Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 13/8/2018, 11:47
Fala aí Broda!

Parabéns pela força em não prosseguir e retomar o controle a tempo.
Passei por uma fase parecida com o youtube... depois de um certo esforço, desassociei o youtube do vício, justamente por entrar de forma objetiva, mas de forma irônica, mudei isso para portais de notícias ¬¬' semana passada inclusive bloqueei todos os sites que eu "frequentava" antes das quedas.

Vamos em frente, firmes e constantes!

Abraço

_______________________________________



Meu diário, passa lá...
http://www.comoparar.com/t8099-diario-de-guerra-por-guerreiro-jd
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1392
Data de inscrição : 12/06/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 14/8/2018, 09:42
Fala, bro!

Ótima atitude. Parte daquilo que estávamos conversando, radicalidade. Essas atitudes além de nos protegerem, nos dão confiança pra seguir em frente!

Forte abraço

_______________________________________
De pé e lutando.
diário: http://www.comoparar.com/t1157-25-soli-deo-gloria-reinicio





"No sentido mais verdadeiro, a liberdade não pode ser concedida; deve ser alcançada"
Roosevelt
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 15/8/2018, 01:18
Guerreiro JD escreveu:Fala aí Broda!

Parabéns pela força em não prosseguir e retomar o controle a tempo.
Passei por uma fase parecida com o youtube... depois de um certo esforço, desassociei o youtube do vício, justamente por entrar de forma objetiva, mas de forma irônica, mudei isso para portais de notícias ¬¬' semana passada inclusive bloqueei todos os sites que eu "frequentava" antes das quedas.

Vamos em frente, firmes e constantes!

Abraço

Fala Bro!

É complicado essa situação. Podemos ter o mesmo padrão pra qualquer coisa na internet, infelizmente não se limita ao YouTube de fato. Entretanto, tendo entendido o padrão, acho que fica mais fácil identificá-lo e interrompê-lo no meio.

Valeu pela força, abraços!
Soli Deo Gloria escreveu:Fala, bro!

Ótima atitude. Parte daquilo que estávamos conversando, radicalidade. Essas atitudes além de nos protegerem, nos dão confiança pra seguir em frente!

Forte abraço

Isso mesmo Bro, ser radical de forma brutal, não passa nem um gatilhozinho!

Abraços!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 15/8/2018, 01:27
SUPERANDO MAIS AINDA

Fala Bros!

Esses últimos dias foram complicados. Desde o último relato, comecei a tomar remédio porque a gripe estava insanamente intensa e agora estou melhorando, entretanto, infelizmente, perdi quase todo meu pique, estou fazendo esteira quase infartando e está sendo uma dificuldade do caralho puxar os pesos da academia, mas não estou faltando porque aqui é 13 CARAIO!

O vício deu uma trégua. Estou fazendo tudo certinho também, tudo dentro dos altos parâmetros que tinha estabelecido. Agora comecei a pesquisar no YouTube sobre produtividade, pois acho que estou fazendo muito pouco com o meu tempo disponível. Planejo, a princípio, montar uma rotina matinal, de forma que eu tenha sempre um ritual bacana para começar meus dias, bem como estou planejando acordar mais cedo, pois nesse horário que eu estava acordando nas férias inevitavelmente eu seria atropelado pelos afazeres.

Bem, hoje senti uma ansiedade nível 6/10 eu diria. Tudo porque tinha que voltar para a faculdade e, sei lá porque, dei importância demais para alguns detalhes bobos, o que me fez perder o apetite durante o almoço. É engraçado notar que, no meu caso em específico, ansiedade faz com que eu perca a fome, enquanto para outras pessoas a ansiedade é causadora de fome.

Ansiedade é medo do futuro e eu estava com um certo medo do que poderia acontecer nessa volta às aulas, não por causa da aula em si, mas outras bobagens que estavam me preocupando. Tinha pensado em faltar, mas decidi ir para encarar de frente qualquer temor, não vale a pena correr dos compromissos, já fiz isso a vida toda e o vício já me prejudicou demais. Tenho que continuar me impondo.

Bom, por enquanto é isso aí. Estou me sentindo motivado com meus planejamentos e eu sei que vai dar bom.

Até logo!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Mensagens : 1781
Data de inscrição : 09/01/2017
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 15/8/2018, 08:18
Show Broda! Doença seria o pretexto perfeito pro cérebro recair em PMO e vc superou tal dificuldade.

A ansiedade é um medo irracional. Não deixe ela atrasar sua vida.

Quanto ao planejamento faça algo simples. Não crie uma rotina muito detalhada que você não possa cumprir pois pode lhe desmotivá-lo.

Parabéns. Força no reboot.

_______________________________________
Crux Sacra sit mihi lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana!

avatar
Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 15/8/2018, 09:46
Que bom meu caro! Fico feliz em ver que está seguindo firme, mesmo com os empecilhos.

Uma dica ai sobre o assunto de produtividade, é um podcast chamado Producast...

_______________________________________



Meu diário, passa lá...
http://www.comoparar.com/t8099-diario-de-guerra-por-guerreiro-jd
avatar
Mensagens : 509
Data de inscrição : 16/03/2016
Localização : E Corp
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 15/8/2018, 10:06
Sobre a sua saúde deixo aqui minha opinião e até uma indicação, treinar enfermo nunca é bom, você disse que é uma gripe mais cada caso é um caso, se tiver algum sinal de febre por exemplo ou algo que indique uma infecção ou alguma dor no corpo, o melhor é ficar parado de qualquer atividade de alto rendimento, esperar o corpo melhorar e então voltar.

Sobre horário de sono eu era o cara que acordava por volta de meio dia, hoje em dia por conta dos estudos tenho que acordar antes das 6 horas e só consegui essa proeza por conta da melatonina, é um suplemento indico dar uma pesquisada acho que vale a pena para quem quer regular o sono, detalhe indico a de absorção rápida.

Sobre o reboot esta de parabéns 1 mês é uma marca expressiva mantenha essa pegada que logo estará superando sua marca antiga e passando dos 90 dias novamente.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t3270p25-diario-do-mr_reboot
avatar
Mensagens : 868
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 15/8/2018, 15:20
Broda escreveu:
SUPERANDO MAIS AINDA

"Bem, hoje senti uma ansiedade nível 6/10 eu diria. Tudo porque tinha que voltar para a faculdade e, sei lá porque, dei importância demais para alguns detalhes bobos, o que me fez perder o apetite durante o almoço. É engraçado notar que, no meu caso em específico, ansiedade faz com que eu perca a fome, enquanto para outras pessoas a ansiedade é causadora de fome."

Parece que a ansiedade se manifestar de forma diferente em cada pessoa. Também sou assim. Quando estou muito ansioso praticamente não como nada. Parece que fico com um nó na garganta e a comida não desce de jeito nenhum.

Broda escreveu:
"Ansiedade é medo do futuro e eu estava com um certo medo do que poderia acontecer nessa volta às aulas, não por causa da aula em si, mas outras bobagens que estavam me preocupando. Tinha pensado em faltar, mas decidi ir para encarar de frente qualquer temor, não vale a pena correr dos compromissos, já fiz isso a vida toda e o vício já me prejudicou demais. Tenho que continuar me impondo".

Já sofri muito com a ansiedade, inclusive já cheguei a ter alguns episódios de severas crises de ansiedade.

Também penso como você, Bro!  A ansiedade é o medo de algo que não existe. Sofremos por antecipação e nos martirizamos pensando e projetando algo que provavelmente sequer possa vir a existir.

Você está mandando super bem. Segue firme aí, Bro!

Parabéns pelos 30 dias de reboot!

Um grande abraço!

_______________________________________

avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 20/8/2018, 00:36
Marco escreveu:Show Broda! Doença seria o pretexto perfeito pro cérebro recair em PMO e vc superou tal dificuldade.

A ansiedade é um medo irracional. Não deixe ela atrasar sua vida.

Quanto ao planejamento faça algo simples. Não crie uma rotina muito detalhada que você não possa cumprir pois pode lhe desmotivá-lo.

Parabéns. Força no reboot.

O plano é esse mesmo Bro. Estipular uma rotina só para começar o dia bem, nada muito absurdo.

Agradeço pela força, abração!
Guerreiro JD escreveu:Que bom meu caro! Fico feliz em ver que está seguindo firme, mesmo com os empecilhos.

Uma dica ai sobre o assunto de produtividade, é um podcast chamado Producast...

Valeu pela ideia Bro, planejo dar uma olhada, abraços!

mr_reboot escreveu:Sobre a sua saúde deixo aqui minha opinião e até uma indicação, treinar enfermo nunca é bom, você disse que é uma gripe mais cada caso é um caso, se tiver algum sinal de febre por exemplo ou algo que indique uma infecção ou alguma dor no corpo, o melhor é ficar parado de qualquer atividade de alto rendimento, esperar o corpo melhorar e então voltar.

Sobre horário de sono eu era o cara que acordava por volta de meio dia, hoje em dia por conta dos estudos tenho que acordar antes das 6 horas e só consegui essa proeza por conta da melatonina, é um suplemento indico dar uma pesquisada acho que vale a pena para quem quer regular o sono, detalhe indico a de absorção rápida.

Sobre o reboot esta de parabéns 1 mês é uma marca expressiva mantenha essa pegada que logo estará superando sua marca antiga e passando dos 90 dias novamente.

Fala Bro!

O complicado com relação aos treinos é que eu temo muito perder todo o meu desenvolvimento. Não sei se você já malhou, mas uma coisa que é facilmente observável com pouco tempo de academia é a velocidade com que perdemos aquilo que demoramos semanas ou até mesmo meses para construir. Construir demora muito, para destruir basta ficar uma semaninha sem treinar.

Por exemplo, eu perdi praticamente TODO o meu condicionamento físico nesse período de 1 semana que fiquei sem fazer aeróbico. Sério, foi algo realmente monstruoso, claro que em partes é por causa dos efeitos da gripe, mas nada justifica o tanto que eu regredi nesse período, estou cansando com qualquer coisa agora, tá foda.

Por causa disso eu evitei ficar sem treinar, acho que faltei só dois dias, foi sofrido mas valeu a pena.

Esse lance da melatonina eu já ouvi falar, é barato? Eu realmente tenho dificuldades para pegar no sono rápido, minha insônia é moderada, nada tão absurdo, mas eu normalmente demoro pelo menos uma hora na cama até dormir. Talvez esse suplemento possa me ajudar, vou dar uma vista.

Obrigado pelos cumprimentos, citando o Toguro: nos encontraremos no pódio!

Abraços!
Wolverine escreveu:
Broda escreveu:
SUPERANDO MAIS AINDA

"Bem, hoje senti uma ansiedade nível 6/10 eu diria. Tudo porque tinha que voltar para a faculdade e, sei lá porque, dei importância demais para alguns detalhes bobos, o que me fez perder o apetite durante o almoço. É engraçado notar que, no meu caso em específico, ansiedade faz com que eu perca a fome, enquanto para outras pessoas a ansiedade é causadora de fome."

Parece que a ansiedade se manifestar de forma diferente em cada pessoa. Também sou assim. Quando estou muito ansioso praticamente não como nada. Parece que fico com um nó na garganta e a comida não desce de jeito nenhum.
Broda escreveu:
"Ansiedade é medo do futuro e eu estava com um certo medo do que poderia acontecer nessa volta às aulas, não por causa da aula em si, mas outras bobagens que estavam me preocupando. Tinha pensado em faltar, mas decidi ir para encarar de frente qualquer temor, não vale a pena correr dos compromissos, já fiz isso a vida toda e o vício já me prejudicou demais. Tenho que continuar me impondo".

Já sofri muito com a ansiedade, inclusive já cheguei a ter alguns episódios de severas crises de ansiedade.

Também penso como você, Bro!  A ansiedade é o medo de algo que não existe. Sofremos por antecipação e nos martirizamos pensando e projetando algo que provavelmente sequer possa vir a existir.

Você está mandando super bem. Segue firme aí, Bro!

Parabéns pelos 30 dias de reboot!

Um grande abraço!

Alguém com os mesmos efeitos que eu, imaginei que não fosse único kkkkk

Ansiedade é uma merda e eu acho que a melhor forma de terminar com ela é sempre enfrentar o negócio de frente. Quanto mais enrolamos, mais o negócio cresce e se torna um bicho papão monstruoso que vai devorando nossos momentos presentes.

Valeu pela força, abração!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 20/8/2018, 00:50
O Poder do Agora

Iae!

Hoje o título do tópico é o livro que estou lendo recentemente. Estou um pouco com o pé atrás, devo confessar. Não sei se está tudo certo e esse cara não está com nenhuma treta, mas existe um pouco de desconfiança em mim que o tal do Eckhart Tolle possa ser um charlatão, um muito sofisticado, mas ainda assim um cara com objetivos e ideias meio obscuras. O que não faltam são canalhas nessa área espiritual, o que me deixa bem desconfiado, entretanto até agora não descobri nenhum podre ou algo que me leve a crer que ele de fato é um enganador. Então, até agora estou seguindo as ideias do livro e praticando o lance de me manter concentrado no momento presente, sem pensar em nada e estou gostando do livro como um todo, as coisas fazem sentido.

Bom, o reboot está indo bem, nada de muito expressivo ocorreu e sinto que o vício está relativamente estabilizado. Só uma pesquisa que fiz hoje que poderia conter gatilhos que eu posso citar como um erro (curiosamente estava pesquisando para responder uma pesoa aqui do fórum, nada com intuitos ruins), mas essa também não me afetou quase em nada.

Na vida está tudo ok. Fiz uma caminhada no parque hoje para ver se consigo atingir maior iluminação espiritual kkkkkkk e estou cada vez mais próximo de bater minha meta de peso, que é 85kg, se é que já não bati. Estou comendo o máximo que eu consigo e eu sinto que minhas roupas estão ficando cada vez mais apertadas, o meu corpo está entrando nos moldes que eu desejava faz tempo. O plano é fazer uma avaliação física e se meu percentual de gordura não tiver explodido, subir de peso até os 90kg e depois meter um cutting até os 85 de novo para dar aquela purificada.

Ontem dei uma aula pro moleque irmão do meu amigo e amanhã darei de novo, espero que ele tenha bons resultados nas provas.

Por enquanto é isso pessoal, um abraço para quem leu!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1392
Data de inscrição : 12/06/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 22/8/2018, 22:42
Fala, Broda! De boa?

A parada é sempre separar a parte boa do livro e deixar o resto. Vê ai o que pode ser aplicado e resto .. é resto. Essas técnica de focar no presente é o mesmo que mindfulness?

Abraço, irmão!

_______________________________________
De pé e lutando.
diário: http://www.comoparar.com/t1157-25-soli-deo-gloria-reinicio





"No sentido mais verdadeiro, a liberdade não pode ser concedida; deve ser alcançada"
Roosevelt
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 28/8/2018, 14:04
Soli Deo Gloria escreveu:Fala, Broda! De boa?

A parada é sempre separar a parte boa do livro e deixar o resto. Vê ai o que pode ser aplicado e resto .. é resto. Essas técnica de focar no presente é o mesmo que mindfulness?

Abraço, irmão!

Fala Bro, bom!

Ow, é mais ou menos a mesma ideia do mindfulness, só que sem necessariamente a meditação. A ideia do livro é que nos identificamos muito com nossa mente e com o que ela produz (sentimentos, pensamentos, ansiedade e tal) e que isso é fonte de infinito sofrimento, porque não desfrutamos do momento presente, que é a única coisa que existe, e vivemos ou no passado ou no futuro, pensando no que temos de fazer ou no que fizemos de errado e isso fode nossa capacidade de nos ligarmos com Deus, que está dentro de nós e que a sensação da Sua presença só pode ser alcançada através da atenção e foco total no presente e no que está acontecendo porque, segundo o livro, Deus está em tudo ao nosso redor, mas não conseguimos senti-lO porque sempre estamos vivendo no mundo dos pensamentos e praticamente não vivemos no mundo real.

Bom, pelo menos foi isso que eu entendi do livro, tenho que testar antes de atestar se é verdadeiro ou não.

Abração!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 28/8/2018, 14:25
Vortemos.

Uma coisa que eu noto é que, muito provavelmente, nunca mais serei aquele usuário ativo do fórum, que todo dia entrava para relatar a tal da jornada "épica" que eu supostamente estava criando na minha cabeça. Me lembro que quando comecei eu queria postar no diário de todo mundo, queria acompanhar o máximo possível, entrava no fórum o tempo todo e tentava ser útil.

Tanto é que no começo, antes de entrar no fórum, eu já vinha criando um diário sozinho e que vim a compartilhar junto com o diário de quando comecei, tendo relatos de diferentes reboots, tamanha vontade de fazer algo legal e tentar relatar o máximo possível. Era a ideia de criar um todo conexo e que seria como uma jornada do herói, onde eu sairia do fundo do poço e alcançaria a glória absoluta em tudo na minha vida.

Porém, o tempo passa e a vontade de "fazer o melhor diário possível" ou de "ajudar todo mundo em tudo possível" desaparece. Vi um monte de grandes caras surgirem por aqui e sumirem, acompanhei praticamente todas as mudanças que aconteceram no fórum, participei das principais discussões e tal, tudo isso na época me motivava muito, mas parece que hoje em dia tudo isso perdeu muito a graça. Não sei se foi só porque a motivação foi se extinguindo devido à minha luta aqui no fórum ter se estendido demais ou se foi porque eu amadureci.

Lembro-me de sempre checar a lista dos maiores postadores e sonhar em estar entre os top 5, de invejar a disposição do Toguro em postar no diário de todo mundo mas, não sei, agora tudo isso parece apenas um objetivo sem muita finalidade, não me move pra frente.

Minha relação com o fórum foi mudando assim como minha relação com minha própria vida foi mudando e isso é um efeito interessante de observar. Acho que, aos poucos, fui me tornando menos sonhador também, abandonei várias ideias e não sei se isso é necessariamente bom ou ruim. Só sei que eu já não penso tanto em ser o melhor em tudo, perdi meu ímpeto de ser competitivo em toda e qualquer coisa que participasse. Parece que minha personalidade está perdendo uma conexão profunda que tinha com os resultados que eu conquistava e que agora outras coisas ganharam importância.

Bom, chega de viagem. Um pouco sobre o reboot: continua bem, mas ontem tive que reativar o facebook para mandar mensagem para um cara com a ideia de conseguir ajuda dele para fazer meu TCC e estou louco já para desativá-lo, porque aquele ambiente é um dos mais impróprios para um rebooter. Não interessa se você não está pesquisando nada demais, vira e mexe vai aparecer um gatilho, seja uma mulher de biquíni na foto de perfil, alguém que postou uma coisa provocativa, enfim, é uma merda, recomendo não usar o facebook, somente em casos de extrema necessidade mesmo.

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Mensagens : 509
Data de inscrição : 16/03/2016
Localização : E Corp
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 28/8/2018, 17:52
Fala Broda primeiro parabéns pelos 43 dias! Eu acho muito massa esse viés filosófico da galera aqui do fórum kkk eu sei que todos estamos na luta para nos livrarmos do vício e tals, e que nos diários eventualmente vão aparecer textos variando dos mais diversos assuntos, sobre esse fato de postar eu reconheço que sempre que me ausentei do fórum acabei caindo nas falsas racionalizações do meu cérebro condicionado e acabava voltando para o vício sem perceber, claro entendo que a galera que obteve sucesso no reboot e apenas está em fase de manutenção não vai ter o mesmo gás para participar ativamente, concordo plenamente quando você diz que a jornada depois de algum tempo ficou cansativa, eu estou no fórum a quase o mesmo tempo que você, participei bem menos e mesmo assim não tenho tanto ânimo para postar com frequência.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t3270p25-diario-do-mr_reboot
avatar
Mensagens : 208
Data de inscrição : 14/11/2016
Idade : 18
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 29/8/2018, 18:49
Mesma coisa eu hahaha, agora voltou um pouco meu gás de continuar postando no fórum, pq meu diário tá um pouco parado...

Realmente redes sociais é um saco, só uso whatsapp e instagram (instagram só pra curtir as fotos da mina q eu to a fim kkkk, espero q seja recíproco)

Mas é isso continua firme e forte, e sem desistir!
avatar
Mensagens : 2256
Data de inscrição : 28/08/2016
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 30/8/2018, 14:05
É bom ver tua melhora irmão de guerra. 45 dias é algo muito expressivo. Enfim, tem razão quando afirma que o Facebook não é um bom local para um rebooter. Mas estendo esta frase para outras redes sociais, como: Reddit e Instagram. O melhor que podemos fazer é nos afastarmos do computador e viver uma vida real, ao lado de pessoas de verdade. E para aqueles que pensam que um monte de pixels é real, ou substitui a realidade, eu digo: você está louco.

Um forte abraço.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 31/8/2018, 01:34
mr_reboot escreveu:Fala Broda primeiro parabéns pelos 43 dias! Eu acho muito massa esse viés filosófico da galera aqui do fórum kkk eu sei que todos estamos na luta para nos livrarmos do vício e tals, e que nos diários eventualmente vão aparecer textos variando dos mais diversos assuntos, sobre esse fato de postar eu reconheço que sempre que me ausentei do fórum acabei caindo nas falsas racionalizações do meu cérebro condicionado e acabava voltando para o vício sem perceber, claro entendo que a galera que obteve sucesso no reboot e apenas está em fase de manutenção não vai ter o mesmo gás para participar ativamente, concordo plenamente quando você diz que a jornada depois de algum tempo ficou cansativa, eu estou no fórum a quase o mesmo tempo que você, participei bem menos e mesmo assim não tenho tanto ânimo para postar com frequência.

Pois é Bro, não sei, teria que me motivar pesado para participar aqui muito ativamente novamente, assim como me motivo para me manter firme todos os dias no reboot. Mas quem sabe né.

Eu não acho que o fórum me ajuda muito mais com a abstinência, sinceramente. Posto aqui mais porque gosto de ajudar e manter um relato com alguma constância, mas acredito eu que ele perdeu grande efetividade em mim já, não me motiva como antigamente.

Abração!

Megaboca4 escreveu:Mesma coisa eu hahaha, agora voltou um pouco meu gás de continuar postando no fórum, pq meu diário tá um pouco parado...

Realmente redes sociais é um saco, só uso whatsapp e instagram (instagram só pra curtir as fotos da mina q eu to a fim kkkk, espero q seja recíproco)

Mas é isso continua firme e forte, e sem desistir!

Cara, cuidado com esse insta ae. Já devem ter te alertado dos riscos, mas como eu sou chato, digo de novo: se não for absolutamente necessário, tipo, caso de vida ou morte, não use redes sociais. Elas constroem sua futura recaída com cada pequeno gatilho que colocam na sua frente, isso suga sua força de vontade, é uma péssima ideia.

Uma dica é que as mulheres não ficam com caras que ficam curtindo as fotos delas. Assim como você, tem outros bilhões de caras que estão fazendo exatamente a mesma coisa, na esperança de chamar a atenção delas de alguma forma, mas não é a forma mais efetiva, não sei se podemos dizer sequer que funciona. Melhor conversar diretamente, sério, você vai ter muito mais chances assim. Melhor ainda se for presencialmente.

Valeu pela força, abração!
XikuGuarana escreveu:É bom ver tua melhora irmão de guerra. 45 dias é algo muito expressivo. Enfim, tem razão quando afirma que o Facebook não é um bom local para um rebooter. Mas estendo esta frase para outras redes sociais, como: Reddit e Instagram. O melhor que podemos fazer é nos afastarmos do computador e viver uma vida real, ao lado de pessoas de verdade. E para aqueles que pensam que um monte de pixels é real, ou substitui a realidade, eu digo: você está louco.

Um forte abraço.

Valeu Bro!

Reddit então, é absolutamente inaceitável um rebooter tê-lo funcionando no pc. Tá lotado de coisa realmente explícita lá (e pesada), é loucura deixá-lo ativado. Já o utilizei várias vezes para recaídas, nunca mais utilizo aquela porcaria.

O foda das redes sociais é que elas te dão uma impressão de que você está socializando, quando na verdade você NÃO ESTÁ! Se não for real, pouco terá para adicionar e nisso você está absolutamente certo.

Abração!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Mensagens : 208
Data de inscrição : 14/11/2016
Idade : 18
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 31/8/2018, 21:08
Broda escreveu:Cara, cuidado com esse insta ae. Já devem ter te alertado dos riscos, mas como eu sou chato, digo de novo: se não for absolutamente necessário, tipo, caso de vida ou morte, não use redes sociais. Elas constroem sua futura recaída com cada pequeno gatilho que colocam na sua frente, isso suga sua força de vontade, é uma péssima ideia.

Uma dica é que as mulheres não ficam com caras que ficam curtindo as fotos delas. Assim como você, tem outros bilhões de caras que estão fazendo exatamente a mesma coisa, na esperança de chamar a atenção delas de alguma forma, mas não é a forma mais efetiva, não sei se podemos dizer sequer que funciona. Melhor conversar diretamente, sério, você vai ter muito mais chances assim. Melhor ainda se for presencialmente.

Valeu pela força, abração!

Grande Broda!

Pode ser chato haha, realmente isso é bem vdd... eu tenho q tomar muito cuidado msm com as redes sociais, basicamente elas são o motivo principal da maioria das minhas recaídas.

E obrigado pela dica, é que eu falei meio q fora de contexto... na vdd a gente conversa muitoo msm, e ela na maioria iniciava as conversas... e digamos que o motivo de eu curtir a foto dela não é meio q chamar a atenção, e sim demonstrar um pouco de interesse já que ela q na maior parte tem q demonstrar (no whats ela quase sempre comenta o q eu coloquei de status, não sei se ela quer conversar cmg porque sou um bom amigo, ou pq está interessada msm, é muito difícil saber kkk!)

Mas vlws kkkk, e continue em frente sem olhar pra trás!
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 1/9/2018, 18:10
Megaboca4 escreveu:Grande Broda!

Pode ser chato haha, realmente isso é bem vdd... eu tenho q tomar muito cuidado msm com as redes sociais, basicamente elas são o motivo principal da maioria das minhas recaídas.

E obrigado pela dica, é que eu falei meio q fora de contexto... na vdd a gente conversa muitoo msm, e ela na maioria iniciava as conversas... e digamos que o motivo de eu curtir a foto dela não é meio q chamar a atenção, e sim demonstrar um pouco de interesse já que ela q na maior parte tem q demonstrar (no whats ela quase sempre comenta o q eu coloquei de status, não sei se ela quer conversar cmg porque sou um bom amigo, ou pq está interessada msm, é muito difícil saber kkk!)

Mas vlws kkkk, e continue em frente sem olhar pra trás!

Boto fé. De toda forma, larga essa porra de insta e fala com a mina pelo whats pô, chama ela pra sair kkkkkk

Abraços!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Mensagens : 674
Data de inscrição : 17/02/2018
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 1/9/2018, 18:35
Eae grande Broda,parabens pelos 45 dias,continue assim pois você consegue vencer essa praga.
Sobre a motivação para escrever no fórum eu acho que é normal isso acontecer,apesar de eu não estar a tanto tempo no forum como você eu tbm não posto todos os dias mais e nem entro todos os dias aqui.Só posto o resumo da minha semana no domingo e de terça e sexta dou uma força para os companheiros de guerra.
Eu fiz isso pq percebi que eu estava entrando dms no forum o tempo todo e isso ficava me lembrando a PMO todo instante.
Eu acho que é saudável postar todos os dias e participar bastante,porém pra mim não deu mt certo pois fiquei fissurado no número de dias e ficava olhando toda hora kk,eu até me lembro da minha 1 tentativa de reboot que eu fiz 45 dias.Todo dia que eu acordava a primeira coisa que eu pensava era em qual dia eu estava ,sabe aquelas cenas de filme que o cara acorda assustado e fala alguma coisa,esse era eu HASHAHas.
È isso Broda,um grande abraço.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1811
Data de inscrição : 11/12/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 1/9/2018, 18:37
Passando Por Uma Tempestade

Esses últimos dias foram infinitamente mais difíceis do que os outros até então. Começando pelo fato de que tive 3 poluções noturnas em uma espaço de provavelmente uns 5 dias, talvez até menos, não tenho certeza.

O problema não estão sendo as poluções em si, para falar a verdade. O problema está sendo que eu estou ficando relativamente consciente durante o sonho erótico e eu começo a ficar muito perturbado, porque eu não sei se estou fantasiando ou se estou sonhando. É uma coisa muito estranha, eu fico exatamente naquele limiar em que você está meio dormindo e meio acordado e fico me sentindo relativamente culpado, porque quando ocorre a polução eu sei que, de certa forma, eu meio que estava participando ativamente do processo, porque eu percebo o sonho enquanto ele está acontecendo e tenho a sensação de estar ajudando o sonho a se tornar mais erótico até finalmente ejacular.

Caralho, é difícil descrever a situação, mas é muito irritante, porque eu não sei se eu estou prejudicando meu reboot já que estava meio consciente no meio do sonho (o que o tornaria em uma espécie de "fantasia"?), ou se devo considerar que era simplesmente um sonho mesmo já que eu tive polução noturno e seria impossível ter uma polução fantasiando (ou seria?).

Que porra.

Bom, isso também trouxe outras consequências. Sinto meu lado sexual está bem mais ativo e exacerbado esses dias, está mais difícil controlar o olhar para as mulheres e cada vez que eu olho sinto uma certa tensão, não sei se é o vício atacando de novo. Anteontem, ao voltar da academia, tive uma ereção extremamente forte e sem boas razões aparentes, fiquei até com medo de alguém notar enquanto eu estava andando na rua, parece que está extremamente fácil ficar nesse estado agora. Definitivamente, o período gostoso da flatline foi embora e agora tenho que ficar muito mais atento.

Ontem também tive uma crise de ansiedade forte, medo de uma construção mental minha que fiz de uma situação que ocorreu durante a aula, totalmente descabida, mas consegui recuperar o controle e ontem o dia terminou em uma nota alta.

Bom, está tudo meio estranho por enquanto e não estou sentindo mais aquela mesma segurança. Sinto-me andando em uma corda bamba, onde qualquer vacilo pode ser extremamente perigoso.

Broda, em estado de alerta.

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 461
Data de inscrição : 17/12/2016
Ver perfil do usuário

E aí Broda

em 1/9/2018, 23:38
E Aí Broda, beleza? quantas vezes tu já completou os 90 dias do reboot? Bom, também estou em um dia tenso, essa minha semana, foi meio tensa, mas parece que está normalizando, tem dias que parece que é certo que eu vou cair na pornografia, mas faço tudo do meu cotidiano e a nuvem passa, outros que nem lembro que ela existe, acho que é saber administrar isso, vai nos ajudar muito nessa caminhada.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 509
Data de inscrição : 16/03/2016
Localização : E Corp
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 2/9/2018, 08:42
Sobre os sonhos eróticos antes de dormir você tem consumido algum conteúdo que seja considerado parcialmente um gatilho ? Exemplo um seriado e em determinado momento aparece alguma mulher semi nua, se for o caso eu recomendaria cortar se não eu indicaria mudar a sua atividade pré sono, faça uns testes, meditação, leitura.

Os nossos sonos podem ser induzidos também caso você mentalize algo simples de começo como andar em um campo florido é possível que você controle o inicio e talvez evite os sonhos eróticos, eu ainda estou aprendendo sobre o assunto dos sonhos lúcidos mas creio que podemos induzir e com o tempo até mesmo controlar.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t3270p25-diario-do-mr_reboot
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 395
Data de inscrição : 10/06/2018
Idade : 31
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t7742-diario-the-survivor-idade-30-anos

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 3/9/2018, 00:00
Broda escreveu:
O Longo Dia de Ontem

Fala Bros! Segura que lá vem textão, acho que poderá ser útil para alguns:

Ontem foi um daqueles dias em que eu fiz tudo errado, pelo menos não recaí. Começou com uma decisão minha de que ia jogar um jogo assim que acordei, meu plano era parar de jogar aquele jogo logo após um tempinho. Só que o resultado foi bem diferente.

Eu me senti quase como um viciado em jogos de azar, impressionante. Primeiro que eu não cumpri o que eu tinha proposto para mim mesmo, que era jogar um pouco, dar uma relaxada e vazar. Eu devo ter ficado umas 4 horas seguidas jogando, sem pausa nem nada. Tudo por causa de quê? Porque o animal aqui não queria sair perdendo.

Eu coloquei uma meta: quando eu bater 45 kills eu saio. Eu já estava com umas 43, daí surgiu um cara extremamente bom na sala que eu tava jogando. Daí eu decidi: pô, finalmente um cara decente, vou ficar aqui até conseguir matá-lo sozinho pelo menos uma vez!

Não consegui matar o cara sozinho, ele vazou e além de tudo avacalhou meu KD. Me matou um monte, eu já estava cansado pra caralho, mas ainda assim não desisti. Decidi então que iria recuperar meu frag, para tanto eu iria precisar matar 8 para ficar positivo.

Acreditem em mim, eu jogo bem esse jogo, imaginei que seria fácil matar esses 8 e sair. Só que eu estava tão cansado, que basicamente eu já não estava jogando nem metade do que eu era capaz, então eu continuava morrendo, só que dessa vez para uns caras muito piores. Eu devo ter ficado mais ou menos uma hora a uma hora e meia tentando recuperar o frag, até que finalmente consegui.

Enquanto eu estava no processo, eu estava me sentindo o cara mais doente possível e imaginável. Eu não queria parar enquanto eu não conseguisse, tudo para manter minhas estatísticas do jeito que eu queria. Acabou que eu procrastinei TUDO que eu tinha para fazer durante o dia, comecei a sentir a cabeça pesada igual como se eu tivesse acabado de ter uma sequência gigantesca de PMO e com uma sensação parecida com a de queda em PMO.

Eu nunca tinha chegado a fazer isso de forma tão brutal. Não entendi o que me levou a isso exatamente, mas o fato é que eu fiquei me sentindo muito mal com tudo isso, vou tentar maneirar, pois apesar de não me considerar viciado em jogos (mesmo que esse relato pareça indicar o contrário) eu passei dos meus limites.

Enfim, depois de finalmente conseguir, saí do jogo e fiquei um tempo na minha cama vegetando, esperando minha cabeça normalizar. Quando melhorou um pouco, fui pra academia e lá não rendi muito, inclusive porque eu estava com muito sono. Tive algumas pequenas dificuldades em não fantasiar com as mulheres lá presentes, mas consegui controlar bem.

Uma coisa que eu estou notando que está melhorando é a qualidade dos pensamentos QUANTO A PARTE SEXUAL especificamente. Simplesmente minha mente está parando de fazer spams infinitos de fantasias sexuais na minha cabeça, no começo parecia que a única coisa que eu conseguia pensar era sobre sexo, tinha que ficar afastando o pensamento o tempo inteiro, agora já está melhor. O resto continua bem bosta, inclusive vocês entenderão o porquê.

Bem, saindo da academia, resolvi que ia dar uma volta sozinho no bairro. Nesse instante, os pensamentos começaram a me incomodar. Não os sexuais, mas sim os relacionados à minha autoestima.

Começou comigo pensando: porra velho, é sexta-feira e eu não tenho ninguém para ir dar uma volta comigo, todos os meus amigos, que são poucos, devem estar fazendo coisas mais interessantes do que isso, eu não tenho o que fazer nos meus fins de semana e minha vida social está tão bosta que eu tenho que fazer a parte de religação sozinho, saindo sozinho para fazer nada!

Tem um outro problema. Como eu quase sempre estudei perto de casa e fiz outras atividades também aqui no bairro, quase o círculo inteiro de pessoas conhecidas estão aqui perto. Tem um McDonalds aqui pertinho, mas eu fiquei com medo de entrar lá sozinho para observar o movimento e pensar e de repente algum conhecido me reconhecer lá e me achar um autista do caralho andando sozinho numa sexta à noite.

Resolvi entrar numa espécie de bar aqui perto e lá esbarrei com um cara da faculdade, imediatamente saí do lugar já me sentindo envergonhado e um bosta completo.

Os pensamentos continuaram (des)evoluindo. Fiquei pensando no tanto que eu tinha jogado minha juventude no lixo, em como que eu tinha estragado de forma completa minha vida social e em como eu era merecedor somente de nojo e desgosto. Antigamente, dos 14 aos 18 anos, me lembro de sair com relativa frequência nos finais de semana, de sentir minha vida social relativamente movimentada, com várias pessoas para conversar, enfim, nunca me sentia completamente sozinho.

Desde meus 19 anos, idade em que eu fiquei por conta da faculdade e de dois estágios, minha vida social foi ficando desgastada. Parei de me encontrar com frequência com velhos amigos, perdi alguns outros que depois descobri nem serem tão amigos assim, enfim, a solidão vem batendo na porta quase todos os dias.

Na faculdade não consegui fazer amigos direito, sendo que lá sempre me senti excluído, como sendo o esquisitão. Mesmo o ciclo social que eu participo lá não parece fazer questão alguma da minha presença, sendo a única exceção a menina lá, que também tive muitas dúvidas sobre se ela realmente se importava.

Bom, daí cheguei num nível ainda pior. Comecei a me perguntar se eu não comecei a fazer a academia como forma de tentar "compensar" o tanto que eu era fracassado em todas as outras áreas, tentando me destacar através do meu corpo para balancear o tanto que eu era apagado e sem importância com relação a todo o resto. Também comecei a questionar a questão de eu gostar tanto da menina: será que não é porque minha vida é uma bosta e eu me apego fortemente a qualquer pequena coisa que aparece na minha frente, com um medo irracional de repentinamente perder todo esse pouco que consegui conquistar?

Será que eu realmente tenho cura? Será que o reboot vai me ajudar em algo? E se eu terminar o reboot e nada mudar, qual solução? O caminho rápido? Enfim, todo tipo de pensamento bosta surgiu e eu senti um dos mais baixos níveis da minha autoestima de instalando no meu cérebro.

De repente resolvo ir ... caralho, escrever esse texto tá sendo muito triste. Enfim, segura as lágrimas porra! Continuando: de repente resolvi ir para onde eu tinha escutado alguns gritos de comemoração. Um evento interessante estava acontecendo: era a semi-final de um campeonato de futebol aqui perto, tinham várias categorias aparentemente e quando eu cheguei tinha uma quantidade considerável de pessoas assistindo.

Resolvi começar a assistir e o pior de tudo é que me fez um bem danado! No começo não, pois eu via alguns caras na torcida acompanhados das namoradas e isso só fez piorar minha bad, mas resolvi focar nos jogos e foi bem interessante. Devo ter ficado umas 3 horas assistindo os jogos, nem conhecia os times que eram de alguns colégios conhecidos aqui na minha cidade, mas foi muito legal estar naquele ambiente energizante. Pessoas gritando, torcendo, xingando o juiz, enfim, foi bom. Era o que eu estava precisando.

Fiquei mais ou menos até as 23:30 assistindo os jogos e quando acabaram todos, comecei a voltar para casa. No meio do caminho encontro um conhecido, troco uma ideia e continuo meu caminho. Ao chegar em casa, uma surpresa: meus pais estavam preocupados com meu desaparecimento. Eu tinha ido na academia às 19:00 senão me engano, então obviamente já era para ter voltado fazia tempo.

Eles já tinham ligado para dois amigos meus tentando saber onde eu estava e meu pai já tinha saído de casa em um determinado momento para me procurar. Daí notei que eu posso me considerar um cara sem importância, mas meus pais ainda assim me valorizam acima de tudo. Eles realmente ficaram preocupados com meu sumiço e isso foi bom de ver, apesar de ser chato causar algum nível de sofrimento a eles. Ver que eu ainda tenho alguma importância para alguém me fez bem, lembrar que tem gente que para eles a minha vida e segurança são essenciais.

Por fim, adormeci. Então tenho um pesadelo relacionado também à minha baixa autoestima, acordei no meio do pesadelo lá pelas sete da manhã me sentindo MUITO mal. No sonho eu tinha sido ignorado e tratado igual lixo e eu ainda estava tentando recompensar a pessoa que tinha me feito mal!!! Comecei inclusive a fazer alguns paralelos com meu antigo estágio, onde tinha deixado todo mundo pisar em mim e não tinha feito nada, nem mesmo tentado me defender o mínimo que fosse.

Quando acordei, comecei a fazer algumas reflexões. Decidi que ia parar de me permitir chegar a esse abismo dentro da minha própria cabeça e comecei a notar uma coisa que eu já li num livro de psicologia: todos os nossos comportamentos, mesmo os destrutivos, trazem alguma recompensa e é por isso nós os mantemos.

Pensem comigo: muitos de nós mantemos o comportamento de continuar nos masturbando compulsivamente, mesmo sabendo que nos faz mal, porque isso nos traz uma fuga da realidade, nos traz algum conforto temporário.

Muitas pessoas se mantem na zona de conforto, mesmo sabendo que ela é uma péssima escolha, porque ela te protege do resto. Ela te protege do mundo exterior e cria uma barreira, te impedindo de se ferir caso saia da mesma.

No meu caso, notei que eu estava constantemente mantendo esses pensamentos ruins sobre mim mesmo não necessariamente porque eu acreditasse em todos eles, mas sim porque eu teria a desculpa perfeita. Sim, esse comportamento destrutivo também serve para algo: a partir do ponto em que você se enxerga como um bosta, você se protege de futuras perdas e dores.

Tudo de ruim que acontecer, você já tem uma justificativa: "deu errado, mas eu já sabia que isso provavelmente iria acontecer, eu sou um merda mesmo". "Eu não preciso procurar melhorar, eu não tenho solução mesmo, nem adianta começar a tentar". "Perdi essa oportunidade, isso só prova que eu estava certo de eu estava fadado ao fracasso mesmo, nada a ser feito nesse caso".

É uma forma de proteção, porque a partir do momento em que você admitir ser capaz, você terá que lidar com o sentimento ruim de ter fracasso em algo que você sabia que tinha plenas condições de conseguir. É mais fácil se manter na posição de completo fracassado e não ter de encarar a vida de frente, afinal de contas, você já deu errado mesmo! É mais fácil não assumir o risco!

Ao notar esse comportamento, já notei que esse tipo de comportamento deveria ser totalmente extirpado da minha mente o quanto antes. Depois comecei outra reflexão: será que as pessoas de sucesso primeiramente tinham autoestima e aí sim alcançaram o sucesso ou primeiramente alcançaram o sucesso e só a partir daí começaram a ter autoestima? Primeiro acreditaram ou primeiro fizeram?

Aliás, existe como ter sucesso com uma autoestima tão baixa?

Com esses questionamentos, já comecei a partir de hoje a mudar minha mentalidade. Não interessa o quão ruim esteja, se eu não acreditar em mim mesmo, provavelmente ninguém mais irá. Chega de deixar pensamentos ruins tomarem conta, eu tenho que ao menos tentar fazer algo diferente. Não irei mais me enxergar como o mais lixo dos lixos, ainda que no começo isso seja difícil de acreditar a princípio, me esforçarei ao máximo para mudar a minha visão sobre mim. Eu já perdi tempo demais com esse tipo de coisa, tá na hora de mudar. Espero que esse meu texto sirva de inspiração para alguém se encontra em situação parecida, ainda acredito que todos nós aqui somos capazes de vencer.

OPA Boa noite, primeira vez aqui, não li o diário direito mas li esse relato que achei bastante comovente pelas razões que similaridade com a minha vida.

Eu sempre tive muitos poucos amigos, bem poucos realmente, da infância nenhum mantenho contato hoje, da faculdade não tenho nenhum que posso dizer "porra aquele cara era de fato meu amigo" também não, a faculdade em minha vida em termos sociais foi uma página em branco, mas por minha culpa sempre fui muito tímido sem iniciativa, tinha mulheres lindas mas sempre tive baixíssima auto estima e pouquíssima habilidade ou talvez tudo isso fossem meu cérebro criando "desculpas esfarrapadas" para fazer o que eu deveria fazer afinal como diz uma frase "Obstáculos são aquilo que você enxerga quando tira os olhos do seu objetivo" hoje posso dizer tem duas pessoas que são amigos, ambos amizades que começaram a partir de algo banal, pessoas que necessitavam de ajuda em um determinado momento e eu me prontifiquei em ajudar sem o menor interesse em dar continuidade ao contato com essas pessoas, assim surgiram 2 amizades que tenho hoje.

1 desses meu amigo o conheci numa situação em que o carro dele tava falhando, não tava dando partida ele necessitava de ajuda para se descolar até um posto de gasolina e eu ajudei sem realmente esperar por nada, eu não esperava nada. Era ajudar e meter o pé e ai surgiu essa amizade.

Então minha dica é, se você quer formar amigos e mesmo que faça essas coisas sem o objetivo de arrumar amigo ajude pessoas, ajudando pessoas você forma amizades que dificilmente desapareçam da sua vida mas vamos considerar que você ajude alguém como sei lá, você tá numa balada um conhecido furou o pneu do carro e não tem como trocar você foi lá ajudou mesmo que você perca o contato daquela pessoa ela se lembrará de você por aquela situação em que você ajudou ela e penso que ter esse simples pensamento já seja algo gratificante.

Certa vez meu pai contou uma história, certa vez numa madrugada em que ele voltava de uma festa o pneu do carro dele estorou e ele não tinha step, passaram vários e vários carros nenhum parou até que certo momento parou 1 carro.

Esse carro que parou o motorista era um cara que advinhe trabalhava com ele, e era um cara que ele não gostava do cara por questão de julgar sem de fato saber quem era o cara. Esse cara disse para meu pai o seguinte, vou buscar minha filha num baile e daqui a pouco retorno com step para te ajudar, meu pai pensou bom esse cara não vai voltar por isso e aquilo...mas enganou-se o cara retornou e o ajudou, após isso ele se lembra do cara e o que vem a mente dele é essa situação. Não que devemos fazer isso em todo caso até porque hoje o mundo tornou-se um lugar perigoso, mas uma forma de formar amizade é ajudando, principalmente pessoas que digamos "sejam conhecidas" mas tenham talvez um olhar torto para você e mudar o que elas pensam sobre você, talvez a partir dai surjam amizades ou mesmo que não surjam o simples fato de mudarmos o pensamento daquela pessoa a respeito dos nossos valores da nossa conduta de quem somos já fez valer a nossa atitude.

_______________________________________


avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1392
Data de inscrição : 12/06/2015
Ver perfil do usuário

Re: Not a boy, Not yet a Man

em 3/9/2018, 22:50
Fala, Broda!

Eu tbm já passei pela mesma situação em relação ao sonho. Só que nesses casos, nunca cheguei a parte "molhada" do sonho. Realmente é uma sensação muito desagradável, eu te compreendo.

Quando isso acontece comigo eu costumo acordar durante o sonho. Dai pego e vou tomar uma água.

A minha dica é simples: Instale bloqueadores até no microondas, mantenha todas as boas atividades que já estava realizando e siga firme.

Vai dar certo!
Abraço

_______________________________________
De pé e lutando.
diário: http://www.comoparar.com/t1157-25-soli-deo-gloria-reinicio





"No sentido mais verdadeiro, a liberdade não pode ser concedida; deve ser alcançada"
Roosevelt
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum