Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 3/1/2019, 00:19
Acabei de identificar um gatilho de acúmulo de estresse. Estou limpo, sem PMO, encarando a vida de frente e... Só estou vendo sofrimento. Isso leva pra meu inconsciente a mensagem de que a vida real é uma bosta.

Amanhã vou investir em coisas que possam me dar prazer.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 3/1/2019, 17:25
É felicidade eu ter uma esposa com depressão, saber que essa depressão piorou por minha causa e sentir que não adianta eu tentar fazer nada que ela só afunda cada vez mais?

Vamos apagar nossas discussões daqui. E acho que não faz sentido você participar do meu diário, pois não está disposta a entender como o vício funciona e buscar formas de resolver o problema. O fórum é pra ajudar, não pra colocar o dedo na cara e dizer "você não fez". São coisas opostas.
avatar
Mensagens : 26
Data de inscrição : 01/01/2019
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 3/1/2019, 18:14
Li todo seu diário agora. Me identifiquei bastante com a sua relação com sua esposa. A confiança quando é destruída é muito difícil reconstruir, ainda mais quando sabemos que nosso caminha SERÁ cheio de dificuldades e terrores ao nosso lado. A minha esposa, 4 anos depois ainda quer se divorciar e nunca ofereceu nenhum tipo de ajuda, apenas cobrança e reclamação. Mas nesses 4 anos, fizemos muitas coisas boas juntos, amadureci e melhorei muito - algo que ela reconhece. Minha insistência em manter o casamento a despeito da vontade dela construiu boas coisas.
Lembro a minha esposa muitas vezes, que se ela for embora, a minha vida continua, e eu arrumo outra mulher. Mas lembro que não tenho interesse em nenhuma outra mulher, real ou virtual. Se quiser encerrar o casamento, vai ser sem a minha ajuda. Minha vida eu controlo, não é vício e nem mulher.

Mas estou escrevendo pra dizer: guenta firme que toda tempestade acaba, os sentimentos estão exaltados agora, mas vão se acalmar. Não tome decisões com raiva ou nervoso. Não se auto destrua pq não é o fim. Silêncio é de ouro e segura firme que as coisas vão melhorar.

Abs,

Tio_Zé
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 3/1/2019, 19:07
Muito obrigado, Tio Zé!
Realmente, você me lembrou de uma coisa valiosa que deixei de lado: o silêncio.

Em duas semanas começo as consultas com o psicólogo, espero que me ajudem bastante a tomar decisões que realmente vão ajudar com os nossos problemas.

Um abraço!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 3/1/2019, 23:51
Hoje eu estava bem pra baixo. Procrastinei, me distraí com redes sociais, dormi durante o dia... Durante todo esse tempo ela estava na cama, sedada. Saímos pra uma consulta médica, mas ela mal conseguia andar.

Eu sou péssimo pra declarar meus sentimentos, sempre fui. Mas tenho uma esposa que acho linda, que é fiel, que não fica se insinuando pra outros homens, que não é mentirosa, que não age de forma consciente pra prejudicar ninguém, com quem me sinto muito bem quando estamos bem, que tenta(va) satisfazer minhas fantasias...

Mas tem essa desgraça atormentando a nossa vida. Já pensei várias vezes em me matar, em cortar o pinto fora, em fazer castração química... E dá vontade de sair fazendo alerta pra todo mundo sobre essa desgraça, mas é um vício que precisa permanecer silencioso. Eu perderia meu emprego, no mínimo.

O que me deixa curioso é: quantos dia meus colegas passam pelo mesmo problema? Outro dia um deles (coroa, com mais de 50) tava falando que mandou por engano um vídeo de p. no grupo da família da mulher dele. Ele assiste? Será que também tem esse vício? No ano passado outro chegou pra me mostrar um vídeo (eu ainda não tinha começado o reboot). Será que ele tb é viciado?

Eu vejo que tem bastante gente que buscou ou está buscando ajuda aqui. E também sei que há mais pessoas ainda que nem querem buscar, ou nem sabem onde buscar ajuda. Mas no nosso entorno é tudo "normal". Nas aparências, ninguém aqui no meu contexto sofre com isso.

Em tempo: não vi nenhuma p. ou substituto de p. O Reboot continua. Fiz a primeira série de exercícios do aplicativo Treino em Casa. Foda, tem que doer mesmo pra ser bom. Preciso aprender a amar a dor física.

Às vezes durante o dia me incomoda ter um penis. Acontece vez em quando de ele ficar numa posição em que não dá pra ignorar. Daí tenho que ficar trocando de posição, deitado ou sentado, só pra voltar a esquecer que tenho um.
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 738
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 09:13
Salve, meu caro! Irei acompanhar o teu diário a partir de hoje, achei a sua história tocante e pretendo ajudar no que me for possível para que você consiga superar tudo que te angustia! Não vou te chamar por este nome do seu perfil, justamente para não reforçar a negatividade nele contida. Espero que me entenda.

Conte conosco sempre!

Avante!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta 1: 90 dias / Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 ( X )  90 ( X )

Meta 2:   120 ( X )   150 ( X )    180  ( X)

Meta 3: 210 ( ) 240 ( ) 270 ( )

_________________________________________________________________________

1º período em Hard Mode: 50 dias (14/01/19 a 04/03/19)

_________________________________________________________________________






avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 10:04
Obrigatório pelo apoio, Seeker. Conte comigo também!

Não vejo a hora de começarem logo essas consultas com o psicólogo...

Ontem à noite assistimos a um filme e no meio apareceu uma cena de sexo, com o casal nu. Não fiquei perturbado com isso. Mas por lembrar da situação (o vício, os sentimentos da minha mulher, os gatilhos...), a cena acabou voltando à minha mente umas duas vezes, mas não durou mais de 2 segundos e não tive qualquer alteração no pênis. Fiquei muito aliviado. Espero que ela não tenha se sentido mal por eu ter aquela cena.

Hoje acordei com uma ereção matinal mais forte. Alguns pensamentos indevidos vieram à mente (nenhum ligado à cena do filme de ontem), mas todas as vezes abri os olhos e fiquei em algum objeto à minha frente. Nenhum durou mais de 2 segundos.

Queria fazer os exercícios do aplicativo de treino, mas o único lugar onde tem espaço pra isso é a sala e ela está dormindo lá. Assim que ela acordar faço a sequência de hoje.

Enfim, dia 10. Segue a luta.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 69
Data de inscrição : 21/07/2016
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty ola meu amigo

em 4/1/2019, 10:20
vou acompanhar o seu diario. Ainda nao tive tempo de lê-lo por inteiro, mas, em principio, ja falo para vc : nao desista de vc, acredite em vc!!!!!

_______________________________________
Beren Erchamion
Mensagens : 420
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 12:27
Meu caro, do mesmo modo que comentei no diário da sua esposa, comento aqui: ninguém deve viver desse modo. É preciso se valorizar e regenerar o que somos. Tanto você quanto ela estão profundamente afundados em pensamentos autodestrutivos, numa visão extremamente pessimista e negativa de si mesmos, do mundo ao redor e do outro.

Num relacionamento, somos uma conexão e "extensão" uns dos outros: nosso estado mental e psicológico é refletido no outro. Como sua esposa vai se sentir bem e feliz, se você vive esse vício e se enxerga dessa forma? As atitudes resultantes disso só podem comunicar que você não a ama. E como você pode se regenerar, se sua esposa está profundamente abatida e nos atos dela você enxerga falta de interesse por você e por seu drama? Entende como as reações um do outro estão impactando negativamente a vida conjugal?

Não digo isso com um ar de julgamento, mas com a experiência de quem já passou por isso. Meu vício impactou negativamente meu estado psicológico e minha visão de mim mesmo e do mundo ao meu redor. Como eu poderia ser um bom marido nessas condições? Isso gerou reações negativas (e compreensivas) da minha mulher e, da minha parte, só fiquei ainda pior. Eu só consegui começar a mudar depois que parei de me justificar, de procurar "razões" para isso e assumi que o problema é meu e eu devo mudar.

É importante contar com o apoio da nossas esposas, companheiras? Claro que sim. A ajuda delas contribui na recuperação, e muito. Mas elas não são responsáveis por isso e não devemos colocar o fardo nas costas delas. Se fosse o oposto, nós aceitaríamos? Até hoje eu me pergunto como seria minha reação caso minha mulher ficasse se masturbando pensando em outros homens, consumindo pornografia com outros caras. Temos que ter um pouco de empatia e nos imaginar no lugar do outro.

Se fizermos isso, a esposa vai se colocar no lugar do homem e entender essa dor, ajudando-o, e o marido vai se colocar no lugar da esposa e compreender o sofrimento e a humilhação que isso causa. Acho que o cerne disso tudo é o egoísmo e o quanto pensamos no outro como algo secundário.

Força, você pode vencer isso!

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

[b]Metas:
15 dias (0% concluído)

Reboot (inicial): 0/90

Beren Erchamion
Mensagens : 420
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 12:31
E, apenas um conselho sincero e honesto: tome um posicionamento firme em relação à sua esposa. Nós temos família, pais, talvez irmãos e irmãs, tios, avós, primos, etc. Mas, quando nos casamos, a prioridade é o cônjuge e o casamento.

Se sua família humilha ou denigre sua esposa, defenda-a. Afinal, eles estão te humilhando também. Se ela ofende sua família, deixe claro que ela precisa respeitá-los porque, com todos os defeitos, são o seu sangue. Mas ela só fará isso se sentir que é protegida por você diante dessa hostilidade.

No início do meu casamento, minha mãe teve alguns posicionamentos negativos em relação à minha esposa. Elas nunca se ofenderam ou brigaram, mas eu percebi certa hostilidade. Eu tive uma posição firme, defendendo minha mulher e deixando claro pra minha mãe que, assim como eu a respeito e honro por ser minha mãe, ela deve respeitar minha esposa. Hoje, elas se dão super bem.

Quando ignoramos os problemas, eles só crescem. Se eu não tivesse feito nada, talvez as duas se odiassem hoje. Nós temos que nos posicionar, mesmo diante de familiares. Ter medo de magoar alguém e aceitar ser magoado só pior esse ciclo de hostilidade.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

[b]Metas:
15 dias (0% concluído)

Reboot (inicial): 0/90

avatar
Mensagens : 35
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 15:21
"O que me deixa curioso é: quantos dia meus colegas passam pelo mesmo problema? Outro dia um deles (coroa, com mais de 50) tava falando que mandou por engano um vídeo de p. no grupo da família da mulher dele. Ele assiste? Será que também tem esse vício? No ano passado outro chegou pra me mostrar um vídeo (eu ainda não tinha começado o reboot). Será que ele tb é viciado?"
Nem todo mundo que consome pornografia e/ou se masturba é viciado, assim como nem todo mundo que ingere bebida alcoolica é alcoolatra.
Porem, acredito que muita gente o é sem se dar conta. Até por que, esse entendimento que se apresenta aqui, é relativamente novo até mesmo entre especialistas. Lembro que eu já era viciado quando, na escola, nas aulas de biologia, a professora falava que se masturbar era absolutamente normal e saudavel e que não causa nenhum malefício. Também já tive essa opinião até mesmo com um psicologo, o qual eu havia procurado justamente para tratar os sintomas do vicio (no caso, especificamente a ER)

Curiosamente, tem uma amiga que é ciente da minha situação, e comentei com ela sobre o reboot e mandei o ebook para ela entender melhor o que estou fazendo, ela leu e depois ficou assustada pq ela mesma se identificou com alguns dos sintomas e situações descritas rsrsrs

_______________________________________


Primeiro reboot: 90 dias

Veja o meu diário
Mais que vencedor
Mensagens : 161
Data de inscrição : 22/10/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 17:07
Cara, não desanime. É difícil mesmo, mas está longe de ser impossível. Não se engane: vc não é de confiança. Corte todos os gatilhos. Siga o método. Todas as minhas quedas foram falhas minhas. O importante é que a gente feche todas as brechas.

Com relação a sua esposa, entenda que a dor dela é real como a sua. Eu acompanho o diário dela e eu posso dizer q ela sofre como vc. De fato ela não te entende, mas é normal. As pessoas acham que fazemos tempestade em copo dagua. Só com o tempo pra confiança voltar. Se abra a ela. Seja sincero com ela, mesmo quando estiver difícil, mesmo quando vc Estiver errado. Assuma seus erros. Mas não se cobre muito. Vc precisa entender que vc esta assim por causa do vicio. Vc não é assim. Se vc completar o reboot, tudo vai melhorar

_______________________________________


"Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas eu não me deixarei dominar por coisa alguma." I Coríntios 6, 12
"O Reino dos Céus é arrebatado à força e são os violentos que o conquistam." Mateus 11, 12

Meu diário - http://www.comoparar.com/t8595-diario-em-busca-do-racional-em-mim
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 4/1/2019, 23:28
Obrigado pelos conselhos, amigos...

Difícil não ter pensamentos autodestrutivos presenciando o que presencio, ouvindo o que ouço. Difícil me manter firme quando minha mulher quer passar os dias tomando altas doses de clonazepam. Faço o quê? Deixo ela dopada o dia inteiro e vou atrás das minhas atividades de religação sem ela?

Beren, eu sei que o problema é meu e que devo mudar. Estou relatando aqui que está difícil porque estou com dois grandes problemas pra resolver: meu vício e a depressão da minha mulher. O fardo da depressão dela está sobre as minhas costas.

Eu reconheço que falta eu me desapegar das minhas crenças e vontades e me doar mais à minha esposa. E que também não me coloquei no lugar dela. Mas eu tenho vários problemas. Ao longo da minha vida aprendi a aceitar humilhações. Desde o coleguinha menor da escola que me dava um soco e eu me escondida pra as pessoas não me verem, até ouvir uma moça de quem eu estava afim na faculdade dizendo pra a amiga que meu problema é que eu era um palito de magro. Você sabe o que é levar um soco na cara e ter medo de bater de volta por ter medo de machucar? Isso se tornou minha rotina. Sabe o que é ver um "amigo" seu discutindo com sua mãe dentro da sua casa, colocando o dedo na cara dela e você não fazer nada? Sabe o "respeite minha mãe!"? Nunca existiu.

Ela chama minha mãe de psicopata, de filha da puta, de escrota, mal caráter, interesseira... Sabe o que eu faço pra defender minha mãe? Nada. Por isso que me vem à mente dar um fim na minha vida de merda.

Nunca exigi respeito de ninguém. Tenho que começar a fazer isso - quem começa é inexperiente, vou fazer muita merda, magoar muita gente e ser muito injusto. Mas quer saber? Foda-se. Vou exigir a porra do meu respeito e quem não quiser dar que se foda. Não é assim que a vida tem que ser?

_______________________________________
Beren Erchamion
Mensagens : 420
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 5/1/2019, 00:57
O problema do vício é seu sim (e meu, e de cada um que vive isso) - mas a solução vem em conjunto. Ninguém precisa lutar sozinho(a). Você não pode e não deve aceitar humilhações, e empatia não é isso. Colocar-se no lugar da sua esposa não é se humilhar, é se fortalecer nesse processo. Afinal, se entendemos a dimensão dos efeitos negativos do nosso vício, teremos mais motivação para lutar contra isso.

Sua esposa está totalmente errada em ofender e denegrir sua mãe e sua família, assim como eles estão errados em ofendê-la. Você, como homem, precisa cortar esse ciclo vicioso e impor limites. Sim, é fácil falar isso, mas eu também passei inúmeras humilhações, me via como incapaz de tomar posicionamentos e defender o que eu acredito e quem eu amo, até perceber que eu era mesmo um covarde porque escolhia viver assim. A partir do momento eu que percebi que poderia mudar isso, eu procurei mudar - e continuo nesse processo.

Só há dois caminhos na vida: aceitar as desgraças que nos abatem e procurar justificações para elas, agindo como fracos, ou assumir protagonismo e lutar. A primeira opção é mais confortável, mas definitivamente nos trás desgraças ainda piores; a segunda opção é dolorosa, mas a recompensa vale a pena.

Como o grandíssimo Emiliano Zapata disse: "É melhor morrer de pé do que viver de joelhos".

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

[b]Metas:
15 dias (0% concluído)

Reboot (inicial): 0/90

avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 5/1/2019, 01:10
Obrigado, Beren.
Amanhã vou tentar pôr em prática essa imposição de limites. Com coisas declaradas fica mais fácil. Com olhares sutis e comentários sobre cor do piso da casa ou tamanho do vaso de planta vai ser mais difícil. Mas meus pais, irmãos, tios... eles vão ter que mudar o jeito com ela, terão que tratá-la com a mesma atenção que tratam a mulher do meu irmão.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 5/1/2019, 01:38
Desculpem, fugi novamente do assunto que importa aqui: a controle dos impulsos.

Hoje não consegui fazer nenhuma atividade de religação. Está sendo a parte mais difícil. Propus andar de bicicleta com ela, mas em poucos minutos ela desistiu de tudo. Coloquei um filme pra assistir e com 10 minutos ela levantou e foi para a sala. Tenho que fazer sozinho mesmo.

Amanhã vou fazer os exercícios físicos que estavam previstos pra hoje. Como vocês conseguem ser sentir felizes por terem dores nos braços e pernas? Bom, tenho que fazer.

Filmes, atividades físicas... Eu seria muito mais feliz se gostasse de ler. Taí uma coisa que me faz falta. Eu deveria ter me apaixonado pelo livro de Robinson Crusoé quando meu pai me deu. Mas eu gostava mesmo era de sair de bicicleta por aí e explorar as ruas da cidade - e nesse tempo a PMO já estava na minha vida. Bom, leitura não me dá prazer. Passar raiva com notícias me distrai.

Dia 10 acabado, vou dormir. Amanhã tem mais luta pra construir uma nova vida.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 5/1/2019, 08:22
Dia 11. Estava tomando banho e me incomodando com os braços que doem pelos exercícios que fiz anteontem. Daí me toquei de como eu tenho evitado a dor. Foda-se, não vai cair o braço, então é pra doer mesmo. A vida não é spa.

Da mesma forma eu evitava chegar nas garotas de quem gostava porque o "não" me doía. Foda-se, não vou ser morto por isso, então que doa.

Espero o dia em que vou dar um soco em alguém. Isso vai ser um marco na minha transformação.

Nunca tive ninguém pra me dar conselhos sobre como encarar os problemas da vida. Meu pai também evita conflitos. Estou aprendendo na marra.

Acordei revoltado, mas obstinado. E isso é o que importa.

Dia 11. Levantei, vou comer algo e vou fazer meus exercícios. Os de ontem e os de hoje. Foda-se o resto.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 69
Data de inscrição : 21/07/2016
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty ola amigo

em 5/1/2019, 08:50
Ola meu amigo,

Vejo que vc esta muito abatido com tudo que esta passando, da falta de apoio da sua esposa. No meu reboot eu preferi não contar nada para minha esposa, até hoje ela não sabe do meu problema. Entao eu fiz ele sozinho, sem apoio de esposa, contando apenas com o apoio dos colegas do site. Segue algumas observações:

- CONTADOR: é de extrema, repito extrema necessidade. Cada dia que se passa é como se fosse um tijolo. Tijolo sobre tijolo até que se forme um castelo. Estou hoje com 549 dias fora da PMO, e quando penso em voltar para lá (saiba que não existe cura, e sim controle para nos), olho o meu contador e vejo quao longe eu cheguei e que não vale a pena jogar tudo pro ar. Se possível mantenha um contador em seu celular também.

- REBOOT PELOS OUTROS: Os colegas já te orientaram. Nunca faça reboot pelos outros, pela sua esposa, etc. Sua esposa é um ser humano como qualquer de nos e em muitas momentos da vida conjugal ela vai te decepcionar e seu inconsciente vai falar assim: “ PORRA NÃO COMPENSA EU ME MATAR AQUI FICANDO LONGE DA PMO, FAÇO POR ELA E ELA NÃO TA NEM AÍ ...NAO ME DÁ RESPALDO...” Meu irmão, é nesse momento que vc vai cair. Então, repito o que os colegas já falaram O QUE REBOOT É PARA VC E POR VC !!!!!! E se vcs se separarem ???!!! Vai ser o motivo para voltar pro PMO, pois vc so o fazia por conta dela!!!!

- ATRAÇAO PELA ESPOSA: Esse é o maior objetivo do reboot !!!! Quando nós estamos viciados na pornografia, vivemos em uma realidade virtual em que as mulheres com que relacionamos devem ser gostosas como as atrizes e boas de sexo como elas ... o que é tudo ilusão. Por isso nunca nos satisfazemos com nossas companheiras quando vivemos no mundo da pornografia. O intuito do reboot é limpar nossa mente e fazer com que ternhamos prazer em nos relacionar com nossa companheira. Só evite ficar se masturbando, mesmo que pensando nela, isso é um gatilho muito grande para a PMO.

SUGESTAO: Procure historias de pessoas que passam por problemas maiores que o seu e veja onde a PMO nos leva. Voce ainda não tem DE, mas se continuar é onde chegará... é o fim de todos que estão nesse vicio maldito. È assim que eu faço quando bate aquela vontade !!!! Por isso que eu te digo que o reboot tem que ser para vc. Já pensou vc saparado de sua esposa, vc caindo no PMO e despois de algum tempo com problemas que vao desde o campo psicológico até o profissional, e ainda com DE, enquanto sua esposa refaz a vida dela !!!!

Essas são algumas observações e estou aqui a sua disposição.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 5/1/2019, 10:51
Caro multilaser,

Obrigado pelas dicas e pelo exemplo que é sua luta. Acabei de instalar um contador de dias no celular.

Parece que não tenho a opção de viver sem minha esposa saber. Ela várias vezes age como se tivesse esquecido do problema, mas neste último reboot, todas as vezes que eu investia para transarmos, ela perguntava sobre o fórum.

De fato, fazer por ela não é o melhor caminho pra eu me livrar disso. Foi uma atitude infantil minha pra querer mostrar a ela que me importava com os sentimentos dela. Não sei se começo outro diário, ou se tento trocar o título deste.

Quanto à atração por ela, realmente reduzia no tempo de PMO. Mas nunca perdi completamente. Eu nunca achei o sexo monótono e só começava a fazer sem desejo quando eu tinha praticado MO pouco tempo antes, mas durante o sexo o desejo voltava - quando eu disse que tinha vício em sexo, quis dizer que mesmo sem ereção, eu seria capaz de fazer um oral nela e sentir prazer nisso. Mas tenho certeza que ela achou monótono várias vezes, apesar de eu estar na relação sempre com olhos e ouvidos atentos ao prazer dela. Bom, vou ter que aprender a ser criativo também.

E no último reboot eu evitava me masturbar após o sexo nas vezes em que eu não tinha orgasmo. Mas certo dia, quando terminamos (porque ela cansou) fui ao chuveiro lavar o pênis, que estava ereto, e pratiquei M. com edging. Acho que foi aí que a coisa desandou.

Foi bom ter tocado nesse ponto, me ajudou a entender melhor a última recaída. Eu tinha prometido, no início do último reboot, não fazer mais m., nem por 2 segundos. Mão no pênis, só pra lavar e fazer xixi. Falhei neste ponto. Estou retomando esta postura desde o início deste reboot. É estranho pegar no próprio pênis com desgosto, como se tivesse cometendo algum crime... Mas vamos em frente.

Obrigado mais uma vez pelos conselhos e parabéns pelas suas vitórias!

Abraços!

_______________________________________
The_Survivor
Moderador
Moderador
Mensagens : 746
Data de inscrição : 10/06/2018
Idade : 31
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t7742-diario-the-survivor-idade-30-anos

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 5/1/2019, 16:00
Olá Mero Ninguém,

Como já te disse uma vez, você deve fazer isso por sí mesmo, você não é um "mero alguém" você é uma pessoa que foi deixando os problemas tornarem-se maior que você. No filme Over The Top Falção disse o seguinte ao seu filho:

"Você se deixou derrotar e eu sei que pode vencer.
Você sempre teve o que quis e é hora de fazer por si mesmo porque o mundo não para de girar, se você quer tem que pegar.
Vai lá e tente, mas e se não ganhar e daí? Você perde, tudo bem, desde que perca como vencedor e com dignidade, agora se não for você vai se arrepender pelo resto de sua vida..."


você deve vencer isso por si mesmo antes de qualquer coisa na sua vida, essa luta é sua, ela não é da sua esposa, a sua esposa já tem as lutas dela que assim como você eu diria o mesmo pra ela, que ela precisa vencer essa luta por ela mesmo, não por você. Pense comigo, você vencendo essa luta por sí mesmo, fazendo isso por si mesmo irá se valorizar por si mesmo, os esforços que você fizer por si mesmo é que serão reconhecidos pela sua esposa, provavelmente ela não quer que você torne-se melhor por causa dela, ela precisa que você torne-se melhor por si proprio, desse modo, sendo alguém melhor sem fazer isso por ninguém que não seja você mesmo você poderá até mesmo ser a pessoa que tão logo irá ter forças para ajudar sua esposa futuramente, porque a partir do momento que você vencer essa batalha por si mesmo sua força não virá do exterior, sua força virá do interior, do seu interior, é dai que precisa vir sua motivação, é dai que você precisa tirar motivação pra vencer sua luta.

Isso pode parecer egoista, é verdade, mas você vencendo isso por si mesmo terá força interna pra ajudar qualquer outra pessoa nas dificuldades resultantes dos problemas da vida, incluindo sua esposa que precisa que você vença a sí mesmo para ajudar ela depois que você estiver bem consigo mesmo a ensina-la o que eu estou te mostrando. Pense que você fazendo isso por você mesmo, superando seu limites tenho certeza que ela irá ter orgulho de você.

Continue na sua luta, espero que seu casamento possa seguir firme, comprometa-se com você e faça isso por você, se não encontrar uma motivação todo dia ao acordar pergunte a si mesmo em frente ao espelho, qual a minha motivação? E pergunte a si mesmo antes de dormir a noite olhando-se ao espelho. Qual a minha verdadeira motivação? Achando sua motivação você encontrara a força que existe em você adormecida.

Que Deus fortaleça todos nós.

_______________________________________
Por uma nova vida - Página 4 Ora%C3%A7%C3%A3oS%C3%A3oJorge10

avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 6/1/2019, 00:39
Muito obrigado pelas palavras de incentivo, Survivor.

Estou nesses dias numa flatline pra tudo da vida. Nada tem graça. Fiz os exercícios de manhã com raiva da dor. Mas tenho que aprender a amá-la.

Termino o dia 11. Aqui em casa não vejo nada melhorar. Não consegui sair pra andar de bicicleta sozinho. Não fiz nenhuma outra atividade de religação. Tenho que mudar essa minha postura. Amanhã já devo colocar um filme pra assistir sozinho mesmo, já que ela não quer fazer nada comigo.

Uma dúvida: eu posso trocar o título do diário?

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 6/1/2019, 02:43
Essa apatia é foda. As horas passam e eu me pergunto "Porra, eu ainda tô nesse corpo?"

Se eu não fizer alguma coisa amanhã, vou tiltar.

_______________________________________
Beren Erchamion
Mensagens : 420
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 6/1/2019, 02:46
Acho que pode mudar o título sim, basta consultar a moderação.

Sobre as atividades, continue convidando sua esposa. Mesmo se ela não aceitar, o importante é comunicar que você quer fazer algo com ela. É como um convite que as pessoas recusam: elas ainda assim ficariam ofendidas caso não recebessem.

E, se ela não aceitar, faça as atividades sozinhos. Acredite, isso vai gradualmente melhorar seu estado de humor, seu psicológico, e isso vai se refletir nela.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

[b]Metas:
15 dias (0% concluído)

Reboot (inicial): 0/90

avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 6/1/2019, 08:07
Porra, eu nuca fui assim. Se eu não queria fazer algo nunca esperei que me chamassem, preferiria que não chamassem. Mas enfim, estamos nessa vida pra aprender. Obrigado por me mostrar essa forma de pensar, pois eu nunca descobriria sozinho que isso existe: querer que chame pra algo que não se quer fazer.

Do jeito que ela é, eu me sentir melhor sem ela vai fazer com que ela se sinta pior. Em outras crises dela, só vi melhora da parte dela quando me desesperei e queria morrer, tacava a cabeça na parede, enfim, perdia o controle. Depois que eu perdia o controle, ela demonstrava alguma compaixão por mim. Enquanto eu estiver sendo racional, controlado, "frio", ela vai continuar assim.

Vou falar com a moderação, obrigado mais uma vez.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 30/08/2018
Ver perfil do usuário

Por uma nova vida - Página 4 Empty Re: Por uma nova vida

em 6/1/2019, 09:08
Viver não é pra qualquer um.
Queria ter morrido ainda criança. Não teria passado por toda essa merda

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum