Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/07/2018
Ver perfil do usuário

#Católico: Tentando voltar a viver Empty #Católico: Tentando voltar a viver

em 23/7/2018, 13:40
Olá! Sou novo aqui, e estou fazendo esse relato como atividade proposta pelo programa Revert. Bom, vamos lá:
Eu tenho 20 anos, e pelo que me lembre, desde uns 11 ou 12 anos eu assisto pornografia e me masturbo. Já no ensino fundamental todos os meninos e até meninas ficavam mostrando vídeos uns para os outros, riam disso, o ruim é pensar quantos deles, hoje, tem o mesmo problema que eu. 
Passei anos pensando que isso era normal, só mudei essa opinião quando comecei a ir na Igreja Católica, me convenci de que a castidade era importante, de que era certo. Ficar sem sexo foi fichinha, mas sem pornografia? sem masturbação? Era impossível! É algo que seu corpo todo está pedindo, e que você não tem como fugir, está o tempo todo contigo, é o seu corpo. Foi então que percebi que era viciado! Já tive um amigo viciado em Cocaína, eu conseguia ajudar ele, mas eu não conseguia sair do meu vício, e se for comparar, é como se fôssemos viciados e tivéssemos um saquinho de pó grudado no nosso corpo e um saco de pó em todo aparelho eletrônico, não da pra escapar, você precisa enfrentar.
Eu ainda não tive problemas tão sérios quanto os que eu li, não perdi namorada, não tive disfunção erétil, não avancei pra gêneros pesadíssimos, sempre fiz isso muito escondido. Mas a culpa, a vergonha, são as coisas que mais me afetaram e ainda afetam. Isso afeta minha fé, pra mim isso é errado, é pecado, então além de ser algo vergonhoso, a culpa que sinto é enorme. Outros sintomas que senti foram: ansiedade social, eu me fecho muito quando faço isso, não da vontade de olhar no rosto de ninguém; já senti um medo enorme de voltar a usar pornografia, e ainda sinto; apresento falta de memória, não lembro o nome das pessoas, as pessoas me contam histórias inteiras, e eu não lembro de nada as vezes; Minha capacidade de concentração é horrível, não consigo me focar em fazer meus trabalhos, minhas atividades da universidade, então acabo deixando tudo pra última hora, quando bate um desespero enorme de ter que conclui-las; outro sintoma é fantasiar com toda menina que eu venha a achar bonitinha, imagino ela fazendo coisas parecidas com as dos vídeos que assisto, coisas diferentes para cada menina, criando novidades e cenas chocantes na minha mente, isso é horrível, não consigo controlar esses pensamentos e vejo todas elas como objetos de prazer; outro sintoma que eu percebi, foi em meu último namoro, nós não nos relacionávamos sexualmente, pois eu tento viver a castidade, mas o que acontecia é que eu tinha alguns desejos sexuais por ela, mas sempre fantasiando coisas proibidas, nunca desejava ela de maneira natural, normal, acabou que o pensamento que eu tenho de sexo é só o que eu vejo nos vídeos, e não algo saudável, o sexo se tornou um inimigo, não consigo imaginar ele como sendo algo saudável e bom. Tenho um pouco de medo de um dia eu me casar e não conseguir desejar a minha esposa como deveria, porquê na minha cabeça qualquer desejo havia se tornado algo errado; Senti cair minha motivação, minha energia, eu sou atleta desde antes de começar com esse vício, mas quando uso isso, não tenho vontade de treinar, não tenho a mesma energia, a mesma motivação; me sinto morto, só na mesma rotina o dia todo, minha cabeça como se estivesse dopada, não querendo pensar pra não sofrer com o fato de esse vício estar acabando comigo.
Eu nunca consegui contar isso pra ninguém, bom, eu já confessei esse pecado inúmeras vezes para o Padre, e isso foi a melhor coisa que já fiz, o difícil é a vergonha de ir lá contar que voltei para o vício. Mas fora o Padre nunca contei pra ninguém, os materiais que me ajudaram até então foram: o curso sobre pornografia que se encontra no site padrepauloricardo.org e é gratuito, e um livro que eu havia lido sobre esse assunto, mas ambos, o curso e o livro, basicamente falavam que a maneira de sair do vício era parando, mas não é tão simples assim, já consegui ficar muito tempo sem pornografia e masturbação, já cheguei a ficar 80, 90, e até 120 dias sem o vício, mas no fim sempre acabava voltando, da última vez estava a quase 100 dias, e caí de novo, foi uma derrota tão triste, fiquei realmente muito triste, falei pra Deus que eu realmente não conseguia parar, que havia desistido, que se Ele quisesse que eu saísse disso, ele teria que me arrastar pra fora disso porquê eu realmente não tenho forças pra sair disso sozinho. Foi então que eu conheci o programa Revert, e realmente espero que tenha sido Deus que tenha iluminado a inteligência e a sabedoria desses caras para ajudarem essas pessoas, que independente da crença, ou se acreditam ou não em algo, sofrem com esse mesmo vício. Estou iniciando as aulas, e está sendo muito bom escrever isso pra quem estiver lendo, um dia quero tentar contar isso para alguém que eu conheço, porque é muito bom compartilhar isso com alguém e perceber que não está sozinho nessa luta. Eu não quero apenas parar com a pornografia, mas com a masturbação, e não farei sexo até eu me casar, então, como eles dizem no Programa Revert, eu farei o reboot no "Hard Mode", mas eu estou muito determinado, determinado a abandonar esse vício, a voltar a sentir prazer com as coisas da vida, como quando eu corro, nado, treino ou jogo algo. Estou determinado a conseguir ter uma boa memória, a conseguir me concentrar nos meus trabalhos e compromissos. Estou determinado a me abrir mais com as pessoas, a sair mais, a ser mais motivado. Estou determinado a conseguir olhar para as garotas como pessoas que tem o seu valor e merecem ser respeitadas com palavras, ações e pensamentos, e não tratadas como objetos. Estou determinado a conseguir amar de verdade, estou muito determinado a voltar a viver, a me sentir vivo novamente.
Que Deus esteja conosco, sucesso para todos vocês que desejam sair dessa, eu sei o quanto é difícil, mas nós iremos conseguir! Creia nisso.
Levi Ackerman
Mensagens : 341
Data de inscrição : 15/04/2017
Ver perfil do usuário

#Católico: Tentando voltar a viver Empty Re: #Católico: Tentando voltar a viver

em 23/7/2018, 14:09
Força irmao,estarei te acompanhando. Logo vira algum guardiao do forum te passar as orientações basicas. Como voce já esta no programa revert,melhor ainda. Bem vindo e boa a sua iniciativa de criar a conta aqui. Em relação a seu caso,como sera um hardmod muito demorado. Somente voce inoperalizando totalmente seu pc e o seu celular pra conseguir tanto tempo sem nenhum estimulo real. Sendo bem sincero pra voce.Se bloqueadores já é uma regra pra todos nos, nestes casos como o seu são ainda mais essenciais e unicos a salvar, de modo que se voce nao tiver pelo menos 2 ou 3 bloqueadores em cada dispositivo,seguindo a regras de ocultação da senha, nem inicie o reboot. Neste tempo que voce ficou ate 120 dias,nao sei se voce usou ou nao,mas caso nao tenha usado,voce viu o resultado.Eu no momento to sem,mas namoro e em breve irei fazer, mas se eu nao tivesse isto ,eu recairia. Sobre sua opção religiosa,nao irei debater,pois o objetivo do forum nao é este.Acredito em Deus e nao vejo problema algum,havendo amor de nao poder.Sou virgem, tenho anos ainda pra casar e to num namoro de muito tempo, nao acreditamos que vamos ser punidos por isto. E sou bem mais velho que voce. Penso que se for somente uma repressao isto pode adoecer e explodir se tornando em uma compulsao mais adiante no mundo real,igual certos escandalos sexuais ocorridas na igreja. Mas se voce faz isto por conscientização de que é o melhor pra voce,ai tudo bem.De todo modo entre '' pecar'' na tela de um pc, se prostituindo numa web cam igual eu fazia e fazer amor com quem amo,prefiro muito mais a segunda opçao. Boa sorte e conte conosco. Que voce ache a pessoa certa e com o reboot muita coisa mude na sua vida e na sua mente,novas opçoes e caminhos.Deus é seu aliado nessa,nao inimigo.Nao tenha medo e nao fique orando todo instante com culpa,isto so aumentara suas crises. Sinta a oração de admirar a natureza e a oração da gratidao.Nao fique remoendo o vicio e o combatendo,mas o transformando sempre em todas suas atividades. Eu so consegui parar pela minha DE e esperar casamento sem bloqueadores é impossivel. Mas se envolve o vicio em masturbação ai complica,mas com o reboot concluido,esta vontade diminui. Mas o ideal é romper certas barreiras limitantes de religiosidade, ja basta a nossa doença,a vida ja é complicada demais pra termos medo de Deus. Ele é nosso amigo.Com amor verdadeiro nada é errado. Enfim desculpe qualquer coisa. abraço

_______________________________________


Esta cena aqui foi um divisor de aguas na vida do Levi, quem conhece sabe. Espero ter o mesmo odio contra o gigante PMO.


#Católico: Tentando voltar a viver Tenor


MEU DIÁRIO ( CLIQUE AQUI)

avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/07/2018
Ver perfil do usuário

#Católico: Tentando voltar a viver Empty Re: #Católico: Tentando voltar a viver

em 23/7/2018, 17:25
Goku escreveu:Força irmao,estarei te acompanhando. Logo vira algum guardiao do forum te passar as orientações basicas. Como voce já esta no programa revert,melhor ainda. Bem vindo e boa a sua iniciativa de criar a conta aqui. Em relação a seu caso,como sera um hardmod muito demorado. Somente voce inoperalizando totalmente seu pc e o seu celular pra conseguir tanto tempo sem nenhum estimulo real. Sendo bem sincero pra voce.Se bloqueadores já é uma regra pra todos nos, nestes casos como o seu são ainda mais essenciais e unicos a salvar, de modo que se voce nao tiver pelo menos 2 ou 3 bloqueadores em cada dispositivo,seguindo a regras de ocultação da senha, nem inicie o reboot. Neste tempo que voce ficou ate 120 dias,nao sei se voce usou ou nao,mas caso nao tenha usado,voce viu o resultado.Eu no momento to sem,mas namoro e em breve irei fazer, mas se eu nao tivesse isto ,eu recairia. Sobre sua opção religiosa,nao irei debater,pois o objetivo do forum nao é este.Acredito em Deus e nao vejo problema algum,havendo amor de nao poder.Sou virgem, tenho anos ainda pra casar e to num namoro de muito tempo, nao acreditamos que vamos ser punidos por isto. E sou bem mais velho que voce. Penso que se for somente uma repressao isto pode adoecer e explodir se tornando em uma compulsao mais adiante no mundo real,igual certos escandalos sexuais ocorridas na igreja. Mas se voce faz isto por conscientização de que é o melhor pra voce,ai tudo bem.De todo modo entre '' pecar'' na tela de um pc, se prostituindo numa web cam igual eu fazia e fazer amor com quem amo,prefiro muito mais a segunda opçao. Boa sorte e conte conosco. Que voce ache a pessoa certa e com o reboot muita coisa mude na sua vida e na sua mente,novas opçoes e caminhos.Deus é seu aliado nessa,nao inimigo.Nao tenha medo e nao fique orando todo instante com culpa,isto so aumentara suas crises. Sinta a oração de admirar a natureza e a oração da gratidao.Nao fique remoendo o vicio e o combatendo,mas o transformando sempre em todas suas atividades. Eu so consegui parar pela minha DE e esperar casamento sem bloqueadores é impossivel. Mas se envolve o vicio em masturbação ai complica,mas com o reboot concluido,esta vontade diminui. Mas o ideal é romper certas barreiras limitantes de religiosidade, ja basta a nossa doença,a vida ja é complicada demais pra termos medo de Deus. Ele é nosso amigo.Com amor verdadeiro nada é errado. Enfim desculpe qualquer coisa. abraço.

Olá Goku! Agradeço por ter lido um pouco da minha história e por ter enviado a sua resposta, ela é muito importante pra mim e ja me ajudou muito. Vamos as respostas:

-Sobre os bloqueadores, tenho 2 infalíveis no computador, tanto que as vezes que caí foi por causa do celular. Já no celular, eu tinha baixado o Qustodio, e esse app, por mais que eu tivesse selecionado apenas as opções de  bloquear conteúdo adulto, acabava bloqueando sites que eu realmente precisava, então acabou que eu baixei navegadores que eu pudesse entrar, mas esses navegadores me deixavam entrar em tudo, então eu meio que me sabotei e meu reboot foi por água abaixo porque não tem bloqueadores que bloqueiem esses navegadores. Quando vc ta com vontade, pra ir ali no google play e baixar aquele navegador, é muito rápido, todas as vezes que eu caí depois de um grande tempo foi por esse mesmo caminho que eu ainda não consegui bloquear. Eu quero ver se colocando bloqueador no roteador, de certo para todos os navegadores. Mas se tiver dicas, serão muito bem vindas.

-Sobre minha opção religiosa, sim, eu fiz isso por conscientização, não tomei essa decisão antes de estar completamente convencido de que era o melhor pra mim, não me alienei, sobre pecar na internet ou com alguém real que você ama, também com certeza prefiro a segunda opção, e respeito também a opinião e opção aqui de cada um, sou bem mente aberta, e tento respeitar muito todo mundo.

-Sobre eu ficar me culpando, como eu disse, isso é um sintoma, é um problema que eu quero combater, eu não gosto e não quero sentir culpa, mas é a verdade que acontece comigo, eu somente quis contar tudo, é o meu defeito e eu estou tentando superar. Quando eu tenho uma recaída geralmente eu nem rezo, vou lá e me confesso, espero esfriar a cabeça, e coloco sempre na cabeça que a intenção de qualquer religião é amar e ajudar as pessoas, e é esse o principal caminho que devo seguir. Sobre as demais especificidades morais de cada religião, penso que são secundárias, reconhecendo que somos falhos e, como você disse, que Deus é nosso amigo, a gente acaba se focando no que realmente é importante e tira o pensamento das coisas que nos prendem, assim as coisas ficam mais fáceis e eu me cobro menos. Mas foi muito bom ler seu comentário, foi muito importante para mim e com certeza já está me ajudando muito.
Ps: achei legal sua criatividade nos dias do reboot kkk assisto DB desde os 4 anos de idade, sou bem fã, já ajudei o Goku a fazer a Genki-Dama, é legal estar sendo ajudado por ele agora kkk valeu irmão, tamo junto.
avatar
Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/05/2019
Ver perfil do usuário

#Católico: Tentando voltar a viver Empty Re: #Católico: Tentando voltar a viver

em 15/5/2019, 05:31
Galactus, na minha última confissão o Padre me deu como penitência repensar a minha própria vida e ver o que me fazia perder a liberdade. Eu achei isso muito importante, porque, enquanto temos liberdade, é possível decidirmos entre fazer ou não fazer algo, mas, quando caímos nas armadilhas, já não há mais o que ser feito e nos rendemos ao vício.
Alexandretj
Moderador
Moderador
Mensagens : 690
Data de inscrição : 21/11/2016
Idade : 35
Ver perfil do usuário

#Católico: Tentando voltar a viver Empty Re: #Católico: Tentando voltar a viver

em 15/5/2019, 06:13
Olá Galactus, eu também sou Católico!

O que você tem que entender é que deve tirar a PMO da sua vida antes de você casar, pois seu casamento pode ser seriamente comprometido sendo viciado. Há vários relatos de casais aqui no Fórum sofrendo por conta da P. Não se sei se você já viu no Youtube um curso do Padre Paulo Ricardo sobre a P. São 4 vídeos de uma hora de duração cada um; vale a pena assisti-los. Tem também do Thiago Marcon, apresentador da Canção Nova, que relata sobre seu vício na PMO - ele escreveu até um livro intitulado 'Os castos e os Gastos.'

Cara...Já teve momentos durante a Missa que vinham cenas P na minha cabeça. Já imaginou o quão horrível isso é? Eu já fiz uma acompanhamento com um Padre sobre meu vício em PMO; mas o problema era que não tinha a "técnica", ou seja, todas as informações necessárias para mudar a rotina. A oração é uma força poderosa para vencer um mal - Deus pode tudo - mas temos que agir também; mudando nossas rotinas, exercícios físicos, sentir o prazer de estar limpo e vivendo uma vida mais plena, fazendo amizades com garotas, enfim...recuperar a beleza de viver. Não sei a sua idade, mas seus sintomas de letargia pode ser uma porta de entrada para sintomas depressivos, tomara que não, mas busque ajuda.

Abraços

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________


study Link do meu Diário
Tiago Mendes
Moderador
Moderador
Mensagens : 1644
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

#Católico: Tentando voltar a viver Empty Re: #Católico: Tentando voltar a viver

em 15/5/2019, 11:29
Galactus:

Galactus escreveu:Olá! Sou novo aqui, e estou fazendo esse relato como atividade proposta pelo programa Revert. Bom, vamos lá:
Eu tenho 20 anos, e pelo que me lembre, desde uns 11 ou 12 anos eu assisto pornografia e me masturbo. Já no ensino fundamental todos os meninos e até meninas ficavam mostrando vídeos uns para os outros, riam disso, o ruim é pensar quantos deles, hoje, tem o mesmo problema que eu. 
Passei anos pensando que isso era normal, só mudei essa opinião quando comecei a ir na Igreja Católica, me convenci de que a castidade era importante, de que era certo. Ficar sem sexo foi fichinha, mas sem pornografia? sem masturbação? Era impossível! É algo que seu corpo todo está pedindo, e que você não tem como fugir, está o tempo todo contigo, é o seu corpo. Foi então que percebi que era viciado! Já tive um amigo viciado em Cocaína, eu conseguia ajudar ele, mas eu não conseguia sair do meu vício, e se for comparar, é como se fôssemos viciados e tivéssemos um saquinho de pó grudado no nosso corpo e um saco de pó em todo aparelho eletrônico, não da pra escapar, você precisa enfrentar.
Eu ainda não tive problemas tão sérios quanto os que eu li, não perdi namorada, não tive disfunção erétil, não avancei pra gêneros pesadíssimos, sempre fiz isso muito escondido. Mas a culpa, a vergonha, são as coisas que mais me afetaram e ainda afetam. Isso afeta minha fé, pra mim isso é errado, é pecado, então além de ser algo vergonhoso, a culpa que sinto é enorme. Outros sintomas que senti foram: ansiedade social, eu me fecho muito quando faço isso, não da vontade de olhar no rosto de ninguém; já senti um medo enorme de voltar a usar pornografia, e ainda sinto; apresento falta de memória, não lembro o nome das pessoas, as pessoas me contam histórias inteiras, e eu não lembro de nada as vezes; Minha capacidade de concentração é horrível, não consigo me focar em fazer meus trabalhos, minhas atividades da universidade, então acabo deixando tudo pra última hora, quando bate um desespero enorme de ter que conclui-las; outro sintoma é fantasiar com toda menina que eu venha a achar bonitinha, imagino ela fazendo coisas parecidas com as dos vídeos que assisto, coisas diferentes para cada menina, criando novidades e cenas chocantes na minha mente, isso é horrível, não consigo controlar esses pensamentos e vejo todas elas como objetos de prazer; outro sintoma que eu percebi, foi em meu último namoro, nós não nos relacionávamos sexualmente, pois eu tento viver a castidade, mas o que acontecia é que eu tinha alguns desejos sexuais por ela, mas sempre fantasiando coisas proibidas, nunca desejava ela de maneira natural, normal, acabou que o pensamento que eu tenho de sexo é só o que eu vejo nos vídeos, e não algo saudável, o sexo se tornou um inimigo, não consigo imaginar ele como sendo algo saudável e bom. Tenho um pouco de medo de um dia eu me casar e não conseguir desejar a minha esposa como deveria, porquê na minha cabeça qualquer desejo havia se tornado algo errado; Senti cair minha motivação, minha energia, eu sou atleta desde antes de começar com esse vício, mas quando uso isso, não tenho vontade de treinar, não tenho a mesma energia, a mesma motivação; me sinto morto, só na mesma rotina o dia todo, minha cabeça como se estivesse dopada, não querendo pensar pra não sofrer com o fato de esse vício estar acabando comigo.
Eu nunca consegui contar isso pra ninguém, bom, eu já confessei esse pecado inúmeras vezes para o Padre, e isso foi a melhor coisa que já fiz, o difícil é a vergonha de ir lá contar que voltei para o vício. Mas fora o Padre nunca contei pra ninguém, os materiais que me ajudaram até então foram: o curso sobre pornografia que se encontra no site padrepauloricardo.org e é gratuito, e um livro que eu havia lido sobre esse assunto, mas ambos, o curso e o livro, basicamente falavam que a maneira de sair do vício era parando, mas não é tão simples assim, já consegui ficar muito tempo sem pornografia e masturbação, já cheguei a ficar 80, 90, e até 120 dias sem o vício, mas no fim sempre acabava voltando, da última vez estava a quase 100 dias, e caí de novo, foi uma derrota tão triste, fiquei realmente muito triste, falei pra Deus que eu realmente não conseguia parar, que havia desistido, que se Ele quisesse que eu saísse disso, ele teria que me arrastar pra fora disso porquê eu realmente não tenho forças pra sair disso sozinho. Foi então que eu conheci o programa Revert, e realmente espero que tenha sido Deus que tenha iluminado a inteligência e a sabedoria desses caras para ajudarem essas pessoas, que independente da crença, ou se acreditam ou não em algo, sofrem com esse mesmo vício. Estou iniciando as aulas, e está sendo muito bom escrever isso pra quem estiver lendo, um dia quero tentar contar isso para alguém que eu conheço, porque é muito bom compartilhar isso com alguém e perceber que não está sozinho nessa luta. Eu não quero apenas parar com a pornografia, mas com a masturbação, e não farei sexo até eu me casar, então, como eles dizem no Programa Revert, eu farei o reboot no "Hard Mode", mas eu estou muito determinado, determinado a abandonar esse vício, a voltar a sentir prazer com as coisas da vida, como quando eu corro, nado, treino ou jogo algo. Estou determinado a conseguir ter uma boa memória, a conseguir me concentrar nos meus trabalhos e compromissos. Estou determinado a me abrir mais com as pessoas, a sair mais, a ser mais motivado. Estou determinado a conseguir olhar para as garotas como pessoas que tem o seu valor e merecem ser respeitadas com palavras, ações e pensamentos, e não tratadas como objetos. Estou determinado a conseguir amar de verdade, estou muito determinado a voltar a viver, a me sentir vivo novamente.
Que Deus esteja conosco, sucesso para todos vocês que desejam sair dessa, eu sei o quanto é difícil, mas nós iremos conseguir! Creia nisso.


Olá. Antes de tudo te desejo boas vindas ao fórum e que você possa deixar de vez esse vício.

Eu assisti aos vídeos do padre Paulo sobre o mal da masturbação e da pornografia e não acho que eles simplesmente dizem para parar. O padre parece ter se informado bastante e destrincha muito bem o mecanismo do vício no cérebro. Inclusive ele cita como referência os estudos do neurocientista Gary Wilson. Claro que como padre ele também faz uma abordagem voltada para questões que envolvem a fé católica, o que de forma nenhuma desabona o excelente material que ele produziu.

Sobre a questão da confissão é realmente difícil, principalmente quando se trata de uma recaída. Mas é um caminho de cura. Eu as vezes esperava chegar a semana santa para me confessar com um padre diferente por conta da vergonha. Os conselhos deles e a própria força do sacramento me ajudaram de uma forma que não tenho nem como descrever. Eu me questionava muito sobre o porquê de voltar a velha prática sabendo dos males que aquilo me trazia. Aos poucos essa dinâmica de confessar e buscar permanecer na graça de Deus vai transformando a gente. É um auxílio que hoje não abro mão de jeito nenhum, junto com aplicação no método Como Parar.

Tomei a liberdade de escrever isso por que você disse que é católico. Espero que não se chateie.

Parabéns pela iniciativa de aquirir o programa Revert e partilhar sua história aqui com a gente. Mais uma vez: que você possa banir esse vicio de vez da sua vida.

Paz e força!

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
(1º reboot concluído em 2018)
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum