Compartilhe
Ir em baixo
Ringostar156
Mensagens : 190
Data de inscrição : 03/08/2018
Idade : 32
Localização : Fortaleza
Ver perfil do usuário

Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ... - Página 2 Empty Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 20/9/2018, 11:15
Vamo la !

Eu não sei se vc ainda acompanha o teu relato mas talvez sirva de ajuda pra alguém que caia aqui de para-quedas.
Li seu relato todo e vi que o seu problema e bem grave mas não esta relacionado ao homossexualismo, sim vc não é gay e vc sabe disso né ?, o seu problema e psicologico, o que muitas pessoas com hocd não entendem e isso é um fato é q pessoas pensam q são gays sem entenderem o q define um gay.. e o que define um gay é um misto de afetividade e atração sexual exclusivamente por pessoas do mesmo sexo, ou seja o cara tem sentimentos e tal, no seu caso vc tem uma compulsão sexual grave , é um distúrbio grave e se vc ainda não procurou ajuda de um psicologo eu recomendo q vc procure.

ir as vias de fato ou ver P gay simplesmente por prazer sexual não é ser gay nem bi, ja que vc não tem o desejo afetivo, no seu caso é literalmente tara por qualquer coisa ou pessoa, mulher, homem , bixo etc ... características de um compulsivo sexual, vc foi exposto a pornografia por anos.

vc menciona que punha pressão no seu penis pra simplesmente ter um orgasmo em um ato compulsivo de masturbação certo ?  Isso justifica sua ER e DR a P esta intimamente ligada a ER pois a pressão e a intensidade que vc bota ao se masturbar matam os nervos do seu ogam genital, a M tb reduz drasticamente os níveis de testosterona no seu sangue o que justifica a DE, a DE e a ER estão ligadas a PMO, elas andam juntas.

Todo homem broxa um dia, todo homem demora pra ter O as vezes e isso esta ligado a ansiedade e o medo de falhar ja q temos uma pressão grande de não falhar nessa hora, quando estamos com medo o meninão não sobe mesmo, não falhamos na M pq temos total controle da situação e na vida real não temos, não podemos simplesmente fechar a tela ou trocar de mulher na hora..

Pergunte a qualquer gay como ele descobriu que era gay e ele vai dizer q sempre foi gay, isso ja nasce com o cara o seu instinto dita suas ações, eu tive HOCD mas sabe como eu tirei isso da minha cabeça ? simples se uma mulher encostar em mim, me abraçar ou me beijar o menino ja sobe com tudo inclusive ja começo a liberar aquela secreção pre gozo , se fosse gay isso não ia rolar, o comportamento homo e instintivo não adquirido, talvez a bissexualidade (sexual não afetiva) sim devido a P e  que temos uma predisposição sexual inerte em nos o que nos faz não diferenciar as coias quando perdemos noção da ética e moralidade.
Olipt
Mensagens : 191
Data de inscrição : 06/07/2018
Ver perfil do usuário

Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ... - Página 2 Empty Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 10/7/2019, 14:04
Mano fiquei curioso pra saber como vc anda atualmente, teu relato reflete uma realidade bem comum na pornografia, as fantasias que ela gera, a necessidade por dominar e ser dominado e etc, tudo isso nós da prazer na hora da p mas depois vem aquele vazio né, eu me identifiquei com algumas partes do teu relato principalmente o lance do bdsm eu tb tinha muito fetiche por ver mulheres sendo dominadas ou "corrompidas" era uma coisa q eu buscava muito em hentais por exemplo, agora lendo teu relato entendo que isso é de fato uma consequência da p, eu nunca tive DE expressivamente como vc, tive uma vez e sim fiquei bem cabreiro até ajudou no hocd mas percebi q era mesmo nervosismo pois estava muito pilhado pois as mina q eu ia ficar eu já queria ficar a tempos então estava muito ansioso, na vida real meu desejo por mulher é bem maior, na p o céu e o limite, eu me torno outra pessoa, uma pessoa má e perversa, isso claro consequência de anos na p, se um dia voltares só fórum de uma passada no meu diário, pra gente bater um papo lá, vlw.

_______________________________________
Meu relato
http://www.comoparar.com/t7896-diario-do-olipt-hocd
Pr.piloto
Mensagens : 52
Data de inscrição : 31/03/2019
Ver perfil do usuário

Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ... - Página 2 Empty Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 14/7/2019, 16:42
Radeon Graphics escreveu:HOCD, DE, ER, Death Grip, sadomasoquismo, homossexualismo, ansiedade, depressão! Expenriciei tudo isso! Parece um coquetel do inferno. Desde a infância, sempre fui compulsivo por alguma coisa. O vício que mais recordo foi o de jogos eletrônicos. Esse foi o que mais durou. Na adolescência, outros TOCs também existiram. Assim, de um TOC para o outro, conheci a masturbação. Posteriormente, a pornografia e o PMO.

A compulsão por pornografia na internet começou por volta dos 15 anos. Nunca consumi pornografia em revistas especializadas, antes disso. Conheci direto no computador. Mas uma vez viciado nela, via pornografia em tudo. Até naquelas propagandas de produtos de ginástica da Polishop de pessoas com corpos sarados. Em desenho nas revistas de jogos também via pornografia.
Chegava do colégio e desejava que ninguém estivesse em casa só para passar a tarde inteira no computador vendo pornografia. Até chegar hoje, onde procurei ajuda e estou fazendo o Reboot, foram anos de sofrimento. A verdade é que só quis procurar ajuda, mesmo, por causa da DE - Disfunção Erétil. Como homem, acho que isso foi o pior. Depender de remédios com 26 anos foi horrível para mim. Antes de descobrir que estava doente, achava que minha vida não teria jeito.

1 - Já morava com minha namorada e considerávamos casados quando senti os sintomas da DE e da ER. Minha namorada era compreensiva em alguns momentos. Mas em outros não. Pensamos que era falta de energia e eu usei todos os tipos de garapa para tentar levantar o pinto. Mas não adiantava. Até usei a masturbação, achando que se eu me M 8 vezes no dia, eu ia voltar a ficar excitado com ela. O que não deu certo. Eu ficava com a pornografia (que ela não sabia que eu consumia), mas não ficava com ela. Nós tentávamos de tudo. Mas nada funcionava. Ela chegou até a sugerir outra mulher. Mas eu recusava a ideia. Primeiro, pq não queria passar a vergonha do DE duplamente. A PMO me levou a me sentir um fracassado como homem. Me sentia muito mal. Tão mal que, eu mesmo, terminei o relacionamento duas vezes. Voltamos. Mas na última tentativa, terminei de um vez. Não queria passar por esses momentos ruins de novo. Isso me deu muita insegurança nas relações sexuais. Sempre pensava que iria falhar e esse era meu destino. Às vezes, pensava que eu tinha nascido para ficar sozinho e pronto! Não tem como descrever o quão horrível foram esses momentos. Os piores de minha vida.

2 - A PMO servia para me aliviar. Se eu tivesse estressado, PMO. Várias vezes me M com o pau mole. Não me importava. O objetivo era o O. E cada vez a M era mais violenta. Apertava meu p com o máximo de força possível e nem me dava conta disso. O vício era tanto que eu me M no trabalho todos os dias. Eu levava o celular pro banheiro com o fone, assistia os vídeos e PMO. Se eu fosse no banheiro para defecar, eu me M antes ou depois. Já era um ritual. Banheiro = PMO. Nesse período recordo que a P que via eram as que fossem mais violentas. Sexo com força. Se tivesse agressão física, ótimo. Se a mulher sofresse, ótimo. Se tapassem a boca dela, melhor. Achava que a mulher nem deveria gritar, falar. Gostava de vídeos com a mulher calada. Já estava odiando a voz. Nas minhas fantasias, o sexo era sempre com o sofrimento da mulher, se tivesse sangue, melhor. Como se eu precisasse puni-las. Estupro e todas as humilhações, que não envolvesse porcarias e nojo, estavam valendo. Assim, mulher pra mim tinha que sofre e essa carga eu colocava toda no meu pau quando eu me masturbava. Desse jeito, adquiri a Death Grip. Não duvido que se uma mulher morresse numa trepada, eu ficaria muito excitado.

3 - O HOCD esteve comigo nem sem precisar. Até porque descobri a existência desse toque há exatamente 4 dias. O dia que iniciei meu Reboot. Depois de pesquisar muito. Nem precisa a PMO para iniciar o HOCD. Basta uma autoestima baixa e as dúvidas de sua sexualidade surgem. Eu cheguei ao ponto de esquecer todas as minas que me relacionei, que gostava. Do tesão que tinha por mulher. De como desde de criança já procurava um jeito de levar as meninas pra minha casa, de roçar nelas, ... O HOCD ficou tanto tempo em minha mente que me fez pesquisar fotos masculinas. Lembro que no início eu queria ser igual aos homens que via. Pensava: pô, quero ser igual a esse cara. Às vezes, tinha muita raiva dos homens que se davam melhor com as meninas do que eu. Muita raiva de desejar a morte deles e ao mesmo tempo de querer ser como eles. Muito paradoxal. E assim, posteriormente, também comecei a desejar eles. Inclusive pessoas de minha família. Me dá nojo falar sobre isso. Pq na hora me dá nojo desses pensamento. Vontade até de cuspir. Uma mistura de nojo/ódio/desejo. E eu me sentia mal. Muito mal. Não me recordava desses eventos iniciais. Acho que pq isso foi se entranhando em mim de modo que eu até esquecia que não tinha o HOCD e isso já fazia parte do meu ser. Isso durou tanto tempo e ficou tão forte que em 2016 eu já tinha decretado que era gay e era gay mesmo. Tipo um "aceite logo que é melhor". Antes disso, consumia muita pornografia hétero e gay. E sentia atração e nojo. Mas o nojo só vinha no final dos vídeos. Eu cheguei até as vias de fato. Experimentei o Homossexualismo. Antes tinha vergonha. Mas sei que foi a doença mesmo. Pq hoje vejo tudo com aversão e penso "como eu me sujeitei a isso? Como eu me sujeitei a essas humilhações?". Não pratico mais o homossexualismo. Mas ainda tenho o HOCD, atualmente fraco. Mas tenho.

4 - O Sadomasoquismo. Não percebi o quanto eu sou sadomasoquista. Acho que começou com o pornô gay que assistia. Mas sempre curtir o sofrimento de outra pessoa no sexo. Sendo mulher ou homem. Quando a mulher sofria e era impedida de gritar ou falar, eu gostava. E no pornô gay o que mais me excitava era o sofrimento de um dos homens. Só me excitava o pornô violento em que um deles sofria. Gostava de ver um homem subjugado por outro homem, se tivesse violência física e sangramento, eu curtia mais ainda. Às vezes, me colocava no lugar do sofredor, mas geralmente, eu me colocava no lugar do agressor. Como se eu precisasse que alguém sofresse muito. Uma vingança minha por direito. No pornô hétero eu cheguei ao ponto de variar entre me colocar no lugar do homem e da mulher. Agora sei que tem a ver com a baixo estima que tenho. Por isso, pensava que eu merecia sofrer quando era a mulher. O que não é verdade. Não mereço nada dessa porra! Mas era o que eu pensava. Me sentia merecedor do sofrimento, por isso queria que outras pessoas sofressem - devolver o mal que fizeram a mim - ou que eu sofresse - reviver um situação de sofrimento que me colocaram.

5 - A ansiedade sempre esteve comigo, acho. Mesmo antes da PMO. Mas o vício piorou muito. Com isso a depressão veio. A depressão em minha vida existiu e eu nem relacionei com a PMO. Surgiu no final da adolescência e perdurou até a idade adulta. Mas eu não sabia que a P tinha efeito direto em tudo isso.

Li muitos diários antes de começar o meu. E eles foram de EXTREMA importância. Estou escrevendo meu diário como parte do processo de tratamento.  Leio muitas histórias aqui de sucesso, de persistência. Sei que o pensamento buscado é sempre de pensar no futuro. Eu penso! Enfim, é isso! Vida que segue.

Cara meu histórico com HOCD é parecido com o seu em alguns pontos, principalmente quanto a baixa auto estima, quanto tinha uns 8-9 anos e meus primos uns 14-15, devem ter me visto mijar, e oq aconteceu? Começaram a zoar o tamanho do meu pau, e do mito q punheta fazia o pau crescer? É então! La foi eu me acabar de me masturbar, ai depois q ja tinha pc, comecei a me comparar com os caras, tamanho, logo na pornografia q nd é real, e eu um pré-adolescente! E depois as meninas mesma coisa via os caras mais velhos pegando e eu nao, comecei a querer ser como eles e odiar ao mesmo tempo, no começo eu só procurava algumas imagens dos caras, e via vídeo hétero ate q parei nos gays (sinto, nojo, vergonha de escrever isso mas enfim essa merda me deixou doente)

O mais irônico q hj tenho ctz q meu pau é maior q de meus primos, n q seja um kid kkk depois passa la no meu diario q vai ver mais detalhes e deixa um parecer, acredito q a causa da nossa doença é a mesma, e como vc ta agora? Fiquei muito curioso
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum