Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/7/2017, 13:37
Tenho 30 anos e meu marido 41 anos. Estamos casado há  quatro anos. Desde o início do namoro, assistíamos pornôs juntos e ele sempre se M, porém eu nunca tinha percebido que isso era um problema. O problema se agravou ou se descontrolou a poucos meses.
Faz quase dois anos que ele está desempregado e está ficando muito tempo em casa e sem motivação para procurar emprego. Percebi que ele estava andando irritado e de repente começou a ficar carinhoso, fazendo massagem em mim, mas sempre fugindo do contato sexual.
Eu voltava do trabalho e achava pedaços de papel higiênico pela casa, até um dia falei em tom de brincadeira que ele estava se M muito e que era bom parar para poder satisfazer a esposa. Ele mudou o comportamento, trocou a senha do cel e a partir fiquei muito desconfiada.
Há alguns dias cheguei em casa e ele não estava, o cel estava carregando. Não consegui abrir mas consegui ver pelas notificações que havia uma msg de uma ruiva (só o cabelos, sem rosto). Aquilo subiu meu sangue e graças a Deus ele não estava em casa. Então fui mexer nas coisas dele. Sempre detestei isso, nunca fui ciumenta, mas foi necessário.
Eu fiquei tão decepcionada pq em cima da mesa do escritório havia dois comprovantes de motel do mesmo dia (dia que viajei para ver minha família no interior - no feriado de junho/2017). Um comprovante de madrugada e outro por volta as 11 da manhã, simplesmente jogado na mesa. Continuei mexendo e encontrei mais alguns comprovantes de dia sim / dia não em motéis.
Foi horrível, num primeiro momento pensei que ele estava fazendo de propósito para esfregar na minha cara que estava me traindo e que queria se separar. Fui mexer no ipad no histórico encontrei várias buscas por porno de colegiais. Fui mexer no notebook e encontrei fotos (junto com nossas fotos e fotos da família) de garota de programa vestida de colegial e outras fotos das gps que ele tinha saído.
Sabia que ele se M vendo P, mas o problema é que ele está partindo para a "realização" real das fantasias.
Foi dolorido, encontrar as traições bem no meu nariz e ainda essa questão da P.
Procurei ajuda psicológica para mim e para entender como devo lidar com tudo isso.
O primeiro passo perguntei se ele estava me traindo, ele negou.
Eu estava vendo ele online no whats, esperei ele ir no banheiro e peguei o cel e estava conversando com uma mulher, apenas o número sem identificação......provavelmente uma garota de programa pela foto ousada, enfim não aguentei.
Ele voltou e me pegou com o cel na mão, perguntei que era a moça que ele estava conversando e ele bravo de eu estar mexendo nas coisas dele e aí falei: "olha não queria ter que ter essa conversa com vc, mas eu sei que vc saiu no dia tal e tal, vc largou os comprovantes na mesa do escritório e vc colocou as fotos que tirou com elas no computador da nossa casa e sim, viram vc saindo na hora do almoço do motel (pasmem o porteiro do meu prédio viu e me falou , pois sabia que eu estava trabalhando e ele desempregado) - como SP pode ser pequeno....
Ele perguntou o que eu queria fazer, falei que tinha duas opções: desistir do nosso casamento ou lutar por nós e pelo nosso amor. Ele me abraçou e falou para esquecermos de tudo, começar do zero. Eu ainda perguntei se ele tinha problema com pornografia, se isso era um problemas, pois procuraríamos ajuda. Ele disse que não era viciado.
Concordei, mas falei para ele apagar todos os contatos com mulheres e as fotos do nosso computador.
Depois disso, essa semana para minha surpresa ele retirou as fotos do note e colocou no ipad, bem como mudou a senha do ipad, sendo que também não tenho a senha do cel dele e agora faz dois dias que o ipad sumiu da minha casa. Estamos tendo relações 1x por semana, mas está sendo horrível. A psicóloga deu a ideia de colocar P durante a relação para eu observar ele.
Não sei descrever para vcs, ele vidrado na tela do meu cel (sim, pq o ipad ele escondeu e o cel não chego perto), exatamente procurando ou avançando no P e eu lá.
Ele não ejacula mais comigo, resolvi criar a tática de atacá-lo de manhã, sim preciso ir para cima com força pq senão nada nada acontece, pq imaginei que iria passar pelo 8 hrs sem sem M e com um P junto...ele se animaria na relação e até ejacularia, mas absolutamente nada disso...inclusive nem preliminares ele está fazendo.
É muito difícil pq se não temos um equilíbrio emocional e auto-estima, vamos para o buraco junto e não não consigo sozinha sem ajuda profissional lidar com isso.
Essa é minha situação, ele não larga a M e P e pior já andou concretizando as fantasias com garotas de programas ou sei lá com outras mulheres, gastando um dinheiro que não temos, pois ele está desempregado, eu estou extremamente insatisfeita com a relação sexual e ainda ter que manter a calma e o equilíbrio pq ele atualmente está doente (sim, o vício em P e M para mim é uma doença).
Preciso de SOCORRO pq não sei mais o que fazer, imaginei que depois que eu tivesse "desmascarado" ele as coisas iriam melhorar, mas não. Por enquanto ele está na P e M, mas provavelmente logo iria procurar novamente "realizar" suas fantasias fora de casa.
Desculpem o logo desabafo, mas além da minha psicóloga não tenho mais com quem contar para não nos expor.
Simplesmente não sei o não sei o que fazer, como conversar com ele do vício ou como lidar com isso. Estou tendo apoio psicológico para eu aguentar o tranco, mas não sei como lidar com ele....ainda mais que ele não se conscientiza do vício e como isso está acabando com ele, comigo e com o nosso casamento! Crying or Very sad  Crying or Very sad  
Me ajudem, por favor!! pale
avatar
TGuerreiro
Moderador
Moderador
Mensagens : 1179
Data de inscrição : 31/07/2016

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/7/2017, 14:38
Olá. Seja bem-vinda.
Olha, penso que o primeiro passo é seu companheiro reconhecer que é viciado e que isso está prejudicando o relacionamento de vcs. A partir daí ele pode tentar seguir o método aqui do fórum.
Você não deve colocar todo peso em si mesma, pois a decisão de mudar só poderá partir dele.
Procure conscientiza-lo que a coisa está passando dos limites. A pornografia nunca sacia, a busca por novidades nunca acaba. Procure por mais informações aqui no fórum, baixe o ebook, assista os videos do Gary Wilson e mostre a seu marido. Mas, como disse, a decisão de parar é só dele. E quanto antes melhor.
avatar
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1055
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 45

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/7/2017, 14:44
Oi, esposa! Boa tarde! O primeiro passo é assistir aos vídeos de Gary Wilson se possível junto com ele ( eu vou colocar o link abaixo) e ler o ebook.

http://vicioempornografiacomoparar.com/tag/gary-wilson/

A situação realmente é difícil, mas não tome nenhuma resolução de cabeça quente. Como você mesma falou ele é uma pessoa doente e o problema não tem nada a ver com você, é única e exclusivamente relacionado ao vício dele com PMO. Eu digo isso porque já passei pela mesma coisa em sentido contrário.

Hoje, sou muito feliz ao lado de G, minha alma-gêmea e minha melhor amiga por mais de 21 anos. Ela sempre foi minha amiga, mesmo quando eu acabei o namoro há 15 anos atrás. O motivo? Esse mesmo: Pornografia. Eu perdi completamente o interesse sexual nela. A DE também já existia.

Hoje, com mais de 500 dias de reboot, apesar dela está 15 quilos acima do peso, eu me sinto mais atraído por ela do que pela Cláudia Raia ou pela morena da globeleza. Nossas relações sexuais são maravilhosas e disfunção erétil é uma expressão que não existe mais no meu dicionário.

Percebe? Estamos falando da mesma pessoa: 15 quilos mais gorda e 15 anos mais velha, mas, aos meus olhos, muito, muito mais atraente e sensual do que na época que eu era viciado em PMO.

Então, Esposa, siga o seu coração, deixe-se conduzir pelo amor que você sente por ele; substitua o amor pela compaixão e também, na medida do possível, busque algum apoio espiritual numa religião que você goste. Ore bastante por você e por ele, para que essa crise possa fortalecer ainda mais o relacionamento de vocês no futuro. Um abração: Antônio.

_______________________________________
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/7/2017, 14:59
TGuerreiro escreveu:Olá. Seja bem-vinda.
Olha, penso que o primeiro passo é seu companheiro reconhecer que é viciado e que isso está prejudicando o relacionamento de vcs. A partir daí ele pode tentar seguir o método aqui do fórum.
Você não deve colocar todo peso em si mesma, pois a decisão de mudar só poderá partir dele.
Procure conscientiza-lo que a coisa está passando dos limites. A pornografia nunca sacia, a busca por novidades nunca acaba. Procure por mais informações aqui no fórum, baixe o ebook, assista os videos do Gary Wilson e mostre a seu marido. Mas, como disse, a decisão de parar é só dele. E quanto antes melhor.

Obrigada, é tão tão desesperador tudo isso!! Acho que vou ter que ter conversas difíceis e falar claramente o quanto o vício dele nos afeta. E o que me desespera é justamente esperar e ter paciência para que em algum momento ele entenda e queira mudar, sei que a decisão depende apenas dele.....difícil e dolorida essa jornada! Mas obrigada mesmo!
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/7/2017, 15:09
Antônio71 escreveu:Oi, esposa! Boa tarde! O primeiro passo é assistir aos vídeos de Gary Wilson se possível junto com ele ( eu vou colocar o link abaixo) e ler o ebook.

http://vicioempornografiacomoparar.com/tag/gary-wilson/

A situação realmente é difícil, mas não tome nenhuma resolução de cabeça quente. Como você mesma falou ele é uma pessoa doente e o problema não tem nada a ver com você, é única e exclusivamente relacionado ao vício dele com PMO. Eu digo isso porque já passei pela mesma coisa em sentido contrário.

Hoje, sou muito feliz ao lado de G, minha alma-gêmea e minha melhor amiga por mais de 21 anos. Ela sempre foi minha amiga, mesmo quando eu acabei o namoro há 15 anos atrás. O motivo? Esse mesmo: Pornografia. Eu perdi completamente o interesse sexual nela. A DE também já existia.

Hoje, com mais de 500 dias de reboot, apesar dela está 15 quilos acima do peso, eu me sinto mais atraído por ela do que pela Cláudia Raia ou pela morena da globeleza. Nossas relações sexuais são maravilhosas e disfunção erétil é uma expressão que não existe mais no meu dicionário.

Percebe? Estamos falando da mesma pessoa: 15 quilos mais gorda e 15 anos mais velha, mas, aos meus olhos, muito, muito mais atraente e sensual do que na época que eu era viciado em PMO.

Então, Esposa, siga o seu coração, deixe-se conduzir pelo amor que você sente por ele; substitua o amor pela compaixão e também, na medida do possível, busque algum apoio espiritual numa religião que você goste. Ore bastante por você e por ele, para que essa crise possa fortalecer ainda mais o relacionamento de vocês no futuro. Um abração: Antônio.


Estou me acabando em lágrimas com suas palavras Antônio. Obrigada pelas palavras e pela delicadeza em tratar o assunto...perceber que o vício está dentro da sua casa é tão difícil e dolorido. Substituir o amor por compaixão - vou guardar isso -  e entender que é uma doença, não é uma falha de caráter ou ele está fazendo isso para me magoar e eu me separar.  
Não sei nem por onde começar a conversar com ele, pq primeiro preciso me estruturar emocionalmente e espiritualmente para entrar nesse assunto.
Mas obrigada pelas palavras, sim eu creio que é apenas um momento de turbulência no nosso casamento e que isso vai nos fortalecer.
Estou lendo os relatos e identifico meu marido.....dolorido! Mas é apenas uma fase!
avatar
M.V
Moderador
Moderador
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 36

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/7/2017, 19:22
Olá seja bem vinda ao fórum

Esse vício em porno é destrutivo, egoísta e solitário. O que aconselho é que você apresente o fórum a ele, assistam os vídeos do Dr. Gary Wilson, leiam o e-book do fórum como parar. Olha ele precisa fazer o reboot e buscar o amor verdadeiro ao seu lado, eu nunca amei antes uma mulher por conta da pornografia, agora estou tendo essa sensação muito boa do que é o amor com minha namorada e posso dizer que é muito bom e gratificante, a pornografia é um lixo que se um casal pensasse bem jamais permitiria que ela entrasse em seus lares, só quem passou e passa pelo vício na pornografia que sabe o quanto ela é destrutiva.

Eu desejo que vocês encontrem o equilíbrio, o amor, afetividade o carinho de um casal e que ele tenha esse entendimento e estamos aqui no fórum para ajuda-lo caso ele realmente queira nossa ajuda.

Abçs.

Sucesso!!!

_______________________________________
Veja Meu Diário e Histórias de Sucesso
http://www.comoparar.com/t1587-novo-tempo-nova-vida
http://www.comoparar.com/t3600-300-dias-de-reboot-novo-tempo-nova-vida


" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ...

NÃO PERMITA QUE SEU CÉREBRO PRIMITIVO LHE COMANDE E TE DEIXE EM ESTADO DE HIPOFRONTALIDADE.

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 25/7/2017, 09:13
M.V escreveu:Olá seja bem vinda ao fórum

Esse vício em porno é destrutivo, egoísta e solitário. O que aconselho é que você apresente o fórum a ele, assistam os vídeos do Dr. Gary Wilson, leiam o e-book do fórum como parar. Olha ele precisa fazer o reboot e buscar o amor verdadeiro ao seu lado,  eu nunca amei antes uma mulher por conta da pornografia, agora estou tendo essa sensação muito boa do que é o amor com minha namorada e posso dizer que é muito bom e gratificante, a pornografia é um lixo que se um casal pensasse bem jamais permitiria que ela entrasse em seus lares, só quem passou e passa pelo vício na pornografia que sabe o quanto ela é destrutiva.

Eu desejo que vocês encontrem o equilíbrio, o amor, afetividade o carinho de um casal  e que ele tenha esse entendimento e estamos aqui no fórum para ajuda-lo caso ele realmente queira nossa ajuda.

Abçs.


Sucesso!!!


Obrigada pelas palavras M.V., é muito difícil! Exatamente o que vc disse: um lixo que se um casal pensasse bem jamais permitiria isso dentro de casa. Mas encaro tudo isso como amadurecimento e uma fase que logo passará.
Ontem à noite, estávamos deitado e passou um clipe de um cantor Pablo Vittar (trans) no Multishow e ele começou a falar de P com trans e afins e outras coisas mais pesadas da P. Que ele tinha assistido por curiosidade, apenas ouvi.....sem julgamentos e perguntei o que ele achou. Disse que não gostou, mas sim...ele já está na PMO mais pesada.
Mas foi ótimo pq ele está aos poucos se abrindo e confiando em mim, preciso terminar de ler o ebook para conversar com ele e com muita tranquilidade sobre o vício da PMO e sobre o forum.
Eu tenho muita fé!!!
Obrigada mesmo M.V. e eu desejo a vc que continue nessa caminhada limpa e equilibrada.
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 272
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 25/7/2017, 12:34
Me dá uma dor enorme quando eu leio esses relatos de namoradas ou esposas de viciados. A gente não tem ideia do quanto pode fazer vocês sofrerem por causa de nosso vício, de nossa limitação, nosso condicionamento.
Somos "educados" na pornografia, como se fosse um sinal de maior masculinidade, como se fosse algo normal e que, inclusive, nos estimula na nossa vida sexual. Mas a gente não se cansa de ler relatos e mais relatos de homens que estão destroçados por causa do vício, que não conseguem ter uma relação sexual satisfatória e, principalmente, não conseguem amar desinteressadamente as suas companheiras.
Admiro muito a sua boa vontade em se informar neste fórum e encontrar uma ajuda para seu sofrimento. Tudo isso é sinal de que vocês amam MUITO seus companheiros e, apesar do vício, querem que o amor se fortaleça.
Como já foi dito: o problema não está em vocês. Nós é que carregamos um vício que é preciso tratar. Alguns conseguem se livrar sozinhos, sem contar às companheiras; outros se abrem com elas e recebem uma ajuda enorme; outros são flagrados no vício e causam enorme dor. Não se trata, a priori, de uma desordem moral, mas de um cérebro extremamente condicionado pela excessiva exposição à P.
Às vezes fico até com uma vontade enorme de pedir-lhes desculpas por tudo o que fazemos vocês sofrerem por causa dessa droga (mesmo quando não sabem da nossa condiçaõ de viciados). Espero que vocês ajudem os seus, na medida do possível. Torço para que os seus respectivos se deixem ajudar. Esse fórum é um livro aberto para muita gente ver quanto mal a P pode fazer numa família. Mas também é um sopro de esperança ao ver tantos homens e mulheres querendo se superar e levar uma vida mais sadia, mais em paz consigo mesmos, aprendendo a amar o outro desinteressadamente.
Vou escrever a mesma mensagem para outras mulheres dessa seção, mas o mesmo sentimento e desejo são os mesmos.
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 25/7/2017, 13:00
Boa tarde Renovatio, muito obrigada pelas palavras de motivação!! Estou em lágrimas, pq está sendo dolorido.
Sim, amo muito meu marido e tive que engolir meu orgulho e ter sabedoria para entender que o desinteresse dele por mim ou as saídas com garotas de programas vestidas de colegiais e fotos junto com nossas fotos e da família no nosso computador não era uma falha de caráter ou algo pessoal para me atingir ou punir.
Graças a Deus estou com a auto-estima em dia e todo dia trabalho isso, pq como disse uma namorada em outro tópico....a auto-estima vai para o buraco, pq na realidade nós esposas/namoradas também estamos caminhando junto para o buraco.
Quem tem um compromisso e tem o vício da PMO o único resultado possível é um divórcio traumático e a solidão da PMO.
Já fiquei muito brava, magoada,  humilhada, rejeitada, chorei, chorei muito sozinha.
Hoje estou respirando fundo para encontrar forças para encarar o vício dele de frente. Porque já entendi que ele precisa se conscientizar e enfrentar o reboot, o máximo que posso fazer é apoiar incondicionalmente e amá-lo.
Entendo perfeitamente que momentaneamente ele está doente.
Vou observá-lo essa semana para ver  qual o melhor momento para apresentar o forum e o ebook.
Sim, eu acredito!! Sim, eu creio!!!
Vou escrevendo os próximos desenrolar, até pq já me aliviou imensamente encontrar esse forum, encontrar apoio e ver que caso ele queira há cura.
Obrigada a vc e aos demais moderadores pq hj são essas trocas de mensagem que me motivam a retornar para minha casa e acolher meu marido.
PS: todo meu desejo de sucesso na sua caminhada limpa e equilibrada!
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 26/7/2017, 22:29
Esposa,

Espero que tenha dado certo o seu dia hoje! E que seu marido aos poucos consiga reconhecer e trabalhar para vencer o vício.

Tenho que admitir que sua determinação em meio a tanta dor me mobilizou muito. Quando postei no fórum pela primeira vez estava inteiramente desanimada e sem acreditar direito que era possível lutar assim por amor...

Sua mensagens me provocaram a tentar ser mais esforçada, a entender mais a lógica do vício e a focar menos na dor que ele nos causa.

Com base em algumas sugestões que deram para ajudar meu namorado, fiquei me perguntando se tem alguma coisa que seu marido goste de fazer. Alguma atividade física ou hobby que ele se animava muito em algum momento do relacionamento de vcs...

No pouco que aprendi nesse tempo com meu namorado percebi que fazer algo que ele goste muito, principalmente se envolver esforço físico ou exigir muita concentração ajuda a redirecionar um pouco o foco deles.

A dificuldade é encontrar alguma atividade que eles se interessem...

Enfim, creio que vc já deva ter lido sobre isso no fórum.

Depois de tantas sugestões que recebi sobre como ajudar meu namorado, pensei que poderia ser interessante para ti explorar esse lado também....

Desejo muita força para ti e sucesso na luta do seu marido,

Com carinho,

Beth
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

atitudes de esperança

em 27/7/2017, 14:36
Boa tarde querida Beth, gratidão pelas palavras!!

Você tem sido uma fonte de inspiração por não desistir do seu namorado, isso é amor.
Não esqueça que você é forte e guerreira, porque temos uma guerra a vencer!!

Com essa tentativa de resgate do meu casamento, estou vivendo o amor incondicional (sem condições para amar).....aquele que você apenas acolhe com todo amor, não julga e não espera nada em troca. E eu decidir que neste momento o amor incondicional é necessário, também ajuda a ter forças, pois sei que o meu marido já não tem nem discernimento de certas coisas.

Como você sabe é um dia de cada vez, um dia bem/outro mau/outro bem e nós firmes na luta.

Também sou uma ex-viciada, faz um ano que parei de fumar e antes de parar eu já tinha tentado duas outras vezes. E só parei quando decidi enfrentar o meu vício, fui procurar médico especialista em tabagismo, acupuntura, yoga e terapia - e curar a raiz do meu vício, no caso a ansiedade - e foi, um dia simplesmente esqueci do cigarro.

Por isso tenho determinação, seu eu venci uma droga acredito que é possível a reabilitação no vício da PMO.

Não tem sido fácil, tenho chorando sozinha, inclusive com cada palavra de apoio que recebi aqui no fórum e com os relatos, não estou trabalhando direito e faz um mês que não consigo ir direito na academia, digerindo o mundo do vício da PMO.

Mas em primeiro lugar estou cuidando de mim (fisicamente, alimentação, emocionalmente e espiritualmente) para conseguir separar a emoção da razão e entender a lógica/raiz do vício.

Semana retrasada estava destruída, quando fui descobrindo coisas, juntando as peças e pesquisando os sintomas do vício, mas agora estou numa guerra e pronta para apoiar incondicionalmente meu marido.

Você acredita que meu marido conversou ontem com a terapeuta sobre o condicionamento dele na PMO e entende que isso é um problema, bem como está disposto a ter mais sessões com a terapeuta.

Que alegriaaa rs em meio a tanta dor.

Atividade física já faz parte da rotina diária, mas essa semana ele se enfiou de cabeça em praticar artes marciais e musculação,inclusive ele está fazendo yoga comigo.

Por essas razões estou esperançosa. Até porque ele entende que é um problema esses estímulos da PMO e está tentando preencher o tempo.

Porém ainda não conversamos abertamente sobre isso.

Estou percebendo os movimentos dele para ocupar a cabeça, então ainda não vou conversar abertamente sobre isso, porque será uma conversa muito dolorida para ambos. Estou esperando o momento para mostrar o vídeo, o fórum e o e-book.

Hoje cedo vi a história do seu namorado, como os fatos são sempre quase os mesmo.....distanciamento emocional dos pais, nerd, dificuldade em se relacionar com mulheres.

Não se é cultura, pode ser impressão minha, mas meu marido é oriental e sinto que os pais dele são bem distantes. Enfim, isso já é outra questão.....mas que talvez tenha reflexo no vício.

Esses dias eu ouvi algo bem lúdico, mas que foi bom ouvir e vou te falar:

- Lembre-se o bem sempre vence o mal

Tenha isso em mente, mantenha a fé em Deus, peça ajuda a especialistas se for necessário (mas cuidado, muitos especialistas não entendem a gravidade e profundida do vício da PMO) e conte comigo, força e fé é que não me falta neste momento rsrsrs.

Te desejo muita força, foco e fé.

Lutaremos e venceremos, não há outra opção....apenas obstáculos que serão superados.

Com carinho, sinta-se abraçada

Esposa desesperada, mas talvez hoje uma Esposa Esperançosa.

avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Um dia por vez de lutas

em 28/7/2017, 08:32
Só para desabafar, isso já é um pouco aliviador.

Meu marido conversou com a terapeuta, escondeu o ipad (onde vê P e fotos que ele tirou realizando as fantasias dele com prostitutas) e se enfiou essa semana em atividades físicas.

Fiquei muito esperançosa porque acho que está na abstinência, percebi que ele estava com o "efeito caçador" na rua....caçando com olhar mulheres na rua e ontem ele disse que estava com tremedeira, estava nervoso com uma situação familiar (emocional abalado) e não está dormindo direito.

Porém, ontem já começou a achar desculpas para não ir mais na terapeuta e reclamar das pessoas que praticam artes marciais com ele.

Ainda bem que li os relatos sobre os eventuais efeitos da abstinência, porém esse fato de ele começar a arrumar desculpas me preocupa, ainda mais que quando sai hoje cedo ele estava trancado no banheiro......Difícil!!

Mas um dia de por vez, manter a calma, a fé e a esperança para continuar na luta.

Precisava desabafar Neutral
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Ebook

em 28/7/2017, 20:36
Prezada,

Que bom que seu marido tem alguma atividade física que ele goste e que possar reforçar durante o reboot, isso o ajudará muito.

Você tem conseguido ler o reboot? Pelo o que vc falou, não entendi se seu marido tem se preocupado com as consequências físicas de pmo no corpo dele... Isso costuma ser um grande motivador entre os moços por aqui, para além da motivação de perder alguém que eles amam...

Sei bem o quão dolorosa podem ser essas conversas, estarei rezando por ti e por seu marido!!

Quanto ao q vc disse hoje, as reclamações dele quanto aos colegas e a terapia, torço para que seja algo momentâneo, e que ele perceba logo a importância de começar a lutar...

Mantenha essa fé, continue também se esforçando para se cuidar e não desanimar...

Bom fim de semana!!

Que essa guerra seja vencida por nossos amados e por todos aqui do fórum!

Um abraço com gratidão por todo apoio,

Beth
Bianca
Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/07/2017

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 31/7/2017, 18:03
Esposa deseperada escreveu:Só para desabafar, isso já é um pouco aliviador.

Meu marido conversou com a terapeuta, escondeu o ipad (onde vê P e fotos que ele tirou realizando as fantasias dele com prostitutas) e se enfiou essa semana em atividades físicas.

Fiquei muito esperançosa porque acho que está na abstinência, percebi que ele estava com o "efeito caçador" na rua....caçando com olhar mulheres na rua e ontem ele disse que estava com tremedeira, estava nervoso com uma situação familiar (emocional abalado) e não está dormindo direito.

Porém, ontem já começou a achar desculpas para não ir mais na terapeuta e reclamar das pessoas que praticam artes marciais com ele.

Ainda bem que li os relatos sobre os eventuais efeitos da abstinência, porém esse fato de ele começar a arrumar desculpas me preocupa, ainda mais que quando sai hoje cedo ele estava trancado no banheiro......Difícil!!

Mas um dia de por vez, manter a calma, a fé e a esperança para continuar na luta.

Precisava desabafar Neutral

Admiro sua força diante de tudo que você viveu. Fico pensando se isso que você está fazendo por ele e por você é amor além da alma. Não consigo me colocar de lado diante disso tudo só pra apoiar meu marido. Estamos separados mas vivendo na mesma casa, como quase não nos encontramos então por enquanto funciona. Mas me sinto enojada olhando pra ele. E ele não tem nenhuma reação de preocupação com o relacionamento.
Todas as pesquisas que li fica muito claro que este vício não deve ser colocado ao lado de outros vícios, cada um tem seu desvio comportamental e emocional.
Esposa, pense em você. O quanto tô você está bem e feliz diante disso tudo, e não estou dizendo pra não apoia-lo ou ajudá-lo, mas essa luta não é sua. Se ele não quiser, dará um jeito de continuar assim, e você como fica?
Sempre coloquei meu marido a minha frente, e olha no que deu. Pense nisso.
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 1/8/2017, 09:17
Olá querida Beth, que a semana seja de luz e paz!!

Respondendo sua pergunta: Estou lendo aos poucos o e-book. Iniciei uma especialização, estou um pouco mais apertada de tempo.

Sim, ele já está ciente das consequências da pmo no corpo e também está aos poucos enxergando como isso devasta e altera o seu emocional.

Dias bons, dias ruins ....um dia de cada vez, só por hoje.

Eu assisti os vídeos do Padre Paulo Ricardo que você me falou, tem um vídeo específico - 5 Armas para vencer a pornografia - Padre Paulo Ricardo - que ele explica que é um sintoma de uma doença e não a doença.Extremamente esclarecedor!

Aquilo que já tinha até te dito, os traços (perfis psicológicos) são quase os mesmo.......acredito que a raiz seja baixa auto-estima, depressão, ansiedade, frustrações diárias....Enfim fardos (cruz) da vida que nossos moços não souberam lidar algum dia e se apegaram na pmo para aliviar e fugir da realidade.

Li relatos de moços que foram abusados quando crianças, muito triste!! E esse moço diz que como isso (abuso) o afetou e o levou para a pmo, para aliviar suas angústias e tristezas através da pmo.

Enfim, a pmo é só uma ponta de um iceberg de frustrações e emoções mal resolvidas.

Acho admirável sua força, sua fé e sim, já te disse: O bem sempre vence o mal.

Vamos nos cuidar, estarmos bem em todos os sentidos para apoiar incondicionalmente nossos amados na luta diária deles.

Mantenhamos a calma, paciência, fé que aos poucos Deus abre os caminhos da libertação. Vi que seu moço está pensando em contar para a madrinha para obter mais apoio.

Estou aqui.....não saberei ter palavras sobre o reboot, seus efeitos, o que é normal e o que fazer, mas palavras de apoio, de força, fé, resiliência, empatia e de foco racional no vício.

Torço muito por vocês!!! Porque o amor sempre e bem sempre vence o mal!

Muitos abraços com carinho e gratidão sempre pelas suas palavras!

Ótimo dia minha querida, fica com Deus no coração!









Elizabeth de Cássia escreveu:Prezada,

Que bom que seu marido tem alguma atividade física que ele goste e que possar reforçar durante o reboot, isso o ajudará muito.

Você tem conseguido ler o reboot? Pelo o que vc falou, não entendi se seu marido tem se preocupado com as consequências físicas de pmo no corpo dele... Isso costuma ser um grande motivador entre os moços por aqui, para além da motivação de perder alguém que eles amam...

Sei bem o quão dolorosa podem ser essas conversas, estarei rezando por ti e por seu marido!!

Quanto ao q vc disse hoje, as reclamações dele quanto aos colegas e a terapia, torço para que seja algo momentâneo, e que ele perceba logo a importância de começar a lutar...

Mantenha essa fé, continue também se esforçando para se cuidar e não desanimar...

Bom fim de semana!!

Que essa guerra seja vencida por nossos amados e por todos aqui do fórum!

Um abraço com gratidão por todo apoio,

Beth
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 1/8/2017, 13:49
[/quote="Bianca"]

Admiro sua força diante de tudo que você viveu. Fico pensando se isso que você está fazendo por ele e por você é amor além da alma. Não consigo me colocar de lado diante disso tudo só pra apoiar meu marido. Estamos separados mas vivendo na mesma casa, como quase não nos encontramos então por enquanto funciona. Mas me sinto enojada olhando pra ele. E ele não tem nenhuma reação de preocupação com o relacionamento.
Todas as pesquisas que li fica muito claro que este vício não deve ser colocado ao lado de outros vícios, cada um tem seu desvio comportamental e emocional.
Esposa, pense em você. O quanto tô você está bem e feliz diante disso tudo, e não estou dizendo pra não apoia-lo ou ajudá-lo, mas essa luta não é sua. Se ele não quiser, dará um jeito de continuar assim, e você como fica?
Sempre coloquei meu marido a minha frente, e olha no que deu. Pense nisso. [/quote]

Olá Bianca, difícil tudo isso não?  Sad

É dolorido não entendermos, bem como não ter uma explicação, aparentemente lógica para nós esposas, para esse câncer da pmo. E como absolutamente o vício não tem a ver com nós mulheres.

Eu não tenho uma religião definida, porém acredito que estamos aqui para evoluir como pessoas, amadurecer e fazer o bem sem olhar a quem.

Tenho buscado o estado de lucidez continuada, com relação ao vício do meu marido, afastando-me de crenças (morais e religiosas), achismos ou julgamentos.

Na realidade isso é a filosofia do yoga e da meditação (pratico há algum tempo) e tem sido muito muito importante para o meu equilíbrio neste momento.

Bianca, todo relacionamento precisa ser regado constantemente para viver ou sobreviver. No caso, o casamento é uma troca, mas o mais importante é que é um time de duas pessoas e nesse momento alguém do meu time está doente, então estou jogando (carregando o casamento) sozinha, mas sei que é momentâneo.

Assim, por mais que não vejo mudanças rápidas, após a descoberta do vício estou praticando o amor incondicional (sem condições para ter compaixão, para acolher....enfim para amar meu marido), sem expectativas. Confesso que nunca pratiquei isso, talvez quando for mãe eu viva de forma eterna esse amor incondicional e claro, não é fácil.

Mas eu tinha três opções no meu casamento, diante do vício:

1-) pegar minhas coisas, sair de casa e pedir o divórcio e nunca mais precisar olhar  na minha vida para meu marido;

2-) fingir que nada acontece ou viver um casamento infeliz e fracassado,  sentindo-me um lixo pela pmo, onde eu iria ficar depressiva por anos e anos, mas não tomar nenhuma atitude e para ter um casamento de aparência e para a sociedade; ou

3-) Lutar, arregaçar as mangas, procurar todas as formas possíveis de ajuda e trabalhar para entender o vício.

Optei pela terceira, tem sido difícil ter esse desprendimento, força, coragem e fé, mas creio que se o meu marido fosse um alcoólatra ou drogadito agiria da mesma forma. Sim, entendo que como envolve o tabu do sexo é mais doloroso e dificulta a nossa aceitação .

Óbvio que não estou feliz com isso, mas estou bem....até porque não aguentaria o tranco se não estivesse bem e amparada de toda ajuda possível.

Respondendo sua pergunta: Sim, a vontade para se libertar do vício é única e exclusiva do meu marido, só posso dar apoio.

E se no final ele não quiser ou não aguentar essa luta, como eu fico?

Resposta: eu tenho muita fé que isso não vai acontecer, tenho fé que ele vai vencer. Mas se ele não quiser, apenas vou ser grata a Deus por ter me dado a oportunidade de ser a mão estendida e o apoio incondicional  de um homem incrível. Grata por ter vivenciado a resiliência, empatia e doação de sentimentos - sem expectativas, para alguém que um dia amei muito e que foi importante na minha vida e que parti porque não partilhamos os mesmos valores de lealdade, fidelidade e união e vida que segue.....como um grande aprendizado.

Mas estou serena e até feliz na mudança de perspectiva do meu casamento (resiliência e empatia), com esse câncer da pmo uniu meu marido e eu.  

Reflita na vergonha que seu marido deve estar, ele expôs sua maior fraqueza porque ele está pedindo socorro, apoio. Pense, por exemplo, um desconhecido ou um familiar te falasse do vício. Muito provavelmente você teria compaixão ou pelo menos tentaria não julgar ou sentir nojo.

Então reflita em tudo que seu marido já fez por você (em quantos momentos ele esteve ao seu lado , que você estava fraca ou doente e que você nunca precisou pedir ajuda) nesse tempo todo de namoro e casamento e reflita se vale a pena neste momento você deixar as emoções um pouco de lado e acolher o homem que juramos amar na alegria, na tristeza, na saúde e na doença e que segunda a bíblia com o casamento nós tornamos uma só carne, praticamente uma só pessoa.

Eu sempre fui muito ausente no meu casamento, achava que o casamento iria sobreviver sozinho, sempre fui muito independente e nunca precisei lutar por ninguém, as coisas sempre foram simples.

Por isso estou levando tudo isso como amadurecimento, controle das emoções quando necessário e até mesmo autocontrole porque meu marido também estava igual o seu marido, apático, desinteressado de qualquer coisas,enfim parecendo um alguém sob efeito de uma droga.

Perdão pelo textão, mas me dói o coração a possibilidade de mais uma família chegar ao fim por causa desse câncer.

Desejo que Deus proteja e ilumine seus pensamentos e emoções, cuide-se (fisicamente, espiritualmente, emocionalmente) e faça apenas o que seu coração mandar.

Mas creia, vale a pena lutar pelo seu casamento e por esse homem que um dia você de apaixonou.

Torço muito por vocês!!! Porque o amor cura, transforma e o bem sempre vence o mal!

Abraços, fica com Deus no coração!
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 3/8/2017, 09:18
Minha cara irmãzinha,

Suas mensagens são sempre tão repletas de esperança e força!!!   Very Happy

Exato, problemas com pmo é reflexo de dificuldades muito mais profundas em lidar com a dor, com a frustração, com os altos e baixos da vida, uma válvula de escape muito prejudicial ao longo prazo...

Que bom que os vídeos do Padre Paulo te ajudaram, lembro que eles foram muito importantes para mim e meu namorado, alguém me recomendou na época e fez diferença...

Apoiar alguém incondicionalmente é algo delicado, que deve ser feito, eu bem sei, tenho tentado cumprir isso.

Mas confesso que hoje estou mais irritada e menos disposta a esse incondicionalmente... Meu amado moço não tem consciência do quanto ele me machucou essa semana com afastamentos súbitos e sem sequer ao menos avisar q estava ok e que precisava ficar sozinho... Pirei me preocupando... Mas de que adianta remoer isso? Ahh amor incondicional, amor verdadeiro, como exige prática e esforço..

Ahhh sua resposta para Bianca me inspirou também... Very Happy Sempre me torturei com a possibilidade do meu namorado não querer seguir lutando, me questionar qual teria sido o sentido de estar com ele sabendo de tudo isso se ele desistisse...

Quanto seu marido, fico animada com a perspectiva dele ir reconhecendo os problemas que pmo está trazendo para ele, é o primeiro passo para ele começar a criar uma firmeza nessa luta.

Um dia de cada vez, de fato, já chorei muito querendo que tudo fosse curado e resolvido de uma hora para outra. Mas somos apenas humanos, né?

Eles levaram anos para ficar tão viciados assim, não dá para resolver em um minuto. Um padre falou isso em uma homília, ficou muito no meu coração. Ele disse: O coração humano cresce  por meio de pequenas atitudes no dia a dia, um processo lento. Mas perceba também que isso também vale para o mal, a gente se perde e adoece por pequenas coisas erradas que fazemos no nosso cotidiano e bem devagarzinho. Ninguém se torna uma pessoa boa do nada, nem faz algo ruim do nada...

É possível uma vida nova após vício em pmo, um relacionamento saudável, torço muito para que vc consiga isso com seu marido!!

Admiro demais tua força para lidar com uma situação tão pesada, como nós parceiras de rebooters sabemos...

Obrigada por me escutar e acolher!!!



Com muito carinho e um coração extremamente grato,

Beth


Esposa deseperada escreveu:Olá querida Beth, que a semana seja de luz e paz!!

Respondendo sua pergunta: Estou lendo aos poucos o e-book. Iniciei uma especialização, estou um pouco mais apertada de tempo.

Sim, ele já está ciente das consequências da pmo no corpo e também está aos poucos enxergando como isso devasta e altera o seu emocional.

Dias bons, dias ruins ....um dia de cada vez, só por hoje.

Eu assisti os vídeos do Padre Paulo Ricardo que você me falou, tem um vídeo específico  - 5 Armas para vencer a pornografia - Padre Paulo Ricardo - que ele explica que é um sintoma de uma doença e não a doença.Extremamente esclarecedor!

Aquilo que já tinha até te dito, os traços (perfis psicológicos) são quase os mesmo.......acredito que a raiz seja baixa auto-estima, depressão, ansiedade, frustrações diárias....Enfim fardos (cruz) da vida que nossos moços não souberam lidar algum dia e se apegaram na pmo para aliviar e fugir da realidade.

Li relatos de moços que foram abusados quando crianças, muito triste!! E esse moço diz que como isso (abuso) o afetou e o levou para a pmo, para aliviar suas angústias e tristezas através da pmo.

Enfim, a pmo é só uma ponta de um iceberg de frustrações e emoções mal resolvidas.

Acho admirável sua força, sua fé e sim, já te disse: O bem sempre vence o mal.

Vamos nos cuidar, estarmos bem em todos os sentidos para apoiar incondicionalmente nossos amados na luta diária deles.

Mantenhamos a calma, paciência, fé que aos poucos Deus abre os caminhos da libertação. Vi que seu moço está pensando em contar para a madrinha para obter mais apoio.

Estou aqui.....não saberei ter palavras sobre o reboot, seus efeitos, o que é normal e o que fazer, mas palavras de apoio, de força, fé, resiliência, empatia  e de foco racional no vício.

Torço muito por vocês!!! Porque o amor sempre e bem sempre vence o mal!

Muitos abraços com carinho e gratidão sempre pelas suas palavras!

Ótimo dia minha querida, fica com Deus no coração!


avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 4/8/2017, 12:38
Beth, minha querida!

Fico grata de que pelo menos minhas mensagens te dão um pouco de esperança e força, no meio desse mundo horrível da pmo.

Aah é tão dolorido conviver com isso e, infelizmente, enquanto nossos moços não estiverem completamente reabilitados.......realmente não terão muita consciência de que certas atitudes são devastadoras para nós e nossos corações.

Tive que chamar a atenção do meu marido no domingo e pedir para ele não nos expor a vergonha, primeiro porque as pessoas percebem um homem com a mulher ao lado e olhando para outras e, segundo, porque eu também poderia ter a mesma atitude dele. Falei apenas isso, não adianta falar muito com homens, eles bloqueiam os ouvidos, precisa ser curta e certeira rsrs

Estávamos no shopping e ele estava descontroladamente olhando para qualquer, eu disse qualquer mulher, inclusive senhoras que cruzasse conosco. Nunca precisei fazer isso, porque nunca tinha tido essa atitude. Olhando para mulheres ao meu lado e ainda mais descontroladamente.......tive que ser firme e forte, mesmo que momentaneamente ele não tenha controle das encaradas nas mulheres (talvez seja abstinência ou efeito caçador), às vezes precisamos colocar novamente na linha rabbit e de forma firme.

Ou seja, desde domingo, portanto, ele tem consciência que isso me machuca e que deve tentar ao menos controlar isso, porque também posso ter atitudes duras que podem machucá-lo, mesmo, como já disse, ele tendo o vício e estar com abstinência.

É muito difícil ser esse apoio porque ter o feeling no momento certo de quando temos que acolher ou quando temos que corrigir - chamar para a realidade. Porque o amor também corrige e educa, mostrando o caminho certo a ser seguido.

Bom, o meu moço tem consciência do que me machucou e vamos ver se funcionou o puxão de orelha rsrsrs.

Mas sempre tendo em mente que são viciados, estão "zumbis" e o discernimento as vezes é falho.

Palavras muito sábias as palavras da homília e que bom que você guardou no seu coração.

Tenho muita fé que sim, há vida e restauração de relacionamentos após a pmo.

Gratidão pelos desejos de um relacionamento saudável, torço muito por vc e seu namorado, que é apenas uma fase da abstinência.

Não sei por quanto tempo será essa luta dos nossos moços, mas é muito importante este apoio você tem me dado. Obrigada de coração.

Que seu coraçãozinho esteja bem, tranquilo e em paz!!!


Abraços com muito carinho e o imenso desejo que Deus abençoe vocês,

Esposa esperançosa




[quote="Elizabeth de Cássia"]Minha cara irmãzinha,

Suas mensagens são sempre tão repletas de esperança e força!!!   Very Happy

Exato, problemas com pmo é reflexo de dificuldades muito mais profundas em lidar com a dor, com a frustração, com os altos e baixos da vida, uma válvula de escape muito prejudicial ao longo prazo...

Que bom que os vídeos do Padre Paulo te ajudaram, lembro que eles foram muito importantes para mim e meu namorado, alguém me recomendou na época e fez diferença...

Apoiar alguém incondicionalmente é algo delicado, que deve ser feito, eu bem sei, tenho tentado cumprir isso.

Mas confesso que hoje estou mais irritada e menos disposta a esse incondicionalmente... Meu amado moço não tem consciência do quanto ele me machucou essa semana com afastamentos súbitos e sem sequer ao menos avisar q estava ok e que precisava ficar sozinho... Pirei me preocupando... Mas de que adianta remoer isso? Ahh amor incondicional, amor verdadeiro, como exige prática e esforço..

Ahhh sua resposta para Bianca me inspirou também... Very Happy Sempre me torturei com a possibilidade do meu namorado não querer seguir lutando, me questionar qual teria sido o sentido de estar com ele sabendo de tudo isso se ele desistisse...

Quanto seu marido, fico animada com a perspectiva dele ir reconhecendo os problemas que pmo está trazendo para ele, é o primeiro passo para ele começar a criar uma firmeza nessa luta.

Um dia de cada vez, de fato, já chorei muito querendo que tudo fosse curado e resolvido de uma hora para outra. Mas somos apenas humanos, né?

Eles levaram anos para ficar tão viciados assim, não dá para resolver em um minuto. Um padre falou isso em uma homília, ficou muito no meu coração. Ele disse: O coração humano cresce  por meio de pequenas atitudes no dia a dia, um processo lento. Mas perceba também que isso também vale para o mal, a gente se perde e adoece por pequenas coisas erradas que fazemos no nosso cotidiano e bem devagarzinho. Ninguém se torna uma pessoa boa do nada, nem faz algo ruim do nada...

É possível uma vida nova após vício em pmo, um relacionamento saudável, torço muito para que vc consiga isso com seu marido!!

Admiro demais tua força para lidar com uma situação tão pesada, como nós parceiras de rebooters sabemos...

Obrigada por me escutar e acolher!!!



Com muito carinho e um coração extremamente grato,

Beth

avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 10/8/2017, 14:26
Esposa deseperada escreveu:
É muito difícil ser esse apoio porque ter o feeling  no momento certo de quando temos que acolher ou quando temos que corrigir - chamar para a realidade. Porque o amor também corrige e educa, mostrando o caminho certo a ser seguido.

Minha cara irmãzinha de luta,

Eis o desafio, achar esse equilíbrio de quando acolher e quando corrigir, orientar... Nem sempre temos condições de acolher como deveríamos, afinal, nos importamos como nossos amados e não dá para ficar indiferente aos problemas relacionados a pmo. Dói na nossa dignidade e em tudo que somos como mulheres lidar com alguns aspectos do vício...

Já disse e não cansarei de repetir que admiro demais a tua força. Meu namorado atualmente está usando a liga, elástico no braço para puxar quando ele começa a fantasiar com alguma moça, será que algo assim não seria interessante para seu marido? Para ajudar com os olhares e os pensamentos perigosos decorrentes disso... Foi a psicóloga dele que sugeriu, apesar de não achar que ele seja viciado, ao menos isso ela fez.

Não sei se seria adequado, lembro que vc falou que tem trabalhado aos poucos com seu marido... Ele tem conseguido suportar a terapia e tem conversado mais contigo? Como você está essa semana?

Espero de todo meu coração que esteja bem e que as coisas estejam avançando na luta de vcs...

Sou grata demais por seu carinho e cuidado!!

Deus abençoe, cure e cuide do seu coração!


Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 22/8/2017, 15:53
Boa tarde minha irmã de luta, espero que esteja bem e seu coração em paz com você, tenho muita admiração pela sua força e amor pelo seu moço.

Tenho lido alguns diários e desde ontem estou um pouco chateada, porque contei toda a situação para uma amiga que mora no exterior e ela disse para eu sair fora o mais rápido possível desse casamento, porque meu marido não vai deixar esse vício.

Agora vi que a Sarah fez uma despedida do fórum e precisou de uma "intervenção" da família e que não sabe o futuro da relação.....tudo tão triste e fiquei mais chateada ainda.

Estou me mantendo mais afastada porque, justamente, me dói muito ver o afinco que as namoradas/esposas depositam na reabilitação do amado, coloco-me no lugar delas....sinto a dor delas, e como estes jogam toda a carga emocional ou de responsabilidades em cima das moças, até mesmo sem querer, e como as moças "compram" uma luta e uma responsabilidade que não é delas. Vivendo intensamente a dor, a auto-estima abalada, o sofrimento, a impotência, a frustração e o pesadelo do vício por eles - carregando duramente esse processo tão necessário e dolorido para a cura, sendo que quem deveria ter esses sentimentos são eles e não as moças, a elas caberia "apenas" dar carinho e amor para que suportem os sintomas  do reboot .

São elas que vão atrás de informações, atrás dos bloqueadores, atrás de profissionais, etc, etc, tudo para ajudar o amado e, infelizmente, talvez por as moças arregaçarem as mangas e enfrentarem bravamente a luta, os moços se "acomodam" porque têm um braço forte que sofre por eles, que briga e exige mudanças, parecendo uma mãe, tentando educar e proteger o filho que não está num caminho legal...e eles apáticos, parecendo zumbis, na pseudo luta de reabilitação do vício!!

Não estou generalizando, mas, infelizmente, percebo isto e isso me dói muito.

Com meu moço entendi logo que não ia adiantar mostrar por A+B o vício, brigar, exigir mudanças, instalar bloqueadores e etc, etc, resultaria em um provável divórcio daqui a algum tempo e eu extremamente fragilizada emocionalmente pela "entrega" e pelo meu foco do meu relacionamento voltado para o vício.

Então enquanto ele não estiver a fim de lutar com unhas e dentes por isso - lutar com a vida dele, que o vício se torne um pesadelo, que ele não queira nem ouvir falar nisso, que tenha causado uma ruína na vida dele - profissional ou pessoal -  por causa do vício, apenas posso continuar sendo carinhosa, amorosa, continuar me cuidando e me amando em primeiro lugar.

Dói, porque não vou ficar alheia ao sofrimento do meu amado, mas a luta contra o vício é apenas dele. O que eu posso fazer é manter o lar aconchegante, sem brigas ou stress, dando incondicionalmente meu carinho e amor.

Então como disse a Domi1 num poste da Sarah....essa é a vida, broxante, nada é perfeito, as pessoas não são perfeitas. Quanto menos expectativas depositarmos no outro humano, menos sofrimento. A única expectativa que devemos cultivas são as nossas próprias expectativas.....de crescimento pessoal, profissional, estudos, uma viagem, etc....

E como o Antônio71 também disse, quando eles mentem e não confrontamos (mesmo sabendo a verdade), apenas continuamos amorosas e mantendo a paz e harmonia no relacionamento, isto vai queimar como ferro quente neles, isso eu tenho certeza, por experiência própria kkkkk

Realmente neste momento estou numa fase ótimo do meu casamento com muita paz, harmonia, carinho, risadas, cumplicidade, amizade, porém ausente a verdade completa e relação sexual saudável com meu marido.

Aliás, já faz quase um mês que não mantemos relação, porque não sou obrigada a ter relação sem ele ter vontade, ser algo mecânico e ruim para ambos, forçando algo que ele não quer neste momento.

Estou pensando no momento de choque de realidade, não adianta eu tentar me enganar que ele vai parar sozinho... porque entendeu a esposa maravilhosa que tem e que isso não é nada legal.

Então em algum momento, quando menos ele esperar e estiver tudo ótimo, vou sair da vida dele e dizer o motivo, porque não vai adiantar brigar, exigir a verdade, exigir mudanças e ameaçar. Ele sozinho, no silêncio, vai refletir o que ele quer para a vida dele e desejo mesmo que chegue no fundo do poço para crescer como homem.

A vida é assim, melhor aprender no amor, porém aprende-se na dor também.....aprende no amor ou na dor.

Optei por não me cansar emocionalmente mais ainda do que já estou, estressar e me magoar procurando as verdades no computador ou celular dele, ou tentando adivinhar os pensamentos podres dele e, me fragilizar ainda mais em brigas e discussões que não vão resolver o problema.

Se entrasse na cabeça dele eu dizer: para com esse lixo agora e puumm num passe de mágica entrasse no cérebro dele eu falaria sem parar até uma semana seguida rsrs.

Difícil, o ser humano é difícil e complicado e tão imperfeito.

Desculpa querida o longo desabafo, mas estou meio chateada porque sinto que logo chegará o momento do choque de realidade, onde ou ele chegará no fundo do poço e lutará para sair do vício ou realmente meu casamento chegará ao fim.

Que Deus te abençoe muito, inclusive com muito sucesso nos seus estudos!!!

Abraços e muito abraços carinhosos,
Esposa esperançosa



Elizabeth de Cássia escreveu:
Esposa deseperada escreveu:
É muito difícil ser esse apoio porque ter o feeling  no momento certo de quando temos que acolher ou quando temos que corrigir - chamar para a realidade. Porque o amor também corrige e educa, mostrando o caminho certo a ser seguido.

Minha cara irmãzinha de luta,

Eis o desafio, achar esse equilíbrio de quando acolher e quando corrigir, orientar... Nem sempre temos condições de acolher como deveríamos, afinal, nos importamos como nossos amados e não dá para ficar indiferente aos problemas relacionados a pmo. Dói na nossa dignidade e em tudo que somos como mulheres lidar com alguns aspectos do vício...

Já disse e não cansarei de repetir que admiro demais a tua força. Meu namorado atualmente está usando a liga, elástico no braço para puxar quando ele começa a fantasiar com alguma moça, será que algo assim não seria interessante para seu marido? Para ajudar com os olhares e os pensamentos perigosos decorrentes disso... Foi a psicóloga dele que sugeriu, apesar de não achar que ele seja viciado, ao menos isso ela fez.

Não sei se seria adequado, lembro que vc falou que tem trabalhado aos poucos com seu marido... Ele tem conseguido suportar a terapia e tem conversado mais contigo? Como você está essa semana?

Espero de todo meu coração que esteja bem e que as coisas estejam avançando na luta de vcs...

Sou grata demais por seu carinho e cuidado!!

Deus abençoe, cure e cuide do seu coração!


Beth
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 22/8/2017, 21:37
Minha querida amiga,

Sinto a dor em suas palavras... Como queria poder te dar um abraço gigante e palavras de esperança e conforto!

O fórum é uma faca de dois gumes.

Estar presente aqui pode trazer esperança e ânimo ao observar aqueles que lutaram com todas as forças contra o vício e eventualmente alcançaram a vitória e recuperaram uma vida digna e saudável.

Por outro lado, ler os diários, principalmente para nós parceiras de viciados, pode aumentar a dor em níveis absurdos, quando nos deparamos com situações semelhantes ao dos nossos moços e de pessoas que simplesmente não conseguem avançar na luta e chegam até mesmo a desistir...

Isso deixa a gente triste e com a sensação de impotência cruel, uma vez que não importa o quanto lemos e queremos que nossos moços aprendam com erros e histórias daqui do fórum, não é o nosso esforço que vai tirar eles do vício.

Esposa deseperada escreveu:
Estou me mantendo mais afastada porque, justamente, me dói muito ver o afinco que as namoradas/esposas depositam na reabilitação do amado, coloco-me no lugar delas....sinto a dor delas, e como estes jogam toda a carga emocional ou de responsabilidades em cima das moças, até mesmo sem querer, e como as moças "compram" uma luta e uma responsabilidade que não é delas. Vivendo intensamente a dor, a auto-estima abalada, o sofrimento, a impotência, a frustração e o pesadelo do vício por eles - carregando duramente esse processo tão necessário e dolorido para a cura, sendo que quem deveria ter esses sentimentos são eles e não as moças, a elas caberia "apenas" dar carinho e amor para que suportem os sintomas  do reboot .

Sim, é muito doloroso e desanimador. Porque conhecemos o sentimento de amar alguém que não está com a gente por inteiro, amar alguém que vive fugindo para um mundo de fantasia e prazer desenfreado, amar alguém que não consegue nos amar de volta...

A mulher que ama se doa muito, acredito ser algo bem particular de ser mulher, a forma e a capacidade de doação que temos quando amamos alguém, uma força e um nível de cuidado sem igual. Ah, por favor, entenda, não estou dizendo que os homens saudáveis não são capazes de amar ou de cuidar, mas o fazem de forma diferente das mulheres, rs.

Os moços viciados vivem anestesiados... O anonymus falou uma verdade que me custou muito quando li, que se ele desistisse do casamento dele e a esposa dele fosse embora de casa, ele provavelmente se afundaria no vício e não sentiria nada.

Eu confesso que fiquei horrorizada... Mas é real...  

As quedas que meu namorado teve após começar o reboot me deixavam com uma dor intensa e uma confusão gigante no coração. Não entendia como aquele moço que parecia gostar tanto de mim se desligasse e fosse capaz de procurar, furar bloqueios, ligar para prostitutas, tudo por um momento de prazer seguido de muita dor e frustração... Mas na hora ele não sentia nada, ele não conseguia se importar porque já estava imerso nas justificativas doentias que o prendem ao vício...

Estou falando tudo isso para dizer que, sim, você está certa ao falar que é absurdo e triste demais as namoradas e esposas lutando desesperadamente por seus parceiros viciados enquanto esses estão paralisados e acomodados. Mas acredito que essa paralisia já é uma consequência do vício, que para eles já é uma luta só se movimentar para ler contra o vício, para reconhecer esse problema, não deve ser fácil. Principalmente após tantos anos de máscaras e mentiras...

Você conhece um pouco da minha dor e minha história com meu namorado, não estou defendendo nem justificando nenhum dos viciados que se mantém acomodados como pamonhas moles ao invés de lutarem por suas próprias vidas. Mas tenho tentado reconhecer esse outro lado da dificuldade deles... Ao mesmo tempo, como falo para meu Uzumaki, com bloqueadores, cuidados da parte dele, e busca efetiva por novas atividades e hobbys é possível sim vencer essa bosta desse vício...

Por essa razão ainda insisto em acreditar que é possível que nossos parceiros vençam essa merda toda... Mesmo que seja preciso caminhar por uma estrada cheia de buracos e as vezes tudo pareça perdido...

Esposa deseperada escreveu:
Optei por não me cansar emocionalmente mais ainda do que já estou, estressar e me magoar procurando as verdades no computador ou celular dele, ou tentando adivinhar os pensamentos podres dele e, me fragilizar ainda mais em brigas e discussões que não vão resolver o problema.
.

Sim, concordo que você não deve se desgastar mais se ele ainda não reconheceu o quanto deve lutar para mudar o problema dele. Fico feliz que tenha conseguido fazer isso, confesso que não aguento, um ano sabendo sobre pmo foi o suficiente para eu não ser capaz de ser carinhosa e tranquila sem me preocupar excessivamente quando algo parece errado...

Continue investindo em você, cuidando do seu bem-estar e do seu corpo... Smile Por mais difícil que seja, nossa paz não pode depender do esforço deles na luta contra o vício... Estou sempre torcendo por ti, pelo o pouco que você expôs aqui é perceptível sua determinação, sua força e seu coração bondoso!

Esposa deseperada escreveu:
Desculpa querida o longo desabafo, mas estou meio chateada porque sinto que logo chegará o momento do choque de realidade, onde ou ele chegará no fundo do poço e lutará para sair do vício ou realmente meu casamento chegará ao fim.
.

O choque, o temido e sonhado choque, ou teremos aquele que amamos de volta ou perderemos eles de vez... Ah minha cara amiga!! Como posso ousar tentar te confortar nessa situação? Eu quase desisti do meu namoro tantas vezes no último mês, não posso nem tentar dizer que a compreendo perfeitamente porque casamento é muito mais do que eu já vivi...

Sinto-me impotente em te ajudar, apenas te reafirmo que não estás sozinha. Eu realmente acredito que Deus te ama verdadeiramente e por inteiro, e que Ele está cuidando sempre de ti, te dará toda a força necessária para superar o que há de vir. E por favor, sempre desabafe, use o fórum na medida que ele fizer bem a ti...

Estarei rezando e torcendo para que você fique bem e em paz, que seu marido lute pela esposa maravilhosa que ele tem!!


Desculpe ter me excedido no tamanho da mensagem..

Abraços carinhosos,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t5491-desesperanca
avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 23/8/2017, 15:01
Ooh minha querida, abençoada e iluminada Beth S2


Como admiro sua bondade e, meu Deus, quanto maturidade para uma mocinha tão nova!!

Esses dias estou meio chateada mesmo, estou sentido a irmã mais nova choramingando  Sad

Pois é, eu vejo a dedicação das moças e como parece que não resulta em nada....apesar de compreender que um dos reflexos do vício é essa apatia, anestesia.

Elizabeth de Cássia escreveu:Sim, é muito doloroso e desanimador. Porque conhecemos o sentimento de amar alguém que não está com a gente por inteiro, amar alguém que vive fugindo para um mundo de fantasia e prazer desenfreado, amar alguém que não consegue nos amar de volta....

Acho que estou assim porque até então eram apenas a minha psicóloga - que está super me motivando para a manutenção do meu casamento - e a terapeuta de casais - que diz que todo casamento vai ter problemas maiores ou menores, mas com problemas, então melhor tentar consertar esse que tenho  Shocked - sabiam do vício.

Mas poxaa aconteceu uma coisa na sexta e fiquei bem maalz e acabei desabafando tudo com uma amiga. Aí ela falou para eu sair desse casamento o mais rápido possível.

Está tudo muito bem no meu relacionamento, só realmente essa questão da relação sexual e, faz um bom tempo que nem um beijo mais apaixonado rola com meu marido. Porém, na sexta peguei carona com um colega de trabalho e aconteceu um beijo e isso está sendo terrível para mim.

Me sinto culpada por não ter sido forte o suficiente para não deixar isso acontecer, mas daí para aliviar minha culpa penso: "o que é um beijo? meu marido já me traiu tanto com prostitutas" e me sinto pior ainda porque sei que não há um flerte, uma sedução, sorrisos, troca de olhares....é um vício (tanto que nas fotos que ele tirou das prostitutas e eu vi, pude perceber na foto que a televisão do motel estava ligada em em emmm porno, claro).

Desde que peguei as fotos e perguntei se poderia ser vício essa situação dele se M todo dia e sair com prostitutas, tenho percebido que estou reparando mais em outros homens e retribuindo olhares.....não sei, talvez porque quebrou o encanto, a admiração que eu tinha.

E fico mal com isso porque estou indo no mesmo, exatamente no mesmo caminho de mentiras e omissões dele....fiquei mto mto chateada, mas sou humana e tem sido difícil essa questão, resistir aos flertes (em resumo: ser percebida e desejada como mulher por um homem).

Por isso, a minha ilusão do choque de realidade - sim eu sei, eu espero um milagre, mas sei que isso não vai funcionar - porque estou começando a fraquejar na fidelidade e também na lealdade.

Não posso simplesmente me anular como mulher e continuar casada ou continuar casada e resolvendo minhas necessidade fora de casa, como se nada acontecesse.

Realmente a relação sexual não segura casamento ou é o fator mais importante do casamento, porém quando a parte sexual não vai bem, abala o casamento.

Contei para a psicóloga e ela indignada que eu não tenha feito isso antes e a terapeuta de casais disse para eu encarar uma possível relação fora do meu casamento como uma "válvula de escape" enquanto meu marido não melhora, depois volto com a fidelidade. Mas assim, não tô sabendo lidar com naturalidade e normalidade com essa válvula de escape sugerida.

Realmente, isso está sendo muito difícil - porque nada justifica eu acabar parando nos braços de outro ou justifica? Difícil  Sad  Sad  

Por isso, antes que algo mais intenso ou profundo aconteça com outro e eu me culpe mais ainda, estou refletindo se não é melhor dar o choque de realidade e ir embora (e no meu sonho meu marido se desespera e pára com vício, mas apenas sonho né?). Sei que é uma batalha árdua de anos e cada pequeno gesto deve ser comemorado como uma vitória.

Eterna gratidão pelo seu carinho, pelas suas palavras, pelo seu acolhimento e, obrigada porque tem sido muito importante suas palavras e, sim, tento lembrar isso que não estou sozinha nessa luta!

Vou me entregar com mais fé a Deus e tentar amenizar essa minha culpa e as reflexões que tenho feito, porque só Ele mesmo para cuidar e dar forças.

Aliás, Deus é bom, Deus é bom o tempo todo que coloca pessoinhas abençoadas para nos dar força em momentos de fraqueza.

Essa semana estou meio bostinha  Very Happy  Very Happy

Admiro imensamente sua força, equilíbrio e sabedoria para lidar com uma situação tão complicada.

Mil vezes obrigada por  escutar meus choramingo e por tanto carinho!!!

Que Deus te abençoe muito e seu amado moço.

Abraços com muito carinho e gratidão,
Esposa esperançosa
avatar
Conor Mcgregor.
Moderador
Moderador
Mensagens : 1145
Data de inscrição : 05/05/2017
Idade : 27

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/8/2017, 08:24
TGuerreiro escreveu:Olá. Seja bem-vinda.
Olha, penso que o primeiro passo é seu companheiro reconhecer que é viciado e que isso está prejudicando o relacionamento de vcs. A partir daí ele pode tentar seguir o método aqui do fórum.
Você não deve colocar todo peso em si mesma, pois a decisão de mudar só poderá partir dele.
Procure conscientiza-lo que a coisa está passando dos limites. A pornografia nunca sacia, a busca por novidades nunca acaba. Procure por mais informações aqui no fórum, baixe o ebook, assista os videos do Gary Wilson e mostre a seu marido. Mas, como disse, a decisão de parar é só dele. E quanto antes melhor.

Eu concordo com o que o Tguerreiro disse. A pornografia não têm fim, e quem entra nela, entra numa espiral sem fim. A unica saída é reconhecer o vício e sair fora. Não têm como ele parar dizendo que não é viciado (Pois ele não reconheceu) e acredite, se ele não reconhecer, NADA NA VIDA DE VOCÊS IRÁ MUDAR, aliás, só vai PIORAR. Me desculpe, mas é a verdade. A pornografia não têm beneficio nenhum. Ele reconhecendo o vício, tudo ficará mais fácil. Você verá

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

avatar
Esposa deseperada
Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 30

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/8/2017, 09:01
Olá Conor, primeiramente parabéns e muita força na sua luta!!

Imagina não precisa se desculpar, dói mas a verdade é essa mesmo.

Neste momento não sei o que dizer ou o que pensar, preciso digerir as situações que estão acontecendo.

Sim, tenho certeza absoluta que o primeiro passo para a liberdade é o reconhecimento da condição de viciado.

E enquanto isto não for reconhecido por ele, nada vai mudar e, sim, a situação só vai piorando cada dia mais.

Obrigada por reforçar essa questão da necessidade de reconhecimento pela parte dele.

Conor Mcgregor. escreveu:
TGuerreiro escreveu:Olá. Seja bem-vinda.
Olha, penso que o primeiro passo é seu companheiro reconhecer que é viciado e que isso está prejudicando o relacionamento de vcs. A partir daí ele pode tentar seguir o método aqui do fórum.
Você não deve colocar todo peso em si mesma, pois a decisão de mudar só poderá partir dele.
Procure conscientiza-lo que a coisa está passando dos limites. A pornografia nunca sacia, a busca por novidades nunca acaba. Procure por mais informações aqui no fórum, baixe o ebook, assista os videos do Gary Wilson e mostre a seu marido. Mas, como disse, a decisão de parar é só dele. E quanto antes melhor.

Eu concordo com o que o Tguerreiro disse. A pornografia não têm fim, e quem entra nela, entra numa espiral sem fim. A unica saída é reconhecer o vício e sair fora. Não têm como ele parar dizendo que não é viciado (Pois ele não reconheceu) e acredite, se ele não reconhecer, NADA NA VIDA DE VOCÊS IRÁ MUDAR, aliás, só vai PIORAR. Me desculpe, mas é a verdade. A pornografia não têm beneficio nenhum. Ele reconhecendo o vício, tudo ficará mais fácil. Você verá
avatar
Conor Mcgregor.
Moderador
Moderador
Mensagens : 1145
Data de inscrição : 05/05/2017
Idade : 27

Re: Acabei de descobrir o vício e não sei lidar com isso..... SOCORRO

em 24/8/2017, 09:17
Esposa deseperada escreveu:Olá Conor, primeiramente parabéns e muita força na sua luta!!

Imagina não precisa se desculpar, dói mas a verdade é essa mesmo.

Neste momento não sei o que dizer ou o que pensar, preciso digerir as situações que estão acontecendo.

Sim, tenho certeza absoluta que o primeiro passo para a liberdade é o reconhecimento da condição de viciado.

E enquanto isto não for reconhecido por ele, nada vai mudar e, sim, a situação só vai piorando cada dia mais.  

Obrigada por reforçar essa questão da necessidade de reconhecimento pela parte dele.

Conor Mcgregor. escreveu:
TGuerreiro escreveu:Olá. Seja bem-vinda.
Olha, penso que o primeiro passo é seu companheiro reconhecer que é viciado e que isso está prejudicando o relacionamento de vcs. A partir daí ele pode tentar seguir o método aqui do fórum.
Você não deve colocar todo peso em si mesma, pois a decisão de mudar só poderá partir dele.
Procure conscientiza-lo que a coisa está passando dos limites. A pornografia nunca sacia, a busca por novidades nunca acaba. Procure por mais informações aqui no fórum, baixe o ebook, assista os videos do Gary Wilson e mostre a seu marido. Mas, como disse, a decisão de parar é só dele. E quanto antes melhor.

Eu concordo com o que o Tguerreiro disse. A pornografia não têm fim, e quem entra nela, entra numa espiral sem fim. A unica saída é reconhecer o vício e sair fora. Não têm como ele parar dizendo que não é viciado (Pois ele não reconheceu) e acredite, se ele não reconhecer, NADA NA VIDA DE VOCÊS IRÁ MUDAR, aliás, só vai PIORAR. Me desculpe, mas é a verdade. A pornografia não têm beneficio nenhum. Ele reconhecendo o vício, tudo ficará mais fácil. Você verá

O novo ebook do projeto têm um livro, namorada de viciados é um livro brinde. Lá têm muitas respostas pra o que se fazer num passo a passo. Talvez seria uma boa dar uma lida.

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum