Compartilhe
Ir em baixo
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Diário do Francisco, 25 anos.

em 15/1/2019, 09:18
Estou há mais de 2 anos lutando contra o vício e ainda não consegui nenhuma marca significativa. Não iniciei o ano de 2019 como gostaria, pois tive uns problemas familiares e para "fugir" do desconforto gerado recorri ao vício, mais uma vez, e tive que reiniciar a minha contagem.

Depois disso, consegui obter uma sequência boa de dias, e estou firme (pelo menos até o presente momento). Após uma semana e meia de abstinência, comecei a ter sintomas depressivos e uma irritabilidade que eu, sinceramente, não sei de onde vem. E por mais que eu tente me entregar as atividades extra-net, está ficando cada vez mais difícil lidar com essa situação.

Por isso, peço um conselho aos mais experientes. O que fazer nesses momentos de fissura para aliviar toda essa tensão? Já faz um tempo que não tenho relações com a minha esposa,  e isso não tem nada a ver com "não sentir atração" por ela; estou apenas sem vontade, entendem?

Bom, espero de coração boas recomendações para conseguir me livrar desse estado. Quero muito prosseguir nessa jornada, para dar uma alavancada em minha vida, em todos os aspectos!

Conto com a ajuda de vocês, esse apoio mútuo recebido aqui será de grande ajuda. Abraços!
potiguar
Mensagens : 562
Data de inscrição : 15/10/2018
Idade : 26
Localização : Natal/RN
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 15/1/2019, 10:15
Nas primeiras semanas é normal se sentir depressivo e irritado, isso ocorre porque você cortou da sua vida algo que te dava muito prazer e você ainda tem o agravante de não estar fazendo sexo com sua esposa, ou seja, prazer sexual zero. Eu mesmo fiquei muito depressivo, me sentindo muito mal mesmo, mas não me sentia tão irritado. O que recomendo a você é buscar outras fontes de prazer como exercício físico, leitura, atividades voltadas pra arte e etc.
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 980
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 16/1/2019, 08:45
Seja bem-vindo, Francisco!

Observe as recomendações gerais deste fórum e do processo do reboot em si nos tópicos pertinentes! Não subestime a importância dos bloqueadores!

No mais, concordo com as sugestões do colega potiguar25 feitas acima, acrescentaria somente que, talvez, seja uma boa ideia você conversar com a sua companheira sobre o seu vício em P., caso ainda não o tenha feito.

Conte conosco!

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker

1ªtentativa: 284 dias (30/09/2018 - 11/07/2019)


2ªtentativa: 11 dias (12/07/2019 a 22/07/2019)

Meta 1:   90 dias   /  Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )








Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 17/1/2019, 11:34
potiguar25 escreveu:Nas primeiras semanas é normal se sentir depressivo e irritado, isso ocorre porque você cortou da sua vida algo que te dava muito prazer e você ainda tem o agravante de não estar fazendo sexo com sua esposa, ou seja, prazer sexual zero. Eu mesmo fiquei muito depressivo, me sentindo muito mal mesmo, mas não me sentia tão irritado. O que recomendo a você é buscar outras fontes de prazer como exercício físico, leitura, atividades voltadas pra arte e etc.

Obrigado pelas recomendações, Potiguar!

Estou tentado, ao máximo, me entregar em atividades que geram prazeres saudáveis. Toda vez que chego na segunda semana essa crise acontece, e é geralmente nesse momento que acabo perdendo o controle de tudo e recaindo. Preciso de mais alternativas para superar esse ciclo.

De qualquer forma, agradeço pelos seus conselhos. Um grande abraço!

Seeker escreveu:Seja bem-vindo, Francisco!

Observe as recomendações gerais deste fórum e do processo do reboot em si nos tópicos pertinentes! Não subestime a importância dos bloqueadores!

No mais, concordo com as sugestões do colega potiguar25 feitas acima, acrescentaria somente que, talvez, seja uma boa ideia você conversar com a sua companheira sobre o seu vício em P., caso ainda não o tenha feito.

Conte conosco!

Abraço!

Oi, Seeker. Muito obrigado pelas boas vindas.

Minha esposa já sabe sobre o meu vício, e tenta de todas as formas me ajudar. No entanto, mesmo com toda essa ajuda estou encontrando muita dificuldade. Atualmente faço acompanhamento psiquiátrico, acompanhamento espiritual, e tomo medicação para sintomas de depressão e pânico.

Meu maior problema neste instante tem sido lidar com as fantasias e com os olhares obscenos. Preciso encontrar -rapidamente- alternativas, caso contrário, sei onde vou parar, pois geralmente o ciclo se fecha com a recaída.

Conto com seu apoio. Um abraço!
TaylorGimmes
Mensagens : 107
Data de inscrição : 23/10/2017
Idade : 26
Localização : Luanda - Angola
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 17/1/2019, 12:00
Francisco escreveu:Estou há mais de 2 anos lutando contra o vício e ainda não consegui nenhuma marca significativa. Não iniciei o ano de 2019 como gostaria, pois tive uns problemas familiares e para "fugir" do desconforto gerado recorri ao vício, mais uma vez, e tive que reiniciar a minha contagem.

Depois disso, consegui obter uma sequência boa de dias, e estou firme (pelo menos até o presente momento). Após uma semana e meia de abstinência, comecei a ter sintomas depressivos e uma irritabilidade que eu, sinceramente, não sei de onde vem. E por mais que eu tente me entregar as atividades extra-net, está ficando cada vez mais difícil lidar com essa situação.

Por isso, peço um conselho aos mais experientes. O que fazer nesses momentos de fissura para aliviar toda essa tensão? Já faz um tempo que não tenho relações com a minha esposa,  e isso não tem nada a ver com "não sentir atração" por ela; estou apenas sem vontade, entendem?

Bom, espero de coração boas recomendações para conseguir me livrar desse estado. Quero muito prosseguir nessa jornada, para dar uma alavancada em minha vida, em todos os aspectos!

Conto com a ajuda de vocês, esse apoio mútuo recebido aqui será de grande ajuda. Abraços!
d

Fala irmão... Tudo bem?

O meu único conselho é esse:
Siga em frente. Não racionalize ou pense besteira para se sabotar.
Olhe a sua volta e vê se está tudo como você queria? Você tem uma esposa que te ama e uma família para cuidar. Então cria força para se livrar disso antes que seja tarde demais.

_______________________________________
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 18/1/2019, 14:44
TaylorGimmes escreveu:

Fala irmão... Tudo bem?

O meu único conselho é esse:
Siga em frente. Não racionalize ou pense besteira para se sabotar.
Olhe a sua volta e vê se está tudo como você queria? Você tem uma esposa que te ama e uma família para cuidar. Então cria força para se livrar disso antes que seja tarde demais.

Muito obrigado pela força, TaylorGimmes!

Sinceramente, tive uma queda ontem que perdurou até o presente momento. Mas já estou revendo alguns conceitos, observando os erros que cometi (para não cometê-los novamente) e criando novas estratégias para iniciar o processo novamente. Não vou desistir!
Igor_xP
Mensagens : 68
Data de inscrição : 09/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 18/1/2019, 20:12
Olá Francisco!

As caídas fazem parte do processo. O mais importante é o reconhecimento da necessidade de buscar a cura do PMO e tratar isso com seriedade. Muito bacana você verificar o que te levou a caída e montar sim estratégias para evitar cair novamente.

Uma estratégia que o pessoal no meu diário disse, era que assim que pensar besteira.....para e pensa e vai fazer flexão para se cansar e passar o tempo. xP
Só nessa de pensar em ter que fazer isso, já é suficiente para distração.

Siga firme!! BORA!

_______________________________________




"Tente mover o mundo. O primeiro passo será mover a si mesmo" - Platão


Segue meu diário para acompanhamento:
http://www.comoparar.com/t8723-diario-igor-bora

Objetivo, metas e infos:
Recaídas: 3
Tentativa Atual: Segunda

Primeira tentativa: 19 dias

Objetivo: 90 dias hardmode
Dias = 10 ( X ) 20 (   ) 30 (   ) 40 (   ) 50 (   ) 60 (   ) 70 (   ) 80 (   ) 90 (   )

Problemas solucionados:
CURA DE (   )
CURA PMO (   )

Média de ereções matinais: 1
Flatline: No momento, nenhuma
Polução Noturna: Nenhuma*

*Não me recordo da última vez que tive isso na vida e tenho quase certeza que nunca tive.
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 22/1/2019, 11:08
Igor_xP escreveu:Olá Francisco!

As caídas fazem parte do processo. O mais importante é o reconhecimento da necessidade de buscar a cura do PMO e tratar isso com seriedade. Muito bacana você verificar o que te levou a caída e montar sim estratégias para evitar cair novamente.

Uma estratégia que o pessoal no meu diário disse, era que assim que pensar besteira.....para e pensa e vai fazer flexão para se cansar e passar o tempo. xP
Só nessa de pensar em ter que fazer isso, já é suficiente para distração.

Siga firme!! BORA!

Obrigado pelo apoio, Igor!

Penso que uma reflexão após a queda pode nos fazer enxergar onde erramos, para não insistir no próprio futuramente e conseguir alavancar no reboot. Tento fazer isso em todas as quedas, para tapar o maior número de brechas possíveis. Espero que desta vez eu consiga algum resultado mais relevante.

Um grande abraço.
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 22/1/2019, 12:27
Companheiros,

Ontem foi um dia infeliz. Depois de um gatilho extremamente forte, acabei sucumbindo e me entregando ao vício. É incrível como não consigo engatar um novo reboot após uma queda, acabo me culpando de forma demasiada pelo erro e isso me faz ficar estagnado, no fundo do poço, "aproveitando", e só depois de perceber a burrada é que consigo parar, refletir, e entender que a minha única opção é tentar novamente.

E qual foi o meu erro ontem? Continuar com o pensamento na queda anterior. Sim, isso mesmo, o peso da minha consciência devido à última recaída (com quase 2 semanas de reboot) somado a um gatilho na internet, resultou em mais uma "visita ao fundo do poço". Passei praticamente o dia inteiro acessando conteúdos pornográficos, com pensamentos libidinosos, e incontáveis sessões de masturbação; até chegar a exaustão total, isso é, dores por todo corpo, cansaço físico e emocional, e principalmente dores de cabeça. Pois é, mais uma vez, parecia um louco. Não consegui me concentrar em nada, principalmente aqui no trabalho, onde tenho afazeres acumulados devido a minha procrastinação, da qual me fez "ter mais tempo" para me deleitar no vício. E o erro da recaída anterior? Isso é simples, foi por pura negligência minha mesmo, sendo que estava um longo período sem ter relações sexuais com a minha esposa; podia ter usado toda aquela energia no sexo real mesmo, mas me abstive por "falta de vontade",  e quando menos percebi já era tarde. Então aqui registro a lição para este próximo reboot: sexo real com a minha parceira, que é minha esposa, faz toda a diferença. Para quê me abster de ter momentos prazerosos com ela? Ando vacilando nesse aspecto mesmo, ontem estávamos olhando o aplicativo (onde acompanhamos seu período menstrual, fértil etc) e, pasmem, em 2 meses não passamos de 4 relações. Isso, obviamente, é culpa minha, pois ao invés de gastar minha energia sexual com ela, acabo "preferindo" um conjunto de pixels.

Então aplico ao meu reboot o que já vinha fazendo anteriormente + este aspecto que citei acima. Com isso, elenco abaixo as minhas atividades extra-net e minhas atitudes:

- Orações (todos os dias) isso inclui a oração do Santo Terço
- Estudo bíblico (todos os dias)
- Comunhão com Deus isso inclui participar da Santa Missa aos domingos, e sempre que possível na semana.
- Leitura de bons livros (sempre que possível)
- Filmes (quando estiver ocioso, principalmente no trabalho) e, antes de tudo, averiguar se podem existir potenciais gatilhos
- Banho gelado (todos os dias)
- Manter relação sexual com a minha esposa regularmente (sempre que possível, o máximo que conseguirmos)
- Realização das minhas tarefas diárias no trabalho
- Não Procrastinar
- Evitar a todo custo a lascívia e os pensamentos obscenos
- Não escutar músicas de cunho sexual
- Utilizar a internet apenas quando necessário, não ficando à esmo, navegando a toa.

Acho que é basicamente isso que eu vinha praticando, se me lembrar de mais alguma coisa, acrescento posteriormente. Espero contar com o apoio de vocês, o meu nick é Francisco, pois acho a história do São Francisco de Assis incrível, bem como suas frases (uma delas está em minha assinatura). Ele sofreu para viver a castidade após uma vida devassa, tanto que uma vez se jogou no meio de roseiras cheios de espinhos para se livrar da tentação. Em outra passagem, sentiu-se obrigado a tirar as roupas naquele inverno rigoroso da Europa, e a rolar no gelo; e deu certo. Por isso me espelho tanto em sua história, que eu consiga seguir esses ensinamentos.

Enfim, é isso. Deixando a recaída para trás, o que passou infelizmente não pode mais voltar, então agora tenho que viver o presente; e o meu presente é o início deste novo reboot, que com certeza trará muitas lutas, mas muitas vitórias também.

Abração à todos!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Luke
Mensagens : 91
Data de inscrição : 29/12/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 22/1/2019, 15:52
Francisco, me compadeço com a sua luta. Sei como é ser casado, preferir pixels à vida real, perder lentamente os laços com as pessoas que a gente mais ama nessa vida, deixar os trabalhos atrasados e recair incontáveis vezes. Estou com muita dificuldade em passar um, dois, três dias sem PMO! Minha melhor marca atualmente são vergonhosos cinco dias. Hoje mesmo, recaí até a exaustão como vc mesmo disse. Achei muito interessante vc ser admirador de São Francisco de Assis, fiquei interessado em ler sobre a vida dele, já que conheço apenas algumas passagens. Vá com firmeza, irmão. Tem um livro chamado "Imitação de Cristo", de Tomás de Kempis (no site lelivros tem ele para download). Ele tem reflexões diárias, talvez possa te ajudar. Sabe, o vício tem me tirado até a vontade de rezar. Enfim, irmão. É chegada a hora da libertação! Acompanharei sua luta, conte com meu apoio! Forte abraço!

_______________________________________


"Que fiz hoje? Acentuei os traços da criatura inferior que fui até ontem ou desenvolvi as qualidades elevadas do espírito que desejo reter amanhã?"
Emmanuel

Minhas metas:
1) 24h [X]
1) 48h [X]
1) 3º dia [_]

Meu diário: http://www.comoparar.com/t8677-diario-do-luke
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 23/1/2019, 16:53
Luke escreveu:Francisco, me compadeço com a sua luta. Sei como é ser casado, preferir pixels à vida real, perder lentamente os laços com as pessoas que a gente mais ama nessa vida, deixar os trabalhos atrasados e recair incontáveis vezes. Estou com muita dificuldade em passar um, dois, três dias sem PMO! Minha melhor marca atualmente são vergonhosos cinco dias. Hoje mesmo, recaí até a exaustão como vc mesmo disse. Achei muito interessante vc ser admirador de São Francisco de Assis, fiquei interessado em ler sobre a vida dele, já que conheço apenas algumas passagens. Vá com firmeza, irmão. Tem um livro chamado "Imitação de Cristo", de Tomás de Kempis (no site lelivros tem ele para download). Ele tem reflexões diárias, talvez possa te ajudar. Sabe, o vício tem me tirado até a vontade de rezar. Enfim, irmão. É chegada a hora da libertação! Acompanharei sua luta, conte com meu apoio! Forte abraço!

Oi Luke, tudo bem?

Sinto muito por sua recente recaída, de verdade. O pecado nos afasta de Deus, e com isso perdemos a vontade de rezar. No entanto, não há outra solução amigo, temos que levantar o mais rápido possível, buscar o Sacramento da Confissão, corrigir os erros que cometemos, e seguir em frente.

Um amigo já me indicou esse livro, estou pensando em comprá-lo futuramente, parece ser bem interessante. De qualquer forma, obrigado pela sugestão. Passarei em seu diário assim que puder, conte com meu apoio e com minhas orações. Um grande abraço, que Deus te abençoe irmão!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 980
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 1/2/2019, 15:27
Fala, Francisco!

Como estão as coisas? Tem notado avanços no seu reboot? Compartilhe conosco as suas impressões!

Siga firme!

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker

1ªtentativa: 284 dias (30/09/2018 - 11/07/2019)


2ªtentativa: 11 dias (12/07/2019 a 22/07/2019)

Meta 1:   90 dias   /  Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )








Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 5/2/2019, 09:58
Seeker escreveu:Fala, Francisco!

Como estão as coisas? Tem notado avanços no seu reboot? Compartilhe conosco as suas impressões!

Siga firme!

Abraço!

Olá, Seeker. Obrigado por perguntar!

Na semana passada, quando estava próximo de completar 8 dias, cometi um deslize, e então achei melhor zerar o contador -só por desencargo de consciência mesmo. Me impressionei como tudo aconteceu, quando menos percebi estava no Facebook acompanhando páginas com vídeos e fotos fetichistas, mas não passei disso. Graças à Deus, tive uma tranquilidade nunca antes vista, fechei tudo, não me masturbei, e retomei rapidamente -no mesmo dia- às atividades de religação e ao reboot.

Acredito que esse acontecimento tenha me fortalecido de alguma maneira, aliás, nunca (e nunca mesmo) consegui tomar esse tipo de atitude, ainda mais depois de ter dado o primeiro click. Sempre que isso acontecia eu me forçava a continuar, afinal, "já que tive uma recaída mesmo, então vou continuar" -esse era meu pensamento. Portanto, mesmo zerando o contador, achei bem interessante a forma como encarei o que parecia ser mais uma ida ao fundo do poço, que no final, graças à Deus, não foi.

Sigo com minhas atividades, orações etc. E atualmente, o que tenho percebido, é uma irritabilidade maior. Tenho alguns problemas com baixo auto estima também (acho que isso foi devido a minha criação, de acordo com algumas pesquisas que realizei e umas lembranças que tenho da minha infância) e isso me atrapalha bastante, principalmente no reboot. O que eu mais ouvia entre os meus familiares na infância era: "aqui se faz, aqui se paga" ; "toma lá da cá" ; "a vingança é um prato que se come frio", entre outras frases vingativas. Por conta disso, tenho uma graaaaaaande dificuldade em perdoar as pessoas, e isso tem gerado um estresse maior dentro de mim.

Estou comprometido a estudar mais sobre essa questão, assistir vídeos de auto-ajuda para tentar extirpar esse sentimento de raiva, falta de perdão, e a vontade de me vingar das pessoas que indireta ou diretamente me fizeram algum mal.

Então é isso, rezem por mim! Que Deus abençoe vocês. E mais uma vez, obrigado Seeker!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Luke
Mensagens : 91
Data de inscrição : 29/12/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 6/2/2019, 10:59
E aí, Francisco. Essa sua decisão de simplesmente fechar o site, mantendo o equilíbrio e o foco, demonstram um grande amadurecimento. Imagino que essa rotina saudável que você tem colocado em prática, com exercícios e orações, esteja te ajudando a se manter focado. Quanto à irritabilidade, sempre sinto ela potencializada nos primeiros dias de reboot, junto com sua prima, a ansiedade. Mas acho que essa potencialização é passageira, faz parte dessa "crise de abstinência" trazida pelo vício. Parabéns pela suas vitórias, Francisco. Abraço!

_______________________________________


"Que fiz hoje? Acentuei os traços da criatura inferior que fui até ontem ou desenvolvi as qualidades elevadas do espírito que desejo reter amanhã?"
Emmanuel

Minhas metas:
1) 24h [X]
1) 48h [X]
1) 3º dia [_]

Meu diário: http://www.comoparar.com/t8677-diario-do-luke
avatar
Convidado
Convidado

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 6/2/2019, 12:43
Francisco escreveu:
Seeker escreveu:Fala, Francisco!

Como estão as coisas? Tem notado avanços no seu reboot? Compartilhe conosco as suas impressões!

Siga firme!

Abraço!

Olá, Seeker. Obrigado por perguntar!

Na semana passada, quando estava próximo de completar 8 dias, cometi um deslize, e então achei melhor zerar o contador -só por desencargo de consciência mesmo. Me impressionei como tudo aconteceu, quando menos percebi estava no Facebook acompanhando páginas com vídeos e fotos fetichistas, mas não passei disso. Graças à Deus, tive uma tranquilidade nunca antes vista, fechei tudo, não me masturbei, e retomei rapidamente -no mesmo dia- às atividades de religação e ao reboot.

Acredito que esse acontecimento tenha me fortalecido de alguma maneira, aliás, nunca (e nunca mesmo) consegui tomar esse tipo de atitude, ainda mais depois de ter dado o primeiro click. Sempre que isso acontecia eu me forçava a continuar, afinal, "já que tive uma recaída mesmo, então vou continuar" -esse era meu pensamento. Portanto, mesmo zerando o contador, achei bem interessante a forma como encarei o que parecia ser mais uma ida ao fundo do poço, que no final, graças à Deus, não foi.

Sigo com minhas atividades, orações etc. E atualmente, o que tenho percebido, é uma irritabilidade maior. Tenho alguns problemas com baixo auto estima também (acho que isso foi devido a minha criação, de acordo com algumas pesquisas que realizei e umas lembranças que tenho da minha infância) e isso me atrapalha bastante, principalmente no reboot. O que eu mais ouvia entre os meus familiares na infância era: "aqui se faz, aqui se paga" ; "toma lá da cá" ; "a vingança é um prato que se come frio", entre outras frases vingativas. Por conta disso, tenho uma graaaaaaande dificuldade em perdoar as pessoas, e isso tem gerado um estresse maior dentro de mim.

Estou comprometido a estudar mais sobre essa questão, assistir vídeos de auto-ajuda para tentar extirpar esse sentimento de raiva, falta de perdão, e a vontade de me vingar das pessoas que indireta ou diretamente me fizeram algum mal.

Então é isso, rezem por mim! Que Deus abençoe vocês. E mais uma vez, obrigado Seeker!

Opa amigo, estou acompanhando seu diário e posso dizer que vc de todos que li aqui foi o que mais me identifiquei, também tenho 25 anos, também tenho uma auto estima extremamente baixa, e também tenho varios fetiches (principalmente uma parafilia com pés que me acompanha desde criança, esse é o meu maior problema com a P), alias, isso me deixou curioso, que tipos de fotos fetichistas vc viu nesse dia?

Enfim, também admito que cometi alguns deslizes esses dias, não tenho visto fotos nem videos, mas fiz algumas coisas que possam ser considerados gatilhos para cair, não zerei o contador, pois não cheguei a pesquisar nada que alimentasse algo maior, como videos. Mas tem sido barra, uma coisa que preciso perceber é que eu tenho que ter tolerancia zero com isso, sem ficar procurando pezinhos nas ruas e olhando sempre pra baixo como se estivesse caçando, eu percebi que eu também objetifico muito as mulheres, pra mim elas são somente um par de pés, não consigo ver outra coisa. Isso precisa acabar, estamos juntos nessa brother, e que Deus nos fortaleça e lute por nós nessa batalha.
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 7/2/2019, 10:24
Hoje não acordei muito otimista, inclusive, não consegui realizar as minhas orações diárias. Geralmente quando isso acontece, acabo entrando em um estado leve de depressão, onde fico me comparando demasiadamente com os outros, querendo viver de outras formas, que não condizem com minha realidade atual. Um exemplo disso, e que acontece com frequência, é quando estou me locomovendo ao trabalho, olhando para as pessoas felizes, com seus carros de luxo, indo ao trabalho perfeito, depois de terem passado a noite em um apartamento/casa com todo luxo, etc. "Por que não nasci para ter uma vida assim"? - penso eu, e não consigo me conformar.

Atualmente estou passando por algumas dificuldades financeiras. O meu aquecedor a gás, por exemplo, queimou há um tempo e não consigo uma grana extra para arrumá-lo. Enquanto calor, estava tudo bem; tomava banho gelado mesmo, sem nenhum problema. No entanto, com a chegada dessa frente fria, tenho que ficar esquentando água e tomando banho de caneca; isso me desanima ao extremo.

Ontem mesmo estava extremamente cansado e só o fato de pensar que ainda tinha que esquentar a água, me deixava cabisbaixo. Minha esposa diz não ligar para esse tipo de coisa, mas que tipo de homem posso me considerar se não consigo prover o melhor para minha família? Que no caso é a minha esposa. Me sinto infeliz por dentro ao vê-la passar por essa situação, afinal, quando nós, homens, nos casamos, queremos dar o melhor para nossas esposas.

Fica aqui apenas um desabafo sobre a atual situação. Com esses problemas na parte financeira, meu cérebro -vez ou outra- tenta fantasiar, para tentar esquecer o problema que, cá entre nós, continuará ali. Ontem mesmo tive várias ereções com alguns pensamentos que surgiram, e mesmo tentando cortá-los imediatamente, foi quase impossível controlar. Estou em hard mode por conta de uns probleminhas de saúde que minha esposa vem enfrentando, no momento não podemos ter relações sexuais. Então parece que a vontade aumenta a cada dia.

Minha esposa me disse ao deitarmos: "Amor, desse jeito você vai acabar me trocando por outra mulher". É nítido como ela se preocupa com meu bem estar, sabendo que estou passando por essa situação, mas infelizmente não podemos contrariar a indicação médica. E é óbvio que não vou trocá-la, ela bem sabe disso e eu também. Mas como controlar essa compulsão? Como ter um reboot eficaz mesmo em hard mode? Isto é possível?

Geralmente a galera aqui recomenda o sexo real, mas e quando o mesmo não é possível? Como posso aliviar essa energia e essa tensão sexual que está dentro de mim? Pois isso, somado ao fato dessa minha "depressão" e comparação com os outros, me afeta diretamente e me faz querer desistir de tudo. Afinal de contas, apesar de estar há 8 dias sem PMO, estou completando hoje 21 dias sem M. e por isso essa dificuldade.

Desculpem a extensão do texto, e o desabafo. Mas não há outro lugar para compartilhar essas angústias, e não posso compartilhar tudo com a minha esposa, deixando-a triste e fazendo sentir-se culpada, quando na verdade vocês e eu sabemos que o que agrava tudo isso, certamente é o vício em PMO.

Um fraterno abraço à todos! Fiquem em paz.

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
avatar
Convidado
Convidado

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 7/2/2019, 11:56
Opa Francisco, li seu relato e cara...é barra o que vc esta passando.

Posso te dar umas dicas pela minha experiencia. Para se livrar dessas tensões te recomendo treinar, fazer alguma atividade fisica ou algo que movimenta mto o corpo. Minha vida é em Hardmode pois no momento não me relaciono com ngm então sem sexo rs.

As atividades fisicas ajudam bastante, tente dar uma chance.
Liu
Mensagens : 127
Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 7/2/2019, 12:19
É amigo, a verdade é que as dificuldades ficam expostas na nossa cara. O hábito que mantínhamos - o vício - nos dava alguns minutos e horas de suspensão do tempo. A pornografia é um momento fora do tempo para nós e por isso recorremos sempre a ela. Mas é uma ilusão, todos os problemas estão lá e não deixaram de existir, usar pornografia não pára o tempo e é uma maneira de usar o tempo, de desperdiçá-lo...
A partir do momento que fazemos essa escolha de largar a pornografia é ter de lidar com nós mesmos, nossos problemas e todas as dificuldades, não há pra onde correr e o humor vai afundar pois nosso cérebro está sofrendo abstinência e quer fazer de tudo pra vc acreditar que foi uma péssima escolha parar de se dar esse prazer mínimo, breve e inofensivo. Mas não! Não ceda aos seus instintos mais baixos, vc fez essa escolha através da sua consciência e isso é o verdadeiro sentido da força interior. Por isso, vá e esquente a caneca, acorde cedo e se permita a sentir cada frustração.e incômodo dentro de si sabendo que vc não vai parar. Continue atravessando. É um inferno mas continue, não pare para descansar no inferno, siga com dor e com raiva, fazendo o seu dia a dia possível. Procure tirar do lodo a sua disposição e a sua força e vc vai perceber que pode dar esperança a si mesmo. Parar com a pornografia, abandonar o vício é difícil, nos obriga a conviver com nossos demônios, mas vc não está sozinho todos aqui conhecem essa decisão amarga.
Spiritum Novus
Mensagens : 539
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 8/2/2019, 10:31

Olá, Francisco!
Estou passando por aqui pra te agradecer pelo teu apoio lá no meu diário.
Vejo que temos algumas coisas em comum.

Precisamos ficar atentos, porque problemas financeiros e outros problemas cotidianos podem fazer com que o nosso cérebro primitivo nos arraste pro chorume da pornografia, e esse vício terrível nos faz perder energia, foco e capacidade cerebral ( dentre outras coisas).

Recomendo que você assista a alguns vídeos do Wendell Carvalho no YouTube, ele é coach e fala sobre várias coisas interessantes sobre desenvolvimento pessoal, de relacionamento e financeiro.

Tem também o André Buric do canal Brain Power, em uma sequência de vídeos ele fala da relação do sistema límbico e do córtex pré-frontal, é muito interessante e faz todo o sentido, ainda mais com a nossa situação do vício em pornografia.

[depois posso de enviar referências mais precisas]

Tem uns vídeos do Garry Wilson que fala do Grande Estudo da Pornografia (no TED e no Private Matters)

Tem uma série de 4 vídeos do Padre Paulo Ricardo de Azevedo que fala do vício em pornografia e masturbação. É ótimo, tem uma abordagem religiosa e uma científica. Confere lá que é muito bom.

Também procuro manter uma rotina positiva com orações diárias, atividades física, marcações do reboot em calendários.
Aliás, procura canalizar a tua energia (porque os teus níveis de testosterona vão aumentar) para atividades físicas, trabalho e estudo. Tudo isso vai nos puxar pra cima. Atividade física aumenta a dopamina (ou endorfina, não lembro) de uma fonte boa e positiva, e vai ajudar a diminuir e eliminar a depressão.

Também tô mal de grana. Não tenho tempo e dinheiro pra terapias e remédios, então recorro ao conhecimento gratuito na internet, troca de ideias aqui no fórum e muito esforço solitário.

Espero que a tua esposa melhore de saúde o quanto antes, mas aproveita esse revés e faz um reboot hard mode enquanto ela não pode. Te guarda pra ela, retribui o amor que ela sente por ti te guardando pra ela, coloca este propósito pra ti.

Enfim, meu amigo, vamos lá! Tamo junto!
Um forte e fraterno abraço!


_______________________________________
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 8/2/2019, 17:24
Today will be a good day escreveu:Opa Francisco, li seu relato e cara...é barra o que vc esta passando.

Posso te dar umas dicas pela minha experiencia. Para se livrar dessas tensões te recomendo treinar, fazer alguma atividade fisica ou algo que movimenta mto o corpo. Minha vida é em Hardmode pois no momento não me relaciono com ngm então sem sexo rs.

As atividades fisicas ajudam bastante, tente dar uma chance.
Tenho tentado investir em umas pedaladas de vez em quando, e só. Quem sabe futuramente eu consiga comprar uma bicicleta, aí poderei investir mais nesse quesito. Obrigado pela indicação.

Liu escreveu:É amigo, a verdade é que as dificuldades ficam expostas na nossa cara. O hábito que mantínhamos - o vício - nos dava alguns minutos e horas de suspensão do tempo. A pornografia é um momento fora do tempo para nós e por isso recorremos sempre a ela. Mas é uma ilusão, todos os problemas estão lá e não deixaram de existir, usar pornografia não pára o tempo e é uma maneira de usar o tempo, de desperdiçá-lo...
A partir do momento que fazemos essa escolha de largar a pornografia é ter de lidar com nós mesmos, nossos problemas e todas as dificuldades, não há pra onde correr e o humor vai afundar pois nosso cérebro está sofrendo abstinência e quer fazer de tudo pra vc acreditar que foi uma péssima escolha parar de se dar esse prazer mínimo, breve e inofensivo. Mas não! Não ceda aos seus instintos mais baixos, vc fez essa escolha através da sua consciência e isso é o verdadeiro sentido da força interior. Por isso, vá e esquente a caneca, acorde cedo e se permita a sentir cada frustração.e incômodo dentro de si sabendo que vc não vai parar. Continue atravessando. É um inferno mas continue, não pare para descansar no inferno, siga com dor e com raiva, fazendo o seu dia a dia possível. Procure tirar do lodo a sua disposição e a sua força e vc vai perceber que pode dar esperança a si mesmo. Parar com a pornografia, abandonar o vício é difícil, nos obriga a conviver com nossos demônios, mas vc não está sozinho todos aqui conhecem essa decisão amarga.
Obrigado pelas recomendações, Liu!

É basicamente o que você disse: é um inferno! Mas não podemos  parar para descansar, devemos seguir em frente aconteça o que acontecer. Dei uma olhada no seu diário, vi que é usuário antigo aqui do fórum, uma pena ter voltado ao vício. No entanto, bola para frente, Liu! Faça uma comparação dos benefícios que você conseguiu com os malefícios atuais causados pelo vício. Use isso como motivação para essa sua nova jornada. Conte comigo para o que precisar.

Abraços!

Spiritum Novus escreveu:
Olá, Francisco!
Estou passando por aqui pra te agradecer pelo teu apoio lá no meu diário.
Vejo que temos algumas coisas em comum.

Precisamos ficar atentos, porque problemas financeiros e outros problemas cotidianos podem fazer com que o nosso cérebro primitivo nos arraste pro chorume da pornografia, e esse vício terrível nos faz perder energia, foco e capacidade cerebral ( dentre outras coisas).

Recomendo que você assista a alguns vídeos do Wendell Carvalho no YouTube, ele é coach e fala sobre várias coisas interessantes sobre desenvolvimento pessoal, de relacionamento e financeiro.

Tem também o André Buric do canal Brain Power, em uma sequência de vídeos ele fala da relação do sistema límbico e do córtex pré-frontal, é muito interessante e faz todo o sentido, ainda mais com a nossa situação do vício em pornografia.

[depois posso de enviar referências mais precisas]

Tem uns vídeos do Garry Wilson que fala do Grande Estudo da Pornografia (no TED e no Private Matters)

Tem uma série de 4 vídeos do Padre Paulo Ricardo de Azevedo que fala do vício em pornografia e masturbação. É ótimo, tem uma abordagem religiosa e uma científica. Confere lá que é muito bom.

Também procuro manter uma rotina positiva com orações diárias, atividades física, marcações do reboot em calendários.
Aliás, procura canalizar a tua energia (porque os teus níveis de testosterona vão aumentar) para atividades físicas, trabalho e estudo. Tudo isso vai nos puxar pra cima. Atividade física aumenta a dopamina (ou endorfina, não lembro) de uma fonte boa e positiva, e vai ajudar a diminuir e eliminar a depressão.

Também tô mal de grana. Não tenho tempo e dinheiro pra terapias e remédios, então recorro ao conhecimento gratuito na internet, troca de ideias aqui no fórum e muito esforço solitário.

Espero que a tua esposa melhore de saúde o quanto antes, mas aproveita esse revés e faz um reboot hard mode enquanto ela não pode. Te guarda pra ela, retribui o amor que ela sente por ti te guardando pra ela, coloca este propósito pra ti.

Enfim, meu amigo, vamos lá! Tamo junto!
Um forte e fraterno abraço!

Olá Spiritum, como vai? É um prazer tê-lo aqui em meu diário. Realmente temos coisas em comum, e podemos usar esse espaço para compartilhar nossas histórias, que são parecidas.

Obrigado por todas as suas sugestões. Anotei aqui em meu diário com muito carinho. Algumas coisas como os vídeos do Gary Wilson e do Padre Paulo Ricardo, eu já tive o privilégio de assistir e me ajudaram bastante. Eu não sei qual sua religião, ainda não tive tempo de ler todo o seu diário, mas conheço um vídeo muito bom também sobre o assunto, feito por um padre. Depois me diga se não há problema em compartilhar com você que eu posto aqui, ou até mesmo no seu diário.

Agora, nesse exato momento em que estou digitando essa mensagem, estou rezando o terço. E sabe por que? Tenho um certo receio de encontrar gatilhos por aqui, e é por isso que evito, ao máximo, conhecer a história de todos. Existem relatos aqui -infelizmente- que mais parecem contos eróticos, e até mesmo os meus relatos podem acabar sendo algum gatilho para você ou outro usuário; então para me precaver e não comprometer ninguém, prefiro entrar aqui quando estiver em comunhão com Deus, seja ouvindo músicas, seja rezando o terço. Aliás, eu também precisava rezar, já estava sentindo falta, por não ter rezado nesses últimos dias. Cara, pode parecer clichê o que vou dizer: mas a oração ajuda muito!

Gostei muito do que disse ao fim da sua postagem, vou me comprometer a me guardar para a minha esposa. E muito obrigado pela estima de melhoras, se Deus quiser ela ficará bem!

Um grande abraço meu parceiro, espero contar sempre com seu apoio aqui. Tenha um excelente fds!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Spiritum Novus
Mensagens : 539
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 8/2/2019, 18:28
Olá, Francisco!
Fique a vontade para compartilhar qualquer conhecimento, seja católico, protestante ou científico/materialista. Sem problemas!
Sou essencialmente cristão, desde criança tenho Jesus como o maior exemplo a ser seguido, adoro suas histórias e seus ensinamentos. Creio que a oração é uma forte conexão com Deus, me faz muito bem.
Me criei católico, já frequentei uma igreja evangélica (muito interessante e prática com relação de vícios de todas as espécies), atualmente me identifico mais com a Doutrina Espírita, porém não tenho frequentado nenhuma igreja ou sociedade espírita. Minha prática é solitária.
Procuro associar e relacionar todo o tipo de conhecimento.
Fica com Deus, meu irmão! Um forte abraço e um ótimo fim de semana pra ti também!

_______________________________________
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 980
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 13/2/2019, 16:03
Como está o reboot, amigo Francisco?

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker

1ªtentativa: 284 dias (30/09/2018 - 11/07/2019)


2ªtentativa: 11 dias (12/07/2019 a 22/07/2019)

Meta 1:   90 dias   /  Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )








Spiritum Novus
Mensagens : 539
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 13/2/2019, 17:37
E aí, meu irmão, como está o reboot?
Espero que esteja tudo sob controle!
Um forte e fraterno abraço!

_______________________________________
Francisco
Mensagens : 75
Data de inscrição : 15/01/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 14/2/2019, 16:50
Seeker escreveu:Como está o reboot, amigo Francisco?
Spiritum Novus escreveu:E aí, meu irmão, como está o reboot?
Espero que esteja tudo sob controle!
Um forte e fraterno abraço!

Olá meus caros amigos, obrigado por lembrarem de mim. Conto com a oração de vocês para vencer mais um momento de dificuldade nessa minha trajetória. Não estive muito bem durante esses dias, e estava esperando conseguir me reerguer para poder postar aqui. Estive -mais uma vez no fundo do poço, e somente agora, adquiri uma certa força para me levantar, sacudir a poeira, e seguir em frente.

E agora, fazendo uma análise precisa do que me levou à recaída, consigo perceber que falhei em muitos aspectos, principalmente nas orações. Fui deixando a procrastinação tomar conta de mim, sempre adiando as orações e dando brechas, ouvindo músicas seculares de cunho sexual; músicas que enchem a minha mente com um turbilhão de fantasias fazem aguçar ainda mais a minha vontade. Quando percebi, já era tarde demais. Estava parecendo um louco! Sem rezar, procrastinando em tudo, ouvindo mais e mais músicas de cunho sexual, deixando a lascívia fazer parte do meu dia a dia etc. O que eu poderia esperar dessas minhas atitudes? A recaída estava "programada", era só só uma questão de tempo mesmo e, infelizmente, esse tempo havia chegado.

Foram dias horríveis, voltei ao fundo do poço, guiado pela minha vontade carnal, perdi totalmente a conexão com Deus e até mesmo a vontade de tentar novamente, já que todas as minhas tentativas falharam. As vezes Iniciava o dia com uma mínima esperança, mas sem nenhuma base, no primeiro desejo me entregava.

Agora tenho um certo motivo (pessoal) que pode me proporcionar um maior incentivo, e mesmo sabendo que isso tem que partir de mim, é bom termos sempre bons motivos pelos quais queremos ser melhores, não só por nós, mas também pelos que estão próximos que, considero eu, se são importantes, merecem uma melhor versão de nós; e é isso que eu quero ser daqui em diante: a melhor versão de mim mesmo!

Tenho que me preparar para um grande acontecimento que vai mudar a minha vida, aliás, já está mudando. Mas preciso de muita garra e determinação, caso contrário, falharei outra vez.

Bom, informado os meus erros no reboot passado, pretendo melhorar nos seguintes aspectos: procurarei seguir a risca as atividades que mencionei anteriormente, sem deixar que o desânimo e a procrastinação se instalem. Tentarei, na medida do possível, rezar mesmo quando estiver triste e desanimado (efeitos da abstinência), pois é exatamente nesse momento que eu começo a fraquejar e a partir disso ocorre um efeito dominó, um elo que se encerra em mais uma dolorosa recaída.

Músicas? Serei o mais rigoroso possível desta vez. Acreditem, isso me atrapalha muito, muito mesmo. Cresci em um ambiente bem complicado se tratando desse assunto, lembro que na mais tenra idade (em festas de aniversários e até mesmo nas minhas festas) fui exposto a muitos tipos de músicas com alto cunho sexual, e tenho certeza que isso afetou diretamente a minha vida e minha forma de pensar à respeito das mulheres que, em muitas músicas são objetificadas, foi deturpada. Vou investir mais em músicas católicas, que não me farão mal alguma, muito pelo contrário, me trarão mais paz de espírito e mais intimidade com Deus.

Santo Terço? Rezá-lo todos os dias, sem exceção. Desanimado, triste, conturbado, fissurado, seja lá como estiver. Me comprometo a melhorar a minha espiritualidade.

Enfim, essas e mais algumas atitudes estão sendo tomadas, para que os erros que cometi não sejam mais empecilhos em minha vida. "Com Jesus tudo pode ser mudado, pela força da oração", diz a música que estou escutando agora. E quero registrar aqui, neste dia 14/02/2018 um compromisso não só com vocês, não só comigo ou com a minha esposa, mas com Deus, que através da oração, buscarei a minha cura, minha salvação, e minha libertação. Em nome de Jesus!


_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Spiritum Novus
Mensagens : 539
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Diário do Francisco, 25 anos. Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 15/2/2019, 09:17
Lamento você ter caído, mas não há de ser nada! Ouça um cara que já caiu e recaiu tantas vezes, mas não desxistiu: EU.
E porque que apesar de tantas quedas eu não desisti? Porque NÃO HÁ OUTRO CAMINHO!
Já tive 3 experiências mais relevantes com reboot:

1ª) quando uma namorada da adolescência passou 1 mês de férias de verão comigo, eu não sabia da técnica do reboot; no começo eu brochava, passado alguns dias sem pornografia (porque ela tava lá) eu comecei a melhorar; depois ela voltou pra casa dela e eu voltei a ver pornô, voltei pra mediocridade de novo.

2ª) quando eu comecei a participar de uma igreja evangélica com foco em lutar cotra vícios (de todos os tipos), e eu também não sabia da técnica do reboot, eu me propus em ter uma vida correta, seguindo os ensinamentos de Jesus; em algumas semanas (em menos de 1 mês) me senti mais disposto e minha potência melhorou bastante; depois de 1 mês aos poucos relaxei e voltei pra este vício terrível.

3ª) quando eu já estava cansado e desconfiado (imagina!) que a pornografia atrapalhava a vida, mas pensei que seria somente ligado a produtividade no trabalho e descobri com uma entrevista com Garry Wilson que isto afetava vários aspectos da vida: trabalho, cérebro e sexo; aí eu descobri a técnica do reboot; consegui ficar 38 dias sem pornografia e foi ótimo e visível a minha recuperação, minha esposa estava satisfeita, minha disposição para trabalhar melhorou, minha aparência ficou mais saudável e minha voz ficou mais encorpada.

Ou seja: o reboot funciona e desenvolvemos "super poderes"!

Concordo contigo:
- faça orações: elas fortalecem uma conexão com Deus, com Jesus, com seus ensinamentos; conecte-se com Deus mesmo estando desanimado, tem um palestrante (não lembro) que disse: "finja até conseguir ser."
- lute contra a procrastinação: faça uma religação co o mundo real, com as coisa importantes que precisam ser feitas e que vão te dar resultados;
- escute músicas que te elevem o espírito: tenho escutado músicas evangélicas que me colocam em uma atmosfera de paz e ligação com Deus e tudo o que é correto;
- crie uma rotina positiva: pratique de bons hábitos, estabeleça um roteiro e siga a risca (orações matinais, trabalho e estudo focado, atividades físicas)

Motivação
a) sexual: sexo real é ótimo e faz bem pra auto estima;
b) intelectual: você vai te sentir mais capaz de resolver problemas, melhora o raciocínio, a memória, o foco e o poder de decisão;
c) financeira: você vai produzir mais e ser mais proativo;
d) pessoal: como você disse "ser a melhor versão de você mesmo!"

Espero ter ajudado em algo.
Desculpe se ficou meio longo.

É isso aí, meu irmão: "Não tá morto quem peleia!"
Um forte e fraterno abraço.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum