Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

+61
GuerreiroImplacável
Mandrake
Aldo The Apache
likemike
LUCAS CAESAR
Christopher Moltisanti
Diácono Lucas
Vencedor disciplinado
rlutador
Marverick
Justiceiro do Sertão
Joseph
Gabriel TMP(Warrior)
Druidzin
Guilherme96
marlolo2021
Sr. Miranha
Progresso
chopin
The Rorschach
Kaneki
ironmaiden2244
Edm
Dead
Mr. Oveercool
PILGRIM
JovemRenascido
John Fersil
SheldonCooper94
Randy
José2020
I Will Resurface!
NogueiraJ
Gracinha
Ronann
@_Luan
Fuzion
BIXOSO
Unforgiven
Deco
ViníciusB
ShikamaruNara
Oestudante
vierkenes
Red Angus
Rust
Jonas
Linus
Marcus Aurelius
CavaleiroDaLua
Bradock96
LuckyTheWolf
Optimus Prime
Barão Vermelho
OImperialismo
Drew
Umcaralegal
Peter Parker
Harvey
Firenze
Gardenzio
65 participantes
Ir para baixo
Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2078
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Pacaraima

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

15/6/2022, 09:13
15.06.2022, 09h05.

Salve, meu boinador. Obrigado pela passagem por aqui e pelas reflexões. Já te respondo complementando tuas colocações, e concordo com o que dizes.

Bom dia, senhores.

Bom, tenho notado que realmente o violão tem sido a melhor atividade de religação do momento. Engraçado que eu havia parado de tocar violão há uns 6 meses, mas agora que voltei parece que a relação com a música mudou. Curioso isso: sempre toquei violão (amadoramente, porém, pois não entendo nada de teoria musical ou coisas do tipo... kk), mas parece que agora a atividade de tocar violão e cantar um pouco tem me trazido tanto ou mais prazer do que as dopaminas artificiais que às vezes eu buscava. Pode ser que eu esteja esquecido, mas não me lembro de algum momento anterior que eu me sentia tão bem ao parar e tocar umas músicas para mim mesmo. Parece que as emoções das músicas tocam o coração de uma forma diferente, tlgd?!

Enfim... Ainda estou fazendo as aulas de dança também, só aos sábados, e tocando violão. Rotina de exercícios sempre presente: segunda fui ao parque treinar um pouco, ontem correr, hoje irei fazer calistenia, amanhã irei correr, e por aí vai... Deus permitindo, assim continuarei.

Só preciso reservar um horário do dia específico para tocar violão, do contrário fico pegando em momentos aleatórios do dia e isso acaba tirando meu foco. Não faz bem que eu faça isso. Destarte, é importante que eu reserve a noite, por 1h, para tocar violão. Acho que é factível e que não interfere nos estudos e na rotina.

Vou me organizar para dormir mais cedo hoje, pois ultimamente estou dormindo as 23h, e preferiria acordar-me às 6h, mas dormindo esse horário eu acordo cansado. Devo dormir às 22h. Acho que dá sem problemas, basta só se organizar...

No mais, é isso. Voltarei depois para completar alguns relatos que por ventura faltaram.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio: certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude."



Kaneki, OImperialismo e Rottweiler gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2078
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Pacaraima

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

15/6/2022, 09:29
OImperialismo escreveu:Salve, Stallone.

Ilustre boinador. Sempre com grandes relatos detalhados e cheio de conteúdos.

A respeito dos estudos, cara. Também vejo que precisamos deixar as distrações de lado para focar no que é essencial; aprendizado. Haja vista que a tecnologia (usada de forma a esmo) faz você perder o tempo precioso. É por isso que procuro estudar em outro local fora de casa porque nos sentimos mais disposto e concentrado. É só ver várias estantes cheias de livros ou um grupo de pessoas estudando - isso se torna uma energia para si, e é algo muito bom.

Prefiro mil vezes tocar um instrumento ou lavar uma roupa do que ficar mexendo na porra do celular porque, namoral, só tem distração po. É só clicar na barra de pesquisa do Instagram que você fica grudado, se deixar vai até as 2 da manhã... 

Tu trouxe uma visão bastante significativa a respeito da redphill, inclusive já havia refletido a um bom tempo analisando os canais de MGTOW e podcast's.

De fato. Maioria dos caras pela qual tiveram um mal relacionamento, foi traído por alguma ex-parceira ou que levou uma baita rejeição de alguma moça entram para redphill e acabam "generalizando" pensando que toda mulher aderi esses tipos de comportamento e a consequência disso? Perdem a confiança no ser feminino e preferem não se relacionar com mais ninguém, cara... concorda comigo que isso é problema? Afirmo que é importante conhecer a natureza da mulher, claro, mas os caras devem entender que, da mesma forma que existe moças aproveitadores também existem homens que não prestam, a responsabilidade não está atrelada somente na mulher. 

Se você não confiar na sua parceira "achando" que ela vai te trair a qualquer momento então, por que inicia um relacionamento? Se dar iniciativa a um namoro precisa confiar na sua mulher. Se você escolheu uma mina bosta que só gosta de ficar ai é problema seu, meu amigo. Você precisa amar uma pessoa que realmente mereça e não uma vagabunda (é oque eu acho sobre a redphill). 

Defendo que o cara precisa focar em si logo de imediato antes de assumir algum compromisso. Focar no desenvolvimento pessoal (estudos, físico, alma, emocional, financeiro) pois terá condições suficientes de sair com sua parceira e, além disso, caso esteja solteiro, terá oportunidades de conhecer alguém melhor. 

Essa sua frase baseada no trecho do livro do R.Salomão resume tudo oque pretendo dizer. 

"Vivamos. E vida é bela, sempre. Cada coisa tem seu tempo: há o tempo de plantar, há o tempo de colher; há o tempo de adubar o terreno, há o tempo de descansar o terreno."


Um forte abraço, meu camarada. 


Estamos juntos! 

"De fato. Maioria dos caras pela qual tiveram um mal relacionamento, foi traído por alguma ex-parceira ou que levou uma baita rejeição de alguma moça entram para redphill e acabam "generalizando" pensando que toda mulher aderi esses tipos de comportamento e a consequência disso? Perdem a confiança no ser feminino e preferem não se relacionar com mais ninguém, cara... concorda comigo que isso é problema? Afirmo que é importante conhecer a natureza da mulher, claro, mas os caras devem entender que, da mesma forma que existe moças aproveitadores também existem homens que não prestam, a responsabilidade não está atrelada somente na mulher."

Sim, isso é um problema. Não acho que a redpill traz exemplos que não existam, mas vejo que é um problema você só falar de mulheres que são interesseiras, como se em todo conjunto real de mulheres só houvesse mulheres desse tipo, o que é completamente mentira; e acaba que você cria uma realidade paralela, alimentada pelos próprios conteúdos de mulheres interesseiras que o sujeito consome, que faz acreditar que as mulheres são assim mesmo e pronto, o que não é verdade.

Existem mulheres interesseiras? Sim, e acho que a redpill é boa pra alertar o cara nesse sentindo, e não fazê-lo se envolver com qualquer uma. Mas da mesma forma existe também um monte de mulher legal que está querendo se relacionar com um cara legal também... Se pá, é até a maioria, e não a minoria. Só que tudo depende do "mundo" em que um sujeito está inserido; se esse sujeito está inserido num mundo cuja concepção sobre o feminino é que não presta, que é interesseiro, que não se pode confiar, aí é um problema, e não é por acaso que um sujeito só se envolva com pessoas com esse perfil (era isso que queria dizer).

"mas os caras devem entender que, da mesma forma que existe moças aproveitadores também existem homens que não prestam, a responsabilidade não está atrelada somente na mulher."

Claro claro claro, jow. Com certeza. No caso eu falo de homem em relação a mulher por que sou homem, mas, infelizmente, tem mulheres legais que às vezes se envolvem com caras que não têm nada a ver com elas, e elas acabam saindo mais "frustradas" dessa relação. Mas enfim, sua frase aí acima descreve tudo mesmo  Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 1f44f

"Se você não confiar na sua parceira "achando" que ela vai te trair a qualquer momento então, por que inicia um relacionamento? Se dar iniciativa a um namoro precisa confiar na sua mulher. Se você escolheu uma mina bosta que só gosta de ficar ai é problema seu, meu amigo. Você precisa amar uma pessoa que realmente mereça e não uma vagabunda (é oque eu acho sobre a redphill)."

Concordo ... kk Po, entendo que a confiança é o pilar base de todo relacionamento: se não confia na pessoa, não vale a pena nem manter, nem mesmo iniciar.

Enfim, jow. É isso aí.

Abs, meu bom!

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio: certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude."



Spartacuz e OImperialismo gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3131
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

16/6/2022, 18:06
Gardenzio escreveu:15.06.2022, 09h05.

Salve, meu boinador. Obrigado pela passagem por aqui e pelas reflexões. Já te respondo complementando tuas colocações, e concordo com o que dizes.

Bom dia, senhores.

Bom, tenho notado que realmente o violão tem sido a melhor atividade de religação do momento. Engraçado que eu havia parado de tocar violão há uns 6 meses, mas agora que voltei parece que a relação com a música mudou. Curioso isso: sempre toquei violão (amadoramente, porém, pois não entendo nada de teoria musical ou coisas do tipo... kk), mas parece que agora a atividade de tocar violão e cantar um pouco tem me trazido tanto ou mais prazer do que as dopaminas artificiais que às vezes eu buscava. Pode ser que eu esteja esquecido, mas não me lembro de algum momento anterior que eu me sentia tão bem ao parar e tocar umas músicas para mim mesmo. Parece que as emoções das músicas tocam o coração de uma forma diferente, tlgd?!

Enfim... Ainda estou fazendo as aulas de dança também, só aos sábados, e tocando violão. Rotina de exercícios sempre presente: segunda fui ao parque treinar um pouco, ontem correr, hoje irei fazer calistenia, amanhã irei correr, e por aí vai... Deus permitindo, assim continuarei.

Só preciso reservar um horário do dia específico para tocar violão, do contrário fico pegando em momentos aleatórios do dia e isso acaba tirando meu foco. Não faz bem que eu faça isso. Destarte, é importante que eu reserve a noite, por 1h, para tocar violão. Acho que é factível e que não interfere nos estudos e na rotina.

Vou me organizar para dormir mais cedo hoje, pois ultimamente estou dormindo as 23h, e preferiria acordar-me às 6h, mas dormindo esse horário eu acordo cansado. Devo dormir às 22h. Acho que dá sem problemas, basta só se organizar...

No mais, é isso. Voltarei depois para completar alguns relatos que por ventura faltaram.
Bora pra frente amigo, parabéns pela disciplina e pelo tanto de atividade de religação que anda implementando em sua vida, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 100 DIAS e SEM M.O.: 5 DIAS / 7 DIAS  / 10 DIAS

Meus Links:

Gardenzio gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2078
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Pacaraima

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Reset.

17/6/2022, 17:16
Boa tarde, senhores.

Obrigado pela força, meu nobre Kaneki. Abs!

Infelizmente resetei.

Não vou buscar racionalizações para massagear meu ego, porque vejo que o reset só se explica por uma falha minha pessoal. Mas tudo bem, me perdoo. Não fico contente, mas vou procurar  aprender com esses 24 dias, procurar ver o que posso fazer de melhor e já voltar para os trilhos o mais rápido possível.

Procurei dar o meu melhor com as condições que eu tinha no momento, e aprendi. Vou me reerguer.

Consigo observar que um pequeno vacilo com um gatilho, talvez há 5 dias atrás, me desconcertou e sorrateiramente foi escalando até aqui. Confesso que não soube ser forte o suficiente hoje, mas também confesso que consegui ser forte em outras situações durante esses 24 dias. Tanto é que no início foi difícil pra caralho pegar nos estudos, mas mesmo assim estudei, mesmo com dificuldades enormes de concentração (creio eu em virtude do vício). Enfim, não posso dizer que não houve progresso, mas com isso também não quero me dar por satisfeito, abaixar as rédeas e largar o foda-se para o reboot esses dias. A merda já está feita, mas voltarei aos trilhos. Me dedicarei como estava me dedicando esses dias.

Não me cobrarei demais nesse próximo reboot, mas vejo que eu posso me dedicar um pouco mais ao reboot. Não no sentido de fazer um reboot perfeito, mas sim no sentido de realmente me dedicar ao reboot.

Nesse jornada percebi que não adianta eu só fazer o reboot, afastar-me da PMO. Tem algumas coisas que preciso entender melhor sobre mim, buscar um pouco mais de autoconhecimento, e um canal da psicóloga Pâmela Magalhães tem me ajudado muito. Foi uma benção eu ter encontrado esse canal. O canal dela é o seu nome, pra quem quiser procurar...

Percebi que dá pra eu fazer da leitura do e-book um compromisso diário, de domingo a domingo, independentemente da vontade, pois isso me faz bem. E quase sempre mudar envolve sair da zona de conforto, sobretudo quando estamos empenhados em mudar para melhor. Há que se fazer o que não se fazia.

Percebi também que ainda que minhas práticas espirituais estejam bem fracas, renovar - à minha [falha] maneira - a minha fé e o entendimento de que Deus me deu as ferramentas que eu preciso para superar aquilo que sempre pedi à Ele me deixa um pouco mais confortável. Agora a parada não é mais com Ele, mas sim comigo. Não vou mais "discutir" com Ele no sentido de "po Deus, sempre te pedi essas paradas, não tem como dar uma forcinha não?!", e sim entender que Ele já me deu as ferramentas, agora Ele me fez livre o suficiente para escolher qual caminho eu quero seguir. Hoje eu falhei, mas não quer dizer que será assim.

Eu também me superei dessa vez. Sei que vem aquele pensamento "poxa, superou mas eu poderia ter continuado ainda mais a caminhar...", mas não darei corda a eles. Eu me superei; não tinha fé que conseguiria passar dos 18 dias, passei dos 23. Sempre há a possibilidade de fazer mais e melhor, mas vou olhar para o que eu fiz e agradecer. Isso me mostra que eu posso fazer mais.

Esses últimos dias estão sendo difíceis de organizar a rotina. Algumas coisas me preocupam, alguns pensamentos roubam minha paz mental, de modo que faz-se necessário organizar melhor os pensamentos e organizar a vida. Apesar de estar estudando, tem algumas coisas que estou procrastinando há muito tempo, mas buscarei recuperar as rédeas da vida e colocar todas as coisas no devido lugar.

No mais, é isso.

Durante esses últimos 24 dias estive livre de gatilhos a grande parte do tempo; hoje vacilei, 1 x, mas recuperar-nos-emos.

O baile continua seguindo.

Take it easy, faith in God, and just do it. You're not alone. Love yourself.

Flws.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio: certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude."



Justiceiro do Sertão, Kaneki e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Mateus Fonseca
Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/05/2022

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

17/6/2022, 18:00
Gardenzio escreveu:Boa tarde, senhores.

Obrigado pela força, meu nobre Kaneki. Abs!

Infelizmente resetei.

Não vou buscar racionalizações para massagear meu ego, porque vejo que o reset só se explica por uma falha minha pessoal. Mas tudo bem, me perdoo. Não fico contente, mas vou procurar  aprender com esses 24 dias, procurar ver o que posso fazer de melhor e já voltar para os trilhos o mais rápido possível.

Procurei dar o meu melhor com as condições que eu tinha no momento, e aprendi. Vou me reerguer.

Consigo observar que um pequeno vacilo com um gatilho, talvez há 5 dias atrás, me desconcertou e sorrateiramente foi escalando até aqui. Confesso que não soube ser forte o suficiente hoje, mas também confesso que consegui ser forte em outras situações durante esses 24 dias. Tanto é que no início foi difícil pra caralho pegar nos estudos, mas mesmo assim estudei, mesmo com dificuldades enormes de concentração (creio eu em virtude do vício). Enfim, não posso dizer que não houve progresso, mas com isso também não quero me dar por satisfeito, abaixar as rédeas e largar o foda-se para o reboot esses dias. A merda já está feita, mas voltarei aos trilhos. Me dedicarei como estava me dedicando esses dias.

Não me cobrarei demais nesse próximo reboot, mas vejo que eu posso me dedicar um pouco mais ao reboot. Não no sentido de fazer um reboot perfeito, mas sim no sentido de realmente me dedicar ao reboot.

Nesse jornada percebi que não adianta eu só fazer o reboot, afastar-me da PMO. Tem algumas coisas que preciso entender melhor sobre mim, buscar um pouco mais de autoconhecimento, e um canal da psicóloga Pâmela Magalhães tem me ajudado muito. Foi uma benção eu ter encontrado esse canal. O canal dela é o seu nome, pra quem quiser procurar...

Percebi que dá pra eu fazer da leitura do e-book um compromisso diário, de domingo a domingo, independentemente da vontade, pois isso me faz bem. E quase sempre mudar envolve sair da zona de conforto, sobretudo quando estamos empenhados em mudar para melhor. Há que se fazer o que não se fazia.

Percebi também que ainda que minhas práticas espirituais estejam bem fracas, renovar - à minha [falha] maneira - a minha fé e o entendimento de que Deus me deu as ferramentas que eu preciso para superar aquilo que sempre pedi à Ele me deixa um pouco mais confortável. Agora a parada não é mais com Ele, mas sim comigo. Não vou mais "discutir" com Ele no sentido de "po Deus, sempre te pedi essas paradas, não tem como dar uma forcinha não?!", e sim entender que Ele já me deu as ferramentas, agora Ele me fez livre o suficiente para escolher qual caminho eu quero seguir. Hoje eu falhei, mas não quer dizer que será assim.

Eu também me superei dessa vez. Sei que vem aquele pensamento "poxa, superou mas eu poderia ter continuado ainda mais a caminhar...", mas não darei corda a eles. Eu me superei; não tinha fé que conseguiria passar dos 18 dias, passei dos 23. Sempre há a possibilidade de fazer mais e melhor, mas vou olhar para o que eu fiz e agradecer. Isso me mostra que eu posso fazer mais.

Esses últimos dias estão sendo difíceis de organizar a rotina. Algumas coisas me preocupam, alguns pensamentos roubam minha paz mental, de modo que faz-se necessário organizar melhor os pensamentos e organizar a vida. Apesar de estar estudando, tem algumas coisas que estou procrastinando há muito tempo, mas buscarei recuperar as rédeas da vida e colocar todas as coisas no devido lugar.

No mais, é isso.

Durante esses últimos 24 dias estive livre de gatilhos a grande parte do tempo; hoje vacilei, 1 x, mas recuperar-nos-emos.

O baile continua seguindo.

Take it easy, faith in God, and just do it. You're not alone. Love yourself.

Flws.
Também recaí hoje, parece que vai demorar tanto pro reboot acabar... A sensação de que eu acabo de jogar esforço no lixo é horrível, agora vou ter que esperar mais e mais denovo... Bom, fazer o que né, amanhã é meu dia do lixo, era pra ser um dia incrível onde eu me recompensaria do esforço que fiz, não só no reboot mas em tudo, mas agora nem vou aproveitar muito por causa dessa sensação de lixo.
Boa sorte pra vc, espero que nossos reboots sejam cada vez mais longos

Gardenzio gosta desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3131
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

17/6/2022, 19:25
Gardenzio escreveu:Boa tarde, senhores.

Obrigado pela força, meu nobre Kaneki. Abs!

Infelizmente resetei.

Não vou buscar racionalizações para massagear meu ego, porque vejo que o reset só se explica por uma falha minha pessoal. Mas tudo bem, me perdoo. Não fico contente, mas vou procurar  aprender com esses 24 dias, procurar ver o que posso fazer de melhor e já voltar para os trilhos o mais rápido possível.

Procurei dar o meu melhor com as condições que eu tinha no momento, e aprendi. Vou me reerguer.

Consigo observar que um pequeno vacilo com um gatilho, talvez há 5 dias atrás, me desconcertou e sorrateiramente foi escalando até aqui. Confesso que não soube ser forte o suficiente hoje, mas também confesso que consegui ser forte em outras situações durante esses 24 dias. Tanto é que no início foi difícil pra caralho pegar nos estudos, mas mesmo assim estudei, mesmo com dificuldades enormes de concentração (creio eu em virtude do vício). Enfim, não posso dizer que não houve progresso, mas com isso também não quero me dar por satisfeito, abaixar as rédeas e largar o foda-se para o reboot esses dias. A merda já está feita, mas voltarei aos trilhos. Me dedicarei como estava me dedicando esses dias.

Não me cobrarei demais nesse próximo reboot, mas vejo que eu posso me dedicar um pouco mais ao reboot. Não no sentido de fazer um reboot perfeito, mas sim no sentido de realmente me dedicar ao reboot.

Nesse jornada percebi que não adianta eu só fazer o reboot, afastar-me da PMO. Tem algumas coisas que preciso entender melhor sobre mim, buscar um pouco mais de autoconhecimento, e um canal da psicóloga Pâmela Magalhães tem me ajudado muito. Foi uma benção eu ter encontrado esse canal. O canal dela é o seu nome, pra quem quiser procurar...

Percebi que dá pra eu fazer da leitura do e-book um compromisso diário, de domingo a domingo, independentemente da vontade, pois isso me faz bem. E quase sempre mudar envolve sair da zona de conforto, sobretudo quando estamos empenhados em mudar para melhor. Há que se fazer o que não se fazia.

Percebi também que ainda que minhas práticas espirituais estejam bem fracas, renovar - à minha [falha] maneira - a minha fé e o entendimento de que Deus me deu as ferramentas que eu preciso para superar aquilo que sempre pedi à Ele me deixa um pouco mais confortável. Agora a parada não é mais com Ele, mas sim comigo. Não vou mais "discutir" com Ele no sentido de "po Deus, sempre te pedi essas paradas, não tem como dar uma forcinha não?!", e sim entender que Ele já me deu as ferramentas, agora Ele me fez livre o suficiente para escolher qual caminho eu quero seguir. Hoje eu falhei, mas não quer dizer que será assim.

Eu também me superei dessa vez. Sei que vem aquele pensamento "poxa, superou mas eu poderia ter continuado ainda mais a caminhar...", mas não darei corda a eles. Eu me superei; não tinha fé que conseguiria passar dos 18 dias, passei dos 23. Sempre há a possibilidade de fazer mais e melhor, mas vou olhar para o que eu fiz e agradecer. Isso me mostra que eu posso fazer mais.

Esses últimos dias estão sendo difíceis de organizar a rotina. Algumas coisas me preocupam, alguns pensamentos roubam minha paz mental, de modo que faz-se necessário organizar melhor os pensamentos e organizar a vida. Apesar de estar estudando, tem algumas coisas que estou procrastinando há muito tempo, mas buscarei recuperar as rédeas da vida e colocar todas as coisas no devido lugar.

No mais, é isso.

Durante esses últimos 24 dias estive livre de gatilhos a grande parte do tempo; hoje vacilei, 1 x, mas recuperar-nos-emos.

O baile continua seguindo.

Take it easy, faith in God, and just do it. You're not alone. Love yourself.

Flws.
Olá amigo, nunca deixe de falar aqui quando ver um gatilho, isso ajuda muito pq quanto mais ignoramos isso pior vai ficando. Uma vez eu tinha citado sobre a possibilidade de continuar o reboot tendo ainda algumas práticas que levam muito reboot a gente, tu foi muito bem, nao se deixe abalar. Continue fechando as brechas e as atividades de religação. Uma coisa que me ajuda muito é tentar um dia ser mais produtivo e outros não tanto, eu sinto que me forçar dms é pior, pq quando eu chego no meu limite parece que eu vou colocar tudo a perder dnv. Bora pra frente, hoje já é outro dia e tudo irá se ajeitar, parabéns por ter ido tão longe, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 100 DIAS e SEM M.O.: 5 DIAS / 7 DIAS  / 10 DIAS

Meus Links:

Gardenzio gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2309
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

17/6/2022, 19:40
Gardenzio escreveu:Boa tarde, senhores.

Obrigado pela força, meu nobre Kaneki. Abs!

Infelizmente resetei.

Não vou buscar racionalizações para massagear meu ego, porque vejo que o reset só se explica por uma falha minha pessoal. Mas tudo bem, me perdoo. Não fico contente, mas vou procurar  aprender com esses 24 dias, procurar ver o que posso fazer de melhor e já voltar para os trilhos o mais rápido possível.

Procurei dar o meu melhor com as condições que eu tinha no momento, e aprendi. Vou me reerguer.

Consigo observar que um pequeno vacilo com um gatilho, talvez há 5 dias atrás, me desconcertou e sorrateiramente foi escalando até aqui. Confesso que não soube ser forte o suficiente hoje, mas também confesso que consegui ser forte em outras situações durante esses 24 dias. Tanto é que no início foi difícil pra caralho pegar nos estudos, mas mesmo assim estudei, mesmo com dificuldades enormes de concentração (creio eu em virtude do vício). Enfim, não posso dizer que não houve progresso, mas com isso também não quero me dar por satisfeito, abaixar as rédeas e largar o foda-se para o reboot esses dias. A merda já está feita, mas voltarei aos trilhos. Me dedicarei como estava me dedicando esses dias.

Não me cobrarei demais nesse próximo reboot, mas vejo que eu posso me dedicar um pouco mais ao reboot. Não no sentido de fazer um reboot perfeito, mas sim no sentido de realmente me dedicar ao reboot.

Nesse jornada percebi que não adianta eu só fazer o reboot, afastar-me da PMO. Tem algumas coisas que preciso entender melhor sobre mim, buscar um pouco mais de autoconhecimento, e um canal da psicóloga Pâmela Magalhães tem me ajudado muito. Foi uma benção eu ter encontrado esse canal. O canal dela é o seu nome, pra quem quiser procurar...

Percebi que dá pra eu fazer da leitura do e-book um compromisso diário, de domingo a domingo, independentemente da vontade, pois isso me faz bem. E quase sempre mudar envolve sair da zona de conforto, sobretudo quando estamos empenhados em mudar para melhor. Há que se fazer o que não se fazia.

Percebi também que ainda que minhas práticas espirituais estejam bem fracas, renovar - à minha [falha] maneira - a minha fé e o entendimento de que Deus me deu as ferramentas que eu preciso para superar aquilo que sempre pedi à Ele me deixa um pouco mais confortável. Agora a parada não é mais com Ele, mas sim comigo. Não vou mais "discutir" com Ele no sentido de "po Deus, sempre te pedi essas paradas, não tem como dar uma forcinha não?!", e sim entender que Ele já me deu as ferramentas, agora Ele me fez livre o suficiente para escolher qual caminho eu quero seguir. Hoje eu falhei, mas não quer dizer que será assim.

Eu também me superei dessa vez. Sei que vem aquele pensamento "poxa, superou mas eu poderia ter continuado ainda mais a caminhar...", mas não darei corda a eles. Eu me superei; não tinha fé que conseguiria passar dos 18 dias, passei dos 23. Sempre há a possibilidade de fazer mais e melhor, mas vou olhar para o que eu fiz e agradecer. Isso me mostra que eu posso fazer mais.

Esses últimos dias estão sendo difíceis de organizar a rotina. Algumas coisas me preocupam, alguns pensamentos roubam minha paz mental, de modo que faz-se necessário organizar melhor os pensamentos e organizar a vida. Apesar de estar estudando, tem algumas coisas que estou procrastinando há muito tempo, mas buscarei recuperar as rédeas da vida e colocar todas as coisas no devido lugar.

No mais, é isso.

Durante esses últimos 24 dias estive livre de gatilhos a grande parte do tempo; hoje vacilei, 1 x, mas recuperar-nos-emos.

O baile continua seguindo.

Take it easy, faith in God, and just do it. You're not alone. Love yourself.

Flws.

Saudações, nobre Gardenzio.

Lamento pelo seu reset, entretanto eis que o parabenizo pela dignidade em se levantar e reorganizar sua rotina rumo ao livramento do vício. Tem todo o meu apoio.

Vá fundo. Na disciplina e na dedicação. Forte abraço, estou aqui torcendo por você.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Gardenzio e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Cavalo Alado
Mensagens : 7
Data de inscrição : 30/05/2022

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

17/6/2022, 20:05
Cara, uma coisa que tem me ajudado muito no reboot e na vida em geral foi acompanhar o Eslen Delanogare no instagram e pelo canal de assinatura dele RD (vídeos semanais focado em desenvolvimento pessoal/profissional). Ele é um psicólogo com foque em neurociência que da vários insights sobre como mudar sua rotina e como manter consistência nas atividades utilizando uma abordagem cientifica, de como é importante o ambiente nas nossas decisões e na forma como nos sentimos. Recomento fortemente que acompanhe ele, veja as caixinhas que ele responde no instagram diariamente, depois caso se interessa mais assine o plano mensal para ver os vídeos dele (apenas R$ 30,00). Digo isso porque ele me deu um gás para tentar mudar a situação que me encontro, mas também tem milhares de pessoal estão seguindo ele e que estão colhendo bons resultados.
Gardenzio escreveu:
Não me cobrarei demais nesse próximo reboot, mas vejo que eu posso me dedicar um pouco mais ao reboot. Não no sentido de fazer um reboot perfeito, mas sim no sentido de realmente me dedicar ao reboot.

Eu não entendi muito bem o que você quis dizer aqui. Realmente é uma pena que tenha recaído, conheço o sentimento e é uma merda ver a streak ir por água a baixo em questão de minutos, fazendo com que sentimos culpados. Acho o primeiro passo você já deu, que é se perdoar e não ficar com esse sentimento de culpa na cabeça, mas não concordo em não se cobrar demais no próximo reboot. Pornografia é um vício que carregamos por anos nas nossas vidas e demora mais uns anos para que possamos, pra quem sabe, nos livrarmos dessa nojeira que tanto nos envergonhamos. Acredito que temos, sim, que nos cobrar para sair desse vício a todo o custo, pois sem essa cobrança fica muito fácil cair em tentações de novo, principalmente logo após uma recaída. E não digo que esse tipo de cobrança tenha que ser algo que beira a psicopatia, de ficar pensando em 24h em não realizar o PMO, mas algo mais gentil, que você possa se comprometer o máximo o suficiente com o reboot para dar o melhor de si, respeitando seus limites e valores. Acima de tudo, não confunda esse "não me cobrarei demais" com complacência perante o vício, pois ai é ladeira a baixo.

Agora, bora pra cima. tmjj

_______________________________________

Gardenzio e BlackSkull1 gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2078
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Pacaraima

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

19/6/2022, 21:35
19.06.2022, 21h36.

Boa noite, senhores. Responder-vos-ei logo menos, mas desde já agradeço-vos pelos comentários pertinentes. Li todos com muita atenção e agradeço a força.

Cabe a mim expor com sinceridade as coisas, é verdade.

O ruim de resetar depois de uma streak é a tendência de largar o foda-se, e foi isso que fiz hoje.

Às vezes penso ser inútil relatar coisas aqui porque parece que está tudo do mesmo jeito.

Mas se tem uma coisa que eu posso dizer que é verdade é que eu não perco minhas esperanças de jeito nenhum'. Não foi ainda? Blz, mas tenho certeza absoluta que está mais perto do que longe.

Ainda estou batendo a cabeça na parede, estou tentando escalar esse muro e estou caindo, mas eu conseguirei, porque estou vendo outras pessoas escalando o mesmo muro e estão ultrapassando. Porque que comigo vai ser diferente? Negativo, 01. Eu conseguirei. Pode não ter sido dessa vez, mas minha vez chegará.

Pode parecer um motivacional vazio, mas eu vejo como renovação das esperanças. Sou brasileiro e como diz o ditado clichê: brasileiro nunca desiste. E voilà, se ser brasileiro é nunca desistir das coisas, então eu sou brasileiro pra carvalho...

Eu errei na streak de 24 dias por ceder. É verdade. Errei. Falhei.

Engraçado como sou humano e erro, não é verdade? Mas que bom que pelo menos agora eu não me cobro e não me martirizo por ter resetado. Não me cobro no sentido de não ficar com pensamentos do tipo "sou um bosta, sou um merda, eu nunca dou certo, etc...", mas sim devo me cobrar para ter resultados diferentes no reboot e voltar para os trilhos mais uma vez.

Acho que olhar para mim com um pouco mais de compaixão tira um peso de minhas costas. Pois bem, eu sou humano, eu erro, mas eu consigo mudar também.

Hoje eu refletia brevemente sobre sermos responsáveis por nós mesmos. É um outro tema manjado, mas que é verdadeiro. Eu pensei: as coisas não estavam assim antes, uns 3 anos atrás; há 3 anos, eu me sentia muito bem comigo; só que eu deixei de regar e cuidar de mim, de minha mente, fui deixando isso em segundo plano e aqui estamos nós. Relembrar da autorresponsabilidade e vivê-la na concretude da vida ajuda.

Eu vacilei comigo mesmo ao deixar de cuidar de minha vida, de minha rotina, de meus hábitos, de gerir minhas emoções, e aqui estamos. Deus não tem nada a ver com isso, nem o governo, nem a Lua, nem o Sol, nem meus cachorros, nem meus pais, nem ninguém. Fui eu quem me trouxe aqui, só eu sairei, e só eu serei responsável por, aos poucos, ir construindo um tijolo sobre a base de minha vida.

Uma metáfora que me vem em mente agora é a seguinte: antes do reboot eu vivia desabrigado, não sabia o que fazer da vida e era um andarilho; ao conhecer o método como parar, o e-book, o Fórum e o reboot, eu descobri que eu poderia morar numa casa, mas não numa casa qualquer, nunca casa bonita, com jardim, 2 carros, garagem, 3 cães de guarda, uma mulher que me ama, com piscina e tudo mais. Quando eu comecei a fazer o reboot eu estava construindo a minha casa, primeiro a base, depois a construção propriamente dita (não entendo de engenharia civil... kk); e eu consegui finalizar minha casa; estava bonita, linda, tinha tudo que eu sonhava. Mas infelizmente um tsunami veio e demoliu toda a minha casa, e agora estou eu desabrigado novamente, tendo que reconstruir minha casa. E aprendendo que onde eu construí minha primeira casa acontecem tsunamis, eu devo agora construir minha casa em outro local, onde não tenham tsunamis, nem terremotos, nem vendavais; talvez eu precise reforçar algumas estruturas de minha casa, para que ela fique mais resistente; talvez colocar umas câmeras de proteção, voltar com os 3 cachorros que eu tinha e quem sabe um caseiro de confiança para vigiar os intrusos; não é fácil ter que reconstruir uma casa do zero, mas tendo a experiência de já ter construído uma casa antes, essa segunda vez será ainda melhor, pois terei mais experiência; fico abalado, triste e frustrado por ter perdido minha casa de repente por um tsunami, e isso meche comigo; não tem jeito, eu sou um ser humano; mas é preciso recuperar os cacos que ficaram no caminho e colocar a mão na massa novamente.

Pois bem, só uma metáfora para ilustrar um pouco a situação.  

Pois bem, eu não perco as esperanças nunca. Enquanto Deus me permitir estar aqui, eu terei esperanças. Não desisto e não vou ficar alimentando minha frustração.

Apesar de tudo, hoje fui ao parque, e conversei com um senhor simpático que veio puxar assunto. Preferi me abrir ao invés de fechar a cara e bloquear uma conversa; enfim, serei mais assim. Estive só um pouco mais alegre, e notei que ser simpático com um desconhecido é gratificante. Eu me lembro das vezes que eu estava pesado emocionalmente, e que um simples sorriso de alguém recuperou meu dia. Pois é isso. E a vida retribui. Pode ser que nem sempre você encontre pessoas de bem com a vida, mas você faz a sua parte. Não me acho que eu esteja 100% de bem com a vida, acho que ainda tenho muito a melhorar, mas já estou engatinhando...

Levei a cadela para o parque, e ela correu mais que Usain Bolt em prova de 400m rasos. Está na flor da idade a digníssima, tem mais que correr mesmo. E me deixa alegre poder cuidar um pouco descentemente de minha cadela.

Faça um experimento: prenda seu cachorro e sua mãe na mala do carro, deixe esperando por 10 minutinhos, e veja quem vai ao final lhe ver e ficar feliz ao lhe ver e que vai sair correndo pra pular em você...  

Sei que tem gente que pensa diferente, e está tudo bem. Não é questão de ser certo ou errado, mas apenas de perspectiva. Eu escolho acreditar que a vida é bela, que vale a pena viver, e que por mais insignificante que eu seja, eu posso fazer a diferença no mundo, enquanto eu viver. Então assim seguirei. Quanto mais pessoas pensarem assim, melhor o mundo vai se tornar...

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio: certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude."



Kaneki e Rottweiler gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3131
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

20/6/2022, 19:57
Gardenzio escreveu:19.06.2022, 21h36.

Boa noite, senhores. Responder-vos-ei logo menos, mas desde já agradeço-vos pelos comentários pertinentes. Li todos com muita atenção e agradeço a força.

Cabe a mim expor com sinceridade as coisas, é verdade.

O ruim de resetar depois de uma streak é a tendência de largar o foda-se, e foi isso que fiz hoje.

Às vezes penso ser inútil relatar coisas aqui porque parece que está tudo do mesmo jeito.

Mas se tem uma coisa que eu posso dizer que é verdade é que eu não perco minhas esperanças de jeito nenhum'. Não foi ainda? Blz, mas tenho certeza absoluta que está mais perto do que longe.

Ainda estou batendo a cabeça na parede, estou tentando escalar esse muro e estou caindo, mas eu conseguirei, porque estou vendo outras pessoas escalando o mesmo muro e estão ultrapassando. Porque que comigo vai ser diferente? Negativo, 01. Eu conseguirei. Pode não ter sido dessa vez, mas minha vez chegará.

Pode parecer um motivacional vazio, mas eu vejo como renovação das esperanças. Sou brasileiro e como diz o ditado clichê: brasileiro nunca desiste. E voilà, se ser brasileiro é nunca desistir das coisas, então eu sou brasileiro pra carvalho...

Eu errei na streak de 24 dias por ceder. É verdade. Errei. Falhei.

Engraçado como sou humano e erro, não é verdade? Mas que bom que pelo menos agora eu não me cobro e não me martirizo por ter resetado. Não me cobro no sentido de não ficar com pensamentos do tipo "sou um bosta, sou um merda, eu nunca dou certo, etc...", mas sim devo me cobrar para ter resultados diferentes no reboot e voltar para os trilhos mais uma vez.

Acho que olhar para mim com um pouco mais de compaixão tira um peso de minhas costas. Pois bem, eu sou humano, eu erro, mas eu consigo mudar também.

Hoje eu refletia brevemente sobre sermos responsáveis por nós mesmos. É um outro tema manjado, mas que é verdadeiro. Eu pensei: as coisas não estavam assim antes, uns 3 anos atrás; há 3 anos, eu me sentia muito bem comigo; só que eu deixei de regar e cuidar de mim, de minha mente, fui deixando isso em segundo plano e aqui estamos nós. Relembrar da autorresponsabilidade e vivê-la na concretude da vida ajuda.

Eu vacilei comigo mesmo ao deixar de cuidar de minha vida, de minha rotina, de meus hábitos, de gerir minhas emoções, e aqui estamos. Deus não tem nada a ver com isso, nem o governo, nem a Lua, nem o Sol, nem meus cachorros, nem meus pais, nem ninguém. Fui eu quem me trouxe aqui, só eu sairei, e só eu serei responsável por, aos poucos, ir construindo um tijolo sobre a base de minha vida.

Uma metáfora que me vem em mente agora é a seguinte: antes do reboot eu vivia desabrigado, não sabia o que fazer da vida e era um andarilho; ao conhecer o método como parar, o e-book, o Fórum e o reboot, eu descobri que eu poderia morar numa casa, mas não numa casa qualquer, nunca casa bonita, com jardim, 2 carros, garagem, 3 cães de guarda, uma mulher que me ama, com piscina e tudo mais. Quando eu comecei a fazer o reboot eu estava construindo a minha casa, primeiro a base, depois a construção propriamente dita (não entendo de engenharia civil... kk); e eu consegui finalizar minha casa; estava bonita, linda, tinha tudo que eu sonhava. Mas infelizmente um tsunami veio e demoliu toda a minha casa, e agora estou eu desabrigado novamente, tendo que reconstruir minha casa. E aprendendo que onde eu construí minha primeira casa acontecem tsunamis, eu devo agora construir minha casa em outro local, onde não tenham tsunamis, nem terremotos, nem vendavais; talvez eu precise reforçar algumas estruturas de minha casa, para que ela fique mais resistente; talvez colocar umas câmeras de proteção, voltar com os 3 cachorros que eu tinha e quem sabe um caseiro de confiança para vigiar os intrusos; não é fácil ter que reconstruir uma casa do zero, mas tendo a experiência de já ter construído uma casa antes, essa segunda vez será ainda melhor, pois terei mais experiência; fico abalado, triste e frustrado por ter perdido minha casa de repente por um tsunami, e isso meche comigo; não tem jeito, eu sou um ser humano; mas é preciso recuperar os cacos que ficaram no caminho e colocar a mão na massa novamente.

Pois bem, só uma metáfora para ilustrar um pouco a situação.  

Pois bem, eu não perco as esperanças nunca. Enquanto Deus me permitir estar aqui, eu terei esperanças. Não desisto e não vou ficar alimentando minha frustração.

Apesar de tudo, hoje fui ao parque, e conversei com um senhor simpático que veio puxar assunto. Preferi me abrir ao invés de fechar a cara e bloquear uma conversa; enfim, serei mais assim. Estive só um pouco mais alegre, e notei que ser simpático com um desconhecido é gratificante. Eu me lembro das vezes que eu estava pesado emocionalmente, e que um simples sorriso de alguém recuperou meu dia. Pois é isso. E a vida retribui. Pode ser que nem sempre você encontre pessoas de bem com a vida, mas você faz a sua parte. Não me acho que eu esteja 100% de bem com a vida, acho que ainda tenho muito a melhorar, mas já estou engatinhando...

Levei a cadela para o parque, e ela correu mais que Usain Bolt em prova de 400m rasos. Está na flor da idade a digníssima, tem mais que correr mesmo. E me deixa alegre poder cuidar um pouco descentemente de minha cadela.

Faça um experimento: prenda seu cachorro e sua mãe na mala do carro, deixe esperando por 10 minutinhos, e veja quem vai ao final lhe ver e ficar feliz ao lhe ver e que vai sair correndo pra pular em você...  

Sei que tem gente que pensa diferente, e está tudo bem. Não é questão de ser certo ou errado, mas apenas de perspectiva. Eu escolho acreditar que a vida é bela, que vale a pena viver, e que por mais insignificante que eu seja, eu posso fazer a diferença no mundo, enquanto eu viver. Então assim seguirei. Quanto mais pessoas pensarem assim, melhor o mundo vai se tornar...
bora pra frente amigo, vamo continuar vendo o lado positivo das coisas, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 100 DIAS e SEM M.O.: 5 DIAS / 7 DIAS  / 10 DIAS

Meus Links:

Gardenzio gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2078
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Pacaraima

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

22/6/2022, 09:06
Mateus Fonseca escreveu:
Também recaí hoje, parece que vai demorar tanto pro reboot acabar... A sensação de que eu acabo de jogar esforço no lixo é horrível, agora vou ter que esperar mais e mais denovo... Bom, fazer o que né, amanhã é meu dia do lixo, era pra ser um dia incrível onde eu me recompensaria do esforço que fiz, não só no reboot mas em tudo, mas agora nem vou aproveitar muito por causa dessa sensação de lixo.
Boa sorte pra vc, espero que nossos reboots sejam cada vez mais longos

Obrigado pela força, meu nobre Mateus. Precisamos recuperar nossas forças e esperanças, e assim seguir em frente. Ao cair 8x, nos levantamos 9. Abs!

Kaneki escreveu:
Olá amigo, nunca deixe de falar aqui quando ver um gatilho, isso ajuda muito pq quanto mais ignoramos isso pior vai ficando. Uma vez eu tinha citado sobre a possibilidade de continuar o reboot tendo ainda algumas práticas que levam muito reboot a gente, tu foi muito bem, nao se deixe abalar. Continue fechando as brechas e as atividades de religação. Uma coisa que me ajuda muito é tentar um dia ser mais produtivo e outros não tanto, eu sinto que me forçar dms é pior, pq quando eu chego no meu limite parece que eu vou colocar tudo a perder dnv. Bora pra frente, hoje já é outro dia e tudo irá se ajeitar, parabéns por ter ido tão longe, abçs.

Obrigado pela força, meu nobre Kaneki. Cara, é verdade, o ideal é eu passar mais aqui no Fórum, estou pecando nesse quesito, mas vou fazer melhor. Ter um dia produtivo é importante mesmo e, apesar de eu não estar sendo produtivo, vou aos poucos buscar a solução para essas questões. Mas nunca desistirei. Abs!

Justiceiro do Sertão escreveu:
Saudações, nobre Gardenzio.

Lamento pelo seu reset, entretanto eis que o parabenizo pela dignidade em se levantar e reorganizar sua rotina rumo ao livramento do vício. Tem todo o meu apoio.

Vá fundo. Na disciplina e na dedicação. Forte abraço, estou aqui torcendo por você.

Obrigado pela força, meu nobre Justiceiro. De fato, esse última streak consegui me superar, e continuarei trilhando meu caminho para viver uma vida livre, longe das amarras. Abs!

Cavalo Alado escreveu:
Cara, uma coisa que tem me ajudado muito no reboot e na vida em geral foi acompanhar o Eslen Delanogare no instagram e pelo canal de assinatura dele RD (vídeos semanais focado em desenvolvimento pessoal/profissional). Ele é um psicólogo com foque em neurociência que da vários insights sobre como mudar sua rotina e como manter consistência nas atividades utilizando uma abordagem cientifica, de como é importante o ambiente nas nossas decisões e na forma como nos sentimos. Recomento fortemente que acompanhe ele, veja as caixinhas que ele responde no instagram diariamente, depois caso se interessa mais assine o plano mensal para ver os vídeos dele (apenas R$ 30,00). Digo isso porque ele me deu um gás para tentar mudar a situação que me encontro, mas também tem milhares de pessoal estão seguindo ele e que estão colhendo bons resultados.
Gardenzio escreveu:
Não me cobrarei demais nesse próximo reboot, mas vejo que eu posso me dedicar um pouco mais ao reboot. Não no sentido de fazer um reboot perfeito, mas sim no sentido de realmente me dedicar ao reboot.

Eu não entendi muito bem o que você quis dizer aqui. Realmente é uma pena que tenha recaído, conheço o sentimento e é uma merda ver a streak ir por água a baixo em questão de minutos, fazendo com que sentimos culpados. Acho o primeiro passo você já deu, que é se perdoar e não ficar com esse sentimento de culpa na cabeça, mas não concordo em não se cobrar demais no próximo reboot. Pornografia é um vício que carregamos por anos nas nossas vidas e demora mais uns anos para que possamos, pra quem sabe, nos livrarmos dessa nojeira que tanto nos envergonhamos. Acredito que temos, sim, que nos cobrar para sair desse vício a todo o custo, pois sem essa cobrança fica muito fácil cair em tentações de novo, principalmente logo após uma recaída. E não digo que esse tipo de cobrança tenha que ser algo que beira a psicopatia, de ficar pensando em 24h em não realizar o PMO, mas algo mais gentil, que você possa se comprometer o máximo o suficiente com o reboot para dar o melhor de si, respeitando seus limites e valores. Acima de tudo, não confunda esse "não me cobrarei demais" com complacência perante o vício, pois ai é ladeira a baixo.

Agora, bora pra cima. tmjj

Obrigado pelas dicas, meu nobre Cavalo Alado. Cara, já surgiram algumas recomendações desse cara no meu Youtube, mas nunca cheguei a ver os vídeos dele. Depois que você me recomendou e falou sobre o que ele faz, fiquei curioso e fui escutar um podcast dele no Inteligência LTDA, e achei muito interessante. Vou passar a acompanhar esse cara. Eu já tinha visto uns vídeos dele sobre rotina, e pensei que ele fosse atleta, porque ele postava coisas sobre alimentação e treino; isso deve fazer um ou dois anos; depois pelo que ouvi do podcast, se não me falha a memória, ele também é formado em nutrição... Mas vou acompanhá-lo.

Show, entendi perfeitamente sua posição sobre "cobrar-se ou não se cobrar", e tens razão. Acho que a cobrança deve sim existir exatamente nos moldes como você colocou, sem chegar em neuroses, mas a cobrança no sentido natural.

"Acima de tudo, não confunda esse "não me cobrarei demais" com complacência perante o vício, pois ai é ladeira a baixo". Concordo 100%, a pegada é essa.

No mais, valeu pela força. Abs!

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio: certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude."



Kaneki e Rottweiler gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2078
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Pacaraima

Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora! - Página 42 Empty Re: Diário do Gardenzio, ilCapo - O novo se constrói agora!

23/6/2022, 21:41
23.06.2022, 21h02

Boa noite, senhores.

Engraçado perceber que em algum momento nos desconectamos de nós mesmos e não percebemos. O piloto automático da vida é acionado e o bem mais precioso e importante que somos nós mesmos é deixado de lado em nome de um trabalho que nos remunere bem, de um futuro promissor em algum trabalho, em nome de uma preparação para alguma importante prova ou em nome de qualquer outra coisa. E eu não estou dizendo em nenhum momento que nos não devemos querer o que queremos nas nossas vidas, ou que não podemos/devemos querer coisas grandiosas, que não podemos/devemos nos desafiar, que não podemos/devemos sonhar grande; eu mesmo sou um enorme defensor de que devemos sim sonhar grande e vislumbrar um grande futuro, sempre com os pés no chão e fazendo o que deve ser feito.

Mas é aqui que entramos no ponto central. Não conquistaremos grandes coisas abdicando de nós mesmos. Ou até poderemos conquistar grandes coisas (sei lá, um trabalho que remunere bem, o emprego dos sonhos, a sua empresa crescendo e aumentando de lucro, etc...), mas se em algum momento abdicarmos de nós mesmos é bem provável que nossas conquistas estejam vazias e sem sentido; ou teremos conquistado isso e aquilo outro, mas estamos infelizes, ou estamos sem saúde, ou estamos sozinhos...

Mais uma vez, não estou dizendo para deixarmos de sonhar grande e de correr atrás dos nossos projetos e sonhos. O que eu estou dizendo é que nós não podemos só correr atrás de nossos sonhos e deixarmos nosso mundo interior em segundo plano.

Bom, é verdade que a sociedade líquida contemporânea - talvez retirada do capitalismo industrial e transplantada na concepção do indivíduo como um ser - nos fez olhar para o homem como uma mercadoria, mas talvez adotar a concepção de que eu, enquanto ser, sou a empresa mais importante na qual eu devo investir meu tempo, recursos e cuidados, seja didático à cargo de exemplo. Pois não existe bem mais precioso do que eu mesmo enquanto indivíduo, estando ciente de que qualquer espécie de mudança que eu vislumbre no macro e microcosmo deve passar primeiramente por minha mudança interior, e não pela mudança dos outros, do governo, da conjuntura global, do alinhamento dos astros ou de qualquer outra coisa. Retorno à compreensão que aprendi com Leandro Karnal, e que não sei se é de sua autoria ou de outrem, de que "eu sou o sócio majoritário de minha existência" e, embora eu não controle tudo na minha vida, eu tenho poder para controlar un bel po' di cose que acontecem ao meu redor; tudo não, mas consigo sim controlar um bocadinho de coisas.

Em sendo sócios majoritários da nossa própria existência, não podemos abdicar de nós mesmos, pois a nossa empresa poderá falir algum dia. E se não cuidarmos, a probabilidade disso acontecer é grande. E o cuidado é constante e permanente.

Bom, é verdade que às vezes, por situações da vida, concentramos boa parte de nossa energia em planos específicos, mas isso não deve significar negligência com o autocuidado. Vinicius de Moraes, em Para Viver um Grande Amor, escreveu muito bem que é "preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente", e devemos ter essa atenção para conosco.

Escrevo isso pois eu quero que eu e você recuperemos o leme do barco de nossas vidas, esqueçamos de dar desculpas e de fato partamos para mudar o que tem nos incomodado. Belas palavras podem inspirar, mas são ações que transformam. Preciso que lembremos que por mais que o barco possa estar desgovernado, sou o capitão da minha alma e senhor do meu destino, e além disso sou o sócio majoritário de minha vida. Devo portanto investir na minha principal empresa que sou eu mesmo.

Ler, estudar, cuidar da inteligência emocional, cuidar dos pensamentos... Aliás, cuidar dos pensamentos é uma das coisas mais importantes que podemos fazer por nós mesmos, pois os pensamentos são poderosíssimos.

Quando Jesus Christ disse que a fé pode mover montanhas, Ele não estava falando isso no sentido literal de deslocar uma montanha X do ponto A para o ponto B; a mente é poderosíssima, nossos pensamentos são poderosos, mas só precisamos nos atentar para não confundir 'poder do pensamento' com 'magia negra' ou 'bruxaria' (os dois últimos num sentido bem grosseiro dos termos, num sentido de que com o poder do pensamento começarei a levitar em 3, 2, 1...).

Pois bem, que nos lembremos disso: somos sócios majoritários da nossa existência; somente eu tenho o poder de mudar a minha vida, mais ninguém. EU sou o capitão da minha alma e senhor do meu destino; NÃO HÁ NADA que me impeça de conquistar o que eu desejo A NÃO SER EU MESMO.

Protegido da noite que me encobre,
Escura como o vão entre os mastros,
Eu agradeço a quaisquer deuses que acaso existam
Por minha alma inconquistável.

Nas garras das circunstâncias,
Não estremeci ou chorei em voz alta.
Sob os golpes do acaso
Minha cabeça sangra, mas não curvada.

Além deste lugar de ira e lágrimas,
Agiganta-se o horror das sombras,
E, ainda assim, a ameaça dos anos
Me encontra, e me encontrará, sem medo.

Não importa quão estreito seja o portão,
Quão cheio de punições o pergaminho,
Eu sou o mestre do meu destino,
Eu sou o capitão da minha alma.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio: certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude."



Rottweiler gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos