Ir para baixo
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Resetei!

4/11/2020, 23:34
Resetei hoje. Me descuidei, apenas MO.

[Pode conter gatilhos fortes]
Tem sido bem dificil me livrar da MO, e sinceramente, não sei até que ponto seja possível. Consigo passar uma semana, dez dias, tranquilo. Após isso, tenho impulsos difíceis de controlar.

A questão com a MO, pelo menos no meu caso, é que ela é totalmente diferente da P. Desde de antes de iniciar meu diário, já não tive mais contato com a P (os bloqueadores estão aqui, a todo vapor); não tenho vontade assistir, ela perdeu total sentido na minha vida (o que é realmente muito bom).

Agora, com a MO, é mais complexo. Depois que aprendi/me condicionei a praticar MO sem precisar de P (sem fantasiar), as coisas ficaram bem mais difíceis de controlar e foi nesse momento que as coisas começaram a sair do controle.

Aparentemente, eu não sinto os efeitos tão negativos como com a P. Em todas as sessões, não ouve fantasias e não ouve estimulo visual ou sonoro, apenas estimulo tátil (toque físico). Assim, eu não sinto o sentimento de culpa e tristeza (pelo menos não tão fortes a ponto de ser perceptível no momento como com a P). Porém, confesso que eu percebo que, de certa forma, é prejudicial na minha vida; me sinto com um pouco de vergonha e sujo, não gostaria de praticar tal ato.

Enfim, isso tem me quebrado a cabeça recentemente. São duvidas como, até que ponto é viável ficar longe da MO sendo solteiro? será que com uma parceira as coisas seriam diferentes (mais fáceis)? em que ponto a MO pode ser considerada um vicio/compulsão ou algo normal (benéfico ao corpo, sendo solteiro obviamente)? se compensa eu tentar arrumar uma parceira pra ver como eu me comporto...

Vejo que o objetivo do reboot não é se tornar uma pessoa celibatária. E assim, considerar a MO como possibilidade, é abrassar seu total potencial de se tornar um vicio tão prejudicial quando a P, com todos os seus efeitos negativos; inclusive, sinto que no meu caso, ela vem como uma forma de compulsão/vicio, que eu preciso controlar.

[Fim dos gatilhos]

Se já tiverem passado por questões parecidas ou quiserem acrescentar algo (criticar também), fiquem a vontade. No mais, desejo muita força pra cada um e fiquem bem!

_______________________________________


Anteros gosta desta mensagem

parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

5/11/2020, 22:17
Olá meu caro! Espero que esteja bem.

Sua historia tem algumas peculiaridades que se parecem muito com a minha, acho que foi isso que me chamou a atenção.

No meu caso eu consegui, através de um livro, fazer meu corpo separar ejaculação do orgasmo e isso me ajudou muito com a relação com a minha namorada, porém na outra mão, me atrapalhou muito a minha relação com ela.

Tudo isso se deu pois a partir do momento que não dependia mais da P, minhas sessões de MO as vezes duravam horas. Sim as vezes passavas horas me masturbando sem ejacular e quando chegava em dias seguinte para ter a relação com a minha namorada, o negocio não funcionava direito. Bem ruim.

Entendo perfeitamente seu caso e te falo, é isso sim. Mesmo sem P, eu me sentia um lixo, com baixa energia, sentimento de ter traído minha namorada, culpa e todo sentimento ruim que você provavelmente sentiu. E te falo pior, arrumar uma namorada pode te ajudar no começo, mas se for como eu, logo depois de sair da casa da namorada ou ela sair da sua casa, provavelmente você cairá na MO. Logo em seguida, mesmo tendo uma "sessão maravilhosa" com a namorada. Acredite.

Tudo isso pode parecer um banho de água fria e a primeiro momento posso parecer um tremendo pessimista, mas isso é um relato de quem já está a anos (não necessariamente neste fórum) lutando contra esse vício e pelo menos para mim, o segredo está em olhar para o interior em busca de respostas. Tentar entender o porque tanta busca pelo prazer, buscar compreensão do motivo de se aliviar tanto, olhar realmente a si mesmo para conhecer melhor e principalmente, buscar se amar. Buscar preencher o vazio com o amor próprio.

Tudo que precisamos está dentro de nós, pois lutar apenas contra contra o vício é lutar contra as consequências do problema, é necessário ir na raiz, ir na fonte do problema, pois para mim isso estava como enxugar gelo.

Desejo muita lucidez e consciência para você meu caro.

Pode ser que você sinta vontade de se afastar do fórum e é normal, mas não desista de você mesmo.

Abraços!


_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

Mineiro gosta desta mensagem

CavaleiroDaLua
CavaleiroDaLua
Mensagens : 112
Data de inscrição : 16/08/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Tudo semelhante

6/11/2020, 01:51
Mineiro escreveu:Resetei hoje. Me descuidei, apenas MO.

[Pode conter gatilhos fortes]
Tem sido bem dificil me livrar da MO, e sinceramente, não sei até que ponto seja possível. Consigo passar uma semana, dez dias, tranquilo. Após isso, tenho impulsos difíceis de controlar.

A questão com a MO, pelo menos no meu caso, é que ela é totalmente diferente da P. Desde de antes de iniciar meu diário, já não tive mais contato com a P (os bloqueadores estão aqui, a todo vapor); não tenho vontade assistir, ela perdeu total sentido na minha vida (o que é realmente muito bom).

Agora, com a MO, é mais complexo. Depois que aprendi/me condicionei a praticar MO sem precisar de P (sem fantasiar), as coisas ficaram bem mais difíceis de controlar e foi nesse momento que as coisas começaram a sair do controle.

Aparentemente, eu não sinto os efeitos tão negativos como com a P. Em todas as sessões, não ouve fantasias e não ouve estimulo visual ou sonoro, apenas estimulo tátil (toque físico). Assim, eu não sinto o sentimento de culpa e tristeza (pelo menos não tão fortes a ponto de ser perceptível no momento como com a P). Porém, confesso que eu percebo que, de certa forma, é prejudicial na minha vida; me sinto com um pouco de vergonha e sujo, não gostaria de praticar tal ato.

Enfim, isso tem me quebrado a cabeça recentemente. São duvidas como, até que ponto é viável ficar longe da MO sendo solteiro? será que com uma parceira as coisas seriam diferentes (mais fáceis)? em que ponto a MO pode ser considerada um vicio/compulsão ou algo normal (benéfico ao corpo, sendo solteiro obviamente)? se compensa eu tentar arrumar uma parceira pra ver como eu me comporto...

Vejo que o objetivo do reboot não é se tornar uma pessoa celibatária. E assim, considerar a MO como possibilidade, é abrassar seu total potencial de se tornar um vicio tão prejudicial quando a P, com todos os seus efeitos negativos; inclusive, sinto que no meu caso, ela vem como uma forma de compulsão/vicio, que eu preciso controlar.

[Fim dos gatilhos]

Se já tiverem passado por questões parecidas ou quiserem acrescentar algo (criticar também), fiquem a vontade. No mais, desejo muita força pra cada um e fiquem bem!

Então manin, estou sentindo e me fazendo as mesmas perguntas, como a de ser "viável ficar longe da MO sendo solteiro", e varias vezes disse que mim que não, mas aquela pulga atrás da minha orelha (com certeza veio dos cachorro que minha cadela anda paquerando) que fazia eu dizer pra mim também que "porquê precisa ser víavel?". Sair da PMO é uma questão de estar bem consigo mesmo. Eu não encontrava mais motivação para continuar pensando na "viabilidade", a motivação veio simplesmente porquê eu desejava ter o controle da minha mente e do meu corpo. Um exemplo que aconteceu comigo foi, que eu pratico karate, já ouvi muito é citarem na arte marcial que o corpo, a mente e a alma se sobrepõem um do outro, e é preciso treinar ambos. E eu penso cada dia que luto contra o vicio da PMO como um dia me tornando cada vez mais forte, tanto na mente, quanto no corpo e na minha alma. Tudo isso para poder fazer o que eu quiser fazer da minha vida, sem estar preso a nada que me prejudique.

Um pensamento profundo e filosófico pra te dizer mais ou menos hsuhasu. Mas se tu continua sonhando em buscar se livrar desse vício, continue em frente beleza? É nos cheers cheers cheers

Mineiro gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

6/11/2020, 23:26
parbat escreveu:Olá meu caro! Espero que esteja bem.

Sua historia tem algumas peculiaridades que se parecem muito com a minha, acho que foi isso que me chamou a atenção.

No meu caso eu consegui, através de um livro, fazer meu corpo separar ejaculação do orgasmo e isso me ajudou muito com a relação com a minha namorada, porém na outra mão, me atrapalhou muito a minha relação com ela.

Tudo isso se deu pois a partir do momento que não dependia mais da P,  minhas sessões de MO as vezes duravam horas. Sim as vezes passavas horas me masturbando sem ejacular e quando chegava em dias seguinte para ter a relação com a minha namorada, o negocio não funcionava direito. Bem ruim.

Entendo perfeitamente seu caso e te falo, é isso sim. Mesmo sem P, eu me sentia um lixo, com baixa energia, sentimento de ter traído minha namorada, culpa e todo sentimento ruim que você provavelmente sentiu. E te falo pior, arrumar uma namorada pode te ajudar no começo, mas se for como eu, logo depois de sair da casa da namorada ou ela sair da sua casa, provavelmente você cairá na MO. Logo em seguida, mesmo tendo uma "sessão maravilhosa" com a namorada. Acredite.

Tudo isso pode parecer um banho de água fria e a primeiro momento posso parecer um tremendo pessimista, mas isso é um relato de quem já está a anos (não necessariamente neste fórum) lutando contra esse vício e pelo menos para mim, o segredo está em olhar para o interior em busca de respostas. Tentar entender o porque tanta busca pelo prazer, buscar compreensão do motivo de se aliviar tanto, olhar realmente a si mesmo para conhecer melhor e principalmente, buscar se amar. Buscar preencher o vazio com o amor próprio.

Tudo que precisamos está dentro de nós, pois lutar apenas contra contra o vício é lutar contra as consequências do problema, é necessário ir na raiz, ir na fonte do problema, pois para mim isso estava como enxugar gelo.

Desejo muita lucidez e consciência para você meu caro.

Pode ser que você sinta vontade de se afastar do fórum e é normal, mas não desista de você mesmo.

Abraços!


Agradeço pelas palavras parbat! Me identifiquei muito com o que você disse.

[gatilhos]
Em relação a separar MO de ejaculação, eu também comecei a tentar, e depois que eu aprendi, as coisas foram só ladeira a baixo em relação ao vicio. Foi a partir dai que eu voltei a recair depois de mais de 150 dias longe. Hoje em dia, percebo que em todas essas minhas recaídas, eu menti pra mim mesmo, pensando que se não houvesse ejaculação, estava tudo bem; mas obvio que não estava, o problema estava ali, o vicio estava ali, presente o tempo todo. Isso é só uma mentira contada pra eu não me sentir mal comigo mesmo, uma verdadeira armadilha criada pra mascarar o problema.

[fim dos gatilhos]

Sobre arrumar uma namorada, é exatamente o que você disse. Me lembro que a uns meses atrás (cerca de um ano), eu me relacionava com uma parceira fixa. E mesmo depois de passar uma noite maravilhosa com ela, no dia seguinte, era só ela ir embora pra eu me afundar em PMO. Mesmo a nossa conexão sendo muito boa, com o tempo eu fui perdendo o real interesse nela e a gente se distanciou. Sei que a PMO tem grande culpa nisso tudo. Agradeço por me fazer lembrar desses episódios, é algo bem triste e vergonhoso, que eu já não recordava mais.

A questão realmente é interna, é uma briga com nosso eu interior. Lutar contra nossos traumas e formas de externizar pressões interiores. Suas palavras me fizeram refletir bastante ao longo do dia, sou muito grato, era tudo que eu precisava ouvir.

Abraços!

_______________________________________


parbat gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

6/11/2020, 23:55
CavaleiroDaLua escreveu:
Então manin, estou sentindo e me fazendo as mesmas perguntas, como a de ser "viável ficar longe da MO sendo solteiro", e varias vezes disse que mim que não, mas aquela pulga atrás da minha orelha (com certeza veio dos cachorro que minha cadela anda paquerando) que fazia eu dizer pra mim também que "porquê precisa ser víavel?". Sair da PMO é uma questão de estar bem consigo mesmo. Eu não encontrava mais motivação para continuar pensando na "viabilidade", a motivação veio simplesmente porquê eu desejava ter o controle da minha mente e do meu corpo. Um exemplo que aconteceu comigo foi, que eu pratico karate, já ouvi muito é citarem na arte marcial que o corpo, a mente e a alma se sobrepõem um do outro, e é preciso treinar ambos. E eu penso cada dia que luto contra o vicio da PMO como um dia me tornando cada vez mais forte, tanto na mente, quanto no corpo e na minha alma. Tudo isso para poder fazer o que eu quiser fazer da minha vida, sem estar preso a nada que me prejudique.  

Um pensamento profundo e filosófico pra te dizer mais ou menos hsuhasu. Mas se tu continua sonhando em buscar se livrar desse vício, continue em frente beleza? É nos cheers cheers cheers  

Tudo certo CavaleiroDaLua? Valeu pela reflexão!

Acredito que a grande motivação seja realmente nos tornarmos livres das amarras do vicio e tomar as verdadeiras rédeas das nossas vidas. Nós não precisamos disso, não precisamos desse vicio!

Desejo muito sucesso na sua luta, cada dia a mais é uma conquista pro nosso corpo, mente e alma.

_______________________________________


parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

11/11/2020, 13:22
Mineiro escreveu:
[...]
A questão realmente é interna, é uma briga com nosso eu interior. Lutar contra nossos traumas e formas de externizar pressões interiores. Suas palavras me fizeram refletir bastante ao longo do dia, sou muito grato, era tudo que eu precisava ouvir.
[...]

Com toda certeza meu caro amigo.

Vícios são uma forma do nosso corpo/mente externalizar e preencher algum vazio ou disfarçar uma ferida dentro de nós. É apenas indo para dentro que conseguimos responder as nossas duvidas sobre isso. E eu acredito ser uma maravilhosa arma contra o vicio, que é o auto conhecimento.

Mas e ai, como está indo o reboot? Dê noticias!

Grande abraço

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

16/11/2020, 13:29
parbat escreveu:
Com toda certeza meu caro amigo.

Vícios são uma forma do nosso corpo/mente externalizar e preencher algum vazio ou disfarçar uma ferida dentro de nós. É apenas indo para dentro que conseguimos responder as nossas duvidas sobre isso. E eu acredito ser uma maravilhosa arma contra o vicio, que é o auto conhecimento.

Mas e ai, como está indo o reboot? Dê noticias!

Grande abraço

Tudo certo parbat? Espero que sim! Perdão pela demora.

Enfim, estou no dia 0. Passei por uns momentos de muita pressão na ultima semana e me deixei levar hoje de manha. Não vou ficar buscando justificativa pros meus atos ou me vitimizando. Se não houver mudança de nada adianta. Peço perdão novamente se eu parecer um pouco grosso, eu costumo pegar muito pesado comigo mesmo quando se trata de falhas. E nessa caso, o que realmente importa é que eu fracassei.

Ultimamente venho analisado a viabilidade de buscar ajuda psicológica. Tenho cada vez mais certeza que esse vicio (M) é uma válvula de escape pra coisas mal resolvidas dentro de mim. Não da pra simplesmente parar, eu vou continuar projetando minha válvula de escape em outro vicio.

To realmente cansado, cansado desse cai, não cai; desse vai e vem. Me sinto cada vez mais vazio, impotente, e a sensação de fracasso só aumenta. Sinto que eu preciso tomar uma atitude rápido, antes que seja tarde demais..

Agradeço demais pelas mensagens parbat. Tenho buscado no seu diário estrategias e vivencias que eu possa aplicar na minha jornada, tem sido de grande ajuda! Fique a vontade pra comentar, criticar, ou até se afastar, caso sinta que minhas falhas estejam prejudicando sua jornada; eu entendo, são consequências dos meus atos.

A todos, cuidem-se, não desistam, e jamais abaixem as guardas.

_______________________________________


parbat gosta desta mensagem

parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

17/11/2020, 22:55
Olá Mineiro.

De maneira nenhuma meu caro. Eu busco sempre descrever o máximo possível, com os maiores detalhes que eu consigo justamente para poder passar aquilo que vivencio durante o dia-a-dia e que da certo para mim.

Faço isso em razão de que quando leio os diários dos outros, sempre há algo que possa ser aproveitado e absorvido. Infelizmente não é tudo que é possível agregar em nós a vista que somos personas diferente umas das outras, com sua própria consciência, experiência e vivência.

Fique a vontade para ler, reler e comentar o quanto quiser, fico na verdade muito feliz e contente que meu diário tem te ajudado, isso me incentiva a continuar a minha jornada detalhando máximo possível que eu conseguir.

Quanto a recorrer a ajuda psicológica, não se contenha. Vai ser um processo um pouco mais demorado e investigativo, sendo mais parecido com um trabalho de formiguinha. Também se preocupe em avaliar se está tendo um progresso (mesmo que pequeno) e uma conexão com o profissional, é importante isso para obter as respostas que tanto precisa. Não tenha medo também de buscar outro, mas não pare e persista até conseguir. E principalmente faça as mudança necessárias propostas.

Te apoio incondicionalmente a buscar este tipo de ajuda, nem que for o programa Revert do fórum. Esse sinceramente tentei buscar, mas não tive muita segurança, pois queria e precisava de algo presencial. Olhando diretamente no olho do profissional.

Mesmo que a pequenos passos, busque progredir, busque não ficar no mesmo lugar nunca.

É melhor pequenos e seguros passos, do que longos e com altos riscos de quedas.

Um grande abraço a você meu amigo.

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

18/12/2020, 18:19
Olá meu caro.

De noticias!

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

14/1/2021, 19:41
Olá Mineiro!

Não some meu amigo!

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

avatar
Convidado
Convidado

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

15/1/2021, 03:23
Acho que já tem 2 meses que ele não entra, mas não vou julgá-lo, pois já passei bem mais tempo longe.
Espero que retorne logo Mineiro, o fórum é uma boa maneira de se manter focado.
parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

9/3/2021, 21:29
Quem que está fazendo o reboot e já não abandonou o fórum por um tempo, que atire a primeira pedra.

É normal e cabe a nós não desistirmos de nossos amigos.

Vamos lá meu caro, você consegue!

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

Mineiro gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Forças

5/8/2021, 00:28
Boa noite meus parceiros! É um prazer imenso, pra mim, ter forças pra voltar ao fórum, agradeço de coração as mensagens de cada um! Vocês não tem noção do quanto isso ajuda!

Durante esse tempo longe, passei por muita coisa, vou tentar detalhar um pouco melhor ao longo dos dias. Posso dizer que aprendi muito sobre o vicio, e, principalmente sobre eu mesmo - meus traumas e problemas internos que me levam a PMO.

Contextualizando um pouco, no fim de 2020 mais ou menos, graças aos incentivos, tomei coragem pra iniciar um acompanhamento psicológico; o qual levo até os dias de hoje. Não que tenha me afastado do vicio - não existe bala de prata, mas me trouxe muita luz e autoconhecimento. Posso dizer que foi uma das melhores decisões que tomei nos últimos tempos. Na internet existem opções bem acessíveis, ou até mesmo, opções gratuitas; a todos que tiverem condições, recomendo!

(vou contar um pouco melhor sobre minhas percepções e gatilhos internos mais pra frente, são grandes reflexões que eu gostaria muito de compartilhar com todos)

Em relação ao vicio, desde meu ultimo relato, outubro de 2020, até aproximadamente final de maio (de 2021); não tive contato com PMO, apenas MO (1 a 2 vezes na semana). Acredito que tenha sido menos prejudicial, mas nem por isso significa que não tenha me trazido danos - são vários... inicio de junho, passei por alguns momentos de muito estresse na vida pessoal (trabalho + faculdade + morar sozinho + relacionamentos), somado a uma falha no meu bloqueador do computador; me abriram brecha pra voltar de cabeça a PMO.

(também quero comentar com mais calma sobre meus bloqueadores)
Desde então, tem sido difícil largar a PMO; e pior ainda, largar a MO. Tenho conseguido ficar 3 a 4 dias longe, mas depois acabo cedendo..

Enfim, essa é a minha situação atual. Depois de varias tentativas e balas de prata falhas, percebi o quão importante é ter uma rede de apoio; então, criei forças pra voltar ao fórum e tentar permanecer. Espero que estejam todos bem, firmas na luta, e que possamos compartilhar ainda muitas reflexões e percepções a respeito do vicio. Abraços e sucesso a todos!

Ps: parbat, muito obrigado meu amigo! Não sei como descrever o que senti quando li suas ultimas mensagens no meu diário; sei que me tocaram de tal forma, e me fizeram arrancar forças de onde eu achei que não existiam mais... obrigado por acreditar e por não desistir de mim; sou muito grato meu amigo, obrigado de coração!

_______________________________________


Joseph gosta desta mensagem

Joseph
Joseph
Mensagens : 1261
Data de inscrição : 14/01/2018
Idade : 27
Localização : Brasil - [email protected]
http://josephreboot90@gmail.com

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

5/8/2021, 01:32
Mineiro, seja bem vindo novamente ao fórum. Desejo a você sucesso nessa trajetória nova!!! Você já tem experiencia com reboot pelo que li no seu diário. Diante disso, basta somente aplicar seus conhecimentos, estarei de acompanhando nessa sua nova trajetória, lendo aqui seus relatos que vc fizer e te auxiliando caso precise.
Abraço!!!

_______________________________________

Mineiro gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

7/8/2021, 11:52
Joseph escreveu:Mineiro, seja bem vindo novamente ao fórum. Desejo a você sucesso nessa trajetória nova!!! Você já tem experiencia com reboot pelo que li no seu diário. Diante disso, basta somente aplicar seus conhecimentos, estarei de acompanhando nessa sua nova trajetória, lendo aqui seus relatos que vc fizer e te auxiliando caso precise.
Abraço!!!

Agradeço as palavras Joseph!!! E seja muito bem vindo ao meu diário, abraços!

_______________________________________


Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

7/8/2021, 12:37
Boa tarde, companheiros! Espero que todos estejam bem. Hoje pretendo comentar um pouco mais sobre meus bloqueadores, que utilizo tanto no computador como no celular.

No celular, utilizo a versão grátis do qustodio. De vez em quando, ele apresenta uns bugs de sobreposição de tela, mas nada que me atrapalhe no uso do celular. Em relação aos bloqueios, tem me atendido bem até os dias de hoje; principalmente por ele registrar as pesquisas feitas no celular, isso já é o bastante pra me segurar; pois eu sei que quem tiver acesso ao painel de administração, pode checar com facilidade as ultimas buscas realizadas no aparelho.
Inclusive, isso pode ser muito útil. Se tiverem alguém de confiança, talvez seja interessante deixar o acesso do painel de administração com essa pessoa; ela pode monitorar vez ou outra pra nos ajudar.

Já no computador, as coisas são mais difíceis (todas as minhas ultimas recaídas com P partiram do computador). Atualmente, utilizo Linux pra trabalho e faculdade; a única forma mais efetiva que consegui encontrar para bloquear os sites, sem afetar muito a utilização do computador, é realizando o bloqueio direto no arquivo de hosts do próprio Linux. Se eu não me engano, tem um tutorial no fórum explicando como faz, mas caso alguém queira saber com mais detalhes, eu posso explicar.
Enfim, utilizo a lista de hosts disponibilizada no github pelo StevenBlack, contem aproximadamente 110.000 domínios. A questão principal, é que mesmo assim, ela contém brechas; que no caso, eu aproveitei varias vezes pra ter recaídas.
Mesmo hoje em dia, eu já tendo bloqueado as brechas que me faziam ter recaídas; ainda sim, não é um método muito eficaz. É necessário sempre realizar a atualização da lista manualmente, e que, a qualquer momento, pode ser removido. Se forem utilizar, recomendo um pouco de cautela.

Ainda sobre minhas ultimas recaídas com P, eu estava utilizando o bloqueador no computador; mas como eu sabia que existiam algumas, eu estava viciado em procurar essas brechas. Lembro de passar mais de 1h por dia procurando nas buscas do google, domínios que não estavam bloqueados, só pra ter mais uma recaída... hoje em dia, eu corrigi as brechas que eu conhecia, então, pra encontrar novas, terei que passar um bom tempo fuçando no google; não é tão efetivo, mas já me ajuda a controlar um pouco os impulsos.

_______________________________________


Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

8/8/2021, 20:44
Boa noite! Hoje estou vindo ao fórum mais como uma forma de desabafo; esse fim de semana aconteceram coisas que me deixaram bem abalado.

Sai com uma pessoa por quem eu tenho muito envolvimento emocional, e acabou rolando alguns desentendimentos entre a gente, o que me deixou bastante abalado. A causa dos desentendimentos, no geral, foram minhas atitudes; exagerei muito no álcool e não dei atenção aos apelos da pessoa que estava comigo.
Ela ficou muito chateada e muito magoada; fazia tempo que a gente não se via e eu acabei errando feio; errando feio com quem me quer bem. É como se tudo que ela sempre se queixou pra mim, eu fui lá e fiz igual.. Confesso que eu tbm estou desapontado comigo mesmo, não entendo muito bem pq as coisas saem tanto do controle na presença dela.. eu não esperava tratá-la dessa forma e fazê-la se sentir mal.

Na noite em que tudo aconteceu, eu cheguei em casa e tudo que eu queria era buscar PMO, pra me sentir um pouco melhor - como um viciado buscando droga pra se sentir melhor, pra aliviar a pressão e fugir da realidade. O que me impediu foi que eu não conseguia mesmo; bêbado, deitado na cama, olhando pra parede com ansiá de v0mit# no garganta, tudo girava e eu não tinha forças nem pra levantar - isso foi o que me impediu... ali eu apaguei e só acordei no outro dia.

Eu sempre tento olhar pra tudo que acontece na minha vida com um sentido maior. Acho que tudo que acontece na nossa vida tem um sentido. E por mais que esse desentendimento com essa pessoa tenha me abalado bastante, acho que ele serviu pra me acordar, pra me dar um chaqualhão e acordar pra vida. Parar de errar e parar de vacilar com essa pessoa, antes que seja tarde demais.

Confesso que eu não sei como vai ser daqui pra frente com essa pessoa. Eu sei que eu errei feio e que talvez não tenha volta, infelizmente. Sei que se eu tive peito pra errar, eu tenho que ter peito pra assumir meus erros e pedir perdão - se vão ser aceitos ou não, ai já é outra historia. O que eu posso fazer é assumir meus erros, e principalmente, mudar; não cometer a mesma coisa novamente. A gente só muda quando vale a pena e por quem vale a pena mudar.

_______________________________________


freedom.ever gosta desta mensagem

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Resetando MO

16/8/2021, 22:24
Boa noite a todos! Espero que estejam todos bem. Hoje estou rezetando meu contador de MO, depois de 14 dias; em partes, fico contente por estar longe da P; mas nem de longe isso significa que as coisas estão bem por aqui.

Não gosto de culpar isso ou aquilo; recai pq eu confiei demais, pq eu abaixei pro vicio, pq eu me deixei levar.. achei que poderia apenas "iniciar", "brincar um pouco" e depois continuar - grande erro, daqueles que se percebe logo nas primeiras recaídas. Ultimamente eu tenho andado bem cansado disso, cansado de recair, de fracassar, já faz tanto tempo; sei que não existe uma bala de prata; mas tem horas que isso é tudo que eu desejo.

Tenho pensado em conversar sobre isso (PMO) com alguns amigos próximos e de confiança, mas não sei se é uma boa ideia. Parece que figar guardando esse segredo com a gente, dentro de nós, só piora as coisas; pelo menos, eu tenho a sensação de carregar o mundo nas costas e ninguém pode saber que eu carrego.. Talvez compartilhando com mais pessoas, expondo meus defeitos e falhas; me expondo como uma pessoa que não é perfeita, isso possa me ajudar.

Em relação aos meus desentendimentos com a pessoa comentados no ultimo relato. É, eu subestimei; eu confiei demais em mim. A perdi, não sei se vai ser pra sempre, mas, pelo menos, por enquanto, eu a perdi - perdi a pessoa que eu mais me envolvi emocionalmente nessa vida, perdi por causa dessa [email protected] de vicio (pela segunda vez); e aqui estou eu, recaindo e errando de novo..

_______________________________________


Druidzin gosta desta mensagem

Druidzin
Druidzin
Mensagens : 334
Data de inscrição : 07/08/2021

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

17/8/2021, 16:15
Eae Mineiro,
Não deixe que esses acontecimentos te levem para o fundo do poço do vício. Embora tenha caído em MO, você foi forte em não cair para a P.
Todos nos cometemos erros amigo, quem nunca perdeu uma pessoa amada por causa de erros bobos.
A vida é uma questão de tentar errar o menos possível, pois os erros são inevitáveis. Mas eles podem ser em menor quantidade se conseguirmos ter o controle de nossas atitudes.
E uma forma de alcançarmos esse controle é vencendo o vício.
Continue na luta amigo, caia mais se levante rápido.
Até logo.

_______________________________________
Meu diário : Aqui
Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

29/8/2021, 00:16
Boa noite a todos, espero que estejam bem!

Estou passando só pra dar uma atualizada rápida. As coisas por aqui vão bem; tenho a sensação de que muita coisa mudou na minha vida nas ultimas semanas - não pra melhor ou pra pior, simplesmente mudaram, com seus lados bons e ruins.

Em relação ao vicio, continuo na luta, longe de recaídas. Confesso que hoje a tarde, por estar sozinho em casa e sem muita coisa pra fazer, tive alguns pensamentos relacionadas a recair; mas consegui controlar, ser forte e focar em outras coisas - fiz exercícios, cozinhei e assisti um filme. O fato de estar conseguindo ficar longe tem me motivado bastante, mas nem de longe significa que devo abaixar as guardas.

Minha vida pessoal, ultimamente, virou de ponta cabeça. A um bom tempo, vinha me envolvendo em uma relação, que ao meu ver, eu me doava demais, esperava muito da outra pessoa e, em contrapartida, recebia pouco - talvez pelas minhas expectativas, e isso me fazia sofrer bastante. Da mesma forma, habitava em mim, um grande medo de perder/me afastar dessa pessoa, achava que meu mundo ia desabar... naquelas primeiros dias, realmente, talvez meu mundo tenha caído, e meu eu, caiu junto com ele.

A questão principal é que ali, onde eu achei que nunca estaria de novo - com tudo desmoronando, eu percebi que tinha duas escolhas. Ou eu trilhava o caminho novamente, com todo sofrimento e me privando de muito; ou me permitia ser um pouco feliz, mesmo que isso significasse enfrentar uma dor que por muito tempo eu temi.

Amigos, eu mereço ser feliz, eu mereço um pouco de felicidade - eu me permiti fazer essa escolha.

Não vou mentir, ainda doí, e as vezes, ainda penso em tentar voltar atrás; principalmente quando tenho lembranças, sonhos, vejo fotos ou lembro das expectativas... mas sei que tentei e fiz tudo que estava ao meu alcance; eu só não posso fazer por dois. Creio que esta sendo melhor assim, para ambos. Não guardo magoas, rancores ou infelicidades - apenas carinho. Acredito que o tempo nós traga mais maturidade, e quem sabe, no futuro, mais maduros e certos do que queremos, nós reencontramos e possamos continuar.

Agradeço as mensagens de todos, e Druidzin, muito obrigado parceiro; forças e abraços a todos.

_______________________________________


Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

1/9/2021, 00:12
Boa noite a todos! Hoje resetei o contador de MO, depois de 15 dias; foi uma experiência estranha - pode ter alguns gatilhos, então, tomem cuidado ao lerem e continuem firmes naquilo que vcs considerem ideal pra vcs.

No geral, não me sinto mal. Pelo contrario, estou me sentindo, de certa forma, aliviado; aliviado por ter "conseguido" recair em MO sem depender de P... Esse era um dos meus grandes medos - ficar preso no abismo da P novamente.

Óbvio que não é o ideal, mas entre recair em PMO e MO, mil vezes MO; principalmente dada uma certa frequência. P parece uma paulada na minha cabeça, me desorienta em todos os sentidos da minha vida... particularmente, eu considero uma frequência de 1 vez na semana, de MO, não tão nociva; ainda mais, levando em consideração, a não fantasia e o real desejo do seu próprio corpo; um ato seu com voce mesmo e nao apenas algo banal. Além disso, desde que não se fique ansioso e não olhe como um "premio"; acredito que não prejudique tanto - obviamente vai da particularidade de cada um com relação ao vicio em PMO, essa é apenas a minha percepção até o momento. A questão principal é não utilizar disso (MO) como fuga da realidade - como acontece com outros vícios/drogas.

Pelo menos, algo de bom consegui extrair; meu gatilho para as ultimas recaídas  (apos +/- 14 dias) tem sido o mesmo. Sempre chego da rua, após sair pra me exercitar (correr, academia..), e fico um tempo no celular, 20/30 minutos, ao invés de ir direto pro banho. Nesses minutos, a mágica acontece e o monstro sai da cela... Talvez, se eu conseguir chegar e ir direto pro banho, sem ficar enrolando no celular, as coisas mudem.

Chegar da rua e ir direto pro banho, é só um habito; igual ao chegar da rua e ir direto pro celular. A questão é me atentar a qual deles eu quero reforçar. Nos próximos dias, estarei tentando o primeiro; acredito que ira surtir algum efeito.

Abraço a todos.

_______________________________________


Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

8/9/2021, 00:13
Boa noite a todos!

Aproximadamente sete dias desde minha ultima recaída com MO; ainda estou trabalhando no gatilho de chegar da rua e ir direito pro banho, sem enrolar no celular - as ultimas vezes deram certo, basta continuar.

Ao que foi citado no meu ultimo relato em relação a MO x não MO, ainda creio ter seus benefícios. Mas a questão é em relação a minha pessoa; minha mente ainda é muito influenciável com lembranças de P e atualmente eu enxergo a MO como uma fuga da realidade - em todos os sentidos; algo rápido pra me fazer esquecer dos problemas, me acalmar da ansiedade e como um premio por ter aguentado dias difíceis (minhas recaídas são sempre no fim do dia, quando não tenha "nada" pra fazer)...

Depois de um tempo, quem sabe, posso tentar me conectar comigo mesmo com MO em outro sentido; mas não no momento. Acredito ser melhor me manter afastado pelo máximo de tempo que eu puder e me concentrar em religações; antes que seja tarde demais.

Desejo muita força e muita clareza a todos nós!

_______________________________________


parbat gosta desta mensagem

parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

22/3/2022, 09:16
Fala Mineiro!

MO é uma armadilha do cão. Se entrar por esse caminho, uma hora ou outra, você entrará na PMO novamente, pois para isso só falta a P.

É apenas uma artimanha de um cérebro de um viciado que deixa passar desculpas para buscar o prazer desregulado, pois por experiência própria te falo que a MO vicia tão quanto PMO, as vezes até pior, pois com a P você ainda consegue colocar bloqueios de sites, etc. mas com a MO, basta estar sozinho que a vontade vem a cavalo e com o cérebro não tem como colocar bloqueios assim como sites.

Cuidado amigo.

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

Mineiro
Mineiro
Mensagens : 36
Data de inscrição : 02/10/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

21/9/2022, 19:59
Pra deixar registrado, resetando aqui (MO/PMO) após 111 dias... não desistam e não abaixem a guarda, é uma guerra que vale a pena ser vivida.

A vida mudou absurdamente nesse meio tempo, alcancei objetivos e cheguei a lugares que eu não acreditava conseguir; isso é o que me da força pra continuar e não abaixar a cabeça. O foco é pensar em quantos dias estou longe, não na recaída em si; focar na recaída só tende a me atrapalhar. Também sei que é preciso ter um propósito em mente, um objetivo maior, pra deixar o vicio pra trás - isso me ajuda.

Infelizmente abaixei a guarda, a ansiedade a minha espreita, esperando um deslize pra atacar; confiança demais faz a gente errar.. não subestimem. Hoje em dia, meus maiores gatilhos vem das redes sociais, por questões maiores, não posso ficar sem. Bloqueadores, um propósito, ocupar a mente e cortar o mal pela raiz são meus grandes aliados.

Sei que meus registros sumiram, mas vez ou outra ainda passo por aqui. Lembro das minhas raízes. O barco é o mesmo, estamos todos juntos. Desejo muito autoconhecimento a todos e que a guerra interior de cada um seja vencida; sejamos fortes!

_______________________________________


parbat gosta desta mensagem

parbat
parbat
Mensagens : 705
Data de inscrição : 06/05/2020

Diario do Déjà vu - Página 2 Empty Re: Diario do Déjà vu

18/11/2022, 10:59
Boa Mineiro!

A autodescoberta sempre será a principal motivação e principal pilar para vencer qualquer desafio interno. E claro, é a mais difícil.

Estamos com certeza no mesmo barco e vamos sempre nos apoiar, pois mesmo sem conhecer pessoalmente ninguém aqui, considero como familia.

_______________________________________
Conheça minha jornada

Sempre que estiver no fundo poço, observe que a única direção restante, é a subida.

Mineiro gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos