Compartilhe
Ir em baixo
Brit
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 3/6/2017, 00:02
Fala brother Vimes!
Poxa mano, é uma pena, espero ter entendido errado, mas vc ficou das 00:30 até 04:30 nisso? É isso que o Broda falou, mtas vezes lutamos com o contador, mas as vezes ele se torna nosso inimigo, a gente pensa, aahhhhh já que eu já vou ter que ressetar pq vi P por dois minutos melhor aproveitar e engatar uma sessão de vez. Só que isso é uma grande mentira e sempre dá merda! Olha só, vc prefere cair de dois metros ou de 100 metros? Nem toda queda é igual. O mesmo raciocício vale aqui. Outra coisa, vc está cuidando do teu cérebro, se ele foi afetado por P e vc mesmo tendo que ressetar parou por ali, vc mostrou a ele que mesmo ressetando vc ainda está no controle e não prejudicou ele tanto assim. Agora, se deixar levar é mto errado. Sempre há tempo de PARAR aquilo que se está fazendo, nunca se foi longe demais.
Talvez tenha faltado disciplina, sei lá, vc se afastou do fórum, e pelo que vejo isso sempre é ruim. Se vc se afastou daqui, é provável que outras coisas importantes para o reboot tbém estivessem perdendo espaço...
De qualquer forma parceiro eu encaro o reboot como um caminho de aprendizagem de como é viver a vida sem P, então se vc ressetou, é no fundo normal, pois a gente tá aprendendo a viver sem P, e sem erros não há aprendizados. Perceba a tua falha e corrija-a. Se quiser compartilhar, podemos ajudá-lo nisso, mas se vc mesmo conseguiu entender o que foi, não se sinta constrangido a dar detalhes e ficar revivendo e prolongando essa situação ruim. O mais importante é seguir em frente. Só o fato de você ter voltado aqui imediatamente após o ato, cara isso demonstra que vc está muito comprometido com o reboot, e que vc tem uma força enorme. Então não se sinta mal, aconteceu, faz parte, vc é um grande cara e essa foi apenas uma etapa do seu processo de libertação, uma etapa dolorosa, eu sei, mas ainda sim válida, pois no futuro vc saberá como lidar com a situação que te fez cair. te estendo a minha mão pra que vc se levante e continue nessa trajetória. Bora lá! Força! Grande abraço!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 3/6/2017, 07:25
Bom, vamos lá...

A última fissura me deu algo muito valioso. Me deixou uma consciência perfeita do que significa não recair, do que significa continuar firme e forte, de todos os benefícios que é dominar a crise de ansiedade e não me render.

Beleza.

Mas a armadilha, dessa vez, foi outra. Dessa vez eu tive zero fissura. Dessa vez eu não tive ansiedade e não tinha nada contra o que lutar. E baixei a guarda.

A armadilha mais burra que existe, que é quando a gente relaxa, tá tudo bem, tá tudo muito bom, e se esquece do perigo que é dar uma espiadinha, manter o olhar, fantasiar.

Ou seja, durante a fissura, P é algo perigoso. DEVO me manter longe. Sem fissura, é algo inofensivo, e não preciso ficar com medo se me aparecer alguma P enquanto navego. Não é?

Burrice monstro.

Sou viciado, e comigo a PMO acontece como uma reação em cadeia. Começa pequeno, vai se desenvolvendo, até terminar em quatro ou mais horas na frente do computador, perdendo tempo e saúde.

Baixei a guarda, deixei a P entrar na sutileza, e não na fissura. Terminei levando uma rasteira.

Gatilhos

1) Energia sexual a pico, ficando duro com qualquer coisa.

2) Uma hóspede provocou bastante (bastante mesmo) semana passada, mas não rolou. Outra anteontem, mas também não rolou.

3) Estranhamente, ter declarado aqui no fórum que eu estava tranquilo foi um gatilho forte, foi o que me fez baixar a guarda, me fez pensar em tantas fantasias que eu tinha parado de pensar nos últimos 30 dias.

4) Racionalização: com tanta rigidez rolando, voltou a minha indignação do "todo mundo diz que masturbação é saudável, por que pra mim não pode ser também?" Sensação de injustiça. DEVERIA ser saudável pra mim também. Mas não é. Eu DEVERIA poder curtir uma PMO de vez em quando. Mas não posso.
Mais ou menos como se indignar porque a água é molhada, ou porque o céu é azul. As coisas são o que são, e ficar racionalizando só leva a uma armadilha bem estúpida: a de se deixar levar pela PMO como uma luta pela justiça.

5) Alguns sites, especialmente de torrents, tem propagandas P. Na época da fissura eu simplesmente não olhava, encarava como um perigo e ignorava. Só que agora eu não estava encarando como perigo, então já viu. Começou pequeno. Mais uma olhadinha. Deixa eu entrar nesse site. Só mais cinco minutos. Agora que já estou aqui, fico um pouquinho mais. Vocês conhecem essa história.

Conclusão

Eu sou o meu pior crítico. Caminhei pra casa ontem vendo a paisagem e tendo pensamentos agradáveis, tipo "burro", "retardado", "idiota", "inútil". Foi burrice, e eu sabia durante todo o processo que estava fazendo uma burrice.

Sempre me impressionou como, apenas um segundo depois da PMO, o cérebro já volta a pensar direito. O vício acalma, e a gente analisa as coisas da forma correta. Durante o vício, "ah, as consequências não são tão ruins assim". Depois do vício, "porra, que burrice, tô ferrado amanhã".

Fisicamente eu tô bem. Menos fôlego, claro, mas fora isso as consequências ainda não pegaram. Elas vão começar mesmo a pegar amanhã.

Mentalmente eu tô bem. Zero fissura, zero ansiedade. Não estou tendo nenhum pensamento idiota do tipo "agora que já foi, não importa fazer de novo".

Muito pelo contrário. O pensamento é "agora que já foi, tenho UMA ARMADILHA A MENOS PRA CAIR".

Cair acontece e faz parte. Tudo bem. Só não posso cair duas vezes na mesma armadilha.

Quero continuar vivendo bem, como vivi esse último mês.

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

avatar
Convidado
Convidado

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 3/6/2017, 10:51
Olá Vimes. Os 34 dias ninguém tira de você! Você tem​ me ajudado muito. Parabéns pelos 34 dias. Se não mantermos a guarda levantada o tempo todo, um Jeb entra, depois outro, até que por fim entre um direto. Este vício é tinhoso. É o pior vício, acho pior que droga , porque ele já está dentro de mim. Só desejo força para o amigo, não desanime, vamos juntos atrás da vitória, só por hoje! Abraços!
Brit
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 3/6/2017, 11:53
Fala brother! Já passei por isso de forma igual a vc. Realmente é fácil baixar a guarda quando as coisas estão de boas, quando estamos com fissura a gente fica alerta sempre, mas se manter nesse estado sempre é difícil, por isso a disciplina é importante, ter uma rotina que te ajude a combater o vício e se manter a ela não importando se vc está bem ou não.
Obrigado por compartilhar o ocorrido conosco, as suas reflexões com certeza ajudam, e me fazem lembrar dessa valiosa lição.
Grande abraço!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
brothers in arms
Mensagens : 85
Data de inscrição : 18/05/2017
Localização : Sao Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Força Vimes

em 3/6/2017, 14:37
Só dois comentários amigo:

1- Impressionante como você levantou a cabeça rápido e não perdeu tempo com lamentações. Seu Reboot continua ativo e COM CERTEZA, e vc não perdeu os benefícios dos mais de trinta dias já conquistados. Isso mesmo, bola pra frente !

2- Concordo plenamente contigo em uma coisa. Sempre fiquei intrigado como nossa mente funciona. O momento de maior lucidez de um homem é logo após o Orgasmo. Toda a busca frenética da P, se dissolve logo após.

Força amigo e continue firme


_______________________________________



1 tentativa:  163 dias
2 tentativa: 33 dias
JohnSnow
Mensagens : 47
Data de inscrição : 14/05/2017
Idade : 39
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 3/6/2017, 20:33
Grande Vimes,

Cara vc tem me ajudado muito, mesmo com essa ausência minha.

Hoje parei pra ler novamente tudo q vc escreveu no meu diário, e me identifico com muitos dos seus relatos.
Sobre as fissuras que vc fala, tenho medo de assim q sair por completo da flatline passar por isso, na verdade acho q já sinto um pouco dessa fissura, não tanto por P, porém mais por M, por causa das ereções aumentando, a vontade de tocar o pênis aumenta.

Cara seus artifícios para escapar das armadilhas são os melhores, e devem ser copiados.

Siga firme, desejo uma vida de paz e próspera a vc !!!

Grande abraço meu amigo !!!

_______________________________________
libano
Mensagens : 491
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 4/6/2017, 08:08
Oi vimes. Resetou mas vejo q ja esta de volta a luta. Parece bobagem mas as vezes resetar pode nos fortalecer,eu recai / resetei 7 vezes e posso dizer q hj sou mais forte tambem por isso. Vc ja identificou a falha ,entao acredito q nao vai.mais resetar nisso. O q posso dizer é q quanto mais rapido voce levantar , mais forte se tornará. Um abraço e boa luta

_______________________________________
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 5/6/2017, 07:12
OK, vou usar o fórum como psicólogo. Hora de chorar um pouco minhas mágoas. Smile

Meu maior gatilho, o que mais me lança na direção exata da PMO e sem escalas, é mulher.

Eu sou péssimo com mulheres.

Eu sou muito bom com mulheres.

Se te parece meio confuso, então você leu direito. Um pequeno detalhe da minha vida de contrastes. Very Happy

Bora explicar: durante a infância e a adolescência, sexo oposto pra mim era algo totalmente misterioso e inalcançável. Tímido PRA CACETE, eu não fazia idéia de como conversar, como chegar, o que fazer, como fazer, etc., etc.

Lembro de um dia em que me recorri ao meu pai (momento "ó sábio guru, passe-me sua sabedoria") e perguntei "então pai, como é que funciona com mulher?"

Meu pai respondeu, com olhos iluminados: "Essas coisas acontecem naturalmente".

Uma verdade indiscutível. Verdade. Achei muito profundo. Muito zen.

Mas ao mesmo tempo uma resposta de merda que não me serviu pra absolutamente nada. Smile

Pois é, meu pai é engenheiro. Ele também era péssimo com as mulheres. Very Happy

Meus tios também são engenheiros. Ou seja, ponto de referência masculino na arte da sedução eu nunca tive. Fui dar meu primeiro beijo aos 17. E a primeira vez só foi rolar dois anos mais tarde.

Daí pra frente fui aprendendo. Lentamente, mas aprendendo. Um truque aqui, outro ali. Como chegar, como conversar, o que fazer, o que não fazer. Uma vitória aqui, uma derrota ali. Até que hoje, vinte anos mais tarde, me considero razoavelmente bom nesse lance.

Agora cês provavelmente devem estar pensando "tá, grande bosta, o que isso tem a ver com o fórum mesmo?"

O lance é que eu tinha um grande problema: eu tinha a tendência a ser SINCERO.

Sinceridade como um problema? Claro, gafanhoto, já que na época em que todos os adolescentes estão mentindo sobre quantas eles já comeram, quantas já ficaram, etc., eu era burro de dizer a verdade. Não, nunca beijei nenhuma.

E daí rolava algo que na época não tinha nome, mas agora é chamado de bullying. Eu era sacaneado pela classe inteira. Loser! Virgem!

Ironia do destino, galera que pagava por sexo me sacaneava por nunca ter dado uma dentro. Very Happy

Sofri bullying por muita coisa na infância e adolescência. Tudo bem. Mas esse lance com as mulheres era o que mais machucava. E deixou uns traumas ferrados.

Hoje eu sou um sujeito razoavelmente bom, consigo chegar nas donzelas, puxar conversa, fazer elas rirem, fazer funcionar.

Essa é a parte boa.

Mas quando algo não funciona - por qualquer motivo que seja, mesmo que seja porque a moça é lenta como o Itamar Franco e burra como a Dilma - eu começo a travar. Se a coisa piora, eu volto vinte e cinco anos no passado e começo a me sentir o mesmo garoto desajeitado e virgem de antes.

Essa é a parte ruim.

O que fode tudo - tudo mesmo - é que no meu íntimo eu sinto que é MINHA OBRIGAÇÃO vencer sempre. Eu me sinto muito estúpido quando não consigo, algo tipo "todo mundo consegue comer mulher, e eu vacilei de novo".

ÓBVIO que é uma puta burrice, porque não existe "todo mundo consegue". A gigantesca maioria dos caras - principalmente os que mais contam vantagens - consegue só de vez em quando e olhe lá. Alguns são um pouco melhores.

Mas na minha mente, emocionalmente, eu ainda sou aquele moleque sacaneado da escola, aquele que é ERRADO, que é TROUXA, unicamente porque é virgem. Aquele que tem culpa de ser o que é. Aquele que acredita que se fosse cool, se fosse como os outros, não seria um perdedor e não seria sacaneado.

São mais de vinte e cinco anos, galera, e essas porras dessas feridas ainda doem.

Daí que se eu tento uma mulher e não rola, eu não encaro como algo normal, acontece. Não. Eu ainda vejo aqueles idiotas do passado olhando pra mim e rindo.

Essa porra é um GATILHO MASSACRANTE.

NADA no mundo me joga mais no caminho da PMO do que isso. Foi a adolescência inteira, depois continuou a rolar sempre que qualquer coisa desse errado com mulher.

Além do vício normal, esse gatilho me jogava no vício por dias e dias seguidos, PMO por horas todo dia.

A última queda está diretamente relacionada a isso. A mina que me provocou estava saindo com outro sujeito, e flertou forte comigo do mesmo jeito sem que eu soubesse - o que não apenas foi escroto da parte dela, ainda deixou o cara puto e quase me fez perder uma amizade.

Emocionalmente eu não encarei isso como "acontece, a mina é nojenta mesmo". Eu encarei como "porra, o cara conseguiu e eu não".

Racionalmente eu sabia que tava tudo bem, foda-se não? Quem liga. Mas emocionalmente, algo ficou lá dentro de mim, repetindo "otário, loser" bem discretamente, bem baixinho. Quase imperceptível às vezes.

Resultado: contador zerado.

Conclusão: o maior desafio ao meu reboot é fazer as pazes com o meu passado. É encontrar um modo de que esse tipo de escrotisse não me machuque mais.

Racionalmente eu tô bem, sou um cara cool, divertido, socialmente muito bem, como vocês não imaginam.

Emocionalmente eu sou frágil pra cacete, me sinto irrelevante. Eu preciso crescer. Preciso deixar de ser aquele adolescente sacaneado.

E preciso PARAR DE ME SENTIR INFERIOR AOS OUTROS. Caralho. Essa porra já me fodeu por 25 malditos anos.

Já deu no saco.

Enquanto eu não conseguir resolver essa merda, vou continuar tendo problemas com PMO.

Espero que ter usado o diário dessa forma não tenha sido algo estúpido, eu tô botando num fórum público detalhes da minha intimidade que eu teria grandíssima dificuldade em contar mesmo para alguém de muita confiança.

Mas se isso puder me ajudar de qualquer forma... bão, então tá valendo.

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

epiteto
Mensagens : 41
Data de inscrição : 05/08/2016
Idade : 32
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Você não é o único...

em 5/6/2017, 07:28
Vimes escreveu:OK, vou usar o fórum como psicólogo. Hora de chorar um pouco minhas mágoas. Smile

Meu maior gatilho, o que mais me lança na direção exata da PMO e sem escalas, é mulher.

Eu sou péssimo com mulheres.

Eu sou muito bom com mulheres.

Se te parece meio confuso, então você leu direito. Um pequeno detalhe da minha vida de contrastes. Very Happy

Bora explicar: durante a infância e a adolescência, sexo oposto pra mim era algo totalmente misterioso e inalcançável. Tímido PRA CACETE, eu não fazia idéia de como conversar, como chegar, o que fazer, como fazer, etc., etc.

Lembro de um dia em que me recorri ao meu pai (momento "ó sábio guru, passe-me sua sabedoria") e perguntei "então pai, como é que funciona com mulher?"

Meu pai respondeu, com olhos iluminados: "Essas coisas acontecem naturalmente".

Uma verdade indiscutível. Verdade. Achei muito profundo. Muito zen.

Mas ao mesmo tempo uma resposta de merda que não me serviu pra absolutamente nada. Smile

Pois é, meu pai é engenheiro. Ele também era péssimo com as mulheres. Very Happy

Meus tios também são engenheiros. Ou seja, ponto de referência masculino na arte da sedução eu nunca tive. Fui dar meu primeiro beijo aos 17. E a primeira vez só foi rolar dois anos mais tarde.

Daí pra frente fui aprendendo. Lentamente, mas aprendendo. Um truque aqui, outro ali. Como chegar, como conversar, o que fazer, o que não fazer. Uma vitória aqui, uma derrota ali. Até que hoje, vinte anos mais tarde, me considero razoavelmente bom nesse lance.

Agora cês provavelmente devem estar pensando "tá, grande bosta, o que isso tem a ver com o fórum mesmo?"

O lance é que eu tinha um grande problema: eu tinha a tendência a ser SINCERO.

Sinceridade como um problema? Claro, gafanhoto, já que na época em que todos os adolescentes estão mentindo sobre quantas eles já comeram, quantas já ficaram, etc., eu era burro de dizer a verdade. Não, nunca beijei nenhuma.

E daí rolava algo que na época não tinha nome, mas agora é chamado de bullying. Eu era sacaneado pela classe inteira. Loser! Virgem!

Ironia do destino, galera que pagava por sexo me sacaneava por nunca ter dado uma dentro.  Very Happy

Sofri bullying por muita coisa na infância e adolescência. Tudo bem. Mas esse lance com as mulheres era o que mais machucava. E deixou uns traumas ferrados.

Hoje eu sou um sujeito razoavelmente bom, consigo chegar nas donzelas, puxar conversa, fazer elas rirem, fazer funcionar.

Essa é a parte boa.

Mas quando algo não funciona - por qualquer motivo que seja, mesmo que seja porque a moça é lenta como o Itamar Franco e burra como a Dilma - eu começo a travar. Se a coisa piora, eu volto vinte e cinco anos no passado e começo a me sentir o mesmo garoto desajeitado e virgem de antes.

Essa é a parte ruim.

O que fode tudo - tudo mesmo - é que no meu íntimo eu sinto que é MINHA OBRIGAÇÃO vencer sempre. Eu me sinto muito estúpido quando não consigo, algo tipo "todo mundo consegue comer mulher, e eu vacilei de novo".

ÓBVIO que é uma puta burrice, porque não existe "todo mundo consegue". A gigantesca maioria dos caras - principalmente os que mais contam vantagens - consegue só de vez em quando e olhe lá. Alguns são um pouco melhores.

Mas na minha mente, emocionalmente, eu ainda sou aquele moleque sacaneado da escola, aquele que é ERRADO, que é TROUXA, unicamente porque é virgem. Aquele que tem culpa de ser o que é. Aquele que acredita que se fosse cool, se fosse como os outros, não seria um perdedor e não seria sacaneado.

São mais de vinte e cinco anos, galera, e essas porras dessas feridas ainda doem.

Daí que se eu tento uma mulher e não rola, eu não encaro como algo normal, acontece. Não. Eu ainda vejo aqueles idiotas do passado olhando pra mim e rindo.

Essa porra é um GATILHO MASSACRANTE.

NADA no mundo me joga mais no caminho da PMO do que isso. Foi a adolescência inteira, depois continuou a rolar sempre que qualquer coisa desse errado com mulher.

Além do vício normal, esse gatilho me jogava no vício por dias e dias seguidos, PMO por horas todo dia.

A última queda está diretamente relacionada a isso. A mina que me provocou estava saindo com outro sujeito, e flertou forte comigo do mesmo jeito sem que eu soubesse - o que não apenas foi escroto da parte dela, ainda deixou o cara puto e quase me fez perder uma amizade.

Emocionalmente eu não encarei isso como "acontece, a mina é nojenta mesmo". Eu encarei como "porra, o cara conseguiu e eu não".

Racionalmente eu sabia que tava tudo bem, foda-se não? Quem liga. Mas emocionalmente, algo ficou lá dentro de mim, repetindo "otário, loser" bem discretamente, bem baixinho. Quase imperceptível às vezes.

Resultado: contador zerado.

Conclusão: o maior desafio ao meu reboot é fazer as pazes com o meu passado. É encontrar um modo de que esse tipo de escrotisse não me machuque mais.

Racionalmente eu tô bem, sou um cara cool, divertido, socialmente muito bem, como vocês não imaginam.

Emocionalmente eu sou frágil pra cacete, me sinto irrelevante. Eu preciso crescer. Preciso deixar de ser aquele adolescente sacaneado.

E preciso PARAR DE ME SENTIR INFERIOR AOS OUTROS. Caralho. Essa porra já me fodeu por 25 malditos anos.

Já deu no saco.

Enquanto eu não conseguir resolver essa merda, vou continuar tendo problemas com PMO.

Espero que ter usado o diário dessa forma não tenha sido algo estúpido, eu tô botando num fórum público detalhes da minha intimidade que eu teria grandíssima dificuldade em contar mesmo para alguém de muita confiança.

Mas se isso puder me ajudar de qualquer forma... bão, então tá valendo.

Vimes, meu irmão.
Eu te entendo.
Entendo a sua frustração e gatilho. E você está certo em compartilhar conosco.

Somos todos homens frágeis emocionalmente. O que diferencia é o quanto aparentamos que somos ou não.
É coisa louca de homem dizer que tem força emocional, mas temos algo no passado que nos prende ou nos manda para a frente.

Lembro quando comecei a fazer terapia para entender melhor minha vida, tirar algumas travas. E vi o quanto minha vida na infância e adolescência conta pelas coisas que faço hoje. Só que com o tempo de terapia comecei a enxergar as decisões ou ações que estava prestes a tomar como algo ligado à uma lembrança de antes.

Sobre mulheres é complicado. Eu mesmo passei por uma barra ontem com o termino de um relacionamento. Mas nós não podemos nos sentir mal ou inferiores.

A insegurança que você tem, seus amigos também tem e as mulheres que você se relaciona têm também. A única diferença é que aqui, nós compartilhamos nossas inseguranças!

Eu admiro sua força e determinação pela sua jornada e principalmente por estar contando tudo para a gente. Para que outras pessoas passem pelo mesmo desafio que você está passando e se tornando fortes como você, irmão.

Se teve uma recaída, não tem problema e levante. Continue. Não se culpe.
O que importa dessa jornada, é que você está se tornando uma pessoa melhor em vários aspectos.

Um Grande Abraço,
Conte comigo!

_______________________________________
Diário de Vimes - Página 5 6101d1c40ac7263aa1579646734a03bb6e45a886_hq
Spiritum Novus
Mensagens : 538
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 5/6/2017, 08:15
Cara! Como eu me vejo no teu relato! E o melhor ainda é que eu estou passando por um período tranquilo, e a gente costuma baixar a guarda! Ainda mais porque eu transei com a minha esposa e posso começar a me sentir "O Cara"! E se sentindo "O Cara" a gente pode querer se testar, dar aquela "espiadinha", se encher de racionalizações e justificativas para poder olhar, mas a gente espia e acaba chafurdando na lama da pornografia! Sempre alerta e sem desviar o foco de uma vida melhor e plena sem este vício terrível!
Meu irmão, como foi bom ler o teu relato! Lamento pela queda. A queda só é um fracasso olhando-a isoladamente e se permanecemos neste estado. No conjunto, uma queda nos deve dar um laudo de onde erramos, e é mais um dado para o sucesso!
Força, Vimes! Um grade abraço!

_______________________________________


Em 28/06/2019, eu atualizo o diário.
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 5/6/2017, 10:24
Deixei uma pá de respostas pra depois, e elas tão acumulando! Hora de deixar de ser relapso. Very Happy

Broda
Essa porra do passe livre já tive várias vezes. "Agora que já foi, uma vez mais não vai fazer diferença". Só que essa "uma vez mais" continua valendo a semana inteira. Very Happy
Essa armadilha eu não vou cair mais, mano. É só uma cagada de cada tipo, não pode repetir não. Smile

Brit
Eu sou alcoólatra da P, mano. Eu não posso começar. Porque depois, eu não tenho limites. "Sempre há tempo de parar" não rola comigo, depois que eu já comecei.
Então a minha luta é exatamente não começar. Smile
E você tá certo mano, senti como minha obrigação moral passar no fórum imediatamente depois. Não esperei nem cinco minutos. Eu fiz um compromisso aqui, com vocês e comigo mesmo, e não quero faltar com a minha palavra.

Ieyasu
Um mês eu consegui, é uma pequena vitória, mas é uma vitória. Baixar a guarda e deixar o vício entrar de mansinho foi uma burrice fenomenal, especialmente depois do que eu passei. Mas faz parte, é uma armadilha a menos pra cair. Very Happy

Brothers
Passa o vício, a gente volta ao normal imediatamente, impressionante. Imagino se com outros vícios seria assim também, tive um bisavô que era alcoólatra, mas nunca pude conversar com ele.
Tô na luta, mano. Não vou parar por causa de uma tropeçada, ainda mais depois de ter aconselhado tanta gente a não parar por causa de uma tropeçada. Very Happy

Snow
Mano, fico muito contente em saber que consigo ajudar. Quando a fissura chegar, segure as pontas e lembre-se sempre de que vale a pena.
Eu senti isso na pele. Resistir à fissura monstro que eu tive me deixou muito mais forte. Então a possibilidade de fissura pode parecer algo ruim, mas pode ser uma puta oportunidade pra alavancar de vez o reboot.
A parte dura é segurar as pontas. Mas é possível. Very Happy

Libano
Ci siamo, tamo na luta mano! Eu recaí inúmeras vezes antes de conhecer o fórum, quando tentava parar por minha conta. Depois que comecei a participar e com as informações que encontrei aqui, tudo ficou mais claro e o reboot ficou mais forte. Mas recaída não é nenhuma novidade.
E a Juve ontem hein? Very Happy

Paulo
Racionalmente tudo é fácil de compreender. Sei quem eu sou, sei quais são meus pontos fortes e fracos, sou muito orgulhoso de onde eu cheguei, não tenho problema nenhum.
Emocionalmente é que o bicho pega. Minha parte emocional não compreende essas coisas, e às vezes - traduzindo, quando algo de ruim acontece - traz de volta todas as minhas inseguranças.
Homem não chora, claro. A não ser quando ninguém tá olhando. Very Happy
Mano, pena que teu relacionamento não deu certo, mas a fila anda, e a próxima será melhor ainda, não é? Smile

Spiritum
Baixar a guarda é o vacilo mais comum, não é? A gente se sente seguro, não tem perigo, e quando vê, já perdeu.
Cê tem sorte de ter uma esposa e um relacionamento bom mano. Eu sinto muita falta disso. Com a minha ex esposa eu vivia sexualmente frustrado, ela tinha zilhões de problemas psicológicos e qualquer tentativa de sexo acabava se tornando trabalho, não prazer, de tantas complicações. Minha vida de casado foi mais na PMO do que qualquer outra coisa.
Me faria muito bem um relacionamento estável. Smile

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

libano
Mensagens : 491
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 6/6/2017, 14:28
Caramba esse seu relato aqui em cima poderia ser escrito por mim,me identifiquei quase em tudo no que vc escreveu,ainda luto com esse fantasmas. Vejo q voltou firme e forte e isso me deixa feliz,quero ver vc no podio logo. Enquanto o juventus....o importante é não desistir,como nos. 7 finais perdidas,o importante é chegar la,se perder não importa , chega outra vez e tenta de novo. Parece o nosso reboot ne? Abraço guerreiro

_______________________________________
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 8/6/2017, 11:10
Consequências físicas e mentais pegando por aqui, mas hoje de manhã rolou a primeira série de exercícios séria, desde a recaída.

Como resultado, tive mais energia durante o dia do que nos dias anteriores, e sinto que comecei a voltar ao normal.

Uma das consequências físicas da PMO é exatamente tornar os exercícios físicos desconfortáveis.

Portanto PMO e forma física são duas coisas mutualmente exclusivas. Ou você terá uma, ou terá a outra.

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 20/05/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 8/6/2017, 16:50
Estou começando a levantar peso em casa mesmo ja levantava a uns tempos atras parece que melhora até a ereção .estou fazendo caminhada também, vamos vencer amigo runo aos 90 .
epiteto
Mensagens : 41
Data de inscrição : 05/08/2016
Idade : 32
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 9/6/2017, 08:46
Vimes escreveu:Consequências físicas e mentais pegando por aqui, mas hoje de manhã rolou a primeira série de exercícios séria, desde a recaída.

Como resultado, tive mais energia durante o dia do que nos dias anteriores, e sinto que comecei a voltar ao normal.

Uma das consequências físicas da PMO é exatamente tornar os exercícios físicos desconfortáveis.

Portanto PMO e forma física são duas coisas mutualmente exclusivas. Ou você terá uma, ou terá a outra.

Vimes,

Concordo contigo.
Na primeira vez que fiz Reboot e agora também, fiz exercícios logo quando acordava. Esse era o horário do meu gatilho, quando eu já tinha ereção e aproveitava para "ver algo".
Depois da leitura de ebook pela primeira vez (isso, no primeiro reboot), pensei: o que posso fazer para trocar um momento que estou cheio de energia e gasto em PMO com algo produtivo que vai me afastar da PMO.

Fazer exercício é lindo demais. Não só pelos resultados que podem causar (quando era novo eu só focava no resultado físico). Como também por te deixar mais motivado, você sentir que consegue completar desafios, ir mais longe. Aumenta a força de vontade.

Hoje vejo o exercício como uma forma de testar e melhorar minha disciplina.

Você tem razão, exercício e PMO um exclui o outro. E será ótimo você compartilhar mais sua experiência em como você tem se sentido ao utilizar o exercício para que outras pessoas possam seguir isso.

Vimes, sempre quando vejo seu posts bem detalhados, eu me inspiro, me motivo, e vejo o quanto tenho a aprender com a sua experiência. Quanto você consegue detalhar experiências que eu e muitos membros pensamos: "cara, eu me vejo na mesma situação!"

Continue na sua jornada. Porque você está fazendo não só um bem para você. Você está ajudando dezenas de homens a melhorarem suas vidas

_______________________________________
Diário de Vimes - Página 5 6101d1c40ac7263aa1579646734a03bb6e45a886_hq
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 10/6/2017, 07:41
Primeiro treino sério de Capoeira depois da recaída.

Mudei. Iniciei algo que queria fazer há muito tempo. Hoje comecei a treinar de manhã, ao invés de esperar até a tarde.

Resultado: treino excelente e energia para o resto do dia, mais facilidade de socialização, melhor humor e, algo impagável, a deliciosa sensação de que estou indo pra frente com a minha vida, e não parado no mesmo lugar. Very Happy

Joguei fora uma semana da minha vida com a última recaída. Uma semana sem viver em meu pleno potencial.

Agora eu tô tomando esse tempo perdido de volta. Smile

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

avatar
Mensagens : 112
Data de inscrição : 20/05/2017
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 10/6/2017, 09:03
Bom dia vimes , também percebi que exercícios fisicos são grandes aliados do reboot, como eu disse em meu relato que eu parecia estar em flatline, mas levantando uns pesos que tenho em casa , a coisa melhorou, comecei meu reboot por causa da DE , mas hj aos 23 dias de reboot, aliados a exercicios fisicos estou tendo uma grande melhora e sei que quando completar meu reboot estarei praticamente curado da DE ,mas ñ do vicio em pornografia, por isso nunca vou baixar a guarda, te desejo forças amigos pra todos nós, rumo aos 90 dias amigo força.
avatar
Convidado
Convidado

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 10/6/2017, 12:15
E aí Vimes, fico feliz que tenha melhorado sua a prática de esportes. Eu percebo a diferença, no dia que faço uma caminhada, com relação aos dias que não fazia nada. E quando  faço uma caminhada logo de manha, o animo muda. Meu dia fica muito melhor, e olha que tenho feito só caminhadas. Vou ser sincero, do jeito que eu estava tentando fazer o reboot antes da última recaída, sem atividade física, não iria conseguir nunca o reboot. Falo por mim. E você também percebeu isso, o quanto é significativo para nós a pratica de atividades física. Gosto muito dos teus comentários, e uma coisa que percebo,  você sempre ajuda os rebooters, isso faz com que eu o admire mais ainda.

Nessa luta, juntos somos mais fortes. Um grande abraço.
Spiritum Novus
Mensagens : 538
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 12/6/2017, 09:00
E aí, Vimes!
Também ouvi dizer que exercícios pela manhã te deixam mais ativo durante o dia!
Pra mim fica complicado, gostaria muito, pois preciso de energia pra resolver meus problemas!
Enfim, vamos lá!
Que você tenha uma ótima semana! Com muita energia e foco!
Um grande abraço, meu irmão!

_______________________________________


Em 28/06/2019, eu atualizo o diário.
libano
Mensagens : 491
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 13/6/2017, 17:53
Treinar de manhã é a melhor coisa,nos da uma energia e disposição pelo resto do dia q não tem comparação. Eu to treinando a tarde,e sinto falta disso. Exercicios fisicos e socialização são peças fundamentais do nosso reboot, segue firme e logo estará de novo ao top. Abraços

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 13/6/2017, 21:47
Vimes, vamos fazer um trato. Temos o mesmo tempo, reiniciamos juntos, então vamos completar o reboot no mesmo dia! Torço muito por você, e seus comentários são de uma ajuda inestimável. Abraço!
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 15/6/2017, 10:11
Ieyasu
Tamo juntos mano! Uma mão lava a outra sempre!  Very Happy

Libano
Eu sou um zumbi de manhã, mas tô me forçando a me exercitar assim que acordo unicamente por causa dos benefícios. Vale muito a pena, e depois de um tempo acaba virando um hábito e a gente faz automático.

Spiritum
Mano, eu aprendi na prática que não é necessário fazer uma sequência completa, ou nada extravagante. Se você acordar e já mandar vinte flexões, você já colhe bons benefícios.
Teus pulmões vão se abrir, você vai captar mais oxigênio e já vai ter mais energia.
E tudo isso com míseros trinta segundos.  Very Happy
Eu tô me forçando (me forçando mesmo, odeio acordar Very Happy ) a acordar meia hora mais cedo, só pra fazer meia hora de exercícios.
Tá surtindo um ótimo efeito.  Smile

Jamil
Os exercícios são ótimos pra tudo. Nos deixa mais ágeis, mais fortes e mais orgulhosos de nós mesmos. Com isso vem a autoconfiança e a satisfação pessoal, por estar fazendo algo benéfico.
Depois que a gente se acostuma a se exercitar, é só benefício. Smile

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

Spiritum Novus
Mensagens : 538
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Quase uma semana!

em 16/6/2017, 10:49
E aí, Vimes!
Quase 2 semanas, hein! Parabéns!
Obrigado pelas dicas! Como pra mim fica complicado: pois durmo lá pela meia noite e teria que acordar mais cedo... Mas de repente uns alongamentos e umas flexões podem dar um gás a mais!
Vou tentar! Valeu, irmão!
Um grande abraço!

_______________________________________


Em 28/06/2019, eu atualizo o diário.
Vimes
Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 16/6/2017, 11:01
Desdobramento interessante...

Passei muito bem a última semana, totalmente recuperado e fisicamente bem. Mentalmente não tanto, já que rolou uma insônia ferrada a semana passada inteira, mas nessa eu tô me recuperando.

Mas algo interessante aconteceu.

Quem tem boa memória vai se lembrar da minha última crise de fissura, em que eu terminei a noite me afundando em imagens de astronomia. Smile

Pois é, eu sou apaixonado por astronomia, e ver imagens ou ler a respeito me fascina.

Mas o lance é que, de alguma forma, meu cérebro fez uma ligação estranha: Toda vez que me vem em mente a idéia de ver P, logo em seguida me vem a vontade de ver alguma foto de planeta, ou de estrela, ou qualquer coisa do tipo. Very Happy

Rolou alguma associação maluca, então tenho visto fotos astronômicas, mas não tenho visto nenhuma P.

Minha coleção de imagens planetárias está cada dia maior. Very Happy

_______________________________________
Know, of course, your enemy. But in knowing him do not forget above all to know yourself. The commander who embraces this totality of battle shall win, even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

Volcano
Mensagens : 54
Data de inscrição : 09/08/2015
Ver perfil do usuário

Diário de Vimes - Página 5 Empty Re: Diário de Vimes

em 16/6/2017, 11:06
E aí amigo como vai?

Realmente a estratégia dos exercícios físicos faz uma grande diferença, a natação e as corridas/caminhadas me ajudaram bastante no meu processo de reboot. Infelizmente, por conta do inverno a natação dá uma parada (piscina não é aquecida Evil or Very Mad ), mas estou usando o tempo dela para meu aprendizado de idiomas e quase todo dia no final da tarde faço minhas caminhadas!

Parabéns por ter recomeçado mesmo diante da queda! (acredite, isso é muito valioso reconhecer isso)!

Força aí no seu reboot!
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum