Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

+13
Rottweiler
soumulherviciadaemporn
Lima Gomes
Erkigsnek
Jean Claude Wan Damme
nostradamus
MascaradeFerro
deltagama_0236
Guerreiro de longa data
Extress pós traumático
Coringa.
Mithrandir
VanGogh
17 participantes
Ir para baixo
avatar
A hipócrita
Mensagens : 14
Data de inscrição : 21/05/2021

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

23/5/2021, 14:37
VanGogh escreveu:Obrigado, Amigos Erkigsnek, Lutadora, e a todos!

O ciclos de quedas são realmente terríveis e quanto mais se cede a isso mais difícil se torna de controlar. Neste momento estou relativamente pacífico. Tenho estado ocupado e isso ajuda. Por acaso há pouco senti uma pressão relativamente a uma mensagem de trabalho que me enviaram e estava já a sentir aquela ansiedade interior, ainda que fraca e que dá logo aquele impulso interno para procurar um prazer rápido. É realmente incrível como a raiz deste vício é profunda. Reparem, não só busca os nossos instintos mais primitivos relativamente à reprodução, explorando ao extremo os nossos mecanismos cerebrais com hiper-estímulos como também explora toda e qualquer fragilidade interna, criando ou gerando por si mesmo, outras fragilidades que se embrulham cada vez mais.

Enquanto isso, milhões de crianças e jovens começam a ver P, sem a verdadeira consciência do perigo de tudo isto. Tanto na TV como em jornais, revistas, redes sociais e variados meios de comunicação, mesmo meios dentro da medicina, relativizam tudo isto e, não satisfeitos, ainda publicitam e incitam para que os jovens descubram a sexualidade, que não tem mal nenhum ver P, que até pode ser bom mesmo para pessoas casadas ou com relacionamentos afetivos para alimentar a relação e etc. Não há dúvida que caminhamos para anos futuros complicados com tudo isto. Reparem que devemos ser os primeiros desta geração hiper-conectada a passar por este problema. Os nossos antepassados tiveram, certamente, contactos com formas primitivíssimas de P, enquanto que, mais recentemente, com revistas e outros meios de mais difícil acesso, também sentiram certamente parte do que hoje nós experienciamos a um nível mais acentuado. Seremos nós dos primeiros, e as gerações futuras ainda mais, a conseguir um contacto constante, fácil e rápido com infinitas imagens estáticas e em movimento de P, nas suas mais variadas vertentes, algumas delas extremas, violentas e criminosas. A nossa geração não teve internet rápida na infância mas as crianças de hoje em dia têm todas as comportas abertas para esse recurso. Quão triste é esta realidade.

Nós somos testemunhas de tudo isto, da destrutividade deste problema. Eu olho para mim e sei que posso recair mas sei igualmente que ainda bem que descobri pessoas que falaram e falam sobre isto, pessoas que passam ou passaram por isto, testemunhos de dificuldades mas também de vitórias. Sei que não fui feito para isto, que mesmo sabendo de todo este mal, mesmo assim eu perco o controlo, sinto a necessidade do prazer rápido, dos estímulos fugazes e para quê? Terei eu uma necessidade real de tudo isso? Sei que a resposta é "não", não tenho. Talvez eu necessite de estruturar melhor certas coisas em mim. Não me considero "bom" em muita coisa mas sei que ao menos em reconhecer as minhas falhas e os meus problemas internos, em analisar o meu ser como se eu não fosse eu e como se de fora visse o que está dentro. Não poderei esmorecer sabendo que todos nós estamos em luta e que a luta não é só individual mas também coletiva, porque não lutamos apenas contra as nossas vontades, fragilidades, vícios, mas também contra inimigos comuns que, camuflados muitas vezes de nossos amigos, nos deixaram ficar mal. Quando é que PMO nos levantou do chão e nos ajudou realmente em alguma coisa? Pelo contrário, cada vez que há uma recaída, sente-se, aliado a um prazer doentio, a profunda e descontrolada tempestade que parece precedida de uma estranha calma e à qual procede a destruição e falta de sentido. Pelo menos assim a sinto.

Estou hoje em luta, como todos os dias.

Um abraço a todos!



" A profunda e descontrolada tempestade que parece precedida de uma estranha calma e à qual procede a destruição e falta de sentido."
Com essa frase você resumiu tudo! A PMO é a solução que erroneamente damos a um problema real. Tô carente, PMO. Problema no trabalho, PMO. Solidão, PMO. Como bem ensina o Miguel Soriani ( pesquise se puder), buscamos a PMO diante uma sensação de IMPOTÊNCIA na vida real quando resolvermos isso, acabamos com o vício.
E é realmente muito, mas muito preocupante e triste mesmo essa questão que você falou do acesso cada vez mais cedo a PMO, eu mesma só tive acesso a pornografia explícita mesmo a três anos, já com 20 anos, antes era só MO, e mesmo assim hoje tenho o vício, imagina as crianças de hoje em dia? Espero que saíamos dessa e possamos pelo menos um pouco ajudar outros a saírem também. Abraços e muita força!

Erkigsnek, VanGogh e Mr.Titanium gostam desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 175
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

12/7/2021, 15:59
Dia 0 - novamente

Olá Amigos. É mais uma vez com muita desilusão que escrevo sobre o meu dia 0. Acabei de recair há pouco após 40 dias de reboot. Sabem, eu estava com uns 14 dias do anterior reboot e recaí. Apenas vim cá, resetei o contador e nem publiquei nada sobre isso. Iniciei o reboot e posso dizer que foi realmente um período excelente. Consegui estar afastado de gatilhos quase ao máximo, não estava com grandes problemas de controle. Tudo isso foi modificando há sensivelmente uma semana. Eu estava com hábitos de sono muito maus, a deitar-me muito tarde, sentia realmente o meu psicológico desregulado. A par com isso, sentia que não conseguia frear o uso de telemóvel e computador (em coisas ditas normais, mesmo - nada de P, nem nada do tipo). Quando iniciou esta semana senti que algo estava mais frágil em mim, na TV passaram uns programas com gatilhos e não lutei muito contra isso... Parece que estava a quebrar aos bocados. Hoje recaí depois de ver conteúdos P que encontrei num site de domínio publico. O que o cérebro faz para contornar todos os obstáculos. Noto que mesmo sem ver nada, quando sei que estou à procura de algo, sinto uma espécie de agitação interior, quase parece que tremo por dentro. Isso mantém-se e intensifica-se com os estímulos mas se eu, por algum motivo, desviar a atenção daquilo isso vai passando. Eu falhei redondamente aqui. Podia ter resistido mas parece que pensei que não havia volta a dar. Agora estou aqui a escrever após olhar a minha cara ao espelho e notar a imediata mudança no meu olhar, na minha expressão. Só quero pedir perdão a Deus e continuar esta luta até acabar com este maldito vício. Terei que lutar contra todos os outros também.


_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------


Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh


---------

Reboot:
02.06.2020 - 25.06.2020
26.06.2020 - 05.07.2020
06.07.2020 - 19.07.2020
20.07.2020 - 08.08.2020
09.08.2020 - 15.08.2020
15.08.2020 - 08.12.2020
08.12.2020 - 20.01.2021
20.01.2020 - 08.03.2021
09.03.2021 - 11.04.2021
12.04.2021 - 03.05.2021
04.05.2021 - 16.05.2021
16.05.2021 - 31.05.2021
01.06.2021 - 12.07.2021
12.07.2021 - 19.07.2021
19.07.2021 - ∞

Rottweiler gosta desta mensagem

VanGogh
VanGogh
Mensagens : 175
Data de inscrição : 25/05/2020

 Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo... - Página 8 Empty Re: Diário de Van Gogh - Vencendo o meu maior inimigo...

19/7/2021, 13:22
Dia 0

Estou no pior período de recaídas desde que comecei o reboot e a culpa é toda minha.
Por agora não vou escrever muito mais. Tenho que agir enquanto há tempo.

Abraço, meus Amigos!

_______________________________________


---------------->     Diário de VanGogh     <----------------


Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco.
Se perdeu a honra, perdeu muito.
Se perdeu a coragem, perdeu tudo.
Vincent Van Gogh


---------

Reboot:
02.06.2020 - 25.06.2020
26.06.2020 - 05.07.2020
06.07.2020 - 19.07.2020
20.07.2020 - 08.08.2020
09.08.2020 - 15.08.2020
15.08.2020 - 08.12.2020
08.12.2020 - 20.01.2021
20.01.2020 - 08.03.2021
09.03.2021 - 11.04.2021
12.04.2021 - 03.05.2021
04.05.2021 - 16.05.2021
16.05.2021 - 31.05.2021
01.06.2021 - 12.07.2021
12.07.2021 - 19.07.2021
19.07.2021 - ∞

Rottweiler gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos