Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty O diário do "Empenho"

em 18/12/2016, 07:50
Bom dia,

É com desprazer que também estou aqui meus colegas.

Tenho 28 anos, e me considerei tardio no despertar do interesse sexual real, eu quando entrei na faculdade aos 18 era muito tranquilo, focado em esportes, e em seguida iniciei outra e me formei no que trabalho até hoje aos 26.

No quesito profissional sou muito seguro e tenho boas devolutivas de quem eu atendi.

No entanto, no aspecto sexual esse ano foi uma negação. Primeiramente, quero deixa claro que tenho desibinição e iniciativa, no aplicativo de relacionamento por celulares consegui encontros reais com 13 garotas num intervalo de 10 meses, sendo que o perfil que procurei era de uma garota sem ser estilo periguete ou que denotasse explicitamente que tava com o pretexto de sair pelo aplicativo por um sexo casual.

Pois bem, vamos ao que interessa. Falei só sobre meu breve histórico. Sobre o problema que me levou pra cá é uma experiência reiterada de fracasso de outubro pra cá com uma garota que tou me sentindo apaixonado, mas tive medo de falar isso a ela, porque tive nas 5 oportunidades que a levei no motel disfunção erétil. Para entender meu problema, a pornografia era algo esquematizado na minha rotina, quando ficava só em casa, eu ficava no notebook me masturbando com o pênis duro vendo multiabas de filme com conteúdo que fogia a realidade, bem como eram produções norte americanas, e recheada de muito anal, era minha obsessão.

O problema se agravou nesse ano é que apesar de ter facilidade com sair e arranjar encontros, eu não praticava sexo algum, e me preenchia com minha punheta com filmes hardcore da produtora EVil Angel.
E cumulei nesse ano um armazenamento de algo em torno de 700gb, sendo que foi algo em torno de 2/3 de tudo aquilo que fiz download nos 5 anos que consumia pornografia.

Eu brochei pela 1ª vez em julho, quando levei a garota pro motel pela segunda vez, sendo que na primeira acordamos que não teriamos nada daquilo que se espera nesse local. Quando foi pela segunda vez brochei mesmo, a garota pediu pra se abrir de coração, ela gostava mesmo de mim!!

Só que eu por não ter me dado com tal experiência frustrante, não sabia me dar com isso. Teve outra vez após um mês que fomos tentar de novo agora eu falando que estava menos ansioso, e fiquei brocha de novo, com a ressalva que meu pau ficou duro enquanto me masturbava de olhos fechado qnd ela tava de bruços de lingerie.

No entanto, nesse periodo de DE e quando ia ter o sexo, eu tinha EP.

Nossa, foi a ultima vez que saí com a garota, e eu caí no ciclo de procurar outra menina pra evitar qualquer desgaste. Para terem noção, eu perdi essa garota após sair com mulher que tou hoje, isso na fase ainda de aproximação, quando eu não bloqueei a tela do celular e disquei pro número dela sem saber, e o audio ficou uns 15 min em aberto, com ela ouvindo eu conversando com outra garota no carro.

Perdi em definitivo o contato com ela.

Com essa garota do carro, tentamos o sexo pela primeira vez em outubro, falei que estava ansioso, e só em novembro é que valeu o teste de fogo, de novembro pra cá fomos 4 vezes ao motel sendo 2x por semana. E nada, ficava com DE e quando ia ter penetração ou oral com o penis rigido após masturbação tinha EP.

Sendo sincero só penetrei ela 1 min com o pênis ereto. Fiquei frustado e falei que procurei tratamento médico, algo que fará 1 semana dia que vem, tou seguindo à risca a prescrição médica e tou há 9 dias sem ver Pornografia nenhuma, nem mastubarção com ejaculação, tive duas punhetas de 3-5min me lembrando da garota, o ruim é que vem flashes dos filmes, o mais estranho é que desses filmes não consigo lembrar um período que nem supera o tempo de uma gif, são algo em torno de 2-3s. Quando a conheci fiquei com mais 5 garotas, mas cortei total os laços com elas antes de a levar pro motel, mas na 1º vez fiquei super preocupado de uma garota me ligar e também já fui pro local reservado com a aura de derrotado, havia comprado um estimulante, por ter me lembrado do evento ruim da garota anterior.

Agora ontem fiquei preocupado, tou sem libido nenhum, e vi meu penis tão flacido e encolhido e engilhado, que parece que ele está morto. Sobre a pornografia eu tou combatendo ela de verdade desde outubro, mas tou sem recaída desde esses 9 dias. A propósito, fui energico deletei minha vida de downloads há 8 dias. Quero melhorar a minha confiança como também retribuir o empenho e dedicação da garota que conto com ela. O ruim é que não falei da minha prescrição médica, que é tomar ansiolítico e 1 mês sem qualquer sexo. Para terem ideia da minha ansiedade que criei nesse intervalo de 1 mês das repetições frustadas de sexo, eu simplesmente vomitei e tive provocações de vomito em todas as vezes que sabia que o passeio ia ter que ter sexo ao fim.

De informação adicional posso falar que todas as oportunidades que sai com a garota que perdi o contato e a atual, tive ereções somente ao tá abraçado ou com uma carícia sobre a calça quando sabia que naquele dia não havia possibilidade alguma de sexo.

Quero que me desejem força.

E por fim dicas de superar a ansiedade, eu fico imaginando o que a garota tá pensando mas sempre com o pior resultado e mais trágico possível, pra terem ideia no meu aniversário que sucedeu a consulta ao médico, eu vomitei quando a garota disse que ia me ligar, juro que pensei que eu ia terminar o relacionamento ao ter que falar que ficaria abstinente por um mês, assi que dei oi vomitei, e depois ela apenas falou que tinha que ligar porque falar por mensagem não tem o mesmo apego do que falar do modo convencional.

Enfim, tou trabalhando meu tempo, me alimento melhor e vou começar a malhar, quero jamais repetir meu mecanismo de covardia de ficar com várias garota sem ter sexo como escape da minha insuficiência no quesito sexo. A pornografia me fez acorvadar por 1 ano, e quero transar de volta. E o que mais me doí de tudo é ver a garota que tou afim: "o que sua namorada fazia", "tem alguma problema em mim","o que podemos fazer de diferente", eu sou o primeiro rapaz da vida dela que apresentou esse problema a ela entre 4 paredes. Eu abri com ela e disse que vou superar isso, e de fato, tou me empenhando.

É esse meu relato.
Buda
Admin
Admin
Mensagens : 1382
Data de inscrição : 16/06/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 18/12/2016, 12:02
Olá Empenho 2017CE!

Seja bem-vindo ao fórum.

Para ajudar no seu Reboot, leia o e-book e veja os vídeos do Gary Wilson para firmar o conceito sobre o vício e como se livrar dele; instale bloqueadores no pc/notebook e celular; faça atividades extra-net (exercícios físicos, ler um livro, aprender um novo idioma...), socialize mais com as pessoas; escreva em seu diário regularmente e também no diário de outras pessoas, pois isso ajuda bastante.

Para a DE, fazer o Reboot em hard mode é o mais aconselhável. Como você já se abriu sobre seu problema com a sua namorada, explique à ela também sobre o Reboot, o que é, como funciona e seus benefícios. Ter uma parceira que ajude durante este processo será muito benéfico para você. Você até pode convidá-la a abrir um diário na seção de namoradas de Rebooters e/ou viciados para compartilhar a experiência dela durante o seu processo de restauração.

Sinta-se vitorioso cada dia que ficar longe do vício.

Desejo forças e sucesso na sua jornada.

Grande abraço.

_______________________________________
O diário do "Empenho" Img
David Silva
Mensagens : 1904
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 18/12/2016, 16:39
Bom, como dizer, acho que há muita adrenalina sexual aí em você hein?
Calma lá meu irmão!!! Será que não tá na hora além do reboot de vc pensar numa sexualidade mais tranquila pra vc?
Pra que tanto sexo e cada um mais frustrante que o outro?
Comece a tentar achar a pessoal ideal com quem o sexo será a cada dia melhor pra vc,
Concordo com o hard mode pra vc e além do hard acho que deveria ficar um bom tempo sem sexo, sem se testr e procurando focar em outras atividades.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 19/12/2016, 00:23
Cara, você tem razão, eu confesso que nutri muito essa obsessão por ter que oferecer o sexo a qualquer custo, anda mais com aquela ideia pré-formada de aplicativos de relacionamento.

O relacionamento nesses dias tem ficado mais transparente, de minha parte, o meu maior desafio é para de me justificar por ter já uma pré-concepção desastrosa do evento que eu já tinha como previsto, ficava nos momentos de intimidades com a visão bem alerta como se fosse um combatente, ao me deitar ficar com as pernas duras como uma rigidez forçadanas pernas ( me enrijecia às vezes pensand que ia ajudar em ter ereção) e na real dava um ar que tava travado. Enfim, não conseguia relaxar.

Eu conversei com a garota hoje é ela perguntou se sempre me justificava pra tudo. Me fez refleti muito, falo isso porque quando tava só ficando sem pretensão maiores (sexo) eu apenas fazia que dava na telha, mas com ela eu me importando, acabo de querer fazer ela ficar a par do que tou fazendo e o porquê disso.

No fundo o papo fica enfadonho, mas acho que é minha insegurança de provar que não tou na letargia é que tou buscando me aperfeiçoar.

Criei válvulas de escape: instalei jogo no streaming alg que não fazia há 11 meses, comecei há pouc tempo a escutar musicas, pensar em fazer uma playlist. Me forço a me alimentar melhor, nesses 12 dias, recuperei 800g dos 5kg que perdi em 2 meses ao abdicar gradualmente da pornografia e fazer o reboot Que estou a fazer, comprei o e-book e o li.

Tou com o apoio da família, mas hoje melhorei mais ao abrir o coração com um irmão médico, que meio que falou sobre a "desvalia", e explicou que isso nos põe pra baixo.

Pretendo por o contador, e sobre o sexo e a namorada estamos nos reinventado estamos com a proposta de ter programas que antecediam o sexo, ir numa praia, pedalar, ir estudar junto, por nós encontrarmos com pouca frequência eu já criava essa expectativa quanto ao sexo.

Quero ser mais participativo, mas antes de tudo vou contar com vocês pra dar sugestões para me livrar desse vilão:

Me justificar daquilo que vou fazer (no inconsciente eu imaginava uma situação futura com a perspectiva do outro, e por vezes já fico ansioso à toa. Como o relato que fiz ali Em cima) . Quero só olhar pra frente, mas sem fazer especulações e criar expectativas.

Outra coisa que notei é que na minha queda radical no consumo de pornografia ao longo dos dois meses, e agora com o reboot, sinto-me sem libido, com o pênis flácido e a aparentemente menor. Fora que o meu sono tem interrupções durante a noite, só conseguindo dormir após uma hora de vira e mexe, fic inquieto sedento pra vê um filme certas vezes.

Tou diligente, mas quero que meu animo seja linear. Vou lutar pra ficar com esse arranque que tou agora é que não seja um fogo de palha.
Blpr
Mensagens : 4833
Data de inscrição : 30/05/2015
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 19/12/2016, 08:27
Empenho 2017CE escreveu:Cara, você tem razão, eu confesso que nutri muito essa obsessão por ter que oferecer o sexo a qualquer custo, anda mais com aquela ideia pré-formada de aplicativos de relacionamento.

O relacionamento nesses dias tem ficado mais transparente, de minha parte, o meu maior desafio é para de me justificar por ter já uma pré-concepção desastrosa do evento que eu já tinha como previsto, ficava nos momentos de intimidades com a visão bem alerta como se fosse um combatente, ao me deitar ficar com as pernas duras como uma rigidez forçadanas pernas ( me enrijecia às vezes pensand que ia ajudar em ter ereção) e na real dava um ar que tava travado. Enfim, não conseguia relaxar.

Eu conversei com a garota hoje é ela perguntou se sempre me justificava pra tudo. Me fez refleti muito, falo isso porque quando tava só ficando sem pretensão maiores (sexo) eu apenas fazia que dava na telha, mas com ela eu me importando, acabo de querer fazer ela ficar a par do que tou fazendo e o porquê disso.

No fundo o papo fica enfadonho, mas acho que é minha insegurança de provar que não tou na letargia é que tou buscando me aperfeiçoar.

Criei válvulas de escape: instalei jogo no streaming alg que não fazia há 11 meses, comecei há pouc tempo a escutar musicas, pensar em fazer uma playlist. Me forço a me alimentar melhor, nesses 12 dias, recuperei 800g dos 5kg que perdi em 2 meses ao abdicar gradualmente da pornografia e fazer o reboot Que estou a fazer, comprei o e-book e o li.

Tou com o apoio da família, mas hoje melhorei mais ao abrir o coração com um irmão médico, que meio que falou sobre a "desvalia", e explicou que isso nos põe pra baixo.

Pretendo por o contador, e sobre o sexo e a namorada estamos nos reinventado estamos com a proposta de ter programas que antecediam o sexo, ir numa praia, pedalar, ir estudar junto, por nós encontrarmos com pouca frequência eu já criava essa expectativa quanto ao sexo.

Quero ser mais participativo, mas antes de tudo vou contar com vocês pra dar sugestões para me livrar desse vilão:

Me justificar daquilo que vou fazer (no inconsciente eu imaginava uma situação futura com a perspectiva do outro, e por vezes já fico ansioso à toa. Como o relato que fiz ali Em cima) . Quero só olhar pra frente, mas sem fazer especulações e criar expectativas.

Outra coisa que notei é que na minha queda radical no consumo de pornografia ao longo dos dois meses, e agora com o reboot, sinto-me sem libido, com o pênis flácido e a aparentemente menor. Fora que o meu sono tem interrupções durante a noite, só conseguindo dormir após uma hora de vira e mexe, fic inquieto sedento pra vê um filme certas vezes.

Tou diligente, mas quero que meu animo seja linear.  Vou lutar pra ficar com esse arranque que tou agora é que não seja um fogo de palha.

Você tem que ler o e-book e instalar bloqueadores no seu Pc. Assim você conhece mais sobre o processo de reeboot e alguns sintomas de abstinência.

Devido as experiências com fraca ereção por muito tempo, isto causou convicções negativas de seu desempenho sexual e forte ansiedade. Você tem muito mais referências ruins que boas. O reboot vai fazer você começar a ter boas referências no desempenho sexual, coisa que aos poucos vai derruindo suas convicções limitantes sobre desempenho sexual. A sorte é que DE induzida por PMO é curada. Com uns 120 dias já está ótima suas ereçoes.

Uma ótima ação você já fez que foi jogar fora seu acervo destrutivo.
skullandbones
Mensagens : 136
Data de inscrição : 14/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 19/12/2016, 09:35
E ai Empenho ? Beleza ? eu também estou enfrentando este problema com a EP, de todos os problemas trazidos pelo consumo da pornografia, isso é o que mais me frustra, mas força ! Vamos enfrentar essa parada.

Boa sorte .

_______________________________________
Quem dá desculpas não dá resultados.
Vamos vencer !
#VamoVamoChapeee !

"Plante qualquer semente de pensamento na sua mente e ela florescerá, se ramificará e dará frutos. Alguns muito amargos e irreparáveis. O reboot é uma questão de podar essa árvore e ir arrancando cada vez mais esses galhos até chegar na raiz"

Acompanhe meu diário aqui


Frodo Bolseiro
Mensagens : 440
Data de inscrição : 10/05/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 19/12/2016, 10:08
Bom dia, brother, vc é um cara com auto controle grande no geral?

Tipo se começar a tomar um remédio para dormir, você consegue parar na boa?

Não siga oque vou dizer agora caso a resposta para as perguntas acima sejam negativas, caso forem positivas preste bem atenção, a intimidade com uma garota é algo que faz toda diferença, depois que vocês dois tiverem um orgasmo juntos ou uma noite de prazer sem problemas, vocês vai passar a ter uma tranquilidade e vai conseguir ser "o cara" que você espera, tomar meio "Azulzinho" antes da primeira relação, pode ser benéfico, não é para tomar sempre, é para "quebrar o gelo", depois de satisfazer ela, mesmo que venha a falhar novamente, você não vai precisar se preocupar, pois ela já viu que vc "funciona" bem....

Sucesso amigo, abraço

_______________________________________
A cada mínima decisão, um preço, o preço da vitória ou o preço do fracasso.
Arrow Meu diário!
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 19/12/2016, 22:10
Cara, sou disciplinado, mas não quero usar esses estimulantes, não me dei bem quando por curiosidade, fui me masturbar tomando um comprimido. Isso não foi pra garota, mas era a curiosidade de saber o efeito que provocava, senti os olhos latejarem. Fora isso acho que a minha ansiedade se sobrepõe ao efeito do estimulante, ou seja, não teria ereção. Quero evitar em pensar nele, porque associo ao meu derrotismo antecipado como foi a 1º com a garota minha atual. Pelo menos vou nesse tempo, aos poucos tentar me recuperar dessas experiências ruins.

Tou hoje no 10 dia, instalei no meu escritório o k9 e coloquei para bloquear o instagran e os sites adultos. Já no twiiter se colocar o nome de um astro pornô, você não ver os vídeos, mas gifs ou trailers.
Ainda não fiz o bloqueio do Twiiter, quero brigar com meu cérebro nessa quebra de braço, não vou acessar, quero sentir que não sou igual aquele conto da bela adormecida com a roca de fiar, que a conduta é expugar o risco, o desafio é a mente, e nisso tou motivado.

Em casa e no trabalho, a fresta que tenho hoje pra ver pornografia é o twitter. Não acessei, nem pretendo.

Posso falar que tou procurando canalizar minhas atividades em coisas que me elevem como pessoa, eu nesse tempo de abstinência elaborei relatórios que me foram incumbidos, e nem pedi pra distribuir com meus pares, avoquei todo trabalho pra mim. Já fiz 8 pareceres nesses dois dias úteis. Tou retomando contatos e desejando felicitações aos antigos colegas de faculdade.

E hoje eu qnd falei com minha paixão no celular, já fui mais enxuto, sem divagações, sem puxar assunto sem pé e cabeça pra centrar as atenções.

No fundo, tou me policiando bastante de não me justificar, e apenas explicar quando for preciso. Já senti que a carga negativa já foi menor, pois era habitual na ocasião que encerrei o assunto que falaria ao dirigir, o que ela implicava.

Eu tou como minha estratégia é suprimindo tempos ociosos, a academia vai me ajudar, essa semana já terei o ponto de partida com a visita num nutricionista.

Eu hoje fiz o desbloqueio da minha senha virtual do banco que estava travada de setembro.

Eu no fundo não contei uma variável que conta.
Namoro a distância, meus encontros são nos fins de semana. Aí essa minha força motriz que não sei de onde tou arranjando, tem o propósito de me fazer mais e mais não ter que evitar ficar no celular, pois eu com a mente vazia acho que destilaria especulações ruins: "ela ficou on, nem falou comigo, tá é com outro rapaz"... ou coisas do tipo.

Aí já imagino que amenizo meu problema de ansiedade.





avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 20/12/2016, 19:44
Tou sobrevivendo mais um dia. Já tou com tudo preparado para malhar.

No entanto, hoje recebi uma carga de coisas que me põe pra baixo:

Essa semana tenho que fazer um ultrassom do pênis ereto com doppler (aquele que havia dito), mas não sei como vou ter ereção, tou sem libido nenhuma. Quero dar o retorno ao urologista do início, quero sentir aquele sentimento que tou pondo começo e fim às coisas.

Outra coisa que me colocou pra baixo, foi o fato de sentir a garota que estou junto se distanciando ultimamente, e outra coisa que me deixou inquieto foi um 'bug" no wpp, hoje conversei com ela pela manhã e duas horas depois nos falamos de novo. Nisso vi a confirmação do visto da conversa mais atual com as riscas azuis, e quando foi mais tarde. O visto de acesso de última vizualização constava no horário anterior ao que ela visualizou a mensagem da conversa mais atual.

Hoje liguei e disse que precisamos conversar, meu sentimento de culpa por não ter procurado ajuda antes tá me abatendo muito. Hoje nesse telefonema ela falou sobre nossa "compatibilidade". Nisso falei que teríamos que conversar pessoalmente para por os pingos nos "i".

Enfim, tou hoje num estado de tristeza que me assola. Tou achando que pode ser um término de relacionamento.

Hoje estou no 11º dia
Frodo Bolseiro
Mensagens : 440
Data de inscrição : 10/05/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 21/12/2016, 09:30
Empenho 2017CE escreveu:Tou sobrevivendo mais um dia. Já tou com tudo preparado para malhar.

No entanto, hoje recebi uma carga de coisas que me põe pra baixo:

Essa semana tenho que fazer um ultrassom do pênis ereto com doppler (aquele que havia dito), mas não sei como vou ter ereção, tou sem libido nenhuma. Quero dar o retorno ao urologista do início, quero sentir aquele sentimento que tou pondo começo e fim às coisas.

Outra coisa que me colocou pra baixo, foi o fato de sentir a garota que estou junto se distanciando ultimamente, e outra coisa que me deixou inquieto foi um 'bug" no wpp, hoje conversei com ela pela manhã e duas horas depois nos falamos de novo. Nisso vi a confirmação do visto da conversa mais atual com as riscas azuis, e quando foi mais tarde. O visto de acesso de última vizualização constava no horário anterior ao que ela visualizou a mensagem da conversa mais atual.

Hoje liguei e disse que precisamos conversar, meu sentimento de culpa por não ter procurado ajuda antes tá me abatendo muito. Hoje nesse telefonema ela falou sobre nossa "compatibilidade". Nisso falei que teríamos que conversar pessoalmente para por os pingos nos "i".

Enfim, tou hoje num estado de tristeza que me assola. Tou achando que pode ser um término de relacionamento.

Hoje estou no 11º dia

Mantenha-se firme amigo, eu estou numa maré braba dessas, estava tudo indo muito bem, então comecei a ter um revés atrás do outro, ontem me dei conta que de tão desanimado tinha deixado de fazer os agradecimentos pelas coisas boas da vida antes de dormir, então resolvi mudar, na hora que deitei, comecei a lembrar de cada coisa trivial que aconteceu e que foram positivas, mas que deixamos passar em branco e focar apenas nas negativas....

Enfim, oque quero dizer é que esses momentos são inevitáveis, mas são superáveis, hoje acordei melhor! Desejo que esteja melhor também! abraço

_______________________________________
A cada mínima decisão, um preço, o preço da vitória ou o preço do fracasso.
Arrow Meu diário!
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 22/12/2016, 23:05
Tou no meu 13 dia lutandoe firme. Hoje tive outra carga de desncorajamento, fiz o ultrassom peniano, deu segundo especialista tudo ok ( pênis rganicamente 100% sadio ).
No entanto, fiquei arrasado tou tão inutilizado que aquela injeção pra ereção que segundo o médico pode deixar o pênis semi rígido por seis horas comigo só permaneceu por 1hora. Nessa noite tou me ocupando com atividades mas que impliquem em deveres e não entretenimento, ultimamEnte tou canalizando todos meus esforços para virar o ano sem nada a fazer que não tivesse ao meu alcance.

Por exemplo,comprei nessa semanalmente protetor labial alg a não usava desde março, e o euro tododia, porque é uma necessidade.

Amanhã haverá meu encontro, vou abrir o jogo, ela sabe só parcialmente do que passo. Só sei que choro com muita facilidade ultimamente, e meu sono decaiu 3 horas comparado ao padrAo antes de boicotar a pornografia com força em novembro. Sem lhes falar amanhã eu igualo em dias ao pedido que desconhecia esse fórum, mas havia feito esse reboot hard more, meu ápice igualará amanhã 14 dias.

Continuo na luta.
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 23/12/2016, 16:15
No 14º Dia aqui, conversei com ela abri o jogo sobre meu problema, mas ela deixou claro que a compatibilidade não é só na questão sexual, fala que somos diferentes, e que me propôs hoje um relacionamento aberto, que eu procurasse outra garota por cá e ela podendo fazer o mesmo lá, sendo entre nos dois mantido uma "preferência".

Ao falar sobre um problema que tinha de ejaculação retardada, mencionei uns 50 min de sexo que tinha. Ela falou que isso não é problema em si, citando o namorado anterior que quase marcava essa meta. No entanto, falei que eu nesse ano ficava ereto por mais de uma hora vendo filme, e agora tou me despoluindo. Ela me  deu total apoio, na minha recuperação, e eu disse que topava essa proposta.

Disse que queria namorá-la mas ela não topa isso agora. Distância, modo de agir (ela é muito tranquila e sem apego aos problemas), já eu procuro explicar e me preocupo com que os outros acha.

Preciso superar a barreira estática (ter sexo) pra depois agir com naturalidade, tou hoje com insegurança. Algo parecido aconteceu comigo quando tirei minha habilitação demorei pra tirar não acreditava em mim mesmo, depois que passei agora sou um 'piloto de fuga."

fico firme, mas vou canalizar agora mais energias pra ficar melhor profissionalmente, pra assim ver algum retorno ainda que pouco visível, pois sexo é algo que hoje não posso oferecer. Me desconforta eu ser assim ainda dependente dos familiares enquanto ela mora só, essa maturidade não despertei. Nisso vou focar mais em um concurso que seja promissor. Quero "crescer", como tou crescendo com esse desafio.

Rumo aos 90 dias
14/90
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 24/12/2016, 14:47
Pessoal, ontem dormi muito mal sinto meu corpo acelerado ainda mais quando penso na garota. Essa proposta da garota é ótima, pois já tou menos neurado caso venha a ter problema, o que tá sendo difícil é a falta de um sono regular e eu comer sem vontade. Minha família acha que tou fazendo tempestade num copo d'Água , preciso de dicas pra eu controlar a ansiedade. Tou ocupando meu tempo, evitando vazios. Tou me policiando pra olhar menos o celular, pois hora ou outra ia querer e conversar com a garota, e pior ficar observando o visto por último dela. Confesso que tou dormindo mal a semana toda esse 15 dia tá difícil. Tou vencendo, mas preciso encontrar algo que me faça relaxar que tire essa minha angústia por ver uma melhora rápida. Tou nesses diAs com a agitação e adrenalina se nivelando a tensão de saber que iria pro motel.

Meu desejo é que esses 15-25 diAs sejam os mais difíceis de resistir, pois tou extraindo força sobre-humana comparada ao comodismo que me afetava certos dias.
Ah! Tou sedentário, a chave pra amenizar isso é. A academia?

Outra coisa, segundo, o profissional que me acompanha , falou que poderia me masturbar, só tou proibido de ver porn e Fazer sexo e carícia genital por 1 mês..

Esse minha agitação toda, dificuldade de dormir, alteração facil do humor, flacidez do pênis , vai amenizar com quanto tempo?

Tou no 80, tou fazendo o modo hard, mas nunca imaginei que fosse tão desafiador. Consumo porn de fato por 6- 7 anos, o que era em média 9h semanais, mas com o agravante de esse Ano não gozar mesmo estimulando por uma hora (eu interrompia a vontade e não gozava) pra testar minha "resistência ". Agora quando me surge essa chance com uma garota real, nem o começo consigo oferecer. O que me alivia é que ela não assimilou nada de ruim, hoje a luta é somente com o a vontade X 'meu desejo de ter sexo sadio.
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 25/12/2016, 00:37
Pessoal, soube que adquiri aerofagia nesse tempo. Também me fiz mal ao ler os efeitos do bup, vi algo a respeito dele potencializar a libido. O que comentei de ter recuperado um pouco de peso, voltou à estaca a 0 , vomitei com a ceia de natal. Como por obrigação , minhas metas firmadas tou cumprindo como o do 90, só faço a ressalva que são 5 anos de hábito de pornografia, os 7 foi em razão de ter baixado vários lançamentos de 2010 e 2011 nesse ano.

Sobre mim nesse reboot: péssimo sono 4-5h, facilidade na alteração do humor, não resposta a estímulos visuais e ao tato com garota, beijei ela ontem e nem sinal de vida, aerofagia, facilidade para chorar, perda de apetite (comendo sem vontade só pra voltar no próximo acompanhamento na nutricionista com um acréscimo - fora isso , sei atenho Q me alimentar mais ), os jogos virtuais on-line instalei em novembro após 11 meses sem jogar já não me são mais interessantes, fico acelerado e meu semblante é de inquietude.

Eu li outros relatos, meu tempo de exposição (anos) foi em média 30-40% de outros Q tiveram DE total e os carga semanal algo de 1/3 (9h). Já tou ficando desesperado por não ter e estímulo com o Bup ao meu favor, tou sem qlq sensibilizaçao a sexualidade, hoje tou navibe de só cumprir metas (zerar a procrastinação) e ocupar a mente por hora com música, seriado, filme, jogos on-line, e começar a malhar semana Q vem.

Vcs acham mais sadio fazer metas menores mas permanentes ou a meta distante pra valorizar o árduo empenho?

Devo resetar a contagem? assisti o seriado westworld e é inevitável ter uma nudez do cyborg , não internalizem nem nada, soprecisariasaber se o nu acidental vcs rebooters consideram motivo pra resetar, sendo que tal estímulo não produziu nenhum interesse.
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 27/12/2016, 23:40
Encerrando o 18º

O distanciamento com a garota tá cada vez mais concreto, não tou sofrendo tanto, talvez não assimilei ainda, ou minha amargura e ânsia por resultado não me permite me dar ao luxo de lamentar. Sério, ela era carinhosa, fazia questão de rachar as contas, até do motel...
Enfim, estou colhendo o fruto dos meus atos.

Sem ânimo para sair flertando, por hora só arranjando ânimo de repor as 5 horas de estudo que devi hoje (4h + 1H ontem), no caso fui prospectar um trabalho que pode me enriquecer com a condução e gestão de processos em massa, algumas centenas.

Por fora, sai combinando com os colegas de pós-graduação um encontro. No fundo, tou querendo evitar pensar naquilo que construí por 4 meses e perdi, bate aquele vazio por não estar com a garota e por desconhecer essa de DE por pornografia. Estou com 4 dias dessa desilusão, foi um chute nos "ovos". Cada dia me acho menos homem, o pau e a mente não responde a nenhum estímulo.

Eu tava falando por 4 horas num ap com essa mulher que tem o potencial de uma parceria, a mulher era uma panicat com aquela calça de yoga e super sarada e eu a vi, e tive total apatia. Ela reviveria até defunto.

Tou cumprindo a meta do reboot, o compromisso dos 30 dias sem sexo pelo meu médico tá reforçando a cobrança mental. Como também a chance de reverter meu desfecho com ela, com a conclusão de um sexo sem compromisso que eu não consumei, mas tenho essa abertura no mês que vem, se ela não mudar de ideia do que me disse na semana anterior.

Não sei ao certo, mas é tanta desventura em série, que acho que o reboot meu vai virar de HARD pra MONk mode, sem ânimo pra ver mulher alguma, pensar nisso só reforça o quão sou fracassado, como pensei agora ao ver essa panicat de hoje.


Tou uma bosta, tou há 10 dias dormindo só 4-5h por dia, na época do PMO dormia fácil 7-8h. A ansiedade sinto bem serena, e tranquila , acabou minha aerofagia. Não sei ao certo se essa perda de sono foi a disposição que ganhei pela supressão da PMO, ou efeito colateral do BUP.
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 30/12/2016, 12:52
Atualizando, 21* dia firme na luta.

Ontem, sai numa balada eletrônica , eu mesmo passando mico dançando insisti em extravasar a energia.

Anda fiquei com a garota, num encaixe certo no beijo de língua, senti ereções mesmo na flatline. Qnd foi retornando em casa, eu a beijar na despedida, descumprir minha prescrição médica, fiz Q ela me fizesse carícia íntimas Emcima da calça. tive ereções, nada de 100%,. Fiquei com uma imensa alegria em tê-las... nas outras vezes Q ela fez a mesma investida, tava com pau mole não conseguia me excitar.

Tou me animando com o reboot , tou me achando Q fico mais sensitivo/empatia em não ser egotista, e querer conciliar o prazer com a parceira. Menos afoito.

tá cedo pra cantar vitória, a luta será permanente. Quero me encontrar com a felicidade de ter uma boa rlação sexual de volta. Eu ainda possuo como fresta de pornografia o celular e o Twitter , mas não senti vontade de procurar.

No mais,sendo meu 1. Reboot com orientação e o fórum , do momento Q descobri meu diagnóstico de DE em out/2016. Estouhj com 50% mais dias a mais Q fiz em outubro (havia feito o baço up da porn no HD, mas eu num dia fui atrás do HD eme esbaldei no fap). Tou na luta, conto com o apoio de vcs.

E por fim , queria compartilhar Q essa. Carícia de hj, foi uma faca de dois gumes, descumpri minha orientação e me motiva a quem sabe oferecer um sexo a ela ( reforça-se a ansiedade), de positivo foi a felicidade de ter uma ereção ainda que não fosse robusta (35%).
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 8/1/2017, 02:59
30 dia sem pmo hoje, chego do motel, hj tava afoito no beijo meio que desesperado, após uns 60min praticando sem encaixar, a garota que fico já tava impaciente dizendo que não nos encaixamos e não daríamos mais certo, após esse susto eu respirei e cheguei junto num banho a dois, consegui uns 8 min de erecao só nos masturbando, falei que não podia fazer sexo pela minha prescrição médica .

Após o banho tivemos uns amassos na parede, encaixou, fora eu voltei a ter ereção apesar de não prolongada
. Se Deus quiser, vou tirar aos poucos os vícios que a pprnografia me causou como ser mais egoista na intimidade e apressado nas preliminares cm aquela aura de ser multifuncional e fazer várias coisas ao mesmo tempo.Notei que me dá ereção ver a parceira com tesao. Isso na pornografia não se idealiza como deveria.

Hoje não tive ânsia de vômito e/o vomito .

Ganhei o dia ao ver um sorriso de orelha a orelha dela ao ver nesse intervalo de 8 dias um progresso continuado. Gosto dela, e tou sentindo a correspondência , tá caindo na minha vida um achado de sorte. Aqui o meu pau tá dando leves latejos em me recordar do que houve umas horas atrás. Tou na flatline.

21 /29-30 dia - desobedeci a prescrição médica (não ter carícias, nos masturbamos apesar de não ter gozado )
29-30 - ereção mais robusta e mais prolongada , ainda não suficiente para por a camisinha e manter por um tempo razoável.
ESpeli líquido seminal retido dos 30 dias de abstenção de PMo Qnd tive o pênis acariciado Qnd ela tava na posição de cavalgar.
Manutenção na academia (4x na semana) , falta implementar a rotina de estudo.

Comportamentos : massageando o ego com app de relacionamento , só conversa nada de ficar secando as garotas , salvo uma que fez um sideboob sem sutiã (não mostrava a auréola) e uma foto de bruços na qual vidrei por uns 15s e derrubei o celular no chão. Nada de PMO, hj essa intimidade reforçou mais o desejo de vencer e ter uma penetracao de volta.
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 15/1/2017, 05:00
37 dia sem pmo hoje, o que posso adiantar é que tive DE novamente, o que fiz de diferente. Criei expectativas no encontro de hoje emendei o dia acordado ininterruptamente por 18horas, sendo que 2horAs tive muita fadiga jogando futebol e me alimentei muito mal.

Hoje me frustei amargamente , perdendo as expectativas da minha recuoeração, a garota com que fico tava super empolgada com o evento da semana passada, hoje vomitei (talvez por saber que só saímos pra fazer sexo), sem que ela visse, ela reclamou qu hoje stva mais divergente e com o pensamento acelerado e que transpareço insegurança.. Enfim, são três meses de tentativa com ela, nós gostamos reciprocamente, hoje nos masturbamos e elogiou o que tateou. O que posso dizer de melhora que tive foi o fim da EP.

Hoje ao todo foram 3 horas de permanência e nada sexo comum. Deixando-a na casa, ela sentiu por ter visto o regresso, e cogitou por em prática aquilo do relacionamento aberto. Ela lançou tal ideia, mas não chegou a consumar, agora isso está cada vez mais eminente.

Ela é bonita, independente e resolvida. Tenho minhas qualidades , mas tou com o déficit de atenção em aproveitas os momentos e relaxar.

Frustrado pela falta de linearidade do meu reboot, de diferente o que fiz hj foi exaustão corporal com 2horas e 'meia do início do encontro , sabia que hj era isso o nosso fim, da outra vez a pegacao rolou de forma acidental, me alimentei mal.

Enfim, tou cogitando pegar uma Gp pra revigorar minha confiança. Não sei, Éder o frisar que sou bem inexperiente com penetraçao, tenso hj com o pau duro e ela me servindo de bússola, mas Qnd tento o pinto fica flácido.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t4328-o-diario-do-empenho
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 20/1/2017, 00:45
Hoje fiquei com outra garota que conheci semana passada em uma aulA, ela tá super empolgada com minha companhia, tudo fluiu em 1 semana. A mulher a quem tou titularizado há 4 meses não a verei nesse fim de semAna.

O que posso levantar é que hoje estou no 41,dia sem PMO, eu fantasio pouco com o encontro real que tive, flashbacks pornograficos são nulos. Falei que não tive ejaculação precoce nas duas últimas semanas, contudo para fim de autoconhecimento eu apenas massagiei meu pênis quando tomava banho ou ia no banheiro algo entre 7-20min isso ao todo 4 vezes em todo esse processo, não gozei, e quando sentia que me aproximava interrompia o pensamento do encontro real e ia dormir (acho que isso se chama ending). Inclusive no sábado nos masturbamos , ela gozou e eu não. Não sei se isso é motivo de zerar, não assimilei porn Em todo esse reboot e foi pouco estímulo que fiz ao ter ereções durante o banho (apenas queria notar a robustez da erecao) , tou sem gozar por um bom tempo, e no fundo não achei ruim o fato de não ter encontro com fim sexual previsível esse fds, vai me ajudar a ganhar mais dias e confiança. Só sei que não toco mais no meu pênis enquanto não tiver um retorno dos veteranos aqui. Me sinto inseguro por tudo que já tive, e conversando com uma amiga a quem fiquei e hj namora, ela falou que a mulher que saio e não a verei esse fds , ela me aceita mais que eu mesmo, na verdade DE desmasculariza vc e sua confiança.

E nessa semana tou consumando um ciclo em que crio novos vínculos com outras mulheres , no caso uma que fiquei hj e tive erecao meia bomba enquanto a encoxava, o beijo não tinha o mesmo encaixe de quem já saio faz tempo. E tem uma que peguei o número num aplicativo de relacionamento, que tá super empolgada com o fluxo da conversa.

Não vejo porn, nem fico secando os álbuns de fotos delas, apenas converso.

Nesse apanhado de fatos, devo zerar o contador?
Brit
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 22/1/2017, 06:07
Parabéns pela marca de 41 dias sem PMO brother! Pensa em uma coisa: nada pode anular esse período de reboot que você conquistou! Esse período é de aprendizado e o principal é ficar sem PMO, alguns erros são comuns e o que devemos é aprender e não repetí-los.
Em relação a masturbação que vc fez com uma parceira, tudo ok, mesmo que você não tenha gozado. Pois você estava se relacionando e tendo contato com alguém.
Em relação a você ficar se massageando sozinho no banheiro... vou te tranquilizar dizendo que não precisa ressetar, veja esse tópico de alguém com a mesma dúvida: http://www.comoparar.com/t923-duvidas-sobre-edging?highlight=edging

Pelo que você disse foi algo mecânico que não envolveu fantasias, nem P, nem O. Você apenas estava ereto ali e decidiu tocar em seu próprio membro. Porém, você repetiu isso mais de uma vez e ao estimular o pênis pode ser que tenha liberado um pouco de Dopamina, nesse sentido pode ter sido um pouco prejudicial, mas não tanto. Não pense mais nisso, siga em frente com seu reboot, mas não faça mais isso! Não fique se testando!
Eu fiquei um tempo sem ejacular e sei como é difícil, estava tendo ereções até incômodas já, nesse período evitei ao máximo tocar no meu pênis, até para balançar depois de urinar eu tomava cuidado kkk.

Fiquei feliz por ler os resultados que você relatou. Estarei acompanhando a sua trajetória e torcendo pelo teu sucesso!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 30/1/2017, 13:19
Bom dia,

Venho dizer que ontem fiz 51 dias sem PMO.

No entanto, hoje não contabilizei o marcador. Tou muito angustiado, falei antes mês passado que só não havia bloqueado o twitter. Pois bem, hoje de madrugada acordei num sono fragmentado após conversar com minha parceira que não a vi essa semana (2 semanas sem encontro), ela perguntou sobre minha saúde sexual, falei que tava mais confiante e seguro de mim.

Inclusive eu tive um pesadelo sexta com pornografia. O ruim é que mentalizei essa aversão, e caí no twitter, não vi vídeo nenhum, eis que são bloqueados, agora vi a caixa do DVD dos filmes pornos que era acostumado a ver. Ao todo foram 6 títulos referentes ao lançamentos de dez pra cá. Não gozei, apenas naveguei, mas ao ver os screencaps dos títulos tive ereções somente. Não gozei nem me estimulei, foi ao todo 2h de navegação. Essa demora era pq tinha que abrir cada perfil da celebridade pra ver a timeline, fora a demora para carregar.

Só sei que tou angustiado, se devo ou não zerar o contador. Hj mesmo quando acordei, a recordação disso já estava sobrescrita com as recordações dos encontros reais. Agora não sei o quão me afetou. Tou numa neblina mental. Fora isso, por tá com mais sex appeal,e ter criado paixonite numa menina que fiquei sem ser a que me acompanha desde setembro. Quando falei em outra ela falou que "aff", me senti mal mesmo, o pior é que tenho programado um passeio para repousar, sem pretensão sexual alguma. Mas, toda esse turbilhão tem me jogado pra baixo. Sinto que devo mostrar um avanço afinal seriam "57 dias" ou "6 zerando o contador".

Tou emocionalmente desgatado por ter feito outra pessoa se envolver por mim de forma intensa, e eu ter que sabotar isso, pois eu que ficarei pior se não cortar o mal pela raiz. Gosto de verdade, da mulher que tá comigo desde setembro, talvez tenha ficado com essa outra por querer constatar algum progresso (notei maior facilidade nas ereções quando encoxo e beijo). Enfim, esse ano não tá fácil, mas vou contornar isso.

A questão maior é zerar ou não o contador, confesso que foi mais curiosidade de saber "nossa quem é beldade que o pornstar tá pegando - Tou desatualizado" Isso maquinou minha cabeça, acabei bloqueando o twitter tbm, a fresta que faltava pra fechar o cerco. Friso que não havia vídeo o que vi foi só screencaps das caixas de DVD. No entanto, sei que é porn. Vou ver a opinião dos veteranos aqui. É doloroso achar que tropecei de novo - 1º 14d - ????2º 51d????

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t4328-o-diario-do-empenho
Brit
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 31/1/2017, 01:38
Putz brother que situação... eu não tenho tanta experiência, mas vou tentar te ajudar. Desculpe se for confuso, por favor, considere que a minha intenção é boa.
1ª coisa: todo o seu progresso até agora não foi em vão.
2ª coisa: não deixe a angústia desse fato te fazer mal.
Vou te dizer o que eu penso em relação ao ocorrido e cabe a você ver o que é válido para você ou não.

O nosso vício em P criou conexões neurais poderosas no nosso cérebro relacionando PMO com a forma com que percebemos o sexo, as mulheres e outros aspectos da nossa vida, e como sabemos trazem um monte de prejuízos para a nossa vida e principalmente à nossa vida sexual. Essas conexões são alimentadas por dopamina. Esse tempo de 90 dias em reboot, serve como um período inicial para que nós enfraqueçamos essas conexões, não as estimulando com dopamina através de PMO. Esses caminhos sempre estarão lá na nossa cabeça, mas com o tempo vão ficando mais fracos, até que seus efeitos sobre a nossa vida seja imperceptível ou mínimo. Quanto menos dopamina você der ao seu cérebro nesse período de reboot, mais você estará enfraquecendo essas conexões. Ao fantasiar brevemente nós liberamos um pouco de dopamina sim, ao praticar M também e etc. Porém em quantidades diferentes. A questão de reiniciar o contador serve como um parâmetro que vc deve ter para contabilizar qual período de tempo você está sem liberar dopamina suficiente para reativar esses caminhos no cérebro. Quanto menos vc tiver liberado menos terá prejudicado o seu reboot. Quem vê P por 1 min libera menos dopamina de quem vê por 10 min. Então nem toda recaída é prejudicial da mesma forma, porém todas são prejudicial. No seu caso, como eu disse, você não se prejudicou tanto, mas nesse período em que ficou vendo aquelas imagens e fantasiando com elas, você com certeza ficou ali liberando dopamina e reativando as conexões que precisa enfraquecer, e ao meu ver são suficientes para ter um efeito negativo no seu reboot, então o seu parâmetro de quantos dias você não alimenta o seu cérebro com P deveria ser revisto.
De qualquer forma você está indo bem. Tentei explicar da melhor forma para que você entendesse que não vale a pena tacar o foda-se e se afundar de vez, pois o seu prejuízo até agora não é tão grande. Estou torcendo por você! Força aí! Fique bem!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 31/1/2017, 09:57
Brit escreveu:Putz brother que situação... eu não tenho tanta experiência, mas vou tentar te ajudar. Desculpe se for confuso, por favor, considere que a minha intenção é boa.
1ª coisa: todo o seu progresso até agora não foi em vão.
2ª coisa: não deixe a angústia desse fato te fazer mal.
Vou te dizer o que eu penso em relação ao ocorrido e cabe a você ver o que é válido para você ou não.

O nosso vício em P criou conexões neurais poderosas no nosso cérebro relacionando PMO com a forma com que percebemos o sexo, as mulheres e outros aspectos da nossa vida, e como sabemos trazem um monte de prejuízos para a nossa vida e principalmente à nossa vida sexual. Essas conexões são alimentadas por dopamina. Esse tempo de 90 dias em reboot, serve como um período inicial para que nós enfraqueçamos essas conexões, não as estimulando com dopamina através de PMO. Esses caminhos sempre estarão lá na nossa cabeça, mas com o tempo vão ficando mais fracos, até que seus efeitos sobre a nossa vida seja imperceptível ou mínimo. Quanto menos dopamina você der ao seu cérebro nesse período de reboot, mais você estará enfraquecendo essas conexões. Ao fantasiar brevemente nós liberamos um pouco de dopamina sim, ao praticar M também e etc. Porém em quantidades diferentes. A questão de reiniciar o contador serve como um parâmetro que vc deve ter para contabilizar qual período de tempo você está sem liberar dopamina suficiente para reativar esses caminhos no cérebro. Quanto menos vc tiver liberado menos terá prejudicado o seu reboot. Quem vê P por 1 min libera menos dopamina de quem vê por 10 min. Então nem toda recaída é prejudicial da mesma forma, porém todas são prejudicial. No seu caso, como eu disse, você não se prejudicou tanto, mas nesse período em que ficou vendo aquelas imagens e fantasiando com elas, você com certeza ficou ali liberando dopamina e reativando as conexões que precisa enfraquecer, e ao meu ver são suficientes para ter um efeito negativo no seu reboot, então o seu parâmetro de quantos dias você não alimenta o seu cérebro com P deveria ser revisto.
De qualquer forma você está indo bem. Tentei explicar da melhor forma para que você entendesse que não vale a pena tacar o foda-se e se afundar de vez, pois o seu prejuízo até agora não é tão grande. Estou torcendo por você! Força aí! Fique bem!

Eu acabei de ler as orientações básicas do fórum, o fato de vizualizar porn já enseja o reset no contador. Vou demorar mais pra chegar no pódio, rumo ao 30/04/2017, em pensar qie era só o 09/03...

Mas é isso, a batalha continua. Por fim, acho que minha DE é uma combinação de psicológico + PMO, acredito que muito mais psicológica, não entendo como a ansiedade é algo que eu busco nadar para a borda da piscina para sair desse redemoinho, mas quando menos espero vejo que tou nadando para o fundo. Nao sei explicar isso, mas é algo que se reforça.

Falo isso pq qnd fui tirar minha CNH quando reprovei somatizei e me tremia nos testes, ao ponto de ficar sem fazer o reteste por 7 meses. Passei e no mês seguinte as coisas fluiam naturalmente. Ontem eu devia ligar para um desconhecido para uma prospecção, ao ver o status do sujeito sentia que ia enganchar na conversa ao ponto de ter que ensaiar com um amigo um telefonema,, e ironicamente fiz 4 outras prospeções com 4 pessoas distintas e foi um sucesso a abordagem, tudo fluindo bem.

É bizarro isso, mas dou dimensão ao medo. Minha vida vai mudar qnd pular a barreira como foi a CNH, mas até lá o sofrimento e o medo serão necessários nessa transitoriedade. De DE já sofro com isso há 6 meses, mas pra valer por 3 meses. Não tive parametro pra avaliar antes, pq foi aquilo que comentei, me satisfazia com o prazer solitário sendo egoísta ao invés de dividir isso com uma parceira, que foram várias oportunidades que tive.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t4328-o-diario-do-empenho
Brit
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 31/1/2017, 23:36
Cara algo que é bastante comum por aqui é as pessoas se colocarem para baixo e se auto sabotarem. Acho que todos nós passamos por experiências parecidas nesse sentido. Muito disso se deve ao vício e a anos de prática em PMO, isso vai passar depois do reboot.
Que bom que você está consciente e firme em prosseguir no reboot.
Conforme te falei, não é porque você teve uma recaída que teu progresso foi perdido.
Força e sucesso aí brother!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

O diário do "Empenho" Empty Re: O diário do "Empenho"

em 2/2/2017, 09:03
Brit escreveu:Cara algo que é bastante comum por aqui é as pessoas se colocarem para baixo e se auto sabotarem. Acho que todos nós passamos por experiências parecidas nesse sentido. Muito disso se deve ao vício e a anos de prática em PMO, isso vai passar depois do reboot.
Que bom que você está consciente e firme em prosseguir no reboot.
Conforme te falei, não é porque você teve uma recaída que teu progresso foi perdido.
Força e sucesso aí brother!

Ah! Sinto que não tive o progresso perdido, até estou mais atento à manutenção e à motivação dos 7 passos do reboot.

O que talvez me tenha feito ter essa vacilada foi aquilo do ending, falo isso porque estava muito tempo sem gozar 51d, e, a propósito, nem gozei no dia que vi somente foto de porn deliberadamente.
No dia seguinte, foi aquilo que disse já não lembrava mais, agora por saber como estava continuava tendo ereções ao tomar banho com bem poucos estímulos e sem recorrer a recordações de pornografia. Nisso fiquei por uma hora deixando o podereso ereto, e vesti a camisinha e continuei nisso, de estimular até chegar o ponto do ápice e depois estagnar o estímulo como um exercício de autoconhecimento para quando tivesse um evento real não ter EP, ou evitar ao máximo isso, pois bem gozei após uma poucas repetições disso de ápice e queda. Não farei mais isso porque no meu achismo acaba me deixando noiado por ansiedade por desempenho e autocobrança o que é uma sabotagem para o momento de prazer.

Só sei que tou tranquilo e motivado a só lembrar que tenho pênis para mijar e para a parceira.
90 dias hard mode não conseguirei, até porque tenho alteridade com a mulher que saio, por tentar proporcionar prazer a ela também.

Continuo na luta.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t4328-o-diario-do-empenho
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum