Ir para baixo
avatar
Adversus
Mensagens : 11
Data de inscrição : 27/03/2021

Diario Adversus Empty Diario Adversus

27/3/2021, 11:02
Passei uma parte da madrugada de ontem olhando pro passado, lendo alguns livros sobre, vendo alguns vídeos e depoimentos, mas mesmo assim continuei usando até que tomei uma decisão mais radical e explodi o celular no chão, já que de certa forma esse era um dos grandes problemas, o uso irrestrito de tecnologia em ambientes onde eu posso facilmente acessar pornografia, achei melhor não ter mais um aparelho celular. Aproveitando, sei que pode parecer confusa a minha forma de escrita, mas é assim que meu pensamento funciona na minha cabeça, então peço perdão se o que eu tiver falando for muito confuso e sem conexão com o texto num geral. Enfim, continuemos.
  A primeira vez que vi pornografia eu era uma criança, bem criança mesmo, não lembro a idade certa, mas sei que foi entre os 7-10 anos. Quando meus primos iam pra casa da minha vó eles dormiam no quarto da frente em que o meu pai e eu ficávamos, e as vezes eu ia ver o que meus primos estavam fazendo, apesar do meu pai muitas vezes não deixar e as vezes ir atrás de mim pra me botar na cama pra dormir de volta, como toda boa criança curiosa eu dava meu jeito e as vezes ele não acordava quando eu saia. Acontece que algumas vezes meus primos viam pornografia na internet só por ver, parece que pra eles, na idade em que estavam era algo interessante, e eu também achava algo no mínimo curioso apesar de não entender. Era algo mais como uma grande zueira entre todos ali. Esse não foi a primeira vez que usei, mas o primeiro contato que tive com a pornografia, por isso digo que é algo bem difícil de definir. Mas chuto que desde os 12 anos que uso frequentemente hoje tenho 25 e não consigo parar sozinho. Tenho na memoria que outros contatos que eu tinha com a pornografia, dessa vez como usuário foi quando eu ganhei um computador e passei a acessar frequentemente num site em especifico, que acabou dando em confusão pois foi descoberto, porque eu imprimi aquele catalogo e escondi debaixo de uma caixa de som e acabaram achando. Porém, acho que já consumia pornografia na TV antes disso, e até mesmo na internet e conforme escrevo vou me lembrando de coisas mais especificas, de noites num passado longínquo em que eu ficava acordado pra ver a multishow e coisas do gênero que passavam em outros canais. Mas resumindo, faz muito tempo desde que comecei a consumir.
  Descobri de fato que isso era um vício recentemente, ontem, para ser mais exato. Antes tinha uma noção de que era um vício, mas foi ontem que realizei com uma profundidade enorme COMO isso era um vício. Estava eu depois de uma farra masturbatoria contemplando toda a minha vida e como isso me afetava, até então nunca tinha parado pra pensar nisso, em que talvez essa irritabilidade, ou a falta de concentração, entre outros sintomas que apresentava tinham a ver com esse consumo excessivo de pornografia. Foi ali no quarto escuro, naquele calor que percebi que já não tinha mais nenhum controle sobre mim e refletindo sobre as coisas que vi e ouvi a noite resolvi tomar a atitude que já citei, fui explicar pra família e acabou saindo discussão, me estressei, desestressei, abracei meus familiares, eles choraram e conseguiram entender o motivo de ter feito aquilo.
  Quando paro pra pensar na pessoa que estava me tornando e a pesar das vezes que tentava sair e como eu melhorava nesses momentos, posso ver uma grande discrepância de caráter. De um lado uma pessoa explosiva, raivosa, sem paciência, com a mente poluída ao extremo, com péssimos hábitos e com problemas graves de concentração, uma pessoa que dava medo até em mim mesmo, de outro eu era uma pessoa tranquila, que gostava de ficar com minha família e ouvir a história de vida deles, e mesmo sem paciência pedia à Deus por paciência e aguentava o momento por ele e por amor aqueles que me amam, uma pessoa que tentava ajudar ao máximo seus amigos e familiares no que dava e sempre estava ali para ouvir e servir de boa vontade, esse era eu sem pornografia e conforme eu mais usava mais esse eu se perdia.
Ainda não li o guia nem adquiri o programa, também não instalei bloqueadores, tentei instalar uns e ele começou a bloquear o site do meu trabalho, então tive que desinstalar.

Então é isso, Dia 0 do ano 0.

Edit; Acabei de ver que vim parar aqui pelo e-book que baixei no b-oklat, não sei se é o mesmo do guia introdutório mas acho que sim. Acho que vou ter que reescrever isso tudo alguma outra hora, pois milhões de lembranças vem a minha cabeça e as coisas estão ficando mais definidas agora.

guerreirodeluz e salomao1 gostam desta mensagem

avatar
Adversus
Mensagens : 11
Data de inscrição : 27/03/2021

Diario Adversus Empty Posso postar meus pensamentos?

28/3/2021, 00:34
Parando pra analisar o mundo e meus pensamentos, o amor e o sexo estão acabando, nem ao menos falo como um viciado, mas o consumo de pornografia, a exaltação da nudez e do sexo como propaganda, e todas essas coisas bizarras, é como se fosse a profanação de algo sagrado. Em todo lugar eu vejo o mesmo olhar das atrizes pornô, o olhar indiferente e extremamente sensual, eu sei que já não fazem mais sexo, fazem pornô. Os vídeos que eu via eram a prova cabal disso, os gostos que muitas mulheres e homens tem hoje, desde o sexo extremamente agressivo, até coisas mais bizarras são como as tags dos sites que aparecem pelo algoritmo. E o que é tudo isso? Tudo isso não é nada, é apenas desejo e dinheiro, mas no fim não é nada, as expressões se tornaram vazias, as relações se tornaram frias, as pessoas se tornaram objetos. Se ontem o homem era a mão de obra que trabalhava o objeto, hoje o homem é o objeto que é trabalhado por outros homens por meio de máquinas.
Estou ficando louco? Talvez. Mas pra onde eu olho eu vejo o mesmo olhar lascivo, pra onde eu olho eu vejo propagandas pornográficas, pra onde eu olho eu vejo mulheres prontas para serem estrelas de um próximo filme pornô DE GRAÇA, e se eu abrir bem meus ouvidos eu consigo ouvir a letra das músicas que falam exatamente disso, da exaltação de uma profanação, pois já não é sexo, já não é erotismo, já não é nada, é como se eu entrasse num museu e visse dois cachorros transando, esse é o sentido da pornografia, um falso cio.
E se eu te disser que eu nunca fiz sexo? Eu nunca pratiquei o ritual, mas pratiquei a profanação desse ritual, a emulação da pornografia e aposto que todos aqui fizeram. E se eu disser que eu nem me dava conta disso até parar pra pensar nas coisas que via e olhar ao meu redor. Talvez não seja só a pornografia, talvez seja nosso contexto histórico como um todo, talvez seja o excesso de tecnologia, talvez a pornografia seja um meio para manter algo que eu não sei o que é, talvez tenha algo que eu não estou vendo mas sei que está lá, como um gambá morto dentro de uma calha, eu posso sentir o cheiro, mas não sei onde está.
Por que eu deveria namorar com uma garota se eu não me casarei com ela? Por que eu deveria larga-la? Por que ela não cuidaria de nossos filhos em casa? Por que eles ficariam numa creche? Qual a definição de amor? Qual a definição de namoro? Por que eu deveria fazer sexo casual? Por que eu deveria usar camisinha? Por que eu deveria ir numa casa de shows pra ficar num lugar apertado para beijar alguém que não conheço?
Tudo tem me soado extremamente estranho quando eu paro pra pensar e eu não estou entendendo mais nada, simplesmente mais nada, coisas que eu tinha como fixas eu já não entendo. Algo me soa muito errado, e eu não sei necessariamente o que é.

guerreirodeluz e salomao1 gostam desta mensagem

salomao1
salomao1
Mensagens : 12
Data de inscrição : 23/03/2021
Idade : 19

Diario Adversus Empty Re: Diario Adversus

28/3/2021, 00:57
Saudações, Adversus.

Tô acompanhando o seu diário, irmão. Te desejo força nessa caminhada.
É impossível não reparar na tua eloquência; você quase sofre de verborragia. É um escritor intenso de verdade.
Teu diário é além dum diário p mim. De verdade, gostei bastante (talvez porque me identifique na forma de pensar).

Faz bem jogar essa tempestade de palavras pra fora; você cria arte assim.
Tâmo junto, ô capitão, meu capitão!

http://arquivo pessoa.net/textos/4520

guerreirodeluz gosta desta mensagem

avatar
Adversus
Mensagens : 11
Data de inscrição : 27/03/2021

Diario Adversus Empty Re: Diario Adversus

28/3/2021, 01:13
salomao1 escreveu:Saudações, Adversus.

Tô acompanhando o seu diário, irmão. Te desejo força nessa caminhada.
É impossível não reparar na tua eloquência; você quase sofre de verborragia. É um escritor intenso de verdade.
Teu diário é além dum diário p mim. De verdade, gostei bastante (talvez porque me identifique na forma de pensar).

Faz bem jogar essa tempestade de palavras pra fora; você cria arte assim.
Tâmo junto, ô capitão, meu capitão!

http://arquivo pessoa.net/textos/4520

Muito obrigado, meu irmão. Também estou acompanhando o seu, muito obrigado mesmo, seja bem vindo para postar aqui. Muitas forças para ti, tamo junto!!
guerreirodeluz
guerreirodeluz
Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/12/2020

Diario Adversus Empty Re: Diario Adversus

28/3/2021, 05:05
Adversus escreveu:Passei uma parte da madrugada de ontem olhando pro passado, lendo alguns livros sobre, vendo alguns vídeos e depoimentos, mas mesmo assim continuei usando até que tomei uma decisão mais radical e explodi o celular no chão, já que de certa forma esse era um dos grandes problemas, o uso irrestrito de tecnologia em ambientes onde eu posso facilmente acessar pornografia, achei melhor não ter mais um aparelho celular. Aproveitando, sei que pode parecer confusa a minha forma de escrita, mas é assim que meu pensamento funciona na minha cabeça, então peço perdão se o que eu tiver falando for muito confuso e sem conexão com o texto num geral. Enfim, continuemos.
  A primeira vez que vi pornografia eu era uma criança, bem criança mesmo, não lembro a idade certa, mas sei que foi entre os 7-10 anos. Quando meus primos iam pra casa da minha vó eles dormiam no quarto da frente em que o meu pai e eu ficávamos, e as vezes eu ia ver o que meus primos estavam fazendo, apesar do meu pai muitas vezes não deixar e as vezes ir atrás de mim pra me botar na cama pra dormir de volta, como toda boa criança curiosa eu dava meu jeito e as vezes ele não acordava quando eu saia. Acontece que algumas vezes meus primos viam pornografia na internet só por ver, parece que pra eles, na idade em que estavam era algo interessante, e eu também achava algo no mínimo curioso apesar de não entender. Era algo mais como uma grande zueira entre todos ali. Esse não foi a primeira vez que usei, mas o primeiro contato que tive com a pornografia, por isso digo que é algo bem difícil de definir. Mas chuto que desde os 12 anos que uso frequentemente hoje tenho 25 e não consigo parar sozinho. Tenho na memoria que outros contatos que eu tinha com a pornografia, dessa vez como usuário foi quando eu ganhei um computador e passei a acessar frequentemente num site em especifico, que acabou dando em confusão pois foi descoberto, porque eu imprimi aquele catalogo e escondi debaixo de uma caixa de som e acabaram achando. Porém, acho que já consumia pornografia na TV antes disso, e até mesmo na internet e conforme escrevo vou me lembrando de coisas mais especificas, de noites num passado longínquo em que eu ficava acordado pra ver a multishow e coisas do gênero que passavam em outros canais. Mas resumindo, faz muito tempo desde que comecei a consumir.
  Descobri de fato que isso era um vício recentemente, ontem, para ser mais exato. Antes tinha uma noção de que era um vício, mas foi ontem que realizei com uma profundidade enorme COMO isso era um vício. Estava eu depois de uma farra masturbatoria contemplando toda a minha vida e como isso me afetava, até então nunca tinha parado pra pensar nisso, em que talvez essa irritabilidade, ou a falta de concentração, entre outros sintomas que apresentava tinham a ver com esse consumo excessivo de pornografia. Foi ali no quarto escuro, naquele calor que percebi que já não tinha mais nenhum controle sobre mim e refletindo sobre as coisas que vi e ouvi a noite resolvi tomar a atitude que já citei, fui explicar pra família e acabou saindo discussão, me estressei, desestressei, abracei meus familiares, eles choraram e conseguiram entender o motivo de ter feito aquilo.
  Quando paro pra pensar na pessoa que estava me tornando e a pesar das vezes que tentava sair e como eu melhorava nesses momentos, posso ver uma grande discrepância de caráter. De um lado uma pessoa explosiva, raivosa, sem paciência, com a mente poluída ao extremo, com péssimos hábitos e com problemas graves de concentração, uma pessoa que dava medo até em mim mesmo, de outro eu era uma pessoa tranquila, que gostava de ficar com minha família e ouvir a história de vida deles, e mesmo sem paciência pedia à Deus por paciência e aguentava o momento por ele e por amor aqueles que me amam, uma pessoa que tentava ajudar ao máximo seus amigos e familiares no que dava e sempre estava ali para ouvir e servir de boa vontade, esse era eu sem pornografia e conforme eu mais usava mais esse eu se perdia.
Ainda não li o guia nem adquiri o programa, também não instalei bloqueadores, tentei instalar uns e ele começou a bloquear o site do meu trabalho, então tive que desinstalar.

Então é isso, Dia 0 do ano 0.

Edit; Acabei de ver que vim parar aqui pelo e-book que baixei no b-oklat, não sei se é o mesmo do guia introdutório mas acho que sim. Acho que vou ter que reescrever isso tudo alguma outra hora, pois milhões de lembranças vem a minha cabeça e as coisas estão ficando mais definidas agora.

Querido Adversus, seja bem vindo por aqui! E sei que me recebes de braços abertos por aqui

Li seus 2 primeiros posts, e trago aqui minha resposta a tudo

Antes de mais nada, adimiro e parabenizo suas palavras, a forma como escreve, a forma como se expressa, é crucial e importante por pra fora os sentimentos, o que traz angústia, e estamos aqui para auxiliar e sermos auxiliados, seguirei por aqui acompanhando e emanando forças para seu progresso.

Meu caro, a atitude de jogar o celular no chão, ir falar com seus familiares expondo o mais profundo dos seus sentimentos pra quem te ama e mais do que tudo acordar sozinho e refletir, buscar entender o que estava havendo e decidir sair desse mundo que tanto te prejudica já é a atitude de um vencedor, mas daqueles vencedores que são exemplos a seguir, minha admiração...

De fato, a pornografia nos transforma, pode até não transparecer no exterior mais nosso interior é completamente infectado, tomado, como um câncer que se espalha no organismo de um doente, mas o melhor é saber que aquele nosso eu, de bem conosco ainda está aqui, ainda existe e poderá ser recuperado a partir do momento que a gente se desintoxica e escolhe lutar pra se livrar daquilo que nos faz tanto mal, ou seja, saiba que tua nova vida pode estar começando.

Como disse você no 2 post, é duro realmente olhar pro mundo com os mesmos olhos depois que se torna um controlado por P, você enxerga TUDO com ar de orgia, sexo, prazer, e este é pra mim se não combatido o mal maior e mais grave na nova geração da humanidade... mas como antes disse, conseguimos recuperar o olhar e sentimento natural para as coisas da vida eliminando o fator central de toda esta toxicidade.

Mas isso não é você, você foi mais uma vítima, mas um, mas será também mais um dos poucos fortes que serão em nome de Deus a maioria um dia, que acordou, decidiu, mudou, e voltou ao reencontro da vida sem essa droga.

Irmão, vamos vencer, você não está e nunca esteve sozinho, vamos nessa !
avatar
Adversus
Mensagens : 11
Data de inscrição : 27/03/2021

Diario Adversus Empty Re: Diario Adversus

28/3/2021, 05:13
guerreirodeluz escreveu:
Adversus escreveu:Passei uma parte da madrugada de ontem olhando pro passado, lendo alguns livros sobre, vendo alguns vídeos e depoimentos, mas mesmo assim continuei usando até que tomei uma decisão mais radical e explodi o celular no chão, já que de certa forma esse era um dos grandes problemas, o uso irrestrito de tecnologia em ambientes onde eu posso facilmente acessar pornografia, achei melhor não ter mais um aparelho celular. Aproveitando, sei que pode parecer confusa a minha forma de escrita, mas é assim que meu pensamento funciona na minha cabeça, então peço perdão se o que eu tiver falando for muito confuso e sem conexão com o texto num geral. Enfim, continuemos.
  A primeira vez que vi pornografia eu era uma criança, bem criança mesmo, não lembro a idade certa, mas sei que foi entre os 7-10 anos. Quando meus primos iam pra casa da minha vó eles dormiam no quarto da frente em que o meu pai e eu ficávamos, e as vezes eu ia ver o que meus primos estavam fazendo, apesar do meu pai muitas vezes não deixar e as vezes ir atrás de mim pra me botar na cama pra dormir de volta, como toda boa criança curiosa eu dava meu jeito e as vezes ele não acordava quando eu saia. Acontece que algumas vezes meus primos viam pornografia na internet só por ver, parece que pra eles, na idade em que estavam era algo interessante, e eu também achava algo no mínimo curioso apesar de não entender. Era algo mais como uma grande zueira entre todos ali. Esse não foi a primeira vez que usei, mas o primeiro contato que tive com a pornografia, por isso digo que é algo bem difícil de definir. Mas chuto que desde os 12 anos que uso frequentemente hoje tenho 25 e não consigo parar sozinho. Tenho na memoria que outros contatos que eu tinha com a pornografia, dessa vez como usuário foi quando eu ganhei um computador e passei a acessar frequentemente num site em especifico, que acabou dando em confusão pois foi descoberto, porque eu imprimi aquele catalogo e escondi debaixo de uma caixa de som e acabaram achando. Porém, acho que já consumia pornografia na TV antes disso, e até mesmo na internet e conforme escrevo vou me lembrando de coisas mais especificas, de noites num passado longínquo em que eu ficava acordado pra ver a multishow e coisas do gênero que passavam em outros canais. Mas resumindo, faz muito tempo desde que comecei a consumir.
  Descobri de fato que isso era um vício recentemente, ontem, para ser mais exato. Antes tinha uma noção de que era um vício, mas foi ontem que realizei com uma profundidade enorme COMO isso era um vício. Estava eu depois de uma farra masturbatoria contemplando toda a minha vida e como isso me afetava, até então nunca tinha parado pra pensar nisso, em que talvez essa irritabilidade, ou a falta de concentração, entre outros sintomas que apresentava tinham a ver com esse consumo excessivo de pornografia. Foi ali no quarto escuro, naquele calor que percebi que já não tinha mais nenhum controle sobre mim e refletindo sobre as coisas que vi e ouvi a noite resolvi tomar a atitude que já citei, fui explicar pra família e acabou saindo discussão, me estressei, desestressei, abracei meus familiares, eles choraram e conseguiram entender o motivo de ter feito aquilo.
  Quando paro pra pensar na pessoa que estava me tornando e a pesar das vezes que tentava sair e como eu melhorava nesses momentos, posso ver uma grande discrepância de caráter. De um lado uma pessoa explosiva, raivosa, sem paciência, com a mente poluída ao extremo, com péssimos hábitos e com problemas graves de concentração, uma pessoa que dava medo até em mim mesmo, de outro eu era uma pessoa tranquila, que gostava de ficar com minha família e ouvir a história de vida deles, e mesmo sem paciência pedia à Deus por paciência e aguentava o momento por ele e por amor aqueles que me amam, uma pessoa que tentava ajudar ao máximo seus amigos e familiares no que dava e sempre estava ali para ouvir e servir de boa vontade, esse era eu sem pornografia e conforme eu mais usava mais esse eu se perdia.
Ainda não li o guia nem adquiri o programa, também não instalei bloqueadores, tentei instalar uns e ele começou a bloquear o site do meu trabalho, então tive que desinstalar.

Então é isso, Dia 0 do ano 0.

Edit; Acabei de ver que vim parar aqui pelo e-book que baixei no b-oklat, não sei se é o mesmo do guia introdutório mas acho que sim. Acho que vou ter que reescrever isso tudo alguma outra hora, pois milhões de lembranças vem a minha cabeça e as coisas estão ficando mais definidas agora.

Querido Adversus, seja bem vindo por aqui! E sei que me recebes de braços abertos por aqui

Li seus 2 primeiros posts, e trago aqui minha resposta a tudo

Antes de mais nada, adimiro e parabenizo suas palavras, a forma como escreve, a forma como se expressa, é crucial e importante por pra fora os sentimentos, o que traz angústia, e estamos aqui para auxiliar e sermos auxiliados, seguirei por aqui acompanhando e emanando forças para seu progresso.

Meu caro, a atitude de jogar o celular no chão, ir falar com seus familiares expondo o mais profundo dos seus sentimentos pra quem te ama e mais do que tudo acordar sozinho e refletir, buscar entender o que estava havendo e decidir sair desse mundo que tanto te prejudica já é a atitude de um vencedor, mas daqueles vencedores que são exemplos a seguir, minha admiração...

De fato, a pornografia nos transforma, pode até não transparecer no exterior mais nosso interior é completamente infectado, tomado, como um câncer que se espalha no organismo de um doente, mas o melhor é saber que aquele nosso eu, de bem conosco ainda está aqui, ainda existe e poderá ser recuperado a partir do momento que a gente se desintoxica e escolhe lutar pra se livrar daquilo que nos faz tanto mal, ou seja, saiba que tua nova vida pode estar começando.

Como disse você no 2 post, é duro realmente olhar pro mundo com os mesmos olhos depois que se torna um controlado por P, você enxerga TUDO com ar de orgia, sexo, prazer, e este é pra mim se não combatido o mal maior e mais grave na nova geração da humanidade... mas como antes disse, conseguimos recuperar o olhar e sentimento natural para as coisas da vida eliminando o fator central de toda esta toxicidade.

Mas isso não é você, você foi mais uma vítima, mas um, mas será também mais um dos poucos fortes que serão em nome de Deus a maioria um dia, que acordou, decidiu, mudou, e voltou ao reencontro da vida sem essa droga.

Irmão, vamos vencer, você não está e nunca esteve sozinho,  vamos nessa !

Muito obrigado pelo apoio, irmão. Seja bem vindo ao meu diário. Muito obrigado mesmo pelo que disse, pelas boas forças e pelo animo que me passou. Vamos juntos nessa luta!! Venceremos!!

ADVERTÊNCIA E SUSPENSÃO


Motivo - Violação das seguintes Proibições:

3- Ser desrespeitoso com pessoas,seu modo de ser, suas crenças e estilo de vida, fazer ameaças, ou qualquer outro tipo de intimações.

Seu diário ficará bloqueado por 10 dias e você ficará impedido de participar do Fórum por igual período. Qualquer mensagem que você vier a postar em algum diário, estará passível de banimento.

A reiteração das violações punidas com suspensão acarretam em banimento.

Link das regras: https://www.comoparar.com/t3723-proibicoes

A Moderação

guerreirodeluz gosta desta mensagem

guerreirodeluz
guerreirodeluz
Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/12/2020

Diario Adversus Empty Re: Diario Adversus

28/3/2021, 05:28
Adversus escreveu:
guerreirodeluz escreveu:
Adversus escreveu:Passei uma parte da madrugada de ontem olhando pro passado, lendo alguns livros sobre, vendo alguns vídeos e depoimentos, mas mesmo assim continuei usando até que tomei uma decisão mais radical e explodi o celular no chão, já que de certa forma esse era um dos grandes problemas, o uso irrestrito de tecnologia em ambientes onde eu posso facilmente acessar pornografia, achei melhor não ter mais um aparelho celular. Aproveitando, sei que pode parecer confusa a minha forma de escrita, mas é assim que meu pensamento funciona na minha cabeça, então peço perdão se o que eu tiver falando for muito confuso e sem conexão com o texto num geral. Enfim, continuemos.
  A primeira vez que vi pornografia eu era uma criança, bem criança mesmo, não lembro a idade certa, mas sei que foi entre os 7-10 anos. Quando meus primos iam pra casa da minha vó eles dormiam no quarto da frente em que o meu pai e eu ficávamos, e as vezes eu ia ver o que meus primos estavam fazendo, apesar do meu pai muitas vezes não deixar e as vezes ir atrás de mim pra me botar na cama pra dormir de volta, como toda boa criança curiosa eu dava meu jeito e as vezes ele não acordava quando eu saia. Acontece que algumas vezes meus primos viam pornografia na internet só por ver, parece que pra eles, na idade em que estavam era algo interessante, e eu também achava algo no mínimo curioso apesar de não entender. Era algo mais como uma grande zueira entre todos ali. Esse não foi a primeira vez que usei, mas o primeiro contato que tive com a pornografia, por isso digo que é algo bem difícil de definir. Mas chuto que desde os 12 anos que uso frequentemente hoje tenho 25 e não consigo parar sozinho. Tenho na memoria que outros contatos que eu tinha com a pornografia, dessa vez como usuário foi quando eu ganhei um computador e passei a acessar frequentemente num site em especifico, que acabou dando em confusão pois foi descoberto, porque eu imprimi aquele catalogo e escondi debaixo de uma caixa de som e acabaram achando. Porém, acho que já consumia pornografia na TV antes disso, e até mesmo na internet e conforme escrevo vou me lembrando de coisas mais especificas, de noites num passado longínquo em que eu ficava acordado pra ver a multishow e coisas do gênero que passavam em outros canais. Mas resumindo, faz muito tempo desde que comecei a consumir.
  Descobri de fato que isso era um vício recentemente, ontem, para ser mais exato. Antes tinha uma noção de que era um vício, mas foi ontem que realizei com uma profundidade enorme COMO isso era um vício. Estava eu depois de uma farra masturbatoria contemplando toda a minha vida e como isso me afetava, até então nunca tinha parado pra pensar nisso, em que talvez essa irritabilidade, ou a falta de concentração, entre outros sintomas que apresentava tinham a ver com esse consumo excessivo de pornografia. Foi ali no quarto escuro, naquele calor que percebi que já não tinha mais nenhum controle sobre mim e refletindo sobre as coisas que vi e ouvi a noite resolvi tomar a atitude que já citei, fui explicar pra família e acabou saindo discussão, me estressei, desestressei, abracei meus familiares, eles choraram e conseguiram entender o motivo de ter feito aquilo.
  Quando paro pra pensar na pessoa que estava me tornando e a pesar das vezes que tentava sair e como eu melhorava nesses momentos, posso ver uma grande discrepância de caráter. De um lado uma pessoa explosiva, raivosa, sem paciência, com a mente poluída ao extremo, com péssimos hábitos e com problemas graves de concentração, uma pessoa que dava medo até em mim mesmo, de outro eu era uma pessoa tranquila, que gostava de ficar com minha família e ouvir a história de vida deles, e mesmo sem paciência pedia à Deus por paciência e aguentava o momento por ele e por amor aqueles que me amam, uma pessoa que tentava ajudar ao máximo seus amigos e familiares no que dava e sempre estava ali para ouvir e servir de boa vontade, esse era eu sem pornografia e conforme eu mais usava mais esse eu se perdia.
Ainda não li o guia nem adquiri o programa, também não instalei bloqueadores, tentei instalar uns e ele começou a bloquear o site do meu trabalho, então tive que desinstalar.

Então é isso, Dia 0 do ano 0.

Edit; Acabei de ver que vim parar aqui pelo e-book que baixei no b-oklat, não sei se é o mesmo do guia introdutório mas acho que sim. Acho que vou ter que reescrever isso tudo alguma outra hora, pois milhões de lembranças vem a minha cabeça e as coisas estão ficando mais definidas agora.

Querido Adversus, seja bem vindo por aqui! E sei que me recebes de braços abertos por aqui

Li seus 2 primeiros posts, e trago aqui minha resposta a tudo

Antes de mais nada, adimiro e parabenizo suas palavras, a forma como escreve, a forma como se expressa, é crucial e importante por pra fora os sentimentos, o que traz angústia, e estamos aqui para auxiliar e sermos auxiliados, seguirei por aqui acompanhando e emanando forças para seu progresso.

Meu caro, a atitude de jogar o celular no chão, ir falar com seus familiares expondo o mais profundo dos seus sentimentos pra quem te ama e mais do que tudo acordar sozinho e refletir, buscar entender o que estava havendo e decidir sair desse mundo que tanto te prejudica já é a atitude de um vencedor, mas daqueles vencedores que são exemplos a seguir, minha admiração...

De fato, a pornografia nos transforma, pode até não transparecer no exterior mais nosso interior é completamente infectado, tomado, como um câncer que se espalha no organismo de um doente, mas o melhor é saber que aquele nosso eu, de bem conosco ainda está aqui, ainda existe e poderá ser recuperado a partir do momento que a gente se desintoxica e escolhe lutar pra se livrar daquilo que nos faz tanto mal, ou seja, saiba que tua nova vida pode estar começando.

Como disse você no 2 post, é duro realmente olhar pro mundo com os mesmos olhos depois que se torna um controlado por P, você enxerga TUDO com ar de orgia, sexo, prazer, e este é pra mim se não combatido o mal maior e mais grave na nova geração da humanidade... mas como antes disse, conseguimos recuperar o olhar e sentimento natural para as coisas da vida eliminando o fator central de toda esta toxicidade.

Mas isso não é você, você foi mais uma vítima, mas um, mas será também mais um dos poucos fortes que serão em nome de Deus a maioria um dia, que acordou, decidiu, mudou, e voltou ao reencontro da vida sem essa droga.

Irmão, vamos vencer, você não está e nunca esteve sozinho,  vamos nessa !

Muito obrigado pelo apoio, irmão. Seja bem vindo ao meu diário. Muito obrigado mesmo pelo que disse, pelas boas forças e pelo animo que me passou. Vamos juntos nessa luta!! Venceremos!!

Força positiva e ânimo sempre ! Nunca o contrário, tu já tens a essência da vitória, siga firme, agarre se a essa vontade de superar isso, coloque um sorriso no rosto a partir de hoje e saiba que daqui pra frente seus dias e seus propósitos serão enfrentados com outros olhos,outra mente, a cada dia mais em paz, o teu eu que vi conhece está aí no teu coração pronto para voltar mediante tua luta

E isso é gigante

Venceremos!!
guerreirodeluz
guerreirodeluz
Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/12/2020

Diario Adversus Empty Re: Diario Adversus

28/3/2021, 05:28
Parece que repeti a mensagem anterior, então editei aqui.
Te desejo um grande e vitorioso domingo
Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos