Compartilhe
Ir em baixo
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 2/1/2019, 13:56
E ai manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? Smile

Então, esse é o meu primeiro post aqui no fórum. Tô muito feliz em saber que existem pessoas com o mesmo mal que eu e essas pessoas estão dispostas a se ajudar afim de encontrar uma solução pra esse problema em comum que assola todos nós aqui. Vamos vencer!!

Vou compartilhar minha história e minha relação com o vício em PMO com vocês, mas antes, vou falar um pouco sobre mim, pra que me conheçam melhor.

Tenho 25 anos, sou solteiro e moro com a minha mãe. Estava fazendo faculdade até o mês passado, quando resolvi largar por conta de vários fatores, alguns inclusive tem haver com o que vou colocar aqui. Costumo dizer que sou um operário da cultura, pois além de ser Mestre de Cerimônias e BeatBoxer (daí o meu nickname), também trabalhei num teatro nos últimos 2 anos, mas o contrato de estágio acabou e agora estou desempregado. Sou de religião de matriz africana, gosto de filmes clássicos da cultura pop e tenho uma paixão avassalador por música e pela cultura Hip-Hop.

Bom, a primeira vez que vi P, eu tinha uns 6 anos de idade. Foi com essa idade que eu vi pela primeira vez uma playboy e uma fita vhs, que eram do meu ex-padrasto, uma das pessoas mais abomináveis que eu conheci. Mas meu vício em PMO começou mesmo quando eu tinha uns 12, 13 anos. Tive meu primeiro O por causa de um sonho molhado. Dali em diante, associei a P que eu já via antes com o O que tive e a M pra fazer aquela sensação acontecer novamente.

No início do vício, eu gostava tanto daquilo que ia pra lan-house (não tinha pc em casa) só pra fazer PMO lá. Me sentava numa máquina longe do balcão, normalmente nos fundos da loja, abria o tempo e mandava ver. Hoje em dia tenho muita vergonha disso, mas naquela época eu não dava a mínima, afinal eu era um adolescente extremamente sem noção. Quantas vezes eu ja fui expulso de lan-houses por causa disso... Tempo bloqueado, conta excluída, vexame de ser pego no flagra...

Como se isso não fosse o bastante, toda vez que ia pra casa de algum tio ou tia e ficava sozinho um tempo maior que o comum, mandava ver no PMO na frente do PC, pois só fui ter computador em casa com 18, 19 anos. Fora isso, ainda tinha o material P que eu tinha em casa. Cheguei a ter uma caixa de sapato cheia de revistas e dvd's de P. Algumas coisas eu mesmo tinha comprado, algumas coisas eu tinha ganho do meu ex-padrasto e dos primos e amigos dele, que simplesmente me davam esse tipo de material, pra eu "virar homem".

Durante muito tempo, isso foi uma diversão pra mim. Já cheguei a praticar PMO umas 8, 10 vezes seguidas no início do meu vício, pois desde os 12, 13 anos que fico sozinho em casa, além do incentivo do meu ex-padrasto e dos primos e amigos dele que frequentavam nossa casa e me davam esse tipo de material. Essa é, sem dúvida, uma das piores válvulas de escape que alguém pode ter (tão degradante e corrosivo como cocaína e crack).

Fiquei tão viciado, mas tão viciado, que meu vício evoluiu do vício em PMO ao vício em prostíbulos. Dos meus 14, 15 anos, até os 19, toda vez que eu tinha como ir, eu ia. Parei de ir porque acabei deixando um amigo viciado nisso na primeira vez que ele foi, que foi comigo. Parecia que eu tinha dado crack pra ele. Vi um cara maneiro, gente boa pra caramba se transformar num cara que objetifica e maltrata mulheres por puro prazer, e isso me assustou de um forma, que eu nunca mais voltei a frequentar esse tipo de lugar. Só que nesse meio tempo, dos meus 14 aos 19 anos, eu fui tanto, mas tanto, que foi nesse ambiente que eu descobri um sintoma do meu vício em PMO, que é a ER, que me acompanha até hoje.

Olha, por incrível que pareça, eu tenho uma vida sexual ativa e fui muito precoce em me relacionar com o sexo oposto. Meu primeiro amasso com uma garota eu tinha 6 anos de idade (é sério) e perdi minha virgindade com uns 11, 12 anos. Foi uma verdadeira tragédia, porque além de eu ser muito criança pra aquilo, eu já tava com a mente podre de tanta P que eu tinha visto, e ai além de ter sido a minha primeira transa, foi a primeira vez que eu objetifiquei uma mulher.

Mas se por um lado sou precoce com as mulheres, por outro, tenho uma timidez especial para com elas. Se tem uma coisa que eu não sou é timido, mas bastou eu me interessar por uma garota que timidez bate na hora, e eu acho que isso de uma certa forma, ou tem haver com o meu vício, ou ajudou ele a se instalar mais rápido.

(Todas as vezes que me relacionei sexual ou afetivamente com alguém, ou era pelo tinder, ou ela chegava em mim. Extremamente raras foram as vezes que cheguei em alguém e a paquera deu certo)

Só que tudo isso foi antes de eu ter um PC. No final do meu 1° ano do ensino médio, eu ganhei um PC da escola porque eu tinha me saído bem numa prova. Daí em diante, o meu vício foi ficando cada vez mais intenso, pois não precisava mais de revistas, dvd's... Já tinha tudo que precisava no PC. Daí em diante comecei a ver vídeos de P cada vez mais pesados, a ponto de ver vídeos com animais e garotas menores de idade, mas cheguei a praticar PMO apenas com os vídeos de animas, os de menores de idade (de 13 anos pra cima), só vi por curiosidade, pois achei muito grotesco alguém roubar a infância de alguém de uma forma tão suja.

Daí em diante, comecei a perceber que havia alguma coisa de errado comigo nesse aspecto da minha vida, em como eu me relaciono com o sexo oposto, em como eu me relaciono com as pessoas, em como eu me relaciono com a vida.

Percebi, com uns 22, 23 anos de idade, que sou:

.Um cara sem empatia com as pessoas;

.Que só olho as mulheres em geral com intenção sexual;

.Que por mais que eu tenha uma vida sexual ativa, ela não é saudável, pois só chego ao O em uma relação sexual quando eu me M ou ela (a parceira) faz preliminares em mim, comigo passando a mão nas partes dela;

.Nunca tive um relacionamento na minha vida que não tenha sido abusivo da minha parte, além de enjoar com frequência da pessoa com quem estou me relacionando;

.Todos os relacionamentos mais sérios em que estive nunca duraram mais de três meses, e o último simplesmente foi a gota d'agua pra eu procurar me curar desse mal.

Do início do ano que passou até agora, venho procurando me livrar desse vício, pois como disse lá no início do post, sou de religião de matriz africana, e nessa religião, todo iniciado tem um período de tempo chamado preceito, que acontece de tempos em tempos. E nesse preceito, não se pode consumir carne vermelha, bebidas alcoólicas e não alcoólicas de cor escura, não se pode comer pimenta, não se pode usar roupas de cor (só branco), não se pode tomar banho de chuveiro, dormir em cama e comer em mesa (durante o preceito se toma banho de balde e se come e se dorme numa esteira de palha) e nem realizar nenhuma atividade sexual. Durante esse preceito, advinha qual foi única coisa que eu não consegui ficar sem fazer? Isso mesmo. Dos 10 anos que eu tenho de iniciado, das duas vezes que fiquei de preceito, essa doença se mostrou mais forte que a minha própria fé. E não é só isso.

Como se isso não bastasse, depois que eu vi o vídeo do melhor pai do mundo (Terry Crews - O Pai do Chris) me liguei que eu de fato estava viciado em PMO, e precisava de ajuda. Eu ainda estava me relacionando com uma menina que simplesmente foi a melhor pessoa que eu conheci nos últimos tempos. Não estávamos namorando, mas o que tínhamos um com o outro era sentimento verdadeiro, posso até dizer que nos amávamos. Tantas conversas, tanta força que davamos um pro outro, tanta alegria tínhamos em estar juntos... Tinha mais ou menos um ano que estávamos nos relacionando, e ela sabia que eu assistia P diariamente, tanto que ela foi uma das primeiras pessoas que me incentivou a procurar ajuda pra esse mal. Ela mesma já me disse que eu era muito frio na cama, e que ela achava muitas vezes que estava sendo tratada como um atriz pornô quando transávamos.

Mas da última vez que estivemos juntos , tudo isso se esfarelou, por minha causa.

Fui dormir na casa dela, pois estudavamos na mesma faculdade e ela mora a uns 10 minutos a pé do campus que eu estudava. Transamos antes dela dormir e ela chegou ao O. Eu não. Depois disso ela pegou no sono e eu fiquei ereto e instigado a noite toda. Só queria ter um O e dormir, mas não conseguia dormir, por causa da ereção e da fissura que eu estava em ter um O.
Nessa de ficar acordado a noite toda, com um ereção e com vontade de ter um O, pois ja estava muito instigado, tive a podre idéia de fazer um "carinho íntimo" nela enquanto ela dormia. Mas o que eu não sabia era que eu estava cometendo um estupro. TODA PESSOA DESACORDADA, OU NÃO, QUE NÃO CONCORDAR COM PRÁTICA SEXUAL QUE ESTÁ SENDO FEITA COM ELA, ESTÁ SENDO ESTUPRADA. Achei que aquilo fosse tranquilo, afinal, já tinhamos uma história, muito bonita até. E eu, com a minha frieza afetiva, com minha vontade doentia de O, fiz o que tinha visto em vááários filmes P, achando que ela acordaria pra continuarmos transando até eu chegar no meu O. Egoísmo total.

Depois disso ela simplesmente me excluiu da vida dela. Não fala mais comigo, não olha mais na minha cara, não responde minhas mensagens e as amigas dela querem minha cabeça numa bandeja de prata.

Simplesmente perdi um grande amor pra PMO, alguém que valia a pena de verdade, que era muito mais que uma transa, era a pessoa que eu queria pra minha vida. E ela se foi, por minha culpa. Não tem mais aquele sorriso que se abria quando me via, não tem mais o carinho de quando estávamos conversando sobre a vida, não tem mais aquela voz doce me chamando de amor e dizendo que me ama, tudo por causa de uma tela, de uma compulsão.

Eu sei que ela não volta mais, por mais triste e desanimador que isso seja. Mas eu não tô fazendo isso por ela, tô fazendo por mim. Faço isso por mim pra não ser mais o cara que abusou dessa forma da pessoa que amou e fez de objeto tantas outras meninas. Faço isso por mim pra que eu não me torne além de estuprador, pedófilo, pois tenho um medo abissal de me tornar uma outra coisa que eu repudio muito, pois criança pra mim é algo sagrado, e é muito podre e cruel roubar a inocência e a infância de uma criança. Faço isso pra que eu consiga ter uma vida mais saudável e normal, pra que eu consiga exercitar minha fé de maneira plena, pra que eu tenha mais empatia e seja mais humano, e menos animal.

Lí o e-book umas 3 vezes, ví videos de pessoas falando no Ted Talks sobre esse experimento, já li vários relatos aqui do fórum, e agora estou colocando aqui minha história e abrindo meu diário.

Acho que já tem uns 6, 7 dias que eu não vejo P, mas me considero começando o reboot hoje, pois já baixei o contador de dias e o bloqueador de conteúdo (qustódio), no qual eu vou pedir a uma amiga de confiança pra por a senha e não me falar. Quando precisar fazer alguma coisa que precise da senha, vou ter que ter o trabalho de encontrar com ela pra ela por a senha no bloqueador, o que vai dificultar muito eu ver P no celular, pois estou sem PC no momento.

No mais, é isso meus manos de guerra. Um abraço e vamos vencer!!

Até breve Smile
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 4/1/2019, 01:43
#Dia 1

E ai manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? Smile

Então, hoje eu completo meu primeiro dia fazendo o reboot oficialmente. Não sei dizer como me sinto, afinal, só tem 1 dia que estou praticando este método, mas mesmo assim, ainda estou muito animado pra me livrar desse mal.

Eu ainda me M, mas não na mesma frequência e intensidade de antes. Procuro sempre pensar nas relações que tive, nas sensações das transas, nas conversar que aconteciam durante o sexo, e não fantasio ou penso em alguma coisa que não tenha vivido ou presenciado fisicamente. Mas ainda assim, acho que devo parar com isso também, pois continuo temdo sentimentos de culpa e angúatia depois de me M, mas em bem menor intensidade de quando era PMO. Deve ter uma semana que estou nessa, mas mesmo assim, a intensidade na qual eu me M já diminuiu bastante. Se antes eu me M de uma a três vezes ao dia(em média), agora eu tenho me M uma vez a cada dois dias, e sinto que a tendência é só diminuir.

Uma coisa na qual eu reconheço que não estou fazendo direito é como administro meu tempo e minhas atividades. Nesses últimos dias tenho gasto meu tempo com videogames, filmes, músicas e canais do youtube. Preciso com urgência me matricular numa academia e ver alguns cursos pra fazer, pra poder ocupar meu tempo livre, que vai ser bem maior agora que não faço mais faculdade e não trabalho mais...

Acho que no mais é isso. Amanhã eu volto pra relatar mais sobre o meu reboot, pessoal!!

Vamos Vencer meus manos!!

Até breve Smile

Enviado pelo Topic'it
Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 4/1/2019, 12:09
Seja bem-vindo, Mr. BBox.

Reconhecer o problema é o primeiro passo - e talvez o mais significativo - para uma recuperação. Numa cultura hiper-sexualizada que enxerga a pornografia não só como algo normal, mas saudável e benéfico pra vida sexual e afetiva, esse é um grande passo. Isso você já fez e, pelo que percebo, está disposto a realmente se esforçar rumo a um novo caminho.

Eu me identifico com grande parte do seu relato. O conflito entre os preceitos religiosos, ou seja, aquilo que sabemos que devemos fazer, e desejos pessoais egoístas, também foi e continua sendo um dos meus maiores dramas.

Eu percebo que o importante, na nossa experiência espiritual, é nunca nos esquecermos dos preceitos que nos guiam e fazer o máximo para vivenciá-los. Se erramos, os erros existem para se corrigir e não serem mais repetidos. O que você passou com essa mulher especial é um aprendizado. Sim, é uma dor terrível, mas é uma lição que você tem que aprender, mesmo que amargamente. Eu não posso dizer que sei o que você está passando porque a dor é algo extremamente íntimo e pessoal, mas posso afirmar que, por escolhas erradas, tive que aprender lições de forma dolorosa, lições que eu poderia ter aprendido de formas menos hostis caso eu tivesse sido prudente.

O fato de você aprender mais sobre o valor de respeitar o corpo e a integridade de outra pessoa já é positivo. E o fato de você ter noção de que é preciso mudar pessoal e internamente já é outra conquista Voltando ou não com esta mulher, o importante é que ela seja feliz e se recupere, e que você também se recupere e tenha a oportunidade de viver um amor real - porque isso vale muito mais do que qualquer prazer ilusório.

Eu te recomendo focar em sua espiritualidade, por agora. Isso vai te dar forças para superar todo o resto. As atividades físicas, estudos, lazer e sua vida social serão diretamente beneficiados por isso. Eu acredito que o espiritual/moral governa todas as outras áreas da vida. Agora, crie uma nova rotina e siga novos objetivos que te afastem da pornografia. A vida é curta demais e importante demais pra ser desperdiçada assim.

Eu consegui ficar praticamente um ano sem pornografia e, depois de conhecer o fórum, cheguei a ficar 91 dias limpo. Tive minhas recaídas e agora estou me reerguendo. Eu te afirmo com toda convicção que não vale a pena perder os benefícios do processo, e não há nada na pornografia que seja superior àquilo que podemos conquistar caso superemos isso. Vou trilhar essa jornada junto contigo, irmão!

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 4/1/2019, 13:34
Beren Erchamion escreveu:Seja bem-vindo, Mr. BBox.

Reconhecer o problema é o primeiro passo - e talvez o mais significativo - para uma recuperação. Numa cultura hiper-sexualizada que enxerga a pornografia não só como algo normal, mas saudável e benéfico pra vida sexual e afetiva, esse é um grande passo. Isso você já fez e, pelo que percebo, está disposto a realmente se esforçar rumo a um novo caminho.

Eu me identifico com grande parte do seu relato. O conflito entre os preceitos religiosos, ou seja, aquilo que sabemos que devemos fazer, e desejos pessoais egoístas, também foi e continua sendo um dos meus maiores dramas.

Eu percebo que o importante, na nossa experiência espiritual, é nunca nos esquecermos dos preceitos que nos guiam e fazer o máximo para vivenciá-los. Se erramos, os erros existem para se corrigir e não serem mais repetidos. O que você passou com essa mulher especial é um aprendizado. Sim, é uma dor terrível, mas é uma lição que você tem que aprender, mesmo que amargamente. Eu não posso dizer que sei o que você está passando porque a dor é algo extremamente íntimo e pessoal, mas posso afirmar que, por escolhas erradas, tive que aprender lições de forma dolorosa, lições que eu poderia ter aprendido de formas menos hostis caso eu tivesse sido prudente.

O fato de você aprender mais sobre o valor de respeitar o corpo e a integridade de outra pessoa já é positivo. E o fato de você ter noção de que é preciso mudar pessoal e internamente já é outra conquista Voltando ou não com esta mulher, o importante é que ela seja feliz e se recupere, e que você também se recupere e tenha a oportunidade de viver um amor real - porque isso vale muito mais do que qualquer prazer ilusório.

Eu te recomendo focar em sua espiritualidade, por agora. Isso vai te dar forças para superar todo o resto. As atividades físicas, estudos, lazer e sua vida social serão diretamente beneficiados por isso. Eu acredito que o espiritual/moral governa todas as outras áreas da vida. Agora, crie uma nova rotina e siga novos objetivos que te afastem da pornografia. A vida é curta demais e importante demais pra ser desperdiçada assim.

Eu consegui ficar praticamente um ano sem pornografia e, depois de conhecer o fórum, cheguei a ficar 91 dias limpo. Tive minhas recaídas e agora estou me reerguendo. Eu te afirmo com toda convicção que não vale a pena perder os benefícios do processo, e não há nada na pornografia que seja superior àquilo que podemos conquistar caso superemos isso. Vou trilhar essa jornada junto contigo, irmão!

Valeu meu mano Beren, muito obrigado pelo apoio, de verdade!! Vamos vencer!!

Li algumas coisas do seu diários e me identifiquei bastante também. É muito triste ver pessoas que querem apenas ser felizes se afundando nesse mar de lama que é a pornografia. Mas também é muito animador ver que essas pessoas querem ser felizes bem e recuperadas desse mal.

Vou te dizer, ainda não estou bem por causa disso tudo que aconteceu entre mim e a moça que acabei ferindo, e acho que nem vou ficar. Mas mesmo isso tudo sendo uma sensação bem amarga e sufocante na minha vida, isso me dá animo pra continuar o reboot sem falhas, pois, não quero cometer os mesmos erros novamente e muito menos quero que meus erros vão além.

Ela mesma me disse pra que eu procurasse me agarrar em minha espiritualidade da ultima vez que conversamos pelo whatsapp, e é isso que eu tenho procurado fazer.

Agora é por o queixo na reta do horizonte, me concentrar no sucesso do reboot e seguir em frente.

Mais uma vez, obrigado pelo apoio meu mano de guerra!!

Como diz o título de uma música do Rei da Soul Music Nacional, Tim Maia: Estamos Juntos!!

Abraço Smile
Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 4/1/2019, 13:47
Talvez vocês reatem o relacionamento. Ela passou por algo que considerou traumático de certa forma e a reação dela é até normal e compreensível. E você percebeu o que fez e está mudando por conta disso. Com o tempo, as mudanças vão ser visíveis e ela pode sim te perdoar ao ponto de voltar contigo. Mas não condicione sua vida nem sua recuperação a isso, porque pode ser frustrante não atingir esse objetivo. Encare isso como um processo necessário pra salvar sua própria vida; as coisas boas que vão acontecer não são o cerne dessa caminhada, mas um "bônus".

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 5/1/2019, 11:28
Beren Erchamion escreveu:Talvez vocês reatem o relacionamento. Ela passou por algo que considerou traumático de certa forma e a reação dela é até normal e compreensível. E você percebeu o que fez e está mudando por conta disso. Com o tempo, as mudanças vão ser visíveis e ela pode sim te perdoar ao ponto de voltar contigo. Mas não condicione sua vida nem sua recuperação a isso, porque pode ser frustrante não atingir esse objetivo. Encare isso como um processo necessário pra salvar sua própria vida; as coisas boas que vão acontecer não são o cerne dessa caminhada, mas um "bônus".

Sim mano, compreendo que podemos voltar como poderemos não voltar. E sei também que a reação e atitudes que ela tomou é no mínimo compreensível. Mas eu não posso e não vou fazer isso só por ela. Faço por ela e pelas várias outras com quem eu me relacionei e tratei como objeto. Esse episódio infeliz que aconteceu entre eu e ela foi a gota d'agua pra eu perceber que eu tenho um problema grave e que eu preciso me tratar com urgência, por isso estou aqui Smile

Enviado pelo Topic'it
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 5/1/2019, 12:24
#Dia 2

E ai meu manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Então, ontem foi um dia bem intenso, com seus momentos de altos e baixos, mas ainda sim um dia vitorioso.

Acordei, vim aqui no fórum, respondi o comentário do meu mano Beren, que comentou aqui no meu diário e li mais uns relatos e diários.

Passado um tempo após eu fazer isso, senti uma dor bem pulsante nos testículos e fui ao banheiro me M. Percebi que essa dor nos testículos pode ser um gatilho meu para me M, pois toda vez que faço isso e chego ao O, a dor some. E essa mesma dor volta no outro dia, ou dois dias depois.

Depois disso, eu fui para o trabalho. Já cheguei lá trabalhando, e isso foi ótimo, porque durante todo o momento em que estava na atividade, procurei não pensar em nada de P ou fantasiar alguma coisa, pois eu sempre pensava nisso, o tempo inteiro. E posso dizer que deu certo. Consegui me concentrar no meu trabalho e fazer o que tinha que ser feito.

Mas o problema foi a hora em que fiquei ocioso no trabalho, pois no momento em que estava trabalhando, estava pra um lado e pro outro, me movimentando, pensando em outras coisas, correndo contra o tempo, fazendo força.

Logo assim que eu fiquei ocioso, meu libido subiu de um jeito que eu fiquei até meio confuso.
Olhava as mulheres de um jeito que eu mesmo não sabia se estava objetificando ou flertando e parecia que meu corpo estava pedindo um O, pra poder relaxar, como eu fazia sempre que podia quando eu voltava do trampo. Sem contar que eu não tinha comido nada o dia todo, e isso já era umas 7, 8 da noite. Tudo isso na minha cabeça depois de ter dado um pique no trabalho me deixou tonto.

Depois das 8 da noite, quando o evento acabou, voltei a atividade e foi tudo quase beleza, pois tentei me concentrar e por pouco não consegui, pois vira e mexe, acabava olhando pra onde não devia, mesmo que umas 2 ou 3 vezes só.

Depois disse parei pra tomar uma cerveja com o pessoal do trampo: que momento bacana do meu dia. Rimos, brincamos, nos zuamos, conversamos sobre o trabalho... foi muito bacana (talvez tenha sido meu ultimo dia de trampo, e isso foi bem daora, foi como se fosse uma despedida).

Depois disso ainda fui a casa de um casal amigo meu pra conversar com uma amiga minha sobre umas coisas de uma organização que fazemos parte. Fui lá, conversei com ela e depois voltei pra casa.

Tomei um banho, comi alguma coisa, botei um filme pra rolar, e fui dormir. Antes de dormir, fiquei pensando na moça com quem eu me relacionava e acabei ferindo por conta dessa maldição chamada vício em PMO, e em como ela está, se está bem, se está feliz, e em como eu fui um grande imbecil por ter feito o que fiz. O sentimento de remorso atrelado a tristeza de não ter quem se gosta por perto é muito ruim, ainda mais se a causa fundamental é um vício tão sujo como esse.

É isso meus manos, esse foi o meu dia. Mais tarde o amanhã e posto como foi o dia de hoje.

E pô, se alguém ler essa postagem e puder ajudar, estou precisando de dicas do que eu posso fazer quando sentir novamente essas dores nos testículos. Desde já agradeço atenção dispensada.

Estamos Juntos meus manos!! Vamos vencer!!

Um abraço e até breve. [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Enviado pelo Topic'it


Última edição por Mr. BBox em 6/1/2019, 13:01, editado 1 vez(es)
Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 02:40
Meu caro, dinamizar o tempo é essencial. Criar uma rotina é um dos passo fundamentais no Reboot. Mas não precisa encarar seus lazeres como "perda de tempo".

Tem hora pra tudo. Pra trabalhar, estudar, socializar, se divertir, relaxar - e até hora pra não fazer absolutamente nada. O problema não são os jogos, por exemplo, o problema é prejudicar nossas responsabilidades e deixar de fazer o que é necessário por conta de distrações.

Eu adoro jogar. Sou apaixonado por vários games, e estou imergindo bastante no Fallout: New Vegas. Aprendi inglês e hoje ganho consideravelmente bem como tradutor, e isso graças especialmente aos jogos. Há vários insights filosóficos nos jogos, e é possível aprender muito com eles. A diferença é que, hoje, eu sei dividir melhor meu tempo entre o lazer e as obrigações, de forma que uma coisa não atrapalhe a outra, mas a complemente.

Estou citando os games como exemplo. Há inúmeras outras formas de lazer além deles, e elas não devem ser consideradas como "perda de tempo". Aliás, a vida não é uma luta contra um cronômetro e eu estou abandonando a visão utilitarista do tempo. Pratique esportes, sociabilize, conheça pessoas aprofunde suas relações e divirta-se. Trabalhar é bom, mas descansar e se divertir é essencial, e até nos dá mais energia pra fazer o que precisamos.

Investir na vida espiritual é ainda mais importante, porque isso é o que dá sentido a todas as outras coisas. Eu procuro viver minha religiosidade para além da igreja. O que adianta visitar um templo uma ou duas vezes na semana e, da porta pra fora, não viver o que eu acredito? Meu casamento, meu trabalho, minhas refeições, meu lazer, minhas amizades, tudo isso é uma extensão da minha espiritualidade, e de maneira natural, não algo forçado. Ainda sou muito fraco na minha fé, mas vejo que tenho me aprimorado mais nisso. A gente vai morrer precisando evoluir sempre nessa área, nunca seremos perfeitos. Eu vejo que você se importa muito com sua religiosidade, então se aprofunde cada vez mais nisso porque os efeitos serão sentidos em todas as outras áreas da sua vida.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 02:44
Sobre a questão da libido e dos incômodos que isso pode gerar, o meio mais óbvio pra se resolver isso é fazendo sexo. Mas há o risco de depender disso pra sanar um "problema" fisiológico e acarretar outros problemas. Eu não sou especialista nesse assunto, mas não acho que o problema seja mero "acúmulo". Quando eu era viciado em pornografia e me masturbava várias vezes ao dia, ainda assim eu sentia essas dores e esse incômodo; então, obviamente, não é mera questão de "descarregar".

Então, algumas soluções que eu te indico incluem coisas como meditação, práticas esportivas, etc. Qualquer coisa que sirva bem para descarregar a tensão. O sexo é uma das principais formas, mas não a única. Sempre que treino boxe, me sinto "descarregado".

Quando você tiver um relacionamento mais estável, isso será menos frequente.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 13:26
Beren Erchamion escreveu:Meu caro, dinamizar o tempo é essencial. Criar uma rotina é um dos passo fundamentais no Reboot. Mas não precisa encarar seus lazeres como "perda de tempo".

Tem hora pra tudo. Pra trabalhar, estudar, socializar, se divertir, relaxar - e até hora pra não fazer absolutamente nada. O problema não são os jogos, por exemplo, o problema é prejudicar nossas responsabilidades e deixar de fazer o que é necessário por conta de distrações.

Eu adoro jogar. Sou apaixonado por vários games, e estou imergindo bastante no Fallout: New Vegas. Aprendi inglês e hoje ganho consideravelmente bem como tradutor, e isso graças especialmente aos jogos. Há vários insights filosóficos nos jogos, e é possível aprender muito com eles. A diferença é que, hoje, eu sei dividir melhor meu tempo entre o lazer e as obrigações, de forma que uma coisa não atrapalhe a outra, mas a complemente.

Estou citando os games como exemplo. Há inúmeras outras formas de lazer além deles, e elas não devem ser consideradas como "perda de tempo". Aliás, a vida não é uma luta contra um cronômetro e eu estou abandonando a visão utilitarista do tempo. Pratique esportes, sociabilize, conheça pessoas aprofunde suas relações e divirta-se. Trabalhar é bom, mas descansar e se divertir é essencial, e até nos dá mais energia pra fazer o que precisamos.

Investir na vida espiritual é ainda mais importante, porque isso é o que dá sentido a todas as outras coisas. Eu procuro viver minha religiosidade para além da igreja. O que adianta visitar um templo uma ou duas vezes na semana e, da porta pra fora, não viver o que eu acredito? Meu casamento, meu trabalho, minhas refeições, meu lazer, minhas amizades, tudo isso é uma extensão da minha espiritualidade, e de maneira natural, não algo forçado. Ainda sou muito fraco na minha fé, mas vejo que tenho me aprimorado mais nisso. A gente vai morrer precisando evoluir sempre nessa área, nunca seremos perfeitos. Eu vejo que você se importa muito com sua religiosidade, então se aprofunde cada vez mais nisso porque os efeitos serão sentidos em todas as outras áreas da sua vida.

Cara, é isso. Se tem uma coisa que eu não tenho e nunca tive disciplina pra organizar, essa coisa se chama rotina. Eu nunca fui uma pessoa de rotina fixa, meus dias simplesmente fluíam conforme as coisas estavam postas na minha frente. Nunca tive horário certo pra nada e sempre faço as coisas quando "dá na telha", além de estar sempre misturando obrigação com diversão.

Tem uma frase de uma personalidade conhecida que eu gosto bastante que diz o seguinte: A disciplina é revolucionária. E agora você comentando isso dessa forma me deu esse estalo na mente. Me programar, ter o controle dos meus dias, dos meus passos, das minhas ações, das minhas obrigações e distrações, de forma que elas não machuquem e nem ofendam ninguém e também não se misturem, afinal, tem hora certa pra se curtir tudo de maneira intensa nessa vida.

Valeu pela idéia mano, tava precisando mesmo!!

Enviado pelo Topic'it
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 13:27
Beren Erchamion escreveu:Sobre a questão da libido e dos incômodos que isso pode gerar, o meio mais óbvio pra se resolver isso é fazendo sexo. Mas há o risco de depender disso pra sanar um "problema" fisiológico e acarretar outros problemas. Eu não sou especialista nesse assunto, mas não acho que o problema seja mero "acúmulo". Quando eu era viciado em pornografia e me masturbava várias vezes ao dia, ainda assim eu sentia essas dores e esse incômodo; então, obviamente, não é mera questão de "descarregar".

Então, algumas soluções que eu te indico incluem coisas como meditação, práticas esportivas, etc. Qualquer coisa que sirva bem para descarregar a tensão. O sexo é uma das principais formas, mas não a única. Sempre que treino boxe, me sinto "descarregado".

Quando você tiver um relacionamento mais estável, isso será menos frequente.

Cara, eu já venho pensando em começar a fazer algumas atividades físicas justamente pra poder ocupar a mente e descarregar essa energia acumulada, só que no momento a grana não está ajudando muito.

Tô querendo fazer uma academia, começar a fazer parkour, e também uma arte marcial. Talvez muay-thai, capoeira ou até mesmo boxe, seguindo o seu exemplo. Mas isso tudo tendo em vista também a questão da disciplina, pois afinal de contas, ela é revolucionária.

Sobre fazer sexo, eu acho que isso vai ser meio complicado. Pelo menos nos primeiros 30 dias, porque além do reboot pra parar com a PMO, estou procurando me livrar também da minha masculinidade tóxica. Afinal, desde que comecei a me relacionar com mulheres, eu sempre as tratei como objeto, como uma coisa, e isso não é nada bacana.

Preciso de um tempo pra desconstruir essa idéia da minha cabeça, pois não se trata mulher nenhuma assim. E pra além disso, masculinidade tóxica mata. Vide o vício que estamos lutando pra nos livrar e como muitos homens e rapazes lidam com isso, chegando até mesmo ao suicídio, fora outras ocasiões em que essa masculinidade exacerbada se mostra venenosa e mortal.

É isso meu camarada, forte abraço!! Vamos vencer!!
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 14:34
#Dia 3

E ai meus manos de guerra!! Tudo da melhor forma??

Então, meu 3° dia foi um dia vitorioso. Penoso, mas vitorioso.

Não fiz nada durante o dia todo. Logo que acordei, me M, pois estava com dores nos testículos e depois vim aqui no fórum, postei no diário e depois disso tudo fiquei deitado. Quando não estava dormindo, estava vendo filme, ouvindo música, pensando na vida e curtindo dores nos testículos.

Comecei a mentalizar uma espécie de "mantra" na minha cabeça quando a vontade me M vinha junto com a dor nos testículos e fanstasias eróticas(coisa que eu venho procurando não pensar desde que eu comecei a fazer o reboot), e esse "mantra" era sobre apenas transar, não mais PMO, pois transar é natural, é real, é da natureza do ser humano e é muito bom. Já a PMO só traz tristeza, dor, remorso, desgraça, além de ser meramente virtual, uma tela.

Fiquei assim até a noite, quando vendo uns vídeos e ouvindo umas músicas, acabei botando pra rolar uma música que de uma certa forma era a trilha sonora do ultimo relacionamento que tive. Chorei, chorei, chorei, me senti simplesmente a pior pessoa do mundo por ter maltratado uma pessoa tão especial e ter acabado de uma maneira tão idiota uma história tão linda como a nossa. Passado isso (já eram umas 2:30 da manhã de hoje), fui jantar (tive que fazer janta a essa hora) e depois fui dormir.

E assim se foi mais um dia de reboot. Espero que hoje seja melhor que ontem, e que eu consiga derrubar o segundo gigante desse mal, que é a M.

E isso meus manos, vamos seguindo em frente. Mais tarde eu volto pra falar do dia de hoje. Forte abraço a todos que leram e estão lendo o meu diário.

Estamos Juntos!! Smile

Enviado pelo Topic'it
WildWarrior
Moderador
Moderador
Mensagens : 286
Data de inscrição : 29/12/2018
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 18:17
Boa tarde, Mr. BBox!
Meus primeiros dias de reboot foram tensos. Pensava o tempo todo no que eu fiz comigo mesmo, me culpava por ter permitido chegar ao ponto que cheguei, não tinha vontade de fazer nada, vontade de chorar... foi foda...
Hoje estou caminhando para o meu 19° dia e pra mim esse pessimismo já passou. Está mais tranquilo controlar as emoções e a parte principal que é evitar a PMO também está tranquilo.
Tenha força e não desista!
Grande abraço!

_______________________________________
___________________________________________________________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8678-diario-do-wildwarrior




Metas:
Recaídas = 0
Dias = 15 (X) 30 (X) 45 (X) 60 (X) 75 (X) 90 (X) 120 (X) 150 ( X ) 180 ( X ) 360 (   )
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 18:37
WildWarrior escreveu:Boa tarde, Mr. BBox!
Meus primeiros dias de reboot foram tensos. Pensava o tempo todo no que eu fiz comigo mesmo, me culpava por ter permitido chegar ao ponto que cheguei, não tinha vontade de fazer nada, vontade de chorar... foi foda...
Hoje estou caminhando para o meu 19° dia e pra mim esse pessimismo já passou. Está mais tranquilo controlar as emoções e a parte principal que é evitar a PMO também está tranquilo.
Tenha força e não desista!
Grande abraço!

Valeu guerreiro!! Muito obrigado pela força, de verdade!!

Li algumas coisas do seu diário e sei também que tem matado um leão por dia. Que fique claro que histórias como a sua e de outros manos e minas aqui do fórum tem me motivado a seguir em frente com o reboot.

Vamos vencer meu mano!! Um abraço e mais uma vez, obrigado pelo apoio. Smile

Enviado pelo Topic'it
Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 19:00
Todo mundo tem uma rotina. Todos nós temos hábitos, atividades e ações cotidianas, com certa frequência e em determinada ordem. Pra mim, isso é rotina. A questão é organizar isso e dinamizar o que você faz. Todas as minhas quedas vieram justamente pela ociosidade negativa, ou seja, tempo livre sem nenhum propósito (mesmo que fosse o lazer). Quanto mais vago for seu tempo e quanto menos você souber o que quer fazer, mesmo que seja relaxar, mais espaço a pornografia vai ter, porque ela te condiciona justamente agindo como atividade de recompensa, prazer.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 19:05
Beren Erchamion escreveu:Todo mundo tem uma rotina. Todos nós temos hábitos, atividades e ações cotidianas, com certa frequência e em determinada ordem. Pra mim, isso é rotina. A questão é organizar isso e dinamizar o que você faz. Todas as minhas quedas vieram justamente pela ociosidade negativa, ou seja, tempo livre sem nenhum propósito (mesmo que fosse o lazer). Quanto mais vago for seu tempo e quanto menos você souber o que quer fazer, mesmo que seja relaxar, mais espaço a pornografia vai ter, porque ela te condiciona justamente agindo como atividade de recompensa, prazer.

Valeu a dica, meu mano!!

Vou começar a organizar melhor meu dia e as minhas atividades cotidianas, acrescentando uns cursos, uns hobbies bacanas e também algumas atividades físicas como disse anteriormente.

Um abraço!!

Enviado pelo Topic'it
Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 6/1/2019, 19:26
Conte com nosso apoio, meu caro. As dicas do Warrior são ótimas pro seu início de processo.


_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 7/1/2019, 01:28
Beren Erchamion escreveu:Conte com nosso apoio, meu caro. As dicas do Warrior são ótimas pro seu início de processo.

Valeu meu camarada!! Estamos juntos nessa, vamos vencer!! Smile

Enviado pelo Topic'it
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 7/1/2019, 01:57
#Dia 4

E ai meus manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Então, esse meu 4° dia foi bastante vitorioso, pois foi o 1° dia em que eu fiquei sem me M.

Já não vejo e não penso em P desde 1 ou 2 dias depois do natal, mas não considero reboot ainda porque não estava interagindo aqui no fórum e nem tinha bloqueador instalado no celular, ou seja, tem 11 dias que não ponho os olhos em P, mas só tem 4 dias que estou fazendo o reboot.

Não vou negar que tive várias vontades de me M durante o dia. Dores nos testículos, lembranças de transas minhas com diversas mulheres com quem me relacionei desde os 16 anos, várias coisas que me remetiam e me impulsionavam a me M, mesmo sem P. Mas mesmo assim, me mantive firme. Além de não me M, começei a me convencer de que essa dor que sinto nos testículos é boa, por mais que ela incomode, e por isso não quero que ela vá embora, logo, não me M.

Fora isso, meu dia não foi muito diferente do dia de ontem: fiquei vendo alguns vídeos no youtube, ouvindo algumas musicas, jogando no celular e vendo filme.

Ia encontrar com uma amiga hoje, mas ela tem alguns problemas relacionados a depressão, e acabou que não rolou de nos vermos hoje por conta disso. Fora isso, meu dia foi como descrevi acima.

No mais é isso meus manos!!
Amanhã estamos ai novamente, pra relatar como está sendo essa experiência.

Vamos vencer, amizade!!

Forte abraço a todos que acompanham o diário. Estamos juntos!! [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Enviado pelo Topic'it
WildWarrior
Moderador
Moderador
Mensagens : 286
Data de inscrição : 29/12/2018
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 7/1/2019, 07:31
Mr. BBox escreveu:#Dia 4

E ai meus manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Então, esse meu 4° dia foi bastante vitorioso, pois foi o 1° dia em que eu fiquei sem me M.

Já não vejo e não penso em P desde 1 ou 2 dias depois do natal, mas não considero reboot ainda porque não estava interagindo aqui no fórum e nem tinha bloqueador instalado no celular, ou seja, tem 11 dias que não ponho os olhos em P, mas só tem 4 dias que estou fazendo o reboot.

Não vou negar que tive várias vontades de me M durante o dia. Dores nos testículos, lembranças de transas minhas com diversas mulheres com quem me relacionei desde os 16 anos, várias coisas que me remetiam e me impulsionavam a me M, mesmo sem P. Mas mesmo assim, me mantive firme. Além de não me M, começei a me convencer de que essa dor que sinto nos testículos é boa, por mais que ela incomode, e por isso não quero que ela vá embora, logo, não me M.

Fora isso, meu dia não foi muito diferente do dia de ontem: fiquei vendo alguns vídeos no youtube, ouvindo algumas musicas, jogando no celular e vendo filme.

Ia encontrar com uma amiga hoje, mas ela tem alguns problemas relacionados a depressão, e acabou que não rolou de nos vermos hoje por conta disso. Fora isso, meu dia foi como descrevi acima.

No mais é isso meus manos!!
Amanhã estamos ai novamente, pra relatar como está sendo essa experiência.

Vamos vencer, amizade!!

Forte abraço a todos que acompanham o diário. Estamos juntos!! [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Enviado pelo Topic'it

É isso ai Mr. BBox!

Você vai perceber, principalmente depois da primeira semana, que ficar sem PMO é mais fácil do que a gente imagina!

Hoje aos meus 19 dias não tenho vontade alguma de ver P ou M, provavelmente estou na flatline, mas isso é um alívio pra mim. Está ajudando no processo do reboot.

Siga firme!

Grande abraço!

_______________________________________
___________________________________________________________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8678-diario-do-wildwarrior




Metas:
Recaídas = 0
Dias = 15 (X) 30 (X) 45 (X) 60 (X) 75 (X) 90 (X) 120 (X) 150 ( X ) 180 ( X ) 360 (   )
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 7/1/2019, 12:15
WildWarrior escreveu:
Mr. BBox escreveu:#Dia 4

E ai meus manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Então, esse meu 4° dia foi bastante vitorioso, pois foi o 1° dia em que eu fiquei sem me M.

Já não vejo e não penso em P desde 1 ou 2 dias depois do natal, mas não considero reboot ainda porque não estava interagindo aqui no fórum e nem tinha bloqueador instalado no celular, ou seja, tem 11 dias que não ponho os olhos em P, mas só tem 4 dias que estou fazendo o reboot.

Não vou negar que tive várias vontades de me M durante o dia. Dores nos testículos, lembranças de transas minhas com diversas mulheres com quem me relacionei desde os 16 anos, várias coisas que me remetiam e me impulsionavam a me M, mesmo sem P. Mas mesmo assim, me mantive firme. Além de não me M, começei a me convencer de que essa dor que sinto nos testículos é boa, por mais que ela incomode, e por isso não quero que ela vá embora, logo, não me M.

Fora isso, meu dia não foi muito diferente do dia de ontem: fiquei vendo alguns vídeos no youtube, ouvindo algumas musicas, jogando no celular e vendo filme.

Ia encontrar com uma amiga hoje, mas ela tem alguns problemas relacionados a depressão, e acabou que não rolou de nos vermos hoje por conta disso. Fora isso, meu dia foi como descrevi acima.

No mais é isso meus manos!!
Amanhã estamos ai novamente, pra relatar como está sendo essa experiência.

Vamos vencer, amizade!!

Forte abraço a todos que acompanham o diário. Estamos juntos!! [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Enviado pelo Topic'it

É isso ai Mr. BBox!

Você vai perceber, principalmente depois da primeira semana, que ficar sem PMO é mais fácil do que a gente imagina!

Hoje aos meus 19 dias não tenho vontade alguma de ver P ou M, provavelmente estou na flatline, mas isso é um alívio pra mim. Está ajudando no processo do reboot.

Siga firme!

Grande abraço!

Valeu a força meu mano!!

Sinto que conforme os dias vão passando, vou ligando cada vez menos pra PMO, e isso é muito bom. Vou seguindo meus dias com a filosofia de quem está se libertando de qualquer vício, seja ele em drogas, apostas, caça-níquel: um dia após o outro, e mais um dia após o outro. Vou matar um leão por dia, mas vou ficar cada vez mais forte por ter matado um leão todo dia.

Vamos seguindo mano!! Força pra nós, abraço. [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Enviado pelo Topic'it
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 8/1/2019, 01:51
#Dia 5

E ai meus manos de guerra!! Tudo da melhor forma??

Então, hoje o meu dia não foi muito diferente de ontem e de antes de ontem: vídeos no youtube, documentários, jogos no celular e agora comecei também a ler um livro.

Mas hoje também eu percebi duas coisas sobre o meu vício em PMO:

- Que um dos meus maiores gatilhos, acho que o gatilho principal é a curiosidade: curiosidade em ver detalhes de corpos e situações que eu ache instigante sexualmente;

- E que enquanto eu estou sem fazer absolutamente nada e sem pensar em nada, distraído por assim dizer, a vontade fica de PMO fica absurdamente mais forte.

Sobre esse gatilho: acho que conforme o reboot for acontecendo, essa curiosidade vai ser bem mais controlada, pois, conforme foi passando o tempo desde que comecei a consumir P, fui matando diversas curiosidades através dela, e diversas outras curiosidades iam surgindo, cada vez mais pesadas, conforme ia passando o tempo, pois eu tinha uma forma rápida e sem esforço pra matar essas curiosidades: a P na internet.
Mas coloquei uma frase na minha cabeça sobre a curiosidade que me fez ficar ainda mais forte pra poder enfrentar o vício em PMO: "A curiosidade matou o gato, e nesse caso, o gato sou eu."

E sobre a vontade de PMO: estou esperando meu pagamento sair pra poder comprar um tênis e procurar uma academia, pois não aguento mais todo dia, o dia todo dentro de casa, suscetível a acabar fazendo o que não devo.

No mais é isso meus manos!! Forte abraço à todos!!

Vamos vencer!! Smile

Enviado pelo Topic'it
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 9/1/2019, 02:14
#Dia 6

E ai meus manos de guerra!! Tudo da melhor forma?? [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Hoje meu dia foi bem bacana...
Acordei, tomei um banho e resolvi dar uma volta, para ver o movimento, me mexer um pouco. Foi bom, pois já estava há uns 3 ou 4 dias direto dentro de casa.

Depois disso, fui a casa de um amigo meu que mora aqui perto de casa. Foi bacana porque encontrei amigos em comum meu e dele lá. O dia foi bem legal. Conversamos, jogamos baralho, ouvimos musica...

Depois que cheguei em casa, tomei um banho, fui fazer uma janta, jantei e fui ver um filme.

Hoje PMO foi uma coisa que simplesmente não existiu pra mim. Que os dias continuem assim.

Valeu meus amigos!! Amanhã estamos ai. Forte abraço a todos [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_smile.gif[/smiley]

Enviado pelo Topic'it
Mr. BBox
Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/12/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 24/1/2019, 09:11
#Dia 23

E ai meus manos!! Como vão?? Smile

Então, hoje completo 23 dias limpo de PMO. Estou muito feliz, pois estou sentindo que cada dia que passa, vou me livrando dessa doença que só me trouxe tristeza, humilhação e vergonha.

Meus dias estão mais animados agora. Arrumei um emprego novo num lugar muito bacana, onde tenho condições de trabalhar, me divertir, e ainda por cima conhecer pessoas novas e interagir com elas de um jeito tranquilo e despojado.

Acho que não cheguei na flatline ainda, ou se cheguei, nem senti. Minhas ereções estão normais e eu nesse meio tempo, não transei com ninguém, logo não sei a quantas anda meu desempenho sexual. Mas isso nem me importa agora, pois por mais que já tenham passados mais de 20 dias, eu compreendo que ainda estou em fase de desintoxicação.

Uma coisa que me deixa muito P. da vida, são as fantasias. Eu fico fantasiando muitas coisas com relação a pornografia. Não é como era antes, mas ainda é bem latente e chato, pois não quero mais ter nenhuma relação com isso. Gostaria de saber com os manos que estão aqui a mais tempo se existe alguma forma de exercitar a minha mente para não pensar mais nisso, pois isso é muito embaraçoso e as vezes me embrulha o estômago.

No mais, é isso. Estou me sentindo bem, independente das atribulações e infortúnios que a vida atrelada a esse vício podre me trouxe.

Estamos juntos manos!!
Abraço Smile

Enviado pelo Topic'it
Beren Erchamion
Mensagens : 491
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Á caminho da terra do sol (diário de BBox) Empty Re: Á caminho da terra do sol (diário de BBox)

em 24/1/2019, 09:21
Parabéns pelo progresso, meu caro!

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Reboot (inicial): 10/90 (11.1%)

Metas:
- 15 dias (66.6%)

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum