Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

+58
likemike
LUCAS CAESAR
Christopher Moltisanti
Diácono Lucas
Vencedor disciplinado
rlutador
Marverick
Justiceiro do Sertão
Joseph
Gabriel TMP(Warrior)
Druidzin
Guilherme96
marlolo2021
Sr. Miranha
Progresso
chopin
The Rorschach
Kaneki
ironmaiden2244
Edm
Dead
Mr. Oveercool
PILGRIM
JovemRenascido
John Fersil
SheldonCooper94
Randy
José2020
I Will Resurface!
NogueiraJ
Gracinha
Ronann
@_Luan
Fuzion
BIXOSO
Unforgiven
Deco
ViníciusB
ShikamaruNara
Oestudante
vierkenes
Red Angus
Rust
Jonas
Linus
Marcus Aurelius
CavaleiroDaLua
Bradock96
LuckyTheWolf
Optimus Prime
Barão Vermelho
RousseauStrong
Drew
Umcaralegal
Peter Parker
Harvey
Firenze
Gardenzio
62 participantes
Ir para baixo
Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3414
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

7/4/2022, 08:03
Gardenzio escreveu:06.04.2022, 11h59

Boa noite, senhores.

Fissuras fortes bateram ontem e hoje pela manhã. A sensibilização do meu cérebro está muito forte, de modo que nesse início é fica mais desafiador dizer não. Mas é possível.

Realmente esqueci-me de muitos conceitos que envolvem o vício, e irei retomar a leitura de alguns bons conteúdos.

Percebo a diferença que faz ter uma mente em paz, ao invés de estar com uma mente conturbada. De toda forma, preciso colocar minha responsabilidade pelos resultados que venho colhendo em minha vida.

Bate-me um pouco de ansiedade, ansiedade de querer já estar curado. Mas preciso lembrar-me que é necessário viver o processo, e esse processo faz parte da recuperação.

Vejo que minha mente está confusa, minha rotina também um pouco.

Estou também empenhando em me livrar do hábito de assistir TV à noite. Semana passada foi bom, mas segunda e ontem não consegui fazê-lo. Hoje procurarei seguir o que venho prometendo a mim mesmo. Do contrário, são só palavras ao vento que eu escrevo aqui, mas não será assim mais.

Ainda estou me recuperando.

Voltei a lembrar-me de tópicos como sensibilização, dessensibilização e hipofrontalidade. Alguns ainda estou esquecido, mas a leitura vai me auxiliar.

Lerei o blog fightthenewdrug.com, excelente por sinal.

Temos que cuidar também da mente.

Seguirei.

E agradeço imensamente aos amigos vierkenes e Kaneki pelos comentários. Grande abraço!
Olá amigo, bora pra frente. Dando um passo de cada vez, abçs.

_______________________________________





METAS: SEM P: 140 DIAS // SEM M.O.: 3 DIAS

Meus Links:
Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

18/4/2022, 20:44
18.04.2022, 20h45

E aí, soldado.

Confesso que não estava planejando me apresentar hoje aqui. Mas já fazia um tempo, e achei por bem dar o ar da graça.

Depois do penúltimo post, no qual realmente abri algumas coisas minhas aqui, pude perceber que eu só estava me enganando, ou realmente não querendo enxergar que é a P sim que está/estava estragando complemente a minha vida. Ainda é um pouco difícil para mim perceber que, sim, a P estava acabando completamente com minha vida, com meu vigor, com minha alegria, com minha autoestima. Ela, mais uma vez, por mais triste que possa ser, estava acabando com minha vida, e eu não estava conseguindo perceber.

Por fora, talvez você me visse na rua e me achasse uma pessoa normal, sem qualquer problema aparente; também devo reconhecer que já estive muito pior no sentido de baixa autoestima e ansiedade social, mas a PMO sim está/estava arruinando todas as transformações positivas que eu carreguei comigo desde minha streak de mais de 360 dias sem PMO e quando voltei de viagem.

Escrever aquele penúltimo post é veramente me recordar do quanto eu cheguei um outro Gardenzio. Nem eu mesmo sequer poderia imaginar o quanto que uma viagem me fez bem, tá ligado. Pqp, eu interagi com tanta gente no meio desse percurso, conheci tanta gente nova, viajei só pra pqp pra um lugar que eu nem conhecia, me virei, fiz uma amizades por lá... bicho, sabe a sensação de algo que você faz de sensacional na sua vida? Voilà. Não consigo descrever com palavras.

Não tinha ansiedade social. Um amigo meu vir aqui ano passado ajudou-me a me lembrar do quão bom foi aquela viagem. Eu me virava. Não tinha aquele medo "e agora, vou chegar lá sozinho e o que vou fazer? vou ficar boiando?"... isso nem passava mais pela minha cabeça. Se fosse haver alguma situação social nova eu dizia "missão dada é missão cumprida" e partia "pra guerra". Eu ia dar meu jeito de me divertir e, quem sabe, socializar com novas pessoas. Eu não era assim antes; eu passei a ser assim e, talvez por uma série de motivos (morando só, rotina do dia a dia, faculdade, pandemia, vício em PMO, voltar a estar com os pais e tudo isso junto...), eu fui perdendo todos esses progressos.

Eu estava, simplesmente, me transformando. Às vezes me distanciando de algumas amizades sem futuro do colégio, conhecendo novas pessoas... Enfim, ampliando meu horizonte.

Eu me olhava no espelho e pensava comigo mesmo "porra mano, que cara foda que estás se tornando...". E, sim, mais uma vez, tenho certeza que ter estado livre da PMO foi um dos fatores (senão o principal) que me fez experimentar a vida.

E tudo isso só foi sensacional porque eu ainda não estava imerso em PMO. Ainda era livre pra voar, pra viver a vida. Eu estava me amando. Às vezes não me reconhecia, apesar de eu dizer para mim mesmo "cara, eu sempre quis fazer isso na minha vida, e vou aproveitar essa bagaça o máximo que eu puder", "eu nasci pra isso".

Enfim... Por uma série de fatores, ultimamente percebi que toda essa vibe positiva estava indo para o ralo. Sim, é verdade. E tenho certeza absoluta que a PMO tem sua parcela aí. Tem, pois se eu não estivesse mergulhado na PMO eu estaria empregando meu tempo livre para as coisas que mais importam hoje na minha vida, seja cuidar da profissão, dos estudos, ou mesmo aproveitar para viver os meus sonhos de vida, ou fazer de tudo um pouco. Não tenho dúvidas que a PMO está e estava acabando com a minha luz.

Lembrei-me que assim que voltei de viagem comecei a frequentar a praça aqui do bairro, e tinha um tio maromba gente fina do caramba que puxava assunto e amizade com todos. O cara emitia uma luz positiva sensacional, e assim ele atraia a todos. Como diria meu amigo Joanilson: "é um espírito evoluído".

Enfim, jow, diante de todas essas boas lembranças da vida, as coisas mudaram e continuarão mudando. E que bom. Ouvi muito de Caio Carneiro uma frase (que não sei se é sua): "a única coisa constante na vida é a mudança". E adorava essa frase. Ainda gosto, aliás. Reflete a vida. No final das contas, é isso mesmo. E acho que a experiência da viagem foi sensacional justamente por todo novo dia ser um dia diferente. Todo novo dia eu ia conhecer uma pessoa nova, fazer algo de diferente, viver algo novo, e por isso que foi sensacional.

Já escrevi sobre reinventar-se antes, mas quero lembrar-me disso. Só que para isso eu preciso continuar na minha recuperação.

É difícil ter que aceitar novamente algumas coisas: aceitar-se como viciado, reconhecer a impotência de minha vontade consciente de parar com vício, e entender que a minha rotina precisa ser alterada para não me permitir ter gatilhos. É difícil reconhecer porque eu me lembro de tudo isso que vivi e me lembro que eu não estava preso ao vício. Mas voltei para ele. É difícil reconhecer, mas é preciso fazê-lo. Não tem outro caminho. Ou eu reconheço que eu estou viciado, que eu preciso de ajuda, que eu sozinho não conseguirei, que eu preciso ir atrás de minha recuperação, que eu preciso evitar alguns hábitos, ou continuarei acabando com minha vida.

No mais, é isso, companheiros.

Agradeço ao nobre Kaneki pela última passagem aqui no meu diário. Abraço bro.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Kaneki, Rottweiler, @_Luan e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3414
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

20/4/2022, 17:46
Gardenzio escreveu:18.04.2022, 20h45

E aí, soldado.

Confesso que não estava planejando me apresentar hoje aqui. Mas já fazia um tempo, e achei por bem dar o ar da graça.

Depois do penúltimo post, no qual realmente abri algumas coisas minhas aqui, pude perceber que eu só estava me enganando, ou realmente não querendo enxergar que é a P sim que está/estava estragando complemente a minha vida. Ainda é um pouco difícil para mim perceber que, sim, a P estava acabando completamente com minha vida, com meu vigor, com minha alegria, com minha autoestima. Ela, mais uma vez, por mais triste que possa ser, estava acabando com minha vida, e eu não estava conseguindo perceber.

Por fora, talvez você me visse na rua e me achasse uma pessoa normal, sem qualquer problema aparente; também devo reconhecer que já estive muito pior no sentido de baixa autoestima e ansiedade social, mas a PMO sim está/estava arruinando todas as transformações positivas que eu carreguei comigo desde minha streak de mais de 360 dias sem PMO e quando voltei de viagem.

Escrever aquele penúltimo post é veramente me recordar do quanto eu cheguei um outro Gardenzio. Nem eu mesmo sequer poderia imaginar o quanto que uma viagem me fez bem, tá ligado. Pqp, eu interagi com tanta gente no meio desse percurso, conheci tanta gente nova, viajei só pra pqp pra um lugar que eu nem conhecia, me virei, fiz uma amizades por lá... bicho, sabe a sensação de algo que você faz de sensacional na sua vida? Voilà. Não consigo descrever com palavras.

Não tinha ansiedade social. Um amigo meu vir aqui ano passado ajudou-me a me lembrar do quão bom foi aquela viagem. Eu me virava. Não tinha aquele medo "e agora, vou chegar lá sozinho e o que vou fazer? vou ficar boiando?"... isso nem passava mais pela minha cabeça. Se fosse haver alguma situação social nova eu dizia "missão dada é missão cumprida" e partia "pra guerra". Eu ia dar meu jeito de me divertir e, quem sabe, socializar com novas pessoas. Eu não era assim antes; eu passei a ser assim e, talvez por uma série de motivos (morando só, rotina do dia a dia, faculdade, pandemia, vício em PMO, voltar a estar com os pais e tudo isso junto...), eu fui perdendo todos esses progressos.

Eu estava, simplesmente, me transformando. Às vezes me distanciando de algumas amizades sem futuro do colégio, conhecendo novas pessoas... Enfim, ampliando meu horizonte.

Eu me olhava no espelho e pensava comigo mesmo "porra mano, que cara foda que estás se tornando...". E, sim, mais uma vez, tenho certeza que ter estado livre da PMO foi um dos fatores (senão o principal) que me fez experimentar a vida.

E tudo isso só foi sensacional porque eu ainda não estava imerso em PMO. Ainda era livre pra voar, pra viver a vida. Eu estava me amando. Às vezes não me reconhecia, apesar de eu dizer para mim mesmo "cara, eu sempre quis fazer isso na minha vida, e vou aproveitar essa bagaça o máximo que eu puder", "eu nasci pra isso".

Enfim... Por uma série de fatores, ultimamente percebi que toda essa vibe positiva estava indo para o ralo. Sim, é verdade. E tenho certeza absoluta que a PMO tem sua parcela aí. Tem, pois se eu não estivesse mergulhado na PMO eu estaria empregando meu tempo livre para as coisas que mais importam hoje na minha vida, seja cuidar da profissão, dos estudos, ou mesmo aproveitar para viver os meus sonhos de vida, ou fazer de tudo um pouco. Não tenho dúvidas que a PMO está e estava acabando com a minha luz.

Lembrei-me que assim que voltei de viagem comecei a frequentar a praça aqui do bairro, e tinha um tio maromba gente fina do caramba que puxava assunto e amizade com todos. O cara emitia uma luz positiva sensacional, e assim ele atraia a todos. Como diria meu amigo Joanilson: "é um espírito evoluído".

Enfim, jow, diante de todas essas boas lembranças da vida, as coisas mudaram e continuarão mudando. E que bom. Ouvi muito de Caio Carneiro uma frase (que não sei se é sua): "a única coisa constante na vida é a mudança". E adorava essa frase. Ainda gosto, aliás. Reflete a vida. No final das contas, é isso mesmo. E acho que a experiência da viagem foi sensacional justamente por todo novo dia ser um dia diferente. Todo novo dia eu ia conhecer uma pessoa nova, fazer algo de diferente, viver algo novo, e por isso que foi sensacional.

Já escrevi sobre reinventar-se antes, mas quero lembrar-me disso. Só que para isso eu preciso continuar na minha recuperação.

É difícil ter que aceitar novamente algumas coisas: aceitar-se como viciado, reconhecer a impotência de minha vontade consciente de parar com vício, e entender que a minha rotina precisa ser alterada para não me permitir ter gatilhos. É difícil reconhecer porque eu me lembro de tudo isso que vivi e me lembro que eu não estava preso ao vício. Mas voltei para ele. É difícil reconhecer, mas é preciso fazê-lo. Não tem outro caminho. Ou eu reconheço que eu estou viciado, que eu preciso de ajuda, que eu sozinho não conseguirei, que eu preciso ir atrás de minha recuperação, que eu preciso evitar alguns hábitos, ou continuarei acabando com minha vida.

No mais, é isso, companheiros.

Agradeço ao nobre Kaneki pela última passagem aqui no meu diário. Abraço bro.
Bora pra frente amigo, parabéns pelos dias firmes, continue focado assim, abçs.

_______________________________________





METAS: SEM P: 140 DIAS // SEM M.O.: 3 DIAS

Meus Links:

Gardenzio e @_Luan gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

26/4/2022, 19:28
26.04.2022, 19h10

Bom dia, digníssimos.

Hoje eu resetei 2 vezes, depois de 19 dias limpo.

Observando meus 19 dias, posso dizer que consegui empregar uma boa disciplina nos primeiros 16 dias, e depois disso afrouxei as rédeas e, segundo minha perspectiva, foi o que sorrateiramente me levou a leves gatilhos e consequentemente aos resets de hoje.

Com os 19 dias posso dizer que conseguir abrir meus olhos para coisas que não enxergava. Ah, e antes de versar sobre aquilo que passei a enxergar com os 19 dias de reboot, devo recordar-me que 18 dias limpo e 1 dia de reset não significa 20 dias perdidos; não é porque resetei hoje que tudo foi por água abaixo. Consegui ficar 18 dias limpo, e isso para mim foi um progresso.

De fato, uns 2 últimos posts meus foi falando um pouco sobre o quão cego eu estava diante de minha vida, e o quanto a PMO estava contribuindo para cegar minha vida. É verdade... E durante esses 19 dias pude observar que sim, eu estava muito cego, e que eu não estava conseguindo encarar meus problemas pessoais frente à frente.

Como sabemos, muitos de nós usamos a PMO para varrer para debaixo do tapete os problemas da vida, e comigo não foi diferente. Não conseguia enxergar que, realmente, os resultados que eu vinha colhendo em minha vida há um tempo eram derivados diretamente do meu consumo de pornografia, que me fazia esquecer dos problemas que eu tinha que encarar, e que me fazia ficar entorpecido nas estimulações supranaturais dos vídeos e da PMO.

Hoje talvez eu tenha sido fraco novamente, mas dessa vez sinto-me mais forte.

Afastei-me um pouco de postar em meu diário para que eu pudesse mostrar algum resultado concreto com meu reboot e, consequentemente, poder investir mais na minha recuperação. Li quase todos os dias fightthenewdrug.com e isso me ajudou.

E sim, novamente, todos os resultados negativos que vinha colhendo em minha vida são/eram derivados do consumo de pornografia. E eu não estava conseguindo enxergar isso, por incrível que pareça. Eu realmente estava cego, sem enxergar.

A falta de propósito na vida, relacionamentos péssimos, falta de rumo na vida, pensamentos duvidosos, ansiedade, preocupação, irritabilidade, e fora outros fatores que não me veem agora mas que, com certeza, estão/estavam assombrando minha vida, e eu não conseguia enxergar que a pornografia era a principal variável que fazia tudo isso se agravar. Sim, meu jovem, abra seu olho, pois era a pornografia sim quem estava minando todas as suas perspectivas de viver plenamente e feliz.

Mais uma vez, 18 dias limpo e 1 dia de reset não quer dizer 20 dias perdidos. Houve progresso aqui, e cabe a mim continuar de volta aos trilhos e buscando a ajuda que eu preciso ter. Sei que não estou só nessa batalha, quero curar-me e preciso novamente reconhecer a fraqueza de minha vontade consciente de parar.

É difícil ter que, mais uma vez, nos reconhecer como viciados, ou viciados em recuperação, mas é mais legal ser mais honesto consigo mesmo e conseguir assim ir atrás daquilo que deve ser feito, do que ficar se escondendo por trás de uma máscara de cara "perfeito" que não tem nenhum problema.

Preciso, novamente, recuperar minhas energias e voltar a ter a humildade de reconhecer que estou recomeçando tudo do zero. Estou viciado em PMO, e o único caminho para recuperar-se do vício é buscando a recuperação.

As ferramentas estão aí. Irei em busca delas.

É necessário sempre renovar as esperanças e ao mesmo tempo fazer a sua parte.

É sobre isso.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Rottweiler gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

27/4/2022, 09:51
27.04.2022, 09h20

Boa tarde, senhores.

Acho que da reflexão de ontem virá uma outra hoje, que creio eu ajudar-me-á a caminhar minha jornada.

Primeiro, relembrar-me que, como ontem citei, se eu fiquei 18 dias limpo e tive 1 dia de reset não quer dizer que eu perdi 20 dias. Eu avancei. Sim, também resetei, mas precisamos nesse momento recuperar nossas forças e voltar rapidamente aos trilhos.

A outra coisa é que eu preciso primeiro me entregar para viver a recuperação. Preciso viver tudo de novo no sentindo de apagar o que eu supostamente acho que "já sei" e começar a adotar mais uma postura "bom, eu não sei de muita coisa, e o que eu mais preciso é buscar ajuda de outras pessoas e de outros lugares". Preciso restaurar minha humildade para entender que eu ainda tenho muito a aprender com meu reboot e, o mais importante, estar aberto a realmente viver uma recuperação.

Viver uma recuperação quer dizer fazê-la a coisa mais importante da sua vida, ainda que, evidentemente, tenhamos outras obrigações e afazeres da vida para fazer. Mas não devo esquecer-me que, ainda que tenhamos obrigações e afazeres que o mundo nos pede, não existe coisa mais importante nesse planeta do que cuidar de nós mesmos.

Só agora eu pude abrir meu olho para o tanto de coisas e oportunidades eu estava perdendo em minha vida porque eu estava/estou simplesmente atolado no vício. De alguma forma eu queria mentir para mim mesmo dizendo "não, você não está atolado no vício", ou "não, você não está viciado novamente", ou "não, seu vício 'está controlado'". Tudo mentira e racionalizações que impediam de ver a realidade que eu estava realmente enfrentando.

É entender, filhão, que você está sim viciado em pornografia.

E que toda a estagnação de sua vida hoje é fruto de você ter alocado tempo em PMO ao invés de estar alocando tempo em seu crescimento pessoal, financeiro, profissional, intelectual.

Já faz muito tempo que eu não pego um livro de desenvolvimento pessoal para ler; já faz muito tempo que eu não leio um livro sobre finanças; já faz muito tempo que eu não leio sobre adestramento, para cuidar do meu cachorro (assunto que gosto); já faz muito tempo que eu quero iniciar um determinado projeto e não começo; já faz muito tempo que  meu relacionamento interpessoal está uma bosta, por mais que eu não queria enxergar isso; faz tempo que quero começar a estudar árabe e não começo.  E fora as outras coisas que não me lembro agora. E mano, é a pornografia sim quem está acabando com sua vida.

Ontem estive refletindo no banho sobre a castidade... kkk Acho curioso porque de há muito estou afastado das práticas religiosas, apesar de manter-me sempre em Deus. Mas lembrava-me que, apesar de eu saber que o Fórum nunca foi um defensor daquilo que o cristianismo (e outras religiões por aí...) costumam chamar de castidade, na prática o reboot hardmode (que é considerado por muitos a melhor forma de se fazer um reboot em termos de recuperação) é um tipo de vivência de castidade. Sem, no entanto, a perspectiva religiosa, o que de todo jeito não deixa de ser castidade, grosso modo.

É porque erroneamente entende-se "viver castidade" como ter uma vida sem sexo... kk O que não é verdade. Viver a castidade estando solteiro é, seguindo bem à risca os preceitos, viver sem sexo... kk Mas vive-se a castidade estando num relacionamento (segundo a doutrina, casado; mas se você quiser estender, namorando...).

Claro, castidade vai além de apenas não consumir PMO e/ou reservar-se ao S com sua esposa ou não ter S enquanto você está solteiro. Mas comparando grosseiramente, o reboot hard mode é uma vivência de castidade.

E é curioso porque o movimento NOFAP de uns anos para cá cresceu bastante, e tem uma tonelada de vídeos na internet relatando seus benefícios.

Interessante que uma porrada de pesquisa confirma só uma coisa: pornografia em relacionamento só acaba com a intimidade do casal, só causa D.E. no homem, e só leva um relacionamento para a ruína. Só que a indústria pornográfica, durante muito tempo e ainda hoje, quer vender a pornografia como aquilo que vai melhorar o sexo, apimentar a relação, quando na verdade só vai acabar com sua vida e com a vida do casal. E também para isso eu estava cego; não enxergava isso. Estava perdidasso.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Rottweiler gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

30/4/2022, 11:40
30.04.2022, 11h13.

Senhores. Boa noite.

Senhores, quero retomar o meu diário como sendo uma ferramenta em que eu possa realmente expor minhas questões referentes ao reboot em PMO.

Li que é importante poder se abrir para alguma pessoa próxima de confiança, e estou relutando ter que fazer isso novamente por acreditar que não fará tanta diferença. Pode ser sim que eu esteja errado, mas na minha visão eu vejo que simplesmente abrir-se com alguém próximo de confiança não é tão importante quanto de fato poder me dedicar ao reboot. Novamente, algo na minha intuição me diz "não, você está equivocado", mas vejamos...

De qualquer forma, não preciso nem mais me preocupar com contar para alguém de confiança, afinal esse fórum é público e qualquer um pode acessá-lo... kkk

Deixando adendos desnecessários de lado, não quero mais usar esse fórum como um poço para lamentações. É verdade que ontem eu resetei feio meu contador, mais uma vez, e que eu voltei à estaca zero do vício em PMO. Ou seja, estou realmente viciado, voltei ao ponto zero.

E a verdade é que não me comprometi até agora com o reboot.

Meu cérebro viciado está tão acostumado em saciá-lo com dopamina demasiado artificial que a maior parte das minhas lembranças é de fracasso, fracasso, fracasso com o experimento, mas tudo isso é reversível. Sim, os fracassos com o reboot ocorreram, não são falsos, mas só reiteram o fato de eu estar complemente viciado e ter dessensibilizado meu cérebro com um consumo frequente de PMO. Mas a plasticidade cerebral está aí para reverter nosso vício em PMO.

Lendo hoje o ebook dei-me conta de que quase todas (senão todas) as justificativas para continuar viciado se aplicavam a mim. No capítulo 12 do e-book Vicio em Pornografia Como Parar, li todas as justificativas e bloqueios mentais, e quase todas se aplicavam ao meu caso. Todas consegui identificar e perceber que uma das razões para eu continuar viciado é justamente eu não perceber que eu estou enganando a mim mesmo.

As justificativas e bloqueios mentais que constam no e-book são:
1. desculpa do "trauma de infância"
2. desculpa dos "problemas pessoais"
3. a desculpa do "caso especial"
4. a desculpa do "trabalho diferenciado"
5. a desculpa do "morar sozinho"
6. a desculpa do "morar com outras pessoas"
7. a desculpa do "desejo exagerado"
8. a desculpa do "vício em sexo"
9. a desculpa da "recaída frequente"
10. a desculpa de "não ter uma namorada"
11. a desculpa da "doença do amanhã"
12. a desculpa da "vítima"

De todas as 12, creio que apenas a 3, 4 e 5 não se aplicam a mim. Mas lê-las só me fez perceber, novamente, o quão cego eu estou.

Preciso de ajuda, mas o comprometimento com minha recuperação só virá de mim mesmo, e não adiantará eu ter ajuda de 30 mil profissionais se eu não estiver disposto a pagar o preço da recuperação.

Algumas outras justificativas, desculpas e bloqueios mentais vêm a minha mente, e boa parte destas também encaixam-se entre as desculpas que elenquei logo acima. O fato é que não passam de desculpas e justificativas para manter-me viciado. E ponto final.

Sendo honesto convosco, não sei se a partir de hoje voltarei frequentemente ao Fórum para compartilhar o progresso de meu reboot. O meu foco deve está na recuperação, e vou usar a tecnologia - que infelizmente usamos para o mal - para justamente poder me curar daquilo que me faz mal. Mas ao mesmo tempo sei que juntar-me nesse comunidade, engajar-me com os demais rebooters, ajudar-me-á com o reboot dos soldados de batalha e, por consequência, também ajudará no meu reboot. É uma coisa a se ponderar.

O tempo que eu uso na leitura do e-book e/ou participação do Fórum acaba competindo com o tempo que eu deveria estar empregando para estudar. Maaaaaaaaaas, antes de mais nada, devo lembrar-me que é possível sim recuperar-se bem e estudar bem, pois lembro-me com lucidez que quanto mais eu cuidava de minha recuperação em meados de 2017 mais tempo livre no longo prazo eu tinha para poder me dedicar aos estudos. Se eu já fiz esta p*h4 antes em minha vida, e se diariamente eu vejo que tem gente feito eu conseguindo fazer, eu conseguirei também.

Assim seguirei.

Talvez até os senhores estejam cansados de ler só resets em meu diário, mas não é porque um dia foi assim que no outro dia não pode ser diferente. Aliás, algo que me dá esperanças é saber que mais tempo de minha vida eu passei longe desse vício nefasto do que nele. E assim é preciso seguir, renovando sempre as esperanças e tendo fé que um novo nascer do sol na sua janela é sempre a oportunidade que lhe faltava para você mudar para melhor.

Não importa quantas vezes você já resetou. O que conta é o quão disposto você estará para curar-se desse mal.

Vou fazer a minha parte e seguir com a vida.

Abraço a todos os campeões que estão nessa luta.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Fuzion, Rottweiler e @_Luan gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3414
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

1/5/2022, 15:36
Gardenzio escreveu:30.04.2022, 11h13.

Senhores. Boa noite.

Senhores, quero retomar o meu diário como sendo uma ferramenta em que eu possa realmente expor minhas questões referentes ao reboot em PMO.

Li que é importante poder se abrir para alguma pessoa próxima de confiança, e estou relutando ter que fazer isso novamente por acreditar que não fará tanta diferença. Pode ser sim que eu esteja errado, mas na minha visão eu vejo que simplesmente abrir-se com alguém próximo de confiança não é tão importante quanto de fato poder me dedicar ao reboot. Novamente, algo na minha intuição me diz "não, você está equivocado", mas vejamos...

De qualquer forma, não preciso nem mais me preocupar com contar para alguém de confiança, afinal esse fórum é público e qualquer um pode acessá-lo... kkk

Deixando adendos desnecessários de lado, não quero mais usar esse fórum como um poço para lamentações. É verdade que ontem eu resetei feio meu contador, mais uma vez, e que eu voltei à estaca zero do vício em PMO. Ou seja, estou realmente viciado, voltei ao ponto zero.

E a verdade é que não me comprometi até agora com o reboot.

Meu cérebro viciado está tão acostumado em saciá-lo com dopamina demasiado artificial que a maior parte das minhas lembranças é de fracasso, fracasso, fracasso com o experimento, mas tudo isso é reversível. Sim, os fracassos com o reboot ocorreram, não são falsos, mas só reiteram o fato de eu estar complemente viciado e ter dessensibilizado meu cérebro com um consumo frequente de PMO. Mas a plasticidade cerebral está aí para reverter nosso vício em PMO.

Lendo hoje o ebook dei-me conta de que quase todas (senão todas) as justificativas para continuar viciado se aplicavam a mim. No capítulo 12 do e-book Vicio em Pornografia Como Parar, li todas as justificativas e bloqueios mentais, e quase todas se aplicavam ao meu caso. Todas consegui identificar e perceber que uma das razões para eu continuar viciado é justamente eu não perceber que eu estou enganando a mim mesmo.

As justificativas e bloqueios mentais que constam no e-book são:
1. desculpa do "trauma de infância"
2. desculpa dos "problemas pessoais"
3. a desculpa do "caso especial"
4. a desculpa do "trabalho diferenciado"
5. a desculpa do "morar sozinho"
6. a desculpa do "morar com outras pessoas"
7. a desculpa do "desejo exagerado"
8. a desculpa do "vício em sexo"
9. a desculpa da "recaída frequente"
10. a desculpa de "não ter uma namorada"
11. a desculpa da "doença do amanhã"
12. a desculpa da "vítima"

De todas as 12, creio que apenas a 3, 4 e 5 não se aplicam a mim. Mas lê-las só me fez perceber, novamente, o quão cego eu estou.

Preciso de ajuda, mas o comprometimento com minha recuperação só virá de mim mesmo, e não adiantará eu ter ajuda de 30 mil profissionais se eu não estiver disposto a pagar o preço da recuperação.

Algumas outras justificativas, desculpas e bloqueios mentais vêm a minha mente, e boa parte destas também encaixam-se entre as desculpas que elenquei logo acima. O fato é que não passam de desculpas e justificativas para manter-me viciado. E ponto final.

Sendo honesto convosco, não sei se a partir de hoje voltarei frequentemente ao Fórum para compartilhar o progresso de meu reboot. O meu foco deve está na recuperação, e vou usar a tecnologia - que infelizmente usamos para o mal - para justamente poder me curar daquilo que me faz mal. Mas ao mesmo tempo sei que juntar-me nesse comunidade, engajar-me com os demais rebooters, ajudar-me-á com o reboot dos soldados de batalha e, por consequência, também ajudará no meu reboot. É uma coisa a se ponderar.

O tempo que eu uso na leitura do e-book e/ou participação do Fórum acaba competindo com o tempo que eu deveria estar empregando para estudar. Maaaaaaaaaas, antes de mais nada, devo lembrar-me que é possível sim recuperar-se bem e estudar bem, pois lembro-me com lucidez que quanto mais eu cuidava de minha recuperação em meados de 2017 mais tempo livre no longo prazo eu tinha para poder me dedicar aos estudos. Se eu já fiz esta p*h4 antes em minha vida, e se diariamente eu vejo que tem gente feito eu conseguindo fazer, eu conseguirei também.

Assim seguirei.

Talvez até os senhores estejam cansados de ler só resets em meu diário, mas não é porque um dia foi assim que no outro dia não pode ser diferente. Aliás, algo que me dá esperanças é saber que mais tempo de minha vida eu passei longe desse vício nefasto do que nele. E assim é preciso seguir, renovando sempre as esperanças e tendo fé que um novo nascer do sol na sua janela é sempre a oportunidade que lhe faltava para você mudar para melhor.

Não importa quantas vezes você já resetou. O que conta é o quão disposto você estará para curar-se desse mal.

Vou fazer a minha parte e seguir com a vida.

Abraço a todos os campeões que estão nessa luta.
Olá amigo, tente ao máximo simplificar os seus pensamentos, não fique preso ao passado, tente ser mais objetivo em sua vida e pense em 5 pilares que o levarão a vitória, bora pra frente amigo não desista, olha o seu objetivo e foque nele até o momento que consegui-lo abraça-lo, rumo À vitória.

_______________________________________





METAS: SEM P: 140 DIAS // SEM M.O.: 3 DIAS

Meus Links:

Gardenzio gosta desta mensagem

Aldo The Apache
Aldo The Apache
Mensagens : 193
Data de inscrição : 02/03/2021
Idade : 30

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty REPORTAGEM IMPORTANTE PARA TODOS

3/5/2022, 10:15
Companheiros, li uma reportagem da BBC importantíssima para nós. Confiram: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43701527


Selecionei a parte mais importante sobre o nossa discussão.

"A pornografia pode ter tido um papel nisso. Vi tantas imagens explícitas quando era mais novo - várias vezes ao dia - que era difícil me sentir excitado com situações da vida real. Muitos homens têm experiências similares.

Hoje eu tenho 25 anos. Fui ao médico em determinado momento, mas acabei me sentindo pior. Ele não me levou a sério e só me disse que eu provavelmente estava me masturbando demais. Saí do consultório me sentindo mais chateado e ansioso.

Em segredo, comecei a encomendar Viagra vindo da Índia. Antes de fazer sexo, eu dava uma escapada ao banheiro para tomar a pílula. Depois, fazia sexo oral na minha namorada por cerca de 20 minutos até conseguir a ereção."



NÓS NÃO VAMOS PASSAR POR ISSO. Infelizmente o rapaz da reportagem teve um derrame no pênis e teve que introduzir uma prótese peniana.

A masturbação em excesso faz muito mal e pode ser irreversível.

FORÇA, IRMÃOS.

Kaneki e Gardenzio gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3414
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

3/5/2022, 17:13
Aldo The Apache escreveu:Companheiros, li uma reportagem da BBC importantíssima para nós. Confiram: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43701527


Selecionei a parte mais importante sobre o nossa discussão.

"A pornografia pode ter tido um papel nisso. Vi tantas imagens explícitas quando era mais novo - várias vezes ao dia - que era difícil me sentir excitado com situações da vida real. Muitos homens têm experiências similares.

Hoje eu tenho 25 anos. Fui ao médico em determinado momento, mas acabei me sentindo pior. Ele não me levou a sério e só me disse que eu provavelmente estava me masturbando demais. Saí do consultório me sentindo mais chateado e ansioso.

Em segredo, comecei a encomendar Viagra vindo da Índia. Antes de fazer sexo, eu dava uma escapada ao banheiro para tomar a pílula. Depois, fazia sexo oral na minha namorada por cerca de 20 minutos até conseguir a ereção."



NÓS NÃO VAMOS PASSAR POR ISSO. Infelizmente o rapaz da reportagem teve um derrame no pênis e teve que introduzir uma prótese peniana.

A masturbação em excesso faz muito mal e pode ser irreversível.


FORÇA, IRMÃOS.
Continue focado amigo, só assim podemos recuperar nossa vida, abçs.

Gardenzio gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

4/5/2022, 21:35
Kaneki escreveu:Olá amigo, tente ao máximo simplificar os seus pensamentos, não fique preso ao passado, tente ser mais objetivo em sua vida e pense em 5 pilares que o levarão a vitória, bora pra frente amigo não desista, olha o seu objetivo e foque nele até o momento que consegui-lo abraça-lo, rumo À vitória.

Salve Kaneki! É verdade, meu bom. O e-book nos diz que a única coisa que basta é eliminarmos a variável PMO das nossas vidas, e ter confiança no experimento. Assim seguiremos. Grande abraço!

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Kaneki gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

4/5/2022, 21:39
Aldo The Apache escreveu:Companheiros, li uma reportagem da BBC importantíssima para nós. Confiram: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43701527


Selecionei a parte mais importante sobre o nossa discussão.

"A pornografia pode ter tido um papel nisso. Vi tantas imagens explícitas quando era mais novo - várias vezes ao dia - que era difícil me sentir excitado com situações da vida real. Muitos homens têm experiências similares.

Hoje eu tenho 25 anos. Fui ao médico em determinado momento, mas acabei me sentindo pior. Ele não me levou a sério e só me disse que eu provavelmente estava me masturbando demais. Saí do consultório me sentindo mais chateado e ansioso.

Em segredo, comecei a encomendar Viagra vindo da Índia. Antes de fazer sexo, eu dava uma escapada ao banheiro para tomar a pílula. Depois, fazia sexo oral na minha namorada por cerca de 20 minutos até conseguir a ereção."



NÓS NÃO VAMOS PASSAR POR ISSO. Infelizmente o rapaz da reportagem teve um derrame no pênis e teve que introduzir uma prótese peniana.

A masturbação em excesso faz muito mal e pode ser irreversível.

FORÇA, IRMÃOS.

Salve Aldo! Obrigado por compartilhar a reportagem.

Caracas, tenso a nível do vício do sujeito da pesquisa e, apesar de ser uma realidade bem particular, devemos nos atentar sim para todos os malefícios do vício. Não sei se alguém do Fórum se assemelha ao caso relatado na reportagem (eu pelo menos não...), mas as informações são úteis.

Tem alguns outros casos bem extremos que devemos sim estar cientes, pois se não cuidarmos, o vício vai escalando a um nível tal que pode chegar perto disso aí.

Abs!

Aldo The Apache gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

4/5/2022, 21:45
04.05.2022, 21h40

Dia 4.

Ocupei meu tempo hoje com estudos.

Li o e-book pela manhã e agora à noite, antes de dormir.

Atividades de religação estão mais com as corridas no parque e a calistenia. Aulas de dança 1x por semana também têm feito parte do roteiro.

Estava verificando a possibilidade de fazer uma nova atividade de religação, ou fazer 3x por semana aula de dança, que para mim me faz muito bem.

Bom, cada um é cada um (e vice-versa...) mas eu descobri na dança uma das melhores atividades de religação no quesito socialização e dopamina. Comecei com a luta (e sinto falta de não poder continuar), já frequentei grupos de idiomas, aulas de teatro, mas de longe - por minha experiência pessoal - a dança é a melhor coisa que eu encontrei. Sobretudo para mim, que queria socializar mais...

Enfim, viajar também foi algo espetacular, mas aí demanda muito planejamento e, na maioria das vezes, mucha plata.

Bom, mas para ingressar numa nova atividade de religação, ou aumentar a frequência da dança, eu tenho que ajustar muito minha rotina. Parece-me que, para o momento, não se encaixará nos meus planos.

No mais, seguirei.

Grande abraço a todos.

E hoje termino com essa música que gosto muito; eu a ouvia desde a adolescência, e depois me lembrei de novo, na tentativa de acalmar um pouco minha mente e meu coração.

Até a próxima.



Na vida tudo passa
Não importa o que tu faça
O que te fazia rir
Hoje já não tem mais graça
Tudo muda
Tudo troca de lugar
O filme é o mesmo
Só o elenco que tem que mudar
Que alterar pra poder se encaixar
Se não for pra ser feliz é melhor largar
Então se ligue e busque felicidade
Pra existir história tem que existir verdade

Numa estrela cadente o sonho se faz presente
No compasso do batuque de um coração doente
A fera tá ferida mas não tá morta
Deus fecha a janela mas deixa aberta a porta

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Fuzion e Rottweiler gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

6/5/2022, 10:44
06.05.2022, 10h30

Bom dia, senhores.

À medida que os dias vão se passando, consigo observar uma leve melhora no meu humor e em minha autoestima.

É nítido que a sessão de pmo me faz ficar recluso, e ficar limpo desse lixo me faz aflorar a minha melhor versão.

Ontem estudei e fiz cardio.

A vida não está demasiado movimentada e não sei se é porque realmente tenho que preferir ficar mais recluso para poder me dedicar aos estudos, ou se é possível equilibrar com um pouco mais de vida social aos finais de semana, por exemplo.

Notei que, apesar de ter também que estudar aos domingos, o pedal dominical matinal me faz muito bem.

Ainda me bate aquela vontade que não sei de onde vem de poder viver a vida, aproveitar a vida, vivê-la plenamente. E a PMO suga toda essa minha potência. Por isso o reboot será meu aliado nessa jornada de aperfeiçoamento e crescimento.

Sinto uma vontade de colher logo os resultados, mas recordo-me que tenho que ter paciência e comprometimento com o processo. As coisas não brotam do dia para a noite, e precisamos ter paciência com a colheita.

Uma coisa é certa: se estamos plantando, e se estamos cuidando da plantação (eliminando ervas daninhas, regando diariamente, adubando, etc.), a colheita é garantida.

Tenha paciência, jow. Sempre paciência e confie no processo. Você está no caminho.

Cara, quero me organizar para participar mais do Fórum. Estou muito sem postar, e é muito bom estar envolvido nessa comunidade com pessoas que querem se ajudar mutuamente.

No mais, seguirei.

Um passo de cada vez é assim que tem que ser.

Hoje, apesar de iniciar os estudos um pouco mais tarde do que o habitual, estudarei. Baterei minhas metas diárias.

Uma coisa boa é que estou me viciando em atividades físicas. Tem dia que é melhor eu ficar em casa repousando, mas mesmo assim eu saio, e esse dia foi ontem por exemplo. Hoje é preferível que eu fique em casa repousando, para amanhã treinar um pouco de calistenia e domingo sair para pedalar.

Cara, a melhor coisa do mundo é se acordar num domingo às 4h15 da manhã, tomar um café da manhã levezinho, colocar uma barras de glicose no bolso da blusa e sair pra pedalar as 4h50 da manhã. Tudo escuro, ninguém na rua (só a galera de ressaca da balada... kk), paz, calmaria, tempo ameno e você e sua bike... Uff... Melhor sensação não há...

Enfim, essa atividade de religação é uma verdadeira terapia para mim... Ultimamente meu sono está muito desregulado, mas planejar-me-ei para garantir meu pedal dominical matinal nesse domingo, pois me faz muita falta.

Abraço a todos.

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Kaneki e Rottweiler gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3414
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

7/5/2022, 09:50
Gardenzio escreveu:06.05.2022, 10h30

Bom dia, senhores.

À medida que os dias vão se passando, consigo observar uma leve melhora no meu humor e em minha autoestima.

É nítido que a sessão de pmo me faz ficar recluso, e ficar limpo desse lixo me faz aflorar a minha melhor versão.

Ontem estudei e fiz cardio.

A vida não está demasiado movimentada e não sei se é porque realmente tenho que preferir ficar mais recluso para poder me dedicar aos estudos, ou se é possível equilibrar com um pouco mais de vida social aos finais de semana, por exemplo.

Notei que, apesar de ter também que estudar aos domingos, o pedal dominical matinal me faz muito bem.

Ainda me bate aquela vontade que não sei de onde vem de poder viver a vida, aproveitar a vida, vivê-la plenamente. E a PMO suga toda essa minha potência. Por isso o reboot será meu aliado nessa jornada de aperfeiçoamento e crescimento.

Sinto uma vontade de colher logo os resultados, mas recordo-me que tenho que ter paciência e comprometimento com o processo. As coisas não brotam do dia para a noite, e precisamos ter paciência com a colheita.

Uma coisa é certa: se estamos plantando, e se estamos cuidando da plantação (eliminando ervas daninhas, regando diariamente, adubando, etc.), a colheita é garantida.

Tenha paciência, jow. Sempre paciência e confie no processo. Você está no caminho.

Cara, quero me organizar para participar mais do Fórum. Estou muito sem postar, e é muito bom estar envolvido nessa comunidade com pessoas que querem se ajudar mutuamente.

No mais, seguirei.

Um passo de cada vez é assim que tem que ser.

Hoje, apesar de iniciar os estudos um pouco mais tarde do que o habitual, estudarei. Baterei minhas metas diárias.

Uma coisa boa é que estou me viciando em atividades físicas. Tem dia que é melhor eu ficar em casa repousando, mas mesmo assim eu saio, e esse dia foi ontem por exemplo. Hoje é preferível que eu fique em casa repousando, para amanhã treinar um pouco de calistenia e domingo sair para pedalar.

Cara, a melhor coisa do mundo é se acordar num domingo às 4h15 da manhã, tomar um café da manhã levezinho, colocar uma barras de glicose no bolso da blusa e sair pra pedalar as 4h50 da manhã. Tudo escuro, ninguém na rua (só a galera de ressaca da balada... kk), paz, calmaria, tempo ameno e você e sua bike... Uff... Melhor sensação não há...

Enfim, essa atividade de religação é uma verdadeira terapia para mim... Ultimamente meu sono está muito desregulado, mas planejar-me-ei para garantir meu pedal dominical matinal nesse domingo, pois me faz muita falta.

Abraço a todos.
Olá amigo, parabéns pelos 7 dias conquistados;
bora pra frente, continuar a se manter focado, espero que consiga melhorar a questão do sono, isso é muito para seguir em frente (principalmente em relação quando acordamos de madrugada);
Bom que esteja começando dar os passos da mudança, pois não é quando concluímos o reboot que elas começam a serem feitas;
Mantenha focado em seus objetivos, e tenha bloqueadores e filtros para que gatilhos não entrem em sua vida, rumo à vitória e nos bons hábitos, abçs.

_______________________________________





METAS: SEM P: 140 DIAS // SEM M.O.: 3 DIAS

Meus Links:

Gardenzio gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

8/5/2022, 20:00
08.05.2022, 19h55.

O reboot é poderoso.

É incrível para mim, com pouco mais de 8 dias limpo, poder já perceber melhoras significativas em meu humor e autoestima. Sinto-me bem comigo mesmo, um bem-estar que só se explica pelo fato de eu estar limpo.

Ao mesmo tempo, é nítido perceber, mais uma vez, o potencial destrutivo da PMO. Apenas afastando-se dela é possível observar o mal que ela me faz.

De toda forma, é sempre seguir com o reboot. Estou muito no início.

Um degrau de cada vez é assim que tem que ser.

Concentração nos estudos está maior, e eu consigo ter maior "força de vontade" para abdicar de um prazer momentâneo (por exemplo, não estudar) para focar em algo mais a longo prazo (ex.: estou cansado mentalmente, mas continuarei estudando só mais um pouco).

No mais, é isso. Não tenho mais nada de relevante a relatar... kk

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Rottweiler gosta desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2190
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora! - Página 40 Empty Re: Meu diário - A. Gardenzio - O novo se constrói agora!

8/5/2022, 20:02
Kaneki escreveu:Olá amigo, parabéns pelos 7 dias conquistados;
bora pra frente, continuar a se manter focado, espero que consiga melhorar a questão do sono, isso é muito para seguir em frente (principalmente em relação quando acordamos de madrugada);
Bom que esteja começando dar os passos da mudança, pois não é quando concluímos o reboot que elas começam a serem feitas;
Mantenha focado em seus objetivos, e tenha bloqueadores e filtros para que gatilhos não entrem em sua vida, rumo à vitória e nos bons hábitos, abçs.

Salve meu nobre Kaneki! Obrigado pela força, mano. De fato, o sono me atrapalha; eu gosto de dormir cedo, e não fazê-lo deixa-me insatisfeito. Mas é a vida. É um momento, e conseguirei ajeitar essa questão em breve.

Abs!

-------

https://www.comoparar.com/viewtopic.php?t=12730

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Kaneki gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos