Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 30/05/2018
Ver perfil do usuário

Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia Empty Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia

em 30/5/2018, 16:27
Olá, chamo-me Sd Papa Mike (prefiro não me identificar), tenho 27 anos e sou policial militar. O meu problema com a pornografia começou no início de 2009, ano no qual ingressei na universidade e fui presenteado pelos meus pais com um computador com acesso à internet banda larga. Antes disso a minha experiência com o pornô se resumia a alguns poucos DVD's a qual tinha acesso e aos filmes na madrugada na TV aberta (naquela época não tínhamos TV a cabo e meu acesso na internet se dava nas LAN HOUSES), nada muito diferente dos outros garotos da minha geração.
Com o computador em meu quarto tinha toda privacidade da qual precisava para passar algumas horas na madrugada assistindo pornografia. Lembro-me dos primeiros vídeos que assisti, de como me excitava tão fácil com as cenas que até os batimentos cardíacos aceleravam (cenas que hoje não me excitam nem um pouco). De tanto ser bombardeado com cenas e mais cenas do sexo hétero "convencional", passei para outras categorias e por fim aos vídeos de travestis, os quais são os que eu mais assisto até hoje. O vício em pornografia online causa muitos danos ao nosso cérebro e causa muita confusão, pois mesmo gostando de assistir filmes de travestis eu não sinto a mínima vontade de na vida real sair com um. É algo que só me excita na tela de um PC.
Tive uma namorada desde a época em que comecei a facul até bem pouco tempo e hoje noto a diferença na nossa relação sexual, pois tenho feito uso de comprimidos para disfunção erétil não só com ela mas também com outras garotas com quem saí recentemente. O que me chateia é que na frente de um computador minhas ereções são "perfeitas" enquanto na vida real tenho precisado fazer uso de medicação para ter relações sexuais.
Sobre o reboot, conheço desde 2016 e tentei  realizar o experimento por três vezes, porém recaí em todas e o máximo que fiquei sem PMO foram 17 dias.  Hoje em dia, devido ao trabalho e por morar fora e ter que me virar com os afazeres do dia-dia, não tenho feito tantas sessões de PMO como antes, mas ainda sou viciado visto que nas horas vagas ainda faço uso desse tipo de material e não consigo largar.
Estou querendo dar a volta por cima na minha vida, realizar novos projetos e dar continuidade a outros. Largar a pornografia em banda larga é o primeiro passo para a minha renovação como homem e estou certo de que irei me livrar de umas vez por todas desse vício maldito.
blessed_raven
Mensagens : 115
Data de inscrição : 19/04/2018
Idade : 28
Localização : Kattegat, Denmark
Ver perfil do usuário

Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia Empty Re: Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia

em 31/5/2018, 10:26
Papa Mike escreveu:
Olá, chamo-me Sd Papa Mike (prefiro não me identificar), tenho 27 anos e sou policial militar. O meu problema com a pornografia começou no início de 2009, ano no qual ingressei na universidade e fui presenteado pelos meus pais com um computador com acesso à internet banda larga. Antes disso a minha experiência com o pornô se resumia a alguns poucos DVD's a qual tinha acesso e aos filmes na madrugada na TV aberta (naquela época não tínhamos TV a cabo e meu acesso na internet se dava nas LAN HOUSES), nada muito diferente dos outros garotos da minha geração.
Com o computador em meu quarto tinha toda privacidade da qual precisava para passar algumas horas na madrugada assistindo pornografia. Lembro-me dos primeiros vídeos que assisti, de como me excitava tão fácil com as cenas que até os batimentos cardíacos aceleravam (cenas que hoje não me excitam nem um pouco). De tanto ser bombardeado com cenas e mais cenas do sexo hétero "convencional", passei para outras categorias e por fim aos vídeos de travestis, os quais são os que eu mais assisto até hoje. O vício em pornografia online causa muitos danos ao nosso cérebro e causa muita confusão, pois mesmo gostando de assistir filmes de travestis eu não sinto a mínima vontade de na vida real sair com um. É algo que só me excita na tela de um PC.
Tive uma namorada desde a época em que comecei a facul até bem pouco tempo e hoje noto a diferença na nossa relação sexual, pois tenho feito uso de comprimidos para disfunção erétil não só com ela mas também com outras garotas com quem saí recentemente. O que me chateia é que na frente de um computador minhas ereções são "perfeitas" enquanto na vida real tenho precisado fazer uso de medicação para ter relações sexuais.
Sobre o reboot, conheço desde 2016 e tentei  realizar o experimento por três vezes, porém recaí em todas e o máximo que fiquei sem PMO foram 17 dias.  Hoje em dia, devido ao trabalho e por morar fora e ter que me virar com os afazeres do dia-dia, não tenho feito tantas sessões de PMO como antes, mas ainda sou viciado visto que nas horas vagas ainda faço uso desse tipo de material e não consigo largar.
Estou querendo dar a volta por cima na minha vida, realizar novos projetos e dar continuidade a outros. Largar a pornografia em banda larga é o primeiro passo para a minha renovação como homem e estou certo de que irei me livrar de umas vez por todas desse vício maldito.

Fala Papa Mike!

Seja muito bem vindo ao fórum e parabéns pela iniciativa em lutar contra o vício.

Leia o e-book com muita atenção; Use os bloqueadores em todos os seus dispositivos eletrônicos (faça isso sem dó); invista nas atividades extranet, como por exemplo, atividades físicas, interação social, etc; e mantenha o seu diário aqui o mais atualizado possível. Assim poderá receber a ajuda dos companheiros aqui, e prestar ajuda a outros também quando possível.

Desejo muito sucesso em seu reboot.

Abraços de seu amigo Blessed. Cuá,cuá! Cuá,cuá!

_______________________________________


 Arrow  Saga de Blessed_Raven
10.04 - 15.04.18 (5d) 16.04 - 29.04.18 (13d) 23.05 - 25.05.18 (2d) 26.05 - 03.06.18 (8d) 04.06.18 - ?
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 30/05/2018
Ver perfil do usuário

Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia Empty Re: Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia

em 31/5/2018, 12:21
Obrigado parceiro.
Infelizmente ontem de madrugada quando cheguei do trabalho tive uma recaída. Ainda não tinha instalado os bloqueadores. Me senti muito mal. Vou instalar agora mesmo.

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia Empty Re: Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia

em 31/5/2018, 13:33
Papa Mike,
Temos quase a mesma idade e história parecida. Meu recorde também é 17 dias. O blessed_raven já deu as dicas. Você não está só! vamos vencer está batalha.
avatar
Mensagens : 233
Data de inscrição : 26/05/2018
Ver perfil do usuário

Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia Empty Re: Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia

em 31/5/2018, 16:20
E aí, Papa Mike!

Como os companheiros de fórum já te disseram, não dê mole com os bloqueadores. No momento em que você estiver tranquilo e surgir na sua mente um modo de consumir P que você não tinha tentado, uma maneira de burlar o bloqueador, corrija logo! Não deixe chegar os momentos de frenesi, porque você não vai conseguir se controlar. É uma luta contra você mesmo, então esteja sempre um passo à frente do seu vício.

Por experiência própria te digo que quando você não conseguir mais pensar em maneiras de consumir P, seu reboot vai ficar muito mais leve, porque isso aos poucos vai deixando de ser uma opção pra onde correr quando a coisa apertar.

Continue postando, tem mais um amigo acompanhando e torcendo pelo seu sucesso!

_______________________________________




Meu diário: http://www.comoparar.com/t7664-diario-do-eye
avatar
Convidado
Convidado

Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia Empty Re: Papo de polícia - Guerra interna contra a pornografia

em 2/6/2018, 11:38
Papa Mike,
Alguma novidade?
Não desista.

Abraço
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum