Ir em baixo
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Diario do Déjà vu

em 2/10/2020, 17:56
Olá a todos, sejam muito bem vindos ao meu diário! Aos poucos vou contando aqui a minha historia, já acompanho o fórum a algum tempo, porem só hoje resolvi criar meu diário.

Inicie a luta contra PMO na metade do ultimo ano (2019), apos perceber algumas ligações entre a PMO e situações que vinham acontecendo na minha vida e nas minhas relações com minhas parceiras (ER, evoluindo pra DE, e um pouco de HOCD). No inicio, conseguia passar no máximo uma semana longe do vicio; depois de algum tempo consegui aumentar esse número pra vinte dias. Era muito nítido como ficar longe do vicio por esse pouco tempo já trazia benefícios (DE melhorava, timidez diminuía, me tornava mais aberto a conhecer novas pessoas, conseguia me dedicar mais a faculdade, etc).

Isso tudo me traz ao inicio de 2020, mesmo com recaídas acontecendo de duas em duas semanas, o vicio aumentava mais a cada nova recaída. Passava cada vez mais tempo em PMO e comecei escalar de gêneros, onde tive os primeiros sintomas de HOCD. Além disso, percebi que nessas recaídas eu me afastava cada vez mais de pessoas que eu gostava e com quem poderia ter tido um relacionamento serio (chegava ao ponto de trocar a pessoa pela PMO, o que foi me deixando muito triste e magoado, chegando ao ponto de me afastar de vez dessa pessoa). Dentro de mim, sentia que alguma coisa precisava ser feita, alguma coisa precisava mudar urgentemente, pois a PMO estava sugando toda a minha vida.

Foi a partir desse momento que comecei a pesquisar melhor sobre o vicio, conheci o fórum, li os relatos, os materiais, instalei bloqueadores, passei dias e mais dias lendo os relatos do fórum (agradeço a todos por compartilhar suas experiencias, elas são de grande ajuda). Com tudo isso em mãos, cheguei a incrível marca de mais de 150 dias longe da PMO em hard mode (a pandemia tem me impedido de sair muito de casa). Senti praticamente minha vida melhorar em todos os quesitos, posso dizer que eu nunca tinha me sentido tão bem e tão vivo como nessa época (porem, isso não é um relato de sucesso).

Aproximadamente um mês atrás, fui bombardeado com situações de muito stress (questões familiares, mudanças de rotina, período de prova na faculdade, o próprio período a distancia na faculdade, que já vinha sendo muito desgastante) me fizeram recair de volta ao vicio da PMO. Como aconteceu, vocês devem se perguntar, se eu uso bloqueadores? Bom, uma atualização no meu celular fez com que o bloqueador parasse de funcionar, mas como eu já estava a mais de 150 dias longe do vicio, não dei atenção pra isso e não corrigi; o resultado, de volta ao vicio... Me fez perceber que o vicio é muito mais forte do que podemos imaginar, basta um deslize pra que tudo volte.

Atualmente venho tendo recaídas frequentes em PMO, que já duram quase um mês. Isso tem me deixado triste e muito ansioso, tenho receio de voltar ao que era antes com o vicio e estou com dificuldades pra controlar os gatilhos. Por isso, decidi criar meu diário (finalmente), pra poder compartilhar minhas experiencias e pra me dar forças nessa caminhada.

Obs: como me cadastrei hoje, ainda não tenho permissão pra adicionar um contador, mas assim que possível, estarei adicionando. Vou tentar entrar e relatar mais um pouco todos os dias, pelas menos agora no inicio.

Agradeço a todos que leram até aqui, e deixo ainda uma mensagem: não desistam, não se deixem levar por pequenos gatilhos, não se testem, não testem bloqueadores, evitem a todo custo qualquer forma de gatilho. Gosto muito de uma frase que diz, a pratica não leva a perfeição, a pratica leva a permanência (é necessário muita pratica e auto controle pra permanecermos longe do vicio); nós podemos e nós somos capazes, tempos melhores estão vindo.
Aos poucos vou complementando com mais detalhes da minha historia e da minha jornada, ainda estou um pouco confuso e abatido. Hoje é o dia 0.

Peter Parker gosta desta mensagem

Tiago Mendes
Tiago Mendes
Moderador
Moderador
Mensagens : 1918
Data de inscrição : 31/07/2016
Idade : 32

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 2/10/2020, 21:50
Olá Mineiro.

Seja bem-vindo ao Fórum!

Deixarei aqui alguns links recomendados para você ficar por dentro do fórum, caso ainda não tenha lido:

Certifique-se de ler as normas do fórum por meio das Regras de Participação e das Proibições.

Para saber mais sobre o método proposto confira dúvidas básicas sobre o reboot e vício em PMO, além disso baixe o Guia Introdutório, que servirá como suporte para entender o processo de reboot, dentre outras informações importantes.

Lembre-se de estar instalando bloqueadores de P nos seus dispositivos e colocando um contador de dias na sua assinatura aqui, para te auxiliarem durante seu processo de reboot. Para instalar bloqueadores você pode seguir os tutorias dos Tópicos Recomendados, e se ficar com alguma dúvida dê uma olhadinha na Seção de Ferramentas e Bloqueadores. Para instalar um contador confira Como Instalar um Contador de Dias.

Para mais informações ou falar com a moderação visite a Seção de Orientações Básicas, e para alguma dúvida sobre o método procure, ou pergunte, na Seção de Dúvidas.

Não se esqueça de nos manter atualizados sobre seu processo aqui no seu diário.

Até mais!

_______________________________________

Diário parte 1
Diário parte 2

Mineiro gosta desta mensagem

Barão Vermelho
Barão Vermelho
Mensagens : 335
Data de inscrição : 15/07/2017

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 2/10/2020, 22:46
E ai amigo, bom primeiramente parabéns pela bela marca de 150 dias longe da PMO, com certeza você já é um vetereno no assunto e já sabe os caminhos que deve trilhar, acredito que o fórum só tende a agregar mais na sua trajetória, já que ajuda a manter focado no reboot.

Bem vindo ao fórum e boa sorte!

_______________________________________


"I am gonna show you how great I am"
- Muhammad Ali

Meu diário -> https://www.comoparar.com/t10878-recomeco

trofeu14.pngImagem hospedada por Servimg.comImagem hospedada por Servimg.com

#NoFapSeptember 2020 eu consegui!

Mineiro gosta desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 2/10/2020, 23:02
Mineiro escreveu:Olá a todos, sejam muito bem vindos ao meu diário! Aos poucos vou contando aqui a minha historia, já acompanho o fórum a algum tempo, porem só hoje resolvi criar meu diário.

Inicie a luta contra PMO na metade do ultimo ano (2019), apos perceber algumas ligações entre a PMO e situações que vinham acontecendo na minha vida e nas minhas relações com minhas parceiras (ER, evoluindo pra DE, e um pouco de HOCD). No inicio, conseguia passar no máximo uma semana longe do vicio; depois de algum tempo consegui aumentar esse número pra vinte dias. Era muito nítido como ficar longe do vicio por esse pouco tempo já trazia benefícios (DE melhorava, timidez diminuía, me tornava mais aberto a conhecer novas pessoas, conseguia me dedicar mais a faculdade, etc).

Isso tudo me traz ao inicio de 2020, mesmo com recaídas acontecendo de duas em duas semanas, o vicio aumentava mais a cada nova recaída. Passava cada vez mais tempo em PMO e comecei escalar de gêneros, onde tive os primeiros sintomas de HOCD. Além disso, percebi que nessas recaídas eu me afastava cada vez mais de pessoas que eu gostava e com quem poderia ter tido um relacionamento serio (chegava ao ponto de trocar a pessoa pela PMO, o que foi me deixando muito triste e magoado, chegando ao ponto de me afastar de vez dessa pessoa). Dentro de mim, sentia que alguma coisa precisava ser feita, alguma coisa precisava mudar urgentemente, pois a PMO estava sugando toda a minha vida.

Foi a partir desse momento que comecei a pesquisar melhor sobre o vicio, conheci o fórum, li os relatos, os materiais, instalei bloqueadores, passei dias e mais dias lendo os relatos do fórum (agradeço a todos por compartilhar suas experiencias, elas são de grande ajuda). Com tudo isso em mãos, cheguei a incrível marca de mais de 150 dias longe da PMO em hard mode (a pandemia tem me impedido de sair muito de casa). Senti praticamente minha vida melhorar em todos os quesitos, posso dizer que eu nunca tinha me sentido tão bem e tão vivo como nessa época (porem, isso não é um relato de sucesso).

Aproximadamente um mês atrás, fui bombardeado com situações de muito stress (questões familiares, mudanças de rotina, período de prova na faculdade, o próprio período a distancia na faculdade, que já vinha sendo muito desgastante) me fizeram recair de volta ao vicio da PMO. Como aconteceu, vocês devem se perguntar, se eu uso bloqueadores? Bom, uma atualização no meu celular fez com que o bloqueador parasse de funcionar, mas como eu já estava a mais de 150 dias longe do vicio, não dei atenção pra isso e não corrigi; o resultado, de volta ao vicio... Me fez perceber que o vicio é muito mais forte do que podemos imaginar, basta um deslize pra que tudo volte.

Atualmente venho tendo recaídas frequentes em PMO, que já duram quase um mês. Isso tem me deixado triste e muito ansioso, tenho receio de voltar ao que era antes com o vicio e estou com dificuldades pra controlar os gatilhos. Por isso, decidi criar meu diário (finalmente), pra poder compartilhar minhas experiencias e pra me dar forças nessa caminhada.

Obs: como me cadastrei hoje, ainda não tenho permissão pra adicionar um contador, mas assim que possível, estarei adicionando. Vou tentar entrar e relatar mais um pouco todos os dias, pelas menos agora no inicio.

Agradeço a todos que leram até aqui, e deixo ainda uma mensagem: não desistam, não se deixem levar por pequenos gatilhos, não se testem, não testem bloqueadores, evitem a todo custo qualquer forma de gatilho. Gosto muito de uma frase que diz, a pratica não leva a perfeição, a pratica leva a permanência (é necessário muita pratica e auto controle pra permanecermos longe do vicio); nós podemos e nós somos capazes, tempos melhores estão vindo.
Aos poucos vou complementando com mais detalhes da minha historia e da minha jornada, ainda estou um pouco confuso e abatido. Hoje é o dia 0.

Fala Mineiro, cara incrível essa sua marca, sem dúvidas você já está um passo a frente de muitos de nós kk, inclusive eu, fico feliz em saber como muitos têm superado esse caminho. Você poderia escrever algumas dicas de como chegou nessa marca ? Como nunca passei de 21 dias sou cabaço no assunto.
Forte abraço bro
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 3/10/2020, 17:20
Tiago Mendes escreveu:Olá Mineiro.

Seja bem-vindo ao Fórum!

Deixarei aqui alguns links recomendados para você ficar por dentro do fórum, caso ainda não tenha lido:

Certifique-se de ler as normas do fórum por meio das Regras de Participação e das Proibições.

Para saber mais sobre o método proposto confira dúvidas básicas sobre o reboot e vício em PMO, além disso baixe o Guia Introdutório, que servirá como suporte para entender o processo de reboot, dentre outras informações importantes.

Lembre-se de estar instalando bloqueadores de P nos seus dispositivos e colocando um contador de dias na sua assinatura aqui, para te auxiliarem durante seu processo de reboot. Para instalar bloqueadores você pode seguir os tutorias dos Tópicos Recomendados, e se ficar com alguma dúvida dê uma olhadinha na Seção de Ferramentas e Bloqueadores. Para instalar um contador confira Como Instalar um Contador de Dias.

Para mais informações ou falar com a moderação visite a Seção de Orientações Básicas, e para alguma dúvida sobre o método procure, ou pergunte, na Seção de Dúvidas.

Não se esqueça de nos manter atualizados sobre seu processo aqui no seu diário.

Até mais!

Valeu pelas boas vindas Tiago! Ainda estou aprendendo a usar o fórum hahaha valeu pelas recomendações
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 3/10/2020, 17:43
Barão Vermelho escreveu:E ai amigo, bom primeiramente parabéns pela bela marca de 150 dias longe da PMO, com certeza você já é um vetereno no assunto e já sabe os caminhos que deve trilhar, acredito que o fórum só tende a agregar mais na sua trajetória, já que ajuda a manter focado no reboot.

Bem vindo ao fórum e boa sorte!

Valeu Barão Vermelho! Me identifiquei muito com a sua historia, principalmente na questão da PMO com namoro, e a perda das ereções por causa do vicio. É uma situação muito complicada, quando estamos afundados no vicio, chegamos a considerar como algo normal e sem colaterais. Só quando sentimos os efeitos negativos é que percebemos o quão maléfico é esse vicio.

Agradeço demais pela mensagem, creio que o fórum é um ótimo espaço pra gente trocar experiencias e se ajudar. Parabéns pela marca de 70 dias! Continue firme!
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 3/10/2020, 22:20
Ezequiel escreveu:
Fala Mineiro, cara incrível essa sua marca, sem dúvidas você já está um passo a frente de muitos de nós kk, inclusive eu, fico feliz em saber como muitos têm superado esse caminho. Você poderia escrever algumas dicas de como chegou nessa marca ? Como nunca passei de 21 dias sou cabaço no assunto.
Forte abraço bro

E ai, Ezequiel! Seja muito bem vindo ao meu diário!

Então, sobre os 20 dias, eu me sentia ansioso conforme ia se aproximando (hoje em dia passo por isso com a marca dos 5 dias). Como eu nunca tinha passado dessa marca, eu não sabia como seria depois, isso me deixava muito ansioso e eu acabava deixando os gatilhos tomarem conta.

Uma das coisas que eu fiz, depois de tantas quedas perto dos 20 dias, foi parar de prestar atenção na contagem (no contador de dias) por um período. Quando passei dos 14 dias, eu evitei olhar pro numero, e evitei fazer as contas. Assim, eu não sabia se já tinha passado ou não dos 20 dias e quando me dei conta já me aproximava dos 40. Por fim, eu continuei repetindo isso por um bom tempo.

Em dias que eu estou muito suscetível a recaídas, eu gosto de pensar que é só mais um dia. Igual a todos os outros em que eu fui forte o bastante pra não deixar o vicio tomar conta. Algo que eu li em um relato (não me recordo o autor do tópico, perdão); é pra mentalizar e se considerar como um ex-viciado, independente de quantos dias se passaram, o vicio não faz mais parte da sua vida, é algo que ficou no passado.

Espero ter ajudado a tornar as coisas um pouco mais suportáveis. Vamos seguir firmes nessa caminhada!
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Dia 3

em 5/10/2020, 12:11
Hoje é o dia 3, venho buscado me dedicar mais aos estudos, leitura e procuro não passar muito tempo procrastinando. Os últimos dias foram relativamente tranquilos.

Desde ontem, eu já sabia que hoje de manhã seria um horário dificil; sozinho em casa, acordar e ficar deitado na cama, é um gatilho bem forte. Sabendo disso, já fui me preparando desde a noite. Procurei rever os motivos pra me afastar da PMO, os malefícios que o vicio causou na minha vida, e mentalizar pensamentos positivos. Além disso, deixei o celular bem longe da cama; assim, quando ele despertasse, de manha, eu teria que levantar pra desligar o despertador.

Mesmo com tudo isso, a noite não foi fácil, não dormi muito bem, acordei varias vezes. De manhã, quando o celular despertou, levantei e não voltei mais pra cama, aproveitei pra tomar sol. De todo jeito, os pensamentos sobre ter ou não um a recaída ainda rondavam muito minha cabeça. Admito que não foi fácil, mas consegui resistir, procurei me ocupar com os trabalhos da faculdade e a honrar meu compromisso comigo mesmo e com vocês aqui do fórum.

Provavelmente essa situação vai se repetir todas as manhas durante os dias de semana, vou usar e buscar aprimorar a mesma estrategia.
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Dia 4

em 6/10/2020, 22:37
Hoje o dia foi bem dificil, algumas situações me fizeram refletir a respeito do vicio.

Logo de manha, acordei antes do despertador tocar, a vontade de recair em M estava muito forte, mas voltei a dormir. Percebi que sempre ao acordar, seja de manha, ou seja apos um cochilo em qualquer parte do dia, a vontade de M vem muito pesada (tenho evitado cochilar no período da tarde justamente por causa disso); como se logo apos acordar, minha mente ainda não tivesse despertado 100% a ponto de conter a vontade (isso mostra a natureza forte do vicio).

[Aviso de possível gatilho - situações com muitos detalhes]
Quando acordei com o despertador tocando, percebi que minha mão estava em contato direto com meu pênis, pronta pra praticar M (talvez tenha praticado dormindo?), como se fosse um desejo do meu subconsciente. Isso reforça a ideia de que eu devo tomar muito cuidado na hora de despertar, basta um descuido pra recair. Enfim, consegui conter o ato, levantei da cama e fui correr (exercícios físicos são bons aliados, ajudam a saúde, além de cansarem o corpo).

No período da tarde, tudo correu bem, procurei manter a mente ocupada. Porem, no começo da noite, a vontade de M bateu forte novamente. Tenho percebido que eu não tenho tanta vontade recair na P (até porque daria muito trabalho burlar os bloqueadores, eles ajudam demais); mas com a M a questão é diferente, tenho muito mais dificuldade em contar os impulsos...

De todo jeito, não acho que seja proveitoso praticar M (minha opinião pessoal), uma vez que ela pode me levar facilmente de volta a PMO. E além disso, seria como trocar seis por meia duzia, um vicio pelo outro, cairia em outro vicio (aos que estão acompanhando e quiserem opinar, essa é realmente uma questão que me intriga). Vejo que em um estagio mais avançado do reboot, praticar a M longe do P, pode sim ser muito proveitoso, mas, pelo menos agora no inicio, não vejo vantagem; novamente, por mim, seria como trocar um vicio pelo outro.

Também venho sentido alguns sintomas da abstinência, fui cozinhar e fiquei muito irritado pelas coisas não saírem como esperado; coisa simples, mas que me irritou muito e me levou a refletir mais um pouco.

Aos irmãos que estão na caminhada, não desistam, não recaiam. Nossa mente, envenenada pelo vicio, vai inventar mil e um motivos pra recair, vai arquitetar os planos mais perfeitos e deixar as desculpas prontas... Estejam preparados pra esses momentos, não recaiam, tudo não passa de pura ilusão. Não troquem dias longe do vicio por 10 minutos de satisfação, tudo volta, os colaterais, os sentimentos negativos, voltam muito piores. Sejam fortes, honrem o compromisso feito a vocês mesmos, é só mais um dia, nós somos maiores que isso.
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Dia 0

em 7/10/2020, 14:01
Recai.

Fui dormir ontem até que bem, porem, acordei de madrugada tendo uma polução noturna (já me aconteceu outras vezes e sinto que isso da "start" nos meus gatilhos). Pois bem, voltei a dormir, mas de manha, ao acordar, não consegui segurar a vontade (aqui entram as reflexões que tive ontem sobre os horários logo apos despertar).

Deixar o celular longe da cama tem criado um efeito contrario do que eu imaginava. De fato, quando ele desperta, eu levanto e não volto mais pra cama. Porem, eu tenho acordado frequentemente antes do despertador, e como ele esta longe, eu não consigo saber que horas são. Logo, eu fico acordado na esperança dele despertar; e é nesse momento que os gatilhos com M começam a borbulhar na minha mente, aliados ao fato de de eu não estar 100% lucido, a recaída é quase que certa.

Resumindo a recaida, recai apenas com MO, não cheguei a fantasiar e nem trazer a tona pensamentos relacionados a P. Meu problema parece estar muito mais relacionado aos impulsos da MO, do que com a P em si. É como se um levasse ao outro (MO -> P), porem, os impulsos relacionados a P eu consigo controlar, já com a MO, dificilmente consigo. Estou resetando a contagem. Como eu disse ontem, pra mim não vale a pena trocar um vicio pelo outro. De nada adianta eu parar com a P, mas continuar gastando horas preciosas do meu dia com MO, e até, trocando experiencias reais pela MO.

Venho refletindo muito dentro de mim com a relação as abordagens utilizadas pra conter o vicio, e ainda, quais outras eu poderia utilizar pra me ajudar nessa guerra. Estou implantando o pensamento de que se eu continuar com o vicio, seja MO ou P, eu vou perder muitas coisas na minha vida, coisas que eu dou muito valor. Não posso continuar com isso...

Venho pensado também na questão das recaídas. Percebi que muitas vezes, quando caímos, na verdade, essa decisão já foi tomada tempo atrás; no momento da recaída, estamos apenas botando em pratica algo que já assombra nossa mente a dias.  No meu caso em particular, a decisão de recair, provavelmente foi tomada, talvez ate de forma subconsciente, ontem de manha; hoje, eu apenas coloquei em pratica o que já estava programado na minha mente - talvez por isso seja tão dificil conter os impulsos de uma recaída, e ao mesmo tempo, tão fácil aceitar que ela aconteça.

Em todas as recaídas, é comum a gente pensar e repetir pra nos mesmos que aquela foi a ultima, que já estamos de saco cheio, e que não vai ter próxima. Passam alguns dias e a próxima chega. Até isso se tornar um ciclo e um vicio, um vicio em recair. A questão talvez seja realmente virar pra si mesmo e repetir que não, que não vai acontecer e que coisas melhores estão vindo. É uma briga interior, não espere situações milagrosas ou heróis pra te salvarem; quando os gatilhos baterem a porta com todas as armas em mãos, só você tem capacidade de mandá-los embora, é você e só você.

Bater a marca dos quatro dias foi bom, um avanço quando não conseguia passar dos dois dias. Porém, jamais é suficiente. Nos próximos dias, vou voltar a dormir com o celular próximo a cama. Além disso, focar em mentalizar os malefícios que o vicio tem me trazido e quais os benefícios que posso obter me mantendo longe, continuo com as corridas. Realmente, perder coisas de muito valor na minha vida (me refiro a relacionamentos com pessoas) por causa do vicio, é mais que o fundo do poço, o qual eu já visitei uma vez e não vou visitar de novo. A questão é que ultimamente tenho brincado com a corda no pescoço, só que uma hora os pés escorregam e a corda enforca, é melhor tirar a corda antes que seja tarde demais. Sei que o caminho até lá não vai ser fácil, espero colocar na próxima quarta-feira meu contador marcando sete dias, sete dais longe do vicio.
RBr77
RBr77
Mensagens : 56
Data de inscrição : 27/09/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 7/10/2020, 14:56
Mineiro escreveu:Recai.

Fui dormir ontem até que bem, porem, acordei de madrugada tendo uma polução noturna (já me aconteceu outras vezes e sinto que isso da "start" nos meus gatilhos). Pois bem, voltei a dormir, mas de manha, ao acordar, não consegui segurar a vontade (aqui entram as reflexões que tive ontem sobre os horários logo apos despertar).

Deixar o celular longe da cama tem criado um efeito contrario do que eu imaginava. De fato, quando ele desperta, eu levanto e não volto mais pra cama. Porem, eu tenho acordado frequentemente antes do despertador, e como ele esta longe, eu não consigo saber que horas são. Logo, eu fico acordado na esperança dele despertar; e é nesse momento que os gatilhos com M começam a borbulhar na minha mente, aliados ao fato de de eu não estar 100% lucido, a recaída é quase que certa.

Resumindo a recaida, recai apenas com MO, não cheguei a fantasiar e nem trazer a tona pensamentos relacionados a P. Meu problema parece estar muito mais relacionado aos impulsos da MO, do que com a P em si. É como se um levasse ao outro (MO -> P), porem, os impulsos relacionados a P eu consigo controlar, já com a MO, dificilmente consigo. Estou resetando a contagem. Como eu disse ontem, pra mim não vale a pena trocar um vicio pelo outro. De nada adianta eu parar com a P, mas continuar gastando horas preciosas do meu dia com MO, e até, trocando experiencias reais pela MO.

Venho refletindo muito dentro de mim com a relação as abordagens utilizadas pra conter o vicio, e ainda, quais outras eu poderia utilizar pra me ajudar nessa guerra. Estou implantando o pensamento de que se eu continuar com o vicio, seja MO ou P, eu vou perder muitas coisas na minha vida, coisas que eu dou muito valor. Não posso continuar com isso...

Venho pensado também na questão das recaídas. Percebi que muitas vezes, quando caímos, na verdade, essa decisão já foi tomada tempo atrás; no momento da recaída, estamos apenas botando em pratica algo que já assombra nossa mente a dias.  No meu caso em particular, a decisão de recair, provavelmente foi tomada, talvez ate de forma subconsciente, ontem de manha; hoje, eu apenas coloquei em pratica o que já estava programado na minha mente - talvez por isso seja tão dificil conter os impulsos de uma recaída, e ao mesmo tempo, tão fácil aceitar que ela aconteça.

Em todas as recaídas, é comum a gente pensar e repetir pra nos mesmos que aquela foi a ultima, que já estamos de saco cheio, e que não vai ter próxima. Passam alguns dias e a próxima chega. Até isso se tornar um ciclo e um vicio, um vicio em recair. A questão talvez seja realmente virar pra si mesmo e repetir que não, que não vai acontecer e que coisas melhores estão vindo. É uma briga interior, não espere situações milagrosas ou heróis pra te salvarem; quando os gatilhos baterem a porta com todas as armas em mãos, só você tem capacidade de mandá-los embora, é você e só você.

Bater a marca dos quatro dias foi bom, um avanço quando não conseguia passar dos dois dias. Porém, jamais é suficiente. Nos próximos dias, vou voltar a dormir com o celular próximo a cama. Além disso, focar em mentalizar os malefícios que o vicio tem me trazido e quais os benefícios que posso obter me mantendo longe, continuo com as corridas. Realmente, perder coisas de muito valor na minha vida (me refiro a relacionamentos com pessoas) por causa do vicio, é mais que o fundo do poço, o qual eu já visitei uma vez e não vou visitar de novo. A questão é que ultimamente tenho brincado com a corda no pescoço, só que uma hora os pés escorregam e a corda enforca, é melhor tirar a corda antes que seja tarde demais. Sei que o caminho até lá não vai ser fácil, espero colocar na próxima quarta-feira meu contador marcando sete dias, sete dais longe do vicio.

E aí mano, tranquilo? De mineiro pra mineiro, quero te parabenizar pela marca dos 150 dias, é uma marca que poucos conseguem! Realmente a luta contra o vício é pra sempre; acredito que não haverá um dia em que nós, que somos viciados, não iremos precisar ligar contra o vício. É preciso que tenhamos cautela, porquê mesmo nos melhores dias algo pode mudar o trajeto e nos colocar em situações de risco. Vou seguir acompanhando você aqui e parabéns pela iniciativa, irmão! Forte abraço.

_______________________________________

Mineiro gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 8/10/2020, 15:26
EU01 escreveu:
Sua posição é a mais correta possível. M também é um grande mal que suga nossa energia.
Marquei em negrito um grande pensamento que você incluiu. É algo autêntico e verdadeiro nessa luta. Marquei pra você usar como inspiração nessa tentativa (esperamos que não seja só uma tentativa mas que dessa vez consiga!)
Agora veja este trecho: " Além disso, focar em mentalizar os malefícios que o vicio tem me trazido e quais os benefícios que posso obter me mantendo longe"
Vai por mim, rapaz, esse tipo de pensamento só vai te colocar pra trás na recuperação. Você tem que focar no progresso, e não no regresso. É total verdade que os malefícios do vício acabam com nossa vida, mas se você focar nisso no seu reboot, seu subconsciente vai entender que você está na derrota, e portanto, "abrace o capeta" (=recaída). Pense que é um vencedor por estar tentando. Foque nas atividades, pra enterrar o vício cada vez mais fundo, você já não vai precisar dele quando estiver desenvolvendo cada vez mais atividades no seu tempo, não é verdade? Enfim, gostei da atitude. Recaiu e fez uma analise completa de onde errou, um texto bem grande colocando tudo pra fora. Você fez certo. Dessa vez, foque agora na recuperação e no progresso. Forças

Agradeço demais pelas palavras, parceiro!

Realmente, concordo com você, preciso focar meus pensamentos no progresso. Focar nos malefícios seria como abandonar o vicio por medo (dando até mais poder a ele), não por compromisso de uma vida livre, uma vida que não depende dele. A mentalidade de um vencedor, a cada novo dia me considerar um pouco mais longe do vicio, é o caminho mais eficaz.
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 8/10/2020, 15:46
RBr77 escreveu:
E aí mano, tranquilo? De mineiro pra mineiro, quero te parabenizar pela marca dos 150 dias, é uma marca que poucos conseguem! Realmente a luta contra o vício é pra sempre; acredito que não haverá um dia em que nós, que somos viciados, não iremos precisar ligar contra o vício. É preciso que tenhamos cautela, porquê mesmo nos melhores dias algo pode mudar o trajeto e nos colocar em situações de risco. Vou seguir acompanhando você aqui e parabéns pela iniciativa, irmão! Forte abraço.

Valeu, parceiro!

Aprendi da pior forma que a luta contra o vicio é diária, senti e venho sentindo tudo na pele. Cada um sabe a força e a guerra interior que passa todos os dias pra se manter longe, não podemos abaixar a guarda nem por um segundo se quer.
Fico muito feliz em ver sua marca dos mais de 40 dias longe do vicio, é uma marca admirável! Mantenha-se firme e forte, nós podemos!
Linus
Linus
Mensagens : 82
Data de inscrição : 20/09/2020
Idade : 19

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 8/10/2020, 16:53
Fala meu conterrâneo,
Parabéns pela iniciativa em mudar, desejo toda força pro teu reboot.
Vou estar acompanhando sua luta aqui.

_______________________________________






sinta-se à vontade de acessar meu diário e fazer parte da turma que tá lutando pra superar esse vício.

https://www.comoparar.com/t11079p25-diario-linus

Lembrando que o respeito é a principal exigência no meu diário

Mineiro gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 8/10/2020, 23:34
H Jhon escreveu:Fala meu conterrâneo,
Parabéns pela iniciativa em mudar, desejo toda força pro teu reboot.
Vou estar acompanhando sua luta aqui.

Valeu Jhon! Nós somos muito maiores que esse vicio, seja muito bem vindo!
Peter Parker
Peter Parker
Moderador
Moderador
Mensagens : 519
Data de inscrição : 27/11/2019

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 9/10/2020, 02:38
Olá magnificentíssimo Mineiro !!!

Lamento pela sua recaída mano, mas quero parabenizá-lo pela sua atitude de reconhecer as falhas e ser transparente consigo mesmo, certeza que isso te engrandeceu como pessoa e fortaleceu suas convicções do Reboot. Você está certo sobre a queda ser uma soma de fatores, e não algo que acontece num único dia/momento. Quanto mais longe você for no Reboot, mais difícil será para recair, e para isso acontecer, terá que acumular muitas brechas e falhas até chegar no ápice. Isto foi o que aconteceu comigo. Estamos juntos nessa luta.

Na torcida por você.

Grande abraço !!!

_______________________________________


"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Mateus 11:28  study

"Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades." - Tio Ben

Diário do Aranha mais querido: https://www.comoparar.com/t9821-diario-de-um-vencedor

Mineiro gosta desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 9/10/2020, 21:54
Mineiro escreveu:Recai.

Fui dormir ontem até que bem, porem, acordei de madrugada tendo uma polução noturna (já me aconteceu outras vezes e sinto que isso da "start" nos meus gatilhos). Pois bem, voltei a dormir, mas de manha, ao acordar, não consegui segurar a vontade (aqui entram as reflexões que tive ontem sobre os horários logo apos despertar).

Deixar o celular longe da cama tem criado um efeito contrario do que eu imaginava. De fato, quando ele desperta, eu levanto e não volto mais pra cama. Porem, eu tenho acordado frequentemente antes do despertador, e como ele esta longe, eu não consigo saber que horas são. Logo, eu fico acordado na esperança dele despertar; e é nesse momento que os gatilhos com M começam a borbulhar na minha mente, aliados ao fato de de eu não estar 100% lucido, a recaída é quase que certa.

Resumindo a recaida, recai apenas com MO, não cheguei a fantasiar e nem trazer a tona pensamentos relacionados a P. Meu problema parece estar muito mais relacionado aos impulsos da MO, do que com a P em si. É como se um levasse ao outro (MO -> P), porem, os impulsos relacionados a P eu consigo controlar, já com a MO, dificilmente consigo. Estou resetando a contagem. Como eu disse ontem, pra mim não vale a pena trocar um vicio pelo outro. De nada adianta eu parar com a P, mas continuar gastando horas preciosas do meu dia com MO, e até, trocando experiencias reais pela MO.

Venho refletindo muito dentro de mim com a relação as abordagens utilizadas pra conter o vicio, e ainda, quais outras eu poderia utilizar pra me ajudar nessa guerra. Estou implantando o pensamento de que se eu continuar com o vicio, seja MO ou P, eu vou perder muitas coisas na minha vida, coisas que eu dou muito valor. Não posso continuar com isso...

Venho pensado também na questão das recaídas. Percebi que muitas vezes, quando caímos, na verdade, essa decisão já foi tomada tempo atrás; no momento da recaída, estamos apenas botando em pratica algo que já assombra nossa mente a dias.  No meu caso em particular, a decisão de recair, provavelmente foi tomada, talvez ate de forma subconsciente, ontem de manha; hoje, eu apenas coloquei em pratica o que já estava programado na minha mente - talvez por isso seja tão dificil conter os impulsos de uma recaída, e ao mesmo tempo, tão fácil aceitar que ela aconteça.

Em todas as recaídas, é comum a gente pensar e repetir pra nos mesmos que aquela foi a ultima, que já estamos de saco cheio, e que não vai ter próxima. Passam alguns dias e a próxima chega. Até isso se tornar um ciclo e um vicio, um vicio em recair. A questão talvez seja realmente virar pra si mesmo e repetir que não, que não vai acontecer e que coisas melhores estão vindo. É uma briga interior, não espere situações milagrosas ou heróis pra te salvarem; quando os gatilhos baterem a porta com todas as armas em mãos, só você tem capacidade de mandá-los embora, é você e só você.

Bater a marca dos quatro dias foi bom, um avanço quando não conseguia passar dos dois dias. Porém, jamais é suficiente. Nos próximos dias, vou voltar a dormir com o celular próximo a cama. Além disso, focar em mentalizar os malefícios que o vicio tem me trazido e quais os benefícios que posso obter me mantendo longe, continuo com as corridas. Realmente, perder coisas de muito valor na minha vida (me refiro a relacionamentos com pessoas) por causa do vicio, é mais que o fundo do poço, o qual eu já visitei uma vez e não vou visitar de novo. A questão é que ultimamente tenho brincado com a corda no pescoço, só que uma hora os pés escorregam e a corda enforca, é melhor tirar a corda antes que seja tarde demais. Sei que o caminho até lá não vai ser fácil, espero colocar na próxima quarta-feira meu contador marcando sete dias, sete dais longe do vicio.


Amigo, te entendo, questão de sonhos eróticos, tenho tido todas as noites, mulheres que eu convivia aparecendo de todas as formas nos meus sonhos, talvez seja uma forma de o cérebro encarar o vício, vai saber, de fato é algo complicado, felizmente, ainda não cheguei a ter nenhuma polução noturna nesse reboot, mas é natural que aconteça.

Uma hora o cérebro vai tentar liberar o sêmen acumulado, só tratar isso com naturalidade.
Forte abraço
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 10/10/2020, 18:26
Peter Parker escreveu:Olá magnificentíssimo Mineiro !!!

Lamento pela sua recaída mano, mas quero parabenizá-lo pela sua atitude de reconhecer as falhas e ser transparente consigo mesmo, certeza que isso te engrandeceu como pessoa e fortaleceu suas convicções do Reboot. Você está certo sobre a queda ser uma soma de fatores, e não algo que acontece num único dia/momento. Quanto mais longe você for no Reboot, mais difícil será para recair, e para isso acontecer, terá que acumular muitas brechas e falhas até chegar no ápice. Isto foi o que aconteceu comigo. Estamos juntos nessa luta.

Na torcida por você.

Grande abraço !!!

Tudo certo, Peter?

Agradeço pela mensagem! Dessa vez estou me policiando e prestando mais atenção aos fatores que podem me levar a recair; até agora tem sido bem tranquilo. Concordo muito com seu posicionamento, quanto mais longe no reboot, mais fácil controlar os impulsos. Parabéns pelos quase dez dias!!!
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 10/10/2020, 18:35
Ezequiel escreveu:
Amigo, te entendo, questão de sonhos eróticos, tenho tido todas as noites, mulheres que eu convivia aparecendo de todas as formas nos meus sonhos, talvez seja uma forma de o cérebro encarar o vício, vai saber, de fato é algo complicado, felizmente, ainda não cheguei a ter nenhuma polução noturna nesse reboot, mas é natural que aconteça.

Uma hora o cérebro vai tentar liberar o sêmen acumulado, só tratar isso com naturalidade.
Forte abraço

Valeu Ezequiel!

Realmente, tem horas que os sonhos são complicados; temos que agir com naturalidade e manter o controle. Apesar de tudo, somos maiores que isso! Abraço!
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Dia 8

em 15/10/2020, 14:54
Boa tarde, pessoal! Dia 8 Very Happy

As tarefas da faculdade tem me consumido bastante tempo ultimamente, por isso ando meio sumido. Os últimos dias não foram muito fáceis, mas tenho conseguido controlar e evitar os gatilhos; como vários parceiros de batalha já relataram, os impulsos ficam mais suportáveis com o passar do tempo. Além disso,  o fato de manter a mente ocupada também tem ajudado muito.

No mais, só queria passar pra comemorar os oito dias longe do vicio (preciso voltar a estudar); agradeço as mensagens e o apoio de todos. Estou orgulhoso dos oito dias, mas jamais satisfeito, nós podemos muito mais!

_______________________________________

Linus gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Dia 11

em 18/10/2020, 15:50
Boa tarde, galera!

Dia 11 hoje! As coisas por aqui andam mais tranquilas, os finais de semana costumam ser mais fáceis de enfrentar. Continuo me policiando e controlando os impulsos; as corridas na parte da manha estão a todo vapor, elas tem me ajudado a gastar energia e a refletir sobre a vida. Comei a ler um livro na ultima semana, senti que dá pra encaixar um momento de leitura ao longo dos dias. Em relação ao período ead na faculdade, a semana foi bem corrida, cheia de provas e trabalhos pra entregar (nesse momento esta mais suave).

Quero falar um pouco do contraste entre dias que se tem muitas tarefas/atividades pra fazer, em relação a dias em que não se tem muita coisa pra fazer. Essa diferença, essa discrepância, influencia bastante no controle dos impulsos. Dias em que eu estou muito atarefado, PMO/MO nem passam pela minha cabeça. Porem, nos dias em que eu estou mais tranquilo, com tempo de sobra, os impulsos passam varias e varias vezes pela minha cabeça, como se a PMO/MO viesse pra preencher esse tempo livre.

Como forma te tentar preencher esse tempo livre, comecei a ler um livro e a estudar um pouco de inglês (aqui entram as tão importantes atividades de religação); não sou la essas coisas, mas consigo entender e me comunicar razoavelmente, sei que se eu praticar por mais tempo tenho muito o que melhorar (inclusive tenho como uma das minhas metas me tornar fluente).

Quero deixar minhas palavras de agradecimento a todos que participam de alguma forma no meu diário, seja com mensagens ou curtidas, isso me ajuda muito. Sei que a grande guerra é interna e solitária, mas por vezes, o que me ajuda a continuar é saber que muitos aqui estão me apoiando e contando com meu sucesso; não seria nem um pouco legal, pra mim, ter que vir aqui e relatar uma recaída, tenho um compromisso comigo e com esse diário de abandonar o vicio de vez.

Senhores, companheiros, desejo muita força e muita determinação pra gente nessa jornada! Estamos todos avançando a cada novo dia, nos podemos, nos somos vitoriosos!

_______________________________________

Linus gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 19
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Resetando

em 19/10/2020, 13:06
Bom dia, pessoal! Estou resetando meu contador devido a um acontecimento no ultimo dia.

[Possível Gatilho]
Pessoal, refleti muito hoje durante minha corrida matinal a respeito de um acontecimento que me perturbou na ultima noite, e cheguei a conclusão de que é melhor resetar meu contador. Ontem a noite fiquei conversando com uma amiga (já nos envolvemos e tivemos relações algumas vezes), no inicio tudo se resumiu a falar da faculdade e da vida no atual momento de pandemia; nossa conversa acabou se estendendo por mais do que o esperado e tomando um rumo bastante erótico.

Nada aconteceu nesse momento, mas eu não consegui dormir direito, me senti tentado a noite toda a recair. Meu sono também foi péssimo, tive sonhos e variei com as lembranças dos momentos que já vivemos.. Os pensamentos e as lembranças ainda estão rondando minha mente, estou tentando controlar e buscar ocupar meu tempo.

Enfim, dado essas consequências, estou achando melhor resetar. Não que vá mudar muita coisa, mas creio que esse tipo de atividade (conversas com esse teor) não é nada producente pro meu processo de reboot; fico até mais tranquilo sabendo de mais um fator que pode me levar a recair.

Quero deixar um questionamento, principalmente aos solteiros, como vocês estão se sentindo e como tem lidado com esse momento de distanciamento social (sem a possibilidade de se envolver com outras pessoas)? Venho percebendo que eu estou em um nível de carência muito grande, parece que meu corpo e minha mente anseiam por contatos com outras pessoas, principalmente contato físico; durante a conversa de ontem, percebi que minha amiga também, e isso foi o que nós levou ao teor da conversa.

_______________________________________
Charuto
Charuto
Mensagens : 66
Data de inscrição : 06/10/2020

Diario do Déjà vu Empty Re: Diario do Déjà vu

em 19/10/2020, 13:13
Eu não resetaria, amigo. Até porque é impossível levar o reboot no nível zero de estímulos. Imagina se fosse preciso resetar toda vez que vissemos alguma mulher muito atraente na rua e precisássemos resetar? Ninguém completaria o reboot. Leve o acontecido como uma tentativa de recaída que você passou com o trator por cima.. você não viu P e nem se M, então continua com tua contagem porque você não vai perder os benefícios do reboot, porque a religação tá indo tudo Ok.

_______________________________________
Meta: 90 dias Reboot

Objetivo:
(  ) Voltar a ter relações normais sem DE / EP

(x) 5 dias
(x) 7 dias
(  ) 14 dias
(  ) 21 dias
(  ) 30 dias
(  ) 45 dias
(  ) 60 dias
(  ) 75 dias
(  ) 90 dias - Reboot

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum