Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 19/10/2018, 09:19
Eu não estou mal por me afastar dele, sinto que nem o amo mais. Dizem que a pornografia mata o amor, e matou não só o amor que ele sentiu por mim um dia (se é que já sentiu, pois sempre foi um viciado que objetifica as mulheres), mas também o amor que eu sentia por ele. O único desejo meu é ficar longe dele. Além do meu amor, ele também matou meu desejo. Estou há quase 2 meses sem ter relações e não sinto falta, não sinto a menor vontade. Se ele me procurasse, eu não conseguiria ter nada com ele. Na verdade, eu sinto nojo por ele desejar todas as outras e sentir aversão por mim. Faz tempo que não consigo olhar para o rosto dele, me causa aversão. Leio o que outros homens dizem sobre ficarem na duvida se amam suas mulheres ou não, pois sente desejo por todas e não sente por elas, que faz sexo por obrigação. A minha situação neste momento é a mesma... não sinto desejo pelo meu marido, sinto que não o amo. Não me sinto mulher e nem vejo ele como homem. É um "alguém" indefinido para mim.

Eu queria não ter me casado com ele, ou pelo menos ter descoberto esse vício dele antes de casar, pois assim eu poderia neste momento dizer a ele "você é livre, fique com o seu harém e não me procure mais", mas minha crença não me permite isso, pois estamos casados e ligados um ao outro até a morte. Sério, eu não nasci para disputar homem com mulheres. Não tenho saco para isso. Prefiro me dar logo por vencida e sair de cena, sempre fui assim: "Tem outras que o desejam e você deseja outras? Vocês se merecem, fiquem entre si, tchau". Eu estaria em paz neste momento se pudesse mandá-lo à m****. Como eu queria poder fazer isso sem que eu fosse atormentada pelos meus próprios princípios, que são Católicos.
avatar
Mensagens : 281
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 22/10/2018, 11:22
Todos os seus sentimentos nessa situação são perfeitamente compreensíveis, assim como sua frustração, Mas não tome decisões baseadas nessas emoções, seja racional e pondere bem todas as suas escolhas, sejam elas quais forem.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Meta inicial: 30 dias (0% concluído)
Reboot (inicial): 0/90

avatar
Mensagens : 7
Data de inscrição : 22/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 22/10/2018, 14:49
Não desista! Por mais difícil que esteja, tem solução!

Ele também é católico?

Também sou católico. Eu não sei o que seria de mim se não o fosse. Não pare de rezar por ele. Fique firme. Reze o terço, vá à missa. Continue lendo a vida dos Santos. Isso tem me ajudado muito. Sofro também com esse mal. Infelizmente hoje caí, mas continuarei firme.

Pode ter certeza de que ele sofre com isso. Mesmo que ele não aceite, no fundo sempre há um vazio. Como dizia Santo Agostinho, inquieto estará o nosso coração enquanto Nele não repousar. Reze para que seu marido tenha um encontro com Deus e perceba a miséria que é viver essa situação. Você citou as aulas do Pe Paulo Ricardo. Recomendo que assista também, além do curso sobre pornografia e masturbação, o curso da terapia das doenças espirituais. No youtube tem o áudio. O curso me ajudou a entender a origem desses maus hábitos. Acho que pode ser importante para que você entenda as atitudes dele. NADA justifica o erro, mas somos falhos e entender o lado dele pode te ajudar. Realmente é complicado o fato de ele não assumir as coisas, mas não desista do seu casamento. Quando nós menos merecemos, é quando mais precisamos ser amados.

OBS: para todos que estão lendo, só citei todas essas coisas porque ela é católica.
avatar
Mensagens : 159
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 22/10/2018, 17:32
Olá, Lain! Como estão as coisas?

Muita Paz!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 23/10/2018, 11:49
Boa tarde a todos!

Respondendo ao Alexandretj, temos computador, mas ele coloca senha. Apesar de que de uns 2 dias para cá ele tem deixado o computador ligado sozinho.

Mais que vencedor, ele é ateu. Mas ele tem mudado tanto a visão de mundo dele, que talvez não seja mais por muito tempo. Assim espero.

Quanto a continuar lendo a vida dos santos, eu continuarei sim. É o meu norte.

"Não é discutindo ou censurando que eu posso fazê-los conhecer o que Deus é para a alma humana. Mas lutando comigo mesma, me tornando, com Sua ajuda, mais cristã e mais valente, darei testemunho d´Aquele de quem sou humilde discípula" Elisabeth Leseur

__________________________________________________________

Bem, depois que eu disse que iria embora, ele começou a mudar de atitude. Ele nunca admite mesmo que está errado, é muito orgulhoso, mas se ele tem consciência de que está, ele começa a mudar de atitudes. Então ele começou a se oferecer para me ajudar na limpeza da casa e não ficou mexendo na internet que nem um doido viciado, entre outras coisas. Com isso, eu desisti de ir.

Também resolvi mudar a forma de abordar esse assunto de pornografia. Toda vez que falamos disso, ele coloca logo suas armaduras para se proteger de alguém descobrir essa parte vulnerável dele. Então resolvi em não mais discutir, falar, insinuar que ele assiste pornografia, já que ele vai entrar automaticamente em modo de defesa. Eu simplesmente propus a ele de termos um mínimo de rotina, pois qualquer pessoa saudável tem isso. Ele não tem horário para nada, as vezes dorme de tarde e fica com insonia de noite, aí no dia seguinte está morto, desanimado... isso destrói qualquer um. Expliquei para ele os males de não ter rotina, que a falta de rotina dificulta em criar bons hábitos e aumenta a ansiedade e confusão mental, o que aumenta as chances de criar vícios terríveis. Também propus a ele de depois de certa hora do dia nós dois ficarmos offline, simplesmente nos desligarmos da internet. Por incrível que pareça, ele aceitou tentarmos essas mudanças de vida.

Como ele não tem ido na academia, perguntei a ele se caso eu fosse ele iria comigo, e ele disse que sim.

Não vai ser nada fácil essa mudança para ele. Sei que ele vai querer desistir, principalmente de ficar sem internet uma parte do dia. Mas vamos tentar, não custa nada... Se no fim não der em nada, paciência. Pelo menos eu tentei.

Há uns meses eu comecei a fazer algumas penitências e uma delas era a de não comer doces, coisa que eu era viciada. No inicio eu queria até chorar, mas me aguentava. Meu marido falava que era muita besteira isso tudo que eu fazia, já que ele é ateu e não acredita em nada disso. Passada a fase da penitência, fui comer 50g de chocolate e simplesmente achei muuuuuito doce, muito enjoativo, fiquei o dia todo me sentindo mal. Como eu conto tudo a ele, expliquei o que me aconteceu, que eu estava viciada e nem sabia, que eu comia muito doce e nada me satisfazia e nem mesmo o gosto doce eu sentia mais. Eu expliquei que hoje alguém pode me oferecer algum doce e eu rejeitar sem peso na consciência, sendo que antes eu simplesmente era incapaz de rejeitar. Eu me sinto mais senhora de mim, mais livre da concupiscência da carne. E, claro, eu disse a ele que mais uma vez Deus está certo. Enfim, com isso parece que ele se sentiu motivado a vencer os vícios dele também. Quando tem alguém do seu lado que consegue, você sente que consegue também. E quem não quer ser livre, né? Poder dizer não aos próprios impulsos por um ideal maior, isso é liberdade. Quem diz sim a tudo o que o corpo pede é um escravo.

Domingo eu também estarei com o padre para poder conversar sobre esse assunto.
avatar
Mensagens : 7
Data de inscrição : 22/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 23/10/2018, 13:01
Me alegro muito em saber que você não desistiu dele! Você está no caminho certo! Não conhecia Elizabeth Leseur. Muito bonita a história!

Eu também passei por uma experiência assim, de penitência, esses dias. Eu tomava refrigerante todos os dias e precisei fazer uma penitência. Então fiquei sem refrigerante por duas semanas. Agora eu simplesmente não ligo mais. Não me faz falta nenhuma e nem estou gostando mais. Vivemos aprisionados e nem nos damos conta.

Dê um passo de cada vez com ele, tenha paciência. Se Deus quiser ele vai cair na realidade e vai ainda conhecer a verdade, através de você.

Deus não permitiria o mal se não soubesse tirar dele um bem maior. Ontem eu caí, mas já experimentei um bem muito maior e creio que agora ficarei livre de uma vez por todas. Imagine o bem que você colherá disso tudo.

Só uma coisa não pode faltar: perseverança!
avatar
Mensagens : 159
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 23/10/2018, 15:18
Lain Iwakura escreveu:Boa tarde a todos!

Respondendo ao Alexandretj, temos computador, mas ele coloca senha. Apesar de que de uns 2 dias para cá ele tem deixado o computador ligado sozinho.

Mais que vencedor, ele é ateu. Mas ele tem mudado tanto a visão de mundo dele, que talvez não seja mais por muito tempo. Assim espero.

Quanto a continuar lendo a vida dos santos, eu continuarei sim. É o meu norte.

"Não é discutindo ou censurando que eu posso fazê-los conhecer o que Deus é para a alma humana. Mas lutando comigo mesma, me tornando, com Sua ajuda, mais cristã e mais valente, darei testemunho d´Aquele de quem sou humilde discípula" Elisabeth Leseur

__________________________________________________________

Bem, depois que eu disse que iria embora, ele começou a mudar de atitude. Ele nunca admite mesmo que está errado, é muito orgulhoso, mas se ele tem consciência de que está, ele começa a mudar de atitudes. Então ele começou a se oferecer para me ajudar na limpeza da casa e não ficou mexendo na internet que nem um doido viciado, entre outras coisas. Com isso, eu desisti de ir.

Também resolvi mudar a forma de abordar esse assunto de pornografia. Toda vez que falamos disso, ele coloca logo suas armaduras para se proteger de alguém descobrir essa parte vulnerável dele. Então resolvi em não mais discutir, falar, insinuar que ele assiste pornografia, já que ele vai entrar automaticamente em modo de defesa. Eu simplesmente propus a ele de termos um mínimo de rotina, pois qualquer pessoa saudável tem isso. Ele não tem horário para nada, as vezes dorme de tarde e fica com insonia de noite, aí no dia seguinte está morto, desanimado... isso destrói qualquer um. Expliquei para ele os males de não ter rotina, que a falta de rotina dificulta em criar bons hábitos e aumenta a ansiedade e confusão mental, o que aumenta as chances de criar vícios terríveis. Também propus a ele de depois de certa hora do dia nós dois ficarmos offline, simplesmente nos desligarmos da internet. Por incrível que pareça, ele aceitou tentarmos essas mudanças de vida.

Como ele não tem ido na academia, perguntei a ele se caso eu fosse ele iria comigo, e ele disse que sim.

Não vai ser nada fácil essa mudança para ele. Sei que ele vai querer desistir, principalmente de ficar sem internet uma parte do dia. Mas vamos tentar, não custa nada... Se no fim não der em nada, paciência. Pelo menos eu tentei.

Há uns meses eu comecei a fazer algumas penitências e uma delas era a de não comer doces, coisa que eu era viciada. No inicio eu queria até chorar, mas me aguentava. Meu marido falava que era muita besteira isso tudo que eu fazia, já que ele é ateu e não acredita em nada disso. Passada a fase da penitência, fui comer 50g de chocolate e simplesmente achei muuuuuito doce, muito enjoativo, fiquei o dia todo me sentindo mal. Como eu conto tudo a ele, expliquei o que me aconteceu, que eu estava viciada e nem sabia, que eu comia muito doce e nada me satisfazia e nem mesmo o gosto doce eu sentia mais. Eu expliquei que hoje alguém pode me oferecer algum doce e eu rejeitar sem peso na consciência, sendo que antes eu simplesmente era incapaz de rejeitar. Eu me sinto mais senhora de mim, mais livre da concupiscência da carne. E, claro, eu disse a ele que mais uma vez Deus está certo. Enfim, com isso parece que ele se sentiu motivado a vencer os vícios dele também. Quando tem alguém do seu lado que consegue, você sente que consegue também. E quem não quer ser livre, né? Poder dizer não aos próprios impulsos por um ideal maior, isso é liberdade. Quem diz sim a tudo o que o corpo pede é um escravo.

Domingo eu também estarei com o padre para poder conversar sobre esse assunto.

Que boas notícias, Lain! Estou na torcida para que vocês se entendam e que tudo possa fluir normalmente!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



avatar
Mensagens : 7
Data de inscrição : 22/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 29/10/2018, 11:44
E ai? Está dando certo? Houve melhoras?
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 395
Data de inscrição : 10/06/2018
Idade : 31
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t7742-diario-the-survivor-idade-30-anos

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 29/10/2018, 22:09
Boa noite.

A maioria de nós seres humanos temos defeitos, temos vícios alguns num grau baixo outros num grau moderado outros posuuem problemas sérios como é o caso de nós homens que durante parte da nossa vida vivemos na prática desse vício, mas eu diria a você que faça a diferença num mundo onde o caminho mas fácil certamente é condenar, julgar é mais fácil não requer nenhum esforço mas lembre pelo motivo pelo qual você se casou com seu marido foi porque você viu nele algo de bom, critica-lo larga-lo seja o meio mais fácil mas porquê não ajuda-lo porque não auxilia-lo? É certo que esse vício é algo terrível e pode arruinar a vida de milhares de homens.

Porém antes de larga-lo de se separar certifique-se de ter tentado ajuda-lo caso ele não reconheça sua ajuda caso não de o devido valor e decida não lutar por se manter longe do vício ou de hábitos que acarretam ao vício você poderá manter a consciência em paz independente da decisão que tomar entre permanecer com ele ou não pois até onde você poderia ir e ajudar você foi e ai talvez só as duras lições por meio da vida sejam capaz de libertar ele.

Que Deus fortaleça todos.
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 1/11/2018, 06:54
Bom dia a todos!

Agradeço a preocupação e os conselhos de vocês, tem me ajudado muito nessa jornada.

Bom gente, não está sendo nada fácil. Ele tem se esforçado muito, sempre se deita na mesma hora que eu, sendo que antes ficava até tarde no computador. Quando estou em casa, geralmente na cozinha rs, ele fica lá perto de mim conversando. E depois que termino de fazer tudo, a gente joga alguns jogos no computador.

Além da academia, também estou pensando em programar com ele de fazermos alguns passeios de moto em cidades vizinhas, já que ele ama motos. Então apesar da rotina semanal, nos finais de semana ele vai fazer algo que ama. Acho que assim não vai sobrar muito tempo nem vontade de assistir pornografia, já que existem tantas coisas prazerosas na vida além desse sexo mal feito em que ele é viciado.

Teve um dia em que ele disse "a partir de hoje não vou mais dormir durante o dia, mesmo que eu não tenha conseguido dormir direito a noite por causa do trabalho (como eu já disse, o trabalho dele é assim mesmo, sem uma rotina definida)". Eu nem sequer disse nada, ele tomou essa atitude por conta própria. Sinal de que ele quer mesmo mudar.

Ele também tem me procurado muito... quase todos os dias.

Só tem um problema nisso tudo. Eu me sinto depressiva. Eu acordo com vontade de chorar, me deito com vontade de chorar, me irrito muito facilmente... Não consigo nem rezar o terço mais, o que era um hábito diário. É sofrido rezar o terço, parece tortura. Parece que Deus está muito distante de mim, apesar dos meus esforços em procurá-lo, em fazer a vontade dEle acima de tudo.

Soma-se a isso o fato de eu não confiar mais no meu marido. Conviver com alguém que parece estar sempre pronto a me apunhalar pelas costas (sei que ele é um viciado, mas é assim como me sinto), a preferir todas as outras do que eu... Então quando estamos bem, parecemos felizes fazendo algo juntos, então algo me diz "uma pena que isso tudo é uma mentira, porque ele não te ama." Enfim, parece que tudo é uma mentira...

Quando digo que estou triste ou quando ele nota a minha tristeza, dá para perceber como ele se sente constrangido. No fundo, ele sabe que tem um pouco de participação nisso.

Então é isso... as coisas estão caminhando, meu marido parece estar saindo desse buraco da pornografia. Sei que não vai ser fácil... sei que ele vai cair muitas vezes. Eu nem sequer ligo se ele cair. O que me preocupava era ele não tentar. Se ele cair e levantar imediatamente, para mim já está tudo bem.

Eu só me sinto abandonada por Deus e perdi a confiança no meu marido. Apesar dos pesares, eu continuarei seguindo com minhas obrigações de esposa católica... Eu fiz um juramento diante de Deus, na alegria e na tristeza... E a tristeza chegou muito rápido, mas enfim... dias melhores virão.
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 1/11/2018, 07:15
Quanto a sair do vício, acho que isso nem existe. As tentações estão aí enquanto estivermos vivos. E não só quanto a sexo, mas também a preguiça, a avareza, a inveja... Eu tenho invejado outras mulheres e talvez a inveja seja muito mais nociva à alma do que a pornografia. A luta é constante, até o nosso ultimo dia de vida. Nunca chegará o dia em que vamos dizer "estou curado, neste mal eu não caio mais". Isso não existe. O próprio Padre Paulo Ricardo, homem que eu acredito que nunca foi viciado em pornografia, disse que para não olhar uma mulher na rua com desejo tem que ser ninja. Ele ainda contou um caso em que quase olhou com desejo para uma mulher na rua e que teve que rezar muito na hora. Então a luta é diária, cada novo dia é um dia de luta. A gente tem que se levantar já preparado para as batalhas e antes de nos deitar temos que rever o que foi feito para melhorar as táticas. É assim a guerra espiritual.

Ah! toda essa situação tem me feito rever algumas atitudes minhas. Eu, como mulher, admito que sempre quis ser admirada pelos homens. Da mesma forma como os homens ficam olhando para as mulheres, eu também ficava olhando os homens para ver se eles me olhavam, para saber se eu era admirada. Somente agora é que percebo o quanto essa atitude é destrutiva. Parece algo bobo, parece não ter mal nenhum, já que eu só quero tirar a dúvida se esse e aquele homem me olha ou não. Mas se eu espero que meu marido não olhe para outras com desejo, eu também não devo querer ser desejada por outros homens. É justo. Imagine eu chegar em casa e pensar "aquele homem que ficou me olhando é casado e traiu a mulher dele em seu coração por minha causa". Não quero ter culpa nisso. Já não uso roupa provocante, nem gosto de maquiagem... mas agora vou mudar ainda mais meu jeito de me vestir e me portar.
avatar
Mensagens : 7
Data de inscrição : 22/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 5/11/2018, 07:51
Lain, o que você já passou já é grandioso! Acabei de cair, depois de uma grande luta, depois de muitas vitórias. Estava começando a viver um paraíso interior e cai. Mas lendo tudo que você escreveu, me enchi de esperança. Você já é um exemplo pra mim.

“Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar”. São João Paulo II

De fato, como você disse, estamos sempre propensos a cair, inclinados ao erro. Isso só terminará quando alcançarmos o céu. Estamos doentes espiritualmente e só seremos plenamente curados quando estivermos na Glória. Não sei se você viu o curso das doenças espirituais, mas isso é falado lá e me ajudou muito a me entender. Por isso, mesmo caindo, nós temos que continuar e nos levantar. É assim que seremos santos.

Acontece é que vivemos na podridão e só percebemos quando começamos a mexer no que está parado. Quando está parado, lá nas nossas profundezas, quase não sentimos o cheiro. Mas quando vamos fundo e começamos a querer limpar, o cheiro da podridão vem muito forte e demora até conseguirmos nos lavar. É exatamente isso que tenho experimentado com esse vício. É terrível a situação, mas por mais terrível que seja, tem me ajudado a crescer e a me limpar de muitas outras coisas que também cheiravam mau.

Venho de muitos dias de luta e vitórias, como eu disse. Nesses dias, me mantive longe da P e da M e me limpei em muitas áreas.  Eu me tornei outra pessoa, completamente diferente. Eu comecei a viver a alegria verdadeira, que vem de Deus. Sempre fui muito preguiçoso (esse vício na verdade é em partes uma consequência disso). Talvez você tenha visto já sobre a Acídia, que é uma tristeza e uma preguiça espiritual e quem sofre desse vício normalmente sofre de Acídia. Mas nesses dias eu comecei a vencer tudo isso . Eu tinha preguiça de fazer coisas que eram pra mim mesmo, coisas pro meu próprio bem. Aos poucos, fui melhorando e cheguei a tal ponto que comecei a me doar pelos outros. Comecei a viver em função dos outros e a alegria que encontrei nisso vai além do que eu possa expressar. Mas pra chegar nesse ponto eu tive que trabalhar muita coisa no meu interior. Depois de todos esses dias de vitória eu cai. Em seguida, vieram as consequências. Comecei a viver com uma irritação extrema. Comecei a descontar em todo mundo e me dei conta de que já não a mesma pessoa de dias atrás. Mas vou ter que recomeçar e sei que será difícil no início e vou ter que ter paciência comigo mesmo até que eu consiga viver novamente essa alegria.

Então, se quanto mais você se esforça mais fica pesado, continue. Por mais difícil que seja e mais "contraditório" que seja, continue. Haverá um momento em que você colherá tudo isso. E não pare com o terço. Estou passando pela mesma situação. Procure sobre os demônios que São Domingos expulsou com o rosário. O terço não é difícil de ser rezado atoa.

E por fim, você não sabe como eu fiquei feliz de saber que seu marido está tentando melhorar.  Mesmo que demore, o importante é não parar. É preciso estar sempre caminhando e nunca ficar parado. Eu vim aqui pra tentar te ajudar, mas acabou que eu é que estou sendo ajudado haha. Você não tem ideia do quanto eu me animei ao ler tudo isso. Continue, não desista e nos mantenha atualizados!
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum