Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

Diário do Victrix

em 15/8/2017, 18:58
Olá, meus caros. Eu sou o Victrix e tenho 28 anos.

Tive meu primeiro contato com pornografia com mais ou menos 8 anos - sim, tudo começou muito cedo -, mas ainda antes disso lembro que eu já fantasiava bastante. Acredito que tinha predisposição natural, ou algo parecido, para cair com tudo nesse vício triste e silencioso, que foi o que aconteceu mais tarde.

Consumi pornografia de maneira esporádica até os 11 anos, quando recebi um computador com acesso à internet (discada). E foi aí que o vício começou de verdade, escalando de maneira muito rápida. Nunca cheguei a ver nada ilegal, graças a Deus, mas com 13 anos já tinha me masturbado pra cenas que escandalizariam facilmente a maioria das pessoas na minha idade atual. Afundei muito e muito rápido, e levei junto meu desempenho escolar e minhas já medíocres habilidades sociais.

Com 15 anos, veio a internet banda larga e uma piora considerável na minha situação. Havia dias em que minhas sessões de PM duravam mais de cinco horas, praticando o que hoje sei que é chamado de "edging". O grande prazer da minha vida era passar horas e horas assistindo fetiche atrás de fetiche e buscando situações novas e cada vez mais esdrúxulas que ainda possuíssem alguma capacidade de me excitar. Cheguei a um ponto em que até mesmo assistir vídeo de sexo "vanilla" não produzia o mais mínimo efeito em mim, e consegui a proeza de desenvolver DE até para a própria pornografia que me excitava, o que também não me impedia de chegar ao orgasmo.

Um ano depois, com 16 anos, eu já sofria de ansiedade social e de depressão. Pensava consistentemente em me matar e só encontrava alívio temporário no vídeo-game e no PMO, que por sua vez realimentava o ciclo. Eu culpava Deus, o mundo, a sociedade e a minha família pelo meu sofrimento e não enxergava que justamente o que parecia ser minha fonte de alívio era o que estava me matando lentamente, e com a minha conivência.

Uma breve digressão: na época, em alguns raros momentos de lucidez, cheguei a imaginar que o PMO podia ter alguma relação com tudo o que eu estava passando. Mas quando pesquisava a respeito - sempre fui um tanto curioso, e foi essa curiosidade que mais tarde me deu ao menos uma chance - só achava "especialistas" dos mais variados campos anunciando em tom arrogante que não havia absolutamente nada de errado com o uso de pornografia, com o ato de dar vazão às fantasias e "descobrir e explorar seu corpo", que era a coisa mais saudável e normal do mundo e que pensar o contrário era mero preconceito reacionário. Na minha credulidade e ignorância, eu comprava a história (que, no fundo, era o que eu queria ouvir, admito) e voltava a reforçar as muralhas da minha prisão. Hoje sei que há muitos ditos "especialistas" e "intelectuais" engajados na divulgação de ideias que soam muito bem, mas na prática apenas tornam miseráveis as vidas das pessoas que as seguem e até de outras a seu redor, quer seja com consciência disso ou não.

Avançando agora para os meus 21 anos. Por meio de uma postagem no falecido orkut em uma comunidade de depressivos, descobri o Your Brain On Porn. Cliquei no link da postagem apenas por curiosidade e já estava pronto de antemão para despejar todo o meu desprezo no site, que imaginava ser apenas propaganda moralista cristã (na época, eu seguia umas ideias meio new age e tinha um tremendo preconceito contra o cristianismo). O primeiro choque foi ao ver que não se tratava de nada do que eu pensava e o segundo foi ver que tudo o que era descrito no site se encaixava perfeitamente com a minha situação. A sensação que tive foi a de ter sido enganado por muito tempo. Me senti muito mal, mas pelo menos agora já sabia o que fazer. Realmente, o pior inimigo é aquele que sequer sabemos que nos faz mal...

E aqui estou, 7 anos depois. Sou fraco mesmo. Em todo esse tempo, nunca consegui chegar sequer perto dos 90 dias. Tentei bloqueadores e mais bloqueadores de sites pornográficos, sem muito resultado - na hora do aperto, ou eu achava uma maneira de burlar o bloqueio ou dava algum outro jeito, o que inclusive me pôs em situações bem ridículas. Livros sobre o assunto, já li vários, e sei dizer de cor e salteado todos os efeitos nocivos do PMO na minha vida, mas eles não me motivam o suficiente. Às vezes penso que, pelo início muito precoce do meu vício e pela intensidade com que o pratiquei, não tenho mais jeito. Mas também tenho consciência de que tive melhoras consideráveis em vários aspectos da minha vida desde que comecei a lutar contra isso, reduzindo pelo menos a frequência do PMO, e lembro das poucas vezes em que passei de três a quatro semanas limpo. Apesar de ser pouquíssimo tempo em relação ao pessoal que já passou das barreiras dos 90, 180 dias (esses caras são FODA), nessas situações pude viver pelo menos uma amostra do homem que era para eu ser de verdade. E aí recupero a vontade vencer esse lixo.

Ontem a tentação foi grande, mas resisti e agora estou no 12º dia. Espero desta vez pôr fim a essa novela definitivamente.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1440
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 15/8/2017, 19:38
Olá, seja bem-vindo ao fórum. Vi que vc já tem bastante conhecimento sobre o vício, penso que já deve estar por dentro de como funciona o método Como Parar, então o que posso dizer é que permaneça por aqui para que possa ser acompanhado e quem sabe também ajudar os demais usuários.
Em relação a conteúdos cristãos penso que não devemos subestimar os conceitos abordados, pois muito deles são de grande ajuda, inclusive trazendo uma visão bastante clara sobre o vício.

Dá uma olhada nesse texto de 1989:

"A pornografia - como a droga - pode criar dependência e move à busca de material cada vez mais excitante ('hard core') e perverso. A probabilidade de adotar comportamentos anti-sociais crescerá à medida em que este processo prossegue".

Tem tudo haver com os conceitos científicos que estudamos hoje não? Esse é um trecho de uma instrução pastoral da igreja católica. O texto completo pode ser lido nesse link: http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/pccs/documents/rc_pc_pccs_doc_07051989_pornography_po.html

Há uma série de vídeos sobre vício em pornografia de um padre chamado Paulo Ricardo, o vídeo de número 1 fala claramente das consequências físicas do vício, inclusive ele cita uma série de pesquisas, livros e sites que tratam do assunto. Se quiser da uma olhada, taí o link: https://padrepauloricardo.org/cursos/o-mal-da-pornografia-e-da-masturbacao

Penso que toda ajuda pra deixar esse vício seja importante, basta saber tirar proveito dos pontos que possam ser de valia para nós.

Um abraço.
avatar
Mensagens : 65
Data de inscrição : 15/07/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 5/9/2017, 09:51
Fala, Victrix!!

Obrigado por passar no meu diário. Coloque um contador de dias. Acompanhando, espero que continue firme.

_______________________________________
- 1ª meta: 10 dias
- 2ª meta: 15 dias
- 3ª meta: 21 dias
- 4ª meta: 30 dias
- 5ª meta: 36 dias
- 6ª meta: 42 dias
- 7ª meta: 50 dias
- 8ª meta: 60 dias
- 9ª meta: 68 dias
- 10ª meta: 76 dias
- 11ª meta: 82 dias
- 12ª meta: 90 dias
...
http://www.comoparar.com/t5511-diario-de-portnoy
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 5/9/2017, 22:05
Bem vindo ao fórum Victrix!

Excelente relato mano, muito significativo, me identifiquei bastante, obrigado por dividir as suas experiências aqui conosco.

Realmente vc começou bem cedo na P, uma pena, eu tbém comecei cedo, com 11 anos e foi logo vendo filmes P bem pesados, uma criança não tem condições de lidar com aquilo. No meu caso foram 15 anos nisso, dos 11 aos 26, no teu 20 anos, dos 8 aos 28, mas mesmo assim você não pode perder a esperança e achar que você não tem jeito. Esse pensamento é comum aqui no fórum, eu mesmo já pensei assim.

Imagino como deve ser frustrante ter o conhecimento da verdade sobre a P e mesmo assim continuar nesse vício, mas faço um convite a você, convido você a se juntar a nós, vamos descobrir juntos aonde você está falhando e vamos te ajudar a superar isso. Aqui nós vivemos essa luta, tão particular, coletivamente! Essa é a diferença. Eu não conseguiria a evolução que estou tendo sem meus amigos do fórum. Eu já tinha aceitado que jamais iria ser feliz, que eu jamais teria uma vida sexual e hoje penso diferentemente.

Você pode contar com a gente irmão. EU estarei acompanhando o seu diário e te ajudarei sempre que eu puder e sei que muitos outros irão se juntar a vc nessa tua trajetória. Mesmo vc tendo esse conhecimento todo, encare o reboot com humildade, permita-se acreditar em você. Leia o e-book. Tem uma versão disponibilizada gratuitamente. Depois elimine todo material P que vc porventura ainda tenha, instale blocks nos meios pelos quais vc consumiu P. Comece atividades extranets. Participe do fórum. Nesse começo, nas 2-3 primeiras semanas é recomendado participar diariamente.

Qualquer coisa pode falar!

Te agradeço por ter comentado em meu diário tbém, fico muito feliz do meu diário ter sido um dos primeiros diários que vc comentou.

Grande abraço! Força!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 6/9/2017, 01:49
Obrigado pela força, pessoal. Tive uma recaída anteontem - acordei de madrugada muito ansioso e inquieto e tive a brilhante ideia de ligar o computador. Aí já dá para imaginar o que aconteceu. Há algumas horas atrás, caí novamente. É foda. No meu caso caso, quando passa boi passa boiada. Mas sei que a culpa e a responsabilidade disso é toda minha e admito que fui muito fraco nesses momentos e preciso melhorar isso.

TGuerreiro, hoje em dia, como você, reconheço o grande valor dos conteúdos cristãos. O que vou dizer deve soar meio estranho, mas o reconhecimento do meu vício me lançou em uma busca por autoconhecimento que acabou resultando na minha conversão ao catolicismo (quer dizer, eu era batizado, mas larguei a religião muito cedo e não tinha noção real do que se tratava). Também gosto muito dos vídeos do Pe. Paulo Ricardo e inclusive era assinante até um tempo desses - ele foi um dos grandes responsáveis pela minha conversão. Até penso muitas vezes em trilhar o caminho monástico, mas preciso vencer esse vício antes de poder desenvolver a ideia com mais seriedade.

Portnoy, valeu pela força. Seguirei acompanhando seu diário também Smile

Então Eder, eu já fracassei tanto que não faço a menor ideia do número deste presente reboot hehe. Mas também jamais me entreguei totalmente, nunca entreguei os pontos. E vendo que há pessoas como você que conseguiram superar esse vício maldito, me sinto mais motivado para lutar e vencer.
Uma boa parte das medidas que você falou eu já adotei, mas tenho muito o que aprimorar ainda. Tenho um histórico bem ruim com bloqueadores... desenvolvi aquela mentalidade de vê-los mais como um desafio que como um auxílio e sempre dava um jeito de burlar o que aparecesse. Ver a cara do cachorrinho do K-9 já era quase um trigger pra mim hahaha. Aí minhas tentativas de reboot de uns anos pra cá estavam sendo sem eles. Mas vou ver esses dias se me livro do meu notebook, deixando ele com alguém da minha família pelo menos até completar um período mínimo. Com o celular, acho que é mais tranquilo de me controlar, mas instalarei algum bloqueador nele. Também vou atrás de ler o notebook e ficarei atualizando o diário sempre que possível.
Obrigado pelas dicas e pelo apoio. Abraço!

_______________________________________
Convidado
Convidado

Re: Diário do Victrix

em 6/9/2017, 02:45
Bem-vindo ao inferno. Vamos fugir desta maldição. Nesta fase inicial, alimente ódio do vício. Deixe a meditação e o relaxamento quando atingir uma fase intermediária. Acompanharei seu diário, conte conosco pra essa jornada acabar. Venceremos!

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 7/9/2017, 00:33
Eaí meu brother! Como vai?

Cara, uma pena vc ter recaído, mas como vc disse, sentir culpa não serve pra nada, o importante é reconhecer o que errou, corrigir e voltar ao reboot. Então parabéns por já ter voltado ao fórum e ao reboot!

Olha, compartilho contigo um pensamento que eu levo comigo e me ajuda muito! Eu digo sempre "um dia posso até recair, mas esse dia não será hoje" e isso serve pra um monte de situações, as vezes bate uma "curiosidade" de pesquisar algum assunto, daí uma voz me diz "isso pode te fazer recair, ou encontrar algum gatilho" então eu repito isso "vou deixar pra pesquisar sobre isso amanhã, hoje não". Assim vou levando os dias, um dia de cada vez.

Entendi o que vc falou sobre os blocks... mas eles são fundamentais, o reboot é um todo indivisível, tudo é importante, então se o K9 não está te fazendo bem (entendi isso que vc falou de que só de ver o K9 vc já pensa em PMO) então tente outros blocks. Recomendo o Qustodio, quando ele bloqueia algo não aparece nada, ele te redireciona pra página do google, instale ele o mais rápido possível, apenas lembre-se de colocar o fórum na lista de exceção, se não vai bloquear.

O e-book é disponibilizado nesse link http://www.comoparar.com/t3070-e-book
tem uma versão gratuita, vc pode baixar  nesse momento e já começar a ler o primeiro capítulo.

Vi que vc participou do fórum comentando em outro diário, isso é mto bom, não necessariamente precisa atualizar aqui, mas participar do fórum sempre ajudar a reforçar o seu comprometimento com o reboot.

Mano, só uma correção.... não sou o Eder não pô, sou o Brit! hahaha mas considerei isso um elogio o cara é um exemplo haha

Grande abraço! Força! Tamo junto!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 110
Data de inscrição : 22/08/2017
Idade : 43
Localização : São José do Rio Preto / SP
Ver perfil do usuário

Olá

em 7/9/2017, 06:59
Victrix escreveu:Obrigado pela força, pessoal. Tive uma recaída anteontem - acordei de madrugada muito ansioso e inquieto e tive a brilhante ideia de ligar o computador. Aí já dá para imaginar o que aconteceu. Há algumas horas atrás, caí novamente. É foda. No meu caso caso, quando passa boi passa boiada. Mas sei que a culpa e a responsabilidade disso é toda minha e admito que fui muito fraco nesses momentos e preciso melhorar isso.

TGuerreiro, hoje em dia, como você, reconheço o grande valor dos conteúdos cristãos. O que vou dizer deve soar meio estranho, mas o reconhecimento do meu vício me lançou em uma busca por autoconhecimento que acabou resultando na minha conversão ao catolicismo (quer dizer, eu era batizado, mas larguei a religião muito cedo e não tinha noção real do que se tratava). Também gosto muito dos vídeos do Pe. Paulo Ricardo e inclusive era assinante até um tempo desses - ele foi um dos grandes responsáveis pela minha conversão. Até penso muitas vezes em trilhar o caminho monástico, mas preciso vencer esse vício antes de poder desenvolver a ideia com mais seriedade.

Portnoy, valeu pela força. Seguirei acompanhando seu diário também Smile

Então Eder, eu já fracassei tanto que não faço a menor ideia do número deste presente reboot hehe. Mas também jamais me entreguei totalmente, nunca entreguei os pontos. E vendo que há pessoas como você que conseguiram superar esse vício maldito, me sinto mais motivado para lutar e vencer.
Uma boa parte das medidas que você falou eu já adotei, mas tenho muito o que aprimorar ainda. Tenho um histórico bem ruim com bloqueadores... desenvolvi aquela mentalidade de vê-los mais como um desafio que como um auxílio e sempre dava um jeito de burlar o que aparecesse. Ver a cara do cachorrinho do K-9 já era quase um trigger pra mim hahaha. Aí minhas tentativas de reboot de uns anos pra cá estavam sendo sem eles. Mas vou ver esses dias se me livro do meu notebook, deixando ele com alguém da minha família pelo menos até completar um período mínimo. Com o celular, acho que é mais tranquilo de me controlar, mas instalarei algum bloqueador nele. Também vou atrás de ler o notebook e ficarei atualizando o diário sempre que possível.
Obrigado pelas dicas e pelo apoio. Abraço!

Olá, bom dia.

Gostaria de comentar :

"Tive uma recaída anteontem - acordei de madrugada muito ansioso e inquieto e tive a brilhante ideia de ligar o computador."

Quando isso acontecer novamente, se possível, tome um banho demorado gelado e depois entre aqui no Forum. A vontade logo passa. Mude o foco. Pense em outras coisas.... de preferência ao fórum.

Outra coisa "No meu caso caso, quando passa boi passa boiada."

Esse é o efeito caçador. É normal. Todos nós temos. Um a três dias após Orgasmo seja por Pm ou O com sua namorada/esposa ficamos querendo mais. No meu caso o pior dia do efeito, é no próximo dia. Mais uma vez eu procuro mudar o foco. Exercícios físicos são ótimos.

Agora vou lhe falar um pouco sobre religião.

De uma certa maneira (errada, eu concordo ), ela me ajudou a fazer o reboot. A aproximadamente 2 meses, eu estava muito frustrado por causa da PMO. Fiz uma promessa a Deus de me masturbar e ver P 2 vezes por semana. Eu via todo o dia.
Fiz esta promessa ajoelhado tomando a comunhão. Foi uma promessa seria.

Passou um mês. Cai .

Não consegui cumprir a promessa. Fiquei muito, mas muito irritado, depressivo, mal e um monte de sentimentos de impotência. Ainda preciso me confessar com um padre, pois sei que é preciso.

Este foi um dos motivos que procurei "como parar" . Achei este site. Descobri que sou totalmente viciado em P.

Vou parar por aqui. A luta é diária, pois o vício é MUITO forte.

Abraços e um bom dia.

_______________________________________
Marcos


http://www.comoparar.com/t5665p25-minha-vida-luta#136348
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 9/9/2017, 02:52
Caí de novo. Droga, droga, droga.
Dessa vez, a combinação da derrota foi insônia + internet. Também lembrei que havia esbarrado em imagens sugestivas por acaso ontem e me veio aquele pensamento lixo: "Ah, seu reboot já tá meio 'manchado' mesmo, então chuta logo o pau da barraca". E o abobalhado aqui, claro, achou uma ótima ideia. Que bobagem que eu fiz. Crying or Very sad
Vou deixar de ir dormir com o celular do meu lado. Facilita muita coisa e a fissura tá atacando sempre antes de dormir ou ao acordar. E o pior é que o PMO tem o poder de bagunçar meu ciclo de sono.
Uma coisa eu digo: lutar contra esse vício é uma tremenda escola de humildade. Subestimar sua força é pedir pra cair.


Obrigado pela força, Spock. O PMO e o vício funcionam bem como você falou. É como se esbaldar com uma comida envenenada que é gostosa ao paladar, vai nos matando lentamente por dentro.
Também comecei a ler o livro e estou gostando.

Falae Brit! Acho que tinha acabado de ler o diário do Eder quando respondi e acabei trocando as bolas, mas agora acertei o nome hehe
Vou seguir sua dica e instalar o Qustodio. Infelizmente, não posso ficar sem notebook no momento, então o jeito vai ser dificultar a fissura tanto quanto possível. Você utiliza algum para celular? Já usei o Ranger Pro Safe Browser com o Smart Applock, mas lembro que na época dei um jeito de burlar sem tanto esforço.
E parabéns pelos 96 dias. Rumo aos 100 e muito além! Very Happy

Marc_o, eu queria muito ter lido seu post antes dessa minha última queda. Um banho gelado na hora certa pode salvar vidas, e poderia ter evitado minha última recaída. Mas lembrarei disso nas próximas vezes.
Esse efeito caçador bate MUITO forte em mim. Até o quarto dia depois de uma queda (e para mim, especialmente no terceiro dia), me sinto muito impelido a ir atrás de PMO novamente. Dessa vez vou buscar ocupar melhor o meu tempo, especialmente nesse período crítico.
Enquanto isso, também vou acompanhando seu diário. Parabéns pelos 22 dias! Que venham os 90 Smile

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1819
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 9/9/2017, 12:36
Fala Bro!

Os horários mais perigosos são justamente pouco antes de dormir e ao acordar mesmo, pois estamos com muito sono e a capacidade de defesa do cérebro contra fantasias fica bem defasada.

Para tanto, estipule uma regra: quando você tiver acordado, procure levantar imediatamente, nada de ficar enrolando na cama. Na hora de dormir, se sentir que tá foda, levante também e dê uma volta até a poeira abaixar. Melhor dormir um pouco mais tarde, mas limpo, do que tentar dormir direto e no dia seguinte ou na mesma noite recair em PMO. Se manter na mesma posição esperando um milagre não resolve, você tem que se mover e distrair seu cérebro antes que os pensamentos te engulam.

Pense que o tempo de reação que temos para tomar uma decisão é curto e que uma pequena faísca pode incendiar uma floresta inteira. Aproveite enquanto as fantasias e as ideias estúpidas ainda não tomaram conta para cortá-las imediatamente.

Abração!

_______________________________________


Meu diário I -> http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Mensagens : 151
Data de inscrição : 07/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 9/9/2017, 14:56
acompanhando aqui, brother
vi que você caiu, tente usar essas quedas como aprendizado, formas de não cometer o mesmo erro. fique com raiva da queda e não frustrado
bora vencer essa merda

_______________________________________
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

De volta

em 17/2/2018, 17:18
Olá meus caros.

Muita coisa mudou do meu último post para cá. Deixei meu notebook com meu irmão e instalei o Qustodio no celular. Com o programa, defini uns 15 sites que posso utilizar (sendo que nenhum desses é de rede social) e proibi todo o resto, além de ter estabelecido um máximo de duas horas de uso de celular por dia. Também excluí todos os jogos que estavam instalados, bem como alguns programas desnecessários, e bloqueei a Play Store usando o Smart AppLock, cuja senha está com meu irmão.

No começo foi bem difícil pra mim, já que estava privado de minhas principais fontes de entretenimento. O que tinha para passar o tempo era ler, cozinhar e ir para a academia, mas isso também cansa (não suporto TV). No final da segunda semana, já estava achando que ia ficar maluco, mas consegui sobreviver hehe. Com essas restrições, cheguei até o dia 26 e caí após ter bebido mais do que deveria (fica aí a dica: me parece que o álcool prejudica o reboot). Depois dei um jeito de usar o notebook de uma pessoa da minha família e mandei ver... É, essa foi pro mural da vergonha  Embarassed . Daí até o fim do ano não consegui fazer mais que sequências de 15 dias, quando muito. Ainda não levava o reboot com a seriedade necessária e sempre dava um jeito de conseguir algum celular ou notebook de um parente meu quando a vontade apertava.

Com o fim de 2017 chegando e a consciência mais clara de que o tempo está passando para mim, resolvi dar um passo a mais. Entreguei uma quantia substancial de dinheiro ao meu irmão e disse que se ele me visse usando o notebook ou o celular de outra pessoa, o dinheiro era dele. Também fechamos que eu só poderia utilizar meu notebook na presença dele, e ainda teria que falar para que o utilizaria. Um tanto radical, mas necessário - sem tomar essas medidas, não teria chegado aos quase 50 dias de abstinência de agora.

Além disso, também assinei a versão premium do Qustodio para controlar melhor meu uso do celular. Estava usando o Chrome e o WhatsApp demais. Agora estou podendo restringir o tempo de cada app em específico, o que ajuda muito.

Estou evitando ao máximo olhar para mulheres nos ambientes em que eu esteja, e se tiver que olhar, só presto atenção no rosto. Também estou cortando as fantasias logo que elas ameaçam aparecer na minha mente. Antes de uma imagem ser formada, começo a orar pela intercessão de Nossa Senhora e sigo rezando até a poeira baixar. Se há uma coisa da qual eu tenho certeza depois de sete anos nessa luta é de que não há a menor possibilidade de eu me libertar desse vício confiando apenas em minhas próprias forças. Eu tenho que fazer tudo o que puder e suplicar a intervenção divina. Sem isso, é só questão de tempo até a próxima queda.

Até a presente altura desse reboot, não tive polução noturna, mas está sendo complicado lidar com meus sonhos. Raros são os dias em que não sou tentado. Inclusive, parece que a flatline não chegou ainda pra mim. Durante a maior parte do tempo sinto que estou a dois passos de ficar excitado sexualmente e tive algumas ereções espontâneas, as quais dou um jeito fazendo exercícios Kegel, que imagino que alguns aqui devem conhecer. Para brochar, não tem coisa melhor kkkk.

De resto, sinto que minha voz está mais grossa e minha postura melhorou um bocado. Ando espontaneamente com o peito estufado hehe. Não reparei muito em diferenças em relação à atenção feminina, mas estou evitando prestar atenção nas mulheres, então não tenho como saber ao certo. Também noto que estou bem menos "robótico" e transmitindo melhor minhas emoções ao me relacionar com as pessoas. E estou muito feliz por ter conseguido superar meu recorde de 33 dias. Acredito que dessa vez tem tudo pra dar certo cheers

E é isso aí, devo voltar a dar uma olhada no fórum daqui a uma 7 ou 10 dias. A quem estiver disposto, peço que ore por mim. Até mais Very Happy

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1440
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Victrix

em 17/2/2018, 22:55
Muito bom! Você ficou longe do fórum, mas pelo menos não ficou paralisado no vício. Tomou ótimas medidas. Aproveite este tempo oportuno parar reforçar a vigilância.
Abs

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum