Compartilhe
Ir em baixo
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Diário: voltar a viver

em 22/3/2019, 15:54
dia 1

Hoje é o primeiro dia de muitos que virão, com muita luta.
Tenho 29 anos e não me lembro de como era minha vida antes da pornografia, posso dizer que devo ter começado com 10/11 anos a ver pornografia e me masturbar. O que na escola era algo a ser compartilhado entre os amigos, onde se juntavam para ver filmes pornô e se masturbarem juntos, cada um no seu canto.
Tudo foi piorando a medida que passava, passando da internet discada para a conexão que temos hoje, deixou de se ter limite para a quantidade de pornografia que eu via. Como era algo só meu, meu pequeno segredo, eu acreditava que não faria mal a ninguém, até que comecei a mentir e manipular para conseguir acessar algo ou fazer algo, desde ambiente de trabalho até publico.
Quando comecei a achar que estava sendo muito exagerado, pensei que quando começasse a namorar isso iria parar....depois, quando noivei imaginei que quando casasse isso iria parar. Hoje, consumo mais pornografia do que em toda a minha vida, chegando a assistir ais de 2h por dia, sempre com edging, para ficar jogando dopamina no cérebro. O que resultou numa falta de apetite sexual para com a minha esposa. Ficamos facilmente, 2 semanas sem ter relações, simplesmente pq eu perdi o interesse em relações humanas.
Hoje está sendo o 2 dia longe de PMO, mas estou contando no meu diário como o dia 1.
Espero conseguir o reboot, preciso conseguir. Pois eu amo demais a minha esposa, ela é a mulher mais incrível que eu conheço e não merece isso. Além de afetar minha consciência, ansiedade, concentração e estar vendo as mulheres como objetos de prazer, e não mais como seres humanas.
Hoje eu instalei blocks em todos os meus computadores e no celular (k9 web protection para o pc e safesurfer para o celular) , deletei todo o conteúdo que eu tinha e deixei de seguir todos os perfis de instagram e twitter que geravam algum tipo de conteúdo, seja leve ou mais pesado ou de modelos que me incentivavam a praticar o PMO (foram cerca de 400 perfis), hoje vou falar para minha esposa o que eu estou passando e pedir a ajuda dela para passar por isso.
Na próxima semana terei minha primeira consulta com um psicólogo.

Pretendo escrever todos os dias como maneira de incentivo pessoal e para compartilhar com mais pessoas a minha história, e se possível, receber o incentivo e a ajuda de vocês nesse momento.

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 1290
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 22/3/2019, 19:20
Bem-vindo e lute. Tem meu e nosso apoio. Guarneça-se da melhor forma que estamos aqui para ajudá-lo.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 22/3/2019, 19:29
obrigado pela mensagem.

uma dúvida, eu coloquei ela no tópico sobre o contador, mas não tive resposta, como faço para colocar meu contador como dias, assim como o seu?
ao invês de registrar o tempo decrescente, ele ir subindo com os dias?

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 1290
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 23/3/2019, 21:29
Então, utilizo o CountingDownTo, até já anunciado aqui no Fórum. Bem simples de ser operado. No seu caso, é só selecionar à direita, no box Style, a opção Standard, para seu contador ficar com aparência semelhante à do meu.

Espero haver ajudado.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
Petruchio
Mensagens : 154
Data de inscrição : 07/09/2017
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 24/3/2019, 00:29
parabéns pela iniciativa de criar um tópico
to voltando ao fórum e vou acompanhar aqui sua trajetória

uso esse contador aqui https://countingdownto.com/create-count-up

_______________________________________
Valhalla
Mensagens : 148
Data de inscrição : 01/06/2018
Localização : Paraná
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 24/3/2019, 11:20
Fala, John!
Tudo tranquilo?

Vejo grande semelhança entre nossas experiências. Também estou cá aos 29 anos e sou casado. Minha busca para acabar com este vício que tanto maldizemos foi justamente minha relação com minha esposa. Passei a fantasiar coisas que nunca tive e mulheres perfeitas demais. Assim foi-se a vontade de me relacionar. Não é que minhas relações não fossem boas, muito pelo contrário. A questão sempre foi a intensidade, quando em comparação com P e M. Os longos edgings me davam muito mais do que eu conseguia quando acompanhado, mas também me tomavam muito mais do que eu queria dar.
Além de tudo, como meu contato com P e M vem desde muito jovem, desconheço a sensação de relacionar-me limpo. É provável que estejamos perdendo uma experiência muito melhor e mais completa -talvez aquela que constantemente buscamos em P e M-, mas somos incapazes de aproveitá-la ao máximo, devido ao longo período expostos ao vício.

Estamos juntos nessa luta!
Um forte abraço e boa sorte!

_______________________________________

"Você só vence amanhã se não desistir hoje"




Meu Diário

john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty dias 2 e 3

em 24/3/2019, 18:56
Dias 2 e 3



Não consegui escrever ontem pois foi um dia de muita tribulação.
Como informei no dia 1, eu iria contar para minha esposa do meu vício e da minha necessidade de ajuda. Foi uma das conversas mais difíceis da minha vida, somos casados a apenas 1 ano e meio, nossa vida sexual estava de mau a pior, já estávamos caminhando para um lugar sem volta.
Contar esse meu segredo, que estava guardado e bem escondido dentro de mim durante tantos anos foi uma luta, muita vergonha e muito choro, ficamos quase 2 horas conversando, respondendo perguntas e explicando o que eu estava passando. Ela foi a pessoa mais compreensiva que alguém poderia ser nesse momento, mas claro que com muita dor também. Perguntou se eu ainda a amava, e porque eu estava buscando a P para sentir prazer, contei que tenho isso a muitos anos, mas que ultimamente havia piorado muito, me colocando numa caixa de vidro, sem acesso a ninguém, não tinha apetite nenhum e nem vontade de sair com os amigos, não limpava a casa ou me preocupava com a minha própria higiene. Ela pediu uns dias para processar as informações, mas que estará do meu lado me ajudando com o que for preciso, como falei no dia 1, ela é a mulher mais incrível desse mundo e é por ela que eu preciso mudar a minha situação.
Nosso relacionamento está muito distante neste momento, mas era esperado, para que ela possa assimilar as informações, mas prometeu que vamos passar por isso juntos.
Fomos para a casa dos pais dela ontem, para tentar descansar a mente um pouco, não foi uma boa, todo momento precisávamos nos distanciar para chorar, ou segurar ao responder as básicas perguntas de "como vocês estão?". Tanto no sábado, como hoje, precisamos conversar sobre o que eu estava passando, choramos muito nestes dois dias. Hoje pela manhã eu estava com ânsia, com o corpo tremendo, pois haviam coisas que eu ainda não tinha contado para ela, depois de revelar meus piores pensamentos e o que aquilo estava fazendo comigo, comecei a me sentir melhor, apesar de ser mais uma bomba que eu joguei no colo dela. Mesmo depois de ter teminado de contar tudo, ela repetiu a mesma frase de sexta.: "Vamos superar isso juntos, eu só preciso de um tempo para assimilar, mas eu não estou te abandonando."

Eu não conseguiria superar tudo isso sem ela na minha vida.

Quando chegamos em casa, de volta dos pais dela, eu encaminhei 2 e-mails que recebi do site, explicando o que é o vício, quais seus sintomas e como conseguir parar. Para que ela entenda como funciona e possa me ajudar também.

Além dos filtros nos computadores e no celular, descobri outras pequenas coisas que me ajudam a manter a mente saudável e distantes dos desejos de PMO.
Alongar o corpo no momento que acordar e trocar de roupa, não posso ficar de pijama e com o corpo sonolento, devo estar desperto e com a mente ativa. Percebi também que manter o ambiente limpo contribui muito, tanto como atividade para mim, como para ver o local higienizado. Tomo banhos frios, ainda não gelados, mas vamos em um passo de cada vez. Ainda não consegui voltar a ler, não consigo me focar muito, mas instalei alguns joguinhos no celular que me ajudam a distrair a mente em alguns momentos mais necessários.

Este foi um dos finais de semana mais difíceis da minha vida, mas acredito que será para um futuro melhor. Um passo de cada vez.

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 24/3/2019, 18:57
Petruchio escreveu:parabéns pela iniciativa de criar um tópico
to voltando ao fórum e vou acompanhar aqui sua trajetória

uso esse contador aqui https://countingdownto.com/create-count-up

obrigado pela ajuda, consegui arrumar meu contador Wink

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 24/3/2019, 18:59
Valhalla escreveu:
Fala, John!
Tudo tranquilo?

Vejo grande semelhança entre nossas experiências. Também estou cá aos 29 anos e sou casado. Minha busca para acabar com este vício que tanto maldizemos foi justamente minha relação com minha esposa. Passei a fantasiar coisas que nunca tive e mulheres perfeitas demais. Assim foi-se a vontade de me relacionar. Não é que minhas relações não fossem boas, muito pelo contrário. A questão sempre foi a intensidade, quando em comparação com P e M. Os longos edgings me davam muito mais do que eu conseguia quando acompanhado, mas também me tomavam muito mais do que eu queria dar.
Além de tudo, como meu contato com P e M vem desde muito jovem, desconheço a sensação de relacionar-me limpo. É provável que estejamos perdendo uma experiência muito melhor e mais completa -talvez aquela que constantemente buscamos em P e M-, mas somos incapazes de aproveitá-la ao máximo, devido ao longo período expostos ao vício.

Estamos juntos nessa luta!
Um forte abraço e boa sorte!

Realmente, eu também não me lembro de como era ter um relacionamento puro e com amor, somente amor. Mas acredito na mudança, e minha esposa está sendo peça chave para eu conseguir andar um passo de cada vez.

vamos juntos, sempre!!!

abraço e boa sorte para você também

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Petruchio
Mensagens : 154
Data de inscrição : 07/09/2017
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 24/3/2019, 20:28
ta praticando algum esporte ou fazendo alguma outra coisa lucida?
vale lembrar que o reboot não é só ficar varios dias sem PMO, mas se conectar com o mundo novamente, sentindo os prazeres da vida. Conexão essa que foi enfraquecida pelo falso estímulo que a P te traz.
passeios em praias, parques, conversas... s'ao coisas que podem ajudar quando se est[a ocioso.

quanto a sua esposa, com certeza vai ser muito bom pra vc ter alguém do lado, mas não se apoie ou cobre ela, pois o problema tem que ser resolvido por você.
as mulheres tendem a achar que vício em P do companheiro quer dizer que ela não seja atraente. pura besteira. qualquer humano que teve problema com P, vai achar o est[imulo virtual melhor do que o real. e isso pode acontecer com qualquer um que foi exposto a P durante um periodo de tempo.
se policie mas n'ao fique o dia todo pensando sobre isso, de dias e horas que passaram ou que faltam pra completar os 90 dias. vc vai ver, em pouco (mas dif[icil) tempo a rela;'ao de vcs vai melhorar e muito

edit: teclado mudou pra inglês sem querer, texto ta todo errado...

_______________________________________
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 24/3/2019, 21:13
Petruchio escreveu:ta praticando algum esporte ou fazendo alguma outra coisa lucida?
vale lembrar que o reboot não é só ficar varios dias sem PMO, mas se conectar com o mundo novamente, sentindo os prazeres da vida. Conexão essa que foi enfraquecida pelo falso estímulo que a P te traz.
passeios em praias, parques, conversas... s'ao coisas que podem ajudar quando se est[a ocioso.

quanto a sua esposa, com certeza vai ser muito bom pra vc ter alguém do lado, mas não se apoie ou cobre ela, pois o problema tem que ser resolvido por você.
as mulheres tendem a achar que vício em P do companheiro quer dizer que ela não seja atraente. pura besteira. qualquer humano que teve problema com P, vai achar o est[imulo virtual melhor do que o real. e isso pode acontecer com qualquer um que foi exposto a P durante um periodo de tempo.
se policie mas n'ao fique o dia todo pensando sobre isso, de dias e horas que passaram ou que faltam pra completar os 90 dias. vc vai ver, em pouco (mas dif[icil) tempo a rela;'ao de vcs vai melhorar e muito

edit: teclado mudou pra inglês sem querer, texto ta todo errado...

Estou treinando, bike e corda e voltando a praticar ukulele, por enquanto tem sido essas coisas somente.
Mas obrigado pela dica, vou me policiar para ter maiores práticas externas....tentar nadar com mais frequência também, apesar de o verão ter ido embora agora neh.

Realmente, preciso assumir a responsabilidade da mudança, é um peso muito grande colocar isso sobre ela, obrigado pelo conselho, vou prestar atenção para que isso seja algo meu, onde ela tem ciência mas não a responsabilidade. Ela me perguntou sobre a aparência dela, se eu não tinha mais interesse, chegou a achar que eu era gay também. Tudo por causa da PM que estava me afundando num lugar sem volta. Meu objetivo é fazer ela se sentir amada novamente.

Vou tentar não pensar muito no tempo de reboot, é um pouco difícil no começo, mas vou me policiar.
Obrigado pelas dicas. Está sendo um grande apoio poder contar com vocês neste lugar. Muito obrigado.


_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Fuzion
Mensagens : 182
Data de inscrição : 07/02/2018
Idade : 25
Localização : Mundo Real
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 25/3/2019, 03:58
Fala john.ca!! Pô, li seu diário e é foi uma baita motivação pra mim você ter contado pra tua esposa sobre o seu problema, você foi corajoso e honesto. Isso é admirável! Garanto que, se ela realmente te ama, ela ficará do seu lado, mas é necessário realmente um tempo pra pensar. Você falou bem, que seu objetivo é "fazê-la se sentir mais amada", mantenha esse objetivo na mente todos os dias, ele é seu alvo e você a flecha. Sempre que vier os pensamentos, além de afastá-los, lembre-se também do seu objetivo e do quanto você não quer estragá-lo.

Belíssima postura, meu caro!

_______________________________________

Diário: voltar a viver ZgOMZQM

"Se eu desistir agora, estarei onde eu comecei...
e quando eu comecei, estava desesperado para chegar onde estou agora."


15 DIAS / 30 DIAS /45 DIAS / 60 DIAS / 75 DIAS / 90 DIAS
Diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty dia 4

em 25/3/2019, 20:12
Dia 4


O final da noite de ontem foi muito complicado para minha esposa, ela precisou ir conversar com uma amiga sobre tudo o que ela estava passando, me pediu para deixar ela contar o que estava acontecendo (a amiga dela também é minha amiga), com a minha autorização, ela foi. Ficou umas 2 horas fora conversando com nossa amiga, voltou um pouco mais calma, conversamos um pouco e oramos. (nós dois somos cristãos. Eu sou filho de pastor inclusive)
Fomos dormir juntos, nos dias anteriores ela tinha ficado mais um tempo acordada para refletir sozinha.
Hoje ela foi trabalhar, ela sai mais cedo do que eu.
Meu alarme tocou as 7h, levantei 7h05 (era uma dificuldade muito grande levantar da cama antes, eu enrolava cerca de 40 min, além de praticar PMO). Levantei rápido e fui fazer meu alongamento matinal, percebi que meu corpo começou a ficar agitado, não estava conseguindo ficar parado. Foquei essa energia em 40 min de bike e 15 de pular corda. Voltei para casa e tomei uma ducha gelada, a diarista chegou...eu trabalhei de casa hoje. Não tinha conseguido voltar para o trabalho ainda e falar com meu sócio, estava com muita vergonha.
As 10h10 fui para minha consulta no psicólogo, fui andando para espairecer e fazer um pouco mais de exercício, além de tomar um pouco de sol. Senti picos de tristeza muito grandes indo para lá, com vontade de chorar.
A psicóloga foi legal, me explicou algumas coisas que já tinha lido aqui no forúm ou no ebook. Sendo esse vício a manifestação de uma compulsão vinda da ansiedade. Meu cérebro estava acostumado a jogar dopamina e adrenalina, e isso começou a resultar em algumas coisas piores, percebi que eu estava começando a me machucar intensionalmente....a dor estava começando a causar no meu cérebro quase a mesma sensação que o P. Isso me preocupou demais, mas aliviado que já estou lutando contra isso. Vou iniciar o tratamento psicológico semanalmente, ela recomendou para tratar a ansiedade e a compulsão, ainda mais para que este vício não se torne outro, como em bebidas, jogos ou qualquer outra coisa que substitua a dose de dopamina na mente.
Voltei para casa e almocei,não consegui trabalhar, estava difícil me focar, os sentimentos de tudo o que coloquei para fora ainda estavam agitados em mim, conversei com meu sócio a tarde e depois disso fiquei um pouco mais calmo, apesar de a empresa não estar bem e ele estar querendo desfazer e tomar outro rumo, teremos algumas semanas para
tomar essa decisão.
Voltando para casa estava mais calmo, não trabalhei, mas amanhã estarei cedo no escritório. Não tive problemas durante o dia, consegui desviar de qualquer desejo ou impulso, não precisei de duchas frias no meio do dia.
Minha esposa chegou meio cansada, foi treinar agora e estou esperando ela retornar para conversarmos e eu contar como foi meu dia.

Apesar da dificuldade de me focar, acredito que estou terminando o dia 4 muito bem. Agora preciso me policiar para não ficar com a sindrome do vira-lata, de querer mostrar para as pessoas o quão dificil é de recuperar de algo assim, preciso manter a cabeça erguida e positiva.

PS. percebi também que escutar música de relaxamento, instrumental e de yoga me ajuda a manter a mente focada, mais produtiva, ao contrário do que eu fazia antes, que era colocar músicas extremamente agitadas e pesadas para me manter acelerado e trabalhar mais rápido.


_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 25/3/2019, 20:16
Fuzion escreveu:Fala john.ca!! Pô, li seu diário e é foi uma baita motivação pra mim você ter contado pra tua esposa sobre o seu problema, você foi corajoso e honesto. Isso é admirável! Garanto que, se ela realmente te ama, ela ficará do seu lado, mas é necessário realmente um tempo pra pensar. Você falou bem, que seu objetivo é "fazê-la se sentir mais amada", mantenha esse objetivo na mente todos os dias, ele é seu alvo e você a flecha. Sempre que vier os pensamentos, além de afastá-los, lembre-se também do seu objetivo e do quanto você não quer estragá-lo.

Belíssima postura, meu caro!

Obrigado Fuzion, é muito dolorido e de muito sofrimento compartilhar isso com ela, mas senti um alívio gigantesco depois de ter contado, como se uma barreira entre nós tivesse desmoronado, agora só precisamos pegar os cacos e transformar numa ponte novamente. É uma fase que irá passar e percebi que sozinho eu não iria conseguir.
Realmente, ela é o meu principal alvo.

obrigado!

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Fuzion
Mensagens : 182
Data de inscrição : 07/02/2018
Idade : 25
Localização : Mundo Real
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 25/3/2019, 22:40
Boa noite, john! Saiba que toda essa dor e sofrimento que tem passado, nada disso será em vão, tu vai crescer muito depois. Eu sei do sofrimento que é tentar superar esse vício, é difícil e doloroso, não tenha vergonha de contar os detalhes. Essas crises de tristeza no passado também foi recorrente pra mim, meus olhos viviam molhados uma época. Mas acredite que isso tudo vai passar, a luta diária pode ser difícil, mas completar o reboot é possível e vai ter dar uma recompensa e uma paz valiosa. Eu também sou cristão, confie em Deus e sempre dedique um tempo para orar e/ou meditar (se tiver tempo faça os 2). A meditação já foi de grande ajuda pra eu esvaziar a mente e encontrar um tempo de paz.

_______________________________________

Diário: voltar a viver ZgOMZQM

"Se eu desistir agora, estarei onde eu comecei...
e quando eu comecei, estava desesperado para chegar onde estou agora."


15 DIAS / 30 DIAS /45 DIAS / 60 DIAS / 75 DIAS / 90 DIAS
Diário
Valhalla
Mensagens : 148
Data de inscrição : 01/06/2018
Localização : Paraná
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 26/3/2019, 13:34
Fala, john.ca!

Como tá esse reboot aí, cara? Como você tá hoje?
Ter alguém com você te ajudando a superar deve ajudar MUITO! É excelente que sua esposa te ajude nessa jornada. Talvez não seja fácil também para ela, mas o fato de vocês estarem juntos na cumplicidade deve ser de grande ajuda para ambos.
Qualquer coisa, tamo junto!

Abração e boa sorte!


Última edição por Valhalla em 26/3/2019, 17:53, editado 1 vez(es)

_______________________________________

"Você só vence amanhã se não desistir hoje"




Meu Diário

avatar
Mensagens : 375
Data de inscrição : 13/09/2015
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 26/3/2019, 14:54
john.ca escreveu:Dia 4


O final da noite de ontem foi muito complicado para minha esposa, ela precisou ir conversar com uma amiga sobre tudo o que ela estava passando, me pediu para deixar ela contar o que estava acontecendo (a amiga dela também é minha amiga), com a minha autorização, ela foi. Ficou umas 2 horas fora conversando com nossa amiga, voltou um pouco mais calma, conversamos um pouco e oramos. (nós dois somos cristãos. Eu sou filho de pastor inclusive)
Fomos dormir juntos, nos dias anteriores ela tinha ficado mais um tempo acordada para refletir sozinha.
Hoje ela foi trabalhar, ela sai mais cedo do que eu.
Meu alarme tocou as 7h, levantei 7h05 (era uma dificuldade muito grande levantar da cama antes, eu enrolava cerca de 40 min, além de praticar PMO). Levantei rápido e fui fazer meu alongamento matinal, percebi que meu corpo começou a ficar agitado, não estava conseguindo ficar parado. Foquei essa energia em 40 min de bike e 15 de pular corda. Voltei para casa e tomei uma ducha gelada, a diarista chegou...eu trabalhei de casa hoje. Não tinha conseguido voltar para o trabalho ainda e falar com meu sócio, estava com muita vergonha.
As 10h10 fui para minha consulta no psicólogo, fui andando para espairecer e fazer um pouco mais de exercício, além de tomar um pouco de sol. Senti picos de tristeza muito grandes indo para lá, com vontade de chorar.
A psicóloga foi legal, me explicou algumas coisas que já tinha lido aqui no forúm ou no ebook. Sendo esse vício a manifestação de uma compulsão vinda da ansiedade. Meu cérebro estava acostumado a jogar dopamina e adrenalina, e isso começou a resultar em algumas coisas piores, percebi que eu estava começando a me machucar intensionalmente....a dor estava começando a causar no meu cérebro quase a mesma sensação que o P. Isso me preocupou demais, mas aliviado que já estou lutando contra isso. Vou iniciar o tratamento psicológico semanalmente, ela recomendou para tratar a ansiedade e a compulsão, ainda mais para que este vício não se torne outro, como em bebidas, jogos ou qualquer outra coisa que substitua a dose de dopamina na mente.
Voltei para casa e almocei,não consegui trabalhar, estava difícil me focar, os sentimentos de tudo o que coloquei para fora ainda estavam agitados em mim, conversei com meu sócio a tarde e depois disso fiquei um pouco mais calmo, apesar de a empresa não estar bem e ele estar querendo desfazer e tomar outro rumo, teremos algumas semanas para
tomar essa decisão.
Voltando para casa estava mais calmo, não trabalhei, mas amanhã estarei cedo no escritório. Não tive problemas durante o dia, consegui desviar de qualquer desejo ou impulso, não precisei de duchas frias no meio do dia.
Minha esposa chegou meio cansada, foi treinar agora e estou esperando ela retornar para conversarmos e eu contar como foi meu dia.

Apesar da dificuldade de me focar, acredito que estou terminando o dia 4 muito bem. Agora preciso me policiar para não ficar com a sindrome do vira-lata, de querer mostrar para as pessoas o quão dificil é de recuperar de algo assim, preciso manter a cabeça erguida e positiva.

PS. percebi também que escutar música de relaxamento, instrumental e de yoga me ajuda a manter a mente focada, mais produtiva, ao contrário do que eu fazia antes, que era colocar músicas extremamente agitadas e pesadas para me manter acelerado e trabalhar mais rápido.


Mano sou Cristão igual a vc, não tem nada que possa medir isso que vc esta passando dentro de casa, mais mano vc já e diferente de tudo aquilo que no seus piores dias vc já foi, vc já pode agradecer a Deus pois vc já e uma pessoa diferente pois vc começou o processo de mudança, eu tenho certeza da sua vitoria, estarei aqui te acompanhando. Lembre-se de 3 coisas que vai te ajudar ir longe Forum (estar aqui ajuda muito ou ler, ver vídeos sobre o assunto) Atividade física (como vc esta fazendo) De forma alguma ficar com a mente ociosa.

_______________________________________
Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
Filipenses 3:13

Mas nós não somos dos que retrocedem para perdição; mas dos que têm a fé para a salvação da alma.
Hebreus 10:39-39

Link do meu diário: http://www.comoparar.com/t1408p25-preciso-de-pessoas-que-me-entende?highlight=preciso+de+pessoas+que+me+entende

( )30 dias       ( )60 dias     ( )90 dias                   17 de Novembro 2019  
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty dia 5

em 26/3/2019, 19:49
DIA 5

Hoje meu celular tocou as 7h, meu olho abriu no mesmo momento, minha esposa não tinhas saído para trabalhar ainda, levei quase 5 min para sair da cama (preciso me policiar para não deixar o corpo vencer essa preguiça, só de ficar esses 5min na cama, mesmo sem pensar em nada comecei a ter um vestígio de ereção, me preocupei), ao levantar andei um pouco pela casa meio perdido (todo dia de manhã eu usava de PMO). Ao andar um pouco eu abri todas as janelas da casa e fiz meu alongamento, em seguida tomei uma ducha. Já estava um pouco melhor.

Percebi que nos últimos 4 dias tenho tido sonhos complicados, não de P, mas de catátrofes, o mundo sendo destruído ou eu passando por alguma situação de destruição ou guerra...acho que é a minha mente manifestando a situação que estou vivendo.

Minha esposa deixou um versículo para mim na geladeira (temos uma lousinha para deixar recados um para o outro, ou para colocar as compras do mercado mesmo hehe)
"Porém eu cantarei a respeito do seu poder; de manhã louvarei bem alto o teu amor, pois tu tens sido uma fortaleza para mim, um refúgio nos meus dias de aflição." Salmos 59:16

Esse versículo me deu uma calmaria tremenda.

Fui para o trabalho, desta vez de carro, pois ia precisar sair a tarde. No começo foi difícil me concentrar, mas consegui fazer bastante coisa, sem grandes problemas....me pegava ou passando a mal de forma inocente nas calças ou me mexendo meio estranho. (como se estivesse coçando o saco)...me policiei para manter as mãos em cima da mesa. Novamente escutar música de relaxamento ajudou muito na concentração.

A tarde fui visitar outro psicólogo, estou procurando o que considero melhor para mim, este era um senhor mais velho, psicanalista freudiano. Não curto muito essa linha da psicanálise, se alguém aí teve experiência com isso, compartilha aí. Vou visitar mais um esta semana e decidir em qual vou iniciar o tratamento.

A tarde o trabalho continuou tranquilo, cheguei em casa, minha esposa vai chegar mais tarde hoje por causa do trabalho, então estou sozinho. Cheguei, lavei a louça e arrumei um pouco a casa, ontem teve diarista,então não precisei me dedicar muito nisso. Pratiquei um pouco de ukulele (estava parado mais de 5 meses) e vim escrever meu diário enquanto meu celular carrega para ir a academia.

PS. tive dor de cabeça quase a tarde toda, não sei se de stress, cansaço, fome ou se por abstinência de PMO mesmo, vou ficar de olho se isso continua.

Vamos para cima que o reloginho não para Wink

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 26/3/2019, 19:58
Fuzion escreveu:Boa noite, john! Saiba que toda essa dor e sofrimento que tem passado, nada disso será em vão, tu vai crescer muito depois. Eu sei do sofrimento que é tentar superar esse vício, é difícil e doloroso, não tenha vergonha de contar os detalhes. Essas crises de tristeza no passado também foi recorrente pra mim, meus olhos viviam molhados uma época. Mas acredite que isso tudo vai passar, a luta diária pode ser difícil, mas completar o reboot é possível e vai ter dar uma recompensa e uma paz valiosa. Eu também sou cristão, confie em Deus e sempre dedique um tempo para orar e/ou meditar (se tiver tempo faça os 2). A meditação já foi de grande ajuda pra eu esvaziar a mente e encontrar um tempo de paz.

Valhalla escreveu:Fala, john.ca!

Como tá esse reboot aí, cara? Como você tá hoje?
Ter alguém com você te ajudando a superar deve ajudar MUITO! É excelente que sua esposa te ajude nessa jornada. Talvez não seja fácil também para ela, mas o fato de vocês estarem juntos na cumplicidade deve ser de grande ajuda para ambos.
Qualquer coisa, tamo junto!

Abração e boa sorte!

NãoDesisto! escreveu:
john.ca escreveu:Dia 4

Mano sou Cristão igual a vc, não tem nada que possa medir isso que vc esta passando dentro de casa, mais mano vc já e diferente de tudo aquilo que no seus piores dias vc já foi, vc já pode agradecer a Deus pois vc já e uma pessoa diferente pois vc começou o processo de mudança, eu tenho certeza da sua vitoria, estarei aqui te acompanhando. Lembre-se de 3 coisas que vai te ajudar ir longe Forum (estar aqui ajuda muito ou ler, ver vídeos sobre o assunto) Atividade física (como vc esta fazendo) De forma alguma ficar com a mente ociosa.


Fuzion, Valhala e Não desisto.
Espero que não se importem de responder os três juntos aqui hehe,
Obrigado pelas mensagens Wink

Fuzion. Sem dúvida vai passar, eu e minha esposa nos olhamos nos olhos e nos prometemos que isso é uma fase ruim e que tudo vai melhorar. Estamos orando juntos todas as noites quando ela chega do trabalho e então conversamos durante o dia, eu falo até o que estava pensando, se alguma coisa veio na minha mente durante o dia. Estamos nos aproximando e nos fortalecendo juntos, um dia de cada vez.

Valhala. Estou melhorando, consegui conversar com o psicologo hoje sem chorar. Com firmeza nas minhas decisões. Sem dúvida ter o apoio da minha esposa está sendo o principal ponto de força, meu porto seguro.

Nãodesisto. Sem dúvida é a maior tribulação que eu já tive na minha vida. Mas estava escrito para ser assim e devo entregar na sabedoria de Deus para poder caminhar. Obrigado pelo apoio. Realmente, sempre que sinto que a mente não está bem eu entro no fórum e começo a ler histórias ou falar com as pessoas, faz muito bem mesmo, as atividades físicas estão contribuindo mesmo, ainda estou começando, mas já está ajudando MUITO e a mente ociosa é o mais complicado, ainda mais nos períodos que eu mais caia no PMO....lutar com a mente para encontrar algo para fazer, por enquanto está indo tudo bem, ainda não consegui começar a ler livros, percebo que minha mente ainda não está conseguindo se focar muito em uma única coisa por muito tempo, mas sei que isso vai melhorar com o tempo Wink

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
avatar
Mensagens : 375
Data de inscrição : 13/09/2015
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 26/3/2019, 23:38
john.ca escreveu:DIA 5

Hoje meu celular tocou as 7h, meu olho abriu no mesmo momento, minha esposa não tinhas saído para trabalhar ainda, levei quase 5 min para sair da cama (preciso me policiar para não deixar o corpo vencer essa preguiça, só de ficar esses 5min na cama, mesmo sem pensar em nada comecei a ter um vestígio de ereção, me preocupei), ao levantar andei um pouco pela casa meio perdido (todo dia de manhã eu usava de PMO). Ao andar um pouco eu abri todas as janelas da casa e fiz meu alongamento, em seguida tomei uma ducha. Já estava um pouco melhor.

Percebi que nos últimos 4 dias tenho tido sonhos complicados, não de P, mas de catátrofes, o mundo sendo destruído ou eu passando por alguma situação de destruição ou guerra...acho que é a minha mente manifestando a situação que estou vivendo.

Minha esposa deixou um versículo para mim na geladeira (temos uma lousinha para deixar recados um para o outro, ou para colocar as compras do mercado mesmo hehe)
"Porém eu cantarei a respeito do seu poder; de manhã louvarei bem alto o teu amor, pois tu tens sido uma fortaleza para mim, um refúgio nos meus dias de aflição." Salmos 59:16

Esse versículo me deu uma calmaria tremenda.

Fui para o trabalho, desta vez de carro, pois ia precisar sair a tarde. No começo foi difícil me concentrar, mas consegui fazer bastante coisa, sem grandes problemas....me pegava ou passando a mal de forma inocente nas calças ou me mexendo meio estranho. (como se estivesse coçando o saco)...me policiei para manter as mãos em cima da mesa. Novamente escutar música de relaxamento ajudou muito na concentração.

A tarde fui visitar outro psicólogo, estou procurando o que considero melhor para mim, este era um senhor mais velho, psicanalista freudiano. Não curto muito essa linha da psicanálise, se alguém aí teve experiência com isso, compartilha aí. Vou visitar mais um esta semana e decidir em qual vou iniciar o tratamento.

A tarde o trabalho continuou tranquilo, cheguei em casa, minha esposa vai chegar mais tarde hoje por causa do trabalho, então estou sozinho. Cheguei, lavei a louça e arrumei um pouco a casa, ontem teve diarista,então não precisei me dedicar muito nisso. Pratiquei um pouco de ukulele (estava parado mais de 5 meses) e vim escrever meu diário enquanto meu celular carrega para ir a academia.

PS. tive dor de cabeça quase a tarde toda, não sei se de stress, cansaço, fome ou se por abstinência de PMO mesmo, vou ficar de olho se isso continua.

Vamos para cima que o reloginho não para Wink

Mano parabéns pelo seu foco, estou vendo que vc esta sendo muito disciplinado e isso ai e a chave do sucesso, quanto mais longe e mais vigilante aos gatilhos vc estiver mais longe vc vai, como vc fez quando acordou, pq as vezes damos espaço aos gatilhos pensando que são inocentes mais são um atalho para o abismo então corra dos gatilhos.

Cara quanto ao psicólogo eu trabalho na minha igreja com alguns que são cristão, não me consulto com eles pois encaminho alguns jovens para eles, que tem uma mente parecida com nossa quanto ao PMO, agora quanto a um psicólogo Freudiano não e uma boa escolha msm pois a linha dele e totalmente de sexo sem compromisso e M. a vontade.

_______________________________________
Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
Filipenses 3:13

Mas nós não somos dos que retrocedem para perdição; mas dos que têm a fé para a salvação da alma.
Hebreus 10:39-39

Link do meu diário: http://www.comoparar.com/t1408p25-preciso-de-pessoas-que-me-entende?highlight=preciso+de+pessoas+que+me+entende

( )30 dias       ( )60 dias     ( )90 dias                   17 de Novembro 2019  
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 27/3/2019, 18:34
NãoDesisto! escreveu:
Mano parabéns pelo seu foco, estou vendo que vc esta sendo muito disciplinado e isso ai e a chave do sucesso, quanto mais longe e mais vigilante aos gatilhos vc estiver mais longe vc vai, como vc fez quando acordou, pq as vezes damos espaço aos gatilhos pensando que são inocentes mais são um atalho para o abismo então corra dos gatilhos.

Cara quanto ao psicólogo eu trabalho na minha igreja com alguns que são cristão, não me consulto com eles pois encaminho alguns jovens para eles, que tem uma mente parecida com nossa quanto ao PMO, agora quanto a um psicólogo Freudiano não e uma boa escolha msm pois a linha dele e totalmente de sexo sem compromisso e M. a vontade.


NãoDesisto, obrigado pela mensagem.
Saquei, eu já não tinha curtido muito a estilo dele, pessoal mesmo, agora com a sua posição ficou mais claro que não seria uma boa. Vlw Smile

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty dia 6

em 27/3/2019, 18:43
dia 6

Ontem eu fui dormir bem cedo, minha esposa foi conversar com um amigo em comum, para colocar a cabeça no lugar. Fiquei sozinho das 7h as 22h30. Sem problemas com gatilhos ou desejos, mas senti muito sono muito cedo. Video game, netflix, ukulele nem livro me animaram. Ela chegou, conversamos um pouco e oramos, já deitei e dormir, ela ficou mais um tempo acordada.

Tive sonhos pesados hoje novamente, com catástrofes acontecendo, acordei 3x agitado. Uma por esse sonho e outros 2 sonhos eróticos leves, acordei agitado, preocupado, é a primeira vez que tenho eles desde que parei o PMO.

Acordei de vez as 7h como ontem, levantei, fiz meu alongamento e tomei um banho.

No trabalho consegui produzir bem na parte da manhã, a tarde tive muita pressão na cabeça e nos olhos, mesmo tomando remédio. Marquei com a 3ª psicóloga, vou falar com ela amanhã e então decido com qual começarei o tratamento de vez na próxima semana.

Tive pouco problema com alguma imagem que tenha visto na internet ou instagram, com alguma insinuação visual de alguém que publicou uma foto, o coração palpitou forte, mas ja sai e mudei o foco.

Continuo com música de yoga e relaxamento para trabalhar, no sabado vou dar uma palestra em uma empresa, e me foquei nisso no final do dia.

Agora a noite tenho aula da pós graduação, minha esposa chega as 20h, vou estar no meio da aula. Depois vou treinar um pouco.

Foi um bom dia, cada um está sendo diferente do outro, ainda sinto muita culpa e tristeza, mas acredito que devo melhorar disso com o tempo e tratamento.


_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Valhalla
Mensagens : 148
Data de inscrição : 01/06/2018
Localização : Paraná
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 27/3/2019, 19:38
john.ca escreveu:dia 6

Ontem eu fui dormir bem cedo, minha esposa foi conversar com um amigo em comum, para colocar a cabeça no lugar. Fiquei sozinho das 7h as 22h30. Sem problemas com gatilhos ou desejos, mas senti muito sono muito cedo. Video game, netflix, ukulele nem livro me animaram. Ela chegou, conversamos um pouco e oramos, já deitei e dormir, ela ficou mais um tempo acordada.

Tive sonhos pesados hoje novamente, com catástrofes acontecendo, acordei 3x agitado. Uma por esse sonho e outros 2 sonhos eróticos leves, acordei agitado, preocupado, é a primeira vez que tenho eles desde que parei o PMO.

Acordei de vez as 7h como ontem, levantei, fiz meu alongamento e tomei um banho.

No trabalho consegui produzir bem na parte da manhã, a tarde tive muita pressão na cabeça e nos olhos, mesmo tomando remédio. Marquei com a 3ª psicóloga, vou falar com ela amanhã e então decido com qual começarei o tratamento de vez na próxima semana.

Tive pouco problema com alguma imagem que tenha visto na internet ou instagram, com alguma insinuação visual de alguém que publicou uma foto, o coração palpitou forte, mas ja sai  e mudei o foco.

Continuo com música de yoga e relaxamento para trabalhar, no sabado vou dar uma palestra em uma empresa, e me foquei nisso no final do dia.

Agora a noite tenho aula da pós graduação, minha esposa chega as 20h, vou estar no meio da aula. Depois vou treinar um pouco.

Foi um bom dia, cada um está sendo diferente do outro, ainda sinto muita culpa e tristeza, mas acredito que devo melhorar disso com o tempo e tratamento.


Fala, john!

Parabéns por aguentar mais um dia. Amanhã fecha a primeira semana e já bate a primeira de muitas metas.
Acho que os sonhos eróticos são normais. Hoje completei o 8º dia e nessa última noite também tive meu primeiro sonho deste tipo desde o reset. A gente acorda meio agitado e às vezes suando. Nesse aspecto, acho que parece até período de abstinência dos dependentes químicos (com menos intensidade, imagino). Quanto aos pesadelos, eu não sei muito. Fazia muito tempo que eu não tinha sonhos em geral, então não lembro quando tive meu último pesadelo.
Que bom que você está se recuperando. Seus relatos também me dão uma motivada. Ver que você está resistindo, mesmo com todas as dificuldades me inspira. As poucos, a vida vai entrando nos eixos.
Você comentou que escuta músicas de yoga e relaxamento no trabalho e eu acabei lembrando de um estilo de música que gosto muito de escutar enquanto estudo ou quando quero relaxar sem fazer nada (naqueles momentos em que a gente só quer deitar na cama e pensar). Vê se você curte. Chama "lo-fi hiphop". É um estilo de música calma, sem voz cantando, só com batidas e ritmos meio nostálgicos. Como as batidas se repetem e as músicas não são agitadas, me ajuda muito na concentração. Dá pra achar canais no youtube transmitindo lo-fi 24 horas por dia com facilidade.
Abração e força!

_______________________________________

"Você só vence amanhã se não desistir hoje"




Meu Diário

john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 28/3/2019, 18:12
Fala, john!

Parabéns por aguentar mais um dia. Amanhã fecha a primeira semana e já bate a primeira de muitas metas.
Acho que os sonhos eróticos são normais. Hoje completei o 8º dia e nessa última noite também tive meu primeiro sonho deste tipo desde o reset. A gente acorda meio agitado e às vezes suando. Nesse aspecto, acho que parece até período de abstinência dos dependentes químicos (com menos intensidade, imagino). Quanto aos pesadelos, eu não sei muito. Fazia muito tempo que eu não tinha sonhos em geral, então não lembro quando tive meu último pesadelo.
Que bom que você está se recuperando. Seus relatos também me dão uma motivada. Ver que você está resistindo, mesmo com todas as dificuldades me inspira. As poucos, a vida vai entrando nos eixos.
Você comentou que escuta músicas de yoga e relaxamento no trabalho e eu acabei lembrando de um estilo de música que gosto muito de escutar enquanto estudo ou quando quero relaxar sem fazer nada (naqueles momentos em que a gente só quer deitar na cama e pensar). Vê se você curte. Chama "lo-fi hiphop". É um estilo de música calma, sem voz cantando, só com batidas e ritmos meio nostálgicos. Como as batidas se repetem e as músicas não são agitadas, me ajuda muito na concentração. Dá pra achar canais no youtube transmitindo lo-fi 24 horas por dia com facilidade.
Abração e força!


Vlw Valhalla. Sim, li em outros diários que esses sonhos são normais, e a maioria acordava agitado ou suado também. É uma loucura ver como isso mexe tanto com o nosso corpo, que todos tem  os mesmos sintomas. Fico feliz que meus relatos tem dado força para você também.
Cara, se eu te falar que a segunda playlist que eu mais escuto é a low-fi beats no spotfy hehe....bem isso mesmo, uma boa música para relaxar a mente também.

obrigado pelo recado, grande abraço e força

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
john.ca
Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário: voltar a viver Empty Re: Diário: voltar a viver

em 28/3/2019, 21:39
dia 7

Ontem a noite tive uma conversa complicada com a minha esposa, estávamos os dois muito tristes pela situação que estamos passando. Na minha primeira consulta com a psicóloga ela me disse para eu não ficar buscando a piedade das pessoas que estão sabendo da minha situação e nem querer me mostrar sofrendo, aquela famosa síndrome de vira-lata. Então estou tentando ao máximo, dentro do possível, me manter positivo e com a mente ativa. Isso fez minha esposa achar que eu não estou dando bola para o que está acontecendo e que facilmente eu voltaria para onde estou. Como eu disse, foi uma conversa bem complicada onde nós dois choramos muito.

Esta noite eu não me lembro com o que eu sonhei, mas sei que eu acordei muito triste, não sei do que exatamente, mas a sensação de tristeza estava tão forte que minha esposa percebeu, antes dela sair ela orou comigo. Levei uns 10 min para sair da cama hoje. Fiz meu alongamento e tomei meu banho, tirei uns 15 minutinhos para tocar ukulele antes de sair.

No trabalho foi mais tranquilo, tive muita coisa para fazer hoje, então consegui manter a mente ativa.

Agora a noite estou sozinho, minha esposa saiu com uma amiga. Sai para comer na rua, para não ficar em casa sozinho, voltei e terminei de ver Homem Aranha no MultiVerso (se tiver fãs de comics aí, assistam, é bom demais). Toquei mais uns 40 minutos de ukulele e agora estou esperando minha esposa chegar.

Minha dor de cabeça começou agora a noite só.

Percebi que quanto mais longe eu fico da P, menos eu sinto falta, porém eu vi uma foto publicada no insta de uma pessoa que estava numa posição meio sensual, percebi que meu coração palpitou forte e a mente deu uma ativada. Percebi que continuo bem sensível para o conteúdo ainda (óbvio né, faz somente 7 dias), mas percebi que o reboot é realmente algo incrível, a forma de pensar e de querer fazer as coisas quando estou sozinho ou nas situações em que usava do MO estão sumindo, estou conseguindo ser mais produtivo durante o dia e ter pensamentos melhores.

Primeira meta está batida, vamos rumo aos 15 \o/

P.S: Escolhi minha psicóloga hoje, minha próxima consulta é na quinta feira que vem.

_______________________________________


a primeira fase para a mudança é o reconhecimento.

meu diário
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum