Ir em baixo
avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 31/08/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 30/12/2020, 03:00
Vitoriosa escreveu:Eu sei que consigo, mais na hora do stress parece que a única coisa que vem a cabeça é esse maldito vício, muitas vezes meu marido comparou o cigarro a pornografia
Ele não está errado rsrs. O estresse é um forte gatilho para o vício. Quando chegava estressado em casa, lembro que meu cérebro me fazia consumir PMO para relaxar. Por isso eu friso que devemos tomar muito cuidado com os gatilhos, pois são eles que nos fazem recair.
Eu não desejo um vício para ninguém, é algo muito angustiante.

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA

Vitoriosa e Lutador com Cristo gostam desta mensagem

avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 31/08/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 30/12/2020, 16:50
Boa tarde, caríssimos(as).

Hoje minha mente está mais tranquila que ontem, sem pensamentos invasivos. Tentarei me manter ocupado o máximo possível, pois a ociosidade também é um grande gatilho do vício em PMO, assim como dos pensamentos intrusivos.

soumulherviciadaemporn, Lutador com Cristo e TheJohn gostam desta mensagem

GuerreiroImplacável
GuerreiroImplacável
Mensagens : 580
Data de inscrição : 04/06/2020
Idade : 21

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 1/1/2021, 13:30
Falae Rebooterconvicto!! Feliz ano novo!! Bora pra cima desse vício!!

_______________________________________
"Você tem de se dedicar diariamente para se tornar um pouco melhor. Quando você se dedica à tarefa de se tornar um pouco melhor todos os dias durante um certo período, você se torna muito melhor."

(Iniciado dia 19/01, às 18:00 e contando)

---------------------------

Acesse meu diário: https://www.comoparar.com/t10648-e-aqui-que-o-vicio-encontra-seu-fim-guerreiroimplacavel

Lutador com Cristo e rebooterconvicto gostam desta mensagem

Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 579
Data de inscrição : 10/12/2018

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 1/1/2021, 14:57
Feliz Ano Novo Rebooterconvicto te desejo tudo de bom,que nesse novo ano seja repleto de realizações. Como você está?
Abraços
Vitoriosa

_______________________________________
Vitoriosa

Lutador com Cristo e rebooterconvicto gostam desta mensagem

Hdmi
Hdmi
Mensagens : 604
Data de inscrição : 03/07/2019
Localização : Belém-PA

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 2/1/2021, 18:27
rebooterconvicto escreveu:Caríssimos(as) camaradas.

Como de praxe, tive que me ausentar do fórum por motivos profissionais, mas sigo firme no reboot.
Mês passado completaram 2 meses sem crises de HOCD, sinal de que as estratégias que eu adotei estão dando certo. Desde que entrei no fórum, realizei diversas mudanças na forma de combater esse transtorno. Me recordo que a minha mente, de forma implícita, me motivava a realizar o reboot para provar os meus desejos não eram induzidos pela P,  o que não passava de um ardil para me fazer voltar ao vício.
Esse mentalidade é deveras prejudicial para a pessoa quem tem HOCD, pois a leva a fazer o reboot apenas para demonstrar a si mesmos que determinado desejo/fetiche faz parte de seu âmago, pelo que pode praticá-lo sem remorso. Na época que tinha esse mindset, as crises de HOCD eram frequentes e intensas, a ponto de me causarem ansiedade, angústia e muita vontade de colocar meus fetiches em prática. No entanto, como sempre prezei por minha segurança e saúde, meus desejos induzidos pela P ficaram só no mundo das ideias, o que eu considero um grande triunfo.
Tudo isso mudou quando eu me convenci de que os desejos/fetiches não eram mais uma opção em minha vida, pois me causavam sentimentos ruins e não correspondiam com o meu eu real. Simplesmente deixei de dar muita importância para o HOCD, pois quanto mais eu batia de frente, mais forte ele ficava.  Tento sempre ocupar minha mente com atividades de religação, bem como me dedicar ao trabalhos estudos, que estão ajudando a me manter longe dos pensamentos intrusivos. Além disso, identifiquei os principais gatilhos que me geravam crises de HOCD e passei a evitá-los, estratégia que tem sido muito profícua na luta contra esse transtorno.

Hdmi escreveu:Então cara, vc precisa por duas coisas na cabeça:
1* sentir-se atraído por imagens, vídeos e fantasias com transexuais (sendo ativo e passivo) não é homossexualidade, gays não gostam de trans, nem mesmo os bi,s não curtem muito ideia (embora se sintam atraídos por elas sim) transsexual é essencialmente uma mulher, externamente com corpo feminino, com curvas e e jeito de mulher, psicologicamente é absolutamente normal qualquer heterosexual sentir tesão por trans.
2* ok, vc já sabe que gay não gosta disso e que vc não é gay por gostar disso, qual o segundo passo ? Cair de cabeça nas trans ? NÃO, é aí que vc vai parar de consumir esse conteúdo, o que provavelmente te impediria de prosseguir seria o hocd com as dúvidas, ou vc simplesmente falaria, ok não sou, então tá liberado, só que isso é um erro e que muitos cometem. O pornografia shemale é basicamente a porta de entrada pro porno gay e vc corre riscos de piorar ainda mais teu hocd. Tá sentindo tesão por trans ? Saiba q isso é normal, qualquer hétero vai sentir, mas tenha isso como um alerta pra vc parar com a pornografia, e imagine que vc está chegando em uma linha em que vc não quer cruzar.

Caríssimo HDMI, obrigado pela visita.

No meu caso, não considero essa atração normal, pois nunca me senti bem com ela. Sempre senti atração romântica por mulheres cis (cheguei a sofrer de amor por várias  Laughing), mas praticamente só me sentia sexualmente atraído por ts, tudo por causa do consumo de P desse gênero, o qual foi o principal causador do meu vício. Como fui viciado nesse gênero desde a adolescência, meu cérebro moldou meus desejos e gostos sexuais com base nele, por ter sido a primeira referência que tive na vida. Mas graças ao reboot, que é associado ao fenômeno da neuroplasticidade, meu cérebro esta deixando de associar prazer sexual à ts, tanto é que minha atração por mulheres cis está normalizando.
A grande maioria das pessoas consomem esse gênero por conta da escalação, gerada pela dessensibilização do circuito de recompensas. Quando vemos PMO de forma frequente, costumamos escalar para gêneros mais "chocantes e proibidos" de P, em razão da redução dos receptores de dopamina no cérebro. Aqui no fórum existem diversos casos de pessoas que fizeram o reboot e deixaram de sentir-se atraídos por ts, como o marido da Vitoriosa, por exemplo, que é uma das minhas maiores motivações.

Sempre tive medo de escalar para o P g, mas nunca senti vontade de vê-lo, mesmo após longos anos de vício. Como eu disse na primeira postagem, sempre fui fascinado pela feminilidade, tanto é que nunca senti nada por homens. Para mim, o maior alerta era trazer essas fantasias da P para a vida real, que é uma linha a qual eu não desejo cruzar. Mas isso não vai ocorrer, já que estou blindado contra as racionalizações que tentarem me convencer do contrário! Não deixarei os impulsos me dominarem, pois quem manda na minha vida sou eu! Estou convicto de que não preciso de fetiches nem de P para sentir prazer, isso é o que importa.

Em uma dinâmica sexual faz todo o sentido a atração por sexo trans, internamente temos os dois gêneros, só que ocultos, um maior do que o outro dependendo do sexo e orientação, isso se chama Anima e animus, é a versão feminina e masculina denteo de cada indivíduo, a psicologia é bem clara nesse sentido, todo o homem tem uma mulher interior, e toda mulher tem um homem interior, essa característica na personalidade das pessoas gera um certo equilíbrio emocional, quando vc vê o sexo trans, vc vê uma mulher, super gostosa só que com um pênis, na sua cabeça vc vê ali uma gama de possibilidades sexuais, tais essas que não seriam possíveis apenas com uma mulher sis, por isso essa fascinação toda, é uma mulher, mas não é isso tudo fica muito confiso, vc se sente livre pra pensar o q quiser sexualmente por está fantasiando isso com uma mulher, mas ao mesmo tempo o teu consciente diz que um dia aquela mulher já foi um homem, daí essa magia toda é quebrada, e vem a culpa. É normal amigo, tua sexualidade ainda tá intacta, perder o tesão por trans é quase impossível, vc teria q perder o tesão por mulheres pra perder a atração por trans, entende onde eu quero chegar ? A melhor forma de vc parar com essa culpa é aceitando o desejo, colocando ele como normal, vc não vai transar com uma trans, vc sabe disso, vc apenas precisa entender que seu tesão por elas é normal pois vc vê mulheres e obviamente vc sente atração por mulheres.

_______________________________________
Acompanhe meu relato

https://www.comoparar.com/t9301-hocd-escalada-estou-parado-no-tempo

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Lutador com Cristo
Lutador com Cristo
Moderador
Moderador
Mensagens : 2121
Data de inscrição : 28/09/2019

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 2/1/2021, 20:42
Ola rebooterconvicto, li todo seu diário, meus fetiches são iguais os seus, também fico afetado quando vejo trans, mais do que mulheres, mas gosto de mulher!! Sou casado e amo minha esposa, mas minha mente sempre quer ver P de Trans, já até sai com alguns, e depois do orgasmo vem o arrependimento.
E fico feliz por ver vc todo esse tempo longe da PMO, isso me motiva e me encoraja.

_______________________________________
Paste this code into your website:

rebooterconvicto gosta desta mensagem

avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 31/08/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 3/1/2021, 03:48
Boa noite, camaradas!

GuerreiroImplacável escreveu:Falae Rebooterconvicto!! Feliz ano novo!! Bora pra cima desse vício!!

Vitoriosa escreveu:Feliz Ano Novo Rebooterconvicto te desejo tudo de bom,que nesse novo ano seja repleto de realizações. Como você está?
Abraços
Vitoriosa

Muito obrigado pelas mensagens!

Desejo-lhes um feliz ano novo, repleto de paz, saúde e prosperidade.

Meu final de ano foi turbulento, quase tive uma recaída. Quando estava prestes a cair feio, respirei fundo e lembrei dos 364 dias de batalhas e vitórias. Isso criou um bloqueio mental contra a P e evitou que eu jogasse minhas conquistas no lixo Laughing .

Esse susto só reforça a ideia de que não podemos achar que a guerra está ganha, pois o inimigo nos ataca quando estamos desprevenidos.

Lutador com Cristo escreveu:Ola rebooterconvicto, li todo seu diário, meus fetiches são iguais os seus, também fico afetado quando vejo trans, mais do que mulheres, mas gosto de mulher!! Sou casado e amo minha esposa, mas minha mente sempre quer ver P de Trans, já até sai com alguns, e depois do orgasmo vem o arrependimento.
E fico feliz por ver vc todo esse tempo longe da PMO, isso me motiva e me encoraja.

Boa noite, Lutador com Cristo.

Me sinto lisonjeado com sua mensagem. Sua persistência e resiliência também me motivam muito!

Nossos desejos são divergentes dos nossos gostos. Sentimos vontade de ver P ts ou sair com uma, mas não gostamos disso, muito pelo contrário, sentimos angustiados quando isso ocorre. Também sempre gostei de mulheres cis, mas acabei desenvolvendo essa atração por ts, que me abala muito.

Isso se deve à dessensibilização do cérebro, que desenvolveu tolerância ao prazer. Por causa disso, passamos a desejar conteúdos/fetiches cada vez mais chocantes e proibidos, apenas para liberar descargas cada vez maiores de dopamina. Dessa forma, mesmo que nós não gostemos dessas coisas, sentimos uma enorme fissura de colocá-las em prática. Há relatos de várias pessoas viciadas em P que colocaram os desejos em prática, mas não gostaram e se arrependeram depois. Só que passa por isso sabe o quanto é doloroso.

Apesar de tudo, tenho fé que iremos nos libertar disso! Esses desejos/vícios não são mais opções em nossas vidas, pois não dependemos dele para vivermos e seremos felizes.

Hdmi escreveu: Em uma dinâmica sexual faz todo o sentido a atração por sexo trans, internamente temos os dois gêneros, só que ocultos, um maior do que o outro dependendo do sexo e orientação, isso se chama Anima e animus, é a versão feminina e masculina denteo de cada indivíduo, a psicologia é bem clara nesse sentido, todo o homem tem uma mulher interior, e toda mulher tem um homem interior, essa característica na personalidade das pessoas gera um certo equilíbrio emocional, quando vc vê o sexo trans, vc vê uma mulher, super gostosa só que com um pênis, na sua cabeça vc vê ali uma gama de possibilidades sexuais, tais essas que não seriam possíveis apenas com uma mulher sis, por isso essa fascinação toda, é uma mulher, mas não é isso tudo fica muito confiso, vc se sente livre pra pensar o q quiser sexualmente por está fantasiando isso com uma mulher, mas ao mesmo tempo o teu consciente diz que um dia aquela mulher já foi um homem, daí essa magia toda é quebrada, e vem a culpa. É normal amigo, tua sexualidade ainda tá intacta, perder o tesão por trans é quase impossível, vc teria q perder o tesão por mulheres pra perder a atração por trans, entende onde eu quero chegar ? A melhor forma de vc parar com essa culpa é aceitando o desejo, colocando ele como normal, vc não vai transar com uma trans, vc sabe disso, vc apenas precisa entender que seu tesão por elas é normal pois vc vê mulheres e obviamente vc sente atração por mulheres.

Entendo seu ponto de vista e respeito-o. No entanto, essa atração é contrária ao meu sistema de crenças e gostos, o que me impede de aceitá-la. Nunca me senti bem com esse desejo, já que ele não é saudável e me traz sentimentos ruins.

Além disso, temo que isso possa impactar negativamente meu reboot me conduzindo novamente ao vício em PMO, o qual já fez muitos estragos na minha vida.
___________________________________

Caríssimos,

Voltarei a trabalhar e estudar semana que vem, pelo que terei de me afastar um pouco do fórum. Passei por esses apertos graças ao tédio/ócio, então a volta à rotina será boa para mim.

I will resurface!, Vitoriosa e GuerreiroImplacável gostam desta mensagem

I will resurface!
I will resurface!
Mensagens : 294
Data de inscrição : 30/08/2018
Idade : 23
Localização : RJ

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 3/1/2021, 13:46
rebooterconvicto escreveu:Boa noite, camaradas!

GuerreiroImplacável escreveu:Falae Rebooterconvicto!! Feliz ano novo!! Bora pra cima desse vício!!

Vitoriosa escreveu:Feliz Ano Novo Rebooterconvicto te desejo tudo de bom,que nesse novo ano seja repleto de realizações. Como você está?
Abraços
Vitoriosa

Muito obrigado pelas mensagens!

Desejo-lhes um feliz ano novo, repleto de paz, saúde e prosperidade.

Meu final de ano foi turbulento, quase tive uma recaída. Quando estava prestes a cair feio, respirei fundo e lembrei dos 364 dias de batalhas e vitórias. Isso criou um bloqueio mental contra a P e evitou que eu jogasse minhas conquistas no lixo Laughing .

Esse susto só reforça a ideia de que não podemos achar que a guerra está ganha, pois o inimigo nos ataca quando estamos desprevenidos.

Lutador com Cristo escreveu:Ola rebooterconvicto, li todo seu diário, meus fetiches são iguais os seus, também fico afetado quando vejo trans, mais do que mulheres, mas gosto de mulher!! Sou casado e amo minha esposa, mas minha mente sempre quer ver P de Trans, já até sai com alguns, e depois do orgasmo vem o arrependimento.
E fico feliz por ver vc todo esse tempo longe da PMO, isso me motiva e me encoraja.

Boa noite, Lutador com Cristo.

Me sinto lisonjeado com sua mensagem. Sua persistência e resiliência também me motivam muito!

Nossos desejos são divergentes dos nossos gostos. Sentimos vontade de ver P ts ou sair com uma, mas não gostamos disso, muito pelo contrário, sentimos angustiados quando isso ocorre. Também sempre gostei de mulheres cis, mas acabei desenvolvendo essa atração por ts, que me abala muito.

Isso se deve à dessensibilização do cérebro, que desenvolveu tolerância ao prazer. Por causa disso, passamos a desejar conteúdos/fetiches cada vez mais chocantes e proibidos, apenas para liberar descargas cada vez maiores de dopamina. Dessa forma, mesmo que nós não gostemos dessas coisas, sentimos uma enorme fissura de colocá-las em prática. Há relatos de várias pessoas viciadas em P que colocaram os desejos em prática, mas não gostaram e se arrependeram depois. Só que passa por isso sabe o quanto é doloroso.

Apesar de tudo, tenho fé que iremos nos libertar disso! Esses desejos/vícios não são mais opções em nossas vidas, pois não dependemos dele para vivermos e seremos felizes.

Hdmi escreveu: Em uma dinâmica sexual faz todo o sentido a atração por sexo trans, internamente temos os dois gêneros, só que ocultos, um maior do que o outro dependendo do sexo e orientação, isso se chama Anima e animus, é a versão feminina e masculina denteo de cada indivíduo, a psicologia é bem clara nesse sentido, todo o homem tem uma mulher interior, e toda mulher tem um homem interior, essa característica na personalidade das pessoas gera um certo equilíbrio emocional, quando vc vê o sexo trans, vc vê uma mulher, super gostosa só que com um pênis, na sua cabeça vc vê ali uma gama de possibilidades sexuais, tais essas que não seriam possíveis apenas com uma mulher sis, por isso essa fascinação toda, é uma mulher, mas não é isso tudo fica muito confiso, vc se sente livre pra pensar o q quiser sexualmente por está fantasiando isso com uma mulher, mas ao mesmo tempo o teu consciente diz que um dia aquela mulher já foi um homem, daí essa magia toda é quebrada, e vem a culpa. É normal amigo, tua sexualidade ainda tá intacta, perder o tesão por trans é quase impossível, vc teria q perder o tesão por mulheres pra perder a atração por trans, entende onde eu quero chegar ? A melhor forma de vc parar com essa culpa é aceitando o desejo, colocando ele como normal, vc não vai transar com uma trans, vc sabe disso, vc apenas precisa entender que seu tesão por elas é normal pois vc vê mulheres e obviamente vc sente atração por mulheres.

Entendo seu ponto de vista e respeito-o. No entanto, essa atração é contrária ao meu sistema de crenças e gostos, o que me impede de aceitá-la. Nunca me senti bem com esse desejo, já que ele não é saudável e me traz sentimentos ruins.

Além disso, temo que isso possa impactar negativamente meu reboot me conduzindo novamente ao vício em PMO, o qual já fez muitos estragos na minha vida.
___________________________________

Caríssimos,

Voltarei a trabalhar e estudar semana que vem, pelo que terei de me afastar um pouco do fórum. Passei por esses apertos graças ao tédio/ócio, então a volta à rotina será boa para mim.
Feliz ano novo pra você e siga firme na luta. Já procurou por um psicólogo? Acredito que um tratamento com esse profissional pode reforçar ainda mais a luta contra o vício. Um abração!!

Vitoriosa, Lutador com Cristo e rebooterconvicto gostam desta mensagem

avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 31/08/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 4/1/2021, 02:13
I will resurface! escreveu:
Feliz ano novo pra você e siga firme na luta. Já procurou por um psicólogo? Acredito que um tratamento com esse profissional pode reforçar ainda mais a luta contra o vício. Um abração!!

Boa noute, caríssimo I will resurface!.

Feliz ano novo também!

Já cogitei isso, mas não o fiz por alguns motivos. Tenho vergonha de expor esses problemas medo de encontrar alguém que me recomende por esses desejos em prática - o que é prejudicial para o reboot-, além de ter uma rotina muito corrida.
No entanto, acho que essa ajuda será uma boa estratégia para minha batalha em 2021.
Agradeço-lhe pela dica!
Lutador com Cristo
Lutador com Cristo
Moderador
Moderador
Mensagens : 2121
Data de inscrição : 28/09/2019

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 4/1/2021, 08:47
Fala querido amigo!!!
Passando para te desejar uma semana abençoada.
Vamos batalhar por nossa liberdade!!!
Deus abençoe você.

_______________________________________
Paste this code into your website:

rebooterconvicto gosta desta mensagem

5&4
5&4
Admin
Admin
Mensagens : 2875
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 4/1/2021, 11:32
rebooterconvicto escreveu:
I will resurface! escreveu:
Feliz ano novo pra você e siga firme na luta. Já procurou por um psicólogo? Acredito que um tratamento com esse profissional pode reforçar ainda mais a luta contra o vício. Um abração!!

Boa noute, caríssimo I will resurface!.

Feliz ano novo também!

Já cogitei isso, mas não o fiz por alguns motivos. Tenho vergonha de expor esses problemas  medo de encontrar alguém que me recomende por esses desejos em prática - o que é prejudicial para o reboot-, além de ter uma rotina muito corrida.
No entanto, acho que essa ajuda será uma boa estratégia para minha batalha em 2021.
Agradeço-lhe pela dica!
Oi, rebooterconvicto!

O psicólogo é prá isso mesmo! Para falarmos coisas vergonhosas, para expormos à luz as nossas sombras. Enquanto não as expomos, elas ficam ali dentro guardadinhas, escondidinhas, e longe da luz vão ficando cada vez mais fortes. 

Dividir com um amigo as nossas vergonhas, sombras costuma a ajudar também. Entretanto, uma ajuda total e completa acaba partindo de um processo terapêutico, pois na terapia é possível trilhar uma jornada de autoconhecimento, podendo, assim, entender a si mesmo, conhecer-se.

O reboot irá atuar naquilo em que a raiz principal for a pornografia e masturbação, o que passar disso quem deve dar conta é um processo terapêutico.

Há psicólogos e psicólogos. Aqueles a favor da pornografia, aqueles contra... E isso só se descobre na prática, no processo. Veja se você se sentiria mais à vontade em contar sua história para uma psicóloga ou um psicólogo. 

Feito isso, pesquise sobre as diversas abordagens psicológicas: Gestalt, Humanismo, Existencial, TCC (Terapia Cognitivo-Comportamental), Psicanálise... e tente escolher uma que considere mais interessante para o seu caso.

Após essas etapas, agende com o(a) profissional. Uma terapia só progride, digamos assim, quando há uma forte ligação, relação entre paciente-terapeuta. Se achar que não está se sentindo bem com o(a) profissional em questão, cogite em mudar. Há pessoas que conseguem estabelecer boa relação com o(a) terapeuta já com o primeiro profissional, outros no segundo, terceiro. O importante é não desistir.

Investir em terapia, é investir em gestão emocional, em autoconhecimento, é voltar ao passado e entender o porquê das coisas, como tudo se deu, é ter a compreensão necessária para corrigir o percurso, a fim de que se possa haver um reencontro com a paz. 

Parabéns pela caminhada!

Abraços!

_______________________________________
Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Meu_di12

rebooterconvicto gosta desta mensagem

avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 31/08/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 5/1/2021, 00:34
Lutador com Cristo escreveu:Fala querido amigo!!!
Passando para te desejar uma semana abençoada.
Vamos batalhar por nossa liberdade!!!
Deus abençoe você.

Boa noite, Lutador!

Amém! Muito obrigado pela mensagem.
Vamos vencer mais essa semana!
Que tenhamos muita força para continuar lutando contra esse vício maldito,  sempre glorificando os dias vencidos.
A batalha pela liberdade é árdua, mas todos os sacrifícios serão recompensados.

5&4 escreveu: Oi, rebooterconvicto!

O psicólogo é prá isso mesmo! Para falarmos coisas vergonhosas, para expormos à luz as nossas sombras. Enquanto não as expomos, elas ficam ali dentro guardadinhas, escondidinhas, e longe da luz vão ficando cada vez mais fortes.

Dividir com um amigo as nossas vergonhas, sombras costuma a ajudar também. Entretanto, uma ajuda total e completa acaba partindo de um processo terapêutico, pois na terapia é possível trilhar uma jornada de autoconhecimento, podendo, assim, entender a si mesmo, conhecer-se.

O reboot irá atuar naquilo em que a raiz principal for a pornografia e masturbação, o que passar disso quem deve dar conta é um processo terapêutico.

Há psicólogos e psicólogos. Aqueles a favor da pornografia, aqueles contra... E isso só se descobre na prática, no processo. Veja se você se sentiria mais à vontade em contar sua história para uma psicóloga ou um psicólogo.

Feito isso, pesquise sobre as diversas abordagens psicológicas: Gestalt, Humanismo, Existencial, TCC (Terapia Cognitivo-Comportamental), Psicanálise... e tente escolher uma que considere mais interessante para o seu caso.

Após essas etapas, agende com o(a) profissional. Uma terapia só progride, digamos assim, quando há uma forte ligação, relação entre paciente-terapeuta. Se achar que não está se sentindo bem com o(a) profissional em questão, cogite em mudar. Há pessoas que conseguem estabelecer boa relação com o(a) terapeuta já com o primeiro profissional, outros no segundo, terceiro. O importante é não desistir.

Investir em terapia, é investir em gestão emocional, em autoconhecimento, é voltar ao passado e entender o porquê das coisas, como tudo se deu, é ter a compreensão necessária para corrigir o percurso, a fim de que se possa haver um reencontro com a paz.

Parabéns pela caminhada!

Abraços!


Caríssimo 5&4, boa noite.

Agradeço-lhe imensamente pela mensagem, muito esclarecedora.

Terei que vencer esses impedimentos mentais e procurar ajuda psicológica, pois sinto que não me restam outras opções. Gostaria, pelo menos, de aprender a conviver saudavelmente com esses desejos, mas sem colocá-los em prática.

__________________________________________

Camaradas,

Estava refletindo sobre meu reboot e conclui que, apesar dessas intercorrências, ele funcionou para mim, pois alcançou seu objetivo principal. Antes do experimento, eu tinha uma compulsão muito grande por PMO, a ponto de perder meu precioso tempo buscando por conteúdo P e praticando M. Isso estava acabando com minha vida pessoal e profissional, pois deixava muitas coisas importantes de lado apenas para alimentar o vício. A PMO estava dominando meu cérebro, o que quase me levou a expor minha vida e saúde à risco.
Atualmente eu não sinto mais essa compulsão por consumir P, ou seja, ela deixou de ser um hábito na minha vida. Ficar longe da PMO me trouxe uma qualidade de vida melhor, já que me livrei de diversas consequências negativas que essa porcaria havia me trazido.
Por razões óbvias, isso não me permite dizer que eu estou totalmente curado. Caso eu voltar a ver P, o vício retornará com mais força, tal como ocorre com pessoas que possuem outras dependências. Isso reforça a importância de encarar o reboot como um estilo de vida, ainda mais num mundo em que os gatilhos estão por toda a parte, já que quase tudo possui apelo sexual.
O que me incomoda agora são os pensamentos intrusivos e flashbacks. Em alguns momentos, minha mente tenta criar fantasias para gerar excitação, além de tentar me convencer a por determinados desejos em prática. Esses devaneios prejudicam meu reboot, pois meu cérebro fica me forçando a pesquisar por respostas sobre os fetiches na internet, o que me expõe a inúmeros gatilhos. Parece que minha mente tenta me convencer que esses fetiches são normais, apenas para liberar mais dopamina em meu cérebro. Já quase recai em M por causa desses pensamentos, por isso fico muito tenso quando eles começam a surgir. Não posso cair mais nesse jogo sujo, pois é só uma artimanha para gerar descrédito no reboot.
Como eu expus acima, creio que somente um profissional poderá me ajudar a lidar com esses desejos e questionamentos. Não vou ficar com autopiedade barata, preciso enfrentar isso de forma técnica.
Me manterei firme na batalha, sou convicto disso. Não quero voltar para a PMO de forma alguma, pois tenho pavor, raiva e nojo dessa maldição. Dois minutos de prazer não valem quase dois anos de suadas conquistas.

Vitoriosa e Lutador com Cristo gostam desta mensagem

Lutador com Cristo
Lutador com Cristo
Moderador
Moderador
Mensagens : 2121
Data de inscrição : 28/09/2019

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 5/1/2021, 08:31
Belo pensamento amigo, você tem toda razão, não podemos ceder por um prazer de 2 minutos!!! Busque ajuda se necessário e vamos nos livrar disso, vejo que está muito focado na vitória, isso ajuda vc e a nós que estamos com você nessa batalha.
Deus abençoe você.

_______________________________________
Paste this code into your website:

Vitoriosa e rebooterconvicto gostam desta mensagem

avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 31/08/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 5/1/2021, 23:39
Boa noite, camaradas!

Hoje o dia foi tranquilo, não tive nenhum pensamento intrusivo ou vontade de recorrer à PMO.
Os próximos meses serão muito atarefados para mim, pelo que terei menos tempo para visitar o fórum, mas não o abandonarei.
Sigam firmes na batalha!

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA

Vitoriosa, Lutador com Cristo e excogitatoris gostam desta mensagem

Lutador com Cristo
Lutador com Cristo
Moderador
Moderador
Mensagens : 2121
Data de inscrição : 28/09/2019

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 6/1/2021, 09:23
Esses dias em que estamos sem vontade e desejos de PMO é muito bom, deve aproveita-los. Só mantenha a guarda, porque sabemos queno reboot e a vida não são linear.
Abraço amigo.

_______________________________________
Paste this code into your website:
5&4
5&4
Admin
Admin
Mensagens : 2875
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 7/1/2021, 22:48
Oi, rebooterconvicto!

Encaminhei uma mensagem para o seu e-mail cadastrado no Fórum, mas não sei se esse e-mail é válido.

Quando puder dê uma olhada lá, por gentileza.

Se não for um e-mail válido, só informar aqui um endereço eletrônico que esteja em condições e encaminho novamente.

Abraços!

_______________________________________
Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Meu_di12

Lutador com Cristo gosta desta mensagem

excogitatoris
excogitatoris
Mensagens : 516
Data de inscrição : 27/01/2020

Minha batalha contra o vício: em busca da libertação - Página 4 Empty Re: Minha batalha contra o vício: em busca da libertação

em 15/1/2021, 23:23
Parabéns amigo por sua conquista! Espero chegar a todo esse tempo algum dia Smile

_______________________________________


Acompanhe meu diário: https://www.comoparar.com/t10093-diario-do-excogitatoris

Lutador com Cristo gosta desta mensagem

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum