Compartilhe
Ir em baixo
Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 26/9/2019, 20:15
Queria dizer inicialmente que li todo o ebook, e já estou nos devidos caminhos. Vou começar minha história.

Tenho 23 anos, diferente de muitas histórias daqui, meu ínicio com a PMO ja é antiga porém não agravante, sou um cara que sempre se masturbou, mas sempre 1 vez a cada 2/3 dias, ou as vezes 1 vez na semana, não tinha tempo pra isso na adolescencia, sempre fui bem focado em outras coisas, como vida profissional, pois fui criado pra amadurecer rapido, então não ligava muito pra isso, so me tocava pouco, perdi minha virgindade com 15, prostituta, bem feio o negócio, mas ja estava apto no mundo do sexo adulto, me sentia foda por isso, então nao ficava indo atras de sexo, mas sempre tive uma carência enorme por mulheres, sempre foi o meu ponto chave na vida, sempre correndo atrás, sempre tratando as super bem, e aí que entra onde o vício iniciou, estou simplificando tudo pra não enrolar tanto, pois tem detalhes que são inuteis da minha vida aqui, ja que só entrei pro fundo do poço recentemente (mesmo sempre consumindo PMO), mas foi aos 19 e poucos anos, mas vamos lá.

Namorei poucas vezes na minha vida, procurei me preocupar com isso depois de atingir minha plena independência financeira, 18/19 para 20 anos (sim amadureci muito mais rapido que a maioria), mas se é que isso pode se chamar de namoro, mas me dei ao luxo de ter namoradas de minha classe social, inclusive as ultimas que namorei, moradoras de bairros nobres utilizei a regra de namorar sempre na minha faixa de idade. Em todos os casos foram coisas maçantes, a fase dos vamos ver no que dá, meses e meses de beijos, passeios de mãos dadas, idas ao shopping, presentes até que resolvessem ter um contato sexual mais avançado e quando tinha, cheio de regras estúpidas (puta merda).

Nesta fase passei a ir em algumas baladas, mas sempre em meio a toda aquela diversão só pensava que tudo era uma perda de tempo e ficava me perguntando.
''Que porra é essa que estou fazendo? Este não sou eu...''

Elas simplesmente me faziam de motorista e caixa, tinha que bancar todas as suas extravagância, roupas, sapatos, perfumes, celulares, pediam dinheiro, baladas, exigiam passeios em troca de migalhas de sexo (que era ruim) e atenção. Por eu ser mais ocupado cuidando da empresa (herdei do meu pai a empresa da familia), elas quase em tempo integral ficavam soltas, tinham suas vidas sociais, mas na maioria dos casos quando saiam comigo, quando não era para consumir, ficavam inquietas, querendo ir embora.

Poxa, tive tantas emoções na minha vida que as vezes queria caminhar na praia, ou sentar em uma praça para apreciar a paisagem, conversar, andar a toa, viajar pra um lugar mais calmo.

E porra, todas elas tinha o mesmo perfil, paty, universitária, cabeça oca, baladeira e consumista (SEMPRE). Ou seja, atenção, respeito não era recíproco, e em todos foi igual, parecia que tinham saído de fábrica. Todas fiquei poucos meses, sempre fui fiel, atencioso, negava para mim mesmo que estava me fodendo, nem vou contar detalhes de cada uma senão daria um relato gigantesco e nem foram importantes para mim.

Mesmo sendo ateu, ainda idealizava formar uma família, ter mulher, filhos, dar tudo o que eu não tive, tratar ela feito uma princesa, ter meus filhos e dar tudo que não tive na minha infância. Mas o caso mais emblemático foi da ultima que eu namorei (e que fudeu minha vida e fez entrar o vício maldito)

Vamos lá porque é uma puta história:

E como eu disse, herdei a empresa do meu pai, fiz faculdade de ADM e todos os a +, estava a frente de amigos e familiares em quesito formação, mas eu ainda tinha meus problemas, mulheres e carência, fora que estava cade vez mais recorrendo a ficar noites acordados ou passar finais de semana em casa me tocando (pra não gastar dinheiro com com GPs)

Mas enfim, conheci uma universitária linda, branca, cabelos naturais castanhos aquela menina que o papai cuidou com muito carinho, bem educada, gostosa, ela era classe média baixa, morava em um prédio comum, mas tinha uma pequena academia que ela malhava. Só que disse que só faria sexo depois do casamento, como ela nunca deixou eu avançar além do limite, achava que ela era virgem, quando perguntava a ela, não respondia diretamente, dava a entender que sim. Poxa, maravilha, fiquei maluco. Dava de tudo pra ela, era muito bem tratado por sua família.

Como sempre tive um pé atrás devido aos relacionamentos anteriores, nunca revelei 100% quem eu era. Ia visitá-la em um vectra para não ostentar (HAHAHAHAH)
Ok, nada demais, afinal em todo o resto ela compensava, era boa companhia, gostava de passear comigo, compartilhávamos do mesmo gosto por lugares e diversão.
Foram longos meses de paciencia, dando amassos no sofá da sala, porém na hora que o negócio esquentava ela me deixava na mão.

Quando ela ia embora, fap time. MAIS DE 5 HORAS SÓ PENSANDO NELA OU CRIANDO SITUAÇÕES ILUSÓRIAS NA MINHA CABEÇA (ATE FANTASIAS INIMAGINAVEIS)

Mas era uma menina ambiciosa, e naquela época, doutrinado por ser criado com mulheres (meu pai faleceu cedo), via aquilo como algo bom. Estava apaixonado por ela, parecia perfeita para mim. Tinha minha total confiança, não mantinha rédeas curtas, ela trabalhava em um empreguinho de secretária em uma empresa pequena.

Até que resolvi fazer o pedido de casamento (mesmo cedo e com tudo que ja tinha me acontecido, não queria perder tempo), estava muito apaixonado, pensava nela todos os momentos do meu dia, o coração batia mais forte, quando ia buscar ela me batia uma felicidade sem tamanho.

Apresentei ela para minha família a qual tive que mandar ir buscar, chamei todos em casa, inclusive os pais dela e o irmão dela em uma confraternização. Casa cheia, interrompo e faço um discurso apaixonado declarando todo meu amor por ela, cena essa que ensaiei por dias na frente do espelho. Me ajoelhei do lado dela e a pedi em casamento com uma bela e cara aliança de noivado nas mãos. Foi uma cena linda, digna de filme. Ela aceitou de pronto, chorou, nos beijamos. Nossos familiares aplaudindo, filmando, tirando fotos. No mesmo dia, marcamos uma data, a mais próxima possível. Não demorou muito e ela transfigurou...


Se sentia já minha esposa, gastava meu dinheiro com passeios, shopping, roupas, salão de beleza. A mesma coisa de sempre, me fazia de motorista, capacho, tinha que paparicar ela e sua família, como eu era carente por companhia pois era muito sozinho, fazia de bom grado (verdadeiro gado), com um sorriso estampado no rosto, afinal, era minha noiva, e falava isso com peito estufado. Dava quanto ela pedia para que ela para que ela comprasse o enxoval que ela achasse necessário, eu já tinha meu apartamento, mas precisava do toque feminino dela. Mesmo sendo minha noiva, ela continuava morando na casa dela e eu na minha, mas como eu era um cara muito carente, procurava estar sempre com ela, passava repentinamente, sempre com surpresas, levava ela para jantar, não chegava a ser grudento, era apenas atencioso demais, estava apaixonado.

Mesmo estando claramente se fodendo, coisa que um amigo enxergou e falou na minha cara eu fingi não escutar e rompi minha amizade com ele.

Até ai nada de sexo, e eu ja tinha deixado a um bom tempo de procurar GPs, era só PMO, consumida em excesso pela primeira vez na vida, por conta do desejo que eu tinha eu transar com ela, mas ela empatava tudo, e eu não podia forçar, tinha que pagar de bom moço, afinal era minha noiva, e eu acreditava muito nisso, mas não sabia nada das consequecencias e perigos do vício, nunca me passou pela minha cabeça que ia me afetar tanto. Alem disso estava dando o máximo de mim naquele relacionamento que eu tanto idealizava. Sonhava com a lua de mel, idealizava aquele momento em minha mente, em transformar aquela menina em uma mulher, tirar uma virgindade (uma fantasia)

Mas passado alguns meses ela ficou meio distante, negava que eu fosse a buscar no trabalho ou na faculdade alegando que iria fazer trabalho com as amigas e que elas iriam leva-la para casa, não foi 1 ou 2 dias, mas vários seguidos, passei a desconfiar. Meus gastos com ela já ultrapassavam 20 mil reais (sem mentiras) e nos conhecíamos a pouco mais de 1 ano, faltando apenas poucos meses para a data marcada do casamento. Eu sofria muito, ficava com aquilo martelando na minha cabeça, será que ela não me queria mais, onde eu errei?

A dúvida me corroia a ponto de passar noites em claro pensando. Tinha dado a ela um iphone com serviço de localização por gps (me prestei a esse papel ridiculo) que passei a monitorar, aluguei um outro carro e passei a segui-la. E um dia sou guiado pelo gps até uma rua perto da faculdade dela onde tinha uma série de barzinhos, não demorei muito a avista-la, estava com o um carro alugado (tipo de uber) e que não dava para ver nada dentro, parei do outro lado da rua com visão privilegiada para o lugar onde ela estava com mais 2 casais e mais um cara que estava do lado dela, um destacado, o cara bombado padrão sabem? aquelas camisetas que mostram o peito estava sentado do lado dela e a todo momento os dois se olhavam.

Peguei meu celular obviamente e comecei a tirar fotos e filmar. Até que um determinado momento os dois começam a se beijar... Me deu um misto de ódio, com tristeza, chorei copiosamente dentro do carro, não sei se caiu minha pressão, quase desmaiei, afinal tudo tinha ido por água abaixo, meses de planejamento, gastos, estava com os móveis comprados, data marcada, porra de dinheiro que nunca ia voltar e tempo com uma vagabunda.

Sai dali e fui para casa, não conseguia parar de pensar naquela cena. Simulei inúmeras reações em minha mente, sair do carro e ir lá terminar tudo, sair na mão com o cafa, mandar as filmagens que fiz para família dela. Aquilo corroia minha mente como ácido. Enchi a cara até desmaiar com roupa e tudo, não fui trabalhar no dia seguinte e fiquei pensando em inúmeras formas de me vingar e nesse tempo bebendo e bebendo. Ela me ligou nesse dia com a maior cara de pau do mundo querendo se encontrar a noite para jantar fora e eu recusei falando que ia visitar um cliente distante e ia ficar fora, mas era mentira obviamente. Perguntei se o que ela ia fazer de bom enquanto eu estivesse fora. Ela então muda os planos na hora e disse que iria então sair com umas amigas, perguntei onde e ela disse que iria em um barzinho.

Concordei, sem mostrar que já sabia.

Mandei um funcionário que estava de folga mais chegado ficar perto deles, ir monitorando e passando as informações pra mim. Estava monitorando ela por gps, ela estava em uma outra rua, conhecida na região por barzinhos mistos de balada. Chamei dois amigos que são seguranças de balada, deixei um carro (omega) com um deles e a spacefox com outro e fui no banco de trás da space.
Essa operação toda me custou caro, tive que dar 50 reais pra cada um, mais foi lindo.

O omega tem strobo nos faróis, ficamos esperando na rua de cima, até que em determinado momento meu amigo me manda um audio e fala que eles estão no maior dos amassos. A rua era pequena, 2 faixas , tinha tanta gente que fechava uma faixa da rua, estava lotado, afinal era uma sexta feira.

Descemos a rua rasgando, o omega na frente e a space trás colado, o omega com o strobo e colocamos um som alto, toda a rua parou pra olhar, foi uma reação que eu não esperava porque a rua fechou, todos vieram para frente do barzinho que eu parei. Não esperava tudo aquilo de gente aquele dia, mas estava com tanto ódio que não podia parar ali e nem pensei em consequências. Paramos exatamente na frente do barzinho que eles estavam, o do omega desceu primeiro, o que estava comigo space desceu e abriu a porta para mim. Tinha preparado em meu celular o vídeo do momento que os dois se beijavam, era só apertar o play. Desci do carro, o silencio tomou conta da rua, apenas as musicas nos barzinhos tocava, aquela multidão a nossa volta, eu desci do carro e fui andando em direção a ela.

Com olho arregalado ela olhou pra mim e falou.

''O que você está fazendo aqui?!?!?''

Tirei o celular do bolso interno do paletó, dei o play no vídeo e coloquei na cara dela. Na hora ela fechou os olhos, como que sentindo a cagada que tinha feito. O cafa ficou atônito e sem reação. Não dei tempo que ela tentasse falar alguma mentira, coloquei meu celular no bolso e voltei pro carro. Ela veio atrás tentando pegar no meu braço e gritando_ ''Me perdoa, me perdoa!''

O meu amigo era um armário, segurou ela até que eu entrasse no carro e fomos embora, logo atrás o que segurou ela entrou no omega e fomos embora. O meu amigo que foi depois falou que todo mundo aplaudiu chamando ela de puta, vagabunda, tinha concluido a missão!  +Respect

Perfeito, mas uma grande inconsequência, não recomendo para ninguém fazer o que eu fiz. Mesmo depois daquilo tudo, cheguei em casa e enchi a cara até cair no chão, chorava com dó e com ódio, afinal não sabia os motivos dela para ter me traído, ainda achava que era culpa minha.

No celular as ligações perdidas se multiplicavam, o porteiro eletrônico tocando insistentemente e eu lá, inerte, esmurecido, chorando no chão igual uma criança, nem tinha tirado a roupa. Resolvo atender o interfone e autorizar a subida, quem era? Abro cambaleando a porta da sala e o pai dela lá, com cara de bravo, disse que eu a humilhei e eu perguntei se era só isso que ele sabia? e ele disse que ela disse que eu fiz um showzinho onde ela tinha ido pra se divertir com os amigos, e por que eu tinha feito isso?

Mesmo cambaleando, vendo tudo duplicado consegui com muito esforço abrir meu celular e mostrar o vídeo pra ele. Só tive tempo de falar e me desabo a chorar novamente. que cena deprimente... Mas acontece algo que me surpreende, o pai dela se compadeceu e me ajudou a me deitar na cama. Me lembro dele falar que eu era um bom rapaz, e perdar pelo comportamento dela. Não lembro de nada disso, só que provavelmente ele me deitou na cama e trancou a porta.

Nem me lembro de ter respondido, acabei desmaiando novamente acordando o dia seguinte com ela lá (provavalmente deu a chave pra ela), já era quase 2 da tarde. eu estava só de cuecas e ela do meu lado passando um paninho molhado no meu rosto, quando eu acordo ela me dá um beijo na boca e faz expressão de aliviada achando que eu estava em coma alcoólico.

Me deu uma repulsa tão grande, uma vontade de vomitar, somado com a ressaca não tinha forças nem para expulsa-la dali, nem sequer sabia onde estava meu celular. Levantei e com a tontura cai de joelhos no chão, mas consegui me levantar sozinho e ir para o banheiro onde me tranquei, tomei um banho gelado, saí recomposto do banheiro apenas trajando um roupão, deitei na cama e pedi que ela fosse embora, mas ela não foi, tirou o sapato e subiu na cama, montou encima de mim e começou a beijar meu pescoço, tentou beijar minha boca com a intenção de me dar ali o que a tanto tempo eu esperava e ela negava.

O nojo falou mais alto (e meu pau não subiu, com certeza uma DE no momento certo) , sem truculência coloquei ela de lado, vesti uma bermuda e uma camiseta e fui embora, não encontrei nem meus calçados e ela gritava atrás de mim, falando que eu nao podia fazer isso com ela, que tinha sido só um beijo.

Com toda calma do mundo, sem responder apenas falo q estava saindo e que alguem iria vir ali tirar ela dai se ela não saisse. Mas antes de pegar o carro no estacionamento implorei pro zelador expulsar aquela criatura do meu apartamento e do prédio, o cara era gente boa, a mulher dele fazia faxina pra mim de vez em quando.

Fui para minha empresa, me tranquei no escritório, minha secretária não entendeu porra nenhuma, somente falei a ela abastecer o frigobar de água, fazer café forte e pedisse algo pra eu comer mais tarde. Ali para mim era um porto seguro, afinal ninguém entrava sem minha autorização. Deitei no chão e dormi, acordei quase 8 da noite com uma dor de cabeça monstro. Só que tudo aquilo me voltou a cabeça, comecei a chorar novamente. Olhava pra baixo na janela, pensava em mil e uma maneiras de colocar fim na minha vida, meu coração estava apertado, minha cabeça não parava de pensar nela.

Fui cruel demais? Pensei na atitude do pai dela, chorei mais ainda. Lembrei da nossa família no dia do noivado, quando mais eu lembrava, mais meu coração ficava apertado, já começava a me faltar lágrimas.

Como eu ia viver sem ela? Passei a noite sentado no chão pensando, chorando a cada 5 minutos quando começo a me lembrar de minha infância. Aquilo foi reconfortante, foi como se eu, aquela criança do passado viesse até aquela sala naquele momento, e me injetasse força. Ali não tinha mãe e muito menos meu pai pra chorar no colo, era só eu ali naquela sala escura. Mas lembrar de minha infância, de tudo que tinha realizado até ali me deu uma força fora do normal.

Me levantei e fui para o carro, mas lembrei da minha casa, não queria voltar para lá e me lembrar dela. Fui para a casa de um primo que sempre me deixava passar a noite lá, tomei alguns calmantes e avisei ela sobre o que tinha acontecido e que só precisava passara noite, dormi profundamente a noite e o dia inteiro, acordei um lixo, não conseguia lembrar de nada, mas já podia ir para casa. Cheguei em casa, do jeito que tinha deixado, apenas por um detalhe. Ela tinha deixado uma blusa dela, com seu cheiro e um bilhete.

Pedia perdão por tudo, dizia que me amava e quando estivesse mais calmo queria conversar comigo.

Eu fui ao encontro dela naquela mesma hora sem avisar, leevando sua blusa e tudo que tinha dela em minha casa, vesti minha melhor roupa, queria aparentar uma superação que até aquele momento não tinha acontecido, novamente chamo um amigo para dirigir para mim caso eu viesse a passar mal, afinal tinha me entupido de calmantes na noite anterior e ainda estava abatido. coloquei as coisas dela no porta mala do carro e fomos pra casa dela, ela sai sorridente, o pai e a mãe dela logo atrás, pude ver o irmão dela olhando pela janela ao fundo. Meu amigo tirou as caixas com as coisas dela e colocou no chão,

A partir daí ela tinha entendido, ela chorava muito. Agradeci o pai e a mãe dela pelo carinho e pelo respeito, o pai dela aceitou fazendo sinal de conformado. ela estava chorando com a mão no rosto, tirei minha aliança do dedo e coloquei na mão dela, dei um abraço beijei em sua testa e disse.

''Eu te perdoo''. Ela começou a chorar e soluçar mais forte. Mas não fiquei com dó. Virei minhas costas e fui embora, nunca mais voltei ali, troquei meu número do celular, falei para os porteiros do prédio para se perguntassem se eu estava, para dizer que não, bloqueei ela em todas as redes sociais e até no whats. Deixei de frequentar possíveis lugares onde podia encontrá-la. Depois disso não namorei mais ninguém, virei um fantasma. Quanto mais desapercebido eu passasse, melhor.

Mas ainda mantinha certo rancor, mágoa, nem preciso dizer que me joguei de cabeça na pornografia, como nunca antes, consumia quase tudo que se pode imaginar, não tinha mais vontade de conhecer ninguem, nem GPS me agradavam pois era mecanico e com uma punheta não gastava, foi o meu ápice, até desenvolvi fetiche por corno (ja que eu fui um), pensava se aquilo não podia dar mais tesão, via videos de swing e pensava se não era loucou ou doente, me questionava sempre, mas nunca larguei a partir dalí. Comecei a pesquisar na internet para obter ajuda, até cheguei em um blog da real onde conheci os textos de Nessaham Alita, comecei a ver as experiências, os artigos e aquilo começou a abrir meus olhos, fiquei um bom tempo apenas como leitor até que me decidi cadastrar no fórum do búfalo para trocar experiências, tentar enteder o mais complexo e louco do mundo: 'MULHERES'. Eu me considero alguem que conseguiu consquistar tudo, bem financeiramente, amigos e vida social, mas mulheres é o meu calcanhar de aquiles, e eu me traumatizei, alem de ter adquirido o vício.
Tambem constando que tive algumas DE durante todo o tempo, mas considerava as Gps e outras minas inferiores e beleza, culpando-as e não a mim, EP nunca tive, apenas ER, sintomas nitidos que quando li o ebook identifiquei na hora, e a unica coisa que me deixava de pau duro era essa mulher, pois sentia vontade de ter aquilo que eu não podia, e que eu só fantasiava.

Desculpem pela grande história e relato, não contei nem 50% das coisas qeu aconteceram pois ia ser muito massante, foi mais resumido, mas precisava desabafar isso também em uma espécie de diário.
A real é que encontrei o forum e me cadastrei e li muitos relatos aqui, diarios de vencedores, históorias de sucesso, vi que o que falta pra minha vida é um reboot e acompanhamento psiclogo talvez pra lidar com o feminino, pois não me relacionei mais com ninguem depois disso, tendo tentado insistidamente mas sempre começa comigo dando tudo e sendo usado no final, se repete tudo, enfim tem sido de grande valor ler aqui e pros próximos passos que vou dar daqui para frente. Atualmente estou desde sábado sem me tocar nem assistir P, e me sinto relativamente bem, mas com incomodos, e o maximo que ja fiquei foi antigamente quando não ligava pra PMO, mas mal consigo me lembrar dessa epoca, pois tudo virou de cabeça pra baixo na minha vida durante esses acontecimentos.

Essa é a minha história e meu diário, pretendo atualizar aqui regularmente e vencer a batalha!!!!


Última edição por Mister Libertador em 27/9/2019, 03:19, editado 9 vez(es)

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
Randy
Randy
Moderador
Moderador
Mensagens : 2234
Data de inscrição : 01/12/2015

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 26/9/2019, 21:15
Sua história é impactante e você sentiu na pele que a PMO apenas agrava nossos problemas.

Tenha em mente que é possível sair do fundo do poço.

Instale os bloqueadores, leia o ebook e participe do fórum. Isso vai te ajudar bastante.

Estamos juntos nessa luta.

_______________________________________
"Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, inventa desculpa". Toguro

Ninguém vai bater mais forte do que a vida. Não importa como você bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar lutando; o quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha. Rocky Balboa

Kusmin
Kusmin
Mensagens : 562
Data de inscrição : 23/07/2019
Idade : 28

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 26/9/2019, 21:19
Bem vindo Mister Libertador ! Mano acho que você deveria procurar ajuda profissional aparentemente tem muita coisa mal resolvida no seu passado que te prende e não só apenas relacionado a PMO. Acho que um mal que vi você repetindo na sua historia era não ter um autorespeito (não se dava valor) você procurava dar presentes, fazer todos os caprichos das mulheres que estava saindo, não faça isso. Aprenda a dizer não! Se a pessoa esta com você só pelo que você tem e não pelo que você é, caia fora.

Abraços! Te desejo um bom reboot, e tbm que se livre dessas magoas do passado que te consomem!

_______________________________________
Meu diario

End
End
Mensagens : 884
Data de inscrição : 05/06/2019
Idade : 22

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 27/9/2019, 18:12
Mister Libertador escreveu:Queria dizer inicialmente que li todo o ebook, e já estou nos devidos caminhos. Vou começar minha história.

Tenho 23 anos, diferente de muitas histórias daqui, meu ínicio com a PMO ja é antiga porém não agravante, sou um cara que sempre se masturbou, mas sempre 1 vez a cada 2/3 dias, ou as vezes 1 vez na semana, não tinha tempo pra isso na adolescencia, sempre fui bem focado em outras coisas, como vida profissional, pois fui criado pra amadurecer rapido, então não ligava muito pra isso, so me tocava pouco, perdi minha virgindade com 15, prostituta, bem feio o negócio, mas ja estava apto no mundo do sexo adulto, me sentia foda por isso, então nao ficava indo atras de sexo, mas sempre tive uma carência enorme por mulheres, sempre foi o meu ponto chave na vida, sempre correndo atrás, sempre tratando as super bem, e aí que entra onde o vício iniciou, estou simplificando tudo pra não enrolar tanto, pois tem detalhes que são inuteis da minha vida aqui, ja que só entrei pro fundo do poço recentemente (mesmo sempre consumindo PMO), mas foi aos 19 e poucos anos, mas vamos lá.

Namorei poucas vezes na minha vida, procurei me preocupar com isso depois de atingir minha plena independência financeira, 18/19 para 20 anos (sim amadureci muito mais rapido que a maioria), mas se é que isso pode se chamar de namoro, mas me dei ao luxo de ter namoradas de minha classe social, inclusive as ultimas que namorei, moradoras de bairros nobres utilizei a regra de namorar sempre na minha faixa de idade. Em todos os casos foram coisas maçantes, a fase dos vamos ver no que dá, meses e meses de beijos, passeios de mãos dadas, idas ao shopping, presentes até que resolvessem ter um contato sexual mais avançado e quando tinha, cheio de regras estúpidas (puta merda).

Nesta fase passei a ir em algumas baladas, mas sempre em meio a toda aquela diversão só pensava que tudo era uma perda de tempo e ficava me perguntando.
''Que porra é essa que estou fazendo? Este não sou eu...''

Elas simplesmente me faziam de motorista e caixa, tinha que bancar todas as suas extravagância, roupas, sapatos, perfumes, celulares, pediam dinheiro, baladas, exigiam passeios em troca de migalhas de sexo (que era ruim) e atenção. Por eu ser mais ocupado cuidando da empresa (herdei do meu pai a empresa da familia), elas quase em tempo integral ficavam soltas, tinham suas vidas sociais, mas na maioria dos casos quando saiam comigo, quando não era para consumir, ficavam inquietas, querendo ir embora.

Poxa, tive tantas emoções na minha vida que as vezes queria caminhar na praia, ou sentar em uma praça para apreciar a paisagem, conversar, andar a toa, viajar pra um lugar mais calmo.

E porra, todas elas tinha o mesmo perfil, paty, universitária, cabeça oca, baladeira e consumista (SEMPRE). Ou seja, atenção, respeito não era recíproco, e em todos foi igual, parecia que tinham saído de fábrica. Todas fiquei poucos meses, sempre fui fiel, atencioso, negava para mim mesmo que estava me fodendo, nem vou contar detalhes de cada uma senão daria um relato gigantesco e nem foram importantes para mim.

Mesmo sendo ateu, ainda idealizava formar uma família, ter mulher, filhos, dar tudo o que eu não tive, tratar ela feito uma princesa, ter meus filhos e dar tudo que não tive na minha infância. Mas o caso mais emblemático foi da ultima que eu namorei (e que fudeu minha vida e fez entrar o vício maldito)

Vamos lá porque é uma puta história:

E como eu disse, herdei a empresa do meu pai, fiz faculdade de ADM e todos os a +, estava a frente de amigos e familiares em quesito formação, mas eu ainda tinha meus problemas, mulheres e carência, fora que estava cade vez mais recorrendo a ficar noites acordados ou passar finais de semana em casa me tocando (pra não gastar dinheiro com com GPs)

Mas enfim, conheci uma universitária linda, branca, cabelos naturais castanhos aquela menina que o papai cuidou com muito carinho, bem educada, gostosa, ela era classe média baixa, morava em um prédio comum, mas tinha uma pequena academia que ela malhava. Só que disse que só faria sexo depois do casamento, como ela nunca deixou eu avançar além do limite, achava que ela era virgem, quando perguntava a ela, não respondia diretamente, dava a entender que sim. Poxa, maravilha, fiquei maluco. Dava de tudo pra ela, era muito bem tratado por sua família.

Como sempre tive um pé atrás devido aos relacionamentos anteriores, nunca revelei 100% quem eu era. Ia visitá-la em um vectra para não ostentar (HAHAHAHAH)
Ok, nada demais, afinal em todo o resto ela compensava, era boa companhia, gostava de passear comigo, compartilhávamos do mesmo gosto por lugares e diversão.
Foram longos meses de paciencia, dando amassos no sofá da sala, porém na hora que o negócio esquentava ela me deixava na mão.

Quando ela ia embora, fap time. MAIS DE 5 HORAS SÓ PENSANDO NELA OU CRIANDO SITUAÇÕES ILUSÓRIAS NA MINHA CABEÇA (ATE FANTASIAS INIMAGINAVEIS)

Mas era uma menina ambiciosa, e naquela época, doutrinado por ser criado com mulheres (meu pai faleceu cedo), via aquilo como algo bom. Estava apaixonado por ela, parecia perfeita para mim. Tinha minha total confiança, não mantinha rédeas curtas, ela trabalhava em um empreguinho de secretária em uma empresa pequena.

Até que resolvi fazer o pedido de casamento (mesmo cedo e com tudo que ja tinha me acontecido, não queria perder tempo), estava muito apaixonado, pensava nela todos os momentos do meu dia, o coração batia mais forte, quando ia buscar ela me batia uma felicidade sem tamanho.

Apresentei ela para minha família a qual tive que mandar ir buscar, chamei todos em casa, inclusive os pais dela e o irmão dela em uma confraternização. Casa cheia, interrompo e faço um discurso apaixonado declarando todo meu amor por ela, cena essa que ensaiei por dias na frente do espelho. Me ajoelhei do lado dela e a pedi em casamento com uma bela e cara aliança de noivado nas mãos. Foi uma cena linda, digna de filme. Ela aceitou de pronto, chorou, nos beijamos. Nossos familiares aplaudindo, filmando, tirando fotos. No mesmo dia, marcamos uma data, a mais próxima possível. Não demorou muito e ela transfigurou...


Se sentia já minha esposa, gastava meu dinheiro com passeios, shopping, roupas, salão de beleza. A mesma coisa de sempre, me fazia de motorista, capacho, tinha que paparicar ela e sua família, como eu era carente por companhia pois era muito sozinho, fazia de bom grado (verdadeiro gado), com um sorriso estampado no rosto, afinal, era minha noiva, e falava isso com peito estufado. Dava quanto ela pedia para que ela para que ela comprasse o enxoval que ela achasse necessário, eu já tinha meu apartamento, mas precisava do toque feminino dela. Mesmo sendo minha noiva, ela continuava morando na casa dela e eu na minha, mas como eu era um cara muito carente, procurava estar sempre com ela, passava repentinamente, sempre com surpresas, levava ela para jantar, não chegava a ser grudento, era apenas atencioso demais, estava apaixonado.

Mesmo estando claramente se fodendo, coisa que um amigo enxergou e falou na minha cara eu fingi não escutar e rompi minha amizade com ele.

Até ai nada de sexo, e eu ja tinha deixado a um bom tempo de procurar GPs, era só PMO, consumida em excesso pela primeira vez na vida, por conta do desejo que eu tinha eu transar com ela, mas ela empatava tudo, e eu não podia forçar, tinha que pagar de bom moço, afinal era minha noiva, e eu acreditava muito nisso, mas não sabia nada das consequecencias e perigos do vício, nunca me passou pela minha cabeça que ia me afetar tanto. Alem disso estava dando o máximo de mim naquele relacionamento que eu tanto idealizava. Sonhava com a lua de mel, idealizava aquele momento em minha mente, em transformar aquela menina em uma mulher, tirar uma virgindade (uma fantasia)

Mas passado alguns meses ela ficou meio distante, negava que eu fosse a buscar no trabalho ou na faculdade alegando que iria fazer trabalho com as amigas e que elas iriam leva-la para casa, não foi 1 ou 2 dias, mas vários seguidos, passei a desconfiar. Meus gastos com ela já ultrapassavam 20 mil reais (sem mentiras) e nos conhecíamos a pouco mais de 1 ano, faltando apenas poucos meses para a data marcada do casamento. Eu sofria muito, ficava com aquilo martelando na minha cabeça, será que ela não me queria mais, onde eu errei?

A dúvida me corroia a ponto de passar noites em claro pensando. Tinha dado a ela um iphone com serviço de localização por gps (me prestei a esse papel ridiculo) que passei a monitorar, aluguei um outro carro e passei a segui-la. E um dia sou guiado pelo gps até uma rua perto da faculdade dela onde tinha uma série de barzinhos, não demorei muito a avista-la, estava com o um carro alugado (tipo de uber) e que não dava para ver nada dentro, parei do outro lado da rua com visão privilegiada para o lugar onde ela estava com mais 2 casais e mais um cara que estava do lado dela, um destacado, o cara bombado padrão sabem? aquelas camisetas que mostram o peito estava sentado do lado dela e a todo momento os dois se olhavam.

Peguei meu celular obviamente e comecei a tirar fotos e filmar. Até que um determinado momento os dois começam a se beijar... Me deu um misto de ódio, com tristeza, chorei copiosamente dentro do carro, não sei se caiu minha pressão, quase desmaiei, afinal tudo tinha ido por água abaixo, meses de planejamento, gastos, estava com os móveis comprados, data marcada, porra de dinheiro que nunca ia voltar e tempo com uma vagabunda.

Sai dali e fui para casa, não conseguia parar de pensar naquela cena. Simulei inúmeras reações em minha mente, sair do carro e ir lá terminar tudo, sair na mão com o cafa, mandar as filmagens que fiz para família dela. Aquilo corroia minha mente como ácido. Enchi a cara até desmaiar com roupa e tudo, não fui trabalhar no dia seguinte e fiquei pensando em inúmeras formas de me vingar e nesse tempo bebendo e bebendo. Ela me ligou nesse dia com a maior cara de pau do mundo querendo se encontrar a noite para jantar fora e eu recusei falando que ia visitar um cliente distante e ia ficar fora, mas era mentira obviamente. Perguntei se o que ela ia fazer de bom enquanto eu estivesse fora. Ela então muda os planos na hora e disse que iria então sair com umas amigas, perguntei onde e ela disse que iria em um barzinho.

Concordei, sem mostrar que já sabia.

Mandei um funcionário que estava de folga mais chegado ficar perto deles, ir monitorando e passando as informações pra mim. Estava monitorando ela por gps, ela estava em uma outra rua, conhecida na região por barzinhos mistos de balada. Chamei dois amigos que são seguranças de balada, deixei um carro (omega) com um deles e a spacefox com outro e fui no banco de trás da space.
Essa operação toda me custou caro, tive que dar 50 reais pra cada um, mais foi lindo.

O omega tem strobo nos faróis, ficamos esperando na rua de cima, até que em determinado momento meu amigo me manda um audio e fala que eles estão no maior dos amassos. A rua era pequena, 2 faixas , tinha tanta gente que fechava uma faixa da rua, estava lotado, afinal era uma sexta feira.

Descemos a rua rasgando, o omega na frente e a space trás colado, o omega com o strobo e colocamos um som alto, toda a rua parou pra olhar, foi uma reação que eu não esperava porque a rua fechou, todos vieram para frente do barzinho que eu parei. Não esperava tudo aquilo de gente aquele dia, mas estava com tanto ódio que não podia parar ali e nem pensei em consequências. Paramos exatamente na frente do barzinho que eles estavam, o do omega desceu primeiro, o que estava comigo space desceu e abriu a porta para mim. Tinha preparado em meu celular o vídeo do momento que os dois se beijavam, era só apertar o play. Desci do carro, o silencio tomou conta da rua, apenas as musicas nos barzinhos tocava, aquela multidão a nossa volta, eu desci do carro e fui andando em direção a ela.

Com olho arregalado ela olhou pra mim e falou.

''O que você está fazendo aqui?!?!?''

Tirei o celular do bolso interno do paletó, dei o play no vídeo e coloquei na cara dela. Na hora ela fechou os olhos, como que sentindo a cagada que tinha feito. O cafa ficou atônito e sem reação. Não dei tempo que ela tentasse falar alguma mentira, coloquei meu celular no bolso e voltei pro carro. Ela veio atrás tentando pegar no meu braço e gritando_ ''Me perdoa, me perdoa!''

O meu amigo era um armário, segurou ela até que eu entrasse no carro e fomos embora, logo atrás o que segurou ela entrou no omega e fomos embora. O meu amigo que foi depois falou que todo mundo aplaudiu chamando ela de puta, vagabunda, tinha concluido a missão!  +Respect

Perfeito, mas uma grande inconsequência, não recomendo para ninguém fazer o que eu fiz. Mesmo depois daquilo tudo, cheguei em casa e enchi a cara até cair no chão, chorava com dó e com ódio, afinal não sabia os motivos dela para ter me traído, ainda achava que era culpa minha.

No celular as ligações perdidas se multiplicavam, o porteiro eletrônico tocando insistentemente e eu lá, inerte, esmurecido, chorando no chão igual uma criança, nem tinha tirado a roupa. Resolvo atender o interfone e autorizar a subida, quem era? Abro cambaleando a porta da sala e o pai dela lá, com cara de bravo, disse que eu a humilhei e eu perguntei se era só isso que ele sabia? e ele disse que ela disse que eu fiz um showzinho onde ela tinha ido pra se divertir com os amigos, e por que eu tinha feito isso?

Mesmo cambaleando, vendo tudo duplicado consegui com muito esforço abrir meu celular e mostrar o vídeo pra ele. Só tive tempo de falar e me desabo a chorar novamente. que cena deprimente... Mas acontece algo que me surpreende, o pai dela se compadeceu e me ajudou a me deitar na cama. Me lembro dele falar que eu era um bom rapaz, e perdar pelo comportamento dela. Não lembro de nada disso, só que provavelmente ele me deitou na cama e trancou a porta.

Nem me lembro de ter respondido, acabei desmaiando novamente acordando o dia seguinte com ela lá (provavalmente deu a chave pra ela), já era quase 2 da tarde. eu estava só de cuecas e ela do meu lado passando um paninho molhado no meu rosto, quando eu acordo ela me dá um beijo na boca e faz expressão de aliviada achando que eu estava em coma alcoólico.

Me deu uma repulsa tão grande, uma vontade de vomitar, somado com a ressaca não tinha forças nem para expulsa-la dali, nem sequer sabia onde estava meu celular. Levantei e com a tontura cai de joelhos no chão, mas consegui me levantar sozinho e ir para o banheiro onde me tranquei, tomei um banho gelado, saí recomposto do banheiro apenas trajando um roupão, deitei na cama e pedi que ela fosse embora, mas ela não foi, tirou o sapato e subiu na cama, montou encima de mim e começou a beijar meu pescoço, tentou beijar minha boca com a intenção de me dar ali o que a tanto tempo eu esperava e ela negava.

O nojo falou mais alto (e meu pau não subiu, com certeza uma DE no momento certo) , sem truculência coloquei ela de lado, vesti uma bermuda e uma camiseta e fui embora, não encontrei nem meus calçados e ela gritava atrás de mim, falando que eu nao podia fazer isso com ela, que tinha sido só um beijo.

Com toda calma do mundo, sem responder apenas falo q estava saindo e que alguem iria vir ali tirar ela dai se ela não saisse. Mas antes de pegar o carro no estacionamento implorei pro zelador expulsar aquela criatura do meu apartamento e do prédio, o cara era gente boa, a mulher dele fazia faxina pra mim de vez em quando.

Fui para minha empresa, me tranquei no escritório, minha secretária não entendeu porra nenhuma, somente falei a ela abastecer o frigobar de água, fazer café forte e pedisse algo pra eu comer mais tarde. Ali para mim era um porto seguro, afinal ninguém entrava sem minha autorização. Deitei no chão e dormi, acordei quase 8 da noite com uma dor de cabeça monstro. Só que tudo aquilo me voltou a cabeça, comecei a chorar novamente. Olhava pra baixo na janela, pensava em mil e uma maneiras de colocar fim na minha vida, meu coração estava apertado, minha cabeça não parava de pensar nela.

Fui cruel demais? Pensei na atitude do pai dela, chorei mais ainda. Lembrei da nossa família no dia do noivado, quando mais eu lembrava, mais meu coração ficava apertado, já começava a me faltar lágrimas.

Como eu ia viver sem ela? Passei a noite sentado no chão pensando, chorando a cada 5 minutos quando começo a me lembrar de minha infância. Aquilo foi reconfortante, foi como se eu, aquela criança do passado viesse até aquela sala naquele momento, e me injetasse força. Ali não tinha mãe e muito menos meu pai pra chorar no colo, era só eu ali naquela sala escura. Mas lembrar de minha infância, de tudo que tinha realizado até ali me deu uma força fora do normal.

Me levantei e fui para o carro, mas lembrei da minha casa, não queria voltar para lá e me lembrar dela. Fui para a casa de um primo que sempre me deixava passar a noite lá, tomei alguns calmantes e avisei ela sobre o que tinha acontecido e que só precisava passara noite, dormi profundamente a noite e o dia inteiro, acordei um lixo, não conseguia lembrar de nada, mas já podia ir para casa. Cheguei em casa, do jeito que tinha deixado, apenas por um detalhe. Ela tinha deixado uma blusa dela, com seu cheiro e um bilhete.

Pedia perdão por tudo, dizia que me amava e quando estivesse mais calmo queria conversar comigo.

Eu fui ao encontro dela naquela mesma hora sem avisar, leevando sua blusa e tudo que tinha dela em minha casa, vesti minha melhor roupa, queria aparentar uma superação que até aquele momento não tinha acontecido, novamente chamo um amigo para dirigir para mim caso eu viesse a passar mal, afinal tinha me entupido de calmantes na noite anterior e ainda estava abatido. coloquei as coisas dela no porta mala do carro e fomos pra casa dela, ela sai sorridente, o pai e a mãe dela logo atrás, pude ver o irmão dela olhando pela janela ao fundo. Meu amigo tirou as caixas com as coisas dela e colocou no chão,

A partir daí ela tinha entendido, ela chorava muito. Agradeci o pai e a mãe dela pelo carinho e pelo respeito, o pai dela aceitou fazendo sinal de conformado. ela estava chorando com a mão no rosto, tirei minha aliança do dedo e coloquei na mão dela, dei um abraço beijei em sua testa e disse.

''Eu te perdoo''. Ela começou a chorar e soluçar mais forte. Mas não fiquei com dó. Virei minhas costas e fui embora, nunca mais voltei ali, troquei meu número do celular, falei para os porteiros do prédio para se perguntassem se eu estava, para dizer que não, bloqueei ela em todas as redes sociais e até no whats. Deixei de frequentar possíveis lugares onde podia encontrá-la. Depois disso não namorei mais ninguém, virei um fantasma. Quanto mais desapercebido eu passasse, melhor.

Mas ainda mantinha certo rancor, mágoa, nem preciso dizer que me joguei de cabeça na pornografia, como nunca antes, consumia quase tudo que se pode imaginar, não tinha mais vontade de conhecer ninguem, nem GPS me agradavam pois era mecanico e com uma punheta não gastava, foi o meu ápice, até desenvolvi fetiche por corno (ja que eu fui um), pensava se aquilo não podia dar mais tesão, via videos de swing e pensava se não era loucou ou doente, me questionava sempre, mas nunca larguei a partir dalí. Comecei a pesquisar na internet para obter ajuda, até cheguei em um blog da real onde conheci os textos de Nessaham Alita, comecei a ver as experiências, os artigos e aquilo começou a abrir meus olhos, fiquei um bom tempo apenas como leitor até que me decidi cadastrar no fórum do búfalo para trocar experiências, tentar enteder o mais complexo e louco do mundo: 'MULHERES'. Eu me considero alguem que conseguiu consquistar tudo, bem financeiramente, amigos e vida social, mas mulheres é o meu calcanhar de aquiles, e eu me traumatizei, alem de ter adquirido o vício.
Tambem constando que tive algumas DE durante todo o tempo, mas considerava as Gps e outras minas inferiores e beleza, culpando-as e não a mim, EP nunca tive, apenas ER, sintomas nitidos que quando li o ebook identifiquei na hora, e a unica coisa que me deixava de pau duro era essa mulher, pois sentia vontade de ter aquilo que eu não podia, e que eu só fantasiava.

Desculpem pela grande história e relato, não contei nem 50% das coisas qeu aconteceram pois ia ser muito massante, foi mais resumido, mas precisava desabafar isso também em uma espécie de diário.
A real é que encontrei o forum e me cadastrei e li muitos relatos aqui, diarios de vencedores, históorias de sucesso, vi que o que falta pra minha vida é um reboot e acompanhamento psiclogo talvez pra lidar com o feminino, pois não me relacionei mais com ninguem depois disso, tendo tentado insistidamente mas sempre começa comigo dando tudo e sendo usado no final, se repete tudo, enfim tem sido de grande valor ler aqui e pros próximos passos que vou dar daqui para frente. Atualmente estou desde sábado sem me tocar nem assistir P, e me sinto relativamente bem, mas com incomodos, e o maximo que ja fiquei foi antigamente quando não ligava pra PMO, mas mal consigo me lembrar dessa epoca, pois tudo virou de cabeça pra baixo na minha vida durante esses acontecimentos.

Essa é a minha história e meu diário, pretendo atualizar aqui regularmente e vencer a batalha!!!!

Boa noite Mister, li seu relato, e realmente você foi forte pois muitos poderiam ter dado fim a própria vida depois de todos esses acontecimentos. E se você foi forte nesse ponto, você pode ser também pra vencer o vício em PMO. Siga firme, e uma boa sorte no seu reboot. Um abraço.

_______________________________________

http://www.comoparar.com/t9196-nao-aguento-mais-fracassar

Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar.
1 Coríntios 10:13
Wozel
Wozel
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 09/06/2017
Idade : 22

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 27/9/2019, 18:59
Fala, Mister Libertador!

Primeiramente obrigado por ler o meu diário e reconhecer a minha evolução

Cara, gostei muito da sua história! Fique à vontade para contá-la mais detalhadamente se assim desejar haha

É notável seu amadurecimento acima da média, acho que isso permitiu que você não se afundasse tanto em PMO na sua adolescência e como consequência você evoluiu várias áreas da sua vida. Infelizmente não foi o meu caso, com 15 anos eu já estava afundado em PMO, deixando de focar em coisas mais importantes e hoje colho as consequências disso, tentando colocar minha vida no eixo sem a variável PMO

Queria te parabenizar pelo seu discernimento em só se preocupar em namorar depois que conquistasse sua independência financeira, é um pensamento que eu aprendi a idealizar a pouco tempo

Mas mesmo assim se viciou, isso corrobora com a minha tese de que quem não é viciado em pornografia um dia vai se viciar, pois é uma coisa fácil e que dá prazer/alívio, então quando o calo apertar o nosso cérebro consciente ou inconscientemente já sabe onde achar refúgio, com o tempo a gente percebe que não há limites e aí a merda tá feita ...

Apesar de sua independência financeira percebe-se uma grande dependência emocional em relação às mulheres. Meu conselho? Deixa rolar naturalmente, mulheres vem e vão, curta a vida, se conheça melhor. Aquele negócio de que é preciso se amar antes de amar alguém é clichê mas é verdade, devemos ser a nossa própria razão de existir, depositar isso em outra pessoa pode ser muito nocivo. Casamento e construir família vão acontecer espontaneamente quando você conhecer a pessoa certa e não vai ser dando tudo que uma mulher quer que vc vai conseguir isso. Ninguém gosta de ser bajulado o tempo todo, vc como pessoa com boas condições financeiras deve saber disso

E outra: mulheres interesseiras existem mas não quer dizer que todas sejam assim, a única coisa que a gente pode fazer é aprender a identificar e lidar, se afastando sem muito alarde assim que isso ficar claro

Você disse que enquanto tava com essa garota tava se acabando em PMO. Posso te afirmar que ficar afundado na PMO nos muda bastante, muda nossa aparência, nosso comportamento, nos deixa mais “bobão” e as mulheres percebem isso, afastando-as. Talvez isso tenha ajudado no distanciamento dela, não tô dizendo que a culpa é sua e que vc deve correr atrás dela, claro que não, independente disso ela foi cuzona em te usar e te trair. Só tô dizendo que é algo a se considerar nos seu próximos relacionamentos, vc estava dando tudo que podia materialmente mas será que você estava na sua melhor condição como pessoa?

Não acho que você tenha sido cruel com ela, já vi gente matar por menos e você conseguiu dar o troco sem perder o caráter, prova disso é que depois de saber a verdade o pai dela nem te julgou. Resistiu ao apelo dela e ainda lançou um “eu te perdoo” haha lindo lindo

Não se cobre tanto e deixe o reboot rolar. A PMO muda bastante nossa cabeça e a gente tende a ver umas coisas piores do que elas realmente são, com o tempo algumas coisas vão ficar mais claras na sua sua mente

Vai dar tudo certo, abraço!

_______________________________________

Der Metzgermeister
Der Metzgermeister
Mensagens : 185
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 27/9/2019, 20:15
Bem vindo Mister! Assim como você, também sinto essa carência por mulheres e fui criado em um ambiente feminino ( sou muito próximo com a minha mãe). Te desejo sucesso no Reboot e na sua vida.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
XXXtentacion
XXXtentacion
Mensagens : 173
Data de inscrição : 26/05/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 29/9/2019, 11:00
Sensacional, diria que é um relato de filme, tudo passou na minha cabeça quando li imaginando cada detalhe. Aqui no forum muitos já sofreram com essa parte amorosa e afetou especificamente a gente e agravou com a PMO, eu sou um exemplo, mas claro que não foi igual a sua história, que é pesada demais, parabens pela semi-volta por cima e pela iniciativa do reboot, já é o começo de uma vida melhor, parabens amigo, agora é daqui pra fora do poço.

_______________________________________
Embora a vida seja complicada, ela só piora se você quiser.
Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 29/9/2019, 11:27
Randy

Cara obrigado pelas palavras, é gratificante, li seu diário e comentei lá, obrigado pelo carinho e apoio.


Kusmin

Sim mano, tenho esse problema especifico, quando estou em algo estou pra valer e tento agradar demais, sigo sendo o cara gado demais, aquele que acredita em relacionamento de 1930 da turma, conservador de valores e tal, ja procurei ajuda psicologica, mas só gastei meu dinheiro com teraupeutas que só ficavam ouvindo eu falar e cobrando a hora. Obrigado pelo carinho e apoio.


End

Como disse mano, não poderia tirar minha vida por causa de uma vagaba, a minha criança interior da infancia me acalmou no momento, obrigado pelo carinho e apoio.


Wozel

Fala bro, tudo certo?
Então, por ter um amadurecimento precoce e grande responsabilidade tive que me diferenciar, mas não fique se comparando, aposto que tu tem muitos mais atributos e avanços do que eu, e não tem hora pra se ''encontrar'', cada um tem seu tempo, como percebeu sou um desastre com mulheres, mas acredto que um dia talvez chegue lá hahahaha. Em breve dou mais detalhes da minha vida e do que passei mais aqui. Obrigado pela atenção e carinho mano.


Der Metzgermeister

Obrigado pelo carinho e apoio mano, é complicado ter sido criado por mulheres, sou ligado a minha mãe e minha tia, fora minha irmã também, tive que ser o homem da casa cedo...



XXXtentacion


Lendo seu diário e te acompanhando, grande história, infelizmente mulher é o capeta, cão de buceta e saia hahahahaha, valeu bro, obg pelo carinho




Escrevendo pra responder todo mundo e agradecendo todos que acompanharam. Infelizmente tive uma recaída a pouco, resisti bastante, bloqueadores falharam, na verdade eu não consegui me livrar das senhas, por ser muito recente ainda. O que houve foi que acabei dormindo depois de assistir P, e não consegui resistir ao acordar, pois esse é bem forte, o momento que voce acorda do nada de pau duraço e com tudo encaminhado pra bater uma, então simplesmente bati uma e joguei os dias no lixo, provavalmente vou ficar em depressão até o fim do dia hoje e amanhã recomeço denovo, foda, mas vamos lá, todo mundo recai na vida.

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
avatar
ViníciusB
Mensagens : 16
Data de inscrição : 16/10/2018

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 29/9/2019, 12:19
Cara, parabéns pela iniciativa em se inscrever e participar do fórum. A princípio nem parece que vai fazer diferença compartilhar nossa história com pessoas desconhecidas, mas depois de por tudo por escrito a gente sente um alívio imenso né? Ainda mais quando entendemos que não somos os únicos que passam por essa batalha. É claro que ninguém aqui nunca vai entender 100% do que vc passou, ou como vc está se sentindo depois de tudo isso. Mas, dentro do possível,  vamos fazer o máximo para poder te ajudar daqui para frente. Afinal, o que realmente importa é o que ainda vai acontecer.

Como foi ressaltado mais acima, não ignore os bloqueadores. Também acredito que eles são ESSENCIAIS para o reboot. Na última mensagem vi que seus bloqueadores falharam, mas não desista deles. O negócio é: se um falhar, corre atrás de outro. E sempre mantenha mais de um instalado, pq a chance deles falharem ao mesmo tempo é menor. Dê uma boa pesquisada no tópico de bloqueadores e veja quais são os mais apropriados para vc. Entenda que vc vai precisar bloquear TODOS os dispositivos que acessam à net (TV, celular, tablet, pc). Simplesmente não dá pra deixar nenhuma brecha. Se um alcoólatra deixar, nem que fosse uma pequena garrafa de bebida escondida em casa, no momento da abstinência ele VAI atrás  dela. No nosso caso tb. Além de se preocupar com o que usa em casa, lembre-se também de bloquear os aparelhos que eventualmente usar no trabalho.

No meu caso, o que dificultou por anos a instalação de bloqueadores foi alguém em quem eu confiasse para deixar as senhas de segurança (afinal, pode ser que em uma emergência podemos precisar delas). Vi que vc não conseguiu se livrar das senhas né? Pois é... simplesmente não dá pra ficar com elas. Pensa em alguém de sua confiança para guardar essas senhas para vc. Se vc não conseguir pensar em ninguém que puder te ajudar nisso, já me coloco à disposição, pode contar comigo.

Força cara, e bom reboot!!!
Der Metzgermeister
Der Metzgermeister
Mensagens : 185
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 29/9/2019, 15:01
ViníciusB escreveu:Cara, parabéns pela iniciativa em se inscrever e participar do fórum. A princípio nem parece que vai fazer diferença compartilhar nossa história com pessoas desconhecidas, mas depois de por tudo por escrito a gente sente um alívio imenso né? Ainda mais quando entendemos que não somos os únicos que passam por essa batalha. É claro que ninguém aqui nunca vai entender 100% do que vc passou, ou como vc está se sentindo depois de tudo isso. Mas, dentro do possível,  vamos fazer o máximo para poder te ajudar daqui para frente. Afinal, o que realmente importa é o que ainda vai acontecer.

Como foi ressaltado mais acima, não ignore os bloqueadores. Também acredito que eles são ESSENCIAIS para o reboot. Na última mensagem vi que seus bloqueadores falharam, mas não desista deles. O negócio é: se um falhar, corre atrás de outro. E sempre mantenha mais de um instalado, pq a chance deles falharem ao mesmo tempo é menor. Dê uma boa pesquisada no tópico de bloqueadores e veja quais são os mais apropriados para vc. Entenda que vc vai precisar bloquear TODOS os dispositivos que acessam à net (TV, celular, tablet, pc). Simplesmente não dá pra deixar nenhuma brecha. Se um alcoólatra deixar, nem que fosse uma pequena garrafa de bebida escondida em casa, no momento da abstinência ele VAI atrás  dela. No nosso caso tb. Além de se preocupar com o que usa em casa, lembre-se também de bloquear os aparelhos que eventualmente usar no trabalho.

No meu caso, o que dificultou por anos a instalação de bloqueadores foi alguém em quem eu confiasse para deixar as senhas de segurança (afinal, pode ser que em uma emergência podemos precisar delas). Vi que vc não conseguiu se livrar das senhas né? Pois é... simplesmente não dá pra ficar com elas. Pensa em alguém de sua confiança para guardar essas senhas para vc. Se vc não conseguir pensar em ninguém que puder te ajudar nisso, já me coloco à disposição, pode contar comigo.

Força cara, e bom reboot!!!
Você pode criar uma senha impossível de decorar e colocar em um local estratégico de difícil acesso, no meu caso coloco a minha dentro de uma bíblia , pois uso nos momentos de colocar sites para bloquear (tenho mania de ficar testando bloqueadores, quando você sabe que tem uma brecha é difícil não olhar). O local ou pessoa para guardar a senha é o que for melhor para você.
Sobre bloqueadores recomendo usar o combo Kurupira e Could Turkey no PC (este é mais como complemento, tudo o que o Kurupira deixa passar coloque no Could Turkey, ele também serve como escudo contra a procrastinação). No celular uso a combinação Qustodio, App lock e um navegador chamado Spin browser (ele tem um bloqueio poderosíssimo, não é brincadeira). Desinstale os navegadores do seu celular, no Qustodio coloque para bloquear o Google, Bing, Duck Duck go e Yahoo, bloquei os navegadores com App lock,configure o Qustodio para não bloquear navegadores desconhecidos e instale o Spin (ele é bom como navegador e tem uma capacidade de bloquear monstruosa, não perca tempo tentando burlar).
Mesmo tudo isso não vai te impedir de recair, por isso você deve pensar em bloquear a sua mente, nos momentos bons lembre que a pornografia não é algo necessário na sua vida, nos momentos ruins lembre que a pornografia é a fuga, é jogar gasolina no fogo, você é um Homem, então pode usar das suas capacidades para resolver o problema.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Der Metzgermeister
Der Metzgermeister
Mensagens : 185
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 29/9/2019, 15:01
ViníciusB escreveu:Cara, parabéns pela iniciativa em se inscrever e participar do fórum. A princípio nem parece que vai fazer diferença compartilhar nossa história com pessoas desconhecidas, mas depois de por tudo por escrito a gente sente um alívio imenso né? Ainda mais quando entendemos que não somos os únicos que passam por essa batalha. É claro que ninguém aqui nunca vai entender 100% do que vc passou, ou como vc está se sentindo depois de tudo isso. Mas, dentro do possível,  vamos fazer o máximo para poder te ajudar daqui para frente. Afinal, o que realmente importa é o que ainda vai acontecer.

Como foi ressaltado mais acima, não ignore os bloqueadores. Também acredito que eles são ESSENCIAIS para o reboot. Na última mensagem vi que seus bloqueadores falharam, mas não desista deles. O negócio é: se um falhar, corre atrás de outro. E sempre mantenha mais de um instalado, pq a chance deles falharem ao mesmo tempo é menor. Dê uma boa pesquisada no tópico de bloqueadores e veja quais são os mais apropriados para vc. Entenda que vc vai precisar bloquear TODOS os dispositivos que acessam à net (TV, celular, tablet, pc). Simplesmente não dá pra deixar nenhuma brecha. Se um alcoólatra deixar, nem que fosse uma pequena garrafa de bebida escondida em casa, no momento da abstinência ele VAI atrás  dela. No nosso caso tb. Além de se preocupar com o que usa em casa, lembre-se também de bloquear os aparelhos que eventualmente usar no trabalho.

No meu caso, o que dificultou por anos a instalação de bloqueadores foi alguém em quem eu confiasse para deixar as senhas de segurança (afinal, pode ser que em uma emergência podemos precisar delas). Vi que vc não conseguiu se livrar das senhas né? Pois é... simplesmente não dá pra ficar com elas. Pensa em alguém de sua confiança para guardar essas senhas para vc. Se vc não conseguir pensar em ninguém que puder te ajudar nisso, já me coloco à disposição, pode contar comigo.

Força cara, e bom reboot!!!
Você pode criar uma senha impossível de decorar e colocar em um local estratégico de difícil acesso, no meu caso coloco a minha dentro de uma bíblia , pois uso nos momentos de colocar sites para bloquear (tenho mania de ficar testando bloqueadores, quando você sabe que tem uma brecha é difícil não olhar). O local ou pessoa para guardar a senha é o que for melhor para você.
Sobre bloqueadores recomendo usar o combo Kurupira e Could Turkey no PC (este é mais como complemento, tudo o que o Kurupira deixa passar coloque no Could Turkey, ele também serve como escudo contra a procrastinação). No celular uso a combinação Qustodio, App lock e um navegador chamado Spin browser (ele tem um bloqueio poderosíssimo, não é brincadeira). Desinstale os navegadores do seu celular, no Qustodio coloque para bloquear o Google, Bing, Duck Duck go e Yahoo, bloquei os navegadores com App lock,configure o Qustodio para não bloquear navegadores desconhecidos e instale o Spin (ele é bom como navegador e tem uma capacidade de bloquear monstruosa, não perca tempo tentando burlar).
Mesmo tudo isso não vai te impedir de recair, por isso você deve pensar em bloquear a sua mente, nos momentos bons lembre que a pornografia não é algo necessário na sua vida, nos momentos ruins lembre que a pornografia é a fuga, é jogar gasolina no fogo, você é um Homem, então pode usar das suas capacidades para resolver o problema.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 30/9/2019, 18:24
É muito bom receber vossos conselhos, desta vez digitei qualquer coisa no teclado, dei control c control v em todos os bloqueadores, pra desbloquear só abrindo a criptografia pra ver o que eu digitei, coisa impossivel ahahahaah, agora vai, o unico computador que usava era o de casa pra pmo, já que na empresa é impossivel eu ter chances de M pois é horario de serviço e todo mundo pode ouvir, no celular ta bloqueador também, agora só formatando, mas não estou tendo vontades, hoje bateu uma vontade de recair novamente ja que ja tinha recaído no dia anterior, mas ao tentar acessar e o bloqueador bloquear e não ter chance de conseguir a senha para desbloquear, automaticamente resolvi deixar para lá, cancelei tudo e fui fazer outra coisa, parece que vai ser assim daqui pra frente

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
Mais que vencedor
Mais que vencedor
Mensagens : 392
Data de inscrição : 22/10/2018
Idade : 22

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 2/10/2019, 16:38
Que história cara!

A primeira coisa que vc precisa por na sua cabeça: as mulheres não são o nosso tudo. Ninguém tem a capacidade de nós fazer felizes: a felicidade pode ser vivida com as pessoas, mas as pessoas não são a fonte. Apesar disso, tenha certeza que vc vai encontrar a pessoa certa, que vai te amar e ser feliz junto com vc.

Quer conhecer uma pessoa? Dê dinheiro a ela. É triste dizer isso, mas é verdade. Vivemos em um mundo que as pessoas estão sendo trocadas por coisas. São muitos os que buscam relacionamentos por interesse. É evidente que os interesses não são a única motivação, mas em muitos casos, é uma das motivações indispensáveis. Amor de verdade é quando, independente do que acontecer, a pessoa te apoia. Quando vc perde tudo e a pessoa permanece com vc, isso é amor.

Eu recomendo que vc faça o Reboot e busque um relacionamento sincero. Como? A primeira coisa é oferecer a si mesmo ao invés de oferecer coisas. E seja vc mesmo: não fique criando algo que vc não é. Eu sei que vc vai encontrar alguém que vai te dar esse prazer.

_______________________________________


"Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas eu não me deixarei dominar por coisa alguma." I Coríntios 6, 12
"O Reino dos Céus é arrebatado à força e são os violentos que o conquistam." Mateus 11, 12

Meu diário - http://www.comoparar.com/t8595-diario-em-busca-do-racional-em-mim
Randy
Randy
Moderador
Moderador
Mensagens : 2234
Data de inscrição : 01/12/2015

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 3/10/2019, 15:08
Mister Libertador escreveu:É muito bom receber vossos conselhos, desta vez digitei qualquer coisa no teclado, dei control c control v em todos os bloqueadores, pra desbloquear só abrindo a criptografia pra ver o que eu digitei, coisa impossivel ahahahaah, agora vai, o unico computador que usava era o de casa pra pmo, já que na empresa é impossivel eu ter chances de M pois é horario de serviço e todo mundo pode ouvir, no celular ta bloqueador também, agora só formatando, mas não estou tendo vontades, hoje bateu uma vontade de recair novamente ja que ja tinha recaído no dia anterior, mas ao tentar acessar e o bloqueador bloquear e não ter chance de conseguir a senha para desbloquear, automaticamente resolvi deixar para lá, cancelei tudo e fui fazer outra coisa, parece que vai ser assim daqui pra frente

Os bloqueadores são imprescindíveis mesmo, ainda mais quando você tenta acessar PMO, não consegue e vai se ocupar com outra coisa.

_______________________________________
"Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, inventa desculpa". Toguro

Ninguém vai bater mais forte do que a vida. Não importa como você bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar lutando; o quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha. Rocky Balboa

Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 8/10/2019, 18:30
Não me masturbei mais nem toquei em pornografia, tive alguns deslizes com GPs durante esse tempo, acessei sites e vi alguamas fotos peladas, pensei em resetar mas não senti nada, apenas mais vontade de continuar o meu projeto. Vi o cão de buceta e saia que acabou comigo esses dias, mas segui reto e a ignorei, acredito que essa história já tenha ficado no passado pra ela, mas pra mim não, então quero evitar todo contato possível. Estou conversando com uma mina no tinder também, mas não deu 2 dias e já quer passear de carro pelas cidades vizinhas, obviamente mais uma consumista, impossivel namorar assim ou pensar em se relacionar, já perdi tempo demais com tipos padroes assim.

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 12/10/2019, 11:37
Recaída. Sei que muitos devem estar totalmente desapontados comigo, mas aconteceu, ontem, e como todos sabem o efeito caçador ressurgiu e me M umas 4x, a partir dai parei e estou até agora sem mais compulsoes. Sem muitas noovidades, apenas fiquei 2 semanas sem e acabei me descuindando. Uma brecha no bloqueador e comecei a pesquisar alturas (pra voces verem como qualquer coisa idiota impulsiona) e acabei indo parar em ver alturas de atrizes pornograficas, e eu ja tive um certo hocd em mulher alta (1,80 aqui) mas a fantasia de uma mina mais alta (que não existe na vida real) me excitava, então acabei indo parar em biografias e imagens das atrizes mais altas, acabei em video e aí voces ja sabem...Triste por ter decepcionado voces aqui, que me firmei com o compromisso de me curar e ficar longe, mas falhei, peço desculpas a todos e me sinto envergonhado. O que posso tirar disso? Desistalar e instalar o bloqueador denovo e ficar longe das alturas HAHAHAHAHAH, mas falando sério, recomeçando o reboot de novo agora, o que talvez me motive é que vai ser em janeiro, um ano novo, e uma vida nova e começar o ano da melhor forma.

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 1501
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 27

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 13/10/2019, 11:08
Mister Libertador escreveu:Recaída. Sei que muitos devem estar totalmente desapontados comigo, mas aconteceu, ontem, e como todos sabem o efeito caçador ressurgiu e me M umas 4x, a partir dai parei e estou até agora sem mais compulsoes. Sem muitas noovidades, apenas fiquei 2 semanas sem e acabei me descuindando. Uma brecha no bloqueador e comecei a pesquisar alturas (pra voces verem como qualquer coisa idiota impulsiona) e acabei indo parar em ver alturas de atrizes pornograficas, e eu ja tive um certo hocd em mulher alta (1,80 aqui) mas a fantasia de uma mina mais alta (que não existe na vida real) me excitava, então acabei indo parar em biografias e imagens das atrizes mais altas, acabei em video e aí voces ja sabem...Triste por ter decepcionado voces aqui, que me firmei com o compromisso de me curar e ficar longe, mas falhei, peço desculpas a todos e me sinto envergonhado. O que posso tirar disso? Desistalar e instalar o bloqueador denovo e ficar longe das alturas HAHAHAHAHAH, mas falando sério, recomeçando o reboot de novo agora, o que talvez me motive é que vai ser em janeiro, um ano novo, e uma vida nova e começar o ano da melhor forma.

Saudações, Mister Libertador.

Bom, antes de tudo, que história! Eis uma experiência de vida e tanto. Fiz questão de ler e refletir, você é um sujeito digno de nota por ter passado por tudo isto e estar aqui inteiro. Meus parabéns. Já há um tempo li seu relato, porém só agora me vi em condições de saudá-lo aqui em seu diário.

De fato o negócio é olhar para si próprio, sem arrogância, entretanto com brio. É ser adulto e saber quais são as prioridades, e muitas vezes relacionamentos não o são, tampouco sexo pelo sexo, como é o caso das GPs, das quais tenho me afastado com toda a força de vontade. Aliás esses sites de acompanhantes são perigosíssimos, por um bom tempo frequentei-os horas por dia mesmo certo de que não sairia com qualquer das garotas que ali anunciavam. Nunca mais!

E a respeito de fantasias, todos nós temos as nossas. O negócio é esquecer tirando forças de onde não há. Bem como você, um dos meus fetiches andou sendo com mulheres altas, e olhe que sou baixinho (1,73-1,74 m); tive oportunidades com mulheres desse tipo, horrorosamente desperdiçadas devido ao vício e depois ficava maluco de vontade de um dia conhecer pessoalmente e ter um caso com uma garota de 1,80 m (para mim, uma altura mágica também para mulheres) ou até mais, elas que são sabidamente raríssimas, praticamente inexistentes, até GPs dessa altura são quase impossíveis de ser encontradas (falo em garotas "originais de fábrica", travestis são outra história). Também peguei mania de ficar pesquisando altura de atrizes pornográficas e famosas em geral, tendo até delírios a respeito de como seria um dia estar ao vivo diante de uma garota de 1,80... Além de outras fantasias que é melhor não detalhar.

Intensas saudações a você e força na luta!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
Der Metzgermeister
Der Metzgermeister
Mensagens : 185
Data de inscrição : 23/06/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 13/10/2019, 12:43
Mister Libertador escreveu:Recaída. Sei que muitos devem estar totalmente desapontados comigo, mas aconteceu, ontem, e como todos sabem o efeito caçador ressurgiu e me M umas 4x, a partir dai parei e estou até agora sem mais compulsoes. Sem muitas noovidades, apenas fiquei 2 semanas sem e acabei me descuindando. Uma brecha no bloqueador e comecei a pesquisar alturas (pra voces verem como qualquer coisa idiota impulsiona) e acabei indo parar em ver alturas de atrizes pornograficas, e eu ja tive um certo hocd em mulher alta (1,80 aqui) mas a fantasia de uma mina mais alta (que não existe na vida real) me excitava, então acabei indo parar em biografias e imagens das atrizes mais altas, acabei em video e aí voces ja sabem...Triste por ter decepcionado voces aqui, que me firmei com o compromisso de me curar e ficar longe, mas falhei, peço desculpas a todos e me sinto envergonhado. O que posso tirar disso? Desistalar e instalar o bloqueador denovo e ficar longe das alturas HAHAHAHAHAH, mas falando sério, recomeçando o reboot de novo agora, o que talvez me motive é que vai ser em janeiro, um ano novo, e uma vida nova e começar o ano da melhor forma.
Ninguém está desapontado com você, quase todos aqui já resetaram seus contadores pelo menos uma vez. Não fique se culpando demais, vai acabar criando uma autoimagem negativa, pois, por experiência própria, sua vida vai acabar virando uma tortura, não seja seu próprio carrasco.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Randy
Randy
Moderador
Moderador
Mensagens : 2234
Data de inscrição : 01/12/2015

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 13/10/2019, 14:50
Mister Libertador escreveu:Recaída. Sei que muitos devem estar totalmente desapontados comigo, mas aconteceu, ontem, e como todos sabem o efeito caçador ressurgiu e me M umas 4x, a partir dai parei e estou até agora sem mais compulsoes. Sem muitas noovidades, apenas fiquei 2 semanas sem e acabei me descuindando. Uma brecha no bloqueador e comecei a pesquisar alturas (pra voces verem como qualquer coisa idiota impulsiona) e acabei indo parar em ver alturas de atrizes pornograficas, e eu ja tive um certo hocd em mulher alta (1,80 aqui) mas a fantasia de uma mina mais alta (que não existe na vida real) me excitava, então acabei indo parar em biografias e imagens das atrizes mais altas, acabei em video e aí voces ja sabem...Triste por ter decepcionado voces aqui, que me firmei com o compromisso de me curar e ficar longe, mas falhei, peço desculpas a todos e me sinto envergonhado. O que posso tirar disso? Desistalar e instalar o bloqueador denovo e ficar longe das alturas HAHAHAHAHAH, mas falando sério, recomeçando o reboot de novo agora, o que talvez me motive é que vai ser em janeiro, um ano novo, e uma vida nova e começar o ano da melhor forma.

Recaída faz parte do processo. Se aprendermos com os erros, vamos ficar cada vez mais fortes. Eu, por exemplo, passei por centenas de recaídas até chegar a esse reboot que tem sido tranquilo, sem compulsão, sem ansiedade. Nesse período, só fiquei perto de cair uma vez quando achei uma brecha no bloqueador.

O efeito caçador é foda. Tenha cuidado com ele, esses primeiros dias vão ser muito difíceis. Não desista que o reboot vale a pena.

_______________________________________
"Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, inventa desculpa". Toguro

Ninguém vai bater mais forte do que a vida. Não importa como você bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar lutando; o quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha. Rocky Balboa

Ramon 06
Ramon 06
Mensagens : 348
Data de inscrição : 12/09/2019
Idade : 23

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 25/10/2019, 11:52
Mister Libertador escreveu:Recaída. Sei que muitos devem estar totalmente desapontados comigo, mas aconteceu, ontem, e como todos sabem o efeito caçador ressurgiu e me M umas 4x, a partir dai parei e estou até agora sem mais compulsoes. Sem muitas noovidades, apenas fiquei 2 semanas sem e acabei me descuindando. Uma brecha no bloqueador e comecei a pesquisar alturas (pra voces verem como qualquer coisa idiota impulsiona) e acabei indo parar em ver alturas de atrizes pornograficas, e eu ja tive um certo hocd em mulher alta (1,80 aqui) mas a fantasia de uma mina mais alta (que não existe na vida real) me excitava, então acabei indo parar em biografias e imagens das atrizes mais altas, acabei em video e aí voces ja sabem...Triste por ter decepcionado voces aqui, que me firmei com o compromisso de me curar e ficar longe, mas falhei, peço desculpas a todos e me sinto envergonhado. O que posso tirar disso? Desistalar e instalar o bloqueador denovo e ficar longe das alturas HAHAHAHAHAH, mas falando sério, recomeçando o reboot de novo agora, o que talvez me motive é que vai ser em janeiro, um ano novo, e uma vida nova e começar o ano da melhor forma.

Mano, olha meu diário nos dias 26 e 27 de setembro, eu fiz um discurso lindo e motivador de não sei quantas linhas sobre como eu tinha escapado de uma recaída, e adivinha só... Horas depois eu recaí, não valeu de nada, tive que voltar ao fórum e dizer que tudo o que eu disse foi em vão.

Mas foca nisso aqui:
Sabe o quanto eu me senti julgado pela galera daqui? Nem meio porcento. E sabe por quê!? Porque todo mundo aqui sabe bem o que é isso, todo mundo aqui tem uma maldita trave no olho e não tem tempo para ficar olhando a sua... Nós precisamos parar de pensar que estamos sozinhos nesse vício, a gente nunca sabe o que as pessoas ao nosso redor estão fazendo enquanto estão sozinhas, o vício em PMO pode estar em quem você menos espera. Todo mundo aqui está no mesmo barco e ninguém aqui é melhor e nem pior do que ninguém, cada vez que vemos um irmão caído nós nos colocamos no lugar dele porque já passamos por essa situação um trilhão de vezes.

Quer saber outra coisa? Sabe quantas vezes eu cai depois daquele dia? Nenhuma, estou no reboot até agora, estou há poucos dias de bater meu recorde da vida inteira e estou começando a ver a luz no fim do túnel dessa vida desgraçada de masturbação.

Te desejo determinação e inteligência para fugir de tudo isso, vamos em frente, sem olhar para trás.

_______________________________________
Há quem diga que a abstinência dói, eu digo que dói é
cair e ficar na lama


Cheguei ao fórum: 12/09/2019 Like a Star @ heaven
Recorde sem M: 43 dias 11h 34m cheers 27/09/2019 a 09/11/2019

Meu diário
http://www.comoparar.com/t9522-diario-de-ramon-06-largando-o-vicio-pela-milessima-vez#250163
Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 7/11/2019, 01:33
Obrigado a todos pelas mensagens, minha vida deu uma pequena reviravolta desde então, vou relatar.


A vagabunda que fez tudo aquilo comigo venho me procurar, pedir mais chances, por algum motivo ela encontrou meu endereço novamente, acho que foi alguem que passou, eu fingi que nao escutava e dei as costas, não sei se ela caiu em si, pois ja faz alguns meses, mas ela tem tentado varias investidas a algum tempo, e ando tendo a sensação de estar sendo seguido por aí, pode parecer loucura mas é um instinto, até agora não sei de nada, só a sensação.
Comecei a ficar sério com uma pessoa aí, e adivinhem? tem dado muito certo, tirando as mesmas palhaçadas de sempre de bancar, buscar, mimar a mulher até ela se sentir dona e etc mas deu bem certo, consegui transar, e apesar do $ gasto e das paparicagens rendeu o sexo, transei bem, longe da pmo eu me sinto outra coisa, uma maquina de fazer amor, muito diferente de antigamente, só pra eu constar eu acabei recaindo algumas vezes mas não vim relatar por nao ter tempo, mas estou sóbrio e limpo a 14 dias já (ainda nao instalei o contador nessa joça) e tem tudo indo bem, é claro tirando o fato da sensação estranha, e das paparicagens que continuam, não sei se essas minas vem com esse defeito pra mim, mas pra fazermos nossa noite de sexo, tive que a levar no melhor motel da cidade, exagero? bom eu quis dar o maior conforto e deixar tudo mais picante, enfim, ela é linda e maravilhosa, achei que nunca mais ia me apaixonar por alguem depois de tudo, mas as coisas acontecem num piscar de olhos. Ela trabalha, estuda (enfermagem), é linda, loira, bate no meu ombro, sinto que vai dar um casal perfeito se um dia eu casa-se com ela, e nesse tempo todo consegui me abrir com ela sobre a loucura que é e foi minha vida, meu vício na P, e tudo, ela me deu varios conselhos, ajudou bastante e parece me entender, se for pra nos ficarmos juntos e ela ser uma consumidora, porem ser uma parceira excepcional e que queira crescer comigo/me entenda, vou investir!!! E voces o que acham?
Obrigado a todos pelas mensagems, vou dar uma passada em vossos diários.

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
atípico
atípico
Mensagens : 48
Data de inscrição : 02/11/2019
Idade : 23

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 7/11/2019, 23:04
Velho, que bom que você superou a aproveitadora antiga, mas cuidado para não cair numa aproveitadora nova. Não to falando isso para te desanimar não, mas não fique cego aos sinais. Nesse sentido, não estou te aconselhando a tratar as mulheres como lixo, pelo contrário, no entanto isso não significa ser um (((gado))). Siga devagar e sempre, trate-a bem, mas evite o que for extravagante. Eu sei que você tem uma boa condição financeira e não tem motivos para economizar, então o conselho que te dou é: escute os seus amigos, converse com eles. Geralmente quando nos apaixonamos ficamos cegos (eu falo por experiência própria), mas os nossos parças não. Boa sorte broh!

_______________________________________


Meu diário
Joel_
Joel_
Mensagens : 266
Data de inscrição : 24/10/2019
Idade : 21

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 8/11/2019, 07:29
Fala, amigo. Realmente sua história foi pesada, pareceu até coisa de filme kk mas fico feliz que tenha feito o que fez e não foi trouxa de continuar com a garota. Muito bem!

Percebo que está tentando se relacionar com mulheres novas. Isso é muito bom pro Reboot. Mas como o amigo de cima, aconselho que tenha cautela para não se relacionar com outra interesseira. A dica que eu dou é: finja que não tem dinheiro algumas vezes. Leve-a para lugares simples, façam coisas simples. Não esbanje o tempo todo, deixe ela ver que você não é aquele riquinho que só sabe gastar. Se ela demonstrar o mesmo entusiasmo para fazer essas coisas simples com você que ela demonstra com o consumismo exagerado, então ela está nessa por você. Caso contrário, está pelo dinheiro.

Parabéns pelos 14 dias de Reboot.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t9711p75-the-last-of-reboot





"Haja o que houver, você está sempre lutando por alguma coisa."

METAS:
1 dia (X) 5 dias (X) 7 dias ( ) 15 dias ( ) 21 dias ( ) 30 dias ( )
45 dias ( ) 60 dias ( ) 75 dias ( ) 90 dias ( ) 120 dias ( )
Mister Libertador
Mister Libertador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 9/11/2019, 14:51
Caros senhores, as mensagens foram no ponto, aconteceu denovo...


Peguei mensagens dessa fdp trocando carícias com um colega do trampo, coisas como ''amanha no intervalo fica bom? carinha de risada e com coraçaozinho'''
Vai se fuder, subiu um sangue fudido e esquentou, falei pra ela sair da minha casa, gritei com ela, que nunca mais queria ver ela, isso foi quinta p/ sexta, mas agora refletindo melhor to meio mal, bad tensa, não precisava ter agido dessa forma tambem, nem temos compromisso sério, nao foi uma traição, e eu acabei fuçando demais, muitos de nos que ja tivemos alguma relação e foi tensa sabemos, não da pra fuçar demais, voce acaba encontrando qualquer coisinha e aquilo te destrói, pode ser uma risadinha na conversa, ja vai pensar besteira. Acontece que estou deprimido por ter feito o maximo por essa puta, tratei com a melhor nesses ultimos dias, mesmo não tendo nada, fiz o melhor do melhor, ja me peguei pensando num futuro com ela, aquelas visoes fora da realidade q vc se imagina fora do país já com ela se dando bem, e ela flertando com coleguinha de serviço e pelo que eu vi o perfil do cara, não parece ser romantico, nem atraente, tem cara de bandido, que gasta em kit todo final de semana, e da grau em moto, porra trabalhando com ela ainda, e eu trouxa andando socialzinho pra todos os lados, so gastando em prol pro meu bem. Nao estou afim ainda de mandar um pedido de desculpas pra ela pela forma como agi, nem sequer respondi as mensagens dela, estou envergonhando por que foi um surto e poucas vezes perdi o controle assim, nem quando fiz aquela trama pra aquela outra p**a eu perdi o controle, fui extremamente frio, mas a diferença é que agora botei tudo pra fora, e nao segui sofrendo guardando pra mim e entrando dentro daas garrafas (meu alcoolismo agradece), mas sinto que podia dar uma merda maior, nao sou um sujeito de quebrar coisas ou agredir, por isso fiquei mal agora. E tem mais a questão da PMO, que é a menos tem me incomodado, mas voces sabem como é, depois de um chute no estomago da vida, vem o vicio se alimentar do fracasso, nao me M nem assisti P ate agora, mas confesso que vem a vontade de me acabar nisso pra dar uma aliviada nos sentimentos, mas nao quero perder os 18 dias creio eu, estou tao bem sem me masturbar caras, eu realmente sou outro cara,  o foda é as merdas que me acontecem desse tipo, acredito que se eu nao me relacionasse com ninguem e nao tivesse essas decepções eu seguiria muito tempo em reboot e ate chegaria a concluir um, pq trabalho e financeiramente eu me viro, o problema é psicologico-amor-emocional nessa porra.
Eu preciso ficar longe da PMO, eu necessito muito, eu tenho que segurar o máximo, vai ser uma barra, sinto que a qualquer momento vou tentar furar as brechas dos bloqeuadores, tomara que não, bom agora é pra isso que serve a segurança dos bloqueadores kkkk...

Obrigado pelas mensagens, devia ter seguido os vossos conselhos antes... Sad

_______________________________________
O homem não teria alcançado o possível se, repetidas vezes, não tivesse tentado o impossível.

''Se você quer algo que nunca teve, você precisa estar disposto a fazer algo que nunca fez.''

O seu crescimento começa onde a sua zona de conforto termina.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.


Bem aventurados serão os pacificadores.
XXXtentacion
XXXtentacion
Mensagens : 173
Data de inscrição : 26/05/2019

Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem Empty Re: Diário Mister - Uma época destruída/Redenção de um homem

em 9/11/2019, 18:11
Cara me desculpa, mais vou ter que ser sincero contigo e é pra ajudar, tocar na ferida e sara-la

Tudo isso que tu faz é mais uma prova que o dinheiro não pode comprar tudo, e principalmente o amor das pessoas, voce se mata dando tudo e idolatrando as ''melhores'' e no final tu dá com os burros na agua por que é só mais uma interesseira que te paga com xerecard (desculpe o termo) mas é a pura verdade, tu paga coisas pra ganhar em sexo depois, mais facil ir em gps nao? e eu ja conheci varias assim, nunca tive seu status, carro e boa vida, excelente trabalho etc, mas com o carro velho que tive ainda aparecia algumas vagabas que estavam de olho só nas boas fases, desfrutando bastante, mas se eu nao tivesse um carro pra ir buscar por exemplo, nem sabiam da minha existencia, isso é o interesse puro, agora imagine eu que sou um pobretao acontecendo comigo, imagina contigo que tem boas condiçoes e lutou pra ter tudo, fez teu império e etc, claro que vai chover essas malucas, e alem do mais, digamos que tu vai num perfil especifico como tu mesmo ja relatou: ''patricinha, loira, gostosa, cheio de manias'', a questão não é ser loira ou gostosa, e sim que se ela é uma patricinha mimada pelos pais desde sempre, vai te olhar e ver um banco, e isso é prejudicial, nenhuma relação sai disso aí, nao estou dizendo tambem que voce nao pode ter seus gostos pra mulheres, eu por exemplo adoro uma pretinha, sou moreno mais puxado pra mulato/negro, mas como gostamos de mulher, nao ligamos pra isso, mas é uma coisa que tenho mais chances nao sei pq, com morenas e pretinhas, e eu gosto pra caralho, ja peguei alemoas bem brancas, foi maravilhoso tambem, mas sei que se eu for escolher muito, nao vou curtir, e o seu gosto é pra essas recem saida das mordomias e acostumadas a serem paparicadas, por que se não fossem, estariam contigo na pior, dividiriam contigo tudo, e não seriam consumistas, seriam parceiras pra caminhar no parque como tu falou no primeiro texto, coisas simples. Não se pode comprar o amor das pessoas, e creio que voce esta preso psicologicamente a isto, é necessario talvez uma terapia até pra entender o que voce passou a fazer isso com que lide assim, agradar é sempre bom, mas agradar demais pode ser destrutivo, cria monstros e faz as pessoas passarem poor cima de ti, te usarem, voce vira um fantoche. E outra, talvez aquela mina que tu nunca deu bola, que ficou quieta sempre, uma amiga ou sei lá, alguem que tu nao tenha notado tanto por que escolheu a dedo, tenha sentido algo por ti, e era real, e voce nao pode ter percebido por que se cegou, é uma possibilidade.

Brother sai dessa noia de se apegar rapido tambem, voce so vai passar trabalho, vai com calma, relaxa, aproveita a vida, não te estressa com pouca coisa,  aproveita a pessoa no momento que ela estiver contigo, tenha outras tambem, faça o seu, se nao tem compromisso ( e aconselho nem a ter no momento da sua vida) fique quantas quiser, se mantenha longe da pmo, use isso como incentivo, eu usei no meu primeiro reboot, tentava transar, mas pra isso eu precisava ficar longe da pmo, o maximo possivel, pois ai da uma vontade de ir atras de sexo raivosa, e acredite, quanto mais tempo voce ficar longe da P e sem MO mais voce vai progredir, esqueça o contador de dias, apenas se foque em ficar mais tempo longe dela, quanto mais tempo, sempre melhor. Melhoras mano, seja voce mesmo, pense em voce mesmo, seja mais amor proprio, se valorize, e deixe as coisas fluirem, tu é um vencedor já.

_______________________________________
Embora a vida seja complicada, ela só piora se você quiser.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum