Ir em baixo
avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty VENCENDO O TOC!

em 25/12/2020, 22:12

Olá à todos, me chamo Marcos, sou viciado em pornografia
e desenvolvi o HOCD. Infelizmente me viciei nesse lixo com apenas 11 anos, e continuo nisso até hoje (no caso tenho 16), entrei na pornografia do pior jeito possível (comecei com vídeos heteros, na qual faziam coisas extremamente nojentas), e daí em diante só foi piorando muito. Tive a escalada de gêneros e também parei em trans (vi por um tempo esse tipo de pornografia, mas simplesmente parei com isso, não tenho vontade de voltar a ver), mas nunca me fantasiei tendo relações com homens e nem trans, apenas com mulheres, via aquele tipo de conteúdo e me masturbava, mas ficava ali mesmo. Meu HOCD foi causado pelo vício na pornografia e por conta de uma conversa com minha mãe, na qual gerou o gatilho, aqui irei contar minha história.
Infelizmente o HOCD também está acabando comigo. A uns dias atrás veio um pensamento do tipo, "será que já chupei o cabo de minha escova de dente", e fiquei com isso na cabeça martelando o dia inteiro, e precisava fazer compulsões, começava a vir relapsos dizendo que já tinha feito isso, mesmo eu não lembrando se de fato isso já aconteceu, foi passando os dias e continuei com essa dúvida, até que cheguei a conclusão que não tinha feito isso. Até aí tudo bem, quando novamente do nada veio em minha mente "se eu não chupei nenhum objeto, então será que fiz isso sem nenhum objeto, então será que já tentei imitar as atrizes pornô quando elas faziam relações oral?" (me perdoe novamente), e agora isso está me deixando maluco, pois tenho medo de ter feito isso, mesmo não tendo lembranças de ter de fato feito isso. Enfim, meu TOC começou por conta de um motivo totalmente idiota. Estava a 10 meses deixando o cabelo crescer (estava fazendo isso justamente por conta que diziam que as mulheres gostam de homem de cabelo grande), foi simplesmente a melhor sensação que já tive durante minha vida, estava muito feliz. Até que certo dia, minha mãe chegou em mim e falou: "Você realmente tem coragem de fazer isso? Isso já é coisa de mulher", e automaticamente veio a famosa dúvida "será que sou gay/bi?", não dei muita atenção para isso mas vira e mexe voltava essa dúvida. Tudo piorou quando 1 semana após eu ter essa dúvida tive uma infecção urinária (você sente uma dor e um desconforto insuportável na região de bexiga), e por sentir essas sensações achei que só pessoas homossexuais tinham isso, e na minha cabeça fazia total sentido, já que uma semana antes tive a dúvida "será que sou gay", e logo após tive essa infecção urinária (para deixar claro, fui ao médico fiz os exames e constou como infeção urinária). Nunca senti nada por homens, absolutamente NADA, sempre considerei-os como amigos e apenas isso. Sempre me apaixonei pelas mulheres, me apaixonei por muitas, muitas mesmo, praticamente todos os dias antes de dormir ficava pensando nas meninas que acho bonitas, me imaginava beijando/namorando/casando/tendo filhos com elas, e gostava muito disso, tinha vezes que acordava e já pensava na hora de ir dormir para me imaginar com elas, era uma sensação inexplicável, coisa que nunca fiz com homens. Infelizmente sou uma pessoa viciada em pornografia, vejo isso todos os dias durante 4 anos, e por conta do "escalonamento" acabei vendo coisas muito ruins das quais me arrependo muito, para deixar claro nunca cheguei a ver conteúdos gays. Está sendo a pior coisa que já vivi na minha vida, simplesmente do dia para a noite TUDO mudou, o TOC está acabando comigo, não sinto mais vontade de viver, são dúvidas atrás de dúvidas, acho que o único jeito de acabar com isso é a morte. Não sabia que chegaria a esse ponto, não tive ninguém para me dizer os problemas que me causaria por conta do vício

UsuarioMarcos1 gosta desta mensagem

Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 576
Data de inscrição : 10/12/2018

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 25/12/2020, 22:33
Oi, UsuárioMarcos1!

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Vício em Pornografia, Como Parar?". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio da reversão do vício, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!

  • Conheça a legislação do Fórum: Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Conheça o Guia Introdutório e aprenda o básico sobre o processo de reversão do vício ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado) para ter acesso a informações mais completas.

  • Confira o arsenal tecnológico para te auxiliar na proteção contra o vício: Configuração do Clean Browsing; Bloqueamento via Hosts; Inter App Control Pro (Pago); Blok Supreme (Pago); Download do Qustodio (A versão gratuita já é suficiente). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Conheça os navegadores (para smartphone) que já vem com proteção contra o vício e escolha um: Spin, Kids Safe Browser (Pago) e Mobicip. Instale o NetAngel para bloquear a pornografia em seu smartphone, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Dica: Cadastre um e-mail temporário descartável em seus softwares, pois, assim, você evita uma possível recuperação da senha. Utilize também um método de ocultação de senha, para evitar que você desative os bloqueadores em um momento de fissura. Acesse: Método para esconder a senha.

  • Instale um contador de dias: Tutorial Contador de Dias, para te situar em sua jornada.

    Avalie também a necessidade de abandono de outros vícios que podem de alguma forma te atrapalhar no processo, como masturbação, álcool, outras drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Priorize as atividades de religação, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais", tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Evite também a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Abraços!
Vitoriosa

_______________________________________
Vitoriosa

UsuarioMarcos1 gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 25/12/2020, 22:37
Tenho que deixar claro aqui que sempre convivi com TOC em minha vida. Começou com uma "mania" aos 5/6 anos de ter que sempre alinhar meus chinelos com as riscas dos pisos antes de dormir, foram passando os anos e fui tendo outros tipos de TOC, como: ter que fazer a mesma oração por 3 vezes, depois mais 3 e mais 3, ao todo 9 orações, tenho Tricotilomania (mania de ficar arrancando os cabelos), medo obsessivo de contrair AIDS, mesmo nunca tendo relações sexuais, tive esse medo por conta de uma série que assisti, na qual um dos personagens era usuário de drogas e teve que começar a ter relações com homens para ter dinheiro e continuar com o vício, e por conta disso contraiu AIDS, lembro que tive medo de ter AIDS e acharam que sou gay (acredito que já fui criando um medo de ser gay a partir disso), fiquei totalmente obsessivo em ter engravidado minha irmã (não, eu não tive relações com minha irmã), fiquei com medo pois como sou viciado em masturbação/pornografia um dia decidi me masturbar no banheiro, e logo em seguida minha irmã usou o banheiro para tomar banho, e fiquei "será que deixei cair esperma no sabonete?", mesmo ela não usando meu sabonete esqueci de guardar minha saboneteira e fiquei "e se ela usar meu sabonete", "será, será, será?", fiquei tão paranóico com isso que para acabar com as dúvidas decidi ficar fazendo perguntas para ela, "você usou meu sabonete?", mesmo ela dizendo que não ainda fiquei paranóico com isso durante uns 3 meses. E por último, como disse para vocês estava a deixar meu cabelo crescer, e fiquei totalmente paranóico, como todos meus outros TOC, nesse fiquei com várias dúvidas "será que meu cabelo é ressecado?", "e se meu cabelo for frizado?", "e se meu cabelo for poroso?", isso me deixava louco, até meus familiares estavam reclamando pois ficava o dia inteiro fazendo perguntas para eles, meu dia se resumia em ficar o dia inteiro vendo vídeos sobre cabelo (cheguei a acordar às 7 horas da manhã e ficar até uma 3 horas da manhã vendo coisas sobre cabelo), fazia testes para saber qual o problema que havia com meu cabelo, mesmo cuidando MUITO do meu cabelo ainda achava que tinha algum problema. Tenho muitos outros tipos de TOC, poderia ficar o dia inteiro falando sobre eles.
Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 576
Data de inscrição : 10/12/2018

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 25/12/2020, 22:50
UsuarioMarcos1 escreveu:Tenho que deixar claro aqui que sempre convivi com TOC em minha vida. Começou com uma "mania" aos 5/6 anos de ter que sempre alinhar meus chinelos com as riscas dos pisos antes de dormir, foram passando os anos e fui tendo outros tipos de TOC, como: ter que fazer a mesma oração por 3 vezes, depois mais 3 e mais 3, ao todo 9 orações, tenho Tricotilomania (mania de ficar arrancando os cabelos), medo obsessivo de contrair AIDS, mesmo nunca tendo relações sexuais, tive esse medo por conta de uma série que assisti, na qual um dos personagens era usuário de drogas e teve que começar a ter relações com homens para ter dinheiro e continuar com o vício, e por conta disso contraiu AIDS, lembro que tive medo de ter AIDS e acharam que sou gay (acredito que já fui criando um medo de ser gay a partir disso), fiquei totalmente obsessivo em ter engravidado minha irmã (não, eu não tive relações com minha irmã), fiquei com medo pois como sou viciado em masturbação/pornografia um dia decidi me masturbar no banheiro, e logo em seguida minha irmã usou o banheiro para tomar banho, e fiquei "será que deixei cair esperma no sabonete?", mesmo ela não usando meu sabonete esqueci de guardar minha saboneteira e fiquei "e se ela usar meu sabonete", "será, será, será?", fiquei tão paranóico com isso que para acabar com as dúvidas decidi ficar fazendo perguntas para ela, "você usou meu sabonete?", mesmo ela dizendo que não ainda fiquei paranóico com isso durante uns 3 meses. E por último, como disse para vocês estava a deixar meu cabelo crescer, e fiquei totalmente paranóico, como todos meus outros TOC, nesse fiquei com várias dúvidas "será que meu cabelo é ressecado?", "e se meu cabelo for frizado?", "e se meu cabelo for poroso?", isso me deixava louco, até meus familiares estavam reclamando pois ficava o dia inteiro fazendo perguntas para eles, meu dia se resumia em ficar o dia inteiro vendo vídeos sobre cabelo (cheguei a acordar às 7 horas da manhã e ficar até uma 3 horas da manhã vendo coisas sobre cabelo), fazia testes para saber qual o problema que havia com meu cabelo, mesmo cuidando MUITO do meu cabelo ainda achava que tinha algum problema. Tenho muitos outros tipos de TOC, poderia ficar o dia inteiro falando sobre eles.

Muito complicado né? Meu marido também tinha vários tocs, por limpeza, por horários, tinha muito medo de ir em brinquedos quando íamos no hopi Hari aqui em São Paulo, mais graças a Deus, ele melhorou de todos, porque faz tratamento com psiquiatra, o toc homossexual também acabou não tem mais pensamentos intrusivos nenhum, o reboot ajudou muito, mais infelizmente o toc é um transtorno e precisa de tratamento médico. Seus pais nunca levou vc a um médico para você fazer tratamento? Foque no reboot, faça atividades de religação, exercícios, atividades manuais, aprender outro idioma, quando vier a vontade de praticar PMO, ocupe seu tempo com atividades que te dão prazer, sem ser no computador ou celular, esqueça que eles existem, coloque bloqueadores em tudo que vc tiver de eletrônicos. Isso irá te ajudar bastante.

UsuarioMarcos1 gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 25/12/2020, 22:54
Realmente o TOC é torturante (independente do conteúdo), também tinha e tenho esse medo de ir em brinquedos, lugares que sejam altos e etc, começam a vir pensamentos muito ruins, eles vêm dizendo que vou pular desses lugares que sejam altos e etc, é muito torturante.

Vitoriosa gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 28/12/2020, 12:35
Olá Vitoriosa, como anda indo? Então, gostaria de saber porque o vício em pornografia faz as pessoa chegaram a fazer coisas horrorosas (ver pornografia trans, pornografia gay, usar roupas femininas e etc...)? Se puder me responder iria agradecer imensamente.
Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 576
Data de inscrição : 10/12/2018

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 28/12/2020, 14:13
Ou Marcos1, isso acontece porque o cérebro fica dessenssibilizado, ou seja ele acostuma com o tradicional e quer mais e mais estímulos que acarreta numa descarga maior de dopamina, a pornografia hetero não tem mais graça, e nisso vai para as pornografias mais pesadas.por isso que tem que fazer o reboot para o cérebro reiniciar e ficar igual de fábrica. Novinho em folha.

_______________________________________
Vitoriosa

Peter Parker gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 28/12/2020, 14:51
Muito obrigado mesmo Vitoriosa, você é a pessoa que mais me motiva para lutar contra isso, você é demais. Também sou de São Paulo (zona leste), não sei se há psiquiatras bons que entendem sobre o TOC (HOCD) e sobre o vício em pornografia.

Vitoriosa gosta desta mensagem

Luan Oliveira
Luan Oliveira
Moderador
Moderador
Mensagens : 339
Data de inscrição : 14/10/2020
Idade : 20
Localização : Paraíba

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 28/12/2020, 15:06
Grande Marcos,
Realmente esse vício nos leva a muitas situações pela qual nunca imaginemos que iríamos passar.Quando começamos a ver P fazemos isso na intenção de sentir prazer e até o sentimos,mas esse prazer a medida que vamos consumindo diminui.Isso é justamente o inverso daquilo que achávamos ou seja,que a P seria nossa eterna fonte de prazer.Para consegui-lo fica cada vez mais difícil devido a dessensibilizacao,levando a escalação de gêneros absurdos de P.
isso aconteceu comigo e quando vi já estava vendo coisas que sinto vergonha de dizer.Eu não cheguei a ver videos homossexuais mais cheguei perto disso!
Fique tranquilo,pois um bom reboot trará de volta teus pensamentos normais em relação a tua orientação.Além de melhorar tua vida de uma forma absurda.Por hora não ligue pra tais pensamentos,pois na realidade eles não são teus,eles são apenas pensamentos induzidos pelo vicio!
Não tem jeito o reboot é o melhor caminho a ser percorrido,e para percorrer bem esse caminho é necessário uma perseverança e uma confiança de que de fato isso é o necessário a ser feito.
Abraços Lúcifer

Vitoriosa gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 28/12/2020, 15:51
Olá Lucifer, muito obrigado por responder o meu diário. Também nunca vi pornografia homossexual, só vi para me testar e adivinha, não tive ereção alguma. O que anda me deixando louco é pelo fato de ter tido um pensamento intrusivo, dizendo: "Será que eu já imitei os movimentos que as atrizes pornô faziam quando estavam fazendo relações oral?", e isso me deixa maluco, pois tenho medo de ter feito isso, não consigo lembrar de maneira alguma se já fiz isso ou não. Caso tenha feito eu seria gay ou bissexual? Ou seria seria algo induzido pela pornografia? Nunca me apaixonei por homem e nunca tive fantasias com homens e nem mulheres trans (assistia pornografia trans mas não me imaginava penetrando ou sendo penetrado por trans, aliás tinha muito nojo de ver uma trans penetrando um homem, via esse tipo de conteúdo pois na minha cabeça era melhor ver uma pessoa que se parece com uma mulher tendo relações com outra mulher, do que um homem tendo relações com mulheres). Agradeço se puder me ajudar.
Luan Oliveira
Luan Oliveira
Moderador
Moderador
Mensagens : 339
Data de inscrição : 14/10/2020
Idade : 20
Localização : Paraíba

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 28/12/2020, 16:07
Confie no processo,faça o reboot corretamente.
Esses pensamentos te foram induzidos pela dessensibilizacao devido ao consumo excessivo.
Com um bom tempo de reboot olhe para dentro de si mesmo e veja quem você é na verdade.
Tenha calma!! Confie no processo.
avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 11:09
Hoje acordei em uma angústia e ansiedade tremenda, não consegui dormir de jeito nenhum por conta dos pensamentos. Tem sido torturante, aquele pensamento ainda me assombra ("será que já imitei as expressões como as atrizes pornô fazem quando tem relações oral?"), isso me deixa com muito medo, pois não tenho lembranças se isso aconteceu ou não. Se eu cheguei a fazer isso foi por conta da alta exposição a pornografia? Em nenhum momento da minha vida me apaixonei por algum homem, sempre andei com meus amigos e nunca me senti atraído por eles, sempre me apaixonei e me fantasiei com mulheres, já me apaixonei por MUITAS (minha primeira paixão foi por uma menina da minha sala, tinha por volta de 7/8 anos, eu era muito gado, ela derrubava toda hora a garrafa dela e eu ia e pegava sempre kkkkk). Já cheguei a gostar de umas 3/4 meninas ao mesmo tempo, me imaginava todas as noites com elas (fazia isso todos os dias, parei quando começou o HOCD).
avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 11:27
Estou começando a parar com a pornografia, sou uma pessoa muito viciada (comecei com 11 anos e continuo até hoje). Conheci a pornografia através de um vídeo de um Youtuber que eu acompanhava, ele convidava atrizes pornô para jogarem vídeo-game com ele, e sempre na descrição ele deixava links dos sites em que elas trabalhavam, e acabei entrando nesses links e "BOOOOM", o ar de novidade me deixou louco, comecei a ver por uns 15 minutos por conta do medo de alguém saber que estou vendo pornografia, depois passei para 30 minutos, 45, 1 hora... Até que chegou o tempo onde antes de ir para escola via pornografia e se masturbava, chegava da escola ia para o banheiro e via pornografia e se masturbava, e depois ficava a noite inteira vendo pornografia e se masturbando (começava por volta de umas 20:40 e só parava umas 00:30), e não conseguia parar de jeito nenhum, um dia minha mãe já até chegou a pegar eu no flagra vendo pornografia, ali eu falei "vou parar de ver essas coisas", mas no outro dia lá estava eu continuando a ver.
psico
psico
Mensagens : 689
Data de inscrição : 06/11/2016

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 14:48
Ei marcos. Em primeiro lugar, meus parabéns por ter simplesmente criado seu diário e compartilhar tua história conosco. Isso é sem dúvidas muito importante.

Realmente, o TOC em si é um problema bem desagradável e pelo teu relato, ele já te acompanha há algum tempo não é mesmo? Não cheguei à ver essa informação no seu diário, mas você faz terapia? Digo isso porque lidar com o TOC sem um apoio psicológico é um tanto dificil e pela quantidade de comportamentos obsessivos compulsivos que você diz ter, somado ao vício em pornografia e o HOCD a coisa pode ser ainda mais complicada de se lidar.
De qualquer maneira, existem algumas coisas que eu gostaria de explicitar pra você, e espero que ajude.

Sobre o HOCD, como muitos falaram, incluindo você mesmo, todos os pensamentos sobre ser gay ou ter feito algo que remete à ideia de ser gay, se testar, e várias outras coisas, tudo isso tem uma fonte. O uso constante de pornografia por muito tempo. Então, não existe uma fórmula mágica. É importante que você abandone esse hábito e coloque outras coisas saudáveis no lugar. Só que isso exige estratégia, disciplina e compromisso pois a vontade de ver P sempre virá, em maior ou menor intensidade, e é necessário ter planos bem fixos pra combater o vício.

Sobre o TOC. Como disse, você apresentou uma serie de comportamentos obsessivos compulsivos e, é uma hipótese, mas acredito que sua condição como alguém que sofre de TOC tenha facilitado o desenvolvimento do HOCD. Por isso que toquei no assunto sobre você estar ou não fazendo terapia. Seria interessante que você pudesse estar sendo acompanhado, se não estiver, por um psicólogo, pra que você consiga lidar com essas demandas de forma mais integral.

Mesmo assim, acredito que o processo do reboot possa te auxiliar, já que ele será necessário para combater o vício em pornografia. Com o tempo tenho certeza que você irá sentir algumas diferenças. Apenas continue.

Te desejo boa sorte! Estou acompanhando na medida do possível seu progresso.

_______________________________________


Se você recair, você sempre vai tentar de novo.
Se você sempre vai tentar de novo, pra que você vai recair?

Vitoriosa e UsuarioMarcos1 gostam desta mensagem

5&4
5&4
Admin
Admin
Mensagens : 2875
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 15:39
UsuarioMarcos1 escreveu:Olá à todos, me chamo Marcos, sou viciado em pornografia
e desenvolvi o HOCD. Infelizmente me viciei nesse lixo com apenas 11 anos, e  continuo nisso até hoje (no caso tenho 16), entrei na pornografia do pior jeito possível (comecei com vídeos heteros, na qual faziam coisas extremamente nojentas), e daí em diante só foi piorando muito. Tive a escalada de gêneros e também parei em trans (vi por um tempo esse tipo de pornografia, mas simplesmente parei com isso, não tenho vontade de voltar a ver), mas nunca me fantasiei tendo relações com homens e nem trans, apenas com mulheres, via aquele tipo de conteúdo e me masturbava, mas ficava ali mesmo. Meu HOCD foi causado pelo vício na pornografia e por conta de uma conversa com minha mãe, na qual gerou o gatilho, aqui irei contar minha história.
A escalada para gêneros cada vez mais chocantes pode ser uma das responsáveis pelo desencadeamento do TOC. Nesse sentido, fazer o reboot é essencial, pois promover um processo de higienização no cérebro é um dos passo da tríade para se vencer o HOCD.


UsuarioMarcos1 escreveu:Infelizmente o HOCD também está acabando comigo. A uns dias atrás veio um pensamento do tipo, "será que já chupei o cabo de minha escova de dente", e fiquei com isso na cabeça martelando o dia inteiro, e precisava fazer compulsões, começava a vir relapsos dizendo que já tinha feito isso, mesmo eu não lembrando se de fato isso já aconteceu, foi passando os dias e continuei com essa dúvida, até que cheguei a conclusão que não tinha feito isso. Até aí tudo bem, quando novamente do nada veio em minha mente "se eu não chupei nenhum objeto, então será que fiz isso sem nenhum objeto, então será que já tentei imitar as atrizes pornô quando elas faziam relações oral?" (me perdoe novamente), e agora isso está me deixando maluco, pois tenho medo de ter feito isso, mesmo não tendo lembranças de ter de fato feito isso.
Esses pensamentos de ter chupado o cabo da escova de dente ou outro objeto são pensamentos oriundos do TOC. Esses pensamentos ficaram te incomodando muito porque você começou a dialogar com eles. Com pensamentos intrusivos não conversamos, ignoramos. E seguimos vivendo a nossa vida. 

Na teoria parece super fácil, mas sei que não é. Entretanto, requer um esforço de acreditarmos que não somos esses pensamentos. E, assim, devemos ignorar, desfocar na hora e ir fazer algo produtivo. Quanto mais ibope se dá aos pensamentos, mais "poderosos" eles ficam. Então, quando eles vierem à mente, mude de canal na hora. Não fique assistindo-os.


UsuarioMarcos1 escreveu:Enfim, meu TOC começou por conta de um motivo totalmente idiota. Estava a 10 meses deixando o cabelo crescer (estava fazendo isso justamente por conta que diziam que as mulheres gostam de homem de cabelo grande), foi simplesmente a melhor sensação que já tive durante minha vida, estava muito feliz. Até que certo dia, minha mãe chegou em mim e falou: "Você realmente tem coragem de fazer isso? Isso já é coisa de mulher", e automaticamente veio a famosa dúvida "será que sou gay/bi?", não dei muita atenção para isso mas vira e mexe voltava essa dúvida.
A sexualidade, cara, é cheia de tabus. Quanto mais tabus, mais confusão com uma série de questões. Muitos pensamentos de HOCD acabam sendo fortalecidos por conta dos tabus. Não é um cabelo grande, curto ou raspado que vai definir um homem. Hoje, uma boa parcela dos homens está se cuidando mais; sem falar que alguns usam brincos pequenos, médios, grandes, veem-se como homens e agem como homens na sociedade.

Esse pensamento é apenas um pensamento. Quando a dúvida vier, é só mudar de canal. Se ficar lá assistindo a palestra dela, conversando com ela, ficará imerso em confusões mentais.

 
UsuarioMarcos1 escreveu:Tudo piorou quando 1 semana após eu ter essa dúvida tive uma infecção urinária (você sente uma dor e um desconforto insuportável na região de bexiga), e por sentir essas sensações achei que só pessoas homossexuais tinham isso, e na minha cabeça fazia total sentido, já que uma semana antes tive a dúvida "será que sou gay", e logo após tive essa infecção urinária (para deixar claro, fui ao médico fiz os exames e constou como infeção urinária).
Converse com o seu professor de biologia sobre as doenças. Se tem uma coisa que vírus, bactérias, protozoários e fungos não são é preconceituosos. Não existe isso de microorganismo que desencadeia doenças só em homens, mulheres, bissexuais, homossexuais...

É claro, tem determinado tipo de doença que aparece por conta do gênero. Ex: câncer de próstata. Mulheres não têm próstata. Portanto, nunca terão isso. Mas poderão ter câncer em outras áreas. E existem aquelas doenças que possuem maior potencialidade de se manifestarem no homem ou na mulher, mas todos estão suscetíveis.

A infecção urinária é mais comum em mulheres devido ao formato do órgão sexual delas. Então, ficam mais suscetíveis. Ainda, elas precisam urinar sentadas, onde ocorre o contato com a bactéria. Mas isso não significa que homens estão imunes, pois precisam sentar ao vaso para fazerem número 2.

 Eu já tive infecção urinárias duas vezes. tenho rinite alérgica... então, de acordo com esse seu pensamento, sou gay. Muitas vezes, a gente acaba embarcando em vários pensamentos sem sentido por falta de conhecimento. Precisamos quebrar mais tabus.


UsuarioMarcos1 escreveu:Nunca senti nada por homens, absolutamente NADA, sempre considerei-os como amigos e apenas isso. Sempre me apaixonei pelas mulheres, me apaixonei por muitas, muitas mesmo, praticamente todos os dias antes de dormir ficava pensando nas meninas que acho bonitas, me imaginava beijando/namorando/casando/tendo filhos com elas, e gostava muito disso, tinha vezes que acordava e já pensava na hora de ir dormir para me imaginar com elas, era uma sensação inexplicável, coisa que nunca fiz com homens. Infelizmente sou uma pessoa viciada em pornografia, vejo isso todos os dias durante 4 anos, e por conta do "escalonamento" acabei vendo coisas muito ruins das quais me arrependo muito, para deixar claro nunca cheguei a ver conteúdos gays. Está sendo a pior coisa que já vivi na minha vida, simplesmente do dia para a noite TUDO mudou, o TOC está acabando comigo, não sinto mais vontade de viver, são dúvidas atrás de dúvidas, acho que o único jeito de acabar com isso é a morte. Não sabia que chegaria a esse ponto, não tive ninguém para me dizer os problemas que me causaria por conta do vício
O TOC originado por pornografia se alimenta de pornografia. Logo, você terá que parar de ver esse tipo de conteúdo. Não tem como vencer o TOC sem parar com o pornô. 

A tríade para vencer o TOC na verdade é: Acompanhamento psicológico (Terapia) + Intervenção medicamentosa (Psiquiatra - quando solicitado pelo psicólogo) + reboot.

Você disse em outros posts que possui histórico de outros TOCs. Então, o HOCD é só mais um. Por isso, sugiro que procure auxílio psicológico, pois ficar aqui no Fórum só desabafando ou só fazendo o reboot, não pode ser, e é bem provável que não seja, suficiente.

Converse com os seus pais a respeito dos outros TOCs, caso ainda não saibam, converse sobre o TOC do tipo HOCD. Ficar lutando contra isso tudo sozinho não dá, não dá mesmo. 

Hoje em dia, tem psicólogos que atendem pelo convênio - o que acaba tornando os custos mais em conta. Muitas prefeituras costumam manter clinicas psicológicas com atendimento gratuito no município. Outra opção são os atendimentos on-line com preços acessíveis também. Sem falar que universidades federais costumam desenvolver trabalhos com atendimento psicológico gratuito também.

Bem, mãos à obra, né! Agora, é com você! Que tudo dê certo em sua caminhada. Abração!

_______________________________________
VENCENDO O TOC! Meu_di12

Vitoriosa, Peter Parker, Luan Oliveira, Koltzera e UsuarioMarcos1 gostam desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 20:30
Muito obrigado Psico e 5&4, muito obrigado mesmo pela ajuda de vocês. Então, referente aos pensamentos, já tive alguns parecidos. Uma vez veio um pensamento "E se eu fiquei feliz quando meu amigo terminou o relacionamento dele porque eu gostava dele?", e isso me deixou doido, e parecia tão real que cheguei a acreditar que realmente tinha ficado feliz, mas passou alguns dias não dei importância e ele sumiu. Teve outra que também me deixou paranóico "Será que eu já assisti pornografia trans e passei a língua na tela do celular?", e também achei que isso tinha acontecido, mesmo não tendo lembranças se tinha feito isso. E por último essa de "será que já imitei os movimentos/expressões que as atrizes pornô faziam quando tinham relações oral?", isso me deixa maluco pois tenho medo que de fato tenha feito isso, é muito torturante, aparecem imagens muito reais de que fiz isso, mas não consigo me lembrar de modo algum se fiz isso ou não.
Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 576
Data de inscrição : 10/12/2018

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 21:34
UsuarioMarcos1 escreveu:Muito obrigado Psico e 5&4, muito obrigado mesmo pela ajuda de vocês. Então, referente aos pensamentos, já tive alguns parecidos. Uma vez veio um pensamento "E se eu fiquei feliz quando meu amigo terminou o relacionamento dele porque eu gostava dele?", e isso me deixou doido, e parecia tão real que cheguei a acreditar que realmente tinha ficado feliz, mas passou alguns dias não dei importância e ele sumiu. Teve outra que também me deixou paranóico "Será que eu já assisti pornografia trans e passei a língua na tela do celular?", e também achei que isso tinha acontecido, mesmo não tendo lembranças se tinha feito isso. E por último essa de "será que já imitei os movimentos/expressões que as atrizes pornô faziam quando tinham relações oral?", isso me deixa maluco pois tenho medo que de fato tenha feito isso, é muito torturante, aparecem imagens muito reais de que fiz isso, mas não consigo me lembrar de modo algum se fiz isso ou não.

Oi Marcos, como vc está?
Quantos dias de reboot? Vc está se mantendo ocupado? Com exercícios, leitura, sair para arejar a cabeça é bom, ter contato com amigos, dar uma caminhada, ouvir músicas, já tentou conversar com seus pais para eles te levarem ao psicólogo, como o 5&4 disse infelizmente isso é um transtorno compulsivo e precisa de acompanhamento psicólogico + medicação+ o reboot, só com o reboot os pensamentos intrusivos do meu marido diminuíram bastante, aí quando ele entrou com a medicação eles foram todos embora. Agora tá livre e super bem, o que antes deixava ele angustiado ele hoje nem entende o porque daquilo, sente é muita raiva, por ter passado tanto tempo sofrendo daquele jeito. Um abraço fique com Deus.
avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 30/08/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 21:46
Caríssimo Marcos,

Fique longe da PMO (Pornografia, Masturbação e Orgasmo) pelo prazo mínimo de 90 dias, pois sua mente precisa um descanso de todo tipo de estimulação artificial, para que possa voltar a sentir prazer nas coisas que te satisfaziam antes do vício. Afaste-se de sites pornográficos, imagens eróticas, vídeos eróticos, contos eróticos, fotos sensuais, nudes, conversas picantes, fantasias mentais com sexo/pornografia, sites e anunciados de acompanhantes, apps e sites de relacionamentos e etc.
Seja vigilante e rígido com gatilhos também, por mais "inocentes" que sejam, porque eles se tornam "bolas de neve" em nossa mente e podem nos levar a um reset.
Aproveite para incluir em sua rotina atividades de religação, pois são fontes saudáveis de dopamina e ocupam sua mente. Meditação, exercícios físicos, socialização, sair de casa, estudar, ler, praticar um hobby e etc são alguns exemplos.
Siga firme na batalha.


Última edição por rebooterconvicto em 29/12/2020, 22:30, editado 1 vez(es)

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA

Vitoriosa gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 21:54
Muito obrigado pela ajuda irmão. Não entendi muito bem essa parte "evite ficar procurando respostas para seus fetiches", se puder me explicar melhor agradeceria muito.

Vitoriosa gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 21:58
?
avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 30/08/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 21:59
UsuarioMarcos1 escreveu:Muito obrigado pela ajuda irmão. Não entendi muito bem essa parte "evite ficar procurando respostas para seus fetiches", se puder me explicar melhor agradeceria muito.

Falo no sentido não pesquisar sobre o HOCD na internet, nem ficar pensando nisso o tempo todo. Quando o pensamento intrusivo vier, não fique buscando por repostas/soluções para ele na internet, pois você jamais encontrará. O certo a se fazer é apenas ignorá-lo, pois você se deixar ser dominado pelos pensamentos, seus problemas irão se agravar, o que pode te levar a uma recaída. Enfim, apenas pare de dar importância a seus devaneios, não bata de frente ou tente argumentar com eles. Se você mergulhar nesses pensamentos, entrará em um ciclo de perguntas sem respostas, as quais lhe gerarão angústia e, por consequência, poderão te fazer recair em PMO.


Última edição por rebooterconvicto em 29/12/2020, 22:45, editado 2 vez(es)

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA

Vitoriosa gosta desta mensagem

avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 22:02
Mas você acha que tenho algum fetiche ou algo do tipo é?
avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 30/08/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 22:10
UsuarioMarcos1 escreveu:Mas você acha que tenho algum fetiche ou algo do tipo é?

Pelo seu relato, não é possível afirmar ou negar que você tenha algum fetiche, isso só você pode saber. Entretanto, caso você tenha algum, evite ficar pesquisando sobre ele na internet, assim como o HOCD. Como eu disse, o certo a se fazer é apenas ignorar esses pensamentos, não deixar eles te dominarem.


Última edição por rebooterconvicto em 29/12/2020, 22:30, editado 1 vez(es)

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA
avatar
UsuarioMarcos1
Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/12/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 22:13
Você está dizendo que tenho algum fetiche homossexual?
avatar
rebooterconvicto
Mensagens : 105
Data de inscrição : 30/08/2020

VENCENDO O TOC! Empty Re: VENCENDO O TOC!

em 29/12/2020, 22:19
UsuarioMarcos1 escreveu:Você está dizendo que tenho algum fetiche homossexual?

Não! Como eu disse, somente pelo seu relato não é possível afirmar ou negar que você tenha algum fetiche, isso só você sabe. Se concentre no reboot e nas atividades de religação.
Quantos dias você está longe da PMO? Quais atividades extranet está praticando?

_______________________________________


Arrow DIÁRIO DA MINHA BATALHA
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum