Compartilhe
Ir em baixo
Beren Erchamion
Mensagens : 485
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 23/4/2019, 15:36
A rejeição acaba fazendo parte da vida de todo mundo, Mero. Imagine o sujeito mais rico, podre, cheio de grana. Ele não vai conseguir tudo o que quer, nunca. A rejeição ocorre porque somos seres finitos num mundo limitado, é isso.

Então, essa "rejeição" é normal, porque o ritmo dos dois varia. Você não vai conseguir dar tudo o que sua esposa quer quando e do jeito que ela quer; nem ela vai conseguir fazer o mesmo por você. A pornografia é mais "fácil" porque é um atalho. Não é uma pessoa com vontade própria, é um monte de abas no navegador, disponíveis 24 horas, 7 dias por semana, o ano inteiro, enquanto você tiver acesso à internet (ou fora dela, com material impresso). Só que, ao acessar esse atalho que não vai te "rejeitar", você vai sofrer com consequências reais e privações na sua vida real, como os problemas que está enfrentando no casamento - eu sei disso porque também sou casado.

Fazendo sexo contigo ou não, sua esposa é real. A pornografia, por "melhor" que seja, é falsa, é ilusão. Cara, sinceramente, eu não consigo listar absolutamente nenhum benefício do uso da pornografia, nem mesmo esse prazer mais rápido e instantâneo, disponível "infinitamente".

Se quiser, vamos continuar trocando uma ideia. Pode aparecer lá no meu diário também. Quando sua esposa tinha o diário aberto aqui no fórum, passei meu contato para ajudá-los. Se quiser, entre em contato comigo por e-mail também (sem usar e-mails reais, só os do fórum mesmo, para preservar nossas identidades).

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 17/90 (18.8%)

Metas:
- 15 dias (100%)
- 30 dias (56.6%)

avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 23/4/2019, 15:41
Ontem de manhã transamos. Fiz oral nela até ela não aguentar mais (ela não gozou, mesmo com alta sensibilidade do clítoris), mas na hora que fui penetrar, não consegui segurar - na verdade, antes de terminar a primeira penetração, já estava gozando. Estou muito ansioso com tudo isso que está acontecendo e cada transa pra mim parece que vai ser a última.

No meio da tarde fomos à terapia de casal, fiz papel de bobo ao dizer ter ciúmes de um amigo que a acha bonita, que ela acha bonito e que fez ela se sentir bem de uma forma que eu nunca consegui, segundo ela mesma. À noite discutimos, ela colocou vídeos sobre maturidade/inteligência emocional, pra mostrar como eu sou infantil/burro.

Dormi muito cedo. Tinha dormido quase nada ontem. De manhã não quis levantar cedo, levantei atraso pra o trabalho, portanto nem deu tempo de sentir vontade de nada.

Agora este em casa, já fui novamente chamado de burro e imaturo, além de terem ficado claro mais uma vez que todos os problemas que tivemos enquanto casal foi culpa minha.

Já me passaram pela cabeça as ideias suicidas de hoje, mas estou melhor agora.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 23/4/2019, 15:42
Estou usando esse diário pra todos os meus sofrimentos porque não tenho um amigo pra conversar sobre minhas angústias.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 23/4/2019, 15:46
Você falou sobre benefício da pornografia. Por algum tempo imaginei que a pornografia me "amansava", pois como eu não tinha frustração sexual acumulada, não via estressado com os outros. Mas eu nunca soube como é encarar o mundo sem fugir depois para a pornografia, esse pensamento não tinha fundamentação alguma.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 23/4/2019, 15:49
Vou ver seu diário mais tarde, agora estou saindo.

Então, o que eu disse a ela (e que ela discordou) é que eu ia ter que me acostumar com essa frustração e me esquecer da vontade. Sigo trabalhando nisso.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 24/4/2019, 00:15
Beren, procurei sei diário, mas não encontrei. Pode por o link aqui, por favor?

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 24/4/2019, 00:20
Terminando mais um dia sem p.

Hoje tive duas frustrações: ter me dado conta de que um projeto que coordeno tem grandes chances de ser um fiasco e me lembrar que falei com a palavra com uma pessoa.

Também tive a frustração de querer conversar algo que me angustia com minha mulher e ela ter mandado eu conversar com meu psiquiatra.

Ainda assim, sigo firme no propósito de não recorrer à masturbação pra esquecer a realidade. Ela está aí, é dura, e nenhuma anestesia não fazê-la mudar. Amanhã tento reverter minhas faltas e aguardo até minha próxima consulta pra poder conversar sobre aquilo que está me incomodando.

Força a todos e foco na luta!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 24/4/2019, 00:55
Não consigo dormir. Minto, não quero dormir.
Se eu tenho que me fuder sem anestesia, então tô aqui esperando a facada.

Tô aprendendo a ver a vida sem me refugiar na pornografia. E não tô gostando nada do que tô vendo. Mas não tô nesse mundo pra gostar de nada, e sim pra me fuder.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 24/4/2019, 06:55
Fico pensando em como teria sido melhor a minha vida se eu usasse as estratégias que me diziam pra agradar as meninas ao invés de ficar achando que era falsidade fazer coisas pré-meditadas para ganhar as namoradinhas. Hoje vejo como me fez mal não ter tido essas experiências na adolescência.

Nessas horas um homem pensa "quando eu tiver meu filho, vou ficar sempre próximo pra ele não passar por isso". Acontece que ela não quer ter filhos.

Bom, hoje estou vendo como os manipuladores conseguem o que querem - e que conseguir, com certa frequência, o que se quer é essencial pra a saúde mental. Sempre abri mão de quase todas as minhas vontades. Só atendia a uma: a de "sexo".

Aqui estou eu, com trinta e poucos anos e imaturo.

Acabei de me dar conta de algo: nessa de dormir e acordar pensando na vida, praticamente não tive minha ereção matinal 🙌🙌🙌
Parece que aos poucos o sexo vai perdendo importância quando surgem outras preocupações. Que bom.

Mais um dia sem p. Talvez meu primeiro dia sem vontade de fazer sexo.

Bom dia.

_______________________________________
Beren Erchamion
Mensagens : 485
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 24/4/2019, 10:20
Mero, o link fica na minha assinatura, mas vou deixá-lo aqui:

http://www.comoparar.com/t7833-diario-de-batalha-beren-erchamion.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 17/90 (18.8%)

Metas:
- 15 dias (100%)
- 30 dias (56.6%)

Beren Erchamion
Mensagens : 485
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 24/4/2019, 10:22
Então, aos poucos a sua esposa está ficando mais receptiva ao sexo. É só conseguir aliar persistência e paciência - e seguir firme no Reboot. Quanto mais confiança e solidez você transmitir, melhor.

Sobre as questões de família, vocês precisam conversar e resolver isso. No casamento, há duas regras: os cônjuges não se permitem ofender as famílias e não permitem que os parentes os ofendam. Papel de esposo e esposa não é atacar parente, sejam eles quem forem; e papel de parente não é se intrometer no casamento e desrespeitar a pessoa que você ama. Ponto.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 17/90 (18.8%)

Metas:
- 15 dias (100%)
- 30 dias (56.6%)

avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 11:24
Sumi esses dias por estar bastante ocupado e por estar com outras preocupações - o que é arriscado, pois distrair pode significar voltar a errar.

Beren, ela pode estar mais receptiva, mas isso não significa ter vontade. Ontem estávamos abraçados nos beijando na cama, antes de eu sair para trabalhar. Teríamos tempo para transar. Mas ela resolveu levantar para ver algo e não voltamos mais (é possível que tenha se lembrado de algo ruim).

Ontem discuti com ela porque ela perguntou se eu estava olhando outras mulheres na rua e eu respondi que estava me controlando. A resposta não a agradou. Eu deveria ter dito que não existe nenhuma outra mulher no mundo, que ninguém mais atrai meus olhos. Mas não consegui mentir.

Acabei de voltar da rua. Fui e voltei olhando para o chão. Uma prima passou por mim e acenou, percebi que tinha alguém acenando perto de mim, mas não olhei. Então ela falou comigo, daí a reconheci. Terminei de falar com ela, voltei a andar olhando para o chão. Sem querer meu olho esbarrou em uma moça (nem bonita era), e me repreendi. Enquanto procurava a loja onde ia comprar a Bíblia, olhando cuidadosamente e estritamente para as fachadas de lojas, bem ao alto, vi sem querer uma fachada de loja de lingerie com fotos de mulheres. Mais raiva. Na volta, enquanto olhava para atravessar a faixa, o olho bateu em uma moça com roupa de academia. Voltei para o chão imediatamente. Fiquei puto de novo. Entrando numa loja de materiais de construção, tinha uma moça de calça legging sendo atendida. Olhei para cima, para o lado, fixei o olhar no caixa, em qualquer produto (ao ler isto, certamente minha mulher vai ficar revoltada porque essa minha atitude "massageou o ego daquela vagabunda").

Vi idosos carregando sacolas, uma mulher comprando garrafas e mais garrafas de cerveja (era idosa e gorda - caso minha mulher leia o diário e ache que eu fiquei secando uma mulher no supermercado), vi os produtos, a faixa de pedestres... Cada objeto em que eu conseguia me concentrar, me dava um alívio misturado com uma revolta por ter que ser diferente de todo mundo, por ter que fixar meu olhar no chão para não ter o risco de ver nenhuma mulher bonita.

Ontem fiz mais uma sessão de hipnose. Contei ao médico que tive uma fissura forte no último domingo de madrugada, mas que me contive. Ele me deu parabéns. Durante a sessão, ele pediu para eu visualizar uma tela com imagens pornográficas e, em seguida, pediu que eu desligasse o botão da tela e que eu estaria me sentindo bem ao fazer isso, em paz por ter conseguido controlar o impulso. Enquanto ele falava sobre essa paz, eu ainda estava tentando desligar a tela, foi difícil.

Também ontem, olhando o facebook, topei sem querer em um anúncio de calcinhas, que mostrava uma moça deitada na cama com as pernas cruzadas. Inferno.

Bom, mais um dia sem ver p. e sem m.

Vou tentar me recuperar desse estresse que estou agora para pensar em coisas positivas pra fazer.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 12:32
Vou falar um pouco mais da minha vida a partir de agora.

Por conta do tratamento contra meu vício e do esforço que estou fazendo para recuperar meu casamento, vou abandonar o doutorado este semestre. Não existe isso de "trancar o doutorado". São 48 meses e ponto final. O que eu não consegui cumprir agora, terei que cumprir mais à frente, dentro do prazo. Pensei seriamente em largar de vez, pois é algo que estou fazendo contra a minha vontade. Não estou conseguindo estudar e nem estou tão interessado assim no meu tema de pesquisa. Mas o diploma de doutor vai me render um aumento de uns 25% no salário. É o que muitos dizem: faça para pegar seu canudo e ganhar mais (ou fazer um concurso).

Segunda vou conversar com minha orientadora sobre abandonar este semestre. Ela é muito paciente - foi quem me orientou no PIBIC, me arranjou meu primeiro emprego, coordenou a equipe onde eu trabalhava e ainda me orientou no mestrado. Devo muito a ela.

Ontem articulei uma atividade importante do projeto que estou coordenando. Será algo de grande valia no meio onde estou inserido, mas ainda falta cuidar de muitas coisas para que saia tudo bem. Este projeto conta com dois bolsistas estudantes de graduação, mas tenho certa dificuldade para delegar funções. Falta 3 meses para acabar tudo. Não penso em assumir outro projeto futuramente.

Ontem fui almoçar com os colegas e uma mulher muito generosa que está facilitando o nosso projeto (é idosa, cabelos brancos, nenhuma atratividade, antes que alguém ache que senti alguma atração). Ela é muito simpática e atenciosa, mas eu fico de certa forma constrangido com situações de conversa informal, pois assuntos como "como vai o doutorado?" e "sua esposa trabalha com o quê?" sempre surgem.

Quanto à minha esposa, ela tem depressão e uma certa fobia social. Não consegue avançar no curso. Vive trancando e abandonando matérias, faltando provas, perdendo aulas. Passa os dias em uma página de discussão sobre assuntos pessoais, conversando com amigos virtuais e pesquisando vídeos e textos sobre transtornos de personalidade, relações familiares, etc. Apesar de passar o dia em casa, raramente cuida do almoço. Trago comida pra casa quando meu intervalo permite vir aqui. Quando não consigo vir, geralmente ela não almoça. Algumas vezes almoçamos em algum restaurante das redondezas. Mas meu dinheiro está curto.

Trabalho há 10 anos, mas nunca consegui juntar dinheiro para comprar um carro ou dar entrada na casa própria. Nos últimos três anos minha condição melhorou um pouco, pois comecei a dar aula em mais uma universidade e meu salário aumentou. Mas também tenho estado muito ocupado e preocupado com os compromissos profissionais.

Meu pai deixou o carro dele comigo. Não tem tanto dinheiro assim pra simplesmente me dar um carro de presente, então deixou o dele comigo e as poucas vezes que precisa ir para longe, vai de táxi ou ônibus. Eu fico incomodado com isso, pois ganho mais de 8 mil por mês e deveria ser capaz de comprar meu próprio carro. Mas nunca fui bom em administrar dinheiro. Juntar dinheiro para mim é pegar o que sobrou no final do mês e guardar, o que quase nunca acontece - e esse mês, gastando mais de mil reais com o tratamento de hipnose, estou voltando a usar o cartão de crédito para o supermercado.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 12:34
Estou indo fazer o almoço, senão vou ter que colocar no cartão de crédito também.
Normalmente quando tomo a iniciativa para fazer, ela se levanta e me ajuda.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 172
Data de inscrição : 29/03/2019
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 14:43
Mero Ninguém escreveu:Estou indo fazer o almoço, senão vou ter que colocar no cartão de crédito também.
Normalmente quando tomo a iniciativa para fazer, ela se levanta e me ajuda.


Você precisa administrar melhor seu dinheiro , eu vivo com uma pessoa abusiva e comecei fazer isso para me livra dele , pois tive depressão e gastei mais de 10 mil com tratamento e remédios caros e fica a precisa dele por um período e não termos filho ele ganha por aí e mantem os filhos dele e ainda ajuda um pouco e sempre dar , começa fazer investimentos , e pesquisar sobre isso quem sabe vai ajudar , eu me sintia como vc perdido com as contas pq no meu caso é sobrevivência de me sair dele , ele me humilha bastante e ainda tem o vício PMO não quero sexo e as vezes ele quer me obrigar a isso .


FICO FELIZ com compressão que você tem com sua esposa sobre a doença dela , isso é raro eu já tive depressão imensa , ontem ele me fez chorar e hoje nem almocei e muito triste está assim


Desejo que vc acerte suas finanças

Enviado pelo Topic'it
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 15:20
Obrigado, Garota.
É difícil lidar com a depressão dela. Ainda mais sabendo que contribuí para a piora do quadro.
Assim que acabar esse gasto absurdo com o tratamento de hipnose vou começar a juntar dinheiro. Sei que preciso mudar muita coisa em mim pra isso acontecer. Certamente vou ter que modificar muitos valores morais. Mas essa batalha vai ter que esperar um pouquinho, superar o vício é minha prioridade.

Também tenho evitado olhar para os seios, bunda e pélvis da minha mulher, pois não quero alimentar um desejo carnal que seja focado nas partes íntimas e que será frustrado pela falta de desejo dela. Às vezes me pego olhando para essas regiões e desvio o olhar imediatamente. Acho tb que ela não gosta de ser olhada dessa forma.

Como eu comentei, semana passada ela saiu com um amigo. Pois é, esse amigo fez elogios, a chamou de bonita e contou vantagem dizendo que já tinha levado três mulheres de uma vez para o quarto dele. Poucos dias depois, como eu já previa, ele se declarou apaixonado por ela. Mas ela me contou isso comovida, pois segundo ela, ele tinha se apaixonado pela alma dela, e não pela beleza. E ela acreditou!

Enfim, eu tenho dado muito mole, tenho andado muito distraído. Pra minha sorte, ela tem valores morais muito fortes que, segundo eu soube há pouco tempo, a impediu de me trair pelo menos duas vezes.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 15:50
Queria muito, muito mesmo que ela me perdoasse pelo que aconteceu no passado e vivêssemos o agora. Mas sei que é difícil esquecer tudo o sofrimento, eu não a culpo por não conseguir deixar as mágoas pra trás. Preciso continuar firme na minha fé de que um dia ela vai se lembrar de tudo isso como quem se lembra de um dia em que brigou na escola.

Agora que estou menos cheio de compromissos, posso me dedicar mais a ela. Nem estou jogando mais, isso toma muito tempo. Estou ao lado dela agora esperando ela ter disposição pra falar qualquer coisa comigo, sobre o sol, sobre viagem... Mas ela só quer dormir pra se esquecer de tudo. Isso vai passar, um dia passa. O que sei é que sempre vou ficar ao lado dela.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 172
Data de inscrição : 29/03/2019
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 16:06
Mero Ninguém escreveu:Queria muito, muito mesmo que ela me perdoasse pelo que aconteceu no passado e vivêssemos o agora. Mas sei que é difícil esquecer tudo o sofrimento, eu não a culpo por não conseguir deixar as mágoas pra trás. Preciso continuar firme na minha fé de que um dia ela vai se lembrar de tudo isso como quem se lembra de um dia em que brigou na escola.

Agora que estou menos cheio de compromissos, posso me dedicar mais a ela. Nem estou jogando mais, isso toma muito tempo. Estou ao lado dela agora esperando ela ter disposição pra falar qualquer coisa comigo, sobre o sol, sobre viagem... Mas ela só quer dormir pra se esquecer de tudo. Isso vai passar, um dia passa. O que sei é que sempre vou ficar ao lado dela.



Pelo que você fala ela é uma mulher muito interessante e acho cordial fala sobre o interrese de outros homens , e você compreender que ela não dar moral e por isso fala , se eu for falar isso ele fala VOCE ANDA COM ROUPA CURTA E ASSEDIADA POR ISSO E POR AQUILO , EU SINCERAMENTE CRIEI NOJO DELE E JA O TRAI E O FAREI NOVAMENTE POIS EU NAO AGUENTO MAIS, VIVE COM UM HOMEM AGRESSIVO E ABUSIVO QUE SOMENTE MALTRATA A MIM

EU TENHO 27 ANOS APENAS NAO PRECISO PASSAR POR ISSO, SE APROVEITOU DA MINHA DOENCA PARA ME DETONAR E ISSO É COVARDIA



FICO FELIZ QUE VC ESTA FIRME COM SUA ESPOSA E ADMIRA ELA ISSO É PARA POUCOS , ACREDITE NEM SEMPRE DEPRESSAO E POR QUESTOES EMOCIONAIS E MAIS FISIOLÓGICAS E NO MEU CASO FOI O PMO JUNTO COM TUDO


ENTAO NAO FIQUE SE CULPANDO ACHANDO QUE ELA ESTA ASSIM POR QUESTOES DO PASSADO , AS VEZES E SOMENTE FALTA DE DOPAMINA E SEROTONINA MESMO..

Enviado pelo Topic'it
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 16:38
Garota,
Sinto muito pelo que você tem passado. Minha mulher também sofreu muito por causa do meu vício e sou muito grato por ela ainda estar comigo.
Mas se você sente que o relacionamento não tem mais sentido algum, é hora de buscar cuidar de si mesma e sair dessa.

Vou te contar que, por vezes, eu já pensei em deixá-la seguir com a própria vida, que já pensei em entregá-la a outro homem que eu senti que a faria mais feliz. Além de ele não ter esse vício, ela não olharia para esse outro homem se lembrando do horror que viveu com ele. Muitos podem até pensar que isso significa que não me importo com ela por até que não faço questão de tê-la ao meu lado. Mas todas as vezes em que pensei isso, senti uma dor profunda no peito, porque a amo. E justamente porque a amo que queria que ela fosse feliz, muito feliz.

Hoje estou muito empenhando em fazer de tudo por ela, para que fiquemos juntos. E se ela não quiser mais ficar comigo e arranjar outra pessoa, vou ficar muito triste, mas muito triste mesmo. Vou sentir um vazio muito mais profundo do que todo o vazio que senti nas vezes em que estive apaixonado e não fui correspondido. Vou sentir muita culpa, muito remorso, muito arrependimento, mais ainda do que sinto agora. Mas vou ter no fundo do peito a certeza de que ela está tendo uma chance de ser feliz como nunca foi comigo.
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 16:39
Minha mulher me lembrou agora de uma coisa triste: meu irmão mora fora e tinha comprado um piano pra deixar na casa dos meus pais pra tocar quando viesse (um mês a cada dois anos, o que é um pouco estranho). Eu vi o piano e pedi pra trazer pra minha casa porque minha mulher estava interessada em aprender. Mas depois de um tempo, minha mãe pediu pra levar de volta pra casa, dizendo que queria aprender. Minha mãe não disse nada, mas é óbvio que fez isso com a intenção de deixar minha mulher sem o piano pra tocar. Até hoje minha mãe não aprendeu a tocar nada. Agora minha mulher está ouvindo músicas de piano e se lembrou do que eu fiz ela passar por ter deixado que levassem o piano. Vou lá pegar esse piano e trazer pra cá, pra ela se sentir melhor.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 17:54
Estava ouvindo agora uma música que me fez lembrar de uma paixão que tive no início da adolescência. Nessa época eu tinha acabado de descobrir a masturbação e não tinha acesso fácil a p. Minha mente ainda não estava bugada. É uma música de quem a menina gostava muito, e eu também passei a gostar. Me lembrei que ficávamos à noite na casa dela ouvindo discos de bandas que ela gostava e que o que eu sentia por ela era algo puro, sem maldade. Eu tenho certeza que ela também gostava de mim, mas eu demorei demais para tomar iniciativa, passei várias semanas indo à casa dela e apenas ouvindo músicas e olhava para ela meio sem jeito. Eu a achava linda e todas as noites voltava para casa sonhando como seria namorá-la. Dormia pensando nela, acordava pensando nela. Chorei agora só de lembrar como eu me sentia na época. A família dela gostava de mim, os pais tinham me aceito, a irmã me chamava de cunhadinho, era uma coisa tão pura e linda...

Então um dia fui pedi-la em namoro. Eu estava ao lado de um invejoso quando falei com ela. Minha covardia não me permitiu que eu falasse com ela a sós. Esse invejoso transformou algo que era pra ser uma descoberta, algo doce, em um momento de desconforto. Fui para casa muito triste, muito mesmo. Ela disse que me daria uma resposta depois, mas tudo o que consigo me lembrar é que depois desse dia não tive mais aquelas noites de contemplação ao lado dela. Acho que este foi meu primeiro amor.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 18:49
Minha mulher leu minha postagem anterior. Além de ter descumprido com a palavra por ter lido meu diário, não entendeu que minha emoção foi por causa da memória de uma época em que eu ainda não estava estragado. Ela também parece que viu "meu primeiro amor" e entendeu "meu único amor". Está convencida de que não a amo - baseada na hipótese de que se eu tivesse com essa menina do passado eu não teria continuado com o vício e a teria defendido das agressões da minha mãe. Conclusão dela: eu não a amo. Tenho que ouvir isso depois de ter chorado de alegria por tê-la ao meu lado, depois de ter tido as maiores alegrias dos últimos 14 anos ao lado dela, depois de ter passado três anos sonhando em viver com ela, depois de passar anos pensando em como tive sorte de tê-la.

Usei o fórum pra contar algo que dentro e joguei tudo o meu esforço no lixo. Bom, acho que depois disso vou precisar de alguns meses pra conseguir mostrá-la quanto a amo. Isso me dá um desespero enorme!

_______________________________________
Tiago Mendes
Moderador
Moderador
Mensagens : 1629
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 19:44
Mero Ninguém escreveu:Minha mulher leu minha postagem anterior. Além de ter descumprido com a palavra por ter lido meu diário, não entendeu que minha emoção foi por causa da memória de uma época em que eu ainda não estava estragado. Ela também parece que viu "meu primeiro amor" e entendeu "meu único amor". Está convencida de que não a amo - baseada na hipótese de que se eu tivesse com essa menina do passado eu não teria continuado com o vício e a teria defendido das agressões da minha mãe. Conclusão dela: eu não a amo. Tenho que ouvir isso depois de ter chorado de alegria por tê-la ao meu lado, depois de ter tido as maiores alegrias dos últimos 14 anos ao lado dela, depois de ter passado três anos sonhando em viver com ela, depois de passar anos pensando em como tive sorte de tê-la.

Usei o fórum pra contar algo que dentro e joguei tudo o meu esforço no lixo. Bom, acho que depois disso vou precisar de alguns meses pra conseguir mostrá-la quanto a amo. Isso me dá um desespero enorme!

Isso dela ler seu diário não dá certo. Ela nem deveria saber que você participa aqui.

Eu atendi ao pedido de exclusão do diário dela, pois o pretexto era de que pararia de acessar o fórum. Mas pelo visto não cumpriu.

_______________________________________
Meu Diário
Minha História de Sucesso
(1º reboot concluído em 2018)
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 20:34
Uma ajuda, por favor: essa mensagem dá a entender que ainda estou apaixonado pela pessoa de quem falei?

Mero Ninguém escreveu:Estava ouvindo agora uma música que me fez lembrar de uma paixão que tive no início da adolescência. Nessa época eu tinha acabado de descobrir a masturbação e não tinha acesso fácil a p. Minha mente ainda não estava bugada. É uma música de quem a menina gostava muito, e eu também passei a gostar. Me lembrei que ficávamos à noite na casa dela ouvindo discos de bandas que ela gostava e que o que eu sentia por ela era algo puro, sem maldade. Eu tenho certeza que ela também gostava de mim, mas eu demorei demais para tomar iniciativa, passei várias semanas indo à casa dela e apenas ouvindo músicas e olhava para ela meio sem jeito. Eu a achava linda e todas as noites voltava para casa sonhando como seria namorá-la. Dormia pensando nela, acordava pensando nela. Chorei agora só de lembrar como eu me sentia na época. A família dela gostava de mim, os pais tinham me aceito, a irmã me chamava de cunhadinho, era uma coisa tão pura e linda...

Então um dia fui pedi-la em namoro. Eu estava ao lado de um invejoso quando falei com ela. Minha covardia não me permitiu que eu falasse com ela a sós. Esse invejoso transformou algo que era pra ser uma descoberta, algo doce, em um momento de desconforto. Fui para casa muito triste, muito mesmo. Ela disse que me daria uma resposta depois, mas tudo o que consigo me lembrar é que depois desse dia não tive mais aquelas noites de contemplação ao lado dela. Acho que este foi meu primeiro amor.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 9 Empty Re: Por uma nova vida

em 27/4/2019, 20:58
Então, trazendo aqui algo que eu já deveria ter trazido...

Depois dessa experiência na adolescência, tive paixonites por várias outras meninas (ela vai dizer que é sintoma de borderline) e então decidi me endurecer. Na faculdade tive uma outra paixão platônica, mas fui rejeitado, pra variar.

Só voltei a sentir algo com minha mulher, depois de algumas semanas de namoro, quando comecei a sentir que era "seguro" me apaixonar. A partir daí, eu ia para a casa dela só querendo a atenção dela (me irritava quando ela ligava a televisão, pois eu não ia lá pra ver tv, e sim pra vê-la) e voltava para casa pensando nela. É uma pena que nessa época eu já estava estragado. Na casa dela, encontrava um espaço reservado para eu tocá-la até ela atingir o orgasmo. Eu ficava muito excitado com isso, adorava ver como ela ficava dengosa e sonolenta depois. Adorava beijar sua boca quando estava exausta. Quando voltava para casa, me masturbava pensando nela e ia dormir com um sorriso de orelha a orelha por tê-la. Ao mesmo tempo me sentia feliz por estar com ela e sentia orgulho de mim por conseguir dar prazer a ela. Já chegamos a transar por telefone, algo que nunca achei que fosse fazer (eu adoro ouvir a voz dela no telefone quando está dengosa). Durante todo esse tempo em que namoramos antes de morarmos juntos havia uma magia, eu me sentia bem com a vida. As merdas começaram a acontecer quando ela começou a se revoltar com o tratamento da minha família para com ela - e quando fomos morar juntos. Os primeiros dias foram maravilhosos, mas a coisa foi ficando difícil quando ela começou a soltar todo tipo de palavrão sobre minha família e quando começou a descobrir que eu acessava sites pornôs mesmo depois de fazermos sexo. Eu não tinha freio, queria aproveitar cada minuto pra sentir prazer. Daí em diante, as coisas só foram piorando.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum