Compartilhe
Ir em baixo
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty DIAS DE LUTA

em 18/8/2015, 13:40
Fala galera, passando aqui pra relatar um pouco sobre como andam meus dias iniciais desse segundo reboot.

Os primeiros 3 dias foram normais como nos primeiros do primeiro experimento.
O 4º e 5º dia pra mim são bem difíceis, pois eram neles que rotineiramente me entregava à PMO antes de conhecer esse fórum.

Eu não era do tipo que me masturbava todos os dias e várias vezes ao dia. Minha rotina era alternada: dia sim, dia não. Se passasse do 3º dia, no 4º era infalível, seja onde estivesse: serviço, casa de amigos, viajando, etc. rsrs. Mas dias antes de chegar aqui, estava sendo todos os dias e várias vezes.

Enfim, anteontem foi complicado, cheguei a tentar burlar o bloqueio, mas tenho dois bloqueadores poderosos que em crises de abstinências furiosas me barram e eu chego a quase chorar, como se eles fossem um pai carrasco; não há meio de burlá-los, rasgo as senhas em picadinhos, com dificuldade, mas rasgo.

Após isso me sobrevêm um abatimento profundo, como se eu tivesse saído de uma guerra derrotado. volto, e vejo que foi mais uma vitória.  

Eu sei que não posso deixar me guiar por bloqueadores, mas sem eles é muito mais difícil. Daí a importância de tê-los e também banir as senhas.  

Meus primeiros dias são assim, depois vou me acostumando com essa nova realidade.

Tenho corrido todos os dias, saio a esmo, encontro alguns amigos sumidos, converso, mas confesso que isso não me tem feito bem em alguns aspectos.

Por quê? por que sempre vêm aquelas perguntas: "e aí? tá trabalhando já na área (que me formei)?, tá namorando, e a mulherada? tá fazendo o quê"? tenho tentado ser o mais verdadeiro possível, mas há momentos que evito alguns encontros, ou acabo fugindo à verdade completa da situação. Não que eu minta, mas arranjo algumas "justificativas" para me safar. Não sei se isso é bom, mas é complicado.

A situação de desempregado tem me deixado bastante ansioso. Meus pais até podem me ajudar com grana, mas eu fiz um compromisso comigo mesmo de que não quero mais, vou morar na rua, mas não aceito mais. Cheguei à conclusão de que foi por ter aceitado durante anos meus pais decidirem por mim, procurarem emprego pra mim, não me deixarem sair de casa quando pude, não me deixarem namorar com quem queria que me tornei no que sou hoje; um inseguro.

Tudo bem que eles queriam meu bem, mas mau sabiam eles no que estavam contribuindo.
Essa geração Canguru, que é tanto dita hoje em dia, desconfio que é culpa da tecnologia mau usada e de pais protetores de mais, criam filhos depressivos e pra fugir à dura realidade viciamos em alguma coisa, no nosso caso: PMO.


A fase tá braba, mas vamos lá.

Acabei escrevendo demais, como sempre.

Força, camaradas.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
avatar
Convidado
Convidado

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 18/8/2015, 15:16
Primeiramente, quero te dar os parabéns por não ter desistido da luta. Em segundo, quero te dizer que em relação às amizades, é como basicamente eu me sinto também. Por exemplo, já tive oportunidade de conversar com pessoas que eu não via há muito tempo, mas o que poderia ser uma conversa agradável acaba se tornando em mais um gatilho. Quantas e quantas vezes me deparei fantasiando, após conversar com um amigo que só fala em sexo,mulheres e etc, inúmeras vezes. E isso acontece devido ao nosso ciclo vicioso, ou seja, somos viciados. Talvez, aquela pessoa que está olhando uma mulher e te convidando a olhar também, não seja como nós. E aí está a grande diferença nisso tudo, têm uma visão diferente da nossa e até mesmo usa desse artigo esporadicamente.
Então, o máximo que consigo fazer é evitar esse tipo de pessoa do meu lado e conservar as amizades que não me levam para esse caminho. Sei o quanto é difícil, eu mesmo ontem passei por uma situação assim [de encontrar alguém e esse alguém falar tanto sobre mulheres, sexo e tudo o mais; que acabara por comprometer a minha firmeza no reboot]. É triste, mas é assim mesmo que funciona. Parece que é praticamente impossível pedirmos para mudar de assunto quando algum "amigo" vem até nós, para falar de mulheres e sexo. Mesmo sabendo que vai nos prejudicar, tentamos fugir do assunto, tentamos focar em outra coisa, mas a pessoa persiste e acabamos por "achar que seria brega não falar sobre isso" e continuamos no assunto.
Quanto a sua luta, persista e não desista nunca! Já tive muitas recaídas, mas resolvi mudar alguns hábitos do meu dia a dia que tem me feito continuar firme no propósito de ser livre. Porém, é como todos falam por aqui e eu confirmo, não podemos baixar a guarda! [NUNCA]
Estamos bem próximos nos dias de abstinência, então vamos lá cara! Vamos conseguir!
Caso tenha algum tempinho livre, dá uma passadinha no meu diário, com certeza suas palavras serão benéficas para mim e para todos que lerem.
Grande abraço!
Joobit
Mensagens : 97
Data de inscrição : 22/06/2015
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 18/8/2015, 18:37
Raskolnikov,

Vc não está sendo severo demais com vc mesmo?
Meu irmão vc JÁ está empregado. Passou num concurso público. É questão de tempo!

Reflita: vc "culpa" seus pais por viver num "casulo", mas não é vc mesmo quem solidifica e se apega a esse casulo???
Todas as prisões moram dentro de nós mesmo cara. Não fora.

O que te impede de se arriscar mais, a não ser vc mesmo? Não quer pagar o preço de arriscar-se? Ok! que seja assim, mas tenha consciência disso. Consciência de que toda decisão na vida tem perdas e ganhos. E nós estamos sempre decidindo ao esperar que a vida (nossos pais, por exemplo) decida por nós mesmos. É sempre uma decisão nossa, em primeira e em última instância.

Não sei detalhes de sua vida, e talvez esteja sendo generalista demais. Mas reflita sobre si mesmo, sua vida, e sua responsabilidade sobre ela. Nunca é demais.

Um grande abraço. Te deixo com uma frase que gosto muito:

"Somos assim: sonhamos o voo, mas tememos a altura. Para voar é preciso ter coragem para enfrentar o terror do vazio. Porque é só no vazio que o voo acontece. O vazio é o espaço da liberdade, a ausência de certezas. Mas é isso que tememos: o não ter certezas. Por isso trocamos o voo por gaiolas. As gaiolas são o lugar onde as certezas moram."

Os Irmãos Karamazov
Fiódor Dostoiévski



_______________________________________
Joobit, 39 anos. 81 dias sem PMO na primeira tentativa de reboot. Agora na segunda tentativa.
Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=4525286813073408
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 18/8/2015, 18:51
Obrigado, Anonymus. Também te parabenizo por, mesmo enfrentando dificuldades, persistir nessa luta que não é nada fácil.

(Vou responder a você, mas serve pra todos que me acompanham ou estão lendo por acaso)

Sim, certas amizades são altamente corruptoras; é preciso lutar até mesmo contra esse obstáculo. No meu caso, o papo sobre mulheres, sexo, etc, não chega a ser efetivamente um gatilho.

O problema maior sobre isso é a sensação de inferiorização que sinto, já que no momento não estou "pegando", nem namorando alguém. Acresce-se a isso o desemprego, a idade relativamente avançada pra em casa de pai e mãe.

Sei que pra muitos 25 anos não é idade pra tanto alarme, mas é que todos os meus familiares e pessoas do círculo de convívio não veem isso com naturalidade.

Venho de uma família relativamente pobre, e família de pobre você já viu, né? são muitos componentes e cada um tem de seguir seu rumo cedo na vida, não há tempo nem espaço para pensar em estudos, faculdade, mestrado,  o kralho a 4. kkkk, já que para isso precisa de "apoio" dos pais e não ter gente te enchendo o saco perguntando quando vais casar, gerar prole, etc, etc, etc.

Soma-se a isso o fato de eu ser afrodescendente nesse país tão "bonzinho". Meu pai é de origem portuguesa e indígena. Minha mãe, de africana. Pai caboclo, cabelo liso; mãe negra, cabelo crespo, e eu uma mistura, nem sei o que sou de fato. Mas me considero negro, me vejo negro.

Meu problema é que minha mãe estudou mais um pouco, digamos que ela tem um olho no país de cegos, e conseguiu certa estabilidade financeira, e incutiu que seus filhos iriam estudar.  E como, desde pequeno, não sei se pela educação rígida, ou fatores genéticos, vi-me muito tímido, mas muito propenso aos estudos e com uma visão meio revolucionária, já que enfrentei uma infância pobre e sofri na pele discriminações várias. Até hoje. Mas sou o único num mar de parentes que tem curso superior. Talvez pelo sofrimento. Então eles me veem como alguém muito diferenciado, metido a bom, etc. Suspeito também de que alguns pensam que sou gay. Nada contra quem é, mas temo ser tachado de uma coisa que não sou.

Meus problemas se agravaram quando eu afundei na PMO e passei a atribuir meus fracassos e "medo" de mulheres reais a um pequeno defeito de nascença; foi quando, ano passado, resolvi fazer uma cirurgia, e ficou muito pior. Quase me suicidei.

Então, toda essa pressão me aflige e me faz por vezes perder o foco de onde quero chegar, mesmo com meus pais segurando a barra. Mas sigo firme na luta, eu sei que eu posso, eu já experimentei o que o reboot me trouxe, só preciso me aceitar, cultivar outros valores e encontrar alguém que eu possa dar e receber amor de verdade.

Apesar de sempre estudar, ter uma consciência crítica do mundo, o sexo desvirtuado (pornografia e masturbação) me atrapalho de mais. Quase me matou.

Enfim, obrigado, cara.

Vou passar lá no seu diário, aliás acompanho sempre seu diário e o de quase todos aqui. É que meu bloqueador não permite ver alguns diários. rsrsrs

Vamo que vamo, meu bom. Quero ler seu relato de sucesso daqui a 85 dias. Força aí.


Última edição por Raskolnikov em 18/8/2015, 19:18, editado 1 vez(es)

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 18/8/2015, 19:13
Caro Joobit, Irmão não me direcionei a você no post anterior, pois não tinha visto ainda sua mensagem. Mas muito obrigado, camarada, pelas palavras, elas me enchem de coragem e, de certa forma, me gera certo incômodo, me faz ver a vida sobre outro prisma.

De fato, me acho severo demais comigo mesmo, às vezes. Apesar de muitos problemas, tenho tido sorte na vida e você me deu um tapa na cara quanto ao concurso, cara. Tenho muito a comemorar mesmo, tenho um curso superior nesse país tão desigual. (só pra constar, já perdi pessoas que foram amigos na adolescência e muitos conhecidos próximos pro mundo do crime; já morreram, e eu aqui "contrariando a estatística") Já estava quase morrendo na depressão e encontrei esse site, encontrei vocês que mesmo não vendo o rosto posso imaginar, sinto o espírito de cada um, o abraço de cada um. Eu disse ao Projeto, no meu relato de sucesso, que queria muito abraçá-lo, assim como a cada um de vocês.

Realmente preciso rever muita coisa e agradecer mais. Preciso de mais coragem.

PS. minha afobação quanto ao emprego é que já faz mais um ano, devido a problemas de saúde, meu dinheiro acabou e tenho que pagar um bem, se não vou perdê-lo. rsrs


Abraço, camarada. Belíssima frase de Dostoiévski. Esse cara é dos meus prediletos.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
neoii
Mensagens : 653
Data de inscrição : 21/07/2015
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty bom dia

em 19/8/2015, 10:24


olá sou esposa de um viciado e venho acompanhando você a muito tempo
eu percebi que esta com problemas fora o pmo ,bom na verdade eu sei oque essa merda
faz na vida da gente e como sei mas não sei como é a abstinencia ,cara eu sempro fui a
queridinha da galera namorei muito e vou te falar uma coisa eu gostava de um menino no ensino médio e ele nem me dava bola ,olha que eu tinha quem eu queria na época e o mais engraçado
ele ficava cheio de mulheres em volta dele ,bom só esqueci de te falar o detalhe ele não tem uma das pernas mas ele era tão maravilhoso que isso era um detalhe uma vez lembro que ele começou a namorar com minha prima e ele no meio da rua na frente de uma balada gritou para ela entrar no no carro e ela estava conversando com umas meninas ,ai ele gritou fulana entra no carro se não eu vou te dar um pé na cara kkk ele tirou a perna mecanica e começou a falar issso ,todo mundo rachou ,a ta ele não ficou com ela ele arrumou uma loira linda e pior inteligentissima, bom ai gostaria que vc chegase a conclusão que como diz roberto carlo (detalhes tão pequeno para nós dois),vocês estão tão sucumbido por esse vicio nojento que não percebe que as mulheradas até paquera um homem bonito e gala mais na verdade ela gosta do cara que tem assunto que olha dentro dos olhos dela e queira ouvi-la é isso tem que ser o cara ç,pois vc sabe que mulher fala pra caramba,o vicio não deixa vocês perceberem que a mulher pensa de forma diferente ,mulher quer principe e o principe e os principe diz que ela é linda amavel ,que ama falar com ela e que ela é especial para ele ,e isso faz a mulher se apaixonar ,não é um problema que vai fazer que ninguém te olhe ,na verdade os outros olha para você do geito que vc se olha .boa sorte vou te seguir e ver seu avanço..
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 19/8/2015, 20:38
Neoii, muito obrigado pelas palavras, de conforto, pelo exemplo de superação que você relatou. Realmente preciso olhar minha vida por um ângulo que o físico não seja o principal, embora ele nos ajude na autoestima.

O meu maior problema e desespero ás vezes é saber que, por desconhecer meu vício em PMO e os problemas decorrentes dele durante anos, tomei uma decisão que só piorou as coisas. Aí fiquei com dois grandes problemas: o defeito físico agravado e o vício que voltou, não só em PMO, mas em álcool também, em forma de revolta.

Eu era muito vaidoso fisicamente, malhava, corria e, de repente, algo sai fora dos trilhos. Foi um abalo muito forte. Já havia o problema da PMO, a timidez etc. Aí, então, passei a pensar que jamais irei me relacionar com alguém, por vergonha da sequela.

Mas aos poucos vou me aceitando, vou cultivando outros valores. O primeiro reboot me mostrou que é possível sim.

Vou focar nos estudos, trabalho (quando iniciar). Pretendo fazer uma plástica, se não resolver, e se de fato não encontrar alguém, vou me dedicar a outras coisas mesmo.

Obrigado pelo apoio. E acompanho também sua luta com o teu esposo. Vejo como és guerreira. Desejo que isso se resolva.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Peixoto
Mensagens : 21
Data de inscrição : 12/04/2015
Localização : RN
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 26/8/2015, 10:47
Olá Raskolnikov, há quanto tempo cara!

Passando aqui rapidinho pra dizer que estamos juntos cara. Tive recaídas (no plural mesmo). Ponto. Bom seria se não tivesse acontecido, mas já que aconteceu é aprender com nossos erros e bola pra frente... Claro, não sei se pra você também, mas tá phoda. Não tem sido fácil. Mas é válido e vale muito a pena! Tá aí sua aprovação num concurso, a saída do poço que é a depressão e outros avanços pra mostrar que capacidade de superar e avançar ainda mais, você tem.
Faculdade aqui tá puxada, então nem sempre vou poder responder, mas sigo acompanhando seus relatos. Como disseram acima, você já fez diferença na vida de uma galera daqui do fórum com seus depoimentos e avanços, então pode muito bem inspirar-se em vc mesmo pra seguir evoluindo...

Forte abraço!
Joobit
Mensagens : 97
Data de inscrição : 22/06/2015
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 27/8/2015, 00:32
Raskolnikov,

Caí com 81 dias sem PMO. Escrevi um relato sobre esse processo todo.
Lembrei de vc parceiro e de sua luta.

Dá uma olhada lá:
http://www.comoparar.com/t1251-queda-com-81-dias-sem-pmo-resetando

grande abraço

_______________________________________
Joobit, 39 anos. 81 dias sem PMO na primeira tentativa de reboot. Agora na segunda tentativa.
Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=4525286813073408
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 28/8/2015, 09:53


Fala, Peixoto. Obrigado pelo apoio, cara. Quanto tempo. Achei que você tivesse se mandado daqui.
Pois é, cara, essas recaídas são uma lástima, no entanto devemos aprender com elas. Aqui também tá foda. Mas vale sim muito a pena, os frutos vêm. Já sou bem diferente daquele cara que chegou aqui, embora enfrente ainda alguns problemas.

Força pra vc aí, amigo. Não desista, converta toda a fúria, a angústia da abstinência etc. em seus sonhos, em seus estudos. Eu sempre uso isso e é isso que está me levando às conquistas.

Mano, esse início de reboot novo foi bastante complicado, mas eu aprendi uma coisa: não fugir da tristeza e da vontade de recair. Não fugir, no sentido de encarar as frustrações, as tristezas que me assaltam quando entro em crise. Quando ela chega, não saio mais pra rua como antes pra beber, nem tento me envolver com alguém a fim de preencher meu vazio, simplesmente deixo ela vir, deito em algum lugar, me contorço, literalmente, as vezes até choro em silêncio, curto a solidão, estudo o vácuo, mas não me entrego aos vícios. Pois é mentir pra mim mesmo. O problema é que a gente teme a solidão e fugimos sempre em busca de algo pra nos preencher.

Eu voltei com tudo pros meus estudos e já pretendo pretendo prestar outro concurso mais audacioso ainda. Minha atenção e concentração estão como nunca, só a falta de grana que me deixa preocupado, mas logo essa situação vai se reverter.

Força pra você ,cara. Vamo pra cima desse monstro.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 28/8/2015, 10:01
Fala, Joobit.

Cara, nem sei bem o que dizer diante dessas recaídas. Só sei que elas nos deixam péssimos. Mas não podemos negar que 81 dias longe disso foi um feito e tanto, com certeza um grande experimento daquilo que você poderá levar pra vida toda no próximo reboot. Parabéns pela marca, cara. Volte com tudo. Vou ver seu diário.

Abraço, parceiro.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 24/9/2015, 08:26
Fala, galera.

Escrevo esse diário, mais a título de desabafo mesmo, já que aqui é o nosso ambiente de descarrego e também para ver se não recaio mais uma vez.

Bom, como podem ver aqueles que me acompanham aqui a algum tempo e os que chegaram recentemente, eu sou aquele cara que já completou o reboot uma vez e até cheguei a escrever meu relato de sucesso. Entretanto, não estava curado do vício ( e nem sei se me curarei, acho que não, enquanto não substituí-lo por algo real), recaí uma, duas, três...vezes e agora tô numa dificuldade enorme de emplacar outro reboot. Sinto-me mais fraco, mais vulnerável, como se a PMO fosse uma necessidade vital, o que de uma certa forma é. Sexo é vital; ninguém discorda. O problema é essa via pela qual o pratico.

Nos primeiros dias, penso que serei capaz, mas por volta do 5º ou 6º dia a vontade é enorme de ver P e praticar M. Faço o que for preciso pra acessar, procuro as senhas escondidas feito um louco, se não as encontro, faço o pedido por e-mail - esses dias mandei um e-mail desaforado para a empresa kurupira, nem sei se os emails são automáticos ou não - eles demoram séculos pra me enviá-la, o que só aumenta minha euforia. Quando ela chega fico tremendo e nem vejo a hora que entro nos "sites". Dia desses eles demoraram uns três dias, mas quando a senha chegou, tive um lampejo de racionalidade e exclui definitivamente o e-mail.

Realmente eu preciso de ajuda. Tenho medo de voltar ao estado depressivo profundo em que estive afundado ano passado. Há diversos outros fatores que eu sempre insisto em colocá-los como desculpas para me refugiar na PMO. Há momentos que fico extremamente lúcido, maduro, mas basta um desentendimento, uma frustração, ou até mesmo uma notícia ruim pra eu ficar muito mal e...

Por isso, cortei facebook por uns tempos, já que me sentia em extrema desvantagem em relação a muitos que vejo por lá. Não é inveja, mas é uma sensação de que fracassei como pessoa. Outro motivo eram as notícias que acompanho naqueles jornais de face. Nossa! aquilo me deixa muito ansioso: crise econômica, humanitária, crise política no brasil, ódio que as pessoas destilam nos comentários, etc.

Fiquei um bom tempo longe de lá, mas bateu uma solidão mais danosa ainda, voltei, mas parei de acompanhar os jornais e certas pessoas que só andam postando sucesso. É uma alegria que me incomoda. Sei lá, tenho a sensação de que tais pessoas fazem isso para humilhar outros ou são também muito carentes de atenção. Não sei ao certo, talvez seja a posição em que me encontro e se estivesse muito bem estaria a todo momento postando fotos também.

Outro problema meu é a dificuldade enorme que tenho em me socializar. Isso me dificulta a arranjar emprego temporário pelo menos até ano que vem, já que é preciso muito jogo de cintura nesses tempos de crises, hahaha. Consequentemente fica difícil arranjar uma namorada e vem a carência natural de todo ser humano e depois a ... já sabem. Minha esperança agora está no que vem que provavelmente serei nomeado no concurso.

Por falar em concurso, estudar pra concurso foi um fator muito importante para a completude de meu primeiro reboot. Parece que é preciso ter uma meta pra vencer a PMO que não seja apenas os 90 dias. No meu caso, como estava me recuperando de cirurgia e não via possibilidade de me relacionar com alguma mulher, canalizei minha energia sexual toda pros estudos. Como acabou essa meta, me senti no vazio e recaí por não ter outro motivo a me manter.

Tendo isso em vista, comecei me preparar para outro concurso há duas semanas, mesmo sabendo que minha chances são poucas. Vejo que está dando certo, pelo menos para manter minha mente ocupada e cansada de tanto ler. hehehehe

Por isso, eu aconselho a quem tá iniciando o reboot e não tem namorada, mas tem todas as condições de ter e são muito tímidos, a buscar mesmo, tem de paquerar, sair pras festas, pra rua, nem que tome "uns fora". Não tem como fazer o reboot com o fim em si mesmo, é preciso ter um motivo maior, algo que extrapole os limites do egoísmo. Procurar dar amor em vez de só receber como é PMO. Ter uma namorada, uma esposa, fazê-las felizes; fazer os pais se sentirem orgulhos dos filhos que têm, os filhos orgulhosos dos pais, etc.

É lógico que isso não é tão simples assim, fosse assim, ninguém estaria aqui e nem eu estaria escrevendo isso. Mas é preciso se alimentar disso sempre, ainda que estejamos na lama. Tem de haver motivos que não seja nosso eu. Os grandes heróis do mundo só venceram suas próprias tentações porque o sentido de seus atos estavam voltados para outras pessoas. Jesus, Gandhi Sócrates, só pra citar alguns. Posso estar errado na minha observação, mas é o que venho construindo ideologicamente.

É isso galera, espero que vençamos essa luta com a ajuda mútua.

Abraço e força a todos.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Rider
Mensagens : 460
Data de inscrição : 27/04/2015
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 24/9/2015, 08:55
"Os grandes heróis do mundo só venceram suas próprias tentações porque o sentido de seus atos estavam voltados para outras pessoas. Jesus, Gandhi Sócrates, só pra citar alguns. Posso estar errado na minha observação, mas é o que venho construindo ideologicamente. "

Era isso que eu precisava ler hoje. Venho notando que nós, rebooters, somos nossos piores inimigos quando não temos controle do vício. Como dizia Leonardo Da Vinci, "não existe mais alta majestade do que o domínio de si mesmo."

_______________________________________
Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=5486938983235584
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 24/9/2015, 21:56
Fala, Rider. Exatamente isso, cara.

A partir do momento que descobrimos o que a sociedade e nós fizemos de nós mesmos ao longo dos anos, somos os únicos responsáveis agora por nosso destino.

É extremamente difícil termos o domínio de nós mesmos, mas devemos buscar isso constantemente. Tenho a certeza de que estamos no caminho.
Força.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Parsifal
Mensagens : 528
Data de inscrição : 24/06/2015
Idade : 36
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 24/9/2015, 23:35
Olá, amigo fã de Dostoiévski.

Quanto ao que comentou sobre o facebook e as pessoas que postam seus sucessos acho que cada caso é um caso. Tem gente que apenas quer compartilhar um momento de felicidade, como um amigo meu que postou foto do casamento dele nesses dias, e tem outros que aí sim são carentes e querem ostentar o pouco que tem como se fosse muito. Mas na verdade estão numa miséria interna e espiritual enorme.

Entendo como se sente quanto ao sucesso alheio. Agora consegui uma namorada e estou me sentindo muito bem, mas me lembro do ano passado, me sentia muito incomodado de ver casais felizes, etc, nem era exatamente inveja porque nunca quis o mal de ninguém. Mas era um sentimento de inferioridade porque todos tinham algo e eu não conseguia, e comecei a me achar feio, sem graça e assim por diante. Ainda mais depois que uma garota que eu gostava começou a namorar e postava fotos com o namorado. Era uma tortura. Mas a vida deu uma volta e encontrei alguém que me valoriza e que está sendo a maior motivação pra eu completar meu reboot.

Por isso digo pra não desistir e, já que não funcionamos bem sem metas, procurar sempre uma meta nova. Quando alcançar algo, busque outra coisa. E não se diminua porque sempre pode encontrar alguém que te ame e, se isso demorar, procure em primeiro lugar amar a si mesmo, por mais clichê que pareça.


_______________________________________
Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=5184415713984512

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=6586303239946240
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 25/9/2015, 20:02
Obrigado pela empatia e pelas palavras encorajadoras, amigo Parsifal. Sou sim fã do Dostoiévisk, Meu sonho é conhecer a Rússia, São Petersburgo, as russas... Só a língua que acho q seria quase impossível pra mim. rsrs

Realmente é difícil ver outras pessoas esbanjando felicidade enquanto você se encontra em situação difícil. Não é inveja como você bem sabe. É uma sensação de que fracassamos; o outro fez tudo certo enquanto nós não.

Acredito que todo ser humano pelo menos uma vez na vida teve esse sentimento e se comparou com o outro. Isso não é bom, mas é do homem. E nessa era, na qual as redes sociais permitem acompanhar o dia-a-dia das pessoas, mesmo a zilhões de quilômetros, essa sensação tende a crescer e a competição por se mostrar mais bem sucedido também.

Enfim, estou aprendendo a aceitar, aceitar que realmente fiz muita coisa errada mesmo, e agora tenho de pagar o preço de um passado errado. Creio que isso já é um grande passo rumo à mudança.

Abraço, força a nós, amigo.


Última edição por Raskolnikov em 25/9/2015, 20:06, editado 1 vez(es)

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
avatar
Convidado
Convidado

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 25/9/2015, 20:21
E aí meu brother, como vai a luta?
Passando só para te encorajar um pouquinho à lutar contra esse maldito vicio.
Já ouvi inúmeros relatos de pessoas viciadas em álcool, drogas e outras coisas. Todas essas pessoas superaram. E eu acredito que vicio é vicio. Não importa no que exatamente a pessoa é viciada, é devastador da mesma forma.
Espero que também possamos nos felicitar com uma outra vida que nos aguarda; longe de toda essa porcaria de vida que temos agora.
Ninguém nasceu para viver assim, sendo dependente de algo tão maligno.
Por isso, resolvi passar por aqui, apenas para te dar um incentivo de que EXISTE SIM A CURA. Claro que quando eu falo em cura, é simbolicamente, pois você terá que ser um guerreiro por toda a sua vida.
Porém, não há nenhum mal que caia sobre ti que você não consiga suportar.
Um grande abraço e muita força aí irmão. Sei que você consegue, sei que nós conseguimos.

#JUNTOS SOMOS MAIS FORTES
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 25/9/2015, 21:17
Valeu, meu caro Anonymus.
Muito obrigado por dispor de um tempinho passando por aqui com o fim de me fortalecer. Realmente precisamos uns dos outros aqui e na vida em geral. Abraço e que os votos que me direcionastes ocorram em ti também.

Força, mano. Somos capazes.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 27/9/2015, 11:59
É galera, hoje o dia não está fácil. Libido altíssima (e sem ereção), boca enchendo-se d'água ao rememorar algumas cenas. Enfim, sintomas de um adicto severo, assim como nos primeiros dias do primeiro reboot que fiz. Mas os bloqueadores estão por toda a parte me barrando. 

A boa notícia é que nos últimos dias, após corridas, exercícios físicos forçados, minha sequela cirúrgica mostrou uma grande melhora, ou seja, está desaparecendo. Acho que ela se desfará completamente ao longo dos anos. 

Isso já me deu um grande alento para continuar e ter coragem de encontrar uma parceira real sem ficar preocupado com a vergonha de tirar a roupa, o que foi um dos fatores que me trouxe de volta à PMO.

Vamos que vamos.

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
Parsifal
Mensagens : 528
Data de inscrição : 24/06/2015
Idade : 36
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 27/9/2015, 21:58
Raskolnikov escreveu:É galera, hoje o dia não está fácil. Libido altíssima (e sem ereção), boca enchendo-se d'água ao rememorar algumas cenas. Enfim, sintomas de um adicto severo, assim como nos primeiros dias do primeiro reboot que fiz. Mas os bloqueadores estão por toda a parte me barrando. 

A boa notícia é que nos últimos dias, após corridas, exercícios físicos forçados, minha sequela cirúrgica mostrou uma grande melhora, ou seja, está desaparecendo. Acho que ela se desfará completamente ao longo dos anos. 

Isso já me deu um grande alento para continuar e ter coragem de encontrar uma parceira real sem ficar preocupado com a vergonha de tirar a roupa, o que foi um dos fatores que me trouxe de volta à PMO.

Vamos que vamos.

Olá, Raskolnikov. Eu também algum dia pretendo conhecer a Rússia, é um país fascinante, e de Dostoiéski atualmente estou lendo O Idiota. Todos os livros dele que já li (Irmãos Karamazov, Crime e Castigo e O Jogador) me trouxeram lições valiosas, é realmente um autor incrível, um dos meus preferidos. Para nós seria muito bom que todos tivéssemos uma Sonia ao nosso lado. Agora que estou namorando ganhei uma força a mais contra o vício e os sintomas que vc sente eu tb já senti, assim como um tremor para me masturbar, é terrível.

Bom que está superando a sequela cirúrgica, e mantenha-se firme no reboot com a convicção que pode encontrar uma parceira real. Às vezes ocorre quando menos espera, comigo foi assim, depois de anos e anos sozinho e quase perdendo as esperanças quanto a isso.

_______________________________________
Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=5184415713984512

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Img?u=6586303239946240
avatar
Convidado
Convidado

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 28/9/2015, 10:29
Raskolnikov escreveu:É galera, hoje o dia não está fácil. Libido altíssima (e sem ereção), boca enchendo-se d'água ao rememorar algumas cenas. Enfim, sintomas de um adicto severo, assim como nos primeiros dias do primeiro reboot que fiz. Mas os bloqueadores estão por toda a parte me barrando. 

A boa notícia é que nos últimos dias, após corridas, exercícios físicos forçados, minha sequela cirúrgica mostrou uma grande melhora, ou seja, está desaparecendo. Acho que ela se desfará completamente ao longo dos anos. 

Isso já me deu um grande alento para continuar e ter coragem de encontrar uma parceira real sem ficar preocupado com a vergonha de tirar a roupa, o que foi um dos fatores que me trouxe de volta à PMO.

Vamos que vamos.

Fico feliz por você ter conseguido resistir aos impulsos.
É isso aí cara! Foco, força e fé.
Que Deus te abençoe.
avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 28/09/2015
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty BOA GAROTO

em 28/9/2015, 15:58
ISSO AÍ MANO, SEGUE EM FRENTE. A VIDA É INFINITAMENTE MAIOR. ABRAÇO
avatar
Mensagens : 358
Data de inscrição : 13/09/2015
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Parabens

em 28/9/2015, 20:51
Força mano!

Parabéns, não desista!

_______________________________________
Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
Filipenses 3:13

Mas nós não somos dos que retrocedem para perdição; mas dos que têm a fé para a salvação da alma.
Hebreus 10:39-39

Link do meu diário: http://www.comoparar.com/t1408p25-preciso-de-pessoas-que-me-entende?highlight=preciso+de+pessoas+que+me+entende

( )30 dias       ( )60 dias     ( )90 dias                   13 de Novembro 2019  
Raskol Nikov
Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 29/9/2015, 16:53
Obrigado, Parsifal, pelo apoio.  É verdade, cara, ter uma Sônia ao nosso lado é muito importante. Você encontrou a sua e estou trabalhando para que a minha Sônia não demore a aparecer, se não ficarei muito triste com o passar dos dias, meses, anos... e será difícil desvencilhar por completo desse vício. 
Graças a Deus, minha sequela está se desfazendo depois de tanto exasperar-me. Graças  a Deus é mais uma vitória. 

_______________________________________
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma. (Henley)
avatar
Convidado
Convidado

Minha luta - Reboot de Raskolnikov - Página 5 Empty Re: Minha luta - Reboot de Raskolnikov

em 29/9/2015, 17:26
A nossa recompensa está no esforço, não no resultado. Um esforço total é uma vitória completa.
Mahatma Gandhi

Grande abraço!
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum