Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 215
Data de inscrição : 12/04/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 2/5/2017, 20:21
Btw, no tópico 20-24 anos está lá o meu diário, chama-se "Força para Superar - HOCD". Se estiveres disposto a ler e pudesses dar feedback Smile
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

"Auto-estima"

em 5/5/2017, 05:33
Soli Deo Gloria escreveu:Fala Dessins,

Talvez você tenha um problema com auto estima cara, já pensou nisso? Talvez você se ache pior que as outras pessoas, algo assim. Lendo seu relato, me pareceu que sempre tem algo na sua mente dizendo que você não merece ser feliz e de certa forma, você encontra prazer sexual nessa sujeira.

Você leu o ebook? Tente apagar um pouco dessas neuras e fantasias através do reboot cara. Você pode ser feliz, existe um mundo muito bonito fora de nossas prisões. Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy sunny
Converse com seu psicólogo sobre isso.

Abraços e tamo junto!

Bom dia amigo,

Hoje sinto-me melhor. Isto é de fases. Se eu pensar que cada vez as recaídas ficam mais fracas, tenho esperança que tendam a desaparecer. Actualmente não tenho tido muito tempo para pensar no meu "TOC", mas quando penso chego sempre às mesmas conclusões. No meu próximo post vou fazer uma apreciação a um exercício que fiz com o meu terapeuta.

Não acho que tenha falta de auto-estima. Opa, toda a gente teve aquela altura na vida em que as meninas não olhavam para nós ou que sentíamos que não íamos ser o próximo Luis Figo, mas felizmente motivação não me falta. E mulheres também não faltava. Actualmente também não falta (se calhar não as gostosonas que queríamos), mas sempre dá para desenrascar. No entanto, há que lembrar uma coisa: Depressão FODE a líbido. E isso é ponto assente. Não estamos a deixar de gostar de mulheres. Estamos deprimidos.
Hoje falei com uma menina nova que me passou uns trabalhos de anos anteriores para a faculdade, e como grande HOCDista que sou, não parei de pensar no mesmo. No entanto, enquanto ela falava, se me concentrava nos olhos dela, putz, até sorria...

Enfim, estamos juntos! Wink

Dessins
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

Masoquismo ao desbarato

em 5/5/2017, 05:49
skullandbones escreveu:Concordo com o que o Soli disse, e acho ainda que talvez você tenha um certo lado masoquista Dessins, onde você tem certo prazer em imaginar situações sexuais desagradáveis, e isso te enoja, e ao mesmo tempo que te enoja, te excita, e é uma situação em que uma coisa alimenta a outra, quanto mais enojado mais excitado, quanto mais exictado mais vc imagina situações que te desagrada,

Isso me fez lembrar de uma coisa,
durante uma época no meu trabalho eu atendia uma cliente que era horrorosa, até hoje lembro dela, pois muito bem, pense em uma mulher gorda, feia e mandona, cara ela tinha algum problema de pele ou coisa do tipo, pq o rosto dela era cheio de espinhas, como era uma cliente da empresa eu via ela várias vezes por semana e a mulher era muito chata ! Tratava mal todos os funcionários, eu lembro que por um bom tempo eu chegava em casa do trabalho e ficava pensando nela, me imaginava transando com ela, pensava nos detalhes, me imaginava beijando ela na frente de toda a empresa, andando com ela na rua, em como seria estar com aquela pessoa horrível que nos tratava mal, porém isso me excitava, era uma coisa de doido, tipo como eu poderia gostar de algo que me enojava ? A mulher não era simplesmente feia, ela não era uma pessoa boa para se estar perto, mandona, agressiva e ainda assim essa merda toda me excitava a ponto de me masturbar e fantasiar com ela.

No final das contas era tudo uma questão de masoquismo, só que diferente do masoquista tradicional, que tem prazer na dor, eu tinha certo prazer na humilhação que seria imaginar estar com aquela mulher, me parece que vc está tendo fantasias parecidas, então como o Soli disse compartilhe isso com seu psicólogo e faça o reboot, porque ele ajuda muito na redução e até na eliminação das fantasias

Bom dia Parça,

O meu terapeuta diz exactamente a mesma coisa: Há um lado masoquista na minha mente. E se eu for a ver, toda a punheta que bati em toda a vida tinha uma componente masoquista. Fiquei "viciado" nessa merda. Já nem é tanto a porno, mas sim o lado "masoquista". Vou dar um exemplo em seguida e juro que não copiei!

Eu faço algum sucesso nas apostas. Posso adiantar que consigo tirar uma boa renda por mês. isso atrai algumas pessoas procurando o mesmo: dinheiro fácil.

Uma das pessoas foi uma menina gorda, feia, desinteressante, arrogante, convencida, e principalmente autoritária. Quem daqui gosta de uma mulher assim? Adiante...

Começamos a falar e como tenho a sorte de ser um gajo bonito, ela falava bastante. Imagino que se sentia no "céu" e aposto que nunca tinha falado com alguém do mesmo "calibre". Enfim, acho que qualquer um aqui é de um calibre bem superior. Mas avancemos. A certa altura, eu excitava-me só de lhe dizer que ela era linda.

(Foda-se! Ela é linda onde? Que puta de camião! Que nojo de gaja!)

Ela: "Modéstia à parte, eu sei que tenho graça, não me resistes, admite!"

(Não resisto? Foda-se, não resisto é em mandar-te foder! Que puta convencida!)

Eu: "Pois não, não resisto, achas que podemos estar juntos?"
Ela: "Não sei, tenho de ver, sou muito exigente!"

(Exigente? LOOOOOL, não me fodas! Quem te dera!)

Eu: "Farei tudo por ti, tudo o que quiseres."
Ela: "Gosto de meninos bem educados e mandados. És como eu gosto."

(Esta gaja está bêbeda! LOL! Eu, com uma namorada tão gostosa, ia mesmo andar com este camião. Foda-se!)

Eu: "Quero muito passear de mão dada contigo na rua, e dar-te beijos em frente a toda a gente."
Ela: "Já estás apaixonado? Sou mesmo irresistível!"
Eu: "Completamente..."

A conversa continua, entra no cariz sexual, eu tenho um orgasmo e nunca mais lhe respondo. Venham aqui os entendidos explicar isto. Venham aqui os conhecedores dizer que tenho mais tesão por este camião, mesmo eu não tendo habilitações para conduzir viaturas pesadas, e que não gosto da minha namorada. Ou até que prefiro este trambolho à minha namorada. Será que estou apaixonado pelo camião? Será que não gosto da minha namorada? Será que tenho OCDFG? (Obsessive Compulsive Disorder for Gordas? Não. Tive o meu orgasmo, vivi a minha fantasia e seguiu jogo. A questão é: Há um problema aqui e tem de ser resolvido. Estou "demasiado" dentro das fantasias acho.

Esta associação veio na minha cabeça um dia à noite e prometi que no dia seguinte, sempre que o TOC viesse, ia chamar-lhe camião 2.0.

Comecei o "reboot" dia 1 deste mês. Esqueci a punheta. Agora, orgasmos, só em conjunto. É a minha última esperança.

Um abraço,

Dessins
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

Identificação

em 5/5/2017, 06:02
PeteS escreveu:Olá Dessins, li isto tudo e nem sabes o quanto aliviado fiquei... como é possível alguém ter quase a mesma coisa que eu?
Eu vivo em Portugal também!
A parte da masturbação, ás vezes também fazia 5x durante o dia durante uma década... a pornografia e o facto de me masturbar compulsivamente, a DE, a constante dúvida, as vezes que chorava por pensar que era e não queria ser, os sonhos e o nojo com que acordava, estar à beira de rapazes e sentir uma ansiedade gigante porque pensava nesse assunto... tudo tão igual...
Eu sempre desde pequeno quis saber de mulheres, até dizia à minha mãe que queria uma loira, magra e mamuda kkkk as brincadeiras que tinha com as vizinhas da minha idade, muito "maliciosas" e querer passar a mão nelas eheh eu era louco por elas, só queria que uma chegasse à minha beira e tivesse a saltar forte encima de mim!
E depois aparece o TOC, o mundo entra em ruína, tu desesperas, choras, tens recaídas, queres morrer, a vida não faz sentido... mas a luz aparece quando menos esperamos e graças à minha psicóloga ela decifrou o meu TOC.
Eu também tinha pensamentos estúpidos tipo obscessivos kkkk muitas das vezes ao comer à mesa apetecia-me levantar o dedo do meio na cara da minha mãe ou da minha avó, dizer a toda a gente para ir ao "caralho", dar um estalo ou um murro na cara da vizinha velhota simpática da minha avó (harm ocd), querer pegar e cantar no meio da sala de aula e dançar o hula como dizes, querer envergonhar-me... isso também tão igual... Outra compulsão que eu tinha era, ao engulir a minha saliva tinha de olhar para a minha pele se não "eu deixava de ser eu", ou estares a andar na rua e dizeres " se eu chegar primeiro ao poste antes do carro eu não morro"...
Aquela cena do estares com um amigo e o OCD te dizer "Beija-o caralho, já!" Igual, igual mesmo.
Masturbar-me a pensar na gaja que mais detesto porque ela mandou-me uma boca e humilhou-me à frente dos colegas, a pensar que a estou a estourar e a dizer "então puta gostas?"...
Só te posso dizer que foste bem claro com o que disseste e acredita... estás agora tu mesmo a ajudar-me a encontrar o caminho! Um grande abraço!

Boas pá,

Alguém português aqui? Também faz parte!

Mano, eu li o teu comentário e não te vou mentir. Ri-me. Mas não me ri por maldade. Ri-me porque podias ser eu em outro lugar, em outra altura. Há uma altura das nossas vidas em que passamos um "scan" em toda a nossa vida à procura de evidências, comentários, opiniões de outros que nos chamavam "gays". Se um familiar disse em 1385, durante a batalha de Aljubarrota, que nós pareciamos gays, então esse gajo poderá ter sido um visionário. E nós precisamos de falar com ele para nos certificarmos o porquê de ele ter dito isso! Precisamos de saber o que o motivou! Porque ele pode ter descoberto a nossa homossexualidade e nós queremos desvendar esta dúvida. Mas no fundo, o gajo só nos disse isso para nos picar e nos fazer revoltar e comer a comida toda que estava no prato.
Notei aí uma cena que o pessoal fala muito: "5x por dia". Realmente, é possível que um gajo fique dessensibilizado ou tenha apetência por cenas "masoquistas". Eu tenho uma amiga que adora que a maltrate. Lhe bata, lhe chame nomes e a humilhe. Repara que ela comprou um Mac novinho e ela foi às nuvens quando me vim no pc dela e a obriguei a lamber. (Cenas maradas não é?)
Avancemos...

Quantas e quantas corridas, apostas, jogos de berlinde, jogos de futebol, braços de ferro eu ganhei quando elevava a fasquia do "valor apostado"? Não se tratava apenas de um jogo, a partir do momento em que na minha cabeça vinha o: "Se não ganhares, a tua família morre!". Caga puto, eu ganhava asas, fogo, turbo e nitro. E ganhava pa caralho com essa merda. E era o maior. E adivinha, eu sou o maior! Só que tudo na vida tem duas faces e... Provavelmente vais ser bem sucedido. Vais ser bom aluno, ganhar dinheiro para caralho, e comer as melhores gajas. Mas... de um momento para o outro pode dar-te o "TILT" e ficamos assim! O que fazer? Voltar a ser normal, como a maior parte das pessoas, com resultados médios e um ordenado médio? Népia man, vamos fazer assim: Um gajo vai fuçar nesta merda, comer a merda que for preciso comer, chafurdar onde tiver de ser sofrer nem que seja por um ano, dois ou três. Conhecer bem isto e ficar como as bactérias: RESISTENTES. E assim és bem sucedido e sem TOC. Wink

Vamos partir esta merda toda,

Abraço, Dessins
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

Ambiguidades

em 5/5/2017, 06:04
PeteS escreveu:Btw, no tópico 20-24 anos está lá o meu diário, chama-se "Força para Superar - HOCD". Se estiveres disposto a ler e pudesses dar feedback Smile

Mano, lerei mais tarde, prometo! Wink

Agora tenho de entregar um trabalho para a faculdade!

Abc!
avatar
Mensagens : 215
Data de inscrição : 12/04/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 5/5/2017, 10:17
Boas! Essa do "ri-me porque podias ser eu em outro lugar" não entendi xd
Bem, entendi, mas não sei o que queres dizer com isso! Se achas que foi assim tão parecido contigo em muitas situações ou por um lado achares que não estás sozinho aqui em Portugal x)
Abraço!
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 6/5/2017, 12:28
PeteS escreveu:Boas! Essa do "ri-me porque podias ser eu em outro lugar" não entendi xd
Bem, entendi, mas não sei o que queres dizer com isso! Se achas que foi assim tão parecido contigo em muitas situações ou por um lado achares que não estás sozinho aqui em Portugal x)
Abraço!

Viva Companheiro,

Eu explico-te! Quando disse que podias ser eu noutro lugar, é porque me identifiquei com muitas coisas. Fiz coisas muito semelhantes ou parecidas, entendes? Isso significa que podias ser um Dessins de outra zona de Portugal!

Estamos juntos!

P.S.- A minha namorada está um estrondo. Não sei se a merda do TOC me vai conseguir "prender" mais.

Um abraço a todos,

Dessins
avatar
Mensagens : 215
Data de inscrição : 12/04/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 7/5/2017, 08:01
Olá, Dessins 2 aqui kkkk
Mano a minha sabe bem que tenho isto e ajuda-me, eu já tou à 31 dias sem PMO ou MO e digo-te que os pensamentos durante o sexo desapareceram, para não falar de que ela elogiou-me das recentes vezes!
Portanto eu recomendaria-te um Reboot Smile
avatar
Mensagens : 215
Data de inscrição : 12/04/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 7/5/2017, 08:01
Fala com a tua e acredita, vai valer a pena, quem ama ajuda
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1333
Data de inscrição : 12/06/2015
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 26/5/2017, 15:38
Como anda a caminhada bro? Some não po!
Vamos vencer!

_______________________________________
De pé e lutando.
diário: http://www.comoparar.com/t1157-25-soli-deo-gloria-reinicio





"No sentido mais verdadeiro, a liberdade não pode ser concedida; deve ser alcançada"
Roosevelt
Mensagens : 8
Data de inscrição : 07/09/2017
Idade : 29
Ver perfil do usuário

ele confessou-me que o HOCD parece uma autêntica epidemia do século!

em 7/9/2017, 19:29
"ele confessou-me que o HOCD parece uma autêntica epidemia do século!"

Frisando essa frase acredito realmente devido a toda essa moda LGBT que existe hoje em dia de incentivo e estimulo ao homossexualismo na sociedade,que o HOCD tem sido induzido propositalmente na população com essa finalidade pelos meios de comunicação e grupos que dominam a sociedade.
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

O TÃO desejado tópico

em 5/2/2018, 11:07
Boa tarde a todos a quem tenho o prazer de dedicar estas linhas que há muito vos queria escrever.

O meu último "post" foi em Maio do ano passado, ou seja, foi à "uma porrada" de tempo, e fui tendo conhecimento que as pessoas daqui estavam a gostar de acompanhar o meu caso. Pois bem, depois de tanto tempo, vejo-me na obrigação de partilhar com vocês tudo o que aconteceu desde essa altura e a pedir aos Senhores Moderadores que coloquem o meu relato/depoimento nos casos de sucesso.

"Sucesso? Como assim?!"

É verdade. Matei o filho da puta. Perdão, já não é mais filho da puta. Na verdade, ele já não é mais nada. Nem sequer é um "ele". Não é nada.

Eu não sei bem por onde começar, pois quero falar de muito e acabo por não explicar da melhor forma tudo aquilo que sinto na obrigação de partilhar para vos dar aquela esperança.

Começando pelo início, eu prometi a mim mesmo que não voltava aqui. Os relatos de toda gente que eu tinha lido e relido mais do que 10 vezes, as comparações que eu fiz com as histórias de cada um, a busca incessante por novos conteúdos em fóruns internacionais, opiniões profissionais, etc. Eu tinha de parar. Tudo o que eu tinha sido levado pela minha mente a fazer, não estava a trazer resultados. Os testes cada vez que eu via outros homens na rua, quando via mulheres, cães (até), eu precisava de parar. Eu decidi dar uma oportunidade para o meu excelente psicólogo que concordou em dar consultas através do Skype a muito custo e pedido. Em suma, eu precisei de sair daqui. Ler todos os novos tópicos e acompanhando as histórias só me estava a fazer pensar mais no problema e eu precisava parar de me debater para me livrar das "areias movediças", que me afundavam mais cada vez que eu reagia.

Para pessoas lutadoras como a maior parte, achamos sempre que a melhor solução para tudo é...TRABALHAR! Então quando queremos bons resultados, nós estudamos mais. Quando queremos ser mais rápidos, treinamos mais. Quando queremos ser mais fortes, esforçamo-nos mais, quando queremos ser mais resistentes, levamos mais pancada até deixar de sentir dor. Muito bem meus amigos, o TOC não funciona assim e isso foi a coisa mais difícil que tive de entender. O TOC funciona exactamente ao contrário, e nunca, mas nunca conseguirão vencer qualquer TOC com "força bruta". Meus amigos, embora vos custe ler o que vou dizer agora, AINDA BEM QUE EU TIVE ESTE TOC. Este TOC permitiu que eu me tornasse mais inteligente e mais conhecedor de mim próprio, e acreditem, vocês vão virar FERAS depois de descobrirem a vossa capacidade de abstração.

Não quero dar uma lição de Filosofia nem de auto-ajuda. Eu detesto esse tipo de livros em que falam no alinhamento dos planetas ou na chuva de meteoritos e o caralho a quatro. Tretas. Balelas. Adianto também que não vos escrevi mais cedo porque nós nunca admitimos que estamos "curados". O que nós vemos é que o TOC deixa de estar presente ao longo dos tempos, até que vai chegar à altura em que vão pensar:

"Foda-se! Onde estão os pensamentos? Um dia sem pensar em TOC?!"

Quando isso acontecer vocês vão querer passar o resto da vossa vida sem pensar no TOC, no entanto, passado algum tempo, VOCÊS VÃO QUERER PENSAR NO TOC, pois cada vez que forem tomar banho e reflectirem sobre o que quer que seja, no vosso pensamento vai aparecer:

"Eii! Espera aí! Mas eu não tenho TOC?"

"Ou será que tinha? Será que fugiu? Foda-se, faz tempo que não penso nessa merda mesmo!"

"Foda-se, eu sou FERA mesmo! Enterrei o filho da puta."

E é aqui que vocês não vão querer fazer uma festa por terem "morto" o TOC. Simplesmente vão cuspir no seu cadáver abandonado do lado da estrada e continuar o vosso caminho sem sequer pensarem mais nisso, mas lembrem-se, VOCÊS EMERGIRAM. E o sentimento de ter "vencido" o TOC é algo banal que nem sequer vão entender bem como aconteceu, porque o que vocês tiveram de fazer foi...deixar o fdp entrar. Eu chamo-o de filho da puta pela raiva que me causou durante dois anos. Agora nem tenho tanta raiva assim. Coitado.

O que é que eu fiz para me livrar desta merda?

Em primeiro lugar, deixei de lutar. É. Deixei de lutar. Mas não foi uma rendição. Foi, contrariamente aquilo que eu pensava, deixar de me preocupar (embora me preocupasse bastante poder vir a ser homossexual). Aceitei os conselhos do psicólogo que outrora vos falei.

Em segundo lugar, segui à risca os conselhos do meu psicólogo. Não quero fazer publicidade, mas este gajo praticamente me salvou a vida. Hoje é meu amigo pessoal e a sua dedicação e conhecimento da profissão é algo por demais. É brasileiro e a MUITO custo aceitou dar-me consultas via Skype. Posso dizer com grande garantia: ELE AJUDOU MUITO. Ele ajudou-me com tudo o que vocês possam imaginar. Chegou a falar comigo às 3 da manhã. Se eu um dia for tão bom na minha profissão como ele é, eu serei muito rico. Laughing

Em terceiro lugar, não quis ver mais conteúdo HOCD, relatos, histórias, etc. Tanto não quis ver, como não vejo actualmente. Apenas abri o fórum para vir aqui e não tenciono voltar cá muitas mais vezes.

Em quarto, segui o conselho da malta daqui do fórum. Eliminei a masturbação. Aguentei perto de um mês, e quando fazia, era porque era estimulado ora por conversas, ora fisicamente, MAS NUNCA ME SENTI CULPADO. Acho que esse é o segredo. Nunca se sentir culpado. Se fraquejar, fraquejou, bola para a frente.

Tive um amigo aqui, PeteS, que sofre do mesmo problema. Por casualidade vive na mesma cidade que eu em Portugal e chegámos a encontrar-nos. Ajudámo-nos muito um ao outro e mantemos o contacto. Agradeço-te muito my friend.

Mantive a cabeça ocupada. Quando estava com HOCD, na minha pior fase, as minhas notas desceram, emagreci, descuidei-me, deixei o ginásio, deixei de fazer coisas, vivia num inferno. No entanto, em Outubro, a muito custo inscrevi-me no ginásio. A quantidade de homens bombados e mulheres assustavam-me no inicio pelos testes e pensamentos, mas ao fim de 2/3 treinos, já não metiam mais medo e a minha confiança ia subindo em flecha.

Por fim, continuei sempre, sempre sempre seguindo os conselhos do meu psicólogo.

Como sabem, o meu HOCD tem a proveniência em atitudes humilhantes, ou em "masoquismo mental". Se eu pensar que vou estar fazendo oral a um gajo, eu consigo ter um orgasmo, no entanto, após a descarga de dopamina, vou sentir-me mal e "estranho", o que vai de encontro a todos os estudos que se fizeram sobre a masturbação e o seu excesso. Actualmente até me tenho masturbado mais vezes do que é suposto e estou até com medo que me volte a viciar, no entanto, terei isso em atenção e vou apontar as "armas" para a minha namorada e fazê-la "sofrer" com isso. Smile

Apenas quero terminar que, actualmente, não sou recuperei o peso que tinha antes do TOC, como:

- Voltei a estar no TOP 3 da minha faculdade.
- Corro 10km por dia.
- Pratico Boxe, Kickboxing, Jiu-Jitsu e Muay Thai.
- Vou começar a minha tese de final de curso e vou apontar para um prémio internacional.
- Embora faça chuva, dentro de mim há um sol impossível de apagar.
- Sou invencível.

Um abraço a todos,

DESSINS
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

O TÃO desejado tópico

em 5/2/2018, 11:10
Boa tarde a todos a quem tenho o prazer de dedicar estas linhas que há muito vos queria escrever.

O meu último "post" foi em Maio do ano passado, ou seja, foi à "uma porrada" de tempo, e fui tendo conhecimento que as pessoas daqui estavam a gostar de acompanhar o meu caso. Pois bem, depois de tanto tempo, vejo-me na obrigação de partilhar com vocês tudo o que aconteceu desde essa altura e a pedir aos Senhores Moderadores que coloquem o meu relato/depoimento nos casos de sucesso.

"Sucesso? Como assim?!"

É verdade. Matei o filho da puta. Perdão, já não é mais filho da puta. Na verdade, ele já não é mais nada. Nem sequer é um "ele". Não é nada.

Eu não sei bem por onde começar, pois quero falar de muito e acabo por não explicar da melhor forma tudo aquilo que sinto na obrigação de partilhar para vos dar aquela esperança.

Começando pelo início, eu prometi a mim mesmo que não voltava aqui. Os relatos de toda gente que eu tinha lido e relido mais do que 10 vezes, as comparações que eu fiz com as histórias de cada um, a busca incessante por novos conteúdos em fóruns internacionais, opiniões profissionais, etc. Eu tinha de parar. Tudo o que eu tinha sido levado pela minha mente a fazer, não estava a trazer resultados. Os testes cada vez que eu via outros homens na rua, quando via mulheres, cães (até), eu precisava de parar. Eu decidi dar uma oportunidade para o meu excelente psicólogo que concordou em dar consultas através do Skype a muito custo e pedido. Em suma, eu precisei de sair daqui. Ler todos os novos tópicos e acompanhando as histórias só me estava a fazer pensar mais no problema e eu precisava parar de me debater para me livrar das "areias movediças", que me afundavam mais cada vez que eu reagia.

Para pessoas lutadoras como a maior parte, achamos sempre que a melhor solução para tudo é...TRABALHAR! Então quando queremos bons resultados, nós estudamos mais. Quando queremos ser mais rápidos, treinamos mais. Quando queremos ser mais fortes, esforçamo-nos mais, quando queremos ser mais resistentes, levamos mais pancada até deixar de sentir dor. Muito bem meus amigos, o TOC não funciona assim e isso foi a coisa mais difícil que tive de entender. O TOC funciona exactamente ao contrário, e nunca, mas nunca conseguirão vencer qualquer TOC com "força bruta". Meus amigos, embora vos custe ler o que vou dizer agora, AINDA BEM QUE EU TIVE ESTE TOC. Este TOC permitiu que eu me tornasse mais inteligente e mais conhecedor de mim próprio, e acreditem, vocês vão virar FERAS depois de descobrirem a vossa capacidade de abstração.

Não quero dar uma lição de Filosofia nem de auto-ajuda. Eu detesto esse tipo de livros em que falam no alinhamento dos planetas ou na chuva de meteoritos e o caralho a quatro. Tretas. Balelas. Adianto também que não vos escrevi mais cedo porque nós nunca admitimos que estamos "curados". O que nós vemos é que o TOC deixa de estar presente ao longo dos tempos, até que vai chegar à altura em que vão pensar:

"Foda-se! Onde estão os pensamentos? Um dia sem pensar em TOC?!"

Quando isso acontecer vocês vão querer passar o resto da vossa vida sem pensar no TOC, no entanto, passado algum tempo, VOCÊS VÃO QUERER PENSAR NO TOC, pois cada vez que forem tomar banho e reflectirem sobre o que quer que seja, no vosso pensamento vai aparecer:

"Eii! Espera aí! Mas eu não tenho TOC?"

"Ou será que tinha? Será que fugiu? Foda-se, faz tempo que não penso nessa merda mesmo!"

"Foda-se, eu sou FERA mesmo! Enterrei o filho da puta."

E é aqui que vocês não vão querer fazer uma festa por terem "morto" o TOC. Simplesmente vão cuspir no seu cadáver abandonado do lado da estrada e continuar o vosso caminho sem sequer pensarem mais nisso, mas lembrem-se, VOCÊS EMERGIRAM. E o sentimento de ter "vencido" o TOC é algo banal que nem sequer vão entender bem como aconteceu, porque o que vocês tiveram de fazer foi...deixar o fdp entrar. Eu chamo-o de filho da puta pela raiva que me causou durante dois anos. Agora nem tenho tanta raiva assim. Coitado.

O que é que eu fiz para me livrar desta merda?

Em primeiro lugar, deixei de lutar. É. Deixei de lutar. Mas não foi uma rendição. Foi, contrariamente aquilo que eu pensava, deixar de me preocupar (embora me preocupasse bastante poder vir a ser homossexual). Aceitei os conselhos do psicólogo que outrora vos falei.

Em segundo lugar, segui à risca os conselhos do meu psicólogo. Não quero fazer publicidade, mas este gajo praticamente me salvou a vida. Hoje é meu amigo pessoal e a sua dedicação e conhecimento da profissão é algo por demais. É brasileiro e a MUITO custo aceitou dar-me consultas via Skype. Posso dizer com grande garantia: ELE AJUDOU MUITO. Ele ajudou-me com tudo o que vocês possam imaginar. Chegou a falar comigo às 3 da manhã. Se eu um dia for tão bom na minha profissão como ele é, eu serei muito rico. Laughing

Em terceiro lugar, não quis ver mais conteúdo HOCD, relatos, histórias, etc. Tanto não quis ver, como não vejo actualmente. Apenas abri o fórum para vir aqui e não tenciono voltar cá muitas mais vezes.

Em quarto, segui o conselho da malta daqui do fórum. Eliminei a masturbação. Aguentei perto de um mês, e quando fazia, era porque era estimulado ora por conversas, ora fisicamente, MAS NUNCA ME SENTI CULPADO. Acho que esse é o segredo. Nunca se sentir culpado. Se fraquejar, fraquejou, bola para a frente.

Tive um amigo aqui, PeteS, que sofre do mesmo problema. Por casualidade vive na mesma cidade que eu em Portugal e chegámos a encontrar-nos. Ajudámo-nos muito um ao outro e mantemos o contacto. Agradeço-te muito my friend.

Mantive a cabeça ocupada. Quando estava com HOCD, na minha pior fase, as minhas notas desceram, emagreci, descuidei-me, deixei o ginásio, deixei de fazer coisas, vivia num inferno. No entanto, em Outubro, a muito custo inscrevi-me no ginásio. A quantidade de homens bombados e mulheres assustavam-me no inicio pelos testes e pensamentos, mas ao fim de 2/3 treinos, já não metiam mais medo e a minha confiança ia subindo em flecha.

Por fim, continuei sempre, sempre sempre seguindo os conselhos do meu psicólogo.

Como sabem, o meu HOCD tem a proveniência em atitudes humilhantes, ou em "masoquismo mental". Se eu pensar que vou estar fazendo oral a um gajo, eu consigo ter um orgasmo, no entanto, após a descarga de dopamina, vou sentir-me mal e "estranho", o que vai de encontro a todos os estudos que se fizeram sobre a masturbação e o seu excesso. Actualmente até me tenho masturbado mais vezes do que é suposto e estou até com medo que me volte a viciar, no entanto, terei isso em atenção e vou apontar as "armas" para a minha namorada e fazê-la "sofrer" com isso. Smile

Apenas quero terminar que, actualmente, não sou recuperei o peso que tinha antes do TOC, como:

- Voltei a estar no TOP 3 da minha faculdade.
- Corro 10km por dia.
- Pratico Boxe, Kickboxing, Jiu-Jitsu e Muay Thai.
- Vou começar a minha tese de final de curso e vou apontar para um prémio internacional.
- Embora faça chuva, dentro de mim há um sol impossível de apagar.
- Sou invencível.

Um abraço a todos,

DESSINS
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 13/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 5/2/2018, 13:34
Dessins escreveu:Boa tarde a todos a quem tenho o prazer de dedicar estas linhas que há muito vos queria escrever.

O meu último "post" foi em Maio do ano passado, ou seja, foi à "uma porrada" de tempo, e fui tendo conhecimento que as pessoas daqui estavam a gostar de acompanhar o meu caso. Pois bem, depois de tanto tempo, vejo-me na obrigação de partilhar com vocês tudo o que aconteceu desde essa altura e a pedir aos Senhores Moderadores que coloquem o meu relato/depoimento nos casos de sucesso.

"Sucesso? Como assim?!"

É verdade. Matei o filho da puta. Perdão, já não é mais filho da puta. Na verdade, ele já não é mais nada. Nem sequer é um "ele". Não é nada.

Eu não sei bem por onde começar, pois quero falar de muito e acabo por não explicar da melhor forma tudo aquilo que sinto na obrigação de partilhar para vos dar aquela esperança.

Começando pelo início, eu prometi a mim mesmo que não voltava aqui. Os relatos de toda gente que eu tinha lido e relido mais do que 10 vezes, as comparações que eu fiz com as histórias de cada um, a busca incessante por novos conteúdos em fóruns internacionais, opiniões profissionais, etc. Eu tinha de parar. Tudo o que eu tinha sido levado pela minha mente a fazer, não estava a trazer resultados. Os testes cada vez que eu via outros homens na rua, quando via mulheres, cães (até), eu precisava de parar. Eu decidi dar uma oportunidade para o meu excelente psicólogo que concordou em dar consultas através do Skype a muito custo e pedido. Em suma, eu precisei de sair daqui. Ler todos os novos tópicos e acompanhando as histórias só me estava a fazer pensar mais no problema e eu precisava parar de me debater para me livrar das "areias movediças", que me afundavam mais cada vez que eu reagia.

Para pessoas lutadoras como a maior parte, achamos sempre que a melhor solução para tudo é...TRABALHAR! Então quando queremos bons resultados, nós estudamos mais. Quando queremos ser mais rápidos, treinamos mais. Quando queremos ser mais fortes, esforçamo-nos mais, quando queremos ser mais resistentes, levamos mais pancada até deixar de sentir dor. Muito bem meus amigos, o TOC não funciona assim e isso foi a coisa mais difícil que tive de entender. O TOC funciona exactamente ao contrário, e nunca, mas nunca conseguirão vencer qualquer TOC com "força bruta". Meus amigos, embora vos custe ler o que vou dizer agora, AINDA BEM QUE EU TIVE ESTE TOC. Este TOC permitiu que eu me tornasse mais inteligente e mais conhecedor de mim próprio, e acreditem, vocês vão virar FERAS depois de descobrirem a vossa capacidade de abstração.

Não quero dar uma lição de Filosofia nem de auto-ajuda. Eu detesto esse tipo de livros em que falam no alinhamento dos planetas ou na chuva de meteoritos e o caralho a quatro. Tretas. Balelas. Adianto também que não vos escrevi mais cedo porque nós nunca admitimos que estamos "curados". O que nós vemos é que o TOC deixa de estar presente ao longo dos tempos, até que vai chegar à altura em que vão pensar:

"Foda-se! Onde estão os pensamentos? Um dia sem pensar em TOC?!"

Quando isso acontecer vocês vão querer passar o resto da vossa vida sem pensar no TOC, no entanto, passado algum tempo, VOCÊS VÃO QUERER PENSAR NO TOC, pois cada vez que forem tomar banho e reflectirem sobre o que quer que seja, no vosso pensamento vai aparecer:

"Eii! Espera aí! Mas eu não tenho TOC?"

"Ou será que tinha? Será que fugiu? Foda-se, faz tempo que não penso nessa merda mesmo!"

"Foda-se, eu sou FERA mesmo! Enterrei o filho da puta."

E é aqui que vocês não vão querer fazer uma festa por terem "morto" o TOC. Simplesmente vão cuspir no seu cadáver abandonado do lado da estrada e continuar o vosso caminho sem sequer pensarem mais nisso, mas lembrem-se, VOCÊS EMERGIRAM. E o sentimento de ter "vencido" o TOC é algo banal que nem sequer vão entender bem como aconteceu, porque o que vocês tiveram de fazer foi...deixar o fdp entrar. Eu chamo-o de filho da puta pela raiva que me causou durante dois anos. Agora nem tenho tanta raiva assim. Coitado.

O que é que eu fiz para me livrar desta merda?

Em primeiro lugar, deixei de lutar. É. Deixei de lutar. Mas não foi uma rendição. Foi, contrariamente aquilo que eu pensava, deixar de me preocupar (embora me preocupasse bastante poder vir a ser homossexual). Aceitei os conselhos do psicólogo que outrora vos falei.

Em segundo lugar, segui à risca os conselhos do meu psicólogo. Não quero fazer publicidade, mas este gajo praticamente me salvou a vida. Hoje é meu amigo pessoal e a sua dedicação e conhecimento da profissão é algo por demais. É brasileiro e a MUITO custo aceitou dar-me consultas via Skype. Posso dizer com grande garantia: ELE AJUDOU MUITO. Ele ajudou-me com tudo o que vocês possam imaginar. Chegou a falar comigo às 3 da manhã. Se eu um dia for tão bom na minha profissão como ele é, eu serei muito rico. Laughing

Em terceiro lugar, não quis ver mais conteúdo HOCD, relatos, histórias, etc. Tanto não quis ver, como não vejo actualmente. Apenas abri o fórum para vir aqui e não tenciono voltar cá muitas mais vezes.

Em quarto, segui o conselho da malta daqui do fórum. Eliminei a masturbação. Aguentei perto de um mês, e quando fazia, era porque era estimulado ora por conversas, ora fisicamente, MAS NUNCA ME SENTI CULPADO. Acho que esse é o segredo. Nunca se sentir culpado. Se fraquejar, fraquejou, bola para a frente.

Tive um amigo aqui, PeteS, que sofre do mesmo problema. Por casualidade vive na mesma cidade que eu em Portugal e chegámos a encontrar-nos. Ajudámo-nos muito um ao outro e mantemos o contacto. Agradeço-te muito my friend.

Mantive a cabeça ocupada. Quando estava com HOCD, na minha pior fase, as minhas notas desceram, emagreci, descuidei-me, deixei o ginásio, deixei de fazer coisas, vivia num inferno. No entanto, em Outubro, a muito custo inscrevi-me no ginásio. A quantidade de homens bombados e mulheres assustavam-me no inicio pelos testes e pensamentos, mas ao fim de 2/3 treinos, já não metiam mais medo e a minha confiança ia subindo em flecha.

Por fim, continuei sempre, sempre sempre seguindo os conselhos do meu psicólogo.

Como sabem, o meu HOCD tem a proveniência em atitudes humilhantes, ou em "masoquismo mental". Se eu pensar que vou estar fazendo oral a um gajo, eu consigo ter um orgasmo, no entanto, após a descarga de dopamina, vou sentir-me mal e "estranho", o que vai de encontro a todos os estudos que se fizeram sobre a masturbação e o seu excesso. Actualmente até me tenho masturbado mais vezes do que é suposto e estou até com medo que me volte a viciar, no entanto, terei isso em atenção e vou apontar as "armas" para a minha namorada e fazê-la "sofrer" com isso. Smile

Apenas quero terminar que, actualmente, não sou recuperei o peso que tinha antes do TOC, como:

- Voltei a estar no TOP 3 da minha faculdade.
- Corro 10km por dia.
- Pratico Boxe, Kickboxing, Jiu-Jitsu e Muay Thai.
- Vou começar a minha tese de final de curso e vou apontar para um prémio internacional.
- Embora faça chuva, dentro de mim há um sol impossível de apagar.
- Sou invencível.

Um abraço a todos,

DESSINS

"Sou invencível"

MUITO FODA!

Meus parabéns pela trajetória e pela inteligência!

_______________________________________
SIGO INVICTO!

Mens Sana in Corpore Sano


avatar
Mensagens : 686
Data de inscrição : 18/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 5/2/2018, 13:52
Parabéns pelo sucesso no reboot

_______________________________________


Mensagens : 104
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 5/2/2018, 20:02
Parabéns pelo sucesso no reboot e por vencer esse maldito hocd ... Se puder nos passar algumas dicas para nos ajudar a superar o TOC será de grande ajuda ! Fique com Deus irmão!
Mensagens : 4
Data de inscrição : 18/01/2018
Ver perfil do usuário

Que história!

em 6/2/2018, 11:05
Nunca li um relato que se parecesse tanto com minha vida. Já luto há quase 20 anos contra o TOC, mas só soube que isso era uma doença há cerca de 02 anos. Escrevo um blog sobre minha luta - www.naometocblog.wordpress.com.

Ouvir o relato de alguém que já venceu essa merda me dá muito ânimo pra seguir na luta. Quantos anos já perdi da minha vida por conta disso!

Você poderia passar o contato desse seu psicólogo???

Parabéns!
Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/01/2017
Ver perfil do usuário

Vamos nessa!

em 7/2/2018, 14:45
rafaelrtc escreveu:Nunca li um relato que se parecesse tanto com minha vida. Já luto há quase 20 anos contra o TOC, mas só soube que isso era uma doença há cerca de 02 anos. Escrevo um blog sobre minha luta - www.naometocblog.wordpress.com.

Ouvir o relato de alguém que já venceu essa merda me dá muito ânimo pra seguir na luta. Quantos anos já perdi da minha vida por conta disso!

Você poderia passar o contato desse seu psicólogo???

Parabéns!

Boa noite a todos...

Devo dizer que não me encontro muito bem actualmente. Comi qualquer coisa estragada e estou com vómitos e diarreia. Porque é que estou a contar-vos isto? Primeiro porque não tenho mais que fazer, e depois, porque a partir do momento em que "vencemos" o TOC, o resto que nos possa vir a acontecer não é praticamente nada. Entendam que vencer um TOC é vencer-vos a vós próprios. É uma auto-superação conseguida pela inteligência e pela luta mental. Já dizia um mestre antigo:

O pior não é ver um homem ser vencido por outro homem dentro de um ringue. É vê-lo ser vencido por ele mesmo.

Noto que existem muitas pessoas aqui que ainda estão em processo de "cura" ou de "luta" contra o TOC que na melhor das vontades querem ajudar os outros que também sofrem de HOCD. É de louvar a atitude desses homens, pois sabem o mal que causa e pretendem que outros não caiam na mesma teia, mas deixem-me dizer que na minha opinião é errado. Neste momento sinto-me mais capaz de dar conselhos a quem quer sair "daqui" pois já consigo ver da parte de fora. Não vejo a partir das comparações ou das coincidências entre cada caso, mas vejo o "tumor" e felizmente, é mais fácil desmascarar. Dentro de mim existe alguma homofobia incutida pela educação e sociedade. Daí ter mais "tesão" em comportamentos contraditórios. Acredito que existirão pessoas com comportamentos idênticos ao meu e outros com pensamentos totalmente diferentes.
Deixem-me dizer-vos que não houve uma altura especifica em que acordei e me vi livre do TOC. Eu lembro-me de acordar vários dias, várias semanas e ver que ele já não vivia na minha casa. Simplesmente deixei-o entrar e não me preocupei se ele ficou mais ali ou não, até que um dia..."Eii! Onde está o gajo?"
Vão também perceber que o que alimenta o TOC somos nós próprios com "tentativas" de cura, de testes, de comparações, de tudo.

A maior parte dos conselhos que podia dar eu já dei. Terei todo o gosto em ajudar quem necessitar, pois a minha vida quase terminava devido a um pensamento obsessivo. Porém, não posso deixar de referir o intenso e profissional trabalho do meu psicólogo. Aquele homem foi um deus para mim e devo-lhe muito. Acho que se existia alguém que me podia ajudar, foi ele. Digo isto porque ele não foi o primeiro que consultei, e portanto enumerarei uma lista dos profissionais que consultei:

1- Psicólogo Clínico e Terapeuta Sexual. Fiz uma consulta com ele apenas. Acredito que ele viu qualquer coisa na minha historia de vida que possa ter desencadeado o TOC, mas após falar com ele e me ter dito que: "Ninguém muda para gay", achei que não precisava mais e não voltei. Não fiquei curado.

2- Psiquiatra e Psicólogo. Na melhor da sua vontade, diagnosticou-me depressão e receitou-me comprimidos que nunca tomei. Sei que há quem aqui tenha tomado comprimidos e acredito que possam ter sido uma grande ajuda, mas para mim, já tinha um vício: Pensar no TOC. Não queria ter dois vícios. A terapia foi baseada em pensar na origem dos pensamentos que eu não consegui descobrir até aquela altura.

3- O melhor terapeuta comportamental e terapeuta sexual do país. Falei um pouco com ele e cobrou-me 75€ por consulta. Conseguem perceber o porquê de não ter continuado.

4- Psicóloga, Terapeuta Sexual, Professora Universitária, Escritora dos livros mais importantes sobre sexualidade. Aliviava-me "os pensamentos" durante o próprio dia, mas bastava um novo teste, uma nova situação, para ficar à espera 2 semanas por outra consulta que me permitisse desmascarar o problema.

5- O Psicólogo. Sobre este senhor não ache que precise de falar o que quer que seja. Pode ser encontrado no Facebook a partir da página: Toque a vida com TOC.

Por fim, não quero menosprezar as capacidades de todos eles, mas penso que no que diz respeito à mente, o melhor é aquele que consegue ir mais fundo na nossa mente.

Um abraço,

DESSINS
avatar
Mensagens : 215
Data de inscrição : 12/04/2017
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 7/2/2018, 15:25
Dessins escreveu:[Boa noite a todos...

Devo dizer que não me encontro muito bem actualmente. Comi qualquer coisa estragada e estou com vómitos e diarreia.


AHAHAH MANO TENS CANCRO NO INTESTINO!

No resto da mensagem ele disse tudo e mesmo na última mensagem. Pessoal do TOC, parem de procurar respostas e ruminar no assunto... vai dar só numa espiral para encontrar o "antídoto"...
Parem de procurar respostas porque sentiram X ou pensaram Y. Aceitem a sensação com um "Sim, estou a ter isto." PONTO, não façam o "Sim, estou a ter isto, PORQUE...". Não há um PORQUE, não façam justificações. Aceitem e pronto.

Tiveram uma sensação no pénis ou no corpo ao ver um homem? Respondam "Sim" ou "Não" e siguem a vossa vida. Não prolonguem o "Sim" com justificações inúteis.

Eu também era assim, e pensava que a cura era simplesmente dizer que "sim" e aceitar e depois até podia justificar mas não. Muitas das vezes eu era:
"Eu sinti algo no meu corpo a olhar para aquele homem? Sim, senti, porque é uma resposta condicionada após tantos anos de teste.". Isso nem ajuda em nada, justificar? Diga logo: "SIM PORRA SENTI! AGORA VOU CONTINUAR A ESTUDAR/TOMAR CAFÉ/FUMAR CIGARRO/VER FILME!"

Parem de ruminar e procurar respostas do porquê de sentir isso ou aquilo! É como se alimentasse o monstro!

Um grande abraço para o meu amigo DESSINS e por ajudar-me nisto!
avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 24
Ver perfil do usuário

Re: Serei homossexual? (Provavelmente é HOCD)

em 14/2/2018, 22:13
cara meu hocd voltou a atacar.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum