que confiam bastante em mim e as vezes sinto que faço pouco caso delas. Não sei se sempre fui assim, mas nesses últimos dias tenho notado isso bastante. Tem horas que parece que as pessoas reclamam por coisas tão banais, mas sei que cada um sabe as dimensões dos seus problemas. Vou trabalhar nisso.

Os pensamentos sobre um relacionamento sério tem voltado bastante. Mas agora faltando pouco para o fim do primeiro reboot em modo hard acho que não via ser muito legal, apesar de que as vezes fico bem chateado por estar sozinho. Paciência.

Ando pensando bastante sobre minhas motivações. As conversas com o Perseu e alguns materiais que andei estudado tem me feito pensar muito sobre o que é importante para mim. Ainda não tenho nada definido, mas as vezes é bom pegar algumas convicções e colocá-las à prova. Acho que meu próximo passo agora é a "refatoração" de objetivos.

Mesmo não tendo muito a acrescentar nesses últimos dias, espero que de alguma forma eu esteja contribuindo com aqueles que desejam se recuperar. Muita força e uma ótima semana à todos.

_______________________________________
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 12/11/2016, 11:45
Finalmente completei meus 60 dias em recuperação. Não sei ao certo o quanto estou curado, o que melhorei, o que ainda tenho a melhorar. Depois de tanto tempo a gente começa a perder um pouco do foco, as lembranças de como as coisas já foram difíceis ficam apagadas e isso é uma oportunidade imensa para ter quedas.

Tenho me mantido forte. Não sou o cara mais disciplinado do mundo, mas acredito que tenho feito meu melhor.

É importante lembrar que existem dias difíceis, dias muito difíceis mas também tem os bons dias. Muita coisa boa aconteceu comigo durante esse processo. Não sei se está diretamente relacionado ou não, mas isso tem me motivado cada dia mais a ser melhor.

Aos que procuram ajuda, só posso dizer que não vai ser fácil, mas é muito recompensador saber que você pode ter o controle de sua vida.

Só tenho à agradecer o apoio de vocês.

_______________________________________
Kal-el
Kal-el
Mensagens : 570
Data de inscrição : 18/04/2016
Idade : 28

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 12/11/2016, 11:55
Parabéns amigo.
É muito bom saber que as coisas vão melhorar.
Sei que terá dias difíceis , mas saber que as pessoas estão indo além deles trás um ânimo a mais.

Desejo que chegue aos 90 dias e que até lá se cure desse vício.

_______________________________________
Meu Diário  study
http://www.comoparar.com/t3046-meu-diario-kal
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 15/11/2016, 19:38
Kal-el escreveu:Parabéns amigo.
É muito bom saber que as coisas vão melhorar.
Sei que terá dias difíceis , mas saber que as pessoas estão indo além deles trás um ânimo a mais.

Desejo que chegue aos 90 dias e que até lá se cure desse vício.

Valeu, bro. Torço pelo seu reboot tbm! Em breve estaremos livres desse vício.

_______________________________________
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 15/11/2016, 19:51
Salve galera. Nesses últimos dias descobri mais um ponto fraco. Conforme tenho percebido, quanto mais perto de completar o reboot, mais minha confiança aumenta. Porém, apesar de isso ser bom em muitos aspectos, isso tem sido uma tentação para recaídas.

Um exemplo é o fato de eu ter começado a usar o contador como um troféu. De certo modo é muito bom saber que já alcancei uma marca que nunca havia conseguido, entretanto as vezes brotam uns pensamentos de desejo por alguma recompensa no sentido de "você já tá quase curado, um vez só não tem problema". Isso tem me feito refletir bastante.

Apesar de estar à pouco mais de 20 dias do reboot, me sinto mentalmente mais frágil que no início, acho que por conta de ter perdido o referencial do que eu era antes dessa etapa da minha vida. Tenho me esforçado para colocar na mente que a melhora é contínua e que 90 dias são só o começo, porém está muito complicado controlar tudo.

Recentemente tive um sonho com PM muito real. Isso me marcou bastante, pois foi exatamente da forma como eu sempre fazia.

O reboot tem me trago muitas coisas boas. Minha personalidade está muito mais positiva, a ansiedade diminuiu demais, vejo muita melhora na minha socialização principalmente com mulheres e muitas outras coisas que eu não quero perder.

Minha rotina anda muito corrida e estressante, infelizmente tenho me afastado bastante do fórum, mas vejo que só aqui consigo realinhar minha mente e focar no meu objetivo.

Reli alguns dos meus posts antigos e foi bom pra relembrar: Basta um deslize para voltar ao zero.

_______________________________________
Batman23
Batman23
Mensagens : 306
Data de inscrição : 24/09/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 17/11/2016, 16:45
Muito bom ver o seu Progresso Moonshine, tá quase lá mano, siga firme pois a mudança é contínua, permaneça nessa mudança. Grande Abraço!!
avatar
Evolutivo
Mensagens : 926
Data de inscrição : 23/05/2015

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 18/11/2016, 00:18
Fala moonshine. Parabens pelos dias. Mas é por essa razão e por tantas outras que é importante pensar só por hoje. Não importa se está livre a 500 dias, ou quantos faltam pra tal meta. O importante é dia de HOJE.
avatar
Perseu
Mensagens : 19
Data de inscrição : 31/10/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 24/11/2016, 19:01
Meu amigo Moon, paz-ciência!

Como vão as coisas? Seu post retrata vida corrida, sei como é hehe

Conte as novidades, como estão os sentimentos e os insights que tens tido nos últimos tempos.

Abração amigo!
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 25/11/2016, 21:09
Boa noite, meus amigos.

Que semana! Nesses últimos dias coisas muito boas e coisas muito ruins tem acontecido e isso tem fodido com meu psicológico. Hoje estive bem próximo de ter um reset. Tenho pensado muito em fazer PMO como uma forma de escape dessa rotina em que estou, apesar de saber que não é uma solução pra nada.

Outro pensamento que ando tendo com muita frequência é o que o Rhaegar falou aqui: "[...] fiquei pensando que o mês já tava acabando e eu já tava concluindo minha meta, e quando o mês acabou eu pensei 'ah, acabei a meta então problema, e aí recaí mais forte ainda'". Tenho que encontrar novas formas de me recompensar, sinto que andei falhando nisso.

Aqui está tudo uma loucura, mas acredito que estou feliz. E como vocês estão? Espero que estejam bem. Abraços!

_______________________________________
moonshine
moonshine
Mensagens : 130
Data de inscrição : 21/09/2016
Idade : 27

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 29/11/2016, 18:58
Galera, ando muito preocupado. Esses últimos dias venho notando diversos pequenos problemas em relação à ansiedade, dificuldade em me comunicar, indisposição e outros. Hoje tive uma crise muito estranha de ansiedade, por conta de uma mudança na minha equipe do trabalho e como eu precisava contatar novas pessoas alguma coisa me levou à um stress absurdo onde até comecei a tremer de ansiedade.

Ando sentindo que dia após dia tenho ficado cada vez menos disposto e o cansaço mais intenso. Hoje não estou conseguindo nem pensar direito.

Acho que já tem cerca de uma semana que essas coisinhas vem me atrapalhando. Não sei se é expectativa pelos 90 dias ou efeito da abstinência, mas isso tem me abalado bastante.

_______________________________________
Batman23
Batman23
Mensagens : 306
Data de inscrição : 24/09/2016

25 - Diário de Moonshine - Página 4 Empty Re: 25 - Diário de Moonshine

em 29/11/2016, 20:42
Grande Moonshine, antes de tudo fico muito feliz pelos 78 dias mano, um dia por vez, lembre-se disso. Essas mudanças geram ansiedade sim, o importante é saber como você está fazendo para diminui-la. O jeito é intensificar a socialização( Na minha opinião) tente sair pra jogar conversa fora, fique mais próximo de quem voce gosta e distrair sua cabeça disso tudo mano. Forte abraço, muita força abraço
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum