Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 16/2/2019, 22:05
Olá! Tenho 18 anos e conheci este fórum nas últimas semanas nas minhas tentativas de descobrir o que estava acontecendo comigo e gostaria de compartilhar minha história, pedir opiniões a quem ler e também começar o meu diário aqui.

Primeiramente um pouco de minha história prévia. Sempre fui um garoto tímido. Sempre que me conheço por gente gosto do sexo oposto. Na infância e adolescência gostei de inúmeras garotas.
Acho que descobri P lá pelos meus 11 anos, comecei vendo imagens de mulheres nuas no google mesmo, mas sem M. Um pouco depois comecei a praticar a M com imagens, então vídeos solo, P lésbico, P hétero e por último alguns hentais mais pesados. Chegava a praticar M uma vez por dia ou uma vez a cada dois dias.

Nesses meus amores de adolescência, só um deles fui além do só gostar e namorei a garota por uns 6 meses. No segundo mês acabei saindo da cidade pra cursar medicina e namoramos à distância, até ela terminar comigo nas minhas férias. Logo depois do término cheguei a cogitar se eu era gay ou não, mas logo depois acabei gostando de outra garota na faculdade e a dúvida sumiu.

Nos últimos meses eu deixei de gostar dessa garota que citei e a dúvida da sexualidade voltou na minha cabeça, mas eu conseguia ignorar ela pensando que não tinha como eu ser gay se eu me excitava com mulheres e já havia namorado uma garota antes. Mas essa dúvida foi acumulando na cabeça feito gás e foi começando a incomodar.
No meio de dezembro então eu acabei ficando doente e bem fraco, mas mesmo nesse estado resolvi ver P e M mais uma vez, porém provavelmente pela minha fraqueza, eu acabei broxando, e esse foi o gatilho pra eu começar a me perguntar pra valer se eu era ou não hétero.

A partir desse dia, comecei a ver imagens de mulheres nuas e seminuas, além de PMO, o dia inteiro, pra ver se eu ainda me excitava. E com 'dia inteiro', é literalmente: acordava e logo ia olhar, enquanto eu estava nas rodas de conversa também olhava no meu celular. Muitas vezes eu broxava mais e mais por estar muito nervoso. Até que voltei a conseguir M normalmente sem falhar de novo, mas a dúvida continuava e me fazia voltar ao PMO.

Depois de um mês nisso, caí no site yourbrainonporn e vi os malefícios do PMO e depois caí aqui, onde vi casos muito parecidos com o meu e então descobri a existência do HOCD, então vi uma luz no fim do túnel.

Nesses dois meses a minha mente me vem forçando a me testar na rua com mulheres e homens, quando eu acho um homem bonito eu fico extremamente mal, assim como se eu não consigo achar uma mulher atraente. A ansiedade vem desenterrando coisas da minha cabeça me forçando a crer que eu nunca fui hétero, trazendo memórias de épocas em que eu me meus amigos fizemos um "troca troca", mesmo sendo sem maldade ou conotação sexual alguma (aconteceu uma ou duas vezes, até percebermos que aquilo era bem perturbador) e mesmo eu sabendo que essas experiências são normais na infância, também altera memórias pra fazer parecer que eu sempre fui gay. Essa voz explora pontos fracos meus, tais como minha virgindade ou então o fato de eu não namorar ninguém como motivos pra justificar uma suposta homossexualidade, mesmo eu sabendo no fundo que eu gosto de mulheres. Ademais, sou atormentado dia e noite com pensamentos homossexuais intrusivos nada agradáveis que eu não consigo controlar.

Com isso tudo, acabei evitando sair na rua para evitar possíveis "gatilhos" de ansiedade ao olhar para homens, desenvolvi gastrite nervosa e emagreci bastante, além de ter ficado com o emocional bem instável.

Para lutar contra isso iniciei o reboot e estou a 12 dias sem MO, apesar de eu ter visto um ou outro P leve nesse meio tempo, estou lutando e venho melhorando acho.

Mas gostaria de saber a opinião de vocês sobre se o meu caso é realmente uma HOCD ou não. No momento tudo me leva a crer que eu tenho sim um HOCD motivado por TOC, pois:
1)eu tenho tiques nervosos a toda hora;
2)Quando eu namorava à distância, eu ficava em um estado totalmente eufórico quando a minha ex não me respondia por umas horas, pensando que tivesse acontecido o pior com ela (justificando um TOC);
3)Tenho períodos em que eu meio que volto ao normal e consigo sentir atração por mulheres normalmente e minha ansiedade despenca. Períodos estes que duram intervalos irregulares;
4)Ao olhar pra homens, eu sinto que o sentimento que vem em mim é muito mais medo, não é a mesma atração que eu sentia por mulheres antes;
5)Passei por um complexo de Édipo normal com minha mãe.
6)A voz fica dizendo que até homens que nem uma mulher acharia atraentes como bonitos, incluindo idosos, crianças e familiares (Isso é ainda mais perturbador)

Peço perdão pelo texto longo demais. Mais uma vez gostaria de ouvir a opinião de vocês sobre o meu caso, se é ou não HOCD. Continuarei a atualizar este diário conforme o tempo.

Obrigado desde já.


Última edição por Axbott em 1/3/2019, 20:05, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 29
Data de inscrição : 29/01/2019
Localização : RJ
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 22/2/2019, 18:42
Axbott escreveu:Olá! Tenho 18 anos e conheci este fórum nas últimas semanas nas minhas tentativas de descobrir o que estava acontecendo comigo e gostaria de compartilhar minha história, pedir opiniões a quem ler e também começar o meu diário aqui.

Primeiramente um pouco de minha história prévia. Sempre fui um garoto tímido. Sempre que me conheço por gente gosto do sexo oposto. Na infância e adolescência gostei de inúmeras garotas.
Acho que descobri P lá pelos meus 11 anos, comecei vendo imagens de mulheres nuas no google mesmo, mas sem M. Um pouco depois comecei a praticar a M com imagens, então vídeos solo, P lésbico, P hétero e por último alguns hentais mais pesados. Chegava a praticar M uma vez por dia ou uma vez a cada dois dias.

Nesses meus amores de adolescência, só um deles fui além do só gostar e namorei a garota por uns 6 meses. No segundo mês acabei saindo da cidade pra cursar medicina e namoramos à distância, até ela terminar comigo nas minhas férias. Logo depois do término cheguei a cogitar se eu era gay ou não, mas logo depois acabei gostando de outra garota na faculdade e a dúvida sumiu.

Nos últimos meses eu deixei de gostar dessa garota que citei e a dúvida da sexualidade voltou na minha cabeça, mas eu conseguia ignorar ela pensando que não tinha como eu ser gay se eu me excitava com mulheres e já havia namorado uma garota antes. Mas essa dúvida foi acumulando na cabeça feito gás e foi começando a incomodar.
No meio de dezembro então eu acabei ficando doente e bem fraco, mas mesmo nesse estado resolvi ver P e M mais uma vez, porém provavelmente pela minha fraqueza, eu acabei broxando, e esse foi o gatilho pra eu começar a me perguntar pra valer se eu era ou não hétero.

A partir desse dia, comecei a ver imagens de mulheres nuas e seminuas, além de PMO, o dia inteiro, pra ver se eu ainda me excitava. E com 'dia inteiro', é literalmente: acordava e logo ia olhar, enquanto eu estava nas rodas de conversa também olhava no meu celular. Muitas vezes eu broxava mais e mais por estar muito nervoso. Até que voltei a conseguir M normalmente sem falhar de novo, mas a dúvida continuava e me fazia voltar ao PMO.

Depois de um mês nisso, caí no site yourbrainonporn e vi os malefícios do PMO e depois caí aqui, onde vi casos muito parecidos com o meu e então descobri a existência do HOCD, então vi uma luz no fim do túnel.

Nesses dois meses a minha mente me vem forçando a me testar na rua com mulheres e homens, quando eu acho um homem bonito eu fico extremamente mal, assim como se eu não consigo achar uma mulher atraente. A ansiedade vem desenterrando coisas da minha cabeça me forçando a crer que eu nunca fui hétero, trazendo memórias de épocas em que eu me meus amigos fizemos um "troca troca", mesmo sendo sem maldade ou conotação sexual alguma (aconteceu uma ou duas vezes, até percebermos que aquilo era bem perturbador) e mesmo eu sabendo que essas experiências são normais na infância, também altera memórias pra fazer parecer que eu sempre fui gay. Essa voz explora pontos fracos meus, tais como minha virgindade ou então o fato de eu não namorar ninguém como motivos pra justificar uma suposta homossexualidade, mesmo eu sabendo no fundo que eu gosto de mulheres. Ademais, sou atormentado dia e noite com pensamentos homossexuais intrusivos nada agradáveis que eu não consigo controlar.

Com isso tudo, acabei evitando sair na rua para evitar possíveis "gatilhos" de ansiedade ao olhar para homens, desenvolvi gastrite nervosa e emagreci bastante, além de ter ficado com o emocional bem instável.

Para lutar contra isso iniciei o reboot e estou a 12 dias sem MO, apesar de eu ter visto um ou outro P leve nesse meio tempo, estou lutando e venho melhorando acho.

Mas gostaria de saber a opinião de vocês sobre se o meu caso é realmente uma HOCD ou não. No momento tudo me leva a crer que eu tenho sim um HOCD motivado por TOC, pois:
1)eu tenho tiques nervosos a toda hora;
2)Quando eu namorava à distância, eu ficava em um estado totalmente eufórico quando a minha ex não me respondia por umas horas, pensando que tivesse acontecido o pior com ela (justificando um TOC);
3)Tenho períodos em que eu meio que volto ao normal e consigo sentir atração por mulheres normalmente e minha ansiedade despenca. Períodos estes que duram intervalos irregulares;
4)Ao olhar pra homens, eu sinto que o sentimento que vem em mim é muito mais medo, não é a mesma atração que eu sentia por mulheres antes;
5)Passei por um complexo de Édipo normal com minha mãe.
6)A voz fica dizendo que até homens que nem uma mulher acharia atraentes como bonitos, incluindo idosos, crianças e familiares (Isso é ainda mais perturbador)

Peço perdão pelo texto longo demais. Mais uma vez gostaria de ouvir a opinião de vocês sobre o meu caso, se é ou não HOCD. Continuarei a atualizar este diário conforme o tempo.

Obrigado desde já.

Olá! Bem vindo ao fórum! Não sou especialista em HOCD, na verdade não sei muito sobre, mas de acordo como o seu relato parece que você tem sim.

O motivo que me leva a crer nisso é principalmente o relato de sua infância e adolescência, em que você diz que já gostou de inúmeras garotas.

Deixa eu te perguntar, na sua infância e adolescência você já gostou de algum garoto? Pela ausência de um relato assim no texto que você escreveu isso me leva a crer que de fato você tem HOCD.

Como você está em dúvida e mesmo uma resposta direta pode não ser capaz de eliminar essa "voz" que causa dúvida, continue no reboot cara. Quando você estiver longe desse vício essas coisas vão sair da sua cabeça, você vai ver. Use essa dúvida como mais uma motivação para ficar longe de pornografia.

No mais, leia o ebook, instale os bloqueadores e comece hábitos novos e saudáveis para substituir esse. E outra coisa cara, não caia nessa de se testar diante de fotos de mulheres peladas ou mesmo vendo pornografia. Pare com isso o mais rápido possível.

Sucesso na jornada!



_______________________________________


"Niguém baterá tão forte quanto a vida. Porém, não se trata de quão forte pode bater, se trata de quão forte pode ser atingido e continuar seguindo em frente. É assim que a vitória é conquistada."
Zyzz
Mensagens : 1623
Data de inscrição : 28/04/2017
Idade : 19
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 22/2/2019, 19:19
Fala axbott,

O nosso amigo Frank disse tudo, foque no reboot.

E leia o ebook.

Um grande abraço.
avatar
Mensagens : 52
Data de inscrição : 25/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 22/2/2019, 21:20
Eai brother! Seguinte, estou passando pelo HOCD há 2 anos e entendo seu sofrimento! Vou citar alguns sintomas que eu sinto/já senti e você vai se identificar de certeza:
1-Comecei a achar defeitos em mulheres, que eu nunca esperaria em ninguém
2-A atração por homens não tinha filtro, era qualquer homem
3-Ficava me testando com porno gay pra ver se subia e se mudasse o tamanho eu já ficava louco
4-Penso nisso 24 horas do meu dia

Esses são os sintomas básicos do meu HOCD, tem muitos mais sintomas, mas não vou comentar porque te digo uma coisa, o HOCD funciona como uma esponja e você absorve tudo que lê dos outros! Qualquer dúvida pode me perguntar, abraços!
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 23/2/2019, 00:10
Frank Bank 2019 escreveu:

Olá! Bem vindo ao fórum! Não sou especialista em HOCD, na verdade não sei muito sobre, mas de acordo como o seu relato parece que você tem sim.

O motivo que me leva a crer nisso é principalmente o relato de sua infância e adolescência, em que você diz que já gostou de inúmeras garotas.

Deixa eu te perguntar, na sua infância e adolescência você já gostou de algum garoto? Pela ausência de um relato assim no texto que você escreveu isso me leva a crer que de fato você tem HOCD.

Como você está em dúvida e mesmo uma resposta direta pode não ser capaz de eliminar essa "voz" que causa dúvida, continue no reboot cara. Quando você estiver longe desse vício essas coisas vão sair da sua cabeça, você vai ver. Use essa dúvida como mais uma motivação para ficar longe de pornografia.

No mais, leia o ebook, instale os bloqueadores e comece hábitos novos e saudáveis para substituir esse. E outra coisa cara, não caia nessa de se testar diante de fotos de mulheres peladas ou mesmo vendo pornografia. Pare com isso o mais rápido possível.

Sucesso na jornada!



Obrigadão pelas dicas, tenho prosseguido com o reboot e melhorado um pouco mais aos poucos.

Sobre sua pergunta de eu ter gostado de garotos na infância, lembro de ter ficado com medo de gostar do meu melhor amigo, pois me inspirava muito nele em várias coisas, isso lá pelos meus doze anos. Pelo que li sobre, em um certo ponto da puberdade isso é comum por conta de níveis hormonais, considero inclusive como um primeiro sinal do TOC também, quem sabe.

Sobre o e-book, eu li e é bem interessante mesmo, deu uma motivação a mais.

Obrigadão pela resposta! Continuamos firmes!
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 23/2/2019, 00:19
Xavraulio escreveu:Eai brother! Seguinte, estou passando pelo HOCD há 2 anos e entendo seu sofrimento! Vou citar alguns sintomas que eu sinto/já senti e você vai se identificar de certeza:
1-Comecei a achar defeitos em mulheres, que eu nunca esperaria em ninguém
2-A atração por homens não tinha filtro, era qualquer homem
3-Ficava me testando com porno gay pra ver se subia e se mudasse o tamanho eu já ficava louco
4-Penso nisso 24 horas do meu dia

Esses são os sintomas básicos do meu HOCD, tem muitos mais sintomas, mas não vou comentar porque te digo uma coisa, o HOCD funciona como uma esponja e você absorve tudo que lê dos outros! Qualquer dúvida pode me perguntar, abraços!

Eae irmão! É bem isso aí mesmo, principalmente os itens 1, 2 e 4.

Nos últimos dias eu tenho adotado umas medidas que têm ajudado bastante. Além de eu evitar pensar em qualquer tipo de fantasia sexual (mesmo que alivie temporariamente o TOC), tenho tomado banhos frios diariamente. Os banhos frios ajudam a diminuir a ansiedade bem, além de muitos outros benefícios, recomendo demais.

Outra coisa que achei que tem me ajudado bastante são livros sobre TOC, pra eu identificar bem os sintomas que tenho e comparar com casos que os livros trazem. Um deles é "Manual de Terapia Cognitivo-comportamental para o Transtorno Obsessivo-Compulsivo" e o outro é "Vencendo o Transtorno Obsessivo-Compulsivo". Os dois trazem sobre o HOCD em casos exatamente iguais aos nossos e separam isso de uma homossexualidade saudável. Recomendo demais a leitura.

Obrigadão pelo apoio e qualquer coisa que precisar chama!
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Atualização

em 1/3/2019, 20:01
Bom, desde os últimos 15 dias tenho estado fora do fórum focando no meu reboot e aconteceram algumas coisas que achei importante deixar registrado aqui.

Na última semana comecei a apresentar uma grande melhora com o HOCD. Por mais que eu ainda pensasse muito sobre ele, eu conseguia olhar pra homens e não sentir nada na maioria das vezes, e também olhar para mulheres com uma normalidade maior do que antes.
Socializar com homens e mulheres na faculdade me ajudou muito. Também comecei a me aproximar de uma garota que acho que posso estar começando a gostar (finalmente!).

Porém, como nem tudo são flores, algumas coisas ainda me perturbam. O meu medo agora está focado em eu acabar ficando com uma garota que eu estar afim e acabar não gostando muito do ato. Esse medo vem e vai durante o dia, mas consigo lidar com ele melhor do que com o HOCD.
Além disso, ontem e hoje sofri recaídas e acabei retornando ao PMO novamente. Obviamente não vou desistir agora que tudo parece estar melhorando, resetarei o contador e continuarei lutando.

Outra coisa que vale a pena registrar é que só agora percebi como eu estou realmente viciado em Pornografia. O que me mostrou isso foram os episódios de extrema vontade de voltar ao PMO que eu tive depois que fechei duas semanas de PMO free, episódios esses que acabaram me vencendo.

Por hoje é isso, obrigado a você que está acompanhando esse tópico e sucesso para todos nós!
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Atualização 10/3

em 10/3/2019, 12:02
Bom, acho que já tenho o suficiente para fazer mais um tópico de atualização, por mais que dificilmente alguém esteja acompanhando isso.

Estou no meu 8º dia de volta no reboot.
Nesse meio tempo o HOCD veio e foi várias vezes durante os dias, e voltou a ficar mais forte.

A única vez que fiquei realmente bem nessa semana foi quando passei o dia com uma amiga e a possibilidade de eu gostar dela veio na minha cabeça, e foi algo extremamente agradável e desejável, me senti muito bem por um dia e meio mais ou menos, até o HOCD voltar e o sentimento que eu tinha simplesmente desaparecer.

Percebi que o meu HOCD tem momentos bem definidos de quando ele ataca. Ele fica muito, mas MUITO forte quando acordo de manhã, fica intermitente durante a tarde e de noite (principalmente tarde da noite) ele fica muito mais fraco, me ajudando a dormir melhor.

Coisas que pioraram meu HOCD nos últimos dois dias foram os pensamentos invasivos sobre eu ter sexo com homens, antes por mais que me incomodasse eu conseguia até que ignorar melhor porque eles não me causavam nenhuma reação além de medo. Porém há uns dois dias um desses pensamentos me fez ter algo que pareceu uma resposta groinal, mas a dúvida de ser ou não uma resposta groinal me fez surtar o dia inteiro com perguntas de se eu acho isso prazeroso ou não, porque pra mim é totalmente errado e desagradável a imagem que vem nos meus pensamentos (não preciso descrever, vocês sabem bem).

Além disso, minha libido vem diminuindo muito desde então, e para melhorar hoje eu acordei com total pânico sobre a ideia de ser gay. Meu coração acelerou demais mesmo eu estando deitado na cama. Fiquei uma hora nesse estado até eu ter coragem de levantar da cama e tomar um copo de leite, que foi complicado também porque o nervosismo me deu muito enjoo. Depois de um tempo acordado eu acho que agora estou entrando na flatline, não sinto nada lá embaixo e as poucas vezes que vi rostos de mulheres no dia de hoje eu não senti absolutamente nada.

Se alguém sequer está lendo isso e já passou ou passa por isso tudo, vai uma pergunta: como lidar com o HOCD na flatline, já que o pouco restante da atração por mulheres se vai? Isso me amedronta um pouco, pra não dizer bastante.

avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Atualização 10/3 Pt. 2

em 10/3/2019, 19:15
Bem, vou começar a fazer updates mais constantes pra eu conseguir detalhar melhor as coisas.

Foi um dia normal hoje até, saí de casa e conseguia olhar para homens sem ter os gatilhos na minha cabeça, mas acho que isso ainda é uma forma de teste mental.
Porém hoje eu percebi que todo o meu desejo sexual foi embora, vi uma garota simplesmente incrível no mercado hoje, e senti alguma coisa nos primeiros segundos, depois já não sentia nada de novo. Toda minha libido e vontade de fazer sexo sumiram, eu me sinto totalmente assexual.

Outra coisa que vem intensificando é eu olhar para uma mulher, como aconteceu hoje, no começo gostar e logo depois pensar que eu não iria mais me sentir atraído pela anatomia feminina como eu sempre fui, não iria gostar mais do corpo de uma mulher, e sim de um homem, e isso me amedronta bastante.

Por hoje acho que é isso
avatar
Mensagens : 69
Data de inscrição : 01/02/2019
Ver perfil do usuário

Re: Diário de Axbott - Luta contra HOCD e PMO

em 11/3/2019, 19:17
Axbott escreveu:Bem, vou começar a fazer updates mais constantes pra eu conseguir detalhar melhor as coisas.

Foi um dia normal hoje até, saí de casa e conseguia olhar para homens sem ter os gatilhos na minha cabeça, mas acho que isso ainda é uma forma de teste mental.
Porém hoje eu percebi que todo o meu desejo sexual foi embora, vi uma garota simplesmente incrível no mercado hoje, e senti alguma coisa nos primeiros segundos, depois já não sentia nada de novo. Toda minha libido e vontade de fazer sexo sumiram, eu me sinto totalmente assexual.

Outra coisa que vem intensificando é eu olhar para uma mulher, como aconteceu hoje, no começo gostar e logo depois pensar que eu não iria mais me sentir atraído pela anatomia feminina como eu sempre fui, não iria gostar mais do corpo de uma mulher, e sim de um homem, e isso me amedronta bastante.

Por hoje acho que é isso

Cara kkkķkk eu te entendo perfeitamente pois passo pela mesma coisa!!!! As vezes tô tendo atração e me bate um "tu não vai gostar mais do corpo de mulher", e isso faz o tesão SUMIR. Antes eu achava o corpo feminino sensacional, na verdade ainda acho, mas essa insegurança me faz pensar que não acho. De que não gosto. Mas cara, não vou desistir não. Sei o que eu sempre gostei. E já que isso não muda, já que dizem que não existe ex-gay, não serei um ex-hetero. Vamo vencer isso mano. A gente só não ta conseguindo sentir a mesma coisa que antes, pq estamos nessas neuras. Se não tivéssemos, estaríamos com o sempre estivemos. O segredo é a gente ignorar essa parada e deixar o tempo fazer o papel dele
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/02/2019
Ver perfil do usuário

Update 13/03

em 13/3/2019, 18:06
Filósofo escreveu:

Cara kkkķkk eu te entendo perfeitamente pois passo pela mesma coisa!!!! As vezes tô tendo atração e me bate um "tu não vai gostar mais do corpo de mulher", e isso faz o tesão SUMIR. Antes eu achava o corpo feminino sensacional, na verdade ainda acho, mas essa insegurança me faz pensar que não acho. De que não gosto. Mas cara, não vou desistir não. Sei o que eu sempre gostei. E já que isso não muda, já que dizem que não existe ex-gay, não serei um ex-hetero. Vamo vencer isso mano. A gente só não ta conseguindo sentir a mesma coisa que antes, pq estamos nessas neuras. Se não tivéssemos, estaríamos com o sempre estivemos. O segredo é a gente ignorar essa parada e deixar o tempo fazer o papel dele

Primeiramente valeuzão por compartilhar a experiência cara, a frase "Não existe ex-gay, não serei um ex-hétero" me motivou bastante a continuar, na moral. Vamos sair juntos dessa!


Agora sim para o update. Acho que estou realmente em uma flatline esquisita. Sinto meu libido lá embaixo. Por mais que eu ainda de vez em quando olhe pra homens e fique aquela voz tipo "Você quer beijar esse cara? Você acha ele bonito", mas se eu olho fixamente pra um cara eu no fundo sei que não sinto nada. Ao mesmo tempo minha libido para mulheres tá bem baixa, mas ela varia conforme o dia e as situações.

Sinto que estou num estado parecido de antes de eu recair no início do mês.

Outra coisa estranha é que quando eu pareço voltar a ser o que eu era antes do HOCD eu me sinto estranho. É como se eu tivesse vivido tanto tempo com isso me incomodando que parece que eu não consigo mais ser eu mesmo sem ele, entendem? Eu simplesmente esqueci como era admirar uma mulher, como era gostar de alguém, e ainda não me lembro na verdade.Eu acho que fiquei acostumado a ter o HOCD. É uma sensação bem estranha, mas espero que signifique que eu estou no caminho certo.

Continuo no foco com o reboot!
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum