Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Será que é mesmo tão viciante assim?

em 9/6/2018, 17:43
Saudações, pessoal.
Trago aqui essa indagação sobre algo que tenho observado na prática.
Não tenho nenhuma dúvidas que pornografia foi e é um grande problema na minha vida, é realmente um vício avassalador. Mas esses dias depois de revelar para minha mãe e irmão mais velho que sou viciado, os quais ficaram chocados e deixaram transparecer que nem imaginavam que a pornografia poderia ser assim tão terrível, algo que meu irmão me disse me deixou um pouco intrigado. " eu comecei a consumir pornografia junto contigo, ainda criança.". Essa foi a resposta que ele me deu quando eu falei de todos os males que isso pode causar. E me fez refletir um pouco. Puxei da memória e realmente lembro, começamos a consumir juntos mesmo. Só que ele NUNCA teve o mínimo problema com isso. Além disso Lembro tbm de vários amigos de infância que tbm consumiam pmo conosco, ainda crianças, e tbm isso não foi um bicho de sete cabeça para eles. Assim como aconteceu om meu irmao, passou aquela fase, eles comecaram a paquerar, arrumaram suas namoradas e tocaram suas vidas normalmente.
Tenho observado que todos os usuários aqui do fórum tem características, hábitos e personalidade muito semelhantes.

O que vcs tem a dizer sobre isso? Ha uma predisposição? só uma minoria se torna viciado e desenvolve problemas em decorrência dessa prática?

_______________________________________
avatar
Mateus
Mensagens : 245
Data de inscrição : 20/01/2015

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 9/6/2018, 18:21
Não PMO escreveu:Saudações, pessoal.
Trago aqui essa indagação sobre algo que tenho observado na prática.
Não tenho nenhuma dúvidas que pornografia foi e é um grande problema na minha vida, é realmente um vício avassalador. Mas esses dias depois de revelar para minha mãe e irmão mais velho que sou viciado, os quais ficaram chocados e deixaram transparecer que nem imaginavam que a pornografia poderia ser assim tão terrível, algo que meu irmão me disse me deixou um pouco intrigado.  " eu comecei a consumir pornografia junto contigo, ainda criança.". Essa foi a resposta que ele me deu quando eu falei de todos os males que isso pode causar. E me fez refletir um pouco. Puxei da memória e realmente lembro, começamos a consumir juntos mesmo. Só que ele NUNCA teve o mínimo problema com isso. Além disso Lembro tbm de vários amigos de infância que tbm consumiam pmo conosco, ainda crianças,  e tbm isso não foi um bicho de sete cabeça para eles. Assim como aconteceu om meu irmao, passou aquela fase, eles comecaram a paquerar, arrumaram suas namoradas e tocaram suas vidas normalmente.
Tenho observado que todos os usuários aqui do fórum tem características, hábitos e personalidade muito semelhantes.

O que vcs tem a dizer sobre isso? Ha uma predisposição? só uma minoria se torna viciado e desenvolve problemas em decorrência dessa prática?

Parece muito um amigo meu usuário de maconha: "eu fumo e não fico viciado, não me atrapalha em nada", como não gosto de falar bobagens fiquei quieto, abri o livro tratado de medicina e fui ler, depois procurei na internet artigos científicos: impossível não ser afetado, uns mais outros menos, não vou entrar em detalhes aqui porque o objetivo do fórum é outro.
Isso é besteira, todos são afetados negativamente pela pornografia. "Ahhhh Mateus, mentira ciclano, fulano, beltrano não são viciados e tem vidas normais". Eu também achei ser normal consumir pornografia, não tinha DE e nem pensava na palavra vício, mas qual é essa definição: [...] De acordo com esta acepção mais moderna é possível inferir que qualquer evento do ambiente capaz de despertar a combinação patológica entre desejo e prazer possa caracterizar um tipo de dependência. Além dos já reconhecidos jogos de azar, podemos incluir nesta lista o acesso compulsivo à internet, a viciante checagem de notificações no celular, o sexo compulsivo, o mentir compulsivo e assim por diante.''
Ao meu amigo zé droguinha falei: "tente parar de fumar e vamos ver se não é viciado". Diga isso ao seu irmão.
"How porn hijack our sexuality", livro muito bom diz o seguinte: "90% dos videos pornos tem algum tipo de violência à mulher", impossível não se afetar passando a vida toda assistindo merdas, eu mesmo fiz sexo com uma guria igual via nos filmes pornos, o roteiro todinho.
Não venha com essa de "Ah, mas tem gente que não se influencia", bobagem. Somente ao olhar objetificando uma mulher já é influência, pergunte quantas mulheres conseguem ter orgasmos verdadeiros no sexo?! Quase nenhuma, elas fingem para seguir o script, esses videos não ensinam nada para uma relação prazerosa à mulher.
- Mostram um cara penetrando e sem dificuldades uma gritaria.
- O sexo oral feminino é inexistente, ou quando muito 2 minutos
- Palavreados de todo tipo, agressão, ejaculação no rosto e etc.
99% das mulheres não curtem essas práticas, e os homens fazem achando ser o máximo. Pergunte ao seu irmão se a mulher dele está satisfeita na cama, se ele não tem DE, se ela atinge o orgasmo na maioria das vezes, se ele seca as mulheres na rua, se ele é carinhoso, se ele não vive tendo fantasias, se ele tem baixo rendimento no trabalho.
Esse papo de "não afeta em nada, paro quando quiser" é mais fácil que empurrar anão da ladeira. Uma grande e enorme desculpa esfarrapada, eu não conseguiria ter uma filha e ver pornografia com violência, sabendo que daqui a algum pouco quem será violentada e insatisfeita é ela, será que ele não? Caso ele assista com a consciência tranquila mesmo assim ou tem problemas psicológicos ou é um caso perdido,e aí não tem prejuízo nenhum assistir porno.


_______________________________________

Um pouco da minha luta        http://www.comoparar.com/t198-a-procura-de-um-reboot

"Os que não querem ser vencidos pela verdade, serão vencidos pelo erro"
avatar
Internet
Mensagens : 193
Data de inscrição : 11/09/2017

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 9/6/2018, 18:42
Concordo com a linha de raciocínio do Mateus.

A P sempre causa danos, não tem como sair ileso, porém algumas pessoas têm maior suscetibilidade em se afundar com maior gravidade no vício.

Não PMO, o seu irmão abandonou completamente a P ou ainda assiste eventualmente?

_______________________________________
avatar
Gugu23
Mensagens : 702
Data de inscrição : 06/03/2018

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 9/6/2018, 20:17
Olá.

Essa é uma pergunta interessantíssima e eu já havia pensado a respeito, apesar de não ter chegado a uma resposta certa. Acho que muito do que o Mateus falou é verdade e praticamente responde sua pergunta. Mas outra coisa que gostaria de ressaltar é o fato da pessoa ACHAR que não tem problemas assistindo a isso.
Eu, por exemplo, só fui entender tudo que a pornografia me afetava quando parei de assistir e consegui enxergar o mundo com melhores olhos, sem me sentir fora do corpo, ansioso, eufórico e depressivo, sem motivos aparentes. Todo vicio é danoso de alguma forma e faz mal.

Acho que seria interessante se você desafiasse ele a ficar um mês que fosse sem assistir pra ver como ele se comporta, hehe. Tenho a certeza que ele é um viciado, também. O vício se caracteriza por você fazer uma determinada coisa, várias vezes, e não conseguir abandonar esse comportamento. É basicamente o problema que ele e todos nós temos aqui com a pornografia. Não se deixe enganar por essas coisas. Não existe forma nenhuma de consumir a PMO com benefícios e ela só vai te levar ao fundo do poço.

Um abraço!

_______________________________________





Diário - Em Busca da Liberdade
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 14:08
Não, eu não viria aqui fazer essa pergunta se não tivesse a certeza de que ele NUNCA sofreu danos com isso. Ele não se tornou viciado.
Lembro bem quando na nossa pra adolescência, a gente via os vídeos e ele logo que gozava ia dedicar sua atenção a outras coisas mais importantes, eu ficava na compulsão, esgotado de tanto me .masturbar. Ele nessa época teve muitas paqueras, namoradas e ficantes. Eu tive poucas e com as que tive ocorria DE.
O tempo foi passando, ele evoluindo cada vez mais, sempre foi um cara muito determimado e FOCADO (coisa que quem é viciado em PRO não tem, foco)Passou na Universidade Federal para direito, hoje aos 27 anos é formado bem empregado e noivo de uma mulher maravilhosa. Pornografia ele disse que usava como um mero passa tempo, principalmente quando estava a muito sem transar.
Eu? Eu fui me afundando cada vez mais, ficando mais isolado, sem perspectiva de vida, incapaz de passar 2 dias sem ao menos me masturbar. Entre brochadas e ejaculação precoce minha vida sexual houve um tempo que era completamente inexistente, até eu casar e descobrir que não consumia porno por falta de mulher e resolver procurar ajuda para o problema.

Gostaria de ressaltar que nos apesar de irmãos somos muito diferentes na personalidade, desde criança. E sim, já tivemos uma conversa muito franca e transparente. Ele nunca teve problemas com sua sexualidade muito menos coisas como fobia social. Tanto que ficou chocado quando eu falei sobre as consequências. atualmente ele tbm não vê pornografia nem esporadicamente.

A .minha opinião sobre o assunto, que formei baseado nisso, é que so desenvolve de fato esse vício pessoas naturalmente inseguras., tímidas, com dificuldade de se relacionar socialmente, e com tendência a vícios. (pelo menos na maioria dos casos).
Resumidamente, Como sabemos, a pornografia inunda nosso sistema de recompensas de dopamina, nos sentimos em êxtase com essa explosão de dopamina, e encontramos ali o cenário perfeito para fugir das nossas dificuldades, aí nossa timidez vai se potencializando até evoluir para uma fobia social. Vai virando uma verdadeira bola de neve.
Os indivíduos que não tem essas características(como no caso do meu irmao) tbm tem seus cérebros inundados com dopamina e sentem muito prazer vendo esse material. Porém, como eles não tem dificuldades de se relacionar e buscar criar laços afetivos com pessoas Reais, a vida deles nao se resume àquilo, eles saem,paqueram, fazem amizades e o prazer proporcionado pela pornografia não consegue ofuscar as coisas boas da vida. Essas atividades acabam se tornando suas principais fontes se prazer e o prazer efêmero da pornografia nada mais que um passa tempo, como ele mesmo falou que era pra ele. Assim, o mundo Real é mais interessante pra eles desde o início, o que impede o vício de se desenvolver.
Já que o experimento sobre resposta indiferente ao prazer,o que se observa tbm em seres humanos, foi constatado em ratos, vamos a outra descoberta com eles.
Não sei quem fez, mas vi na internet dois experimentos com ratos, onde primeiro eles foram colocados numa gaiola presos apenas com duas vasilhas, uma com água pura e outra com água e heroína. No outro cenário, foram colocados ratos tbm com água e droga, porém foi acrescentado muitas fontes de distração, diversão para eles. O resultado foi que na primeira experiência todos os ratos ficaram viciados na droga e consumiram até morrer, na segunda, porém, a maioria não se viciou.

Acho que é mais ou menos por aí.

_______________________________________
avatar
Mateus
Mensagens : 245
Data de inscrição : 20/01/2015

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 14:39
Tudo bem. Seu irmão é o Goku, não se afeta em nada por pornografia. Parabéns para ele, eu fico impressionado, de verdade.
> Não objetifica mulheres
> É um monstro na cama, a noiva dele vive tendo orgasmos múltiplos
> Não tem DE, e nem ER.
> Não perde tempo assistindo porno, porque o pensamento é na velocidade da luz, então "passa o tempo" muito rápido
> Passou numa federal para direito, impressionante a inteligência, é um iluminado quase ninguém hoje em dia é formado em direito.
> Está noivo de uma mulher maravilhosa, ele deve ter escolhido ela por uma intensa relação afetiva/ amorosa, já que não tem fantasias com porno e nem imagina ela nas cenas.
> Socializa sem problemas, teve muitas namoradas/ficantes/ peguetes, impressionante saber que ele NUNCA fantasiou pornografia e nem objetificou elas.
> Ele se masturba sem fantasiar com pornografia porque Buda renasceu nele
> A esposa dele está feita na vida, não se parece em nada com aquelas aqui do fórum que relataram o namorado maravilhoso no começo e depois um viciado em PMO quando casou.
> Quando ele se masturba vendo PMO fica cada vez mais forte, por isso é o rambo.
> Ele é feito de éter, por isso nunca todas as cenas pornos são apagadas, ele nunca repete nada no sexo.
Parabéns de verdade! Tiro o chapéu para ele

_______________________________________

Um pouco da minha luta        http://www.comoparar.com/t198-a-procura-de-um-reboot

"Os que não querem ser vencidos pela verdade, serão vencidos pelo erro"
Fã de Metal
Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/05/2018

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 15:04
Cara, tenha uma certeza, ele sofreu sim com o PMO. Pode não parecer, mas é verdade. O fato dele ser sociável, ter pegado muitas mulheres, ser formado em direito e tal, não quer dizer que ele não sofreu com os maléficios do PMO. Muito provavelmente ele sofreu de DE (viciados em pornografia sofrem disso) e se ele é tudo isso que você disse, ele poderia ser em escala maior se não fosse o PMO. A pornografia faz com que o viciado fique fantasiando na hora do sexo, diminuí a disposição física, deixa a pessoa sonolenta e preguiçosa, faz com que a pessoa olhe para uma mulher e fique imaginando ela naquele filme pornô assistido e com a DE, obriga o viciado o viciado a apelar para as lembranças dos filmes pornôs para ter um pouco de ereção. De todas as pessoas que já relataram o que a pornografia fez em suas vidas, esse seu irmão foi o único que, segundo você, nunca teve nenhum problema.
Seu irmão é realmente diferenciado. Digo isso porque para eu, um viciado em pornografia, basta ficar uma semana sem PMO para que tudo em mim mude. Minha personalidade muda, minha força física e mental são outras, minha timidez e fobia social diminuem bastante, meu interesse por mulheres reais aumenta e por aí vai.

Enviado pelo Topic'it
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 18:30
Nao acho que ele seja um cara diferenciado, um ponto fora da curva, alias se eu pensasse assim, nem o usaria como exemplo, visto que a resposta para ele nao ter se viciado seria obvia. Perderam completamente a noção do que está em "debate".
Vim aqui apenas relatar um fato de alguém próximo a mim que tbm consumia muito pornografia no início da adolescência e não se tornou viciado e não teve problemas com isso . Eu estou usando o exemplo dele porque é alguém próximo, cuja trajetória eu conheço muito bem, mas que provavelmente tem muitos por aí na mesma situação.
Expus minha opinião de uma possível causa para isso esperando por bons argumentos, mas enfim, talvez ainda não haja alguém no fórum preparado para responder uma questão como essa ou não tenha uma opinião formada.
Mas é isso que acredito, é parecido com o álcool, alguns bebem com segurança, outros se tornam alcoólatras por uma série de motivos, incluidos os já citados.

_______________________________________
avatar
Mateus
Mensagens : 245
Data de inscrição : 20/01/2015

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 18:53
Não PMO escreveu:Nao acho que ele seja um cara diferenciado, um ponto fora da curva, alias se eu pensasse assim, nem o usaria como exemplo, visto que a resposta para ele nao ter se viciado seria obvia. Perderam completamente a noção do que está em "debate".
Vim aqui apenas relatar um fato de alguém próximo a mim que tbm consumia muito pornografia no início da adolescência  e não se tornou viciado e não teve problemas com isso . Eu estou usando o exemplo dele porque é  alguém próximo, cuja trajetória eu conheço muito bem, mas que provavelmente tem muitos por aí na mesma situação.
Expus minha opinião de uma possível causa para isso esperando por bons argumentos, mas enfim, talvez ainda não haja alguém no fórum preparado para responder uma questão como essa ou não tenha uma opinião formada.
Mas é  isso que acredito, é parecido com o álcool, alguns bebem com segurança, outros se tornam alcoólatras por uma série de motivos, incluidos os já citados.

Sem dúvida, tá cheio de gokus por aí. Se tinha tanta certeza da resposta, apesar de todos aqui discordarem, não precisava nem perguntar. Só para te informar: não existe beber com segurança: "Sabe-se há algum tempo que o álcool, quando é metabolizado pelo corpo, transforma-se em uma substância chamada acetaldeído, um composto com potencial cancerígeno. Para mostrar pela primeira vez como o processo é danoso ao organismo, a pesquisadora Silvia Balbo, do Instituto do Câncer da Universidade de Minnessota, deu doses de vodca a 10 voluntários e analisou seus genes poucas horas depois.
Ela notou que o DNA deles apresentava uma grande quantidade de aductos, uma espécie de ligação que causa mutações no código genético. Essas combinações eram feitas justamente com o acetaldeído, formado a partir do álcool."

Assim como não existe níveis seguros de consumir PMO.

_______________________________________

Um pouco da minha luta        http://www.comoparar.com/t198-a-procura-de-um-reboot

"Os que não querem ser vencidos pela verdade, serão vencidos pelo erro"
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 19:36
Nao viaja, mano. É fato que há maleficios em consumo ate mesmo moderado de alccol, Mas nem todos que bebem se tornam alcoólatras ou sofrem efeitos graves, assim como é visível que nem todos que assistem pornografia se tornam viciados.
É sobre isso que estamos falando.

E não, eu nao tenho a resposta para essa pergunta, apenas hipoteses que expus no intuito de gerar debate, e ninguém mostrou que discorda do meu ponto de vista, pois ninguém apresentou contra argumentos em relação a isso. Só o que eu li aqui foi devaneios de um usuário que responde por Mateus.

Resolvi postar por que acho interessante ouvir as opiniões de alguns usuários do fórum, geralmente eles tem uma visão bem interesante sobre o assunto.
Fim.

Aviso que se porventura alguem com maturidade e que captou a essencia da questão quiser opinar, estamos aqui.☺️

_______________________________________
avatar
Mateus
Mensagens : 245
Data de inscrição : 20/01/2015

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 20:03
Devaneios meus? kkkkkkkkkkkk. Você vem dizer que seu irmão NUNCA teve problema nenhum com pornografia, apesar de não ser o dito cujo, não saber de suas fantasias, efeitos na área sexual. É verdade, o devaneio é meu, você entende muito disso, eu li 2 livros ^(How Porn Has hijacked Our Sexuality, e Your Brain on Porn) sobre isso e não entendo nada, realmente. Tem gente que é evoluído, pode consumir porno 24 horas e não vai ter "problema NENHUM". Certo, entendi.

_______________________________________

Um pouco da minha luta        http://www.comoparar.com/t198-a-procura-de-um-reboot

"Os que não querem ser vencidos pela verdade, serão vencidos pelo erro"
Fã de Metal
Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/05/2018

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 20:16
Como eu disse antes, de todos os relatos de pessoas viciados em pornografia, 99% eram sobre os maléficios do PMO é todos muito parecidos. Timidez, fobia social, pouca​ disposição física, falta​ de concentração... Será mesmo que todos só sofrem desse mal por causa de suas personalidades? E aquelas pessoas que diziam ser extrovertidas antes de entrarem no vício? E toda a mudança que ocorre na pessoa, quando esta fica pelo menos uma semana sem PMO?
Cara, o vício em PMO envolve testosterona, um HORMÔNIO. É impossível ser um viciado em pornografia e não sofrer com os males do vício.

Enviado pelo Topic'it
Fã de Metal
Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/05/2018

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 20:37
Vou citar como exemplo, eu mesmo. Antes de entrar no vício, era um piá que, era tímido na escola e mais extrovertido fora dela (mas isso era mais uma escolha minha mesmo e também influência dos meus pais, que me deram uma boa educação e não me deixaram envolver com certos piás). Mesmo na escola eu tinha o meu grupo.
Fora da escola, eu adorava brincar com meus amigos. Ia para a casa de um amigo e ficava jogando bola, videogame e tal, aliás, até​ que eu tinha uma certa quantidade de amigos. Mas com o passar do anos, o vício foi tirando a vontade de me divertir com meus amigos e assim comecei a ficar em casa cada vez mais. Fui me distanciando cada vez mais deles. Todos foram crescendo e se interessando mais em sair para festas e pegar as piás. Eu deveria ir junto, mas o vício já tinha me transformado em um total antissocial e medroso. Hoje não saio de casa e meus amigos seguiram seus caminhos. Um desses amigos meus, inclusive, via filmes pornôs comigo e já estava meio viciado, pegando filmes do pai dele para assistir. Ele sempre foi mais extrovertido e brincalhão que eu e como não estava com o vício já em estado avançado, sua vida não se tornou a porcaria que é a minha. Graças a Deus ele parou e a vida dele não se tornou uma merda.

Enviado pelo Topic'it
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 10/6/2018, 21:23
Fã de Metal escreveu:Como eu disse antes, de todos os relatos de pessoas viciados em pornografia, 99% eram sobre os maléficios do PMO é todos muito parecidos. Timidez, fobia social, pouca​ disposição física, falta​ de concentração... Será mesmo que todos só sofrem desse mal por causa de suas personalidades? E aquelas pessoas que diziam ser extrovertidas antes de entrarem no vício? E toda a mudança que ocorre na pessoa, quando esta fica pelo menos uma semana sem PMO?
Cara, o vício em PMO envolve testosterona, um HORMÔNIO. É impossível ser um viciado em pornografia e não sofrer com os males do vício.

Enviado pelo Topic'it

Sei muito bem quais são os efeitos do vício em pornografia, tanto que estou aqui na luta para largar esse vício maldito há DOIS ANOS e ainda não consegui. É sim, é impossível não sofrer os males do vício SENDO VICIADO.
Mano, mas uma vez. Eu peguei o exemplo do meu irmão porque acompanhei seu crescimento e conheço muito bem sua personalidade. Pelo estilo de vida dele eu acredito quando ele me diz que não tem e nunca teve problemas com isso, ou seja, não é viciado. Afinal, eu prefiro acreditar que alguém não tenha se viciado a acreditar que foi viciado e não sofreu com as consequências disso, se é que me entende.
Mas há vários indícios que nem todos se tornam viciados. Muito conhecidos meus que consomem isso sequer sabem que pode viciar. Sobre eles não posso afirmar que com certeza não são viciados, mas cá entre nós. Será mesmo que alguém que de fato sofre com isso vai preferir esconder a procurar ajuda? Eu mesmo sempre soube que isso era um grande problema para mim. Nas raras vezes em que passava 1 semana sem praticar percebia uma diferença monstra na minha energia, atitude e a qualidade das transar. Só que na época por falta de informações e excesso de DESINFORMACOES eu acabava pensando que o problema era eu mesmo e pronto.
Era aí que eu olhava para a vida dos meus amigos que foram criados praticamente juntos comigo, aqueles que consumiam porno junto comigo, todos levavam vidas normais, tinham energia para buscar parceiras reais, boa vida social e profissional etc.. a impressão era que só eu trocava toda uma vida pelos prazeres efêmeros e destrutivos da pornografia.
Isso me leva a pensar em duas alternativas. Ou somente algumas pessoas desenvolvem a compulsão e vício em pornografia, ou em alguns o vício não causa tantos problemas assim.
Aqui retomo o exemplo do meu irmão. Se for tudo mentira e ele for na verdade um viciado, o problema realmente sou eu e 99% dos usuários deste fórum.
Ou seja, é bem improvável !

_______________________________________
avatar
nightlight
Mensagens : 80
Data de inscrição : 21/05/2018
Idade : 19
Localização : Swat, Los Angeles, Estados Unidos.

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 11/6/2018, 09:24
A minha opinião é a seguinte: A PMO nada mais é do que uma válvula de escape. As pessoas que se viciam sofrem por algum problema (de qualquer natureza) e acabam usando a PMO como uma saída. Uma pessoa ''normal'' dificilmente vai começar a fumar crack, beber todo dia ou sair com GPs toda semana. O mesmo acontece com a PMO, as pessoas que viciam tem uma tendência maior a viver a vida com vícios, um exemplo é o ex-usuário de drogas que para de usar droga e vira religioso fanático. Ele não parou de ser viciado, só trocou seu vício, entende? Nós vamos sim conseguir abandonar o vício em PMO algum dia, mas resta saber, por qual outro vício vamos trocar? É muito difícil pra uma pessoa que tem essa disposição a se viciar em algo abandonar tudo. Por isso que o legal é a pessoa sair da PMO e começar a praticar um esporte, ou mesmo ir na igreja, são vícios que não são tão prejudiciais creio eu.

Mas resta dizer que há sim pessoas viciadas que não reconhecem o vício, não sei se é o caso do seu irmão. Não sou a pessoa certa para falar se é ou não. Mas um exemplo são os maconheiros, fumam todo dia se deixar e falam que não tem vício. Vício não precisa ser químico, a maconha vicia sim, e há muita pessoa viciada em maconha que não admite. (dando um exemplo)

_______________________________________


Caso queira ler meu relato, clique aqui.
avatar
Mateus
Mensagens : 245
Data de inscrição : 20/01/2015

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 11/6/2018, 10:31
nightlight escreveu:A minha opinião é a seguinte: A PMO nada mais é do que uma válvula de escape. As pessoas que se viciam sofrem por algum problema (de qualquer natureza) e acabam usando a PMO como uma saída. Uma pessoa ''normal'' dificilmente vai começar a fumar crack, beber todo dia ou sair com GPs toda semana. O mesmo acontece com a PMO, as pessoas que viciam tem uma tendência maior a viver a vida com vícios, um exemplo é o ex-usuário de drogas que para de usar droga e vira religioso fanático. Ele não parou de ser viciado, só trocou seu vício, entende? Nós vamos sim conseguir abandonar o vício em PMO algum dia, mas resta saber, por qual outro vício vamos trocar? É muito difícil pra uma pessoa que tem essa disposição a se viciar em algo abandonar tudo. Por isso que o legal é a pessoa sair da PMO e começar a praticar um esporte, ou mesmo ir na igreja, são vícios que não são tão prejudiciais creio eu.

Mas resta dizer que há sim pessoas viciadas que não reconhecem o vício, não sei se é o caso do seu irmão. Não sou a pessoa certa para falar se é ou não. Mas um exemplo são os maconheiros, fumam todo dia se deixar e falam que não tem vício. Vício não precisa ser químico, a maconha vicia sim, e há muita pessoa viciada em maconha que não admite. (dando um exemplo)

Mudou o nick né?! essa foto ficou melhor.
> Foi o que eu tentei explicar para o cidadão um viciado não precisa ser antissocial, ficar em casa deprimido, não pegar ninguém, ter baixa autoestima, ser desempregado ou não estudar.
> Tá cheio de empresários bem sucedidos, pastores, médicos, juízes viciados em porno.
> O vício vai muito além disso -vide o livro "How Porn Has Hijacked Our sexuality"-, é um vício comportamental, a forma como a pessoa interage com o mundo é modificada, como o vício em smartphones, a gente pode ser viciado e não saber, não precisa ser um maluco com 24 horas no celular para mudar comportamentos em uma relação de desejo e prazer.
> Vício é uma palavra antagonista de virtude, se algo não é virtuoso e modifica seu comportamento de maneira negativa: objetificação, disfunções, fantasias e etc. Já é um vício
> Dessa forma, caso um homem assista porno e não objetifique ou tenha fantasias, nesse caso não é viciado e já alcançou o nirvana.

_______________________________________

Um pouco da minha luta        http://www.comoparar.com/t198-a-procura-de-um-reboot

"Os que não querem ser vencidos pela verdade, serão vencidos pelo erro"
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 11/6/2018, 16:03
nightlight escreveu:A minha opinião é a seguinte: A PMO nada mais é do que uma válvula de escape. As pessoas que se viciam sofrem por algum problema (de qualquer natureza) e acabam usando a PMO como uma saída. Uma pessoa ''normal'' dificilmente vai começar a fumar crack, beber todo dia ou sair com GPs toda semana. O mesmo acontece com a PMO, as pessoas que viciam tem uma tendência maior a viver a vida com vícios, um exemplo é o ex-usuário de drogas que para de usar droga e vira religioso fanático. Ele não parou de ser viciado, só trocou seu vício, entende? Nós vamos sim conseguir abandonar o vício em PMO algum dia, mas resta saber, por qual outro vício vamos trocar? É muito difícil pra uma pessoa que tem essa disposição a se viciar em algo abandonar tudo. Por isso que o legal é a pessoa sair da PMO e começar a praticar um esporte, ou mesmo ir na igreja, são vícios que não são tão prejudiciais creio eu.

Mas resta dizer que há sim pessoas viciadas que não reconhecem o vício, não sei se é o caso do seu irmão. Não sou a pessoa certa para falar se é ou não. Mas um exemplo são os maconheiros, fumam todo dia se deixar e falam que não tem vício. Vício não precisa ser químico, a maconha vicia sim, e há muita pessoa viciada em maconha que não admite. (dando um exemplo)

É por aí. Até que enfim um comentário de que não reduz algo tão complexo a um ponto de vista fechado, Infelizmente intelectualóides de internet tem em todos os lugares, mas nunca devemos achar que sabemos tudo, ainda mais em relação a um assunto tão delicado como esse. De todas as ideias expostas aqui essa é na minha opinião uma das que mais se aproximam da realidade do poque isso acontece com mais intensidade em algumas pessoas.


.

_______________________________________
avatar
The_Survivor
Mensagens : 23
Data de inscrição : 10/06/2018
Idade : 30

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 12/6/2018, 21:08
Acredito muito que o vício seja pior para aqueles que começaram sua prática antes dos 21 anos de idade, quanto mais cedo você inicia e o grau de prática e afundamento no vício que você atingiu pior e mais forte ele será para você vence-lo, lógico que isso não é uma razão para você se envolver com coisas que podem te viciar nem mesmo depois dos 21 anos... eu por exemplo comecei a beber bebidas alcoólicas depois dessa idade e pra dizer a verdade não gosto, já tomei, deixei de tomar atualmente não sinto vontade nenhuma. Acredito que o mesmo se aplica no caso da PMO eu por exemplo comecei nesse vício com 11 anos de idade e hoje tenho 30, estou lutando até hoje para largar esse vício porque esse vício se desenvolveu junto com meu desenvolvimento de criança para adolescente e de adolescente pra adulto, e devido a prática descontrolada e recorrente que eu tinha hoje preciso conviver atento para não ter recaída, sei que o inimigo mora dentro de mim e preciso ser vigilante 24 horas por todos os dias restantes da minha vida. Como podem ver com 30 anos e desde os 11 anos já vivi mais tempo de vício do que livre dele então estimo que com sorte talvez só possa me dar por curado completamente sem medo de recair quando ficar distante do vício pelo mesmo tempo que vivi convivendo com ele ou mais tempo claro que antes de alcançar todo esse templo livre acredito que antes o cérebro seja capaz de restabelecer as conexões normais para uma vida saudável.

_______________________________________
“Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar. Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo. São Jorge Rogai por Nós. Amém”
avatar
Brainbuilder2323
Mensagens : 162
Data de inscrição : 13/04/2018
Idade : 23
Localização : [email protected]

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 15/6/2018, 13:12
Na minha opinião, ninguém nasce com predisposição para se viciar em pornô. O que muda de pessoa pra pessoa é o tempo entre o primeiro contato e a apresentação dos malefícios do vício, que varia de pessoa pra pessoa. Alguns cérebros fortalecem rapidamente as conexões neurais, que são construídas já no primeiro contato, enquanto outros demoram mais tempo até que não se possa mais ficar um mês sem tocar uma vendo pornô. Tudo se trata da frequência que você alimenta as conexões neurais com o PMO. Os malefícios SEMPRE virão, em pequena ou grande escala. Se alimentar com frequência, logo aparecem. Se alimenta aos poucos, eles demoram um pouco mais a aparecer.
Mas se tem uma coisa certa é essa: os malefícios vêm com o tempo, independente da frequência e atenção que dá ao PMO.
Por isso o melhor é não consumir essa merda. Nunca.
A diferença entre um viciado e um não-viciado é a força da conexão neural com o PMO.

Brother, não sei qual o grau de envolvimento que seu irmão tem com PMO. E se ele não consome nada (incluindo fantasias mentais), o que eu acho muito improvável, já que ele começou a consumir na mesma época que você, ótimo. Se o cérebro dele não o induz a ativar a dopamina através de pornô ou derivados, significa que não é um viciado. Mas isso NÃO quer dizer que no cérebro dele não haja conexões neurais com o PMO. Pois se ele consumiu um dia, essas conexões estão lá. Fracas ou inativas, mas existem.
Dizer que não é um problema só porque tem uma relação amorosa top, socialização ótima, carreira encaminhada e etc... Brow... sinto muito. Essa merda pode sim ser bem viciante, independente se a pessoa vai bem ou não nas outras áreas da vida. Eu desde os 14 não me considero tímido. Não tenho receio nenhum de levar um "não" de uma mulher e nem de puxar conversa com quem não conheço. Tenho vida sexual ativa desde os 18. E olhe para mim! Com o passar dos anos tive problemas com o consumo regular de PMO. E meu consumo era pequeno se comparado a vários Rebooters que foram ainda mais longe na prática de PMO.
Desde muito novo o PMO estava presente. Não tive problemas de fobia social nem de ansiedade. Pelo contrário. Já desde cedo falava com estranhos na rua fazendo breves perguntas. Claro que quando novo, entre os 12 e 14 anos, tive aquele receio normal de chegar em uma garota e puxar conversa com ela. Auto-confiança não é algo que se consegue tão rápido na adolescência. Mas fui perdendo essa timidez aos poucos. Tive minha primeira namoradinha aos 13. Aproveitei muito a adolescência. Comecei minha vida sexual aos 18 anos e nunca tive problemas com DE. Tive uma vida sexual ativa desde então. E a frequência de sexo aumentou quando fui morar só, aos 20. Até então considerava PMO normal. Consumia pornô esporadicamente, duas a três vezes por semana. "Só pra matar a vontade", era o que eu pensava. Até que no início desse ano tive uma DE e não fazia ideia da causa. Aí quando achei o fórum e me identifiquei com o que li, decidi o Reboot. E olha só! Aqui estou eu, várias semanas depois, sentindo ir embora os males dessa atividade "inocente" chamada PMO.
Para mim é isso: Com o passar do tempo, o consumo em qualquer frequência do PMO traz malefícios, independente do quanto uma pessoa está viciada.

_______________________________________


Minha história >>>>>>> Diário de Brainbuilder
avatar
Não PMO
Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/06/2016
Idade : 25

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 15/6/2018, 16:47
Brainbuilder2323 escreveu:Na minha opinião, ninguém nasce com predisposição para se viciar em pornô. O que muda de pessoa pra pessoa é o tempo entre o primeiro contato e a apresentação dos malefícios do vício, que varia de pessoa pra pessoa. Alguns cérebros fortalecem rapidamente as conexões neurais, que são construídas já no primeiro contato, enquanto outros demoram mais tempo até que não se possa mais ficar um mês sem tocar uma vendo pornô. Tudo se trata da frequência que você alimenta as conexões neurais com o PMO. Os malefícios SEMPRE virão, em pequena ou grande escala. Se alimentar com frequência, logo aparecem. Se alimenta aos poucos, eles demoram um pouco mais a aparecer.
Mas se tem uma coisa certa é essa: os malefícios vêm com o tempo, independente da frequência e atenção que dá ao PMO.
Por isso o melhor é não consumir essa merda. Nunca.
A diferença entre um viciado e um não-viciado é a força da conexão neural com o PMO.

Brother, não sei qual o grau de envolvimento que seu irmão tem com PMO. E se ele não consome nada (incluindo fantasias mentais), o que eu acho muito improvável, já que ele começou a consumir na mesma época que você, ótimo. Se o cérebro dele não o induz a ativar a dopamina através de pornô ou derivados, significa que não é um viciado. Mas isso NÃO quer dizer que no cérebro dele não haja conexões neurais com o PMO. Pois se ele consumiu um dia, essas conexões estão lá. Fracas ou inativas, mas existem.
Dizer que não é um problema só porque tem uma relação amorosa top, socialização ótima, carreira encaminhada e etc... Brow... sinto muito. Essa merda pode sim ser bem viciante, independente se a pessoa vai bem ou não nas outras áreas da vida. Eu desde os 14 não me considero tímido. Não tenho receio nenhum de levar um "não" de uma mulher e nem de puxar conversa com quem não conheço. Tenho vida sexual ativa desde os 18. E olhe para mim! Com o passar dos anos tive problemas com o consumo regular de PMO. E meu consumo era pequeno se comparado a vários Rebooters que foram ainda mais longe na prática de PMO.
Desde muito novo o PMO estava presente. Não tive problemas de fobia social nem de ansiedade. Pelo contrário. Já desde cedo falava com estranhos na rua fazendo breves perguntas. Claro que quando novo, entre os 12 e 14 anos, tive aquele receio normal de chegar em uma garota e puxar conversa com ela. Auto-confiança não é algo que se consegue tão rápido na adolescência. Mas fui perdendo essa timidez aos poucos. Tive minha primeira namoradinha aos 13. Aproveitei muito a adolescência. Comecei minha vida sexual aos 18 anos e nunca tive problemas com DE. Tive uma vida sexual ativa desde então. E a frequência de sexo aumentou quando fui morar só, aos 20. Até então considerava PMO normal. Consumia pornô esporadicamente, duas a três vezes por semana. "Só pra matar a vontade", era o que eu pensava. Até que no início desse ano tive uma DE e não fazia ideia da causa. Aí quando achei o fórum e me identifiquei com o que li, decidi o Reboot. E olha só! Aqui estou eu, várias semanas depois, sentindo ir embora os males dessa atividade "inocente" chamada PMO.
Para mim é isso: Com o passar do tempo, o consumo em qualquer frequência do PMO traz malefícios, independente do quanto uma pessoa está viciada.

Eu poderia dizer que talvez muitos demonizam demais a pornografia e o verdadeiro problema esta mais nos proprios viciados, inerentemente, do que induzidos pela pornografia. Isso me responderia essa questão de uma vez por todas e quem sabe eu nem acreditaria que meu irmao nao é viciado mesmo que a vida incrível que ele leva.
Porem o fato de haver varios relatos mostrando a diferenca qiue o reboot faz, as pessoas mudando quase que radicalmente em varias areas da vida, inclusive EU sinto isso na pele sempre que passo dos 40 dias sem PMO, impede que cheguemos a essa conclusão.
Podemos dizer que existem varios graus de vicio e que a intenssidade dele varia de acordo com a personalidade de cada um.
Eu, por exemplo, sou um dos que o vicio atinge com mais intemsidade. Eu estando viciado em pornografia minha vida simplesmente NAO ANDA, fico uma merda em todas as areas.

_______________________________________
avatar
Goku
Mensagens : 418
Data de inscrição : 15/04/2017

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 15/6/2018, 17:20
A pornografia deve ser demonizada e nao to falando de aspecto religioso/moral ... ah vai ser castigado por Deus no juizo. Respeito quem pensa assim,mas minha crença é outra.Apesar de nao ser ateu. Mas sempre demonize a pornografia constantemente, sao inumeros os estragos no meio social, na exploração sexual existente, nas familias e em inumeras desgraças por ai que nem imaginavamos. Isto vai além do metodo. É preciso ler varios artigos. ´Precisamos ter raiva sim de quem promove esta pratica e combate-la,pois por anos alimentamos este mercado da morte. Mesmo quem nao tenha ainda maleficios,terá em breve.Mas so pelos estragos que esta merda causa em varias areas, por si so deve ser combatida e independe de quem a consome. Recomendo o canal do "'ffolgosi"" ele ta no terceiro video da serie sobre porno e apresenta inumeras pesquisas e td isto que falei. Sao videos longos,mas vale a muito a pena.

1 video da serie dele: https://www.youtube.com/watch?v=BXIwXBLswNw

Quem assisti a serie dele a aprende a ter nojo da pornografia, mesmo se for ateu e mesmo que nao tenha DE/ER/EP. Ele diz que é da igreja,mas so fala e traz estudos cientificos.

_______________________________________



[h3]Acesse meu Diario: http://www.comoparar.com/t5019p200-diario-do-goku-sem-o-reboot-perderemos-tudo-corre-ainda-dar-tempo/h3]

Kaioken: 7 Dias  (ALCANÇADO)
Super Saiyan 1: 14 Dias ( ALCANÇADO)
Super Saiyan 2: 21 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan 3: 31 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan 4: 40 Dias (ALCANÇADO)
Goku transformação Divina: 50 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan Deus: 60 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan Deus + Kaioken: 70 Dias (ALCANÇADO)
Instinto Superior incompleto: 80 Dias (ALCANÇADO)
Instinto Superior Completo: 90 Dias (ALCANÇADO)
avatar
Goku
Mensagens : 418
Data de inscrição : 15/04/2017

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 15/6/2018, 17:31
A partir de 9:58 do video,ele começa apresentar alguns dados estatisticos assustadores. Altamente viciante. etc

_______________________________________



[h3]Acesse meu Diario: http://www.comoparar.com/t5019p200-diario-do-goku-sem-o-reboot-perderemos-tudo-corre-ainda-dar-tempo/h3]

Kaioken: 7 Dias  (ALCANÇADO)
Super Saiyan 1: 14 Dias ( ALCANÇADO)
Super Saiyan 2: 21 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan 3: 31 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan 4: 40 Dias (ALCANÇADO)
Goku transformação Divina: 50 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan Deus: 60 Dias (ALCANÇADO)
Super Saiyan Deus + Kaioken: 70 Dias (ALCANÇADO)
Instinto Superior incompleto: 80 Dias (ALCANÇADO)
Instinto Superior Completo: 90 Dias (ALCANÇADO)
avatar
lutador 1998
Mensagens : 195
Data de inscrição : 21/07/2016
Idade : 20
Localização : em algum lugar do Brasil

Re: Será que é mesmo tão viciante assim?

em 16/6/2018, 10:00
Canal do ffolgosi falar sobre a realidade, tava assentindo esses vídeos. Pornografia é uma porcaria mesmo só faz foder com a mente das pessoas.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum