Ir em baixo
Kaneki
Kaneki
Mensagens : 999
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 25
Localização : MG

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Olá

22/2/2021, 08:27
Poxa pela queda, mas vida que segue realmente. O que nos difere de, por exemplo, um vencedor são questão de segundos, é muito importante se manter atento sempre e notar quando você precisa de um tempo pra se acalmar e não cair na tentação, abraços.

_______________________________________

MINHA HISTÓRIA DE SUCESSO: https://www.comoparar.com/t11429-finalmente-a-vitoria#326635
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t1813p375-diario-do-kaneki#317713

Alexandretj e Drew gostam desta mensagem

John Fersil
John Fersil
Mensagens : 41
Data de inscrição : 16/02/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

23/2/2021, 23:02
Saudações parmera

Eu acompanho este fórum a quase 4 anos, porém nunca tive a coragem de escrever nele. Ao ler o seu diário eu me identifiquei com as coisas que você relatou, mas o que mais me chamou a atenção foi a profundidade dos seus textos (e também o seu estilo de escrita, você escreve muito bem).

Quando você escreveu sobre o vazio (lá na primeira página deste diário) você disse que dentro de nós existe um vazio, uma ausência de sentido e que devido a isso nós nos apegamos a alguma religião, time de futebol, produção artística, etc.

Esse pensamento me lembrou muito uma teoria psicológica chamada Logoterapia. Para resumir, a Logoterapia foi desenvolvida pelo psiquiatra Viktor Frankl nos campos de concentração, ele percebeu que alguns prisioneiros resistiam por mais tempo às condições desfavoráveis dos campos do que os outros, e o que esses prisioneiros tinham em comum era basicamente um coisa: um sentido para viver.

E voltando ao que você disse, para alguns o sentido da vida é alguma religião, algum esporte, alguma prática artística, etc. Foi esse sentido que permitiu que milhares de pessoas sobrevivessem aos campos de concentração e será esse sentido que permitirá que outras milhares de pessoas sobrevivam à PMO.

Um livro que eu indico muito é Em Busca de Sentido do Viktor Frankl.

Atenciosamente

John Fersil

_______________________________________

IN GOD WE TRUST
Basta clicar AQUI para ler o meu diário.

Drew gosta desta mensagem

Loc Dog
Loc Dog
Mensagens : 58
Data de inscrição : 16/02/2021
Localização : https://www.comoparar.com/t11556-me-ajudem-primeira-vez-no-reboot
https://www.comoparar.com/t11556-dias-de-lutas-em-meu-diario

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

24/2/2021, 12:18
parmera escreveu:
Loc Dog escreveu: Fala Parmera

Primeiramente gostaria de dizer que você foi uma das pessoas que me fizeram criar coragem e criar uma conta no fórum para compartilhar, relatar, ajudar e buscar ajuda nessa luta.
Até mês passado estava tudo confuso para mim, tentei ficar sem PMO mas as vezes entrava na flatline (nem sabia o que era isso na época) e acabava caindo porque achava q se continuasse assim ficaria sem libido. E eu caia, caia e caia... Mesmo tendo um relacionamento eu caia em PMO.
Hoje em dia as coisas estão mais claras, estou 7 dias mais ou menos sem PMO ( eu não marquei o dia que comecei me importo mais com a qualidade do que com a quantidade mas é bom ter uma média)
Estou mais confiante, pois descobrir onde estava o erro e agora posso enfrenta-lo
Talvez possa cair novamente um dia, mas temos sempre que se lembrar que o mais importante é quantas vezes conseguimos nós levantar após as quedas e que ela não nós abale e sim mostre onde erramos ao afrouxar as rédeas para que não aconteça novamente e nos dê mais força e foco em nosso objetivo

Tentarei sempre ver seu diário e também irei relatar como estou no meu.

Abraço e fé nessa caminhada!!!

Opa, Loc Dog. Seja bem-vindo ao fórum e ao meu diário. Saber que te influenciei de algum modo a abrir um perfil aqui na comunidade me deixa bem alegre, de verdade. Ajudar os outros de alguma forma é algo que ajuda a nós mesmos, nos fortalece a manter a firmeza na luta. Espero que você tenha bastante sucesso nessa sua caminhada de recuperação. Quando puder, coloque o link para o seu diário na sua assinatura que é para nós podermos te acompanhar também.

Cara, a melhor ferramenta para te auxiliar nessa sua luta de autoconhecimento e batalha contra o vício é conhecê-lo bem. Há um site chamado Your Brain On Porn que tem bastante material sobre o vício em PMO. As postagens estão em inglês, mas há uma tradução do próprio site para o português que quebra o galho e dá pra entender mais ou menos o que o texto quer dizer. O Google Tradutor também ajuda nesse caso, se você não compreende o inglês.

Essa sua última frase foi perfeita. Não tenho nada a acrescentar, penso igualzinho a você. Precisamos de muita força, paciência e comprometimento.

Me manda o link do seu diário pra eu também te acompanhar e a gente permanecer em contato?

Um abraço e muita força para nós!

Muito obrigado pelas dicas, irei entrar no site e ler para adquirir mais conhecimento igual faço interagindo aqui no fórum.
Força e foco que vamos superar esse mal!

Segue o link do meu diário:

https://www.comoparar.com/t11556-dias-de-lutas-em-meu-diario

parmera gosta desta mensagem

parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

24/2/2021, 12:34
Kaneki escreveu:Poxa pela queda, mas vida que segue realmente. O que nos difere de, por exemplo, um vencedor são questão de segundos, é muito importante se manter atento sempre e notar quando você precisa de um tempo pra se acalmar e não cair na tentação, abraços.

Fala, Kaneki. É exatamente isso. Tenho praticado meditação e me atentado mais à minha respiração, notei que quando ela está um pouco mais ofegante é que me vêm uma ansiedade e um descontrole dos meus impulsos, conforme vou praticando a respiração diafragmática consigo me conectar mais ao presente e perceber melhor algumas coisas que a ansiedade não me deixava ver. Ontem eu tive mais uma queda, isso desgasta bastante o meu psicológico mesmo que eu não fique mais apontando o dedo na minha própria cara. E acho que é isso que tem me fortalecido e me mantido firme nessa luta.

Abraço e força pra nós!

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.

Kaneki gosta desta mensagem

parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

24/2/2021, 12:38
John Fersil escreveu:Saudações parmera

Eu acompanho este fórum a quase 4 anos, porém nunca tive a coragem de escrever nele. Ao ler o seu diário eu me identifiquei com as coisas que você relatou, mas o que mais me chamou a atenção foi a profundidade dos seus textos (e também o seu estilo de escrita, você escreve muito bem).

Quando você escreveu sobre o vazio (lá na primeira página deste diário) você disse que dentro de nós existe um vazio, uma ausência de sentido e que devido a isso nós nos apegamos a alguma religião, time de futebol, produção artística, etc.

Esse pensamento me lembrou muito uma teoria psicológica chamada Logoterapia. Para resumir, a Logoterapia foi desenvolvida pelo psiquiatra Viktor Frankl nos campos de concentração, ele percebeu que alguns prisioneiros resistiam por mais tempo às condições desfavoráveis dos campos do que os outros, e o que esses prisioneiros tinham em comum era basicamente um coisa: um sentido para viver.

E voltando ao que você disse, para alguns o sentido da vida é alguma religião, algum esporte, alguma prática artística, etc. Foi esse sentido que permitiu que milhares de pessoas sobrevivessem aos campos de concentração e será esse sentido que permitirá que outras milhares de pessoas sobrevivam à PMO.

Um livro que eu indico muito é Em Busca de Sentido do Viktor Frankl.

Atenciosamente

John Fersil

E aí, John Fersil. Seja bem-vindo ao fórum! Muito obrigado pelas palavras com relação aos meus textos publicados aqui. São esse retornos que me mantém de pé, mais do que receber uma massagem no ego é importante perceber que pessoas estão sendo ajudadas ao lerem o que eu escrevo.

Cara, não conhecia a Logoterapia, mas vou pesquisar a respeito agora que você já mencionou. Nós precisamos aprender a lidar com o vazio mesmo. Ele é meio assustador de início mas conforme a gente vai agindo sobre ele as coisas vão se tornando um pouco menos insuportável.

Agradeço pelas recomendações e pela presença aqui no meu diário. Fique a vontade para compartilhar ideias e reflexões que achar pertinente.
Abraço e sigamos firmes!

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.
excogitatoris
excogitatoris
Mensagens : 993
Data de inscrição : 26/01/2020

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

24/2/2021, 13:22
Fala parmera, desejo boa sorte pra ti nessa jornada meu amigo!

_______________________________________
Última recaída: 13 de Abril de 2021, às 13:20,

Acompanhe meu diário: https://www.comoparar.com/t10093-diario-do-excogitatoris
SheldonCooper94
SheldonCooper94
Mensagens : 171
Data de inscrição : 23/02/2021
Idade : 23
Localização : Passadena - California

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

24/2/2021, 23:07
Saudações ALVIVERDES aos grandes campeões da América.

Irmão, gostaria de começar te elogiando pela sua coragem e pela verdade que você traz nos seus textos. Me identifiquei com quase tudo dos seus relatos.
Queria falar também que cada minuto que a gente passa sem recair é um minuto de vitória. Acho que o primeiro passo já foi dado, reconhecemos o problema e estamos brigando contra ele, a vitória vai pra nós, tenho certeza.

O que me ajuda alguns dias é sempre olhar pro futuro, olhando pra pessoa que eu vou me tornar assim que eu terminar meu reboot, assim que eu retomar o controle da minha vida. Olhar pra esse cara e querer cada vez mais ser como ele, sempre me orgulhar até mesmo das pequenas vitórias e sempre respeitar meu tempo, tentando aprender com cada recaída.

Tentei me afastar de tudo que são gatilhos, redes sociais, televisão, até de conversar com algumas meninas, pelo menos até eu me sentir mais seguro.

Posso te afirmar que vou acompanhar o seu tópico pois me identifiquei muito com seus relatos e também de ter visto seus comentários em outros tópicos também compartilho de alguns medos em relação a DE.

Irmão, você escreve muito bem, não sei se você já faz isso, mas escrever alguma coisa pode até ser um novo hobbie pra você!

Um abraço meu parceiro!

SheldonCooper94

MEU DIÁRIO:  https://www.comoparar.com/t11579-desistir-nao-e-uma-opcao
Kaneki
Kaneki
Mensagens : 999
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 25
Localização : MG

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Olá

25/2/2021, 11:54
como estão as coisas? espero que esteja indo bem, abraços

_______________________________________

MINHA HISTÓRIA DE SUCESSO: https://www.comoparar.com/t11429-finalmente-a-vitoria#326635
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t1813p375-diario-do-kaneki#317713

excogitatoris e SheldonCooper94 gostam desta mensagem

excogitatoris
excogitatoris
Mensagens : 993
Data de inscrição : 26/01/2020

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

25/2/2021, 22:08
parmera escreveu:
John Fersil escreveu:Saudações parmera

Eu acompanho este fórum a quase 4 anos, porém nunca tive a coragem de escrever nele. Ao ler o seu diário eu me identifiquei com as coisas que você relatou, mas o que mais me chamou a atenção foi a profundidade dos seus textos (e também o seu estilo de escrita, você escreve muito bem).

Quando você escreveu sobre o vazio (lá na primeira página deste diário) você disse que dentro de nós existe um vazio, uma ausência de sentido e que devido a isso nós nos apegamos a alguma religião, time de futebol, produção artística, etc.

Esse pensamento me lembrou muito uma teoria psicológica chamada Logoterapia. Para resumir, a Logoterapia foi desenvolvida pelo psiquiatra Viktor Frankl nos campos de concentração, ele percebeu que alguns prisioneiros resistiam por mais tempo às condições desfavoráveis dos campos do que os outros, e o que esses prisioneiros tinham em comum era basicamente um coisa: um sentido para viver.

E voltando ao que você disse, para alguns o sentido da vida é alguma religião, algum esporte, alguma prática artística, etc. Foi esse sentido que permitiu que milhares de pessoas sobrevivessem aos campos de concentração e será esse sentido que permitirá que outras milhares de pessoas sobrevivam à PMO.

Um livro que eu indico muito é Em Busca de Sentido do Viktor Frankl.

Atenciosamente

John Fersil

E aí, John Fersil. Seja bem-vindo ao fórum! Muito obrigado pelas palavras com relação aos meus textos publicados aqui. São esse retornos que me mantém de pé, mais do que receber uma massagem no ego é importante perceber que pessoas estão sendo ajudadas ao lerem o que eu escrevo.

Cara, não conhecia a Logoterapia, mas vou pesquisar a respeito agora que você já mencionou. Nós precisamos aprender a lidar com o vazio mesmo. Ele é meio assustador de início mas conforme a gente vai agindo sobre ele as coisas vão se tornando um pouco menos insuportável.

Agradeço pelas recomendações e pela presença aqui no meu diário. Fique a vontade para compartilhar ideias e reflexões que achar pertinente.
Abraço e sigamos firmes!


Eu também tenho esse problema, quando fico ansioso eu acabo por prejudicar a mim mesmo, e pra piorar tenho problemas na parte do nariz e no pulmão, não são graves mas me prejudicam em certa parte a respirar bem (como alguém normal), por isso é mais difícil me acalmar. Mas eu sou bem calmo, porém de tanto reprimir perco ela, e recentemente eu comecei a meditação, percebi diminuição do stress, é algo que ajuda muito mesmo. Vou pesquisar sobre essa Logoterapia.

parmera gosta desta mensagem

parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 10:54
excogitatoris escreveu:Fala parmera, desejo boa sorte pra ti nessa jornada meu amigo!

Bom dia, excogitatoris. Agradeço pela força, camarada. São importantes pra eu me manter de pé. Tá bem complicado, mas tô de pé.

Ah, é muito bom ver que faltam menos de 2 dias pra você completar os 3 meses! De verdade, só sucesso pra você.

Muita força pra nós!

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.

excogitatoris gosta desta mensagem

parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 11:03
SheldonCooper94 escreveu:Saudações ALVIVERDES aos grandes campeões da América.

Irmão, gostaria de começar te elogiando pela sua coragem e pela verdade que você traz nos seus textos. Me identifiquei com quase tudo dos seus relatos.
Queria falar também que cada minuto que a gente passa sem recair é um minuto de vitória. Acho que o primeiro passo já foi dado, reconhecemos o problema e estamos brigando contra ele, a vitória vai pra nós, tenho certeza.

O que me ajuda alguns dias é sempre olhar pro futuro, olhando pra pessoa que eu vou me tornar assim que eu terminar meu reboot, assim que eu retomar o controle da minha vida. Olhar pra esse cara e querer cada vez mais ser como ele, sempre me orgulhar até mesmo das pequenas vitórias e sempre respeitar meu tempo, tentando aprender com cada recaída.

Tentei me afastar de tudo que são gatilhos, redes sociais, televisão, até de conversar com algumas meninas, pelo menos até eu me sentir mais seguro.

Posso te afirmar que vou acompanhar o seu tópico pois me identifiquei muito com seus relatos e também de ter visto seus comentários em outros tópicos também compartilho de alguns medos em relação a DE.

Irmão, você escreve muito bem, não sei se você já faz isso, mas escrever alguma coisa pode até ser um novo hobbie pra você!

Um abraço meu parceiro!

SheldonCooper94

MEU DIÁRIO:  https://www.comoparar.com/t11579-desistir-nao-e-uma-opcao

Fala, SheldonCooper94! Saudações alviverde aos campeões da América e na luta pra conquistar mais um campeonato nacional! É domingão, hein?

Cara, essa de "cada minuto" é uma vitória é muito verdade. Precisamos aprender a valorizar essas aparentemente pequenas vitórias, se afastar um pouco de só se considerar vitorioso se atingir os 3 meses. Confesso que é muito mais fácil falar do que praticar, mas estamos no caminho pra compreender e tratar tudo com a devida atenção, cuidado e merecimento.

É importante olhar pro futuro mesmo, sempre se lembrar de como éramos antes do vício e como ficamos no nosso período de maior tempo limpo. São essas coisas que me mantém firme. E respeitar nosso próprio tempo, é exatamente isso. Não podemos nos medir com as réguas dos outros, é totalmente prejudicial. Cada um constrói o seu próprio caminho e supera os próprios obstáculos.

Precisamos realmente ser radicais com a gente mesmo. O processo de se livrar de um vício tem que ser encarado com total seriedade se quisermos ser bem sucedidos. E isso exige abdicar de muitas coisas, como você fez e eu também tenho feito. O caminho já está sendo trilhado, mesmo com as recaídas, agora é ter paciência e calma pra chegar no destino.

Obrigado pelas palavras com relação à minha escrita. Escrevo bastante, sim, há um bom tempo. Conforme fui me afundando no vício essa minha habilidade foi sendo escanteada, mas tenho retomado aos poucos. Registrar minhas ideias aqui no fórum tem sido um motor bastante potente nesse sentido.

Agradeço pela força e espero retribuir da mesma maneira. Vou passar a te acompanhar também no seu diário. Vamos trocando essas ideias. A cada dia que passa eu fico mais convicto de que em pouco tempo leremos nossas histórias de sucesso.

Forte abraço e muita força pra nós!

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.
parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 11:05
Kaneki escreveu:como estão as coisas? espero que esteja indo bem, abraços

Essa semana foi complicada, Kaneki. Revesei: um dia limpo, outro não. Tô um pouco desgastado. Mas retomando as forças e recolhendo todas as potências necessárias pra me levantar.

Agradeço sempre pela força que tem me dado!

Tamo junto.

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.

Kaneki gosta desta mensagem

parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Por que nós nos comprometemos em abandonar um vício?

26/2/2021, 11:40
Essa foi uma semana bem complicada pra mim. Tive recaídas em dia sim e dia não. Isso me desgastou um pouco o psicológico, mas estou firme. Em nenhum momento passou pela minha cabeça abandonar o reboot. Mas que é cansativo, é. Estou num processo de usar esse desgaste a favor de mim mesmo. Se eu não quero mais me sentir assim, então por que recair? O problema é que nosso cérebro só pensa no curto prazo, quer saciar as vontades que sente ali naquele instante, mesmo que isso custe um bem-estar da alma a longo prazo. De qualquer forma, não é sobre isso que eu quero falar hoje. Só escrevi porque me ajuda a pensar melhor.

Hoje eu quero falar sobre os motivos que nos fazem querer abandonar um vício. Não digo sobre uma lista de motivos, como por exemplo, a ansiedade, a procrastinação e essas coisas. Digo num sentido mais profundo que isso: será que nós estamos fazendo isso por nós mesmos ou pra agradar aos outros? Ter clareza nisso é essencial e vai ditar o tanto de sucesso que atingiremos nessa nossa luta. Qual a diferença entre "fazer por nós" ou "fazer pra agradar aos outros"? Vamos por partes, começamos pelo segundo ponto.

Fazer pra agradar aos outros. Não é raro eu me deparar com relatos em outros diários de pessoas que tem uma preocupação em concluir o reboot porque já não conseguem mais se relacionar com as pessoas, porque não conseguem mais "pegar mulher", porque prometeram pra esposa, mãe, namorada ou qualquer outra pessoa de confiança. A minha intenção não é e nem nunca será de julgar, apontar o que tá errado e o que tá certo. O que eu quero é mais fazer cada um pensar por si próprio e assim encontrar o próprio caminho. Mas será que abandonar um vício pensando mais "no outro" do que em nós mesmos realmente ajuda? Claro que ter bons relacionamentos com as pessoas é importante demais pro nosso bem-estar, mas pensemos numa situação hipotética: e se nós, algum dia, perdermos tudo isso no que a gente se apoia? Se, algum dia, não tivermos mais as nossas mães, esposas, namoradas, qual vai ser a nossa motivação pra manter a firmeza no abandono do vício? Percebem como é algo totalmente incerto? Qualquer expectativa externa a nós mesmos é algo que pode se perder em fração de segundos. É um apoio muito frágil.

Fazer pra agradar a nós mesmos. Agora, quando a gente preza pelo nosso bem-estar pessoal o papo muda. Porque aí o que está em jogo somos nós mesmos. Por mais que a gente chegue a viver totalmente isolado do mundo, sem ninguém, sem nada, só teremos a nós mesmos. Algo que nunca vai nos abandonar e nunca perderemos é a nossa própria presença. A gente pode fugir de qualquer coisa, menos de nós mesmos. Acredito que quando temos como base um relacionamento da gente com a gente mesmo as coisas podem ser mais duradouras.

Pra encerrar, não tô dizendo que fazer pra agradar aos outros é algo que precisa ser descartado. Precisamos sim ter bons relacionamentos com as pessoas. Mas será que é realmente saudável perseguir a cura só pra impressionar tal pessoa, pra voltar a fazer tal coisa etc etc etc? Será que fazer isso tem nos ajudado ou jogado contra nós mesmos? Penso que é importante aliar os dois pontos, porque vivemos em sociedade e temos desejos que só se satisfazem através de outras pessoas e coisas, mas é fundamental ter mais foco em agradar a nós mesmos. Não podemos nunca nos esquecer de nós.

Essas reflexões me vieram durante essa semana porque foi uma semana bem difícil de inúmeras recaídas. Isso me fez pensar nos motivos que me trouxeram até aqui e algumas das ideias que me surgiram foram essas que decidi compartilhar com vocês. Pode servir de alerta pra quem ler.

Um abraço em todos e força pra cada um que permanece nessa luta!

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.

Kaneki, excogitatoris, jotavr, parbat e logos gostam desta mensagem

John Fersil
John Fersil
Mensagens : 41
Data de inscrição : 16/02/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 12:23
Salve parmera,

Eu normalmente interajo aqui no fórum a noite, mas ao ler o seu relato eu soube que eu deveria comentá-lo imediatamente para não perder a ideia da cabeça.

O que você disse, sobre não realizar o reboot com o pensamento de agradar outras pessoas, é totalmente verdadeiro e eu sou a prova disso, pois o meu maior reboot [de 2018] durou 63 dias, e eu não o fiz pensando unicamente no meu bem, mas sim pensando em impressionar uma amiga.

Eu lembro que eu cheguei a fazer coisas extraordinárias - até para mim - como realizar uma grande apresentação, falar em público e falar bem, com confiança. Mas eu fiz tudo isso pensando em agradá-la, e isso foi um erro, pois pessoas não são perfeitas e em algum momento acabarão lhe desapontando, e foi dessa forma que aquele reboot terminou. Depois disso eu nunca mais consegui atingir aquela quantidade de dias sem PMO.

Fazer o reboot pensando no nosso bem em primeiro lugar e nos comparando ao que nós éramos ontem - e não ao que o outro é hoje - é uma importante lição a ser seguida. Muito obrigado por compartilhar a sua reflexão conosco, parmera.
E dá-lhe Porco.

Até breve

John Fersil

_______________________________________

IN GOD WE TRUST
Basta clicar AQUI para ler o meu diário.

parmera gosta desta mensagem

SheldonCooper94
SheldonCooper94
Mensagens : 171
Data de inscrição : 23/02/2021
Idade : 23
Localização : Passadena - California

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 15:02
parmera escreveu:Essa foi uma semana bem complicada pra mim. Tive recaídas em dia sim e dia não. Isso me desgastou um pouco o psicológico, mas estou firme. Em nenhum momento passou pela minha cabeça abandonar o reboot. Mas que é cansativo, é. Estou num processo de usar esse desgaste a favor de mim mesmo. Se eu não quero mais me sentir assim, então por que recair? O problema é que nosso cérebro só pensa no curto prazo, quer saciar as vontades que sente ali naquele instante, mesmo que isso custe um bem-estar da alma a longo prazo. De qualquer forma, não é sobre isso que eu quero falar hoje. Só escrevi porque me ajuda a pensar melhor.

Hoje eu quero falar sobre os motivos que nos fazem querer abandonar um vício. Não digo sobre uma lista de motivos, como por exemplo, a ansiedade, a procrastinação e essas coisas. Digo num sentido mais profundo que isso: será que nós estamos fazendo isso por nós mesmos ou pra agradar aos outros? Ter clareza nisso é essencial e vai ditar o tanto de sucesso que atingiremos nessa nossa luta. Qual a diferença entre "fazer por nós" ou "fazer pra agradar aos outros"? Vamos por partes, começamos pelo segundo ponto.

Fazer pra agradar aos outros. Não é raro eu me deparar com relatos em outros diários de pessoas que tem uma preocupação em concluir o reboot porque já não conseguem mais se relacionar com as pessoas, porque não conseguem mais "pegar mulher", porque prometeram pra esposa, mãe, namorada ou qualquer outra pessoa de confiança. A minha intenção não é e nem nunca será de julgar, apontar o que tá errado e o que tá certo. O que eu quero é mais fazer cada um pensar por si próprio e assim encontrar o próprio caminho. Mas será que abandonar um vício pensando mais "no outro" do que em nós mesmos realmente ajuda? Claro que ter bons relacionamentos com as pessoas é importante demais pro nosso bem-estar, mas pensemos numa situação hipotética: e se nós, algum dia, perdermos tudo isso no que a gente se apoia? Se, algum dia, não tivermos mais as nossas mães, esposas, namoradas, qual vai ser a nossa motivação pra manter a firmeza no abandono do vício? Percebem como é algo totalmente incerto? Qualquer expectativa externa a nós mesmos é algo que pode se perder em fração de segundos. É um apoio muito frágil.

Fazer pra agradar a nós mesmos. Agora, quando a gente preza pelo nosso bem-estar pessoal o papo muda. Porque aí o que está em jogo somos nós mesmos. Por mais que a gente chegue a viver totalmente isolado do mundo, sem ninguém, sem nada, só teremos a nós mesmos. Algo que nunca vai nos abandonar e nunca perderemos é a nossa própria presença. A gente pode fugir de qualquer coisa, menos de nós mesmos. Acredito que quando temos como base um relacionamento da gente com a gente mesmo as coisas podem ser mais duradouras.

Pra encerrar, não tô dizendo que fazer pra agradar aos outros é algo que precisa ser descartado. Precisamos sim ter bons relacionamentos com as pessoas. Mas será que é realmente saudável perseguir a cura só pra impressionar tal pessoa, pra voltar a fazer tal coisa etc etc etc? Será que fazer isso tem nos ajudado ou jogado contra nós mesmos? Penso que é importante aliar os dois pontos, porque vivemos em sociedade e temos desejos que só se satisfazem através de outras pessoas e coisas, mas é fundamental ter mais foco em agradar a nós mesmos. Não podemos nunca nos esquecer de nós.

Essas reflexões me vieram durante essa semana porque foi uma semana bem difícil de inúmeras recaídas. Isso me fez pensar nos motivos que me trouxeram até aqui e algumas das ideias que me surgiram foram essas que decidi compartilhar com vocês. Pode servir de alerta pra quem ler.

Um abraço em todos e força pra cada um que permanece nessa luta!

Salve, parceiro!

Realmente, muito boa a sua reflexão e me fez abrir os olhos pra enxergar algumas coisas. Eu não sei dizer com 100% de certeza o porquê de eu estar realizando o meu próprio reboot, mas pensando um pouco agora também posso dizer que é um pouco dos dois. Não consigo pensar em uma pessoa especial que eu queira me relacionar depois ou até mesmo durante o reboot, mas quero estar preparado quando eu conhecer alguém especial. Além disso, a cada dia que passa e eu não pratico P ou M, me sinto melhor comigo mesmo, mais feliz, mais confiante, meu dia rende muito mais, portanto, também acho que cuidar de mim também é um grande fator que me impulsiona. Não sei qual a situação pela qual você iniciou o seu, mas tente começar a reparar nisso. Sei que a sua situação está meio complicada no momento, mas levanta a cabeça parceiro, não importa quantas vezes você erre, se apegue nos seus acertos, porque quando você acertar, vai ser de uma vez, e vai ser maravilhoso. Quando você chegar ao final de um dia limpo, comece a reconhecer suas pequenas vitórias, seja grato por todas, certifique-se de ter tido um dia extremamente produtivo, estude, aprenda alguma coisa nova, faça alguma coisa que você gosta, fale pra você mesmo que se você ainda estivesse preso no vício, metade das coisas que você realizou naquele dia não teria sido feitas. Você vai gostar tanto de você mesmo no final do dia que vai querer aquilo denovo e denovo e denovo, até conseguir. Eu sinto que as vezes a galera aqui precisa ser mais grata e entender que só de ter a consciência que já reconhecemos o problema já é uma vitória, além do que resolver os nossos problemas com bom humor é bem mais fácil.

O jeito que eu falei até parece que eu mesmo já consegui completar os 90 dias kkkk (o que não é verdade), porém é o que vem me ajudado a cada vez mais ir batendo meus recordes pessoais de dias, sempre olhando pra frente, me respeitando mais, criando meu "novo eu"e tendo a consciência de que quando eu superar tudo isso só terá me tornado um cara mais forte!

DOMINGÃO É NOIS! Um abraço meu parceiro, a gente vai sair dessa vitorioso, tenha certeza!

MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t11579-desistir-nao-e-uma-opcao#333473

SheldonCooper94

parmera gosta desta mensagem

excogitatoris
excogitatoris
Mensagens : 993
Data de inscrição : 26/01/2020

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 15:38
parmera escreveu:Essa foi uma semana bem complicada pra mim. Tive recaídas em dia sim e dia não. Isso me desgastou um pouco o psicológico, mas estou firme. Em nenhum momento passou pela minha cabeça abandonar o reboot. Mas que é cansativo, é. Estou num processo de usar esse desgaste a favor de mim mesmo. Se eu não quero mais me sentir assim, então por que recair? O problema é que nosso cérebro só pensa no curto prazo, quer saciar as vontades que sente ali naquele instante, mesmo que isso custe um bem-estar da alma a longo prazo. De qualquer forma, não é sobre isso que eu quero falar hoje. Só escrevi porque me ajuda a pensar melhor.

Hoje eu quero falar sobre os motivos que nos fazem querer abandonar um vício. Não digo sobre uma lista de motivos, como por exemplo, a ansiedade, a procrastinação e essas coisas. Digo num sentido mais profundo que isso: será que nós estamos fazendo isso por nós mesmos ou pra agradar aos outros? Ter clareza nisso é essencial e vai ditar o tanto de sucesso que atingiremos nessa nossa luta. Qual a diferença entre "fazer por nós" ou "fazer pra agradar aos outros"? Vamos por partes, começamos pelo segundo ponto.

Fazer pra agradar aos outros. Não é raro eu me deparar com relatos em outros diários de pessoas que tem uma preocupação em concluir o reboot porque já não conseguem mais se relacionar com as pessoas, porque não conseguem mais "pegar mulher", porque prometeram pra esposa, mãe, namorada ou qualquer outra pessoa de confiança. A minha intenção não é e nem nunca será de julgar, apontar o que tá errado e o que tá certo. O que eu quero é mais fazer cada um pensar por si próprio e assim encontrar o próprio caminho. Mas será que abandonar um vício pensando mais "no outro" do que em nós mesmos realmente ajuda? Claro que ter bons relacionamentos com as pessoas é importante demais pro nosso bem-estar, mas pensemos numa situação hipotética: e se nós, algum dia, perdermos tudo isso no que a gente se apoia? Se, algum dia, não tivermos mais as nossas mães, esposas, namoradas, qual vai ser a nossa motivação pra manter a firmeza no abandono do vício? Percebem como é algo totalmente incerto? Qualquer expectativa externa a nós mesmos é algo que pode se perder em fração de segundos. É um apoio muito frágil.

Fazer pra agradar a nós mesmos. Agora, quando a gente preza pelo nosso bem-estar pessoal o papo muda. Porque aí o que está em jogo somos nós mesmos. Por mais que a gente chegue a viver totalmente isolado do mundo, sem ninguém, sem nada, só teremos a nós mesmos. Algo que nunca vai nos abandonar e nunca perderemos é a nossa própria presença. A gente pode fugir de qualquer coisa, menos de nós mesmos. Acredito que quando temos como base um relacionamento da gente com a gente mesmo as coisas podem ser mais duradouras.

Pra encerrar, não tô dizendo que fazer pra agradar aos outros é algo que precisa ser descartado. Precisamos sim ter bons relacionamentos com as pessoas. Mas será que é realmente saudável perseguir a cura só pra impressionar tal pessoa, pra voltar a fazer tal coisa etc etc etc? Será que fazer isso tem nos ajudado ou jogado contra nós mesmos? Penso que é importante aliar os dois pontos, porque vivemos em sociedade e temos desejos que só se satisfazem através de outras pessoas e coisas, mas é fundamental ter mais foco em agradar a nós mesmos. Não podemos nunca nos esquecer de nós.

Essas reflexões me vieram durante essa semana porque foi uma semana bem difícil de inúmeras recaídas. Isso me fez pensar nos motivos que me trouxeram até aqui e algumas das ideias que me surgiram foram essas que decidi compartilhar com vocês. Pode servir de alerta pra quem ler.

Um abraço em todos e força pra cada um que permanece nessa luta!

Isso que você disse é verdade e deve ser refletido, alguns membros fazem o reboot pela parceira/parceiro, ou pra conseguir alguém que têm em mente, pra ter uma vida sexual ativa, satisfatória, etc. Mas quando isso rompe (término ou distância) o primeiro sintoma é o desgaste da iniciativa, tudo começa a ruir como um fio velho, e perdem a ideia que tinham no começo. Não estou aqui para julgar, o vício e os problemas da vida nos deixam emocionalmente instáveis e fazemos isso pra agradar as pessoas que amamos, eu mesmo o fiz assim anteriormente, no ano passado.

Resultado: caía sem parar, não dava certo, ficava um mês, mas quando minha namorada estava muito distante, pensava que não valia a pena o reboot, eu não pensava em mim mesmo.
Quando no final de novembro de 2020 eu comecei a cuidar de mim mesmo e estou aprendendo até agora as coisas melhoraram, não que eu não tenha inspiração das pessoas, eu penso em mudar pra ajudar elas, estar mais presente. Mas também penso em mim como você disse, é algo necessário.

parmera gosta desta mensagem

parbat
parbat
Mensagens : 491
Data de inscrição : 06/05/2020

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 17:45
Olá meu caro.

Você fez pertinentes questionamentos que devem sim ser levando em conta.

Acredito sim que seja um grande equivoco pensar unicamente em agradar o outro com o reboot. Logicamente que no caso de uma pessoa em relacionamento, a parte sexual acaba sendo o ápice da intimidade de um casal e para o homem não se dar bem nisso é uma grande ferida, querendo ou não isso é um fato.

Mas pensar unicamente no reboot para ter um bom relacionamento sexual é colocar toda sua expectativa em um pilar variável, pois as pessoas mudam, as opiniões das pessoas mudam e podemos nos decepcionar.

Acredito que devemos primeiramente, em quanto no reboot, pensar em nos curar. Curar nossas feridas, entender e compreender nossos traumas. Ter conhecimento de como agimos e o que nos faz ter certas atitudes e reações durante o dia-a-dia.

Bom, para finalizar, tenho uma visão pessoal que o reboot está mais para o autoconhecimento do que para agradar o próximo.

Grande abraço.

_______________________________________
Conheça minha jornada

Tenha maturidade e determinação para controlar os seus atos, caso contrário eles controlarão e dominarão você
Autor Desconhecido

parmera gosta desta mensagem

logos
logos
Mensagens : 151
Data de inscrição : 17/12/2020
Idade : 26

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 21:05
Grande @parmera que reflexão bacana.



Avante!
🙏💪


Última edição por Logos em 28/2/2021, 10:42, editado 1 vez(es)

parmera gosta desta mensagem

Ligris
Ligris
Mensagens : 329
Data de inscrição : 06/12/2019
Localização : Tarso

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

26/2/2021, 21:08
Iai Parmera

Achei bem interessante sua questão eu acho que o ideal seria usar as duas coisas ao nosso favor tanto os outros como nós mesmos

Como o John Fersil disse fazer algo por alguém que a gente gosta dar uma motivação gigante, mas se for baseado apenas nisso se essa pessoa acabar decepcionando a gente tudo desmorona, por isso devemos ter amor próprio também. Porém quando estamos na pior em má fase recaída atrás de recaída ter uma pessoa pra gente se inspirar a sair dessa é maravilhoso.

São duas coisas que devemos usar ao nosso favor, mas devemos usar com equilíbrio não apostar tudo num lado só. Usar alguém como inspiração, mas não esquece de ter respeito próprio também.

Espero que firme firme Abraço!

_______________________________________
Provérbios 4:27 NTLH
Evite o mal e caminhe sempre em frente; não se desvie nem um só passo do caminho certo

16/01/2021 22:30
Metas: 0 dias ( pale ) 3 dias( tongue ) 7 dias( Wink )15 dias ( Mad )21dias( Cool )30 dias( Razz )40 dias( pirat )50 dias ( Surprised )60 dias( Smile )70 dias(  Basketball )80 dias(  bom )90 dias( cheers )120 dias() 150 dias() 180 dias()

parbat e parmera gostam desta mensagem

jotavr
jotavr
Mensagens : 203
Data de inscrição : 24/04/2020

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

27/2/2021, 17:14
Seus textos são demais Parmera. Infelizmente, queria nós ou não, a M é uma coisa egocêntrica, q fazemos por beneficio próprio, acho até q chega a ser uma coisa "feia", é motivo de piada, tava pensando esses dias, se eu falar pra alguém q eu bato uma, vai ser uma coisa legal? ou uma coisa bonita? nenhuma, muita gente vai acabar achando nojento, muita gente é contra e mesmo assim recaímos, é uma coisa realmente do mau. Em casa somos nós e nosso cérebro, uma batalha intensa, em sim ou não, mas nosso cérebro é covarde, ele só faz isso qnd estamos sozinhos, qnd estamos na presença de outros ele não faz isso, não tem coragem, ele não vai ter voz, não vai ter o poder, ele tbm nunca espera que você se fortaleça para confrontar ele. Eu parei por causa dos malefícios, já estava tendo problema com as pessoas e dps vieram os problemas pessoais, não tive escolha, e fico triste por isso, pq eu deveria ter parado mt antes, só parei pq fui prejudicado, não parei nem por estar tendo problemas com outras pessoas, olha o ponto em que eu havia chegado, também demorei pra descobrir o meu problema e me conformar, mas a gente aprende.

_______________________________________
Eu ñ uso contador pq quando recaio é horrível ficar trocando, penso, porra, eu tava a isso de dias e agr tô a 0? Tira esses número da minha frente.

Gatilhor

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Uzumaki-vortex

parmera gosta desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Mensagens : 999
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 25
Localização : MG

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Olá

1/3/2021, 11:03
Você está perfeitamente certo, o reboot é feito para nós. Temos que entender que apesar desse vício afetar as pessoas em nossas voltas, ele não é tão evidente, ou seja, podemos viver a vida toda nele e ninguém nunca vai saber. Pois o único jeito de descobrir é questões que envolvem S, quanto mais vivemos neles, mais sozinhos ficamos. É muito importante a gente estar nessa batalha por vontade própria e aceitar todas as regras que nos são colocadas. Caso contrário o maior maléfico desse vicio irá nos dominar, que é, a gente estar presente, mas distante. Temos que ser feliz com o que temos e hoje, não adianta deixar as coisas no mundo das ideias. Espero que consiga completar o reboot, ah sobre você ter caido e tals, você nao acha que é a hora de instalar o contador aqui? acredito que isso deixa as coisas mais claras e com menos chances de recaídas. abraços.

_______________________________________

MINHA HISTÓRIA DE SUCESSO: https://www.comoparar.com/t11429-finalmente-a-vitoria#326635
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t1813p375-diario-do-kaneki#317713

excogitatoris, Drew e parmera gostam desta mensagem

SheldonCooper94
SheldonCooper94
Mensagens : 171
Data de inscrição : 23/02/2021
Idade : 23
Localização : Passadena - California

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

1/3/2021, 23:10
Salve, parmera!

Por onde você anda meu parceiro? Não desiste do fórum não! Vamos vencer essa batalha juntos!

MEU DIARIO:https://www.comoparar.com/t11579-desistir-nao-e-uma-opcao#334268

SheldonCooper94. BAZINGA!

Drew e parmera gostam desta mensagem

Drew
Drew
Mensagens : 911
Data de inscrição : 09/08/2020
Idade : 24
Localização : Brooklyn 1986

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

2/3/2021, 11:06
Se você está numa sequencia ruim eu queria te dizer como eu faço.
Eu paro de escrever no meu diário para não ficar repetitivo mas continuo escrevendo no fórum.
Não deixe de dar notícias.
Tmj!!

_______________________________________
Diário: https://www.comoparar.com/t10897-diario-da-minha-vitoria

parmera gosta desta mensagem

parmera
parmera
Mensagens : 207
Data de inscrição : 21/01/2021

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

2/3/2021, 14:42
E aí, pessoal. Tô vivo!

Agradeço a todos os que deixaram mensagens desde a minha última postagem. Li todas. Tenho andado meio cansado, até um pouco desanimado, mas ainda firme nas minhas convicções. Acabo de ter mais uma recaída, os dias não estão fáceis. E quando recaio fico um pouco impaciente e ansioso, o que me prejudica bastante o raciocínio. Tenho o costume de responder um por um mas não vou fazer isso nesse momento, nos próximos dias volto aqui e dou a devida atenção pra cada um de vocês. Acredito que seja melhor assim, deixar as ideias clarearem melhor, retomar o controle da situação e tudo o mais.

De novo, agradeço demais pela força que cada um tem me dado. Mas infelizmente algumas coisas se resolvem no "faça você mesmo" e eu estou com algumas dificuldades nesse sentido. Não vou abandonar o fórum, mas vou me permitir respirar um pouquinho e quando me sentir melhor volto com mais notícias. Espero que me entendam.

Muita força para todos nós nessa caminhada. Dias melhores virão, trabalhemos pra isso!

_______________________________________
COMPROMETIMENTO, ESFORÇO E PACIÊNCIA!

Clique >>>AQUI<<< para ler o meu diário.

Kaneki, excogitatoris, parbat, Drew e Deco gostam desta mensagem

parbat
parbat
Mensagens : 491
Data de inscrição : 06/05/2020

Abstinência não é recuperação.  - Página 6 Empty Re: Abstinência não é recuperação.

2/3/2021, 19:58
Força meu amigo!

Estamos aqui para te ajudar e não se preocupe, tenha o seu tempo. Isso sim é importante.

Aquele que nunca tirou um tempo do fórum que atire a primeira pedra...

_______________________________________
Conheça minha jornada

Tenha maturidade e determinação para controlar os seus atos, caso contrário eles controlarão e dominarão você
Autor Desconhecido

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum