Diário do _Anonymus - 23 anos

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 8/6/2017, 15:30

Olá companheiros, para quem não me conhece, sou o antigo Anonymus. Me cadastrei neste fórum em 2015, e desde então luto contra o vício em pornografia e masturbação. Em 2016, participei da moderação, mas acabei transgredindo uma regra, criei um outro usuário, e ainda por cima vazei algumas informações no tópico de moderadores, causando um conflito com os demais e gerando um mal estar tremendo. Na época, eu realmente não levava o reboot tão a sério, no entanto, quando algum usuário ou moderador me dizia isso, eu levava para o lado pessoal e acabava ficando "magoado". Foi quando tive a "mirabolante" ideia de criar outro usuário e transgredir as regras (novamente), para demonstrar uma força de vontade da qual eu não tinha, fingindo ser outra pessoa e recebendo todo o auxílio do grupo de moderadores. Porém, logo vinham as recaídas e eu continuava apenas me lamentando e reclamando da vida, em geral. Fiz isso umas 5 vezes, mais ou menos, e criei alguns usuários como: Pirata, Abdon, Aahbran, Capitão Nascimento, e talvez mais algum que eu não me recordo agora.

Depois de sair e voltar várias vezes, decidi que permanecer aqui seria o melhor, então voltei com o nome de usuário Anonymus mesmo, e a moderação concluiu que deixaria eu participar, contudo, teria que contar toda a minha história minuciosamente, bem como os erros que cometi e etc. Fiz um relato, mas faltaram algumas informações, e logo que fui cobrado por elas, entendi -mais uma vez- como uma cobrança excessiva, me exaltei, e disse que não voltaria mais. Acho que sofro de um problema, só que ainda não tenho um diagnóstico para afirmar, ao que me parece ser um transtorno de bipolaridade; ora quero participar do fórum; ora não quero. E é assim em muitas outras coisas na minha vida, como no meu relacionamento, por exemplo. Talvez seja a hora de procurar um especialista para entender melhor essas questões, que podem não estar relacionadas com o vício em PMO, mas podem ser sido agravadas ao decorrer dos anos.
Desde que me cadastrei no fórum, e passei a interagir com os demais usuários, percebi que as minhas mensagens eram tendenciosas, como alguém que implora por por atenção, que se vitimiza e etc. Vitimização, esse era o meu grande problema, e o motivo pelo qual mais reclamavam os moderadores. Garanto-lhes que este é um problema meu, não significando contenda contra ninguém aqui.

Enfim, fica aqui o meu pedido de desculpas à toda moderação, fui o mais sincero possível. E se de repente, eu ou vocês constatarem que esqueci de algo relevante, me informem que terei discernimento e acrescentarei. Combinado?
Espero que os demais usuários vejam com bons olhos esse meu relato, e não me julguem pelos erros que cometi, ademais estou seguindo os valiosos conselhos do Antônio, que me fez ver com bons olhos essa reflexão sobre eu mesmo. (Obrigado)

Mas e sobre o vicio em PMO? Para quem não me conhece, tenho problema com fetiches (especificamente, por pés) desde os meus 14 anos de idade. Aliás, estava refletindo agora há pouco sobre isso, percebi que tenho acessado conteúdos cada vez mais pesados, conteúdos que antes eram repugnantes, mas que agora me excitam. Isso se tornou mais preocupante ainda, quando constatei que algumas mudanças ocorreram em apenas 1 ano. Ou seja, quanto mais nos afundamos, pior fica.
Desses episódios pra cá, foram inúmeras recaídas e a maioria delas por meio desse fetiche e por outros mais bizarros ainda, dos quais prefiro não comentar para evitar lembranças. Ora sinto nojo de mim mesmo por assistir tais coisas, mas entendo que o meu cérebro foi se adaptando e agora sente a necessidade de ter àquilo, não significando que eu realmente goste dessas bizarrices na vida real.
O período máximo em que consegui ficar longe disso, foi de 40 dias. E eu posso garantir que foi o melhor momento em toda a minha vida. O relacionamento com a esposa estava ótimo, mas depois foram sucessivas quedas que me levaram de volta ao fundo de poço, e nesse lamaçal permaneci até hoje.
A minha esposa sabe do meu problema e me ajuda muito, tenho ela como grande aliada para exterminar isso da minha vida, de uma vez por todas.

Bem, essa é a minha história. Me desculpa pela extensão, tentei ao máximo colocar tudo o que deveria, e acho que consegui. Vale ressaltar que li o e-book recentemente, e que após passar 10 dias longe do vício, tive uma recaída ontem e hoje.
Agradeço aos moderadores pela oportunidade de poder participar do fórum, e garanto não repetir os erros que cometi no passado.

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Pequeno Cristo em 8/6/2017, 22:03

Bem vindo de volta, camarada.
Estamos aqui pra aprender com os erros. Sucesso e vamos em frente. Abraço!

_______________________________________



"a uma coisa estou resolvido, isto é, a correr enquanto puder; e quando já não puder correr, caminharei devagar; e quando isto me for impossível, me arrastarei, pois estou decidido quanto ao essencial, graças Àquele que me ama."
John Bunyan


"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus." - Salmos 20:7
avatar
Pequeno Cristo

Mensagens : 41
Data de inscrição : 05/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Alexandre17 em 8/6/2017, 22:12

fala anonymos. coloca bloqueadores no teu celular/notebook/pc/tablet etc , e esconda a senha ou entregue para tua esposa guardar em um local totalmente secreto. jamais teste os bloqueadores , e quando for acessar teu cel ou pc acesse eles em um local que esteja no campo visual da tua esposa ! jamais leve teu cel pro banheiro . corta o mal pela raiz ! aproveita essa grande ferramente que é a tua esposa pois concerteza se ela ta do deu lado é pq ela te ama de verdade , pense nela e não decepcione ela. enfim segue firme ai parceiro e não desista.

_______________________________________







Meu Diário ; http://www.comoparar.com/t3212-23-diario-do-vegeta-reiniciando-novamente
avatar
Alexandre17

Mensagens : 338
Data de inscrição : 11/05/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Broda em 8/6/2017, 22:37

Fala Bro.

Quando eu mandei uma mensagem pedindo mais detalhes, foi para te testar mesmo. Ver como você iria reagir a um apertozinho, e você mordeu a isca, demonstrando que não estava ainda pronto para participar. Não foi na intenção de te prejudicar, obviamente. Mas saiba que a vida está cheia disso, gente te pressionando e enchendo o saco o tempo inteiro, eu mesmo estou sofrendo com isso no trabalho e não está sendo nada fácil, mas acho que algum dia eu vou criar casca o suficiente para reagir igual um homem. Temos que acreditar né, ainda que tudo demonstre o contrário.

Enfim, bem-vindo novamente. Eu estou passando por uma fase muito ruim, inclusive no reboot, minha vida tá uma merda, não tenho condições de te julgar ou de dizer que você deve ou não fazer alguma coisa.

Te desejo o melhor. Você pode ter vários defeitos, mas uma coisa nunca poderemos negar: você nunca desiste, e isso já é muito.

Os outros moderadores não sei o que irão dizer, mas por mim eu simplesmente não vejo como solução ficar te afastando. Faz o seu e ajuda os outros que não teremos mais o que discutir.

Abraços.

_______________________________________


Meu diário > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem-broda-20
avatar
Broda
Moderador
Moderador

Mensagens : 1119
Data de inscrição : 11/12/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Hades01 em 9/6/2017, 01:14

Vou gostar de ver sua evolução camarada. Poste com clareza! Abraço.

_______________________________________
[justify]Acompanhe meu diário clicando aqui! Smile

"O auto-respeito é a raiz da disciplina; a noção de dignidade cresce com a habilidade de dizer não a si mesmo." - Abraham Lincoln
avatar
Hades01

Mensagens : 56
Data de inscrição : 23/02/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 9/6/2017, 08:03

Pequeno Cristo escreveu:Bem vindo de volta, camarada.
Estamos aqui pra aprender com os erros. Sucesso e vamos em frente. Abraço!
Obrigado, Pequeno Cristo. No que precisar, pode contar comigo.

Alexandre17 escreveu:fala anonymos. coloca bloqueadores no teu celular/notebook/pc/tablet etc , e esconda a senha ou entregue para tua esposa guardar em um local totalmente secreto. jamais teste os bloqueadores , e quando for acessar teu cel ou pc acesse eles em um local que esteja no campo visual da tua esposa ! jamais leve teu cel pro banheiro . corta o mal pela raiz ! aproveita essa grande ferramente que é a tua esposa pois concerteza se ela ta do deu lado é pq ela te ama de verdade , pense nela e não decepcione ela. enfim segue firme ai parceiro e não desista.
Oi Alexandre71, no meu próximo post vou explicar detalhadamente o meu caso com bloqueadores. Não uso o notebook em casa, pois não sobra tempo. A minha esposa, estando comigo, é praticamente impossível recair. Tenho sido bem falho quando temos discussões, aí utilizo a PMO como uma forma de escape. Depois explicarei melhor de que forma acontece. Obrigado pelo apoio.  

Broda escreveu:
Fala Bro.

Quando eu mandei uma mensagem pedindo mais detalhes, foi para te testar mesmo. Ver como você iria reagir a um apertozinho, e você mordeu a isca, demonstrando que não estava ainda pronto para participar. Não foi na intenção de te prejudicar, obviamente. Mas saiba que a vida está cheia disso, gente te pressionando e enchendo o saco o tempo inteiro, eu mesmo estou sofrendo com isso no trabalho e não está sendo nada fácil, mas acho que algum dia eu vou criar casca o suficiente para reagir igual um homem. Temos que acreditar né, ainda que tudo demonstre o contrário.

Enfim, bem-vindo novamente. Eu estou passando por uma fase muito ruim, inclusive no reboot, minha vida tá uma merda, não tenho condições de te julgar ou de dizer que você deve ou não fazer alguma coisa.

Te desejo o melhor. Você pode ter vários defeitos, mas uma coisa nunca poderemos negar: você nunca desiste, e isso já é muito.

Os outros moderadores não sei o que irão dizer, mas por mim eu simplesmente não vejo como solução ficar te afastando. Faz o seu e ajuda os outros que não teremos mais o que discutir.

Abraços.
Hey, Broda! Eu até imaginei que seria um teste, mas mesmo assim, como você bem disse, mordi a isca. No entanto, deixemos isso de lado. Naquele momento foi melhor mesmo o afastamento, até para evitar mais conflitos e discussões desnecessárias.
Mas você tem razão, o que mais tem por aí é isso, pressão; no trabalho, na escola, na família e etc. Somos homens em formação, Broda. Primeiro aprendendo a lidar e vencer nosso vício, e, em segundo, evoluindo como homens de verdade.
Obrigado pelo seu aval, espero que os demais moderadores também concordem e que eu possa voltar a participar do fórum, como antes.
Por mais afastado que estivesse daqui, nunca desisti. E mesmo depois de inúmeras recaídas, continuei lutando, acreditando, e insistindo comigo mesmo, tendo a certeza de que eu posso vencer esse vício. Obrigado pelo elogio.
Depois posto no seu diário, espero poder te ajudar também. Um abraço!

Hades01 escreveu:Vou gostar de ver sua evolução camarada. Poste com clareza! Abraço.
Obrigado pela força, Hades01. Conto com sua ajuda! Wink

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 12/6/2017, 08:47

Prezados,

No dia 17/05/2017 fiz essa tabela para acompanhar o meu progresso:



Aos poucos fui me adaptando à essas regras e tomei o controle total a partir do dia 28. Foram dias terríveis, confesso. Mas venci minuciosamente e senti orgulho de mim mesmo, quando notei que a minha tabela estava ficando toda azul. Percebam que, antes disso, nunca tinha conseguido vencer o dia por completo, e aí a motivação ficou nas alturas.
Veio o mês de junho, e eu continuei na ativa. Todos os dias eram lutas constantes, orações, e enormes mudanças de hábito. Mantive a minha mente ocupada à todo instante, não deixando nenhuma brecha, inibindo TODAS as fantasias, e tendo o controle total da minha vida.
Porém, por incrível que pareça e como vocês podem ver na tabela abaixo, no dia 06, entrei em frenesi, me deixei levar pelas tentações, e caí. A partir deste dia a minha vida mudou, para pior obviamente. Eu até tentei "não chutar o pau da barraca", mas com a recaída, veio também uma discussão com a esposa, e aí não deu outra; "já que esse dia será vermelho mesmo, vou aproveitar". Esse foi o meu pensamento naquele momento, e esse "proveito" foi o maior atraso da minha vida, pois duraram 3 dias.



Sim, foram 3 dias na lama, fingindo que nada de ruim estava acontecendo, fugindo de mim mesmo, jogando tudo o que tinha conquistado no ralo, e inventando desculpas esfarrapadas para continuar naquele lixo.
No dia 09 acordei com vontade de vencer, mas era só uma vontade mesmo, se é que me entendem. Não foi de coração, não foi de entrega total, foi basicamente mais um vou tentar, se não der, não deu. Óbvio que não daria mesmo, pensando dessa forma. E foi assim que cheguei ao estopim, ontem.
Eu já tinha conseguido mudar alguns hábitos, mas velhos pensamentos e forma de agir, ainda estavam em mim. Esse era o caso dos bloqueadores; sempre relutei em instalá-los e quando fazia, não botava minha fé que pudessem me ajudar de alguma forma. Mas ontem eu percebi que estava muito vulnerável. Imaginem estar no trabalho, em pleno domingo, longe da esposa, com um celular na mão, com acesso à internet de alta velocidade, e sem nenhum tipo de bloqueio? podendo fazer absolutamente tudo o que quisesse; isso é o que chamo de autossabotagem, e era tão simples de resolver, bastava instalar algum tipo de bloqueio, mas a inércia foi maior, eu já não estava naquele gás mesmo, que diferença faria? (fez, e muita). Consegui 9 dias sem bloqueadores? Sim, consegui. Mas, embora não tenha utilizado nenhum tipo de bloqueio no celular -que é por onde geralmente as recaídas acontecem- não passei por nenhuma situação semelhante a de ontem, de ociosidade. E como no meu trabalho, isso pode acontecer constantemente, tendo um bloqueador, não ficarei tão vulnerável assim.

Então resolvi utilizar um pouco da minha inteligência, para configurar um simples bloqueador, o AppLock . Eu já o utilizei há um tempo atrás, mas descobri uma falha que podia ser facilmente corrigida, se eu realmente estivesse com vontade de completar o reboot naquela época. Bloqueei tudo o que vocês podem imaginar, até mesmo as configurações, está tudo bloqueado (Youtube, navegadores, PlayStore, configurações do sistema). A senha está com a minha esposa, são 8 números aleatórios que me impedem de ter acesso à todos esses apps que citei. Eu também não conseguirei desinstalar o AppLock, pois com as configurações bloqueadas, fica impossível. Dar reset no celular e formatá-lo? Eu até poderia, se não fosse as 3.000 fotos que tenho nele, fotos de momentos que vivi ao lado da minha esposa, que se eu deletar, já era, se perderão os registros. Pois bem, essa foi uma solução ágil para essa questão.
Fiz isso ontem mesmo, depois de ter recaído, aqui no trabalho. A solução foi tão genial, que me impediu de passar o resto da tarde (ontem) acessando mais e mais conteúdos pornográficos.

Então é isso, acho que se eu der continuidade nas mudanças de hábitos e comportamento, nas orações, no querer realmente se livrar do vício, aliado agora ao uso do bloqueador, terei sucesso. Sigo com a tabela e postarei em breve para vocês acompanharem meu progresso.
Desculpem-me pela extensão desse post, foi necessário.


Última edição por _Anonymus em 12/6/2017, 08:49, editado 1 vez(es) (Razão : correção ortográfica)

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 13/6/2017, 07:22

Olá,

Estou passando por aqui apenas para enfatizar que o AppLock tem se mostrado muito efetivo*. Não que eu tenha tentado acessar algum conteúdo, mas pelos testes que minha esposa fez ontem, é praticamente impossível acessar alguma coisa. Porém, não esqueçam, eu tive que bloquear as configurações do aparelho também, já que por ali, existe uma grande brecha que por ser facilmente descoberta.
Enfim, fica a dica para quem está a procura de um bloqueador eficiente.
Em breve a minha tabela estará toda azul, como nunca esteve antes. Aguardem!

*O bloqueador é efetivo, mas não é a minha principal arma de combate. Entendi que se livrar de um vício, requer muito mais, vai desde uma mudança simples em um hábito rotineiro à uma mudança radical. Não fique sentado esperando que um mero bloqueador te faça vencer, faça diferente; aja!

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Pequeno Cristo em 13/6/2017, 10:57

Cara, simplesmente sensacional a ideia da tabela! Brilhante mesmo, vou seguir seu exemplo!

Muito bom você ter instalado o AppLock. Uso ele e é eficaz, embora eu nunca tenha testado, mas no uso normal do celular, vejo que ele é alerta total.

O pensamento "já que esse dia será vermelho mesmo, vou aproveitar", é um grande desafio pra o rebooter. Tive muito isso, mas ao longo dos anos fui interiorizando que é o mesmo que tropeçar na lama e pensar: "já que sujei os pés e a canela, então vou dar logo um mergulho de cabeça". Ainda é difícil, mas agora, assim que recaio tento levantar imediatamente.

Que bênção sua esposa do seu lado, inteirada e te ajudando dedicadamente, cara. Privilégio que nem todos tem, continue valorizando isso e sendo sempre grato a ela. Não sei exatamente qual sua religião, mas posso presumir, pois vejo que você também é um homem de oração. Assim sendo, uma ideia que quero te dar, caso você já não faça isso, é separar um tempinho no seu dia pra fazer o culto doméstico com sua esposa (e quando vierem os filhos, incluí-los). É uma bênção indescritível na vida de uma família, experimentamos isso aqui em casa.

O sofrimento virá, seja pela luta, seja pelo arrependimento. Mas se for pela luta, é temporário. Você vai vencer, mano. Siga em frente, sua melhora e avanço já são visíveis! Questão de tempo pra sua tabela estar toda azul!

_______________________________________



"a uma coisa estou resolvido, isto é, a correr enquanto puder; e quando já não puder correr, caminharei devagar; e quando isto me for impossível, me arrastarei, pois estou decidido quanto ao essencial, graças Àquele que me ama."
John Bunyan


"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus." - Salmos 20:7
avatar
Pequeno Cristo

Mensagens : 41
Data de inscrição : 05/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olá Anonymus!

Mensagem  Luis Santos em 13/6/2017, 16:34

Anonymus



Fiquei muito feliz em ver que você voltou ao fórum e dessa vez foi pra valer. Ler sua postagem e ver que teve a coragem de falar dos reveses que teve para mim foi uma demonstração de mudança; uma atitude como essas apenas homens tem coragem de ter: admitir os erros e começar a mudar.

Realmente como você e o Broda falaram mais acima: somos homens em formação. Até nisso o reboot ajuda também. Quanto a procurar um especialista para tratar acerca de seu fetiche penso que isso será bom, como você mesmo falou isso pode não ter relação direta com a P mas pode ter sido agravado por ela.

Para mim não precisa explicar mais nada de seu passado aqui no fórum, o que era necessário foi exposto no seu relato inicial. Agora é bola pra frente. Desejo a você as bênçãos do nosso Senhor Jesus Cristo, que Ele te ajude nessa caminhada.

To me ausentando por um período aqui do fórum, quando voltar espero ver seu contador lá em cima Very Happy



Abraço,
Luís Santos,




_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito. (Martin Luther King)
avatar
Luis Santos
Moderador
Moderador

Mensagens : 1276
Data de inscrição : 13/01/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 16/6/2017, 07:34

Pequeno Cristo escreveu:Cara, simplesmente sensacional a ideia da tabela! Brilhante mesmo, vou seguir seu exemplo!

Muito bom você ter instalado o AppLock. Uso ele e é eficaz, embora eu nunca tenha testado, mas no uso normal do celular, vejo que ele é alerta total.

O pensamento "já que esse dia será vermelho mesmo, vou aproveitar", é um grande desafio pra o rebooter. Tive muito isso, mas ao longo dos anos fui interiorizando que é o mesmo que tropeçar na lama e pensar: "já que sujei os pés e a canela, então vou dar logo um mergulho de cabeça". Ainda é difícil, mas agora, assim que recaio tento levantar imediatamente.

Que bênção sua esposa do seu lado, inteirada e te ajudando dedicadamente, cara. Privilégio que nem todos tem, continue valorizando isso e sendo sempre grato a ela. Não sei exatamente qual sua religião, mas posso presumir, pois vejo que você também é um homem de oração. Assim sendo, uma ideia que quero te dar, caso você já não faça isso, é separar um tempinho no seu dia pra fazer o culto doméstico com sua esposa (e quando vierem os filhos, incluí-los). É uma bênção indescritível na vida de uma família, experimentamos isso aqui em casa.

O sofrimento virá, seja pela luta, seja pelo arrependimento. Mas se for pela luta, é temporário. Você vai vencer, mano. Siga em frente, sua melhora e avanço já são visíveis! Questão de tempo pra sua tabela estar toda azul!
Obrigado por passar aqui mais uma vez, Pequeno Cristo. Essa minha tabela foi uma ideia genial mesmo, pois não fico fissurado olhando-a constantemente, como fazia quando utilizava o contador de dias.
Sou católico, e tenho a oração como uma arma poderosa contra esse mal. Já entendi que tenho que usar minhas forças para vencer, mas Deus tem me mostrado como usar essa força, e isso é fundamental. "Não basta ser forte; tem que saber como usar a força".
Vamos caminhando, dando passos curtos, pois assim venceremos.
Abraços!

Luis Santos escreveu:Anonymus
Fiquei muito feliz em ver que você voltou ao fórum e dessa vez foi pra valer. Ler sua postagem e ver que teve a coragem de falar dos reveses que teve para mim foi uma demonstração de mudança; uma atitude como essas apenas homens tem coragem de ter: admitir os erros e começar a mudar.

Realmente como você e o Broda falaram mais acima: somos homens em formação. Até nisso o reboot ajuda também. Quanto a procurar um especialista para tratar acerca de seu fetiche penso que isso será bom, como você mesmo falou isso pode não ter relação direta com a P mas pode ter sido agravado por ela.

Para mim não precisa explicar mais nada de seu passado aqui no fórum, o que era necessário foi exposto no seu relato inicial. Agora é bola pra frente. Desejo a você as bênçãos do nosso Senhor Jesus Cristo, que Ele te ajude nessa caminhada.

To me ausentando por um período aqui do fórum, quando voltar espero ver seu contador lá em cima  Very Happy



Abraço,
Luís Santos,
Oi Luís, é muito poder contar com você novamente. Obrigado pelo elogio!
Eu disse à você que estava revendo meus conceitos e não estava mentindo. É muito bom poder interagir aqui, tenho em mente que participar do fórum é importante, mas mesmo assim não estarei aqui necessariamente todos os dias. De tempos em tempos passarei para registrar o meu progresso; me proibindo de ler outros relatos por enquanto, evitando assim possíveis gatilhos [diários que mais parecem contos eróticos, se é que me entende].
Desta vez, estou realmente determinado, e isso eu tenho mostrado e provado à mim mesmo, por meio das minhas atitudes, que estão diferentes. Aliás, ter voltado aqui já foi um diferencial, uma vez que eu sou meio chato, quando o assunto é assumir verdadeiramente um erro. Nessa questão o reboot nos proporciona não só uma vida longe do vício e seus benefícios, como também uma melhora expressiva no nosso "ser".

Que Deus te abençoe, Luís. Em breve nos falamos, estou indo muito bem e sei que juntos ainda ajudaremos muitas pessoas à se livrarem do vício. Amém?


_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 19/6/2017, 09:16

Primeira semana concluída com sucesso, mas a batalha continua. Nessa segunda semana vou manter uma vigilância maior, pois, é nesse período que as coisas começam a degringolar. Só que desta vez, presumo que tudo será diferente, como tem sido até aqui. Vale ressaltar que o Applock ainda está cumprindo, eficientemente, o seu trabalho. Desta forma, me sinto menos vulnerável e isso me deixa mais esperançoso e tranquilo em relação ao reboot.
A minha vida espiritual tem compactuado muito com esse meu novo estilo de vida. Tenho feito orações diárias para combater os gatilhos e para inibir os pensamentos fantasiosos; tem dado certo (vide o meu progresso na tabela a seguir). Confesso que deposito muita confiança em Deus para me ajudar nessa batalha, mas entendo perfeitamente a reação que ocorreu no meu cérebro e sei que também devo agir.
Ultimamente tenho refletido mais sobre a vida, venho percebendo mais qualidades em minha esposa, sentindo mais atração sexual por ela e um afeto maior. Tenho vivenciado uma experiência diferente, uma felicidade que eu, sinceramente, não sei de onde vem. Deve ser pelo fato de estar conseguindo dopamina naturalmente [por outros meios que não seja P.]; pela relação sexual com a minha esposa, por um jantar romântico, por passeios familiares, por orações, idas à igreja e etc. Tem sido muito bom, essa energia está contagiante e muitos perceberam em meu modo de agir certa diferença. Eu não posso atribuir isso à outra coisa, se não pelo fato de estar longe do vício. Até mesmo numa pequena desavença com a minha esposa, agi de maneira totalmente diferente, se fosse em outras épocas, qualquer tipo de aborrecimento me faria pensar em correr e praticar PMO, mas desta vez não. Foi tão rápido, e em coisa de segundos estávamos rindo da situação e de nós mesmos. Enfim, uma experiência que só quem está lutando de verdade, sabe do que estou falando. Têm dias ruins, sim, mas também têm muitos dias bons, e temos que registrar isso.

Não pensem que cheguei tranquilamente nesse estado de espírito, forte e destemido. Tive que abrir mão de muitas coisas, instalei um bloqueador no meu celular que não me permite fazer nada a não ser ligações e trocar mensagens com a minha esposa. Mudei toda a minha rotina, fugi de todos os gatilhos e lutei contra a minha própria mente. Realmente não foi fácil, mas, com toda essa luta, tenho conquistado esse meu ânimo.

A luta, como disse no início, continua. A quantidade de dias longe me deixará mais forte, porém, não imune. Vivendo um dia de cada vez e aproveitando-o da melhor maneira possível (longe da PMO) se mostra o caminho mais inteligente a seguir. Não adianta esperarmos pelos 90 dias, achando que acontecerá uma mágica, que todos os problemas se resolverão, e deixaremos de ser viciados, não! O momento de agir e de tomar o controle de nossas vidas é agora! Prove para si mesmo, que não é impossível viver longe desse vício. E viva todos os dias de sua vida, como se fossem únicos.
Que Deus abençoe vocês, bom reboot à todos!


Clique para ampliar

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  O Homem do Banheiro em 21/6/2017, 15:15

Parabéns!!!

Li os seus relatos e talvez eu entenda o que você deve ter sentido, mas estamos aqui para apoiar um ao outro, não para chamar a atenção. Todos aqui somos vitimas de nós mesmos, tomemos cuidado com o que fazemos e falamos. Mas com certeza vai dar tudo certo no final.

Realmente parabéns por ter completado a sua tabela em azul.

Estou na torcida!!
avatar
O Homem do Banheiro

Mensagens : 31
Data de inscrição : 03/05/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Victor Lord em 21/6/2017, 22:11

_Anonymus escreveu:Primeira semana concluída com sucesso, mas a batalha continua. Nessa segunda semana vou manter uma vigilância maior, pois, é nesse período que as coisas começam a degringolar. Só que desta vez, presumo que tudo será diferente, como tem sido até aqui. Vale ressaltar que o Applock ainda está cumprindo, eficientemente, o seu trabalho. Desta forma, me sinto menos vulnerável e isso me deixa mais esperançoso e tranquilo em relação ao reboot.
A minha vida espiritual tem compactuado muito com esse meu novo estilo de vida. Tenho feito orações diárias para combater os gatilhos e para inibir os pensamentos fantasiosos; tem dado certo (vide o meu progresso na tabela a seguir). Confesso que deposito muita confiança em Deus para me ajudar nessa batalha, mas entendo perfeitamente a reação que ocorreu no meu cérebro e sei que também devo agir.
Ultimamente tenho refletido mais sobre a vida, venho percebendo mais qualidades em minha esposa, sentindo mais atração sexual por ela e um afeto maior. Tenho vivenciado uma experiência diferente, uma felicidade que eu, sinceramente, não sei de onde vem. Deve ser pelo fato de estar conseguindo dopamina naturalmente [por outros meios que não seja P.]; pela relação sexual com a minha esposa, por um jantar romântico, por passeios familiares, por orações, idas à igreja e etc. Tem sido muito bom, essa energia está contagiante e muitos perceberam em meu modo de agir certa diferença. Eu não posso atribuir isso à outra coisa, se não pelo fato de estar longe do vício. Até mesmo numa pequena desavença com a minha esposa, agi de maneira totalmente diferente, se fosse em outras épocas, qualquer tipo de aborrecimento me faria pensar em correr e praticar PMO, mas desta vez não. Foi tão rápido, e em coisa de segundos estávamos rindo da situação e de nós mesmos. Enfim, uma experiência que só quem está lutando de verdade, sabe do que estou falando. Têm dias ruins, sim, mas também têm muitos dias bons, e temos que registrar isso.

Não pensem que cheguei tranquilamente nesse estado de espírito, forte e destemido. Tive que abrir mão de muitas coisas, instalei um bloqueador no meu celular que não me permite fazer nada a não ser ligações e trocar mensagens com a minha esposa. Mudei toda a minha rotina, fugi de todos os gatilhos e lutei contra a minha própria mente. Realmente não foi fácil, mas, com toda essa luta, tenho conquistado esse meu ânimo.

A luta, como disse no início, continua. A quantidade de dias longe me deixará mais forte, porém, não imune. Vivendo um dia de cada vez e aproveitando-o da melhor maneira possível (longe da PMO) se mostra o caminho mais inteligente a seguir. Não adianta esperarmos pelos 90 dias, achando que acontecerá uma mágica, que todos os problemas se resolverão, e deixaremos de ser viciados, não! O momento de agir e de tomar o controle de nossas vidas é agora! Prove para si mesmo, que não é impossível viver longe desse vício. E viva todos os dias de sua vida, como se fossem únicos.
Que Deus abençoe vocês, bom reboot à todos!


Clique para ampliar

Aee Anonymous primeira vez que comento aqui em teu diário meu caro. Na verdade não tenho muito a lhe dizer, senão a te desejar forças e muito FOCO em teu reinício do reboot. Que grande atitude foi essa de pedir desculpas e perdões, te dou meus parabéns por persistir desta forma e ir atrás de seus ideais mais claros. Agora no mais é se disciplinar, viver um dia de cada vez, religar, orar, ter paz de espírito e sempre lutar e ignorar possíveis fantasias e pensamentos negativos de compulsão. Feito isso temos que ter paciência para manter nosso reboot e completá-lo até o final. Você vai longe com essa tua humildade meu grande, conte com meu apoio. Você é um exemplo de como viver o PRESENTE, meus parabéns. Aos poucos nossa vida se estabilizará e iremos ser vitoriosos nesta luta. Um grande abraço a ti, e se proteja de si mesmo nesse tempo dos 90 dias, vamos vencer!
avatar
Victor Lord
Moderador
Moderador

Mensagens : 1116
Data de inscrição : 24/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 22/6/2017, 08:42

O Homem do Banheiro escreveu:Parabéns!!!

Li os seus relatos e talvez eu entenda o que você deve ter sentido, mas estamos aqui para apoiar um ao outro, não para chamar a atenção. Todos aqui somos vitimas de nós mesmos, tomemos cuidado com o que fazemos e falamos. Mas com certeza vai dar tudo certo no final.

Realmente parabéns por ter completado a sua tabela em azul.

Estou na torcida!!
Obrigado, Homem do Banheiro!

Você tem razão, devemos tomar cuidado como que fazemos e principalmente com o que falamos. Sempre fui conhecido como alguém que se vitimiza , mas acredito que tenho conseguido deixar esse mal hábito no passado, e assim, avançando não somente no reboot, mas evoluindo como ser humano e como homem também.



Victor Lord escreveu:Aee Anonymous primeira vez que comento aqui em teu diário meu caro. Na verdade não tenho muito a lhe dizer, senão a te desejar forças e muito FOCO em teu reinício do reboot. Que grande atitude foi essa de pedir desculpas e perdões, te dou meus parabéns por persistir desta forma e ir atrás de seus ideais mais claros. Agora no mais é se disciplinar, viver um dia de cada vez, religar, orar, ter paz de espírito e sempre lutar e ignorar possíveis fantasias e pensamentos negativos de compulsão. Feito isso temos que ter paciência para manter nosso reboot e completá-lo até o final. Você vai longe com essa tua humildade meu grande, conte com meu apoio. Você é um exemplo de como viver o PRESENTE, meus parabéns. Aos poucos nossa vida se estabilizará e iremos ser vitoriosos nesta luta. Um grande abraço a ti, e se proteja de si mesmo nesse tempo dos 90 dias, vamos vencer!
Oi, Victor. Primeiramente, obrigado por se interessar em conhecer um pouco da minha história. Fiz o que deveria ser feito, mas não por alguém em específico, se não por mim mesmo. Eu precisava acertar as contas com o meu eu e assim o fiz. Agora tenho em mente novos ideais dos quais não tinha há pouco tempo.
Humildade é a chave para o sucesso, mas não me tenha como um exemplo de como viver o presente, rs. Ainda sou um pequeno aprendiz, e tenho meus devaneios. Sempre fui muito ansioso, e é por isso que tenho buscado o equilíbrio dessa forma, vivendo um dia de cada vez. O amanhã pertence somente à Deus, e se eu deito a cabeça no travesseiro de consciência limpa, por ter vencido todos os meus inimigos (vigiando, orando e etc), já fico satisfeito.
Estou vivenciando momentos diferenciados, crises de abstinência que vez ou outra surgem, mas em grande parte, tenho sentido a presença de Deus em minha vida, uma felicidade que é duradoura. Não penso que o reboot possa ser completado, portanto, vou continuar lutando, de cabeça erguida, dando Glória à Deus e agradecendo-o por cada segundo/minuto/hora/dia/mês/ano longe da pornografia e da masturbação. Ficarei contente com os 90 dias? Estarei mentindo se disser que não, pois é a estimativa do experimento, e será benéfico saber que pude ir tão longe. Mas não será o fim, não será a vitória, será apenas mais um dia em que se eu não vigiar e orar, cairei em pecado. Obrigado, Victor Lord, um fraterno abraço!

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Victor Lord em 22/6/2017, 12:11

_Anonymus escreveu:
O Homem do Banheiro escreveu:Parabéns!!!

Li os seus relatos e talvez eu entenda o que você deve ter sentido, mas estamos aqui para apoiar um ao outro, não para chamar a atenção. Todos aqui somos vitimas de nós mesmos, tomemos cuidado com o que fazemos e falamos. Mas com certeza vai dar tudo certo no final.

Realmente parabéns por ter completado a sua tabela em azul.

Estou na torcida!!
Obrigado, Homem do Banheiro!

Você tem razão, devemos tomar cuidado como que fazemos e principalmente com o que falamos. Sempre fui conhecido como alguém que se vitimiza , mas acredito que tenho conseguido deixar esse mal hábito no passado, e assim, avançando não somente no reboot, mas evoluindo como ser humano e como homem também.



Victor Lord escreveu:Aee Anonymous primeira vez que comento aqui em teu diário meu caro. Na verdade não tenho muito a lhe dizer, senão a te desejar forças e muito FOCO em teu reinício do reboot. Que grande atitude foi essa de pedir desculpas e perdões, te dou meus parabéns por persistir desta forma e ir atrás de seus ideais mais claros. Agora no mais é se disciplinar, viver um dia de cada vez, religar, orar, ter paz de espírito e sempre lutar e ignorar possíveis fantasias e pensamentos negativos de compulsão. Feito isso temos que ter paciência para manter nosso reboot e completá-lo até o final. Você vai longe com essa tua humildade meu grande, conte com meu apoio. Você é um exemplo de como viver o PRESENTE, meus parabéns. Aos poucos nossa vida se estabilizará e iremos ser vitoriosos nesta luta. Um grande abraço a ti, e se proteja de si mesmo nesse tempo dos 90 dias, vamos vencer!
Oi, Victor. Primeiramente, obrigado por se interessar em conhecer um pouco da minha história. Fiz o que deveria ser feito, mas não por alguém em específico, se não por mim mesmo. Eu precisava acertar as contas com o meu eu e assim o fiz. Agora tenho em mente novos ideais dos quais não tinha há pouco tempo.
Humildade é a chave para o sucesso, mas não me tenha como um exemplo de como viver o presente, rs. Ainda sou um pequeno aprendiz, e tenho meus devaneios. Sempre fui muito ansioso, e é por isso que tenho buscado o equilíbrio dessa forma, vivendo um dia de cada vez. O amanhã pertence somente à Deus, e se eu deito a cabeça no travesseiro de consciência limpa, por ter vencido todos os meus inimigos (vigiando, orando e etc), já fico satisfeito.
Estou vivenciando momentos diferenciados, crises de abstinência que vez ou outra surgem, mas em grande parte, tenho sentido a presença de Deus em minha vida, uma felicidade que é duradoura. Não penso que o reboot possa ser completado, portanto, vou continuar lutando, de cabeça erguida, dando Glória à Deus e agradecendo-o por cada segundo/minuto/hora/dia/mês/ano longe da pornografia e da masturbação. Ficarei contente com os 90 dias? Estarei mentindo se disser que não, pois é a estimativa do experimento, e será benéfico saber que pude ir tão longe. Mas não será o fim, não será a vitória, será apenas mais um dia em que se eu não vigiar e orar, cairei em pecado. Obrigado, Victor Lord, um fraterno abraço!

Você melhorou bastante cara. Eu estava lendo uns diários antigos e vi que zuavam você em 2015, espero que tenham parado com isso. Na verdade, o reboot pode ser sim completado, pois só são apenas 90 dias. Esse vício tem cura sim, precisamos pensar assim, nosso cérebro pode ser moldado, pois os receptores estão ainda entupidos com dopamina artificial, portanto esta flexibilidade dele, nos dá chance de cura total. Continue com tua fé, isso ajuda bastante, vivendo o momento presente. Faça bastante exercícios físicos também, e socialize com seus familiares, isso ajuda, um forte abraço!
avatar
Victor Lord
Moderador
Moderador

Mensagens : 1116
Data de inscrição : 24/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 22/6/2017, 14:07

Oi Victor,

Acho que você não entendeu muito bem o que eu quis dizer, ou eu que não expressei claramente a minha opinião. Eu digo que, no meu ponto de vista, não existe um "completar" . O verdadeiro reboot dura toda uma eternidade. Sim, eu posso e vou chegar à estimativa que o experimento nos dá como base, mas não encaro isso como "vencer o vício". De fato, comemorarei se chegar lá, já que é uma marca bem expressiva, mas a minha vitória -como dito antes- se dá diariamente; esse é meu "vencer o vício".

Espero que tenha entendido, rs.

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 23/6/2017, 11:09

Olá pessoal,

Para que saibam, estou firme. Já me aproximando da terceira semana na luta contra o vício. Tem sido difícil, como venho relatando nas postagens anteriores. Em alguns momentos sinto picos de irritabilidade, em outros estou mais tranquilo. Acredito que o caminho seja esse mesmo, não é linear.
Sinto que estou na famosa flatline , mas isso não me preocupa. Expliquei à minha esposa, e ela entendeu perfeitamente que o processo é assim mesmo. Na semana passada, tivemos algumas relações sexuais e não houve, em momento algum, o efeito caçador. Coloquei uma condição de vigilância maior após o ato sexual, e obtive um incrível resultado; continuei tranquilamente. Nesta semana, tem sido mais difícil a luta, já que a minha libido diminuiu drasticamente e as ereções simplesmente sumiram, aí as fantasias resolveram se manifestar, porém, com o poder da oração, não tenho deixado que elas me dominem, e quando surgem, rapidamente consigo mudar o foco.

Me perdoem por não participar dos outros diários, pois, como já disse, alguns usuários exageram nos relatos e acabam criando gatilhos, sem perceber. Não pensem que é soberba da minha parte, mas ainda estou no início de uma duradoura batalha, e sei que um gatilho pode ser fatal. Sei que com o fortalecimento desse novo caminho neural que estou criando, terei mais poder de resistência diante de simples gatilhos, e então ajudarei, da melhor maneira possível, com meus humildes conselhos.

Abraços!
Rumo à terceira semana.

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 27/6/2017, 07:53

Prezados, passando para deixar um breve relato sobre como tem sido o meu reboot. Atualmente estou na casa dos 15 dias sem pmo! e bem feliz com isso, já que fazia um bom tempo que eu não atingia essa meta. Tem sido difícil, mas venho resistindo bravamente. De vez em quando surgem algumas fantasias, como no sábado passado quando me deparei com um gatilho fortíssimo. Mas mesmo assim consegui manter a calma e deixei simplesmente os maus pensamentos irem embora por si só, e obtive êxito.
Tem sido um diferencial rezar o terço todos os dias pela manhã, me sinto mais preparado para lutar depois da oração. Quando não rezo, sinto que falta algo. O relacionamento com a esposa está ótimo, e é por estar longe do vício que tenho tratado-a de forma amorosa, sendo mais carinhoso e afetivo.
Nessa terceira semana pretendo manter ainda mais a vigilância, pois sinto que o grau de dificuldade está aumentando. Mas Deus me guiará pelo caminho correto, e assim eu poderei ir, muito além de onde estou, vou nas asas do Senhor, o amor Dele, é o que me conduz. Posso voar e subir sem me cansar, ir pra frente sem me fatigar, vou com asas, como águia, pois confio no Senhor. [NAS ASAS DO SENHOR - CELINA BORGES]

Abrçs!

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  emoruw em 27/6/2017, 12:32

parabéns pela caminhada.

_______________________________________
Meu canal no Youtube sobre vício em PMO. https://youtu.be/j-tuho2VVtU
Meu primeiro diário: 50 dias sem PMO. http://tinyurl.com/pxlec3u
Meu diário atual: http://tinyurl.com/pxgzt98
Minha página no Facebook sobre o tema: https://www.facebook.com/StopTrash

avatar
emoruw

Mensagens : 344
Data de inscrição : 23/05/2015
Idade : 26
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 28/6/2017, 07:25

Hoje acordei beeeeeeeem desanimado, e o pior é que não há nenhum motivo. Eu simplesmente acordei assim, e mal consegui fazer minhas orações diárias. Enfim, não tenho muito o que dizer à respeito, vou continuar vigiando para não cair em tentação.
No meu trabalho as coisas estão complicadas, e não que eu esteja reclamando, agradeço muito à Deus por estar empregado, mas as pessoas que trabalham comigo são bem complicadas. Passam o dia TODO reclamando da vida, das pessoas, da chefe e etc. Acho que isso tem contribuído com essa minha tristeza. O que me anima é saber que logo estarei de férias, mas ainda tenho que aguentar isso por mais alguns dias. É normal reclamarmos das coisas no nosso ambiente de trabalho, principalmente de algo que nosso chefe faz e que não gostamos, mas o dia todo? Não pode ser normal. Além disso, são pessoas que adoram ver e colocar defeitos nos outros, mas não assumem -nunca- suas responsabilidades. Todos os dias é a mesma coisa, o dia inteiro, e, infelizmente (para eles) eu não gosto desse tipo de atitude e me incomodo bastante. Passamos mais tempo aqui do que na nossa própria casa, então que tal aproveitarmos da melhor maneira possível? Cumprir as nossas obrigações devidamente e agradecer pelo que temos? A grama do vizinho é sempre melhor; porque aqui na empresa tem isso, nossa chefe é isso, a comida é isso e por aí vai longe (...). Enfim, será que existe alguma maneira que me faça ficar imune à isso? Quando entram no assunto, tento ao máximo me concentrar em outras coisas, mas mesmo assim acabo escutando e aí com o acúmulo, chego em casa com a cabeça explodindo, um cansaço mental EXTREMO; e meu trabalho nem é tão duro assim, é tranquilo.
Bem, identifiquei essa minha tristeza "aparentemente sem motivo", mas que pode ter vindo desse meu incomodo com os companheiros de trabalho que só sabem reclamar, reclamar e reclamar.
Talvez eu fosse assim anos atrás, mas mudei a minha forma de pensar, e hoje sou grato pelas coisas que tenho e não vivo mais reclamando de tudo. Além disso, essa estória de ficar se vitimizando incomoda mesmo, agora entendo a galera pensava à meu respeito quando eu chegava aqui cheio de lamentações, rs.
Então fazendo essa reflexão, percebo no quanto melhorei de alguns anos pra cá, agora tenho uma perspectiva diferente da vida, e isso me alegra muito, chegando ao ponto dessa angústia que estou sentindo se desvair ao decorrer desse meu desabafo.

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  Pequeno Cristo em 28/6/2017, 08:24

Bom dia, meu amigo. Que bom ler essa marca que você atingiu. Parabéns! Continue nessa força.

E que bom também esse amadurecimento que você mencionou, de que hoje você pode agradecer por todas as conquistas e coisas boas que estão ao seu redor, sem ficar reclamando e murmurando. Isso é algo que deve também ser comemorado. Não deixa a galera aí do seu trabalho te prejudicar, tenha paciência com os caras, lembrando que você também já teve esse defeito, mas tenta sempre abrir os olhos deles e também considera ter esses caras lá como um ponto negativo do seu trabalho, mas que não devem tirar tua gratidão, frente a todo o resto.
No demais, continue firme na oração, no reboot, na relação com a esposa. Estou muito feliz por seu desempenho, meu amigo.

Deus te abençoe!!

_______________________________________



"a uma coisa estou resolvido, isto é, a correr enquanto puder; e quando já não puder correr, caminharei devagar; e quando isto me for impossível, me arrastarei, pois estou decidido quanto ao essencial, graças Àquele que me ama."
John Bunyan


"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus." - Salmos 20:7
avatar
Pequeno Cristo

Mensagens : 41
Data de inscrição : 05/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  stevegates em 28/6/2017, 09:09

_Anonymus escreveu:Hoje acordei beeeeeeeem desanimado, e o pior é que não há nenhum motivo. Eu simplesmente acordei assim, e mal consegui fazer minhas orações diárias. Enfim, não tenho muito o que dizer à respeito, vou continuar vigiando para não cair em tentação.
No meu trabalho as coisas estão complicadas, e não que eu esteja reclamando, agradeço muito à Deus por estar empregado, mas as pessoas que trabalham comigo são bem complicadas. Passam o dia TODO reclamando da vida, das pessoas, da chefe e etc. Acho que isso tem contribuído com essa minha tristeza. O que me anima é saber que logo estarei de férias, mas ainda tenho que aguentar isso por mais alguns dias. É normal reclamarmos das coisas no nosso ambiente de trabalho, principalmente de algo que nosso chefe faz e que não gostamos, mas o dia todo? Não pode ser normal. Além disso, são pessoas que adoram ver e colocar defeitos nos outros, mas não assumem -nunca- suas responsabilidades. Todos os dias é a mesma coisa, o dia inteiro, e, infelizmente (para eles) eu não gosto desse tipo de atitude e me incomodo bastante. Passamos mais tempo aqui do que na nossa própria casa, então que tal aproveitarmos da melhor maneira possível? Cumprir as nossas obrigações devidamente e agradecer pelo que temos? A grama do vizinho é sempre melhor; porque aqui na empresa tem isso, nossa chefe é isso, a comida é isso e por aí vai longe (...). Enfim, será que existe alguma maneira que me faça ficar imune à isso? Quando entram no assunto, tento ao máximo me concentrar em outras coisas, mas mesmo assim acabo escutando e aí com o acúmulo, chego em casa com a cabeça explodindo, um cansaço mental EXTREMO; e meu trabalho nem é tão duro assim, é tranquilo.
Bem, identifiquei essa minha tristeza "aparentemente sem motivo", mas que pode ter vindo desse meu incomodo com os companheiros de trabalho que só sabem reclamar, reclamar e reclamar.
Talvez eu fosse assim anos atrás, mas mudei a minha forma de pensar, e hoje sou grato pelas coisas que tenho e não vivo mais reclamando de tudo. Além disso, essa estória de ficar se vitimizando incomoda mesmo, agora entendo a galera pensava à meu respeito quando eu chegava aqui cheio de lamentações, rs.
Então fazendo essa reflexão, percebo no quanto melhorei de alguns anos pra cá, agora tenho uma perspectiva diferente da vida, e isso me alegra muito, chegando ao ponto dessa angústia que estou sentindo se desvair ao decorrer desse meu desabafo.

Parabéns pela sua marca irmão! E pela visita em meu diário. Eu também acordo bastante assim como você disse, desanimado sem explicação. Isso é uma das coisas que mais tem me incomodado ultimamente. Quanto aos seus colegas de trabalho é meio que inevitável a gente não estar no meio desse tipo de reclamações, o que podemos fazer é não perder nossos principios e entrar na onda deles. Também já fui um desses que reclamava de tudo, como você foi um dia e como seus colegas são agora, a melhor maneira é tentar blindar nossos pensamentos para não deixar a negatividade das outras pessoas influênciar a gente. Um bom dia para você amigo, espero que ele termine melhor do que começou hoje. Abs!

_______________________________________
Contador


Diário
http://www.comoparar.com/t3499-diario-de-steve-gates
avatar
stevegates

Mensagens : 71
Data de inscrição : 12/07/2016
Idade : 26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  emoruw em 28/6/2017, 12:52

_Anonymus escreveu:Hoje acordei beeeeeeeem desanimado, e o pior é que não há nenhum motivo. Eu simplesmente acordei assim, e mal consegui fazer minhas orações diárias. Enfim, não tenho muito o que dizer à respeito, vou continuar vigiando para não cair em tentação.
No meu trabalho as coisas estão complicadas, e não que eu esteja reclamando, agradeço muito à Deus por estar empregado, mas as pessoas que trabalham comigo são bem complicadas. Passam o dia TODO reclamando da vida, das pessoas, da chefe e etc. Acho que isso tem contribuído com essa minha tristeza. O que me anima é saber que logo estarei de férias, mas ainda tenho que aguentar isso por mais alguns dias. É normal reclamarmos das coisas no nosso ambiente de trabalho, principalmente de algo que nosso chefe faz e que não gostamos, mas o dia todo? Não pode ser normal. Além disso, são pessoas que adoram ver e colocar defeitos nos outros, mas não assumem -nunca- suas responsabilidades. Todos os dias é a mesma coisa, o dia inteiro, e, infelizmente (para eles) eu não gosto desse tipo de atitude e me incomodo bastante. Passamos mais tempo aqui do que na nossa própria casa, então que tal aproveitarmos da melhor maneira possível? Cumprir as nossas obrigações devidamente e agradecer pelo que temos? A grama do vizinho é sempre melhor; porque aqui na empresa tem isso, nossa chefe é isso, a comida é isso e por aí vai longe (...). Enfim, será que existe alguma maneira que me faça ficar imune à isso? Quando entram no assunto, tento ao máximo me concentrar em outras coisas, mas mesmo assim acabo escutando e aí com o acúmulo, chego em casa com a cabeça explodindo, um cansaço mental EXTREMO; e meu trabalho nem é tão duro assim, é tranquilo.
Bem, identifiquei essa minha tristeza "aparentemente sem motivo", mas que pode ter vindo desse meu incomodo com os companheiros de trabalho que só sabem reclamar, reclamar e reclamar.
Talvez eu fosse assim anos atrás, mas mudei a minha forma de pensar, e hoje sou grato pelas coisas que tenho e não vivo mais reclamando de tudo. Além disso, essa estória de ficar se vitimizando incomoda mesmo, agora entendo a galera pensava à meu respeito quando eu chegava aqui cheio de lamentações, rs.
Então fazendo essa reflexão, percebo no quanto melhorei de alguns anos pra cá, agora tenho uma perspectiva diferente da vida, e isso me alegra muito, chegando ao ponto dessa angústia que estou sentindo se desvair ao decorrer desse meu desabafo.

estamos ai pra conversar se for o caso

_______________________________________
Meu canal no Youtube sobre vício em PMO. https://youtu.be/j-tuho2VVtU
Meu primeiro diário: 50 dias sem PMO. http://tinyurl.com/pxlec3u
Meu diário atual: http://tinyurl.com/pxgzt98
Minha página no Facebook sobre o tema: https://www.facebook.com/StopTrash

avatar
emoruw

Mensagens : 344
Data de inscrição : 23/05/2015
Idade : 26
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do _Anonymus - 23 anos

Mensagem  _Anonymus em 29/6/2017, 08:20

Pequeno Cristo escreveu:Bom dia, meu amigo. Que bom ler essa marca que você atingiu. Parabéns! Continue nessa força.

E que bom também esse amadurecimento que você mencionou, de que hoje você pode agradecer por todas as conquistas e coisas boas que estão ao seu redor, sem ficar reclamando e murmurando. Isso é algo que deve também ser comemorado. Não deixa a galera aí do seu trabalho te prejudicar, tenha paciência com os caras, lembrando que você também já teve esse defeito, mas tenta sempre abrir os olhos deles e também considera ter esses caras lá como um ponto negativo do seu trabalho, mas que não devem tirar tua gratidão, frente a todo o resto.
No demais, continue firme na oração, no reboot, na relação com a esposa. Estou muito feliz por seu desempenho, meu amigo.

Deus te abençoe!!
Oi Pequeno Cristo, obrigado por acompanhar o meu trajeto. O amadurecimento vem com o tempo, mas também devemos agir para que isso aconteça. A minha esposa mesmo sempre diz que mudei muito, e para melhor. Entretanto, tudo isso é fruto de um longo trabalho, e não foi fácil chegar até aqui. Felizmente entrarei de férias no mês de julho, e isso será benéfico, já que ficarei um longo período longe desse negativismo. Presumo que será um mês de vitórias, e ficarei feliz em compartilhar com você, quando retornar. Um grande abraço!

stevegates escreveu:
Parabéns pela sua marca irmão! E pela visita em meu diário. Eu também acordo bastante assim como você disse, desanimado sem explicação. Isso é uma das coisas que mais tem me incomodado ultimamente. Quanto aos seus colegas de trabalho é meio que inevitável a gente não estar no meio desse tipo de reclamações, o que podemos fazer é não perder nossos principios e entrar na onda deles. Também já fui um desses que reclamava de tudo, como você foi um dia e como seus colegas são agora, a melhor maneira é tentar blindar nossos pensamentos para não deixar a negatividade das outras pessoas influênciar a gente. Um bom dia para você amigo, espero que ele termine melhor do que começou hoje. Abs!
Obrigado, stevegates! Achei seu diário por acaso e resolvi deixar uma mensagem, esse apoio mútuo se mostra muito importante nessa nossa batalha, então obrigado pelo feedback. Blindar os nossos pensamentos contra o negativismo, deve ser o caminho mesmo. Já percebi que por mais que eu tente mostrar que a vida não é só reclamação, não obterei êxito, pois essas pessoas (meus companheiros de trabalho) não têm nenhum vínculo emocional comigo e assim, não me escutam quando digo algo à respeito. O negócio é não dar ouvidos, e descansar agora nas minhas férias.
Ontem meu dia terminou bem melhor, apesar de ter tido uma fissura devido ao cansaço e ao estresse, não sucumbi. Ainda estou firme, diante do meu compromisso e disposto à lutar.

emoruw escreveu:
estamos ai pra conversar se for o caso
Obrigado.

_Anonymus

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum