Diários - Vierkenes

+37
goth_angel_sinner
KKá
Spartacuz
Charada019
Yusuke Urammeshi
Thomas Shelby 22
Diácono Lucas
5&4
@_Luan
Marcos081
Lemão
JovemRenascido
Vencedor disciplinado
Druidzin
Gardenzio
Neo11
Marverick
Zaheer
freedom.ever
Tiago M
Rottweiler
DarthVaderMax99
Eddie Red Pill
Caio_o
Samir
chopin
Drew
o2Lázaro
Aba Anônima
Dead
PILGRIM
Origami
VanGogh
Justiceiro do Sertão
Mike
Logos
vierkenes
41 participantes
Ir para baixo
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

28/6/2022, 19:31
Recomeçando.

Me masturbei muitas e muitas vezes ontem....

Também me envolvi em uma situação muito sombria. Me fez mal, mas ao mesmo tempo, serviu pra abrir meus olhos. Sei lá, sai da situação com uma vontade de mudar de vida, de que aquilo não valia a pena. Eu estava do lado de gente da pior espécie...e eu sequer sou um deles.

Meu estado é grave. Na verdade, eu me encontro desesperado. (muita pornografia faz isso.....nos deixa sombrios e desesperados). Mas já entendi o que preciso fazer.

1 - alterar o mindset. Me dedicar um tempo por dia até pra orar, sei lá. kkkkk. Pensamentos malignos e cruéis se tornaram normal pra mim. Não estou aqui falando de Deus, nem de religião, nem nada do tipo, mas ficar repetindo pensamentos bons parece ser um remédio eficaz pra mandar embora essas sombras!

2 - Superar a autolamentação. É, pois é, eu ficar repetindo pra mim mesmo que sou uma pessoa doente não vai adiantar nada. Hora de parar de pensar na doença e na miséria. De um certo modo, eu fiquei preso na auto lamentação. Mas não adianta. Preciso mudar o foco. Da doença para a saúde. Evidentemente, não posso esperar um alto grau de vitalidade e felicidade. Mas uma simples corrida, por exemplo, já melhora bastante coisa! Porque ficar pensando na doença, se posso ir correr e me sentir melhor do que antes?

3 - TOMAR PEQUENAS DECISÕES. É simples. Tem que entender a simplicidade disso. Muitos problemas que se tornam sérios e graves, ocorrem pela falta da tomada de PEQUENAS DECISÕES....

4 - Bloquear urgente o computador.

5 - Seguir no reboot, pois eu tenho 100% de certeza de que nunca vou me sentir bem se continuar consumindo pornografia. Lá se vão quase 7 meses só recaindo. 7 meses de profundo mal estar, essa é a verdade.

6 - Recuperar minha vontade de viver. Ela estava se esvaindo. Se eu fizer a coisa certa, ela pode retornar.

Eu estou cansado de lutar contra os mesmos problemas. Mas o cansaço não adianta, sabem? O fato é que eu estou simplesmente fazendo a coisa errada. Sim, eu estou errando! Sem dúvidas! Espero reconhecer mais e mais meus erros.

Nossas dores e mazelas são um indício de nossa alma de que algo está errado dentro de nós......

Se corrigirmos nossa conduta, as dores tendem a desaparecer.....

Errar por 16 anos seguidos ou mais acaba desgastando bastante. Mas o fato é que a lição não foi aprendida. Se tivesse sido aprendida, eu não estaria me sentindo mal, nem estaria recaindo em porn novamente.

Me deu uma vontade de parar de fumar. Eu fumo tanto que me sinto constantemente sufocado por dentro. E de parar de beber também. Eu estou me sentindo intoxicado e envenenado.

O negócio é erradicar de vez a auto lamentação. Percebo que esse tem sido um dos pontos de maior desvio energético meu....

E cultivar pensamentos bons. Minha mente tá tomada pelo mal. Tenho certeza de que orações vão me ajudar  muito nesse momento.

Minha situação está tão caótica que eu mal sei o que fazer. Tão bagunçado, que eu fico perdido só de olhar pra dentro de mim mesmo. Eu me perdi de mim mesmo, sem dúvidas. Mas isso é temporário.

Todos os tesouros estarão sempre dentro de nós. São coisas que não se perdem.

Amanhã pretendo fazer uma caminhada longa - 3, 4 horas. Ou então em matricular na academia. Ambos são coisas urgentes. Preciso de musculação, não é nem pra ontem, mas pra 15 anos atrás.

Muita água ainda vai rolar, e acho perfeitamente possível ficar mais calmo em relação ao rumo das coisas. Estou tentando me acalmar, sabem.

Eu sinceramente, queria nesse momento, me casar comigo mesmo......

Fazer uma boa comida pra mim, arrumar a casa inteira, até perfumar tudo, flores, roupas bem limpas...exatamente como talvez eu fizesse caso me apaixonasse por uma mulher.

Não tenho mulher nenhuma pra trocar afeto e prazer. Meu estado interno ainda não permite que eu tenha esse tipo de experiência. Mas acredito que se eu fizer o que falei acima, se eu MUDAR COMIGO MESMO, MUDAR POR DENTRO, MUDAR MEU INTERIOR,, acredito que as consequências externas vão necessariamente se seguir....

Quando as coisas mudam pra gente, na verdade, fomos nós mesmos que mudamos.......

Resumindo a situação, eu percebo que estou espiritualmente À DERIVA. Parece que desisti de tentar controlar meu barco. Isso fez com que ele chegasse em lugares absolutamente indesejáveis. Isso pra não falar do risco de vida. Esse negócio de não ter um rumo e ir parar em qualquer lugar pode nos colocar em situações de alto risco.....

O fato deu ter desistido de dirigir o barco não fez ele desaparecer, nem outra pessoa dirigir por mim. O máximo que aconteceu foi ventos alheios me levarem pra lá e para cá...pra lugares que eu nunca iria por livre e espontânea vontade, se estivesse no leme.

O barco continua sendo meu.....

Se eu bater em alguém e afundar outros, eu vou ser responsabilizado. Não tem como eu alegar "ah, eu desisti da direção, bateu em outro, problema seu". Não é assim que as coisas funcionam.

Meu barco precisa de uma reforma, meus amigos. Profunda. Mas dá pra começar pelo simples. Um barco limpo é naturalmente mais harmonioso, especialmente quando se vive dentro dele.

Fiquem bem.

Excelente reboot para todos.

_______________________________________

Kaneki, Rottweiler e Liszt gostam desta mensagem

Rottweiler
Rottweiler
Mensagens : 1284
Data de inscrição : 22/07/2019
Idade : 30

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

28/6/2022, 20:24
Blz vierkenes, tem algo na sua história que me prende. Sua escrita é muito sincera e profunda. Já tem um tempo que te acompanho. Não sou nenhum exemplo por aqui no fórum e aprendi que cada um tem suas dores. E são essas dores que nos derruba. E não adianta entrar na mata e passar dois dias em off ou bloquear o pc. As dores continuam dentro de vc, onde você for. E quem sou eu pra falar em dor... O que você externa aqui, tem muita história.
Mas se eu poder deixar um conselho básico. Aquele clichê básico... deixa de consumir essas drogas. O Álcool, cigarro, maconha e tal... Arrume seu quarto, casa, durma, tome banho, alimente-se, trabalhe. Se afaste dessas pessoas ruins que você diz. Sei que parece redundante como dizer a um depressivo, seja feliz. Mas cara, só você pode fazer isso. Só você pode lutar essa batalha. Faça de pouco em pouco. Não mude tudo drasticamente, 8 ou 800, mas aos poucos e todo dia.

Força, desculpa por qualquer coisa.
Abraço.

_______________________________________
Um Rottweiler nunca desiste...



01 02 03 04 05 06 07
08 09 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 32 33 34 35
36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49
50 51 52 53 54 55 56
57 58 59 60 61 62 63
64 65 66 67 68 69 70
71 72 73 74 75 76 77
78 79 80 81 82 83 84
85 86 87 88 89 90 91
avatar
Liszt
Mensagens : 46
Data de inscrição : 24/06/2022

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

28/6/2022, 21:02
Baita reflexão, Vierkenes!
Estarei te acompanhando, quero muito ver as coisas mudando pro seu lado cara, na real mesmo.

_______________________________________


avatar
Convidado
Convidado

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

29/6/2022, 22:27
vierkenes escreveu:Recomeçando.

Me masturbei muitas e muitas vezes ontem....

Também me envolvi em uma situação muito sombria. Me fez mal, mas ao mesmo tempo, serviu pra abrir meus olhos. Sei lá, sai da situação com uma vontade de mudar de vida, de que aquilo não valia a pena. Eu estava do lado de gente da pior espécie...e eu sequer sou um deles.

Meu estado é grave. Na verdade, eu me encontro desesperado. (muita pornografia faz isso.....nos deixa sombrios e desesperados). Mas já entendi o que preciso fazer.

1 - alterar o mindset. Me dedicar um tempo por dia até pra orar, sei lá. kkkkk. Pensamentos malignos e cruéis se tornaram normal pra mim. Não estou aqui falando de Deus, nem de religião, nem nada do tipo, mas ficar repetindo pensamentos bons parece ser um remédio eficaz pra mandar embora essas sombras!

2 - Superar a autolamentação. É, pois é, eu ficar repetindo pra mim mesmo que sou uma pessoa doente não vai adiantar nada. Hora de parar de pensar na doença e na miséria. De um certo modo, eu fiquei preso na auto lamentação. Mas não adianta. Preciso mudar o foco. Da doença para a saúde. Evidentemente, não posso esperar um alto grau de vitalidade e felicidade. Mas uma simples corrida, por exemplo, já melhora bastante coisa! Porque ficar pensando na doença, se posso ir correr e me sentir melhor do que antes?

3 - TOMAR PEQUENAS DECISÕES. É simples. Tem que entender a simplicidade disso. Muitos problemas que se tornam sérios e graves, ocorrem pela falta da tomada de PEQUENAS DECISÕES....

4 - Bloquear urgente o computador.

5 - Seguir no reboot, pois eu tenho 100% de certeza de que nunca vou me sentir bem se continuar consumindo pornografia. Lá se vão quase 7 meses só recaindo. 7 meses de profundo mal estar, essa é a verdade.

6 - Recuperar minha vontade de viver. Ela estava se esvaindo. Se eu fizer a coisa certa, ela pode retornar.

Eu estou cansado de lutar contra os mesmos problemas. Mas o cansaço não adianta, sabem? O fato é que eu estou simplesmente fazendo a coisa errada. Sim, eu estou errando! Sem dúvidas! Espero reconhecer mais e mais meus erros.

Nossas dores e mazelas são um indício de nossa alma de que algo está errado dentro de nós......

Se corrigirmos nossa conduta, as dores tendem a desaparecer.....

Errar por 16 anos seguidos ou mais acaba desgastando bastante. Mas o fato é que a lição não foi aprendida. Se tivesse sido aprendida, eu não estaria me sentindo mal, nem estaria recaindo em porn novamente.

Me deu uma vontade de parar de fumar. Eu fumo tanto que me sinto constantemente sufocado por dentro. E de parar de beber também. Eu estou me sentindo intoxicado e envenenado.

O negócio é erradicar de vez a auto lamentação. Percebo que esse tem sido um dos pontos de maior desvio energético meu....

E cultivar pensamentos bons. Minha mente tá tomada pelo mal. Tenho certeza de que orações vão me ajudar  muito nesse momento.

Minha situação está tão caótica que eu mal sei o que fazer. Tão bagunçado, que eu fico perdido só de olhar pra dentro de mim mesmo. Eu me perdi de mim mesmo, sem dúvidas. Mas isso é temporário.

Todos os tesouros estarão sempre dentro de nós. São coisas que não se perdem.

Amanhã pretendo fazer uma caminhada longa - 3, 4 horas. Ou então em matricular na academia. Ambos são coisas urgentes. Preciso de musculação, não é nem pra ontem, mas pra 15 anos atrás.

Muita água ainda vai rolar, e acho perfeitamente possível ficar mais calmo em relação ao rumo das coisas. Estou tentando me acalmar, sabem.

Eu sinceramente, queria nesse momento, me casar comigo mesmo......

Fazer uma boa comida pra mim, arrumar a casa inteira, até perfumar tudo, flores, roupas bem limpas...exatamente como talvez eu fizesse caso me apaixonasse por uma mulher.

Não tenho mulher nenhuma pra trocar afeto e prazer. Meu estado interno ainda não permite que eu tenha esse tipo de experiência. Mas acredito que se eu fizer o que falei acima, se eu MUDAR COMIGO MESMO, MUDAR POR DENTRO, MUDAR MEU INTERIOR,, acredito que as consequências externas vão necessariamente se seguir....

Quando as coisas mudam pra gente, na verdade, fomos nós mesmos que mudamos.......

Resumindo a situação, eu percebo que estou espiritualmente À DERIVA. Parece que desisti de tentar controlar meu barco. Isso fez com que ele chegasse em lugares absolutamente indesejáveis. Isso pra não falar do risco de vida. Esse negócio de não ter um rumo e ir parar em qualquer lugar pode nos colocar em situações de alto risco.....

O fato deu ter desistido de dirigir o barco não fez ele desaparecer, nem outra pessoa dirigir por mim. O máximo que aconteceu foi ventos alheios me levarem pra lá e para cá...pra lugares que eu nunca iria por livre e espontânea vontade, se estivesse no leme.

O barco continua sendo meu.....

Se eu bater em alguém e afundar outros, eu vou ser responsabilizado. Não tem como eu alegar "ah, eu desisti da direção, bateu em outro, problema seu". Não é assim que as coisas funcionam.

Meu barco precisa de uma reforma, meus amigos. Profunda. Mas dá pra começar pelo simples. Um barco limpo é naturalmente mais harmonioso, especialmente quando se vive dentro dele.

Fiquem bem.

Excelente reboot para todos.


Fala irmão, faz parte a queda

Recomece!!!

Aplicando tudo que foi falado acima, por mim e pelos amigos, que realmente querem o seu bem...

Eu espero de verdade nunca mais ler esse tipo de coisa em seu diário:

"No meu atual estado, eu acho que seria capaz de mendigar só pra usar drogas. Eu dormiria na rua numa boa. Claro, o frio é muito foda. Pelo menos tem gente que distribui cobertores por aí. Sem cobertor, dá pra morrer de frio. Com um um cobertor que barrasse o frio, eu dormiria na rua, comeria qualquer pedaço de pão velho e iria atrás de drogas. Drogas tiram a fome.

Eu tô doente pra caralho, essa é a verdade. Minha impressão é que minha saúde mental foi pra escanteio. Pro beleléu, faz tempo. Fisicamente não tenho nada. Conversando comigo, ninguém percebe nada. Mas qualquer um que visse como está meu quarto, tomaria um susto."


Sobre a minha falar ser simples, que vc disse acima e eu ainda não respondi: A comunicação ou nível de profundidade da fala sempre varia de acordo com nível de entendimento do interlocutor.

No momento, eu ainda acho que deveria procurar ajuda e parar de subestimar o apoio psicológico, como disse, o problema com drogas é mais sério do que parece. A não ser que ser um nóia e dormir na rua p/ se drogar seja normal para você. Não me parece ser o seu caso.

Para o cérebro, esses "dopamine hits" são valiosos, por isso precisa trocar por atividades menos intensas porém mais saudáveis, como esportes, ganhar dinheiro, construir uma carreira ou qualquer trabalho. Enfim, você já entendeu.

Do mais, espero que esteja se cuidando.

Conte conosco no seu processo.

Abraços.
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

1/7/2022, 04:24
Poxa Rott, vou encarar o que você escreveu como um grande elogio.

Sobre o lance de drogas, eu poderia falar mais aqui. Não é meu papel convencer ninguém de nada. Na verdade, eu conclui que eu não preciso fazer isso, e talvez até fuja um pouco da função do fórum. É bom evitar polêmicas. E respeitar as conclusões que cada um chegou na vida. (porque cada um chega a conclusões diferentes sobre como proceder e viver sua vida). Mas vou falar um detalhe aqui que eu acho importante. Acho útil até pra entender sobre o vício em pornografia.

A abordagem atual da dependência química se baseia em 3 fatores.

1 - A substância. Qual é a substância? Existem muitos tipos de drogas diferentes. As pessoas falam "drogas" como se fosse tudo uma coisa só, mas não é assim. Cada uma tem sua especificidade.

2 - O meio ambiente. Não é difícil entender que ser alcoólatra tendo dinheiro, casa e família é completamente diferente de ser alcoólatra e ser um morador de rua, sem nenhum familiar. Os dois são alcoólatras, mas o contexto é radicalmente diferente. E o contexto conta MUITO.

3 - O individuo. Essa é certamente a parte mais complexa. É algo multifatorial. Abordar de um único ponto de vista não é o suficiente, ou pode apresentar uma visão muito limitada. Existem os fatores biológicos, mas existem também os psicológicos e internos. Certamente, nem todos podem ser mesurados e medidos.

Sabemos que há indivíduos que não podem tomar um copo de cerveja. Eles surtam. Ou então bebem um copo e não conseguem mais parar de beber. Ou podem ficar violentos. Eu mesmo não possuo nenhuma dessas reações ao álcool. O que não significa que eu não tenha problemas. Tenho apenas problemas de outro tipo. A substância e o contexto podem ser semelhantes, mas a reação de uma pessoa pra outra pode ser completamente diferente. Cada organismo vai reagir de um modo diferente.

Bom, essa é abordagem utilizada atualmente para se pensar a dependência química. O chamado "tripé". Os três fatores são levados em consideração, de um modo conjunto. Considerar apenas um deles é não atentar para o fato de que se trata de um fenômeno complexo e multifatorial.

Eu sou contra a abordagem moral. Eu sou a favor da informação, não do moralismo. Explicar pra uma pessoa os efeitos de tais e tais substâncias, os possíveis prós e contras, os problemas que podem vir disso, e até o potencial de vício, isso é uma coisa. Se for informação bem embasada, ótimo! Mas abordagem moral, eu tô totalmente fora. Acho um desserviço e um desfavor. Na minha experiência de vida, essa abordagem moral só piorou muito a minha situação.

Por fim, lembrar que as pessoas tem as suas escolhas. Nem todas são saudáveis. Cada uma que sabe o porque está fazendo aquilo, não o outro. Se eu fosse ficar apontando o que as pessoas fazem que não é saudável, imaginem como seria. Seria realmente muito chato. Esse ponto aqui é muito importante. As pessoas são livres, e se elas realmente quiserem algo, elas vão fazer. As vezes temos que experimentar as coisas por conta própria, pra entender como funciona.

Espero que me perdoem falar tanto desse tema. É um assunto que me interessa. E acho que tem sim, alguma relevância pra esse fórum.

No mais, seus conselhos são bons. É o básico. Parando pra pensar, eu tenho vivido sem esse básico. Isso pra mim não é nenhuma surpresa. Não é por acaso, e existe toda uma história de vida por trás disso. Eu acredito que as coisas tem uma "genealogia". Não acredito em acaso.

Sem dúvidas, só eu posso mudar isso. Ninguém mais. É o lance da metáfora do barco. Cada um tem o seu pra conduzir do jeito que achar melhor. Pretendo falar mais sobre isso, adiante.

Grato pela contribuição!

Liszt: gratidão! Cara, você não tem noção do quanto seu post me esclareceu. Uma das coisas mais legais que já li por aqui. Pra mim é quase uma chave, sei lá. Quase, hehe.

Blackskull

Grato pelo retorno!!!

Eu acho que você levou minhas palavras excessivamente ao pé da letra. Foram, de certo modo, uma força de expressão.

Minhas palavras evidentemente expressam um grau alto de sofrimento. Claro. Por isso você ficou tão sensibilizado. É compreensível.

Essas palavras não deixam de ter um pouco de verdade. Mesmo sendo uma força de expressão.

Eu já dormi na rua várias vezes, quando adolescente. E não foi por estar usando drogas.

Também acredito que estou doente. Principalmente no aspecto emocional/psicológico.

Hoje eu tive que ir num psiquiatra pra pegar um atestado.

Me fez várias perguntas.

Não uso nenhum remédio. Não tenho histórico de surto. Não tenho nenhum tipo de quadro clínico. Etc.

Ele atestou que minha condição mental é boa. Lógico. Em termos cognitivos e aparentes, eu não tenho realmente NENHUM problema. É aquele lance que eu falei. Conversando comigo e me conhecendo, ninguém vai dizer que eu sou uma pessoa doente.

Mas EU sei como eu tenho vivido a minha vida. E sei também o que se passa dentro de mim. Só eu sei o que estou fazendo no meu quarto. Não existe ninguém no mundo que saiba o que eu estou pensando quando estou no meu quarto. Quem conhece os detalhes da minha história? E mesmo que conhecesse, quem vai saber como eu senti e interpretei as coisas?

Ser humano é isso, Black. Bastante complexo e multifacetado. Eu diria que somos praticamente infinitos.

Eu estou indo pra uma psicóloga, no sus. 1 vez por semana.

Não estou fumando crack não, kkk, nem usando cocaína. Fique tranquilo.

Mas minha situação realmente não está legal.

"esportes, ganhar dinheiro, construir uma carreira ou qualquer trabalho"

Perfeito, é isso. Bem simples, como a fala do Rott. Realmente excelente. Mas tem um problema.

Eu não estou conseguindo ser eu mesmo. Não sei se você vai compreender isso, mas acho que esse tem sido o meu principal problema.

O trauma dirige a minha vida, de um certo modo.

Eu ainda sou o que os outros disseram pra mim que eu deveria ser. Eu sequer consigo beijar uma mulher na boca - algo simples, natural e banal - ou trabalhar com o que eu realmente quero. Fora mil outras consequências do trauma - porque são VÁRIOS OUTROS. Eu foco nesses porque são os que mais me ferem, mas sou afetado de vários outros modos. Minha mente ficou presa no trauma. Acho que resumindo, é isso que ocorre comigo. De modo que o tempo está passando, e está ficando cada vez mais insuportável permanecer com uma parte do inconsciente literalmente "presa" a acontecimentos da minha infância. Infelizmente, meu caro, minha vida se encontra bloqueada de vários modos, em várias áreas. Do sexual ao familiar. Do afetivo ao social. Da auto estima. Do trabalho. Tudo isso se encontra fortemente afetado por um trauma.

Isso me causa uma dor tão insuportável, que eu recorro a "drogas" (álcool e maconha) pra seguir. Ajuda? Provavelmente não. Piora? Provavelmente sim. Mas são os principais problemas? Acredito que não.

Meu principal problema é um lugar mental. Não é, nem nunca foi uma substância. Antes deu usar qualquer tipo de "droga", eu já me sentia mal a um nível muito, muito profundo mesmo.

Parece que eu ainda não me inspirei o suficiente na força de alguns exemplos que temos por aí.

Sabem, eu sou contra comparações. Não acho que dá pra comparar duas experiências de vida, pois cada pessoa tem um caminho muito próprio, e uma constituição muito própria. Se eu faço isso (comparações) é meramente por mal hábito e vício, mas eu não acredito realmente nisso. Porém, acho que dá pra se inspirar um pouco em algumas histórias.

Aqui mesmo no fórum temos grandes exemplos de superação. Talvez eu precise ler mais essas histórias.

Eu pretendo fazer outro post, utilizando a metáfora do barco. Ela é muito boa, e dá pra fazer várias analogias com ela.

Sigo sem fissuras. Se manter longe do porn é totalmente essencial nesse momento.

Tive dias ocupados. Ainda não me matriculei na academia.

Tenho um treinamento pro concurso que eu passei, nesse mês.....

Preciso me manter bem, pra conseguir trabalhar....

E trabalhar, vai melhorar meu estado, com certeza absoluta.

Eu sinto como se estivesse numa zona de limite da minha vida. A situação parece estar ficando insuportável e insustentável, sabem?

Isso doí MUITO, e pode gerar diversos problemas, mas no fundo, também pode ser positivo.

Isso força a mudança, amigos...

A mudança virá. Tenham certeza disso. Pode ser pelo amor. Ou pode ser também pela dor. Se é pelo amor ou pela dor, não interessa tanto. O importante é mudar.

O objetivo da vida não é o prazer ou a dor. É o crescimento e o desenvolvimento. Tudo coopera para esse objetivo. Mesmo que sejam coisas desagradáveis para nós.

Quem dera eu tivesse maturidade pra entender essas coisas muito a fundo. Enquanto não tenho, vou meditando nelas, afim de compreender melhor.

Desejo um excelente reboot para todos.

_______________________________________

Liszt gosta desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3466
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

1/7/2022, 19:59
vierkenes escreveu:Recomeçando.

Me masturbei muitas e muitas vezes ontem....

Também me envolvi em uma situação muito sombria. Me fez mal, mas ao mesmo tempo, serviu pra abrir meus olhos. Sei lá, sai da situação com uma vontade de mudar de vida, de que aquilo não valia a pena. Eu estava do lado de gente da pior espécie...e eu sequer sou um deles.

Meu estado é grave. Na verdade, eu me encontro desesperado. (muita pornografia faz isso.....nos deixa sombrios e desesperados). Mas já entendi o que preciso fazer.

1 - alterar o mindset. Me dedicar um tempo por dia até pra orar, sei lá. kkkkk. Pensamentos malignos e cruéis se tornaram normal pra mim. Não estou aqui falando de Deus, nem de religião, nem nada do tipo, mas ficar repetindo pensamentos bons parece ser um remédio eficaz pra mandar embora essas sombras!

2 - Superar a autolamentação. É, pois é, eu ficar repetindo pra mim mesmo que sou uma pessoa doente não vai adiantar nada. Hora de parar de pensar na doença e na miséria. De um certo modo, eu fiquei preso na auto lamentação. Mas não adianta. Preciso mudar o foco. Da doença para a saúde. Evidentemente, não posso esperar um alto grau de vitalidade e felicidade. Mas uma simples corrida, por exemplo, já melhora bastante coisa! Porque ficar pensando na doença, se posso ir correr e me sentir melhor do que antes?

3 - TOMAR PEQUENAS DECISÕES. É simples. Tem que entender a simplicidade disso. Muitos problemas que se tornam sérios e graves, ocorrem pela falta da tomada de PEQUENAS DECISÕES....

4 - Bloquear urgente o computador.

5 - Seguir no reboot, pois eu tenho 100% de certeza de que nunca vou me sentir bem se continuar consumindo pornografia. Lá se vão quase 7 meses só recaindo. 7 meses de profundo mal estar, essa é a verdade.

6 - Recuperar minha vontade de viver. Ela estava se esvaindo. Se eu fizer a coisa certa, ela pode retornar.

Eu estou cansado de lutar contra os mesmos problemas. Mas o cansaço não adianta, sabem? O fato é que eu estou simplesmente fazendo a coisa errada. Sim, eu estou errando! Sem dúvidas! Espero reconhecer mais e mais meus erros.

Nossas dores e mazelas são um indício de nossa alma de que algo está errado dentro de nós......

Se corrigirmos nossa conduta, as dores tendem a desaparecer.....

Errar por 16 anos seguidos ou mais acaba desgastando bastante. Mas o fato é que a lição não foi aprendida. Se tivesse sido aprendida, eu não estaria me sentindo mal, nem estaria recaindo em porn novamente.

Me deu uma vontade de parar de fumar. Eu fumo tanto que me sinto constantemente sufocado por dentro. E de parar de beber também. Eu estou me sentindo intoxicado e envenenado.

O negócio é erradicar de vez a auto lamentação. Percebo que esse tem sido um dos pontos de maior desvio energético meu....

E cultivar pensamentos bons. Minha mente tá tomada pelo mal. Tenho certeza de que orações vão me ajudar  muito nesse momento.

Minha situação está tão caótica que eu mal sei o que fazer. Tão bagunçado, que eu fico perdido só de olhar pra dentro de mim mesmo. Eu me perdi de mim mesmo, sem dúvidas. Mas isso é temporário.

Todos os tesouros estarão sempre dentro de nós. São coisas que não se perdem.

Amanhã pretendo fazer uma caminhada longa - 3, 4 horas. Ou então em matricular na academia. Ambos são coisas urgentes. Preciso de musculação, não é nem pra ontem, mas pra 15 anos atrás.

Muita água ainda vai rolar, e acho perfeitamente possível ficar mais calmo em relação ao rumo das coisas. Estou tentando me acalmar, sabem.

Eu sinceramente, queria nesse momento, me casar comigo mesmo......

Fazer uma boa comida pra mim, arrumar a casa inteira, até perfumar tudo, flores, roupas bem limpas...exatamente como talvez eu fizesse caso me apaixonasse por uma mulher.

Não tenho mulher nenhuma pra trocar afeto e prazer. Meu estado interno ainda não permite que eu tenha esse tipo de experiência. Mas acredito que se eu fizer o que falei acima, se eu MUDAR COMIGO MESMO, MUDAR POR DENTRO, MUDAR MEU INTERIOR,, acredito que as consequências externas vão necessariamente se seguir....

Quando as coisas mudam pra gente, na verdade, fomos nós mesmos que mudamos.......

Resumindo a situação, eu percebo que estou espiritualmente À DERIVA. Parece que desisti de tentar controlar meu barco. Isso fez com que ele chegasse em lugares absolutamente indesejáveis. Isso pra não falar do risco de vida. Esse negócio de não ter um rumo e ir parar em qualquer lugar pode nos colocar em situações de alto risco.....

O fato deu ter desistido de dirigir o barco não fez ele desaparecer, nem outra pessoa dirigir por mim. O máximo que aconteceu foi ventos alheios me levarem pra lá e para cá...pra lugares que eu nunca iria por livre e espontânea vontade, se estivesse no leme.

O barco continua sendo meu.....

Se eu bater em alguém e afundar outros, eu vou ser responsabilizado. Não tem como eu alegar "ah, eu desisti da direção, bateu em outro, problema seu". Não é assim que as coisas funcionam.

Meu barco precisa de uma reforma, meus amigos. Profunda. Mas dá pra começar pelo simples. Um barco limpo é naturalmente mais harmonioso, especialmente quando se vive dentro dele.

Fiquem bem.

Excelente reboot para todos.
Olá amigo, desculpa por ser bem ausente aqui. Quando temos vários desses "vícios" destrutivos é algo que vai nos corrompendo cada vez mais por dentro amigo, tente colocar algumas metas para diariamente acabar com cada um deles, pois uma coisa puxa a outra sabe? Bora pra frente, espero que continue focado pra continuar nessa jornada, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 150 DIAS // SEM M.O.: 2 DIAS - 19/08 (sexta)

Meus Links:
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

2/7/2022, 09:46
Você está correto, Kaneki. É exatamente isso.

Esse negócio de uma coisa puxa a outra é muito mais verdade do que a gente sequer possa imaginar....

E uma meta diária, buscando acabar com os vícios. Perfeito.

Obrigado pelas palavras relevantes, Kaneki!

Mais um post.

Sinto que estou melhorando aos poucos. Quero muito engatar o reboot dessa vez, passar dos 12 dias e seguir adiante.

Estou entendendo que preciso de coisas muito simples. De pequenas decisões.

Ontem eu dei uma vacilada. Acabei recaindo em sexting. Não vou resetar dessa vez, pois acredito que consigo não vacilar mais e seguir. Porém, quem sabe não reseto da próxima, pois isso alimenta o desejo-sem-fim (como um poço sem fundo mesmo), que é o vício em P.

Eu quero seguir em hard mode, inclusive.

Sabem, meditei ontem, e embora tenha sentido uma resistência muito grande - algo como uma falta de vontade, uma preguiça espiritual - eu consegui pensar em algumas coisas.

A coisa que eu mais preciso, meus amigos, é amor próprio.

Tomar banho de manhã, comer algo, escovar os dentes e deixar as coisas limpas, é disso que eu preciso. Vejam que são coisas realmente simples.

Por isso eu disse antes que eu queria me casar comigo mesmo. Fazer a minha comida. Me dar banho. Tratar a mim mesmo como eu trataria uma amante por quem eu estivesse apaixonado.

Isso inclui a capacidade de ficar sozinho e se sentir bem. Sem estar chapado. Sem estar na frente do computador. Em um lugar limpo. Bem alimentado.

Hoje eu consegui fazer meu exercício de escrita matinal. Já falei desse exercício no meu diário. Ele é EXTREMAMENTE poderoso. Mexe na mente de um jeito incrível, mas só quando feito ao longo do tempo. Fazer isso todos os dias significa decolar nos processos. Uma vez consegui fazer isso por 30 dias seguidos, e estava disparando, realmente, meus amigos. Fui longe com esse exercício.

Meu cérebro ainda está meio zoado. Mas educação é isso. Se eu ainda não aprendi algumas lições, o que me resta é repetir elas. Tentando controlar os sentimentos, no sentido de não ficar revoltado, irritado, por ainda estar nesse estágio.....

A educação é a base da vida, amigos. Viver e aprender. Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a viver. O mundo é sem dúvidas um tipo de escola. Não existe para o nosso prazer, mas pra nossa educação. Acho que esse modo de pensar é saudável e benéfico.

Ver a si mesmo como se é, é algo maravilhoso. Nem melhor. Nem pior. Mas isso é algo raro, pois raramente entramos em contato com a gente mesmo a esse nível tão profundo. Quando chegamos nesse nível de verdade, ficamos tranquilos em relação ao ponto em que estamos. Sem culpas por ter errado, nem nada do tipo. Cada coisa tem mesmo o seu tempo. Agora eu estou nesse estágio. Vamos ensinar mais às nossas células (pois os comportamentos são isso, são o modo de agir das células de nosso corpo).

Embora tenha vacilado ontem, e alimentado o vício, eu quero é voltar aos poucos a controlar a minha vida.

Eu estava realmente perdido (o que realmente cabe chamar de deriva espiritual)....mas to começando a entender que malhando um pouco, eu posso me encontrar de novo.

Percebi que posso fazer movimentos de calistenia soltos, se eu não fizer o treino completo de vez. Por exemplo, se eu não conseguir treinar 50 minutos seguidamente, posso ir fazendo alguns movimentos ao longo do dia. Vou agora e faço, por exemplo, 15 flexões e só. Vai ter um efeito sobre mim. Vai atuar. Vai funcionar. Consigo fazer isso em 1, 2 minutos, sei lá.

Vejam bem, eu ainda estou muito zoado. Estou só no início do processo de retomada.

Eu quero amar a mim mesmo. Resumindo o post, e o sentimento que há em mim nesse momento, tudo se reduz a isso. Eu preciso disso como de oxigênio. Pra voltar a viver em paz e me sentir bem. Pra ter uma vida normal (trabalhar, socializar, namorar, sentir satisfação em estar vivo). Consequentemente, largar a pornografia. Essa é a chave e a cura que eu preciso.

Excelente reboot para todos.

_______________________________________

Liszt gosta desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3466
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

3/7/2022, 09:55
vierkenes escreveu:Você está correto, Kaneki. É exatamente isso.

Esse negócio de uma coisa puxa a outra é muito mais verdade do que a gente sequer possa imaginar....

E uma meta diária, buscando acabar com os vícios. Perfeito.

Obrigado pelas palavras relevantes, Kaneki!

Mais um post.

Sinto que estou melhorando aos poucos. Quero muito engatar o reboot dessa vez, passar dos 12 dias e seguir adiante.

Estou entendendo que preciso de coisas muito simples. De pequenas decisões.

Ontem eu dei uma vacilada. Acabei recaindo em sexting. Não vou resetar dessa vez, pois acredito que consigo não vacilar mais e seguir. Porém, quem sabe não reseto da próxima, pois isso alimenta o desejo-sem-fim (como um poço sem fundo mesmo), que é o vício em P.

Eu quero seguir em hard mode, inclusive.

Sabem, meditei ontem, e embora tenha sentido uma resistência muito grande - algo como uma falta de vontade, uma preguiça espiritual - eu consegui pensar em algumas coisas.

A coisa que eu mais preciso, meus amigos, é amor próprio.

Tomar banho de manhã, comer algo, escovar os dentes e deixar as coisas limpas, é disso que eu preciso. Vejam que são coisas realmente simples.

Por isso eu disse antes que eu queria me casar comigo mesmo. Fazer a minha comida. Me dar banho. Tratar a mim mesmo como eu trataria uma amante por quem eu estivesse apaixonado.

Isso inclui a capacidade de ficar sozinho e se sentir bem. Sem estar chapado. Sem estar na frente do computador. Em um lugar limpo. Bem alimentado.

Hoje eu consegui fazer meu exercício de escrita matinal. Já falei desse exercício no meu diário. Ele é EXTREMAMENTE poderoso. Mexe na mente de um jeito incrível, mas só quando feito ao longo do tempo. Fazer isso todos os dias significa decolar nos processos. Uma vez consegui fazer isso por 30 dias seguidos, e estava disparando, realmente, meus amigos. Fui longe com esse exercício.

Meu cérebro ainda está meio zoado. Mas educação é isso. Se eu ainda não aprendi algumas lições, o que me resta é repetir elas. Tentando controlar os sentimentos, no sentido de não ficar revoltado, irritado, por ainda estar nesse estágio.....

A educação é a base da vida, amigos. Viver e aprender. Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a viver. O mundo é sem dúvidas um tipo de escola. Não existe para o nosso prazer, mas pra nossa educação. Acho que esse modo de pensar é saudável e benéfico.

Ver a si mesmo como se é, é algo maravilhoso. Nem melhor. Nem pior. Mas isso é algo raro, pois raramente entramos em contato com a gente mesmo a esse nível tão profundo. Quando chegamos nesse nível de verdade, ficamos tranquilos em relação ao ponto em que estamos. Sem culpas por ter errado, nem nada do tipo. Cada coisa tem mesmo o seu tempo. Agora eu estou nesse estágio. Vamos ensinar mais às nossas células (pois os comportamentos são isso, são o modo de agir das células de nosso corpo).

Embora tenha vacilado ontem, e alimentado o vício, eu quero é voltar aos poucos a controlar a minha vida.

Eu estava realmente perdido (o que realmente cabe chamar de deriva espiritual)....mas to começando a entender que malhando um pouco, eu posso me encontrar de novo.

Percebi que posso fazer movimentos de calistenia soltos, se eu não fizer o treino completo de vez. Por exemplo, se eu não conseguir treinar 50 minutos seguidamente, posso ir fazendo alguns movimentos ao longo do dia. Vou agora e faço, por exemplo, 15 flexões e só. Vai ter um efeito sobre mim. Vai atuar. Vai funcionar. Consigo fazer isso em 1, 2 minutos, sei lá.

Vejam bem, eu ainda estou muito zoado. Estou só no início do processo de retomada.

Eu quero amar a mim mesmo. Resumindo o post, e o sentimento que há em mim nesse momento, tudo se reduz a isso. Eu preciso disso como de oxigênio. Pra voltar a viver em paz e me sentir bem. Pra ter uma vida normal (trabalhar, socializar, namorar, sentir satisfação em estar vivo). Consequentemente, largar a pornografia. Essa é a chave e a cura que eu preciso.

Excelente reboot para todos.
Olá amigo, bora pra frente, feche todas as brechas e gatilhos para seguir em frente. Que bacana oq disse sobre a calistenia, eu estou cada vez mais empolgado em entender esse universo de treino e tals, Mas ainda sou bastante limitado devido os anos de sedentarismo, mas é algo que está sendo muito bom conhecer e começar praticar. Continue focado, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 150 DIAS // SEM M.O.: 2 DIAS - 19/08 (sexta)

Meus Links:
avatar
Liszt
Mensagens : 46
Data de inscrição : 24/06/2022

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

4/7/2022, 21:07
vierkenes escreveu:Você está correto, Kaneki. É exatamente isso.

Esse negócio de uma coisa puxa a outra é muito mais verdade do que a gente sequer possa imaginar....

E uma meta diária, buscando acabar com os vícios. Perfeito.

Obrigado pelas palavras relevantes, Kaneki!

Mais um post.

Sinto que estou melhorando aos poucos. Quero muito engatar o reboot dessa vez, passar dos 12 dias e seguir adiante.

Estou entendendo que preciso de coisas muito simples. De pequenas decisões.

Ontem eu dei uma vacilada. Acabei recaindo em sexting. Não vou resetar dessa vez, pois acredito que consigo não vacilar mais e seguir. Porém, quem sabe não reseto da próxima, pois isso alimenta o desejo-sem-fim (como um poço sem fundo mesmo), que é o vício em P.

Eu quero seguir em hard mode, inclusive.

Sabem, meditei ontem, e embora tenha sentido uma resistência muito grande - algo como uma falta de vontade, uma preguiça espiritual - eu consegui pensar em algumas coisas.

A coisa que eu mais preciso, meus amigos, é amor próprio.

Tomar banho de manhã, comer algo, escovar os dentes e deixar as coisas limpas, é disso que eu preciso. Vejam que são coisas realmente simples.

Por isso eu disse antes que eu queria me casar comigo mesmo. Fazer a minha comida. Me dar banho. Tratar a mim mesmo como eu trataria uma amante por quem eu estivesse apaixonado.

Isso inclui a capacidade de ficar sozinho e se sentir bem. Sem estar chapado. Sem estar na frente do computador. Em um lugar limpo. Bem alimentado.

Hoje eu consegui fazer meu exercício de escrita matinal. Já falei desse exercício no meu diário. Ele é EXTREMAMENTE poderoso. Mexe na mente de um jeito incrível, mas só quando feito ao longo do tempo. Fazer isso todos os dias significa decolar nos processos. Uma vez consegui fazer isso por 30 dias seguidos, e estava disparando, realmente, meus amigos. Fui longe com esse exercício.

Meu cérebro ainda está meio zoado. Mas educação é isso. Se eu ainda não aprendi algumas lições, o que me resta é repetir elas. Tentando controlar os sentimentos, no sentido de não ficar revoltado, irritado, por ainda estar nesse estágio.....

A educação é a base da vida, amigos. Viver e aprender. Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a viver. O mundo é sem dúvidas um tipo de escola. Não existe para o nosso prazer, mas pra nossa educação. Acho que esse modo de pensar é saudável e benéfico.

Ver a si mesmo como se é, é algo maravilhoso. Nem melhor. Nem pior. Mas isso é algo raro, pois raramente entramos em contato com a gente mesmo a esse nível tão profundo. Quando chegamos nesse nível de verdade, ficamos tranquilos em relação ao ponto em que estamos. Sem culpas por ter errado, nem nada do tipo. Cada coisa tem mesmo o seu tempo. Agora eu estou nesse estágio. Vamos ensinar mais às nossas células (pois os comportamentos são isso, são o modo de agir das células de nosso corpo).

Embora tenha vacilado ontem, e alimentado o vício, eu quero é voltar aos poucos a controlar a minha vida.

Eu estava realmente perdido (o que realmente cabe chamar de deriva espiritual)....mas to começando a entender que malhando um pouco, eu posso me encontrar de novo.

Percebi que posso fazer movimentos de calistenia soltos, se eu não fizer o treino completo de vez. Por exemplo, se eu não conseguir treinar 50 minutos seguidamente, posso ir fazendo alguns movimentos ao longo do dia. Vou agora e faço, por exemplo, 15 flexões e só. Vai ter um efeito sobre mim. Vai atuar. Vai funcionar. Consigo fazer isso em 1, 2 minutos, sei lá.

Vejam bem, eu ainda estou muito zoado. Estou só no início do processo de retomada.

Eu quero amar a mim mesmo. Resumindo o post, e o sentimento que há em mim nesse momento, tudo se reduz a isso. Eu preciso disso como de oxigênio. Pra voltar a viver em paz e me sentir bem. Pra ter uma vida normal (trabalhar, socializar, namorar, sentir satisfação em estar vivo). Consequentemente, largar a pornografia. Essa é a chave e a cura que eu preciso.

Excelente reboot para todos.

Pode parecer meio bobo para alguns quando você diz "Tomar banho de manhã, comer algo, escovar os dentes e deixar as coisas limpas, é disso que eu preciso. Vejam que são coisas realmente simples."
Mas eu entendo o quanto isso significa, pois muitas vezes tentei estabelecer uma rotina simples e tranquila, mas ainda sim conseguia falhar nesse quesito. Não que isso esteja acontecendo atualmente, mas já aconteceu muito, e muitas vezes me via pensando da mesma forma que você.
Torço para que você consiga.

_______________________________________


vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

6/7/2022, 00:10
Bom, não tenho novidades, infelizmente. Continuo no início da tentativa. Já se vão uns 7 meses desperdiçando a minha vida....

Gostaria de agradecer ao companheiro Blackskull, pois seus comentários, de algum modo, ajudaram a abrir a minha mente pra algumas coisas.

Venho fazer um relato da minha loucura. Não psíquica - não sou esquizofrênico,  nem nada do tipo. É outro tipo de loucura.

Primeiramente, entendi que preciso urgentemente parar de usar drogas de modo geral. A coisa descambou. Eu virei um alcoólatra, de certo modo.

Sabem, eu convivo com dezenas de pessoas que bebem todos os dias. E o nível de doença delas varia. Algumas parecem estar perfeitamente bem, pra falar a verdade. Eu nem chego a dizer que cumprir as responsabilidades é o esperado - pois pessoas que trabalham corretamente podem estar a ponto de se matar em casa, sem ninguém saber. O que eu quero dizer é que a minha percepção "social", digamos assim, quanto ao alcoolismo não é das mais graves. Realmente, tem muita gente que bebe todos os dias. Nem todas estão morrendo, batendo o carro, surtadas, ou algo do tipo. Algumas parecem estar bem, inclusive.

Sem nenhum tipo de julgamento moral - pois sou contra, e acho que cada um é livre pra lidar com a sua dor do jeito que quiser - eu conclui que: preciso parar de beber.

Sim, parar de beber. Esse é o primeiro ponto. A coisa está me atrapalhando muito, e é a hora de dar um tempo.

O segundo ponto é que eu sou uma pessoa obviamente traumatizada.

Hoje eu estava no rio, e estava tudo lindo e maravilhoso.....do lado de fora de mim.

Dentro de mim, fantasias de vingança, contra pessoas que eu não vejo a uns 10 anos....

Pessoas me falaram certas coisas, e eu vejo que eu continuo naquele mesmo ponto....

É como se parte de mim tivesse ficado paralisada naquele momento, e continua paralisada até hoje.

Os danos disso são incalculáveis. A vida da pessoa pode ficar totalmente travada por isso. Em todos os níveis.

Não sou o único que sofreu esse tipo de coisa. Ao contrário.

O que todos recomendam? "Procure um psicólogo".  Essa é a formula padrão. E que não é ruim, afinal. É super razoável.

Eu já passei vários anos de minha vida sendo acompanhado.  Não de um modo continuado. Algo como, uns 2 anos na pré adolescência, depois uns 3 anos um pouco mais velho. Etc.

Estou muito longe de ser um entendido no assunto. Porém, como sou curioso e me interesso pela área, acaba que eu estudei uma série de coisas. Mas como eu disse, não sou especialista nem nada.

Estou me consultando 1 vez por semana. Na verdade, minha experiência me diz que existem situações que podem levar anos e mais anos pra se resolver. Não existe caminho, fórmula mágica, palavra mágica, nada disso. É comum ter pessoas que passam 5, 10 anos fazendo terapia. Os níveis de satisfação também variam.  Alguns largam, quando sentem que chegaram em um ponto razoável. Outros ficam dando voltas e mais voltas. O psicólogo tenta trazer clareza, mas o processo só vai ser efetivo quando a própria pessoa ver e aceitar a coisa. E isso não tem um tempo certo para acontecer. Pode ser 1 dia. Podem ser 10 anos. É impossível determinar o tempo que leva para se resolver um problema desse. Quem disser o contrário, tem grandes chances de estar mentindo. É totalmente diferente de um remédio que você toma. O remédio vai atingir o pico de concentração no sangue em 5 horas. Nesse momento, já vai estar atuando sobre todo seu corpo. Isso é possível de calcular e prever. Contudo, não existem remédios para desbloqueios psicológicos e resolução de traumas.

Muitas vezes vemos pessoas em enrascadas, ou situações ruins. Se for alguém que seja próximo a nós, podemos orientar. "Veja amigo, isso vai dar problema. É bem claro. Não vá. Essa pessoa só quer te prejudicar. Tem que cair fora dessa". Enfim, falamos esse tipo de coisa, quando a situação está indo pra um mal caminho. Afim de alertar. Tentar abrir os olhos.

Mas muitas vezes não adianta. A pessoa vai lá e quebra a cara. E ainda é capaz de cometer de novo o mesmo erro. Na verdade, ela pode passar anos e mais anos cometendo o mesmíssimo erro. Isso não é incomum. O próprio ato de consumir pornografia é um erro que cometemos ao longo dos anos, mesmo depois de descobrir o fórum.

Em resumo, se o tratamento de uma situação dessas consiste em terapia, então o negócio é continuar tentando viver e superar isso tudo. Sei que essa porra limita quase que 100% minha vida.

Por fim, hoje tive uma pequena superação. Aliás, pra mim foi uma grande superação. Pra mim essas coisas são da maior importância, são realmente valiosas.

Dei em cima de uma mulher, que eu já conhecia a um tempo. Encontrei ela, e dei em cima dela. Ela não quis ficar comigo. Mas vou contar a história.

Eu estava em um bar com ela e mais uma menina. O bar estava fechando, não tinha mais ninguém. Tava tocando uns blues do led zeppelin, e essa mina começou a fazer um strip tease. Não completo, mas ela chegou a tirar a parte de cima da roupa e tudo. Vi os peitos dela, por exemplo. Normais, como os de qualquer mulher de carne e osso.

Sabem, quando eu vi essa mulher fazendo strip tease na minha frente, eu senti uma voz da minha alma dizer: "tente ficar com ela". Minha alma disse: "ela é uma mulher de verdade, você pode tocar ela e tudo, dê em cima dela. Talvez você consiga transar. Tente. Você não vai morrer por isso. Tente. Veja como ela te atrai. Veja como ela é irresistível. TENTE AGORA".

Aí eu botei na cabeça que ia tentar ficar com ela.

Sabem, esse impulso é tão natural e tão simples. Ocorre com muita frequência - comigo pelo menos. É muito simples, esse principio da natureza. A mulher me atraiu. Eu vou tentar ficar com ela. É isso. É muito simples. E ao mesmo tempo, é um instinto poderoso. Eu senti tesão, quando ela chegou perto de mim, semi-nua. Até tremi um pouco.

Eu passei a minha vida inteira negando a mim mesmo. Negando meu instinto. Negando a voz da minha alma. Negando o meu desejo. Ter vivido muitos e muitos anos assim, equivaleram, para a minha percepção, como um tipo de tortura lenta.

Mas dessa vez eu coloquei na cabeça que ia fazer diferente do que tenho feito em 99% dos casos. Até mesmo porque se eu não obedecesse essa voz, eu iria sentir uma dor tão insuportável que iria correndo me drogar pra aliviar a dor.

Estávamos andando, ela tava contando uma história e eu nem tava prestando mais atenção. Eu disse que super beijaria ela. Que ela é atraente. Que seria incrível beijar ela. Falei com essas palavras.

Ela riu um pouco, continuamos andando em silêncio. Depois ela voltou a falar. Até nos despedimos.  Eu ainda falei: "não vai mesmo me beijar? Eu me atraio muito por você". Mas ai ela riu. Não ia rolar. Dai ela foi embora e nos despedimos.

O que eu senti mesmo foi ALÍVIO. Um gesto simples, natural, comum, ocorre o tempo todo. E eu senti ALÍVIO.

Imaginem o que eu não sentiria se tivesse beijado ela. Mas tudo bem. Eu senti ALÍVIO mesmo assim.

Eu também senti que eu não estava na melhor das energias. Acho que isso influencia. Claro, a atitude é SHOW, mas eu acredito que não me sinto seguro pra fazer isso com poucos dias de reboot. Se eu estivesse com, sei lá, 60 dias de reboot, seria completamente diferente. Se sexo é vida, REBOOT TAMBÉM É VIDA. Não por acaso, porn deixa o cara broxa.

Eu quero, preciso e necessito fazer isso mais vezes. É sério, meus amigos.

Eu quero coisas boas. Beijar na boca é bom. Então eu quero também.

Bom, diante de tantos problemas, a impressão que eu tenho é que eu ainda não aprendi a viver.

Meu desenvolvimento emocional é baixo. Minha maturidade é baixa. Minha capacidade de se virar é relativamente baixa. Minha autonomia é quase zero. Minha auto estima é quase zero.

Eu preciso reconstruir minha vida. É o que eu sinto.....

Uma coisa que eu quero fazer é MUSCULAÇÃO. Preciso disso mais do que vocês imaginam.

Não sei porque porra eu ainda não me matriculei. Ou melhor, eu sei. Chamo isso de RESISTÊNCIA.

É a RESISTÊNCIA da nossa parte que não quer crescer. É a ZONA DE CONFORTO. Eu devo estar NUMA ZONA DE CONFORTO MONSTRA, A UM BOM TEMPO.

No meu caso, essa zona já deixou de ser confortável a muito tempo. Ao contrário. Ela é insuportável. Mas ainda é uma zona de conforto. Eu estou em um terreno conhecido. Claro, é uma prisão suja, mas eu conheço cada centímetro dela, e sei como sobreviver aqui. Há um medo do que pode haver do outro lado das grades.  Isso é estranho, mas é mais ou menos assim que ocorre na nossa estrutura psíquica.

Sobreviver. Eu devo estar sobrevivendo. É isso.

Caras.....é muito foda viver a vida.

É foda construir nossa vida. Nosso barco.

Envolve muita coisa. Muitas competências. Muito trabalho duro, realmente. Porra.....

Preciso de mais dias de reboot......

Computador está bloqueado. Celular é impossível.

Parar de beber é urgente.

Ir malhar é urgente. Eu sei que só vou conseguir parar de beber se eu começar a malhar. No meu caso, é quase que uma condicionante. Algo como MALHAR = CORTAR O ÁLCOOL. Musculação seria como um remédio pra mim. Literalmente mesmo - de fato, atua em todo um organismo como um todo, altera uma série de processos fisiológicos, etc.

Se cuidem.

Não esqueçam de vocês.

Se estiverem perdidos e afundados, saibam que o resgate sempre é possível.

Excelente reboot para todos.

Vamos ver quantos dias mais eu vou continuar resistindo ao tratamento.

Até a próxima.

_______________________________________

Gardenzio gosta desta mensagem

vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

7/7/2022, 20:01
Mais um dia.

Amigos, vejam bem, a pouquíssimo tempo atrás, eu estava mergulhado em trevas. Bebendo todo dia, com a morte me rondando (pensamentos sobre minha morte).

Aqui eu queria fazer um sábio parentenses, deixando umas palavras que segundo consta na minha fonte, são do Marco Aurélio. Conhecido por ter sido imperador e filósofo, em Roma.

"-Se tivermos pensamentos felizes, seremos felizes.
Se pensarmos em crises que nos causam medo, seremos medrosos.
Se pensarmos em doenças, ficaremos doentes.
Se pensarmos no fracasso, fracassaremos.
Se nos entregarmos à autopiedade, todos nos evitarão e afastar-se-ão de nós.
Você não é o que pensa que é, mas o que você pensa, você é."

De fato, vamos nos tornando aquilo que nossa mente cultiva. Ficou muito claro pra mim, como a coisa foi ficando mais sombria, conforme eu repetia pra mim mesmo aqueles pensamentos. Eu diria que é perfeitamente possível verificar o nosso próprio estado, a partir do tipo de pensamentos que estamos tendo. Eis um exercício simples e efetivo.

Pois bem, utilizei-me de recursos terapêuticos próprios e consegui rebater essas sombras....

Hoje foi meu primeiro dia fazendo musculação.

Musculação é aquilo: CORTAR DROGAS, COMER BEM, DORMIR BEM, MUITA ÁGUA e ALONGAR (isso é FUNDAMENTAL pra não ficar rígido ou endurecido). Eis o resumo do que eu quero com musculação.

Musculação tem um efeito absurdo sobre mim. Eu vou até pesquisar o que acontece no organismo, quando puxamos peso. Regula TUDO, TUDO mesmo. Eu não sei explicar. Minha vontade de beber desaparece! Isso não é pouca coisa!

Quero ir amanhã e depois de amanhã. Domingo fecha.

Eu já tentei várias vezes fazer um treino de musculação. Meu máximo de tempo foi 3 meses. Meu corpo até mudou um pouco (ficou mais bonito, na realidade). Mas a média das minhas tentativas é de 1 mês. Eu faço por um mês, e aí largo.

Deve existir uma técnica para superar essa barreira de 1 mês. Musculação é algo que melhora 100% minha saúde, então eu gostaria de não largar isso, por um tempo.

Afora isso amigos, moro em um lugar incrível. Não tenho aproveitado bem nos últimos tempos. Estive imerso no vício em pornografia, e também no álcool.

Quero continuar combatendo o mal (que está dentro de mim). Eu estive fraco durante muito tempo, mas estou disposto a mais uma vez, tentar ficar FORTE.

Retornarei meus exercícios de escrita. Eles tem um efeito FABULOSO. É uma incrível ferramenta de auto desenvolvimento.

Psicóloga uma vez por semana (sem pagar, procurem no posto de saúde mais próximo, se precisarem).

Ainda por cima, eu estou com meus produtos aqui em casa. Eu posso sair para vende-los.

Para bem a falar a verdade, eu não soube lidar bem com os lucros. Eu basicamente gastei TUDO em drogas....

Mas agora quero malhar. Cansei de ficar perdido, e ser um peão das trevas.

Em suma, eu posso trabalhar se eu quiser. Se eu não fiz isso, são por questões relacionadas a AUTO ESTIMA. A falta de auto estima, quando em níveis muito severos, se torna INCAPACITANTE.

Pra terminar o post, eu disse no post anterior que eu dei em cima de uma mulher.

Bom, acho que não devo questionar o desejo dela, nem nada do tipo. Mas hoje eu pensei em uma coisa fundamental. Eu percebi que quando dei em cima dela, eu estava sem escovar os dentes a várias semanas. Eu devia estar sem tomar banho a várias semanas. Eu devia estar com um cheiro até meio tóxico - só bebendo e comendo porcaria por vários dias. Tinha acabado de recair em porn poucos dias antes.

Sabem, claro que com a atitude você pode tentar falar com quem você quiser, sem nenhum problema. Mas eu apenas parei para pensar no meu estado....

Meu estado não era atraente, entendem? Muita falta de amor próprio.

Existem os malucos e malucas que gostam das pessoas sem amor próprio. Mas eu não quero ser desejado por isso.

Quero exalar saúde, tesão e força. Sem exageros. Eu apenas me refiro a, por exemplo, 1 mês malhando, em hard mode, e sem beber. Só isso. Nem é tão difícil de alcançar, pensando bem. Exige uma certa seriedade, mas é um objetivo possível.

Sabem, é totalmente diferente tentar ficar com alguém nessa energia aí.

A própria auto estima já sobe por conta própria. Musculação + reboot hard mode aumenta a auto estima de qualquer um!!!

Por enquanto é isso.

Não desejo dispensar as meditações. É algo da maior importância pra mim.

Desejo um excelente reboot para todos.

_______________________________________

Gardenzio e Liszt gostam desta mensagem

avatar
jean
Mensagens : 189
Data de inscrição : 29/06/2022
Idade : 27

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

7/7/2022, 21:30
Que relato maravilhoso ! Várias conquistas
Meus parabéns

_______________________________________
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

9/7/2022, 07:39
Grato, Jean! Que bom ter você por aqui. E todos os outros amigos que me acompanham. Só agradeço!!

Voltando para mais um post.

Acaba de me ocorrer que a minha vida se tornou uma luta contra a depressão.

Literalmente, eu estou tendo que fazer esforço para me levantar todos os dias. Esforço para escovar os dentes, para comer. Esforço para viver. E esforço para fazer exercícios físicos. Os quais são, naturalmente, anti depressivos. Realmente acredito que uma rotina de exercícios físicos séria e firme pode "me curar", digamos assim. Ou diminuir radicalmente todos esses sintomas.

Depressão tem tudo a ver com drogas. Álcool, maconha e pornografia. Vivi muito tempo mesmo, no looping dessas coisas.

Esse estado não chegou a esse ponto do nada. Isso tem um porque. Tem um histórico. Eu passei a maior parte da minha vida negando a minha vontade, em muitos sentidos. Neguei tanto meus desejos, que eles começaram a desaparecer. A se tornarem cada vez mais fracos. Até o ponto em que eu não desejava mais nada, a não ser a morte.

Pois bem, tive a compreensão clara de que devo cortar todas as drogas, pois todas elas estão contribuindo para piorar a minha depressão. Álcool deprime. Maconha deprime. Pornografia deprime. Especialmente ao longo de uma vida. Especialmente para pessoas que não aprenderam a viver bem. Estou disposto a largar TUDO de drogas. Minha depressão é séria, e não posso me dar ao luxo de usar qualquer coisa que piore os sintomas. Pra falar a verdade, TELAS (computador, celular) quando usadas por muito tempo, também possuem um efeito depressor. Pior que eu também fiquei viciado em telas.

Eu REALMENTE preciso de um REBOOT (reinicialização). Ou é isso, ou é deixar a morte tomar conta de mim. Eu ainda sou jovem, porra. Ainda posso fazer muita coisa legal. Ainda posso sentir muito prazer (se eu mudar de vida, evidentemente!). Ainda posso contribuir com muita coisa.

A hora é, realmente, de AUTO CUIDADO. Gostaria de cuidar das minhas feridas com o máximo de cuidado possível.

Cuidem de vocês, antes que a situação chegue em um estado grave, meus amigos. Nem sempre temos consciência do rumo que as coisas estão tomando. Muitas vezes podemos ouvir algo de alguém próximo. Considerem as falas dos amigos íntimos. Eles pensam diferente de nós, mas é certo que querem o nosso bem, e conseguem ver certas coisas que nós não vemos. Observem seus pensamentos. Eles são um indício de como estamos por dentro. De como estamos, no lugar onde ninguém consegue ver, a não ser nós mesmos.

Eu NÃO POSSO mais abafar a minha vontade. Meu desejo. Me negar me deixou doente. Minha vontade está enfraquecida, e sem vontade, não tem como conseguir nada nessa vida. Eu cultivei níveis extremos de auto negação, ao longo de muitos anos seguidos. O fato deu não ter uma vida sexual é apenas UM exemplo dessa negação. Pois afinal de contas, eu não sou de ferro, caralho. Tanto não sou que estou pagando as consequências de minha PÉSSIMA CONDUTA PARA COMIGO MESMO. Não tem a ver com orgasmo e sexo, não tem a ver com o outro, tem a ver com AFIRMAÇÃO DA VONTADE E DO DESEJO que são MEUS e APENAS MEUS. E isso vale PARA TODOS OS CAMPOS DA VIDA. Vocês conseguem entender a diferença?

Eu gostaria de nunca mais deixar de expressar meus sentimentos, meus amigos. A amargura tomou conta de mim, porque deixei de dizer o que eu realmente sentia ao longo da vida. Com o tempo, isso vai se tornando um veneno na alma, um veneno moral, por assim dizer. Mas que envenena diretamente o corpo. Isso gera doenças. Níveis altos de frustração, de amargura e ressentimento, acumulados ao longo de muitos anos, estão, ao meu ver, diretamente associada a diversos tipos de doenças. Até com câncer, por exemplo. Não preciso de nenhum cientista pra afirmar isso. Isso é ÓBVIO, é algo de fácil constatação para qualquer observador.

O REBOOT (reinicialização) - integral, em todos os sentidos - vai melhorar meu estado. Tenho fé nisso.

Percebam que o sofrimento, uma hora, vira ESCLARESCIMENTO. Acreditem, é possível transmutar dor, miséria e sofrimento em SABEDORIA DE VIDA. E assim, não mais cometer erros. A isso eu chamo de EDUCAÇÃO. A isso eu chamo de VIDA. Estamos aqui para nossa educação. Não para nosso prazer.

Eu acredito ter compreendido o que meu sofrimento significa. Estou chegando nesse nível.

Entendi o que preciso mudar, para conseguir ficar bem.

1 - não negar minha vontade e meu desejo, de jeito nenhum
2 - cultivar MUITO, MUITO MESMO, O AMOR PRÓPRIO
3 - AMAR O MEU CORPO, TER CUIDADO COM ELE, FORTALECER ELE
4 - Ir até o fim no reboot. Nunca mais pensar que só posso ter satisfação sexual através de uma tela

Eis um breve resumo do que devo fazer para ficar bem.

Percebam, meus amigos, que por trás de todo sofrimento, existe uma mensagem.

Todo sofrimento traz dentro de si UMA MENSAGEM PARA NOSSO BEM ESTAR.

O sofrimento é UM CHAMADO para corrigir a nossa conduta. De certo modo, é como se o mal estar trouxesse embutido nele, o REMÉDIO necessário. Os problemas que a gente enfrenta não são por acaso. Eles são ADEQUADOS para nossas falhas. São para nos fortalecer. Nossos problemas estão diretamente relacionados aos nossos pontos fracos.

Por fim, estou ansioso com o concurso que eu passei. Isso vai me fazer um bem absolutamente fantástico. Vai ser superação e aprendizado em todos os sentidos. Sair total da zona de conforto. E o mais legal é que EU QUERO MUITO ISSO. Não vou deixar que nenhum tipo de vergonha, receio, medo, ou qualquer uma dessas coisas ME IMPEÇA DE VIVER. Eu não quero perder a minha vida a toa. Nem quero acabar com minha vida. Acredito que posso sim, ficar bem em algum momento no futuro.

CULTIVEM O AMOR PRÓPRIO.

Eu noto ser relativamente comum a falta de amor próprio nos viciados em pornografia. Em alguns é mais notável e evidente, em outros, isso é mais sutil. Mas acredito ser um traço comum nos viciados em porn. Sabemos que vício em pornografia é destruição e desprazer. Isso significa que ao nos entregarmos ao vício, é como se estivéssemos dando porrada e humilhando a nós mesmos, de uma certa forma. Vício em pornografia tem muito a ver com falta de amor próprio.

Como cultivar o amor próprio, afinal?

Eu também estou aprendendo isso.

Quando eu estiver mais competente nesse tipo básico de amor, eu volto pra dar mais dicas.

No mais, vou malhar agora de manhã. São 6 da manhã e acabei de acordar. Vou comer algo, e ir malhar, pra cortar qualquer possível fissura que eu venha a sentir. Pra dar ao meu corpo o que ele realmente merece. FORTALECIMENTO, PRAZER, TREINO, EXERCÍCIO DA VONTADE.


Excelente reboot para todos.

_______________________________________

Kaneki, Gardenzio e Liszt gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3466
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

9/7/2022, 18:55
vierkenes escreveu:Grato, Jean! Que bom ter você por aqui. E todos os outros amigos que me acompanham. Só agradeço!!

Voltando para mais um post.

Acaba de me ocorrer que a minha vida se tornou uma luta contra a depressão.

Literalmente, eu estou tendo que fazer esforço para me levantar todos os dias. Esforço para escovar os dentes, para comer. Esforço para viver. E esforço para fazer exercícios físicos. Os quais são, naturalmente, anti depressivos. Realmente acredito que uma rotina de exercícios físicos séria e firme pode "me curar", digamos assim. Ou diminuir radicalmente todos esses sintomas.

Depressão tem tudo a ver com drogas. Álcool, maconha e pornografia. Vivi muito tempo mesmo, no looping dessas coisas.

Esse estado não chegou a esse ponto do nada. Isso tem um porque. Tem um histórico. Eu passei a maior parte da minha vida negando a minha vontade, em muitos sentidos. Neguei tanto meus desejos, que eles começaram a desaparecer. A se tornarem cada vez mais fracos. Até o ponto em que eu não desejava mais nada, a não ser a morte.

Pois bem, tive a compreensão clara de que devo cortar todas as drogas, pois todas elas estão contribuindo para piorar a minha depressão. Álcool deprime. Maconha deprime. Pornografia deprime. Especialmente ao longo de uma vida. Especialmente para pessoas que não aprenderam a viver bem. Estou disposto a largar TUDO de drogas. Minha depressão é séria, e não posso me dar ao luxo de usar qualquer coisa que piore os sintomas. Pra falar a verdade, TELAS (computador, celular) quando usadas por muito tempo, também possuem um efeito depressor. Pior que eu também fiquei viciado em telas.

Eu REALMENTE preciso de um REBOOT (reinicialização). Ou é isso, ou é deixar a morte tomar conta de mim. Eu ainda sou jovem, porra. Ainda posso fazer muita coisa legal. Ainda posso sentir muito prazer (se eu mudar de vida, evidentemente!). Ainda posso contribuir com muita coisa.

A hora é, realmente, de AUTO CUIDADO. Gostaria de cuidar das minhas feridas com o máximo de cuidado possível.

Cuidem de vocês, antes que a situação chegue em um estado grave, meus amigos. Nem sempre temos consciência do rumo que as coisas estão tomando. Muitas vezes podemos ouvir algo de alguém próximo. Considerem as falas dos amigos íntimos. Eles pensam diferente de nós, mas é certo que querem o nosso bem, e conseguem ver certas coisas que nós não vemos. Observem seus pensamentos. Eles são um indício de como estamos por dentro. De como estamos, no lugar onde ninguém consegue ver, a não ser nós mesmos.

Eu NÃO POSSO mais abafar a minha vontade. Meu desejo. Me negar me deixou doente. Minha vontade está enfraquecida, e sem vontade, não tem como conseguir nada nessa vida. Eu cultivei níveis extremos de auto negação, ao longo de muitos anos seguidos. O fato deu não ter uma vida sexual é apenas UM exemplo dessa negação. Pois afinal de contas, eu não sou de ferro, caralho. Tanto não sou que estou pagando as consequências de minha PÉSSIMA CONDUTA PARA COMIGO MESMO. Não tem a ver com orgasmo e sexo, não tem a ver com o outro, tem a ver com AFIRMAÇÃO DA VONTADE E DO DESEJO que são MEUS e APENAS MEUS. E isso vale PARA TODOS OS CAMPOS DA VIDA. Vocês conseguem entender a diferença?

Eu gostaria de nunca mais deixar de expressar meus sentimentos, meus amigos. A amargura tomou conta de mim, porque deixei de dizer o que eu realmente sentia ao longo da vida. Com o tempo, isso vai se tornando um veneno na alma, um veneno moral, por assim dizer. Mas que envenena diretamente o corpo. Isso gera doenças. Níveis altos de frustração, de amargura e ressentimento, acumulados ao longo de muitos anos, estão, ao meu ver, diretamente associada a diversos tipos de doenças. Até com câncer, por exemplo. Não preciso de nenhum cientista pra afirmar isso. Isso é ÓBVIO, é algo de fácil constatação para qualquer observador.

O REBOOT (reinicialização) - integral, em todos os sentidos - vai melhorar meu estado. Tenho fé nisso.

Percebam que o sofrimento, uma hora, vira ESCLARESCIMENTO. Acreditem, é possível transmutar dor, miséria e sofrimento em SABEDORIA DE VIDA. E assim, não mais cometer erros. A isso eu chamo de EDUCAÇÃO. A isso eu chamo de VIDA. Estamos aqui para nossa educação. Não para nosso prazer.

Eu acredito ter compreendido o que meu sofrimento significa. Estou chegando nesse nível.

Entendi o que preciso mudar, para conseguir ficar bem.

1 - não negar minha vontade e meu desejo, de jeito nenhum
2 - cultivar MUITO, MUITO MESMO, O AMOR PRÓPRIO
3 - AMAR O MEU CORPO, TER CUIDADO COM ELE, FORTALECER ELE
4 - Ir até o fim no reboot. Nunca mais pensar que só posso ter satisfação sexual através de uma tela

Eis um breve resumo do que devo fazer para ficar bem.

Percebam, meus amigos, que por trás de todo sofrimento, existe uma mensagem.

Todo sofrimento traz dentro de si UMA MENSAGEM PARA NOSSO BEM ESTAR.

O sofrimento é UM CHAMADO para corrigir a nossa conduta. De certo modo, é como se o mal estar trouxesse embutido nele, o REMÉDIO necessário. Os problemas que a gente enfrenta não são por acaso. Eles são ADEQUADOS para nossas falhas. São para nos fortalecer. Nossos problemas estão diretamente relacionados aos nossos pontos fracos.

Por fim, estou ansioso com o concurso que eu passei. Isso vai me fazer um bem absolutamente fantástico. Vai ser superação e aprendizado em todos os sentidos. Sair total da zona de conforto. E o mais legal é que EU QUERO MUITO ISSO. Não vou deixar que nenhum tipo de vergonha, receio, medo, ou qualquer uma dessas coisas ME IMPEÇA DE VIVER. Eu não quero perder a minha vida a toa. Nem quero acabar com minha vida. Acredito que posso sim, ficar bem em algum momento no futuro.

CULTIVEM O AMOR PRÓPRIO.

Eu noto ser relativamente comum a falta de amor próprio nos viciados em pornografia. Em alguns é mais notável e evidente, em outros, isso é mais sutil. Mas acredito ser um traço comum nos viciados em porn. Sabemos que vício em pornografia é destruição e desprazer. Isso significa que ao nos entregarmos ao vício, é como se estivéssemos dando porrada e humilhando a nós mesmos, de uma certa forma. Vício em pornografia tem muito a ver com falta de amor próprio.

Como cultivar o amor próprio, afinal?

Eu também estou aprendendo isso.

Quando eu estiver mais competente nesse tipo básico de amor, eu volto pra dar mais dicas.

No mais, vou malhar agora de manhã. São 6 da manhã e acabei de acordar. Vou comer algo, e ir malhar, pra cortar qualquer possível fissura que eu venha a sentir. Pra dar ao meu corpo o que ele realmente merece. FORTALECIMENTO, PRAZER, TREINO, EXERCÍCIO DA VONTADE.


Excelente reboot para todos.
Parabéns pelos cinco dias, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 150 DIAS // SEM M.O.: 2 DIAS - 19/08 (sexta)

Meus Links:
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

10/7/2022, 19:38
Mais um dia.

Recaí em sexting, por isso, vou resetar. Sexting e porn é a mesma coisa.

Preciso urgente parar de fumar maconha. Não vai ser nada fácil. Maconha demais deixa a pessoa aérea e alienada. Sonolenta e desatenta. Eu acredito estar ficando assim.

Único jeito é investir pesado em exercícios físicos. Estou disposto a isso.

Quero mudar de vida. De hábitos. De estilo de vida. Quero mudar RADICALMENTE de estilo de vida. Até pra evitar acidentes maiores, sei lá. Quero me cuidar antes de ter um enfarto ou um câncer, entendem? Eu vivi muito mal durante muito tempo, mas isso não tem nada a ver com as possibilidades futuras. Eu quero e vou conseguir mudar de estilo de vida. Mesmo que demore um tempo.

Já parei de beber.

Hoje foi um dia de merda. Não sai do quarto e dormi o dia inteiro.

Preciso de muito auto cuidado, mesmo. Tenho que ir devagar. Tenho que ter paciência. Tenho que ser amoroso comigo mesmo.

A ex namorada me enviou uma mensagem. Precisava resolver umas coisas na minha cidade e perguntou se ela podia dormir aqui por uma noite.

Ela me enviou a mensagem em uma hora muito específica. Eu tinha fumado um beck, e estava "viajando" em várias coisas da minha vida. Eu tomei um susto quando ela enviou a mensagem. Meu coração disparou. Sei lá.

Eu sou profundamente, muito profundamente mesmo, mal resolvido com toda a questão sexual. Com as mulheres, inclusive. Muito ressentimento. Alguma perversão (diretamente associada a pornografia, no meu caso). Um misto de sentimentos ruins, sabem. Sei lá.

Eu não iria lidar bem com ela aqui. Ia ser horrível. Ela ainda mexe comigo. Eu me abri demais pra ela. Mesmo que sejam coisas de anos atrás, pra mim foi radicalmente impactante. Então eu não ia lidar bem com ela aqui. Ia me sentir reprimido. Constrangido. Sei lá.

Ela me traz lembranças, e embora meus momentos com ela tenham sido muito bons , respeitosos e tudo o mais, havia e ainda há uma profunda dor dentro de mim, relacionada a todas essas questões. Ver ela me lembra de pontos muito frágeis em mim. Tão frágeis que se tocar, eu sangro. Ela namora. Eu não. Eu só fiquei com ela, praticamente. E isso tem 5 anos, mais ou menos. Ela sabe lidar com o desejo dela, manifesta-lo, abrir o corpo dela, e tem experiência com relacionamentos, com sexo, com desejo. Eu não. Minha experiência nessas coisas é zero. Não sei o que sinto por ela. Só fiquei com ela, então é difícil saber e lidar com essas coisas pra mim. O curioso é que eu não consigo mentir pra ela (isso é sério....mesmo que eu tente, não consigo mentir pra ela, kkkk). Intimidade é maravilhoso, mas tem um risco muito alto. Eu gostaria de me arriscar mais. Como ela consegue. Ela não tem medo (disso, deve ter medo de outras coisas). Eu vivi dominado pelo medo, e estou até hoje tentando me livrar desse companheiro sinistro.

Fui honesto e disse que não ia ter como abrigar ela.

Essas coisas são importantes, especialmente a parte expressiva, que é BÁSICA e FUNDAMENTAL. Mas o amor próprio vem em primeiro lugar.

Muitas vezes nosso excesso de amor ao próximo reflete a falta de amor por nós mesmos. As vezes ficamos com vontade de dar tudo de nós, pra um outro, mas estamos esfomeados e fracos. Eu fui um desses. Quero mudar esse padrão.

O ressentimento e o rancor sexual, também gostaria de eliminar isso. Gostaria de conseguir ver ela, ou qualquer outra pessoa, acompanhada de seu parceiro (a), sem sentir nenhum tipo de sentimento ruim. Isso ainda vai demorar.

Todas essas coisas pioram muito com consumo de pornografia. Com sexting. Sexting é humilhante, pqp. Se eu tivesse como bloquear o celular, iria ajudar bastante, mas não tem como. Só malhando, pra cortar todos esses pensamentos.

Eu fiquei pensando que essa questão me sangra peito adentro. É sério, meus amigos. Por isso preciso cuidar das minhas feridas com toda a calma.

Por fim, estou as voltas com a probabilidade de mudar de cidade e de vida.

Estou com profundas dúvidas no quesito trabalho. Aliás, eu sou muito perdido nessa área, infelizmente. A impressão é que eu ainda não desenvolvi competências básicas, sabem.

Passei em um concurso temporário, e vou exercer o cargo, se tudo der certo. Depois desse trabalho temporário, eu não gostaria mais de parar de trabalhar. Eu preciso adquirir proficiência nessa área.

Eu não consegui de fato, fazer as atividades que eu queria fazer, por conta própria. E como eu cansei de perder tempo, estaria disposto a um emprego qualquer. Vai que me ajuda a desenvolver todas as habilidades que eu preciso. Mesmo que não seja exatamente o que eu sonhava.

O fato é que preciso me decidir sobre meu futuro. Ou faço um mestrado, ou tento um emprego qualquer e fico onde estou. É um ótimo lugar, mas eu sei que é passageiro. Acho que o que eu quero mesmo não está aqui, entendem? Apesar de ser um lugar incrível.

Eu estou com saco pra estudar pro mestrado? Não estou, sendo honesto! Iria me demandar tempo e estudo. Porém, se eu quisesse de verdade seguir essa profissão (acadêmica), seria bom eu não perder essa oportunidade. Estou pensando em apenas "tentar" a vaga. Escrever meu projeto, mas sem um graaaande empenho. Vou fazer do jeito que der. Até mesmo porque está em cima da hora. Não sei o quanto eu conseguiria me esforçar/me dedicar pra isso.

Hoje eu vacilei feio.

Parar de fumar maconha vai ser difícil. Porém, necessário. Eu fumo a mais de 10 anos. Mas estou sentindo que é hora de dar um tempo nisso. Está realmente me atrapalhando.

Não desistirei de jeito nenhum da musculação. É o meu remédio. Sem isso, não vou conseguir ir longe.

Por enquanto é só. Até a próxima.

_______________________________________

Kaneki gosta desta mensagem

vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

12/7/2022, 21:01
Venho para mais um post. Infelizmente, direto das trevas.

Há uma novela do Dostoievsky intitulada "memórias do subsolo". É uma obra prima da psicologia humana. Um livro duro e difícil, mas vale muito a pena. Devo estar num lugar semelhante ao personagem principal do livro.

Basicamente, ontem eu me envolvi em uma situação sexual degeneradora. Eu transei, sim, mas com uma pessoa NADA A VER. Com uma pessoa TÓXICA.

Sensibilidade ZERO. Esperado. Isso é suficiente pra tornar uma transa ruim. Mas a questão nem é essa. A questão é que eu to me sentindo sujo e pesado. Realmente péssimo. Me afetou negativamente. Não sei explicar.

Eu sou muito sensível, diga-se de passagem. Sinto certas coisas com mais relevância.

Ela que deu em cima de mim. Eu topei, achei ela bonitinha e simpatizei um pouco. Ela me chamou pra ir pro lugar em que ela estava - um quarto, um pouco longe, a 40 minutos do centro. Eu topei. Na hora, eu achei que simpatizei com ela. Agora, eu percebo que devia estar perdido e drogado, pra ter transado com essa mulher. Estou realmente arrependido disso. Situação que indica zero saúde e amor próprio, infelizmente. Eu nem quero falar com ela, se eu ver na rua. Isso me feriu, de algum modo. Acreditem. A tal ponto que eu recai mais uma vez em pornografia.

Se eu pensar de um modo pessimista, eu estou me degenerando, afundando o barco a 6 meses.

Se eu pensar de um modo otimista, estou aprendendo a lidar com a vida. Errando muito, como todos. Dando alguns loopings, Mas como diz a sabedoria, "cada coisa tem a sua hora". Se eu não mudar, as circunstâncias mudam, e eu mudo com elas. Está tudo bem.

O concurso que eu passei está servindo de motivador para mim. Quero estar bem para trabalhar.

Antes do trabalho, SAÚDE MENTAL E EMOCIONAL. Lógico. Cuidar de si mesmo. CUIDAR DE SI MESMO.

AUTO AMOR. Amor por sua própria vida. Por você.

Trabalhar sem saúde emocional pode até funcionar até certo ponto. Mas acredito que o melhor trabalhador É O QUE SE CUIDA.

Musculação é o meu remédio, amigos. Eu nem estou pensando mais na música ou no ambiente que não agrada ao meu gosto. Os benefícios disso pra mim são de 10000%.

Tive que resolver algumas coisas. Eu ia malhar hoje, mas acabei me perdendo no caminho, infelizmente. Também não tinha comido bem. Acreditem, as vezes pode ser difícil se alimentar bem. Especialmente quando se está alimentado de correntes emocionais destrutivas. Um sentimento de desprezo por si. De falta de amor próprio mesmo. Sei lá. Coisas que sangram, e que precisam de cura. É um processo lento, meus amigos.

Musculação é um incentivo para comer bem. Puxar peso e não se alimentar bem é furada e não dá certo. Musculação melhora a auto estima. Deixa a estrutura do corpo forte. Elimina fissura por qualquer tipo de droga - incluindo porn. Musculação, no meu caso, é parte integrante desse reboot. Percebam que eu já sei qual é o caminho. Enfim.

Vou terminar o post por aqui.

Ainda tenho questões para resolver, sobre o cargo que vou assumir. Semana que vem tem treinamento. Minha ideia é malhar pelos próximos 4 dias, pra chegar no treinamento mais limpo, mais tranquilo e atento. Se eu não me cuidar, eu não vou conseguir trabalhar bem. Essa é a verdade.

Se cuidem.

Até a próxima.

_______________________________________

Kaneki, Gardenzio e Liszt gostam desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3466
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

19/7/2022, 20:04
vierkenes escreveu:Venho para mais um post. Infelizmente, direto das trevas.

Há uma novela do Dostoievsky intitulada "memórias do subsolo". É uma obra prima da psicologia humana. Um livro duro e difícil, mas vale muito a pena. Devo estar num lugar semelhante ao personagem principal do livro.

Basicamente, ontem eu me envolvi em uma situação sexual degeneradora. Eu transei, sim, mas com uma pessoa NADA A VER. Com uma pessoa TÓXICA.

Sensibilidade ZERO. Esperado. Isso é suficiente pra tornar uma transa ruim. Mas a questão nem é essa. A questão é que eu to me sentindo sujo e pesado. Realmente péssimo. Me afetou negativamente. Não sei explicar.

Eu sou muito sensível, diga-se de passagem. Sinto certas coisas com mais relevância.

Ela que deu em cima de mim. Eu topei, achei ela bonitinha e simpatizei um pouco. Ela me chamou pra ir pro lugar em que ela estava - um quarto, um pouco longe, a 40 minutos do centro. Eu topei. Na hora, eu achei que simpatizei com ela. Agora, eu percebo que devia estar perdido e drogado, pra ter transado com essa mulher. Estou realmente arrependido disso. Situação que indica zero saúde e amor próprio, infelizmente. Eu nem quero falar com ela, se eu ver na rua. Isso me feriu, de algum modo. Acreditem. A tal ponto que eu recai mais uma vez em pornografia.

Se eu pensar de um modo pessimista, eu estou me degenerando, afundando o barco a 6 meses.

Se eu pensar de um modo otimista, estou aprendendo a lidar com a vida. Errando muito, como todos. Dando alguns loopings, Mas como diz a sabedoria, "cada coisa tem a sua hora". Se eu não mudar, as circunstâncias mudam, e eu mudo com elas. Está tudo bem.

O concurso que eu passei está servindo de motivador para mim. Quero estar bem para trabalhar.

Antes do trabalho, SAÚDE MENTAL E EMOCIONAL. Lógico. Cuidar de si mesmo. CUIDAR DE SI MESMO.

AUTO AMOR. Amor por sua própria vida. Por você.

Trabalhar sem saúde emocional pode até funcionar até certo ponto. Mas acredito que o melhor trabalhador É O QUE SE CUIDA.

Musculação é o meu remédio, amigos. Eu nem estou pensando mais na música ou no ambiente que não agrada ao meu gosto. Os benefícios disso pra mim são de 10000%.

Tive que resolver algumas coisas. Eu ia malhar hoje, mas acabei me perdendo no caminho, infelizmente. Também não tinha comido bem. Acreditem, as vezes pode ser difícil se alimentar bem. Especialmente quando se está alimentado de correntes emocionais destrutivas. Um sentimento de desprezo por si. De falta de amor próprio mesmo. Sei lá. Coisas que sangram, e que precisam de cura. É um processo lento, meus amigos.

Musculação é um incentivo para comer bem. Puxar peso e não se alimentar bem é furada e não dá certo. Musculação melhora a auto estima. Deixa a estrutura do corpo forte. Elimina fissura por qualquer tipo de droga - incluindo porn. Musculação, no meu caso, é parte integrante desse reboot. Percebam que eu já sei qual é o caminho. Enfim.

Vou terminar o post por aqui.

Ainda tenho questões para resolver, sobre o cargo que vou assumir. Semana que vem tem treinamento. Minha ideia é malhar pelos próximos 4 dias, pra chegar no treinamento mais limpo, mais tranquilo e atento. Se eu não me cuidar, eu não vou conseguir trabalhar bem. Essa é a verdade.

Se cuidem.

Até a próxima.
Olá amigo, desculpe pelo sumiço. espero que consiga lidar melhor com esses vários aspectos de sua vida que você citou, bora pra frente continue focado abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 150 DIAS // SEM M.O.: 2 DIAS - 19/08 (sexta)

Meus Links:
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

20/7/2022, 18:56
Voltei amigos.

Começo dizendo que estou participando de um treinamento, para começar a trabalhar no mês que vem. Aula de manhã e de tarde, a semana toda.

Isso me lembrou como é ter uma rotina ocupada e preenchida. Faz tempo que eu não sei o que é isso. Eu comecei a refletir sobre essa questão.

Conclui que pra mim, é fundamental trabalhar com algo que eu acredite e que me preencha. O que é o caso no momento. Eu gosto muito do trabalho que vou fazer. Oportunidade incrível. Esse trabalho vai melhorar consideravelmente meu estado...por um lado.

Nessa semana, com a rotina preenchida, eu notei como a insatisfação e a profunda depressão sobre como tenho levado a minha vida permanece....

Lógico, parei de beber. Milhões de pessoas bebem todos os dias depois de sair do trabalho, e estão lá no dia seguinte, porém, isso é impossível pra mim. Conclui que não tenho como manter uma rotina de trabalho todos os dias, e ficar bebendo sempre. Eu quero trabalhar bem, e isso pra mim é muito importante. Logo, parar de beber se tornou fácil. Outras prioridades. (quem sabe num sábado, de forma moderada, kkk).

Também, esse trabalho me deu uma nova perspectiva. É um trabalho temporário, mas, tenho certeza que será uma experiência que vai agregar de muitas formas diferentes para mim.

Sabem, ocorreu um processo um tanto quanto triste comigo.

Eu sinto que os meus sonhos morreram.

Aquelas coisas que eu sempre quis ser, sabem. Que eu até me dediquei pra elas, ao longo da minha vida. Eu estava desistindo delas. E com isso, eu entrei em uma depressão muito profunda. Quase algo como: "porra, eu tive tudo, todas as oportunidades, estudei, fui reconhecido, mas vou terminar em um emprego comum, que não é ruim, mas simplesmente nunca foi o que eu quis, nunca foi o que eu planejei pra mim". Um conformismo absurdo. Como se eu tivesse que passar o resto de minha vida trabalhado em um hotel, restaurante, mercado, etc, e ser só isso mesmo.

Quando nossos sonhos morrem, a gente morre com eles.....

O olhar fica apagado. O olho não brilha. Não sei explicar. A pessoa não sorri mais. O desgosto vai tomando conta dela. Eu estava (ainda estou) assim.

Bom, eu pretendo conciliar musculação com o trabalho. Não estou fazendo isso essa semana - admito que não estava realmente habituado a ter uma rotina dessas, de só chegar em casa 6 da tarde. Porém, com o tempo, eu pretendo conciliar sim.

Meu trabalho envolve caminhar bastante. Vou ter que fazer um planejamento pra malhar perna, kkkk.

Espero que esse trabalho devolva um pouco o ânimo para a minha vida. Com certeza isso vai acontecer. Por sorte, eu digo aos senhores que é um trabalho que farei com muito gosto. Darei o melhor de mim, pra fazer um trabalho correto, eficiente e zeloso. Acredito que posso desempenhar perfeitamente essa função. Que nem mesmo é muito fácil pra mim - é verdade!!!! A questão é que eu estou disposto a superar os obstáculos. Posso sentir medo, sim, mas isso não vai me impedir de fazer o que deve ser feito, de jeito nenhum!!!!

Tenham a certeza que esse trabalho vai me tirar totalmente da zona de conforto. Até pela natureza dele. Vai ampliar as minhas perspectivas. Enfim, vai ser bom demais.

Pra terminar o post, eu digo aos senhores que eu quero muito, muito mesmo resgatar os meus SONHOS.

Quando seguimos quem realmente somos - nossa natureza, nossas habilidades próprias, etc - as coisas dão certo. E aí a depressão vai pra bem longe.

Recuperar os sonhos....eu preciso disso pra recuperar o gosto pela minha vida.

Sabem por onde começa isso, de retomar o gosto pela vida, por quem eu sou?

Pelo reboot. Exatamente isso, sem tirar nem por.

Continuemos o bom combate. O inimigo é a nossa altura - nós mesmos. É uma luta justa e recompensadora. É o único modo de conseguir as coisas que realmente valem a pena: lutando por elas.

Excelente reboot para todos.

_______________________________________

Kaneki, Mike, Gardenzio, Liszt e Ironmaiden2255 gostam desta mensagem

avatar
Ironmaiden2255
Mensagens : 23
Data de inscrição : 03/07/2022

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

20/7/2022, 19:56
Nobre vierkenes.

"Musculação é o meu remédio, amigos. Eu nem estou pensando mais na música ou no ambiente que não agrada ao meu gosto. Os benefícios disso pra mim são de 10000%."

Eu compartilho da mesma opinião. Fico feliz pelo seu avanço e progresso.

Abraços

Kaneki e Liszt gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2209
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

22/7/2022, 07:53
Salve Vierk!

Que bom que passou no concurso, cara! Assim já dá pra dar uma tranquilidade a mais nas coisas e fica sobrando uma grana para investir em si.

Cara, precisei me atualizar com um pouco de seus últimos relatos, e o fiz.

A musculação é realmente sensacional, como você diz. Também sinto o mesmo quando sempre pratico exercícios, de modo que a alimentação melhora, o sono melhora, melhora a disciplina, a disposição... É muito bom...

Parabéns pela streak, meu bom. Continua com essa pegada.

Abs!

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Liszt gosta desta mensagem

Kaneki
Kaneki
Moderador
Moderador
Mensagens : 3466
Data de inscrição : 27/10/2015
Idade : 26
Localização : MG

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

23/7/2022, 13:15
vierkenes escreveu:Voltei amigos.

Começo dizendo que estou participando de um treinamento, para começar a trabalhar no mês que vem. Aula de manhã e de tarde, a semana toda.

Isso me lembrou como é ter uma rotina ocupada e preenchida. Faz tempo que eu não sei o que é isso. Eu comecei a refletir sobre essa questão.

Conclui que pra mim, é fundamental trabalhar com algo que eu acredite e que me preencha. O que é o caso no momento. Eu gosto muito do trabalho que vou fazer. Oportunidade incrível. Esse trabalho vai melhorar consideravelmente meu estado...por um lado.

Nessa semana, com a rotina preenchida, eu notei como a insatisfação e a profunda depressão sobre como tenho levado a minha vida permanece....

Lógico, parei de beber. Milhões de pessoas bebem todos os dias depois de sair do trabalho, e estão lá no dia seguinte, porém, isso é impossível pra mim. Conclui que não tenho como manter uma rotina de trabalho todos os dias, e ficar bebendo sempre. Eu quero trabalhar bem, e isso pra mim é muito importante. Logo, parar de beber se tornou fácil. Outras prioridades. (quem sabe num sábado, de forma moderada, kkk).

Também, esse trabalho me deu uma nova perspectiva. É um trabalho temporário, mas, tenho certeza que será uma experiência que vai agregar de muitas formas diferentes para mim.

Sabem, ocorreu um processo um tanto quanto triste comigo.

Eu sinto que os meus sonhos morreram.

Aquelas coisas que eu sempre quis ser, sabem. Que eu até me dediquei pra elas, ao longo da minha vida. Eu estava desistindo delas. E com isso, eu entrei em uma depressão muito profunda. Quase algo como: "porra, eu tive tudo, todas as oportunidades, estudei, fui reconhecido, mas vou terminar em um emprego comum, que não é ruim, mas simplesmente nunca foi o que eu quis, nunca foi o que eu planejei pra mim". Um conformismo absurdo. Como se eu tivesse que passar o resto de minha vida trabalhado em um hotel, restaurante, mercado, etc, e ser só isso mesmo.

Quando nossos sonhos morrem, a gente morre com eles.....

O olhar fica apagado. O olho não brilha. Não sei explicar. A pessoa não sorri mais. O desgosto vai tomando conta dela. Eu estava (ainda estou) assim.

Bom, eu pretendo conciliar musculação com o trabalho. Não estou fazendo isso essa semana - admito que não estava realmente habituado a ter uma rotina dessas, de só chegar em casa 6 da tarde. Porém, com o tempo, eu pretendo conciliar sim.

Meu trabalho envolve caminhar bastante. Vou ter que fazer um planejamento pra malhar perna, kkkk.

Espero que esse trabalho devolva um pouco o ânimo para a minha vida. Com certeza isso vai acontecer. Por sorte, eu digo aos senhores que é um trabalho que farei com muito gosto. Darei o melhor de mim, pra fazer um trabalho correto, eficiente e zeloso. Acredito que posso desempenhar perfeitamente essa função. Que nem mesmo é muito fácil pra mim - é verdade!!!! A questão é que eu estou disposto a superar os obstáculos. Posso sentir medo, sim, mas isso não vai me impedir de fazer o que deve ser feito, de jeito nenhum!!!!

Tenham a certeza que esse trabalho vai me tirar totalmente da zona de conforto. Até pela natureza dele. Vai ampliar as minhas perspectivas. Enfim, vai ser bom demais.

Pra terminar o post, eu digo aos senhores que eu quero muito, muito mesmo resgatar os meus SONHOS.

Quando seguimos quem realmente somos - nossa natureza, nossas habilidades próprias, etc - as coisas dão certo. E aí a depressão vai pra bem longe.

Recuperar os sonhos....eu preciso disso pra recuperar o gosto pela minha vida.

Sabem por onde começa isso, de retomar o gosto pela vida, por quem eu sou?

Pelo reboot. Exatamente isso, sem tirar nem por.

Continuemos o bom combate. O inimigo é a nossa altura - nós mesmos. É uma luta justa e recompensadora. É o único modo de conseguir as coisas que realmente valem a pena: lutando por elas.

Excelente reboot para todos.
Parabéns pelos dias conquistados, abçs.

_______________________________________


METAS: SEM P: 150 DIAS // SEM M.O.: 2 DIAS - 19/08 (sexta)

Meus Links:
Mike
Mike
Mensagens : 551
Data de inscrição : 04/04/2016
Idade : 29

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

25/7/2022, 21:15
vierkenes escreveu:Voltei amigos.

Começo dizendo que estou participando de um treinamento, para começar a trabalhar no mês que vem. Aula de manhã e de tarde, a semana toda.

Isso me lembrou como é ter uma rotina ocupada e preenchida. Faz tempo que eu não sei o que é isso. Eu comecei a refletir sobre essa questão.

Conclui que pra mim, é fundamental trabalhar com algo que eu acredite e que me preencha. O que é o caso no momento. Eu gosto muito do trabalho que vou fazer. Oportunidade incrível. Esse trabalho vai melhorar consideravelmente meu estado...por um lado.

Nessa semana, com a rotina preenchida, eu notei como a insatisfação e a profunda depressão sobre como tenho levado a minha vida permanece....

Lógico, parei de beber. Milhões de pessoas bebem todos os dias depois de sair do trabalho, e estão lá no dia seguinte, porém, isso é impossível pra mim. Conclui que não tenho como manter uma rotina de trabalho todos os dias, e ficar bebendo sempre. Eu quero trabalhar bem, e isso pra mim é muito importante. Logo, parar de beber se tornou fácil. Outras prioridades. (quem sabe num sábado, de forma moderada, kkk).

Também, esse trabalho me deu uma nova perspectiva. É um trabalho temporário, mas, tenho certeza que será uma experiência que vai agregar de muitas formas diferentes para mim.

Sabem, ocorreu um processo um tanto quanto triste comigo.

Eu sinto que os meus sonhos morreram.

Aquelas coisas que eu sempre quis ser, sabem. Que eu até me dediquei pra elas, ao longo da minha vida. Eu estava desistindo delas. E com isso, eu entrei em uma depressão muito profunda. Quase algo como: "porra, eu tive tudo, todas as oportunidades, estudei, fui reconhecido, mas vou terminar em um emprego comum, que não é ruim, mas simplesmente nunca foi o que eu quis, nunca foi o que eu planejei pra mim". Um conformismo absurdo. Como se eu tivesse que passar o resto de minha vida trabalhado em um hotel, restaurante, mercado, etc, e ser só isso mesmo.

Quando nossos sonhos morrem, a gente morre com eles.....

O olhar fica apagado. O olho não brilha. Não sei explicar. A pessoa não sorri mais. O desgosto vai tomando conta dela. Eu estava (ainda estou) assim.

Bom, eu pretendo conciliar musculação com o trabalho. Não estou fazendo isso essa semana - admito que não estava realmente habituado a ter uma rotina dessas, de só chegar em casa 6 da tarde. Porém, com o tempo, eu pretendo conciliar sim.

Meu trabalho envolve caminhar bastante. Vou ter que fazer um planejamento pra malhar perna, kkkk.

Espero que esse trabalho devolva um pouco o ânimo para a minha vida. Com certeza isso vai acontecer. Por sorte, eu digo aos senhores que é um trabalho que farei com muito gosto. Darei o melhor de mim, pra fazer um trabalho correto, eficiente e zeloso. Acredito que posso desempenhar perfeitamente essa função. Que nem mesmo é muito fácil pra mim - é verdade!!!! A questão é que eu estou disposto a superar os obstáculos. Posso sentir medo, sim, mas isso não vai me impedir de fazer o que deve ser feito, de jeito nenhum!!!!

Tenham a certeza que esse trabalho vai me tirar totalmente da zona de conforto. Até pela natureza dele. Vai ampliar as minhas perspectivas. Enfim, vai ser bom demais.

Pra terminar o post, eu digo aos senhores que eu quero muito, muito mesmo resgatar os meus SONHOS.

Quando seguimos quem realmente somos - nossa natureza, nossas habilidades próprias, etc - as coisas dão certo. E aí a depressão vai pra bem longe.

Recuperar os sonhos....eu preciso disso pra recuperar o gosto pela minha vida.

Sabem por onde começa isso, de retomar o gosto pela vida, por quem eu sou?

Pelo reboot. Exatamente isso, sem tirar nem por.

Continuemos o bom combate. O inimigo é a nossa altura - nós mesmos. É uma luta justa e recompensadora. É o único modo de conseguir as coisas que realmente valem a pena: lutando por elas.

Excelente reboot para todos.

Feliz em ler seu relato, Vierk.

Frustrações do lado profissional são aprendizados e não devemos nos deixar abater. É um recomeço, uma chance VALIOSA de se reconstruir, de começar do zero. Ou melhor, mais do que se reconstruir, mas sim construir um novo Vieknes.

E sobre a academia, vibro com isso. Treine todos os dias com dedicação. A boa disciplina é o que precisamos.

Um abraço.

_______________________________________


MELHORES MARCAS EM 2022

1° - 55 dias [ ]
2° - 30 dias [ ]
3° - 15 dias [ ]

''Ame a disciplina que você conhece e deixe que ela o apoie.''
- Marco Aurélio
vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

26/7/2022, 18:14
Amigos, agradeço profundamente todos os comentários...

A bem falar, devo dizer que faz 7 meses que não levo o reboot a sério. Essa é a verdade. No entanto continuo postando....

Eu lembro quando cai com 100 dias ou mais, no final de dezembro do ano passado. Desde essa queda, eu não consegui ultrapassar os 21 dias. São 7 meses imerso no vício (é verdade!). Não com a mesma frequência dos tempos sombrios pré-fórum, é claro, mas imerso no vício. Eu estou imerso no vício no momento, mesmo que fique, digamos 8 dias limpo.

Eu já estive bem melhor. Seria legal ver nosso avanço no reboot fazendo uma linha do tempo do nosso progresso. Uma espécie de gráfico. Eu poderia fazer isso pelo meu diário, já que quando descobri esse fórum que comecei a lutar contra o vício em pornografia. Eu diria que boa parte de minha vida, nos últimos 6 anos está relatada aqui. Ainda mas eu, que escrevo um monte de coisa. O gráfico seria show de bola, mas exigiria muita paciência pra fazer.

Eu sou otimista, amigos. Acredito que todas as coisas contribuem para a evolução. As circunstâncias, situações. Inclusive as que achamos ruins ou que não gostamos. Essas coisas são pro nosso crescimento. Se entendêssemos isso bem no fundo, talvez nos sentíssemos mais em paz com os reverses da vida.

Todas as coisas são um aprendizado. O vício em pornografia, portanto, é um aprendizado. No final das contas, acaba sendo pro nosso próprio bem. E também, é fruto dos nossos atos. Fazer o que? Se é inconsciente, por ignorância ou qualquer outro motivo, o ato e seus efeitos estão lá. Não existe como fugir das consequências das coisas.

Eu recai mais uma vez uns dias atrás. No mesmo dia, minha mãe me enviou uma mensagem, amorosa e tudo o mais. Eu falei que eu estava jogando minha vida fora. Falei até do vício em pornografia. Ela tentou me dar ânimo, falar coisas boas, eu fiquei com uma vontade de ser grosso, sei lá. Optei por não responder. Mas acabei voltando a conversar com ela, me controlando pra não dar pedradas nela. Tentando ouvir ela.

É muito claro como o efeito da pornografia é 100% maléfico e negativo, em muitos sentidos. Eu consegui ter uma noção de como meu cérebro estava agindo no automático, sendo grosso com minha mãe. Notei como eu fui retornando argumentos infantis. Porra. Sim, nós temos um lado infantil, sem dúvidas. Ele é imaturo mesmo. Ele é pouco instruído. Não tem controle. Ele só se reclama e não quer fazer nada.

Vi um comportamento tipicamente infantil se manifestar em mim, na conversa com minha mãe. Sabem o que é curioso? Se eu estivesse com 30 dias distante da pornografia, eu jamais teria falado nenhuma daquelas coisas.

O efeito do vício em pornografia é muito mais amplo do que a gente imagina. A partir da minha experiência pessoal, isso me faz regredir no tempo, pra um momento em que meu desenvolvimento psico-emocional era muito menor. Pros 14 anos, por exemplo. Como éramos aos 14 anos de idade? Quando eu consumo pornografia, eu retorno para aquele momento.

Sabem, é normal pessoas de 14 anos fazerem um monte de merda. É normal, não é? Imaturos. Não tem porque ter raiva disso, ou julgar as pessoas por serem imaturas. Aliás, é normal fazer merda em todas as idades. Eu conheço uns caras bem mais velhos, que fazem merda atrás de merda, amigos. Mas o que eu quero dizer é que deveríamos tentar cultiva o amor a nós mesmos, e também aos outros, mesmo que eles errem muitas e muitas vezes.....

Vejam o que estou fazendo, consumindo pornografia regularmente a 7 meses. O que vou fazer? Me dar pedradas e me chamar de lixo? Não posso fazer isso! Se estou recaindo, é porque eu ainda não aprendi algo. Estou repetindo a lição, já que ela não foi aprendida. Eu nunca perdi de ano na época de escola. Imagino que deve ser muito chato. Mas necessário.

E se eu tivesse uma namorada? Com certeza, já teria me largado, ou então ficaria apontando meus defeitos o tempo todo. O que iria me colocar sobre pressão. Sei lá.

Sobre a questão sexual, posso dizer que é muito triste quando a pessoa prefere relações virtuais degradantes do que experiências saudáveis reais.

A última vez que eu fiz sexo, seria melhor esquecer. Me fez muito mal. Transei com uma aleatória bebâda da noite, e sinceramente, não sei porque fiz isso, já que entre transar com certas pessoas e se masturbar, é muito melhor se masturbar. Usei preservativo, pois sou paranóico com essas coisas e não quero problemas. Acho que fiz isso por desespero. Sei lá. Foi realmente muito péssimo e eu não faria isso de novo.

Minha sexualidade é evidentemente ferida, muito ferida. E também, eu não consigo me abrir para os outros. Isso é muito foda. Pessoas - mulheres inclusas - muito legais, bonitas, atraentes, interessantes e tudo o mais, se aproximam de mim. Se interessam por mim genuinamente. Algumas me desejam. Chegam a deixar isso claro. Mas eu meio que bato a porta na cara delas. Eu chego a ser grosso com elas. Não manifesto nenhum sinal de retorno. Ao contrário, as vezes eu chego a demonstrar até mesmo desprezo. Isso é muito absurdo. Vocês conseguem imaginar isso? Uma mulher legal, com um ótimo papo, bacana, atraente, demonstrar interesse por você, e você demonstrar escárnio, ironia, e ir embora deixando ela no ar? Não vou me alongar sobre isso aqui.

Bom, vou tentar não pensar nisso. Não ser escravo da minha vontade. Preciso entender que algo na minha mente travou no tempo, e não está me deixando seguir em paz. Tem que entender qual foi o ponto da trava, e desengatar essa ideia que ficou presa. Acima de tudo, meus amigos, viver no presente. Eu agora, não estou no presente. Estou obviamente sob o peso de algo do passado, que está me esmagando. Eu preciso MUITO de MAIS PRESENTE.

Todas essas coisas devem ser trabalhadas, se quisermos seguir bem. Continuo na psicóloga, uma vez por semana. E eu tenho meus recursos. Eu entendo um pouco dessas coisas, pois tem muitos terapeutas na minha família. Não estou fazendo uso de todas as minhas ferramentas. Estou longe disso. Mas tem uma em particular que eu não largo de jeito nenhum.

Não acreditem em soluções rápidas para problemas antigos e crônicos. A probabilidade de ser mentira, engano e engodo é muito alta. Imaginem se o nome do fórum fosse: "se livre da pornografia em 90 dias". Seria como uma propaganda mentirosa de algum remédio. Quase ninguém consegue ficar 90 dias limpo, de primeira. Fora as pessoas que levam vários anos pra atingir essa marca. Enfim, o tempo do amadurecimento emocional é lento. Não tem jeito.

Pra finalizar esse post, começo a trabalhar no dia 1 do mês que vem. Já deixei claro o quanto isso vai me fazer bem, em todos os sentidos possíveis. Honestamente, essa experiência vai ser tão rica pra mim quanto um namoro. Uma daquelas experiências que nos dão um novo ânimo, um gás, que faz com a gente se sinta bem melhor, mais radiante, etc. Puro aprendizado do início ao fim. Eu quero usar essa oportunidade pra alavancar de vez meu reboot e não parar de pedalar. Acho que dará certo.

No mais, a parte profissional da minha vida tem me deixado muito triste mesmo. Profundamente. Eu estou como uma folha ao vento. Totalmente perdido. Preciso de muita meditação mesmo, pra encontrar em mim as respostas quanto ao que devo de fato fazer.

Eu tenho a certeza que o vício em pornografia está me deixando parado na vida. Está me impedindo de pensar claro. Me impedindo de seguir meu caminho. Me impedindo de encontrar essas respostas. Tirando minha energia para realizar meus projetos (isso aqui é 100% de certeza). Tá complicado, amigos. Mas quero seguir.

Já parei de beber. Não to sentindo vontade de beber. E olha que eu meti o pé na jaca pesado, com o álcool. Mas por alguma razão, não estou sentindo vontade nenhuma de beber.

Estou ENROLANDO pra fazer musculação. Putz. É extremamente difícil pra mim superar esse ponto da zona de conforto. Ir malhar. Minha resistência a isso é muito alta.

Sabe onde temos a maior resistência, amigos? Exatamente no nosso ponto mais fraco. Isso ai é sem dúvidas.

No entanto, cada um que sente o quanto a coisa pega. Não existe padrão pra essas coisas. Só nós mesmos podemos dizer o quanto aguentamos. Vejam que cada um tem seu próprio ritmo aqui no reboot. Cada um que sabe o quanto está disposto a vencer.

Fico por aqui.

Até a próxima. Grato por quem acompanha.

Excelente reboot para todos.

_______________________________________

Gardenzio e Rottweiler gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2209
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

27/7/2022, 09:47
Salve Vierk!

Interessante como consegues te analisar com clareza. O primeiro passo para mudarmos é ter consciência do que estamos enfrentando, mano.

Mas ao invés de ficar observando muito o problema, diga a si mesmo o que você vai fazer para superá-lo. Use as palavras ao seu favor, e hackeie seu cérebro para que ele lhe ajude a conquistar o que você deseja.

Às vezes pode parecer difícil, às vezes estamos mergulhados nas incertezas... Até aí tudo normal, todos nós passamos por isso. Mas não desanime e continue buscando seu caminho.

Instalar um novo hábito é sempre desafiador. Às vezes o que me ajuda é colocar uma meta mais factível de ser realizada, e não me exigir demais. Às vezes me dá preguiça de sair com os cachorros, pois sei que o ideal seria passear 30 a 40 min com eles. Mas digo a mim mesmo "pelo menos 15 min", aí vou, é mais fácil de realizar, e muitas vezes acabo passando desse tempo estipulado. Isso tem me ajudado.

No mais, meu bom, envio-lhe forças. Continue a caminhar e a construir a sua jornada.

Estaremos aqui para lhe ajudar no que for preciso.

Abs!

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



vierkenes
vierkenes
Mensagens : 913
Data de inscrição : 25/03/2016

Diários - Vierkenes - Página 13 Empty Re: Diários - Vierkenes

1/8/2022, 15:59
Grato pela mensagem, Gardenzio!

Amigos, a bem falar a verdade, eu estou entregue a exatos 7 meses (desde o final de dezembro). Porque continuei postando aqui? Porque acredito que os momentos em que estamos entregues faz parte do caminho. Talvez tenha mentido amplamente aqui, pra mim mesmo, tentando me justificar ou algo do tipo. Também acontece, amigos.

Recai mais uma vez. Percebi como estava trocando todos meus objetivos de vida por uma gozada. O vício em pornografia tira nossa energia para realizar as coisas boas da vida - trabalhar, curtir, se cuidar, namorar, fazer exercício físico, etc.

Em resumo, minha corrente de destruição estava muito alta. Estava investindo toda minha energia vital destruindo a mim mesmo. Com práticas que diminuem a energia. Até ela diminuir a um nível assustador, de tão baixo.

A boa nova é que se fizermos a coisa certa, as coisas podem vir a ficar muito boas.

Não é tão difícil. Mas também não é tão simples. Apenas a lógica aqui não adianta, meus amigos. O que vocês preferem: se masturbar pra uma tela, ou ter potência, sensibilidade e vontade de transar de verdade, e transar bem? Em termos lógicos, a resposta é uma só. Mas o vício não é apenas uma questão de lógica.

Muitas vezes, nossas bases são destrutivas. Nossos alicerces são destrutivos. Acho que esse é meu caso. Aí a coisa complica mais. Creio ser necessário um trabalho pra trocar esses alicerces. O que necessariamente leva tempo.

Temos muito pela frente, amigos. Jamais achem que não possuem tempo, ou que é tarde demais pra alguma coisa.

TUDO só pode começar A PARTIR DE AGORA. E não, não estamos mortos nem destruídos. Mesmo que alguns estejam se sentindo extremamente mal, não estão destruídos.

Posso dizer aos senhores que nossa potência é ENORME. É que ainda tem muita coisa encobrindo esse poder - como o vício em porn, por exemplo. Mas acreditem que por trás disso, o poder É MUITO GRANDE MESMO.

Amigos, amanhã começa o novo trabalho. Isso me deu uma nova perspectiva e vai fazer uma mudança radical na minha vida e na minha rotina.

Pretendo aproveitar esse "gancho" pra alavancar meu reboot e sair disso. É o gancho perfeito. Melhor até que um namoro, pensando na atual circunstância de minha vida. Eu estava precisando muito disso, pois estou a meses parado. Essa é a lição do momento.

Essa semana, vou ver como me saio no trabalho. O ritmo com que trabalho, minha produtividade. Vou conhecer e ajustar a minha rotina.

Depois disso, pretendo colocar a musculação no meio disso. Ainda vou ver quais horários ficam mais convenientes para mim.

Espero, com fé em Deus, sair do buraco, consequência dos meus atos. Dos meus atos em ignorância. Como uma criança, por exemplo, que coloca a mão na frigideira pra ver se é quente. Ela não sabia o que é aquilo, então experimentou pra ver. É assim que a gente aprende as coisas. E não são poucas as vezes em que nos damos mal nisso tudo.

Tenham em mente que não é possível fugir dessa luta contra o vício.

O vício está dentro da gente, portanto, não adianta viajar, arranjar uma namorada, destruir o computador, etc. Essas coisas podem funcionar por um curto período de tempo, apenas, e nos dar a impressão de que são uma solução. Mas se não for feito um trabalho correto no reboot, o vício vai retornar. O problema é NÓS MESMOS.

Não existe como fugir da luta contra o vício.

Mesmo quem quiser desistir e afundar mais, uma hora, quando o desespero bater forte, vai retornar pra cá com o rabo entre as pernas, pedindo socorro. E nós vamos ajudar essa pessoa, perfeitamente.

Nunca é tarde pra retornar a boa luta. Até mesmo porque ela é inevitável. Quem quer que queira retornar de verdade pro barco do reboot, será bem acolhido aqui.

Em suma, ainda estou FRACO, mas estou me sentindo disposto a ter DIGNIDADE própria, e alguma FORÇA interna. Pois ainda quero fazer algumas coisas nessa vida. Todas elas valem mais a pena do que ficar no quarto me masturbando.

Fiquem bem.

Fé em Deus.

Excelente reboot para todos.

_______________________________________

Mike e Drew gostam desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos