Ir em baixo
avatar
Convidado
Convidado

Relatos de Cada Fase: "Você vai fazer PMO, SIMMM!" Empty Relatos de Cada Fase

7/5/2021, 13:33
Olá, amigos(as).

Me chamo aqui por F. S. John.

Tenho 23 anos, e, infelizmente, apenas recentemente tive ciência de que sou viciado. Juro que me caiu como um balde de água fria, um belo susto. Me deixou triste e mais que isso, me fez pensar coisas inimagináveis a minha DE com uma garota a que estive ficando recentemente. Atualmente estou no dia 27 de abstinência, embora só agora tenha tomado coragem de me registrar e escrever no fórum sobre isso, pois venho acompanhando muitas coisas aqui como visitante. Estive tão confuso, chateado, sem chão, por apenas ficar vagando pela minha casa, pensando, imaginando no que isso tornou a minha vida sem que eu ao menos soubesse o que estava acontecendo. Os tempos de pandemia apenas agravam isso, pois acredito que estar em casa leva a uma elevação da PMO por tédio, ansiedade, desconforto. De antemão, me sinto ainda mais apreensivo por pensar que muitos dos meus amigos, amigas e quaisquer desconhecidos neste exato momento estão passando pelo mesmo problema sem que o veja como um problema, à deriva nesse mar de irrealidade. Por isso escrevo, para mostrar meus relatos e, se possível, ajudar outras pessoas que terão de lidar com isso, e, assim, quero trazer conforto, identificação, retribuir o que este fórum me deu quando eu achava que estava sozinho nessa e escrevo isso com lágrimas nos olhos aqui, por ser este também um caminho para me reencontrar, para dialogar, para saber que não é apenas eu, para saber que, sim, logo logo vou ter um vida sexual saudável. Bem, é verdade que para se ver como viciado é necessário de maturidade, porque ninguém ver aquela boa brincadeira de antes de dormir, ou aquela breve fuga ao banheiro no meio do dia, como um sério problema até que ele se torne um problema sério em suas vidas. Minha história é exatamente igual a muitas das histórias de vocês, com apenas poucas mudanças. Tive contato com a pornografia quando pré-adolescente, com a masturbação ainda mais cedo, quando um colega me disse que sabia de uma brincadeira legal e me ensinou a me masturbar quando meus pais não estavam em casa. Desde então, me perdi do real, e estive mantendo o vício a cada dia, a cada um desses dias, pois pouco me lembro de um dia em que não fiz, quando numa viagem breve, vez ou outra muito cansado, quando chegava em casa sem energia nenhuma. Foram muito poucas as exceções.

É isso meus caros, é conhecido que não é bom se alongar escrevendo por aqui, mas pretendo escrever mais em tópicos ao longo dessa caminhada. Também pretendo dizer o que senti de péssimo desde o primeiro dia e também vou querer falar das melhorias, por isso, foi que decidi dar nome a esse diário, Relatos de Cada Fase, do que considero cada fase dessa desintoxicação. Sigo o Reboot com firmeza, embora tenha custado minha saúde mental até o momento e só agora, próximo de completar um mês, tenho tido um pouco de paz. Forte abraço a todos. Forças!

Atenciosamente, F. S. John.
avatar
Convidado
Convidado

Relatos de Cada Fase: "Você vai fazer PMO, SIMMM!" Empty Relatos de Cada Fase: "Você vai fazer PMO, SIMMM!"

8/5/2021, 08:28
Olá, amigos(as).


Gente, é assim que acontece, você está de boas e, de repente, sua mente diz "você vai fazer PMO, Simmm!". De qualquer maneira, o vício vai querer que você faça isso, seja te trazendo a ansiedade acentuada, seja te trazendo pensamentos intrusivos, seja por trazer muita sensibilidade ao pênis, seja por qualquer tipo de forma de trazer uma deliberada vontade. Me lembro de estar em casa, de boas, e do nada me veio na mente uma super posição, aquele ápice momento onde a mente vai lá em cima com o orgasmo, ignorei, e me lembro que esse foi o primeiro sintoma sem que nem mesmo soubesse que era. Sei que é exatamente isso pelo seguinte motivo. Certa vez, após esse dia, eu caí e caí feio, sem nem mesmo saber que estava caindo. O motivo disso foi minha ingenuidade de achar que parar de uma vez só não traria nenhum sintoma. Não sabia do vício tanto quando hoje sei. Quando tive minha DE, comecei a ler sobre o vício em pornografia, mas ainda não foi o bastante para saber que o caso era tão ruim. Muito chato que só tenha sabido sobre isso semanas depois, quando muito já havia sofrido de abstinência. Bem, a história foi a seguinte. Eu estava sentindo dor de cabeça, uma sensação de febre e a minha mente simplesmente não tirava a pornografia de cena. Juro, eu estava um caos, sem ânimos, do nada me veio uma forte sensação de querer vomitar, e a ansiedade me fez ter uma disparada, quase uma crise de pânico. Nesse momento, sem conhecimento do que estava acontecendo, fui ao banheiro, sentei no vaso esperando o vômito vir, mas não veio. Já faziam cerca de seis dias que estava sem PMO, e lá aconteceu, sentado ali, aonde fazia PMO às vezes, fiz uma vez, por desconfiar que era sintomas de abstinência, e essa foi a primeira vez que desconfiei do que era verdade. Não deu resultado nenhum, levantei, mas antes de abrir a porta, me veio uma vontade forte de fazer de novo, sentei novamente e fiz por mais duas vezes. Lembro de já estar na flatline, mas no momento em que decidi me masturbar, tive uma super ereção, e meu pênis estava pulsando naquele momento. Naquele dia, por medo dos sintomas, fiz por várias vezes, antes de me programar para começar novamente no dia 10/04/2021. O incrível de tudo foi que, ao longo do dia, meus sintomas desapareceram e eu comecei a me sentir muito bem. Havia então encontrado um pista. Lendo mais sobre o vício, resultado, queda nos níveis habituais de dopamina e os clássicos sintomas. O importante para mim foi colocar em mente que esses são efeitos colaterais da falta da PMO, afinal, foram mais de 8 anos de muitos estímulos até este momento, e assim é importante ter em mente que muitas coisas surgirão com essa mudança brusca. Mas o importante é não ceder nunca. Hoje estou no dia 28 de abstinência, e ainda sinto muitas coisas chatas, ainda tenho cefaléia tencional e às vezes ansiedade do nada, falta de ar e ainda há ânsia de vômito e irritabilidade. Sei que tudo isso é resultado pelo seguinte motivo, tenho 23 anos e minha saúde sempre foi boa, sem nada com que preocupar. Antes da parada com a PMO, tudo estava seguindo, faculdade, busca por emprego.


Bem, a verdade é essa, de fato, o e-book é muito importante, para que a gente saiba o que estará acontecendo e o porquê  de estar acontecendo. Não deixemos de seguir aquelas regras e não deixemos de nos cuidar até que tudo isso vá embora. Sei que é desesperador, sentir tudo isso e fingir que estar tudo bem não é fácil. Mas, sim, as coisas vão mudar, e ao longo do tempo, seguindo o processo direitinho, o cérebro vai se regenerar, se refazer de acordo com a naturalidade, e chegamos ao fim do Reboot. Neste momento, ainda não me sinto bem, mas tive muitas melhoras desde o começo, a pior fase de todas (mdsss... que coisa horrível).

Forças, meus queridos.

F. S. John falando.
Voltar ao Topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum