Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Reboot de Edu S.

em 22/7/2018, 12:52
Olá a todos.Vou tentar contar brevemente a história da minha vida sexual para tentar transmitir o que sinto e facilitar o entendimento para vocês.
Eu acredito que particularmente tive muito azar no sentido do vício da pornografia porque tenho 30 anos e tive a oportunidade de ter acesso a pornografia desde quase meus 12 anos, pois meus pais compraram um computador bem no começo da era da internet.

Lembro que já com meus 12 anos eu notei que tinha um interesse diferente da maioria dos meus amigos e me interessava por outros garotos e comecei a ver pornografia gay.Imagino que como eu vivia em um ambiente de uma família preconceituosa com a homossexualidade, a minha válvula de escape para todo aquele desejo que eu sentia na adolescência/pré adolescência era ver essa pornografia.

E esse hábito foi muito danoso para mim na adolescência pois lembro que eu chegava da escola e passava às vezes toda a tarde vendo pornografia e deixei de interagir com pessoas da minha idade e de estimular outros gostos que eu tinha como a música, para ficar somente vendo pornografia.Só fui me masturbar mesmo e começar a ejacular um bom tempo depois do início da pornografia na minha vida.

O tempo foi passando e eu ainda tinha muito receio de expor minha sexualidade para minha família e para outras pessoas, então essas visitas a sites P era sempre um ato de segredo, com direito a uma preocupação excessiva em limpar qualquer rastro que eu pudesse ter deixado após, pois usava um computador da família no começo

Depois de algum tempo juntei dinheiro e comprei meu próprio computador.Depois disso as coisas só pioraram porque o que antes eu fazia em segredo com pouco tempo disponível, ficou acessível para ser feito com muito mais tempo e no conforto e discrição do meu próprio quarto.

Sempre tive um jeito mais masculino e acredito não ser nada afeminado, porque as pessoas que me questionaram sobre a sexualidade sempre falavam isso, mas focavam a duvida no fato de eu nunca ter tido relacionamentos.Então eu hoje com 30 anos nunca namorei, nem homens nem mulheres, mas da minha vida adulta até o ano passado eu saia com mulheres e tinha sexo esporádico com elas.Mas secretamente no conforto do meu quarto eu não passava quase nem um dia sem me masturbar com pornografia gay.

Eu percebi que mesmo com muito tesão eu muitas vezes não tinha uma ereção satisfatória com as mulheres(por mótivos óbvios), mas também nem para me masturbar eu tinha uma ereção decente.Era somente o suficiente para conseguir ejacular com uns 60% no máximo de ereção.

Com o tempo passando percebi que eu achava cada vez mais dificil de achar videos bons e sempre tinha dias ruins de masturbação nos quais eu não ficava satisfeito mas tinha que gozar apenas para dizer que aquele dia não passou em branco.
Somado a outros problemas da vida, tive diversos episódios depressivos e acompanhava com um psiquiatra que tentou me ajudar com medicamentos, mas eu tomava por algum tempo e fugia porque eles causavam diminuição da libido e ejaculação retardada, o que impossibilitava de manter o hábito de me masturbar com P.

Comecei a fazer terapia e depois de muito trabalho com 29 anos decidi abrir minha sexualidade para amigos mais próximos.Como eu saia com mulheres antes e por não aparentar ser afeminado muitos amigos ficaram surpresos, mas por enquanto nenhum deixou de ser meu amigo.E então comecei a ir em ambientes alternativos com meus amigos hétero e há cerca de 2 meses conheci um cara de 21 anos com quem estou ficando.

Já fizemos sexo 3 vezes, sendo que nas primeiras 2 vezes eu fui passivo, mas sinceramente não gostei e não pretendo assumir essa posição novamente.Sempre me considerei mais para ativo do que para passivo e fiz isso para experimentar.
Na terceira vez em que fomos a um motel decidi ser ativo e já estava há 4 dias sem me masturbar porque alguns amigos haviam passado um video sobre os beneficios de parar com a pornografia.Na hora em que fui tentar fazer a penetração de modo algum conseguia ter uma ereção.Já havia acontecido antes com mulheres, mas com homens nunca havia acontecido até porque não tinha tido muitas experiências.No final não só não consegui penetrar como também pedi para ele me ajudar a gozar de outras formas e nem assim consegui

Foi nesse ponto que eu percebi que precisava fazer algo pois não era possível que com 30 anos eu tivesse um problema físico que justificasse a DE.
Comecei a pesquisar na internet e vi os beneficios das pessoas que paravam de se masturbar.
Estava há 11 dias sem me masturbar hoje, mas ontem encontrei o cara que estou ficando e começou a rolar uma pegação mais forte, mas não fizemos sexo até porque eu estou evitando desde que brochei na semana passada.

Hoje acordei com um tesão fenomenal pensando nesse cara , quase como se fosse uma coceira incontrolável por dentro de mim, e com o pênis muito duro então decidi me masturbar novamente.Fiz no banheiro pensando nele em todos os momentos, mas mesmo assim depois me veio uma culpa pois não sabia se tinha estragado meu reboot por causa disso e surgiu o medo de novamente não conseguir ter uma ereção na hora do sexo por ter aliviado o tesão desses 11 dias.
Não vi nenhuma pornografia esses 11 dias e continuo sem ver.

Eu queria ter me segurado um pouco mais mas estava quase explodindo para ter uma ejaculação.

Deletei minha pornografia e instalei bloqueadores.Já usei aplicativos tipo Grindr mas não estou mais usando e deletei do meu celular.

Na opinião de vocês essa masturbação de hoje prejudica o meu progresso?Como vocês fazem em relação a isso?

Outra dúvida que tenho...junto ao reboot estou fazendo alguns exercícios para melhorar ereção e usando uma bomba peniana.Não ejaculo e nem fico pensando em porno durante o uso, as vezes so fico estudando ou vendo besteiras durante o ato.Alguém mais usa?Tem algum problema?

Desculpem se o texto ficou muito longo ou confuso, mas espero que gostem e acompanhem.
Obrigado
avatar
Mensagens : 286
Data de inscrição : 11/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 22/7/2018, 14:00
Bem-vindo ao fórum, colega.

A MO com fantasias é prejudicial, pois reforça os caminhos neurais da sexualidade virtual.

O ponto positivo é que você está se mantendo longe da P, que é a grande vilã da história.

Recomendo fortemente que você abandone a bomba peniana (jogue fora se possível), pois é quase impossível usar um objeto desse sem se conectar com fantasias. Além disso, a bomba faz uma pressão intensa que vai dessensibilizar ainda mais o seu p*nis.

A sexualidade saudável não tem fantasias. Você simplesmente vai olhar o teu parceiro e ficar excitado com a realidade, não com fantasias mirabolantes criadas pelos filmes de P.

Abs!

_______________________________________
Conquistas (reboot de P):

21 dias
34 dias
69 dias

 
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 796
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 22/7/2018, 14:12
Olá, Dwensur.

- Boas-vindas ao Fórum! Seu relato é bastante interessante, camarada! Você sofreu uma DE pensando que estava com uma potência sexual imensa, mas ao se deparar, não conseguiu alcançar os resultados esperados e ainda sofreu ER. Todos os Reboot's já passaram por isso, incluindo situações mais severas!

- O seu cérebro acostumou-se com a quantidade de P/M/O que estava praticando, por isso, durante esses seus 11 dias que você tinha ficado sem M/O, a vontade de saciar os prazeres sexuais aumentou, e esse tal desejo impecável de descarregar toda dopamina, faz com que crie impulsos hormonais te direcionando a cair no vício novamente.

- Chamamos esses tais desejos de "fissuras". Ela poderia ser quebrada praticando atividades físicas, é nesse sentido que dedicar seu tempo para praticar um esporte é importante durante o processo!

- Respondendo a sua dúvida! Toda masturbação que envolve fantasias e prazer, consideramos uma recaída! Mas pelo tal fato de você não assistir P. durante esses 11 dias, recomendo utilizar 2 contadores, caso queira! Um servirá para MO, outro para P. (Muitos fazem isso durante o processo, usar 2 contadores)

- Agora a respeito da bomba peniana, eu particularmente não uso, outros Reboot's usam, mas fica ao seu critério. Esta comunidade está vinculada a respeito da recuperação no que tange o Vício em Pornografia.

- Mas caso esteja com dúvidas a respeito dessa temática, poste na seção de Dúvidas sobre o Vício em Pornografia.

- Agora recomendarei alguns fatores para fazer durante seu percurso:

  • Ativar um contador de dias para ajudá-lo na motivação e recuperação durante o processo. CLIQUE AQUI -> Como instalar um contador de dias alternativo!
  • Ler o famoso E-book Vicio em Pornografia Como Parar? ou outros livros para adquirir conhecimento e saciar os desejos pela leitura fazendo com que fique longe do vício.
  • Praticar uma atividade produtiva, seja um esporte, estudar, trabalhar, sair com a namorado para tomar um sorvete. Basketball  
  • Postar no diário no minimo 5 vezes na semana para vermos como anda seu percurso.  Like a Star @ heaven 

_______________________________________
QUER ACESSAR MEU DIÁRIO?

Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 22/7/2018, 18:44
Eu estou um pouco preocupado porque vou encontrar esse cara que estou ficando amanhã e essa recaída me deixou inseguro com medo de ter uma DE no nosso proximo encontro...eu estou firme na idéia de que a pornografia pra mim não vai ser muito dificil de se livrar mas a masturbação vai ser tenso.
De certo modo essa masturbação que tive hoje foi desconhecimento de causa de que não podia fazer nada nem que não fosse com pornografia então da próxima vez vou estar mais esperto.
Mas estava pensando em somente amanhã utilizar um sildenafila ou tadalafila(viagra e parentes) até eu atingir um certo equilibrio de novo como eu estava hoje, cheio de tesão e com ereções fortes.

Estou numa situação complicada porque nunca tive nenhum relacionamento com a duração que este está tendo e não dá pra logo no começo do relacionamento
eu ficar me esquivando do sexo com desculpas.Tenho receio de deixar as coisas irem por água a baixo se eu ficar negando fazer sexo por conta dessa insegurança.
Mensagens : 87
Data de inscrição : 21/04/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 23/7/2018, 06:56
Cara estou na mesma situação....considerando tomar tadalafila pra poder transar sem preocupação, afinal, realmente não dá pra ficar se esquivando logo no começo que nem dá pra compartilhar esse lance. Também acho mais tranquilo deixar a pornografia mas a masturbação é bem complicado. Boa sorte no encontro

Dwensur escreveu:Eu estou um pouco preocupado porque vou encontrar esse cara que estou ficando amanhã e essa recaída me deixou inseguro com medo de ter uma DE no nosso proximo encontro...eu estou firme na idéia de que a pornografia pra mim não vai ser muito dificil de se livrar mas a masturbação vai ser tenso.
De certo modo essa masturbação que tive hoje foi desconhecimento de causa de que não podia fazer nada nem que não fosse com pornografia então da próxima vez vou estar mais esperto.
Mas estava pensando em somente amanhã utilizar um sildenafila ou tadalafila(viagra e parentes) até eu atingir um certo equilibrio de novo como eu estava hoje, cheio de tesão e com ereções fortes.

Estou numa situação complicada porque nunca tive nenhum relacionamento com a duração que este está tendo e não dá pra logo no começo do relacionamento
eu ficar me esquivando do sexo com desculpas.Tenho receio de deixar as coisas irem por água a baixo se eu ficar negando fazer sexo por conta dessa insegurança.
avatar
Mensagens : 286
Data de inscrição : 11/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 23/7/2018, 09:47
hereandnow escreveu:Cara estou na mesma situação....considerando tomar tadalafila pra poder transar sem preocupação, afinal, realmente não dá pra ficar se esquivando logo no começo que nem dá pra compartilhar esse lance. Também acho mais tranquilo deixar a pornografia mas a masturbação é bem complicado. Boa sorte no encontro

É porque você gosta de ser atv.

Eu já acho muito mais fácil abandonar a M, não a P.

_______________________________________
Conquistas (reboot de P):

21 dias
34 dias
69 dias

 
Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 24/7/2018, 00:23
Bom, eu decidi sair mesmo com esse cara que estou ficando apesar do receio de ter uma DE e dai acabei tomando meio comprimido de tadalafila.
Só com os toques dele eu já ficava excitado, em alguns momentos tentei até esconder porque tava num lugar publico e começou a ficar um pouco constrangedor
Comemos e decidimos ir para um motel.Nas primeiras 2 vezes que fui no motel com ele 1 não teve penetração, 1 fui passivo e na outra tive o episódio de DE
e acabamos ficando só no oral/masturbação.

Chegamos no motel e tentei tomar o controle da situação pois percebi que gosto mesmo de ser ativo e ele estava aberto a tentar ser passivo pois só havia
sido uma vez na vida dele.
Começamos com preliminares e percebi que ainda estava com uma ereção forte então perguntei a ele se queria ser penetrado.
Como era a primeira vez dele em muito tempo tentei ser o máximo paciente e não forcei muito para não machucá-lo
Fui devagar, mas várias horas na minha cabeça, mesmo com o pênis duro por causa da excitação e do remédio eu ficava noiado pensando se estava mesmo
duro ou se estava brochando de novo.Depois de um tempo tentei ir um pouquinho mais forte pois percebi que não ia gozar no ritmo que estávamos.
Mas dai ele sentiu dor.Com paciencia coloquei ele sentado por cima de mim e deixei que ele tomasse controle para não doer muito.
Ele ficou mais confortável e gozou.

Dai me senti mal de ficar penetrando ele com dor sendo que ele já havia gozado.Tirei a camisinha e pedi para ele me ajudar a gozar(falei para ele que eu nao queria gozar por minha masturbação).Ele começou a fazer oral e me masturbar mas eu não estava sentindo nem de longe que eu estava perto do orgasmo.
Ele se esforçou bastante mas não consegui gozar.

Dai eu decidi me masturbar do lado dele e gozei.Foi uma gozada totalmente sem graça e só fiz isso porque não queria ficar sem gozar.
Mas dai me dei conta que nas ultimas vezes que tive sexo quase todas eu gozei com minha propria masturbação e não com oral ou penetração.
Isso me deixou totalmente frustrado.

Mas eu sinto que poderia gozar na penetração, mas como ele era inexperiente não quis forçar.No oral já acho dificil gozar apesar de já ter gozado outras vezes no sexo oral.

Meu relato de hoje é isso.

_______________________________________


avatar
Mensagens : 286
Data de inscrição : 11/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 24/7/2018, 01:01
Interessante o seu relato.

Sua DE não é tão grave, pois o remedinho quase não funciona pra disfunção desencadeada por vício em PMO, de acordo com a minha experiência.

Eu não resetaria o contador de MO nesse caso, pois você estava acompanhado do seu parceiro, o que de certa forma mantem foco no estímulo real. Só reseto em caso de MO solitária.

_______________________________________
Conquistas (reboot de P):

21 dias
34 dias
69 dias

 
Mensagens : 59
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 44
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 24/7/2018, 07:59
Olá Dwensur,
Li o seu relato e agora estou acompanhando o seu diario. Apesar de ser mais velho que vc tive uma historia parecida em relação a idade que comecei a entrar em contato mais efetivamente com a minha homossexualidade, eu tive a minha primeira relação sexual por volta dos 15 anos com prostituta e não atingi o orgasmo (depois da uma lida no meu diario onde eu detalho essa experiencia) e depois disso só voltei a ter relações aos 26 anos com uma namorada e tb não obtive orgasmo com a penetração, depois disso continuei mais um periodo com essa namorada e em todas as relações que tivemos não atingi o orgasmo (eu finalizava as relações sem orgasmo após ela estar satisfeita), aí comecei a pensar nos desejos homossexuais que eu sentia mas reprimia, depois disso tentei novamente ter sexo com outra garota e a sutuação se repetiu, aí por volta dos 28 anos comecei a abrir espaço na minha mente para entrar em contato com homens e experimentar uma relação homossexual (até esse momento eu só tinha vontade de experimentar o sexo com homem, nem passava pela minha cabeça ter um relacionamento homossexual), foi tudo muito lento nesse periodo e por volta dos 30 anos que fui ter a minha primeira relação sexual homossexual, e de novo tive ER e não obtive orgasmo no sexo... Até esse momento eu nem me preocupava com a ER porque nunca tive DE e achava que isso era devido a eu não ter certeza que era gay. A PMO surgiu na minha vida por volta dos 25 anos quando comprei uma G Magazine (eu ficava muito excitado de ver homens "famosos" nus e com ereção), mas as sessões de PMO com as revistas eram muito esporadicas, 1 ou 2 vezes por mês, até que comprei o meu primeiro computador com acesso a internet e comecei a ter contato com pornografia virtual, esse começo era totalmente voltado a fotos nus ou videos de homens nus (tipo making off de algum ensaio nu) não sentia vontade de ver videos de sexo gay (eu ainda era muito travado com a minha sexualidade)... E essa forma esporadica de consumir P ou PMO continuou por vários  anos, foi por volta dos 30 anos que comecei a praticar PMO com algum video de sexo gay, e mesmo assim de forma bem esporadica pois sentia muita culpa depois, e eu só não consumia mais P ou PMO por causa dessa culpa relacionada a minha sexualidade mal resolvida, eu não fazia ideia que a pornografia poderia afetar a minha mente e isso se refletir no meu desempenho sexual, apesar de já ter 30 anos eu era muito inexperiente em relação a isso. Dos 30 aos 32 tive algumas relações esporadicas com homens sempre através da internet (era a época do Orkut) mas sempre depois de muito bate papo e com pessoas que eu pudesse me sentir seguro com as minhas escolhas (sempre eu era ativo), nesse periodo eu já tinha escolhido não ter mais relações com mulheres até saber exatamente qual era a minha preferência (não queria magoar ninguém com as minhas confusões sobre a sexualidade), mas sempre que começava a surgir sentimentos afetivos quando eu repetia os encontros com as mesmas pessoas eu me afastava porque não tinha coragem de entrar em contato com sentimentos... Até que aos 32 anos decidi me permitir conhecer pessoas reais e fui numa balada gay com uma amiga e conheci o meu marido, já estamos juntos a quase 12 anos e fomos praticamente os primeiros um do outro no lado sexual, fomos desenvolvendo a sexualidade juntos e sempre foi muito bom, mas mesmo assim nunca obtive orgasmo durante o sexo com penetração, a já conhecida ER...
Bem, no meu diario tem mais detalhes da minha historia, mas quis fazer um resumo para te dizer que a ER, acredito eu, acontece por uma série de fatores e pode ser agravada (ou provocada) pela PMO, mas o orgasmo vem da mente, então essas duvidas ou repressões sobre a sexualidade tem um papel muito importante na ER (pelo menos no meu caso tenho observado isso), e a PMO vem para cristalizar esse problema e nos dar insegurança nas relações sexuais reais... Eu estou no reboot a pouco mais de 1 mês e até agora não consegui superar a ER mas já obtive muitos ganhos na qualidade da minha vida sexual, sei que é muito cedo para esperar resultados maiores (superar a ER) e tenho batalhado para diminuir a minha ansiedade sobre isso, acho que essa vai ser a unica forma de conquistar o tão sonhado orgasmo durante o sexo com penetração, mas tb já sei que quanto menos eu sonhar com isso mais facil ele acontecerá... Acho que o caminho é ficar nas relações reais (sexualmente e afetivamente) e se abster de ver P e praticar PMO, estou muito confiante no processo do reboot porque ele está propiciando uma mudança em vários setores da minha vida, independente de quanto tempo demorar para eu superar a a ER (e eu acho que vai demorar bem mais que os 90 dias do reboot), então aproveite esse momento para focar em relações reais sem tanta ansiedade de acontecer o orgasmo durante o sexo com penetração, as relações podem ser gostosas e prazerosas mesmo sem obter o orgasmo durante a penetração... Concordo com o Internet que a masturbação durante o sexo real é valida porque vc está tendo sexo real, e não acho que é motivo oara zerar o reboot, o mais importante é evitar as fantasias durante o sexo e focar em vc e no seu parceiro, eu digo por experiencia propria que as fantasias roubam o prazer real durante as relações por ficarmos pensando em situações que não são reais e deixamos de aproveitar o momento... eu tenho tido excelentes sensações depois que comecei o reboot e estou mudando a minha forma de pensar, acredito que por vc ser mais novo vai ser mais rapido para vc atingir os seus objetivos, mas não fique pensando no tempo que vai demorar e foque em todas as coisas positivas que vc vai obter (além do sexo) com o reboot.
Desculpe o comentario tão longo, mas essa é a minha forma de expressar, rsrs... espero ter te ajudado com esse comentário e conte comigo no seu processo do reboot.
Grande abraço.

_______________________________________
Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 25/7/2018, 23:14
Nino escreveu:Olá Dwensur,
Li o seu relato e agora estou acompanhando o seu diario. Apesar de ser mais velho que vc tive uma historia parecida em relação a idade que comecei a entrar em contato mais efetivamente com a minha homossexualidade, eu tive a minha primeira relação sexual por volta dos 15 anos com prostituta e não atingi o orgasmo (depois da uma lida no meu diario onde eu detalho essa experiencia) e depois disso só voltei a ter relações aos 26 anos com uma namorada e tb não obtive orgasmo com a penetração, depois disso continuei mais um periodo com essa namorada e em todas as relações que tivemos não atingi o orgasmo (eu finalizava as relações sem orgasmo após ela estar satisfeita), aí comecei a pensar nos desejos homossexuais que eu sentia mas reprimia, depois disso tentei novamente ter sexo com outra garota e a sutuação se repetiu, aí por volta dos 28 anos comecei a abrir espaço na minha mente para entrar em contato com homens e experimentar uma relação homossexual (até esse momento eu só tinha vontade de experimentar o sexo com homem, nem passava pela minha cabeça ter um relacionamento homossexual), foi tudo muito lento nesse periodo e por volta dos 30 anos que fui ter a minha primeira relação sexual homossexual, e de novo tive ER e não obtive orgasmo no sexo... Até esse momento eu nem me preocupava com a ER porque nunca tive DE e achava que isso era devido a eu não ter certeza que era gay. A PMO surgiu na minha vida por volta dos 25 anos quando comprei uma G Magazine (eu ficava muito excitado de ver homens "famosos" nus e com ereção), mas as sessões de PMO com as revistas eram muito esporadicas, 1 ou 2 vezes por mês, até que comprei o meu primeiro computador com acesso a internet e comecei a ter contato com pornografia virtual, esse começo era totalmente voltado a fotos nus ou videos de homens nus (tipo making off de algum ensaio nu) não sentia vontade de ver videos de sexo gay (eu ainda era muito travado com a minha sexualidade)... E essa forma esporadica de consumir P ou PMO continuou por vários  anos, foi por volta dos 30 anos que comecei a praticar PMO com algum video de sexo gay, e mesmo assim de forma bem esporadica pois sentia muita culpa depois, e eu só não consumia mais P ou PMO por causa dessa culpa relacionada a minha sexualidade mal resolvida, eu não fazia ideia que a pornografia poderia afetar a minha mente e isso se refletir no meu desempenho sexual, apesar de já ter 30 anos eu era muito inexperiente em relação a isso. Dos 30 aos 32 tive algumas relações esporadicas com homens sempre através da internet (era a época do Orkut) mas sempre depois de muito bate papo e com pessoas que eu pudesse me sentir seguro com as minhas escolhas (sempre eu era ativo), nesse periodo eu já tinha escolhido não ter mais relações com mulheres até saber exatamente qual era a minha preferência (não queria magoar ninguém com as minhas confusões sobre a sexualidade), mas sempre que começava a surgir sentimentos afetivos quando eu repetia os encontros com as mesmas pessoas eu me afastava porque não tinha coragem de entrar em contato com sentimentos... Até que aos 32 anos decidi me permitir conhecer pessoas reais e fui numa balada gay com uma amiga e conheci o meu marido, já estamos juntos a quase 12 anos e fomos praticamente os primeiros um do outro no lado sexual, fomos desenvolvendo a sexualidade juntos e sempre foi muito bom, mas mesmo assim nunca obtive orgasmo durante o sexo com penetração, a já conhecida ER...
Bem, no meu diario tem mais detalhes da minha historia, mas quis fazer um resumo para te dizer que a ER, acredito eu, acontece por uma série de fatores e pode ser agravada (ou provocada) pela PMO, mas o orgasmo vem da mente, então essas duvidas ou repressões sobre a sexualidade tem um papel muito importante na ER (pelo menos no meu caso tenho observado isso), e a PMO vem para cristalizar esse problema e nos dar insegurança nas relações sexuais reais... Eu estou no reboot a pouco mais de 1 mês e até agora não consegui superar a ER mas já obtive muitos ganhos na qualidade da minha vida sexual, sei que é muito cedo para esperar resultados maiores (superar a ER) e tenho batalhado para diminuir a minha ansiedade sobre isso, acho que essa vai ser a unica forma de conquistar o tão sonhado orgasmo durante o sexo com penetração, mas tb já sei que quanto menos eu sonhar com isso mais facil ele acontecerá... Acho que o caminho é ficar nas relações reais (sexualmente e afetivamente) e se abster de ver P e praticar PMO, estou muito confiante no processo do reboot porque ele está propiciando uma mudança em vários setores da minha vida, independente de quanto tempo demorar para eu superar a a ER (e eu acho que vai demorar bem mais que os 90 dias do reboot), então aproveite esse momento para focar em relações reais sem tanta ansiedade de acontecer o orgasmo durante o sexo com penetração, as relações podem ser gostosas e prazerosas mesmo sem obter o orgasmo durante a penetração... Concordo com o Internet que a masturbação durante o sexo real é valida porque vc está tendo sexo real, e não acho que é motivo oara zerar o reboot, o mais importante é evitar as fantasias durante o sexo e focar em vc e no seu parceiro, eu digo por experiencia propria que as fantasias roubam o prazer real durante as relações por ficarmos pensando em situações que não são reais e deixamos de aproveitar o momento... eu tenho tido excelentes sensações depois que comecei o reboot e estou mudando a minha forma de pensar, acredito que por vc ser mais novo vai ser mais rapido para vc atingir os seus objetivos, mas não fique pensando no tempo que vai demorar e foque em todas as coisas positivas que vc vai obter (além do sexo) com o reboot.
Desculpe o comentario tão longo, mas essa é a minha forma de expressar, rsrs... espero ter te ajudado com esse comentário e conte comigo no seu processo do reboot.
Grande abraço.

Olá Nino Obrigado por acompanhar meu diário e não ligo das mensagens longas pois também escrevo textões.Hoje eu vi que vazaram nudes ou vídeo intimo de uma pessoa famosa e isso também era uma coisa que me despertava muito interesse.Eu cheguei a abrir a noticia no UOL, mas me mantive firme e forte e não procurei no google nada em relação a isso.

De resto, hoje acordei com uma ereção forte e mesmo depois de acordado ainda mantive assim por um bom tempo.
Depois quando já estava mais calmo, voltei a pensar na pessoa com quem estou saindo e tive uma ereção de novo.Fiquei feliz porque eu achava que nem ia mais ser capaz de voltar a como era nos meus 15 anos e sinto que as coisas vão melhorar.

Decidi não zerar meu contador por conta da masturbação após o sexo de segunda feira agora.
Vou continuar tentando postar diariamente.
Abraço a todos

_______________________________________


avatar
Mensagens : 25
Data de inscrição : 12/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 27/7/2018, 12:06
Oi, Dwensur. Você já comentou no meu diário, e agora estou lendo o seu. Sua história realmente é parecida com a minha.

Pelo que você conta, eu fico preocupado com a sua neura em dar conta do recado assim tão logo no início do reboot, e por isso ter que recorrer aos "viagras". Acho que você deveria investir em um começo de relacionamento em que o sexo com penetração não precise ter um papel tão central. Talvez, se abrir com seu ficante e falar do seu problema, do reboot, etc. seja melhor. Ou pedir pra ele que passe as próximas semanas sem penetração, só com preliminares e oral. Tira o foco da penetração. Ou fazer como eu tô fazendo, que é colocar a camisinha desde o início pra se acostumar com ela, sem o compromisso de haver penetração. Depois eu coloco no meu diário os resultados desse experimento.

Abraços, e sucesso no seu reboot!
Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 29/7/2018, 14:38
Bom, de novo hoje batendo a marca de 7 dias sem masturbação e me veio um desespero total, uma vontade muito forte de gozar de qualquer maneira, seja com masturbação ou sexo real.Acho que se o cara com quem eu to ficando encostar em mim não vou aguentar...realmente é uma sensação muito dificil de controlar.

Como eu comecei a sair recentemente com homens tenho uma duvida que talvez os mais experientes possam responder.Pra aqueles que são versáteis, como fazem com seus parceiros?Tipo combinam que um dia vai ser passivo e no outro ativo ou fazem os dois no mesmo dia?E são passivos primeiro depois ativos ou inverso?

Obrigado pra quem está acompanhando

_______________________________________


Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 29/7/2018, 14:40
Bom, de novo hoje batendo a marca de 7 dias sem masturbação e me veio um desespero total, uma vontade muito forte de gozar de qualquer maneira, seja com masturbação ou sexo real.Acho que se o cara com quem eu to ficando encostar em mim não vou aguentar...realmente é uma sensação muito dificil de controlar.

Como eu comecei a sair recentemente com homens tenho uma duvida que talvez os mais experientes possam responder.Pra aqueles que são versáteis, como fazem com seus parceiros?Tipo combinam que um dia vai ser passivo e no outro ativo ou fazem os dois no mesmo dia?E são passivos primeiro depois ativos ou inverso?

Obrigado pra quem está acompanhando

_______________________________________


Mensagens : 87
Data de inscrição : 21/04/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 2/8/2018, 17:06
Eu sou versátil e quando tinha relações com meu ex namorado simplesmente fazíamos o que tínhamos vontade. Às vezes eu queria ser só ativo, às vezes só passivo, outras queria os dois, outras vezes ficar nas preliminares...acho que era bem tranquilo porque ele também tinha a mesma vibe e uma conexão legal comigo. No início da relação estava no reboot e ele sabia, então demorei um tempo pra poder ser ativo de novo, mas com paciência e apoio acabei conseguindo depois de um tempo, e também consegui achar prazer em ser passivo, algo que sempre detestei
Dwensur escreveu:Bom, de novo hoje batendo a marca de 7 dias sem masturbação e me veio um desespero total, uma vontade muito forte de gozar de qualquer maneira, seja com masturbação ou sexo real.Acho que se o cara com quem eu to ficando encostar em mim não vou aguentar...realmente é uma sensação muito dificil de controlar.

Como eu comecei a sair recentemente com homens tenho uma duvida que talvez os mais experientes possam responder.Pra aqueles que são versáteis, como fazem com seus parceiros?Tipo combinam que um dia vai ser passivo e no outro ativo ou fazem os dois no mesmo dia?E são passivos primeiro depois ativos ou inverso?

Obrigado pra quem está acompanhando

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 610
Data de inscrição : 20/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 7/8/2018, 15:09
Olá, 

Passando para dizer que estarei acompanhando o seu diário a partir de agora. 

Beijinhos!
Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 8/8/2018, 11:46
Bom, depois de um tempo sem postar, voltei para falar que continuo firme e forte sem pornografia e sem masturbação...Esse sábado saí com o cara que estou ficando há quase 2 meses e tinha a idéia de pedir ele em namoro.
Fomos para um motel e aconteceu uma coisa que não acontecia faz tempo, pois cheguei no orgasmo 2 vezes e com sexo oral.Fiquei feliz por causa disso e não rolou penetração nessa vez, mas mesmo assim senti que o sexo não foi tão bom.

Eu gosto dele, mas depois que terminamos o sexo, a unica coisa que eu pensava era que queria ir para minha casa.E dai toda a idéia de pedir ele em namoro acabou falhando e agora estou seriamente em duvida se faço isso ou não, porque apesar de gostar dele não sei se temos toda essa conexão e às vezes sinto que ele não tem muita atitude.Por exemplo, ele também poderia me pedir em namoro, afinal de contas eu tenho certeza que ele quer pois passa diversas indiretas em relação a sermos exclusivos um do outro, mas ele nunca toma esse passo a frente e isso me deixa um pouco frustrado.Várias outras coisas quando saimos me deixam incomodado em relação a falta de posicionamento dele, pois ele sempre deixa as decisões para mim, de onde vamos comer, o que vamos fazer, quando vamos fazer.Ele é mais novo que eu, mas gostaria que ele tivesse mais atitude e sinto que entrar num relacionamento sério com tantos questionamentos assim pode não ser uma boa.

Pra piorar, tenho me sentido muito deprimido...acompanho com um psiquiatra e tenho diagnóstico de distimia(depressão cronica) e faço uso de medicação especifica pra depressão, já fiz diversas trocas e nenhuma me ajudou muito, então acabo ficando sem forças pra insistir nas coisas e ainda mais nesse relacionamento.Além disso estou numa fase profissional e financeira muito ruim e acabou juntando tudo e estou perdido demais...

Não sei muito mais o que fazer...

_______________________________________


avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 468
Data de inscrição : 08/06/2016
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 10/8/2018, 05:37
Oi,

A respeito do relacionamento, é difícil opinar em um contexto distante, porém parece que no momento você está mais focado no sexo do que no namoro. Sugiro que vc espere o reboot terminar para que com sua mente já mais estabilizada em relação à questão do vício, você veja se está preparado para um relacionamento, que é muito mais que beijar e transar.
Quanto à depressão, que pena. Eu tb tenho e sei o que passa. Você já tentou passar por um CAPS? Entendo que não é o seu caso clínico, mas lá tem ótimos profissionais que podem te ajudar na questão da medicação. E sugiro que você faça terapia, pois isso complementa os remédios.
Ah, só peço pra você instalar um contador de dias pra medir sua evolução. Parabéns por até aqui e forças.
Beijinho!

_______________________________________



''All good things to those who wait'' (Mother Gothel, Enrolados)
Mensagens : 13
Data de inscrição : 22/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 12/8/2018, 12:15
Obrigado pela resposta Will.Na verdade já estou acompanhando com um psiquiatra particular que é super bom e também estou fazendo terapia...mas eu estou meio descrente com a minha condição mesmo e cansei de tomar remédios pois todos tinham muitos efeitos colaterais para mim.
E em relação ao reboot continuo sem pornografia há quase 1 mês como mostra meu contador, no entanto quando estou vendo alguma série ou mesmo televisão e aparece algo relacionado a sexo fico fantasiando sobre me masturbar, mas a libido com vontade de correr atrás do sexo com pessoas reais continua baixa mesmo após quase 3 semanas sem MO.A ultima vez que tive orgasmo foi há uma semana com meu "parceiro" atual.
Eu estou nessa situação complicada pois sinto vontade de ter relação com outros homens às vezes mas não quero magoar essa pessoa que está me ajudando num momento dificil.E não sei como falar pra ele isso sem machucar.Também não quero "trair" apesar de não termos combinado nada sério entre nós por enquanto.
Estou muito confuso mesmo....

_______________________________________


Mensagens : 9
Data de inscrição : 10/08/2018
Ver perfil do usuário

Re: Reboot de Edu S.

em 12/8/2018, 18:20
Opa, blza? Cara... Se você acha que o bixo tá querendo namorar você e você também está com vontade, tome atitude. Eu antes esperava que as outras pessoas dessem o primeiro passo nas coisas mais simples, como por exemplo fazer uma ligação, só pra eu me sentir especial, sei lá...mas hoje em dia eu vejo diferente, sabe? É muito bom poder ter alguém pra ligar, pra gostar, pra confiar e até mesmo pra namorar. Eu levo muito a sério isso de namoro, não curto putaria, porém, não precisa ser algo tão "dramático" assim, resumindo: se tem vontade, se quer testar, então namore. Caso não der certo é só conversar e acabar. É mais simples do que parece, a gente que complica. Pior seria se você quisesse e ele demonstrasse estar nem aí... Já imaginou?? Shocked
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum