Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1328
Data de inscrição : 13/01/2015

Sobre efeito caçador.

em 30/8/2017, 16:56
Elizabeth,


Eu li o que seu moço postou no diário dele, também fiz algumas considerações a respeito; se quiser ler o que postei dá uma olhada no diário dele.
Quanto a se abster de sexo por "motivos religiosos" sei o que é isso, sou evangélico e por isso fiz o reboot em Hard Mode, estou me guardando para o casamento assim como vocês. Saiba que o Hard Mode é o mais recomendado em questão de efeitos positivos, porém, o mais difícil de se cumprir; ainda sim não é impossível. O que tu disse sobre ter vários rebooters que fazem sexo e mesmo assim não tem sucesso no reboot está certíssimo; o fato de alguém fazer sexo não é um definidor de sucesso no reboot. Por isso pode ficar tranquila que não é necessário vocês fazerem sexo antes do casamento apenas para tentar ajudá-lo no reboot.


Sobre o efeito caçador, é algo complicado de se entender quando não se passa por ele. Como no e-book explica, é a vontade que vem após sexo e orgasmo ou uma sessão de P; acontece que mesmo vocês não tendo chegado as vias de fato, a "pegação" que houve no domingo gerou prazer para o cérebro ainda viciado do Uzumaki, e agora ele quer outra dose de prazer, e o que ele faz para conseguir isso? Ele manda racionalizações, pensamentos induzindo-o para que faça algo que dê o mesmo prazer. As racionalizações são mesmo fortes, o que um rebooter tem a fazer é elaborar uma boa estratégia para ter o que fazer quando esses pensamentos vierem; por isso sugeri ao Uzumaki que anote as coisas em um papel ou uma planilha, assim ele saberá o que fazer.

No mais, é ter disciplina mesmo. Quanto a você, sugiro que faça algo que a relaxe, procura uma atividade que te deixe bem, assim suas tensões serão diminuídas. Vocês companheiras de viciados muitas vezes passam mais tensão que eles mesmos.



Abraço,
Luís Santos.






_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://www.comoparar.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
M.V
Moderador
Moderador
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 36

Re: Desesperança

em 30/8/2017, 18:42
Olá moça.

O Luis Santos é um dos melhores reboot que já presenciei nesse fórum, ele está no mesmo nível do Projeto, mas não estou desmerecendo os outros rebooter, jamais penso nisso, mas as histórias deles são fantásticas, então siga os conselhos dele.

Vou emitir uma breve opinião a respeito o efeito caçador dentro do reboot.

Eu tenho observado nesse tempo todo de reboot e na busca de informações sobre a sexualidade dentro do reboot o quanto é minucioso um reboot bem feito, porque isso? atribuo ao quanto é importante o fator sexualidade em nossas vidas, a sexualidade envolve uma energia capaz de gerar vida, logo ela é algo que está no topo das necessidades humanas, mas não estou dizendo que isso seja motivo para sair praticando sexo a todo momento, estou tentando explicar o quanto é sensível essa energia em nossas vidas, principalmente quando alguém é viciado em pmo, pois sabemos que isso criou verdadeiras vias neurais de descargas de dopamina  em nossos cérebro  e para reverter esse processo exige-se aplicar as técnicas corretas do reboot com muita dedicação, disciplina e sempre racionalizar que o melhor está por vir.
Logo é normal o efeito caçador para quem está no processo inicial do reboot, ou para quem não conseguiu ainda se livrar do vício em pmo, qualquer estímulo relacionado a sexualidade, mesmo que seja o próprio ato sexual em sí, ou apenas pegação ou contato real, levará a uma busca por prazer sexual, isso devido as vias neurais que foram fortemente criadas durante os anos de vícios. Então o que fazer? não existe facilidade ou milagre nesses momentos de efeito caçador, o que o rebooter deve fazer é:

- buscar imediatamente fazer uma nova atividade que estimule uma liberação de dopamina natural ( ex: fazer atividade extra net, ler o próprio e-book, eu mesmo já perdi as contas de quantas vezes lí o e-book e assisti os vídeos do Gary Wilson e toda vez que estou fazendo isso sei que é para reforçar a aprendizagem sobre como parar com o vício.

- Ser resiliente: Não existe vitória sem dor, não existe conquista sem suor, não existe resultado sem trabalho, o único lugar onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário, logo o rebooter tem que resistir custe o que custar, tomar um banho gelado nesse momento é uma boa medida de disciplina, dedicação e comprometimento com o reboot.

- Se acalmar: parece antagônico você mandar lutar e depois se acalmar, mas é isso mesmo, temos que racionalizar para acalmar o corpo e alma, os adeptos de meditação usam ela para isso, quem gosta de orar pode usar a oração para essa finalidade, quem pratica uma religião pode buscar a religião nesses momentos para acalmar a alma e o espírito, o intelecto. Dentro desse aspecto é importante que a namorada ou esposa também acalme sua alma e seu espírito, busque a paz de espírito, pois nada com stress e cobrança excessiva funciona 100% é sabido que os grandes nomes da ciência fizeram grandes descobertas em momentos de descanso, o eureka de Arquimedes é uma história que mostra isso.

Busquem o amor verdadeiro o diálogo uma religação plena ao mundo real, aplicando e vivenciando o reboot de forma real.

Abçs.

Sucesso!!!

_______________________________________
Veja Meu Diário e Histórias de Sucesso
http://www.comoparar.com/t1587-novo-tempo-nova-vida
http://www.comoparar.com/t3600-300-dias-de-reboot-novo-tempo-nova-vida


" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ...

NÃO PERMITA QUE SEU CÉREBRO PRIMITIVO LHE COMANDE E TE DEIXE EM ESTADO DE HIPOFRONTALIDADE.

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 650
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Desesperança

em 31/8/2017, 12:19
Olá Elisabeth, 

Li sua história e me comovi muito com a sua situação. Quero deixar um versículo da Bíblia para sua reflexão. No livro de Romanos 7.20 Paulo diz o seguinte: "Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim." Fazendo uma analogia, entenda esse pecado citado por Paulo como o vício em PMO. O vício é como um parasita morando dentro da pessoa, dominando a sua mente e os seus sentidos. Tudo o que a pessoa faz é em prol de saciar esse parasita (PMO). Diante disso, fica fácil perceber que a pessoa acaba vivendo em regime de escravagismo. O viciado é como um fantoche, guiado pelo vício para onde ele quiser. Nesse contexto, fica claro entender algumas atitudes que seu namorado toma que te ferem tanto. Na verdade, é o vício controlando o intelecto dele - como eu disse acima, o vício controla a mente o os sentidos do viciado.

Fique firme querida! Você não está sozinha. Sei que a sua luta é muita grande, mas você vai vencer. Pode ser que o reboot na vida do seu namoro não esteja funcionando tão bem pelo fato de ele não estar priorizando isso na vida dele. Mas pelo simples fato de ele estar tentando, mesmo de forma não tão compromissada, já mostra que ele reconhece que precisa mudar, embora ele não esteja tendo a força necessária para assumir o controle no lugar do parasita. Muitas vezes, essa força surge quando atingimos o fundo do poço, no qual a única saída é fazer o reboot corretamente. Continue o ajudando, seja paciente e compreensiva, embora isso não seja nada fácil. Enxergue que a cada queda dele, a cada desgosto seu, é uma queda e desgoto a menos nessa luta. Um dia li um livro - "A cabana" - que me fez refletir muito. Deus sabe que será necessário, por exemplo, que erremos 200 vezes para depois corrigirmos esse erro. A cada erro, Deus diz sábia e serenamente: faltam apenas x erros para ele aprender. 

Estamos contigo nessa batalha Elisabeth. Força e avante!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1328
Data de inscrição : 13/01/2015

Re: Desesperança

em 31/8/2017, 12:40
M.V escreveu:Olá moça.

O Luis Santos é um dos melhores reboot que já presenciei nesse fórum, ele está no mesmo nível do Projeto, mas não estou desmerecendo os outros rebooter, jamais penso nisso, mas as histórias deles são fantásticas, então siga os conselhos dele.

Valeu pelo elogio, grande M.V! Mas não sou isso tudo não; na minha opinião que tem o reboot no mesmo nível do Projeto é o Magrão. Esses caras foram pioneiros com esse método!






M.V escreveu:Vou emitir uma breve opinião a respeito o efeito caçador dentro do reboot.

Eu tenho observado nesse tempo todo de reboot e na busca de informações sobre a sexualidade dentro do reboot o quanto é minucioso um reboot bem feito, porque isso? atribuo ao quanto é importante o fator sexualidade em nossas vidas, a sexualidade envolve uma energia capaz de gerar vida, logo ela é algo que está no topo das necessidades humanas, mas não estou dizendo que isso seja motivo para sair praticando sexo a todo momento, estou tentando explicar o quanto é sensível essa energia em nossas vidas, principalmente quando alguém é viciado em pmo, pois sabemos que isso criou verdadeiras vias neurais de descargas de dopamina  em nossos cérebro  e para reverter esse processo exige-se aplicar as técnicas corretas do reboot com muita dedicação, disciplina e sempre racionalizar que o melhor está por vir.
Logo é normal o efeito caçador para quem está no processo inicial do reboot, ou para quem não conseguiu ainda se livrar do vício em pmo, qualquer estímulo relacionado a sexualidade, mesmo que seja o próprio ato sexual em sí, ou apenas pegação ou contato real, levará a uma busca por prazer sexual, isso devido as vias neurais que foram fortemente criadas durante os anos de vícios. Então o que fazer? não existe facilidade ou milagre nesses momentos de efeito caçador, o que o rebooter deve fazer é:

- buscar imediatamente fazer uma nova atividade que estimule uma liberação de dopamina natural ( ex: fazer atividade extra net, ler o próprio e-book, eu mesmo já perdi as contas de quantas vezes lí o e-book e assisti os vídeos do Gary Wilson e toda vez que estou fazendo isso sei que é para reforçar a aprendizagem sobre como parar com o vício.

- Ser resiliente: Não existe vitória sem dor, não existe conquista sem suor, não existe resultado sem trabalho, o único lugar onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário, logo o rebooter tem que resistir custe o que custar, tomar um banho gelado nesse momento é uma boa medida de disciplina, dedicação e comprometimento com o reboot.

- Se acalmar: parece antagônico você mandar lutar e depois se acalmar, mas é isso mesmo, temos que racionalizar para acalmar o corpo e alma, os adeptos de meditação usam ela para isso, quem gosta de orar pode usar a oração para essa finalidade, quem pratica uma religião pode buscar a religião nesses momentos para acalmar a alma e o espírito, o intelecto. Dentro desse aspecto é importante que a namorada ou esposa também acalme sua alma e seu espírito, busque a paz de espírito, pois nada com stress e cobrança excessiva funciona 100% é sabido que os grandes nomes da ciência fizeram grandes descobertas em momentos de descanso, o eureka de Arquimedes é uma história que mostra isso.

Busquem o amor verdadeiro o diálogo uma religação plena ao mundo real, aplicando e vivenciando o reboot de forma real.

Abçs.

Sucesso!!!


Elizabeth,

Concordo com tudo que o M.V falou, tudo mesmo!

Quero apenas te lembrar do lado espiritual, como você e Uzumaki são católicos, em relação ao que irei dizer tenho certeza que vocês concordarão comigo: nossa natureza humana está contaminada pelo pecado, logo estamos inclinados a fazer aquilo que é errado aos olhos do Senhor; por isso a pornografia é forte na mente do viciado. Por isso que no diário de seu moço aconselhei que separasse momentos de leitura da bíblia e oração, ou reza como vocês chamam, afinal precisamos estar espiritualmente fortalecidos em Jesus Cristo. Como o M.V muito bem disse acima: o reboot para ter sucesso deve ser algo minucioso.



Abraço!


_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://www.comoparar.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 1/9/2017, 21:30
Luis Santos escreveu:Elizabeth,


Eu li o que seu moço postou no diário dele, também fiz algumas considerações a respeito; se quiser ler o que postei dá uma olhada no diário dele.
Quanto a se abster de sexo por "motivos religiosos" sei o que é isso, sou evangélico e por isso fiz o reboot em Hard Mode, estou me guardando para o casamento assim como vocês.  Saiba que o Hard Mode é o mais recomendado em questão de efeitos positivos, porém,  o mais difícil de se cumprir; ainda sim não é impossível. O que tu disse sobre ter vários rebooters que fazem sexo e mesmo assim não tem sucesso no reboot está certíssimo; o fato de alguém fazer sexo não é um definidor de sucesso no reboot. Por isso pode ficar tranquila que não é necessário vocês fazerem sexo antes do casamento apenas para tentar ajudá-lo no reboot.

Luis Santos escreveu:
Quero apenas te lembrar do lado espiritual, como você e Uzumaki são católicos, em relação ao que irei dizer tenho certeza que vocês concordarão comigo:  nossa natureza humana está contaminada pelo pecado, logo estamos inclinados a fazer aquilo que é errado aos olhos do Senhor; por isso a pornografia é forte na mente do viciado. Por isso que no diário de seu moço aconselhei que separasse momentos de leitura da bíblia e oração, ou reza como vocês chamam, afinal precisamos estar espiritualmente fortalecidos em Jesus Cristo


Caro Luís,

Obrigada por partilhar isso, realmente me fez bem saber que alguém já venceu vivendo assim...  Sim, somos inclinados ao mal, mas podemos fazer o bem, não sozinhos, mas com a ajuda de Nosso Redentor nada é impossível! Eu acredito que a beleza feminina foi criada para levar o homem a Deus, mas, infelizmente com o pecado, o corpo da mulher se torna um objeto de prazer, um fim, e não um meio.

Bem, eu e o Uzumaki oramos/rezamos juntos. Confesso que é algo a ser melhorado, nosso relacionamento está bem fragilizado e não tenho tido forças para insistir para ele fazer o que quer que seja comigo.

Eu não acesso o diário dele, por isso não vi sua msg lá. Foi uma decisão que tomamos para que ele pudesse ter todo o suporte possível na luta contra pmo.

Ele se comprometeu a me contar os problemas mais sérios e constantes com garotas, fantasias, efeito caçador, e claro, todas as quedas, com p ou mo.  E eu prometi que não leria o diário dele, assim ele pode detalhar e falar mais abertamente sem medo de me machucar sobre o q tiver rolando de ruim, pedindo ajuda.

Ahh vale lembrar que ele pode ler meu diário, mas acho q ele não sente muita vontade...


Luis Santos escreveu:
Sobre o efeito caçador,  é algo complicado de se entender quando não se passa por ele. Como no e-book explica, é a vontade que vem após sexo e orgasmo ou uma sessão de P; acontece que mesmo vocês não tendo chegado as vias de fato, a "pegação" que houve no domingo gerou prazer para o cérebro ainda viciado do Uzumaki, e agora ele quer outra dose de prazer, e o que ele faz para conseguir isso? Ele manda racionalizações, pensamentos induzindo-o para que faça algo que dê o mesmo prazer. As racionalizações são mesmo fortes, o que um rebooter tem a fazer é elaborar uma boa estratégia para ter o que fazer quando esses pensamentos vierem; por isso sugeri ao Uzumaki que anote as coisas em um papel ou uma planilha, assim ele saberá o que fazer.

Acho que entendi um pouco mais. Não é nada bom, nem feliz, bate um receio de uma queda por causa dessa droga do efeito caçador. Mas é como vc e o M.V falaram: cuidados e disciplina.

O que você falou me deixou encucada com outra coisa, o Uzumaki vive reclamando que é mais difícil controlar as fantasias e os olhares após virar noite jogando no xbox, ele usava isso como justificativa. O efeito caçador serve para qualquer coisa que gere prazer para o cérebro, não necessariamente algo ligado a sexualidade? Jogar muito poderia levar a esse efeito? Ou isso é alguma treta da mente viciada dele para ele vacilar?

Luis Santos escreveu:
No mais, é ter disciplina mesmo. Quanto a você, sugiro que faça algo que a relaxe, procura uma atividade que te deixe bem, assim suas tensões serão diminuídas. Vocês companheiras de viciados muitas vezes passam mais tensão que eles mesmos.

Ouch, eu preciso relaxar, mas isso tem sido um verdadeiro desafio, desde a última queda dele eu não consigo me sentir ok com nosso namoro, não consigo desacelerar e ficar tranquila... Parece que está tudo meio torto, sabe?

Valeu por reforçar! Estou tentando tirar mais tempo ao longo do dia para oração e me empolgar mais com  meus estudos... Quero cuidar mesmo melhor disso!


M.V escreveu:
Eu tenho observado nesse tempo todo de reboot e na busca de informações sobre a sexualidade dentro do reboot o quanto é minucioso um reboot bem feito, porque isso? atribuo ao quanto é importante o fator sexualidade em nossas vidas, a sexualidade envolve uma energia capaz de gerar vida, logo ela é algo que está no topo das necessidades humanas, mas não estou dizendo que isso seja motivo para sair praticando sexo a todo momento, estou tentando explicar o quanto é sensível essa energia em nossas vidas, principalmente quando alguém é viciado em pmo, pois sabemos que isso criou verdadeiras vias neurais de descargas de dopamina  em nossos cérebro  e para reverter esse processo exige-se aplicar as técnicas corretas do reboot com muita dedicação, disciplina e sempre racionalizar que o melhor está por vir.
Logo é normal o efeito caçador para quem está no processo inicial do reboot, ou para quem não conseguiu ainda se livrar do vício em pmo, qualquer estímulo relacionado a sexualidade, mesmo que seja o próprio ato sexual em sí, ou apenas pegação ou contato real, levará a uma busca por prazer sexual, isso devido as vias neurais que foram fortemente criadas durante os anos de vícios. Então o que fazer? não existe facilidade ou milagre nesses momentos de efeito caçador, o que o rebooter deve fazer é:

- buscar imediatamente fazer uma nova atividade que estimule uma liberação de dopamina natural ( ex: fazer atividade extra net, ler o próprio e-book, eu mesmo já perdi as contas de quantas vezes lí o e-book e assisti os vídeos do Gary Wilson e toda vez que estou fazendo isso sei que é para reforçar a aprendizagem sobre como parar com o vício.

- Ser resiliente: Não existe vitória sem dor, não existe conquista sem suor, não existe resultado sem trabalho, o único lugar onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário, logo o rebooter tem que resistir custe o que custar, tomar um banho gelado nesse momento é uma boa medida de disciplina, dedicação e comprometimento com o reboot.

- Se acalmar: parece antagônico você mandar lutar e depois se acalmar, mas é isso mesmo, temos que racionalizar para acalmar o corpo e alma, os adeptos de meditação usam ela para isso, quem gosta de orar pode usar a oração para essa finalidade, quem pratica uma religião pode buscar a religião nesses momentos para acalmar a alma e o espírito, o intelecto. Dentro desse aspecto é importante que a namorada ou esposa também acalme sua alma e seu espírito, busque a paz de espírito, pois nada com stress e cobrança excessiva funciona 100% é sabido que os grandes nomes da ciência fizeram grandes descobertas em momentos de descanso, o eureka de Arquimedes é uma história que mostra isso.

Busquem o amor verdadeiro o diálogo uma religação plena ao mundo real, aplicando e vivenciando o reboot de forma real.

Abçs.

Sucesso!!!

Luis Santos escreveu:
Como o M.V muito bem disse acima: o reboot para ter sucesso deve ser algo minucioso.


Caro M.V,

Muito obrigada pelos pontos colocados! Você e o Luís esclareceram muita coisa para mim! Conversei com meu namorado e mostrei as mensagens para ele.  Aii, queria tanto que conhecimento dele se traduzisse em ações imediatas e melhorias... Mas não é mágica! Ouvir que ele está tendo problemas com efeito caçador não é fácil, nem feliz... Dá um desânimo, fico tentando focar nas vantagens: "veja ele está contando, está determinado a mudar tal coisa para melhorar, olha, ele fez isso tentando melhorar, olha... " Mas mesmo assim, ainda machuca e irrita...

Sim, prezados, eu sei que não é simples, nem fácil assim, eu entendi em minha cabecinha o mecanismo do efeito caçador, mas ainda tenho um coração que se frustra com tudo isso. Um coração um pouco cansado também...

Estou tentando cobrar menos ele, diminuir o meu estresse, é difícil. Tem hora que o medo me perturba muito. Semana que vem quero mudar os dias da ginástica localizada, de modo que farei exercícios físicos todos os dias. Já percebi que me chateio menos com ele quando vou para aula antes de conversar sobre os problemas que ele está tendo...

É como você falou a nossa sexualidade é algo muito forte e intenso. Lembro que em uma palestra sobre sexualidade, a moça falava da força que a energia sexual tem e o quanto afeta nossa vida. Ela dizia que uma vida sexual bem cuidada proporciona alegria e paz, e até mesmo nos aproxima de Deus. Mas se não soubermos lidar com toda a potência dessa energia podemos fazer a vida virar um inferno, uma escravidão perversa dos instintos sexuais. Quando leio os relatos do fórum sempre lembro dessa fala dela. Vício em pmo é uma escravidão...

Enfim, desculpe a mensagem longa, obrigada pelas informações, apesar de estar choramigando muito, eu entendi o que vocês pontuaram sobre o efeito caçador, me ajudou a tentar olhar com mais paciência para o estado do meu namorado, obrigada!!!

Com carinho e imensa gratidão,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1328
Data de inscrição : 13/01/2015

Re: Desesperança

em 2/9/2017, 09:03
Elizabeth de Cássia escreveu:



Caro Luís,

Obrigada por partilhar isso, realmente me fez bem saber que alguém já venceu vivendo assim...  Sim, somos inclinados ao mal, mas podemos fazer o bem, não sozinhos, mas com a ajuda de Nosso Redentor nada é impossível!


Por nada, fico feliz em saber que estou ajudando vocês dois.



Elizabeth de Cássia escreveu:Eu acredito que a beleza feminina foi criada para levar o homem a Deus, mas, infelizmente com o pecado, o corpo da mulher se torna um objeto de prazer, um fim, e não um meio.

Concordo com você. O relacionamento de homem e mulher quando acontece da forma que Deus planejou além de nos fazer bem, é uma forma de adorá-lo; pois estamos obedecendo a algo que o Senhor criou. O diabo é sujo, ele sempre tenta fazer com que o homem se afaste de Deus, sobre a sexualidade ele usou também a pornografia, pois com esse artifício além de nos prejudicarmos estamos pecando contra Deus.



Elizabeth de Cássia escreveu:Bem, eu e o Uzumaki oramos/rezamos juntos. Confesso que é algo a ser melhorado, nosso relacionamento está bem fragilizado e não tenho tido forças para insistir para ele fazer o que quer que seja comigo.

Elizabeth, nosso corpo contaminado pelo pecado sempre vai nos inclinar para não fazermos as coisas de Deus; já percebeu como é mais fácil assistir um filme do que orar e ler a Bíblia? Por isso temos que ter em mente que estamos em uma batalha, quando formos orar devemos pensar que vamos guerrear, guerrear contra nossa carne, para isso temos a força do Espírito Santo. Mesmo que não esteja com vontade ou sem ânimo aconselho que chame seu Uzumaki para orar contigo, continuem sempre com essa prática, com o tempo vocês perceberão que estarão espiritualmente fortalecidos.

Quero deixar um versículo bíblico que falou comigo esses dias:

Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. 2 Timóteo 2:3

Quando você pensar em orar e não der vontade lembre-se deste versículo.





Elizabeth de Cássia escreveu:Eu não acesso o diário dele, por isso não vi sua msg lá. Foi uma decisão que tomamos para que ele pudesse ter todo o suporte possível na luta contra pmo.

Ele se comprometeu a me contar os problemas mais sérios e constantes com garotas, fantasias, efeito caçador, e claro, todas as quedas, com p ou mo.  E eu prometi que não leria o diário dele, assim ele pode detalhar e falar mais abertamente sem medo de me machucar sobre o q tiver rolando de ruim, pedindo ajuda.

Ahh vale lembrar que ele pode ler meu diário, mas acho q ele não sente muita vontade...

Entendi.





Elizabeth de Cássia escreveu:Acho que entendi um pouco mais. Não é nada bom, nem feliz, bate um receio de uma queda por causa dessa droga do efeito caçador. Mas é como vc e o M.V falaram: cuidados e disciplina.

O que você falou me deixou encucada com outra coisa, o Uzumaki vive reclamando que é mais difícil controlar as fantasias e os olhares após virar noite jogando no xbox, ele usava isso como justificativa. O efeito caçador serve para qualquer coisa que gere prazer para o cérebro, não necessariamente algo ligado a sexualidade? Jogar muito poderia levar a esse efeito? Ou isso é alguma treta da mente viciada dele para ele vacilar?


Acredito que seja as duas coisas, rs. Vou tentar explicar: a mente dele viciada sente um prazer parecido com a pornografia quando ela joga, ao sentir isso ela leva racionalizações e tenta induzi-lo a ir consumir P, a olhar mulheres na rua, etc... Penso que o cérebro viciado dele faz de tudo para ele voltar a P, quando acha a brecha dos jogos lança as racionalizações...

Obs: já falei para ele largar os jogos.


Elizabeth de Cássia escreveu:

Luis Santos escreveu:
No mais, é ter disciplina mesmo. Quanto a você, sugiro que faça algo que a relaxe, procura uma atividade que te deixe bem, assim suas tensões serão diminuídas. Vocês companheiras de viciados muitas vezes passam mais tensão que eles mesmos.

Ouch, eu preciso relaxar, mas isso tem sido um verdadeiro desafio, desde a última queda dele eu não consigo me sentir ok com nosso namoro, não consigo desacelerar e ficar tranquila... Parece que está tudo meio torto, sabe?

Valeu por reforçar! Estou tentando tirar mais tempo ao longo do dia para oração e me empolgar mais com  meus estudos... Quero cuidar mesmo melhor disso!


Entendo sim. Ponha isso como uma meta sua, assim você consegue cumpri-la e fica bem.






Elizabeth de Cássia escreveu:Muito obrigada pelos pontos colocados! Você e o Luís esclareceram muita coisa para mim! Conversei com meu namorado e mostrei as mensagens para ele.  Aii, queria tanto que conhecimento dele se traduzisse em ações imediatas e melhorias... Mas não é mágica! Ouvir que ele está tendo problemas com efeito caçador não é fácil, nem feliz... Dá um desânimo, fico tentando focar nas vantagens: "veja ele está contando, está determinado a mudar tal coisa para melhorar, olha, ele fez isso tentando melhorar, olha... " Mas mesmo assim, ainda machuca e irrita...

Sim, prezados, eu sei que não é simples, nem fácil assim, eu entendi em minha cabecinha o mecanismo do efeito caçador, mas ainda tenho um coração que se frustra com tudo isso. Um coração um pouco cansado também...

Estou tentando cobrar menos ele, diminuir o meu estresse, é difícil. Tem hora que o medo me perturba muito. Semana que vem quero mudar os dias da ginástica localizada, de modo que farei exercícios físicos todos os dias. Já percebi que me chateio menos com ele quando vou para aula antes de conversar sobre os problemas que ele está tendo...

É como você falou a nossa sexualidade é algo muito forte e intenso. Lembro que em uma palestra sobre sexualidade, a moça falava da força que a energia sexual tem e o quanto afeta nossa vida. Ela dizia que uma vida sexual bem cuidada proporciona alegria e paz, e até mesmo nos aproxima de Deus. Mas se não soubermos lidar com toda a potência dessa energia podemos fazer a vida virar um inferno, uma escravidão perversa dos instintos sexuais. Quando leio os relatos do fórum sempre lembro dessa fala dela. Vício em pmo é uma escravidão...

Enfim, desculpe a mensagem longa, obrigada pelas informações, apesar de estar choramigando muito, eu entendi o que vocês pontuaram sobre o efeito caçador, me ajudou a tentar olhar com mais paciência para o estado do meu namorado, obrigada!!!

Com carinho e imensa gratidão,

Beth


A ideia da ginástica é muito boa!

Olha, se isso te anima pense que quando Uzumaki se libertar do vício você terá um homem ao seu lado. Eu tenho uma namorada que se eu a conhecesse quando estava viciado com certeza não seria tão apaixonado por ela quanto sou, também não olharia da forma que a olho. Não moramos na mesma cidade, ela mora em uma cidade bem próxima e todo fim de semana nos vemos; acontece que esse fim de semana não iremos nos ver; ela está em uma viagem da faculdade e mesmo sabendo que no próximo fim de semana irei vê-la o fato de hoje não estar com ela me deixa com uma saudade imensa e um pouco de tristeza também. Quando penso nela é só nas qualidades: jeito, sorriso, a fala... sem uma conotação sexual maldosa. Enfim, falei demais.... até o que não devia, foi mal, rs... Embarassed




Abraço, bom fim de semana.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://www.comoparar.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Desesperança

em 5/9/2017, 09:40
Olá minha querida Beth, espero que você esteja bem e que seu coração esteja em paz.
Passei uns tempinhos chateada, mas passou...tudo passa e como descobrimos que podemos ser fortes.
Não suma, manda notícias.
Abraços carinhosos,
esposa esperançosa
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 5/9/2017, 20:32
Rapha Sanz escreveu:Olá Elisabeth, 

Li sua história e me comovi muito com a sua situação. Quero deixar um versículo da Bíblia para sua reflexão. No livro de Romanos 7.20 Paulo diz o seguinte: "Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim." Fazendo uma analogia, entenda esse pecado citado por Paulo como o vício em PMO. O vício é como um parasita morando dentro da pessoa, dominando a sua mente e os seus sentidos. Tudo o que a pessoa faz é em prol de saciar esse parasita (PMO). Diante disso, fica fácil perceber que a pessoa acaba vivendo em regime de escravagismo. O viciado é como um fantoche, guiado pelo vício para onde ele quiser. Nesse contexto, fica claro entender algumas atitudes que seu namorado toma que te ferem tanto. Na verdade, é o vício controlando o intelecto dele - como eu disse acima, o vício controla a mente o os sentidos do viciado.

Fique firme querida! Você não está sozinha. Sei que a sua luta é muita grande, mas você vai vencer. Pode ser que o reboot na vida do seu namoro não esteja funcionando tão bem pelo fato de ele não estar priorizando isso na vida dele. Mas pelo simples fato de ele estar tentando, mesmo de forma não tão compromissada, já mostra que ele reconhece que precisa mudar, embora ele não esteja tendo a força necessária para assumir o controle no lugar do parasita. Muitas vezes, essa força surge quando atingimos o fundo do poço, no qual a única saída é fazer o reboot corretamente. Continue o ajudando, seja paciente e compreensiva, embora isso não seja nada fácil. Enxergue que a cada queda dele, a cada desgosto seu, é uma queda e desgoto a menos nessa luta. Um dia li um livro - "A cabana" - que me fez refletir muito. Deus sabe que será necessário, por exemplo, que erremos 200 vezes para depois corrigirmos esse erro. A cada erro, Deus diz sábia e serenamente: faltam apenas x erros para ele aprender. 

Estamos contigo nessa batalha Elisabeth. Força e avante!

Prezado,

Agradeço o apoio e a sua visita ao meu diário.

Ahh essa passagem.. é possível entender muito do coração humano a partir dela. Mas também é preciso ir além, nosso corpo não é mal, e por Cristo e com Cristo é possível vencer a tendência que todos nós temos para o mal. Obrigada por ter me recordado dela...

Entretanto, meu coração ficou agitado com algo que você falou, e até mesmo preocupado. A forma como você falou sobre ser fantoche do vício parece meio perigosa para alguém que está fazendo o reboot. Meu amigo, perdoe-me caso eu tenha entendido errado, mas parece que você considera que são necessárias algum número de quedas para que se possa vencer o vício de forma definitiva. Eu não consigo aceitar essa ideia muito bem, e temo que essa linha de pensamento possa fazer mal a sua luta contra pmo.

Eu realmente acredito que cada rebooter aqui, uma vez conhecendo o ebook e seguindo todas as instruções do livro com seriedade, tem capacidade de se livrar do vício com o menor número de quedas possíveis. Talvez ainda sofra com quedas em meio a ajustes iniciais, ou por algum descuido, mas jamais por precisar cair para aprender algo. E o fórum é um espaço que potencializa o ebook por permitir que outros auxiliem você a ver os vacilos que está cometendo antes que você caia.

Sendo assim, eu acredito que a última queda que cada rebooter teve pode ser a última queda da vida dele. Deus nos fez livre, Ele está do nosso lado para dar forças necessárias para vencer o vício hoje ou daqui um ano, quem escolhe é a gente, mas sempre é possível. Em nossa vida, nós que escolhemos, as vezes sem saber direito o que estamos fazendo, mas a escolha sempre é nossa. Ele não tira nossa liberdade, mesmo que Ele saiba que seguindo por aquele caminho eu vá me machucar mais... Os instrumentos para vencer e fazer diferente estão aqui, o ebook, o fórum, os bloqueadores, basta ir a luta... Porque é preciso tomar posse da liberdade que temos para viver uma vida digna!!!

Não quero iniciar nenhuma discussão religiosa, peço desculpas se pareceu isso, apenas fiquei realmente preocupada com a forma que você relacionou quedas e vitória do vício. Sei que posso estar errada, espero não chatear a ti. Escrevi com o sincero desejo de alertar, temo que uma visão de que quedas são necessárias possa acabar dificultando a sua luta...

Com as melhores intenções e desejos de força para ti,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Rodrigo Alves
Mensagens : 167
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 18

Re: Desesperança

em 5/9/2017, 20:39
Boa noite Elizabeth, tudo bem?. Eu nunca escrevi nada no seu diário, pois me acho meio inexperiente nesse assunto de relacionamento nunca tive nenhuma namorada. Eu queria desejar forças para vc e o seu namorado(Uzumaki) para continuarem firmes e fortes nessa luta. Estou acompanhando vcs como um espectador , mas sempre apoiando e desejando o melhor. Até a próxima beth Very Happy .

_______________________________________




Diário Superação: http://www.comoparar.com/t5519-diario-superacao
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 650
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Desesperança

em 8/9/2017, 13:01
Elizabeth de Cássia escreveu:Prezado,

Agradeço o apoio e a sua visita ao meu diário.

Ahh essa passagem.. é possível entender muito do coração humano a partir dela. Mas também é preciso ir além, nosso corpo não é mal, e por Cristo e com Cristo é possível vencer a tendência que todos nós temos para o mal. Obrigada por ter me recordado dela...
Concordo plenamente com você. Mas em nenhum momento eu disse ou quis dizer que o nosso corpo é mal.

Elizabeth de Cássia escreveu:Entretanto, meu coração ficou agitado com algo que você falou, e até mesmo preocupado. A forma como você falou sobre ser fantoche do vício parece meio perigosa para alguém que está fazendo o reboot. Meu amigo, perdoe-me caso eu tenha entendido errado, mas parece que você considera que são necessárias algum número de quedas para que se possa vencer o vício de forma definitiva. Eu não consigo aceitar essa ideia muito bem, e temo que essa linha de pensamento possa fazer mal a sua luta contra pmo.
Acho que você entendeu errado essa minha explanação. Aqueles que colocam o reboot como prioridade em suas vidas, certamente vão obter êxito no experimento, fazendo-o ser o reboot definitivo. Em nenhum momento eu falei que são necessárias inúmeras quedas para vencer o vício. Você havia relatado que seu namorado estava tendo alguma recaídas e eu disse que, talvez, isso estava ocorrendo pelo fato de ele não estar priorizando o reboot na vida dele ainda. Ainda, sobre a questão do fantoche, somente um sentimento de revolta, repulsa contra a situação viciante que estamos vivendo pode fazer com que passemos a reassumir os comandos de nosso cérebro, libertando-nos do escravagismo "fantochesco".


Elizabeth de Cássia escreveu:Eu realmente acredito que cada rebooter aqui, uma vez conhecendo o ebook e seguindo todas as instruções do livro com seriedade, tem capacidade de se livrar do vício com o menor número de quedas possíveis. Talvez ainda sofra com quedas em meio a ajustes iniciais, ou por algum descuido, mas jamais por precisar cair para aprender algo. E o fórum é um espaço que potencializa o ebook por permitir que outros auxiliem você a ver os vacilos que está cometendo antes que você caia. .
Acredito que já deixei claro essa questão acima.


Elizabeth de Cássia escreveu:Sendo assim, eu acredito que a última queda que cada rebooter teve pode ser a última queda da vida dele. Deus nos fez livre, Ele está do nosso lado para dar forças necessárias para vencer o vício hoje ou daqui um ano, quem escolhe é a gente, mas sempre é possível. Em nossa vida, nós que escolhemos, as vezes sem saber direito o que estamos fazendo, mas a escolha sempre é nossa. Ele não tira nossa liberdade, mesmo que Ele saiba que seguindo por aquele caminho eu vá me machucar mais... Os instrumentos para vencer e fazer diferente estão aqui, o ebook, o fórum, os bloqueadores, basta ir a luta... Porque é preciso tomar posse da liberdade que temos para viver uma vida digna!!!
Sim. Em nenhum momento eu disse o contrário disso. Maiores detalhes na explicação 2.

Elizabeth de Cássia escreveu:Não quero iniciar nenhuma discussão religiosa, peço desculpas se pareceu isso, apenas fiquei realmente preocupada com a forma que você relacionou quedas e vitória do vício. Sei que posso estar errada, espero não chatear a ti. Escrevi com o sincero desejo de alertar, temo que uma visão de que quedas são necessárias possa acabar dificultando a sua luta...
Agradeço a sua preocupação. Mas fique tranquila, foi só uma interpretação errônea sua. Maiores detalhes na explicação 2.


Um forte abraço Elizabeth,
Sucesso para você e seu namorado.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 9/9/2017, 08:12
Rapha Sanz escreveu:
Elizabeth de Cássia escreveu:Prezado,

Agradeço o apoio e a sua visita ao meu diário.

Ahh essa passagem.. é possível entender muito do coração humano a partir dela. Mas também é preciso ir além, nosso corpo não é mal, e por Cristo e com Cristo é possível vencer a tendência que todos nós temos para o mal. Obrigada por ter me recordado dela...
Concordo plenamente com você. Mas em nenhum momento eu disse ou quis dizer que o nosso corpo é mal.

Elizabeth de Cássia escreveu:Entretanto, meu coração ficou agitado com algo que você falou, e até mesmo preocupado. A forma como você falou sobre ser fantoche do vício parece meio perigosa para alguém que está fazendo o reboot. Meu amigo, perdoe-me caso eu tenha entendido errado, mas parece que você considera que são necessárias algum número de quedas para que se possa vencer o vício de forma definitiva. Eu não consigo aceitar essa ideia muito bem, e temo que essa linha de pensamento possa fazer mal a sua luta contra pmo.
Acho que você entendeu errado essa minha explanação. Aqueles que colocam o reboot como prioridade em suas vidas, certamente vão obter êxito no experimento, fazendo-o ser o reboot definitivo. Em nenhum momento eu falei que são necessárias inúmeras quedas para vencer o vício. Você havia relatado que seu namorado estava tendo alguma recaídas e eu disse que, talvez, isso estava ocorrendo pelo fato de ele não estar priorizando o reboot na vida dele ainda. Ainda, sobre a questão do fantoche, somente um sentimento de revolta, repulsa contra a situação viciante que estamos vivendo pode fazer com que passemos a reassumir os comandos de nosso cérebro, libertando-nos do escravagismo "fantochesco".


Elizabeth de Cássia escreveu:Eu realmente acredito que cada rebooter aqui, uma vez conhecendo o ebook e seguindo todas as instruções do livro com seriedade, tem capacidade de se livrar do vício com o menor número de quedas possíveis. Talvez ainda sofra com quedas em meio a ajustes iniciais, ou por algum descuido, mas jamais por precisar cair para aprender algo. E o fórum é um espaço que potencializa o ebook por permitir que outros auxiliem você a ver os vacilos que está cometendo antes que você caia. .
Acredito que já deixei claro essa questão acima.


Elizabeth de Cássia escreveu:Sendo assim, eu acredito que a última queda que cada rebooter teve pode ser a última queda da vida dele. Deus nos fez livre, Ele está do nosso lado para dar forças necessárias para vencer o vício hoje ou daqui um ano, quem escolhe é a gente, mas sempre é possível. Em nossa vida, nós que escolhemos, as vezes sem saber direito o que estamos fazendo, mas a escolha sempre é nossa. Ele não tira nossa liberdade, mesmo que Ele saiba que seguindo por aquele caminho eu vá me machucar mais... Os instrumentos para vencer e fazer diferente estão aqui, o ebook, o fórum, os bloqueadores, basta ir a luta... Porque é preciso tomar posse da liberdade que temos para viver uma vida digna!!!
Sim. Em nenhum momento eu disse o contrário disso. Maiores detalhes na explicação 2.

Elizabeth de Cássia escreveu:Não quero iniciar nenhuma discussão religiosa, peço desculpas se pareceu isso, apenas fiquei realmente preocupada com a forma que você relacionou quedas e vitória do vício. Sei que posso estar errada, espero não chatear a ti. Escrevi com o sincero desejo de alertar, temo que uma visão de que quedas são necessárias possa acabar dificultando a sua luta...
Agradeço a sua preocupação. Mas fique tranquila, foi só uma interpretação errônea sua. Maiores detalhes na explicação 2.


Um forte abraço Elizabeth,
Sucesso para você e seu namorado.


Fico feliz por ter sido apenas um erro meu!

Desculpe-me por isso...

Muito sucesso e força para ti !!!!  

Smile

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 11/9/2017, 22:31
Luis Santos escreveu:
Elizabeth, nosso corpo contaminado pelo pecado sempre vai nos inclinar para não fazermos as coisas de Deus; já percebeu como é mais fácil assistir um filme do que orar e ler a Bíblia? Por isso temos que ter em mente que estamos em uma batalha, quando formos orar devemos pensar que vamos guerrear, guerrear contra nossa carne, para isso temos a força do Espírito Santo. Mesmo que não esteja com vontade ou sem ânimo aconselho que chame seu Uzumaki para orar contigo, continuem sempre com essa prática, com o tempo vocês perceberão que estarão espiritualmente fortalecidos.

Quero deixar um versículo bíblico que falou comigo esses dias:

Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. 2 Timóteo 2:3

Quando você pensar em orar e não der vontade lembre-se deste versículo.

Ahhh, meu caro Luís,

Como meu coração sangra hoje ao reler essa sua postagem. De quarta para cá me surpreendi com o quanto que  a falta de oração de  nós dois juntos fez para o nosso namoro. Cuidar da minha vida de oração sozinha não é suficiente, estava me iludindo continuamente nisso.

Hoje já conseguimos fazer diferente, tivemos momentos de oração juntos um pouco pela manhã e a tarde  Smile

Eu ainda estou machucada e triste com tudo que tem acontecido entre eu e o meu caro Uzumaki.

Eu nunca havia visto ele em uma crise de fissura pessoalmente, eu nunca havia lidado com ele tão mal consigo mesmo e tão indiferente a mim, ao meus sentimentos e ao nosso namoro.

Eu sei que o prazer sexual usado como remédio para a frustração e para a dor é consequência de toda a história dele com pmo em momentos de desespero.

Eu falhei terrivelmente com meu namorado quarta a noite. Eu não estava ciente do quão fragilizado ele ficaria após a conversa sobre pmo. Ele realmente ficou sensível e acabamos levando isso para carícias e isso não ajudou em nada no resto da noite...  

Passamos dos limites em termos de carícias logo após a conversa sobre pmo, mas paramos. Começamos a conversar, comemos e depois acabei adormecendo no sofá do lado dele, quando acordamos ele estava transtornado, nada que eu fizesse parecia alcançar seu coração. Acredito que por pmo ser algo tão doloroso na história dele para se proteger ele fecha o coração e se torna um pouco frio e indiferente...

Eu não consegui reagir para ajudá-lo enquanto ele estava cada vez mais desesperado. Eu n sei como teria sido a noite se eu n estivesse com ele. Fico pensando se ele conseguiria se acalmar só jogando ou se teria recorrido a p ou a masturbação. Eu realmente ainda estou assustada com o estado que ele ficou. Estou muito triste pq eu fui muito incompetente, não o ajudei. Depois de muito relutar, acabei permitindo q ele usasse meu corpo para se acalmar, o que não ajuda em nada o reboot dele, já que reforça o msm padrão: desespero - prazer sexual...  

Por mais que eu já esteja lidando com o vício dele há algum tempo, acho que eu nunca tinha reconhecido tão claramente o quanto ele ainda é dependente disso. De estar triste, chateado ou frustrado e querer desesperadamente se aliviar com carícias ou qualquer outra coisa que dê algum nível de prazer sexual para ele.  O que aconteceria se eu n estivesse lá ? Estou machucada e com medo de todas as consequências de tudo que tem acontecido sobre o reboot dele...

Mesmo após o caos de quarta-feira, o Uzumaki tem estado mais sereno que eu. Ele parece determinado a cuidar para não ter problemas sérios com efeito caçador dessa vez. De quarta para cá ele tem tentado me acalmar e tem sido razoavelmente cuidadoso, ao menos parece estar sendo...

Para agravar mais a nossa situação, ontem, eu acabei explodindo com ele em um momento muuuuito inapropriado porque fiquei irritada por algumas coisas no relacionamento dele com a mãe dele. Ficamos os dois chateados depois disso.

Olhando para minha reação de ontem me pergunto o quanto eu culpo a mãe dele pelos problemas dele com pmo... Sei que não é exclusivamente responsabilidade dela, mas penso que ela poderia ter ajudado antes e hoje, se ela ao menos enxergasse como o filho dela realmente tem vivido... Ao mesmo tempo, reconheço minha tolice em seguir essa linha de pensamento, já que eu mesma tenho falhado continuamente em ajudar ele na luta contra pmo...

Conclusão que tiro dessa situação desconfortável é:  preciso melhorar muito como pessoa e ser menos impulsiva e egoísta, já é difícil o suficiente lidar com o reboot do meu namorado sem ter problemas com a família dele... Estou profundamente arrependida e triste por ter perdido a paciência... Ahh e claro, preciso aprender a lidar com ele desesperado também...

Minha ausência no fórum é fruto da minha dor e tristeza nos últimos dias, eu acho que nunca vou esquecer o olhar distante e o desespero do meu namorado na noite de quarta, a falta de ânimo e a indiferença... Enfim...


Luis Santos escreveu:
Olha, se isso te anima pense que quando Uzumaki se libertar do vício você terá um homem ao seu lado. Eu tenho uma namorada que se eu a conhecesse quando estava viciado com certeza não seria tão apaixonado por ela quanto sou, também não olharia da forma que a olho. Não moramos na mesma cidade, ela mora em uma cidade bem próxima e todo fim de semana nos vemos; acontece que esse fim de semana não iremos nos ver; ela está em uma viagem da faculdade e mesmo sabendo que no próximo fim de semana irei vê-la o fato de hoje não estar com ela me deixa com uma saudade imensa e um pouco de tristeza também. Quando penso nela é só nas qualidades: jeito, sorriso, a fala... sem uma conotação sexual maldosa. Enfim, falei demais.... até o que não devia, foi mal, rs... Embarassed
Abraço, bom fim de semana.

Ahh prezado,
Que encantador sua postura!!!! Suas postagens reforçam a minha frágil e pequena esperança de que um dia meu Uzumaki consiga viver livremente um amor de verdade! Principalmente depois de tudo que vivi com ele nessa última semana... Obrigada por ter partilhado isso!!

Esposa deseperada escreveu:Olá minha querida Beth, espero que você esteja bem e que seu coração esteja em paz.
Passei uns tempinhos chateada, mas passou...tudo passa e como descobrimos que podemos ser fortes.
Não suma, manda notícias.
Abraços carinhosos,
esposa esperançosa


Querida,

Espero que as coisas tenham melhorado para ti e para teu marido!! Obrigada pela força!!!!!

Deus abençoe sua semana!!

Com carinho e gratidão,

Beth

PS: Desculpe o tamanho da mensagem e o drama tb... comecei a escrever essa postagem sábado e só consegui terminar para postar hoje...

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 15/9/2017, 10:22
Prezados,

Passando para fazer uma breve atualização...

Meu namorado chegou aos sessenta dias recentemente, claro que aos trancos e barrancos, uma vez que a principal dificuldade dele é manter o reboot sem ficar fantasiando com estranhas e sem masturbação e nisso ele ainda está engatinhando...

Não me sinto segura mesmo após esse número de dias justamente por saber que a questão da masturbação e das fantasias é algo q ele nunca havia cuidado de verdade antes...

Hoje, em particular, estou pirando um pouquinho por antecipação... O celular do meu namorado está com defeito, e estou com medo que os pais dele arranjem outro celular com acesso a net para ele. Irei trabalhar durante todo o fim de semana e não poderei ajudar ele  bloquear celular algum antes de segunda-feira.

Sim, caro colegas, eu sei que o que acontecer nesse momento depende do nível de compromisso e determinação do meu namorado. Com ou sem outro celular, sei que depende dele.

Mas não me culpem pelo meu medo, vi o desespero dele quando esteve chateado semana passada, não me esqueci, nem vou esquecer...

Percebo em meu namorado e na maioria dos diários dos rebooters aqui que alguns ficam mais descuidados depois de alguns dias sem pmo. O maldito excesso de confiança que pode levar vcs a merda novamente...

Enfim, mais um desabafo...

Recordo àqueles que ainda se dão o trabalho de ler meu diário e estão fazendo o reboot que mantenham firmeza e motivação mesmo após 30, 40, 50 dias. Por favor, não se esqueçam que a luta é diária e que é preciso se manter firme a cada novo dia,  pois basta estar de pé para cair... E sei que ninguém aqui quer viver nessa merda, então, ânimo e coragem para se manter motivado e firmes na luta! Todos aqui tem condição de vencer esse maldito vício, vcs têm todo o instrumento e apoio necessário!

Com carinho,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Darth Vedder 4
Mensagens : 76
Data de inscrição : 13/09/2017

Re: Desesperança

em 18/9/2017, 08:27
Elizabeth. li seu diario, e gostaria de deixar algumas pequenas palavras, me identifico um pouco com sua historia, talvez a minha seja um pouco pior, mas um pouco do que me motiva é o amor pela minha namorada, assim como o medo da morte. fiquei muito feliz em ler que seu marido esta livre a tanto tempo, isso enche meu coracao e esperanca.

de qualquer modo nao perca a fé e saiba que a historia de voces alimentou um pouco mais a minha,
que Deus abencoe voces.


_______________________________________








"Deus quer me mudar, mas o inimigo, este me quer exatamente como estou"
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 18/9/2017, 17:11
Rodrigo Alves escreveu:Boa noite Elizabeth, tudo bem?. Eu nunca escrevi nada no seu diário, pois me acho meio inexperiente nesse assunto de relacionamento nunca tive nenhuma namorada. Eu queria desejar forças para vc e o seu namorado(Uzumaki) para continuarem firmes e fortes nessa luta. Estou acompanhando vcs como um espectador , mas sempre apoiando e desejando o melhor. Até a próxima beth Very Happy .

Rodrigo, meu caro, obrigada pelo apoio... Desculpe a demora em responder... Ahhh essas coisas de relacionamento, as vezes, quem vê de fora consegue entender mais do que os envolvidos. Sinta-se a vontade para falar aqui sempre que tiver vontade.

Darth Vedder 4 escreveu:Elizabeth. li seu diario, e gostaria de deixar algumas pequenas palavras, me identifico um pouco com sua historia, talvez a minha seja um pouco pior, mas um pouco do que me motiva é o amor pela minha namorada, assim como o medo da morte. fiquei muito feliz em ler que seu marido esta livre a tanto tempo, isso enche meu coracao e esperanca.

de qualquer modo nao perca a fé e saiba que a historia de voces alimentou um pouco mais a minha,
que Deus abencoe voces.

Olá prezado,

Obrigada por suas palavras! Que bom meu diário te fez algum bem. Acredite mocinho, é possível viver sem pmo. Basta se comprometer de verdade. Sem vacilos, sem desculpas.

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

E falando nisso, aproveito esse post para atualizar novamente minha situação com o Uzumaki. Uma merda, por sinal.

Passei o fim de semana trabalhando, enquanto ele passou o fim de semana dele vacilando. Literalmente. Eu poderia ser mais generosa com ele, mas estou de saco cheio. Sério, LIMITES!  Depois de todas as escolhas que ele fez esse fim de semana, para mim não valem nada os 60 dias dele. Fantasias com estranhas novamente e masturbação ...  

Gente, eu estou POUCO me importando se a moça era idêntica a atriz X ou Y de pmo, PUTZ, de ligas, de beliscões, de sair do lugar para jogar água no rosto, de oração, de mil e uma opções que ele já conhece para resolver esse problema ele optou por curtir ficar fantasiando e depois chegar em casa e se entregar ao descuido de vez procurando por mais combustível para a fantasia dele!

Não vou detalhar mais, uma vez que ele deve postar no diário dele falando com muito mais minúcia do que eu e provavelmente arranjando desculpas para isso.

Ele tem sido muito inconstante nos propósitos que faz, eu estava perdoando o afastamento dele do fórum e alguns deslizes com excessos de jogos, embora sempre alertando ele que era melhor cuidar de voltar para cá e da rotina dele. Mas o que eu devo fazer agora?  Dar um tapinhas nas costas dele e dizer que tá tudo bem? Que podemos recomeçar de novo e de novo sempre que ele quiser ser mais descuidado e achar que tem desculpas o suficiente para vacilar??

Sabe o que mais me doí? É que eu sequer tenho forças para me afastar dele hoje porque ele está super mal e na merda. De tão tola que sou, do tanto que ainda me importo com ele, tenho medo de me afastar e ele se afundar em pmo.

Daqui exato 3 meses é nosso aniversário de dois anos de namoro, como ele fez questão de me lembrar, ele disse que isso seria suficiente para ele ficar sem cair até nosso aniversário... E daí? Ano passado foi a mesma coisa, ele ficou sem cair até dia 18/12 e caiu menos de um mês depois, 15/01, afinal, a motivação já tinha passado.

Que grande merda!

Já me disseram que para alguns é preciso chegar ao fundo do poço para lutar com determinação e força contra pmo. Eu acredito que esses alguns estão apenas arranjando desculpas, pq o fundo do poço já está aí para todos que estão fazendo o reboot. Vale a pena mesmo continuar vivendo assim? De contador em contador, insistindo em não ser radical, inventando desculpas para manter brechas ou para não compartilhar dificuldades no fórum? Que vida é essa?

Parem de subestimar a merda que é viver enfiado em pmo sem lutar com seriedade ! Imagino que se eu me sinto péssima, uma merdinha, qd meu namorado se joga em pmo, p ele deve ser pior, sei que ele fica mt mal e triste depois dos vacilos... Sei que é mais fácil viver uma vida na merda do que mexer a bunda e mudar de vida. Mas de que vale ficar quieto, infeliz, triste e sozinho? Porque não se mexer e arriscar ser livre e feliz? Ser dono de si mesmo, dos seus pensamentos, da sua vida sexual...

Paro por aqui porque sei que já fui muito imprudente e injusta nesse relato, peço perdão adiantado porque precisava gritar tudo isso para fora....



Att.,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 272
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: Desesperança

em 20/9/2017, 17:23
Beth, imagino o que sente quando vê que seu esforço e sua luta não são recompensados. Fico muito admirado pelo seu amor pelo Uzumaki, o que demonstra que não é apenas fogo de palha, amor passageiro, paixão. Torço pela recuperação do seu amado e espero que as coisas melhorem. Ame-se, dedique tempo para si e não fique focada apenas na recuperação dele. Viva a sua vida, suas dificuldades, e ajude-o como puder e entender melhor. Acho que ele merece mesmo uma chacoalhada para cair na real e perceber que ele deve ser o primeiro a QUERER sair do vício. Enquanto ele não estiver convencido disso, não terá bloqueador no mundo que dê jeito.
Outra coisa que é importante ressaltar: na altura em que ele está no reboot (supostamente, perto dos 60 dias ou mais), é meio estranho que as fantasias estejam tão fortes. Pode ser que esteja falando besteira, mas, no meu caso, as fantasias e as fissuras diminuem muito depois de umas três ou quatro semanas. Só que para isso, é claro, eu também fiz minha parte: cortei com todas as fantasias que pude, evitei ocasiões e ambientes que me pudessem levar a fantasiar e, se não pudesse estar fora deles, passei a me conter e aprender uma coisa simples, elementar: as mulheres NÃO SÃO objeto de meu desejo e satisfação e nem todas podem ser objeto de meu amor. Tenho uma esposa, a quem amo muito, e é a ela que o meu coração deve estar totalmente devotado. O reboot, em suma, me ajudou a dar um novo sentido ao meu amor por ela e a valorizar muito tudo o que Deus me deu por ela.
Pode até ser que, pela idade, as fantasias demorem mais a ceder. Mas acho que para que isso aconteça, é necessário que uma série de vícios (maus hábitos) sejam rechaçados, como o ócio, o tempo exagerado aos vídeo-games, o tempo excessivo de televisão (sem qualquer filtro e, às vezes, buscando uma satisfação, uma imagem) e de internet. O reboot demanda muito sacrifício e renúncia, porque não se trata somente de 'não ver' P e não se M. Trata-se de desintoxicar nosso cérebro, tão condicionado pelas dosagens explosivas de dopamina que a PMO por tanto tempo nos bombardeou. Diante dessa avalanche de dopamina, é claro que sentiremos a agonia da abstinência, afinal, num primeiro momento, nem tudo será tão prazeiroso (mesmo que momentaneamente) como uma sessão de PMO.
Enfim, minha querida Beth, desculpe se escrevi demais e sem nexo nas palavras. Como já muitos falaram aqui, você não tem culpa alguma e nada do que foi escrito acima, no fundo, é para você. Na verdade, você é vítima desse vício que adoenta o Uzumaki e a todos nós. Admiro seu amor por ele e rezo para que ele se supere, porque você tem se demonstrado uma companheira valiosa para toda a vida.
Um abraço.
Renovatio
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 21/9/2017, 13:17
Renovatio escreveu:Beth, imagino o que sente quando vê que seu esforço e sua luta não são recompensados. Fico muito admirado pelo seu amor pelo Uzumaki, o que demonstra que não é apenas fogo de palha, amor passageiro, paixão. Torço pela recuperação do seu amado e espero que as coisas melhorem. Ame-se, dedique tempo para si e não fique focada apenas na recuperação dele. Viva a sua vida, suas dificuldades, e ajude-o como puder e entender melhor. Acho que ele merece mesmo uma chacoalhada para cair na real e perceber que ele deve ser o primeiro a QUERER sair do vício. Enquanto ele não estiver convencido disso, não terá bloqueador no mundo que dê jeito.

Caro Renovatio,

Obrigada pela sua resposta e torcida... Meu coração está muito quebradinho, você está certo, o ideal mesmo seria que eu conseguisse tirar toda essa coisa do vício dele do foco em minha cabeça. Contudo, fazer isso é uma tarefa dificílima. Eu estou fazendo atividade física 4 vezes por semana, isso tem me ajudado um pouco, o tempo que passo no karatê e na ginástica localizada são um desabafo físico de toda a dor causada pelo vício dele. Para além disso, tenho cuidado mais da minha vida de oração. O fato é que sinto uma dor dilacerante ao imaginar o meu namorado vivendo perdido em pmo... Eu estou indo até meu limite para tentar ajudar ele a sair desse mundo de solidão, talvez me falte um pouco de bom senso ou de amor próprio. Mas é quase que insuportável imaginar ele conformado com uma vida com pmo com tudo que conheço da dor e dos danos que pmo já causou na vida dele.


Renovatio escreveu:
Outra coisa que é importante ressaltar: na altura em que ele está no reboot (supostamente, perto dos 60 dias ou mais), é meio estranho que as fantasias estejam tão fortes. Pode ser que esteja falando besteira, mas, no meu caso, as fantasias e as fissuras diminuem muito depois de umas três ou quatro semanas. Só que para isso, é claro, eu também fiz minha parte: cortei com todas as fantasias que pude, evitei ocasiões e ambientes que me pudessem levar a fantasiar e, se não pudesse estar fora deles, passei a me conter e aprender uma coisa simples, elementar: as mulheres NÃO SÃO objeto de meu desejo e satisfação e nem todas podem ser objeto de meu amor. Tenho uma esposa, a quem amo muito, e é a ela que o meu coração deve estar totalmente devotado. O reboot, em suma, me ajudou a dar um novo sentido ao meu amor por ela e a valorizar muito tudo o que Deus me deu por ela.

Estava com ele desde o início da tarde de ontem até agora a pouco. Questionei algumas linhas de raciocínio perigosas para o reboot que ele tem de vez em quando, recordei a ele do que estamos perdendo, chorei, sacudi ele, mesmo sabendo que isso é em vão, pois não é por picos emocionais que ele vai se tornar mais firme e cuidadoso com o reboot dele. É preciso que ele exercite no dia a dia pequenos cuidados com constância... Algo que ele sempre falha depois de algum tempo sem problemas com pmo...

Você está certo, é estranho após tanto tempo ele ter tanta dificuldade para controlar surtos de fantasias oriundos de algum estímulo externo. De fato, ele está dois meses sem ver vídeos e imagens pornográficas. Entretanto, nesses 60 dias ele teve vários surtos de ficar fantasiando com moças da faculdade e caiu em masturbação diversas vezes. Essa última vez que ele fantasiou com estranhas ele buscou se masturbar lendo depoimentos eróticos já que os bloqueios não permitiam que ele tivesse acesso a imagens.

Na minha humilde opinião, acredito que ele sabotou praticamente todos os avanços que poderia ter tido com dois meses de reboot.

Como ele mesmo observou hoje, mesmo não tendo problemas com fantasia intensamente todos os dias nesses últimos dois meses, ele tinha picos a cada duas semanas com alguma garota que lembrava uma atriz porno ou com algum gatilho virtual qualquer. Muitos flashes unidos aos vacilos dele de não levantar a bunda e tentar cortar esses pensamentos.

Em outras palavras, ele manteve a prática da masturbação e as fantasias de forma intermitente, o que torna mais difícil de romper, por não ser algo cotidiano.

Ahh ele começou a usar a liga a pouco tempo, mas ainda reclama e hesita em puxar quando precisa por vergonha.

Uma observação sobre o uso da liga: O Uzumaki tem o braço bastante peludo, eu já avisei p ele que não é preciso nem puxar, bastar rolar a liga no braço dele que ela puxa os pelos e causa desconforto nele. Mas sabe?  Na hora H em que as fantasias apertam quem tem que puxar a liga ou os pelos, quem tem que sair do lugar, lavar o rosto, não sou eu... E aí nessas horas ele vacila e acaba mantendo esse vício...

Veja 60 dias sem pmo e a ereção dele está uma merda... Eu não deveria saber disso, mas duas vezes que nos excedemos em carícias foi algo perceptível. Ele está sabotando o reboot dele e colocando em risco os pequenos avanços que ele teve ao se expor a masturbação e a fantasias...

Renovatio escreveu:
Pode até ser que, pela idade, as fantasias demorem mais a ceder. Mas acho que para que isso aconteça, é necessário que uma série de vícios (maus hábitos) sejam rechaçados, como o ócio, o tempo exagerado aos vídeo-games, o tempo excessivo de televisão (sem qualquer filtro e, às vezes, buscando uma satisfação, uma imagem) e de internet. O reboot demanda muito sacrifício e renúncia, porque não se trata somente de 'não ver' P e não se M. Trata-se de desintoxicar nosso cérebro, tão condicionado pelas dosagens explosivas de dopamina que a PMO por tanto tempo nos bombardeou. Diante dessa avalanche de dopamina, é claro que sentiremos a agonia da abstinência, afinal, num primeiro momento, nem tudo será tão prazeiroso (mesmo que momentaneamente) como uma sessão de PMO.

Sim, para que as fantasias comecem a ceder é preciso que ele rompa com muitas práticas que o deixam vulnerável e que enfraquecem o reboot dele. Ele precisa aprender a se sacrificar verdadeiramente para se libertar desse vício. Entristece-me que ele ainda seja tão inconstante mesmo diante de tanto prejuízo que pmo já causou na vida dele.  

Os pais dele estão mais atentos aos controle do xbox porque se incomodam quando ele passa a noite jogando.  Por isso, é possível que ele consiga se controlar mais com jogos com o cuidado que os pais dele estão tentando ter. Mas o que vai acontecer a partir disso? Se ele não cuidar de ter uma vida com atividades de religação ele vai acabar explodindo por estar sem jogos e sem computador a noite para se distrair... Tenho tanto medo dele dar a louca e recorrer a pmo ou sair atrás de uma garota de programa no meio da noite por estar desesperado por alguma dose de dopamina....

Renovatio escreveu:

Enfim, minha querida Beth, desculpe se escrevi demais e sem nexo nas palavras. Como já muitos falaram aqui, você não tem culpa alguma e nada do que foi escrito acima, no fundo, é para você. Na verdade, você é vítima desse vício que adoenta o Uzumaki e a todos nós. Admiro seu amor por ele e rezo para que ele se supere, porque você tem se demonstrado uma companheira valiosa para toda a vida.
Um abraço.
Renovatio

Meu caro, você foi super objetivo e claro no seu discurso. Obrigada por ter gasto um pouco do seu tempo para me acolher e tentar ajudar. Como sonho com o dia em que o Uzumaki estará firme com os cuidados cotidianos mesmo após muitos dias de reboot.

Com carinho,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Desesperança

em 21/9/2017, 15:13
Beth minha querida,

Fico um pouco mais aliviada pelo seu relato hoje, ontem eu li seu relato anterior e com grande tristeza pude sentir sua dor e frustração.
Gostaria de poder te falar algo que confortasse seu coraçãozinho, mas sabemos que nada do que nos digam irá melhorar ou amenizar nossa dor. E como dói....
Não estou muito animadinha esses tempos para entrar no fórum, mas sempre entro aqui para ver como você está passando.

Do fundo do meu coração desejo sucesso no reboot do seu moço.
Sempre estarei por aqui,
Abraços e fé em dias melhores.

Muitos abraços com carinho,

Esposa
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 22/9/2017, 16:37
Esposa deseperada escreveu:Beth minha querida,

Fico um pouco mais aliviada pelo seu relato hoje, ontem eu li seu relato anterior e com grande tristeza pude sentir sua dor e frustração.
Gostaria de poder te falar algo que confortasse seu coraçãozinho, mas sabemos que nada do que nos digam irá melhorar ou amenizar nossa dor. E como dói....
Não estou muito animadinha esses tempos para entrar no fórum, mas sempre entro aqui para ver como você está passando.

Do fundo do meu coração desejo sucesso no reboot do seu moço.
Sempre estarei por aqui,
Abraços e fé em dias melhores.

Muitos abraços com carinho,

Esposa

Minha cara amiga,

Estive preocupada com seu silêncio, é um consolo saber que ao menos vc encontra algum alento aqui no fórum e tem estado presente mesmo sem postar...
Obrigada por se manter por perto e também por se importar comigo...

É difícil se manter constante aqui porque é um espaço que machuca e dá esperanças ao mesmo tempo....

Meu moço precisa de uma séria mudança na forma de pensar e conduzir as atividades dele, do contrário ele nunca vai se livrar das fantasias nem de pmo... É cansativo observar como ele sabota o reboot com descuidos tão bobos após algum tempo. Ele já sabe que quedas com masturbação levam ele a fantasiar mais e a cair em pmo.

Eu não terminei com ele, mas não consigo mais manter nosso namoro como antes.

Estamos nos tratando como se fôssemos só amigos, embora sem terminar o namoro, essa é a única forma que consigo continuar junto dele hoje, ao menos por algum tempo.  Preciso que ele respeite o quanto me encontro fragilizada. Não tenho como lutar sozinha pelo nosso namoro, eu me importo demais com ele e me dói muito toda essa situação. Mas estou com meu coração ferido e me sinto cansada, tem mais de um ano que estou tentando ajudar ele, eu preciso que ele também lute e se decida por vencer com determinação esse vício. Não sei por quanto tempo permaneceremos assim, nem se iremos terminar. Permaneço ao lado dele para ajudar ele a vencer esse vício, estou usando de todas as forças que ainda tenho para lidar com isso para apoiar ele.

Mas caso ele escolha manter o vício, como poderei ficar com ele? Se ele não consegue permanecer comigo por falta temporária de beijos e carícias, como posso confiar que ele permanecerá fiel e sem pmo caso algum dia eu precise passar um tempo longe, seja por trabalho ou saúde?  Podem julgar e criticar essa ideia, dizendo que eu estou sendo super incompreensiva com o vício dele e blablabla... Mas cara, sou eu que preciso desse esforço da parte dele, eu mato cada pedacinho de mim para continuar do lado dele mesmo com as quedas e desleixos dele no reboot, meu coração está tão cansado do descuido dele! Permitir que nosso namoro continue do mesmo jeito é negar a gravidade da nossa situação. Porque estou machucada e preciso que ele lute e se esforce por ele mesmo e por nós dois. Ele tem todos os recursos que precisa para vencer o vício!!!

Não estou falando para ele fazer milagres de um dia para outro. Estou falando de pequenos cuidados cotidianos que ele sabe e tem todas as condições de fazer, de ter mais firmeza na luta dele. Se há esforço e cuidado haverá menos brechas para quedas. As dificuldades que surgirem serão mais facilmente vencidas... Estou incentivando ele a reler o ebook e dando todo apoio que posso. Eu sei que ninguém vence grande batalhas sem ter sido capaz de vencer nas pequenas.

Enfim, essa é a minha realidade hoje... Desculpe falar disso para ti assim, mentiria se eu dissesse que estou de boa e satisfeita.

Desejo forças a ti, minha cara amiga, que com tanta paciência lê minhas infantilidades e dores... Espero de todo meu coração que seu marido reconheça logo o vício no qual ele se encontra aprisionado e valorize a mulher maravilhosa e forte que ele tem como esposa!

Com gratidão,

Abraços gigantes,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 25/9/2017, 14:48
Atualizações ...

Conseguimos alguém para acompanhar e orientar o Uzumaki, não é um psicólogo, mas um diretor espiritual. Sei que não resolverá tudo, mas ele foi bem firme e simples ao conversar com  o Uzumaki, estou torcendo para que  isso dê certo!!! Ele tem mais noção do que é estar viciado em pmo do que a antiga psicóloga dele e está disposto a ouvir e ajudar o Uzumaki a organizar a vida dele, se houver disposição do meu moço, claro!

Outro ponto, Uzumaki passou o fim de semana aqui em casa, por isso não insisti que ele postasse no fórum, cuidamos de ter bons momentos juntos e com a minha família. Apesar de não termos estudado (o que deixou minha consciência pesada hoje) foi uma experiência agradável, preparamos cachorro quente, jogamos um jogo de tabuleiro, assistimos um filme juntos, assim como naruto, e até dançar nós tentamos. São pequenos momentos como esses que me mantém firme para lidar com toda a dificuldade e amargura que temos no nosso relacionamento.

Ahhh, ele decidiu deixar os controles de xbox dele aqui em casa... Estou surpresa e com medo de como os próximos dias vão se desenrolar... Mas tenho que aprender a confiar que Deus cuida, se ele fizer a parte dele, tudo ficará bem! E se ele não fizer, bem, não estarei desamparada...

Ele se comprometeu a reler o ebook e também a fazer algo concreto quanto a monografia dele...

Deve ser muito frustrante para quem acompanha meu diário a falta de correspondência entre as oportunidades e os avanços do meu namorado... Mas cara, já pensou se as coisas começarem a mudar a partir de hoje? Se daqui uns meses alguém puder ler meu diário e ver que foi uma luta frutuosa, que o Uzumaki mesmo tendo e criando mil e uma dificuldades conseguiu vencer, isso daria uma esperança e tanto né? Porque que moço difícil esse meu!!

Que Deus abençoe os esforços de todos que querem mudar de vida aqui no fórum!




Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Contador de fantasias

em 29/9/2017, 11:13
Olá eventuais leitores desse diário,

Fiquei me perguntando essa semana sobre a situação do meu moço, afinal, cansa, né? Tivemos uma conversa muito triste quarta a noite por causa de alguns vacilos dele...

Eu já questionei aqui no fórum, assim como meu namorado tb o fez, sobre se seria prejudicial ou não manter um contador de fantasias.

Evidentemente, temos o efeito negativo, de ficar maluco de tanto zerar o contador de fantasias em uma semana difícil e acabar ficando desanimado com o reboot. Além da dificuldade de definir quando zerar o contador.

Demorou um pouco para meu namorado colocar esse contador aqui e ainda foi com muitas dúvidas sobre a necessidade e os benefícios de fazer isso.

Entretanto, acredito ser interessante a manunteção desse contador pois o meu moço está meio paralisado na luta dele contra pmo há algum tempo.

Não porque ele está caindo constantemente. A última vez que ele viu P de verdade já tem um bom tempo, seja por causa dos bloqueios, seja a própria determinação dele de não cair.

Contudo, a masturbação + fantasias permanecem insistentemente na vida dele, de modo que são poucos os benefícios que ele tem colhido do reboot. No fim das contas, o contador de fantasias existe para que ele comece a lutar por avançar nesse aspecto também.

Pelo o que entendi com ajuda de alguns rebooters, os moços em geral param de ter problemas com fantasias após um mês de reboot, o meu namorado ao ver qq moça estranha com o corpo que chame atenção e lembre ele de alguma atriz porno começa a fantasiar com o que ele já viu em P. Mesmo com dois meses sem pmo.

Dessas crises com fantasias para cair em masturbação e se expor a pmo é muito fácil... Afinal, domingo retrasado ele tentou furar os bloqueios após fantasiar por causa de uma moça que ele viu que lembrou uma atriz pornô.

Ligas, banho gelado, correr, pensar em formas geométricas (Saudades do Vimes), mil e um recursos existem, então eu acredito que é possível para ele mudar essa realidade.

O reboot dele depende disso. Atividades de religação estão presentes na vida dele: prática de tênis, academia, grupo de debate de psicologia (que ele ama)... Bloqueios: blokpro supreme + k9 e celular sem navegador e sem appstore

Olhando para tudo isso, sinto a necessidade de que ele mantenha um contador específico para os esforços dele contra esse maldito hábito de fantasiar quando vê alguém q o remeta a pmo... Com critérios claros de quando resetar o contador, que ele já tem.

enfim.... mais um post desabafo/ considerações sobre essa merda de situação... Desculpe pelo tamanho...

Ahh, obviamente, ele disse que vai resetar novamente o contador de fantasias, porque quarta passada ele não conseguiu se manter na linha e viajou na maionese fantasiando com uma moça da academia, enquanto estava lá e depois no banho....

Força a todos presente por aqui,


Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 272
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: Desesperança

em 29/9/2017, 12:43
Beth, acompanho o seu diário e sua dor. Sou solidário com ela, na medida de minhas possibilidades. Admiro sua boa vontade e disposição de ajudar o seu "moço".
Vamos lá: o Uzumaki foi o primeiro rebooter que vi com esse contador específico para fantasias. Hei de dizer que isso me chamou a atenção, pois, por mais que a gente não veja P GRAFICAMENTE (numa imagem, num filme etc), a fantasia não deixa de ser uma maneira de se manter ligado à P na nossa cabeça. Acredito que ela faz tanto (ou mais) mal que a P, já que não basta se abster apenas dos estímulos externos, mas também se negar naquilo que nos atormenta interiormente.
Não temos que desconsiderar a vitória que é ficar sem ver P gráfica. Isso é significado e exige certa virtude. No entanto, acredito que, para que haja um bom reboot, é imprescindível cortar de vez com qualquer fantasia. Com a tentação (fantasia) não se discute.
Não me admira que, mesmo sem estar vendo P há meses, ele ainda tenha tido quedas na M. É tiro e queda: se você dá asas soltas para sua fantasia, o seu interior vira um caos, é escravo delas. Como sei que vocês são católicos, atrevo-me a citar uma frase de S. Teresa de Ávila: "a imaginação é a louca da casa". Aquela imaginação vã, é claro, não aquela que é propositiva e está alinhada às grandes descobertas e intuições. É aquela imaginação típica do ócio, do comodismo de estar acostumado a consentir sempre com um estímulo sexual ou frívolo. A insensatez da fantasia, para o homem racional, é justamente o fato de ela ser simplesmente uma FANTASIA, irreal. Quando a casa não está arrumada, ela domina com sua loucura e nos faz escravos de nossas paixões.
Enfim, considero imprescindível arrumar o nosso interior antes de qualquer coisa. Sempre que a fantasia chegar, é caso de rejeitá-la, mudar o foco, ser propositivo. Se chega uma tentação pelo olhar (ou pensamento), deviar o olhar (ou mudar o foco do pensamento, com algo que naturalmente nos instiga - a mim, por exemplo, a matemática). Depois a gente aprende a educar os olhares, os pensamentos... mas acho que, no começo, o tratamento tem que ser de choque mesmo. No meu caso particular, lutar contra as imaginações passa também por um processo de educação da consciência moral (aqui é opinião minha, estranha a qualquer entendimento do reboot): educar a consciência para saber chamar as coisas pelo nome e ser valente para rechaçar o que não me convém por convicção moral ou religiosa.
Desejo-lhe tudo de melhor. Você merece.
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Desesperança

em 3/10/2017, 15:46
Beth minha querida,

Que notícias maravilhosas!!

Elizabeth de Cássia escreveu:Atualizações ...

Conseguimos alguém para acompanhar e orientar o Uzumaki, não é um psicólogo, mas um diretor espiritual. Sei que não resolverá tudo, mas ele foi bem firme e simples ao conversar com  o Uzumaki, estou torcendo para que  isso dê certo!!! Ele tem mais noção do que é estar viciado em pmo do que a antiga psicóloga dele e está disposto a ouvir e ajudar o Uzumaki a organizar a vida dele, se houver disposição do meu moço, claro!

Espero que a ajuda dessa pessoa possa reforçar a vontade do seu moo vencer esse lixo.

Elizabeth de Cássia escreveu:
Outro ponto, Uzumaki passou o fim de semana aqui em casa, por isso não insisti que ele postasse no fórum, cuidamos de ter bons momentos juntos e com a minha família. Apesar de não termos estudado (o que deixou minha consciência pesada hoje) foi uma experiência agradável, preparamos cachorro quente, jogamos um jogo de tabuleiro, assistimos um filme juntos, assim como naruto, e até dançar nós tentamos. São pequenos momentos como esses que me mantém firme para lidar com toda a dificuldade e amargura que temos no nosso relacionamento.

Fiquei muito feliz em saber que vocês estão trabalhando para terem momentos bons, tranquilos e felizes juntos!! Porque, na realidade, a vida é assim: pequenos momentos alegres e de felicidades que fazem nossa luta valer a pena!! Procurem ter mais momentos assim, cozinhar juntos, preparar um jantarzinho romântico à luz de velas, dançar, contar piada, dar risadas, enfim tornar o relacionamento mais leve, mesmo com toda essa amargura que passamos.

Elizabeth de Cássia escreveu:
Ahhh, ele decidiu deixar os controles de xbox dele aqui em casa... Estou surpresa e com medo de como os próximos dias vão se desenrolar... Mas tenho que aprender a confiar que Deus cuida, se ele fizer a parte dele, tudo ficará bem! E se ele não fizer, bem, não estarei desamparada...

Ele se comprometeu a reler o ebook e também a fazer algo concreto quanto a monografia dele...

Espero do fundo do coração, que esses dias tenham sido mais calmos, porque é um passinho de cada vez né? Que seu moço tenha entenda como Deus é piedoso e bondoso, colocando uma mocinha tão madura e carinhosa para apoia-lo nesse vício.

Sua luta é inspiradora e sim, tenha fé, as coisas estão mudando e mudando para melhor!!! cheers cheers

São pequenas mudanças ou hábitos, que, após algum tempo,transformam-se em grandes conquistas.

Que Deus sempre acalme seu coração.

Admiro muito você, muitos abraços carinhosos!!!

Beijos,
esposa esperançosa



avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 6/10/2017, 23:03
Renovatio escreveu:Beth, acompanho o seu diário e sua dor. Sou solidário com ela, na medida de minhas possibilidades. Admiro sua boa vontade e disposição de ajudar o seu "moço".

Olá meu caro,

Sou extremamente grata pelo seu cuidado de postar aqui de vez em quando, seus posts sempre ressoam em meu coração um pouco de esperança e ânimo.

Renovatio escreveu:
Vamos lá: o Uzumaki foi o primeiro rebooter que vi com esse contador específico para fantasias. Hei de dizer que isso me chamou a atenção, pois, por mais que a gente não veja P GRAFICAMENTE (numa imagem, num filme etc), a fantasia não deixa de ser uma maneira de se manter ligado à P na nossa cabeça. Acredito que ela faz tanto (ou mais) mal que a P, já que não basta se abster apenas dos estímulos externos, mas também se negar naquilo que nos atormenta interiormente.
Não temos que desconsiderar a vitória que é ficar sem ver P gráfica. Isso é significado e exige certa virtude. No entanto, acredito que, para que haja um bom reboot, é imprescindível cortar de vez com qualquer fantasia. Com a tentação (fantasia) não se discute.
Não me admira que, mesmo sem estar vendo P há meses, ele ainda tenha tido quedas na M. É tiro e queda: se você dá asas soltas para sua fantasia, o seu interior vira um caos, é escravo delas. Como sei que vocês são católicos, atrevo-me a citar uma frase de S. Teresa de Ávila: "a imaginação é a louca da casa". Aquela imaginação vã, é claro, não aquela que é propositiva e está alinhada às grandes descobertas e intuições. É aquela imaginação típica do ócio, do comodismo de estar acostumado a consentir sempre com um estímulo sexual ou frívolo. A insensatez da fantasia, para o homem racional, é justamente o fato de ela ser simplesmente uma FANTASIA, irreal. Quando a casa não está arrumada, ela domina com sua loucura e nos faz escravos de nossas paixões.

Ahh que bênção você falar isso! Foi o mesmo que o padre, que agora é nosso diretor espiritual, falou! Ele reforçou essa mesma linha que você, impossível viver sem pmo mantendo fantasias. Permitir alguma dose de fantasia no cotidiano e querer não ter problemas com pmo é como querer evitar um incêndio mantendo sempre líquidos inflamáveis derramados pela casa.

E sim, confesso que é um desafio para mim reconhecer sempre e animá-lo por ele estar a tanto tempo sem pmo, dado as dificuldades recentes com masturbação e fantasias.

Ele tava até querendo mexer com o contador de fantasias. Ele queria separar situações em que ele se permite e alimenta as fantasias, se deleitando nelas, das vezes que ele busca mudar de pensamento e tem alguma dificuldade ao fazer isso e acaba tendo flashes e imaginações ruins mesmo lutando para focar em outra coisa.

Naturalmente, lidar com essa realidade não ficou mais simples.

Ele tem estado um tanto afastado do fórum, isso me chateou muito essa semana. Percebo um certo ar de excesso de confiança nele por estar chegando aos 90 dias de novo e não sei como ajudá-lo efetivamente a não vacilar. O que mais posso fazer além de pedir que ele não descuide?  

Mas cara, ele tem se esforçado, em algum nível, para ter uma vida mais sóbria. É meu dever reconhecer isso, ele realmente tem se esforçado. Sem jogos e com uma luta mais inteligente quanto pensamentos relacionados a pmo... Seria tão bom se ele partilhasse e usasse mais o fórum...

Renovatio escreveu:
No meu caso particular, lutar contra as imaginações passa também por um processo de educação da consciência moral (aqui é opinião minha, estranha a qualquer entendimento do reboot): educar a consciência para saber chamar as coisas pelo nome e ser valente para rechaçar o que não me convém por convicção moral ou religiosa.
Desejo-lhe tudo de melhor. Você merece.

Sim, é como você colocou mesmo, só conseguimos mudar nossas práticas exteriores se estivermos cuidando de mudar nossa mentalidade. É necessário essa firmeza e autodomínio para lutar, seja em pensamento seja mudando hábitos. Obrigada por reforçar isso e obrigada mais uma vez pelo apoio!!!

Estou mais afastada do fórum porque estou estudando mais, consequentemente também estou um pouco menos em contato com o Uzumaki. De vez em quando, sinto uma aflição tão grande, um medo de que ele vacile e caia feio em pmo...

Enfim...

Espero que isso não aconteça..

Desejo tudo de bom para ti, Renovatio! Deus te abençoe imensamente e te forças para seguir firme e livre por toda a vida!

Com carinho,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Desesperança

em 6/10/2017, 23:44
Esposa deseperada escreveu:Beth minha querida,

Que notícias maravilhosas!!

Elizabeth de Cássia escreveu:Atualizações ...

Conseguimos alguém para acompanhar e orientar o Uzumaki, não é um psicólogo, mas um diretor espiritual. Sei que não resolverá tudo, mas ele foi bem firme e simples ao conversar com  o Uzumaki, estou torcendo para que  isso dê certo!!! Ele tem mais noção do que é estar viciado em pmo do que a antiga psicóloga dele e está disposto a ouvir e ajudar o Uzumaki a organizar a vida dele, se houver disposição do meu moço, claro!

Espero que  a ajuda dessa pessoa possa reforçar a vontade do seu moo vencer esse lixo.

Elizabeth de Cássia escreveu:
Outro ponto, Uzumaki passou o fim de semana aqui em casa, por isso não insisti que ele postasse no fórum, cuidamos de ter bons momentos juntos e com a minha família. Apesar de não termos estudado (o que deixou minha consciência pesada hoje) foi uma experiência agradável, preparamos cachorro quente, jogamos um jogo de tabuleiro, assistimos um filme juntos, assim como naruto, e até dançar nós tentamos. São pequenos momentos como esses que me mantém firme para lidar com toda a dificuldade e amargura que temos no nosso relacionamento.

Fiquei muito feliz em saber que vocês estão trabalhando para terem momentos bons, tranquilos e felizes juntos!! Porque, na realidade, a vida é assim: pequenos momentos alegres e de felicidades que fazem nossa luta valer a pena!! Procurem ter mais momentos assim, cozinhar juntos, preparar um jantarzinho romântico à luz de velas, dançar, contar piada, dar risadas, enfim tornar o relacionamento mais leve, mesmo com toda essa amargura que passamos.

Elizabeth de Cássia escreveu:
Ahhh, ele decidiu deixar os controles de xbox dele aqui em casa... Estou surpresa e com medo de como os próximos dias vão se desenrolar... Mas tenho que aprender a confiar que Deus cuida, se ele fizer a parte dele, tudo ficará bem! E se ele não fizer, bem, não estarei desamparada...

Ele se comprometeu a reler o ebook e também a fazer algo concreto quanto a monografia dele...

Espero do fundo do coração, que esses dias tenham sido mais calmos, porque é um passinho de cada vez né? Que seu moço tenha entenda como Deus é piedoso e bondoso, colocando uma mocinha tão madura e carinhosa para apoia-lo nesse vício.

Sua luta é inspiradora e sim, tenha fé, as coisas estão mudando e mudando para melhor!!! cheers  cheers

São pequenas mudanças ou  hábitos, que, após algum tempo,transformam-se em grandes conquistas.

Que Deus sempre acalme seu coração.

Admiro muito você,  muitos abraços carinhosos!!!

Beijos,
esposa esperançosa


Bonita,

Muito obrigada pelo carinho e pela força!!

SIM,  quero acreditar que essas pequenas mudanças do meu namorado não serão temporárias! Acreditar que ele vai realmente cuidar de manter uma rotina saudável, sem excessos, vivendo a vida real ao invés de fugir o tempo todo para o mundo de fantasias, jogos ou pmo.

Mas como é difícil lidar com isso! Mesmo depois de tanto tempo convivendo com as dificuldades dele com pmo e fantasias, a dor que eu sinto não muda, rs...

Em especial, ele partilhou um pouco comigo do que é mais difícil de combater com relação as fantasias. Ele expôs alguns pontos, não foi agradável de ouvir, mas vi no olhar dele o quanto ele queria tentar explicar o que pesa e o que não pesa para ele, em tentar explicar o que é difícil.

Eu até brinquei com ele, se tal parte do corpo das moças te remete a pmo e te deixa em dificuldades quanto fantasiar, olhe para outra coisa, algo que seja neutro. Sei que não é simples, mas ele precisa criar o hábito de olhar e focar em outra coisa, em reaprender a olhar para uma moça estranha e lembrar que ela não é um objeto sexual.

E tenho que reconhecer que ele está se esforçando. Mesmo sendo vacilão às vezes.

Percebo nele e em muitos diários de rebooters aqui no fórum que mesmo conhecendo o método e desejando se libertar de pmo, falta algo.

Eu tive conversas muito tristes com meu moço por causa disso, mas hoje percebo que é absurdo pedir imediatamente de alguém disciplina, se ele nunca foi disciplinado.  

Querer algo e saber o que deve ser feito para conseguir isso, não é suficiente, é preciso força de vontade. Algo óbvio, né? Mas só estou me dando conta disso agora...

Infelizmente, não se adquire força de vontade suficiente para vencer um vício em um momento de determinação após uma queda.

Força de vontade é algo que precisa ser exercitado todos os dias, em pequenos e grandes sacrifícios, em saber dizer não e principalmente em manter o não, em renunciar a coisas que queremos naquele momento por algo que é mais importante, em abrir mão do que é mais fácil e agradável pelas coisas que valem a pena, mesmo sendo mais difíceis.

A educação que meu moço recebeu não o ensinou a fazer isso, ele sempre fez o que queria, na hora e da forma como queria.

Eu estou aprendendo, com muitas lágrimas e dificuldades, a respeitar o tempo dele de começar a ser mais firme, os pequenos passos que ele tem dado nessa direção. Com avanços e descuidos, retrocessos...

Evidentemente, há limites para o tanto de retrocessos que meu coração aguenta lidar, quando se trata de pmo, alguns vacilos são danosos demais...

Insisto hoje em ainda permanecer, pois ele ainda está lutando e se esforçando...

Desculpe, minha cara amiga, por ter me extendido tanto e fugido de uma resposta sóbria... Meu coração está um tanto agitado. Só tenho me dado conta agora do quanto meu namorado não tem autodomínio em tantas coisas, do quanto ele está literalmente aprendendo isso agora pela primeira vez e bem aos poucos.

Desejo muita muita força a ti!! Estou rezando por ti e seu marido!! Desejo que ele vença logo essa cegueira e comece a lutar!!!!

Abraços, abraços, abraços,

Com gratidão e um carinho enorme,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum