Compartilhe
Ir em baixo
TalesR
TalesR
Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/10/2019
Idade : 19

Diário de Tales R. Empty Diário de Tales R.

em 10/10/2019, 03:38
Eai galera beleza ? Sou novo aqui e decidi mudar faz pouco tempo, coisa de um dia aproximadamente, porém reconheço meu vício a algum tempo e acredito que a pior consequência que eu sinto é a falta de empatia com os outros. Conheci a pornografia com 6 anos de idade acessando os arquivos do computador que meu pai usava para trabalhar e desde então eu não consegui mais largar. Por conta do trabalho, meu irmão, meu pai e minha mãe passavam o dia fora e eu ficava sozinho em casa o dia inteiro com acesso a internet e isso durou uns 8 anos e só intensificou meu vício... Mas ok, deixa eu contar um pouco do por que eu quero mudar.
Há quase dois anos eu conheci uma garota que mudaria minha vida completamente que vou chamar ela de Lia, tinha acabado de sair do ensino médio e estava bem até por ter que largar aquele ambiente de escola que eu não aguentava mais, e eu sempre me dei bem com as pessoas da minha sala mas sentia que eu não podia ser eu mesmo pois as pessoas lá não aceitariam muito bem. E ai veio essa garota que conheci na internet e acabamos virando melhores amigos, ela tinha uma amiga que eu era APAIXONADO e vou chamar ela de Lana e a gente virou um trio de amigos e essa foi uma das melhores épocas da minha vida. Eu podia me vestir do jeito que eu queria, falar das coisas que eu gostava e compartilhar pensamentos, era perfeito... Em setembro do ano passado eu conheci outra garota que vou chamar de Cass com quem me relacionei por aproximadamente 2 meses e foi com quem eu perdi minha virgindade e é ai que eu vi o problema, eu simplesmente não conseguia fazer sexo, não sentia o mesmo prazer que eu sentia nos sites e cheguei a conclusão de que tava com problemas.
Em novembro do mesmo ano eu comecei a namorar a Lia e vi outro problema, eu a amava muito só que parece que meu cérebro não aceitava ela como minha namorada, eu tinha uma busca constante por outras parceiras e não conseguia me relacionar com ela direito, isso me afeta muito pois sinto que a gente nasceu um para o outro. O vício fez me crer que o amor é algo totalmente irreal e que isso não existe pra mim, mas desde que eu comecei a entender melhor o meu problema eu tenho me aproximado mais dela e a gente tem tido uma relação muito boa, aliás ela foi a unica pessoa que eu contei sobre o vício e ela está me apoiando demais nesse processo, quero mudar para que eu possa me apaixonar por ela de novo e que a gente possa compartilhar a vida juntos, sei que eu estou determinado a isso e sei que lendo o relato de vários de vocês eu acabei me animando ainda mais para que essa mudança venha, espero um dia ajudar alguém assim como vocês estão me ajudando.

Cumprimentos de seu amigo Tales.

---------------------------------------------------------------------------------------------
Avante!
avatar
Convidado
Convidado

Diário de Tales R. Empty Re: Diário de Tales R.

em 10/10/2019, 04:48
Seja bem vindo ao fórum, Tales.
Como você consome material pornográfico desde novo, infelizmente perde-se a noção do que seja o amor e acabe tratando a parceira "como objeto". Infelizmente isso é comum em casos de pessoas viciadas nesse tipo de conteúdo. O sexo (para quem é viciado) não passa de uma reprodução do que aprendeu na tela do computador. Se não for da forma que viu no vídeo/filme, não se satisfaz. É sabido que aquilo não é nem de longe o que ocorre na vida real.
Fico feliz por ter descoberto o problema. O primeiro passo foi dado, agora é só tratar e logo logo você sai dessa.
Abraços.

Enviado pelo Topic'it
Randy
Randy
Moderador
Moderador
Mensagens : 2234
Data de inscrição : 01/12/2015

Diário de Tales R. Empty Re: Diário de Tales R.

em 15/10/2019, 23:16
Bem-vindo ao fórum.

Já instalou os bloqueadores?

_______________________________________
"Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, inventa desculpa". Toguro

Ninguém vai bater mais forte do que a vida. Não importa como você bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar lutando; o quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha. Rocky Balboa

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum