Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

O Livro Vermelho de Baggins

em 26/9/2017, 13:16
Saudações caros rebooters!

Começo agora o que deveria ter feito há muito tempo... Fazer um diário. Se você está descobrindo o processo do reboot agora, perceba que este é um passo tão importante quanto a abstinência, os bloqueadores e as atividades que substituirão paulatinamente a compulsão pela PMO.

Não cometam o mesmo erro que eu. Perdi informações valiosas sobre o que estava acontecendo comigo, sobre o que eu sentia ou o que estava se passando em minha vinha vida porque eu simplesmente não lembro os detalhes.

Sem o diário não conseguimos reconhecer padrões de comportamento e as razões que te fazem recorrem ao vício. Sem ele, outras pessoas mais experientes não conseguirão te alertar sobre as mais diversas armadilhas, como as traiçoeiras racionalizações.

E principalmente, não vai ajudar quem tem o mesmo problema que você. Como muitos do guardiões do fórum costumam falar, ajudar os outros é a "cereja do bolo": ensinar o que aprendeu demonstra que de alguma forma você já possui uma bagagem considerável, o que é bem diferente do sentimento de inferioridade que nos assola quando estamos no fundo do poço.

Como fã do Senhor dos Anéis e do universo de Tolkien, batizei meu diário como Livro Vermelho, que é o diário onde Bilbo Baggins relata suas aventuras e o conhecimento de suas viagens.

Mas por enquanto, minha semelhança com o Bilbo é só o de ter um diário. Porém, atualmente me pareço mais com o outro personagem famoso do Senhor dos Anéis: o Gollum.

Não, não estou sendo depreciativo. A semelhança é muito grande com um viciado. Ele foi uma pessoa normal, que encontrou algo fascinante e aparentemente inocente, mas que escondia sutilmente algo muito nocivo. Passou a amar sua descoberta a ponto de se tornar uma obsessão. Terminou se isolando na escuridão e sua vida passou a orbitar em torno de sua obsessão. Tornou-se uma sombra do que realmente era e do que poderia vir a ser.

Assim como Gandalf falou, "ele ama e odeia o anel". E é exatamente isso o que ocorre. Mesmo descobrindo que a PMO pode ser extremamente nociva, o "Gollum malvado" do nosso cérebro sempre tenta reaver a fonte de sua compulsão. As conversas que o Gollum trava com ele mesmo são como as racionalizações que enfrentamos frequentemente.

Terei que postar os detalhes da minha estrada mais tarde, pois estou no trabalho. Espero sinceramente ajudar a todos que procuram auxílio com meus relatos e informações, assim como muitos aqui me ajudaram através de sua experiência.

Até mais!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 26/9/2017, 19:39
Bem, minha história começou muito parecida com a de muitos por aqui. Na verdade, puxando um pouco pela memória, comecei meu contato com a P ainda com uns 10, 11 anos, pela TV. Pra quem não vivenciou a década de 80 e parte da de 90, o conteúdo sexual apelativo passava sem nenhum tipo de restrição nos mais variados horários. Na época nunca tinha me masturbado, mas quando cheguei a ver o programa Cocktail, acho que era no SBT, ficava louco, mas não sabia como extravasar.

Um pouco depois, descobri a masturbação por acaso, de forma natural, mas obviamente percebi quando usar esse "conhecimento". Mais tarde, acabei descobrindo material P de meus irmãos mais velhos, a grande maioria revistas, com algumas fitas VHS. Então desde cedo acabei me viciando. Passei a bsucar P então na forma "analógica": em vez de procurar conteúdo em sites, quando estava sozinho em casa, eu passava um bom tempo procurando esse material e desde aquela época já conhecia a sensação da fissura. Quando não encontrava, ficava agitado e tinha que me contentar fantasiando as fotos que já havia visto.

Quando passava por bancas de revista, ficava com muita vontade de comprar as revistas, mas como era menor de idade, ficava com vergonha de comprar, ou de ser repreendido pelo dono da banca. Minha fissura foi tanta, que cheguei a furtar umas revistinhas pequenas de conteúdo adulto, mesmo com dinheiro para comprá-las. O arrependimento de roubar se misturava com a excitação de ver aquele conteúdo.

Nunca mais furtei, mas o vício só aumentava. depois que atingi meus 16, 17 anos, já não tinha tanta vergonha e comprei algumas revistas. Mas depois não eram tão divertidas como os vídeos em VHS...

Mas enquanto o vício não se consolidava, tinha uma vida até normal: tinha alguns amigos de escola, era bom aluno, um pouco tímido em algumas ocasiões, mas nada demais.

Mas depois do 2º grau, quando entrei na universidade (18/19 anos) é que as inseguranças começaram. Não estava certo se estava no curso que eu queria e quando comecei a ter algumas dificuldades e contratempos, o vício se acentuou. Comecei a consumir mais P, mas as fitas que tinha em casa não me chamavam mais a atenção e começava a sentir angústia, falta de sentido na vida, confusão sobre qual caminho tomar.

Achava normal tudo aquilo, eram momentos de decisões difíceis, de escolha profissional, etc. Nem fazia ideia do que ocorria...

Pouco tempo depois, tranquei a matrícula (para sempre, nunca mais voltei) e passei a trabalhar em um pequeno negócio de minha família. Não me lembro muito do que sentia nessa época.

Resolvi então fazer ADM, para poder gerenciar a loja com meus irmãos. Na época também comecei a namorar a minha futura esposa, não foi minha primeira namorada, mas as anteriores foram namoricos de adolescente, de beijinho e abraço e nada mais.

E então veio a época do DVD e internet. Enquanto estudava, trabalhava e namorava, minha coleção de DVDs só aumentava.  A quantidade de fotos também (na época da net discada). Tinha vezes que eu simplesmente sumia do convívio da minha namorada, ficava isolado em meu mundo, fingindo que estudava e me atolando cada vez mais em PMO.

Ela desconfiava de um monte de coisas: que eu tinha relações com outras mulheres, que estava com ela só de curtição... No mínimo ela achava estranho eu ficar tanto tempo "aguentando" sem sexo, pois o que ela ouvia falar dos homens era bem diferente. Chegamos a terminar algumas vezes, mas eu a amava e ela me amava também, prometi que ia melhorar a minha atitude e de fato melhorei. Mas a PMO estava cada vez mais presente.

Consegui me formar a duras penas: apesar das boas notas, quase não consegui terminar minha monografia. Começava com meia hora fazendo a monografia e o resto do tempo na PMO. Passava madrugadas inteiras fazendo isso. Quase não ia mostrar meus trabalhos ao professor orientador. Comecei a faltar aulas, a chegar atrasado. Deixava tudo pra última hora. Noites perdidas me deixavam cansado, com sensação de sobrecarga e irritabilidade, o que me levava a mais sessões, com edging por horas a fio. Para agravar, a internet banda larga já era realidade em minha casa.

Depois de me formar em 2005, trabalhei na loja de minha família até que brigas com meu irmão mais velho se tornaram frequentes. Acabei saindo da loja e em 2007 comecei a procurar emprego e estudar para concursos. Foi talvez uma das épocas mais difíceis de minha vida, pois não sabia exatamente o que estava se passando comigo, mas obviamente eram todos os efeitos nocivos da P: falta de ânimo, confusão, falta de foco, procrastinação ao extremo, irritabilidade, ansiedade, sentimento de inferioridade (mesmo sabendo que era alguém inteligente e capaz). Não conseguia sair para resolver meus problemas, ainda morava com meus pais e realmente não sabia o que fazer. Esses sentimentos obviamente eu relacionava com a falta de emprego e usava a PMO para me sentir melhor.

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 1786
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 26/9/2017, 20:30
Olá Baggins,

Parabéns por ter criado o seu diário! É uma ferramenta essencial de entreajuda no enfrentamento do vício. Procure sempre manter o seu diário atualizado, pois iremos aprender com as suas experiências e/ou orientá-lo com base em nossas vivências, tomando como base no E-book Vício em pornografia, como parar?. Notei que já está quase atingindo 1/3 do reboot, parabéns! Sucesso nessa caminhada, que será dura, mas vitoriosa, libertadora!

מי ייתן ונמשיך בשלום!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 26/9/2017, 21:24
5&4 escreveu:Olá Baggins,

Parabéns por ter criado o seu diário! É uma ferramenta essencial de entreajuda no enfrentamento do vício. Procure sempre manter o seu diário atualizado, pois iremos aprender com as suas experiências e/ou orientá-lo com base em nossas vivências, tomando como base o  manual E-book Vício em pornografia, como parar?. Notei que já está quase atingindo 1/3 do reboot, parabéns! Sucesso nessa caminhada, que será dura, mas vitoriosa, libertadora!

מי ייתן ונמשיך בשלום!

5&4, obrigado pelo apoio, de coração!

Na verdade, não é a primeira vez que tento o reboot. Meu record foi de 72 dias, mas obviamente fiz a contagem através de uma agenda, sem registrar informações importantes aqui no fórum. Aliás não registrei em lugar nenhum. Vou relatar isso nos próximos posts.

Em suma, tentar trilhar um caminho difícil mesmo tendo tantas pessoas dispostas a ajudar é tolice. E o resultado é quase sempre o mesmo: voltar à estaca zero.

Preguiça, vergonha ou culpa não ajudam em nada.

Apesar de ter contado muita coisa, ainda há muito a ser contado.

Manterei meu diário atualizado, com certeza!

Vamos em frente!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
RIOT_JUGGERNAUT
Moderador
Moderador
Mensagens : 223
Data de inscrição : 10/09/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 26/9/2017, 22:11
Boa noite Baggins tudo bem?
Como as histórias aqui são parecida em? Você já está bem ciente do reboot dos males que a pornografia te faz e te fez, segue em frente, esse é o caminho.
O diário é como se fosse uma ponte que colocamos a cada dia para atravessarmos mais um buraco que nos pega de surpresa.
Lute contra os gatilhos todo dia, todo minuto e todo segundo. Que conseguirás.
Como eu estava dizendo, são histórias parecidas, mas sempre no começo deste vício não sabemos o que se passa conosco. Só quando a coisa fica extrema mesmo é que nos damos conta.
Abraços.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5783-diario-riot_juggernaut

Último reboot: Em Hard Mode 110 dias.
Reboot atual: Mais de 180 dias.
Próxima Meta: 270 dias (01/09/2018)
História de sucesso: 365 Dias (1 ano de reboot)
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/9/2017, 10:49
RIOT_JUGGERNAUT escreveu:Boa noite Baggins tudo bem?
Como as histórias aqui são parecida em? Você já está bem ciente do reboot dos males que a pornografia te faz e te fez, segue em frente, esse é o caminho.
O diário é como se fosse uma ponte que colocamos a cada dia para atravessarmos mais um buraco que nos pega de surpresa.
Lute contra os gatilhos todo dia, todo minuto e todo segundo. Que conseguirás.
Como eu estava dizendo, são histórias parecidas, mas sempre no começo deste vício não sabemos o que se passa conosco. Só quando a coisa fica extrema mesmo é que nos damos conta.
Abraços.

Pois é, e mesmo quando a coisa fica extrema e nos damos conta, muitas vezes queremos negar, dizer que isso não é tão grave quanto parece, que lutar contra isso é um exagero... Já me peguei muitas vezes assim, duvidando do processo.

Obrigado, RIOT_JUGGERNAUT pela força!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/9/2017, 12:35
Estava pensando em continuar o relato, tentarei ser o mais breve  possível... Mas não posso garantir nada Very Happy

Enfim, mesmo com todos esses problemas de uma vida dupla, fui "empurrando com a barriga", amuado, até conseguir um emprego. Isso me deu uma nova vitalidade, claro, e agarrei a oportunidade com vontade. Consegui galgar alguns degraus e ser supervisor, mas quando surgiam as primeiras dificuldades, a PMO estava sempre presente... O resultado era a procrastinação, que gerava cada vez mais sobrecarga, mau humor e desentendimento com meus superiores.

A empresa não tinha qualquer tipo de bloqueio, e depois de algum tempo comecei a acessar P no trabalho também. Havia câmeras de segurança, mas meu monitor ficava fora do ângulo da câmera. Como às vezes ficava até mais tarde e era o último a sair, não conseguia esperar para chegar em casa para me masturbar. A sensação de angústia era grande. Logo atrás da minha estação de trabalho havia um banheiro. Assim deixava o video rolando e ficava da porta do banheiro me masturbando, pois assim não saia na câmera de segurança. A que ponto eu cheguei... Nem gosto de lembrar.

A essa altura eu percebi que deveria parar com isso, ou pelo menos diminuir a frequência, mas tal pensamento ficou só no campo das ideias. Não estava fazendo mal a ninguém, ninguém tinha nada a ver com isso, eu pensava.

No campo pessoal, namorei por 10 anos com quem hoje é minha esposa. Estamos casados a quase 06 anos.  E hoje ela é minha fortaleza.

Na época em que não tinha namorada, eu só pensava nisso: em apenas uma pessoa que eu pudesse amar. Usava PMO só porque não tinha namorada.

Quando finalmente a conheci e tivemos nossa primeira relação, a intensidade da PMO era baixa, comparados aos dias atuais. Ainda não tinha acesso à banda larga. Não tínhamos muita frequência no sexo porque não havia um lugar: motel era muito caro pra mim (só de vez em quando) e dificilmente tanto minha casa quanto a dela ficava fazia. Então trocava uns amassos com ela e depois ia pra PMO. Ela sempre me questionava como ficava tanto tempo sem sexo, suspeitava de traição, mas a realidade era outra.

Quando nos casamos, a frequência de sexo não era muito alta. E tentava internamente colocar a culpa nela. Nos condicionamos através da P que mulheres sempre estão "a ponto de bala", sempre prontas, o que não é verdade. Assim que percebia que não ia rolar, esperava ela dormir ou não estar em casa para PMO.

E por vezes parecia que ela "adivinhava" quando me masturbava no trabalho, pois chegava em casa e ela me esperava com uma roupa mais provocante e percebia que ela queria. Na minha mente distorcida parecia até provocação. Mas eu não tinha vontade alguma. Íamos pra cama, mas já apresentava ER, demorava demais a ter um orgasmo e tinha que fantasiar pra que isso ocorresse.

Era como se faltasse um timing entre minha vontade e a dela. Mas não era... Minha frequência em PMO era tanta, que qualquer dia que ela estivesse a fim eu estaria nesse estado.

Ela sabia que eu recorria a P, mas não sabia que eu era viciado. Eu sabia que era, só não queria reconhecer. Até que um belo dia, mais uma vez esperei ela dormir, peguei o notebook e fiquei na sala, acessando P. Estava prestes a começar a me masturbar, quando ela acordou e me pegou no flagra.

Ela foi pro quarto e chorou muito. Ao vê-la assim, me senti um escroto, um lixo, um miserável. Foi nesse momento que admiti meu vício e chorei com ela.

A princípio ela desconfiou que pudesse haver um vício em pornografia, afinal de contas isso era "normal" entre os homens. Então lhe mostrei algumas matérias na internet sobre o assunto e ela ficou um pouco mais tranquila. Aos poucos ela foi assimilando essas informações um tanto quanto chocantes e posso dizer que sou um cara de sorte por ter alguém tão forte e compreensiva do meu lado.

Ainda não conhecia o e-book ou o fórum (ou ainda não existia, não sei). No próximo post relatarei minhas tentativas de parar, antes e depois de conhecer o e-book e o fórum.

Até mais!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Paulo Jorge
Mensagens : 252
Data de inscrição : 15/07/2017
Idade : 48
Localização : Portugal

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 28/9/2017, 01:22
É muito bom a esposa saber do vício, isso ajuda e muito a livrar do vício.

Da minha parte, posso dizer que algo que ajuda muito também é ler o máximo de histórias aqui, ajudar os outros para ser ajudado. É nessas histórias que vamos encontrando soluções para as etapas que vamos ultrapassando.

Bom reboot e não deixes de vir aqui todos os dias pelos menos nos primeiros 30 dias.

Felicidades

_______________________________________
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/10/2017, 09:36
Bom dia, caros rebooters!

Era para eu ter postado ontem, fechando os primeiros 30 dias, 1/3 do reboot. Sei que os 90 dias são simbólicos, mas estar aqui postando isso é bem diferente do que estar sozinho acompanhando o progresso. Minha seriedade frente a este desafio é outra. Fiz este compromisso por mim e pelos participantes deste fórum, a quem devo muita gratidão!

Pois é, era pra eu ter feito isso ontem. Mas infelizmente, enquanto lia alguns posts aqui no trabalho, do outro lado da rua uma pessoa foi executada a tiros. pale

Não tive mais cabeça pra nada... Foi um pandemônio.

Mas, passado o susto, cá estou eu. Tentarei fazer uma retrospectiva desses 30 dias.

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/10/2017, 10:04
Bem, este ano de 2017 não está sendo fácil para mim. Voltei a trabalhar no negócio de minha família já tem 03 anos completos. A situação estava descontrolada e nesses tempo fiz as intervenções necessárias para que a saúde financeira melhorasse. Deu certo... mas veio a crise em 2016 e realizou o processo de seleção natural. Obviamente minha empresa não estava entre as mais fortes e depois de fazer estudos, estaremos fechando as portas, depois de praticamente 35 anos de atividade.

O vício em PMO estava lá para me "consolar". Em 2016 consegui um recorde de 72 dias e os benefícios eram óbvios para mim, mas frustrações e problemas mais duradouros conseguiam sempre me derrubar... Hoje percebo que no fundo, eu não queria parar. Tinha consciência que tinha que parar, que eu precisava, que isso estava acabando com minha vida, mas minha balança desregulada ao final pendia para aquele prazer momentâneo. Sabia que a sensação seria horrível depois, mas quando caia na real, já havia feio... não havia mais volta... E recomeçava.

Constatei realmente que os benefícios de se abster não se perdem completamente após uma recaída. Por isso, depois da marca dos 72 dias, consegui resultados mais modestos, 32, 34 dias... Mas até essa informação o cérebro primitivo usava contra mim:

Twisted Evil  "olha só, você foi bem, mais de 30 dias, você está bem disposto, você caiu, mas os danos não são tão sérios. Se alivie um pouco pra que você possa continuar mais sossegado..."

Então, quando a fissura pegava mesmo, eram 03 ou 04 dias seguidos.

E esse tipo de pensamento torna-se mais forte com a permissividade "inocente" de todos os dias: ficar "à deriva" na internet, olhar mais fixamente para mulheres na rua, redes sociais e todos esses gatilhos que são mais comuns. Podem não abalar a vontade na hora, mas certamente vão se acumulando ao longo do tempo, Eu ia ficando agitado, inquieto e às vezes não sabia o porquê. E automaticamente recorria a PMO.

Sei que muitos rebooters que conseguiram chegar lá já fizeram essa advertência, mas eu reforço: só porque os benefícios do reboot estão lá apesar das recaídas, não caia na armadilha de baixar a guarda. O foco é PARAR de uma vez por todas, senão nunca seremos livres!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/10/2017, 10:31
Mas então o que mudou das outras tentativas para estes 30 dias?

Simplesmente porque estou cansado disso. Cansado de ver papéis se acumulando em minha mesa. De me sentir vazio, de dizer pra mim mesmo que a vida é muito difícil ou que poderia ser melhor se as circunstâncias fossem outras.

Estou farto de sentir essa angústia no peito, esse frio na barriga que nunca para, como se eu estivesse em uma ladeira infinita de uma montanha russa.

Não posso mais tolerar essa estagnação, essa indolência que se apossa de mim toda vez que fujo da realidade com esse vício que só tira minha dignidade.

Não vou deixar que pessoas ao meu redor progridam e eu fique estagnado por causa de algo tão destrutivo. Eu não sou assim. Eu nunca fui assim!

Não posso permitir voltar para algo que magoou profundamente minha esposa. Não a quero vê-la chorando daquele jeito NUNCA MAIS!

Agora é GUERRA! Já chega!

Mas é uma guerra fria, estratégica... Não adianta ir de frente, de peito aberto, porque de momento, o inimigo pode se mostrar mais forte. Vou sitiá-lo, cortar os seus recursos e esmagá-lo de uma vez por todas.

E essa é a diferença. Cansei de apanhar. Eu agora REALMENTE ACREDITO que vai dar certo.

Um grande abraço a todo e até mais!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/10/2017, 11:00
Paulo Jorge escreveu:É muito bom a esposa saber do vício, isso ajuda e muito a livrar do vício.

Da minha parte, posso dizer que algo que ajuda muito também é ler o máximo de histórias aqui, ajudar os outros para ser ajudado. É nessas histórias que vamos encontrando soluções para as etapas que vamos ultrapassando.

Bom reboot e não deixes de vir aqui todos os dias pelos menos nos primeiros 30 dias.

Felicidades

Realmente Paulo, depois que ela entendeu realmente o que estava se passando, me apoiou de forma incondicional. E pode-se dizer que facilita muito a vida: ela é a guardiã das senhas dos bloqueadores, do wi-fi e da TV por assinatura e ela possui o perfil de administrador do nosso computador. E também monitora constantemente meu comportamento, para ver se não estou aprontando alguma Very Happy

Valeu pela força!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Paulo Jorge
Mensagens : 252
Data de inscrição : 15/07/2017
Idade : 48
Localização : Portugal

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/10/2017, 23:00
Pois eu vivi tantos anos numa vida dupla, que nunca tive a coragem para contar à minha esposa do meu vício em P. Ela questionou-me algumas vezes se a minha DE teria outras causas. Nunca contei nada, dizia que a DE era algo que eu não entendia, ansiedade talvez.

Agora no reboot estou por conta própria e a viver duras flatlines, para as quais não tenho justificação para ela...mas enfim. Um dia de cada vez! os 90 dias estão perto apesar de não ter dúvidas que o meu marco e objectivo serão os 180 dias pois não estarei curado aos 90 dias.

Abraço


_______________________________________
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 1786
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 4/10/2017, 08:41
Boa parceiro! Você está muito motivado e focado em destruir esse vício, atitudes como essa são certeiras para vencer essa porra! Sigamos firmes e inabaláveis!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
Urso Polar
Mensagens : 94
Data de inscrição : 01/09/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 4/10/2017, 09:15
Baggins,

o jeito como você escreve é muito bom, li com atenção todo o seu relato porque me identifiquei muito com a sua história. Acreditar que vencemos ontem nos torna indestrutíveis hoje é uma mentira. O programa dos doze passos afirma isso, cada dia é uma vitória. Firmes e perseverantes. Esse fórum é muito bacana. Aqui é um lugar para nos mantermos firmes. Aqui não somos julgados, mas encontramos iguais dispostos a se ajudar. Força mano.

Continue a escrever o seu relato. Realmente gostei muito de lê-lo.

_______________________________________
Libertando-me de algo que me faz muito mal.

18/07/2017 a 17/11/2017 = 122 dias

Tirei o contador porque estava tendo muitas recaídas.
Voltei a ficar limpo mesmo no dia 16/01/2018.
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 5/10/2017, 15:10
5&4 escreveu:Boa parceiro! Você está muito motivado e focado em destruir esse vício, atitudes como essa são certeiras para vencer essa porra! Sigamos firmes e inabaláveis!

Valeu irmão!

Parece agora que a ficha caiu de verdade. Tive momentos um pouco tensos por estes dias, mas não me sinto mais como antes, onde as sensações ruins me deixavam cada vez fragilizado... Flashbacks invadem o pensamento, incomodam, irritam, desencadeiam aquele leve desespero de querer ver, mas em questão de segundos já estou em meu estado normal. É como uma queda de energia... Só que agora instalei um nobrake da marca Reboot, conhecem? Laughing

Vamos em frente!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 5/10/2017, 15:16
Urso Polar escreveu:Baggins,

o jeito como você escreve é muito bom, li com atenção todo o seu relato porque me identifiquei muito com a sua história. Acreditar que vencemos ontem nos torna indestrutíveis hoje é uma mentira. O programa dos doze passos afirma isso, cada dia é uma vitória. Firmes e perseverantes. Esse fórum é muito bacana. Aqui é um lugar para nos mantermos firmes. Aqui não somos julgados, mas encontramos iguais dispostos a se ajudar. Força mano.

Continue a escrever o seu relato. Realmente gostei muito de lê-lo.

Fala Urso!

Certamente temos muitas informações a compartilhar. Acabei de ler seu diário e, cara, tenho muito a te falar.... Essas inseguranças sobre ser um "homem de uma mulher só" me renderam boas lições que quero compartilhar e talvez ajudem bastante no seu reboot.

Não estou postando muito justamente porque estou pagando meu preço por procrastinar demais antes desses mais de 30 dias limpo.

Mas aguente firme, porque muitas informações valiosas aparecem aqui todos os dias!

Um grande abraço!


_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 5/10/2017, 18:02
Relatando um pouco sobre o dia de ontem...

Tenho um hobby que é fantástico e que resgatei ele de minha adolescência para combater o gatilho de ficar sozinho em casa: o aquarismo.

Essa atividade já me livrou de muitas recaídas e você aprende muito, sobre química da água, plantas, peixes e paisagismo. Aprendi a tirar fotos bacanas de paisagens por causa deste hobby.

Como tenho chegado um pouco mais tarde em casa por causa do trabalho, tive que fazer a manutenção do aquário mais tarde e acabei ficando até de madrugada.

Antes pra mim, essa era a deixa para esperar minha mulher dormir e caçar algum conteúdo adulto "soft" na TV fechada. Obviamente aquilo era "só pra dar uma espiada" e mudar de canal depois. E obviamente, aquilo me atiçava e eu ficava a toda hora voltando e saindo do canal, dizendo para mim mesmo que era melhor desligar a TV e ir dormir. E também era mais do que óbvio quem venceria este cabo de guerra.

O óbvio é a verdade mais difícil de se enxergar.

Mas ontem estava focado.  Precisava realizar a TPA (jargão de aquarista para troca parcial de água) e comecei. O aquário fica na sala, ao lado da TV.  Geralmente coloco em algum canal que esteja passando algo que já assisti, porque não dá pra prestar atenção direito enquanto faço a manutenção.

Em dado momento, quando mudei de canal, passei por um que antes não tinha acesso e lá estava o título de um programa que me deixou paralisado por alguns instantes. Como era um conteúdo +18, estava bloqueado. Percebam que eu estava tranquilo, focado em meu hobby e sabia que naquele horário estariam passando programas soft que costumava recair e então nem me abalei. Sabia exatamente o que fazer e de forma consciente, simplesmente porque sabia o que eu ia encontrar lá e já coloquei na cabeça que isso não faz mais parte de minha vida.

Mas aquilo foi diferente porque não sabia que passava conteúdo +18 naquele canal. Não esperava por aquilo. Me pegou de guarda baixa.

Veio de súbito um frio na barriga, uma ansiedade, uma curiosidade, eu tinha que dar uma espiada, tinha que ver se disponibilizavam um conteúdo mais explícito do que os outros canais, tinha que fazer alguma coisa, eu precisava ver aquilo, tinha que descobrir a senha, tentei uma, duas vezes e o que REALMENTE precisava aconteceu... eu precisava me acalmar, chamar o meu lado racional para o controle.

"O que eu estou fazendo com o controle na mão? Não era só para mudar de canal? Então que diabos eu estava pensando? Mude e termine o que você estava fazendo!"

Tudo isso aconteceu em no máximo um minuto. Entre acionar o gatilho, ter um surto, pegar o controle e cair na real. Em suma, uma experiência rápida, intensa e extremamente desagradável.

Se eu pudesse me ver naquele momento, eu provavelmente estaria com o semblante do Gollum que ilustra meu avatar: um ser atormentado pela própria mente.

Um pesadelo, é verdade... Mas como todo pesadelo, ele uma hora acaba.

Força pessoal!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 5/10/2017, 18:38
Notem caros rebooters, que o lado irracional pode atacar de forma súbita e aí fica evidente a importância presença de bloqueadores e senhas de acesso.

Eu agora sei como funciona o mecanismo de recompensa do cérebro. Já internalizei o quão destrutivo é este vício. Já decidi que ele não terá mais vez na minha vida. Já li relatos suficientes para poder completar o reboot de forma eficiente. Já fiz algumas leituras complementares.

Mas mesmo assim esses ataques súbitos virão. Coisas imprevisíveis vão acontecer. Pessoas que desconhecem minha condição colocarão "cascas de banana" involuntariamente, sem saber que irão me colocar em um grande apuro.

Mas percebi que voltar à lucidez com rapidez  é algo importante. E isso só se adquire com a prática. E só se pratica levando a sério o reboot.

Mesmo com tempo cada vez mais restrito,  o cérebro "bugado" ainda tenta bolar argumentos, que no caso descrito foi mais ou menos o seguinte:

Twisted Evil vamos lá imbecil, essa senha nem é difícil, sua mulher sempre arranja senhas manjadas. Você já conseguiu antes!

scratch não lembra que eu falei pra ela para colocar uma senha díficil? Ô inteligência!

Twisted Evil E daí? Com método você consegue! Veja, só tem quatro dígitos numéricos! Comece com 0000 e vá subindo, 0001, 0002...

scratch Tudo bem, então vamos L... mas peraí, peraí... De 0000 a 9999 são 10.000 combinações diferentes! Acha que vou perder mais tempo com você? Ah, e antes que eu me esqueça, vá a merda!


Apesar do tom lúdico da minha conversa comigo mesmo, essa hipótese de tentar de senha em senha realmente passou pela minha cabeça!

Então guerreiros, fiquem espertos! Tirem o foco do vício. Sugestões bacanas de outros rebooters são ótimas: sair, dar uma volta, beber uma água, banho frio.

Façam o que for preciso!!!

Um abraço!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Urso Polar
Mensagens : 94
Data de inscrição : 01/09/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 7/10/2017, 09:17
Baggins,

O hobby ajuda muito a gente mesmo, e prepara nosso cérebro pra atividades que exijam concentração.

Esse surto que voce teve é mais comum do que a gente imagina. Por isso eu bato na tecla de que a gente tem que ser vigilante sempre. Estou me preparando para conversar com mainha esposa. Vou precisar muito da ajuda dela.

Eu escrevi sobre as minhas inseguranças pra mostrar pra galera que a gente tem muita coisa pra vencer.

Tô aí te acompanhando. Força mano, continua na luta. Tamo junto

_______________________________________
Libertando-me de algo que me faz muito mal.

18/07/2017 a 17/11/2017 = 122 dias

Tirei o contador porque estava tendo muitas recaídas.
Voltei a ficar limpo mesmo no dia 16/01/2018.
avatar
Marc_o
Mensagens : 110
Data de inscrição : 22/08/2017
Idade : 42
Localização : São José do Rio Preto / SP

Ola

em 7/10/2017, 14:18
Baggins escreveu:Notem caros rebooters, que o lado irracional pode atacar de forma súbita e aí fica evidente a importância presença de bloqueadores e senhas de acesso.

Eu agora sei como funciona o mecanismo de recompensa do cérebro. Já internalizei o quão destrutivo é este vício. Já decidi que ele não terá mais vez na minha vida. Já li relatos suficientes para poder completar o reboot de forma eficiente. Já fiz algumas leituras complementares.

Mas mesmo assim esses ataques súbitos virão. Coisas imprevisíveis vão acontecer. Pessoas que desconhecem minha condição colocarão "cascas de banana" involuntariamente, sem saber que irão me colocar em um grande apuro.

Mas percebi que voltar à lucidez com rapidez  é algo importante. E isso só se adquire com a prática. E só se pratica levando a sério o reboot.

Mesmo com tempo cada vez mais restrito,  o cérebro "bugado" ainda tenta bolar argumentos, que no caso descrito foi mais ou menos o seguinte:

Twisted Evil vamos lá imbecil, essa senha nem é difícil, sua mulher sempre arranja senhas manjadas. Você já conseguiu antes!

scratch não lembra que eu falei pra ela para colocar uma senha díficil? Ô inteligência!

Twisted Evil E daí? Com método você consegue! Veja, só tem quatro dígitos numéricos! Comece com 0000 e vá subindo, 0001, 0002...

scratch Tudo bem, então vamos L... mas peraí, peraí... De 0000 a 9999 são 10.000 combinações diferentes! Acha que vou perder mais tempo com você? Ah, e antes que eu me esqueça, vá a merda!


Apesar do tom lúdico da minha conversa comigo mesmo, essa hipótese de tentar de senha em senha realmente passou pela minha cabeça!

Então guerreiros, fiquem espertos! Tirem o foco do vício. Sugestões bacanas de outros rebooters são ótimas: sair, dar uma volta, beber uma água, banho frio.

Façam o que for preciso!!!

Um abraço!

Boa tarde.

Li todo o seu diário.
Esse seu ultimo relato realmente foi bem lúdico rsrsrs.
Porem me identifico com alguns pontos. Eu estou com 51 dias do RB.
Minha esposa sabe do meu vicio e sabe que estou fazendo RB, porem, tive a sorte de ela nunca me pegar no flagra.
Cara como nosso cérebro foi modificado pela P. Essa semana para mim esta sendo tentadora. Muita vontade de P. Me segurando. Eu achei que a vontade de P fosse diminuir com o tempo, que o pior seria a primeira quinzena. Sinceramente, para mim esta sendo pior agora.
Mas vamos a luta.
Continue escrevendo, vou acompanhar seu diário.
Abs.

_______________________________________
Marcos


http://www.comoparar.com/t5665p25-minha-vida-luta#136348
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 1786
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 9/10/2017, 12:21
Baggins, meu caro, eu já passei por algo semelhante! De fato, a curiosidade é aguçada, os batimentos cardíacos aceleram. Depois de várias tentativas frustradas de senhas incorretas, vem a calmaria. Por isso, os bloqueios são importantes! Eles nos dão a chance de voltarmos à razão. Seu reboot tá top, mano! Continue assim, focado, determinado, disciplinado. Um forte abraço.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 9/10/2017, 15:12
Vamos ao boletim de últimas notícias study

Desde minha última postagem no dia 05, segue tudo tranquilo. Sem contratempos. às vezes flashs incômodos, mas que se dissipam rapidamente com uma sacudida de cabeça. Uso também a técnica do elástico no braço, mas não precisei me dar nenhuma "estilingada" por enquanto.

Confesso que até fico desconfiado com essa calmaria.  Suspect

Algumas vezes que cheguei à casa dos 30 dias, estava meio que subindo pelas paredes, ansioso, torcendo para encontrar algum gatilho que me fornecesse uma desculpa para recair.

Os efeitos sentidos até o momento são:

_ Sexo com a esposa por três dias consecutivos e dois intercalados, sem nenhum distúrbio com a ER ou qualquer outro efeito negativo. Sinceramente, não lembro qual a última vez que tive relações por três dias consecutivos;

_ Melhor concentração e foco: uma das coisas que eu mais sofro. Estava com trabalho acumulado de meses (sim, meses Shocked ). Ainda estou no atraso, mas em uma semana consegui adiantar o que não estava conseguindo fazer em um mês. E isso não é nenhum milagre. Apenas fazendo o que eu deveria fazer se não estivesse procrastinando e perdendo meu tempo em pmo.

_ Não recorrer à PMO por se sentir triste e frustrado: estou muito pra baixo por estes dias, isso é fato. A situação da minha empresa, que brevemente encerrará suas atividades, me deixa triste e frustrado. Também fico receoso porque nunca fiz isso antes e me preocupo se haverá como eu honrar todos os compromissos financeiros. Mas surpreendentemente não estou sequer cogitando uma "espiadinha" a esmo na internet, nem nada do tipo. Estou em um momento ruim e ponto final. Mas não sinto vontade em buscar consolo na pmo ou de estar me martirizando.

E por enquanto é só... Novas notícias em breve!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 263
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 9/10/2017, 15:21
Urso Polar escreveu:Baggins,

O hobby ajuda muito a gente mesmo, e prepara nosso cérebro pra atividades que exijam concentração.

Esse surto que voce teve é mais comum do que a gente imagina. Por isso eu bato na tecla de que a gente tem que ser vigilante sempre. Estou me preparando para conversar com mainha esposa. Vou precisar muito da ajuda dela.

Eu escrevi sobre as minhas inseguranças pra mostrar pra galera que a gente tem muita coisa pra vencer.

Tô aí te acompanhando. Força mano, continua na luta. Tamo junto

Fala Urso!

Sobre a conversa com sua esposa, te desejo força irmão! É um momento delicado, difícil, realmente não há uma forma indolor de falar desse assunto com ela. Mas depois de passar por isso, quando ela se informar sobre os detalhes do vício, como ele funciona e a força que você está fazendo para erradicá-lo, estou certo de que ela vai ser uma importante aliada.

Pelo que li em seu diário, você chegou a falar com ela uma vez, só que pelo MSN. Não sei como você abordou o assunto nessa primeira vez, então não espere uma boa receptividade da parte dela, pelo menos no início. Aguente firme e com carinho e paciência, vocês chegam lá  Wink

Um abraço!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Paulo Jorge
Mensagens : 252
Data de inscrição : 15/07/2017
Idade : 48
Localização : Portugal

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 10/10/2017, 00:48
Baggins, obrigado pelos seus conselhos no meu diário.

Ainda não contei para a minha esposa, mas as coisas melhoraram imenso. Finalmente começo a notar os beneficios do reboot (só agora, perto dos 90 dias!).

Vejo que contigo as coisas estão a correr muito bem, força!!

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum