Ir em baixo
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 117
Data de inscrição : 04/10/2020

Minha batalha contra o HOCD: em busca da libertação - Página 3 Empty Re: Minha batalha contra o HOCD: em busca da libertação

em Seg 9 Nov - 11:27
É isso aí! Siga firme no reboot. Fico feliz que esteja conseguindo e se conhecendo melhor. Grande abraço!

_______________________________________
Meu diário: Aqui!

"Fugir e se esconder das coisas que se tem medo não vai fazê-las desaparecer"  

- Shikamaru



Maior recorde: 80 dias

rebooterconvicto gosta desta mensagem

avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 78
Data de inscrição : 30/08/2020

Minha batalha contra o HOCD: em busca da libertação - Página 3 Empty Re: Minha batalha contra o HOCD: em busca da libertação

em Sex 13 Nov - 23:37
Caríssimos(as) colegas de batalha!

Estes dias passados eu estava refletindo sobre o meu reboot, quando percebi a enorme evolução que eu tive ao longo dessa luta. No início do reboot, eu achava que jamais conseguiria me livrar do vício, pois minha mente me convencia de que a PMO era normal e, por isso, eu não deveria me privar dela. Apesar disso, consegui resistir bravamente aos impulsos animalescos e cheguei aos simbólicos 90 dias. Senti que muitos dos problemas causados pela PMO desapareceram, assim como a compulsão desenfreada por consumir esse lixo, mas os fetiches ainda me causavam incômodo. Sofria com os pensamentos intrusivos quase que diariamente e, por pouco, não cedi à tentação de colocar meus fetiches em prática, como já relatei aqui. Confesso que, nesse período, já pensei várias vezes em desistir e me afundar nesses prazeres efêmeros e perigosos, mas a razão sempre falou mais alto.

No entanto, esses últimos meses eu estou muito melhor! Os pensamentos intrusivos e flashbacks reduziram drasticamente, não sinto mais aquela vontade incontrolável de me envolver com ts, não sinto mais nojo de mim e minha autoestima melhorou sensivelmente. Sinto prazer e orgulho quando lembro que terminei mais um dia limpo e sem pensamentos intrusivos, isso é deveras gratificante. Evidentemente que isso não significa que eu posso abaixar a guarda, já que nesse mundo em que vivemos os gatilhos estão por toda a parte, até em locais que jamais imaginamos que poderiam tê-los, por isso todo cuidado é pouco. Um ex-viciado jamais pode abandonar sua batalha por achar que ela já está totalmente vencida, pois é ai que o vício aproveita para atacar novamente. O reboot não é só pelo prazo de 90 dias, mas sim pelo restante de nossa existência, devemos encará-lo como um estilo de vida.

Minha dica é: resistam aos impulsos e jamais desistam de lutar! O reboot não é linear, ou seja, há momentos bons e ruins, que oscilam com certa frequência, por isso não se renda aos pensamentos que tentarem te fazer jogar a toalha. Comemore a cada dia livre do lixo que você foi dependente por anos, pois são as pequenas vitórias que decidem as grandes batalhas! Saia do computador um pouco e dedique um tempo a você ou a sua família, realizando atividades de religação sozinho ou acompanhado. Se afaste de quaisquer coisas ou pessoas que sejam tóxicas e te instiguem a recair, principalmente no meio virtual.

Tenha em mente que algumas consequências dos longos anos de vício ainda incomodarão por algum tempo. Eu, por exemplo, ainda tenho alguns flashbacks de vez em quando, mas ignoro todos eles, corto-os pela raiz e deixo-os morrerem de fome. Aconselho que jamais deixem que os pensamentos intrusivos invadam suas mentes de forma sorrateira, pois em poucos instantes eles podem te jogar em uma espiral de dúvidas e ansiedade, levando-o ao vício novamente. Entretanto, esses devaneios vão se enfraquecendo e tornando-se menos frequentes com o tempo, basta ter paciência e confiar no reboot.

O reboot vale a pena! Fui viciado em PMO por anos, mas hoje me sinto livre desse lixo. Somente me arrependo de não ter começado a fazê-lo quando era mais novo, mas antes tarde do que nunca.

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA

Vitoriosa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum