Compartilhe
Ir em baixo
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 9/8/2019, 08:59
vierkenes escreveu:Companheiro, entendo seu sentimento. Isso é normal com apenas 3 dias de reboot. O vício é capaz de tirar nossa esperança, nos fazer acreditar que não temos futuro. Destrói nossa auto estima, destrói tudo.

Qual o caminho pra resolver isso? Continuar lutando bravamente. É a única opção. Não tem jeito: tem que continuar tentando, até conseguir.

Olá, Vierkenes! Desde já agradeço pelo apoio. Acabei me expressando mal, o meu intuito era dizer que o meu reboot anterior tinha durado apenas 3 míseros dias. Zerei o contador ontem, e iniciei a contagem do 0. Finalmente consegui dar o primeiro passo, e apesar de toda a dificuldade hoje estou me sentindo muito melhor. Realmente continuar lutando á a única opção que nós temos, não há outra forma.

vierkenes escreveu:Isso de mudar de um minuto pro outro é um claro sinal de falta de firmeza. Oscilação. Você precisa cultivar a constância. É como você tivesse dúvida em relação à sua capacidade, uma forte indecisão quanto a que caminho seguir. Bom, isso é só uma interpretação minha, evidentemente não é tão fácil vencer essas coisas, mas compreender qual a questão já é um início. Pense no reboot como uma questão de fé: afirme pra você mesmo que vai conseguir vencer, várias e várias vezes, até isso se tornar algo inabalável. E então você não vai cair com o vento. Ler outros diários ajuda muito também. Eu, pelo menos, sempre me sinto tocado ao ver o quanto de sofrimento isso pode causar. Fortalece minha crença no reboot.

Essa oscilação tem acontecido com frequência, e isso me assusta muito. Penso que meu cérebro piorou gradativamente de uns tempos para cá, visto que antigamente isso não ocorria. Sobre ler outros diários, infelizmente não posso concordar. Já perdi a conta de quantas vezes encontrei gatilhos fortíssimos em certos diários por aqui, por isso acabei criando uma certa resistência e um medo muito grande de recair por este motivo novamente. Aqui é um bom lugar, onde podemos desabafar. Porém, alguns usuários não têm o mínimo de noção de que alguns relatos podem virar uma espécie de conto erótico, e então é um passo para uma queda certeira. Não é o seu caso, obviamente, você escolhe muito bem as palavras que usa em seu diário, no entanto, prefiro não arriscar e por isso me atenho ao que o fórum me proporciona de bom, que é poder desabafar sem medo e sem julgamentos aqui em meu próprio diário.

vierkenes escreveu:Recomendo fortemente a consulta com um psicologo. Pode ser demorado, mas é assim mesmo, pois afinal de contas, passamos muitos anos adoecidos, muitos anos no vício. A psicologia é a única coisa que vai na raiz da questão, e por isso mesmo, é altamente eficiente. Não deixe de ir.

Já demorei muito para procurar um bom Psicologo, e talvez, se não tivesse tido as crises de pânico, demoraria mais ainda para procurar um Psiquiatra. É por isso que dou graças à Deus, por que mesmo diante das dificuldades sempre existe um lado bom da coisa. Na segunda-feira entrarei em contato com "Centro de Psicologia Aplicada Unip" que disponibiliza consultas gratuitas, para verificar a agenda dos próximos atendimentos. No fundo, sei que isso me fará bem.

vierkenes escreveu:Me identifico com você nesse lance das amizades. O vício tem mesmo essa capacidade de nos isolar. Mata o amor, mata o afeto, tira a graça e o prazer das relações. Tudo fica apático e cinza. Perdemos a empatia. A boa nova é que isso pode ser revertido através do reboot.

Infelizmente não cultivei nenhuma relação de amizade, cara. Estou colhendo um mal que eu mesmo plantei, não adianta reclamar muito. Agora é seguir em frente!

vierkenes escreveu:Cheque seus bloqueadores, amigo. Eles são absolutamente fundamentais nesses momentos. Está entregue ao vício e não possui força própria para chegar a 10 dias? Block neles! Isso é algo que está ao seu alcance. Claro, não é o ideal, mas é melhor ser impedido pela tecnologia do que ficar entregue à essa desgraça. É visível o sofrimento que isso traz. Portanto, pare tudo que estiver fazendo no computador, dedique 1 ou 2 horas para bolar um sistema de bloqueio eficiente. Consulte o fórum, pesquisa na internet. Tem algumas opções disponíveis, você vai achar algo que se encaixe com suas necessidades.

Block neles, cara! Com um bloqueio eficiente, você vai conseguir ficar alguns dias limpo, então vai raciocinar melhor, sua situação vai melhorar um pouco, você vai se fortalecer e então conseguirá seguir melhor na luta.

Essa questão dos bloqueios é bem complicada. Geralmente tenho problemas no meu trabalho, onde nada poderei fazer de bloqueio, até por que não tenho permissão de administrador para isso. Meus grandes vilões são as redes sociais de um modo geral, não é nem um conteúdo pornográfico em si. A minha "vibe" -digamos assim- é ter conversas eróticas com mulheres para me estimular até chegar ao O. Isso tem acontecido em 99% das minhas recaídas. Portanto, se eu não conseguir barrar isso na "raça", sempre continuarei na lama, pois é impossível exigir que bloqueiem as redes sociais do meu computador, já tentei e não deu muito certo pela infinidade de perguntas que ficaram fazendo. Enfim, tema delicado. No celular até penso em instalar alguma forma de bloqueio, mas sendo bem sincero, o grande problema mesmo em meu caso, é o computador da empresa; do qual não tenho nenhuma permissão para bloquear ou desbloquear alguma coisa.

vierkenes escreveu:E respondendo sua última pergunta: sim, tudo vai ficar bem. Todos os momentos da vida são fases, da mesma forma que você pode estar imerso no inferno da P agora, daqui a um tempo vai estar livre disso tudo. Nada vem de graça, a batalha é dura mesmo. Mas como disse alguém aqui uma vez, não há glória sem luta.

Aproveite a oportunidade que lhe está sendo dada. Isso é um desafio que Deus colocou para você, para testar sua fé, sua força, sua coragem.

Vamos caminhando, um dia de cada vez. Todo mundo é capaz de chegar lá (eu realmente acredito nisso!).

Bom reboot pra você!

Realmente espero que tudo fique bem. Ontem, voltando para casa, fiz uma adoração e uma oração à Deus (acompanhando um áudio da Canção Nova) que me fizeram muito bem. Refleti bastante e pedi incansavelmente para que Deus me desse sabedoria e me tirasse dessa confusão mental, para que eu tenha a lucidez necessária para lutar com dignidade. Por incrível que pareça, surtiu efeito e eu creio muito nisso. Fui dormir muito bem, e acordei muito melhor hoje, com mais disposição, e mais entregue às vontades D'ele em minha vida.

Aguardo seu retorno sempre em meu diário, um fraterno abraço!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 9/8/2019, 09:03
paul.jp escreveu:Cara sua história me comoveu apesar que a minha e indentica a sua meu primeiro Reboot foi 15 dias aí cai mais já comecei outro e olha não foi fácil recomeçar uma dica leia a Bíblia e ore de joelhos para que o senhor  lhe dê a vitória mude devagar pois a direção é mais importante que a velocidade tmj irmão!!

Obrigado pelo apoio, Paul.jp! É muito bom poder contar com vocês aqui!

fc1992 escreveu:Olá Francisco. Estou do mesmo jeito que você, nos últimos dias tive várias recaídas, inclusive hoje de manhã. Tbm estou triste mas não adianta muito lamentar, apenas tentar a melhora. Quanto mais tristeza mais nos sufocamos. Eu agora vou instalar novas medidas para evitar cair.. Tenta achar novas coisas pra fazer, ficar ocioso pra mim é meu maior problema. Se tá difícil pra vc o reboot de 90 dias tenta primeiro ficar 2 dias. Se der errado no 3º dia começa d novo e tenta fazer por 4 dias, e vai assim, sempre tentando superar uma meta um pouco maior q a anterior.
Em relação as amizades vc pode tentar cultivar novas amizades ou buscar contato com seus antigos colegas. Vc citou ali sobre meios virtuais, vc pode conversar com nos aqui no forum e tal, tenta tbm buscar conversar com pessoas no dia-a-dia como o pessoal da padaria, algum vizinho ou mesmo algum "maluco", esses últimos tem muito a nos ensinar.
Sua criança está pra nascer, ele é a luz q falta pra vc. Com certeza sua mente vai mudar quando ele nascer. Então tenta evitar um pouco a tristeza e ficar pensando em medidas desesperadas.
Você ficará bem sim, todos nós iremos em breve. Deus nos abençoe. Abraços.

Grande Fc1992! Gratidão velos valiosos conselhos! Que Deus nos abençoe!!!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 9/8/2019, 09:12
Foi difícil, com muitas oscilações de humor durante o dia, mas finalmente consegui me levantar. Assisti muitas palestras cristãs sobre o vício ontem, que me ajudaram bastante nesse processo. Ao voltar para casa, estava extremamente mal. Porém, fiz uma adoração [acompanhando um áudio da Canção Nova] ao Senhor, pedindo que Ele que me dê força, sabedoria e lucidez para lutar contra todos os meus desejos carnais. Felizmente, Deus ouviu minhas preces e me fez ter uma noite muito melhor, acompanhado de uma manhã [hoje] com mais qualidade ainda. Pretendo me entregar totalmente à minha espiritualidade, fazer orações e adorações com qualidade, e entregar todos os meus projetos na mão de Deus.

Sei que vencerei essa batalha em nome de Jesus! Obviamente que farei a minha parte também, e hoje pretendo utilizar o computador aqui no trabalho somente para fazer o que é necessário, e assim tentar diminuir a procrastinação e a ociosidade que me fazem muito mal. Acessarei o fórum somente uma vez por dia, exceto nos finais de semana, onde estarei voltado totalmente aos afazeres domésticos e à minha esposa.

Além de tudo, vou iniciar a leitura de um livro muito interessante que adquiri recentemente, que fala sobre traumas do passado, escrito por uma psicologa. E continuar enaltecendo a minha espiritualidade, assistindo pregações, missas, louvores etc.

Bem, é isso! Que Deus abençoe e dê discernimento à todos nós!

Um fraterno abraço.

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
fc1992
fc1992
Mensagens : 152
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 23/8/2019, 01:33
Olá Francisco, quando possível nos conte as novidades. Vc sumiu do fórum, espero que esteja bem com você.

_______________________________________


Lutando junto de Deus e a cada dia mais perto da vitoria.

"Para ser um homem primeiro você deve agir como um." - Pai do Gray Pierce

Records:
43 dias sem PMO.
55 dias sem P.
Etapas:

  • Abandonar pornografia (ok)
  • Abandonar masturbação (Em processo)
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 30/9/2019, 12:24
fc1992 escreveu:Olá Francisco, quando possível nos conte as novidades. Vc sumiu do fórum, espero que esteja bem com você.

Obrigado pela preocupação, fc1992. Graças à Deus estou bem, melhor do que nunca!!

Espero que você também esteja bem, um forte abraço.

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 30/9/2019, 12:49
Olá companheiros, como estão?

Faz tempo que não posto nada por aqui, mas hoje resolvi deixar algumas coisas importantes registradas, para que no futuro eu possa ler e me orgulhar do HOMEM que estou sendo nesses últimos dias.

Finalmente o meu filho nasceu, foram longos 9 meses de ansiedade pela chegada dessa criança, fruto do amor entre eu e minha esposa. Vocês não imaginam o quanto esperávamos por esse momento, era um sonho do qual compartilhávamos desde o início do namoro, e agora isso é real. Deus é maravilhoso!!!

Quanto à luta contra a PMO, sigo firme durante esses dias. Porém, hoje já comecei a sentir algumas crises de abstinência, devido a fatores externos como, estresse no trabalho e preocupações excessivas com a vida financeira. Estava tudo bem até aqui, parece que havia esquecido de todos os meus problemas momentaneamente, no entanto, agora, parece que tudo foi jogado diante da minha face, como que uma voz interior me julgando a todo momento. Devo me atentar a esses fatores, pois geralmente são pensamentos assim que me levaram à constantes recaídas no passado.

Agora tenho um ânimo maior, que é meu filho. Coloquei uma foto da minha família em destaque, para que eu possa lembrar sempre que não estou sozinho nessa luta. Minha esposa e meu filho estão comigo, e precisam de mim. Preciso concentrar minhas energias em coisas boas e produtivas, principalmente agora.

Enfim, registro aqui a felicidade que estou sentindo em ser pai. É indescritível, eu poderia ficar horas digitando que não conseguiria descrever.

Sigo firme!!!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Der Metzgermeister
Der Metzgermeister
Mensagens : 114
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 30/9/2019, 13:03
Francisco escreveu:Olá companheiros, como estão?

Faz tempo que não posto nada por aqui, mas hoje resolvi deixar algumas coisas importantes registradas, para que no futuro eu possa ler e me orgulhar do HOMEM que estou sendo nesses últimos dias.

Finalmente o meu filho nasceu, foram longos 9 meses de ansiedade pela chegada dessa criança, fruto do amor entre eu e minha esposa. Vocês não imaginam o quanto esperávamos por esse momento, era um sonho do qual compartilhávamos desde o início do namoro, e agora isso é real. Deus é maravilhoso!!!

Quanto à luta contra a PMO, sigo firme durante esses dias. Porém, hoje já comecei a sentir algumas crises de abstinência, devido a fatores externos como, estresse no trabalho e preocupações excessivas com a vida financeira. Estava tudo bem até aqui, parece que havia esquecido de todos os meus problemas momentaneamente, no entanto, agora, parece que tudo foi jogado diante da minha face, como que uma voz interior me julgando a todo momento. Devo me atentar a esses fatores, pois geralmente são pensamentos assim que me levaram à constantes recaídas no passado.

Agora tenho um ânimo maior, que é meu filho. Coloquei uma foto da minha família em destaque, para que eu possa lembrar sempre que não estou sozinho nessa luta. Minha esposa e meu filho estão comigo, e precisam de mim. Preciso concentrar minhas energias em coisas boas e produtivas, principalmente agora.

Enfim, registro aqui a felicidade que estou sentindo em ser pai. É indescritível, eu poderia ficar horas digitando que não conseguiria descrever.

Sigo firme!!!
Parabéns pelas suas conquistas e que Deus abençoe seu filho!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Seeker
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 1044
Data de inscrição : 02/10/2018

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 30/9/2019, 13:23
Francisco escreveu:Olá companheiros, como estão?

Faz tempo que não posto nada por aqui, mas hoje resolvi deixar algumas coisas importantes registradas, para que no futuro eu possa ler e me orgulhar do HOMEM que estou sendo nesses últimos dias.

Finalmente o meu filho nasceu, foram longos 9 meses de ansiedade pela chegada dessa criança, fruto do amor entre eu e minha esposa. Vocês não imaginam o quanto esperávamos por esse momento, era um sonho do qual compartilhávamos desde o início do namoro, e agora isso é real. Deus é maravilhoso!!!

Quanto à luta contra a PMO, sigo firme durante esses dias. Porém, hoje já comecei a sentir algumas crises de abstinência, devido a fatores externos como, estresse no trabalho e preocupações excessivas com a vida financeira. Estava tudo bem até aqui, parece que havia esquecido de todos os meus problemas momentaneamente, no entanto, agora, parece que tudo foi jogado diante da minha face, como que uma voz interior me julgando a todo momento. Devo me atentar a esses fatores, pois geralmente são pensamentos assim que me levaram à constantes recaídas no passado.

Agora tenho um ânimo maior, que é meu filho. Coloquei uma foto da minha família em destaque, para que eu possa lembrar sempre que não estou sozinho nessa luta. Minha esposa e meu filho estão comigo, e precisam de mim. Preciso concentrar minhas energias em coisas boas e produtivas, principalmente agora.

Enfim, registro aqui a felicidade que estou sentindo em ser pai. É indescritível, eu poderia ficar horas digitando que não conseguiria descrever.

Sigo firme!!!

Parabéns pelo filho, meu caro! Que você possa viver essa nova experiência em sua vida com plenitude! Grande abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker

1ª tentativa: 284 dias (30/09/2018 - 11/07/2019)


2ª tentativa: 11 dias (12/07/2019 a 22/07/2019)

3ª tentativa: 52 dias (23/07/2019 a 13/09/2019)

Meta 1:   90 dias   /  Submetas:   10 ( X )   30 (  )  60 (  )  90 (  )








Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 30/9/2019, 16:19
Obrigado Der Metzgermeister e Seeker, pelas felicitações!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
5&4
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 2344
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 30/9/2019, 16:27
Parabéns, papai!

Parabéns, Francisco, pelos 12 dias limpo! O mundo real é assim mesmo, cheio de coisas boas e coisas ruins. Temos que aceitar aquilo que não pudermos fazer nada, e não se conformar com as coisas que dão para mudar. Simplesmente, aceite que mundo real é duro e cruel. Sempre foi e sempre será! Entretanto, não aceite fugir dessa realidade em forma de um vício. A Palavra de Deus diz: "Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos." (Mateus 28.20) Então, não precisamos temer os dias maus. Deus está conosco. 

Davi não tinha preparo para enfrentar uma guerra, nunca tinha treinado, nunca tinha guerreado; além disso, era franzino e mesmo assim não se intimidou diante de um gigante. Deus entregou o Golias nas mãos dele. Davi é um exemplo forte de coragem e fé, soube encarar a realidade de forma incisiva, não se escondeu. Que sejamos um Davi a cada dia. Um forte abraço, meu amigo e que Deus abençoe o seu reboot, sua família, sua vida como um todo!

_______________________________________
Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Bms-eb11
fc1992
fc1992
Mensagens : 152
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 1/10/2019, 02:52
Parabéns pelo filho Francisco. Deus abençoe vc e sua família.

_______________________________________


Lutando junto de Deus e a cada dia mais perto da vitoria.

"Para ser um homem primeiro você deve agir como um." - Pai do Gray Pierce

Records:
43 dias sem PMO.
55 dias sem P.
Etapas:

  • Abandonar pornografia (ok)
  • Abandonar masturbação (Em processo)
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 2/10/2019, 14:59
Muito obrigado pelas felicitações 5&4 e fc1992. Porém, infelizmente, meus dias de felicidade duraram pouco...

Bastou voltar ao trabalho que a recaída aconteceu. Acho que meu caso já se tornou extremamente grave, a compulsão chegou em um certo nível que não consigo mais controlar minhas atitudes. É como se meu cérebro congelasse e eu agisse como um animal faminto, por extinto, atrás de alimento, colocando em risco minha carreira profissional, meu relacionamento amoroso, e até mesmo a minha saúde mental e física.

Amigos, preciso muito da opinião de vocês sobre o meu caso. Estava indo tudo bem, a felicidade com o nascimento do meu filho estava enorme, a proximidade com a minha esposa estava aumentando, e de repente, tudo parece ter desmoronado. Não consegui pensar em nada disso no momento da queda, e o que é pior, essas quedas têm se tornado cada vez mais severas, visto que criei um certo tipo de compulsão por conversas eróticas, então a cada recaída é um perfil fake no Facebook, afim de me conectar e conversar com pessoas com os mesmos "gostos" por fetiches bizarros.

Isso tem se tornado muito frequente. E eu, sinceramente, já perdi a conta de quantos perfis criei para essa finalidade. Chega ser vergonhoso assumir isso aqui, mas é preciso. Eu preciso dar um basta nessa situação. E como se não bastasse ficar apenas na conversa, acabo combinando encontros -que geralmente eu não vou, mas mesmo relutando já cedi algumas poucas vezes- para a prática desses tais fetiches.

Sério, isso é doentio. Ter acesso à um computador aqui na empresa, com o Facebook liberado, tem sido insuportável para mim. Parece que é uma mistura de dopamina com adrenalina que faz o meu cérebro ferver. Já relatei isso ao psiquiatra e ele simplesmente não deu a mínima. Parece que a minha compulsão tem um botação liga/desliga automático que, quando ativado, não há jeito de barrar. Estou digitando aqui agora, focado, mas sei que daqui há poucos minutos minha mente entrará em transe e surgirá uma vontade muito forte de criar outro perfil e ir atrás dessas pessoas. Será que estou me reprimindo? E por isso é tão forte assim? Estou ficando louco? Precisando me internar urgentemente em uma clínica para conseguir parar antes que meu cérebro entre em pane?

O ciclo é o mesmo e se repete 1.000000 de vezes. Cria-se um perfil fake > entra em contato com o maior número de pessoas (sexo feminino) > conversa, fantasia, combina encontros > desconta na m. > bate o arrependimento > exclui-se a conta > cria-se outro perfil o quanto antes (...) e assim sucessivamente. Isso não pode ser normal!!!!

Não sei se estou sendo muito severo comigo mesmo, mas é que já entrei nesse ciclo tantas vezes que sinceramente, não sei como não me cobrar por melhorias. Quando estou longe disso, parece que meus dias não têm tanta graça e que o o relógio se arrasta. Tudo fica nublado, cinza, escuro e nada me faz feliz (pelo menos durante o expediente de trabalho) até que eu entre novamente o ciclo vicioso.

Depois de 13 dias de pura felicidade, depois de conhecer o fruto do amor entre eu e minha esposa, não posso acreditar que caí nessa cilada outra vez. Até quando agirei assim? Até o fim da minha vida? Será que nada mais nessa vida conseguirá me proporcionar prazer? Nada além dessas conversas idiotas com mulheres estranhas, interesseiras, e que não fariam 1% por mim?

Desculpe-me pelo desabafo. Mas é a única forma que encontrei para compartilhar isso. Sinto nojo de mim mesmo por essas atitudes...ficar mendigando atenção com pessoas que só correm atrás de seus próprios interesses. Maldito dia que isso entrou na minha vida! Agora parece não haver uma saída nem com muitos dias de reboot, pois isso está impregnado na minha alma. Chego a pensar que Deus me criou assim, com isso dentro de mim...mas, ao mesmo tempo, O vejo tão perfeito que não consigo entender por que ele criaria algo em mim que me fizesse sofrer.

É difícil entender os desígnios de Deus na minha vida diante dessa situação. E como se não bastasse já essa compulsão pré definida em mim (e isso aumentou durante esses anos, lembro-me puxando pela memória, que eu não tinha essa compulsividade estranha assim, havia sim, mas ainda era controlável. Cheguei a ficar um bom período longe disso, mas intensificou bastante na medida em que fui cedendo à essa tentação e aos poucos fui chegando onde estou, nesse fundo de poço).

Agora, parando para pensar, me pergunto: do que adiantou relatar isso aqui? Se daqui 10 minutos minha percepção vai mudar, vou estar cego e surdo, e me entregar aos prazeres carnais. Como achar que posso ser melhor se isso faz parte do meu dia a dia e me perturba a cada 5/10 minutos? Quem é que consegue viver com uma voz interior tão intensa assim me falando o que devo fazer a todo momento? Que devo entrar no ciclo, que devo buscar prazer, fugir da dor, fugir dos meus problemas financeiros etc.

De fato, existem muitos problemas mesmo que precisam ser resolvidos, principalmente na questão financeira. Tenho corrido atrás de uma renda extra, porém sem sucesso. Agora com a chegada da criança isso será ainda mais preciso, mas entra dia e sai dia, e eu não vejo nenhuma oportunidade surgir. Isso me angustia, me aprisiona, e é mais um fator que me empurra para o ciclo vicioso.

Alguém já sentiu algo parecido? Algo tão forte assim? Sinceramente, estou entrando em um estado desesperador. Que tipo de pai meu filho terá? Que tipo de esposo serei para a minha companheira? Dado todas essas informações, penso que, viver sofrendo dessa forma e fazer sofrer 2 pessoas que não têm absolutamente culpa alguma, é uma injustiça muito grande.

Crying or Very sad

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
The_Survivor
The_Survivor
Moderador
Moderador
Mensagens : 872
Data de inscrição : 10/06/2018
Idade : 31
http://www.comoparar.com/t7742-diario-the-survivor-idade-30-anos

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 2/10/2019, 17:32
Olá Francisco,

Lhe agradeço pela mensagem em meu diário, foi o Antonio quem disse e eu concordo com ele, se você se manter firme tudo irá resolver, e tudo irá melhorar, seja sua vida pessoal, sua vida financeira e sua vida amorosa, no meu caso eu posso dizer que sou prova disso, minha vida financeira tem melhorado, não melhorou ainda no aspecto da vida amorosa porque eu ando mais focado na vida profissional, eu me desanimei da vida amorosa mas quem sabe no futuro encontre uma mulher que considere valer a pena né ninguém sabe, mas o que eu tenho a lhe dizer é que o primeiro passo para almejar uma mudança começa pela mudança de velhos hábitos ou a eliminação de velhos hábitos, principalmente os velhos maus hábitos e vícios como é a PMO. Dando esse primeiro passo e conseguindo alcançar os 90 dias de reboot certamente chegará um ponto em que as coisas aos poucos irão melhorar, o processo não é fácil mas certamente vale a pena todo o esforço, e você deve trabalhar nisso para se sacrificar hoje para se tornar o que você quer ser, e ter uma vida longe desse vício. A etapa inicial é essa, é como um túnel, não podemos ver o final dele, não há como ver a luz no fim do túnel, mas para atravessa-lo temos que seguir em frente, ainda que na escuridão.

Que Deus esteja conosco.

_______________________________________
Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Ora%C3%A7%C3%A3oS%C3%A3oJorge10

5&4
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 2344
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 3/10/2019, 10:09
Olá, Francisco!

Os hábitos são formados por meio da repetição, isto é, quanto mais você repete determinado comportamento mais o cérebro entende a necessidade disso estar em você. E toda vez que esse comportamento ocorre, o caminho que o cérebro utiliza para comunicar a manifestação dele a você é reforçado. O somatório disso, com o tempo, é a condensação de um hábito. O nosso cérebro tem tendência de condensar tudo em hábitos, pois assim ele poupa energia. Imagine se você toda vez que você fosse escovar os dentes tivesse que fazer isso como se fosse pela primeira vez!? Normalmente, fazemos isso sem pensar. E é justamente essa a característica de um hábito: inserir o indivíduo em modo automático, isto é, a pessoa não consegue desabilitar o modo "piloto automático", fazendo as coisas sem pensar direito no que está fazendo.

E, assim, o seu corpo aprendeu que diante de um sinal ele deve executar o comportamento que você tanto repetiu no passado (continua repetindo). E esse sinal são as circunstâncias nas quais te fez desejar tanto executar esse comportamento. É o que chamamos de gatilhos, podendo ser a solidão, a angústia, estresse, ansiedade, complexo de inferioridade, necessidade de ser aceito e outros. Volte ao passado e tente enxergar o seu estado emocional antes de executar esse mau hábito e como se sentia após. Provavelmente, o seu estado anterior estava ligado a alguma dor, tristeza, frustração, cansaço, enfim, e quando você criava seus perfis fakes no facebook isso te trazia mais conforto, alívio, prazer, uma pretensa paz. Seu cérebro viu que isso te fazia bem e criou-se, então, esse mau hábito. Detalhe: nosso cérebro não sabe distinguir o que é um bom ou mau hábito.

A partir do momento que você identifica os seus gatilhos, veja os 20 piores gatilhos: http://www.comoparar.com/t669p200-duvidas-sobre-gatilhos-e-substitutos-de-pornografia#218665, você passa a ter condições de sair do modo "piloto automático". Então, faça uma pausa nesse momento, pegue uma folha em branco e escreva os seus gatilhos. Será um momento de autoconhecimento, investigação sobre si mesmo. Acesse suas lembranças desde o início na PMO. Depois disso, prossiga com a leitura.

Você diz estar muito feliz com a vinda do seu filho; então, a alegria, felicidade exacerbada é um gatilho também. Bons níveis de dopamina no sangue trazem felicidade. Esse acontecimento elevou seus níveis de dopamina no sangue. Seu cérebro lembrou de uma fonte inesgotável disso que é a PMO, seus perfis fakes, para que pudesse ter mais acesso e deu no que deu. Entretanto, não pense que não deva ficar feliz para evitar resets. Não é isso a questão. Basta gerir o seu emocional que tudo irá se equilibrar, isto é, temos que sentir tristeza, alegria, angústia, felicidade na dose certa. Não temos que ser pessimistas ao extremo, tampouco vivermos como uma "Pollyanna" do livro da Eleanor H. Porter. A Bíblia diz que "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã", isto é, Deus não está nos pedindo para não ficarmos tristes, angustiados. É normal isso do ser humano, a tristeza, a frustração vai nos alcançar em algum momento, mas Deus está dizendo que esse sentimento não deve tomar todo o nosso dia, todos os nossos momentos. Pense em dia, tarde e noite. Considere a manhã como dia e tarde. Nesse prisma, é como seu em 2/3 do tempo vivêssemos em alegria e 1/3 na tristeza; 66,7% na alegria e 33,3% na tristeza. Foi o que Davi disse nesse versículo do livro de Salmos. Note que ambos os sentimentos vão coexistir e perto desse percentual vão trazer equilíbrio emocional. 

Então, quando sentir, por exemplo, que os seu nível de estresse está acima desses "padrões normais" equilibre sua emoção fazendo algo que forneça dopamina ao seu organismo, que não seja do universo da PMO, tipo atividades físicas. Você vai precisar substituir um hábito por outro (um hábito ruim por um hábito bom) para vencer a PMO. Vamos a um comparativo. Vamos supor que a PMO descarregue em seu sangue 1000 pacotes de dopamina, e o limite que o seu corpo suporte seja 250 pacotes. Vamos supor que uma atividade física qualquer ou qualquer outra atividade que libere dopamina forneça a você 200 pacotes de dopamina. Não vai ser nada fácil convencer seu cérebro a abandonar 1000 pacotes e ficar com 200. Mas tudo é uma questão de adaptação, isto é, seu cérebro vai voltar a se acostumar com a dose normal de dopamina. É aí que você precisa ser forte, decidido. Compare seu cérebro a um filho mimado e egocêntrico que quer aquele doce de 1000 pacotes de dopamina. Então, ele chora, esperneia, faz tudo para chamar a sua atenção e você precisa ser um pai enérgico e falar para o seu filho que ele não vai fazer o que quer. Que se contente com 200 pacotes de dopamina. É como se você estivesse forçando seu cérebro obeso a fazer uma dieta. É um processo de reeducação alimentar. Da mesma forma, estará reeducando o seu cérebro ao consumo padrão de dopamina. 

Então, invista em autoconhecimento, saiba identificar os seus gatilhos. Feito isso estará apto para interferir no "piloto automático". Então, basta criar um plano de antecipação ataque: http://www.comoparar.com/t8460p200-diario-do-urso-polar#218436. Combata a compulsão por dopamina com dopamina, não interessa se é mais baixo do que a PMO; lembre-se de que o reboot é um processo também de reeducação "alimentar de dopamina". Logo, percebe-se que o reboot não é só resistir, mas também trocar um hábito ruim por um bom. É continuar fornecendo dopamina ao organismo, pois isso nunca poderá faltar. Do contrário, se você ficar somente resistindo, você entrará em modo de "mundo apático", "vida sem graça", "sem PMO não há vida"... Nosso organismo depende da dopamina, não deixe-o sem. Só que os mecanismos para se alcançar isso devem ser saudáveis. Então, largue a PMO, mas dê algo em troca para o seu cérebro, algo que lhe dê dopamina também. Estou repetindo isso para deixar claro mesmo. Portanto, se você não estava dando tanto valor às atividades de religação é melhor dar. Outra coisa, os bloqueadores configurados de forma extremamente eficaz (Eu, por exemplo, não consigo acessar P em meus equipamentos tecnológicos, pois estão muito bem bloqueados) são vitais nessa caminhada, pois impedem nossa inserção na rotina de PMO. Vejo muita gente dando desculpas para não usar os bloqueadores. Se não fosse por eles, eu não estaria onde estou hoje!

Enfim, acho que falei demais. Talvez em algum outro post eu fale um pouco mais sobre outras questões. Um forte abraço, Francisco!

_______________________________________
Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Bms-eb11
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 4/10/2019, 10:52
The_Survivor escreveu:Olá Francisco,

Lhe agradeço pela mensagem em meu diário, foi o Antonio quem disse e eu concordo com ele, se você se manter firme tudo irá resolver, e tudo irá melhorar, seja sua vida pessoal, sua vida financeira e sua vida amorosa, no meu caso eu posso dizer que sou prova disso, minha vida financeira tem melhorado, não melhorou ainda no aspecto da vida amorosa porque eu ando mais focado na vida profissional, eu me desanimei da vida amorosa mas quem sabe no futuro encontre uma mulher que considere valer a pena né ninguém sabe, mas o que eu tenho a lhe dizer é que o primeiro passo para almejar uma mudança começa pela mudança de velhos hábitos ou a eliminação de velhos hábitos, principalmente os velhos maus hábitos e vícios como é a PMO. Dando esse primeiro passo e conseguindo alcançar os 90 dias de reboot certamente chegará um ponto em que as coisas aos poucos irão melhorar, o processo não é fácil mas certamente vale a pena todo o esforço, e você deve trabalhar nisso para se sacrificar hoje para se tornar o que você quer ser, e ter uma vida longe desse vício. A etapa inicial é essa, é como um túnel, não podemos ver o final dele, não há como ver a luz no fim do túnel, mas para atravessa-lo temos que seguir em frente, ainda que na escuridão.

Que Deus esteja conosco.

Obrigado por passar aqui, The_Survivor. Certa vez li um artigo que dava algumas dicas para sermos vencedores na vida, e uma delas dizia o seguinte: passe a maior parte do seu tempo ao lado de pessoas vitoriosas. É por isso que admiro o seu diário e de alguns outros usuários, pois são cheios de sabedoria e vitórias incontáveis. Por isso, é muito bom ter sua participação aqui em meu diário, espero poder ajudá-lo em algo, mesmo sabendo que você está num patamar muito melhor do que eu, acredito que podemos trocar boas experiências de vida e dar sequência à essa corrente de apoio mútuo que cultivamos aqui.

Eu sei o quanto é difícil inserir hábitos saudáveis em nossas vidas. A nossa inclinação para hábitos nocivos é bem maior, mas acredito que temos total capacidade de lutar contra essa maré, afim de nos tornarmos pessoas melhores. Hoje estou me sentindo bem, em comparação à última postagem. Confesso que algumas quedas ainda aconteceram, mas acho que finalmente consegui me reerguer para iniciar uma nova batalha.

Almejo muito esses 90 dias como um primeiro passo para sair dessa vida miserável, e vou continuar em busca desse "prêmio", pois sei que fará muito bem ter essa primeira sensação de vitória. 90 dias, são 3 meses, para quem nunca conseguiu ficar mais de uma semana sem PMO, é muita coisa e é digno de toda a comemoração possível, por isso, vou batalhar arduamente para vencer os grilhões que me prendem e assim mudar o rumo da minha história, da minha vida.

Não tenho palavras para agradecê-lo. Tenho uma enorme carência afetiva, e entrar aqui sabendo que tenho amigos que se importam com a minha luta, é de grande ajuda. Desejo à você tudo em dobro, meu camarada. Vamos vencer!

Abraços.

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 4/10/2019, 13:01
5&4 escreveu:Olá, Francisco!

Os hábitos são formados por meio da repetição, isto é, quanto mais você repete determinado comportamento mais o cérebro entende a necessidade disso estar em você. E toda vez que esse comportamento ocorre, o caminho que o cérebro utiliza para comunicar a manifestação dele a você é reforçado. O somatório disso, com o tempo, é a condensação de um hábito. O nosso cérebro tem tendência de condensar tudo em hábitos, pois assim ele poupa energia. Imagine se você toda vez que você fosse escovar os dentes tivesse que fazer isso como se fosse pela primeira vez!? Normalmente, fazemos isso sem pensar. E é justamente essa a característica de um hábito: inserir o indivíduo em modo automático, isto é, a pessoa não consegue desabilitar o modo "piloto automático", fazendo as coisas sem pensar direito no que está fazendo.

Obrigado pela presença em meu diário, 5&4. Como mencionei em uma postagem anterior, é muito importante a presença de vocês aqui. É justamente nesse modo automático que faço coisas sem pensar. Vez ou outra me pego relutando contra algum desejo, e em fração de segundos já estou totalmente entregue. As vezes nem percebo o que me levou a tal ação, é totalmente automático mesmo, como escovar os dentes mesmo ou qualquer outro hábito corriqueiro do dia a dia que fazemos sem muita concentração. Avaliando, depois, percebo que segui o mesmo padrão. Recentemente li aquele livro "O poder do hábito" [recomendo a leitura] e tudo acontece exatamente como está descrito lá, sempre existe uma deixa(gatilho) que desperta a ação desses hábitos, só que em muitas vezes não conseguimos identificar, e aí que está o grande problema. Geralmente reconheço os gatilhos, porém em algumas vezes não consigo identificar.

5&4 escreveu:E, assim, o seu corpo aprendeu que diante de um sinal ele deve executar o comportamento que você tanto repetiu no passado (continua repetindo). E esse sinal são as circunstâncias nas quais te fez desejar tanto executar esse comportamento. É o que chamamos de gatilhos, podendo ser a solidão, a angústia, estresse, ansiedade, complexo de inferioridade, necessidade de ser aceito e outros. Volte ao passado e tente enxergar o seu estado emocional antes de executar esse mau hábito e como se sentia após. Provavelmente, o seu estado anterior estava ligado a alguma dor, tristeza, frustração, cansaço, enfim, e quando você criava seus perfis fakes no facebook isso te trazia mais conforto, alívio, prazer, uma pretensa paz. Seu cérebro viu que isso te fazia bem e criou-se, então, esse mau hábito. Detalhe: nosso cérebro não sabe distinguir o que é um bom ou mau hábito.

Esses sintomas que você mencionou, são os gatilhos mais presentes em todos nós, quando recaímos né? Acredito que um ou outro seja particular de cada um, porém em sua maioria são bem parecidos. Acredito que o refugio em redes sociais fakes surgiu em minha vida para "esquecer os meus problemas". Quer um exemplo? Questões financeiras; sempre quando estou pensando nos meus problemas financeiros, sinto uma angustia muito forte, e o escape que meu cérebro encontrou foi o de...procurar pessoas para fantasiar, ter conversas eróticas, afim de esquecer este problema. Acredito que seja basicamente isso. Ou seja, já identifiquei a maior parte dos meus gatilhos, só não estou sabendo como lidar diante desses gatilhos que são extremamente fortes.[/quote]

5&4 escreveu:A partir do momento que você identifica os seus gatilhos, veja os 20 piores gatilhos: http://www.comoparar.com/t669p200-duvidas-sobre-gatilhos-e-substitutos-de-pornografia#218665, você passa a ter condições de sair do modo "piloto automático". Então, faça uma pausa nesse momento, pegue uma folha em branco e escreva os seus gatilhos. Será um momento de autoconhecimento, investigação sobre si mesmo. Acesse suas lembranças desde o início na PMO. Depois disso, prossiga com a leitura.

Você diz estar muito feliz com a vinda do seu filho; então, a alegria, felicidade exacerbada é um gatilho também. Bons níveis de dopamina no sangue trazem felicidade. Esse acontecimento elevou seus níveis de dopamina no sangue. Seu cérebro lembrou de uma fonte inesgotável disso que é a PMO, seus perfis fakes, para que pudesse ter mais acesso e deu no que deu. Entretanto, não pense que não deva ficar feliz para evitar resets. Não é isso a questão. Basta gerir o seu emocional que tudo irá se equilibrar, isto é, temos que sentir tristeza, alegria, angústia, felicidade na dose certa. Não temos que ser pessimistas ao extremo, tampouco vivermos como uma "Pollyanna" do livro da Eleanor H. Porter. A Bíblia diz que "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã", isto é, Deus não está nos pedindo para não ficarmos tristes, angustiados. É normal isso do ser humano, a tristeza, a frustração vai nos alcançar em algum momento, mas Deus está dizendo que esse sentimento não deve tomar todo o nosso dia, todos os nossos momentos. Pense em dia, tarde e noite. Considere a manhã como dia e tarde. Nesse prisma, é como seu em 2/3 do tempo vivêssemos em alegria e 1/3 na tristeza; 66,7% na alegria e 33,3% na tristeza. Foi o que Davi disse nesse versículo do livro de Salmos. Note que ambos os sentimentos vão coexistir e perto desse percentual vão trazer equilíbrio emocional.

Então, quando sentir, por exemplo, que os seu nível de estresse está acima desses "padrões normais" equilibre sua emoção fazendo algo que forneça dopamina ao seu organismo, que não seja do universo da PMO, tipo atividades físicas. Você vai precisar substituir um hábito por outro (um hábito ruim por um hábito bom) para vencer a PMO. Vamos a um comparativo. Vamos supor que a PMO descarregue em seu sangue 1000 pacotes de dopamina, e o limite que o seu corpo suporte seja 250 pacotes. Vamos supor que uma atividade física qualquer ou qualquer outra atividade que libere dopamina forneça a você 200 pacotes de dopamina. Não vai ser nada fácil convencer seu cérebro a abandonar 1000 pacotes e ficar com 200. Mas tudo é uma questão de adaptação, isto é, seu cérebro vai voltar a se acostumar com a dose normal de dopamina. É aí que você precisa ser forte, decidido. Compare seu cérebro a um filho mimado e egocêntrico que quer aquele doce de 1000 pacotes de dopamina. Então, ele chora, esperneia, faz tudo para chamar a sua atenção e você precisa ser um pai enérgico e falar para o seu filho que ele não vai fazer o que quer. Que se contente com 200 pacotes de dopamina. É como se você estivesse forçando seu cérebro obeso a fazer uma dieta. É um processo de reeducação alimentar. Da mesma forma, estará reeducando o seu cérebro ao consumo padrão de dopamina.

Vou separar um tempo para que eu possa listar todos os meus gatilhos, aqui no trabalho sempre tenho alguma distração, e quero que esse momento de auto reflexão aconteça com 100% de foco, para que eu não esqueça de mencionar algum gatilho, por menor que seja.
E sobre essa felicidade exacerbada, você tem toda razão. Isso já aconteceu comigo uma vez. Estava com uma euforia tão grande dentro de mim, e acabei descontando na PMO. Lembro-me que aquele dia senti como se meu mundo tivesse desabado. Pensara eu que meus hábitos nocivos se repetiam quando estava triste, angustiado, preocupado etc, e não quando estava me sentindo pleno e feliz. Mas depois percebi, ao longo de algumas pesquisas, essa informação que você está me dizendo agora. Temos que ter um equilíbrio, tudo o que é demais sobra, já dizia o ditado. Sobre o livro que você mencionou, acredite, eu acompanho a novela do SBT (que foi baseada no livro] e entendi bem o que você quis dizer, em alguns momentos sinto um certo repúdio por essa garota, devido a sua felicidade e otimismo exagerados...kkkkk

Ando falhando bastante nessa reeducação, sabe? Mas compreendi bem o que você quis dizer, está mais que óbvio que preciso ser rígido para ter o controle dessa situação. Quando menos perceber, poderá ocorrer com o meu próprio filho, até lá tenho que estar preparado para agir de forma correta. Então considero isso meio como um treinamento. Se eu cedo à birra do meu cérebro fatalmente cederei se o meu filho tiver atitude semelhante. Mas como quero ensinar limites para meu filho, terei eu que aprender a fazer com meu próprio cérebro também. Gratidão por tanta informação expressada numa postagem, 5&4. Esse conteúdo é totalmente relevante, e deve ser lido por muitos para que entendam como funciona. Bem, o processo eu já sei, basta colocar em prática agora...

5&4 escreveu:Então, invista em autoconhecimento, saiba identificar os seus gatilhos. Feito isso estará apto para interferir no "piloto automático". Então, basta criar um plano de antecipação ataque: http://www.comoparar.com/t8460p200-diario-do-urso-polar#218436. Combata a compulsão por dopamina com dopamina, não interessa se é mais baixo do que a PMO; lembre-se de que o reboot é um processo também de reeducação "alimentar de dopamina". Logo, percebe-se que o reboot não é só resistir, mas também trocar um hábito ruim por um bom. É continuar fornecendo dopamina ao organismo, pois isso nunca poderá faltar. Do contrário, se você ficar somente resistindo, você entrará em modo de "mundo apático", "vida sem graça", "sem PMO não há vida"... Nosso organismo depende da dopamina, não deixe-o sem. Só que os mecanismos para se alcançar isso devem ser saudáveis. Então, largue a PMO, mas dê algo em troca para o seu cérebro, algo que lhe dê dopamina também. Estou repetindo isso para deixar claro mesmo. Portanto, se você não estava dando tanto valor às atividades de religação é melhor dar. Outra coisa, os bloqueadores configurados de forma extremamente eficaz (Eu, por exemplo, não consigo acessar P em meus equipamentos tecnológicos, pois estão muito bem bloqueados) são vitais nessa caminhada, pois impedem nossa inserção na rotina de PMO. Vejo muita gente dando desculpas para não usar os bloqueadores. Se não fosse por eles, eu não estaria onde estou hoje!

Enfim, acho que falei demais. Talvez em algum outro post eu fale um pouco mais sobre outras questões. Um forte abraço, Francisco!

Enquanto estava com minha esposa e meu filho no hospital, me senti como se fosse livre. Isso vai de encontro com o que você está dizendo aqui. Meu cérebro, de um jeito diferente, estava recebendo essa carga de dopamina. Obviamente que bem menor que a PMO, mas estava recebendo uma proporção adequada. Toda aquela novidade, a preocupação com minha esposa e meu filho, os cuidados com o bebê, troca de fraldas, amamentação etc. Ou seja, todos aqueles hábitos nocivos de dias atrás, estavam sendo trocado por bons hábitos. Acontece que, quando voltei a trabalhar (E AQUI QUE ESTÁ O GRANDE PROBLEMA) não consegui nada que pudesse suprir essa necessidade de dopamina no meu cérebro, então no mesmo dia do retorno aconteceu a queda, mesmo depois de tantos dias bons ao lado da minha família. Além de tudo, voltei a ter acesso livre na internet, o que durante os últimos dias não tive tempo, pois estava atarefado o suficiente para não precisar, mas aqui, na ociosidade que surge de vez em quando, a internet se torna o meu algoz.

Ociosidade+falta de dopamina no cérebro= recaída. Atividade extranet aqui é basicamente impossível, preciso do computador para exercer o meu trabalho. Bloqueadores? Sem a mínima possibilidade, já que não sou autorizado a fazer nenhum tipo de alteração no sistema, e como explicaria isso à galera da TI? "Bloqueia isso e aquilo, pois tenho um vício e geralmente aqui acontecem minhas maiores recaídas?" Enfim, é por esse motivo que descarto totalmente a possibilidade de utilizar bloqueadores...

Mas agora vou adotar novas maneiras de conseguir a quantidade necessária de dopamina para que os meus dias não fiquem mais sem graça. Vou me esforçar para melhorar nesse aspecto, tentar voltar à pratica da leitura, que gosto muito. Já olhei alguns livros aqui sobre marketing, pois quero tentar ganhar uma renda extra, através de algumas vendas, e para tal, preciso de conhecimento. Vou usar meu tempo livre aqui no trabalho, para aprimorar os meus conhecimentos e gastar menos tempo o possível com futilidades, como redes sociais.

Quando a abstinência chegar e a vontade de repetir o ciclo vicioso surgir, vou correr imediatamente para relatar em meu diário o que estou sentindo no momento, para que eu possa observar e assim corrigir o que está falho.

Hoje acordei com uma vontade muito grande de me livrar disso, então já estou colocando em prática tais atividades, 5&4. Até o presente momento, 13h00 e não tive nenhuma fissura (diferente de ontem), mas para isso, tive que me esforçar, primeiramente com a vontade de quebrar esse ciclo, obviamente, e em segundo, buscando conhecimento, lendo artigos para aprender algo sobre algum assunto que me interesse, não deixando espaço para o ócio tomar conta de mim. E assim vou seguindo! Já considero uma vitória ter passado metade do dia em plenitude. Mas ainda falta muito, e como falta! Porém, estou disposto a pagar esse preço. Por mim, pela minha família.

Muito obrigado, amigo. Volte sempre que puder! Um forte abraço.

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 7/10/2019, 16:33
Final de semana bem tranquilo ao lado da minha família. Graças à Deus não encontrei nenhuma dificuldade, cuidar do bebê tem sido a minha melhor atividade extranet.

Agora é manter o foco e dobrar a vigilância, principalmente no meu ambiente de trabalho.

Abraço à todos!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 1384
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 27

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 7/10/2019, 19:29
Minhas saudações, Francisco. Que seus dias melhorem cada vez mais com seu esforço.

Cumprimentos.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
5&4
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 2344
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 7/10/2019, 20:34
Parabéns, Francisco!

Faço das palavras do Justiceiro do Sertão as minhas. Continue subindo um degrau por dia, quando menos se der conta estará no topo!

Abração!

_______________________________________
Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Bms-eb11
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 8/10/2019, 08:33
Justiceiro do Sertão escreveu:Minhas saudações, Francisco. Que seus dias melhorem cada vez mais com seu esforço.

Cumprimentos.

5&4 escreveu:Parabéns, Francisco!

Faço das palavras do Justiceiro do Sertão as minhas. Continue subindo um degrau por dia, quando menos se der conta estará no topo!

Abração!

Obrigado pela força, companheiros de luta! Conto com o apoio de todos vocês para sair dessa.

Juntos chegaremos cada vez mais longe!

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
Francisco
Francisco
Mensagens : 88
Data de inscrição : 15/01/2019

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 8/10/2019, 13:08
Primeira vontade de iniciar o ciclo de recaída detectada com sucesso.

Eu e minha esposa estamos passando por momentos difíceis, financeiramente falando. Graças à Deus não estamos passando nenhum tipo de necessidade, pelo menos por enquanto, mas algumas dívidas que se acumularam e formaram uma espécie de bola de neve, têm se tornado um grande desconforto, principalmente para o homem da casa (eu), que tem o dever de prover o necessário para sua família.

Sempre me preocupei de forma demasiada com a questão financeira, mas não houve negligência da nossa parte nos gastos, foram coisas que nos pegaram de surpresa mesmo durante o período final da gravidez, isso fez com que a dívida aumentasse, chegando a um nível que dificilmente conseguiremos pagar neste mês.]

Por conta disso acabamos tendo uma leve discussão agora há pouco. Eu sou a favor de tomar uma atitude mais drástica para tentar resolver o problema, porém ela não. Prefiro não comentar especificamente o que é, pois acho algo bem pessoal. O meu intuito com essa postagem é observar o que me leva àquele ciclo, que citei nas postagens anteriores.

Isso me desestabilizou tanto que a primeira coisa que me veio na mente foi: "foge da dor e busca o prazer. E por qual meio? Cria um perfil falso, busca contato com outras mulheres, conversa, desestrasse, marca encontros para tentar esquecer esses problemas, curte os fetiches etc."

Bom, o pensamento pré-recaída eu consegui detectar, basta agora aprender como lidar com esses pensamentos invasivos. Ainda estou firme, mas sei que para chegar as vias de fato, basta um segundo.

Como agir diante desses problemas corriqueiros da vida?

_______________________________________

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível."
São Francisco de Assis

MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8749-diario-do-francisco-25-anos#223613
5&4
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 2344
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Empty Re: Diário do Francisco, 25 anos.

em 8/10/2019, 13:47
Francisco,

Parabéns por ter detectado o ciclo do vício, isso dá autonomia ao indivíduo para interferir na rotina que é a prática da PMO em si. Essa angústia, essa aflição, tristeza é um gatilho fortíssimo e seu cérebro, "toda vida", ligou essa situação emocional aos perfis fakes que lhe dava uma pretensa paz.

Logo, você precisa alcançar essa paz, esse espírito de relaxamento colocando uma outra rotina no lugar. Do contrário, seu cérebro vai ficar tentando reiniciar o ciclo do mau hábito, uma vez que não houve uma descarga de dopamina que te levasse a um estado de espírito melhor. Então, seu cérebro insistentemente vai tentando disparar o modo automático, como um mecanismo de defesa, para te defender da dor e do sofrimento.

E seu cérebro só vai se convencer que esse mau hábito não precisará ser rodado quando perceber que você está em um estado mais elevado, com os hormônios ligados ao prazer e a alegria bem presentes em sua corrente sanguínea. Lembre-se de que o reboot não é só resistência, mas principalmente a adoção de um novo estilo de vida. Você precisa substituir um mau hábito por um bom hábito. Procure identificar algo prazeroso no qual você possa substituir pela PMO.

Forças nesse dia, amigo! Um forte abraço.

_______________________________________
Diário do Francisco, 25 anos. - Página 5 Bms-eb11
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum