Compartilhe
Ir em baixo
avatar
waldeinsamkeit
Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/11/2019

O início de um diário e do relato da minha história. Empty O início de um diário e do relato da minha história.

em 24/11/2019, 02:54
Eu não aguento mais viver assim.

Estou viciado em PMO faz mais de 10 anos (tenho 21) e estou tentando parar faz quase quatro anos ou mais e parece IMPOSSÍVEL. Tenho a impressão de que joguei toda a minha adolescência e boa parte da minha juventude no lixo. Perdi tempo, vida, saúde e energia nessa desgraça.
Não sei quem já viu o filme "Click". Eu me sinto como o protagonista que simplesmente pulou ou adiantou anos da vida e agora vê que não aprendeu nem aproveitou nada. Às vezes eu só queria uma máquina do tempo. Mas enquanto isso não é possível, eu vou contar a minha história pra vocês pouco a pouco, junto com os dias do diário.


O COMEÇO DA TRAGÉDIA

Tudo começou quando eu tinha 10 anos de idade. Inocentemente, de maneira 100% ingênua e 100% inconsciente, por pura curiosidade física, eu comecei a me masturbar. Nossa, a sensação de orgasmo foi incrível né, me assustou, me surpreendeu e então eu repeti isso mais e mais vezes a ponto de se tornar um hábito diário para mim. Querendo ou não, se tornou a minha diversão. Sempre fui uma criança muito tímida e com dificuldade de relacionamento na escola em diversos ambientes. Sempre sofri muito bullying, me sentia feio, estranho, nunca consegui me integrar, nunca consegui interagir muito bem. Eu não era bom em esportes, morava sozinho com meus pais, não tinha filho único, não tinha brincadeiras e não tinha nada para fazer. Isso se tornou minha companhia e se tornou frequente. Eu me masturbava na rua, na escola... sempre que eu tava sozinho eu dava um jeito de me masturbar e até eu fazer uns 12 anos de idade isso foi diário. Nesse processo as fantasias se ganharam forma, a ingenuidade sumiu e a frequência aumentou. Eu tive um contato com pornografia na infância por intermédio de alguém mais velho, lá pelos meus 6-7 anos, então eu sabia o que era sexo, mas era complexo demais associar as coisas pra mim.
Infelizmente, sofri um acidente que deformou meu rosto temporariamente na escola, foi sério, mas foi coisa de criança, o suficiente pra fazer com que todo bullying contra mim aumentasse milhões de vezes mais. A vida virou um inferno. Eu nunca participava de nada mas fui selecionado pra uma gincana. Na minha primeira participação, simplesmente tropeço e bato de cabeça numa quina. Levantei tonto vendo a escola inteira rir. Um buraco se abriu dentro de mim. Uma tia minha que me criou como mãe em dado momento da infância me acompanhou no hospital nesses tempos. Ao contrário dos meus pais, que me colocaram no banco dos réus, já que nunca gostaram de me deixar participar de atividade nenhuma. 4 meses depois, essa minha tia vem a falecer do nada, em circunstâncias muito misteriosas e estranhas. Meu mundo caiu completamente. Não só pela morte dela logo após eu iniciar minha recuperação do acidente, já que fiquei meses fora da escola, mas pelo que descobri quando vi o laudo médico. Na hora da morte estava 20h30 do dia X. E eu sabia que exatamente naquele momento eu estava me masturbando. Isso mesmo após o acidente, e sinceramente, na época eu pensava que não me masturbaria nunca mais.
É julho de 2010 e a pessoa que eu mais amo morre no exato momento em que eu estava me masturbando. Eu nunca quis tanto me matar como naquele momento. Prometi pra mim que eu não ia me masturbar mais.
Mas nessa época entrou alguém na minha vida: a Internet.

No próximo diária eu continuo com minha história, até mais!

End
End
Mensagens : 884
Data de inscrição : 05/06/2019
Idade : 22

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 24/11/2019, 09:14
waldeinsamkeit escreveu:Eu não aguento mais viver assim.

Estou viciado em PMO faz mais de 10 anos (tenho 21) e estou tentando parar faz quase quatro anos ou mais e parece IMPOSSÍVEL. Tenho a impressão de que joguei toda a minha adolescência e boa parte da minha juventude no lixo. Perdi tempo, vida, saúde e energia nessa desgraça.
Não sei quem já viu o filme "Click". Eu me sinto como o protagonista que simplesmente pulou ou adiantou anos da vida e agora vê que não aprendeu nem aproveitou nada. Às vezes eu só queria uma máquina do tempo. Mas enquanto isso não é possível, eu vou contar a minha história pra vocês pouco a pouco, junto com os dias do diário.


O COMEÇO DA TRAGÉDIA

Tudo começou quando eu tinha 10 anos de idade. Inocentemente, de maneira 100% ingênua e 100% inconsciente, por pura curiosidade física, eu comecei a me masturbar. Nossa, a sensação de orgasmo foi incrível né, me assustou, me surpreendeu e então eu repeti isso mais e mais vezes a ponto de se tornar um hábito diário para mim. Querendo ou não, se tornou a minha diversão. Sempre fui uma criança muito tímida e com dificuldade de relacionamento na escola em diversos ambientes. Sempre sofri muito bullying, me sentia feio, estranho, nunca consegui me integrar, nunca consegui interagir muito bem. Eu não era bom em esportes, morava sozinho com meus pais, não tinha filho único, não tinha brincadeiras e não tinha nada para fazer. Isso se tornou minha companhia e se tornou frequente. Eu me masturbava na rua, na escola... sempre que eu tava sozinho eu dava um jeito de me masturbar e até eu fazer uns 12 anos de idade isso foi diário. Nesse processo as fantasias se ganharam forma, a ingenuidade sumiu e a frequência aumentou. Eu tive um contato com pornografia na infância por intermédio de alguém mais velho, lá pelos meus 6-7 anos, então eu sabia o que era sexo, mas era complexo demais associar as coisas pra mim.
Infelizmente, sofri um acidente que deformou meu rosto temporariamente na escola, foi sério, mas foi coisa de criança, o suficiente pra fazer com que todo bullying contra mim aumentasse milhões de vezes mais. A vida virou um inferno. Eu nunca participava de nada mas fui selecionado pra uma gincana. Na minha primeira participação, simplesmente tropeço e bato de cabeça numa quina. Levantei tonto vendo a escola inteira rir. Um buraco se abriu dentro de mim. Uma tia minha que me criou como mãe em dado momento da infância me acompanhou no hospital nesses tempos. Ao contrário dos meus pais, que me colocaram no banco dos réus, já que nunca gostaram de me deixar participar de atividade nenhuma. 4 meses depois, essa minha tia vem a falecer do nada, em circunstâncias muito misteriosas e estranhas. Meu mundo caiu completamente. Não só pela morte dela logo após eu iniciar minha recuperação do acidente, já que fiquei meses fora da escola, mas pelo que descobri quando vi o laudo médico. Na hora da morte estava 20h30 do dia X. E eu sabia que exatamente naquele momento eu estava me masturbando. Isso mesmo após o acidente, e sinceramente, na época eu pensava que não me masturbaria nunca mais.
É julho de 2010 e a pessoa que eu mais amo morre no exato momento em que eu estava me masturbando. Eu nunca quis tanto me matar como naquele momento. Prometi pra mim que eu não ia me masturbar mais.
Mas nessa época entrou alguém na minha vida: a Internet.

No próximo diária eu continuo com minha história, até mais!


Fala Waldeinsamkeit, vi algumas semelhanças com o meu início aqui. Também escrevi minha primeira mensagem numa madrugada, pois estava cansado de viver naquela vida de sofrimento que o vício me proporcionava. Também tenho a impressão de que joguei minha adolescência no lixo, pois perdi várias oportunidades e etc, devido a esse vício maldito. E sim conheço bem esse filme click, e ele tem o tema de comédia, mas se a gente parar pra ver ele é bem sério nessa questão, pois nos leva a refletir sobre as nossas prioridades da vida, e realmente, eu sinto que pulei 22 anos da minha vida e que estou começando a viver agora. Assim como você conheci a M cedo e realmente, no início aquilo parecia incrível, mal sabia eu que era uma praga que iria só atrapalhar minha vida. Que história triste meu amigo, realmente a sociedade é muito dura, as pessoas muitas vezes preferem rir e julgar ao invés de ajudar o próximo. Lamento pela morte de sua tia, perdi um tio em março de 2010, sei como é ruim perder alguém próximo. Amigo, o que posso lhe dizer é que é possível se livrar dessa praga. Fácil não é, mas não desista, bom lhe aconselho a instalar bloqueadores se possível, pois isso diminui as chances de uma queda. Lhe aconselho também que corte todo tipo de estimulo artificial se você fizer uso, como conversas e fotos eróticas, videos e fotos sensuais, filmes eróticos, enfim, busque praticar atividades de religação como caminhada, exercícios físicos, leitura, socialização, enfim lhe aconselho banhos gelados também, isso no caso é algo que vai do seu critério, mas aconselho pois fez bem pra mim, e pra muitos outros membros do fórum. Enfim, é isso, torço para que você consiga alcançar todos seus objetivos, e se livrar dessa droga. Fuja de tudo que lhe levar a queda, e busque uma vida disciplinada longe da PMO. Um abraço.

_______________________________________

http://www.comoparar.com/t9196-nao-aguento-mais-fracassar

Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar.
1 Coríntios 10:13
Notven
Notven
Mensagens : 266
Data de inscrição : 29/09/2019
Idade : 23

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 24/11/2019, 11:15
Spoiler:

waldeinsamkeit escreveu:Eu não aguento mais viver assim.

Estou viciado em PMO faz mais de 10 anos (tenho 21) e estou tentando parar faz quase quatro anos ou mais e parece IMPOSSÍVEL. Tenho a impressão de que joguei toda a minha adolescência e boa parte da minha juventude no lixo. Perdi tempo, vida, saúde e energia nessa desgraça.
Não sei quem já viu o filme "Click". Eu me sinto como o protagonista que simplesmente pulou ou adiantou anos da vida e agora vê que não aprendeu nem aproveitou nada. Às vezes eu só queria uma máquina do tempo. Mas enquanto isso não é possível, eu vou contar a minha história pra vocês pouco a pouco, junto com os dias do diário.


O COMEÇO DA TRAGÉDIA

Tudo começou quando eu tinha 10 anos de idade. Inocentemente, de maneira 100% ingênua e 100% inconsciente, por pura curiosidade física, eu comecei a me masturbar. Nossa, a sensação de orgasmo foi incrível né, me assustou, me surpreendeu e então eu repeti isso mais e mais vezes a ponto de se tornar um hábito diário para mim. Querendo ou não, se tornou a minha diversão. Sempre fui uma criança muito tímida e com dificuldade de relacionamento na escola em diversos ambientes. Sempre sofri muito bullying, me sentia feio, estranho, nunca consegui me integrar, nunca consegui interagir muito bem. Eu não era bom em esportes, morava sozinho com meus pais, não tinha filho único, não tinha brincadeiras e não tinha nada para fazer. Isso se tornou minha companhia e se tornou frequente. Eu me masturbava na rua, na escola... sempre que eu tava sozinho eu dava um jeito de me masturbar e até eu fazer uns 12 anos de idade isso foi diário. Nesse processo as fantasias se ganharam forma, a ingenuidade sumiu e a frequência aumentou. Eu tive um contato com pornografia na infância por intermédio de alguém mais velho, lá pelos meus 6-7 anos, então eu sabia o que era sexo, mas era complexo demais associar as coisas pra mim.
Infelizmente, sofri um acidente que deformou meu rosto temporariamente na escola, foi sério, mas foi coisa de criança, o suficiente pra fazer com que todo bullying contra mim aumentasse milhões de vezes mais. A vida virou um inferno. Eu nunca participava de nada mas fui selecionado pra uma gincana. Na minha primeira participação, simplesmente tropeço e bato de cabeça numa quina. Levantei tonto vendo a escola inteira rir. Um buraco se abriu dentro de mim. Uma tia minha que me criou como mãe em dado momento da infância me acompanhou no hospital nesses tempos. Ao contrário dos meus pais, que me colocaram no banco dos réus, já que nunca gostaram de me deixar participar de atividade nenhuma. 4 meses depois, essa minha tia vem a falecer do nada, em circunstâncias muito misteriosas e estranhas. Meu mundo caiu completamente. Não só pela morte dela logo após eu iniciar minha recuperação do acidente, já que fiquei meses fora da escola, mas pelo que descobri quando vi o laudo médico. Na hora da morte estava 20h30 do dia X. E eu sabia que exatamente naquele momento eu estava me masturbando. Isso mesmo após o acidente, e sinceramente, na época eu pensava que não me masturbaria nunca mais.
É julho de 2010 e a pessoa que eu mais amo morre no exato momento em que eu estava me masturbando. Eu nunca quis tanto me matar como naquele momento. Prometi pra mim que eu não ia me masturbar mais.
Mas nessa época entrou alguém na minha vida: a Internet.

No próximo diária eu continuo com minha história, até mais!


E Ae mano, que triste sua história cara, mais não se culpe tanto assim, imprevisto acontece e todos nos estamos sujeitos a morte, realmente esse mal hábito deixa a gente muito mal, e sim é elogiavel da sua parte vim aqui e fazer seu diário, isso mostra que você está buscando uma cura pra essa doença.
Seja muito bem vindo ao fórum, vou te acompanhar e está com você durante esse reboot.

_______________________________________



   " Eu Faço da dificuldade a minha motivação"

Metas:
 0 Dias Neutral          
( X ) 7 Dias Smile
(  ) 15 Dias Wink
(  ) 30 Dias Very Happy
(  ) 45 Dias Laughing    
(    ) 60 Dias Cool
(  )75 Dias  geek
(    ) 90 Dias  king
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 672
Data de inscrição : 06/08/2019

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 24/11/2019, 21:49
Olá, Waldeinsamkeit!

Lamento pela sua Tia. É realmente complicado, o vício nos torna compulsivos e isso atrapalha muitos aspectos da nossa vida, nos dando esse sentimento de que perdemos muito tempo nesse mundo da PMO. O colega End escreveu dicas muito importantes sobre o processo de reboot, e como ele disse, é possível superar esse vício e retomar o controle das nossas vidas.

Confira algumas recomendações do fórum:

Certifique-se de ler as normas do fórum por meio das Regras de Participação e das Proibições.

Para saber mais sobre o método proposto confira dúvidas básicas sobre o reboot e vício em PMO, além disso baixe o Guia Introdutório, que servirá como suporte para entender o processo de reboot, dentre outras informações importantes.

Lembre-se de estar instalando bloqueadores de P nos seus dispositivos e colocando um contador de dias na sua assinatura aqui, para que te auxiliarem durante seu processo de reboot. Para instalar bloqueadores você pode seguir os tutorias dos Tópicos Recomendados, e se ficar com alguma dúvida dê uma olhadinha na   Seção de Ferramentas e Bloqueadores. Para instalar um contador confira Como Instalar um Contador de Dias.

Para mais informações ou falar com a moderação visite a Seção de Orientações Básicas, e para alguma dúvida sobre o método procure, ou pergunte, na Seção de Dúvidas.

Não se esqueça de nos manter atualizados sobre seu processo aqui no seu diário.

Espero que continue firme e se supere cada dia mais!
Até maais!

_______________________________________


RECORDE SEM M.O: 43 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
avatar
waldeinsamkeit
Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/11/2019

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Recaída

em 25/11/2019, 01:16
Acabei de ter duas recaídas seguidas após um domingo muito bom com minha namorada e meus amigos. Estou com ódio desse inferno. Só quero dormir agora e acordar cedo para a entrevista de emprego quando terei pela manhã. Caí, mas tenho que me levantar.
Eu preciso parar, estou aflito. Em breve vou continuar a escrever minha história aqui.
Ramon 06
Ramon 06
Mensagens : 348
Data de inscrição : 12/09/2019
Idade : 23

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 25/11/2019, 09:58
Opa cara, que bom que você está aqui. Você já deu o primeiro passo, você já odeia esse vicio como todos nós e sabe que precisa mudar. Vai precisar de paciência consigo mesmo e determinação. Estude sobre o vicio, tem muito conteúdo aqui no fórum mas também em outros lugares da internet, busque o auto-conhecimento.
Estamos aqui pra ajudar, qualquer coisa manda uma mensagem no fórum que o pessoal tá sempre disposto a ajudar. Não esquece de dar uma passada nos diários para ajudar a galera também.
Boa sorte ae bro, siga firme!!

_______________________________________
Há quem diga que a abstinência dói, eu digo que dói é
cair e ficar na lama


Cheguei ao fórum: 12/09/2019 Like a Star @ heaven
Recorde sem M: 43 dias 11h 34m cheers 27/09/2019 a 09/11/2019

Meu diário
http://www.comoparar.com/t9522-diario-de-ramon-06-largando-o-vicio-pela-milessima-vez#250163
avatar
waldeinsamkeit
Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/11/2019

O início de um diário e do relato da minha história. Empty É no furacão que surge a porta para um novo modo de pensar

em 26/11/2019, 02:54
Sim, uma mensagem na madrugada significa exatamente isso: eu caí.
Tenho buscado crer que se eu levantar o mais rápido possível após minhas quedas, mais tempo eu vou conseguir permanecer de pé, então não é hora de moleza agora.
Uma das minhas bandas favoritas, Scalene, na música "Furacão" do álbum "Éter" traz a ideia de que é um "erro achar silêncio evolução, é no furacão que surge a porta para um novo modo de pensar". Tenho buscado crer nisso, minha vida está um caos completo, estou há 3 dias no fórum e caí em todos eles, sequer consegui continuar a contar minha história (e não, não vou terminar agora), mas estou disposto a enfrentar essa situação que está me matando por dentro.

Eu queria muito contar minha história toda aqui agora, mas acredito que o ideal seja dormir. Tive que vir aqui me humilhar para vocês afim de que eu sinta vergonha profunda desse ato nojento. É isto e boa terça.
Ramon 06
Ramon 06
Mensagens : 348
Data de inscrição : 12/09/2019
Idade : 23

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 26/11/2019, 06:38
Bro, você deveria criar um cronometro, assim não vai querer reiniciá-lo. Você pode clicar em qualquer cronometro do pessoal e vai ser redirecionado para um site onde a gente fez. Depois é só colocar na sua assinatura.

_______________________________________
Há quem diga que a abstinência dói, eu digo que dói é
cair e ficar na lama


Cheguei ao fórum: 12/09/2019 Like a Star @ heaven
Recorde sem M: 43 dias 11h 34m cheers 27/09/2019 a 09/11/2019

Meu diário
http://www.comoparar.com/t9522-diario-de-ramon-06-largando-o-vicio-pela-milessima-vez#250163
ilCapo
ilCapo
Mensagens : 869
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 23
Localização : Pernambuco

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 27/11/2019, 13:51
Fala, bro! Vei, teu nome é difícil de escrever kkk

Primeiramente, desejo parabéns pela atitude de ter entrado no Fórum cara. Este ambiente virtual é sensacional, por isso já te aconselho de cara: não deixe de usufruir dele.

Veja, na medida em que você for fazendo o reboot algumas fichas vão caindo. Mas eu me sinto na obrigação de te dizer de antemão algumas coisas para que você não precise passar muito tempo resetando e resetando até se dar conta do que deveria fazer.

Vou direto ao assunto.

Sem bloqueadores, fica MUITO DIFÍCIL. Não acredite em força de vontade. Ninguém aqui neste Fórum (nem eu mesmo), nem quem está viciado em PMO tem força de vontade, pois o vício é muito forte e altera o funcionamento normal do cérebro. O ideal mesmo é bloquear TUDO. Procure pelo Qustodio e pelo BlockFree, eles funcionam muito bem. Já estão instalados os bloqueadores?

Falando em alterar o funcionamento do cérebro, é importante que você ESTUDE SOBRE O VÍCIO. O e-book é uma outra ferramenta espetacular para que você leia e aprenda sobre o vício em PMO. Assim você estará mais consciente em relação às armadilhas da P e ficará mais fácil você se manter firme.

Com relação à timidez, eu também me senti na obrigação de comentar sobre. Cara, eu também fui muito tímido, e a PMO aumentava a minha ansiedade social ainda mais. Atividades de socialização são essenciais (praticar esportes, corrida, natação) e eu diria que de todas, aquela que mais melhorou a minha socialização foi fazer aulas de dança. É espetacular. Hoje eu ainda sou tímido, algumas pessoas ainda falam, é verdade, mas eu não dou nem a mínima, pois sei o quanto melhorei nesse quesito. Experimente. Pode ser que você goste ou não. Aulas de teatro também são muito boas. Fazer aulas de algum idioma que você curta (se você gostar de praticar idiomas, procure sobre Grupos Poliglotas na sua cidade, são topezeras).

Enfim, bro. Espero que com esse pequeno comentário possa ter te ajudado um pouco. Comentários longos são cansativos de ler, né kk Mas espero que você leia hahah

Abraço, e continue na jornada.

"Champions keep playing until they get it right"

_______________________________________
"Whatever the mind can conceive, it can achieve."

"O verdadeiro jogo dos campeões é o jogo do progresso."



Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 672
Data de inscrição : 06/08/2019

O início de um diário e do relato da minha história. Empty Re: O início de um diário e do relato da minha história.

em 27/11/2019, 19:34
Olá Waldeinsamkeit!

O amigo de cima te deu dicas excelentes sobre o processo de reboot, leia elas com calma e reflita sobre as ações que você vem tendo na sua vida. Eu penso que o reboot flui melhor a partir do momento em que você faz uma análise da sua vida e propõe mudanças. Não é fácil, mas aos poucos vamos conseguindo.

Quedas não são uma humilhação, quedas precisam servir de aprendizados, que quando colocados em prática melhoram nossa vida e o processo de melhora do vício. Todos aqui somos passíveis de erros, falhas e quedas, no entanto é necessário usar delas para nos erguermos e continuarmos tentando com novos métodos. Ninguém aqui deve te julgar, estamos aqui para ajudar e sermos ajudados.

Espero que tudo ocorra bem para você. Não deixe de dar uma olhadinha nas recomendações do fórum.
Melhoraaas!

_______________________________________


RECORDE SEM M.O: 43 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum