Compartilhe
Ir em baixo
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty A Odisséia Reboot

em 27/10/2019, 03:10
MEU DIÁRIO     26.10.2019

   Olá, sou viciado em pornografia desde meus 21 anos, hoje tenho 43 e ainda luto contra esse vício, vou contar a vocês minha história e espero que sirva de lição e ajuda para todos aqueles e aquelas que desejam se livrar para sempre desse mal que distorce e corrompe a personalidade. Atualmente luto com mais ferramentas e muito mais conhecimento científico sobre o assunto, fato que me encorajou escrever esse diário e que me trouxe até aqui.

“(...) Meu conselho te imprima. Hás de as sereias primeiro deparar, cuja harmonia Adormenta e fascinam os que a escutam: quem se aproxima estulto, esposa e filhos não regozijarás nos doces lares.”  (Odisséia , canto XII )

Parte I

Como tudo  começou para mim e quantas coisas eu perdi  para o vício da PMO.

  Como sabem, eu tenho agora 43 anos e quem tem essa idade aqui, viu  e viveu um mundo antes da internet  um outro com a internet discada e um outro com a internet rápida banda larga, sim , eu vi e vivi os três!
 Sempre fui um rapaz curioso, isso desde de criança, com tudo, com a ciência, com os fenômenos e também com a minha sexualidade. Desde jovem as famosas e “proibidas” revistas Playboy e aquelas outras de sexo explícito , com fotos coloridas ou até preto e brancas, não me esqueço que havia até aquelas de desenhos e contos eróticos, essas revistas muitas vezes concentravam moleques dando risada e com a cara roxa e eu dava a “sorte” de estar  lá  no meio,  o impacto na minha sexualidade e hormônios de um garoto de 11/12 anos era intenso demais, muita ereção enquanto rolavam as páginas e masturbação em casa, escondido, mas sem adicção mas sentia que a coisa “mexia” com a cabeça.  Nunca acumulei revistas ou nada  do tipo, tinha medo de ser pego e punido, não tinha como ter essa enxurrada de imagens como hoje então dava para parar o estímulo por muitos meses e meses.
 
  Dos 11 aos 15 pratica muita masturbação, porém  quase sempre   sem estímulo de fotos, era mais a sensação pura mesmo e alguma fantasia erótica muito vaga, sem estímulo induzido PMO era mais pura descarga hormonal mesmo , não costumava ter nenhum tipo de remorso pois sempre fui muito concentrado somente com as sensações de meu corpo, a religiosidade não me interferiu  em nada , creio que achava na época que aquilo era algo de Deus também, atualmente sou agnóstico e evolucionista.

  As coisas mudaram de figura drasticamente para mim neste aspecto da minha sexualidade, bem antes da internet discada chegar em minha casa, por volta dos idos 1992 compramos aqui em casa algo que iria impactar para sempre minha vida sexual : o vídeo cassete, as visitas à locadora e suas “zonas 18+” que eram “proibidas” entre aspas, eu mesmo alugava várias fitas, desde que se fosse sócio da locadora que eu frequentava...um garoto de 17 anos  podia alocar sim. Foi uma alegria pessoal poderia ter prazer sem namorada! A que custo?!  ( se pudesse voltar numa máquina do tempo para me alertar, pode crer que eu estaria lá me dando o "painel geral da destruição" que isso iria causar no meu futuro. Só sei que na época eu assistia  aquilo e  impactava muito, PMO na certa, aquilo me dava euforia mesmo mas na época eu nem tinha dinheiro para alugar muito, eram períodos, no começo tentei combinar outros filmes que às vezes era só pretexto para alocar umas duas fitas a mais de filme adulto e para piorar eu descobri que na TV UHF tinha canal pago que passava de manhã filmes adultos mas com sinal “embaralhado” porém descobri que de períodos em períodos abria o sinal do canal e ... olha eu lá, acordando 7 horas da manhã, uma hora mais cedo antes de sair correndo e com sono para faculdade ( 1995 ) em um claro comportamento compulsivo mas que nem fazia ideia da dimensão do problema.

  Não percebi que aos poucos estava ficando retraído e tímido com as moças e com as pessoas em geral  pois estava cronicamente cansado e muito sem jeito para me relacionar com o sexo oposto afinal, nenhuma delas chegava perto daquelas atrizes... ( pura fantasia ).
  Em 1997 a formatura e uma surpresa : A internet discada.  Aquela sim foi a sensação do momento para mim e para muita gente , é claro que eu queria ter, não fazia ideia alguma que a indústria ponografica já tinha colonizado havia tempos aquele espaço e estaria lá como aquela porta pequenina e curiosa que a personagem  Coraline havia encontrado na mansão, uma armadilha me aguardava.
Para encurtar essa parte...

  Consegui um trabalho público, me socializava como podia, de certa forma nunca perdi meu sorriso mas sempre com olheiras na cara, há sim, tenho elas até hoje, tive uma namoradinha fixa, a primeira com quem me envolvi mesmo, Camila ela chamava e morava bem perto de casa, realmente um forte laço me uniu a  ela, estávamos bem felizes, tínhamos uma boa diferença de idade (mais de 5 anos  ) no começo de tudo ainda não tinha o tal "modem" nem acesso a pornografia , minha mente era mais limpa digamos assim. Um belo dia , nos idos de 1998 eu e Camila fomos a um lugar do Centro de SP pois tínhamos comprado o famoso modem discado e feito para ela uma cadastro numa tal “provedora” , aí eu tudo ia mudar para mim logo mais...aprendemos a instalar e acessar ...que curioso aquilo , a discagem o barulho as telas que abriam a cada 3 minutos  Smile , agora eu ia comprar o meu. Estava beirando meus 23 anos...hormônios trincando... eu e Camila optamos por não transar de fato, só estímulos orais e tácteis , era bom , evitamos gravidez precoce e tudo mais porém...nesse intercurso 97/98 lá em casa , minha irmã tinha comprado um PC , desde 1996 , objeto que revirei por dentro e por fora e que até que enfim iria poder navegar SOZINHO nesse mar digital...sem boia , sem bússola, sem colete e sem proteção sem conselho de Circe para me advertir  que

“(...)a vocal melodia o atrai às vagas, onde  em acúmulo assentam-se humanos, ossos podres e carne..”,

assim, logo encontrando os motores virtuais de busca eu digitava as palavras-chave e o vício se instalou com muita força mesmo, PMO, DE, ER e muita desconexão social viravam parceiras e me faziam virar noites e noites.  Tudo isso, quase sempre me trazia um “vazio” repentino em meio a momentos legais com minha namorada, seja com ela na casa dela, curtindo um som, seja em reunião de amigos, no cinema, algo errado estava ocorrendo e  eu precisava de algo forte, emoção forte para ser feliz... as coisas e relações eram bem sem graça às vezes. Sim nem sempre ficava na bad, tinham momentos felizes e de fruição mas quando me iniciei na pornografia digital  me sentia como o Smeargle buscando e defendendo meu “precioso”.
  Muito rápido achei as salas de bate-papo com direito a postar  imagens, era uma festa de imagens e meu cérebro primitivo se sentia numa orgia sem fim.. dopado e descendo agora para o Limbo direto às portas do Inferno. Era estranho mas não fazia conta das relações que tudo tinha com a PMO, quedas repentinas no ânimo, no brilho e na graça de estar junto, semanas e semanas de PMO me fizeram aos poucos ir abandonando meu real interesse por Camila e... de bad em bad .. vazio em vazio que ela, do jeito dela tentava incorporar e de certa forma aceitar como algo que era alguma coisa minha mas que doía nela essa presença sem graça e ausente,  o brilho da relação tinha sumido após três anos.. há quem diga que “é normal”, eu sei que é mas...agora quando todas as fichas caem pra mim e os estudos comprovam o poder viciante e distorcivo do orgasmo induzido pela P. eu vejo o quanto contribui para ir afundando a relação que poderia segui de forma saudável e por outros motivos até seu término normal. O fato é que quanto mais me afundava naquilo mais me distanciava do convívio com ela e num belo dia ao dar justificativa que ..”seria melhor nos ver semana que vem...” ela disse... “pode ficar aí... beleza..nem precisa vir hoje, vamos dar um tempo ok?”, certo...mais uma frustração e agora tinha um “precioso” para me consolar semanas e meses , agora compreendo essa lógica e fico bem triste , mas vamos lá, tem mais.
 Eu  era jovem naquela época e logo depois das rejeições , como eu te disse, me afundei de vez na PMO, por fim Camila partiu para outro rapaz, fez concurso, passou , batalhou casa e carro, não teve filhos mas teve um acidente de moto leve que lhe fez engordar muitos e muitos quilos por desequilíbrio hormonal , fui visitá-la, vergonhosa ela disse que iria se tratar em breve creio que era por volta de 2001/ 2002 . Segui minha vida também, sem entender o que tinha, sem tratar o que me fazia mal, consegui emprego novo, novos amigos de trabalho, novos desafios e uma nova namorada que, agora como nunca, fazia sexo real comigo, eu .. tinha uma bela ER e com ela me orgulhava de jogar a toalha só depois dos 30 ou 40 minutos de sexo  mas a PMO sempre me acompanhava com mais ou menos frequência, sempre era meu “consolo" em momentos de tédio ou frustração emocional ( aqui onde mora o perigo! ).

Voltando uns dois anos para trás, nos 2000, disse sobre minha mais nova namorada a M., El era super ativa e um pouco viciada em sexo , minha PMO cruzava com as vontades dela e me tirava    o interesse além dos picos de depressão que isso dava, sempre me  fazia ser chato na relação às vezes, querendo me isolar, duramos um ano e depois me apaixonei por uma amiga do trabalho... foi catastrófico para agravar a PMO pois nada deu certo e as frustrações só aumentavam... estava percebendo que algo errado estava se passando com minhas emoções, meu jeito de ser muito imaturo com as mulheres, quase perdi essa amiga por exagerar demais aquilo que só estava em minha cabeça a PMO põe filtros mentais muito fantasiosos em relação a realidade e acreditamos e pior, agimos em função deles.

Chegamos em 2003, uma surpresa...uma moça...mais nova 5 anos... novos olhares admirados, um novo amor nascia? Sim... em partes , muito aos poucos e enviesado, eu estava muito dopado e fantasiando muito o sexo oposto, fetichizando situações , eu queria “sexo” e “aventura” como nas dos filmes, até que tivemos , na vida real... ela... uma entrega de seu corpo e sua alma, eu... um pervertido que também queria amar... lá no fundo e bem de longe. Um descuido e bum... uma nova vida sendo gerada, confusão e um pouco de desespero, bateu uma DE violenta, baixíssima libido, minha companheira ficou quase maluca com isso. Eu fui aprendendo a amá-la e com certeza minha linda filha complementava o quadro da família, fui abstêmio de PMO por meses ( talvez os que mais viajei fui feliz ) porém , nada de tratamento sério  então... sempre havia uma PMO escondida. Minha amada filha nasce em 2006 em meio a muitas dificuldades financeiras, e materiais mas íamos se erguendo com muita batalha juntos.
Não...não ..não foi nada fácil mesmo mas, um novo emprego, que não pagava bem, não tínhamos casa própria , morando no fundo da casa da sogra, e, um quarto e um banheiro que depois ampliamos porém era um lar, pena que eu não tinha nem pensado em processos de cura para o vício em PMO, de alguma forma aquilo estava carimbado em meus neurônios e vira e mexe lá estava eu no notebook escondido, vendo aquilo, alegrias e frustrações, tédio e solidão a dois e para piorar demais as coisas a internet banda larga, meu... que ódio que sinto agora daquilo, Mad  simplesmente todos os sintomas da PMO se apresentavam mas eu nem me dava conta, cada agora iria devastar meu casamento e minha companheira de uma só vez... me perdoa Fê!
Bom, flutuações da libido, DE,ER,PMO, vida dupla, senhas e segredos e o pior de tudo! Nunca admitir estar viciado e doente, chegamos a ficar 30 dias sem sexo! Absurdo Sad ! Mas é isso aí, amigos e amigas, pressentia sim o problema mas não conseguia parar pois sentia que de uma certa forma me enfiar nele me “consolava”,que guerreira aquela parceira  minha, mão da minha filha, muitas vezes me sentia como aquele pai zumbi do desenho Coraline, a P. era a Sra. Viúva negra  cheia de “amor” para dar mas com o objetivo de roubar a alma de sua presa, sim eu era um espantalho de estopa.

  2014/2015 ...tudo acabado! Gota d´água para uma esposa que tentou me amar mas sentiu-se humilhada e abandonada emocionalmente e fisicamente muitas e muitas vezes, é amigos e amigas, infelizmente o viciado em P. não afunda sozinho, muitas vezes levamos as pessoas que amamos para o poço também, isso é certo e , se não afundamos , ficamos girando e girando em um a procrastinação infinita que nunca nos deixa sermos pessoas melhores. F. aos poucos buscou em segredo apoio emocional em outro rapaz e seguiram seu rumo.

  Retornei algumas vezes a alguns lugares que fomos juntos, praias, praças, restaurantes, eu ...sempre sozinho sem companhia feminina e triste, chorava muito, seguia com meu sorriso  e um punhado de colegas e amigos, voltei pra casa de mãe e meu quarto e minha privacidade e me afundei de vez em PMO constante, sem freio e sem regra, tudo muitíssimo grave agora.
Descobri mais tarde,naquele mesmo ano de 2015, uma matéria em inglês como título de NoFap academy, Porn   and  your Brain , algo assim, não me recordo ao certo mas o autor era Alexander Rodhes, me virava com o inglês e me pus a ler tudo e tudo e a “ligar os pontos” até que veio o entendimento ( atenção aqui ! ) O ENTENDIMENTO  não a Cura! Sobre PMO, Neurofisiologia do prazer, dopamina , biologia masculina , antropologia aplicada à reprodução humana e indústria pornográfica etc...fiquei boquiaberto, até contei para F. Porém era tarde demais para alguma mudança ou crédito de confiança em minha pessoa, fiquei sabendo , já era alguma coisa ao menos, o melhor de tudo é que li lá na matéria que esse tipo de vício não danificava estrutura neural nem , hormonal nem do aparelho reprodutivo e que, para meu alívio , poderia ser REVERTIDA com métodos e abstinência total do consumo desse material.

Lembra da Camila, a minha primeira namorada? Ela se foi por causa de uma complicação que teve  devido a uma cirurgia bariátrica malsucedida que precisou fazer por volta de 2008, não deixou filhos, tinha um grupo de amigas e amigos do colégio , dos quais uns conhecia mais outros só de vista, pois bem, uma amiga de sala dos idos 1998 reencontrei atualmente como secretária da escola onde nos conhecemos a todos , a Dy, ela e reconheceu e depois de um tempinho ficamos e nos gostamos, viajamos juntos, um recomeço , alguém de verdade para amar. Horas e horas no whatsapp e umas coisas que me deixou “assim” , Dy curtia pornografia e fotos pornô ! e agora? Acompanhei ela nessas fantasias, caçando fotos e “apimentando” a relação, sei que era PMO minha e dela , sinto que ela é inconstante com amores e apegos e estamos mais distantes agora mas mantendo amizade... mais PMO para mim, frustrações e tudo o que decorre disso. Sim senhoras, senhores e senhoritas, 22 anos de PMO que lixo ein! Crying or Very sad  Saber não adianta! Agir e ter método programado para combater o vício é tudo porém...senão admitirmos de coração que SOMOS VICIADOS e precisamos de tratamento, nada feito!

INICIO EM OUTUBRO DE 2019 MEU TRATAMENTO MUITO SÉRIO E ENGAJADO AGORA EM DIANTE!

FAÇO ISSO POR MIM, PRIMEIRAMENTE, PORQUE ME AMO E ACREDITO SER UMA BOA PESSOA E QUE POSSA MESMO SER MELHOR DO QUE JÁ FUI ANTES.
FAÇO ISSO POR TODOS AQUELES QUE SOFRERAM POR CAUSA DE MEU VÍCIO
FAÇO ISSO CONTRA A INDÚSTRIA DA PORNOGRAFIA
FAÇO ISSO PARA PODER BRILHAR, SER ÚTIL E ESTAR EM PAZ CONSIGO MESMO!

Agradeço a todos e todas que me acompanharam até aqui , a viagem está só começando, agradeço de coração aos criadores e apoiadores desse fórum, sou novo aqui e estou lendo e acompanhando várias pessoas e seus relatos dramáticos, logo mais ajudarei no que for, na medida do meu alcance.
Não estamos sozinhos e é por isso que...

“(...) Se de pé e mãos atados, e se absorvidos pelo prazer ordenarem que te soltem, liguem-te com mais força os companheiros”.
Odisséia – canto XII

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor"
Goethe


Camila G.F ( In Memoriam)

Fim da  primeira parte

_______________________________________
Tiago Mendes
Tiago Mendes
Moderador
Moderador
Mensagens : 1787
Data de inscrição : 31/07/2016
Idade : 32

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 27/10/2019, 06:50
Bem-vindo a comunidade, Hodegarius. Sua história servirá de lição para muitos que estão nesse vício. Obrigado por compartilhá-la. Estaremos te acompanhando nesse processo de recuperação.

_______________________________________
Me acompanhe AQUI
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 27/10/2019, 11:42
Obrigado e estamos juntos!

_______________________________________
M.V
M.V
Mensagens : 1792
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 38

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 27/10/2019, 11:47
Bem vindo camarada!
Desejo muita sorte na sua jornada. Resetar é preciso é viver de forma digna o aqui e agora.

Sucesso!!!

_______________________________________
" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ... (ANTONIO71)

,"DESPRESSURIZE SUA MENTE DO PRAZER ENGANOSO DA PMO"

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 27/10/2019, 11:53
M.V Estamos juntos nessa jornada rumo ao sucesso!

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 28/10/2019, 16:15
Sentindo se altamente motivado a cada dia que passa. Estou me valendo de técnicas de PNL que aprendi em uns livros que comprei por volta de 1990, que estão me ajudando a Resignificar imagens que me vinham em períodos de "assalto mental" , fruto da dependência, e que estão "perdendo a força" e sendo trocadas pelo sentimento do nojo e da revolta em relação à indústria pornográfica e seus produtos. Estou no período "flat" mas não me incomodo pois sei que essa flacidez é normal em reboot, temo muito o fenômeno da reincidência na PMO pelo frustração e do tédio que poderão vir ou por indução da queda das quantidades de dopamina no cérebro ou por questões da vida cotidiana mesmo porém, estou criando com a PNL pontos de ancoragem e freio de pensamentos bem confiáveis agora. Percebi que meu sorriso começa a ficar mais "leve" e que ( o mais importante) as fantasias objetificantes do sexo oposto estão deixando de existir. Assisto um seriado com nudez artística feminina e pelo contexto não viciante, me sinto muito tranquilo mas não deixo de admirar. Estou solteiro fator que pode jogar contra meu reboot no modo hardcore , talvez em mais 15 dias, porém estou muito confiante mesmo.

Abraços e sucesso a todos .

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 9/11/2019, 23:38
18 de Outubro , uma coisa maravilhosa aconteceu. Lembram da Dy, minha mais nova namorada ..( sou das antigas Laughing ) kkkk, pois bem! Uma noite very hot de sexo e amor em um motel. O melhor de tudo amigas e amigos : o reboot e a PNL me ajudaram a NÃO FANTASIAR MENTALMENTE MAS A VIVER INTENSAMENTE O MOMENTO E AS SENSAÇÕES.

Uso bastante as técnicas de religação com atividades paralelas e que não sejam relacionadas à Internet e pratico técnicas PNl de "frear o pensamento fantasiador " e "borrar ele " para perder o brilho, tamanho , cor e relevância na mente, ancorando com o sentimento de raiva e nojo, para não ativar dopaminas ou seus derivados gatilhos como o Delta fos B. etc..
08 e 09 de novembro, sinto me um pouco mais frágil pois me peguei fantasiando com mulheres na rua e amigas...usei a PNL para borrar e parar mas essa conexão estimulou de leve a ereção, fiquei preocupado, senti que um problema sério poderia estar se avizinhando porém sigo avante e totalmente limpo.

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 15/11/2019, 12:58
Trigésimo Terceiro Dia , agora enfrentando a morte recente de um pai maravilhoso ( barra demais Crying or Very sad ) Mas sempre firme no caminho. Sem vacilo , sem medo de recaídas por estar Resignificando a experiência e a indústria que a sustenta como o OS NOJENTOS! Eu me refiro a eles com se adjetivo e pronome pois é o que eles são e isso me afasta e enoja cada vez mais ao menos ter um dia caído nas armadilhas que nos preparam. Minha ficante/namorada? Dy me acompanha amorosa e sexualmente ( mas desconhece esses fatos passados ) não me sinto à vontade para partilhar , mas com ela e só com ela agora atravesso várias jornadas. Atividades de Religação ... várias e várias e várias, sou mega múltiplo.. fato que me ajuda muito , mas opto por Conexão Humana e quase nada de isolamento e rede social. FORÇA AMIGO E AMIGA, COMPANHEIROS DE VIAGEM!

_______________________________________
Tiago Mendes
Tiago Mendes
Moderador
Moderador
Mensagens : 1787
Data de inscrição : 31/07/2016
Idade : 32

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 15/11/2019, 17:45
Hodegarius escreveu:Trigésimo Terceiro Dia , agora enfrentando a morte recente de um pai maravilhoso ( barra demais Crying or Very sad ) Mas sempre firme no caminho. Sem vacilo , sem medo de recaídas por estar Resignificando a experiência e a indústria que a sustenta como o  OS NOJENTOS! Eu me refiro a eles com se adjetivo e pronome pois é o que eles são e isso me afasta e enoja cada vez mais ao menos ter um dia caído nas armadilhas que nos preparam. Minha ficante/namorada? Dy me acompanha amorosa e sexualmente ( mas desconhece esses fatos passados ) não me sinto à vontade para partilhar , mas com ela e só com ela agora atravesso várias jornadas. Atividades de Religação ... várias e várias e várias, sou mega múltiplo.. fato que me ajuda muito , mas opto por Conexão Humana e quase nada de isolamento e rede social.     FORÇA AMIGO E AMIGA, COMPANHEIROS DE VIAGEM!

Sinto muito pela sua perda, mas que bom está conseguindo se manter firme, apesar de tudo.

Na torcida pelo seu sucesso.

Abraço.

_______________________________________
Me acompanhe AQUI
Rottweiler
Rottweiler
Mensagens : 304
Data de inscrição : 22/07/2019
Idade : 28

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 15/11/2019, 23:16
Que história cara!!! Irei acompanhar suas publicações!
Vlw.

Força.

_______________________________________
DIÁRIO: www.comoparar.com/t9368-diario-do-rottweiler

Dante Alighieri
Dante Alighieri
Mensagens : 38
Data de inscrição : 09/11/2019

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 16/11/2019, 02:15
Hodegarius escreveu:MEU DIÁRIO     26.10.2019

   Olá, sou viciado em pornografia desde meus 21 anos, hoje tenho 43 e ainda luto contra esse vício, vou contar a vocês minha história e espero que sirva de lição e ajuda para todos aqueles e aquelas que desejam se livrar para sempre desse mal que distorce e corrompe a personalidade. Atualmente luto com mais ferramentas e muito mais conhecimento científico sobre o assunto, fato que me encorajou escrever esse diário e que me trouxe até aqui.

“(...) Meu conselho te imprima. Hás de as sereias primeiro deparar, cuja harmonia Adormenta e fascinam os que a escutam: quem se aproxima estulto, esposa e filhos não regozijarás nos doces lares.”  (Odisséia , canto XII )

Parte I

Como tudo  começou para mim e quantas coisas eu perdi  para o vício da PMO.

  Como sabem, eu tenho agora 43 anos e quem tem essa idade aqui, viu  e viveu um mundo antes da internet  um outro com a internet discada e um outro com a internet rápida banda larga, sim , eu vi e vivi os três!
 Sempre fui um rapaz curioso, isso desde de criança, com tudo, com a ciência, com os fenômenos e também com a minha sexualidade. Desde jovem as famosas e “proibidas” revistas Playboy e aquelas outras de sexo explícito , com fotos coloridas ou até preto e brancas, não me esqueço que havia até aquelas de desenhos e contos eróticos, essas revistas muitas vezes concentravam moleques dando risada e com a cara roxa e eu dava a “sorte” de estar  lá  no meio,  o impacto na minha sexualidade e hormônios de um garoto de 11/12 anos era intenso demais, muita ereção enquanto rolavam as páginas e masturbação em casa, escondido, mas sem adicção mas sentia que a coisa “mexia” com a cabeça.  Nunca acumulei revistas ou nada  do tipo, tinha medo de ser pego e punido, não tinha como ter essa enxurrada de imagens como hoje então dava para parar o estímulo por muitos meses e meses.
 
  Dos 11 aos 15 pratica muita masturbação, porém  quase sempre   sem estímulo de fotos, era mais a sensação pura mesmo e alguma fantasia erótica muito vaga, sem estímulo induzido PMO era mais pura descarga hormonal mesmo , não costumava ter nenhum tipo de remorso pois sempre fui muito concentrado somente com as sensações de meu corpo, a religiosidade não me interferiu  em nada , creio que achava na época que aquilo era algo de Deus também, atualmente sou agnóstico e evolucionista.

  As coisas mudaram de figura drasticamente para mim neste aspecto da minha sexualidade, bem antes da internet discada chegar em minha casa, por volta dos idos 1992 compramos aqui em casa algo que iria impactar para sempre minha vida sexual : o vídeo cassete, as visitas à locadora e suas “zonas 18+” que eram “proibidas” entre aspas, eu mesmo alugava várias fitas, desde que se fosse sócio da locadora que eu frequentava...um garoto de 17 anos  podia alocar sim. Foi uma alegria pessoal poderia ter prazer sem namorada! A que custo?!  ( se pudesse voltar numa máquina do tempo para me alertar, pode crer que eu estaria lá me dando o "painel geral da destruição" que isso iria causar no meu futuro. Só sei que na época eu assistia  aquilo e  impactava muito, PMO na certa, aquilo me dava euforia mesmo mas na época eu nem tinha dinheiro para alugar muito, eram períodos, no começo tentei combinar outros filmes que às vezes era só pretexto para alocar umas duas fitas a mais de filme adulto e para piorar eu descobri que na TV UHF tinha canal pago que passava de manhã filmes adultos mas com sinal “embaralhado” porém descobri que de períodos em períodos abria o sinal do canal e ... olha eu lá, acordando 7 horas da manhã, uma hora mais cedo antes de sair correndo e com sono para faculdade ( 1995 ) em um claro comportamento compulsivo mas que nem fazia ideia da dimensão do problema.

  Não percebi que aos poucos estava ficando retraído e tímido com as moças e com as pessoas em geral  pois estava cronicamente cansado e muito sem jeito para me relacionar com o sexo oposto afinal, nenhuma delas chegava perto daquelas atrizes... ( pura fantasia ).
  Em 1997 a formatura e uma surpresa : A internet discada.  Aquela sim foi a sensação do momento para mim e para muita gente , é claro que eu queria ter, não fazia ideia alguma que a indústria ponografica já tinha colonizado havia tempos aquele espaço e estaria lá como aquela porta pequenina e curiosa que a personagem  Coraline havia encontrado na mansão, uma armadilha me aguardava.
Para encurtar essa parte...

  Consegui um trabalho público, me socializava como podia, de certa forma nunca perdi meu sorriso mas sempre com olheiras na cara, há sim, tenho elas até hoje, tive uma namoradinha fixa, a primeira com quem me envolvi mesmo, Camila ela chamava e morava bem perto de casa, realmente um forte laço me uniu a  ela, estávamos bem felizes, tínhamos uma boa diferença de idade (mais de 5 anos  ) no começo de tudo ainda não tinha o tal "modem" nem acesso a pornografia , minha mente era mais limpa digamos assim. Um belo dia , nos idos de 1998 eu e Camila fomos a um lugar do Centro de SP pois tínhamos comprado o famoso modem discado e feito para ela uma cadastro numa tal “provedora” , aí eu tudo ia mudar para mim logo mais...aprendemos a instalar e acessar ...que curioso aquilo , a discagem o barulho as telas que abriam a cada 3 minutos  Smile , agora eu ia comprar o meu. Estava beirando meus 23 anos...hormônios trincando... eu e Camila optamos por não transar de fato, só estímulos orais e tácteis , era bom , evitamos gravidez precoce e tudo mais porém...nesse intercurso 97/98 lá em casa , minha irmã tinha comprado um PC , desde 1996 , objeto que revirei por dentro e por fora e que até que enfim iria poder navegar SOZINHO nesse mar digital...sem boia , sem bússola, sem colete e sem proteção sem conselho de Circe para me advertir  que

“(...)a vocal melodia o atrai às vagas, onde  em acúmulo assentam-se humanos, ossos podres e carne..”,

assim, logo encontrando os motores virtuais de busca eu digitava as palavras-chave e o vício se instalou com muita força mesmo, PMO, DE, ER e muita desconexão social viravam parceiras e me faziam virar noites e noites.  Tudo isso, quase sempre me trazia um “vazio” repentino em meio a momentos legais com minha namorada, seja com ela na casa dela, curtindo um som, seja em reunião de amigos, no cinema, algo errado estava ocorrendo e  eu precisava de algo forte, emoção forte para ser feliz... as coisas e relações eram bem sem graça às vezes. Sim nem sempre ficava na bad, tinham momentos felizes e de fruição mas quando me iniciei na pornografia digital  me sentia como o Smeargle buscando e defendendo meu “precioso”.
  Muito rápido achei as salas de bate-papo com direito a postar  imagens, era uma festa de imagens e meu cérebro primitivo se sentia numa orgia sem fim.. dopado e descendo agora para o Limbo direto às portas do Inferno. Era estranho mas não fazia conta das relações que tudo tinha com a PMO, quedas repentinas no ânimo, no brilho e na graça de estar junto, semanas e semanas de PMO me fizeram aos poucos ir abandonando meu real interesse por Camila e... de bad em bad .. vazio em vazio que ela, do jeito dela tentava incorporar e de certa forma aceitar como algo que era alguma coisa minha mas que doía nela essa presença sem graça e ausente,  o brilho da relação tinha sumido após três anos.. há quem diga que “é normal”, eu sei que é mas...agora quando todas as fichas caem pra mim e os estudos comprovam o poder viciante e distorcivo do orgasmo induzido pela P. eu vejo o quanto contribui para ir afundando a relação que poderia segui de forma saudável e por outros motivos até seu término normal. O fato é que quanto mais me afundava naquilo mais me distanciava do convívio com ela e num belo dia ao dar justificativa que ..”seria melhor nos ver semana que vem...” ela disse... “pode ficar aí... beleza..nem precisa vir hoje, vamos dar um tempo ok?”, certo...mais uma frustração e agora tinha um “precioso” para me consolar semanas e meses , agora compreendo essa lógica e fico bem triste , mas vamos lá, tem mais.
 Eu  era jovem naquela época e logo depois das rejeições , como eu te disse, me afundei de vez na PMO, por fim Camila partiu para outro rapaz, fez concurso, passou , batalhou casa e carro, não teve filhos mas teve um acidente de moto leve que lhe fez engordar muitos e muitos quilos por desequilíbrio hormonal , fui visitá-la, vergonhosa ela disse que iria se tratar em breve creio que era por volta de 2001/ 2002 . Segui minha vida também, sem entender o que tinha, sem tratar o que me fazia mal, consegui emprego novo, novos amigos de trabalho, novos desafios e uma nova namorada que, agora como nunca, fazia sexo real comigo, eu .. tinha uma bela ER e com ela me orgulhava de jogar a toalha só depois dos 30 ou 40 minutos de sexo  mas a PMO sempre me acompanhava com mais ou menos frequência, sempre era meu “consolo" em momentos de tédio ou frustração emocional ( aqui onde mora o perigo! ).

Voltando uns dois anos para trás, nos 2000, disse sobre minha mais nova namorada a M., El era super ativa e um pouco viciada em sexo , minha PMO cruzava com as vontades dela e me tirava    o interesse além dos picos de depressão que isso dava, sempre me  fazia ser chato na relação às vezes, querendo me isolar, duramos um ano e depois me apaixonei por uma amiga do trabalho... foi catastrófico para agravar a PMO pois nada deu certo e as frustrações só aumentavam... estava percebendo que algo errado estava se passando com minhas emoções, meu jeito de ser muito imaturo com as mulheres, quase perdi essa amiga por exagerar demais aquilo que só estava em minha cabeça a PMO põe filtros mentais muito fantasiosos em relação a realidade e acreditamos e pior, agimos em função deles.

Chegamos em 2003, uma surpresa...uma moça...mais nova 5 anos... novos olhares admirados, um novo amor nascia? Sim... em partes , muito aos poucos e enviesado, eu estava muito dopado e fantasiando muito o sexo oposto, fetichizando situações , eu queria “sexo” e “aventura” como nas dos filmes, até que tivemos , na vida real... ela... uma entrega de seu corpo e sua alma, eu... um pervertido que também queria amar... lá no fundo e bem de longe. Um descuido e bum... uma nova vida sendo gerada, confusão e um pouco de desespero, bateu uma DE violenta, baixíssima libido, minha companheira ficou quase maluca com isso. Eu fui aprendendo a amá-la e com certeza minha linda filha complementava o quadro da família, fui abstêmio de PMO por meses ( talvez os que mais viajei fui feliz ) porém , nada de tratamento sério  então... sempre havia uma PMO escondida. Minha amada filha nasce em 2006 em meio a muitas dificuldades financeiras, e materiais mas íamos se erguendo com muita batalha juntos.
Não...não ..não foi nada fácil mesmo mas, um novo emprego, que não pagava bem, não tínhamos casa própria , morando no fundo da casa da sogra, e, um quarto e um banheiro que depois ampliamos porém era um lar, pena que eu não tinha nem pensado em processos de cura para o vício em PMO, de alguma forma aquilo estava carimbado em meus neurônios e vira e mexe lá estava eu no notebook escondido, vendo aquilo, alegrias e frustrações, tédio e solidão a dois e para piorar demais as coisas a internet banda larga, meu... que ódio que sinto agora daquilo, Mad  simplesmente todos os sintomas da PMO se apresentavam mas eu nem me dava conta, cada agora iria devastar meu casamento e minha companheira de uma só vez... me perdoa Fê!
Bom, flutuações da libido, DE,ER,PMO, vida dupla, senhas e segredos e o pior de tudo! Nunca admitir estar viciado e doente, chegamos a ficar 30 dias sem sexo! Absurdo Sad ! Mas é isso aí, amigos e amigas, pressentia sim o problema mas não conseguia parar pois sentia que de uma certa forma me enfiar nele me “consolava”,que guerreira aquela parceira  minha, mão da minha filha, muitas vezes me sentia como aquele pai zumbi do desenho Coraline, a P. era a Sra. Viúva negra  cheia de “amor” para dar mas com o objetivo de roubar a alma de sua presa, sim eu era um espantalho de estopa.

  2014/2015 ...tudo acabado! Gota d´água para uma esposa que tentou me amar mas sentiu-se humilhada e abandonada emocionalmente e fisicamente muitas e muitas vezes, é amigos e amigas, infelizmente o viciado em P. não afunda sozinho, muitas vezes levamos as pessoas que amamos para o poço também, isso é certo e , se não afundamos , ficamos girando e girando em um a procrastinação infinita que nunca nos deixa sermos pessoas melhores. F. aos poucos buscou em segredo apoio emocional em outro rapaz e seguiram seu rumo.

  Retornei algumas vezes a alguns lugares que fomos juntos, praias, praças, restaurantes, eu ...sempre sozinho sem companhia feminina e triste, chorava muito, seguia com meu sorriso  e um punhado de colegas e amigos, voltei pra casa de mãe e meu quarto e minha privacidade e me afundei de vez em PMO constante, sem freio e sem regra, tudo muitíssimo grave agora.
Descobri mais tarde,naquele mesmo ano de 2015, uma matéria em inglês como título de NoFap academy, Porn   and  your Brain , algo assim, não me recordo ao certo mas o autor era Alexander Rodhes, me virava com o inglês e me pus a ler tudo e tudo e a “ligar os pontos” até que veio o entendimento ( atenção aqui ! ) O ENTENDIMENTO  não a Cura! Sobre PMO, Neurofisiologia do prazer, dopamina , biologia masculina , antropologia aplicada à reprodução humana e indústria pornográfica etc...fiquei boquiaberto, até contei para F. Porém era tarde demais para alguma mudança ou crédito de confiança em minha pessoa, fiquei sabendo , já era alguma coisa ao menos, o melhor de tudo é que li lá na matéria que esse tipo de vício não danificava estrutura neural nem , hormonal nem do aparelho reprodutivo e que, para meu alívio , poderia ser REVERTIDA com métodos e abstinência total do consumo desse material.

Lembra da Camila, a minha primeira namorada? Ela se foi por causa de uma complicação que teve  devido a uma cirurgia bariátrica malsucedida que precisou fazer por volta de 2008, não deixou filhos, tinha um grupo de amigas e amigos do colégio , dos quais uns conhecia mais outros só de vista, pois bem, uma amiga de sala dos idos 1998 reencontrei atualmente como secretária da escola onde nos conhecemos a todos , a Dy, ela e reconheceu e depois de um tempinho ficamos e nos gostamos, viajamos juntos, um recomeço , alguém de verdade para amar. Horas e horas no whatsapp e umas coisas que me deixou “assim” , Dy curtia pornografia e fotos pornô ! e agora? Acompanhei ela nessas fantasias, caçando fotos e “apimentando” a relação, sei que era PMO minha e dela , sinto que ela é inconstante com amores e apegos e estamos mais distantes agora mas mantendo amizade... mais PMO para mim, frustrações e tudo o que decorre disso. Sim senhoras, senhores e senhoritas, 22 anos de PMO que lixo ein! Crying or Very sad  Saber não adianta! Agir e ter método programado para combater o vício é tudo porém...senão admitirmos de coração que SOMOS VICIADOS e precisamos de tratamento, nada feito!

INICIO EM OUTUBRO DE 2019 MEU TRATAMENTO MUITO SÉRIO E ENGAJADO AGORA EM DIANTE!

FAÇO ISSO POR MIM, PRIMEIRAMENTE, PORQUE ME AMO E ACREDITO SER UMA BOA PESSOA E QUE POSSA MESMO SER MELHOR DO QUE JÁ FUI ANTES.
FAÇO ISSO POR TODOS AQUELES QUE SOFRERAM POR CAUSA DE MEU VÍCIO
FAÇO ISSO CONTRA A INDÚSTRIA DA PORNOGRAFIA
FAÇO ISSO PARA PODER BRILHAR, SER ÚTIL E ESTAR EM PAZ CONSIGO MESMO!

Agradeço a todos e todas que me acompanharam até aqui , a viagem está só começando, agradeço de coração aos criadores e apoiadores desse fórum, sou novo aqui e estou lendo e acompanhando várias pessoas e seus relatos dramáticos, logo mais ajudarei no que for, na medida do meu alcance.
Não estamos sozinhos e é por isso que...

“(...) Se de pé e mãos atados, e se absorvidos pelo prazer ordenarem que te soltem, liguem-te com mais força os companheiros”.
Odisséia – canto XII

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor"
Goethe


Camila G.F ( In Memoriam)

Fim da  primeira parte

Hodegarius, incrível a sua história! E muito parecida com a minha em alguns aspectos. Muitas mulheres passaram na minha vida e o fim foi sempre o mesmo: troquei-as pela PMO. Você acha que é normal, que as coisas não deram certo por conta das circunstâncias, mas a PMO é sempre o monstro que aterroriza as nossas relações; sejam afetivas, sociais e etc. Eu desejo muita força e superação para nós nessa batalha, irei acompanhar o seu diário! Grande Abraço!

_______________________________________


Acompanhe minha história: O Diário de Dante

"Entregou-se tanto ao vício da luxúria, que em sua lei tornou lícito aquilo que desse prazer, para cancelar a censura que merecia." Dante Alighieri

METAS: 7( X ) 14( X ) 30( X ) 60(  ) 120(  )
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 18/11/2019, 20:06
Dante Alighieri escreveu:
Hodegarius escreveu:MEU DIÁRIO     26.10.2019

   Olá, sou viciado em pornografia desde meus 21 anos, hoje tenho 43 e ainda luto contra esse vício, vou contar a vocês minha história e espero que sirva de lição e ajuda para todos aqueles e aquelas que desejam se livrar para sempre desse mal que distorce e corrompe a personalidade. Atualmente luto com mais ferramentas e muito mais conhecimento científico sobre o assunto, fato que me encorajou escrever esse diário e que me trouxe até aqui.

“(...) Meu conselho te imprima. Hás de as sereias primeiro deparar, cuja harmonia Adormenta e fascinam os que a escutam: quem se aproxima estulto, esposa e filhos não regozijarás nos doces lares.”  (Odisséia , canto XII )

Parte I

Como tudo  começou para mim e quantas coisas eu perdi  para o vício da PMO.

  Como sabem, eu tenho agora 43 anos e quem tem essa idade aqui, viu  e viveu um mundo antes da internet  um outro com a internet discada e um outro com a internet rápida banda larga, sim , eu vi e vivi os três!
 Sempre fui um rapaz curioso, isso desde de criança, com tudo, com a ciência, com os fenômenos e também com a minha sexualidade. Desde jovem as famosas e “proibidas” revistas Playboy e aquelas outras de sexo explícito , com fotos coloridas ou até preto e brancas, não me esqueço que havia até aquelas de desenhos e contos eróticos, essas revistas muitas vezes concentravam moleques dando risada e com a cara roxa e eu dava a “sorte” de estar  lá  no meio,  o impacto na minha sexualidade e hormônios de um garoto de 11/12 anos era intenso demais, muita ereção enquanto rolavam as páginas e masturbação em casa, escondido, mas sem adicção mas sentia que a coisa “mexia” com a cabeça.  Nunca acumulei revistas ou nada  do tipo, tinha medo de ser pego e punido, não tinha como ter essa enxurrada de imagens como hoje então dava para parar o estímulo por muitos meses e meses.
 
  Dos 11 aos 15 pratica muita masturbação, porém  quase sempre   sem estímulo de fotos, era mais a sensação pura mesmo e alguma fantasia erótica muito vaga, sem estímulo induzido PMO era mais pura descarga hormonal mesmo , não costumava ter nenhum tipo de remorso pois sempre fui muito concentrado somente com as sensações de meu corpo, a religiosidade não me interferiu  em nada , creio que achava na época que aquilo era algo de Deus também, atualmente sou agnóstico e evolucionista.

  As coisas mudaram de figura drasticamente para mim neste aspecto da minha sexualidade, bem antes da internet discada chegar em minha casa, por volta dos idos 1992 compramos aqui em casa algo que iria impactar para sempre minha vida sexual : o vídeo cassete, as visitas à locadora e suas “zonas 18+” que eram “proibidas” entre aspas, eu mesmo alugava várias fitas, desde que se fosse sócio da locadora que eu frequentava...um garoto de 17 anos  podia alocar sim. Foi uma alegria pessoal poderia ter prazer sem namorada! A que custo?!  ( se pudesse voltar numa máquina do tempo para me alertar, pode crer que eu estaria lá me dando o "painel geral da destruição" que isso iria causar no meu futuro. Só sei que na época eu assistia  aquilo e  impactava muito, PMO na certa, aquilo me dava euforia mesmo mas na época eu nem tinha dinheiro para alugar muito, eram períodos, no começo tentei combinar outros filmes que às vezes era só pretexto para alocar umas duas fitas a mais de filme adulto e para piorar eu descobri que na TV UHF tinha canal pago que passava de manhã filmes adultos mas com sinal “embaralhado” porém descobri que de períodos em períodos abria o sinal do canal e ... olha eu lá, acordando 7 horas da manhã, uma hora mais cedo antes de sair correndo e com sono para faculdade ( 1995 ) em um claro comportamento compulsivo mas que nem fazia ideia da dimensão do problema.

  Não percebi que aos poucos estava ficando retraído e tímido com as moças e com as pessoas em geral  pois estava cronicamente cansado e muito sem jeito para me relacionar com o sexo oposto afinal, nenhuma delas chegava perto daquelas atrizes... ( pura fantasia ).
  Em 1997 a formatura e uma surpresa : A internet discada.  Aquela sim foi a sensação do momento para mim e para muita gente , é claro que eu queria ter, não fazia ideia alguma que a indústria ponografica já tinha colonizado havia tempos aquele espaço e estaria lá como aquela porta pequenina e curiosa que a personagem  Coraline havia encontrado na mansão, uma armadilha me aguardava.
Para encurtar essa parte...

  Consegui um trabalho público, me socializava como podia, de certa forma nunca perdi meu sorriso mas sempre com olheiras na cara, há sim, tenho elas até hoje, tive uma namoradinha fixa, a primeira com quem me envolvi mesmo, Camila ela chamava e morava bem perto de casa, realmente um forte laço me uniu a  ela, estávamos bem felizes, tínhamos uma boa diferença de idade (mais de 5 anos  ) no começo de tudo ainda não tinha o tal "modem" nem acesso a pornografia , minha mente era mais limpa digamos assim. Um belo dia , nos idos de 1998 eu e Camila fomos a um lugar do Centro de SP pois tínhamos comprado o famoso modem discado e feito para ela uma cadastro numa tal “provedora” , aí eu tudo ia mudar para mim logo mais...aprendemos a instalar e acessar ...que curioso aquilo , a discagem o barulho as telas que abriam a cada 3 minutos  Smile , agora eu ia comprar o meu. Estava beirando meus 23 anos...hormônios trincando... eu e Camila optamos por não transar de fato, só estímulos orais e tácteis , era bom , evitamos gravidez precoce e tudo mais porém...nesse intercurso 97/98 lá em casa , minha irmã tinha comprado um PC , desde 1996 , objeto que revirei por dentro e por fora e que até que enfim iria poder navegar SOZINHO nesse mar digital...sem boia , sem bússola, sem colete e sem proteção sem conselho de Circe para me advertir  que

“(...)a vocal melodia o atrai às vagas, onde  em acúmulo assentam-se humanos, ossos podres e carne..”,

assim, logo encontrando os motores virtuais de busca eu digitava as palavras-chave e o vício se instalou com muita força mesmo, PMO, DE, ER e muita desconexão social viravam parceiras e me faziam virar noites e noites.  Tudo isso, quase sempre me trazia um “vazio” repentino em meio a momentos legais com minha namorada, seja com ela na casa dela, curtindo um som, seja em reunião de amigos, no cinema, algo errado estava ocorrendo e  eu precisava de algo forte, emoção forte para ser feliz... as coisas e relações eram bem sem graça às vezes. Sim nem sempre ficava na bad, tinham momentos felizes e de fruição mas quando me iniciei na pornografia digital  me sentia como o Smeargle buscando e defendendo meu “precioso”.
  Muito rápido achei as salas de bate-papo com direito a postar  imagens, era uma festa de imagens e meu cérebro primitivo se sentia numa orgia sem fim.. dopado e descendo agora para o Limbo direto às portas do Inferno. Era estranho mas não fazia conta das relações que tudo tinha com a PMO, quedas repentinas no ânimo, no brilho e na graça de estar junto, semanas e semanas de PMO me fizeram aos poucos ir abandonando meu real interesse por Camila e... de bad em bad .. vazio em vazio que ela, do jeito dela tentava incorporar e de certa forma aceitar como algo que era alguma coisa minha mas que doía nela essa presença sem graça e ausente,  o brilho da relação tinha sumido após três anos.. há quem diga que “é normal”, eu sei que é mas...agora quando todas as fichas caem pra mim e os estudos comprovam o poder viciante e distorcivo do orgasmo induzido pela P. eu vejo o quanto contribui para ir afundando a relação que poderia segui de forma saudável e por outros motivos até seu término normal. O fato é que quanto mais me afundava naquilo mais me distanciava do convívio com ela e num belo dia ao dar justificativa que ..”seria melhor nos ver semana que vem...” ela disse... “pode ficar aí... beleza..nem precisa vir hoje, vamos dar um tempo ok?”, certo...mais uma frustração e agora tinha um “precioso” para me consolar semanas e meses , agora compreendo essa lógica e fico bem triste , mas vamos lá, tem mais.
 Eu  era jovem naquela época e logo depois das rejeições , como eu te disse, me afundei de vez na PMO, por fim Camila partiu para outro rapaz, fez concurso, passou , batalhou casa e carro, não teve filhos mas teve um acidente de moto leve que lhe fez engordar muitos e muitos quilos por desequilíbrio hormonal , fui visitá-la, vergonhosa ela disse que iria se tratar em breve creio que era por volta de 2001/ 2002 . Segui minha vida também, sem entender o que tinha, sem tratar o que me fazia mal, consegui emprego novo, novos amigos de trabalho, novos desafios e uma nova namorada que, agora como nunca, fazia sexo real comigo, eu .. tinha uma bela ER e com ela me orgulhava de jogar a toalha só depois dos 30 ou 40 minutos de sexo  mas a PMO sempre me acompanhava com mais ou menos frequência, sempre era meu “consolo" em momentos de tédio ou frustração emocional ( aqui onde mora o perigo! ).

Voltando uns dois anos para trás, nos 2000, disse sobre minha mais nova namorada a M., El era super ativa e um pouco viciada em sexo , minha PMO cruzava com as vontades dela e me tirava    o interesse além dos picos de depressão que isso dava, sempre me  fazia ser chato na relação às vezes, querendo me isolar, duramos um ano e depois me apaixonei por uma amiga do trabalho... foi catastrófico para agravar a PMO pois nada deu certo e as frustrações só aumentavam... estava percebendo que algo errado estava se passando com minhas emoções, meu jeito de ser muito imaturo com as mulheres, quase perdi essa amiga por exagerar demais aquilo que só estava em minha cabeça a PMO põe filtros mentais muito fantasiosos em relação a realidade e acreditamos e pior, agimos em função deles.

Chegamos em 2003, uma surpresa...uma moça...mais nova 5 anos... novos olhares admirados, um novo amor nascia? Sim... em partes , muito aos poucos e enviesado, eu estava muito dopado e fantasiando muito o sexo oposto, fetichizando situações , eu queria “sexo” e “aventura” como nas dos filmes, até que tivemos , na vida real... ela... uma entrega de seu corpo e sua alma, eu... um pervertido que também queria amar... lá no fundo e bem de longe. Um descuido e bum... uma nova vida sendo gerada, confusão e um pouco de desespero, bateu uma DE violenta, baixíssima libido, minha companheira ficou quase maluca com isso. Eu fui aprendendo a amá-la e com certeza minha linda filha complementava o quadro da família, fui abstêmio de PMO por meses ( talvez os que mais viajei fui feliz ) porém , nada de tratamento sério  então... sempre havia uma PMO escondida. Minha amada filha nasce em 2006 em meio a muitas dificuldades financeiras, e materiais mas íamos se erguendo com muita batalha juntos.
Não...não ..não foi nada fácil mesmo mas, um novo emprego, que não pagava bem, não tínhamos casa própria , morando no fundo da casa da sogra, e, um quarto e um banheiro que depois ampliamos porém era um lar, pena que eu não tinha nem pensado em processos de cura para o vício em PMO, de alguma forma aquilo estava carimbado em meus neurônios e vira e mexe lá estava eu no notebook escondido, vendo aquilo, alegrias e frustrações, tédio e solidão a dois e para piorar demais as coisas a internet banda larga, meu... que ódio que sinto agora daquilo, Mad  simplesmente todos os sintomas da PMO se apresentavam mas eu nem me dava conta, cada agora iria devastar meu casamento e minha companheira de uma só vez... me perdoa Fê!
Bom, flutuações da libido, DE,ER,PMO, vida dupla, senhas e segredos e o pior de tudo! Nunca admitir estar viciado e doente, chegamos a ficar 30 dias sem sexo! Absurdo Sad ! Mas é isso aí, amigos e amigas, pressentia sim o problema mas não conseguia parar pois sentia que de uma certa forma me enfiar nele me “consolava”,que guerreira aquela parceira  minha, mão da minha filha, muitas vezes me sentia como aquele pai zumbi do desenho Coraline, a P. era a Sra. Viúva negra  cheia de “amor” para dar mas com o objetivo de roubar a alma de sua presa, sim eu era um espantalho de estopa.

  2014/2015 ...tudo acabado! Gota d´água para uma esposa que tentou me amar mas sentiu-se humilhada e abandonada emocionalmente e fisicamente muitas e muitas vezes, é amigos e amigas, infelizmente o viciado em P. não afunda sozinho, muitas vezes levamos as pessoas que amamos para o poço também, isso é certo e , se não afundamos , ficamos girando e girando em um a procrastinação infinita que nunca nos deixa sermos pessoas melhores. F. aos poucos buscou em segredo apoio emocional em outro rapaz e seguiram seu rumo.

  Retornei algumas vezes a alguns lugares que fomos juntos, praias, praças, restaurantes, eu ...sempre sozinho sem companhia feminina e triste, chorava muito, seguia com meu sorriso  e um punhado de colegas e amigos, voltei pra casa de mãe e meu quarto e minha privacidade e me afundei de vez em PMO constante, sem freio e sem regra, tudo muitíssimo grave agora.
Descobri mais tarde,naquele mesmo ano de 2015, uma matéria em inglês como título de NoFap academy, Porn   and  your Brain , algo assim, não me recordo ao certo mas o autor era Alexander Rodhes, me virava com o inglês e me pus a ler tudo e tudo e a “ligar os pontos” até que veio o entendimento ( atenção aqui ! ) O ENTENDIMENTO  não a Cura! Sobre PMO, Neurofisiologia do prazer, dopamina , biologia masculina , antropologia aplicada à reprodução humana e indústria pornográfica etc...fiquei boquiaberto, até contei para F. Porém era tarde demais para alguma mudança ou crédito de confiança em minha pessoa, fiquei sabendo , já era alguma coisa ao menos, o melhor de tudo é que li lá na matéria que esse tipo de vício não danificava estrutura neural nem , hormonal nem do aparelho reprodutivo e que, para meu alívio , poderia ser REVERTIDA com métodos e abstinência total do consumo desse material.

Lembra da Camila, a minha primeira namorada? Ela se foi por causa de uma complicação que teve  devido a uma cirurgia bariátrica malsucedida que precisou fazer por volta de 2008, não deixou filhos, tinha um grupo de amigas e amigos do colégio , dos quais uns conhecia mais outros só de vista, pois bem, uma amiga de sala dos idos 1998 reencontrei atualmente como secretária da escola onde nos conhecemos a todos , a Dy, ela e reconheceu e depois de um tempinho ficamos e nos gostamos, viajamos juntos, um recomeço , alguém de verdade para amar. Horas e horas no whatsapp e umas coisas que me deixou “assim” , Dy curtia pornografia e fotos pornô ! e agora? Acompanhei ela nessas fantasias, caçando fotos e “apimentando” a relação, sei que era PMO minha e dela , sinto que ela é inconstante com amores e apegos e estamos mais distantes agora mas mantendo amizade... mais PMO para mim, frustrações e tudo o que decorre disso. Sim senhoras, senhores e senhoritas, 22 anos de PMO que lixo ein! Crying or Very sad  Saber não adianta! Agir e ter método programado para combater o vício é tudo porém...senão admitirmos de coração que SOMOS VICIADOS e precisamos de tratamento, nada feito!

INICIO EM OUTUBRO DE 2019 MEU TRATAMENTO MUITO SÉRIO E ENGAJADO AGORA EM DIANTE!

FAÇO ISSO POR MIM, PRIMEIRAMENTE, PORQUE ME AMO E ACREDITO SER UMA BOA PESSOA E QUE POSSA MESMO SER MELHOR DO QUE JÁ FUI ANTES.
FAÇO ISSO POR TODOS AQUELES QUE SOFRERAM POR CAUSA DE MEU VÍCIO
FAÇO ISSO CONTRA A INDÚSTRIA DA PORNOGRAFIA
FAÇO ISSO PARA PODER BRILHAR, SER ÚTIL E ESTAR EM PAZ CONSIGO MESMO!

Agradeço a todos e todas que me acompanharam até aqui , a viagem está só começando, agradeço de coração aos criadores e apoiadores desse fórum, sou novo aqui e estou lendo e acompanhando várias pessoas e seus relatos dramáticos, logo mais ajudarei no que for, na medida do meu alcance.
Não estamos sozinhos e é por isso que...

“(...) Se de pé e mãos atados, e se absorvidos pelo prazer ordenarem que te soltem, liguem-te com mais força os companheiros”.
Odisséia – canto XII

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor"
Goethe


Camila G.F ( In Memoriam)

Fim da  primeira parte

Hodegarius, incrível a sua história! E muito parecida com a minha em alguns aspectos. Muitas mulheres passaram na minha vida e o fim foi sempre o mesmo: troquei-as pela PMO. Você acha que é normal, que as coisas não deram certo por conta das circunstâncias, mas a PMO é sempre o monstro que aterroriza as nossas relações; sejam afetivas, sociais e etc. Eu desejo muita força e superação para nós nessa batalha, irei acompanhar o seu diário! Grande Abraço!

Sim Dante, nem parece ser verdade tudo isso, só quem passou e teve a lucidez de rever tudo à luz da Ciência. Infelizmente foi mas agora Felizmente não será mais para nós Amigo!

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 18/11/2019, 20:09
Tiago Mendes escreveu:
Hodegarius escreveu:Trigésimo Terceiro Dia , agora enfrentando a morte recente de um pai maravilhoso ( barra demais Crying or Very sad ) Mas sempre firme no caminho. Sem vacilo , sem medo de recaídas por estar Resignificando a experiência e a indústria que a sustenta como o  OS NOJENTOS! Eu me refiro a eles com se adjetivo e pronome pois é o que eles são e isso me afasta e enoja cada vez mais ao menos ter um dia caído nas armadilhas que nos preparam. Minha ficante/namorada? Dy me acompanha amorosa e sexualmente ( mas desconhece esses fatos passados ) não me sinto à vontade para partilhar , mas com ela e só com ela agora atravesso várias jornadas. Atividades de Religação ... várias e várias e várias, sou mega múltiplo.. fato que me ajuda muito , mas opto por Conexão Humana e quase nada de isolamento e rede social.     FORÇA AMIGO E AMIGA, COMPANHEIROS DE VIAGEM!

Sinto muito pela sua perda, mas que bom está conseguindo se manter firme, apesar de tudo.

Na torcida pelo seu sucesso.

Abraço.

Obrigado Tiago pela força e energia positiva vinda daí, esteja certo que torço muito aqui por você e todos e todas aquelas pessoas que foram vítimas desse mal que é a indústria p.

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 18/11/2019, 20:11
Rottweiler escreveu:Que história cara!!! Irei acompanhar suas publicações!
Vlw.

Força.

Grande Rottwiler, sim cara! Uma história e tanto, lágrimas simplesmente vão caindo do rosto quando eu percorro aquelas palavras revivendo um passado , misto de alegrias e confusão. Mas as grandes lições estão bem gravadas em mim, estamos no combate meu amigo!

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty A Odisséia Reboot Trigésimo sexto dia - As vagas de uma tormenta : confusão e realidade

em 18/11/2019, 20:45
Muito firme e forte, determinado até aqui, é claro que minha nova namorada Dy, lembra? maravilhosa , me ajuda a atravessar a barra de estar só e não procurar P. e se masturbar, só que o mais incrível é que nem vejo ela sempre e nem transamos sempre e mesmo assim nem mexo nos meus órgãos sexuais afim de sentir prazer, estou como um estóico ou espartano, firme na decisão de ter de sofrer para atingir um enorme bem maior na frente , algo como Odisséia : enfrentar as sereias as tormentas e monstros para "Voltar Para Casa , para um Lar com Esposa e Filho" , para a segurança.

Pensei que ia passar de boa os trinta dias e mais mas agora tem algo estranho, e mesmo com a PNL ( Resignificação ) e com as atividades de ( Religação) , sinto sorrateiramente que meu corpo/mente estão querendo me trair Embarassed

Misturo aqui de propósito elementos literários ( poéticos) e existenciais ( minhas decisões e relações com os outros ) com o que aprendi , e aprendo ainda de Ciência ( Psicologia, Neurologia aplicada, Filosofia e Sociologia etc. ) para dar subsídios para os mais estudiosos e focados em cada ciência tomarem proveito desses fenômenos. Em resumo: estou começando a sentir os ferrões da Abstinência de PMO! Neutral Trigésimo quinto dia absolutamente abstêmio e praticando métodos de resignificação e religação começo a ter "assaltos" de pensamento erótico! ruim.
Trigésimo quarto dia , de madrugada , tive uma das experiências oníricas mais bizarras de todas! ( descobri que há um outro "cara" dentro do meu cérebro, que, sim ! uma espécie de ego..ou outro eu nem tão racional mas travestido de racionalidade, manipulando meus sonhos! No sono profundo, ereção noturna , pênis mais que rígido, indicando a atividade cerebral onírica, histórias e imagens ( pequenos curta metragens ) iriam encenar Eu fazendo sexo proibido com adolescente desconhecida em um lugar conhecido , às escondidas Mad . Meu cérebro me dava dopamina num filme interior ( sem controle consciente meu ) e no dia seguinte começaram os "assaltos mentais" , dor nos testículos, vontade de se masturbar, e Racionalizações baratas sobre o "como era bom PMO, apps de relacionamento e imagens, filmes etc. Não quero ter minha Namorada/ ficante como "subterfúgio sexual " para minha recuperação, quero seguir forte mas está ficando estranho. Estou no modo hard e quero permanecer, mas sinto um certo mal estar. Tenho mais de 22 anos de estrada para me derrubar ( meu cérebro foi treinado com muito reforço positivo sobre PMO ) mas minha existência deixou um rastro de sofrimento tão forte quanto a vontade re reincidir . Rumo ao quadragésimo dia amigos e amigas ! Smile

_______________________________________
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 23/11/2019, 18:30
Firme e forte no foco e objetivo, a PMO precisou 22 anos para tentar me derrubar e eu vou acabar com ela em 90 apenas. Minha ficante e namorada Dy, me deixou ( nos deixamos ) mas não foi pela PMO ( não de minha parte , da dela não sei ) .. tudo para reincidir, me sentindo triste e solitário porém os mais de 40 dias me "aliviou" da urgências de PMO e de fantasias sobre isso, estou tristes mas religando me com meu piano, com coisas que curto fazer.

Coisa mais linda vem ocorrendo com frequência: A porta de meu quarto fica totalmente aberta agora ! minha filha vem conversar, assistir comigo , reconexão com a pessoa mais importante da minha vida Smile Nada pra esconder, nada mais de dirty little secrets.

Grande abraço amigos e amigas dessa jornada! Fiquem firmes e limpos para sempre! sunny

_______________________________________
Dante Alighieri
Dante Alighieri
Mensagens : 38
Data de inscrição : 09/11/2019

A Odisséia Reboot  Empty Re: A Odisséia Reboot

em 29/11/2019, 00:37
Hodegarius escreveu:Firme e forte no foco e objetivo, a PMO  precisou 22 anos para tentar me derrubar e eu vou acabar com ela em 90 apenas. Minha ficante e namorada Dy, me deixou ( nos deixamos ) mas não foi pela PMO ( não de minha parte , da dela não sei ) .. tudo para reincidir, me sentindo triste e solitário porém os mais de 40 dias me "aliviou" da urgências de PMO e de fantasias sobre isso, estou tristes mas religando me com meu piano, com coisas que curto fazer.

Coisa mais  linda vem ocorrendo com frequência: A porta de meu quarto fica totalmente aberta agora ! minha filha vem conversar, assistir comigo , reconexão com a pessoa mais importante da minha vida Smile Nada pra esconder, nada mais de dirty little secrets.

Grande abraço amigos e amigas dessa jornada! Fiquem firmes e limpos para sempre! sunny

É isso aí amigo! O Reboot nos faz enxergar coisas simples, mas que fazem toda a diferença para a nossa vida e nossa transformação. Reconexão é a palavra! Reconexão com o nosso eu e com os nossos!

Um abraço e segue firme!

_______________________________________


Acompanhe minha história: O Diário de Dante

"Entregou-se tanto ao vício da luxúria, que em sua lei tornou lícito aquilo que desse prazer, para cancelar a censura que merecia." Dante Alighieri

METAS: 7( X ) 14( X ) 30( X ) 60(  ) 120(  )
Hodegarius
Hodegarius
Mensagens : 14
Data de inscrição : 14/10/2019
Idade : 44

A Odisséia Reboot  Empty Minha mente racional querendo me sabotar no 40 dia em diante!

em 2/12/2019, 03:17
Estou em modo totalmente HARDCORE a mais de 40 dias .. mais precisamente  a 49 dias e 16 horas cheers . Assumi e estou cumprindo um compromisso comigo mesmo como nunca fiz na minha vida, estou colhendo inúmeros benefícios agora porém do quadragésimo dia em diante algo estranho me acontece: Minha mente racional "conversa" comigo tentando me mostrar que seria muito bom ter aquela adrenalina fácil, aquela sensação de prazer e tudo mais, enfim, reincidir no comportamento viciante novamente. Confesso que às vezes me pego dando ouvidos a isso mas quando penso no tamanho dos problemas: 1- horas e horas e horas caçando como um Neandertal na tela do PC, 2- Me escondendo a portas fechadas, 3- Evitando pessoas e contato fluído e saudável de interação visual e dialogal, 4- Medo de mexerem no meu PC e Celular, 5- virando noites sem dormir e masturbação compulsiva e sem graça etc...eu simplesmente repasso isso para esse lado HipoFrontal  ( com mania de espertinho ) e mostro-me o quão brilhante e altivo estou agora... retomando leitura e estudos, mais amplo e sereno com as pessoas , mais magnético e conectivo, sem segredos e cheio de projetos para o futuro próximo. Estar no modo Hardcore depois dos 30 dias me ajudou muito ( como já disse ) a ter reservas de energia para chegar nessa fase bizarra.

Pela minha Odisséia Reboot  esta fase eu escreveria assim para Homero :

"(...) Depois de partido o barco mar adentro, trinta dias, trinta noites e nenhum sinal de coisa estranha
       A travessia parecia ser aprumada e tranquila, enfrentando vagas e ilhas que no mar esquecidas,
passávamos ligeiro e de noite gritos e olhos de feras fitam ao longe e meus homens com medo avisam,
Sem nada saber, trinta noites depois mais dez coisa sinistra se apronta, eis que na pedra bem alta e escura de musgo, asas e neblina se assombram,
Corpo alado esguio e forma de mulher, cabelos sedosos aos bandos se acercam da nave, e num momento e noutro embarcam sem convite nem cerimônia,
A todos se voltam em espanto e euforia , a vista baça e o corpos  cansados da lida, cautela foi meu grito e conselho, avisando do imenso perigo que cerrem os olhos e encham de cera o ouvido,
Que faço o mesmo e me prenda no mastro forte , ao capitão deixo reserva essa pecha, olhos abertos e ouvidos cerrados , uma prosa estranha as Sirenas começam,
Nada ouvindo ,mas vendo um feitiço, eu fico firme mas adormeço e enlaço, incauto eu vejo e ouço tranquilo, mulheres lindas e sem trajes a se oferecer em banquete,
A carne arde e o desejo se faz forte, braços e pulsos marcam firme a corda em nó, rangendo alto o delírio com  a verdade, meus homens firmes em gestos largos a remos  as quimeras afugentavam ,
No meio tempo entre o delírio e a verdade , duas imagens atormentavam o juízo, entre os rostos e os bustos ledos  a voz sedosa  em um segundo eram bicos e garras aduncas a grasnar em meus ouvidos e furar a minha carne , enquanto não podiam meus homens a grito me acudir ligeiro.
E assim contamos mais nove dias, sedução e martírio , a cada vez tentada mais fracas as quimeras ficavam e mais fortes meus homens em batalha pois a névoa espessa daqueles mares para trás e pelas costas as grandes vagas iam levando embora e todos da nave nunca mais hão de voltar"

Grande abraço a todas e todos que passarem por aqui 49 dias em Hardcore.. é pouco mas suficiente pra seguir viagem. Estou indo bem mas acho que tenho que redobrar as atividades de Religação e o cuidado comigo.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum