Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

+13
Drew
Rottweiler
soumulherviciadaemporn
Lima Gomes
Erkigsnek
Jean Claude Wan Damme
nostradamus
MascaradeFerro
deltagama_0236
Extress pós traumático
Coringa.
Mithrandir
VanGogh
17 participantes
Ir para baixo
avatar
A hipócrita
Mensagens : 16
Data de inscrição : 21/05/2021

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

23/5/2021, 14:37
VanGogh escreveu:Obrigado, Amigos Erkigsnek, Lutadora, e a todos!

O ciclos de quedas são realmente terríveis e quanto mais se cede a isso mais difícil se torna de controlar. Neste momento estou relativamente pacífico. Tenho estado ocupado e isso ajuda. Por acaso há pouco senti uma pressão relativamente a uma mensagem de trabalho que me enviaram e estava já a sentir aquela ansiedade interior, ainda que fraca e que dá logo aquele impulso interno para procurar um prazer rápido. É realmente incrível como a raiz deste vício é profunda. Reparem, não só busca os nossos instintos mais primitivos relativamente à reprodução, explorando ao extremo os nossos mecanismos cerebrais com hiper-estímulos como também explora toda e qualquer fragilidade interna, criando ou gerando por si mesmo, outras fragilidades que se embrulham cada vez mais.

Enquanto isso, milhões de crianças e jovens começam a ver P, sem a verdadeira consciência do perigo de tudo isto. Tanto na TV como em jornais, revistas, redes sociais e variados meios de comunicação, mesmo meios dentro da medicina, relativizam tudo isto e, não satisfeitos, ainda publicitam e incitam para que os jovens descubram a sexualidade, que não tem mal nenhum ver P, que até pode ser bom mesmo para pessoas casadas ou com relacionamentos afetivos para alimentar a relação e etc. Não há dúvida que caminhamos para anos futuros complicados com tudo isto. Reparem que devemos ser os primeiros desta geração hiper-conectada a passar por este problema. Os nossos antepassados tiveram, certamente, contactos com formas primitivíssimas de P, enquanto que, mais recentemente, com revistas e outros meios de mais difícil acesso, também sentiram certamente parte do que hoje nós experienciamos a um nível mais acentuado. Seremos nós dos primeiros, e as gerações futuras ainda mais, a conseguir um contacto constante, fácil e rápido com infinitas imagens estáticas e em movimento de P, nas suas mais variadas vertentes, algumas delas extremas, violentas e criminosas. A nossa geração não teve internet rápida na infância mas as crianças de hoje em dia têm todas as comportas abertas para esse recurso. Quão triste é esta realidade.

Nós somos testemunhas de tudo isto, da destrutividade deste problema. Eu olho para mim e sei que posso recair mas sei igualmente que ainda bem que descobri pessoas que falaram e falam sobre isto, pessoas que passam ou passaram por isto, testemunhos de dificuldades mas também de vitórias. Sei que não fui feito para isto, que mesmo sabendo de todo este mal, mesmo assim eu perco o controlo, sinto a necessidade do prazer rápido, dos estímulos fugazes e para quê? Terei eu uma necessidade real de tudo isso? Sei que a resposta é "não", não tenho. Talvez eu necessite de estruturar melhor certas coisas em mim. Não me considero "bom" em muita coisa mas sei que ao menos em reconhecer as minhas falhas e os meus problemas internos, em analisar o meu ser como se eu não fosse eu e como se de fora visse o que está dentro. Não poderei esmorecer sabendo que todos nós estamos em luta e que a luta não é só individual mas também coletiva, porque não lutamos apenas contra as nossas vontades, fragilidades, vícios, mas também contra inimigos comuns que, camuflados muitas vezes de nossos amigos, nos deixaram ficar mal. Quando é que PMO nos levantou do chão e nos ajudou realmente em alguma coisa? Pelo contrário, cada vez que há uma recaída, sente-se, aliado a um prazer doentio, a profunda e descontrolada tempestade que parece precedida de uma estranha calma e à qual procede a destruição e falta de sentido. Pelo menos assim a sinto.

Estou hoje em luta, como todos os dias.

Um abraço a todos!



" A profunda e descontrolada tempestade que parece precedida de uma estranha calma e à qual procede a destruição e falta de sentido."
Com essa frase você resumiu tudo! A PMO é a solução que erroneamente damos a um problema real. Tô carente, PMO. Problema no trabalho, PMO. Solidão, PMO. Como bem ensina o Miguel Soriani ( pesquise se puder), buscamos a PMO diante uma sensação de IMPOTÊNCIA na vida real quando resolvermos isso, acabamos com o vício.
E é realmente muito, mas muito preocupante e triste mesmo essa questão que você falou do acesso cada vez mais cedo a PMO, eu mesma só tive acesso a pornografia explícita mesmo a três anos, já com 20 anos, antes era só MO, e mesmo assim hoje tenho o vício, imagina as crianças de hoje em dia? Espero que saíamos dessa e possamos pelo menos um pouco ajudar outros a saírem também. Abraços e muita força!

Erkigsnek, VanGogh e Mr.Titanium gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

12/7/2021, 15:59
Dia 0 - novamente

Olá Amigos. É mais uma vez com muita desilusão que escrevo sobre o meu dia 0. Acabei de recair há pouco após 40 dias de reboot. Sabem, eu estava com uns 14 dias do anterior reboot e recaí. Apenas vim cá, resetei o contador e nem publiquei nada sobre isso. Iniciei o reboot e posso dizer que foi realmente um período excelente. Consegui estar afastado de gatilhos quase ao máximo, não estava com grandes problemas de controle. Tudo isso foi modificando há sensivelmente uma semana. Eu estava com hábitos de sono muito maus, a deitar-me muito tarde, sentia realmente o meu psicológico desregulado. A par com isso, sentia que não conseguia frear o uso de telemóvel e computador (em coisas ditas normais, mesmo - nada de P, nem nada do tipo). Quando iniciou esta semana senti que algo estava mais frágil em mim, na TV passaram uns programas com gatilhos e não lutei muito contra isso... Parece que estava a quebrar aos bocados. Hoje recaí depois de ver conteúdos P que encontrei num site de domínio publico. O que o cérebro faz para contornar todos os obstáculos. Noto que mesmo sem ver nada, quando sei que estou à procura de algo, sinto uma espécie de agitação interior, quase parece que tremo por dentro. Isso mantém-se e intensifica-se com os estímulos mas se eu, por algum motivo, desviar a atenção daquilo isso vai passando. Eu falhei redondamente aqui. Podia ter resistido mas parece que pensei que não havia volta a dar. Agora estou aqui a escrever após olhar a minha cara ao espelho e notar a imediata mudança no meu olhar, na minha expressão. Só quero pedir perdão a Deus e continuar esta luta até acabar com este maldito vício. Terei que lutar contra todos os outros também.


_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

Rottweiler gosta desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

19/7/2021, 13:22
Dia 0

Estou no pior período de recaídas desde que comecei o reboot e a culpa é toda minha.
Por agora não vou escrever muito mais. Tenho que agir enquanto há tempo.

Abraço, meus Amigos!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

nostradamus
nostradamus
Mensagens : 28
Data de inscrição : 11/06/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

5/8/2021, 09:57
Van Gogh, retornei hoje ao fórum.

Recomecei ontem minha contagem com um novo Reboot.

Estou acompanhando a sua caminhada.

Força!

Vamos vencer.

_______________________________________


Arrow  https://www.comoparar.com/t10661-diario-do-nostradamus

"Este método pode parecer demorado, muito demorado, mas eu estou convencido de que é o mais rápido."
– Gandhi

Rottweiler e VanGogh gostam desta mensagem

avatar
soumulherviciadaemporn
Mensagens : 837
Data de inscrição : 19/07/2016

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

7/8/2021, 18:28
VanGogh estamos juntos na luta contra o vício. Não desistas nem te rendas e amanhã será um dia melhor e um novo começo. Sei bem como é a sensação de culpa ou até mesmo não sentir nada, tal e qual um robô a executar numa tarefa em piloto automático. É o que temos. Segue em frente e continua a lutar. Venceremos este mal que é a pornografia. Estamos juntos na batalha! Ânimo! Um abraço

_______________________________________
"Enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer"   Santo Agostinho
                                                                                     
Diário:  https://www.comoparar.com/t3574p250-diario-de-uma-lutadora-contra-a-pmo#23257

VanGogh gosta desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

14/8/2021, 13:03
Amigos Nostradamus e Lutadora, muito obrigado pelo apoio e acompanhamento neste meu diário, apesar de ultimamente andar tão afastado dele. Agradeço pela vossa atenção e de todos quantos me deram e dão palavras de força. Obrigado, de todo o coração.

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

Rottweiler gosta desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

14/8/2021, 13:16
DIA 0 - Nunca mais

O registo de hoje é, mais uma vez, de uma recaída. Infelizmente isto é um reflexo da minha pouca perseverança e fraqueza. Não tenho lutado em condições, tenho-me iludido, muito provavelmente com o esforço que tenho feito, que, como se vê, não foi suficiente, nem de perto. Esta recaída deixou-me algo bom que vou agarrar com todas as forças, que foi uma revolta enorme por seguir um caminho rigoroso. Este ano está a ser difícil para mim nesta luta. Faço questão de manter na minha assinatura todas as recaídas para que analise bem a inconstância que vivo dentro de mim mesmo. Vou passar a vir cá mais frequentemente, pelo menos 1/2x por semana para relatar os acontecimentos mais importantes e vou tomar providências para que este dia "0" não se repita nunca mais. Vou procurar ler diariamente testemunhos de vitória sobre o vício e também ler mais sobre tudo isto, como fiz no inicio do reboot, porque me ajuda a organizar as ideias e a orientar melhor a luta porque não adianta muito lutar de forma errada ou cometer erros básicos.

Vou-vos mantendo informado do meu dia a dia. No meu coração não haverá paz nem descanso enquanto não destroçar esta prisão na qual me meti.
Se puderem, rezem por mim.

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Erkigsnek gostam desta mensagem

avatar
Erkigsnek
Mensagens : 1251
Data de inscrição : 13/01/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

14/8/2021, 14:35
Excelente! A cada recaída e cada dia que passamos longe desse vício, aprendemos algo. Assim como todos que acompanho, torço pela sua vitória.

Força.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t10029-diario-do-erkigsnek

"Todos os vícios são mais leves quando são visíveis: eles são muito perniciosos quando se escondem sob um ar de pureza." - Sêneca

soumulherviciadaemporn e VanGogh gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

26/8/2021, 19:05
Preciso de um recomeço. Este foi o primeiro registo no meu diário. Faz hoje precisamente 450 dias que criei este perfil aqui como forma de me comprometer e de lutar contra o vício em PMO. Estou numa fase má mas não quero sucumbir, aliás, o meu maior medo no meio desta luta é pensar que posso desistir de lutar ou encarar este vício como algo "normal". Recaí na segunda-feira, mais uma vez de forma absurda. Estou a tentar ordenar a minha cabeça para que não me perca. Sou indisciplinado e fraco, não posso culpar ninguém para além de mim mesmo por tudo isto, por ter criado esta "coisa" dentro de mim e por tantas vezes a alimentar miseravelmente, para minha perdição. Espero vencer esta guerra porque a minha vida depende disto, mas eu tenho sido o algoz da minha sentença. Noto que o meu interior não está bem e sinto uma tristeza, solidão, desordem de vontade, de aquilo que sei que devo fazer e que é correto contra aquilo que me acomoda... No fundo sei que erro para suprir parte dessa tristeza que em mim habita e de, por uns momentos, sentir um êxtase de bem estar. Infelizmente sou como um rato que cai na ratoeira por não conseguir renunciar ao cheiro do queijo. Aguardem-me mais por aqui. Não vou desistir de sair da lama em que me encontro.

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Print

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

27/8/2021, 07:22
VanGogh escreveu:Preciso de um recomeço. Este foi o primeiro registo no meu diário. Faz hoje precisamente 450 dias que criei este perfil aqui como forma de me comprometer e de lutar contra o vício em PMO. Estou numa fase má mas não quero sucumbir, aliás, o meu maior medo no meio desta luta é pensar que posso desistir de lutar ou encarar este vício como algo "normal". Recaí na segunda-feira, mais uma vez de forma absurda. Estou a tentar ordenar a minha cabeça para que não me perca. Sou indisciplinado e fraco, não posso culpar ninguém para além de mim mesmo por tudo isto, por ter criado esta "coisa" dentro de mim e por tantas vezes a alimentar miseravelmente, para minha perdição. Espero vencer esta guerra porque a minha vida depende disto, mas eu tenho sido o algoz da minha sentença. Noto que o meu interior não está bem e sinto uma tristeza, solidão, desordem de vontade, de aquilo que sei que devo fazer e que é correto contra aquilo que me acomoda... No fundo sei que erro para suprir parte dessa tristeza que em mim habita e de, por uns momentos, sentir um êxtase de bem estar. Infelizmente sou como um rato que cai na ratoeira por não conseguir renunciar ao cheiro do queijo. Aguardem-me mais por aqui. Não vou desistir de sair da lama em que me encontro.

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Print
Calma, amigo. Tudo é um processo. Devemos ter paciência e serenidade.
Somente na paz teremos as disposições para fazer o que precisa ser feito. Na agitação e cobrança só conseguimos olhar para nós mesmos.
Confiemos em Deus; Ele sempre, sempre, permanece do nosso lado.
Um abraço pra ti!
VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

27/8/2021, 07:44
Obrigado, meu caro Amigo!

Realmente fazes jus ao nome que escolheste de Guerreiro! Admiro a tua coragem!

Eu concordo plenamente contigo mas há momentos em que uma pessoa perde um bocado o discernimento e a paciência consigo mesmo. Sei que o que o inimigo quer é isso mesmo, que apesar de irmos ao chão nos mantenhamos lá, no desânimo e na raiva, e por isso mesmo afastar-me disso tanto como das recaídas...

Fazendo uma análise sincera, quem eu sou hoje é alguém bem melhor do que quando comecei o reboot, disso não tenho dúvida. Eu antes vivia esta realidade diariamente e muitas vezes mais do que uma vez por dia, sem grande consciência, muito no automatismo do vício e, claro, não consigo resolver todos estes problemas tão rápido como gostaria. Sabes, eu acho que tenho a tendência para querer resolver tudo de uma vez ou fazer múltiplos progressos ao mesmo tempo e isso acaba por me frustrar porque não é possível ou é contra produtivo e isso alia-se à minha fragilidade. Estou muito sozinho, muito entregue a mim mesmo, o uso dos meios digitais é grande. Sinto uma grande vontade de aprender coisas novas mas acabo por me perder em tudo isso porque não tenho organização eficiente para os meus dias. Nestes dias pouco ou nada tenho rezado... Sinto-me sempre triste por isso porque é algo que sei que é importante e me ajuda mas parece que me sinto um traidor, não sei bem explicar. Eu já passei por fases parecidas a esta ou similares (e com o vicio diário era bem pior do que qualquer dia mau no reboot, diga-se de passagem) e acredito que vou superar isto, mas não está a ser fácil para mim. Espero, com coragem e determinação, ganhar as batalhas diárias e ir vencendo toda esta onda negativa. Smile

Obrigado pelas tuas palavras e muita força, meu amigo!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

27/8/2021, 11:02
Aconselho a leitura do livro "A virtude da Ordem" de Francisco José Almeida. Eu msm estou a meditá-lo neste atual momento.
O problema não é a pornografia, meu caro - vc bem deve saber -, ela é apenas consequência do nosso estilo de vida desordenado.
Seja forte em Deus!
VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

27/8/2021, 19:33
Guerreiro de longa data escreveu:Aconselho a leitura do livro "A virtude da Ordem" de Francisco José Almeida. Eu msm estou a meditá-lo neste atual momento.
O problema não é a pornografia, meu caro - vc bem deve saber -, ela é apenas consequência do nosso estilo de vida desordenado.  
Seja forte em Deus!

Muito obrigado pela sugestão. Eu baixei-o, espero que esteja completo, tem 60 e tal páginas. Vou começar a lê-lo hoje mesmo!
Abraço, Amigo! Que Deus te abençoe e nos abençoe a todos!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn gosta desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

13/9/2021, 20:59
Com a graça de Deus continuo na luta. São hoje 20 dias de contador e mais uns 5 de pré-reboot e apesar de não estar com a ordem que pretendo (de longe), consegui estabilizar o meu ser e sinto mais confiança e serenidade. Não é um motivo para "festas", apenas um levantar lento e progressivo, com esperança de mais dias de liberdade. A principal dificuldade tem sido a questão dos olhares na rua pois por vezes os "gatilhos" surgem com facilidade e diante do inesperado o olhar tende a demorar para se alhear mas em várias ocasiões consegui vencer essa vontade. O trabalho para reordenar vontades continua e será a batalha destes dias e, no fundo, de toda a vida, mas quero, sinceramente, progredir a esse nível e estou atento a todos os sinais. Em termos práticos estou num processo bem lento mas antes assim que nada. Assim que termine os meus trabalhos paralelos vou dar uma pausa pois acredito que isso ajude a ordenar muita coisa.

Um abraço a todos!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

Mike, soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

20/9/2021, 19:57
Amigos, está a começar. Comecei a sentir os primeiros sinais de tentação mais forte hoje. Está na hora de lutar verdadeiramente e vim cá para expor isto mesmo, que é algo que não estava a fazer. Quero deixar registado que hoje, talvez por alguma frustração, pesquisei por algumas temáticas relacionadas com sexualidade (nada de P) mas é o cérebro num gatilho automático. Cedi nessa busca mas cessei e até agora estou tranquilo. Não me sinto fraco mas sei que posso estar no início de um dos ciclos de maior dificuldade, onde vêm as vontades desordenadas e todo o resto. Sei como é fácil descambar nesses momentos.
Cá estou para lutar, peço que rezem por mim. Com a graça de Deus hei de resistir.
Um abraço a todos!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Lutador com Cristo gostam desta mensagem

avatar
soumulherviciadaemporn
Mensagens : 837
Data de inscrição : 19/07/2016

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

21/9/2021, 05:30
Querido amigo VanGogh estamos juntos na luta, força coragem e vamos superar esta!

_______________________________________
"Enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer"   Santo Agostinho
                                                                                     
Diário:  https://www.comoparar.com/t3574p250-diario-de-uma-lutadora-contra-a-pmo#23257

Lutador com Cristo e VanGogh gostam desta mensagem

Lutador com Cristo
Lutador com Cristo
Moderador
Moderador
Mensagens : 2679
Data de inscrição : 28/09/2019

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

21/9/2021, 05:35
Força ai amigo, sei como são esses momentos, mas não ceda, não vale a pena, sabemos disso!!!!
Deus está contigo!!!!

_______________________________________

VanGogh gosta desta mensagem

vierkenes
vierkenes
Mensagens : 787
Data de inscrição : 25/03/2016

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

21/9/2021, 10:11
Amigo Van Gogh, como está sua religação?

Digo isso porque, depois dos primeiros dias, ao meu ver, o que conta mais é a consistência dos novos hábitos que adquirimos. Acho que essa é a grande chave para a manutenção do reboot a longo prazo.

Acho que dificilmente alguém tem sucesso nessa caminhada sem reencaminhar e reconstruir novos fluxos energéticos, caminhos neurais, práticas novas que não tínhamos antes. E essa reconstrução leva tempo. As vezes muito mais do que 90 dias, dependendo do estado da pessoa.

Portanto, focar na construção de novos hábitos, de coisas que tirem do conforto é o melhor caminho. De coisas que deem prazer também.

No mais, eu tenho notado que os momentos em que estamos mais fracos são os momentos em que estamos mais afastados de nós mesmos (e de Deus).

Eu particularmente acredito que quando a vontade e o desejo de vencer um desafio é grande e honesta, sem dúvidas nós recebemos socorro do mundo espiritual. Recebemos auxílio.

Como estão o uso das suas ferramentas de auxílio e fortalecimento?

Eu sei que você gosta de orar. Isso é muito bom. Eu quando fico no hard mode, sinto um aumento muito expressivo das minhas forças espirituais. (não sei se você sente isso, muito menos sei a explicação desse fenômeno).

Veja, eu estou um pouco vacilante no meu caminho também, mas eu te digo que devemos utilizar todas as ferramentas de bem estar e de auto conhecimento que houver a nossa disposição. Todas elas. É da maior importância termos coisas que vão nos auxiliar a recuperar o equilíbrio.

No mais, te lembro que temos dentro da gente toda a capacidade para vencer isso. Afinal, só é pedido de nós o que podemos realmente conseguir.

Tenho pensado que a vida não é fácil. Um dia desses li uma frase interessante, em um livro de um sábio indiano, Swami Vivekananda. Não lembro da frase exata, mas é algo como: "A finalidade da vida não é o prazer, mas o conhecimento". O prazer pode se esvair rapidamente, mas o conhecimento fica pra sempre. Eu achei que isso faz todo o sentido.

Acho que devemos agir quando pudermos agir, e nos conformar com as coisas que não podemos mudar. Isso inclui, inclusive, aceitar essa estado temporário que passamos, quando eventualmente podemos estar com fissuras, recaindo, etc.

Em resumo, amigo, mais consistência no processo. Acho que é disso que precisamos.

Eu te desejo sucesso nessa batalha. Digo-te que até me inspirou, algumas coisas no seu diário. Gosto bastante de algumas coisas que você escreve, me parecem realmente bastante inspiradas.

Continuemos a boa batalha.

Excelente reboot pra você!



_______________________________________

VanGogh gosta desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

21/9/2021, 20:11
soumulherviciadaemporn escreveu:Querido amigo VanGogh estamos juntos na luta, força coragem e vamos superar esta!

Lutador com Cristo escreveu:Força ai amigo, sei como são esses momentos, mas não ceda, não vale a pena, sabemos disso!!!!
Deus está contigo!!!!

Muito obrigado, meus caros Amigos Lutadores!

O dia ainda não terminou oficialmente mas posso dizer que me mantenho firme no propósito. Confesso que têm acontecido coisas que me levam a algum desconforto, como algum tédio no trabalho, outros trabalhos em fim de prazo, no pós labora, ou umas avarias (carro) que tive de última hora e que me atrapalham, isso, claro, dá-me aquela sensação de compressão sobre a qual o meu cérebro poderia dizer "descomprime, PMO, e pronto". Por vezes diz. Não deste modo mas como se me falasse "Ah, porque é que não cedes só nesta coisinha!" - Bom, ele vai falando, umas vezes mais alto, outras mais baixinho e eu ouço-o e respondo, por vezes mesmo com palavras, para fora, "Eu é que mando e não vou fazer isso." e a cada afirmação destas parece que ganho espaço dentro deste espectro e vou dominando as vontades. No fundo o sentido é esse. A vitória de um dia é importante mas vou continuar assim e aguardar tempos mais serenos. Eu sempre notei em mim nos reboot isto mesmo: períodos muito tranquilos seguidos de pequenos ciclos de grande pressão e maior apelo à queda. Em algumas vezes venci, outras cedi, ainda que não totalmente. Mas uma coisa que aprendi e vou aprendendo (porque nem sempre consigo aplicar o que sei sobre as minhas reações) é que qualquer cedência, por mais pequena que seja, pode ser fatal. Não estou a dizer que o meu processo é perfeito ou infalível, ou que após um momento de cedência, quer seja no olhar ou no toque, não se possa retroceder, porque também já me aconteceu. No caso, refiro-me a pequenas concessões internas que se fazem, por vezes com a ilusão de que aquele olhar para algo que se sabe que não é bom, mas que não é literalmente o mal em si, não irá trazer consequências. A minha experiência diz que assim que se cede no pouco se começa a perder muito, daí que estou em cima de mim mesmo nesse campo. Se isso ocorrer vou tentar, a todo o custo, dissipar. Espero que estes mais de 30 dias sem PMO (o meu contador está com uma diferença de 5 dias que eu tomei como pré-reboot para me re-estabelecer por estar demasiadamente frágil de vontades) me ajudem a ter mais resistência e que a graça de Deus me inspire a combater comigo mesmo do modo certo, porque batalha é certa, mas o jeito de lutar tem que ser adequado.

E, pronto, meus caros, é isto. Um dia vencido, num período cíclico de maior fragilidade. Estou na luta.

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Lutador com Cristo gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

21/9/2021, 20:51
vierkenes escreveu:Amigo Van Gogh, como está sua religação?

Digo isso porque, depois dos primeiros dias, ao meu ver, o que conta mais é a consistência dos novos hábitos que adquirimos. Acho que essa é a grande chave para a manutenção do reboot a longo prazo.

Acho que dificilmente alguém tem sucesso nessa caminhada sem reencaminhar e reconstruir novos fluxos energéticos, caminhos neurais, práticas novas que não tínhamos antes. E essa reconstrução leva tempo. As vezes muito mais do que 90 dias, dependendo do estado da pessoa.

Portanto, focar na construção de novos hábitos, de coisas que tirem do conforto é o melhor caminho. De coisas que deem prazer também.

No mais, eu tenho notado que os momentos em que estamos mais fracos são os momentos em que estamos mais afastados de nós mesmos (e de Deus).

Eu particularmente acredito que quando a vontade e o desejo de vencer um desafio é grande e honesta, sem dúvidas nós recebemos socorro do mundo espiritual.  Recebemos auxílio.

Como estão o uso das suas ferramentas de auxílio e fortalecimento?

Eu sei que você gosta de orar. Isso é muito bom. Eu quando fico no hard mode, sinto um aumento muito expressivo das minhas forças espirituais. (não sei se você sente isso, muito menos sei a explicação desse fenômeno).

Veja, eu estou um pouco vacilante no meu caminho também, mas eu te digo que devemos utilizar todas as ferramentas de bem estar e de auto conhecimento que houver a nossa disposição. Todas elas. É da maior importância termos coisas que vão nos auxiliar a recuperar o equilíbrio.

No mais, te lembro que temos dentro da gente toda a capacidade para vencer isso. Afinal, só é pedido de nós o que podemos realmente conseguir.

Tenho pensado que a vida não é fácil. Um dia desses li uma frase interessante, em um livro de um sábio indiano, Swami Vivekananda. Não lembro da frase exata, mas é algo como: "A finalidade da vida não é o prazer, mas o conhecimento". O prazer pode se esvair rapidamente, mas o conhecimento fica pra sempre. Eu achei que isso faz todo o sentido.

Acho que devemos agir quando pudermos agir, e nos conformar com as coisas que não podemos mudar. Isso inclui, inclusive, aceitar essa estado temporário que passamos, quando eventualmente podemos estar com fissuras, recaindo, etc.

Em resumo, amigo, mais consistência no processo. Acho que é disso que precisamos.

Eu te desejo sucesso nessa batalha. Digo-te que até me inspirou, algumas coisas no seu diário. Gosto bastante de algumas coisas que você escreve, me parecem realmente bastante inspiradas.

Continuemos a boa batalha.

Excelente reboot pra você!



Meu caro Amigo, é sempre um gosto ler, tanto no teu diário, como aqui, as tuas considerações que tomo sempre como muito úteis e interpelantes.

Estás completamente certo, na minha opinião, quanto à "religação" dos novos hábitos. Confesso que é algo que tenho demorado a melhorar. Noto ainda que a minha ordem interna é confusa. Eu trabalho de dia num trabalho e depois aceito trabalhos e faço-os à noite e tenho notado que isso é mau para mim. Neste campo eu devia desligar um pouco e ligar com objetivos que eu tenho e sobre os quais anseio por fazer. O que acontece é que estas responsabilidades depois da hora se tornam entraves quase psicológicos para a minha ordem. Por um lado tenho coisas a fazer, por outro tenho uma alta probabilidade de procrastinar quando os deveria fazer. No entanto, o facto de ter estes trabalhos e serem objetivos de pressão, também me mantêm ocupado e com sentido de utilidade. Acho que tenho que fazer uma boa triagem ao que faço e organizar melhor o tempo livre, mas preciso rapidamente de me libertar por umas semanas de tudo isto, para depois ir conquistando essa ordem.

Uma coisa que me pode ajudar é que me inscrevi num local de atividade física e então assim que comece lá eu espero ordenar uma boa parte do meu dia em termos de horário e creio que possa ser um bom hábito em substituição de hábitos antigos. Nos momentos de maior stress ou desorientação eu noto que uso muito a tecnologia, seja o computador ou o telemóvel. Embora não seja para coisas relacionadas com nada de erótico ou P, mas conteúdo normal, eu tenho pensado que isso é uma espécie de resposta interna à vontade do cérebro da dopamina. Sei que não é certo e quero organizar melhor, mas por enquanto não tenho colocado muita pressão nisso pois tenho-me sentido pressionado por várias frentes, então é uma concessão que fiz a mim mesmo, desde que não tenha nada de gatilhos ou potenciais perigos. Nada de longos scolls em instagram ou facebook, é mesmo uma questão de falar em chat do facebook com amigos e pesquisas sobre temas políticos, sociais, entre outros... Assim como vídeos no youtube.

A oração manteve-se mas está fraca. Eu iniciei o terço em dezembro do ano passado e continuei até junho ou julho, mas tive aí uma série de quedas e interrompi, não me sentia bem a rezar, parece que me sentia um traidor e que as palavras não estavam a ter sentido ditas por mim, ouvidas por mim. Belíssima estratégia do "encardido" (ando a ver palestras do Padre Léo - encardido = demónio) para me afastar da oração do terço e da oração em geral. Até agora "não consegui" retomar. Coloquei entre aspas porque eu detesto dizer que "não consegui" quando eu podia ter conseguido e só não o fiz por falta de esforço, ou sacrifício, ou outro motivo não impeditivo. Diria "não consegui" sem aspas se realmente algo me tivesse impedido e esse algo fosse difícil de transpor, o que não foi o caso. É como digo, só quero terminar os trabalhos paralelos, desligar o pc e ler, rezar, ouvir música e estudar coisas que me interessam e que vou adiando. Neste momento sinto-me cansado e sem tempo, quer por trabalhos que demoro para acabar, ou por procrastinação.

E sim, sempre que estou fraco de fé eu recaio e sempre que eu estou perto de recair a minha fé esmorece. É realmente uma constante sobre a qual tenho meditado. O afastamento do mal, pecado, aproxima a alma da oração e, por sua vez, a oração aproxima a alma do bem e repele o mal. Eu penso muitas vezes em Deus e em temas religiosos e espirituais durante o dia, acabo por meditar nisso e tenho tomado para mim que tenho que rezar mais e melhor, tenho que me confessar, tenho que me organizar e que apesar de estar assim agora (frouxo) em termos de oração eu tento estar na presença de Deus por pensamentos, por orações curtas, por me lembrar de passagens. Acabo por estar em comunhão com Deus no afastamento que tenho Dele. Sinto a minha fraqueza e a grandeza Dele, sinto que não estou onde queria estar e que muitas vezes nem sei onde quero estar, mas confio que Ele me ajudará e, apesar de O "ver" ao longe da minha fraca constância de oração, eu quero aproximar-me mais, porque não há nada que eu conheça que valha tanto a pena como Ele, como Caminho, Verdade e Vida. Sei que tenho que passar pelas tentações e que disso talvez Ele não me livre mas tenho a certeza que inspira e pode ajudar a resolver o meu interior para lutar melhor contra as tentações e, saindo de mim mesmo, possa encontrar a verdadeira liberdade. É também por isso que eu espero (em espera ativa), ainda nesta vida, pela libertação de PMO.

O sofrimento é uma condição inevitável da vida. Quanto mais cedo tomarmos isso e integrarmos isso em nós mesmos perceberemos que é carregando a nossa cruz que poderemos atingir a redenção. Repara, quando fazes algo fácil e insignificante na tua vida tu é algo normal, não sentes nada de relevante por isso, mas quando ultrapassas ou lutas contra uma adversidade parece que a vida ganha um novo sentido. Quando vences um obstáculo difícil, se observares e fores humilde e maturo, integras em ti algo bom, uma espécie de redenção pessoal, uma superação revivificante. É por isso que quando vamos vencendo as nossas vontades e, no fundo, martirizando-as à nossa nova posição firme e adulta, sentimos bem-estar. A dor do parto é uma dor que trás em si o recomeço, a elevação, assim todas as dores e sofrimentos podem elevar a alma, se soubermos abraçar a cruz. Aqui temos a chave, porque se tomarmos todos os males do mundo sozinhos é normal que num momento ou outro sucumbirmos mas sim, nós podemos enfrentar todos os sofrimentos do mundo, mas há alguém que nos acompanha, sofre por nós mas nos auxilia, nos coloca sobre si e nos carrega aos ombros, e Cristo nunca nos abandonará, ainda que tenhamos perdido tudo, se Ele habitar em nós, nunca perderemos, pelo contrário, venceremos o que realmente é importante.

Continuarei a batalha, amigo. Faz o mesmo e não vaciles.
Há muito quem deseje a nossa recaída e nenhum deles realmente nos quer bem ou se importa verdadeiramente conosco.
Escolhamos o caminho de quem nos quer salvar; é o mais difícil, mas quem diria que isto ia ser fácil?

Abraço!!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Lutador com Cristo gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

22/9/2021, 20:29
Olá, meus caros.
A vontade continua com fortes apelos a ceder mas estou a tentar manter o barco na rota certa. De facto isto é bastante parecido com uma expedição marítima. Nuns momentos o oceano está calmo e o tempo é bom, noutras alturas surge a tempestade, tudo baloiça, tudo é posto à prova, desde a consistência da embarcação até ao engenho e perícia do marinheiro. Vou remando neste mar revolto e tentar encontrar mais estabilidade, principalmente e especialmente sem deixar naufragar em quedas. Tudo menos isso!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

27/9/2021, 19:13
Mais de 30 dias de reboot, 2 dias de recaídas. Infelizmente sucumbi e, miseravelmente, recaí em PMO. Mais uma vez foi um processo crescente de estímulos, edging e uma completa perda do sentido do que tinha como propósito ou objetivo. Estou no 1º dia após as recaídas, com vontade de retomar. Estes 4 dias até Outubro vão servir, à semelhança do que fiz anteriormente, como pré-reboot/recuperação pós recaída, para me organizar, meditar no que fiz e no que errei (não foi pouco, infelizmente). Em Outubro iniciarei o contador, que contará, até ao final do ano os tais 90 dias, medida base deste reboot de recuperação do vício. Espero começar com mais cabeça e preparar-me já para estes ciclos diabólicos pelos quais eu passo. Retomei hoje o terço diário. Tinha parado em Julho por uma recaída que me deixou fraco em todos os sentidos. Recomecei hoje novamente o terço e tenho que perseverar na oração e dar tudo de mim para acabar com isto. Não é, de todo, o meu objetivo recair de mês a mês e para mudar isso não vale a pena muita conversa, há que agir.
Abraço a todos!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Lutador com Cristo gostam desta mensagem

avatar
soumulherviciadaemporn
Mensagens : 837
Data de inscrição : 19/07/2016

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

3/10/2021, 11:51
VanGogh estamos juntos na luta! 3 dia sem pornografia, como está a correr? Um abraço e força! Neste momento que tenho vontade de recair vim ao teu diário partilhar contigo. Acho que é bom quando escrevemos, libertamos o que vai na nossa mente. O gatilho foi uma série aparentemente inofensiva que vi. Mas irei superar o desejo e continuar a luta. Concordo com o que disseste à pouco sobre o vício, só nos destrói e nos coloca para baixo. Temos de ser fortes e superar.

_______________________________________
"Enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer"   Santo Agostinho
                                                                                     
Diário:  https://www.comoparar.com/t3574p250-diario-de-uma-lutadora-contra-a-pmo#23257

Lutador com Cristo e VanGogh gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 203
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

25/11/2021, 11:39
Amigos, em 3 dias, após quase 60 dias de grande plenitude, notando variados benefícios de estar longe de PMO, recaí. Durante todo esse tempo de reboot consegui manter-me afastado de gatilhos mas há uma semana notei-me a fraquejar, principalmente a perder mais tempo no telemóvel e a ver vídeos idiotas. Recaí ontem e hoje de forma miserável. Estas quedas são um exemplo claro de que não é porque tudo parece tranquilo e sereno que, de repente, não vem todo o impulso e descontrolo, daí que realmente o radicalismo é o caminho para lidar com tudo isto. Sinto-me um miserável e o mais triste de tudo é mesmo o caminho na fé porque realmente não há como não me sentir fraco e, de certa forma, um traidor por agir desta maneira, com a conivência da minha vontade desregulada. Tenho pena por fazer este registo triste pois estava muito confiante em continuar com firmeza até aos 90 dias, que seriam marcados no último dia do ano. Terei agora que retomar caminho e não desistir desta luta, nunca.

Um abraço, Amigos, e, se quando lerem isto estiverem numa altura complicada, de tentação e vontade de recair, eu digo-vos: Não vale a pena.

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------

Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh

Rottweiler gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos