Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 02/04/2019
Idade : 37
Localização : Pernambuco
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty Diário de Michael Thomas

em 2/4/2019, 15:03

Olá à todos! Meu pseudônimo é Michael Thomas. Sou da região metropolitana do Recife. Tenho 36 anos nesta presente data. Sou casado desde 2011 com uma mulher incrível e tenho dois filhos. Uma de 14 anos de meu primeiro relacionamento e um jovem rapaz de 6 anos.
Hoje eu tomei a convicção: sou um viciado em pornografia e em sexo!
Tudo começou eu era bem, bem jovem mesmo. Deveria ter uns três pra quatro anos de idade e eu ia com a minha mãe para uma manicure. A manicure tinha duas filhas. Uma de uns 9 anos e outra da minha idade. Quando chegávamos, eu ia para o quarto brincar com elas. Uma vez ela chegou com uma brincadeirinha que ela chamou de sarrar, e ficou se esfregando em mim, os dois sem roupa. Isso aconteceu várias vezes.
Após isso, de seis pra sete anos, meus pais se separaram e minha mãe foi trabalhar cantando num bar e tinha que me levar junto. Lá, eu ficava na casa da dona do bar com o filho dela e treze anos. Esse garoto me abusou colocando para praticar sexo oral e o coito propriamente dito.
Meu envolvimento com a P propriamente dita começou aos
dez anos quando descobri as revista do meu irmão que é onze anos mais velho. E lembrei dos sarros com a filha da manicure e dos momentos com o filho da dona do bar e começava a M. Praticava o PMO todos os dias pelo menos umas cinco vezes . Minha mãe não reclamava pois achava que era normal de minha idade.
O problema é que apenas as poses nuas das artistas de novelas não me satisfaziam mais. E procurei por outras revistas e o pior: passei a ter relações sexuais com os garotos de minha rua. Sempre no interesse de sentir aquele prazer. Mas sempre que esse prazer passava eu me sentia um lixo.
Aos quinze anos eu arrumei a minha primeira namorada, quatro anos mais velha que eu. Não tive problemas para ter a primeira vez e nossa relação era muito boa. Mas mesmo assim eu continuava a consumir P através das revistas onde um homem de uma banca que só tinha esse material me vendia (apesar de ter 15, minha aparência era de 18) e através de vídeos que meu irmão alugava e eu aproveitava algum momento em que ficava sozinho. Mesmo com namorada, e tendo sexo regularmente, eu continuava.
Acabou esse namoro, tive outros que também foram bons, mas o danado do vício não me largava. Entre dezesseis e dezessete anos eu gostava de sair pra beira do rio com garotos da minha comunidade. Eles tinham entre dez e catorze anos na época.
Ao completar dezoito anos, parei de me envolver com menores de idade e tentei normalizar a minha vida. Mas nunca deixei se comprar as revistas. E sempre procurando as mais pesadas. O dono da banca conseguia umas importadas onde tinham cenas de bondage, orgias bissexuais, zoofilia e garotas de dezoito anos que aparentavam bem menos. Cheguei a ter quase duas centenas delas.
Aos dezenove eu comecei a namorar uma pessoa que achava que era a mulher da minha vida. Ela era linda e muito inteligente, de uma família rica. A mãe adotiva dela aceitou o nosso relacionamento durante um período, mas depois começou a fazer inferno em minha vida. Ela saiu de casa e veio morar comigo.
Depois de um tempo, ela descobriu as minhas revistas e eu tentei inserir ela nesse mundo. Tentava convencer a praticar as fantasias que estavam naquelaa revistas. Ela ainda fez algumas, mas depois deu um ultimato. Joguei fora a maioria das revistas mas ainda guardei algumas.
No segundo semestre de 2004 ela engravidou. Foi um período em que me afastei da PMO. Mas aos seis meses de gestação ela teve complicações e ficou impedida de ter relações até o fim do resguardo. Foi aí que voltei com tudo ao PMO e comecei a gastar dinheiro com prostitutas.
Nosso casamento durou até 2010, quando me separei e comecei a ter um relacionamento sério com uma prostituta. Com ela eu consegui realizar a maioria das fantasias que eu tinha. Para mim era normal ela me deixar para ir a um motel transar com um estranho. Era o seu trabalho.
Mas nunca parei com o PMO. Como morava só, virava as noites consumindo. Às vezes o meu órgão sexual ficava em carne viva. Logo apareceram os sinais de DE. Não conseguia mais ter uma ereção normal. E a prostituta me deixou me chamando de broxa.
Entrei em depressão. Procurei um psicólogo mas não disse a ele que tinha esse problema de ordem sexual. Ele me recomendou ansiolíticos mas tomei muito pouco.

Em 2011 conheci a minha esposa atual. Uma pessoa incrível em todos os sentidos. Logo começamos a namorar e com pouquíssimo tempo começamos a ter relações. Esse período era maravilhoso pois eu não  sentia falta do PMO já que eu tinha um desejo muito grande por ela e fazíamos praticamente duas ou três vezes por dia.
Mas com quatro meses de relação ela engravidou e teve complicações ainda mais cedo do que o do meu primeiro relacionamento. Com tanta pressão, voltei ao PMO. Só que ao invés de revistas, a internet móvel era o caminho que eu usava. Lembro que comecei a ter interesses por coisas que não achava em revistas como mulheres de mais de 60 anos, anãs, orgias amadoras e etc.
Quando ela pôde ter relações comigo, eu notei que a libído dela diminuiu drasticamente e ela não tinha mais o mesmo desejo. E isso meio que acabou comigo pois eu ainda a desejo e muito, até hoje. Mas isso não é retribuído da mesma forma.
Com os smartphones cada vez mais modernos, passei a ter acesso não apenas a fotos como também a vídeos . Em 2014 minha esposa começou a trabalhar o dia todo fora e quando o nosso filho começou a ir para a escola, passei a ficar um período sozinho em casa. Várias vezes eu passava das 13h até às 17h apenas praticando PMO. Fora as vezes em que eu ia depois dela dormindo.
As relações sexuais com a minha esposa são ótimas, porém muito espaçadas. Já passamos até dois meses sem ter relações. A última mesmo foi agora no domingo 31 de março. Foi a primeira em 40 dias.
Com isso, eu sempre pratiquei o PMO diariamente. Às vezes logo ao acordar. À tarde era certeza de umas 3 ou 4 vezes.
Vejo uma mulher que me desperta interesse sexual e começo a fantasiar com ela.
Também continuei minhas tendências homossexuais ao começar a frequentar cinemas gays no centro do Recife. Lá vi muitas pessoas como eu, que certamente são casadas, mas estão lá apenas pelo "prazer". Também comecei a praticar o chamado "banheirão", que é quando homens se observam e trocam carícias com direito a oral, em banheiros de shoppings e terminais rodoviários.
Enfim, chegamos na presente data de hoje, 02 de abril de 2019. Decidi dar um basta nisso pois tudo na minha vida vem dando errado e sei que é por conta desse vício terrível. Pesquisando sobre como lutar contra isso, descobri esse fórum,  e me identifiquei muito com algumas histórias aqui contadas. Decidi contar a minha para desabafar, jogar pra fora mesmo.
O primeiro passo foi dado: instalei o NetAngel. Testei e vi que não conseguirei mais acessar esses sites. Estou começando a pesquisar mais sobre o reboot e gostaria muito que os amigos me ajudassem a conquistar essa vitória.

Irei começar agora 01/90, e irei conseguir,se Deus quiser!



_______________________________________
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 27/03/2019
Idade : 36
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty Re: Diário de Michael Thomas

em 2/4/2019, 17:51
Boa tarde Michael!

Tenho a mesma idade que você e estou aqui não apenas para parar com a PMO, mas também estou na luta contra o desejo homossexual, muitas pessoas falam e acreditam que não é possível mudar, mas eu te falo é possível sim e eu estou mudando nisso também, não se trata de auto enganação, mas sim de uma mudança real, você precisa primeiro entender as raízes disso. Eu também assim como você frequentei cinemas gays e também os banheirões, mas hoje não faço mais isso e sinceramente não sinto mais esse desejo ardente, entra lá no meu perfil e leia a minha história, lá também deixei o nome de dois livros excelentes pro teu caso, que também é o meu. Meu perfil é o Dois Propósitos e eu sou o UmNovoHomem. Um abraço, não desista você está no caminho certo, e se precisar da minha ajuda, pode contar comigo.
avatar
Mensagens : 169
Data de inscrição : 29/03/2019
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty Re: Diário de Michael Thomas

em 2/4/2019, 18:27
Eu super entendo você mais você precisa parar com as práticas infelizmente , você não coloca somente sua vida em risco mas de sua esposa , eu também até queria trair meu namorado achando que era ele o culpado por minha falta de libido, mas o problema era comigo, eu nunca pensei uma garota viciada em PMO pois é...

Enviado pelo Topic'it
avatar
Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/04/2019
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty o consumo da pornografia me fez entrar na pornografia homosexual

em 2/4/2019, 19:38
gostei muito do seu texto.

No meu caso, a pornografia e a masturbação age como uma droga
queria doses e doses mais altas, então comecei a ver só pornografia gay,
as héteros não me chamavam mais a atenção, não me davam tesão.
Travesti foi um ponto fraco, eu tive relações com varias de programas
um vez com um gp e fiz de tudo.
Sou bem casado, bem resolvido, mais vivo essa escuridão mental que afeta e muito,
fiquei muito feliz em achar esse fórum, descobrir o no fap.
a masturbação se tornou diária e eu ficava feliz com os espaços sexuais da minha esposa para eu me acabar na pornografia.
Nunca contaria isso pra ela, e nunca dividi isso com ninguém.
To muito feliz com esse espaço e ver que tem muitas pessoas na mesam situação que a minha, e querem mudar também como eu!
abraço
avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 02/04/2019
Idade : 37
Localização : Pernambuco
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty Re: Diário de Michael Thomas

em 3/4/2019, 07:31
Obrigado aos amigos que leram o meu relato e me mandaram palavras de incentivo!

Ontem contei a minha história. Hoje quero lhes contar o que esses anos de vício fizeram com a minha vida.

Enquanto era mais jovem, não enxergava tanto os males que estava causando em mim. Mas após os 25 anos, comecei a ver e sentir que algo estava errado. Desenvolvi um TAG (transtorno de ansiedade generalizada), diagnosticada em 2008. O psicólogo receitou ansiolíticos mas eu não quis tomar para não me viciar neles.
Sofro de baixa autoestima. Isso reflete em meu corpo. Vivo em efeito sanfona. Às vezes emagreço e fico bem. Mas logo que acontece algum problema a TAG entra em ação e engordo tudo de novo. Às vezes começo um novo processo de emagrecimento mas não tenho ânimo para seguir.
Minha baixa autoestima também reflete na minha profissão. Sou músico já há mais de 25 anos e tenho uma boa reputação entre a classe, mas vez por outra acontece de ficar dois, três fins de semana em casa sem trabalho. Sei que atraio isso por não renovar minha vida com atitudes positivas.
Nos últimos meses, as poucas relações que tive com minha esposa eu só consegui chegar ao clímax com a ajuda da M (domingo último inclusive). Por mais que esteja delicioso, não tenho mais conseguido sem a maldita M.

Ontem senti vontade de praticar o PMO depois de receber uma notícia ruim. Mas lembrei que o bloqueador está lá. E realmente vi que vale a pena, pelo menos no início, ser escravo do bloqueador!

Vou viver cada dia de uma vez. Mas sei que cada minuto vencido é uma grande vitória!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Seeker
Moderador
Moderador
Mensagens : 796
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty Re: Diário de Michael Thomas

em 3/4/2019, 08:23
Olá, Michael Thomas!

Seja bem-vindo ao fórum!

Inicialmente, quero te parabenizar por escolher mudar o rumo da sua vida e se libertar do vício da PMO!

Recomendo que siga as orientações básicas para que o seu reboot seja bem-sucedido, a saber:


1- Esteja atento às Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições. A colaboração de todos é essencial para o bom funcionamento deste fórum!

2 - Estude o novo Guia Introdutório – Vício em Pornografia. Como Parar?
Link: http://vicioempornografiacomoparar.com/ebook/ebook-introdutorio/

3 - Instale os bloqueadores:
Link da seção Ferramentas e Bloqueadores: Ferramentas e Bloqueadores

4 – Inicie um Contador de Dias para acompanharmos, juntos, o seu progresso:
Link: Como Instalar Um Contador de Dias Alternativo

5- Atualize sempre que possível o seu diário! Lembre-se: quanto mais você compartilha e interage, maior será a motivação para manter o reboot e a força para superar os momentos difíceis! Esse é um conselho que vale ouro, acredite: faz toda a diferença!

Conte conosco!

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta 1:   90 dias /  Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 ( X )  90 ( X )

Meta 2:   120 ( X )   150 ( X )    180  ( X)

Meta 3:   210 ( X  )     240 (  X  )   270  (   )

_________________________________________________________________________

1º período em Hard Mode: 50 dias (14/01/19 a 04/03/19)

2º período em HM: 44 dias (05/03/19 a 17/04/19) * Sem ejaculação

_________________________________________________________________________




avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 02/04/2019
Idade : 37
Localização : Pernambuco
Ver perfil do usuário

Diário de Michael Thomas  Empty Re: Diário de Michael Thomas

em 3/4/2019, 08:25
Seeker escreveu:Olá, Michael Thomas!

Seja bem-vindo ao fórum!

Inicialmente, quero te parabenizar por escolher mudar o rumo da sua vida e se libertar do vício da PMO!

Recomendo que siga as orientações básicas para que o seu reboot seja bem-sucedido, a saber:


1- Esteja atento às Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições. A colaboração de todos é essencial para o bom funcionamento deste fórum!

2 - Estude o novo Guia Introdutório – Vício em Pornografia. Como Parar?
Link: http://vicioempornografiacomoparar.com/ebook/ebook-introdutorio/

3 - Instale os bloqueadores:
Link da seção Ferramentas e Bloqueadores: Ferramentas e Bloqueadores

4 – Inicie um Contador de Dias para acompanharmos, juntos, o seu progresso:
Link: Como Instalar Um Contador de Dias Alternativo

5- Atualize sempre que possível o seu diário! Lembre-se: quanto mais você compartilha e interage, maior será a motivação para manter o reboot e a força para superar os momentos difíceis! Esse é um conselho que vale ouro, acredite: faz toda a diferença!

Conte conosco!

Abraço!

Obrigado!!! Conto com o apoio de todos e também estarei aqui para ajudar!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum