Compartilhe
Ir em baixo
Atypical
Mensagens : 2
Data de inscrição : 11/05/2019
Ver perfil do usuário

DIÁRIO - LOBO SOLITÁRIO! Empty DIÁRIO - LOBO SOLITÁRIO!

em 11/5/2019, 21:20
Boa noite pessoal, eu encontrei esse fórum a alguns anos apos uma pesquisa rápida sobre vício em P e M nunca admiti que sou viciado em P até este exato momento, pesquisei mais sobre o conteúdo e vi que há métodos para poder amenizar o vício com modos: easy-mode, hard-mode e monk-mode. A uns dias atrás resolvi fazer o hard mode, já que nunca transei e me M bastante, então comecei e tudo bem, até o 13° dia onde ficou meio que incontrolável, meu cérebro me enganou e acabei caindo a tentação, nesse meio tempo percebi muitas melhoras significativas no meu dia-a-dia, coisas incríveis mesmo, irei contar abaixo como conheci a P.

Tenho 22 anos, conheci a P com poucos anos, acho que com 8, 9 ou 10, porém só via e ficava meio acanhado, já que fui criado por uma boa família, a M também conheci com essas idades, porém só tentava repetir o que os outros faziam, mas não tinha nada de agradável em fazer aquilo, até que me mudei para outro bairro, uns dias se passaram e ganhei o meu primeiro computador, me lembro ainda hoje, gostava de um amigo meu, mas era gostar de amizade mesmo, só que pensei eu que eu fosse gay, como eu venho de uma família cristã eu fui criado na igreja e na minha cabeça eu tinha que ver P para melhorar aquilo, coisa de criança, até que entrei em um site P pela primeira vez e meu primeiro vídeo foi um lésbico, minha barriga ficou formigando, ansiedade bateu, era incrível aquilo. Depois daquele dia eu via P todo dia, mas ainda não me M, até chegar um tempo que comecei a M, depois desse maldito dia nunca mais parei. O computador não só fodeu minha vida com a P, mas sim com as amizades e estudos, reprovei muitas vezes na escola e parei de sair de casa, auto estima baixa, com isso me tornei anti social, nunca me relacionei com ninguém e ainda sou virgem e isso fode de uma forma inimaginável minha cabeça, nesses 13 dias que fiquei sem M, uma menina se interessou por mim, e iriamos nos conhecer na faculdade, desde esse dia eu não fiquei um santo dia sem a ansiedade, já tava chato aquilo, conheci a menina e fiquei colocando defeito nela na minha cabeça (meio que queria fugir daquilo), nunca trabalhei e minha mãe basicamente me sustenta, cada dia que se passa sinto que a depressão começa a entrar na minha cabeça, temo um dia me suicidar, coisa que não quero, quero uma vida normal como todos. Quero mudar isso, se muitos conseguiram, por que eu não? A partir de agora irei recomeçar meu hard-mode, aderir o nofap para minha vida e desfrutar dos superpoderes que vier, Amanhã sou um novo homem!
avatar
Mensagens : 60
Data de inscrição : 17/04/2019
Idade : 22
Ver perfil do usuário

DIÁRIO - LOBO SOLITÁRIO! Empty Re: DIÁRIO - LOBO SOLITÁRIO!

em 12/5/2019, 09:13
Oi, Atypical.

Seja bem vindo! Você deu o primeiro passo que foi reconhecer o vício, isso é importante, pois como disse, enquanto não se reconhecia como um viciado não buscava (obviamente) formas para se livrar desse hábito. Agora é diferente e isso é bom.

Entenda que o que você vive é um momento, difícil, sim, mas não impossível de ser superado.
Tenha calma, sei que é frustrante, por exemplo, chegar a certa idade e ainda ser sustentado inteiramente por terceiros, mas se ater a essa situação presente, focando apenas nesse fato não ajudará em muita coisa, pelo contrário, te sugará tempo e energia que poderiam ser empregados em ações mais frutíferas, como analisar as possibilidades atuais que você tem de fazer dinheiro e com base nelas, agir, tentar algo. O mesmo vale para a situação de relacionamentos.

Sei o que é essa sensação de impotência perante nosso estado atual, mas muito disso é potencializado por conta do vício, te digo por experiência própria, pois, quando ultrapassei meses longe dele vi melhoras substanciais, é realmente muito além do que esperamos, siga firme e verá.

Mas novamente, calma, uma coisa por vez, os chamados problemas não se resolverão do dia pra noite e alguns demandarão mais tempo que outros, fique "feliz" por eles te incomodarem a esse ponto de querer mudar, pior seria se não fossem tão intensos, pois causariam em ti estagnação, acomodação, etc. O caos muitas vezes se faz necessário.

Recomendo ler o ebook e por em prática o que lá é exposto, é de grande valia.

Pararei aqui para não me prolongar muito, porém siga firme, não fuja dos percalços e nos atualize sobre teu caminhar, não está sozinho.




Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum