Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/01/2019
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Outra história longa de DE

em 20/1/2019, 18:47
Nobres combatentes,

Li vários relatos nesses últimos dias e estou impressionado em como me identifico com vocês.
Vou resumir a minha história, parecida com muitos de vocês.
Lembro dos meus primeiros contatos com PMO ainda com 8 ou 9 anos. Revistas e calendários.
A rotina de estar no banheiro com PMO sempre foi normal pra mim.
Nunca fui o cara mais bonito do meu círculo - outra coisa em comum com vários - mas também não tive problemas com timidez.
Primeira vez rolou quando eu tinha 18 anos, foi relativamente tranquilo, gostava da garota, mas data dessa época certa dose de DE. As vezes tinha dificuldade em manter a ereção e tinha que me esforçar na imaginação para conseguir. Depois dela, contato com GP linda e o mesmo problema. Aos 21anos comecei um namoro, no início as coisas iam bem e depois de um tempo a DE me incomodando novamente.
Durante esses anos mantinha minha rotina de PMO em nível médio. Sempre me achei normal, embora minha libido sempre estivesse nas alturas.
Aos 22 anos lembro de tentar ter relações - já havia terminado meu namoro - e mais uma vez a dificuldade em manter a ereção, chegava lá as vezes com muito esforço e as vezes na mão mesmo.
Aos 23 anos namoro. No início foi tudo mil maravilhas, cheguei a dar três seguidas. Acho que nesse período me afastei da PMO inconscientemente, mais por falta de tempo mesmo. Tudo muito corrido.
Vida continua e mais pra frente, com uns 26 anos, voltei a sentir a DE. Não consigo me recordar como estava a PMO nessa época, sempre foi uma constante. Nesse período, fora do namoro, tive um episódio chato de DE - acho que todos são - Em seguida, outro. Por fim, outro. Enfureci, aos 26 anos não conseguindo manter. Saudável, sem "vícios", corpo relativamente atlético, vontade transbordando. Não havia qualquer razão para que eu não conseguisse.
Entrei no Viagra. A primeira vez me fez me sentir o super homem. Virou uma constante.
Nessa época conseguia ter relações com a namorada tranquilamente, embora vez ou outra a DE se manifestasse também. Incrível como ela era a única com quem eu conseguia ter relações sem o sildenafil.
Aos 28 anos entrei com tudo no submundo das orgias. Vivi 2 anos e meio a base de alcool e sildenafil. Muitas mulheres, casa de swing e PMO. Minha cabeça ia a mil. Foram anos intensos em que me entreguei a essa vida.
A relação com a minha namorada foi piorando. A DE com ela aumentando, ao ponto de também usar o sildenafil.
Aos 30 anos, frequentando festas swingers e com intensa vida sexual e PMO, o sildenafil começou a fazer cada vez menos efeito. Achei que era por conta do genérico, mudei de marca. Mas não adiantou.
Nesse período, pra piorar, peguei HPV.
Me casei ao 31, a DE já em estágio bem avançado. Nunca parei ou pensei na PMO, pra mim era normal.
Tive dificuldades com a esposa. Tentei algumas GP´s e também a mesma coisa, o sildenafil não fazia mais efeito.
Por problemas com o HPV - medicação errada -  acabei tendo vários episódios de balanite e em uma consulta médica o urulogista disse que eu deveria fazer uma postectomia, retirada de excesso de prepúcio.
Como a minha situação já estava no limite, expus a ele a minha DE. Ao fazer o histórico da minha vida, percebi que ela sempre esteve presente em certo grau. Ele fez os exames e fisiologicamente eu estava perfeito. Levantou a possibilidade de fuga venosa e de uma cirurgia.
Nessa altura eu já estava ficando louco, gostar tanto de sexo e ter uma DE nesse nível só poderia ser castigo. Não há preço que pague ter seu amigo firme de volta.
Nessa mesma época, minha esposa achou que o problema fosse com ela e procurou uma terapeuta, até participei de algumas sessões mas, por motivos diversos, abandonamos a terapia.
Sexo em casa quase uma vez ao mês ou mais.
Pesquisei sobre a tal cirurgia de fuga venosa e descobri que era extremamente controversa.
Mas no desespero, acreditei que o meu problema só poderia ser aquele, não fazia qualquer sentido ser outra coisa. Sempre fui confiante, tenho um psicológico bem forte, não há prolemas fisiológicos comuns. Paguei caro e me submeti a uma cirurgia com anestesia geral - nunca havia passado por procedimentos cirúrgico -  coloquei meu amigo na faca.
Passada a recuperação de 30 dias, voltei a PMO antes mesmo de voltar as relações reais.
Resultado: a cirurgia não adiantou de nada.
Falei com meu médico que pediu outros exames e cogitou refazer a cirurgia. Eu já não estava mais confiante no procedimento cirúrgico e não sabia mais o que fazer pra ter meu amigo de volta.
Comecei a pesquisar alguma solução. Encontrei injeções e prótese. Ainda que saudável, não via outra solução. Vi que a prótese é a última opção de tratamento para DE e é extremamente drástica. Mas como o Alexandre Frota disse: "não posso deixar meu amigo na mão, tenho que dar um jeito".
Antes de tomar qualquer outra decisão, resolvi fazer do modo certo. Seguir a linha padrão de tratamento. Tinha extrema certeza que meu problema não era psicológico. Sempre estou confiante e, na maioria das vezes, relaxado e ainda assim acontece a DE. Tentei de várias formas e com várias mulheres e o resultado é sempre o mesmo.
Marquei com um especialista em DE, que inclusive faz o implante de prótese. Além disso marquei com um terapeuta.
No urologista expliquei a situação e ele explicou todo a teoria da fuga venosa e porque a cirurgia não funciona (é algo quase que pacificado entre os médicos). Conversamos e ele disse que meu quadro não parecia fisiológico, que quase 100 % desses casos é psicogênico. Disse que iria na terapeuta e ele disse que era a coisa certa a se fazer.
Volto um pouco pra falar que no desespero parti pra medicação injetável. Caverject. Foi uma alegria, duas horas de ereção. Isso há cerca de duas semanas.
Continuando. Fui pra terapeuta que analisou meu histórico. Disse realmente que não tenho qualquer indício de que a DE seja fisiológica. Pedi a ela que me explicasse novamente todo o processo da ereção, foi aí que atentei que nunca me faltou a libido e que o problema só poderia estar na fase de excitação. Alguma coisa começava a fazer sentido. Ultimamente os P que assistia estavam enveredando para algo mais pesado.
Saí da consulta e coloquei na internet: principais causas dos problemas com excitação. Dentre os resultados apareceu que vício em P era uma das causas. Na hora uma luz brilhou.
Continuei as pesquisas e cheguei ao site e a este fórum.
Não sequer imaginei que a PMO poderia ser um vício. A vida toda passei longe de todos os vícios que eu conhecia. Lendo os relatos no fórum me identifiquei demais com muita coisa. Tantas vezes com sessões de PMO no trabalho, na escola, em casa. Sempre chego atrasado nos lugares por conta da PMO.
Percebi que nos últimos meses a PMO piorou muito por diversos fatores. Pra mim é normal MO de quatro a seis vezes por dia. Mas agora já estou achando que nem é tão normal assim.
Nas últimas semanas, verifiquei que minha excitação não funcionava mais, inclusive em situações de hardcore reais. Precisava de mais. Parti para aqueles vídeos que nunca pensamos que iríamos assistir e que temos vergonha.
Ao descobrir a existência desse vício há cinco dias, mergulhei no assunto para tentar entender. Tudo faz muito sentido.
No primeiro dia que soube que P era um vício parei de assitir, mas logo pela manha tive 4 MO. Seria normal?
Aí, pela tarde comprei o curso e descobri que a MO também faz parte do Vício.
Hoje estou no 3º dia sem o PMO, realmente a vontade vem, pensamentos o tempo todo. Me considero muito forte, não vejo a necessidade de bloqueadores. Como um colega do fórum disse, a DE me deixou tão revoltado, inclusive me submetendo a procedimentos cirúrgico delicado, que tomei tanta raiva que faço o que for preciso para ter ereções novamente.
Devo terminar de ler o ebook até na terça, mas vou acompanhando alguns fóruns aqui.
Meu problema da vida é a DE, se alguém tiver tido um histórico como o meu me dê uma luz.
Sei que o tempo vai passar logo e tenho fé que dessa vez me curo, por muito menos que o tratamento de R$7.000,00 que a lifeman queria me passar para produtos sublinguais e injetáveis ou uma possível colocação de prótese não indicada.
Força companheiros!!!
WildWarrior
Moderador
Moderador
Mensagens : 274
Data de inscrição : 29/12/2018
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 20/1/2019, 19:37
Boa tarde, Denzel!

Compreendo totalmente seu desespero em relação a ereções, passei minha vida toda sem problema quanto a isso, e do nada em agosto do ano passado passei a ter problemas com DE.

Sentia fortes dores ao urinar e no pênis em si, e não sabia o que era...

Meu urologista indicou um antidepressivo dizendo que era uma doença "moderna" devido ao stress, tomei a medicação por 5 meses e ai a coiss piorou de vez... esses remédios acabam com a libido e causam DE também.

Não entrei em desespero, comecei a pesquisar na internet o que poderia estar acontecendo, pois assistindo P eu conseguia ter ereções e ejacular normalmente. Só em situações reais isso acontecia.

Foi ai que achei vídeos sobre o problema da PMO. Não deu outra, parei na hora de me assistir P e me masturbar.

Hoje estou caminhando para o meu 33° dia de reboot. Saí da flatline tem uns 5 dias e só de encostar no meu amigo já fico com ereção 80%, ainda não está 100%.

Mas ao longo do processo percebi que as dores que eu tinha sumiram, minhas ereções matinais voltaram, minha sensibilidade no pênis voltou (não está 100%, mas eu estava totalmente 0 sensibilidade).

E hoje estou com uma vontade enorme de fazer sexo, coisa que nos últimos meses não acontecia. E eu tinha vontade de fazer sexo a qualquer hora...

Resumindo, faça o seu reboot e você verá que tudo voltará ao normal. O processo funciona de verdade!

Não será fácil, mas você vai conseguir!

Grande abraço!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
___________________________________________________________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8678-diario-do-wildwarrior




Metas:
Recaídas = 0
Dias = 15 (X) 30 (X) 45 (X) 60 (X) 75 (X) 90 (X) 120 (X) 150 (   ) 180 (   ) 360 (   )
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 739
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 21/1/2019, 09:16
Damos as boas-vindas, Denzel!

Não deixe de ler as recomendações gerais aos novatos do reboot, inclusive quanto ao uso dos bloqueadores, que você afirma não precisar. Cuidado com a sagacidade da nossa mente, no começo do processo podem surgir gatilhos muito fortes que superam a nossa capacidade de autocontrole, daí somente os bloqueadores para evitar novas recaídas.

Conte conosco!

Avante!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta 1: 90 dias / Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 ( X )  90 ( X )

Meta 2:   120 ( X )   150 ( X )    180  ( X)

Meta 3: 210 ( ) 240 ( ) 270 ( )

_________________________________________________________________________

1º período em Hard Mode: 50 dias (14/01/19 a 04/03/19)

_________________________________________________________________________






avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/01/2019
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 22/1/2019, 05:45
Obrigado, Seeker!

Inicialmente acho desnecessário o uso de bloqueadores. Vou ler sobre isso no e-book para ver se mudo de ideia. Estou no 5º dia.

Acho normal que os pensamentos sondem a minha cabeça, né? Ando na rua e ainda olho pras mulheres gostosas, mas me esforçando para afastar os pensamentos libidinosos.

Meus dias estão mais produtivos. Ansioso para ver todos os resultados, principalmente a melhora na DE. Estou na dúvida se, já nesse início, tento fazer sexo com a esposa. Alguém me dá uma luz? 5º dia só. Parece pouco, né?

Avante!!
avatar
Mensagens : 225
Data de inscrição : 30/10/2018
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 22/1/2019, 09:58
Salve Denzel

Então parceiro, não existe problema em sexo durante o reboot mas posso te dar uma dica?
30 dias em Hard Mode (sem qualquer tipo de estímulo sexual, real ou virtual) seria bem legal para seu cérebro.
Estou próximo dos 100 dias sendo aproximadamente 80 em Hard, agora namoro e já adotei Hard Mode na semana deixando a energia para o fim de semana.
Boa sorte e forte abraço
avatar
Convidado
Convidado

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 24/1/2019, 11:42
E aí Denzel! Como está indo? Espero que esteja indo bem. Força!
avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/01/2019
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 25/1/2019, 06:23
Nobre combatente JJ4,

Hoje estou no 8º dia do bom combate. Os pensamentos ainda são muito intensos, faço o possível para afastá-los. Antes de ontem tive relação sexual. Isso com 6 dias de reboot. O médico tinha pedido pra eu testar com o viagra antes de eu descobrir esse vício, daí fiz o teste. Notei uma melhora, consegui manter a ereção de forma satisfatória e gozar dentro. Achei uma evolução, pois já fazia um bom tempo que não conseguia isso. Agora devo ficar até os 30 dias sem nada.
Vamos ver. Tenho fé que vai melhorar.

Abraço
The_Survivor
Moderador
Moderador
Mensagens : 748
Data de inscrição : 10/06/2018
Idade : 31
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t7742-diario-the-survivor-idade-30-anos

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 25/1/2019, 06:42
Opa Denzel,

Siga firme em seu reboot.

A luta pela vida nem sempre é vantajosa
aos fortes nem aos espertos.
Mais cedo ou mais tarde, quem cativa a vitória
é aquele que crê plenamente
Eu conseguirei!
Napoleon Hill

Vamos em frente, que Deus fortaleça todos nós!

_______________________________________
Outra história longa de DE Ora%C3%A7%C3%A3oS%C3%A3oJorge10

avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/01/2019
Ver perfil do usuário

Outra história longa de DE Empty Re: Outra história longa de DE

em 26/1/2019, 13:49
Obrigado, The_Survivor!

Rapaz, ontem e hoje tem sido bem difícil lidar contra os pensamentos. 9º dia e a todo o momento vem a vontade. Mas sei que não vou sucumbir. É só o início.

Abraço
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum